Temporada de 2019 da Indycar Abre com vitória de Josef Newgarden em St.Petersburg

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotorTempoFase
112Will PowerTeam PenskeChevrolet1:00.459Q3
22Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet1:00.557Q3
310Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda1:00.688Q3
49Scott DixonChip Ganassi RacingHonda1:00.854Q3
528Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda1:01.078Q3
627Alexander RossiAndretti AutosportHonda1:01.773Q3
760Jack HarveyMeyer Shank RacingHonda1:00.953Q2
823Charlie KimballCarlinChevrolet1:01.014Q2
95James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsHonda1:01.018Q2
1015Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda1:01.094Q2
1188Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda1:01.418Q2
1281Ben HanleyDragonSpeedChevrolet1:02.370Q2
1322Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet1:04.629Q1
1426Zach VeachAndretti AutosportHonda1:00.906Q1
1520Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet1:06.142Q1
1621Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet1:00.949Q1
1798Marco AndrettiAndretti Herta AutosportHondaSem TempoQ1
187Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsHonda1:01.134Q1
1918Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHondaSem TempoQ1
2030Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda1:01.151Q1
2114Tony KanaanA. J. Foyt EnterprisesChevroletSem TempoQ1
224Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet1:01.157Q1
2319Santino FerrucciDale Coyne RacingHondaSem TempoQ1
2459Max ChiltonCarlinChevrolet1:01.378Q1

Realizada nesse domingo a primeira etapa do Mundial de Formula Indy, Nas ruas de St.Petersburg, Os 24 pilotos que disputaram a etapa de abertura do Mundial tiveram 110 voltas em 2 horas de uma prova em um circuito que é um misto de circuito de rua e de autódromo. Will Power largou na pole position com o Estreante Felix Rosenquist da Chip Ganassi ao seu lado, Na segunda fila largam Josef Newgarden da Penske e Scott Dixon com o carro da Ganassi. Na Terceira fila largam 2 pilotos da Andretti: Ryan Hunter-Reay e na quarta fila largaram duas boas surpresas: Jack Harvey da equipe de Michael Shank e Charlie Kimball da Carlin.

 Largada para a abertura da Formula Indy em 2019, Power largou bem, Quem deu bobeira foi Josef Newgarden que acabou perdendo o 2ºlugar para o estreante Felix Rosenquist. De resto, Dixon manteve o 4ºlugar e Rossi ganhou o 5ºlugar do seu companheiro de equipe Ryan Hunter-Reay. O Campeão de 2012 chegou a tocar no piloto sueco da Chip Ganassi.

Power e Rosenquist abriram sobre os outros pilotos. Newgarden em 3º estava já a 2.2 segundos. Dixon vinha em 4º, Rossi, Hunter-Reay, Jack Harwey e Charlie Kimball completavam os 8 primeiros lugares.

Marcus Ericsson com 7 voltas faz a primeira parada. Ele vinha pelo 21ºlugar para arriscar uma tática diferente. Nessas primeiras voltas não teve brigas ou tentativas de brigas por posição. Power era seguido de perto pelo estreante Felix Rosenquist. O piloto da Ganassi chegou a correr pela Indy Lights e passou os dois últimos anos pela famigerada Formula E. O Norte-Americano Santino Ferrucci faz sua primeira parada na 10ªpassagem.

Os pilotos de trás foram os primeiros a pararem e de forma antecipada. Poderia ser fazer 35 a 40 voltas com o mesmo tanque de combustível. Na 12ªVolta já tinha 7 pilotos que tinham antecipado a sua 1ªparada.

Rahal fez sua parada na 13ªparada. Ao mesmo tempo o motor de Sebastien Bourdais acabou fumando, Era o fim de corrida para o piloto principal da Dale Coyne. O Líder da prova Will Power faz a parada, Uma surpresa que o líder mudasse a sua tática. O Estreante Sueco Rosenquist passou para a liderança. Newgarden, Dixon, Rossi, Hunter-Reay eram os 5 primeiros. Jones passou a ser o 6ºlugar foi para a parada na 15ªVolta. Apenas Rosenquist, Newgarden, Dixon, Rossi, Hunter-Reay, Kannan e Hanley não tinham ido para a primeira parade.

Na 17ªVolta, O líder faz sua parada e voltou atrás de Will Power que liderou as primeiras 11 voltas. O Piloto da Penske Josef Newgarden assumiu a liderança com Scott Dixon em 2º. Os dois pararam na 18ªVolta assim como parou também Ryan Hunter-Reay. Rossi passou para a liderança, O piloto da Andretti liderou por uma volta (O piloto ganha um ponto se liderar uma volta inteira). Apenas Tony Kannan não tinha parado nos boxes e vinha em 5ºlugar a frente de Alexander Rossi. Power voltou a liderança após as paradas, abrindo 3.5 segundos sobre Rosenquist.

Na 20ªVolta o motor de Ryan Hunter-Reay quebra no final da reta. No que provocou a primeira bandeira amarela da prova. O Ponto que o carro 28 parou era bem perigoso. Kannan foi para os boxes durante essa bandeira amarela.

Rosenquist relargou muito bem e assumiu a liderança na entrada da 24ªVolta, E depois segurando a ponta da tentativa de volta de Will Power. Depois disso o piloto da Ganassi abriu sobre Power que quase perder o 2ºlugar para Josef Newgarden, Scott Dixon e Alexander Rossi. O Inglês Jack Harvey que vai fazer 10 corridas em 2019 vinha em uma boa 6ªposição segurando dos ataques de Graham Rahal. Na 26ªVolta, O piloto Ed Jones bateu no muro e o Brasileiro Matheus Leist da A.J.Foyt acabou atingindo o carro do piloto da Carpenter/Corsa com o pneu traseiro provocando a segunda bandeira amarela na 27ªVolta. O Piloto dos EAU errou feio na curva passando reto e batendo.

Na 34ªVolta à corrida iria recomeçar, Mas a direção de prova adiou por uma volta. Na Volta 35 a corrida recomeçou, Dixon tentou passar Newgarden que fechou por duas vezes a porta. Rossi tentou se aproveitar e passar o campeão de 2018 por fora, Manobra que não obteve sucesso. Rosenquist continuou na ponta com Power em 2ºlugar.

Disputa pelo 6ºlugar entre Jack Harvey e James Hinchcliffe, O piloto Canadense estava bem mais rápido, mas o inglês se defendia muito bem. Simon Pagenaud vinha em 8º, Takuma Sato que largou em 20ºlugar estava em 9ºlugar e Marcus Ericsson completava os 10 primeiros lugares. Na entrada da 38ªVolta, O piloto da Harding Colton Herta passou Zach Veach e assumiu o 11ºlugar.

Rosenquist continua na liderança com uma boa distancia para Power (Um pouco mais de 1 segundo a frente) Sato e Herta na volta 43 foram os primeiros a fazerem a segunda parada nos boxes. A liderança entre os 5 primeiros colocados estavam separados por apenas 3.8 segundos e já estavam a 5 segundos a frente de Harvey que segurava bravamente o 6ºlugar dos ataques de James Hinchcliffe. Sem conseguir essa ultrapassagem, O Piloto Canadense foi para a sua segunda parada junto de Marcus Ericsson na volta 45. A Intenção do primeiro piloto da Schmidt era ganhar nessas paradas a posição do Harvey da equipe de Michael Shank associado a Schmidt Peterson.

Os pilotos da parte de trás vinham fazendo a 2ªparada deles enquanto que Power buscava se aproximar de Rosenquist. Pagenaud lutava por posição com Harvey, Chegou a passar o piloto inglês que voltou a se aproveitar do francês que perdeu a trajetória da curva 1 no final da reta. O piloto da Michael Shank foi para os boxes na volta 48 e a tática da Schmidt com Hinchcliffe deu certo, O piloto inglês voltou bem atrás do piloto Canadense.

Tony Kannan parou na volta 50, Logo os pilotos da frente iriam para a parada. Os primeiros deles foi Will Power e Alexander Rossi da Penske na volta 51. Um pouco mais atrás Simon Pagenaud fez a parada em 6ºlugar. Na volta 52, Rosenquist faz sua segunda parada e Newgarden passou para a liderança de novo. E por muito pouco o piloto da Ganassi voltou a frente do piloto da Penske, Power ganhou a posição após as paradas.

Newgarden abre 2.3 segundos a frente de Scott Dixon, Os dois certamente iriam para a tática de 3 paradas nos boxes. Dixon parou na 55ªVolta, Metade da prova. Voltando próximo de Power e logo atrás de Will Power. Na 56ªVolta, Newgarden vai para os boxes e colocaram os pneus de faixa vermelha (Você precisa usar pelo menos 1 jogo de pneus de cada tipo na corrida) e voltou a frente de Power (que ficou preso por causa da Marco Andretti que não tinha feito a parada segurando o segundo lugar) e assumiu a liderança colocando 2.5 segundos de frente para os dois.

Após a parada de Marco Andretti na volta 61. Newgarden era o líder com Dixon em 2º (Que fez uma brilhante ultrapassagem sobre Power na 58ªVolta) Rosequist vinha em 4º e Rossi mais atrás completava os 5 primeiros colocados. No segundo pelotão vinham James Hinchcliffe liderando esse Grupo em 6ºlugar. Rahal, Pagenaud, Sato e Herta completavam os 10 primeiros colocados.

A Corrida deu uma parada, Newgarden vinha tranquilamente na primeira posição tentando passar o piloto da Carlin Charlie Kimball que vinha em 18ºlugar. (ultrapassagem feita na 66ªvolta) O piloto da Penske vinha a frente de Scott Dixon que abriu bastante vantagem para o Australiano Will Power da penske em 3º, Rosenquist e Rossi completava os 5 primeiros colocados. Na Volta 71, Newgarden colocou 1 volta sobre Chilton e estava com vantagem de 5.6 segundos na liderança. Ainda haveria uma parada de troca de pneus e combustível.

Newgarden abriu mais diferença para Dixon, O Neozelandês pegou os dois pilotos da Carlin como retardatários. A Equipe de Origem Inglesa não deu um salto de qualidade nessa temporada como se esperava. Em 6ºVinha tinha o Canadense James Hinchcliffe que tentava se aproximar de Alexander Rossi. O outro piloto da Schmidt Peterson Marcus Ericsson abandonou com problemas de Pressão de Água.

Hinchcliffe fez sua 3ªparada na volta 79, Assim como Marco Andretti e Takuma Sato. Newgarden foi para a parada na 80ªVolta, Com 30 voltas para o final tinha tudo para terminar a prova tranquilamente. Já Takuma Sato com problemas acabou não voltando mais e deixando a corrida.

Dixon que liderou uma volta foi para os boxes, Igualmente fez Will Power, Alexander Rossi, Simon Pagenaud. Rosenquist ficou mais uma volta na pista e foi fazer sua última parada na 82ªVolta. Depois das paradas a liderança voltou às mãos de Josef Newgarden que vinha 8.1 segundos a frente de Scott Dixon. O piloto neozelandês Scott Dixon estava 5 segundos a frente de Will Power que vinha em 3ºlugar. Felix Rosenquist vinha em 4º. Rossi, Hinchcliffe, Pagenaud, Rahal, Herta e Ferrucci completavam os 10 primeiros colocados. Tony Kannan vinha em 15ºlugar após uma parada aonde a Foyt se enrolou toda com uma das mangueiras da porca dos pneus.

Newgarden vinha mantendo um ótimo ritmo de corrida no final de prova, Apesar de Dixon ter baixado a vantagem para 5.3 segundos a 24 voltas do final. Kannan já tinha tomado volta do líder os próximos a tomarem volta seriam Veach, Pigot e Andretti que vinham disputando o 12º,13º e 14ºlugares. Para não dizer que nada estava acontecendo, Simon Pagenaud vinha se aproximando de James Hinchcliffe na disputa pelo 6ºlugar. Mais a frente vinha Alexander Rossi em um tranquilo 5ºlugar atrás de Newgarden, Dixon, Power e Rosenquist.

Mesmo Dixon diminuindo a diferença para 3.9 segundos, O piloto da Penske Josef Newgarden vinha colocando retardatários na hora certa para manter uma tranquilidade na liderança. A 12 voltas do final Newgarden vinha o duríssimo Marco Andretti para colocar uma volta no piloto norte-americano. Dessa vez o campeão de 2017 teve dificuldades e muitas dificuldades para passar o piloto da Andretti-Herta, Apenas na entrada da 102ªVolta ele conseguiu colocar uma volta nele. Dixon não teve grandes dificuldades para passar Andretti. No que dava chances para Dixon ir para cima de Newgarden e disputar a vitória.

A 7 voltas do final, Dixon tinha que tirar 1.8 segundos em cima do Newgarden para decidir a prova com o piloto da Penske. Eram os dois últimos campeões da Formula Indy na disputa pela vitória.

Mas essa disputa não aconteceu, Josef Newgarden segurou a vantagem de 2 segundos e acabou conquistando a vitória na abertura do Mundial de Formula Indy. O piloto da Penske construiu sua vitória a partir da metade da corrida na segunda parada dos boxes. Scott Dixon com a Ganassi tentou buscar a vitória, Mas ficou a 2.8 segundos em segundo lugar. Will Power, Pole position completou o pódio com o segundo carro da Penske. O Estreante Felix Rosenquist com a Ganassi fez uma belíssima estreia e acabou em 4ºlugar, Após liderar por boas 20 voltas e fazer frente na primeira parte da prova. Completando os 5 primeiros colocados ficou o piloto da Andretti Alexander Rossi.

James Hinchcliffe segurou o 6ºlugar do ataque final de Simon Pagenaud. O Norte-Americano Colton Herta leva a Harding ao melhor resultado da sua história em meio a uma crise financeira que acabou tirando Patricio O’Ward da equipe e da Temporada inteira ao chegar em 8ºlugar. Completando os 10 primeiros colocados o Norte-Americano Santino Ferrucci e o Inglês Jack Harvey. O Brasileiro Tony Kannan completou a prova em 15ºlugar, Vai ser mais um ano duro para a Foyt.

Daqui a 2 semanas teremos a estreia do Circuito das Américas na Formula Indy. No circuito de Austin.

Fotos:

Resultado final do GP de St.Petersburg

posPilotoEquipeMotorVoltasTempoGrid
12Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet1102:04:18.2582
29Scott DixonChip Ganassi RacingHonda110a 2.8994
312Will PowerTeam PenskeChevrolet110a 12.7441
410Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda110a 14.5853
527Alexander RossiAndretti AutosportHonda110a 18.3616
65James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsHonda110a 31.1599
722Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet110a 31.44013
888Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda110a 40.47011
919Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda110a 57.60223
1060Jack HarveyMeyer Shank RacingHonda110a 59.1907
1121Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet110a 1:02.68616
1215Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda109a 1 Volta10
1398Marco AndrettiAndretti Herta AutosportHonda109a 1 Volta17
1426Zach VeachAndretti AutosportHonda109a 1 Volta14
1514Tony KanaanA. J. Foyt EnterprisesChevrolet109a 1 Volta21
1659Max ChiltonCarlinChevrolet109a 1 Volta24
1723Charlie KimballCarlinChevrolet109a 1 Volta8
1881Ben HanleyDragonSpeedChevrolet108a 2 Voltas12
1930Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda75Câmbio20
207Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsHonda54Pressão da Água18
2120Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet25Acidente15
224Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet25Acidente22
2328Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda19Motor5
2418Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHonda11Motor19

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Alonso pode ter seus últimos momentos na Formula 1. A Formula Indy abre os olhos da Mclaren e do Príncipe das Asturias

Com 301 corridas na Formula 1, Aos 37 anos de idade. Fernando Alonso se ver em uma dúvida para a temporada de 2018: Continuar a tentar mais um ou dois anos na Formula 1 ou então, Desistir e partir Para um novo desafio na sua vida.

Nessas últimas semanas a Mclaren esta conversando com equipes da Formula Indy para entrar na categoria associada a um time ou com uma própria equipe. Com os últimos anos sendo anos de muito fracasso, aonde se quer conquista um pódio desde de um Duplo Pódio do GP da Austrália de 2014, Com Kevin Magnussen em 2º e Jenson Button em 3º.

De 2015 a 2017, Com Fernando Alonso e com a parceria com a Honda a Mclaren acabou sendo um Fiasco. Nenhum pódio e muita reclamação do Bicampeão mundial resultou no fim da parceira. Em busca da volta ao pelotão de elite, A equipe de Woking acabou trocando os motores Honda para os Motores Renault.

Após um bom começo de ano, Com Alonso conseguindo ser o melhor piloto do segundo pelotão nas 4 primeiras provas da temporada o que se viu foi a Mclaren se perder completamente. Principalmente na prova passada, Aonde Alonso e Vandoorne tiveram o pior desempenho da Mclaren em 2018 no circuito de Paul Ricard.

Alonso mais uma vez não esta feliz com o desempenho do seu carro, Parece esta decepcionado com o desempenho das últimas corridas. A Mclaren que tinha um chassi muito bom, nesse ano esta devendo nesse quesito. Isso se traduz no desempenho da Renault e muito mais no desempenho da Red Bull, que tem os mesmos motores Renault e tem desempenhos superiores ao desempenho de Alonso e Vandoorne.

Por essas e outras, Além de ter disputado as 500 milhas de Indianapolis no ano passado e as 24 horas de Le Mans pela Toyota junto de Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima e visto um novo fracasso nesse ano. Pode ser que o Espanhol não queria mais a Formula 1. A não ser que ele corra ou com a Mercedes ou com a Red Bull. A Ferrari nem pensar. Na Mercedes que pode ser a sua melhor possibilidade vejo com muita dificuldade do Espanhol entrar.

Só resta a Red Bull, Se Daniel Ricciardo sair para Ferrari ou Mercedes, Pode entrar Alonso. Mas pelo que estou percebendo é mais possível: Ou uma permanência de Ricciardo ou uma Sáida do Australiano para entrar Carlos Sainz jr. Não vejo a Red Bull pegando Alonso, Ainda mais com a Honda entrando como fornecedora de motores em 2019.

Sem isso, Alonso não vai ficar na Mclaren. O Futuro seria ir para o WEC ou então partir para os Estados Unidos e disputar o Campeonato Mundial de Formula Indy.

Se ele sair da Formula 1, Que ele tome o caminho da Indy. Isso porque, ele seria um nome para chamar a atenção da categoria que busca reviver os seus melhores dias. Em 2017, As 500 Milhas de Indianapolis teve as atenções do Mundo inteiro com a presença de um dos melhores pilotos do Mundo. Abrindo mão de correr uma prova do Mundial para tentar a vitória. Apesar do Abandono na parte final de corrida. Ele liderou por 27 voltas e mostrou que se adapta muito rápido a qualquer carro de corrida.

Na Indy, Alonso poderia desempenhar um Grandioso papel. Nas próximas semanas veremos qual vai ser o destino do príncipe das Asturias na Formula 1. Se ele vai tentar mais um ano em uma grande equipe, Ou apostar ainda na Mclaren ou então da um ponto final na Formula 1 e partir ou para os Estados Unidos ou para o WEC.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren / http://www.dailysportscar.com / IndyCar / elcomercio.pe

Começa a decisão da luta pela pole em Indianapolis

Hoje, A partir das 13 horas teremos o primeiro dia de classificação para a definição do Grid de largada para as 500 milhas de Indianapolis. A primeira 500 milhas com o novo carro.

Serão 6 horas para os 35 pilotos tentarem um lugar entre os 33 lugares no Grid de largada. Os 2 últimos lugares estarão de fora do Grid de largada. Os 9 melhores do Sábado irão disputar a pole position.

A Penske e a Andretti parecem nessa semana de testes terem as maiores chances de conquistar a pole position. Não descarto um Ed Carpenter para conseguir a pole pela terceira vez e nem mesmo os pilotos da equipe Schmidt-Peterson. A Chip Ganassi talvez não seja uma grande aposta para a pole assim com os carros da Foyt pode brigar por um bom resultado.

Quem serão os 2 pilotos que podem cair eliminados da prova no Domingo? Acho imprevisível quem pode cair fora, Pode ser alguns pilotos que correm só essa prova que sejam equipe pequena. Com exceção da Harding que me parece esta um passo a frente das outras novatas e da Carlin que tem uma estrutura grandes demais para um time pequeno. Dessa vez não tem uma equipe como a equipe de Buddy Lazier.

Hoje, a 1 da Tarde teremos o começo da classificação para as 500 Milhas de Indianápolis.

Resultado dos 5 treinos livres das 500 milhas de Indianapolis

pos Piloto País Equipe Motor Tempo Velocidade – Milhas Nº De Voltas
1 98 Marco Andretti Estados Unidos Andretti Herta Autosport Honda 00:38.8262 231.802 291
2 6 Robert Wickens Canadá Schmidt Peterson Honda 00:38.8379 231.732 263
3 20 Ed Carpenter Estados Unidos Ed Carpenter Chevrolet 00:38.9499 231.066 292
4 64 Oriol Servia Espanha Rahal Lettermann Lanigan Racing Honda 00:39.0884 230.247 234
5 12 Will Power Austrália Team Penske Chevrolet 00:39.1679 229.780 302
6 18 Sebastien Bourdais França Dale Coyne Honda 00:39.1747 229.740 283
7 14 Tony Kannan Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 00:39.2157 229.500 183
8 4 Matheus Leist Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 00:39.2388 229.365 150
9 25 Stefan Wilson Inglaterra Andretti Autosport Honda 00:39.2545 229.273 283
10 27 Alexander Rossi Estados Unidos Andretti Autosport Honda 00:39.2611 229.235 339
11 88 Gabby Chaves Colômbia Harding Racing Chevrolet 00:39.2782 229.135 236
12 3 Hélio Castroneves Brasil Team Penske Chevrolet 00:39.2804 229.122 317
13 21 Spencer Pigot Estados Unidos Ed Carpenter Chevrolet 00:39.2895 229.069 262
14 1 Josef Newgarden Estados Unidos Team Penske Chevrolet 00:39.3024 228.994 255
15 32 Kyle Kaiser Estados Unidos Juncos Racing Chevrolet 00:39.3237 228.870 304
16 22 Simon Pagenaud França Team Penske Chevrolet 00:39.3259 228.857 316
17 10 Ed Jones EAU Chip Ganassi Honda 00:39.3621 228.646 263
18 23 Charlie Kimball Estados Unidos Carlin Chevrolet 00:39.3831 228.524 189
19 7 Jay Howard Inglaterra Schmidt Peterson Honda 00:39.4106 228.365 280
20 13 Danica Partick Estados Unidos Ed Carpenter Chevrolet 00:39.4245 228.284 205
21 9 Scott Dixon Nova Zelândia Chip Ganassi Honda 00:39.4334 228.233 277
22 29 Carlos Muñoz Colômbia Andretti Autosport Honda 00:39.4688 228.028 313
23 28 Ryan Hunter-Reay Estados Unidos Andretti Autosport Honda 00:39.4929 227.889 343
24 30 Takuma Sato Japão Rahal Lettermann Lanigan Racing Honda 00:39.5115 227.782 312
25 17 Conor Daly Estados Unidos Dale Coyne Honda 00:39.5257 227.700 218
26 24 Sage Karam Estados Unidos Dreyer & Reinbold Racing Chevrolet 00:39.5442 227.593 258
27 19 Claman de Mello Canadá Dale Coyne Honda 00:39.5926 227.315 154
28 26 Zach Veach Estados Unidos Andretti Autosport Honda 00:39.5928 227.314 328
29 5 James Hinchcliffe Canadá Schmidt Peterson Honda 00:39.6019 227.262 317
30 66 J.R. Hildebrand Estados Unidos Dreyer & Reinbold Racing Chevrolet 00:39.6053 227.242 231
31 63 Pippa Mann Inglaterra Dale Coyne Honda 00:39.6082 227.226 211
32 59 Max Chilton Inglaterra Carlin Chevrolet 00:39.6321 227.089 220
33 15 Graham Rahal Estados Unidos Rahal Lettermann Lanigan Racing Honda 00:39.6806 226.811 309
34 33 James Davison Austrália A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 00:39.6991 226.705 213
35 60 Jack Harvey Inglaterra Michael Shank Racing Honda 00:39.7157 226.611 337

Texto: Deivison da Conceição da Silva