Moto 3 em Le Mans, Vietti vence 2ª em 2020, Arenas vai a pódio e volta a liderança do campeonato

Na fase de repescagem, toda a turma foi para a pista, entre eles o japonês Tatsuki Suzuki que se ausentou da corrida passada por causa de uma lesão na sua mão, ocorrida na corrida de Misano pelo GP de Rimini.

Dennis Foggia que foi pódio na corrida passada fez o 1ºtempo, mas acabou superado por Niccolò Antonelli e Gabriel Rodrigo a 10 minutos e 50 segundos do final. Enquanto isso, Suzuki e Salac perderam suas voltas e Baitus acabou perdendo a curva 7.

Todo mundo partiu para melhorar seus tempos. Foggia consegue voltar a ponta a 9:30 do final, para segundos depois os dois pilotos da SIC58 superarem o tempo do piloto da Leopard Racing, Antonelli vinha na frente de Suzuki. Além dos 3, Kaito Toba era o 4ºclassificado para o Q2 até aquele momento. Filip Salac, Davide Pizzoli e Ryusei Yamanaka vinham logo atrás dos 4 primeiros.

A 7:25 do final da sessão, Gabriel Rodrigo que vinha em 9º acabou fazendo uma brilhante volta que levou o argentino da Gresini para a ponta da repescagem. Enquanto um grupo de pilotos foi para os boxes, um outro ficou na pista para tentar melhorar suas voltas, isso deu certo com Dennis Foggia que marcou o 2ºtempo a 6 minutos do final e com Yamanaka da Estrella Galícia e subiram para 3º e 4ºlugares respectivamente. Suzuki melhorou para 5º, Toba, Salac, Pizzoli, Lopez e Kunii completavam os 10 primeiros colocados.

Foggia queria de qualquer jeito a ponta, ele foi para a 4ªvolta seguida e acabou nessa volta fazendo a melhor volta daquele momento, a 2 minutos e 40 segundos do final. A 2 minutos do final, vários pilotos saíram da pista, bem em cima para marcarem volta rápida. No começo da volta final, Niccolò Antonelli e Gabriel Rodrigo caíram na Chicane e passaram a ter a classificação deles sobre risco.

Nos últimos momentos, Kaito Toba acabou com o tempo mais rápido da sessão, com 1:42.317, com Dennis Foggia em 2º, Ryusei Yamanaka subindo para 3º e Gabriel Rodrigo se salvando no gongo e ficando com a última vaga no Q2. Niccolò Antonelli acabou saindo da zona de classificação, juntamente com seu companheiro de equipe Tatsuki Suzuki, o japonês ficou em 6ºlugar na sessão da repescagem.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
127Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM1’42.317
27Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.353
36Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’42.444
42Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1’42.470
523Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’42.627
624Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’42.636
712Filip SalacRivacold Snipers TeamHonda1’42.796
89Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.023
921Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.117
1092Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.118
1152Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’43.226
1254Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.338
1353Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’43.623
1489Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’43.640
1550Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’43.660
1673Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.886
1770Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’44.161

Ao contraio da repescagem, o começo da disputa pela pole começou com os pilotos indo aos poucos para a pista. Os últimos a saírem foram Carlos Tatay, Darryn Binder e Gabriel Rodrigo 2 minutos depois.

A primeira parte da fase final, muitos pilotos tiveram suas voltas anuladas, pelos menos 11 pilotos acabaram em um momento da classificação perderam suas voltas por ter saído do traçado permitido da pista, passado do limite da pista. Raul Fernandez marcou o melhor tempo com 11 minutos para o final, com uma volta valida de 1:42.349. Binder fez um bom 2ºtempo, seguido de Sasaki, Foggia, Arenas e Nepa.

A partir dai, a direção de prova anulou voltas de alguns pilotos. Faltando 4 minutos do final da sessão, apenas 7 pilotos tinham voltas validadas, Fernandez na liderança, seguido de Foggia, Binder, Vietti, Migno, Sasaki e Rodrigo. O Resto estava sem marcas, ao mesmo tempo que o grupão abria a volta rápida.

A 2:40 do final, Fenati faz uma bela marca e assume a ponta com 1:42.232. 30 segundos depois, Arenas toma a ponta do piloto da Husqvarna, com 1:42.143. Ai Ogura foi para o chão enquanto Fenati fechava a volta. No final da volta, Yamanaka caiu e Migno foi ao chão, sem conseguir desviar do piloto da Estrella Galicia.

A 10 segundos do final, Masia passa para a liderança com 1:41.816. Fernandez passa para segundo, deixando Arenas cair para terceiro. Já com o cronometro zerado, Raul Fernandez tenta tirar a pole position das mãos de Masia, mas só consegue melhorar seu tempo e ficar em 2º.

Nos últimos momentos da disputa, Albert Arenas foi para a liderança com 1:41.419. Só que o piloto da Aspar Martinez ficou com a pole por 10 segundos, Jaume Masia acabou marcando 1:41.399 e conquistou a pole position. Um grande final de classificação para compensar o alto número de quedas e a primeira parte cheia de punições.

Em busca de retomada da liderança do mundial, Albert Arenas larga em 2º e John McPhee da Petronas acabou levando a 3ªposição, o escocês fecha a primeira fila do grid. Na segunda fila vão largar os pilotos Raúl Fernández da KTM Ajo que fez um treino muito bom, Sergio Garcia da Estrella Galicia em 5º e o Argentino Gabriel Rodrigo fecha a régua da 2ªfila. Completam os Top 10: Tony Arbolino (Snipers), Ayumi Sasaki (Tech 3), Romano Fenati (Husqvarna) e Celestino Vietti (VR46).

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
15Jaume MasiáLeopard RacingHonda1’41.399
275Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’41.419
317John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’41.846
425Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM1’41.856
511Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’41.920
62Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1’41.947
714Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’41.962
871Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.982
955Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’42.190
1013Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’42.363
117Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.383
1240Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’42.539
1316Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM1’42.544
1482Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’42.597
1599Carlos TatayReale Avintia Moto3KTM1’43.112
1627Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM1’43.305
176Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0HondaSem Tempo
1879Ai OguraHonda Team AsiaHondaSem Tempo
1923Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’42.627
2024Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’42.636
2112Filip SalacRivacold Snipers TeamHonda1’42.796
229Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.023
2321Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.117
2492Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.118
2552Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’43.226
2654Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.338
2753Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’43.623
2889Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’43.640
2950Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’43.660
3073Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.886
3170Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’44.161

Primeira prova do longuíssimo dia do Mundial de Motovelocidade em Le Mans. A Moto 3 teve um dia tranquilo em relação ao tempo. Não choveu, no que ajudou muito na sempre disputada categoria.

Arenas tomou a ponta na largada após excelente largada. Arbolino vinha em 2º e Masia caiu da ponta para a 3ªposição. Fernández, Rodrigo, Vietti, Garcia, Migno, Sasaki e McPhee que fez uma péssima largada completava os 10 primeiros colocados.  No final da primeira volta, Masia toma o segundo lugar de Arbolino.

Os 6 primeiros colocados tentam uma fuga dos demais pilotos, mas logo essa fuga é neutralizado e o pelotão fica todo junto de novo. Antes da Chicane, Masia supera Arenas e volta a ficar na frente após a largada, Arenas perde mais 3 posições e cai para 5ªposição, atrás de Tony Arbolino, Gabriel Rodrigo e Celestino Vietti. Enquanto isso, Ai Ogura vinha em 24º, muito mal o começo de prova do líder do campeonato.

Na terceira volta, Fernandez e Binder disputam a 6ªposição.  Fernandez é superado não só pelo vencedor do GP da Catalunha como por Andrea Migno. Mais a frente, Arenas ganha a posição de Vietti, curvas depois, o piloto da VR46 é superado por Binder e com isso os dois pilotos da VR46 se encontram para disputa da 6ªposição.

Após muita luta, Albert Arenas consegue superar Gabriel Rodrigo, para ganhar a 3ªposição na 6ªVolta, ficando atrás de Masia e Arbolino. Já o piloto Argentino perdeu posição para Binder, caindo para a 5ªposição. O Sul-Africano embalado pelo resultado da corrida passada acabou passando Arenas e curvas depois passou a atacar Tony Arbolino, nas curvas 8 e 9, tanto Binder como Arenas superaram o piloto da Snipers e subiram para 2º e 3ºlugares respectivamente.

Ao final da volta 9, Alonso Lopez acabou derrubando Romano Fenati e o que ocasionou o abandono de ambos os pilotos da Husqvarna. Na volta seguinte, Tatsuki Suzuki caiu e deixou a corrida também.

Arenas passou Binder e passa a pressionar Masia. Os dois ficam um pouco a frente de Binder, Arbolino, Vietti e Sasaki. Na volta seguinte, Arenas, Binder e Arbolino superam Masia e a passam para as 3 primeiras posições. Vietti e Sasaki brigam pela 5ªposição. Completavam o pelotão na metade da corrida: Raúl Fernández, Gabriel Rodrigo, Andrea Migno, John McPhee, Jeremy Alcoba e Kaito Toba. Com os resultados, Arenas volta a liderança do campeonato. Ogura vinha na 16ªposição, fora da zona de pontuação.

