GP de Misano – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP – 14ªetapa

Francesco Bagnaia venceu o GP de Misano e aumentou suas chances de ser o campeão, apesar da vantagem de Fabio Quartararo ainda ser consideravelmente grande, com 48 pontos de frente e faltando 100 pontos em disputa.

Sessão se Classificação no Sábado

Começando o Q1, todo mundo saiu dos boxes e foi para a primeira tentativa, com alguns segundos de treinamento. Com exceção de Valentino Rossi que saiu com 45 segundos de sessão e de Michele Pirro que entrou na pista depois de 1 minuto.

Muitos pilotos não fazem voltas rápidas na primeira tentativa, O mais rápido foi o italiano Enea Bastianini (1:32.528), 4 décimos a frente de Valentino Rossi. Mal sabia que esse seria um brilhante final de semana do primeiro piloto da Avintia.

Michele Pirro foi para uma bela volta de 1:32.614 a 10:15 do final, se colocando na segunda posição, a menos de 1 décimo do líder da sessão. 15 segundos depois, Marc Marquez chega a fazer a melhor volta, mas isso não durou muito. Pois Franco Morbidelli, já na moto oficial da Yamaha supera o tempo do Formiga Atômica.

Bastianini foi para a sua segunda volta, o piloto da Avintia faz 1:31.876 e coloca 420 milésimos de frente para Franco Morbidelli a 9:40 do final. Já Valentino Rossi acaba indo para o chão.

Com metade da sessão de repescagem, Bastianini e Morbidelli vinham garantindo as vagas para o Q2. Marc Marquez vinha em 3º, seguido de Nakagami, Binder, Pirro, Bradl, Marini, Lecuona (Que tentou uma 3ªVolta, mas não saiu da 9ªposição), Oliveira, Alex Marquez, Valentino Rossi, Dovizioso e Petrucci.

A 6:30 do final da repescagem, Pirro foi o primeiro a entrar para a segunda tentativa, a partir daí, começa os pilotos a fazerem suas últimas jogadas no Q1. Com exceção de Marini que acabou saindo mais a frente. Fora da zona de classificação, Marc Marquez tentou melhorar sua marca e acabou conseguindo, a menos de 3 minutos do final superar Franco Morbidelli.

Brad Binder marcou o 5ºtempo, mas logo nas primeiras curvas o sul-africano vai ao chão. Outro que acabou indo ao chão foi Takaagi Nakagami na curva 9. Uma pena é que o Japonês da LCR vinha fazendo grandes parciais e poderia ter entrado na briga de uma das vagas ao Q2.

No final da sessão, Bastianini em 1º e Marc Marquez em 2º foram classificados para a fase final da classificação. Takaagi Nakagami ficou em 3ºlugar, apesar de ter caído nos minutos finais. Michele Pirro com a Ducati e Luca Marini da Avintia melhoraram seus tempos e terminaram a sessão em 4º e 5ºlugares na sessão.

Brad Binder ficou em 6º seguido de Stefan Bradl que corre nesse final de semana na moto de testes da Honda, assim como Michele Pirro com a moto de testes da Ducati. Andrea Dovizioso que estreia na Petronas não foi além da última posição. Aliás, a equipe vive uma crise, Valentino Rossi ficou na 13ªposição. Ou seja, os dois fechariam o grid.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
123Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’31.876
293Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’32.029
330Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’32.210
451Michele PirroDucati Lenovo TeamDucati1’32.287
510Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’32.289
621Franco MorbidelliMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’32.296
733Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’32.427
86Stefan BradlTeam Honda HRCHonda1’32.439
973Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’32.476
1027Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.481
1188Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’32.821
129Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.891
1346Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’32.967
144Andrea DoviziosoPetronas Yamaha SRTYamaha1’33.098

Marc Marquez foi o primeiro a partir para a disputa da pole position, Jack Miller, Joan Mir, Marevick Viñales e Aleix Espargaró seguiram o Formiga Atômica. Por ter caído no final do Q1, Enea Bastianini ficou mais tempo nos boxes, não saiu nos primeiros momentos do Q2.

Quartararo foi um dos últimos a entrar, uma tática que se torna prache na sua carreira. Com 4 minutos de sessão, na sua primeira volta, o francês superou a concorrência, com o tempo de 1:32.097, muito a frente de Francesco Bagnaia da Ducati.

Aleix Espargaró é primeiro a baixar da casa do 1 minuto e 32 segundos a 10 minutos do final da sessão. Porém, não duraria muito o reinado do piloto da Aprilla na frente. Marc Marquez e depois Jorge Martin e Francesco Bagnaia superaram Aleix, mas ai veio Fabio Quartararo com a volta de 1:31.367 a 9:15 do final. O Francês parecia esta sempre um ou dois passos a frente da concorrência.

A 6:50 do final, Enea Bastianini chegou a marcar o 6ºtempo, mas sua volta foi cancelada por ter passado do limite da pista. Naquela altura da classificação: Quartararo, Bagnaia e Martin formavam a primeira fila. Marc Marquez em 4º, seguido de Aleix, Miller, Zarco, Pol, Rins, Mir, Viñales e Bastianini.

Aos 6 minutos, começava os pilotos a saírem para a rodada final do Q2. Com 4 minutos do final, Marc Marquez vai ao chão e sai da briga pela pole. Quando terminava de marcar sua volta, Aleix Espargaró acabou indo para o chão e também deixa escapar a chance de levar a Aprilla a uma possível pole.

A 3:25 do final, Bagnaia e Martin mantiveram a 2ª e 3ªposições respectivamente. Bagnaia foi para uma nova volta, essa volta do vencedor do GP de Aragón foi brilhante, no que confirmou no tempo de 1:31.065 a 1 minuto e 15 segundos do final, tomando a pole que estava com Quartararo. O Francês foi para uma última tentativa, mas logo na primeira curva, o piloto da Yamaha foi para o chão.

Bagnaia não viu mais adversários para impedi-lo de conquistar novamente a pole position. O piloto da Ducati vinha com vontade de ainda disputar o título da MotoGP e de vencer em Misano. De quebra, a equipe oficial da Ducati conquista a dobradinha, Jack Miller vai largar na segunda posição. A queda de Quartararo custou duas posições para o próprio francês que vai fechar a primeira fila.

A Segunda fila terá o espanhol Jorge Martin, comandando mais uma vez a equipe Pramac, colocando quase 2 décimos de frente para Johann Zarco. Completando a 2ªfila, o espanhol Pol Espargaró que fez uma bela volta para se colocar na 6ªposição, 12 milésimos a frente de Marc Marquez, companheiro de equipe na Honda Repsol. Completando a 3ªfila: O Motivado Aleix Espargaró da Aprilla e o desacreditado Alex Rins com sua Suzuki.

Quem compõem a 4ªfila, fechando a lista dos 12 primeiros colocados os pilotos Marevick Viñales da Aprilla, Joan Mir da Suzuki e Enea Bastianini da Avintia.

Grid de Largada:

pospilotoEquipeMotoTempo
163Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’31.065
243Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’31.314
320Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’31.367
489Jorge MartinPramac RacingDucati1’31.663
55Johann ZarcoPramac RacingDucati1’31.836
644Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’31.923
793Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’31.935
841Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniAprilia1’31.937
942Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.017
1012Maverick ViñalesAprilia Racing Team GresiniAprilia1’32.121
1136Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.426
1223Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’32.461
1330Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’32.210
1451Michele PirroDucati Lenovo TeamDucati1’32.287
1510Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’32.289
1621Franco MorbidelliMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’32.296
1733Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’32.427
186Stefan BradlTeam Honda HRCHonda1’32.439
1973Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’32.476
2027Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.481
2188Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’32.821
229Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.891
2346Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’32.967
244Andrea DoviziosoPetronas Yamaha SRTYamaha1’33.098

Na Largada, Francesco Bagnaia manteve a liderança, já Jack Miller teve dificuldades, mas conseguiu manter a segunda posição. Quartararo manteve a 3ªposição, Marquez e Pol Espargaró vinham em 4º e 5º. Porém, Pol foi superado por Martin e seu irmão Aleix Espargaró, caindo para 7º. Rins, Bastianini e Mir completa os Top 10.

Jorge Martin passou na reta Marquez e Quartararo e quase conseguiu manter posição a frente do líder do campeonato. Quartararo recuperou a 3ªposição e Martin conseguiu manter-se a frente de Marquez, em 4ºlugar. Bagnaia e Miller começaram a abrir dos demais. Na 3ªVolta, Martin supera Quartararo na curva 1, mas curvas depois, o francês dá o troco. Porém, a briga continuou por mais algumas curvas com o francês levando a melhor e Martin caindo na curva 14.

Bagnaia abriu 1.3 segundos de Miller e 2.5 segundos sobre Quartararo, A briga acontecia entre Aleix e Marc Marquez pela 4ªposição. No final da 4ªVolta, Bastianini e Rins superaram Pol Espargaró. O piloto da Avintia vinha em excelente 6ªposição. Por outro lado, Pol começaria a sofrer pressão de Joan Mir.

Na 5ªVolta, Marc Marquez e Enea Bastianini superam Aleix Espargaró e passam a 4ª e 5ªposições respectivamente, mas o piloto da Avintia não estava satisfeito, ele queria a posição do Formiga Atômica e partiu para a briga. Na volta seguinte, Bastianini supera MArquez e assume a 4ªposição. Impressionante a prova do piloto da Avintia que faz uma bela temporada de estreia na MotoGP. Na curva 14, Rins passa Aleix e sobe para 6º.

Os três primeiros colocados estavam tranquilos na frente, a briga estava intensa do 4ºlugar para trás. No final da 7ªVolta, na mesma curva 14, Mir supera Pol e sobe para 8º. Michele Pirro estava na 10ªposição, na frente de Johann Zarco. Stefan Bradl vinha em 18º, atrás de Alex Marquez.

Zarco tomou punição da volta longa. Ao mesmo tempo em que Jack Miller errou a curva 4, era nessa hora que a corrida do piloto australiano começaria a ir por água abaixo. Quartararo se aproxima do piloto da Ducati. Jorge Martin e Luca Marini tomou punição da volta longa. Jorge Martin tomou a segunda punição. Na última posição, o piloto da Pramac viu que não teria mais o que fazer na pista, Martin se encaminhou para os boxes e abandonou após a 11ªvolta completada.

Quartararo seguia Miller que ainda conseguia livrar alguma frente pela potência da sua Ducati. Essa situação durou até a 14ªvolta, foi quando o piloto da Yamaha supera Miller e assume a segunda posição, minimizando prejuízos na classificação do campeonato.

Na mesma volta, Rins supera Marquez e tenta partir para cima de Bastianini. Moto o espanhol tinha melhor do que a Ducati de 2019 da Avintia. Porém, Bastianini mostrou força e marcou a melhor volta da prova, mostrando ter desempenho para estar em uma excelente 4ªcolocação. Iker Lecuona foi ao chão na 15ªVolta, o segundo piloto a deixar a prova.

Bastianini começou a se aproximar de Miller que sofria com o desgaste da sua moto. Enquanto que o piloto da Avintia acreditava na conquista do pódio. Alex Rins acabou indo para o chão a 10ªVoltas do final, que temporada dura para o piloto da Suzuki.

A 9 voltas do final, Bastianini chega em Miller e pasmem, “Bestia” de Ducati 2019 supera a Miller de Ducati 2021, a 8 voltas do final, Enea Bastianini estava em posição de um inédito pódio na categoria principal.

Enquanto que lá na frente, Fabio Quartararo começou a tirar a diferença que Bagnaia tinha na liderança, A vantagem que chegou a ser de 2.5 segundos acabiu caindo para pela metade a 7 voltas do final. Vendo sua vantagem cair, Bagnaia faz boa volta e eleva vantagem para 1.5 segundos.

Nesse mesmo tempo, mais atrás, Mir disputava a 7ªposição com Aleix Espargaró. Enquanto que Takaagi Nakagami desafiava Brad Binder em disputa da 9ªposição a 5 voltas do final.

Na 24ªvolta, Fabio Quartararo reduz a vantagem de Bagnaia para meio segundo. O francês tentaria a vitória a todo o custo, já Bagnaia precisava vencer para ter mais chances de ainda lutar pelo campeonato. Por sorte, Peppo tinha a potência as sua moto como grande aliada nas retas, isso segurava uma maior ação do piloto da Yamaha.

Joan Mir supera Aleix Espargaró, subindo para a 6ªposição. Jack Miller vinha segurando Marc Marquez nas últimas 3 voltas, isso permitiu a chegada de Mir na briga pela 4ªposição.

Quartararo chegou muito perto de Bagnaia na última volta. Mir passou Marquez e foi para a 5ªposição, ainda com chances de passar Miller no final.

Bagnaia usou bem a potência da Ducati para se distanciar o suficiente para segurar a vitória, sua segunda vitória na MotoGP e baixar em 5 pontos a enorme vantagem que Quartararo tem na liderança do Mundial. Grande corrida e grande momento que Peppo vive no campeonato. Fabio Quartararo conseguiu fazer uma bela corrida, levando nas costas a Yamaha para a 2ªposição. A liderança de Fabio ainda é bastante tranquila, com 48 pontos de frente para Bagnaia.

Enea Bastianini fez um final de semana magnifico, com uma boa classificação e uma excelente corrida, levando sua Ducati de 2019 até o terceiro lugar e para um improvável pódio. Sem dúvida o melhor estreante do ano, com sobras e muita sobra mesmo.

Tão genial foi Marc Marquez, que na curva 14 se aproveitou da briga de Miller e Mir para tomar a 4ªposição, uma manobra que deu mais 3 pontos para o Formiga Atômica, mais que isso foi ter levantado ainda mais sua moral. Joan Mir chegou a frente de Jack Miller, mas as posições foram invertidas porque o piloto da Suzuki acabou passando do limite da pista. Jack Miller começou muito bem, mas acabou perdendo terreno na segunda metade de prova e acabou ficando apenas na 5ªposição. Mir fez uma boa corrida de recuperação, mas não foi além da 6ªposição.

Os irmãos Espargaró chegaram na 7ª e 8ªposições, sendo que Pol acabou ficando na frente de Aleix. Ambos chegaram a ocupar as primeiras posições, mas não tiveram rendimento para chegarem mais a frente. Brad Binder suportou a pressão de Nakagami nas últimas voltas e levou a KTM a 9ªposição, enquanto que o Japonês da LCR Honda completou as 10 primeiras posições.

A se destacar o bom resultado dos pilotos de testes da Ducati e Honda. Michele Pirro chegou na 11ªposição e Stefan Bradl acabou na 14ªposição, na frente de pilotos titulares como Johann Zarco da Pramac, em 12º e Alex Marquez na 15ªposição. Marevick Viñales terminou o dia na 13ªposição e marcou os primeiros pontos com a moto da Aprilla.

Resultado final da 14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP de Misano –MotoGP – 27 Voltas

pospilotoEquipeMotoTempo
163Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati41’48.305
220Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 0.364
323Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 4.789
493Marc MárquezRepsol Honda TeamHondaa 10.245
543Jack MillerDucati Lenovo TeamDucatia 10.469
636Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 10.325
744Pol EspargaróRepsol Honda TeamHondaa 13.234
841Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 15.698
933Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 16.129
1030Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 18.519
1151Michele PirroDucati Lenovo TeamDucatia 20.373
125Johann ZarcoPramac RacingDucatia 21.066
1312Maverick ViñalesAprilia Racing Team GresiniApriliaa 21.258
146Stefan BradlTeam Honda HRCHondaa 28.142
1573Álex MárquezLCR Honda CASTROLHondaa 30.686
169Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 32.654
1746Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 33.853
1821Franco MorbidelliMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 36.272
1910Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 36.839
2088Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 37.202
214Andrea DoviziosoPetronas Yamaha SRTYamahaa 42.587
42Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 10 voltas
27Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 13 voltas
89Jorge MartínPramac RacingDucatia 17 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP de Misano – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2 – 14ªetapa

Misano marcou mais uma etapa da briga particular entre os dois pilotos da KTM Ajo. Pole Position e vitória de Raúl Fernández, mas Remy Gardner continua com boa vantagem na liderança do campeonato, com uma boa corrida de recuperação e uma bela corrida de Aron Canet que ficou perto de vencer pela primeira vez na Moto 2.

A repescagem da classificação da Moto 2. A maioria dos 16 pilotos já estava na porta de entrada, doidos para entrarem e marcarem suas voltas. Assim que o cronometro foi disparado, todos foram para a pista.

O Céu estava carregado, bem nublado e poderia chover a qualquer momento. Na primeira tentativa de volta, o holandês Bo Bendsneyder se destacou e marcou o melhor tempo, seguido de Hector Garzó da Pons, Tony Arbolino da Dynavolt e Jake Dixon, de volta a Moto 2 pela Petronas.

Ao mesmo tempo, a chuva começou a cair em alguns pontos. Isso obrigava os pilotos a melhorarem logo, antes que a pista ficasse impossibilitada para melhoria de tempos. Na 2ªtentativa, menos de 10 minutos do final, Hector Garzó assume a ponta, com 1:38.950. Joe Roberts da italtrans, Hafizh Syarhin em ótima volta passa para 3º e Dixon continuava na 4ªposição. Bendsneyder acabou caindo demais, indo para a 8ªposição.

A 8 minutos do final, Lorenzo Dalla Porta faz grande volta de 1:38.605, levando a Italtrans a liderança da repescagem, Vietti também melhora e passa a ser o 2ºcolocado. Garzó caiu para 3º e Yari Montella da Speed UP completava os 4 primeiros.

A chuva apertava em Mizano, mas ainda houve uma última tentativa, foi nessa volta que Celestino Vietti passou a liderança com 1:38.062. Seguido de Lorenzo Dalla Porta, Joe Roberts e Thomas Luthi a 6 minutos do final. Com isso, a chuva caiu de vez e ninguém mais conseguiu melhorar tempo algum. Os pilotos voltaram para os boxes e os classificados ficaram esperando a hora de começar o Q2.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
113Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’38.062
219Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’38.212
316Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’38.369
412Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’38.408
555Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’38.717
696Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’38.769
740Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’38.793
814Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’38.815
942Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’38.998
105Yari Montellaa EGO Speed UpBoscoscuro1’39.017
1124Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’39.132
1275Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro1’39.144
1364Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’39.227
146Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’39.251
157Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’39.496
1670Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’39.563

Por mais irônico que possa parecer, o tempo se abriu e o sol apareceu, nem pareceu que a chuva tinha caído a uns 15 minutos atrás. Assim que a maioria dos pilotos marcaram suas primeiras marcas. Canet foi para a liderança, o primeiro a assumir a liderança. Durante os 15 minutos de sessão. Raúl Fernández fez o segundo tempo e Fabio di Giannantonio o 3ºtempo.

Bezzecchi que não tinha feito uma grande marca na sua primeira tentativa, passou para a ponta na segunda volta rápida, com 1:37.811. 10 segundos depois, Fabio di Giannantonio supera o tempo de Bezzecchi e passou para a liderança, com 1 milésimo a frente de Aron Canet da Aspar Martinez.

Raúl Fernández acabou com sua primeira volta anulada, o espanhol foi com tudo na sua segunda tentativa, não deu outra, Raúl marcou 1:37.055 e pulou para a ponta a 8:55 do final da sessão.

Começou a caça a Raúl Fernández a partir daquele momento de classificação. Fabio di Giannantonio, Bezzecchi e Canet tentaram tirar o vice-líder do Mundial. O piloto da Aspar Martinez conseguiu superar o piloto da equipe Ajo com 1:37.033, enquanto que Navarro subiu para a 3ªposição, superando Bezzecchi e di Giannantonio.

Remy Gardner estava bem atrás, mas o australiano e líder do campeonato acabou com a brincadeira a 7:20 do final, quando ele finalizou a excelente volta de 1:36.861 e tomou a liderança para as mãos dele.

Augusto Fernandez deu uma bela subida e passou a terceira posição, menos de 2 décimos atrás de Gardner. Sam Lowes foi para a 6ªposição. Naquele momento, Gardner, Canet e Augusto Fernandez formavam a primeira fila. Raúl Fernández caiu para 4º, Lorenzo Dalla Porta em grande classificação em 5º e Lowes completava a segunda fila na 6ªposição.

A 4 minutos do final, Lowes fez uma brilhante volta de 1:36.749 e assumiu a liderança. 1 minuto depois, Bezzecchi subiu da 7ª para a 3ªposição, mas segundos depois Canet e Navarro superaram o piloto da VR46.

A 1:30 do final, Vierge fez uma grande volta e chegou a flertar com a disputa da pole, mas só conseguiu a 4ªposição. A 40 segundos do final, Lowes melhorou sua marca (1:36.615) e praticamente consolidou a pole position. Augusto Fernandez subiu para segundo e a Marc VDS vinha a dobradinha naquele momento. Só não contavam com a volta voadora de Raúl Fernández depois do cronometro zerado.

O espanhol acabou voando baixo na volta final. Resultado disso tudo, o tempo de 1:36.264 e a pole position para o piloto da equipe Ajo, além de levar vantagem na disputa particular com Remy Gardner pela disputa do título. Enquanto Raúl vai largar na frente, o líder do campeonato vai liderar a segunda fila, largando na 4ªposição.

Entre os dois pilotos da equipe Ajo, estão os dois pilotos da Marc VDS, Sam Lowes e Augusto Fernandez irão complementar a primeira fila em Misano. Na segunda fila, Aron Canet e Jorge Navarro completam a 2ªfila com as 2 motos mais competitivas da Boscoscuro.

Xavi Vierge da Petronas abre a 3ªfila, o espanhol se acertou no Mundial de Superbike para a temporada de 2022. Marco Bezzecchi não conseguiu ir além da 8ªposição na classificação e Fabio di Giannantonio da Gresini vai largar na 9ªposição.

Lorenzo Dalla Porta foi muito bem tanto no Q1 como no Q2 e acabou conquistando a 10ªposição no grid de largada, completando a 4ªfila, Ai Ogura da Honda Asia Team e Marcel Schrotter da Dynavolt.

Grid de Largada:

pospilotoEquipeMotoTempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex1’36.264
222Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’36.615
337Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’36.788
487Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’36.861
544Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuro1’36.869
69Jorge Navarroa EGO Speed UpBoscoscuro1’36.928
797Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’36.928
872Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’37.021
921Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’37.171
1019Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’37.192
1111Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’37.232
1279Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’37.312
1323Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’37.345
1412Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’37.388
1516Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’37.432
1662Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’37.474
1713Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’37.617
1835Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’37.669
1955Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’38.717
2096Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’38.769
2140Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’38.793
2214Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’38.815
2342Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’38.998
245Yari Montellaa EGO Speed UpBoscoscuro1’39.017
2524Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’39.132
2675Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro1’39.144
2764Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’39.227
286Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’39.251
297Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’39.496
3070Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’39.563

Em uma nublada Misano, aconteceu mais uma disputa entre Raúl Fernández e Remy Gardner pelo campeonato.

Raúl Fernández larga bem e mantem a liderança, mas Sam Lowes partiu logo para o ataque em cima do espanhol. Canet largou muito bem e subiu para 3º seguido de Bezzecchi, Vierge e Gardner que caiu da 4ª para a 6ªposição.

Na metade da 1ªVolta, Lowes assume a liderança após superar Fernández. Na 2ªVolta, Vierge superou Bezzecchi, deixando o piloto da VR46 para Remy disputar a 5ªposição, o líder do campeonato precisava subir logo para não perder o alcance dos lideres. Então, Gardner partiu pra cima e passou Bezzecchi, mas tomou o troco do italiano que não estava disposto a entregar fácil a sua posição.

A disputa dura até o final da 3ªvolta, foi quando Gardner passou em definitivo Bezzecchi e passou a ser o 5ºcolocado. Na volta seguinte, Aron Canet foi pra cima de Fernández e acabou superando o piloto da Ajo, assumindo a 2ªposição, com um ritmo impressionante de corrida.

Canet começava a se aproximar de Sam Lowes , levando Raúl junto dele. Enquanto isso, Augusto Fernandez foi pra cima de Marco Bezecchi.

Na 6ªvolta, Remy Gardner ultrapassa Aron Canet e sobe para 4º. Após 6 voltas, San Lowes continuava na liderança, seguido de perto por Canet e Fernández. Gardner em 4º, Vierge da Petronas em 5º, Bezzecchi brigando para manter a 6ªposição, Augusto Fernandez em 7º, na perseguição ao piloto da VR46, e Ogura, di Giannantonio e Dalla Porta completavam as 10 primeiras posições.

Jorge Navarro foi punido com uma volta longa, por pilotagem irresponsável que fez Simone Corsi ir ao chão nos primeiros momentos da prova.

Canet foi se aproximando de Lowes aos poucos, Raúl Fernández conseguia acompanhar os dois, Remy Gardner em 4º vinha a 1 segundo apenas, com possibilidades de se juntar ao grupo dos 3 primeiros.

No final da 8ªVolta, Canet passou Lowes e assumiu a liderança. No começo da volta seguinte, foi a vez de Raúl Fernández superar Sam Lowes e passa a ser o segundo colocado. O britânico caiu da ponta para a terceira posição. A partir dai, Raúl começou a preseguir Canet em busca da ponta.

Em uma bela manobra, Marco Bezzecchi superou Xavi Vierge numa audaciosa manobra sobre o piloto da Petronas, sobe novamente para a 5ªposição. Enquanto que Ai Ogura pressionava Augusto Fernandez, em disputa a 7ªposição.

Canet se manteve na liderança até a 15ªvolta, Raúl Fernández pega o vácuo e ultrapassa o piloto da Aspar Martinez na curva 1, passado a liderança. Com 9 voltas para o final, Remy Gardner supera Sam Lowes e passa a ser o terceiro colocado.

Apesar de Raúl Fernández esta na frente, Canet continua perto, ainda tentando recuperar a liderança. Gardner tentava chegar em Canet, Lowes vinha em 4º. Bem longe dos 4 primeiros vinham: Bezzecchi, Vierge, Augusto Fernández, Ogura, di Giannantonio e Luthi completavam os 10 primeiros.

A 6 voltas do final, Vierge é superado por Augusto Fernandez, passado a ser 6ºcolocado o piloto da Marc VDS. Nesse momento, Gardner começava a pressionar Canet, mas os dois ainda muito perto de Raúl Fernández que não tinha a vitória assegurada.

Na penúltima volta, Remy Gardner supera Aron Canet numa belíssima ultrapassagem ganhando a segunda posição. Se imaginava que o australiano ficaria satisfeito, mas pelo contraio, Remy queria a vitória

A última volta foi fortíssima de Remy, ele estava conseguindo tirar os 6 décimos que Raúl tinha na frente e poderia tentar uma improvável vitória, mas nas últimas curvas, a moto de Gardner balançou e o líder do campeonato teve que segurar sua moto para não colocar tudo a perder.

Raúl Fernández acabou conquistando a vitória em Misano, importantíssima para tirar 5 pontos da vantagem ainda confortável de Remy Gardner na liderança do Mundial. O espanhol teve uma bela reação depois da queda do GP da Inglaterra com 2 belíssimas vitórias nas 2 últimas corrida.

Remy Gardner conseguiu uma bela recuperação após ter não ter largado muito bem, chegando a 2ªposição, minimizando o prejuízo na classificação do campeonato. Completando o pódio, Aron Canet que fez uma grande corrida, talvez uma das corridas em que o piloto espanhol chegou mais perto de conquistar a 1ªvitória.

Sam Lowes começou bem, mas não teve desempenho o bastante para ficar além da 4ªposição. O melhor italiano na prova foi Marco Bezzecchi na 5ªposição, que parece ser o limitador da VR46 em Misano. Augusto Fernandez fechou o Top 6.

Xavi Vierge acabou perdendo a 7ªposição para Ai Ogura no final de prova. O piloto Japonês continua fazendo uma bela temporada de estreia. Fabio di Giannantonio  da Gresini e Celestino Vietti da VR46 completa os Top 10.

Thomas Luthi mais uma vez consegue entrar na zona de pontuação, em uma boa corrida do piloto da SAG. Marcel Schrotter da Dynavolt, Jorge Navarro da Speed UP, Marcos Ramirez da American Racing e Tony Arbolino da Dynavolt completaram a zona de pontuação.

Resultado final da 14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP de Misano –Moto 2 – 25 Voltas

pospilotoEquipeMotoTempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex40’40.563
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 0.402
344Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 0.569
422Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 1.578
572Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 4.920
637Augusto FernándezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 5.361
779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 6.236
897Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 7.468
921Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 7.562
1013Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 13.230
1112Thomas LüthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 15.596
1223Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalexa 16.172
139Jorge Navarroa EGO Speed UpBoscoscuroa 20.234
1442Marcos RamírezAmerican RacingKalexa 22.819
1514Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 23.015
1662Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 26.152
1711Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 26.987
1855Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 27.231
1996Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 28.150
2040Héctor GarzóFlexbox HP40Kalexa 28.526
216Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 29.864
2275Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 33.140
2316Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 36.098
247Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 43.861
2564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 47.329
35Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 3 voltas
19Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 6 voltas
70Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 13 voltas
5Yari Montellaa EGO Speed UpBoscoscuroa 13 voltas
24Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 23 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP de Misano – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 14ªetapa

Mais uma corrida muito disputada em Misano que terminou em uma festa italiana e no surgimento de um novo candidato ao título da temporada de 2021.

Sessão de Classificação:

No começo do Q1, ninguém quis entrar na pista. Foram necessários uns 2 minutos para aparecer algum piloto que teve a boa vontade de sair da pista. Teve piloto que demorou até 4 minutos e meio tentar uma volta rápida.

John McPhee, de volta a sua moto 250cc da Petronas começa em bem, com o melhor tempo, seguidos de Izdihar e Kunii a menos de 10 minutos do final. Porém, o escocês em busca de uma volta melhor acaba caindo a 9 minutos do final. Mesmo sendo o mais rápido, a posição do escocês não estava assegurada.

A 7 minutos do final, um dos pilotos convidados, Matteo Bertelle chegou a fazer o 1ºtempo, mas por ter passado fora da pista em alguma curva, o tempo do piloto italiano foi cancelado. O piloto que é da academia da VR46 foi para uma nova volta, dessa vez a volta foi perfeita e Bertelle assumiu a liderança da sessão, com o tempo de 1:43.008. 30 segundos depois, Carlos Tatay toma a ponta com certa folga do segundo colocado (1:42.697).

McPhee caiu para 3º e Izhidar vinha na 4ªposição, com 4 minutos do término da sessão. A 3:15 do final, Ryusei Yamanaka sobe para 3ªposição, mas é superado por Ricardo Rossi 30 segundos depois. O mais importante é que ambos superaram John McPhee que já não poderia voltar a pista.

Matteo Bertelle também foi ao chão, mas teve a sorte de ninguém melhorar seu tempo. Foi uma sessão muito fraca de classificação, possivelmente a mais fraca desse formato na Moto 3 que já vi. Carlos Tatay da Avintia foi o mais rápido, seguido por Matteo Bertelle, Ricardo Rossi e Ryusei Yamanaka.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
199Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’42.697
218Matteo BertelleBardahl VR46 Riders AcademyKTM1’43.008
354Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’43.249
46Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’43.284
517John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’43.351
619Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’43.433
731Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.459
873Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.474
920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’43.493
1092Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.784
1152Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’44.037
1212Filip SalačCarXpert PruestelGPKTM1’44.488
1324Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaSem Tempo
1453Deniz OncüRed Bull KTM Tech 3KTMSem Tempo
1567Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaSem Tempo

Diferente do Q1, 6 pilotos ficaram na porta para irem a pista. Assim que disparou o cronometro, os pilotos partiram para a disputa da pole position.

Entre os pilotos da equipe Ajo, Jaume Masia marcou 1:43.124, ficando 75 milésimos a frente de Pedro Acosta. Os dois foram superados por Andrea Migno 10 segundos depois, com o tempo de 1:42.099, muito a frente de Masia e Acosta. Dennis Foggia da Leopard vinha na segunda posição.

Em sua segunda volta rápida, a menos de 10 minutos do final, Xavier Artigas se destaca e consegue subir para a 2ªposição (1:42.271). Dennis Foggia queria uma volta melhor para assumir a liderança. Porém, essa volta não vem na segunda tentativa, mas sim na terceira, foi quando o piloto da Leopard marcou 1:42.013 e assumiu a liderança.

Na metade da sessão, Foggia, Migno e Artigas formariam a primeira fila. Romano Fenati fez bela volta, subindo para a 4ªposição. Elia Bartolini, um outro convidado da academia VR46 vinha em excelente 5ªposição. Pedro Acosta, Jaume Masia, Ayumi Sasaki, Darryn Binder e Niccolò Antonelli completavam os 10 primeiros colocados.

Ao mesmo tempo que a maioria dos pilotos voltavam para a pista a 5 minutos e meio do final, o espanhol Sergio Garcia foi para a pista buscar um tempo. Na sua primeira tentativa, o piloto da Gas Gas foi para 17ªposição. Na volta seguinte, 2 minutos e 10 segundos do final da sessão, Sergio Garcia ganhou posições, passando para a 10ªposição.

A 1 minuto e 20 segundos do final, Niccolò Antonelli fez uma belíssima volta que concede a segunda posição. Logo depois, Jaume Masia melhorou seu tempo e subiu para a 4ªposição. Entre eles estava Andrea Migno.

Tudo indicava que a pole ficaria nas mãos de Dennis Foggia, mas o tempo não acabou. Romano Fenati vinha para a sua última tentativa. Sua volta final foi espetacular, o piloto da equipe de Max Biaggi fez 1:41.756 e acabou levando a Husqvarna para a pole position, sendo o único a virar na casa do 1 minuto e 41 segundos.

Dennis Foggia da Leopard sentiu a pole em suas mãos, mas acabou superado por Fenati no final e vai largar na segunda posição. Niccolò Antonelli da Avintia completa a primeira fila, em uma excelente participação. Na segunda fila, vão largar: Andrea Migno da Snipers, que apareceu muito bem na sessão, Jaume Masia que faz as honras da casa da equipe KTM Ajo e Xavier Artigas da Leopard Racing.

Entre os principais postulantes ao título, Pedro Acosta levou a melhor nessa classificação. O líder do campeonato vai largar na 9ªposição, enquanto que Sergio Garcia vai largar na 12ªposição. Ricardo Rossi da Owlride larga na 7ªposição, Elia Bartolini da academia da VR46 fez excelente classificação, com uma 8ªposição no grid de largada, logo a frente de Pedro Acosta, líder do campeonato e grande favorito a disputa do título.

Grid de Largada

pospilotoEquipeMotoTempo
155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’41.756
27Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.013
323Niccolo AntonelliAvintia VR46KTM1’42.020
416Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’42.099
55Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’42.111
643Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’42.271
754Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’42.276
822Elia BartoliniBardahl VR46 Riders AcademyKTM1’42.552
937Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’42.558
1099Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’42.566
1182Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’42.619
1211Sergio GarcíaGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGAS1’42.687
1371Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’42.729
1440Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’42.752
1518Matteo BertelleBardahl VR46 Riders AcademyKTM1’42.796
166Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’43.021
1728Izan GuevaraGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGAS1’43.033
1827Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’43.107
1917John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’43.351
2019Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’43.433
2131Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.459
2273Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.474
2320Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’43.493
2492Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’44.037
2552Filip SalačCarXpert PruestelGPKTM1’44.488
2612Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaSem Tempo
2724Deniz OncüRed Bull KTM Tech 3KTMSem Tempo
2853Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaSem Tempo

Tivemos uma bela corrida na categoria menor do Mundial de Motovelocidade. A disputa pelo título continua em aberto. Tivemos um pódio todo ocupado por pilotos italianos em Misano.

Romano Fenati largou bem e manteve a ponta, mas teve o risco de Niccolò Antonelli ter chegado a ficar de lado, brigando pela liderança da prova nas primeiras 3 curvas, Mas o piloto da Husqvarna se saiu melhor. Andrea Migno vinha na terceira posição, seguido de Foggia, Masia e Artigas. Sergio Garcia pulou para a 7ªposição na 1ªVolta, já Pedro Acosta acabou recuando para a 10ªposição.

Dennis Foggia passou Andrea Migno na 2ªmetade da 1ªmetade da primeira volta, no começo da segunda volta, o piloto da Leopard superou Antonelli e passou a ser o segundo colocando, mas essa realidade só durou algumas curvas, Já que o piloto da Avintia recuperou a segunda posição. Elia Bartolini (que poderia fazer uma boa corrida) acabou indo ao chão e abandonando cedo a prova.

Garcia começou muito bem, mas acabou em uma tentativa de ultrapassagem mal sucedida caindo para a 8ªposição, logo a frente de Pedro Acosta. Os principais candidatos ao título brigando por uma colocação intermediária. Na 3ªVolta, os dois se tocaram na curva 8.

Fenati e Antonelli começaram a uma tentativa de fuga em relação ao pelotão. Artigas e Darryn Binder travavam um duelo pela 6ªposição.

Na 5ªVolta, Migno e Foggia travam duelo pela 3ªposição, trocando de posições pelo menos umas 3 vezes, até que Migno fez a ultrapassagem em definitivo, dando um chega pra lá no piloto da Leopard que acabou perdendo a 4ªposição para Jaume Masia.

Entre os postulantes a disputa do título, havia dois universos diferentes: Enquanto Sergio Garcia passou Artigas e passou a pressionar Binder pela 6ªposição, Pedro Acosta estava ficando para o segundo pelotão, sem ritmo de corrida para lutar pelas primeiras posições.

Ao final da 7ªVolta, Foggia recupera a 4ªposição que estava nas mãos de Masia. Enquanto que Sergio Garcia supera Darryn Binder e sobe para a 6ªposição. Já Pedro Acosta vivia dificuldades, com a 9ªposição e com Stefano Nepa e Ayumi Sasaki na sua cola. Pouco tempo depois, Acosta perderia a 9ªposição para Nepa da Owlride.

Garcia passou Masia na 9ªVolta, 9ªcurva passando a ser o 5ºcolocado. Logo a frente, Dennis Foggia recupera a 3ªposição após superar Andrea Migno. Na volta seguinte, Niccolò Antonelli erra e cai para a 7ªposição. Garcia faz mais uma vitima, dessa vez superando Migno e subindo para a 3ªposição. Xavier Artigas toma punição da volta longa. A partir dai a corrida do piloto espanhol começaria a ir para o buraco.

Fenati começou a abrir uma enorme vantagem para os demais, sempre aumentando meio segundo por volta. Foggia, Garcia, Migno, Masia, Binder e Antonelli brigavam pela segunda posição. Garcia estava no 2ºpelotão, a quase 4 segundos e disputando posição com Nepa que estava a sua frente, Artigas, Rossi e Sasaki.

Sergio Garcia tentou um ataque em cima de Foggia, mas foi mal sucedido, além disso acabou sendo superado por Migno e Darryn Binder e recuou para a 5ªposição.

Fenati vinha com a corrida na mão, liderando com tranquilidade, mas no final da 14ªvolta o piloto da Husqvarna vai ao chão e joga fora uma vitória fácil e a possibilidade de ainda disputar o campeonato.

Dennis Foggia passou a ser o líder, mas sua posição não era sólida, Já que Migno, Garcia, Binder, Masia e Antonelli na sua cola. Visando ter mais chances de título, Sergio Garcia estava vendo a chance de vencer da prova, sendo Acosta brigando por uma 7ªposição.

Darryn Binder passou Sergio Garcia na metade da volta. Porém, Garcia recuperou posição e tentou uma arrancada para tentar partir rumo a vitória, mas o vice-líder do campeonato que passou Migno e assumiu a segunda posição acabou errando no final da 17ªVolta e caiu para a 4ªposição.

Garcia teve de recomeçar de novo e até que conseguiu, voltando a 3ªposição após superar Jaume Masia (que também perdeu posição para Antonelli). A 5 voltas do final. Foggia, Migno e Garcia formavam o pódio. Enquanto que Acosta vivia seu pior momento, na 10ªposição, atrás de Carlos Tatay, Stefano Nepa e Ayumi Sasaki.

Na 20ªVolta, Antonelli atacou Garcia, o piloto da Avintia queria recuperar pelo menos um lugar no pódio. A disputa acabou com Garcia não só perdendo posição para Antonelli como também para Masia, caindo para a 5ªposição.

Antonelli foi para cima de Migno e acabou conquistando a segunda posição, no começo da penúltima volta. Enquanto que Garcia tentava manter a 4ªposição dos ataques de Masia.

Dennis Foggia levou sua moto até a 3ªvitória na temporada e com os resultados, o piloto italiano da Leopard Racing assume a vice-liderança do mundial. Melhor que isso, Foggia tem vive seu melhor momento na temporada e pode ser a grande surpresa na reta final do campeonato da Moto 3.

Niccolò Antonelli fez uma bela corrida, apesar do erro na metade da prova, o piloto da Avintia se recuperou muito bem e acabou subindo degrau a degrau até concluir mais um belo final de semana na 2ªposição. Para completar a trinca italiana no pódio, Andrea Migno da Snipers que fez uma boa corrida, sempre brigando pelos primeiros lugares em Misano.

Sergio Garcia conseguiu ficar na frente de Pedro Acosta, mas poderia ter ido melhor, poderia até ter brigado pela vitória, mas o 4ºlugar é uma frustração para o piloto da Gas Gas, que vive sua melhor temporada na carreira.

Pedro Acosta não teve uma moto a altura de disputar as primeiras posições, ficou para o segundo pelotão e não conseguiu algo melhor que a 7ªposição. Pelo que aconteceu na corrida, eu iria que o líder do campeonato não teve grandes prejuízos. Acosta tem 42 pontos de frente para Masia e Garcia, mas o momento de Foggia é bem de alta, 66 pontos marcados nas últimas 3 corridas. Acosta não conseguiu mais do que 14 pontos e precisa reagir para não ver o título escapar diante dos seus dedos.

Jaume Masia poderia ter conseguido ficar a frente de Garcia, mas acabou ficando na 5ªposição após uma fechada do piloto da Gas Gas. Darryn Binder da Petronas completou as 6 primeiras posições.

Carlos Tatay fez uma boa corrida e chegou a ficar perto da 7ªposição, mas acabou superado por Acosta na volta final terminando na 8ªposição. Stefano Nepa e Ayumi Sasaki completaram os 10 primeiros colocados.

Resultado final da 14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP de Misano –Moto 3 – 23 Voltas

pospilotoEquipeMotoTempo
17Dennis FoggiaLeopard RacingHonda39’17.002
223Niccolò AntonelliAvintia VR46KTMa 0.565
316Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 0.817
411Sergio GarcíaGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGASa 2.140
55Jaume MasiáRed Bull KTM AjoKTMa 3.098
640Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 7.633
737Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 9.991
899Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTMa 10.184
982Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 10.341
1071Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 10.344
1154Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 10.360
1228Izan GuevaraGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGASa 14.626
1317John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 14.898
1427Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 15.019
1524Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 15.072
1652Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 18.859
176Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 18.874
1818Matteo BertelleBardahl VR46 Riders AcademyKTMa 18.921
1920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 19.303
2031Adrián FernándezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 21.363
2153Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 26.962
2273Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 30.466
2367Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaa 46.656
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 53.470
12Filip SalačCarXpert PruestelGPKTMa 6 voltas
43Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 9 voltas
55Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 10 voltas
22Elia BartoliniBardahl VR46 Riders AcademyKTMa 22 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto E – Aegerter e Ferrari vencem em Rimini e decisão do título

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Jordi TorresPons Racing 40Energica1’43.154
211Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’43.165
377Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica1’43.297
451Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergica1’43.352
510Xavier SimeonLCR E-TeamEnergica1’43.417
635Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergica1’43.432
727Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergica1’43.502
863Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica1’43.845
966Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergica1’43.850
1055Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergica1’43.906
1115Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergica1’43.990
1270Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergica1’44.133
137Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergica1’44.139
1418Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergica1’44.251
1516Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’44.502
1661Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’44.591
176María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergica1’45.310
1884Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergica1’45.965

Na primeira prova do final de semana, Realizada no sábado, teve uma bela largada de Matteo Ferrari passando Jordi Torres, assumindo a liderança, com Torres e Simeon nas 3 primeiras posições. Aegerter caiu para 4º, Casadei e Granado completavam os 6 primeiros colocados na primeira volta.

No final da primeira volta, Jordi Torres foi para cima de Matteo Ferrari. Enquanto que Mike di Meglio acabou indo para o chão. Foi uma corrida de vários pilotos caindo. Um dos acidentados foi Eric Granado, que foi ao chão e levou com ele o Belga Xavier Simeon (Que perdeu posição para Aegerter), no que levou o abandono de Ambos.

Nessa altura do campeonato, a 5 voltas do final, Aegerter já esta na cola de Jordi Torres. Após a queda de Granado e Simeon, os 3 primeiros colocados (Ferrari, Torres, Aegerter) estavam bem a frente de Mattia Casadei. Alex de Angelis em 5º acabou caindo no final da 4ªVolta. Essa posição passou a ser de Alejandro Medina.

Na volta final, Dominique Aegerter estava em 3º e começou seu caminho para a vitória ao passar Torres na curva 1. Depois o piloto suíço foi para cima de Ferrari e nas curvas finais acabou superando o campeão de 2019 da Moto E, chegando a 2ªVitória na temporada. Ferrari acabou sendo penalizado e perdeu a segunda posição para Jordi Torres da Pons, deixando o piloto da Gresini na terceira posição.

Completando os 6 primeiros colocados ficaram: Mattia Casadei, Tommaso Marcon e Nicolo Canepa.

Resultado Final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto E – 7 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
177Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica12:11.346
240Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 0.103
311Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 0.075
427Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 2.531
570Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 6.578
67Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 7.695
755Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 8.277
816Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 8.336
918Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 8.553
1061Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 8.640
116María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 11.566
1284Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 16.973
1366Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 17.538
15Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 4 Voltas
10Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 5 Voltas
51Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 5 Voltas
35Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 7 Voltas
63Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 7 Voltas

O grid da corrida de domingo foi em decorrência do resultado da corrida do sábado. Aegerter era o pole position, com Jordi Torres e Matteo Ferrari. Na segunda fila estavam Mattia Casadei, Tommaso Marcon e Nicolo Canepa. Pilotos como Xavier Simeon e Eric Granado que largaram na frente na primeira corrida acabaram largando nas últimas posições.

Aegerter largou bem e mante a liderança, Matteo Ferrari ganhou a posição de Torres. Quem deu um bela largada foi o piloto Tommaso Marcon, que subiu da 5ª para a 3ªposição.

Na metade da primeira volta, Aegerter perdeu a liderança para Ferrari, mas isso não seria o pior para o piloto Suíço. O pior foi no começo da segunda volta, foi quando Macron tentou uma manobra impensada e desastrosa e acabou derrubando Aegerter, ambos foram para o chão. O líder do campeonato conseguiu voltar a corrida, bem longe do pelotão na última posição, com alguma esperança de marcar algum ponto.

Ferrari vinha na liderança mais tranquilo, com uma vantagem para Mattia Casadei e Jordi Torres, os dois disputavam a segunda posição, com o piloto da Pons atacando o piloto da SIC58. Na penúltima volta, Torres passou para a segunda posição, mas Casadei recuperou a segunda posição.

No final, Ferrari segurou a liderança e venceu com tranquilidade a segunda corrida do final de semana, que fez o italiano passar para a liderança do Mundial, restando apenas à rodada dupla de Le Mans. Dominique Aegerter não conseguiu chegar aos pontos, ficou apenas na 16ªposição.

O pódio foi completado por Mattia Casadei da SIC58 e Jordi Torres da Pons. Nicolo Canepa completou seu bom final de semana com mais um 4ºlugar. Alessandro Zaccone da Gresini e Mike di Meglio da Marc VDS completaram os 6 primeiros colocados. Eric Granado ficou em 7ª após ter largado das últimas posições.

Para a decisão do campeonato, 4 pilotos estão de fato na disputa do título: Matteo Ferrari com 86 pontos, Dominique Aegerter com 82 pontos, Jordi Torres com 79 pontos e Mattia Casadei com 71 pontos. Eric Granado com 43, Niccolo Canepa com 42 e Xavier Simeon com 37 tem chances apenas matemáticas de conquistarem o título.

Fotos:

Resultado Final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto E – 7 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
111Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica12’11.053
227Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 0.996
340Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 1.098
47Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 3.907
561Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 4.619
663Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 6.046
751Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 6.097
815Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 6.775
955Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 6.672
1018Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 7.042
116María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 7.868
1266Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 11.514
1384Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 12.652
1410Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 15.533
1535Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 27.210
1677Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergicaa 38.363
16Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 2 voltas
70Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 6 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Viñales vence em Misano e entra na disputa pelo campeonato completamente bagunçado

Marevick Viñales finalmente conseguiu transformar seu domínio na classificação em vitória no dia da corrida, com uma tática que se revelou correta e aproveitando-se da queda de Francesco Bagnaia na reta final de corrida, O espanhol venceu a 7ªetapa da MotoGP e entrou de vez na disputa pelo título.

Na largada, Miller foi melhor que Viñales e Quartararo passando para a liderança, uma liderança do Australiano que durou 4 curvas, Viñales voltou para a ponta e abriu do piloto da Pramac. Quartararo manteve a terceira posição, seguido de Francesco Bagnaia. Na parte final da 1ªVolta, Bagnaia ganhou a posição de Quartararo e subindo para a terceira posição. Binder e Pol Espargaró levavam as KTM a 5ª e 6ªposições.

Alex Marquez fez uma bela largada e estava na 7ªposição. Na metade da primeira volta, Aleix Espargaró caiu e atrapalhou Franco Morbielli que caiu para a última posição. O piloto da Aprilla levou sua moto até os boxes e abandonou a prova.

Na 2ªVolta, Valentino Rossi foi para o chão na curva 4, conseguiu a volta a corrida na última posição. Na terceira volta, Miller erra e permite a ultrapassagem de Bagnaia. Foi ruim para o piloto da Pramac, mas ficou bem pior para Brad Binder que foi para o chão, o Gueopado sul-africano pegou sua moto e voltou à corrida. Porém, caiu de novo em poucos minutos e dessa vez, não teve como continuar na corrida.

Bagnaia se aproximou de Viñales, muito na frente de Pol Espargaró e Quartararo. Na 6ªVolta, o piloto da Pramac supera o pole position e assume a liderança, Viñales tentou dar o troco, mas Bagnaia se defende muito bem e se firma na frente.

Na parte de trás, Joan Mir se livrou do Grupão e passou a ser 5ºcolocado. Iker Lecuona vinha na frente de Jack Miller, que caia a cada volta na classificação. No final da 8ªVolta, a moto do piloto Australiano quebra e Miller foi obrigado a abandonar.

O líder do campeonato, Andrea Dovizioso vinha em uma apagada corrida, disputando a 8ªposição que estava nas mãos de Alex Marquez (O irmão do Marc Marquez vinha fazendo uma corrida muito decente). Naquela altura do campeonato, Dovizioso e Quartararo estariam empatados com 83 pontos.

Na 11ªVolta de corrida, Francesco Bagnaia abre 1.3 segundos de frente para Marevick Viñales e 2.7 segundos de Pol Espargaró e Fabio Quartararo. Joan Mir em 5º vinha tirando tempo e vantagem do piloto da Petronas. Lecuona e Oliveira vinham muito bem na 6ª e 7ªposições. Já os pilotos da Ducati oficial não conseguiam evoluir na corrida, Dovi não conseguia superar Alex Marquez e Danilo Petrucci vinha em 11º, tomando pressão de Johann Zarco, com uma moto de 2019 e com uma Avintia que sofria sérios problemas financeiros. Na 13ªVolta, o outro piloto da Avintia, Esteve Rabat vai para o chão e deixa a prova.

Na volta seguinte, Miguel Oliveira supera Iker Lecuona na disputa particular dos pilotos da tech 3 pela 6ªposição. Valentino Rossi acabou abandonando, visto que não conseguiria muita coisa naquela altura do campeonato. Enquanto que Bagnaia vinha na frente, mantendo o ritmo de prova, 1.4 segundos a frente de Viñales. O piloto da Yamaha vinha 2.8 segundos a frente de Pol e de Quartararo, que lutaram pelo lugar no pódio. Lá atrás, Takaagi Nakagami vinha para cima de Andrea Dovizioso, com melhor desempenho que vinha o piloto da Ducati, que vivia um momento dramático em Misano.

A partir da 20ªVolta, Viñales começava a chegar em cima de Bagnaia, que começava a sentir o desgaste dos seus pneus mais macios contra os pneus médios de Viñales. O pega pela vitória prometia muito para o final, mas o pega não aconteceu… Bagnaia caiu na volta 21, na curva 6 e abandonou uma corrida onde ele poderia vencer ou pelo menos ser o segundo colocado.

Viñales volta a liderança sem esforço. Pol Espargaró sofria a pressão de Quartararo, o piloto da KTM e o piloto da Yamaha disputavam posição pelo menos da metade da corrida em diante. Joan Mir vinha cada vez chegando mais perto dos dois pilotos. Mais atrás, Nakagami Supera Dovizioso, pegando a 8ºposição. Naquele momento de corrida, Dovi, Quartararo e Viñales lideravam com 83 pontos na liderança

A 4 voltas do final, Mir chega em Quartararo e em Pol Espargaró. Sem perda de tempo, Mir partiu para superar os dois. Sendo que Quartararo na volta 25 e Pol na volta 26. O piloto da KTM também foi superado por Quartararo e via sua chance de pódio escapar. Porém, Quartararo acabou punido com a volta longa por ter saído da pista. Na penúltima volta, Iker Lecuona cai e perde a chance de fazer um bom resultado.

Marevick Viñales cruzou a linha de chegada, vencendo pela primeira vez na temporada, se tornando o 6ºvencedor diferente do ano. Viñales entra na disputa pelo título. O pódio foi completado pelo Espanhol Joan Mir da Suzuki, que esta em 4ºno campeonato, com 80 pontos do campeonato e Pol Espargaró que foi beneficiado com a punição de Quartararo e acabou ficando com a 3ªposição, Seu segundo pódio com a KTM. Quartararo com a punição, perdeu a liderança do Mundial. Mesmo com o 8ºlugar, Dovizioso continua na liderança do mundial, com apenas 1 ponto a frente de Viñales e Quartararo  e a 4 pontos a frente de Joan Mir.

Miguel Oliveira teve mais uma boa atuação, levando a KTM da equipe Tech 3 a 5ªposição. Takaaki Nakagami superou Alex Marquez no final e acabou levando a 6ªposição do piloto da Honda Repsol. O irmão de Marc Marquez obteve seu melhor resultado da temporada, em uma atuação bem aceitável. Andrea Dovizioso teve uma atuação apagada, mas fez uma corrida para chegar nos pontos necessários para continuar na liderança do Mundial.

Franco Morbidelli fez uma corrida de recuperação decente e ficou em 9ºlugar e Danilo Petrucci com a Ducati, completa a lista dos 10 primeiros colocados. Chegando ao final da prova: Johann Zarco da Avintia, Alex Rins da Suzuki (Que não foi nada bem o final de semana) e Bradley Smith da Aprilla.

O Campeonato continua apertado e imprevisível. Semana que vem, teremos o GP da Catalunha. Com 175 pontos em jogo, não pintou alguém para dominar o campeonato. A saída de Marc Marquez parece ter feito o nível do campeonato cair. Só espero que o campeonato ganhe em qualidade daqui para o final da temporada.

Fotos:

Resultado Final da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto GP – 27 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
112Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha41’55.846
236Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 2.425
344Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 4.528
420Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 6.419
588Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 7.368
630Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 11.139
773Álex MárquezRepsol Honda TeamHondaa 11.929
84Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 13.113
921Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 15.880
109Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 17.682
115Johann ZarcoEsponsorama RacingDucatia 23.144
1242Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 24.962
1338Bradley SmithAprilia Racing Team GresiniApriliaa 30.008
27Iker LecuonaRed Bull KTM Tech 3KTMa 3 voltas
63Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 7 voltas
46Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 12 voltas
53Tito RabatEsponsorama RacingDucatia 15 voltas
43Jack MillerPramac RacingDucatia 20 voltas
33Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 24 voltas
41Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 27 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP