Corridas Históricas – GP de Portugal de 1984

Dia 21 de Outubro de 1984 – Estoril (Portugal)

Era dia de decisão na Formula 1 entre Niki Lauda e Alain Prost, Os dois pilotos da Mclaren que dominaram a Temporada estavam separados por apenas 3,5 pontos. Lauda tinha 66 pontos e Prost tinha 62,5 pontos. Um céu limpo para uma grande decisão

Grid de Largada:

posPilotoEquipe/MotorTempo
1Nelson Piquet(Brabham/BMW)1’21.703
2Alain Prost(McLaren/TAG)1’21.774
3Ayrton Senna(Toleman/Hart)1’21.936
4Keke Rosberg(Williams/Honda)1’22.049
5Elio de Angelis(Lotus/Renault)1’22.291
6Nigel Mansell(Lotus/Renault)1’22.319
7Patrick Tambay(Renault)1’22.583
8Michele Alboreto(Ferrari)1’22.686
9Derek Warwick(Renault)1’22.801
10Stefan Johansson(Toleman/Hart)1’22.942
11Niki Lauda(McLaren/TAG)1’23.183
12Riccardo Patrese(Alfa Romeo)1’24.048
13Philippe Streiff(Renault)1’24.089
14Eddie Cheever(Alfa Romeo)1’24.235
15Jacques Laffite(Williams/Honda)1’24.437
16Marc Surer(Arrows/BMW)1’24.688
17René Arnoux(Ferrari)1’24.848
18Thierry Boutsen(Arrows/BMW)1’25.115
19Manfred Winkelhock(Brabham/BMW)1’25.289
20Andrea de Cesaris(Ligier/Renault)1’26.082
21François Hesnault(Ligier/Renault)1’26.701
22Piercarlo Ghinzani(Osella/Alfa Romeo)1’26.840
23Gerhard Berger(ATS/BMW)1’28.106
24Jo Gartner(Osella/Alfa Romeo)1’28.229
25Mauro Baldi(Spirit/Hart)1’29.001
26Jonathan Palmer(RAM/Hart)1’29.397
27Philippe Alliot(RAM/Hart)1’30.406

A pole position era de Nelson Piquet, Com a sua Brabham-BMW fazendo a 9ªpole da Temporada de 1984. Em segundo larga Alain Prost, com a Mclaren-Porsche, O Carro do ano de 1984. Na segunda fila largam Ayrton Senna com a Toleman-Hart e Keke Rosberg com a Williams-Honda. A terceira fila era dos dois pilotos da Lotus-Renault, Com Elio de Angelis a frente de Nigel Mansell. Partick Tambay (Renault), Michele Alboreto (Ferrari). Derek Warwick (Renault) e Stefan Johansson (Toleman) fechavam os 10 primeiros. Niki Lauda fez um treino bem ruim devido aos problemas nos treinos de Sábado e largaria apenas em 11º.

A Vantagem era de Prost. O Circuito de Estoril estreava no Mundial de Formula 1 nesse ano, E logo em sua estreia teria uma decisão de campeonato. Portugal estava de fora da Formula 1 desde de 1960. Lauda poderia ser campeão pela terceira vez ou Prost poderia ir para o seu primeiro título da França.

Na Largada, Piquet foi mal e  Rosberg largou bem melhor e assumiu a liderança, Mansell passou do 6º para o 2ºlugar e Prost fez uma largada mais precavida e caiu para o terceiro lugar, Ayrton Senna recuou para o 4º, Alboreto subiu do 8º para o 5ºlugar e Elio de Angelis acabou perdendo uma posição e aparece em 6º. Nelson Piquet acabou rodando e caiu para o 27º e último lugar ao final da 1ªVolta.

Prost já foi para cima de Mansell, Na segunda volta e logo conseguiu passar para o segundo lugar. Lauda passou Cheever da Alfa Romeo na 3ªvolta assumindo o 10ºlugar. Enquanto que Phillipe Alliot da RAM abandonou a corrida.

O Francês partiu para cima de Rosberg com a Williams (Que era um carro muito problemático, mas rendia muito nas mãos do Finlandês) Os pilotos sofriam com a pista que estava bem lisa. Os 3 primeiros colocados já estavam muito distantes de Ayrton Senna, que em 4º vinha sendo pressionado pelo Alboreto e por De Angelis. A Toleman tinha um grande carro, Mas o motor era bem aquém dos principais motores turbo da Formula 1.

Classificação após 5 Voltas: Rosberg (7:31.516) – Prost (a 0.279) – Mansell (a 2.179) – Senna (a 8.189) – Alboreto (a 8.658) – de Angelis (a 8.946) – Lauda vinha em 9ºlugar após ultrapassar Partick Tambay.

Prost tenta passar Rosberg na entrada da 7ªVola, Só que Rosberg segurou a liderança com um carro não equilibrado, com visíveis problemas no seu Williams. Na Volta seguinte, Prost tentou de novo, Mas Rosberg segura de novo. Porém, isso não iria durar para sempre. Prost no começo da volta 9 no final da reta assumiu a liderança. Era que o Francês precisava com o Lauda em 9º o título era dele.

Marc Surer deixa a prova, Enquanto que Mansell foi para cima de Rosberg. O Finlandês não quis tomar conhecimento de Mansell. Qualquer coisa entre os dois poderia dar a Lauda duas posições. Classificação após 10 Voltas: Prost (14:45.990) – Rosberg (a 6.353) – Mansell (a 6.674) – Senna (a 12.271) – Alboreto (a 13.589) – Warwick (a 15.082) – De Angelis (a 15.569) – Johansson (a 15.916) – Lauda (a 16.540) – Tambay (a 23.244).

Após 3 voltas de disputa entre os futuros companheiro de equipe na Williams em 85, Mansell passou Rosberg que balançou seu carro. Depois disso, Mansell disparou e Rosberg estava ficando pelo caminho. Era a mostra do carro da Williams estava bem desequilibrado nas suas mãos. Mais atrás, Lauda estava em 9º, Mas bem perto de Senna, Alboreto, Warwick, de Angelis, Johansson. Ele vinha colado no Sueco na volta 13 para 14. Warwick foi para os boxes e isso permitiu a Lauda subisse para o 8ºlugar.

Lauda em posição de espera ver Johansson pressionando de Angelis, Ele vinha 22 segundos atrás de Prost, O Austriaco foi para cima de Johansson que acabou ficando um pouco mais para trás , Mas acabou desistindo da ultrapassagem de forma muito prudente e precavida em cima do piloto da Toleman.

Classificação após 16 Voltas: Prost (23:21.489) – Mansell (a 8.351) – Rosberg (a 19.410) – Senna (a 21.263) – Alboreto (a 22.744) – de Angelis (a 23.468) – Lauda estava em 8º, Logo atrás de Johansson.

Prost vinha tranquilo na ponta, estava na hora de pegar os retardatários; Os primeiros eram Gartner com a Osella e Mauro Baldi da Spirit-Hart. As ultrapassagens foram bem fáceis. Elio de Angelis foi superado por Johansson e Lauda na 18ªVolta. Rosberg vinha ficando com o desempenho cada vez pior, Senna já estava na cola do piloto da Williams e a ultrapassagem acabou aconteceu na volta 19. O piloto Brasileiro estava em 3ºlugar.

Classificação após 20 Voltas: Prost (29:05.089) – Mansell (a 7.103) – Senna (a 25.895) – Rosberg (a 27.642) – Alboreto (a 28.233) – Johansson (a 28.893) – Lauda (a 29.121) – Tambay (a 31.590) – de Angelis (a 32.818) – Cheever (a 47.461). O título nesse momento era de Alain Prost.

Lauda tentava ultrapassar Johansson, Enquanto isso a Williams de Jacques Laffite ira para os boxes caindo do 17º para o 24º e último lugar. O Francês da Williams voltou logo a frente de Alboreto, Johansson e Lauda. Phillipe Streiff com a terceira Renault acabou rodando, Era a primeira participação do Francês na Formula 1.

Lauda não conseguia passar Johansson e já estava ficando muito longe de Prost, Com 31 segundos de distância e 24 segundos atrás de Mansell para chegar ao segundo lugar. Laffite faz uma nova parada nos boxes. Piquet em 15º Vinha perto de De Cesaris, Winkelrock, Boutsen e Patrese na disputa pelo 11ºlugar.

Lauda continua tentando colocar o carro do lado do piloto da Toleman que vinha super bem na corrida, Com seus dois pilotos na zona de pontuação. A ultrapassagem estava ficando bem difícil. Lá na frente, Prost vinha mantendo os 7 segundos de diferença para Mansell, O Inglês vinha fazendo uma boa corrida. Na 25ªVolta, Boutsen dava adeus a prova. (Igualmente a Arrows que seus dois pilotos estavam de fora da prova)

Johansson foi para cima de Alboreto na reta na volta 27, Na parte mista do circuito Lauda finalmente deixou o Sueco para trás. Meia volta depois, Lauda passou Alboreto sem pensar. Em 1 volta o piloto da Mclaren passava do 7º para o 5ºlugar. Enquanto isso, Warwick deixava a prova na 28ªVolta. Quem vinha muito mal era Arnoux que estava em uma melancólica  13ªposição.

Classificação após 28 Voltas: Prost (40:28.063) – Mansell (a 6.694) – Senna (a 37.476) – Rosberg (a 40.210) – Lauda (a 41.367) – Alboreto (a 43.210) 23 carros estavam na prova.

Prost continuava na frente de Mansell com uma distancia segura para o Leão. Na entrada da 31ªVolta, Lauda passou Rosberg e assumiu a 4ªposição, Mas isso ainda não bastava para ser o campeonato. (O Campeonato ficaria Prost com 71.5 Pontos e Lauda teria com esse resultado  69 pontos) Lauda vai a caça de Senna, Em busca do terceiro lugar.

Classificação após 31 Voltas: Prost (44:45.611) – Mansell (a 5.358) – Senna (a 40.377) – Lauda (a 42.786) – Rosberg (a 44.379) – Alboreto (a 46.516) – Tambay (a 55.685) – De Angelis (a 57.955) – Patrese (a 1:13.444) – Winkelhock (a 1:24.865) – De Cesaris – Arnoux – Piquet – Berger – Warwick

Lauda vai para cima de Senna, Com muito mais carro que o piloto da Toleman, Andreas Nicolau Lauda esperou o melhor momento para superar Ayrton e na entrada da reta, na 33ªVolta, Lauda usando o motor Porsche contra o motor Hart da Toleman de Senna passou para o 3ºlugar.

Lauda vinha em 3ºlugar, Mas o problema era os 36 segundos que Mansell tinha de vantagem para Prost, Porém se Mansell tirasse os 8 segundos de Prost e fizesse a ultrapassagem o  jogo mudaria a favor do Austríaco. Classificação após 34 voltas: Prost (48:59.765) – Mansell (a 8.770) – Lauda (a 45.811) – Senna (a 47.047) – Rosberg (a 49.520) – Alboreto (a 50.928) Chegamos a metade da corrida. Prost já colocava uma volta no Ricciardo Patrese, que vinha em 9ºlugar.

Alboreto pressionava Rosberg. Era nítido que o carro da Ferrari era bem melhor que o Carro da Williams. Prost abre 10 segundos de vantagem para Mansell, Já o piloto Inglês vinha mantendo os 36 segundos a frente de Lauda. Conforme a corrida iria passando e a diferença do piloto da Lotus não baixava, O título começava a ficar cada vez mais próxima das mãos de Prost, Que vinha fazendo a volta mais rápida da prova na 39ªVolta.

Keke Rosberg deixa a corrida na 40ªVolta já em 6ºlugar, Com isso Tambay passou para o 6ºlugar. Classificação após 40 Voltas: Prost (57:27.217) – Mansell (a 16.465) – Lauda (a 45.227) – Senna (a 58.519) – Alboreto (a 59.686) – Tambay (a 1:12.610) – De Angelis (a 1:13.375) – Rosberg (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Prost já estava longe de Mansell e Lauda já vinha diminuindo a diferença para Mansell, Lauda passou para uma postura suicida para cima de Mansell. Restando 30 voltas era o tudo ou nada para o piloto Austríaco tentar a ultrapassagem que daria o título.

A Prova só não estava em Calmaria porque Lauda estava disposto a tirar diferença para Mansell. Já Alboreto acabou rodando na parte mista do circuito, Por sorte, O Italiano tinha vantagem para segurar o 5ºlugar, Só que agora teria um prejuízo de mais de 10 segundos para Senna que estava mais folgado. Lauda encontra Johansson de novo que não cede facilmente a ultrapassagem para um dos concorrentes ao título. Classificação após 45 Voltas: Prost (1:04:29.869) – Mansell (a 17.907) – Lauda (a 45.885) – Senna (a 1:11.318) – Alboreto (a 1:23.364) – De Angelis (a 1:24.290) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Prost agora vinha tranquilo em relação ao Mansell, O piloto da Lotus estava preocupado com sua vantagem para Lauda, Mas ainda isso tinha confortáveis 27 segundos e com o Austríaco com vários retardatários para fazer ultrapassagem. Isso ajudou bastante o Inglês a ganhar tempo e a vantagem subiu para 31 segundos. A Segunda posição parece ser praticamente um sonho impossível para Lauda e o Título de Prost cada vez estava nas suas mãos.

Classificação após 50 Voltas: Prost (1:11:32.750) – Mansell (a 17.996) – Lauda (47.426) – Senna (a 1:10.964) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta)

Até que na volta 52, Mansell que vinha fazendo uma grande corrida com seu carro da Lotus-Renault, acabou deixando a prova com problemas de freios. Foi para os boxes; De lá ele não voltou mais a prova. Era que precisava para Lauda assumir o segundo lugar, (Na pista, não iria acontecer essa ultrapassagem em condições normais) Senna passou para o terceiro lugar.

Agora o 2ºlugar de Lauda dava o tricampeonato para o Austríaco, Agora só restava para Prost que Lauda tivesse algum problema ou que Senna fosse para cima e tentasse tirasse o campeonato das mãos dele. Classificação após 53 Voltas: Prost (1:15:49.580) – Lauda (a 49.280) – Senna (a 1:12.121) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Arnoux (a 2 Voltas)

15 voltas para o final do campeonato: Prost vinha a quase 50 segundos de Lauda, que pilota com muito cuidado para assegurar o campeonato. Piquet vinha uma boa prova de Recuperação e ultrapassou Patrese assumindo o 7ºlugar na 55ªVolta.

Lauda começou a virar mais lento, Apesar disso o ritmo de Senna também não era alto e a diferença dos dois passou a ser de 21 segundos a 11 voltas do final. Até o Prost também diminuiu o ritmo. Já Senna precisava se preocupar com Alboreto. O piloto da Ferrari pressionava o Brasileiro na disputa pelo pódio.

Piquet na volta 63 passou Partick Tambay e assumiu o 6ºlugar e começou a andar do ritmo de Lauda. Lá na frente, Enquanto que Prost diminuiu muito o ritmo de prova. Em uma dessas voltas, Prost virou em 1:31 e Lauda na casa de 1:23. O Austríaco resolveu voar no final da prova tirando muito tempo da diferença do Prost. Senna vinha 17 segundos atrás de Lauda em 3ºlugar.

Piercarlo Ghinzani a poucas voltas do final estourou o motor Alfa Romeo e deixou óleo na pista, Eram as últimas 5 voltas do campeonato. Prost normalizou o seu ritmo e andou no ritmo que Lauda estava andando. Classificação após 65 Voltas: Prost (1:33:34.875) – Lauda (a 24.186) – Senna (a 44.442) – Alboreto (a 50.263) – de Angelis (a 1:27.860) – Piquet (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Com 24 segundos de vantagem, Prost encaminhava a 7ªvitória no ano, Mas o título estava nas mãos de Lauda. Senna ainda tinha a preocupação de Michele Alboreto que vinha tirando muito tempo em relação ao piloto da Toleman.

Prost acabou conquistando a vitória, Foi a 17ªVitória da sua carreira, Mas de nada adiantou essa vitória. Andreas Nicolau Lauda chegou a 13.425 segundos do Francês e acabou conquistando o título de 1984. Era o Terceiro título de um dos maiores pilotos da História da Formula 1. Após sofrer um acidente que quase tirou sua vida no GP da Alemanha de 1976 e de parar de correr de 1979 até 1982. Ele volta para a Formula 1 pela Mclaren e desenvolve o motor Porsche e conquista o título da temporada de 1984, Aos 35 anos de idade. Ayrton Senna segurou o 3ºlugar e encerrou sua primeira temporada no pódio.

Alboreto, De Angelis e Nelson Piquet completaram os 6 primeiros lugares. Nesse dia fazemos essa homenagem a um dos maiores pilotos e personagens da história do Esporte.

“É uma coisa muito forte que sai lá de dentro, do fundo do meu coração. Enquanto essa força existir, eu não paro mais” – Declaração de Niki Lauda a Rede Globo.

Obrigado por tudo Andreas Nicolau Lauda, Ou simplesmente Niki Lauda!

Resultado final do GP de Portugal de 1984

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formel1mic

Hamilton aproveita quebra no Carro de Rosberg, Vence em Sochi e praticamente coloca a mão na Taça

Nico Rosberg foi o dominador do final de Semana, Mas quando precisou da sorte ela não estava do lado dele e sim do lado de Lewis Hamilton que conquistou a vitória e com a Quebra de seu companheiro de equipe esta agora com o campeonato nas mãos.

Na largada tudo parecia muito bem para Rosberg que largou muito bem e continuou na liderança com Hamilton tentando passar por fora o seu companheiro de equipe, Raikkonen passou de 5º para o 3ºlugar deixando para Trás Bottas e Vettel. Nico Hulkenberg rodou sozinho e o Sueco Marcus Ericsson acabou achando em Encheio o piloto da Force India provocando a Entrada do Safety Car, Max Verstappen que rodou nessa confusão e Romain Grosjean.

Sochi15_domingo (3)

A Relargada aconteceu na 6ªVolta E o Bottas foi para cima de Raikkonen e toma o terceiro lugar, Rosberg liderava a corrida com tranquilidade até que o Acelerador travou e deixou o piloto da Mercedes na mão e com isso Hamilton assumiu a liderança da prova com Bottas em segundo e Raikkonen em 3º e Vettel em 4º. Os Brasileiros estavam indo bem com Nasr em 9º e Massa conseguindo se recuperar já estando em 10ºlugar e enquanto isso a cada piscada um piloto fazia ultrapassagens em cima das Mclaren-Honda.

Na 12ªVolta o Piloto Romain Grosjean que vai correr pela Haas acabou indo para o muro, Uma batida forte que fez o Safety Car entrar de novo para que a pista fosse limpa. Aproveitando isso Sergio Perez, Daniel Ricciardo, Carlos Sainz, Jenson Button, Roberto Merhi foram para os boxes e na volta seguinte foi a vez de Alonso e de Merhi terem feito as paradas.

Perez partiu para uma tática arriscada que fez ele levar o pódio
Perez partiu para uma tática arriscada que fez ele levar o pódio

Após 4 voltas de bandeira amarela o safety car saiu da pista e a bandeira verde e dai Hamilton começou a ir embora com o Bottas em 2º e Vettel tentando passar Raikkonen que espalhou na Chicane, Isso fez com que Vettel  ficou ameaçado de Perder posição pelo Russo Daniil Kvyat que chegou a ficar ameaçado curvas depois ao Felipe Nasr. Lá atrás Daniel Ricciardo estava muito agressivo, Na nota 21 o piloto Australiano da Red Bull já estava em 9ºlugar. Vettel conseguiu passar Raikkonen e assumiu a 3ªposição e começou a partir para cima de Valtteri Bottas.

O primeiro a fazer as parada com os pilotos que não fizeram a parada foi Max Verstappen que tinha parado na primeira volta ele foi para a segunda troca, Na Volta 30 Bottas foi para a sua parada isso fez com que Vettel fosse para a parada na volta seguinte e com um belíssimo trabalho da sua equipe ele voltou na frente do Bottas e do Ricciardo que se encontrava na frente do Finlandês, Raikkonen tentou fazer o mesmo na volta 32, Mas sem sucesso ele ficou atrás do Bottas. Já Hamilton de forma tranquila fez a troca na volta 33. Ao mesmo tempo Vettel passou Perez e assumiu a 4ªposição sendo que era o segundo dos pilotos que pararam nos boxes, Kvyat na volta 34 e Nasr na volta 35 fizeram suas paradas nos boxes voltando em posições intermediárias.

Nasr chegou a levar a Sauber ao 2ºlugar.
Nasr chegou a levar a Sauber ao 2ºlugar.

Hamilton era o líder com Vettel muito atrás e Perez, Ricciardo, Bottas e Raikkonen disputando o pódio e depois Felipe Massa atrás do Daniil Kvyat, Mas com pneus melhores do que o Russo ele foi para cima e conseguiu essa ultrapassagem. Na Parte final de prova foi intensa de ultrapassagens.

Primeiro foi Bottas que atacou a Ricciardo e conseguiu a ultrapassagem assumindo o 4ºlugar na volta 45, Logo depois Raikkonen foi para o ataque para cima do piloto Australiano e passou na volta 48 curvas depois o piloto da Red Bull devido a problemas na suspensão foi obrigado a deixar a prova. Antes disso Sainz acabou rodando 2 vezes sendo que na segunda ele acabou quebrando o aerofólio Traseiro o que acabou por fazer ele deixar a corrida após ter sido liberado pelos médicos.

Sérgio Perez na parte final tentou segurar a Bottas e Raikkonen para ficar com o pódio. a menos de 2 voltas do final Bottas e Raikkonen foram para cima e conseguiram a ultrapassagem dupla jogando o Mexicano para o 5ºlugar. Na Volta final Raikkonen tentou passar Bottas, Mas a manobra Resulta em Raikkonen batendo em Bottas, Jogando o piloto da Williams no Muro e quem agradeceu com isso foi Sérgio Perez que tomou de volta a terceira posição.

Pódio Russo na Formula 1 Vettev, Hamiltokencho e Perezkov
Pódio Russo na Formula 1 Vettev, Hamiltokencho e Perezkov

Hamilton levou tranqüilo o carro até o final e conquistou a 9ªVitória na temporada ficando bem perto do título que pode vim em Austin no dia 25 de Outubro, Sebastian Vettel completou a prova na segunda posição e assumiu a vice-liderança do campeonato e Sergio Perez levou a Force India ao melhor resultado na temporada e conquistou o 5ºpódio da sua carreira e igualou o pódio do GP do Bahrein de 2014 nessa trajetória na Force India

Felipe Massa que tinha uma situação muito difícil com o 15ºlugar no Grid de largada uniu certa competência em uma corrida constante e se aproveitando das quebras e acidentes de seus adversário conquistou um brilhante 4ºlugar na frente do dono da Casa o Russo Daniil Kvyat que conseguiu salvar 10 pontos para a Red Bull que tinha um grid difícil com os seus pilotos em 10º e 11º lugares. Felipe Nasr teve uma grande corrida e aproveitando cada oportunidade levou a Sauber para uma 6ªposição mostrando que a vinda do novo engenheiro de corrida fez com que ele tivesse um ganho de performance. Pastor Maldonado conseguiu mais alguns pontos para a Lotus com o 7ºlugar, Kimi Raikkonen acabou levando 30 segundos de punição e com isso caiu do 5º para a 8ºposição.

Raikkonen errou no final e terminou a corrida apenas em 8º com a punição
Raikkonen errou no final e terminou a corrida apenas em 8º com a punição

Jenson Button salvou 2 pontos para a Mclaren numa corrida muito correta chegando em 9º e Fernando Alonso acabou perdendo o 10ºlugar devido a ele ter ultrapassado os limites da Pista, ele teve 5 segundos acrescentado ao tempo final de corrida e com isso foi o bastante para Max Verstappen salvar 1 ponto numa corrida apagada do jovem piloto da Toro Rosso. Bottas ainda completou em 12ºlugar mesmo deixando a prova na volta final ficando na frente de Roberto Merhi e de Will Stevens que se aproveitaram dos erros e chegaram na melhor posição possível e Daniel Ricciardo ainda conseguiu levar o 15ºlugar.

Próxima corrida será daqui a 2 semanas em Austin no Texas e Hamilton com uma vitória com Vettel em 3ºlugar e dessa forma o inglês conquista o tricampeonato em Solo Norte-americano. No dia 25 de Outubro podemos ver Lewis Hamilton se consagrar o Tricampeão do mundo. A Mercedes conseguiu o título do mundial de construtores assim como em 2014 e no mesmo local em Sochi.

Mercedes Campeão dos Construtores de 2015
Mercedes Campeão dos Construtores de 2015

GP da Rússia

Classificação após 53 Voltas
Piloto Número Equipe-Motor Chassis Voltas Tempo Grid de Largada
1. Lewis Hamilton 44 Mercedes F1 W06 Hybrid 53 1:37:11.024 2
2. Sebastian Vettel 5 Ferrari SF15-T 53 a 5.953 4
3. Sergio Perez 11 Force India-Mercedes VJM08 53 a 28.918 7
4. Felipe Massa 19 Williams-Mercedes FW37 53 a 38.831 15
5. Daniil Kvyat 26 Red Bull-Renault RB11 53 a 47.566 11
6. Felipe Nasr 12 Sauber-Ferrari C34 53 a 56.508 12
7. Pastor Maldonado 13 Lotus-Mercedes E23 Hybrid 53 a 1:01.088 14
8. Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF15-T 53 a 1:12.358 5
9. Jenson Button 22 Mclaren-Honda MP4/30 53 a 1:19.467 13
10. Max Verstappen 33 Toro Rosso-Renault STR10 53 a 1:28.424 9
11. Fernando Alonso 14 Mclaren-Honda MP4/30 53 a 1:31.210 19
12. Valtteri Bottas 77 Williams-Mercedes FW37 52 Acidente 3
13. Roberto Merhi 98 Manor-Ferrari MR03 52 a 1 Volta 18
14. Will Stevens 28 Manor-Ferrari MR03 51 a 2 Voltas 17
15. Daniel Ricciardo 3 Red Bull-Renault RB11 47 Suspenão 10
Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso-Renault STR10 45 Freios 20
Romain Grosjean 8 Lotus-Mercedes E23 Hybrid 11 Acidente 8
Nico Rosberg 6 Mercedes F1 W06 Hybrid 7 Acelerador 1
Nico Hulkenberg 27 Force India-Mercedes VJM08 0 Acidente 6
Marcus Ericsson 9 Sauber-Ferrari C34 0 Acidente 16
Kimi Raikkonen foi punido com o acréscimo de 30 segundos no tempo final de corrida por causa do Acidente que ele foi considerado o culpado com o Valtteri Bottas – Fernando Alonso foi punido com um Acréscimo de 5 segundos por ultrapassar os limites da pista.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Sauber/Force India

Hamilton volta das Férias vencendo em Spa de forma avassaladora

Para quem esperava que algo fosse mudar na Formula 1 na volta as férias viu essa corrida e se frustrou com o domínio dos carros da Mercedes que dominaram o GP da Bélgica de Formula 1. Lewis Hamilton pode se dizer que definiu sua vitória foi na largada com ótima largada e aonde se viu seu companheiro de equipe largar mal.

Na largada quem se deu bem foi Sergio Perez que saiu do 4º para a 2ªposição e por muito pouco na reta depois da Eau-Rouge ele conseguiu passar Hamilton que se segurou na liderança da prova e a partir dai o que se viu foi Hamilton abrindo do pelotão que era liderado por Perez e Ricciardo, Nico Rosberg no final da primeira volta passou Bottas passando para o quarto lugar, Mas depois não teve carro para passar a Perez e a Ricciardo que estavam andando bem na corrida. Romain Grosjean e Max Verstappen se destacavam em suas recuperações na corrida ganhando posições.

O primeiro a fazer a parada foi Daniel Ricciardo na volta 8, Na volta seguinte foi Sergio Perez que fez a parada nos boxes, As Williams estavam tendo desempenho abaixo da expectativa, conseguiram fazer o mico do ano nos boxes. Na troca de pneus do Finlandês a equipe colocou o pneu traseiro dianteiro com lista diferente do resto e isso acabou impulsionando em punição para o piloto Finlandês que tinha o seu final de semana comprometido.

Os últimos a pararem para a primeira parada foram os pilotos da Mercedes e da Ferrari, Rosberg fez a sua parada na 13ªVolta e conseguiu voltar na frente de Perez e Ricciardo voltando a segunda posição, Perez tentou voltar a posição, Mas não conseguiu terminar a ultrapassagem sobre Rosberg que jogou duro e manteve-se na frente. Logo depois disso, O Piloto Alemão foi tentar diminuir a diferença para Lewis Hamilton que tinha seguros 8 segundos na frente isso depois de Vettel, na volta 14 fazer a sua parada nos boxes, colocando o pneu duro para tentar ir até o final da corrida para ter chances de um pódio.

Romain Grosjean que largou da 9ªposição no grid de largada continuava a fazer bonito e subindo na classificação passando de novo Bottas, depois passando a Daniel Ricciardo e depois passando Sergio Perez assumindo a terceira posição com a Lotus-Mercedes que se encaixou direitinho em Spa o que não se esperava tanto assim da lendária equipe Britânica.

Na Volta 21 Daniel Ricciardo acabou abandonando a corrida por causa de problemas elétricos, parando em ponto perigoso o Safetycar virtual foi acionado, Nisso Grosjean, Massa, Verstappen, Raikkonen entre outros aproveitaram para fazerem a segunda parada nos boxes.

Desacionado o Safety Car virtual a corrida recomeçou e Hamilton que tinha a sua vantagem reduzida para menos de 2 segundos acabou o piloto Inglês conseguindo aumentar o seu rendimento e se distanciando do Rosberg. Enquanto isso Vettel em 3º buscava resistir com até o final da corrida pois era a única chance do piloto Alemão conseguir esse pódio.

Um pouco mais atrás Danill Kvyat na 28ªVolta foi para os boxes para a segunda parada colocar pneus mais macios para dar o pulo do Gato pois ele teria mais rendimento que todos os outros adversários que estavam de pneus duros e essa tática deu muito certo para o jovem piloto Russo que acabou passando a Valtteri Bottas e na parte final da corrida passou Kimi Raikkonen e teve um duelo forte com Felipe Massa que resistiu como pode mas com pneus mais desgastados e mais duros impediu o piloto Brasileiro de manter posição sobre Kvyat que também conseguiu fazer a ultrapassagem sobre Sergio Perez para ficar em 5ºlugar.

Belgium_domingo15 (3)

Romain Grosjean na parte final da corrida se aproximou de Sebastian Vettel para lutar pelo pódio, Mesmo com toda a pressão do piloto Francês tudo indicava que o pódio seria do piloto da Ferrari até que na penúltima volta depois da subida da Eau Rouge o pneu traseiro de Vettel acaba furando e deixando Vettel na mão e fora dos pontos, Isso levou Grosjean a assumir o 3ºlugar e um lugar no pódio a mais de 35 segundos atrás de Rosberg e a 37 segundos de Lewis Hamilton que conquista a 6ªVitória na temporada e ampliando a liderança no campeonato com 227 pontos contra 199 de Nico Rosberg que ficou em 2ºlugar de novo e além da vitória da Mercedes com dobradinha é o domínio que foi o terceiro colocado Romain Grosjean ficou muito longe dos pilotos da Mercedes.

Diga-se de passagem uma grande corrida de Grosjean que mesmo largando do 9ºlugar o piloto da Lotus fez uma corrida brilhante mesmo ajudando a Lotus a tomar o 5ºlugar dos construtores da Force India conquistando o pódio depois de 1 ano e 9 meses já que o seu último pódio foi em Austin nos Estados Unidos em 2013, Danill Kvyat em mais uma belíssima atuação levou a Red Bull ao 4ºlugar com Perez que falou que tinha chances de pódio com a Force India mas que não passou da 5ªposição o que até foi bom para o time de Vijay Mallya que só teve ele na corrida já que Nico Hulkenberg teve problemas na 1ªvolta de apresentação nem largou para a corrida.

Belgium_domingo15 (2)

Felipe Massa levou a melhor Williams para uma frustante 6ªposição já que se esperava mais da equipe nessa prova já que o carro da Williams se adapta bem a esse tipo de circuito como o de Spa-Francorchamps, Kimi Raikkonen por pouco não perdeu o 7ºlugar para Max Verstappen que lá de trás acabou bem marcando mais 4 pontos com a 8ªposição. Valtteri Bottas ainda conseguiu salvar 2 pontos com o 9ºlugar apos a besteira que a Williams fez com a corrida dele quando ele poderia até ter ficado em 5ºlugar no mínimo e fechando a zona de pontuação o Sueco Marcus Ericsson que deu mais uma surra em Felipe Nasr algo que nem de longe se imaginava no começo da temporada. Vettel mesmo não completando a volta final ficou em 12º depois vieram as Mclaren que foram muito mal mesmo quando se esperava um motor mais forte que os motores Renault só não foram piores do que os carros da Manor que mostraram uma evolução por terem ficado a 1 volta do vencedor e na mesma volta da Mclaren.

Belgium_domingo15 (4)

Que fase Rom Dennis! Peço desculpas a vocês, Peguei uma gripe enorme nesse final de semana por isso a matéria dessa corrida saiu hoje e espero que você gostem dela, Daqui a 2 semanas teremos o GP da Itália no Tradicional circuito de Monza que o Tio Bernie Anta Ecclestone quer tirar para colocar o circuito de Rua de Baku no Azerbaijão. Que ele volte ao sarcófago logo!

Classificação após 43 Voltas
Piloto Número Equipe-Motor Chassis Voltas Tempo Grid de Largada
1. Lewis Hamilton 44 Mercedes F1 W06 Hybrid 43 1:23:40.387 1
2. Nico Rosberg 6 Mercedes F1 W06 Hybrid 43 a 2.058 2
3. Romain Grosjean 8 Lotus-Mercedes E23 Hybrid 43 a 37.988 9
4. Danill Kvyat 26 Red Bull-Renault RB11 43 a 45.692 12
5. Sergio Perez 11 Force India-Mercedes VJM08 43 a 53.997 4
6. Felipe Massa 19 Williams-Mercedes FW37 43 a 55.283 6
7. Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF15-T 43 a 55.703 16
8. Max Verstappen 33 Toro Rosso-Renault STR10 43 a 56.076 18
9. Valtteri Bottas 77 Williams-Mercedes FW37 43 a 1:01.040 3
10. Marcus Ericsson 9 Sauber-Ferrari C34 43 a 1:31.234 13
11. Felipe Nasr 12 Sauber-Ferrari C34 43 a 1:42.311 14
12. Sebastian Vettel 5 Ferrari SF15-T 42 a 1 Volta 8
13. Fernando Alonso 14 Mclaren-Honda MP4-30 42 a 1 Volta 20
14. Jenson Button 22 Mclaren-Honda MP4-30 42 a 1 Volta 19
15. Roberto Merhi 98 Manor-Ferrari MR03 42 a 1 Volta 17
16. Will Stevens 28 Manor-Ferrari MR03 42 a 1 Volta 15
Carlos Sainz 55 Toro Rosso-Renault STR10 32 Power Unit 10
Daniel Ricciardo 3 Red Bull-Renault RB11 19 Elétrico 5
Pastor Maldonado 13 Lotus-Mercedes E23 Hybrid 2 Transmissão 7
Nico Hulkenberg 27 Force India-Mercedes VJM08 0 Não Largou 11

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren/Lotus/Williams

Corridas Históricas – GP dos Estados Unidos de 1987

Grid de Largada:

1 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’39.264
2 Ayrton Senna (Lotus/Honda) 1’40.607
3 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’40.942
4 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’42.050
5 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’42.357
6 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’42.361
7 Michele Alboreto (Ferrari) 1’42.684
8 Teo Fabi (Benetton/Ford) 1’42.918
9 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’43.479
10 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’43.541
11 Stefan Johansson (McLaren/TAG) 1’43.797
12 Gerhard Berger (Ferrari) 1’43.816
13 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’44.350
14 Philippe Streiff (Tyrrell/Ford) 1’45.037
15 Martin Brundle (Zakspeed) 1’45.291
16 Christian Danner (Zakspeed) 1’45.740
17 Andrea de Cesaris (Brabham/BMW) 1’46.046
18 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’46.083
19 Alex Caffi (Osella/Alfa Romeo) 1’46.124
20 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’46.194
21 René Arnoux (Ligier/Megatron) 1’46.211
22 Ivan Capelli (March/Ford) 1’46.269
23 Piercarlo Ghinzani (Ligier/Megatron) 1’47.471
24 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’48.801
25 Adrián Campos (Minardi/Motori Moderni) 1’50.495
26 Pascal Fabre (AGS/Ford) 1’53.644

Senna conquista segunda vitória nas ruas de Detroit

Após 4 etapas do campeonato mundial de 1987 de Formula 1 o campeonato iria para a Famosa capital da indústria automobilística com Prost líder com 18 pontos e 2 vitórias na liderança com Senna a 3 pontos atrás e vencedor da prova anterior em Mônaco, Johansson que fazia um grande campeonato estava em 3º com 13 pontos, Nelson Piquet estava com 12 pontos em 4º, Nigel Mansell com 10 pontos e uma vitória estava em 5º  e Michele Alboreto em 6ºlugar com 8 pontos.

Nos treinos oficiais o Leão Nigel Mansell voou baixo e com mais de um segundo de vantagem conquistou a pole position com Ayrton Senna com a Lotus-Honda em 2º, Nelson Piquet com a Williams e Thierry Boutsen com a Benetton-Ford TEC V6 formavam a segunda fila e a terceira fila era formada por Alain Prost com a Mclaren e pelo dono da Casa Eddie Cheever que fez um grande treino colocando a mediana Arrows na terceira fila.

Um dia que estava com o tempo nublado era isso que  os 26 pilotos iriam enfrentar 63 voltas nesse circuito de rua traiçoeiro e que exigia a perfeição dos pilotos ou caso contraio a qualquer momento eles encontrariam o Muro como impedimento deles continuarem na prova.

Na Largada a liderança ficando com Mansell com Senna em segundo e Piquet em 3º e Cheever que fez belíssima largada ganhando 2 posições para ir ao 4ºlugar para a Alegria da torcida norte americana, Já Satoru Nakajima acabou batendo de leve em um adversário na segunda curva e acabou curvas depois sendo atingido pelo piloto Espanhol Adrian Campos. Resultado disso é que Nakajima já ficou pela curva aonde ele saiu da corrida, Campos deu uma volta e depois deixou a corrida.

Mansell estava em primeiro com Senna em segundo e ambos estavam abrindo muito de Piquet que estava tendo que se virar para se manter na frente de Cheever que começou muito forte a sua corrida, E ai depois Teo Fabi estava em 5ºlugar levando consigo um grupo bem razoável de pilotos atrás dele.

Na terceira volta de prova Mansell abriu boa vantagem para Senna, Enquanto isso Piquet continuava sendo pressionado por Cheever, e curvas depois o Norte-Americano passou assumindo o terceiro lugar, Enquanto isso Piquet ficava pelo caminho e sentindo que estava com desempenho ruim acabou indo para os boxes para trocar os pneus e dessa volta ele voltou apenas em 21ºlugar.

Alex Caffi acabou passando reto e deixando a corrida, Também deixou a prova o piloto Andrea de Cesaris que antes e acabar no muro acabou tendo seu câmbio quebrado. Enquanto isso Cheever vinha em 3ºlugar com o seu Arrows-Megatron e na frente de Ferrari, Mclaren e Benettons. Mas Teo Fabi, Michele Alboreto, Alain Prost estavam atrás já querendo acabar com a festa do Norte-Americano.

Fabi iria para cima de Cheever na luta pelo terceiro lugar e já bem longe de Mansell e de Senna que já abriam um monte de tempo em cima do piloto da Arrows. No começo da 7ªVolta Teo Fabi tenta ultrapassagem sobre Cheever, Mas Cheever se defende bem e Fabi acaba perdendo o bico de seu carro e estraga a sua corrida, Mas Cheever também tem prejuízos. Para mim Fabi não soube esperar o melhor momento para passar Cheever, Essa pista tinha pelo menos 2 pontos de ultrapassagem claros. Fabi abandonou a corrida com a quebra da parte do Bico do seu carro e Chevver foi para os boxes trocar os pneus e Voltou na 19ºlugar, Piquet já vinha na 15ºlugar e subindo volta a volta.

Classificação após 10 Voltas era a seguinte: 1. Mansell, 2. Senna, 3. Alboreto, 4. Boutsen, 5. Prost, 6. Berger.

Mansell continuava na ponta com um pouco mais de 6 segundos sobre Senna que tinha enorme diferença para Alboreto e Boutsen que se confrontavam pelo 3ºlugar, O Benetton apesar do motor menos potente que a Ferrari estava mostrando que estava se adaptando melhor a esse circuito, Prost estava em 5ºlugar sem dar mostras de que queria atacar agora.

Mansell já encontrava seu primeiro retardatário que era o Pascal Fabre da AGS na volta número 12 tamanha a fragilidade desse carro da equipe francesa e até mesmo do Fabre que andou 14 segundos mais lento que o pole position. (Hoje Fabri não teria autorização para largar por causa dos 107%) Ayrton Senna em 2ºlugar estava com um déficit de diferença para Mansell, Mas se a corrida acabasse naquela volta Senna seria o líder do campeonato com 21 pontos ao lado de Prost que continuava quieto em 5ºlugar, Típico das corridas do Prost aonde ele só atacava na hora certa.

Capelli deixava a corrida com problemas elétricos na volta 10,Derek Warwick também deixou a corrida Mas foi por causa de um toque no muro que danificou sua suspensão traseira e o forçou a abandonar na 13ªvolta. 7 carros já deixavam a prova naquele momento, Nelson Piquet já impressionava em estar em 9ºlugar após furo de pneu nas primeiras voltas e uma parada prematura nos boxes.

Prost parou de esperar e começou o ataque pra cima de Boutsen enquanto isso Piquet partia para cima de Patrese na luta pelo 8ºlugar na corrida, Mesmo com o motor BMW da Brabham Piquet tinha um desempenho melhor do que o desempenho de Patrese, E na metade da 17ªVolta o Brasileiro conseguiu a ultrapassagem sobre o piloto da Brabham como também passou a Johansson que estava lento na pista com problemas mecânicos, Patrese e os outros pilotos atrás recuperaram posições enquanto que Johansson foi para os boxes, Por falar nos boxes a coisa estava explodindo pois o piloto da Zakspeed  Martin Brundle deixou a corrida com problemas do seu turbo que estourou em plenos boxes, Ele ainda tentaram fazer ele voltar a corrida mas o carro já tinha quebrado e Brundle nada pode fazer nessa altura do campeonato.

Johansson voltou para a corrida, Mas muito atrasado nas últimas posições da corrida. Mansell continuava a pegar retardatários enquanto que Boutsen, Prost e Berger faziam uma bela briga pelo 4ºlugar. Prost Acabou conseguindo a ultrapassagem sobre Boutsen na 20ªVolta e assumiu a 4ªposição. Classificação após 20 voltas completadas: 1. Nigel Mansell, 2. Ayrton Senna, 3. Michele Alboreto, 4. Alain Prost, 5. Thierry Boutsen e 6. Gerhard Berger.

EUA1987 (30)

Prost começava a buscar o 3ºlugar de Michele Alboreto enquanto que Berger iria tentar buscar o 5ºlugar de Thierry Boutsen Enquanto isso em 22 voltas Cheever estava em 13ºlugar, mas se recuperando do incidente do começo da corrida. Prost esperou o tempo certo para passar Alboreto e essa ultrapassagem aconteceu na 25ªVolta Prost acabou passando a Alboreto e na hora certa, já que Berger que a 2 voltas antes tinha passado a Boutsen já vinha pressionando a Prost. Alboreto ficou muito lento pela pista por causa de Problemas de Câmbio, tanto é que Prost levou junto a Gerhard Berger, Já Alboreto deixaria a corrida com os mesmos problemas de Câmbio que fizeram a corrida de Alessandro Nannini acabar na 23ªVolta.

Mansell com 26 voltas continuava na ponta da corrida dominando a prova, Com Senna em segundo também com vantagem muito tranquila para Prost que estava em 3ºlugar.

A Corrida estava em sua metade e sua classificação era essa na Volta 26: 1. Nigel Mansell, 2. Ayrton Senna, 3. Alain Prost, 4. Gerhard Berger, 5. Thierry Boutsen, 6. Nelson Piquet, O dono da casa Eddie Cheever já figurava em 10ºlugar.

Mas logo essa classificação iria mudar, Boutsen perdia rendimento e acabou sendo ultrapassado pelo Nelson Piquet e caindo para o 6ºlugar isso na volta 31, O Brasileiro Piquet buscava recuperação na corrida tentando se aproximar de Berger e Prost para pelo menos lutar pelo pódio. Já a se destacar a corrida de Phillipe Streiff que aproveitando o seu motor aspirado que era melhor de toque do que o Turbo no circuito de Detroit com um bom Chassi da Tyrrell estava em 7ºlugar na frente de pilotos com mais motor e mais carro que o piloto da Tyrrell.

Na 34ªVolta Mansell foi para os boxes com 11 segundos de Vantagem para Senna e acabou tendo uma parada desastrosa demorando demais por causa de um dos pneus traseiros e dessa Forma Ayrton Senna que parecia o único que teria condições de lutar contra Mansell assumia a liderança da corrida.

Mansell perderia posição também para Alain Prost e cairia para o terceiro lugar, Mas se Mansell fez uma parada poderia ser que Senna e Prost tinham que também fazer a parada e dai Mansell poderia voltar a liderança da corrida, O Inglês com melhores pneus foi para cima de Prost e conseguiu na 37ªVolta a ultrapassagem que devolveria Mansell para o segundo lugar enquanto isso Piquet já estava em 4ºlugar ao ultrapassar a Berger na 34ªVolta.

Piquet começava a querer tirar o 3ºlugar de Alain Prost, Com um pneu 3 voltas mais novo do que o Francês. Em termos de pneus a situação mais confortável era de Mansell que poderia muito bem voltar a liderança da corrida assim que todos os outros parassem nos boxes ou então recuperar tudo na pista, Pois com os pneus menos desgastados daria para o Leão voar baixo e reduzir a diferença para pó sobre Ayrton Senna. Enquanto isso Phillipe Alliot com a Lola-Larrousse deixava a corrida após um acidente na 39ªVolta, O GP dos Estados Unidos se encaminhava para o terço final com Mansell começando uma tentativa de atropelar Ayrton Senna para buscar a vitória.

Piquet ao completar a 42ªVolta aproveitando de dois retardatários acabou ultrapassando a Alain Prost e assumindo o 3ºlugar após ter caído para 21ªposição após a 3ªVolta de prova, uma linda ultrapassagem desse Genial piloto Brasileiro, O Momento mais bonito da corrida e do campeonato de 1987.

Boutsen também fica para trás na corrida fazendo uma parada muito longa cedendo seu 6ºlugar para o Francês Phillipe Streiff com a Tyrrell-Ford DFZ aspirado que também liderava a corrida dos aspirados. Mas logo depois de uma volta Streiff acabou perdendo a roda Traseira e dessa Forma sendo obrigado a abandonar a corrida, A Roda que soltou do carro de Streiff poderia ocasionar em um incidente mais grave, Mas por sorte nada aconteceu de ruim com ninguém, Uma pena foi pelo Streiff que fazia uma corrida muito boa. Sorte de Eddie Cheever que acabou assumindo o 6ºlugar na prova.

Mansell já não apresentava o mesmo desempenho seja por problema em seu carro ou por causa do desgaste físico e com isso Piquet e Prost chegavam em Mansell para lutarem pelo 2ºlugar, A liderança de Senna estava tranquila com 43 segundos sobre o vice-líder da corrida.
Classificação após 49 Voltas completadas: 1. Ayrton Senna, 2. Nigel Mansell, 3. Nelson Piquet, 4. Alain Prost, 5. Gerhard Berger, 6. Eddie Cheever.

A luta da corrida estava entre um Mansell com desempenho muito abaixo do esperado seja pelo carro ou por causa do desgaste dele contra Piquet que era companheiro de equipe (Ou digamos inimigo do Mansell) e de Prost.

Boutsen ainda buscava forças para tirar o 6ºposto de Cheever, Mas acabou a 11 voltas do final seus freios da sua Benetton dando problema e com isso o Belga deixou a corrida após figurar a maior parte do tempo nos pontos.

Já na volta de número 53 Nelson Piquet passou a Mansell e levou com ele o Francês Alain Prost que assumiu o 3ºlugar. Mansell já não via a hora de terminar a corrida, Mas antes disso na volta 56 Berger tomou a 4ªposição de Mansell, A Sorte do Leão é que Cheever estava bem longe. Pois se não fosse pela distância que estava entre os dois acabaria o Norte-Americano ainda com o 5ºlugar.

Senna só administrou sua enorme vantagem para os demais e dessa Forma levou a Lotus a Segunda vitória na temporada de 1987 com a Lotus-Honda, repetindo a vitória em 1986 quando Senna estava com a Lotus-Renault turbo, e Assumia pela primeira vez a liderança do campeonato de 1987, Nelson Piquet em 2ºlugar obtendo uma grande recuperação na corrida e uma ultrapassagem maravilhosa, Alain Prost em 3º numa corrida onde ele não figurou para lutar pela vitória, Mas Salvou alguns pontinhos para ficar a 2 pontos de Senna, Berger, Mansell que acabou tendo um resultado inapropriado a pilotagem que tele e Cheever que teve problemas de Pane Seca no final acabaram nos pontos.  Johansson que sofreu com problemas também na corrida, Danner, Patrese, Arnoux, Palmer e Fabre completaram a corrida.

Senna e Piquet formavam mais uma dobradinha brasileira na Formula 1. Para a Lotus essa vitória deixava a equipe mais viva do que nunca pela disputa do título. Mal Sabia a Lotus que essa seria a última vitória até o GP de Abu Dhabi de 2012 quando Kimi Raikkonen acabou com esse Hiato de 25 anos sem vitória da Lotus na Formula 1.

Resultado final do GP dos Estados Unidos de 1987

Fotos:

Vídeo da Corrida:

Créditos:
Fotos: Bestlap / Formel1mic
Vídeo: Youtube (Canal: Holger Eckert)
Texto: Deivison da Conceição da Silva

Hamilton na chuva desbanca zebra e conquista terceira pole do ano

Lewis Hamilton esta mostrando por que vive sua melhor fase na Carreira, Com um carro vencedor nas mãos e um controle emocional muito bom o Inglês não se apavorou com a Chuva, que poderia fazer a diferença entre a Mercedes e as outras equipes, O 1:53.860 no Treino oficial não deixou nenhuma dúvida de quem manda na Formula 1.

A chuva foi a personagem do Treino, Em uma pista como Xangai molhada os 21 pilotos foram atrás de 16 vagas para o Q2, Foi uma briga intensa e forte, Sob a chuva molhada mesmo eliminados devo salientar o esforço do Japonês Kamui Kobayashi e do Francês Jules Bianchi que andaram muito bem e por pouco não conseguiram alcançar seus mais próximos adversários (Sauber e Lotus). Chilton e Ericsson também foram eliminados. Gutierrez tentava volta rápida, e estava conseguindo fazer essa volta, Mas acabou errando no final e ficando na 17ªposição sendo Eliminado na primeira parte do Treino.

No Q2 a Chuva não amansou de forma nenhuma, Uma guerra para arranjar pista limpa e para colocar o carro entre os 10 primeiros colocados que iriam para a Parte final do Treino. A Mercedes e a Red Bull não precisaram de muito esforço, Passaram com facilidade desse Q2, mas Felipe Massa não teve facilidade, teve de suar muito, Muito mesmo para ficar com o 9ºlugar e classificar quase na bacia das almas, Hulkenberg é que classificou na bacia das almas em 10ºlugar. A se destacar duas coisas, primeira a Lotus de Romain Grosjean que usou todo o seu espírito de luta e combatividade para conseguiu pela primeira vez no ano passar para o Q3 do treino oficial. Agora para A Mclaren o treino foi dos piores: Jenson Button em 12º e Kevin Magnussen em 15ºficaram de Fora do Q3 e relembraram os momentos ruins da equipe em 2013. Kimi Raikkonen tomou um pau de Fernando Alonso e também não disputou o Q3. Já Felipe Massa poderia também fazer parte da Lista dos desempregados do Q3, Mas acertou a última volta fazendo o 9ºtempo e se classificou para o Q3.

No Q3 sob Chuva o Piloto inglês Brilhou com um carro que funciona brilhantemente com um piloto que esta na melhor fase da sua carreira. Hamilton com 1:55.516 contra 1:56.641 de Daniel Ricciardo, 1 segundo sobre Hamilton, um domínio total da Mercedes, Mas Rosberg decepcionou ficou muito longe de Hamilton e só vai largar em 4ºlugar atrás das duas Red Bull, Ricciardo de novo bateu seu companheiro de equipe o Alemão Sebastian Vettel que vai largar em 3ºlugar, Mas a Red Bull mostra que já entrou na luta pelo menos por pódio algo inimaginável no começo do ano, Fernando Alonso com a Ferrari vai largar em 5º, A Ferrari não mostra ser nem de longe o time que se imaginava muito mais pelo carro do que pelos pilotos.

Felipe Massa vai largar em 6ºlugar, Seu melhor grid na Williams até agora e batendo seu companheiro de equipe, O incansável e batalhador Valtteri Bottas. Nico Hulkenberg com a Force India fecha a 4ªFila do Grid e de novo dar um pau em seu companheiro de equipe Sergio Perez que larga em 16ºlugar, Vergne com a Toro Rosso impondo domínio sobre Kyvat e Grosjean representando a Lotus muito bem completam os 10 primeiros colocados.

Kimi Raikkonen e Jenson Button foram uma fila de campeões mundiais na 6ªFila do Grid, Kyvat com Toro Rosso e Sutil com a melhor Sauber no Grid fazem a 7ªFila. Magnussen e Perez a 8ªFila. Gutierrez e Kobayashi sendo o melhor das equipes nanicas na 9ªFila. Bianchi, Ericsson, Chilton e Maldonado que não treinou para a felicidade para a felicidade de todos os outros pilotos, Aliás Maldonado tem tido o seu pior final de semana na Formula 1, com Erros e quebras não espero nada do Venezuelano.

Corrida vai acontece as 4 da Manhã

Confira do Grid de largada para o GP da China de Formula 1:

1 44 Lewis Hamilton (Mercedes) 1:53.860 – 21
2 3 Daniel Ricciardo (Red Bull Racing-Renault) 1:54.455 – 23
3 1 Sebastian Vettel (Red Bull Racing-Renault)  1:54.960 – 23
4 6 Nico Rosberg (Mercedes) 1:55.143 – 22
5 14 Fernando Alonso (Ferrari) 1:55.637 – 21
6 19 Felipe Massa (Williams-Mercedes)  1:56.147 – 24
7 77 Valtteri Bottas (Williams-Mercedes) 1:56.282 – 24
8 27 Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) 1:56.366 – 23
9 25 Jean-Eric Vergne (STR-Renault) 1:56.773 – 23
10 8 Romain Grosjean (Lotus-Renault) 1:57.079 – 22
11 7 Kimi Räikkönen (Ferrari) 1:56.860 – 17
12 22 Jenson Button (McLaren-Mercedes)  1:56.963 – 17
13 26 Daniil Kvyat (STR-Renault) 1:57.289 – 18
14 99 Adrian Sutil (Sauber-Ferrari)  1:57.393 – 17
15 20 Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes) 1:57.675 – 17
16 11 Sergio Perez (Force India-Mercedes) 1:58.264 – 17
17 21 Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) 1:58.988 – 10
18 10 Kamui Kobayashi (Caterham-Renault) 1:59.260 – 10
19 17 Jules Bianchi (Marussia-Ferrari) 1:59.326 – 10
20 9 Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 2:00.646 – 10
21 4 Max Chilton (Marussia-Ferrari) 2:00.865 – 10
DNQ 13 Pastor (Maldonado Lotus-Renault) Sem Tempo – 0
Tempo dos 107% : 2:03.602

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: Mercedes