Entre a 13ª e a 14ªVolta, Binder e Arbolino brigavam pela segunda posição. Davide Pizzoli foi para o chão durante essa briga.

Na volta 15, As 4 primeiras posições se inverteram. De Arenas, Binder, Arbolino e Masia passou a ser Masia, Arbolino, Binder e Arenas nas 4 primeiras posições. Vietti chegou em Arenas e acabou superando o piloto da Aspar Martinez subindo para 4ªposição.

A 6 voltas e meia do final, Arenas recupera a 4ªposição. No final da volta 16, Darryn Binder teve problemas em sua moto, obrigando o piloto da CIP Green a deixar a corrida. Na metade da volta 17, Arbolino supera Masia passando para a ponta novamente, mas isso foi por pouco tempo…

Ao começar a 18ªVolta, Masia e Arenas passaram por Arbolino passando para as duas primeiras posições, Arbolino, Vietti e Migno completavam as 5 primeiras posições. Nessa mesma volta, três pilotos do grupo da frente foram ao chão. Kaito Toba foi para o chão na curva 7 e Jeremy Alcoba acabou derrubando John McPhee na curva 10. Essas três quedas ajudaram Ai Ogura, que vinha reagindo na reta final de prova, na 10ªposição após superar Rossi e Garcia.

A 3 voltas do final, Arbolino passou Arenas e fica atrás de Masia. Na penúltima volta, Vietti começou a encaminhar a vitória passando para 3ªposição.

Na curva 10 da volta 21, Celestino Vietti passou da 3ªposição para a liderança, com Arenas, Arbolino e Masia que liderou a maior parte da corrida. O piloto da VR46 abriu uma pequena vantagem na volta final, isso foi fundamental para conquistar a sua segunda vitória na temporada de 2020. É o segundo piloto a obter mais de 1 vitória no ano na moto 3, só atrás de Albert Arenas com suas 3 vitórias.

Tony Arbolino superou Albert Arenas nas curvas finais passando para a 2ªposição, apesar de perder essa posição, Arenas retorna a liderança do Mundial com sua terceira posição conquistada em Le Mans. Apesar de liderar a maior parte da corrida, Jaume Masia ficou em 4ºlugar, de fora do pódio. Completando os 6 primeiros lugares o italiano Andrea Migno da VR46 e Ayumi Sasaki com o seu melhor resultado de 2020. Raúl Fernández fez mais uma corrida abaixo da sua classificação do sábado, apesar de ter regularidade de ter feito pontos em 9 das 10 corridas da moto 3 em 2020.

Gabriel Rodrigo da Gresini ficou na 8ªposição, outro que não correspondeu na corrida. Ai Ogura se recuperou da classificação do sábado e do começo da prova de domingo para ficar na 9ªposição, superando o espanhol Carlos Tatay nos últimos momentos da corrida.

A 5 provas do final da temporada, Arenas volta a liderança, 6 pontos a frente de Ogura, 16 atrás de Celestino Vietti e 20 pontos a frente de Tony Arbolino. Os 4 primeiros são os principais candidatos ao título. Nesse final de semana teremos a 1ªcorrida em Aragón, no Aragon Motorland que vai receber 2 etapas do Mundial de Motovelocidade. É agora que é dada a partida para a reta final da temporada de 2020, com 125 pontos em jogo.

Fotos:

Resultado final do GP da França
10ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – Temporada 2020

posPilotoEquipeMotoTempo
113Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM37’37.384
214Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHondaa 0.142
375Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTMa 0.198
45Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 0.336
516Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 0.569
671Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.834
725Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTMa 1.361
82Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 1.625
979Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 15.003
1099Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 15.139
1111Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 15.269
1212Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 15.381
137Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 15.574
1454Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 15.729
1582Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTMa 17.743
1670Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 18.991
1750Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 19.173
186Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 25.148
1989Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 26.189
2092Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 26.360
2173Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 26.959
2253Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 30.306
23Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 4 Voltas
17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 5 Voltas
52Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 5 Voltas
27Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 5 Voltas
40Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 7 Voltas
9Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 10 Voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 15 Voltas
55Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 16 Voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 16 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Jordi Torres conquista o título da Moto E em Lemans

Jordi Torres acabou conquistando o título da Moto e em 2020. Em Le Mans como cenário, Torres obteve a pole position e a uma grande vitória na corrida de sábado, que praticamente definiu o campeonato a favor do piloto da Pons. No domingo, Torres só precisou ficar em 6ºlugar para confirmar o campeonato.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Jordi TorresPons Racing 40Energica1’43.843
211Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’44.172
363Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica1’44.480
416Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’44.487
577Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica1’44.503
67Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergica1’44.575
755Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergica1’44.656
810Xavier SimeonLCR E-TeamEnergica1’44.721
951Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergica1’44.888
1066Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergica1’45.053
1170Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergica1’45.236
126María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergica1’45.558
1318Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergica1’46.051
1461Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’46.457
1535Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergica1’46.497
1684Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergica1’47.356
1715Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaSem Tempo
1827Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaSem Tempo

A prova de Sábado começou com Ferrari na liderança do campeonato, podendo ser o campeão da temporada caso Aegerter, Torres e Casarei ficassem mais de 25 pontos atrás do piloto da Gresini. A pole position foi de Jordi Torres da Pons, com Matteo Ferrari da Gresini na segunda posição e Mike di Meglio da Marc VDS completa a primeira fila. A segunda fila estava composta por Josh Hook da Pramac, Dominique Aegerter da Intact GP e Nicolo Canepa da LCR.

Na primeira largada, Torres não larga bem e Ferrari assume a liderança. Na chicane, Matteo Casadei acabou caindo feio e sua moto ficou destruída. Como as motos são elétricas acabou por provocar uma bandeira vermelha. Os pilotos voltaram para os boxes e esperaram por uns 15 minutos para a liberação da pista, A corrida seria retomada com 5 voltas apenas, com as posições originais do grid de largada. Casarei estava fora da corrida e fora da briga pelo título.

Na segunda largada, Ferrari de novo supera Torres, mas o que definiu a sorte da corrida e do campeonato foi na chicane. 2 acidente aconteceram ao mesmo tempo. Primeiro foi com Xavier Simeon que acabou caindo e derrubando Dominique Aegerter e Nicolo Canepa e metros depois, na saída da chicane, Matteo Ferrari caiu sozinho. Desses 4, somente Aegerter conseguiu voltar, mas mesmo o suíço já estava de fora da briga pelo título.

Jordi Torres era o líder e o único postulante ao título brigando pela vitória, com uma boa vantagem para Mike di Meglio que acabou passando Niki Tuuli na 2ªparte da segunda volta. O piloto Finlandês que venceu a primeira corrida da história da Moto e não desistiu da briga e continuou perto do piloto francês. Josh Hook em 4º chegou a se aproximar dos dois, mas logo acabou ficando para trás.

Torres teve tranquilidade até a entrada da volta final, foi quando Di Meglio e Tuuli acabaram chegando no piloto espanhol. Di Meglio tentou se aproveitar de alguma brecha para superar Torres.

Essa brecha não acontece e Jordi Torres cruzou na frente, vencendo a corrida do sábado e praticamente colocando uma mão na taça de campeão da Moto e. Mike di Meglio fica com a segunda posição e Niki Tuuli completa o pódio com uma exibição bem competente. Josh Hook fez uma boa corrida, terminando na 4ªposição. Tommaso Macron da Tech 3 e Eric Granado da Avintia acabaram completando os 6 primeiros colocados. Dominique Aegeter levou sua moto até o final na 14ªposição.

Com esses resultados, Torres passou a ter 104 pontos contra 86 pontos de Ferrari, 84 pontos de Aegerter e 71 Pontos de Casadei que acabou ficando de fora da luta pelo título.

Resultado final da 7ªcorrida da Moto e
GP da França

posPilotoEquipeMotoTempo
140Jordi TorresPons Racing 40Energica8:43.391
263Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 0.116
366Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 0.557
416Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 1.925
570Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 4.296
651Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 4.590
76María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 6.514
855Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 6.201
961Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 11.875
1035Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 12.419
1118Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 13.262
1215Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 14.087
1384Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 23.207
1477Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergicaa 59.643
11Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 5 Voltas
7Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 5 Voltas
10Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 5 Voltas
27Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaNão largou

2ªcorrida no domingo teve o grid formado pela classificação da corrida do sábado. Torres estava com a mão no título, se ficasse em 8ºlugar o título era dele, independente de quem vencesse a prova.

Torres largou na pole positon, mas quem largou bem foi Mike de Meglio e Niki Tuuli que passaram as primeiras posições. Mais atrás, na chicane, Eric Granado e Alejandro Medina foram para o chão e abandonaram a prova. Na curva 7, foi a vez de Tommaso Macron ir para o chão.

A briga pela vitória ficou entre Mike di Meglio e Niki Tuuli, ao final das 7 voltas a vitória ficou com o piloto Finlandês. Foi a segunda vitória de Tuuli na Moto e. Mike di Meglio fechou o seu melhor final de semana do ano na segunda posição, pela segunda vez no final de semana. O inglês Josh Hook completou o pódio com sua moto elétrica da Pramac.

Jordi Torres fez uma corrida segura e sem riscos para ficar com a 6ªposição e conquistar o título do 2ºMundial da Moto e, Aos 33 anos de idade o piloto espanhol disputou corridas na Moto 2 de 2010 a 2014, Correu de 2015 a 2018 na Superbike, fazendo bons campeonatos com motos da Aprilla, BMW e MV Agusta. Participou de 5 etapas do Mundial de motovelocidade em 2018 pela Avintia e marcou 1 ponto no GP de Valência.

Torres conquistou 1 vitória, 4 pódios na temporada e completou todas as 8 corridas entre os 6 primeiros colocados. Essa regularidade premiou o piloto espanhol com o título da Moto e em 2020. Parabéns a Jordi Torres pela conquista do Mundial de Motovelocidade – Categoria Moto e

Fotos:

Resultado final da 8ªcorrida da Moto e
GP da França

posPilotoEquipeMotoTempo
166Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergica12’09.631
263Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 0.166
316Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 1.294
477Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergicaa 2.353
511Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 6.017
640Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 6.490
77Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 10.066
810Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 10.472
96María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 10.663
1018Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 11.101
1135Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 11.298
1261Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 12.327
1327Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 20.842
1415Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 20.954
1584Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 24.376
70Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 7 Voltas
51Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 7 Voltas
55Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 7 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto E – Matteo Ferrari vence em Misano

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
127Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergica1’43.852
210Xavier SimeonLCR E-TeamEnergica1’43.952
335Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergica1’44.027
411Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’43.580
577Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica1’44.206
67Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergica1’44.221
740Jordi TorresPons Racing 40Energica1’44.262
870Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergica1’44.269
963Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica1’44.352
1061Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’44.687
1166Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergica1’44.697
1255Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergica1’44.754
1318Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergica1’44.847
146María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergica1’45.008
1516Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’45.162
1615Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergica1’45.261
1784Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergica1’45.753
1851Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaSem Tempo

Corrida do domingo teve um alto nível de competitividade e uma incrível recuperação de Mattia Ferrari, que apesar da punição que sofreu em decorrência da prova passada.

Na largada, Mattia Casadei tentou manter a liderança e acabou conseguindo, com Xavier Simeon mantendo a segunda posição e Mattia Ferrari subindo para a 3ªposição. Jordi Torres, Tommaso Macron, Dominique Aegerter, Mike Di Meglio e Alessandro Zacconi completavam os 8 primeiros colocados. Lukas Tulovic fez uma largada ruim e perdeu várias posições.

Josh Hook escapou e saiu da pista. Alguns outros pilotos perderam a trajetória da curva. Porém, não perderam muito tempo. Alex de Angelis e Eric Granado foram os pilotos que mais conquistaram posições. Na terceira volta, Granado passou Tulovic e passou para a 11ªposição.

A partir da 4ªVolta, Ferrari iniciou sua arrancada para a vitória. Primeiro, passou Xavier Simeon e na volta seguinte, na reta oposta, superou Mattia Casadei e assumiu a liderança. Aliás, Casarei teve um final de prova complicado, perdendo a 2ªposição para Simeon e perdendo o pódio após ser superado por Dominique Aegerter e Jordi Torres.

Mattia Ferrari conquistou a 3ªvitória da carreira na Moto E, a primeira vitória na temporada 2020. Completando o pódio Xavier Simeon em uma atuação muito boa e Dominique Aegerter em franca recuperação ficou com a terceira posição. Jordi Torres, Mattia Casadei e Mike di Meglio completaram os 6 primeiros colocados. A diferença entre eles foi de apenas 780 milésimos.

Fotos:

Resultado Final da 3ªEtapa – Moto E
GP de Misano – 7 voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
111Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica12’14.331
210Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 0.213
377Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergicaa 0.372
440Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 0.474
527Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 0.606
663Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 0.780
761Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 4.393
815Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 4.476
970Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 4.915
1051Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 5.056
117Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 5.439
1235Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 5.705
1355Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 8.448
1418Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 8.582
156María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 8.813
1684Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 11.795
1766Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 12.892
1816Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 36.401

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Pole e vitória de Dominique Aegerter na Moto e – Etapa de Andaluzia

O suíço Dominique Aegerter da Dynavolt dominou o final de semana, marcando a E-Pole no Sábado e a sua primeira corrida da carreira em sua segunda corrida na categoria das motos elétricas e assumiu a liderança do campeonato, Beneficiado por que Eric Granado acabou sendo abatido pela manobra inconsequente de Matteo Ferrari na parte final da corrida.

Na classificação do Sábado, Jakub Kornfeil começou com uma volta ruim, sem chances de pole. Maria Herrera que fez volta melhor que o tcheco teve sua volta anulada por passar os limites na curva 4. Alessandro Zacconi e Josh Hook superaram o fraco tempo de Kornfeil.

Tommaso Macron acabou saindo depois o tempo ser esgotado e foi impedido de abrir sua volta. A marca de Hook só foi baixada e muito bem baixada pelo Alemão Lucas Tulovic, O piloto da Tech 3. Com quase 1 segundo de frente para Hook.

Depois, Niccolo Canepa e Xavier Simeon não chegaram nem perto do Alemão. Outros dois pilotos foram para a pista, e chegaram perto de tirar a pole das mãos de Tulovic, mas Tanto Jordi Torres com 1:48.743 como Alejandro Medina com 1:48.766.

A pole estava nas mãos de Tulovic, até que o vice-líder do campeonato Matteo Ferrari fez uma grande volta, baixando todos os setores e marcando 1:48.425 tomando a ponta da classificação. Depois os pilotos Alex de Angelis e Mattia Casadei fizeram voltas intermediarias.

Eric Granado fez uma boa volta, mas acabou tendo que se segurar na pista 2 vezes para não cair e acabou marcando a 3ªMelhor marca. O último a entrar na pista foi Dominique Aegerter. O suíço da equipe Dynavolt fez as melhores parciais da classificação e acabou conquistando a pole position com 1:48.158. Sobrando acabou marcando a pole e larga na frente, tendo ao lado do dele Matteo Ferrari da Gresini e Lucas Tulovic da Tech 3.

Eric Granado da Avintia abre a segunda fila, com Jordi Torres da Pons e Alejandro Medina da Aspar Martinez compõem essa fila.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
177Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica1’48.158
211Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’48.425
335Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergica1’48.525
451Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergica1’48.576
540Jordi TorresPons Racing 40Energica1’48.743
655Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergica1’48.766
715Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergica1’48.863
827Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergica1’48.897
97Niccolo CanepaLCR E-TeamEnergica1’49.206
1016Josh HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’49.255
1118Xavi CardelusAvintia Esponsorama RacingEnergica1’49.334
1210Xavier SimeonLCR E-TeamEnergica1’49.395
1363Mike di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica1’49.525
1461Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’49.734
1584Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergica1’50.229
166Maria HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaSem tempo
1770Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaSem tempo

Abrindo o dia de domingo, a Moto E teve mais uma curta corrida com muitas disputas por posições, mas o domínio foi mesmo do suíço Dominique Aegerter, que acabou largando muito bem e manteve a liderança.

Só nas 2 primeiras voltas tivemos disputa pela ponta, Ferrari passou Aegerter na curva 4 e o suíço recuperou no final da reta oposta. Na curva 9, Ferrari novamente passou Aegerter. Alejandro Medina aproveitou a briga para superar o piloto da Dynavolt, não satisfeito, o espanhol passou Ferrari e cruzou a linha da primeira volta na liderança, deixando Aegerter e Ferrari disputando a segunda posição. Casadei, Torres, de Angelis e Granado completavam as 7 primeiros colocados.

Ainda na primeira volta, Granado que não largou muito bem acabou perdendo a curva, assim como Lucas Tulovic. Mais atrás, Alessandro Zacconi e Tommasi Macron caíram e deixaram a prova após 6 curvas.

Após superar Ferrari, Aegerter foi com tudo para cima de Medina e acabou voltando a liderança após ficar roda com roda com o jovem piloto da Aspar Martinez na curva 9. Ferrari começava a ser pressionado por Mattia Casadei, logo atrás Jordi Torris e Eric Granado disputaram a 5ªposição, a briga acabou com ultrapassagem do piloto brasileiro.

Medina perdeu posições para Ferrari e Casadei, logo os dois pilotos passaram a disputar a 2ªposição, na disputa dos pilotos italianos acabou o da SIC58 levando a melhor. No final da terceira volta, Granado supera Medina que tentou dar o troco na curva 13, na perseguição ao piloto da Avintia acabou o espanhol caindo e deixando a corrida.

Granado na 4ªvolta passou primeiro Ferrari e depois passou também a Casadei assumindo a segunda posição. Com duas voltas para terminar a corrida, o brasileiro era o único que poderia tentar alcançar Aegerter.

Porém, na penúltima volta, Granado é vitima da manobra inconsequente e desastrosa de Matteo Ferrari, que praticamente não conseguiu fazer a curva e acertou a traseira da moto 51. Os dois caíram, Ferrari deixou a prova, já Eric conseguiu voltar para terminar a corrida.

Depois disso, ai que não teve mais briga. Só apenas no final, Casadei brigou e ganhou a 3ªposição de Niccolo Canepa. Na curva final, Canepa ainda perderia posição para Alex de Angelis que levou o 4ºlugar.

Dominique Aegerter acabou com a vitória, em um final de semana perfeito (Assim como Eric Granado teve na abertura do campeonato na semana anterior) e assume a liderança do campeonato com 41 pontos ganhos. Jordi Torres fez uma prova discreta, mas esteve na hora certa e sem grandes riscos foi premiado com o 2ºlugar. Mattia Casadei da SIC58 completou o pódio.

Alex de Angelis, Niccolo Canepa e Lucas Tulovic completaram as 6 primeiras posições. Eric Granado ficou em 13º completando a corrida mais de 1 minuto e meio atrás do vencedor e novo líder do Mundial de Moto E. O Campeonato das motos Elétricas volta no dia 13 de Setembro para a etapa de San Marino, do circuito de Misano para a 3ªetapa.

Fotos:

Resultado final da 2ªEtapa do Mundial de Moto E
GP da Audalucia – 6 Voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
177Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica10’54.366
240Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 2.688
327Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 3.759
415Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 4.484
57Niccolo CanepaLCR E-TeamEnergicaa 4.537
635Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 5.980
763Mike di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 6.133
816Josh HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 6.513
910Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 8.695
1018Xavi CardelusAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 10.583
116Maria HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 13.594
1284Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 13.641
1351Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 1’37.947
11Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 2 voltas
55Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 3 voltas
61Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 6 voltas
70Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 6 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Eric Granado sobra e conquista vitória na etapa de abertura da moto e em 2020

Eric Granado sobrando na turma na etapa de abertura da 2ªTemporada da Moto E, em uma exibição maravilhosa no domingo. Só tivemos 17 pilotos em Jerez por que  Alessandro Zaccone fraturou o Femur e acabou não tendo condições para correr na estreia do campeonato das motos elétricas.

O Formato de classificação da classe não foi modificado, Cada piloto iria para a pista um de cada vez, Assim que um piloto abria sua volta rápida, o piloto seguinte precisava entrar na pista ou seria desclassificado e não teria direito de fazer a volta.

Jakub Kornfeil foi o primeiro a entrar na pista, Sua volta foi bem lenta e acabou sendo a pior volta de todas. Maria Herrera superou a volta em 1.3 segundos e o Andorrenho Xavier Cardelus fez a volta 33 milésimos mais rápido que a piloto da Aspar Martinez. Nenhum deles iria disputar de fato a pole, Muito menos Tommaso Marcon da Tech3 que marcou uma volta muito ruim, só ficando na penúltima posição no Grid de Largada.

Depois Casadei já melhorou bem a marca da pole com 1:49.374, O piloto da Sic58 foi superado logo depois por Alex de Angelis da Pramac em 243 milésimos. Joshua Hook e Mike di Meglio não foram capazes de superar o piloto de San Marino.

9ºpiloto a entrar na pista, o estreante  Alejandro Medina acabou marcando uma bela marca, sendo o primeiro a romper a barreira do 1 minuto e 49 segundos, com seu tempo de 1:48.996. Esse tempo foi superado pelo alemão Lucas Tulovic da Tech 3, com 1:48.811.

Depois disso, Jordi Torres, Xavier Simeon e Matteo Ferrari tentaram, mas não conseguiram tirar a 1ªposição do piloto Alemão. O campeão da Moto E no ano passado ficou com o segundo tempo com 1:48.945.

Um dos últimos pilotos a irem para a pista, Niccolo Canepa vinha muito bem, com marca para passar para a ponta, mas na curva 11 o piloto italiano caiu e o treino foi interrompido por uns 10 minutos.

Faltava apenas Aegerter e Granado fazerem suas voltas, o piloto Suíço da Dynavolt fez uma grande volta, mas não superou Tulovic que tinha a pole nas suas mãos. Sendo o mais rápido dos treinos livres, Eric Granado da Avintia foi para a pista com a missão de confirmar seu favoritismo.

O Brasileiro teve dificuldade até a metade de volta, mas dai por diante, Eric Granado foi mais rápido nas parciais finais e acabou conquistando a pole position com 1:48.620, confirmando o seu favoritismo para a classificação e se colocando como candidato a vitória. Tulovic, Aegerter, Ferrari e Medina completavam os 5 primeiros colocados.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
151 Eric Granado Avintia Esponsorama RacingEnergica1’48.620
235 Lukas Tulovic Tech3 E-RacingEnergica1’48.811
377 Dominique Aegerter Dynavolt Intact GPEnergica1’48.876
411 Matteo Ferrari Trentino Gresini MotoEEnergica1’48.945
555 Alejandro Medina Openbank Aspar TeamEnergica1’48.996
610 Xavier Siméon LCR E-TeamEnergica1’49.070
715 Alex de Angelis Octo Pramac MotoEEnergica1’49.131
840 Jordi Torres Pons Racing 40Energica1’49.293
966 Niki Tuuli Avant Ajo MotoEEnergica1’49.372
1027 Mattia Casadei Ongetta Sic58 Squadra CorseEnergica1’49.374
1163 Mike Di Meglio EG 0,0 Marc VDSEnergica1’49.650
1218 Xavier Cardelús Avintia Esponsorama RacingEnergica1’49.710
1316 Joshua Hook Octo Pramac MotoEEnergica1’49.722
146 María Herrera Openbank Aspar TeamEnergica1’49.743
1570 Tommaso Marcon Tech3 E-RacingEnergica1’50.110
1684 Jakub Kornfeil WithU MotorsportEnergica1’51.012
177 Niccolò Canepa LCR E-TeamEnergicaSem Tempo

Abrindo a programação de domingo, o Mundial de Motovelocidade e os telespectadores em casa acabaram vendo uma lavada de Eric Granado em cima da Concorrência. Na largada, Lucas Tulovic da Tech3 assumiu a ponta após largar melhor que o piloto Brasileiro, mas isso não durou muito tempo, na reta oposta, Granado superou Tulovic e assumiu a liderança e a partir dai começou o passeio do piloto da Avintia.

Em 2 voltas, Granado abriu praticamente mais de um segundo sobre os demais, A partir de Lucas Tulovic para trás, tivemos uma grande disputa pela segunda posição. Matteo Ferrari foi para cima de Tulovic nas 3 voltas restantes da curta corrida de 6 voltas das motos elétricas. Também mostrava que o desempenho da moto de Ferrari estava bem melhor, mas o piloto Alemão resistia a pressão bravamente.

A 2 voltas do final, Ferrari superou Tulovic e passou para a segunda posição, mas teria que tentar tirar quase 3 segundos de Granado, ou seja, uma missão praticamente impossível de se tirar essa vantagem até a bandeirada. Dominique Aegerter vinha se recuperando após uma largada ruim, passando de um a um seus adversários. No final, O piloto suíço superou Tulovic e assumiu a terceira posição. Já na disputa entre Jordi Torres e  Alejandro Medina acabou ambos passando do ponto e nisso, Mattia Casadei se aproveitou e ganhou suas posições.

Eric Granado completa final de semana impecável com a vitória, É a terceira vitória do piloto Brasileiro que se torna o maior vencedor da Moto E, se colocando como um sério candidato ao título da categoria.

O pódio foi completado pelo Campeão do ano passado Matteo Ferrari da Gresini e do Suíço Dominique Aegerter. Os dois sem dúvida serão fortes adversários para Granado na disputa pelo título, sendo que Ferrari quer repetir a dose e conquistar o bicampeonato. Lucas Tulovic teve uma boa estreia na categoria, mas sem ritmo suficiente para segurar seu lugar no pódio. O também italiano Mattia Casadei completou os 5 primeiros colocados.

A próxima etapa da Moto E acontece nesse domingo no mesmo circuito de Jerez de La Fronteira.

Fotos:

Resultado final da 1ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto E

posPilotoEquipeMotoTempo
151 Eric Granado Avintia Esponsorama RacingEnergica10’55.542
211 Matteo Ferrari Trentino Gresini MotoEEnergicaa 3.044
377 Dominique Aegerter Dynavolt Intact GPEnergicaa 3.299
435 Lukas Tulovic Tech3 E-RacingEnergicaa 3.517
527 Mattia Casadei Ongetta Sic58 Squadra CorseEnergicaa 4.082
640 Jordi Torres Pons Racing 40Energicaa 4.245
755 Alejandro Medina Openbank Aspar TeamEnergicaa 4.906
810 Xavier Siméon LCR E-TeamEnergicaa 5.475
916 Joshua Hook Octo Pramac MotoEEnergicaa 5.795
1063 Mike Di Meglio EG 0,0 Marc VDSEnergicaa 8.484
1166 Niki Tuuli Avant Ajo MotoEEnergicaa 8.791
1270 Tommaso Marcon Tech3 E-RacingEnergicaa 10.301
137 Niccolò Canepa LCR E-TeamEnergicaa 10.579
1418 Xavier Cardelús Avintia Esponsorama RacingEnergicaa 10.868
156 María Herrera Openbank Aspar TeamEnergicaa 14.311
1684 Jakub Kornfeil WithU MotorsportEnergicaa 21.385
1715 Alex de Angelis Octo Pramac MotoEEnergicaa 26.977

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP