Dixon abre campeonato da Formula Indy com vitória no Texas

Depois de muito tempo, a Formula Indy consegue realizar sua abertura de campeonato. Em um vazio Circuito do Texas, para uma corrida de 200 voltas e que nada poderia dar errado na organização. Criou-se uma janela de paradas que deveria ser praticamente obrigatória que todos os 24 pilotos deveriam parar com 35 voltas de pista, O que ajudou a tornar a prova menos interessante, Mas tudo isso foi para se evitar riscos devido ao Covid-19.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMédia
11Josef NewgardenTeam Penske347.200 Km/h
29Scott DixonChip Ganassi Racing347.036 Km/h
322Simon PagenaudTeam Penske346.756 Km/h
428Ryan Hunter-ReayAndretti Autosport344.900 Km/h
526Zach VeachAndretti Autosport344.368 Km/h
612Will PowerTeam Penske344.287 Km/h
715Graham RahalRahal Letterman Lanigan Racing344.203 Km/h
827Alexander RossiAndretti Autosport343.899 Km/h
910Felix RosenqvistChip Ganassi Racing343.692 Km/h
1014Tony KanaanA.J. Foyt Enterprises343.414 Km/h
1198Marco AndrettiAndretti Herta with Marco & Curb-Agajanian343.097 Km/h
124Charlie KimballA.J. Foyt Enterprises342.436 Km/h
1320Ed CarpenterEd Carpenter Racing342.331 Km/h
1488Colton HertaAndretti Harding Steinbrenner Autosport342.302 Km/h
1529James HinchcliffeAndretti Autosport342.152 Km/h
1655Alex PalouDale Coyne Racing with Team Goh341.993 Km/h
178Marcus EricssonChip Ganassi Racing341.245 Km/h
185Patricio O’WardArrow McLaren SP341.202 Km/h
1959Conor DalyCarlin340.256 Km/h
207Oliver AskewArrow McLaren SP339.313 Km/h
2160Jack HarveyMeyer Shank Racing330.957 Km/h
2218Santino FerrucciDale Coyne Racing with Vasser SullivanSem Tempo
2330Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingSem Tempo
2421Rinus Van KalmthoutEd Carpenter RacingSem Tempo

Josef Newgarden foi o pole position, Scott Dixon em 2º e Simon Pagenaud em 3º, Eles mantiveram as 3 primeiras posições após a largada. Já os dois pilotos da Rahal vinham com problemas, Rahal largou atrasado e Sato abandonou voltas depois.

Newgarden tinha um equipamento muito bom nas mãos, até pegar o primeiro retardatário. O inglês Jack Harvey da Meyer Shank que não permitiu ao campeão do ano passado a ultrapassagem. Muito também por conta do piloto da Penske que estava evitando riscos. Nisso, Dixon e Pagenaud chegaram no líder.

Newgarden não conseguia passar Harvey e decidiu esperar. Diferente de Scott Dixon, que quando viu a chance acabou colocando por dentro do piloto da Penske para tomar a ponta na metade final da 32ªVolta. Ao mesmo tempo que os pilotos começaram a ir para a primeira rodada de paradas nos boxes. Tudo acabou correndo sem problemas.

Porém, logo em seguida, o estreante Rinus Van Kalmthout acabou pegando a parte de fora quando se encaminhava a reta oposta e roda e acaba levando um outro estreante, o espanhol Álex Palou foi atingido e ambos bateram no muro interno. Isso provocou a bandeira amarela em toda a pista. O bom é que os prejuízos foram somente materiais e os dois pilotos saíram sem qualquer problema.

Na 47ªVolta, a corrida recomeça. Enquanto Dixon continuava na frente, Alexander Rossi se arriscou demais tentando passar por fora na curva 1, Isso quase fez ele bater no muro, O Norte-americano teve que tirar o pé e com isso perdeu muito tempo. Sua corrida estava ruim, ele ocupava o 20ºlugar.

Dixon começava a abrir muita vantagem para Newgarden, A cada volta aumentava cada vez mais a diferença entre o Neozelandês da Ganassi para o Norte-Americano da equipe Penske. Simon Pagenaud em 3º estava sendo segurado pelo ritmo de corrida de Newgarden que piorava muito no final da janela das 35 voltas, Mesmo que ele tenha aberto uma vantagem por um tempo, Newgarden voltou a ser pressionado por Pagenaud e na volta 75, o francês supera Newgarden e assume o segundo lugar. Logo depois, Josef perdeu posição para Felix Rosenquist e caiu para o 4ºlugar.

Dixon tinha 8 segundos de diferença para Pagenaud, eis que por detritos na pista foi dada a segunda bandeira amarela da prova. Era a hora para a segunda rodada de paradas, Sendo 2 segundos mais rápidos que Dixon, as equipes de Newgarden e de Rosenquist devolveram os dois a frente. Pagenaud vinha em 4º (Atrás do Dixon), seguido de Zach Veach, Charlie Kimball e Ed Carpenter. Já Will Power teve problemas nos boxes, ao sair a roda traseira dele não estava presa e isso fez com que o Australiano perdesse muito tempo.

Na volta 87, ocorreu nova relargada, Dixon não teve dificuldades para passar Rosenquist e assumir o segundo lugar. 4 voltas depois já passava Newgarden e assumia de novo a liderança.

A partir dai, Dixon abriu, abriu e abriu distância para Newgarden e os demais pilotos. Enquanto o piloto da Chip Ganassi abria 4 segundos de frente na volta 105, Newgarden estava na alça de mira de Rosenquist. Pagenaud, Veach e Kimball completando os 6 primeiros lugares. Umas 10 voltas depois, Dixon tinha 9 segundos para Newgarden, que perdia rendimento volta e segurava Rosenquist.

Na volta 117, Felix Rosenquist superou Newgarden e assumiu o segundo lugar. Na volta seguinte, Simon Pagenaud superou Newgarden, que aproveitou para ir aos boxes fazer sua 3ªparada. 4 voltas depois, Dixon, Rosenquist e Pagenaud foram para a suas paradas.

Ao final das paradas, Dixon tinha 8 segundos sobre Rosenquist. A Chip Ganassi vinha dominando a corrida no Texas. Pagenaud e Newgarden vinham sendo seguidos por Charlie Kimball da A.J.Foyt (Algo inesperado pelo nível de competividade da equipe nos anos anteriores). Veach, Conor Daly e Carpenter completavam os 8 primeiros.

Na volta seguintes, Newgarden perdeu posição para Kimball e Veach e era pressionado pelo Daly e Carpenter. O bom desempenho do carro da Penske no começo da prova praticamente sumiu na metade da prova. Kimball com a chance de obter pódio na estreia da Foyt foi para cima de Newgarden. Enquanto que lá na frente, Felix Rosenquist vinha chegando em Dixon para disputar a liderança. Os dois lideres abriram 15 segundos sobre Pagenaud, que sofria pressão de Kimball.

Na volta 156, parou Dixon, na 157 parou Rosenquist. Foi nessa altura do campeonato a penúltima parada de todos os pilotos que continuavam na corrida. Para Azar de Santino Ferrucci, ele ou a equipe se atrapalhou nessa parada e comprometeu a prova do jovem piloto da Dale Coyne.

Depois das paradas, Rosenquist foi para cima de Dixon, chegou a tentar fazer a manobra de ultrapassagem por fora, mas acabou desistindo. Passar por fora na situação que estava a pista era uma missão das mais difíceis. A prova entrou um pouco no marasmo. Até que a 20 voltas do final, os pilotos começaram a ir para a última parada nos boxes.

A Chip Ganassi sem correr muitos riscos fizeram os dois pilotos pararem com 3 voltas de distancia entre eles.

Quando parecia que a prova iria se encaminhava para o final tranquilo, Rosenquist na ânsia de brigar pela vitória acaba tentando passar James Hinchcliffe por fora, mas perde o controle do seu carro, roda e bate no muro, provocando uma bandeira amarela a 9 voltas do final. A Ganassi perderia Marcus Ericsson que teve danos no seu carro e teve de deixar a prova.

Dixon tinha sua vitória ameaçada, Pagenaud e Newgarden vinham logo atrás do Neozelandês. Porém , na relargada, Dixon abriu bastante do resto da turma e acabou confirmando a 47ªVitória de sua carreira. Uma corrida impecável do Neozelandês que mostra que é de novo candidato ao campeonato da IndyCar.

Simon Pagenaud e Josef Newgarden conseguiram levar os dois carros da Penske ao pódio, em 2º e 3º respectivamente. Zach Veach passou Ed Carpenter no final da prova e acabou conquistando o 4ºlugar, sendo a boa surpresa do final de semana e o melhor piloto da Andretti (que teve uma corrida difícil no Texas).

Outro destaque positivo foi o belo 6ºlugar de Conor Daly com o único carro da Carlin na pista. Colton Herta salvou um 7ºlugar para a Andretti Harding seguido do experiente Ryan Hunter-Reay (Andretti). O Estreante melhor colocado na prova foi Oliver Askew da Mclaren, chegando em 9ºlugar. O Veterano Tony Kannan conseguiu a recuperação no final da prova (Após sofrer punição depois da primeira parada) e acabou o dia com o 10ºlugar, a frente de Charlie Kimball que perdeu espaço na parte final de prova e acabou na volta final indo para fora da pista e indo bater no muito interno. Apesar da batida, Kimball não teve grandes prejuízos na classificação final, sua posição foi a 11ºposição já que Patrício O’Ward da Mclaren chegou em 12º, a 1 volta do vencedor.

Fotos:

Resultado final da 1ªEtapa da Indy Car 2020
Texas

posPilotoEquipeTempo
19Scott DixonChip Ganassi Racing1:38:37.7648
222Simon PagenaudTeam Penskea 4.4109
31Josef NewgardenTeam Penskea 5.8064
426Zach VeachAndretti Autosporta 6.5778
520Ed CarpenterEd Carpenter Racinga 6.9481
659Conor DalyCarlina 7.5762
788Colton HertaAndretti Harding Steinbrenner Autosporta 8.0553
828Ryan Hunter-ReayAndretti Autosporta 8.3105
97Oliver AskewArrow McLaren SPa 8.6943
1014Tony KanaanA.J. Foyt Enterprisesa 8.9630
114Charlie KimballA.J. Foyt Enterprisesa 1 Volta
125Patricio O’WardArrow McLaren SPa 1 Volta
1312Will PowerTeam Penskea 1 Volta
1498Marco AndrettiAndretti Herta with Marco & Curb-Agajaniana 1 Volta
1527Alexander RossiAndretti Autosporta 1 Volta
1660Jack HarveyMeyer Shank Racinga 1 Volta
1715Graham RahalRahal Letterman Lanigan Racinga 2 Voltas
1829James HinchcliffeAndretti Autosporta 2 Voltas
198Marcus EricssonChip Ganassi Racinga 4 Voltas
2010Felix RosenqvistChip Ganassi Racinga 10 Voltas
2118Santino FerrucciDale Coyne Racing with Vasser Sullivana 44 Voltas
2221Rinus Van KalmthoutEd Carpenter Racinga 164 Voltas
2355Alex PalouDale Coyne Racing with Team Goha 164 Voltas
2430Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingNão largou

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Penske/Chip Ganassi/Andretti/Mclaren SP

Corridas Históricas – MotoGP – GP da Holanda de 2007

Mais de 91 mil pessoas estavam no circuito de Assen, para ver uma das maiores exibições de Valentino Rossi, que vindo lá de trás, acabou conquistando uma grande vitória em cima do líder do campeonato Casey Stoner, que seria o campeão do Mundo nessa mesma temporada.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTemponºVoltas
171Chris VermeulenRizla Suzuki MotoGPSuzuki1’48.55525
227Casey StonerDucati Marlboro TeamDucati1’48.57219
314Randy de PunietKawasaki Racing TeamKawasaki1’49.57928
433Marco MelandriHonda GresiniHonda1’49.67923
521John HopkinsRizla Suzuki MotoGPSuzuki1’49.68428
65Colin EdwardsCamel Yamaha TeamYamaha1’49.69124
713Anthony WestKawasaki Racing TeamKawasaki1’49.80727
866Alex HofmannPramac dAntinDucati1’49.92722
926Dani PedrosaRepsol Honda TeamHonda1’50.13225
1065Loris CapirossiDucati Marlboro TeamDucati1’50.16918
1146Valentino RossiYamaha Factory Racing TeamYamaha1’50.39223
124Alex BarrosPramac dAntinDucati1’50.40221
131Nicky HaydenRepsol Honda TeamHonda1’50.58126
1480Kurtis RobertsProton Team KRKR212V1’51.25925
1556Shinya NakanoKonica Minolta HondaHonda1’51.82726
167Carlos ChecaHonda LCRHonda1’53.27124
1750Sylvain GuintoliDunlop Yamaha Tech 3Yamaha1’54.25325
186Makoto TamadaDunlop Yamaha Tech 3Yamaha1’57.52521

Sob chuva a classificação de Sexta-feira teve o Australiano Chris Vermeulen marcando a pole position. O piloto da Suzuki venceu o GP da França com a pista molhada. Era um belo momento da Carreira para esse piloto. O líder do campeonato Casey Stoner larga em segundo. O Homem que conseguiu domar a nervosa Ducati estava com 165 pontos e 5 vitórias em 8 etapas. Completando a primeira fila, o francês Randy de Puniet da Kawasaki.

Na segunda fila, largava Marco Melandri da Honda Gresini, John Hopkins da Suzuki e Colin Edwards da Yamaha. O norte-americano vinha de um 2ºlugar na etapa passada. (Inglaterra) Completando os 10 primeiros colocados: Anthony West (Kawasaki), Alex Hofmann (Pramac Ducati), O terceiro lugar do campeonato Dani Pedrosa (Honda) e Loris Capirossi (Ducati).

Valentino Rossi, largaria do 11ºlugar, O vice-líder do campeonato, 26 pontos atrás de Stoner e 2 vitórias no ano estava longe das primeiras posições. A sua moto tinha um visual novo. Logo atrás vinha Alexandre Barros, com sua Pramac Ducati.

Diferente da Classificação. O Sábado em Assen estava sol e tempo seco. Para o Australiano da Suzuki não era muito bom. Stoner era o candidato à vitória.

Antes da volta de apresentação, Hoffman teve de ter sua moto religada pela equipe dele e dessa forma ele e os outros 17 pilotos seguiram para a volta de apresentação.

Quando se deu a largada, Stoner largou melhor e assumiu a liderança, Com os dois pilotos da Suzuki logo a seguir. Melandri e Eduards disputavam o 4ºlugar. Hayden fez uma incrível largada e pulou do 13º para a 6ºlugar. Pedrosa, Capirossi, Hoffmann e Rossi completavam os Top 10.

No fim da primeira volta, Rossi já tinha passado para o 9ºlugar e mais a frente, Hayden passou por fora Edwards e foi para o 5ºlugar. Stoner abria vantagem para Hopkins, que superou Vermeulen e assumiu o segundo lugar. Randy de Puniet largou bem mal e caiu do 3º para o 10ºlugar.

Hayden continuava a atacar brutalmente seus adversários, dessa era Marco Melandri, que foi superado no meio da segunda volta. O norte-americano que vinha mal no campeonato retirou o controle de tração da sua moto e o resultado é que Hayden era outro piloto e subiu para o 4ºlugar. Pedrosa estava acompanhando seu companheiro de equipe, superando Melandri e passando ao 5ºlugar.

Hayden partiu para cima de Vermuelen, em busca do 3ºlugar. Na reta oposta, o campeão do mundo supera o pole position e assume o terceiro lugar, após 3 voltas e meia, Hayden ganhava 10 posições. Hopkins fez a melhor volta da prova e tentava a aproximação em Stoner. A diferença entre os 2 era de 1.3 segundos.

O Australiano vinha perdendo terreno e posições (Perdeu o 4ºlugar para Dani Pedrosa). Ao contraio de Rossi, que superou seu companheiro de equipe Colin Edwards passando para o 6ºlugar. Hopkins vinha tentando chegar no Stoner, que estava tentando manter distância para o norte-americano da Suzuki. 2 segundos e meio depois, Hayden e Pedrosa vinham em 3º e 4ºlugares. Rossi já tinha superado Vermuelen e subiu para o 5ºlugar.

Após 6 voltas, Rossi vai para cima de Hayden e Pedrosa. O primeiro alvo era Pedrosa, O Doutor vinha com a melhor volta da prova e com um impressionante desempenho, virando mais rápido que Stoner. Na chicane antes dos boxes, Rossi passou Pedrosa e assumiu a quarta posição. Classificação após 7 Voltas: Stoner, Hopkins (a 1.057), 3. Hayden (a 3.293), 4. Rossi (a 3.794), 5. Pedrosa (a 4.082), 6. Vermeulen (a 5.987), 7. Edwards (a 6.274), 8. De Puniet (a 8.141), 9. Melandri (a 9.839), 10.Capirossi (a 10.034), 11. Hofmann (a 10.161), 12. Barros (a 10.227), 13. West (a 10.724), 14. Tamada (a 11.504), 15. Guintoli (a 13.038), 16. Checa (a 14.695).

Rossi pressionou Hayden e na curva 10, o Doutor superou o campeão do Mundo de 2006 e passou para o 3ºlugar. Agora o piloto da Yamaha teria 2.5 segundos para tirar de John Hopkins. Enquanto que Edwards superou Vermuelen e subiu para o 6ºlugar. Stoner não conseguia abrir vantagem sobre Hopkins. Mais atrás, Alex Barros disputava o 9ºlugar com o italiano Marco Melandri. Em bom momento na temporada, Barros superou o piloto da Gresini e passou para o 9ºlugar.

Rossi vinha fazendo volta mais rápida em sequência, tirando vantagem sobre Hopkins rapidamente. No final da 11ªVolta, O piloto da Yamaha chegou no piloto da Suzuki e sem muita cerimonia, na volta seguinte, antes da reta oposta, Rossi foi para a segunda posição. Uma brilhante corrida de Valentino Rossi. Enquanto isso, Randy de Puniet foi para o chão, deixando a corrida após largar da primeira fila. Ele acabou jogando sua moto para cima de Chris Vermeulen, que acabou caindo e depois voltando na última posição.

Classificação após 13 Voltas: Stoner, Rossi, Hopkins, Hayden, Pedrosa eram os 5 primeiros colocados. Rossi chegava em Stoner, querendo a vitória para se aproximar do líder do campeonato. Já Hopkins começava a ser pressionado pelos pilotos da Honda. Tanto Hayden como Pedrosa estavam mais rápidos que o piloto da Suzuki.

Rossi começava a atacar Stoner, seriam 12 voltas de muita disputa pela vitória. Na entrada da 14ªVolta, Hayden e Pedrosa superam de uma vez Hopkins e passam a serem os 3º e 4ºlugares respectivamente. Mais atrás, Melandri, West, Hoffmann e Checa disputaram o 8ºlugar.

Rossi atacava Stoner de todo o jeito. A 10 voltas do final, os 6 primeiros colocados eram: Stoner, Rossi, Hayden, Pedrosa, Hopkins e Edwards. Barros vinha em 7ºlugar, muito na frente de Melandri, West, Hoffmann e Checa. Tamada, Guintoli, Nakano, Capirossi completavam os 15 primeiros colocados.

Rossi continuava a pressionar Stoner, enquanto que Pedrosa pressionava Hayden na disputa dos pilotos da Honda pelo último lugar do pódio. O Pega no bloco de trás também era muito boa. Melandri, West, Hoffmann e Checa disputavam o 8ºlugar, 1 segundo depois, Tamada e Nakano disputavam o 12ºlugar, com Guintoli logo atrás dos dois.

A 5 Voltas do final, a Classificação era: 1. Stoner , 2. Rossi (a 0.165), 3. Hayden (a 2.367), 4. Pedrosa (a 4.096), 5. Hopkins (a 7.754), 6. Edwards (a 10.535), 7. Barros (a 26.383), 8. Hoffmann (a 34.107), 9. Melandri (a 34.913), 10. West (a 34.994), 11. Checa (a 36.698), 12. Nakano (a 36.829), 13. Tamada (a 39.082), 14. Guintoli (a 39.188).

Rossi continuava a pressionar Stoner. Sempre na curva da Chicane Rossi atacava e o piloto da Ducati continuava a defender posição. Hayden se consolidou na 3ªposição, abrindo boa vantagem sobre Pedrosa.

No final da 23ªvolta, Rossi vai para cima de Stoner e dessa vez, realiza a ultrapassagem sobre o Australiano e assumiu a liderança. A partir dai, Rossi começou a abrir enquanto Stoner preferiu salvar 20 pontos e manter a liderança do campeonato. Mais atrás, Anthony West superou Marco Melandri e assumiu o 9ºlugar.

Rossi acabou indo da 11ªposição para conquistar sua 3ªVitória na temporada, Numa atuação impecável do doutor, que ganhou a prova com uma pintura especial, fazendo promoção da carro da Fiat 500. Casey Stoner ficou com o segundo lugar e manteve a liderança do campeonato. O pódio foi completado pelo Nicky Hayden. Foi sua primeira grande atuação do Garoto de Kentucky na temporada de 2007, premiado com o 3º

lugar.

Dani Pedrosa levou a outra moto da Honda Repsol para o 4ºlugar. John Hopkins com a Suzuki e Colin Edwards com a Yamaha completaram os 6 primeiros colocados. Alex Barros e Alex Hoffmann chegaram ao 7º e 8ºlugar, bela corrida dos pilotos da Pramac Ducati. Anthony West, atuando muito bem chegou em 9ºlugar com a Kawasaki. Marco Melandri (que largou em 4ºlugar) fez uma corrida fraca e ficou em 10ºlugar.

Stoner vinha com 185 pontos contra 164 pontos de Rossi, 21 pontos separavam os 2, na briga pelo campeonato de 2007 do Mundial de Motovelocidade.

Resultado final do GP da Holanda do Mundial de Motovelocidade de 2007

posPilotoEquipeMotoTempo
146Valentino RossiYamaha Factory Racing TeamYamaha42’37.149
227Casey StonerDucati Marlboro TeamDucatia 1.909
31Nicky HaydenRepsol Honda TeamHondaa 6.077
426Dani PedrosaRepsol Honda TeamHondaa 10.465
521John HopkinsRizla Suzuki MotoGPSuzukia 13.138
65Colin EdwardsCamel Yamaha TeamYamahaa 15.139
74Alex BarrosPramac dAntinDucatia 36.075
866Alex HofmannPramac dAntinDucatia 41.768
913Anthony WestKawasaki Racing TeamKawasakia 43.605
1033Marco MelandriHonda GresiniHondaa 43.796
117Carlos ChecaHonda LCRHondaa 43.826
1256Shinya NakanoKonica Minolta HondaHondaa 47.896
136Makoto TamadaDunlop Yamaha Tech 3Yamahaa 54.068
1450Sylvain GuintoliDunlop Yamaha Tech 3Yamahaa 57.718
1580Kurtis RobertsProton Team KRKR212Va 1’28.637
1671Chris VermeulenRizla Suzuki MotoGPSuzukia 1’34.808
65Loris CapirossiDucati Marlboro TeamDucatia 9 Voltas
14Randy de PunietKawasaki Racing TeamKawasakia 15 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP

Corridas Históricas – GP do Canadá de 1988

Grid de Largada:

1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’21.681
2 Alain Prost (McLaren/Honda) 1’21.863
3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’22.719
4 Michele Alboreto (Ferrari) 1’23.296
5 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’23.968
6 Nelson Piquet (Lotus/Honda) 1’23.995
7 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’24.115
8 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’24.679
9 Nigel Mansell (Williams/Judd) 1’24.844
10 Philippe Streiff (AGS/Ford) 1’24.968
11 Riccardo Patrese (Williams/Judd) 1’24.971
12 Andrea de Cesaris (Rial/Ford) 1’24.988
13 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’25.373
14 Ivan Capelli (March/Judd) 1’25.609
15 Stefano Modena (Euro Brun/Ford) 1’25.713
16 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’25.740
17 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’25.765
18 Mauricio Gugelmin (March/Judd) 1’25.910
19 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’26.092
20 René Arnoux (Ligier/Judd) 1’26.327
21 Luis Perez-Sala (Minardi/Ford) 1’26.437
22 Piercarlo Ghinzani (Zakspeed) 1’26.784
23 Julian Bailey (Tyrrell/Ford) 1’27.139
24 Oscar Larrauri (Euro Brun/Ford) 1’27.321
25 Stefan Johansson (Ligier/Judd) 1’27.637
26 Gabriele Tarquini (Coloni/Ford) 1’27.665

Não se Classificaram para a corrida:

Adrián Campos (Minardi/Ford) 1’27.885
Nicola Larini (Osella)1’27.981
Yannick Dalmas (Lola/Ford) 1’28.012
Bernd Schneider (Zakspeed) 1’28.215
Alex Caffi (Dallara/Ford) 1’29.103

Senna supera Prost, vence em Montreal e assume a vice-liderança do Mundial de pilotos

Ayrton Senna conseguiu sua quinta pole position na temporada e precisava da vitória para entrar na disputa do campeonato. Alain Prost tinha 33 pontos, Berger era o vice-líder com 18 pontos e Senna aparecia em 3º com 15 pontos. O líder do Campeonato Alain Prost largava em 2º. Na segunda fila largava os dois pilotos da Ferrari, com Gerhard Berger em 3º e Michele Alboreto em 4º. Na terceira fila largava o melhor dos pilotos com motor aspirado, o italiano Alessandro Nannini da Benetton e o Brasileiro Nelson Piquet da Lotus fechava os 6 primeiros colocados.

Thierry Boutsen (Benetton), Eddie Cheever (Arrows), Nigel Mansell (Williams) e completando os 10 primeiros colocados o Francês Phillipe Streiff (AGS) com uma grande classificação. Adrián Campos, Nicola Larini, Yannick Dalmas, Bernd Schneider e Alex Caffi não foram classificados para a corrida. Aliás, essa foi a última vez que Campos participou de um GP de Formula 1.

Senna reclamou demais da posição onde ficava o pole position, Ele estava por fora, enquanto que Prost vinha por dentro. Isso deve ter feito toda a diferença na largada. Prost assumiu a liderança deixando Senna para a segunda posição. Os dois seguidos de perto por Berger, Alboreto, Boutsen, Nannini, Piquet e Mansell. Uma bela largada de Prost e uma grande largada de Boutsen, que subiu do 7º para o 5ºlugar.

Prost, Senna e Berger vinham na mesma balada ao completarem a primeira volta, enquanto Alboreto ficava mais para os dois pilotos da Benetton. Enquanto isso lá atrás, Julian Bailey bateu em Luis Perez Sala que acabou perdendo o aerofólio traseiro. Enquanto o piloto da Tyrrell abandonava a prova o piloto da Minardi acabou indo para os boxes para recolocar um novo aerofólio.

Os pilotos da Mclaren, Ferrari e Lotus poderiam ter problemas de consumo de combustível, coisa que as Benetton e outros carros aspirados não tinham. Boutsen vai para cima de Alboreto, mesmo com potência a menos, o carro da Benetton vinha mais equilibrado do que o carro do piloto italiano.

Prost vinha na frente de Senna que vinha acompanhando o Francês e Berger tentava acompanhar os dois. A Ferrari aumentou a potência do seu motor para poder lutar de igual para igual com os pilotos da Mclaren. Enquanto isso, Piquet sofria pressão de Nigel Mansell, tentando segurar o 7ºlugar. muito longe do 9ºcolocado. Após 6 voltas completadas: 1. Prost (8:52.36), 2. Senna (a 0.71), 3. Berger (a 1.79), 4. Alboreto (a 4.12), 5. Boutsen (a 4.89), 6. Nannini (a 6.09)

Alboreto vivia momentos difíceis com Boutsen na sua cola após 8 voltas de prova. Seu companheiro Gerhard Berger vinha em 3º, ainda perto de Prost e Senna que começavam a fugir do Berger. Lá atrás, Oscar Larrauri abandonou com problemas de chassis da Eurobrun, Após tocar o Aerofólio dianteiro em Stefan Johansson (Ligier).

Na 9ªVolta, Senna começa a ameaçar um ataque em cima de Prost. Berger já não consegue acompanhar os dois de perto; Já Alboreto continuava pressionado por Boutsen e Nannini com um ótimo chassis e um motor que consumia pouco. Classificação após 10 Voltas: 1. Prost (14:41.14), Senna (a 0.30), 3. Berger (a 2.97), 4. Alboreto (a 7.53), 5. Boutsen (a 7.53), 6. Nannini (a 8.39) 

No final da 11ªVolta, Boutsen e Nannini (A dupla da Benetton) superaram Alboreto e passaram para o 4º e 5ºlugares respectivamente. E acabaram indo embora, deixando o piloto da Ferrari para trás. Prost tentava abrir um pouco de vantagem para Senna, abrindo 0.7 segundos para o piloto brasileiro. Berger vinha em 3º, mas começava a ver os pilotos da Benetton mais de perto, Já para buscarem o vice-líder do campeonato. Era impressionante como a Benetton andava muito.

No final da 14ªVolta, Boutsen e depois Nannini superaram Berger e subiram para o 3º e 4ºlugares e se mandaram na frente. A uns 10 segundos a frente, Senna foi com tudo para cima de Prost. Enquanto que Nannini teve de deixar a prova, por causa da ignição ao começar à 16ªVolta. Com isso Berger volta ao 4ºlugar, com Alboreto e Piquet completando os 6 primeiros colocados.

Prost e Senna pegaram o primeiro retardatário (Piercarlo Ghinzani) e ambos passaram com pouco de dificuldade. Mansell continuava atacando Piquet, Os dois disputam o 6ºlugar, um pouco atrás, vinha Phillipe Streiff, se aproximando dos dois com sua AGS.

Na 19ªVolta, Prost e Senna pegam Luis Perez Sala, Senna se aproveitou do piloto da Minardi e foi para a ultrapassagem no Haipin ao final da prova. O Brasileiro assumiu a liderança. Agora era Prost que tinha que partir para cima do piloto Brasileiro. Após 19 voltas completadas a classificação era: Senna, Prost, Boutsen, Berger, Alboreto, Piquet, Mansell e Streiff. Andrea de Cesaris (Rial) e Ivan Capelli (March) completavam os 10 primeiros colocados.

Senna começava a abrir um pouco de vantagem para cima de Prost. Ambos tinham que se preocupar com o consumo de combustível, Além de Berger, Alboreto, Piquet e Nakajima. Para o Austríaco, A preocupação do combustível acabaria na 23ªVolta. Seu Ferrari sofreu de problemas elétricos e acabou deixando a corrida. Enquanto que Mansell continuava a pressionar Piquet. Já Streiff estava perto dos dois, mas errou uma marcha e perdeu uns 3 segundos em relação a Piquet e Mansell.

Na mesma 23ªVolta, Mansell supera Piquet e assume o 5ºlugar. Os problemas do campeão de 1987 não iriam parar por ai, Ele começava a ser pressionado pelo Phillipe Streiff. Lá na frente, Senna e Prost passaram por Gugelmin. Senna já estava mais sossegado na liderança, com 4 segundos a frente do piloto francês. Thierry Boutsen vinha em 3º, a 10 segundos do líder e na frente de Alboreto.  Classificação após 25 voltas: 1. Senna (36:27.34), 2. Prost (a 4.02), 3. Boutsen (11.40), 4. Alboreto (29.23), 5. Mansell (35.53), 6. Piquet (39.07).

Senna perdeu tempo para superar Tarquini e depois, na 28ªVolta, o líder da prova pegou logo três retardatários: Arnoux, Warwick e Cheever. Senna acabou tendo de resolver rápido essa situação. Prost chegou perto, mas tinha que passar pelos três, que brigavam pelo 16ºlugar. Resultado foi que Prost demorou mais de 1 volta para conseguir passar pelos 3 pilotos, nesse meio tempo, Nigel Mansell abandonou com problemas de Motor.

Piquet voltou para o 5ºlugar e Streiff entra na zona de pontuação, mas a posição de Piquet era frágil. Streiff colocava pressão em cima de Piquet. Os problemas do chassis desse ano da Lotus era evidente, somente o motor turbo da Honda e o braço do Piquet é que deixava o piloto em 5ºlugar. Algumas voltas depois, Andrea de Cesaris chegou na batalha pela posição. Lá atrás, Tarquini tocou em Arnoux e rodou logo na frente de Warwick. Apesar disso, o piloto da Coloni voltou à prova.

Classificação após 31 Voltas: Senna (45:08.94), 2. Prost (a 4.36), 3. Boutsen (a 12.60), 4. Alboreto (34.05), Piquet (45.90) e Streiff (a 46.46). De Cesaris, Capelli, Patrese e Modena completam os 10 primeiros colocados.

Michele Alboreto abandona a prova, enterrando de uma vez o final de semana da Ferrari. Na mesma volta, o italiano Ricardo Patrese abandonou. A Williams também estava fora da prova. Piquet subiu para o 4ºlugar, mas era atacado incansavelmente pelo Streiff, levando a AGS ao seu melhor momento na Formula 1.

Após a metade da prova, 17 pilotos ainda estavam na corrida. A Classificação era: Senna (50:53.808), Prost (a 3.178), Boutsen (a 15.339), Piquet (a 53.088), Streiff (a 54.322) e De Cesaris (a 55.512) Apesar de não ter problemas de combustível, Boutsen não parecia ser páreo para os dois pilotos da Mclaren-Honda. Senna se estabilizou na frente, com 3 a 4 segundos de frente para Prost, cuidando do consumo de combustível que para ele era dramático. Na 37ªVolta, Senna coloca uma volta em Stefano Modena, que estava fazendo um belo final de semana com sua Eurobrun, em 8ºlugar. O italiano facilitou a ultrapassagem dos dois primeiros.

Arnoux foi para os boxes, o que seria uma troca de pneus acabou na verdade sendo um abandono, por causa da quebra da transmissão do Ligier. Nelson Piquet conseguiu abrir um pouco de vantagem para Streiff que começava a ficar mais para De Cesaris. Eram duas equipes pequenas com bons carros brigando pelo 5ºlugar. Até que na 42ªVolta, Phillipe Streiff entrava para os boxes com a suspensão quebrada, Nada se podia fazer para o piloto da AGS. O francês abandonou no que poderia ser a melhor corrida da história da equipe francesa. De Cesaris vai para o 5ºlugar e Ivan Capelli passou a ser o 6ºcolocado.

Classificação após 43 voltas: Senna (1:02.24.46), Prost (a 4.36), Boutsen (a 23.29), Piquet (a 1:06.76), De Cesaris (71.08), Capelli (a 1 Volta) Modena (em uma impressionante 7ªposição), Alliot, Palmer e Warwick completavam os 10 primeiros. O piloto da Arrows sofreu um acidente impressionante e mesmo assim estava resistindo à corrida. Ivan Capelli estava apenas a 1 segundo a frente de Modena, A pequena Eurobrun tinha a chance de marcar seu primeiro ponto na Formula 1 em sua 5ªparticipação em GPs.

Prost na 45ªVolta marcou a melhor volta da prova, Com 1:26,362 (média de 186.141 km/h  – 116.041 Mph). Porém a vantagem de Senna era de 4 segundos na saída da 46ªVolta. Modena vai para cima de Capelli, A briga do piloto da March e do piloto da Eurobrun pelo 6ºlugar, pelo ponto que era importante para as duas equipes.

Prost tentava baixar a diferença para Senna e estava conseguindo aos poucos, baixando de 4 para 3.2 segundos. Por isso o Brasileiro pisou forte para tentar sustentar a vantagem. Ao mesmo tempo que ele precisava passar os retardatários. Na volta de número 50, Senna estava perto de colocar uma volta em Andrea de Cesaris enquanto que Boutsen colocou uma volta em Capelli. Classificação após 50 Voltas: 1. Senna (1:12:12.23), 2. Prost (a 3.22), 3. Boutsen (a 30.32), 4. Piquet (a 1 Volta), 5. De Cesaris (a 1 Volta), 6. Capelli (a 1 Volta), O piloto da March conseguiu abrir vantagem sobre Modena. O piloto da Eurobrun sofria pressão de Phillipe Alliot da Larrousse. 7. Modena (a 1 Volta), 8. Alliot (a 1 Volta), 9. Palmer (a 1 Volta), 10. Warwick (a 1 Volta), 11. Tarquini (a 1 Volta), 12. Gugelmin (a 2 Voltas)

A prova estava concentrava na briga entre Senna e Prost, A vantagem entre os dois oscilavam entre 2.8 a 3.2 segundos. A corrida não estava definida de forma nenhuma, mas Senna fez a melhor volta da prova, baixando da marca de 1 minuto e 25 segundos para a casa do 1 minuto e 24 segundos (1:24.973 na 53ªVolta).

Senna passou Tarquini e depois passou Warwick e terminando a sequencia de ultrapassagem com Piercarlo Ghinzani. Apesar desse trafego, Senna acabou aumentando sua vantagem para 3.9 segundos. Mauricio Gugelmin abandonou na 55ªVolta. Senna aumentou sua vantagem para 5 segundos sobre Prost. Parecia que a corrida estava se definido a favor do piloto Brasileiro.

Andrea de Cesaris estava a 11 voltas de marcar os primeiros pontos da equipe Rial na Formula 1, numa belíssima atuação do piloto italiano que era acostumado a causar acidentes (88 foi uma das melhores temporadas do piloto Italiano). A 10 voltas do final, a prova estava sob controle para Senna. Com 7 segundos e Prost já sem folego para tirar esse tempo todo nas últimas voltas, além de ter muita dificuldade ao colocar a 2 volta em Jonathan Palmer.

A poucas voltas do final, Modena vai para os boxes com problemas em seu Eurobrun, o que tirava qualquer chance de pontuar. Já com 10 segundos de vantagem, Senna já vinha administrando sua vantagem para Prost que também tirou o pé.

Tudo parecia definido, até que nas voltas finais ocorreram mudanças. Andrea de Cesaris acabou parando por pane seca e perdendo 2 pontos certos depois de uma grande corrida que acabava de fazer. Ghinzani e Alliot também deixaram a corrida no final, mudando a classificação da prova.

Senna levou com cuidado seu carro para vencer pela 8ªVez na sua carreira. Uma bela atuação do piloto brasileiro, que terminou quase 6 segundos a frente de Alain Prost. Thierry Boutsen levou a Benetton-Ford ao primeiro pódio do ano e o primeiro pódio de um motor aspirado desde de 1983 (GP de Detroit de 1984 com Martin Brundle, sem contar desclassificação da Tyrrell do campeonato inteiro).

Nelson Piquet sofreu, mas resistiu a pressão de 2 adversários para terminar a prova em 4ºlugar e marcar mais 3 pontos no Mundial. Ivan Capelli marcou os dois primeiros pontos da March em 1988. Completando a zona de pontuação o discreto Jonathan Palmer da Tyrrell, que fez uma corrida na dele e aproveitou os abandonos no final para ficar em 6º.

Derek Warwick fez uma prova heroica, com muitas dores acabou levando seu Arrows ao 7ºlugar. Gabriele Tarquini marcou o melhor resultado da história da Coloni, com o 8ºlugar no final de Semana dos Namorados em Montreal. Senna agora assumia a vice-liderança do campeonato, Agora com 24 pontos contra os 39 pontos de Alain Prost. Era a 5ªVitória da Mclaren no campeonato em 5 corridas.

Resultado do GP do Canadá de 1988

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formel1mic

Moto 3 – Arenas conquista vitória na abertura da temporada de 2020 em Losail

A primeira etapa do Mundial de Motovelocidade aconteceu em Losail. desfalcada da MotoGP os pilotos da Moto 2 e 3 Fizeram o espetáculo, com duas pelas corridas. A primeira delas foi a Moto 3. Mais uma disputa apertada pela vitória no Qatar.

Classificação no Q1:

Assim que a classificação do Q1 começou todos saíram de uma só vez. Só alguns pilotos ficaram um pouco afastados do Grupão como Albert Arenas e Stefano Nepa. De cara, Tatsuki Suzuki marcou um belo tempo passando para a liderança, Com Alcoba, Salac e Sasaki nas outras vagas da classificação. Gabriel Rodrigo que teve sua 1ªvolta prejudicada acabou tendo que fazer uma segunda volta e marcou o 9ºtempo.

Além de Rodrigo, alguns outros pilotos fizeram uma segunda volta. Suzuki baixou ainda mais o seu tempo na liderança, com 2:05.276 a menos de 6 minutos do final. Já Nepa melhorou sua marca e ficou a 16 milésimos do 4ºcolocado Filip Salac.

A 3 minutos e meio do final, todo mundo foi para a pista para uma tentativa final. O Argentino Gabriel Rodrigo acelerou tudo que poderia e acabou marcando o melhor tempo, com 2’05.254 acabou ficando com a primeira posição. No final, Arenas e Foggia melhoraram seus tempos para o 4º e 5ºlugares, tirando Salac da zona de classificação. Suzuki e Alcoba se juntaram a Arenas e a Rodrigo e foram para o Q2.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
124Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda2’04.815
225Raul FernandezRed Bull KTM AjoKTM2’04.823
375Albert ArenasAspar Team GaviotaKTM2’04.925
440Darryn BinderCIP Green PowerKTM2’05.026
579Ai OguraHonda Team AsiaHonda2’05.065
65Jaume MasiaLeopard RacingHonda2’05.086
716Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM2’05.129
853Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM2’05.176
917John McPheePetronas Sprinta RacingHonda2’05.242
1014Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda2’05.327
1152Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda2’05.343
1227Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM2’05.421
132Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda2’05.512
1411Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda2’05.586
1592Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda2’05.843
1613Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM2’05.906
1799Carlos TatayReale Avintia RacingKTM2’06.003
1855Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’06.165

Praticamente todos os pilotos foram para a pista de imediato para os 15 minutos finais. Praticamente todo o Grupo estava junto. Apenas Tony Arbolino e Romano Fenati tiveram pista livre nessa primeira passagem.

Tatsuki Suzuki, com uma bela volta de 2:04.815 assumiu a liderança colocando 1 décimo a frente de Albert Arenas. Logo a seguir vinham Darryn Binder e John Mcphee. O piloto Escocês junto com o Jaume Masia tentaram uma volta melhor e conseguiram. O piloto da Leopard Racing subiu para o 4ºlugar, deixando McPhee para trás a menos de 8 minutos do final.

Faltando 6 minutos e meio. A maioria dos pilotos estavam nos boxes, Apenas os pilotos da Honda Asia Team e da Gresini estavam em busca de melhorar o tempo. A 3 minutos e meio do final todos partiram para a pista, para uma tentativa final. A equipe de Paolo Simoncelli teve que trocar uma peça da moto de Suzuki. Isso foi fundamental para o Japonês sair tarde e não ter conseguido fazer uma última tentativa.

Isso poderia colocar a pole de Tatsuki Suzuki em risco. Porém, seu tempo não foi alcançado por ninguém, Quem chegou mais perto foi o Espanhol Raul Fernandez da KTM Ajo, por 16 milésimos do tempo do piloto Japonês que acabou conquistando a pole position. Fernandez em 2º e Albert Arenas completou a primeira fila do Grid.

Na segunda fila largam Darryn Binder da CIP Green, Ai Ogura da Honda Asia Team e Jaume Masia da Leopard Racing. Andrea Migno de volta a VR46, Deniz Öncü da KTM Ajo, John Mcphee da Petronas e Tony Arbolino da Snipers Racing completam os Top 10.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
124Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda2’04.815
225Raul FernandezRed Bull KTM AjoKTM2’04.823
375Albert ArenasAspar Team GaviotaKTM2’04.925
440Darryn BinderCIP Green PowerKTM2’05.026
579Ai OguraHonda Team AsiaHonda2’05.065
65Jaume MasiaLeopard RacingHonda2’05.086
716Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM2’05.129
853Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM2’05.176
917John McPheePetronas Sprinta RacingHonda2’05.242
1014Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda2’05.327
1152Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda2’05.343
1227Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM2’05.421
132Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda2’05.512
1411Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda2’05.586
1592Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda2’05.843
1613Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM2’05.906
1799Carlos TatayReale Avintia RacingKTM2’06.003
1855Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’06.165
197Dennis FoggiaLeopard RacingHonda2’05.793
2012Filip SalacRivacold Snipers TeamHonda2’05.966
2171Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM2’06.040
2282Stefano NepaAspar Team GaviotaKTM2’06.056
2354Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM2’06.128
249Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM2’06.376
2521Alonso LopezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’06.511
2673Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM2’06.786
276Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda2’06.821
2860Dirk GeigerCarXpert PruestelGPKTM2’07.258
2950Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM2’07.260
3020Jose Julian GarciaSIC58 Squadra CorseHonda2’07.495
3189Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda2’07.535

No final da tarde de domingo foi dada a largada para o Mundial de Motovelocidade. Na largada, Suzuki larga bem e permaneceu na liderança. Já Fernandez e Arenas disputaram o segundo lugar nas primeiras curvas, Quem levou a vantagem foi o piloto da Aspar Martinez. Deniz Öncü, Ai Ogura, Tony Arbolino, Darryn Binder, Gabriel Rodrigo, Sergio Garcia e Andrea Migno são os 10 primeiros colocados.

Suzuki liderou até na entrada da 2ªVolta, Usando o vácuo, Raul Fernandez passando para a ponta, Com Tony Arbolino em 2º, Albert Arenas e Deniz Öncü estavam na frente do piloto da SIC58 caiu da ponta para o 5ºlugar. Na Curva 6, Fernandez errou e Arbolino foi para a ponta, mas não ficou na frente por muito tempo, Albert Arenas foi para a ponta no final da 2ªVolta.

A partir dai, Arenas foi pressionado de todo o jeito durante algumas voltas. Darryn Binder, Raul Fernandez e Gabriel Rodrigo superaram Tony Arbolino e foi para cima do Espanhol da Aspar Martinez.

Arenas segurava Binder, Arbolino, entre outros pilotos tentaram supera-lo, mas nenhum deles conseguiu passar o Espanhol. Na entrada da 6ªVolta, Sergio Garcia superou Binder e depois passou Jaume Masia e por muito pouco não passou Raul Fernandez, mas estava colado no segundo colocado.

Arenas resistiu a mais um ataque na 7ªVolta. porém, a 10 voltas do final. Jaume Masia foi por outra linha e tentou passar para a ponta, mas foi Raul Fernandez quem passou para a ponta, Masia e Suzuki também passaram Arenas, que caiu da ponta para o 4ºlugar. Arbolino, Garcia e Rodrigo vinham logo a seguir. A Ultrapassagem do piloto da KTM Ajo foi lindíssima. Jeremy Alcoba quase passou reto na curva 1, mas não obteve grandes prejuízos na sua classificação.

Em um espaço de apenas uma volta, Suzuki, e logo depois Tony Arbolino superou o japonês passando para a liderança na 11ªVolta. O piloto Japonês foi engolido pela turma inteira e caiu da ponta para o 8ºlugar. Masia segurou a ponta até a curva 5, Já que Arbolino voltou a liderança, O piloto da Leopard tentou voltar a ponta, mas acabou cometendo um pequeno erro e perdeu 3 posições, caindo para o 5ºlugar. Curvas depois, Binder volta a liderar, mas só por alguns momentos, Albert Arenas voltou à frente, Abrindo 0.2 segundos de Arbolino. Darryn Binder, Sergio Garcia, Tatsuki Suzuki e Jaume Masia estavam a menos de um segundo da liderança. Enquanto isso, Celestino Vietti foi para o chão na 13ªvolta.

Arenas continuava a segurar a liderança dos ataques de seus adversários (Naquele momento eram Binder, Garcia, Arbolino e Suzuki) logo, chegaram nessa turma dos primeiros colocados John McPhee e Gabriel Rodrigo.

A 4 voltas do final, Arenas erra feio e perde muitas posições. Suzuki volta a ponta. Arenas caiu para o 6ºlugar. No metade da volta, John McPhee e Darryn Binder superaram Arbolino e passaram a pressionar o piloto da equipe de Paolo Simoncelli.

Na 16ªVolta, Arbolino passou Suzuki e assumiu a ponta, O piloto da Snipers foi superado pelo escocês John McPhee na curva 5. No começo da penúltima volta, O Argentino Gabriel Rodrigo aparecendo e passando para a liderança, Buscando a primeira vitória da carreira. Até que na última volta, Rodrigo chega a abrir a volta na frente, Mas é engolido pelo Albert Arenas, Bem no final da reta, Binder tocou em Arbolino e acabou indo para o chão, Já o piloto Italiano acabou perdendo várias posições. McPhee e Masia também passaram Rodrigo.

Na meia volta final, Arenas e McPhee duelaram pela vitória. O Escocês até tentou superar o piloto da Aspar Martinez, mas Arenas se manteve firme na frente e conquistou a 4ªVitória da carreira e a vitória na abertura do campeonato. John McPhee acabou em 2º e Jaume Masia completou o pódio.

Porém, 5 pilotos foram punidos por excederem o limite da pista, entre eles foi punido o piloto da Leopard, que perdeu 1 posição e cedeu seu lugar ao pódio para o Japonês Ai Ogura. Foi o segundo pódio na Moto 3. Masia acabou jogado para o 4ºlugar, Com todas as punições dos 5 pilotos Suzuki ganhou 2 posições e do 7ºlugar na pista para o 5ºlugar após ter conseguido a pole position.

Gabriel Rodrigo fez uma bela prova de recuperação e ficou em 6ºlugar, logo a frente de Jeremy Alcoba que foi o melhor estreante da prova em sua primeira temporada completa na Gresini. Completando os 10 primeiros colocados vieram Fliip Salac da Snipers, Dennis Foggia da Leopard Racing e Raul Fernandez da KTM Ajo.

Alonso Lopez levou a Husquarna aos primeiros pontos na sua volta a categoria, Ao chegar em 13ºlugar. Tony Arbolino além de ter ficado longe da vitória, ainda foi punido em 1 posição por exceder o limite da pista, caindo para o 15ºlugar.

Fotos:

Resultado final do GP do Qatar

posPilotoEquipeMotoTempo
175Albert ArenasAspar Team GaviotaKTM38’08.941
217John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 0.053
379Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 0.344
45Jaume Masiá*Leopard RacingHondaa 0.247
524Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 0.789
62Gabriel Rodrigo*Kömmerling Gresini Moto3Hondaa 0.426
752Jeremy Alcoba*Kömmerling Gresini Moto3Hondaa 0.559
812Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 0.823
97Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 0.964
1025Raúl Fernández*Red Bull KTM AjoKTMa 0.834
1111Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 1.261
1253Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 1.485
1321Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 1.602
1427Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 2.790
1514Tony Arbolino*Rivacold Snipers TeamHondaa 2.575
1616Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 3.180
1755Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 5.802
1892Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 5.829
1971Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 6.109
206Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 8.457
2199Carlos TatayReale Avintia RacingKTMa 8.480
2282Stefano NepaAspar Team GaviotaKTMa 16.240
239Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 21.450
2454Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 26.209
2550Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 26.412
2689Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 28.189
2773Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 28.517
2813Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 32.106
2960Dirk GeigerCarXpert PruestelGPKTMa 41.931
40Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 1 Volta
20José GarcíaSIC58 Squadra CorseHondaa 5 Voltas
  • Punidos com a perda de uma posição por terem excedido a pista

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2 e Moto 3 começam os trabalhos do Mundial de Motovelocidade em Losail

Sem a categoria principal devido a motivos de precaução para evitar uma disseminação maior do Colunavirus pelo Mundo, As atenções para abertura do Mundial de Motovelocidade ficam nas Categorias Moto 2 e Moto 3. Em Losail, eles vão garantir o espetáculo ainda que esvaziado.

Sobre os treinos livres, Ainda que não definem a classificação pode-se dizer que os favoritos para a temporada de certo modo confirmaram suas expectativas. Thomas Luthi em 1º e Jorge Martin em 2º na primeira sessão de Treinamentos do dia não é nenhuma surpresa. Já Aron Canet em 3º é sim uma surpresa muito da positiva, Mais ainda por causa do Chassi Speed UP que mostrou qualidades e que pode sim enfrentar a hegemonia dos Chassi Kalex. Os Chassis MV Agusta e NTS apesar de resultados bastante razoáveis ainda estão alguns degraus atrás do melhores chassis da Moto 2.

O Norte-Americano Joe Roberts se destacou na segunda sessão de treinamentos e acabou com o melhor tempo do dia, Com 1’58.421. Uma surpresa o desempenho do piloto da American Racing. Os dois pilotos da VR46 ficaram em segundo e terceiro lugares. Marco Bezzecchi ficou na frente de Luca Marini. O Rápido e inconstante Tetsura Nagashima da KTM Red Bull-Kalex ficou com o 4ºlugar. Vierge da Petronas e Augusto Fernandez da Marc VDS completou os 6 primeiros colocados. Luthi acabou caindo na segunda sessão e ficou em 26ºlugar, com o seu treino da noite bem prejudicado. As decepções do dia foram o Espanhol Hector Garzo da Pons e do inglês Sam Lowes da Marc VDS. Os 2 tomaram uma surra de seus companheiros de equipe e ambos tem motos boas e competitivas e não conseguiram extrair um bom desempenho.

Na Moto 3, O principal favorito ao título é o italiano Tony Arbolino, que obteve um bom desempenho. Mas os mais rápidos do dia foram Sergio Garcia da Estrella Galícia na sessão da manhã e do Raul Fernandez da Red Bull na parte da Noite. Ambos tem equipamento para disputar vitórias e o campeonato. Tatsuki Suzuki ficou com o segundo lugar no treino da Manhã enquanto que na tarde o Inconstante Sul-Africano Darryn Binder ficou com o 2ºmelhor tempo.

A Husqvarna volta a categoria nessa temporada e começaram bem os trabalhos. Alonso Lopez acabou com o 3ºmelhor tempo da primeira sessão. A marca sueca tem a equipe de Max Biaggi como a equipe oficial da Marca e a única a correr com essa moto, Romano Fenati é o segundo piloto da equipe. O Argentino Gabriel Rodrigo decepcionou bastante e acabou o dia longe dos 10 primeiros colocados.

Amanhã teremos pela manhã o 3ºtreino livre, com a definição do classificados para direto para o Q2 tanto na Moto 2 como na Moto 3.

Fotos:

Resultado dos treinos livres – Moto 2 e Moto 3
GP do Qatar

1ºTreino Livre

Moto 2

posPilotoEquipeMotoTempo
112Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalex1’59.168
288Jorge MartinRed Bull KTM AjoKalex1’59.185
344Aron CanetAspar TeamSpeed Up1’59.215
437Augusto FernandezEG 0,0 Marc VDSKalex1’59.253
516Joe RobertsAmerican RacingKalex1’59.259
687Remy GardnerOnexox TKKR SAG TeamKalex1’59.277
710Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex1’59.301
872Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’59.353
99Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Up1’59.381
1023Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’59.446
1145Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalex1’59.473
1221Fabio di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Up1’59.650
1333Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex1’59.660
1411Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.687
1557Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.750
1697Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’59.789
177Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalex2’00.013
1864Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTS2’00.017
1962Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’00.126
2035Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex2’00.146
2124Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’00.176
222Jesko RaffinNTS RW Racing GPNTS2’00.181
2342Marcos RamirezAmerican RacingKalex2’00.187
2455Hafizh SyarhinAspar TeamSpeed Up2’00.228
2596Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex2’00.356
2619Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex2’00.843
2727Andi Farid IzdiharIDEMITSU Honda Team AsiaKalex2’01.082
2822Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalex2’01.121
2940Hector GarzoFlexbox HP 40Kalex2’01.126
3099Kasma Daniel KasmaudinOnexox TKKR SAG TeamKalex2’03.266

Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
111Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda2’05.407
224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda2’05.606
321Alonso LopezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’05.795
479Ai OguraHonda Team AsiaHonda2’05.814
554Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM2’05.914
612Filip SalacRivacold Snipers TeamHonda2’05.964
727Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM2’06.000
814Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda2’06.099
97Dennis FoggiaLeopard RacingHonda2’06.203
1040Darryn BinderCIP Green PowerKTM2’06.208
1117John McPheePetronas Sprinta RacingHonda2’06.219
1253Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM2’06.222
1355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’06.309
146Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda2’06.319
1525Raul FernandezRed Bull KTM AjoKTM2’06.337
1699Carlos TatayReale Avintia RacingKTM2’06.384
1792Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda2’06.429
185Jaume MasiaLeopard RacingHonda2’06.490
1975Albert ArenasAspar Team GaviotaKTM2’06.500
209Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM2’06.536
2116Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM2’06.992
2252Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda2’06.999
232Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda2’07.068
2450Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM2’07.163
2589Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda2’07.337
2682Stefano NepaAspar Team GaviotaKTM2’07.357
2713Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM2’07.533
2871Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM2’07.567
2973Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM2’07.908
3060Dirk GeigerCarXpert PruestelGPKTM2’09.005
3120Jose Julian GarciaSIC58 Squadra CorseHonda2’09.577

2ºTreino Livre

Moto 2

posPilotoEquipeMotoTempo
116Joe RobertsAmerican RacingKalex1’58.421
272Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’58.669
310Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex1’58.759
445Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalex1’58.921
597Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’59.059
637Augusto FernandezEG 0,0 Marc VDSKalex1’59.074
764Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTS1’59.089
833Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex1’59.114
911Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.136
1088Jorge MartinRed Bull KTM AjoKalex1’59.148
119Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Up1’59.189
1223Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’59.198
137Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalex1’59.237
1444Aron CanetAspar TeamSpeed Up1’59.278
1521Fabio di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Up1’59.284
1635Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’59.290
1787Remy GardnerOnexox TKKR SAG TeamKalex1’59.434
1857Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.486
1922Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalex1’59.561
2096Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’59.641
2142Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’59.709
2224Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’59.839
2340Hector GarzoFlexbox HP 40Kalex2’00.020
2462Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’00.160
252Jesko RaffinNTS RW Racing GPNTS2’00.183
2612Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalex2’00.262
2755Hafizh SyarhinAspar TeamSpeed Up2’00.396
2819Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex2’00.804
2927Andi Farid IzdiharIDEMITSU Honda Team AsiaKalex2’01.265
3099Kasma Daniel KasmaudinOnexox TKKR SAG TeamKalex2’02.886

Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
125Raul FernandezRed Bull KTM AjoKTM2’04.577
240Darryn BinderCIP Green PowerKTM2’04.698
311Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda2’04.723
479Ai OguraHonda Team AsiaHonda2’04.922
527Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM2’04.988
614Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda2’05.227
716Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM2’05.287
85Jaume MasiaLeopard RacingHonda2’05.332
955Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’05.348
1053Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM2’05.355
1117John McPheePetronas Sprinta RacingHonda2’05.383
1213Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM2’05.502
1392Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda2’05.587
1499Carlos TatayReale Avintia RacingKTM2’05.598
1582Stefano NepaAspar Team GaviotaKTM2’05.612
162Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda2’05.622
1775Albert ArenasAspar Team GaviotaKTM2’05.668
1824Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda2’05.758
1912Filip SalacRivacold Snipers TeamHonda2’05.765
2052Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda2’05.779
217Dennis FoggiaLeopard RacingHonda2’05.862
2221Alonso LopezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’06.024
236Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda2’06.086
2489Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda2’06.117
2571Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM2’06.270
269Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM2’06.295
2773Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM2’06.981
2850Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM2’07.268
2954Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM2’07.374
3060Dirk GeigerCarXpert PruestelGPKTM2’07.713
3120Jose Julian GarciaSIC58 Squadra CorseHonda2’08.302

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP