Marc Marquez Brinca com Viñales e conquista 11ªVitória na temporada em Phillip Island

O Sábado de classificação não aconteceu, Isso não quer dizer que não teve história. Na hora certa, (dentro das condições de que tivemos algum atraso em relação dos 30 minutos de paralização da Moto 3) O 4ªTreino Livre estava rolando, Até que um acidente gravíssimo com o português Miguel Oliveira (Que não pode participar da corrida) e as peças da placa de comunicação de Jack Miller fizeram o treino livre parar.

Depois disso todos os pilotos foram para uma sala de reunião. Lá, Se discutiu se a classificação iria acontecer. Foi uma reunião de quase 20 minutos, Até que todos os pilotos saíram de lá, Ainda não tinha uma resposta certa do que iria se fazer, Mas ela não demorou muito, Decidiu-se pelo cancelamento da Classificação, Que foi realizada no dia da corrida pela manhã.

Grid de Largada da MotoGP:

pospilotoEquipeMotoTempo
112Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’28.492
220Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamaha1’29.043
393Marc MárquezRepsol Honda TeamHonda1’29.216
446Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’29.243
59Danilo PetrucciDucati TeamDucati1’29.339
635Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHonda1’29.535
741Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’29.558
829Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniAprilia1’29.581
943Jack MillerPramac RacingDucati1’29.615
104Andrea DoviziosoDucati TeamDucati1’29.667
1121Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamaha1’29.716
1242Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’29.947
1336Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’29.712
145Johann ZarcoLCR Honda IDEMITSUHonda1’30.008
1563Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’30.075
1617Karel AbrahamReale Avintia RacingDucati1’30.165
1744Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTM1’30.180
1882Mika KallioRed Bull KTM Factory RacingKTM1’30.495
1999Jorge LorenzoRepsol Honda TeamHonda1’31.179
2055Hafizh SyahrinRed Bull KTM Tech 3KTM1’31.285
2153Tito RabatReale Avintia RacingDucati1’31.941

A prova aconteceu normalmente e foi muito disputada no começo, até que Marc Marquez teve um grande duelo com o Espanhol e favorito a vitória Marevick Viñales da Yamaha.

O Sol chegou a sair para essa corrida. Na largada, Uma incrível largada de Valentino Rossi, que saiu do 6ºlugar para a liderança da prova, com Cal Crutchlow em 2º e Andrea Iannone passando do 8º para o 3ºlugar com sua moto da Aprilla. Na curva 2, Danilo Petrucci acabou caindo e levando com ele o Francês Fábio Quartararo, Todo arrebentado pelo fortíssimo acidente que sofreu na sexta-feira acabou com o seu final de semana de volta para o chão.

Nas primeiras 2 voltas, Rossi tentou disparar na frente, Mas Crutchlow foi para cima do piloto da Yamaha, Enquanto que Iannone com sua Aprilla era fortemente ameaçado pelo Formiga Atômica, chegando a passar o italiano. Porém, Andrea Iannone estava num dia inspirado e voltou a 3ªposição.

Cal Crutchlow no começo da 4ªvolta superou Rossi e assumiu a liderança, Na curva 2, Iannone superou Valentino Rossi e passou para o segundo lugar. Não satisfeito, Na curva 10 o piloto da Aprilla passou a liderar a corrida, Com uma moto ágil nas curvas. Porém, Na Reta, Crutchlow conseguiu recuperar a liderança sem grandes problemas, Com a potência muito maior da Honda sobre a Aprilla.

Já Marc Marquez ganhou a 3ªposição de Rossi e depois foi para cima de Iannone, Arrancando o segundo lugar do piloto Italiano. Outro que vinha muito bem era Marevick Viñaes, Após fazer uma largada ruim o piloto da Yamaha se recuperava e subia na tabela de classificação. Ao contraio de Rossi que ira ladeira abaixo na classificação. O veterano que completava 400 corridas na MotoGP estava em 6ºlugar, A frente de Aleix Espargaró. (Que começou muito bem a corrida, Chegando a estar até em 5ºlugar).

Por falar na Aprilla, Seus pilotos estavam levando as duas motos para os 5 primeiros colocados: Iannone em 2º e Aleix Espargaró em 5ºlugar. Bem diferente do ano todo, onde quase nunca vimos um dos dois bem colocado na parte intermediária da tabela.

Porém, a festa da Iannone e Espargaró logo acabaria. Marquez passou Iannone e assumiu o segundo lugar. Na 8ªVolta, Viñales superou Iannone e assumiu o 3ºlugar e foi a caça de Marquez.  Os dois estavam atrás de Cal Crutchlow da LCR Honda, Numa brilhante atuação do piloto britânico. Porém, Era a Yamaha que tinha a moto mais rápida do final de semana.

Viñales chegou em Marquez e executou a ultrapassagem no final da 9ªvolta. O piloto da Yamaha assumiu o segundo lugar e acabou indo para cima de Crutchlow. Iannone e Aleix Espargaró seguravam o 4º e 5ºlugares heroicamente.

Crutchlow ainda tentava resistir bravamente Viñales, Mas não foi páreo para o espanhol, que na curva 4 da 10ªVolta passou para a liderança. Depois disso, Marquez não decidiu esperar e foi pra cima com tudo, Trombando com Crutchlow e ganhando a posição do britânico, (Que perderia a posição para Iannone) Que se recuperou e voltou a 3ªposição.

Os dois primeiros colocados abriram, Viñales tinha uma moto muito mais ágil e equilibrada que a moto da Honda de Marquez. Crutchlow estava ficando mais para trás em 3º. Mais atrás ainda, Vinham Rins e Rossi disputando o 4ºlugar, Já Iannone caiu para o 7ªlugar após perder posição para Andrea Dovizioso. Miller, Aleix Espargaró e Francesco Bagnaia completavam os 10 primeiros colocados na metade da prova.

Enquanto Viñales tentava abrir diferença na liderança, Seu oponente Marc Marquez vinha estudando seus movimentos para tentar um bote certeiro na parte final de prova. (Assim como foi em Mizano com Quartararo) A disputa da prova estava na liderança, Mas o ponto de ebulição da prova estava na disputa pela 4ªposição sem dúvida nenhuma. Valentino Rossi que chegou a cair para a 7ªposição acabou melhorando seu rendimento e voltou para o 4ºlugar, Superando Alex Rins. O 1ºpiloto da Suzuki começaria a perder drasticamente rendimento e acabou sendo superado pelo Italiano Andrea Dovizioso, Que depois disso foi para o ataque para cima de Valentino Rossi.

Na 18ªVolta, Dovizioso usa a potência de sua Ducati para superar o piloto da Yamaha. Rossi insistiu e recuperou a posição na curva 4. A 9 voltas do final, Dovizioso deu um fim nessa disputa e tomou de vez o 4ºlugar de Rossi, que acabou sendo superado pelo Jack Miller e pelo Italiano Francesco Bagnaia, Ambos da Pramac. O Doutor despencou de desempenho de vez. Quando parecia que Dovizioso iria disparar na 4ªposição, Mas por incrível que pareça, Bagnaia passou pelo Jack Miller e pelo provável vice-campeão do Mundo Dovizioso passando para um excelente 4ºlugar. A 4 voltas do final, Andrea Iannone acabou superando Dovi e ganhou o 6ºlugar, Mesmo assim o piloto da Ducati estava tentando reagir. Rossi e Rins já foram para trás, Os dois não aguentaram o Ritmo de Prova.

A Chuva parecia que começava a cair, Mas não o bastante para atrapalhar a disputa pela vitória entre Viñales e Marquez. Parecia que o piloto da Yamaha iria repetir a vitória de 2018. A não ser por um detalhe: “O Adversário era Marc Marquez” O Formiga Atômica em uma tentativa certeira acabou passando para a liderança da prova.

Viñales tentou tudo para tirar a vitória das mãos de Marquez, Até que na curva 10, O Piloto da Yamaha acabou perdendo o controle da moto e indo para o chão. A prova acabou e a Honda faz uma dobradinha nessa temporada. Vitória de Marc Marquez da Honda Repsol, A 11ªVitória na temporada de 2019 do já Campeão da Temporada. Cal Crutchlow fez uma bela corrida, Chegando em uma belíssima 2ªPosição. Com sua LCR Honda, em seu melhor resultado do ano.

O pódio foi completado pelo Australiano Jack Miller, Em uma bela corrida do piloto da Pramac, superando por muito pouco seu companheiro de equipe, Francesco Bagnaia obteve sua melhor corrida da carreira e seu melhor resultado do ano, Disparadamente com o 4ºlugar, Chegando a frente de muitos favoritos ao pódio.

Outro que fez seu melhor desempenho no ano de estreia foi Joan Mir, O piloto da Suzuki não chamou atenção de ninguém e foi ganhando posições queto e acabou a prova em uma ótima 5ªposição. Andrea Iannone finalmente conseguiu mostrar seu potencial dos seus melhores dias na MotoGP, Levando a Aprilla a liderar uma corrida e de brigar pela parte da frente e terminar a prova em 6ºlugar.

Andrea Dovizioso teve uma corrida fraca, Mas o 7ºlugar foi o suficiente para garantir o 3ºvice-campeonato da sua carreira na MotoGP. O veterano Valentino Rossi ficou em 8ºlugar, em sua 400ªcorrida da sua carreira. A Largada fez seus fãs sonharem com uma possível vitória, Mas esse desejo se acabou ainda nas primeiras voltas. Alex Rins teve também queda de rendimento na segunda metade de corrida e acabou em 9ºlugar. Aleix Espargaró também teve destaque no começo, Mas ele acabou sendo ofuscado pelo brilho de Iannone. O Italiano acabou a prova em 10ºlugar.

Franco Morbidelli teve mais um dia bem ruim. Eu não se até quando vai a paciência da Petronas com um desempenho tão abaixo do desempenho de Fabio Quartararo. (Chegando em 11ºLugar) Pol Espargaró ficou em 12ºlugar, levando a KTM para mais alguns pontos, Superando a Johann Zarco. A Estreia do piloto Francês na LCR Honda não foi nada decepcionante, Com a Honda 2018, fez o que era possível e de forma bem Digna.

Karel Abraham e Hafizh Syarhin completaram a zona de pontuação. Depois de 22 segundos, chegava Jorge Lorenzo em 16ºlugar. Em um final de temporada e de carreira bem decepcionante. Esta muito na cara que o momento do Gladiador do Asfalto é de despedida da equipe, Da pior maneira possível. Nesse domingo teremos a penúltima etapa do Mundial de Motovelocidade. O GP da Malásia, Em Sepang. Com ainda a Moto 2 em disputa de título. A MotoGP e a Moto 3 já tem seus campeões conhecidos.

Fotos:

Resultado final do GP da Austrália
MotoGP

pospilotoEquipeMotoTempo
193Marc MárquezRepsol Honda TeamHonda40’43.729
235Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 11.413
343Jack MillerPramac RacingDucatia 14.499
463Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 14.554
536Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 14.817
629Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniApriliaa 15.280
74Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 15.294
846Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 15.841
942Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 16.032
1041Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 16.590
1121Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 24.145
1244Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 26.654
135Johann ZarcoLCR Honda IDEMITSUHondaa 26.758
1417Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 44.912
1555Hafizh SyahrinRed Bull KTM Tech 3KTMa 44.968
1699Jorge LorenzoRepsol Honda TeamHondaa 1’06.045
x12Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 1 Volta
x82Mika KallioRed Bull KTM Factory RacingKTMa 3 Voltas
x53Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 24 Voltas
x20Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 27 Voltas
x9Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 27 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2 na Austrália: Brad Binder ganha 3ªCorrida do ano e disputa segue em aberto pelo título da Moto 2

Pela terceira vez na temporada Brad Binder da KTM venceu em 2019, Uma bela prova do Guepardo Sul-Africano, Ajudado pela equipe que não permitiu a ultrapassagem de Jorge Martin, que fez seu melhor final de semana na Moto 2. Thomas Luthi completou o pódio. Alex Marquez ficou em 8ºlugar, após uma corrida nervosa aonde ele ficou flertando com o muro. Dessa forma, a Moto 2 é a única categoria em aberto do Mundial de Motovelocidade em 2019.

Classificação foi realizada na madrugada do Sábado.

No Q1, Os Favoritos eram 6: Baldassarri, Gardner, Lowes, Marini, Schrotter e Vierge. Porém, Quem começou na frente foi o Alemão Phillipe Oettl da Tech 3. Com Vierge, Joe Roberts da American Racing e Xavi Cardelus (Acreditem nisso!) nas 4 primeiras posições. Porém, essa classificação certamente não iria se manter. E acabou não se mantendo mesmo, Lorenzo Baldassarri assumiu a ponta, Com Roberts, Gardner, Vierge, Bendsneyder, Schrotter nas 6 primeiras posições. Oettel caiu para o 8ºlugar.

A 7 minutos e meio do final, O Inconstante Remy Gardner da SAG subiu para o segundo lugar, com 1:34.599. 3 minutos depois. Lowes era o líder, Com Gardner, Bendsneyder e Schrotter classificados para o Q2. Deixando Vierge e Baldassarri de fora da fase final de classificação.

O piloto da Pons reagiu e subiu para o 3ºlugar, Usando o vácuo de um de seus adversários, Mas logo foi superado por Xavi Vierge e Luca Marini e acabou caindo para 5ºlugar e ficou de fora do Q2. Classificaram: Sam Lowes da Gresini, Remy Gardner da SAG, Xavi Vierge da Marc VDS

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
122Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’34.357
287Remy GardnerONEXOX TKKR SAG TeamKalex1’34.599
397Xavi ViergeEG 0,0 Marc VDSKalex1’34.669
410Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex1’34.772
57Lorenzo BaldassarriFLEXBOX HP 40Kalex1’34.812
664Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTS1’34.970
723Marcel SchrötterDynavolt Intact GPKalex1’35.012
816Joe Robertsmonday.com American RacingKTM1’35.072
95Andrea LocatelliItaltrans Racing TeamKalex1’35.220
1077Dominique AegerterMV Agusta Temporary ForwardMV Agusta1’35.388
1196Jake DixonGaviota Angel Nieto TeamKTM1’35.401
1265Philipp ÖttlRed Bull KTM Tech 3KTM1’36.003
1354Mattia PasiniTasca Racing Scuderia Moto2Kalex1’36.320
1435Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’36.750
1518Xavier CardelúsGaviota Angel Nieto TeamKTM1’37.206
1647Adam NorrodinPetronas Sprinta RacingKalex1’37.376
173Lukas TulovicKiefer RacingKTM1’37.533
1820Dimas Ekky PratamaIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’39.830

A Parte final da Classificação começou com todos os candidatos ao título da Moto 2 na disputa pela pole position. Sam Lowes, Mesmo que fosse pole teria de largar da última posição por causa de uma manobra estupida pra cima de Jesko Raffin da NTS.

No começo, Vierge foi superior a Marc Marquez por 3 décimos na frente, Mas logo o Italiano Marco Bezzecchi superaria os pilotos da Marc VDS e assumiria a ponta . Mas logico que o líder do campeonato não deixaria isso por menos e acabou marcando uma volta muito melhor (1:34.207) e assumiu a liderança, Mas logo foi superado pelo Luca Marini e pelos dois pilotos da Red Bull (Brad Binder e Jorge Martin).

A Pole que estava nas mãos do piloto Sul-Africano acabou passando para as mãos de Jorge Navarro, A menos de 8 minutos do final da Classificação. Mal sabiam que os tempos não iriam mais mudar. A Chuva começou a cair e o vento acabou de atrapalhar qualquer possibilidade de uma possível melhora de tempo. Navarro acabou ficando com a Pole position, O piloto da Speed UP larga na frente de Brad Binder da KTM em 2º e de Luca Marini da Kalex em 3º compondo a primeira fila.

Na segunda fila, As posições de Fabio di Giannantonio e de Jorge Martin foram mantidas, Mas a Posição de Sam Lowes, que era o 6ºlugar já era (por causa da punição dele pela manobra imprudente em Jesko Raffin) Com isso, Alex Marquez passou do 7º para a 6ºposição, Subindo da 3ª para a segunda fila.

Na terceira fila, largaram Jesko Raffin (Que foi muitíssimo bem com o chassi da NTS), Marco Bezzecchi da Tech 3 (Belo final de ano do estreante) e Iker Lecuona. (Contratado pela Tech 3 na MotoGP, por incrível que pareça!) Os outros 2 postulantes ao título Thomas Luthi larga em 10ºlugar e Augusto Fernandez largando em 16ºlugar não foram muito bem na classificação.

Fotos:

Grid de Largada da Moto 2:

pospilotoEquipeMotoTempo
19Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Up1’33.565
241Brad BinderRed Bull KTM AjoKTM1’33.886
310Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex1’33.934
421Fabio Di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Up1’33.936
588Jorge MartínRed Bull KTM AjoKTM1’33.941
673Álex MárquezEG 0,0 Marc VDSKalex1’34.136
72Jesko RaffinNTS RW Racing GPNTS1’34.243
872Marco BezzecchiRed Bull KTM Tech 3KTM1’34.250
927Iker Lecuonamonday.com American RacingKTM1’34.257
1012Thomas LuthiDynavolt Intact GPKalex1’34.293
1111Nicolò BulegaSKY Racing Team VR46Kalex1’34.497
1262Stefano ManziMV Agusta Temporary ForwardMV Agusta1’34.663
1387Remy GardnerONEXOX TKKR SAG TeamKalex1’34.694
1497Xavi ViergeEG 0,0 Marc VDSKalex1’34.730
1545Tetsuta NagashimaONEXOX TKKR SAG TeamKalex1’34.399
1640Augusto FernándezFLEXBOX HP 40Kalex1’35.173
1733Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex1’36.305
187Lorenzo BaldassarriFLEXBOX HP 40Kalex1’34.812
1964Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTS1’34.970
2023Marcel SchrötterDynavolt Intact GPKalex1’35.012
2116Joe Robertsmonday.com American RacingKTM1’35.072
225Andrea LocatelliItaltrans Racing TeamKalex1’35.220
2377Dominique AegerterMV Agusta Temporary ForwardMV Agusta1’35.388
2496Jake DixonGaviota Angel Nieto TeamKTM1’35.401
2565Philipp ÖttlRed Bull KTM Tech 3KTM1’36.003
2654Mattia PasiniTasca Racing Scuderia Moto2Kalex1’36.320
2735Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’36.750
2818Xavier CardelúsGaviota Angel Nieto TeamKTM1’37.206
2947Adam NorrodinPetronas Sprinta RacingKalex1’37.376
303Lukas TulovicKiefer RacingKTM1’37.533
3120Dimas Ekky PratamaIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’39.830
3222Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’34.041

No domingo foi realizada a prova sobre pista encoberta, Mas sem chuva e nem se quer vento forte em Phillip Island. Poderia ser o dia da primeira vitória do espanhol Jorge Navarro, Mas não foi isso que aconteceu. Já na largada, Navarro vai mal e Binder foi muito bem, passando para a liderança, com uma grande largada de Jorge Martin que pulou do 5º para o segundo lugar, Navarro caiu para o terceiro lugar. No começo da prova, iker Lecuona sem tomada acabou derrubando Luca Marini e Marco Bezzecchi, Liquidando com as chances de campeonato do piloto da VR46 de vez. Com isso, Lecuona acabou punido com a volta longa.

Quem se deu bem foram Alex Marquez e Thomas Luthi que subiram para o 4º e 5ºlugares, Mas logo o suíço passou Little Marquez que começou a ficar para trás. Perdendo posições para Remy Gardner e para um surpreendente Stefano Manzi com a MV Agusta. Na 5ªVolta, Xavi Vierge acabou indo para o chão e deixando a corrida. Se Marquez vinha mal, Augusto Fernandez vinha bem pior, Estava em 14ºlugar.

Os dois pilotos da KTM fugiram na frente, Com Navarro cada vez mais longe de Binder e Martin e cada vez mais e mais perto do piloto da Speed UP estava sendo ameaçado pelo Luthi. O Suíço vinha mirando o pódio. Enquanto que Marquez estava nervoso, vinha flertando o chão a qualquer momento. Em 10 voltas, o espanhol vinha em um apático 8ºlugar.

Na 11ªVolta, Luthi super Navarro ganhando o 3ºlugar, Enquanto que Tetsura Nagashima e Stefano Manzi superaram Alex Marquez e assumiram o 7º e 8ºlugares respectivamente. Com o 9ºlugar o campeonato poderia ficar mais aberto do que nunca. Pior que isso, Marquez fazia uma corrida bem ruim, muito inseguro e com medo de quedas. Na frente dele vinham Lorenzo Baldassarri, Remy Gardner e Stefano Manzi. Pilotos que não tem condições normais de ficarem na frente do piloto da Marc VDS. Logo atrás, Iker Lecuona vindo de uma punição pressionava Alex assim como Nagashima e Schrotter.

Brad Binder vinha com os pneus bem mais desgastados do que os pneus de Jorge Martin. Tinha tudo para Martin ganhar sua primeira corrida na Moto 2. Porém, A KTM visto que Brad Binder tinha ainda chances de título não iria deixar de forma nenhuma Martin tirar 5 pontos do principal piloto da equipe. Claro que não, ainda por mais, Luthi não estava conseguindo baixar a diferença para os 2 primeiros colocados. Se quer tinha qualquer ameaça a dobradinha da KTM (Que era a primeira do ano) Por isso, Martin continuou logo atrás de Binder em 2º.

A 6 voltas do final, Marquez conseguiu uma pequena reação, Passando a Tetsura Nagashima e depois acabou o líder do campeonato junto de Nagashima passando Stefano Manzi subindo para o 8ºlugar. Um pouco mais a frente, Lorenzo Baldassarri, Iker Lecuona e Remy Gardner disputavam o 5ºlugar.

Brad Binder no final abriu vantagem para Jorge Martin e confirmou sua 3ªVitória na categoria. O Sul-Africano continua vivo na disputa pelo título e mostrava o desperdício que a KTM faz em acabar com o projeto na Moto 2 para 2020. É uma boa moto que tinha que continuar na categoria no ano que vem, Mesmo com uma equipe independente e mesmo sendo desenvolvida por uma equipe independente.

Jorge Martin fez uma bela corrida, Venceria em condições normais, Mas como se trata de uma disputa de campeonato a chance vitória de Martin acabou sendo sacrificada em nome do campeonato a favor de Binder. Foi a primeira dobradinha do ano para a equipe KTM Ajo. O pódio foi completado pelo Suíço Thomas Luthi. O piloto da Dynavolt baixa a vantagem de Alex Marquez para 28 pontos, Com 50 pontos em jogo, pode ser que a decisão vá mesmo para Valência no dias 15, 16 e 17 de novembro. Um que esta praticamente sem chances é Jorge Navarro, que largou mal e não fez diferença na corrida, fechando a prova em 4ºlugar. Ele vem a 48 pontos atrás de Marquez. Um 14ºlugar de Marquez em Sepang tira o piloto da Speed UP da disputa do campeonato.

Lorenzo Baldassarri conseguiu se recuperar do ruim dia de sábado e acabou a frente de Iker Lecuona e de Remy Gardner e fica em 5ºlugar. Lecuona após ser penalizado acabou fazendo uma boa corrida, Motivado pelo contrato da Tech 3 para 2020 na MotoGP o Espanhol da American Racing. Remy Gardner ficou em uma boa 7ªposição.

Alex Marquez acabou salvando um importante 8ºlugar, Mas sua corrida foi ruim e ela poderia ter terminado em chão. A sorte do espanhol é que sua vantagem ainda pode permitir o campeonato nesse próximo final de semana, Em Sepang.

Stefano Manzi mostrando melhoras da MV Agusta e dele na parte final de temporada acabou em 9ºlugar, Lutando por posições. Completando os 10 primeiros colocados, O Japonês Tetsura Nagashima. Marcel Schrotter (Mais um desempenho decepcionante do piloto Alemão), Nicolò Bulega da VR46, Jesko Raffin da NTS (Que por sinal fez uma boa corrida), Fabio di Giannantonio e Bo Bendsneyder que acabou em 15ºlugar, Voltando a pontuar na Moto 2.

Domingo que vem, Marquez pode ser o campeão se vencer a corrida em Sepang, independente dos resultados de Luthi, Binder e Navarro, que são os três pilotos que seguem na disputa do campeonato. Marini e Fernandez (que ficou em uma péssima 19ªposição) estão fora da disputa pelo título da Moto 2.

Fotos:

Resultado final do GP da Austrália
Moto 2

pospilotoEquipeMotoTempo
141Brad BinderRed Bull KTM AjoKTM38’53.277
288Jorge MartínRed Bull KTM AjoKTMa 1.968
312Thomas LuthiDynavolt Intact GPKalexa 6.021
49Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Upa 8.151
57Lorenzo BaldassarriFLEXBOX HP 40Kalexa 8.806
687Remy GardnerONEXOX TKKR SAG TeamKalexa 8.955
727Iker Lecuonamonday.com American RacingKTMa 9.455
873Álex MárquezEG 0,0 Marc VDSKalexa 10.055
962Stefano ManziMV Agusta Temporary ForwardMV Agustaa 10.699
1045Tetsuta NagashimaONEXOX TKKR SAG TeamKalexa 11.132
1123Marcel SchrötterDynavolt Intact GPKalexa 14.353
1211Nicolò BulegaSKY Racing Team VR46Kalexa 14.641
132Jesko RaffinNTS RW Racing GPNTSa 18.541
1421Fabio Di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Upa 20.255
1564Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 29.238
1616Joe Robertsmonday.com American RacingKTMa 30.870
1733Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalexa 31.031
185Andrea LocatelliItaltrans Racing TeamKalexa 31.764
1940Augusto FernándezFLEXBOX HP 40Kalexa 33.324
2022Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 37.341
2196Jake DixonGaviota Angel Nieto TeamKTMa 37.392
2265Philipp ÖttlRed Bull KTM Tech 3KTMa 1’09.178
2347Adam NorrodinPetronas Sprinta RacingKalexa 1’10.717
243Lukas TulovicKiefer RacingKTMa 1’11.606
2518Xavier CardelúsGaviota Angel Nieto TeamKTMa 1’12.066
2620Dimas Ekky PratamaIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 1’21.622
2777Dominique AegerterMV Agusta Temporary ForwardMV Agustaa 1 Volta
x35Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 11 Voltas
x97Xavi ViergeEG 0,0 Marc VDSKalexa 22 Voltas
x54Mattia PasiniTasca Racing Scuderia Moto2Kalexa 22 Voltas
x10Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalexa 25 Voltas
x72Marco BezzecchiRed Bull KTM Tech 3KTMa 25 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 – Lorenzo Dalla Porta vence e conquista o título em Phillip Island

Excepcionalmente publicada na terça por motivos de resfriado do comentarista do Portalsportszone.

O italiano Lorenzo Dalla Porta confirmou o favoritismo que tinha e se aproveitando de mais uma queda de Aron Canet, O piloto da Leopard acabou conquistando a 3ªVitória e o título da primeira categoria do Mundial de Motovelocidade.

No dia de sábado, Uma enorme confusão. Como o vazamento de óleo da moto do Australiano Yanni Shaw, Uma Kalex KTM do ano de 2014. Em minutos caíram 7 motos ao mesmo tempo, Entre eles: Tony Arbolino. O Treino acabou ficando paralisado por pelo menos 30 minutos. Nesse meio tempo, Acabou chovendo, isso dificultava os trabalhos de quem queria deixar a pista em condições para o treino continuar.

Após toda essa paralisação, O Treino recomeça. Com o inglês Booth-Amos se destacando na chuva, Fazendo o primeiro tempo de cara, E com a melhora da pista, os Tempos dos pilotos vinham baixando. Porém, O Inglês não perdia o ritmo, Ele era 1 segundo e meio mais rápido que seus adversários.

Booth-Amos ficou na liderança até o finalzinho do Q1. Ele foi superado primeiro pelo Tony Arbolino e depois Jaume Masia e Can Oncu acabaram superando o piloto inglês, que ainda segurou a 4ªposição. Classificando sua moto para o Q2.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
161Can ÖncüRed Bull KTM AjoKTM1’44.878
214Tony ArbolinoVNE SnipersHonda1’44.996
35Jaume MasiáMugen RaceKTM1’45.268
469Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTM1’46.242
584Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTM1’46.284
622Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’47.006
711Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’47.551
812Filip SalacRedox PruestelGPKTM1’48.089
925Raúl FernándezGaviota Angel Nieto TeamKTM1’48.442
1071Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHonda1’48.483
1179Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’48.484
1276Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’48.531
1354Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Honda1’49.097
1415Rogan ChandlerDouble Six Motor SportKalex KTM1’55.110
x9Yanni ShawDouble Six Motor SportKalex KTMSem Tempo
x21Alonso LópezEstrella Galicia 0,0HondaSem Tempo
x40Darryn BinderCIP Green PowerKTMSem Tempo

Assim que começou a fase final de classificação, A Chuva acabou voltando, Com os pilotos com os pneus de pista seca, Fazendo suas voltas. Romano Fenati foi o mais rápido na primeira tentativa que Albert Arenas e Marcos Ramirez. A 9 minutos do final, O Companheiro de Fenati na Snipers, Tony Arbolino supera e marca o melhor tempo e passa a liderar a Classificação. Enquanto isso, O turco Can Oncu acabou caindo na temível curva 4.

Albert Arenas passou a liderança, com 1:40.348 O piloto da Angel Nieto vem fazendo um grande final de temporada, Mas muita coisa iria rolar durante os 6 minutos que tinha a classificação. Aron Canet passou para a ponta, Com 1:39.830 a 5 minutos e 30 segundos do final. 30 segundos depois, Tony Arbolino acabou deixando o treino com problemas mecânicos na sua moto da Honda.

A menos de 4 minutos do final, Marcos Ramirez passou para a liderança, Com Andrea Migno subindo para o 2ºlugar, Enquanto que Niccolò Antonelli foi para o chão. Masia levou o caminhão do chão 1 minuto depois da queda do piloto Italiano.

Ramirez queria confirmar a pole position a 40 segundos do final, Mas ele não consegue melhorar seu tempo e teria uma última chance de melhorar seu tempo. Na Volta final, Ramirez acabou melhorando o seu tempo em 1:38.976 ficando com a pole position.

Aron Canet na sua última volta rápida acabou ficando com o segundo lugar e coloca 4 posições a frente de Lorenzo Dalla Porta. O líder do campeonato vai largar na 6ªPosição. Completando a primeira fila, O Espanhol Albert Arenas da Angel Nieto. Na segunda fila largam John McPhee, que fez uma bela última volta e por muito pouco não ficou na primeira fila. Kaito Toba em 5ºlugar e Lorenzo Dalla Porta em 6ºlugar.

Completando os 10 primeiros colocados: Andrea Migno da Mugen Race, Romano Fenati da Snipers, Celestino Vietti e Dennis Foggia da VR46.

Fotos:

Grid de largada:

pospilotoEquipeMotoTempo
142Marcos RamírezLeopard RacingHonda1:38.976
244Aròn CanetSterilgarda Max Racing TeamKTM1:39.160
375Albert ArenasGaviota Angel Nieto TeamKTM1:39.244
417John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1:39.310
527Kaito TobaHonda Team AsiaHonda1:39.493
648Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHonda1:39.683
716Andrea MignoMugen RaceKTM1:39.715
855Romano FenatiVNE SnipersHonda1:39.818
913Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1:40.061
107Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTM1:40.150
1119Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1:40.189
1224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1:40.396
1314Tony ArbolinoVNE SnipersHonda1:40.417
1469Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTM1:40.656
155Jaume MasiáMugen RaceKTM1:40.844
1661Can ÖncüRed Bull KTM AjoKTM1:41.441
1722Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1:47.006
1811Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1:47.551
1912Filip SalacRedox PruestelGPKTM1:48.089
2025Raúl FernándezGaviota Angel Nieto TeamKTM1:48.442
2171Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHonda1:48.483
2279Ai OguraHonda Team AsiaHonda1:48.484
2376Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1:48.531
2454Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Honda1:49.097
2515Rogan ChandlerDouble Six Motor SportKalex KTM1:55.110
2640Darryn BinderCIP Green PowerKTM1:37.925
2784Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTM1:46.284
2882Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTM1:42.428
2921Alonso LópezEstrella Galicia 0,0Honda1:38.930
309Yanni ShawDouble Six Motor SportKalex KTM1:42.583

O que se temia para o domingo era um dia com vento e com chuva em Phillip Island, Mas isso não aconteceu. Felizmente para o espetáculo que aconteceu na Moto 3. E diga-se de passagem, foi sim um espetáculo. Com o Italiano Lorenzo Dalla Porta confirmando o título da Moto 3.

Na largada, Ramirez manteve a liderança, Mas quem se destacou foi Romano Fenati, que pulou para o 2ºlugar e logo partiu para cima de Ramirez e assumiu a liderança na 2ªvolta. Enquanto isso, Canet e Dalla Porta disputavam as primeiras posições. Tudo indicava que a disputa pela vitória e para a definição do campeonato seria bem disputada.

Porém, tudo acabou no começo da 4ªVolta, Aron Canet se precipitou totalmente, Foi por fora tentar passar todo mundo e acabou indo para o chão no meio da curva 1. Isso praticamente deixou Dalla Porta com o campeonato nas suas mãos. No final da mesma volta, Dalla Porta assumiu a liderança, Com Ramirez, Arbolino, Arenas e Rodrigo na 5 primeiras posições.

Kaito Toba se destacou muito no começo da prova e chegou a incomodar Dalla Porta, assumindo a liderança por alguns momentos da prova. Apesar disso, Dalla Porta continuava na liderança e quando não conseguia isso, Ele acabava ficando nas primeiras posições. Nas voltas seguintes passaram para a liderança: O Perigoso Darryn Binder, Os inconstantes Gabriel Rodrigo e Kaito Toba, Mas Lorenzo Dalla Porta queria ser o campeão com a vitória, Na metade da corrida, O piloto da Leopard Racing voltou a ponta da prova.

A disputa pela liderança continuou, Estava ficando cada vez mais e mais arriscado para Dalla Porta que não se acovardou e continuou nas primeiras posições. Enquanto Alonso Lopez (Que largou do 27ºlugar) subia para a segunda posição o seu companheiro Sergio Garcia acabou indo para o chão na curva da Sibéria. (Bonita, mas perigosa curva) A 9 voltas do final, Lopez foi com tudo e assumiu a liderança da prova, Nesse momento, Dalla Porta foi mais para trás, Mas bastou na reta da volta seguinte para ele passar todo mundo e assumir a liderança. Na mesma volta, Salac acabou caindo, Por causa de um toque do Alonso Lopez.

A menos de 8 voltas do final, Gabriel Rodrigo foi para o chão e atrapalhou demais a corrida de Raul Fernandez. Um ano para se apagar da história do piloto Argentino.

Suzuki chegou na briga e passou para a ponta, Curvas depois Dalla Porta deu o troco. Nas voltas finais, Os adversários foram para cima da pole position e chegaram a passar para a liderança, Mas sempre com Dalla Porta uma hora ou outra voltando a frente. E foi assim até o final da corrida. A 3 voltas do final, Tony Booth-Amos acabou fazendo Andrea Migno e Kaito Toba irem ao chão e deixarem a corrida.

Na última volta, Suzuki arriscou tudo e passou para a liderança, Mas quase se desequilibrou e levou com ele muitos pilotos, inclusive Dalla Porta. Curvas depois, Suzuki foi superado por Dalla Porta e Arenas, Nas curvas finais. Dalla Porta segurou a turma e acabou vencendo pela terceira vez na temporada e confirmou o título da temporada de 2019 da Moto 3. Foi o primeiro campeão Italiano na Moto 3 e foi o primeiro campeão da categoria inicial desde do título de Andrea Dovizioso.

A Leopard Racing teve inclusive a dobradinha, Com o espanhol Marcos Ramirez nos metros finais passou do 4º para o 2ºlugar, Usando o vácuo das motos da frente e por muito pouco não acabou engolindo Dalla Porta. O Pódio foi completado pelo Espanhol Albert Arenas. Foi o terceiro pódio seguido do piloto da Angel Nieto. Enquanto que Tatsuki Suzuki pela segunda fez ficou de fora do pódio em 4ºlugar com sua moto da SIC58. (Equipe de Paolo Simoncelli)

John McPhee acabou em uma corrida muito boa chegando ao 5ºlugar seguido de Darryn Binder, que ao contraio de nas últimas corrida, O irmão de Brad Binder não foi ao chão e se mostrou competitivo a prova inteira.  Seu companheiro de equipe Tony Booth-Amos teve seu melhor final de semana disparado e seu melhor resultado na sua primeira temporada da Moto 3 com o 8ºlugar. Ayumi Sasaki ficou entre os dois pilotos da CIP Green, na 7ªposição.

Tony Arbolino ficou em 9ºlugar e Stefano Nepa que largou em 28ºlugar acabou fazendo uma boa corrida de recuperação e completou os 10 primeiros colocados.

O Portal Sportszone parabeniza a Lorenzo Dalla Porta pelo título Mundial da Motovelocidade – Categoria Moto 3.

Fotos:

Resultado final do GP da Austrália
Moto 3

pospilotoEquipeMotoTempo
148Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHonda37’45.817
242Marcos RamírezLeopard RacingHondaa 0.077
375Albert ArenasGaviota Angel Nieto TeamKTMa 0.088
424Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 0.126
517John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 0.330
640Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 0.772
771Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHondaa 1.029
869Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTMa 1.545
914Tony ArbolinoVNE SnipersHondaa 1.635
1082Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTMa 2.023
117Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTMa 2.340
1255Romano FenatiVNE SnipersHondaa 3.723
1321Alonso LópezEstrella Galicia 0,0Hondaa 7.564
1479Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 7.676
1584Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTMa 8.109
1661Can ÖncüRed Bull KTM AjoKTMa 16.735
1722Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 16.744
1876Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 42.326
1915Rogan ChandlerDouble Six Motor SportKalex KTM1 Volta
x5Jaume MasiáMugen RaceKTM1 Volta
x13Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1 Volta
x27Kaito TobaHonda Team AsiaHonda3 Voltas
x16Andrea MignoMugen RaceKTM3 Voltas
x25Raúl FernándezGaviota Angel Nieto TeamKTM6 Voltas
x12Filip SalacRedox PruestelGPKTM8 Voltas
x19Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda8 Voltas
x11Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda10 Voltas
x9Yanni ShawDouble Six Motor SportKalex KTM20 Voltas
x44Aròn CanetSterilgarda Max Racing TeamKTM21 Voltas
x54Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Hondaa 23 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Viñales vence em Phillip Island e Quebra jejum de 25 corridas sem vitória da Yamaha

Após um longo jejum de 25 corridas sem vitória (O maior jejum da história da fabricante japonesa) O Espanhol Marevick Viñales conquistou a vitória no disputado GP da Austrália, em Phillip Island.

Marquez na largada, não foi bem e perdeu a liderança para Danilo Petrucci que fez uma largada sensacional. Porém, acabou colocando tudo a perder quando passou reto na curva 2 e foi para a grama, Caindo para o último lugar. A liderança passou para as mãos de Jack Miller com sua Ducati 2017 da Pramac. O dono da casa tinha Marquez atrás dele e era evidente que a Formiga Atômica iria para o ataque.

E foi isso mesmo que o campeão de 2018 fez, Ultrapassando Miller nas primeiras voltas e assumindo a liderança. Miller caiu para o 4ºlugar a ser superado por Dovizioso e Iannone. Rins tentou se aproveitar e passar o piloto da casa, Mas não obteve êxito na curva 9 e ainda por cima Rins perdeu posição para Rossi e Zarco e caiu para o 7ºlugar.

Marquez vinha com uma pequena vantagem para os demais pilotos, Divozioso e Iannone brigavam pelo segunda posição. No final da 3ªVolta, Iannone supera Dovi e ganha o segundo lugar, Mas na Reta, Dovizioso conta com a força de Motor da Ducati e dessa forma recupera o 2ºlugar.

Após 4 voltas, A turma chega em Marquez e o Espanhol perde a trajetória na curva 4, E Andrea Dovizioso assumiu a liderança. Miller se anima para passar o piloto da Honda e consegue e assume o segundo lugar.

No começo da 6ªVolta, Zarco ao se aproximar de Marquez acaba perdendo o controle da sua moto, Cai e atinge a moto de Marquez a mais de 280 km/h, Já o Campeão do mundo se segura na moto que ficou avaliada e sem rendimento para continuar na prova, Tudo que restou foi levar a moto para os boxes e abandonar a prova.

Dovizioso abre uma pequena diferença para Miller e os demais pilotos. Na entrada da 8ªVolta, Viñales foi para cima do piloto australiano e tomou a segunda posição, levando com ele Andrea Iannone e Valentino Rossi, deixando Miller para o 5ºlugar. Na curva 4º Viñales coloca por dentro de Dovizioso e assume a liderança. E algumas curvas depois, foi a vez de Rossi ultrapassar o piloto da Ducati. A Yamaha vivia seu melhor momento na MotoGP em 2018, Com seus dois pilotos na liderança.

Viñales começou a abrir vantagem em cima de Rossi, Que tentava fugir de Dovizioso, Iannone, Miller e Bautista, Substituindo a Lorenzo e indo muito bem, Já na 6ªposição após largar em 12º. Iannone supera Dovizioso e assume o terceiro lugar, Alvaro Bautista que vinha cada vez mais a vontade com a Ducati 2018 chegou a passar o primeiro piloto da equipe, Que logo recuperou essa posição.

Na 12ªVolta, Iannone superou Rossi e assumiu o segundo lugar, Porém na curva 4 o italiano erra e dai Rossi, Bautista e Dovizioso passam por ele. Dani Pedrosa abandonou a prova em mais um final de semana muito apagado. Ao contraio da moto 3 e da Moto 2, Viñales que liderava a prova conseguiu fugir do pelotão. A diferença era de 1.2 segundos e a cada volta iria aumentar a vantagem para os demais.

Alex Rins e Jack Miller disputavam o 6ºlugar, Um pouco mais atrás da disputa pelo segundo lugar. Na 16ªVolta, Bautista passou a segunda posição e Dovi para o terceiro lugar, Ambos superando Valentino Rossi. O piloto da Yamaha é também ultrapassado pelo Iannone na volta seguinte caindo para o 5ºlugar.

Bautista vinha em uma importante 2ªposição, Correspondendo as expectativas da equipe oficial da Ducati. Dovizioso buscou recuperar a posição e foi difícil, Mas o vice-líder do campeonato conseguiu levar a 2ªposição do seu companheiro de equipe na 18ªvolta. Na volta seguinte, Iannone deu um chega pra lá em Bautista e levou o 3ºlugar. Com os 4 pilotos da turma Brigando, Alex Rins chega para a festa e para a disputa da prova. Hafizh Syarhin caiu e deixou a prova quando vinha em um bom resultado para ele.

A briga pelo 2ºlugar foi intensa nas voltas finais, Viñales já abria mais de 3 segundos para o pelotão. Valentino Rossi foi para cima de Dovizioso e ganhou o 2ºlugar, Mostrando que ainda teria folego para realizar a dobradinha da Yamaha, Porém as duas ducati voaram na reta, A 6 voltas do final, Dovi e Bautista passaram ao  2º e 3ºlugares.

Rossi e Rins se afastaram da briga e começaram a brigar pelo 5ºlugar, Enquanto que Iannone desafiava as Ducati nas últimas voltas de prova. Pol Espargaró deixa a corrida após um belo final de semana que ele teve.

Nas voltas finais, Viñales teve um desgaste dos pneus grande e administrava com todo o cuidado nas voltas finais. Vendo a diferença cair, Iannone tentou ainda alcançar o piloto da Yamaha, Mas teve que se preocupar com Dovizioso que ainda queria a 2ªposição.

Após 25 corridas de seca, Marevick Viñales conquistou sua 1ªVitória do Ano. Finalmente a Yamaha quebrou o seu maior e mais duro jejum de vitórias que acabou sofrendo na História do Mundial de Motovelocidade. O Espanhol vinha a 28 corridas sem vencer.

Andrea Iannone segurou a pressão de Dovizioso e ficou com o segundo lugar, Deixando o piloto da Ducati com o 3ºlugar, Completando o pódio. Um ótimo trabalho do piloto da Suzuki que chega ao seu 4ºpódio na temporada (7ªpódio da equipe em 2018), Bem diferente da ruim temporada de 2017. Dovizioso abre vantagem na luta pelo vice-campeonato.

Alvaro Bautista se destacou com a Ducati de 2018, Foi um 4ºlugar, Com uma atuação muito competitiva e por muito pouco não terminou em um pódio para o substituto de Jorge Lorenzo. Alex Rins no final da prova ganhou a disputa com o Doutor e acabou levando sua Suzuki ao 5ºlugar. Valentino Rossi não obteve o mesmo desempenho de Viñales e acabou a corrida em 6ºlugar, Ficando um pouco mais longe da Briga pelo vice-campeonato.

Jack Miller, fez uma prova honesta com sua Ducati de 2017, O dono da casa ficou em 7ºlugar. Franco Morbidelli, Acabou em 8ºlugar com a limitada equipe Marc VDS, Em um belo final de temporada do Ítalo-Brasileiro que terminou a frente de Aleix Espargaró da Aprilla. Bradley Smith com a KTM completou as 10 primeiras posições.

Karel Abraham em sua melhor participação do ano, Muito ajudado pela Ducati de 2017 que ele teve nas mãos (A Mesma que Bautista usou por toda a temporada) ficando em 11ºlugar. Danilo Petrucci que tinha errado nas primeiras curvas acabou salvando a 12ªposição, Scott Redding marcando mais 3 pontos para a Aprilla com o 13ºlugar, Takaagi Nakagami e Xavier Simeon completaram a zona de pontuação. Esse 15ºlugar do piloto Belga da Avintia foi a primeira vez que ele marca pontos na temporada.

Nesse Domingo, Bem de manhãzinha teremos o GP da Malásia, No circuito de Sepang continua a disputa pelo vice-campeonato e pelos títulos da Moto 2 e Moto 3.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final do GP da Austrália
Mundial de Motovelocidade – Categoria Moto GP

pos Pilotos Equipe Moto Tempo
1 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 40’51.081
2 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 1.543
3 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 1.832
4 19 Alvaro Bautista Ducati Team Ducati a 4.072
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 5.017
6 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 5.132
7 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 6.756
8 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 21.805
9 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 22.904
10 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 22.940
11 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 34.386
12 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 35.025
13 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 36.348
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 36.389
15 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 44.214
16 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 48.226
17 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati a 1’04.965
18 7 Mike Jones Angel Nieto Team Ducati a 1’19.817
44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 5 Voltas
55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 9 Voltas
26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 16 Voltas
93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 22 Voltas
5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Binder conquista vitória em dia de Coadjuvantes em Phillip Island

O GP da Austrália na categoria intermediaria teve um dia de coadjuvantes, Os pilotos que disputaram o título não foram bem e a disputa pela vitória ficou com os pilotos que geralmente não estavam entre os favoritos. Brad Binder acabou conquistando a vitória e praticamente garantiu o terceiro lugar no campeonato de pilotos.

Antes da largada, Marcel Schrotter acabou tendo problemas  com sua moto. Fazendo ele largar dos boxes. Perdendo o 2ºlugar no grid. Com a primeira fila desfalcada a largada acontece em Phillip Island com Pasini largando bem e mantendo o 1ºlugar, Quem largou muito bem foi o Suíço Dominique Aegerter que assumiu o segundo lugar com a KTM de 2017 da Kiefer, Mas acabou superado pelo Vieger e Lecouna caindo para o 4ºlugar.

No começo da volta 2. Pasini, Vieger e Brab Binder começaram a disputar a liderança, O piloto da Italtrains acabou indo para o chão na curva 4 e abandonou a prova. A liderança passou a ficar nas mãos de Xavi Vierge com a outra moto da Dynavolt. Binder, Lecuona, Aegerter, Bagnaia, Marquez e A.Fernandes completavam os 8 primeiros lugares. O líder do campeonato fez uma ótima largada, Saindo do 16º para o 5ºlugar.

Mas logo o piloto da VR46 ficaria para trás, Ele não se acertou nesse circuito, Em poucas curvas ele perdeu posição para Marquez e Baldassarri.

Na 4ªVolta, Binder ultrapassa Vierge e toma a liderança. Na curva 10, Baldassarri e Marini disputaram lado a lado o 5ºlugar com vantagem para o piloto da equipe Pons. Francesco Bagnaia em pouco tempo já caia para o 11ºlugar, A frente de Miguel Oliveira que também não estava com um bom desempenho no final de semana. Um pouco mais a frente Marquez segurava Joan Mir e Remy Gardner disputando o 7ºlugar.

Na 7ªVolta, Lecuona erra a trajetória e acaba indo para o chão e prejudicou Xavi Vierge que precisou  diminuir a velocidade para não cair, perdendo posições. Aegerter voltou ao 2ºlugar, Com Baldassarri e Marini superando o piloto Espanhol da Dynavolt. O piloto da Pons foi para cima do esforçado Aegerter “que vinha em seu melhor final de semana com a moto da quase falida Kiefer) pelo 2ºlugar.

Apesar do melhor equipamento, Baldassarri não conseguia a ultrapassagem mesmo com uma melhor moto que o piloto Suíço. Vierge (que ganhou o 4ºlugar do Luca Marini) acabou não marcou bobeira e tomou o terceiro lugar do piloto Italiano. Na entrada da 10ªVolta, O piloto Espanhol não perdeu tempo e ultrapassou Aegerter ganhando o segundo lugar. O piloto suíço na curva seguinte perdeu posição para Baldassarri e no final da volta foi a vez de Mir tomar posição do piloto da Kiefer.

Lá Atrás, Oliveira e Bagnaia vinham perdendo posições. Em 12º e 13ºlugar, Sendo superados pelo Marcel Schrotter que acabou largando dos boxes.

Na 13ªvolta, Baldassarri tenta passar Binder que se defendeu bem desse ataque na reta dos boxes. Quem vinha muito bem, mas acabou caindo e deixando a prova foi Remy Gardner com sua Tech 3. Uma pena que isso aconteceu com o dono da casa. Na volta 14, Baldassarri depois de superar Binder acaba superando Vierge e assume a liderança. Na curva 4 da mesma volta, Vierge toma a ponta de volta para ele. Binder, Aegerter e Mir vinham completando os 5 primeiros lugares. Oliveira e Bagnaia continuavam a serem superados. Quartararo e Jesko Raffin passaram por eles. Uma triste prova dos dois postulantes ao campeonato.

Binder se aproveitando da briga entre Vierge e Baldassarri (Aonde ele se tocam de leve no curvão antes da reta dos boxes) e ultrapassou ambos com sua KTM oficial, ganhando o primeiro lugar. Ao contraio de Oliveira, O Sul-Africano estava tendo uma excelente corrida, Mas Vierge reagiu e na curva 3 tomou de volta a primeira posição.  Mais atrás, Schrotter passa pela grama ao passar do ponto na curva 1 e perdeu as posições para Raffin e Quaratararo.

A 7 voltas do final, Baldassari ultrapassa Vierge e ganha a liderança, Porém Vierge volta a liderar ultrapassando o piloto da Pons na curva 4. Binder que liderava a prova acabaria por perder o 3ºlugar para Joan Mir (Em suas últimas corridas na Moto 2) Na volta seguinte Baldassarri passa Vierge e liderar por 3 curvas até que Binder retorna a 1ªposição, Mas erra a linha certa da curva e cai para o 4ºlugar. Agora era Baldassarri o líder, Vierge o 2º, Augusto Fernandez em 3º e Binder em 4º, Todos disputando a vitória.

Vierge e Baldassarri disputavam ferozmente a vitória, Vierge era o líder, Mas deu uma brecha para Baldassarri e Fernandez ultrapassagem e formarem uma dobradinha da Pons (Coisa que a muitíssimo tempo não vimos no Mundial de Motovelocidade. Vierge caiu para o 5ºlugar também sendo superado pelo Mir e por Binder.

Em uma incrível recuperação, Vierge na 22ªVolta superou Binder, Mir e na curva 4 passou Fernandez e por muito pouco não passou Baldassarri. O piloto da Dynavolt estava vivo na disputa pela vitória. A três voltas do final, Vierge leva a Dynavolt de volta a liderança ao passar o piloto principal da Pons.

Baldassarri que disputava a vitória acabou errando e caindo na curva 10 na volta 23, Deixando a prova. Parecia que era o dia da primeira vitória do piloto espanhol. Porém, lá vem Brad Binder com sua KTM para tomar a liderança de Vierge, Depois Mir veio com tudo para cima do piloto espanhol, que acabou perdendo posições para Fernandez ficando em 4ºlugar. Marini apareceu de surpresa e passou Vierge e Fernandez e disputar o pódio, Mas acabou recuando na curva 4.

Na volta final, Joan Mir tenta um ataque final em cima de Binder enquanto que Vierge tomou nas curvas finais o 3ºlugar do piloto da Pons. Apesar de quase perder o controle da Moto, O piloto Sul-Africano Brad Binder conquistou sua 3ªvitória na categoria Moto 2. Uma grande vitória para o piloto da KTM que consolida definitivamente o 3ºlugar no Mundial de Pilotos.

Joan Mir conquista seu 4ªpódio na temporada, Em 2ºlugar a 36 milésimos sobre o vencedor da prova. Vierge completou o pódio com a Dynavolt, Faltou pouco para ele conseguir sua primeira vitória na moto 3. O Espanhol segurou o seu compatriota e piloto da Pons Augusto Fernandez, O 4ºlugar foi o resultado não só de sua melhor da sua carreira como foi a sua melhor exibição da sua carreira.

Luca Marini foi o melhor piloto da VR46 com o 5ºlugar, atrás do piloto italiano p suíço Dominique Aegerter, que com todos os problemas da Kiefer e do chassi da KTM de 2017 acabou em 6ºlugar, Concluindo seu melhor final de semana da sua difícil temporada de 2018.

Alex Marquez com a Marc VDS ficou em 7ºlugar, Jesko Raffin em sua 4ªcorrida na SAG marcou um belíssimo 8ºlugar, a Frente de Marcel Schrotter e de Fabio Quartararo (Que já ganhou corrida na Temporada)

Miguel Oliveira com sua KTM ficou em 11ºlugar, Seu resultado só não foi horrível e definitivo para o campeonato porque o líder do campeonato Francesco Bagnaia ficou em 12ºlugar. Ambos tiveram um final de semana péssimo. Mesmo assim o resultado favorece ao italiano, Que agora só precisa ter ir ao pódio em Sepang (Ou marcar 16 pontos nas duas corridas finais) para conquistar o título. Nakashima, Lowes e Pons completaram a zona de pontuação. Provavelmente na semana que vem, Bagnaia deve conquistar o campeonato da Moto 2, Na Malásia, no Circuito de Sepang.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final do GP da Austrália
Mundial de Motovelocidade – Categoria Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 39’23.427
2 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 0.036
3 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 0.949
4 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex a 0.957
5 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 1.767
6 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 2.482
7 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 3.759
8 2 Jesko Raffin SAG Team Kalex a 4.850
9 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 6.250
10 20 Fabio Quartararo MB Conveyors – Speed Up Speed Up a 7.453
11 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM a 8.675
12 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 9.725
13 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 9.787
14 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 11.209
15 57 Edgar Pons MB Conveyors – Speed Up Speed Up a 14.076
16 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 15.350
17 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 15.396
18 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 23.230
19 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 33.736
20 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 42.324
21 67 Bryan Staring Tech 3 Racing Tech 3 a 52.297
22 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 1’03.888
18 Xavier Cardelus Marinelli Snipers Team Kalex a 11 Voltas
87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 12 Voltas
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 17 Voltas
27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 19 Voltas
21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 19 Voltas
95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 21 Voltas
32 Isaac Vinales Forward Racing Team Suter a 21 Voltas
54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP