Miller resiste a ataques de Sul-Africano para vencer em terras Germânicas

Jack Miller voltou a vencer na Moto 3, Após uma bela corrida disputando a vitória principalmente com o corajoso piloto Sul-Africano Brad Binder com sua Mahindra que era reconhecidamente menos potente do que a KTM, Além de Binder, Aleix Marquez, Alexis Masbou e Danny Keny lutaram pela vitória nessa corrida que poderia ter a Alex rins e Romano Fenati nessa Briga, Só que Rins acabou caindo nas primeiras curvas e Fenati caiu nas primeiras voltas da corrida.

Durante toda a corrida Miller teve a pressão de Brad Binder, Mas manteve a liderança para vencer a corrida com 180 milésimos na frente. Binder conquistou o melhor resultado da Carreira e da Mahindra na Moto 3, O Francês Alexis Masbou conquistou o 3ºlugar, Resultado importante para o piloto que faz sua última temporada na Moto 3 por causa do limite de Idade de 28 anos. Aleix Marquez que venceu as duas últimas corrida ficou fora do pódio fazendo apenas o 4ºlugar e Danny Kent fez boa corrida terminando a prova em 5ºlugar.

E depois desses cinco vários pilotos brigaram pelo 6ºlugar, entre eles o Brasileiro Eric Granado que acabou perdendo algumas posições na corrida, Mas conseguiu no dia de Ontem seus primeiros 2 pontos na temporada alcançando a 14ªposição. A Briga pelo 6ºlugar teve Efren Vazquez como vencedor, Depois vieramJohn McPhee, Isaac Viñales que vem fazendo uma boa temporada, Matteo Ferrari e Juanfran Guevara completando os 10 primeiros colocados.

A Temporada dá uma parada de 4 semana até o dia 10 de Agosto com o GP de Indianápolis com Jack Miller como líder do campeonato e esta sendo cotado para o MotoGP já, Eu acho muito cedo ele correr na MotoGP, pois trocar uma categoria que tem 250cc para 1000cc é um salto enorme e que pode ser crucial para acabar com a Carreira de um piloto.

Resultado final do GP da Alemanha da Moto 3

pos Pilotos Equipe Chassi Tempo
1 8 Jack Miller Red Bull KTM Ajo KTM 39’26.927
2 41 Brad Binder Ambrogio Racing Mahindra a 0.180
3 10 Alexis Masbou Ongetta-Rivacold Honda a 1.119
4 12 Alex Marquez Estrella Galicia 0,0 Honda a 1.180
5 52 Danny Kent Red Bull Husqvarna Ajo Husqvarna a 1.290
6 7 Efren Vazquez SaxoPrint-RTG Honda a 26.231
7 17 John McPhee SaxoPrint-RTG Honda a 26.336
8 32 Isaac Vinales Calvo Team KTM a 26.474
9 3 Matteo Ferrari San Carlo Team Italia Mahindra a 26.583
10 58 Juan Francisco Guevara Mapfre Aspar Team Moto3 Kalex KTM a 26.735
11 84 Jakub Kornfeil Calvo Team KTM a 26.873
12 65 Philipp Ottl Interwetten Paddock Moto3 Kalex KTM a 27.009
13 61 Arthur Sissis Mahindra Racing Mahindra a 27.305
14 57 Eric Granado Calvo Team KTM a 30.084
15 33 Enea Bastianini Junior Team GO&FUN Moto3 KTM a 45.125
16 19 Alessandro Tonucci CIP Mahindra a 45.539
17 95 Jules Danilo Ambrogio Racing Mahindra a 46.025
18 38 Hafiq Azmi SIC-AJO KTM a 46.110
19 43 Luca Grunwald Kiefer Racing Kalex KTM a 56.787
20 22 Ana Carrasco RW Racing GP Kalex KTM a 57.149
21 97 Maximilian Kappler SaxoPrint RTG FTR a 1’09.312
22 91 Gabriel Rodrigo Avant Tecno Husqvarna Ajo Husqvarna a 1 Volta
23 86 Kevin Hanus Fai Rent-A-Jet Honda a 1 Volta
23 Niccolo Antonelli Junior Team GO&FUN Moto3 KTM a 3 Voltas
44 Miguel Oliveira Mahindra Racing Mahindra a 8 Voltas
98 Karel Hanika Red Bull KTM Ajo KTM a 8 Voltas
55 Andrea Locatelli San Carlo Team Italia Mahindra a 12 Voltas
11 Livio Loi Marc VDS Racing Team KTM a 14 Voltas
4 Gabriel Ramos Kiefer Racing Kalex KTM a 15 Voltas
5 Romano Fenati SKY Racing Team VR46 KTM a 24 Voltas
63 Muhammad Zulfahmi Ongetta-AirAsia Honda a 24 Voltas
9 Scott Deroue RW Racing GP Kalex KTM a 26 Voltas
51 Bryan Schouten CIP Mahindra a 26 Voltas
42 Alex Rins Estrella Galicia 0,0 Honda a 27 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP

Corridas Históricas: GP da Alemanha de 1992

Grid de Largada:

1 Nigel Mansell (Williams/Renault) 1’37.960
2 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’38.510
3 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’39.106
4 Gerhard Berger (McLaren/Honda) 1’39.716
5 Jean Alesi (Ferrari) 1’40.959
6 Michael Schumacher (Benetton/Ford) 1’41.132
7 Erik Comas (Ligier/Renault) 1’41.945
8 Thierry Boutsen (Ligier/Renault) 1’42.112
9 Martin Brundle (Benetton/Ford) 1’42.136
10 Karl Wendlinger (March/Ilmor) 1’42.357
11 Johnny Herbert (Lotus/Ford) 1’42.645
12 Ivan Capelli (Ferrari) 1’42.748
13 Mika Häkkinen (Lotus/Ford) 1’42.749
14 Olivier Grouillard (Tyrrell/Ilmor) 1’42.797
15 Aguri Suzuki (Footwork/Mugen-Honda) 1’42.838
16 Ukyo Katayama (Venturi/Lamborghini) 1’43.079
17 Michele Alboreto (Footwork/Mugen-Honda) 1’43.171
18 Pierluigi Martini (Dallara/Ferrari) 1’43.556
19 Gabriele Tarquini (Fondmetal/Ford) 1’43.777
20 Andrea de Cesaris (Tyrrell/Ilmor) 1’43.790
21 J J Lehto (Dallara/Ferrari) 1’43.931
22 Paul Belmondo (March/Ilmor) 1’44.130
23 Mauricio Gugelmin (Jordan/Yamaha) 1’44.521
24 Alessandro Zanardi (Minardi/Lamborghini) 1’44.593
25 Bertrand Gachot (Venturi/Lamborghini) 1’44.596
26 Gianni Morbidelli (Minardi/Lamborghini) 1’44.762

Não Largaram para a corrida:

Stefano Modena (Jordan/Yamaha) 1’45.088
Eric van de Poele (Brabham/Judd) 1’45.098
Andrea Chiesa (Fondmetal/Ford) 1’45.459
Damon Hill (Brabham/Judd) 1’45.871
Roberto Moreno (Andrea Moda/Judd) 1’48.878

Mansell vence a 7ªCorrida na Temporada e fica a uma corrida do titulo.

Mais uma corrida totalmente favorável para as Williams com o seu fabuloso carro e o potentíssimo motor Renault, O fantástico circuito de Hockenhein, E a prova disso foi a pole de Mansell ter sido 1 segundo e 2 Décimos de Ayrton Senna que tinha o Mclaren-Honda que talvez, mas só talvez pudesse desafiar as Williams, Mas teria também um duro adversário que seriam as Benetton de Schumacher e Brundle. E Logo depois vinha a Ligier com o Forte motor Renault e as Ferrari que continuava a sua crise terrível. As outras equipes não tinham muitas chances na corrida.

Na Largada da corrida Patrese toma a ponta com Mansell em 2º, Mas logo na primeira reta Mansell retomou a ponta, com Senna e Berger em 3º e 4º. Uma ótima largada das Williams que acabaram por assegurar uma corrida segura tamanho era o seu desempenho. A Ótima Largada foram das Ferraris que pularam para a 7ª e 8ª colocações, superando inclusive as Ligier que tinham um motor melhor que os motores da Ferrari.

Enquanto as Wiliams disparavam na Frente, As Duas Mclaren e as Duas Benetton estavam lutando pelo 3ºlugar, Com Senna e Berger levando vantagem em cima de Schumacher e Brundle com as Benetton-Ford. Mansell Fazia a melhor volta da Corrida 1:45.206 (Média de 233,20 Km/h) na volta 2. Era a comprovação do Melhor carro com um dos melhores motores da Categoria que não deixava chance nenhuma para o resto, Zanardi com o Câmbio Quebrado e Suzuki com uma Rodada já tinham abandonado a corrida.

Classificação após 3 Voltas: Mansell 5:20.404, Patrese 2.508, Senna 6.442, Berger 7.344, Schumacher 7.896, Brundle 8.861.

Schumacher começava a apertar um pouco mais Berger na Briga pelo 4ºlugar, Já lá atrás Karl Wendlinger acaba rodando e depois disso indo para uma parada nos boxes com a Problemática March. e chegando a 5ª Volta Mansell continuava num ritmo feroz e abrindo cada vez mais dos seus adversários, tanto é que ele também abria muito de Patrese que era o 2ºcolocado. Já tinha 3.571 sobre seu companheiro de equipe, Além do Domínio da Williams Fw14, um domínio de Mansell sobre Patrese. Já na briga pelo 3ºlugar, Senna tinha um pouco de vantagem sobre Berger e Schumacher, Brundle começava a se afastar do Grupo, Mas nada que fizesse ficar em risco de Ficar sendo ameaçado pelas Ferrari e Ligier. que formavam um terceiro pelotão.

Classificação após 7 Voltas: Mansell 12:18.977, Patrese a 4.364, Senna a 10.997, Berger a 12.458, Schumacher a 13.072 e Brundle a 15.662. Senna começava a Fugir de Berger e Schumacher e Brundle ficava já mais distante. Mas Senna via sua vantagem subir 1 segundo por volta para a Williams. Ukyo Katayama acabou Rodando na volta 8 e abandonou a corrida, após até ter largada bem, em 16ºlugar. Também deixou a corrida Olivier Groillard, Mas no caso dele foi o motor que não agüentou. Mas lá na Frente Mansell estava tranquilo e sem preocupações além de acelerar o seu carro pelas longuíssimas retas de Hockenhein que pode ser chamado de um Semi circuito oval.

Após 10 Voltas de Corrida a Classificação era essa: Mansell 17:32.039, Patrese a 5.204, Senna a 13.356, Berger a 15.506, Schumacher a 15.924 e Brundle a 19.375, Nessa Altura Brundle já deixava a briga pelo 4ºlugar e Senna abria 2 segundos sobre Berger e Schumacher. E Continuava a Bela Briga entre a Mclaren de Berger e a Benetton de Schumacher que corria em casa e queria de qualquer jeito um grande Resultado para satisfazer sua torcida. Com um quarto de corrida completada, A Briga da Corrida era o 4ºlugar, por que Mansell disparava na Frente, Patrese em 2ºlugar sem nenhuma Reação para tentar atacar Mansell. E Brundle tinha se afastado muito de Berger e Schumacher e Senna já conseguia abrir uma distância segura sobre os dois postulantes que estavam em 4ºlugar.

Herbert com a Lotus fazia sua parada nos boxes, alias estaria alguém tentando fazer a corrida sem fazer troca nenhuma, era possível, Mas poderia ser improvável por que estava um tempo bom, e Sol em Hockenhein. na 12ª Volta Nigel Mansell fazia a melhor volta da Corrida, com 1:43.396, Média de 237,28 Km/h, Mansell continuava sobrando na corrida, Mas talvez o Ritmo alucinante do Inglês acabaria por fazer ele trocar seus pneus. Berger aos poucos também fugia de Schumacher e dessa Forma a corrida poderia se tornar muito monótona. Mansell teve que fazer sua parada nos boxes, em 8.11 segundos, Também Berger iria aos boxes, Mas a Mclaren acabou demorando demais 14.55 segundos.

Com isso Patrese era o líder da corrida com Senna em 2º e Mansell ainda voltou em 3º. Na Frente de Schumacher. Restando 30 Voltas para o Final da corrida a Classificação era Patrese, Senna, Mansell e Schumacher. Berger voltava aos boxes, E logo se percebeu que não estava só para realizar outra troca nos boxes, Mas Berger estava com problemas e teria que ir para a garagem pra ver se ainda o recolocariam na corrida. Patrese tinha 8.210 Segundos na frente de Senna que era o Segundo lugar E Mansell vinha atrás de Senna e tirando volta a volta para lutar pelo Segundo Lugar da Corrida. Iria ser uma briga intensa valendo inclusive até quem sabe a vitória, por que já ficava bem claro que Senna não queria perder a chance de vencer, e se fosse preciso se arriscar a não parar para trocar os pneus, ele faria isso.

Porem, Ele precisava Segurar mais de 20 voltas a Mansell, seria fantástico se isso acontecesse. Mansell colocaria meio carro na frente de Senna, Mas Senna fica com a Vantagem na chicane, Na segunda Chicane Senna faz Mansell errar e passar reto na chicane, Mas dai na 3ªreta Mansell passa Senna e assumia a ponta da corrida, Já que Patrese foi para os Boxes trocar os pneus e voltava em 4º Lugar, Atrás de Mansell, Senna e Schumacher, Esses dois últimos sem terem feito parada nos boxes.

Senna Agora em segundo lugar tinha uma boa vantagem em cima de Schumacher e Patrese que já iriam a poucos instantes brigarem pelo 3ºlugar. Wendlinger fazia a sua segunda parada nos boxes. Capelli iria aos boxes, Mas não para trocar os pneus, ele estava abandonando a corrida, na Volta 20, Berger vai para os boxes pela Terceira vez e dessa vez definitivamente deixava a corrida, já estava com 3 Voltas de Atraso, Hakkinen na mesma volta 20 deixava a corrida, com problemas de motor, o mesmo problema de motor aconteceu com Ivan Capelli. Com 20 voltas de Corrida ainda por serem realizada, tinha 19 carros na pista, um número bastante alto de carros, pela tendência da pista ser de alta e os motores sofrerem. é até estavam sofrendo, 3 motores quebraram.

Schumacher teria agora a pressão de Patrese na luta pelo 3ºlugar. Herbert também parava com problemas de motor, A Lotus assim abandonava a corrida, uma corrida de onde eles não andaram entre os 10 primeiros nunca. Patrese colocava o carro por dentro de Schumacher, O Alemão de defendia com muita garra e ambos perdiam um pouco de tempo com os retardatários, isso fazia Senna abrir distância ou pelo menos administrar ela com segurança. Mas Senna sabia que se Patrese passasse Schumacher não seria um final de corrida fácil para manter o 2ºlugar e uma remota chance de Campeonato.

Classificação após 25 Voltas: Mansell 43:48.482, Senna a 9.439, Schumacher a 12.680, Patrese a 12.931, Brundle a 22.121 e Alesi a 41.508. Na Volta 27 Schumacher conseguiu colocar um retardatário sobre Patrese em uma chicane, isso fez ele ganhar um fôlego de algumas curvas sobre a Williams-Renault de Patrese Mas já não se tinha retardatário maus na frente dos dois, então para segurar o pódio agora era segurar no braço e no talento do Jovem alemão. Enquanto Mansell tinha uma vida tranquila na volta 28, Senna tinha pelo menos 5 retardatários para ultrapassar, um exercito praticamente, Apesar da pista ser fácil de passar.

Patrese aperta de Todo o jeito Schumacher que se defende com muita valentia a sua 3ªposição em casa. Enquanto isso Senna abria 3.7 segundos dos dois ficando um pouco mais tranquilo no 2ºlugar. A corrida chegava a Volta 30 e Continuava Schumacher e Patrese se pegando pelo 3ºlugar, Mas o Veterano recordista de corridas naquela época estava vendo o quanto era duro e complicado passar o jovem alemão com o carro verde e amarelo da Benetton e Vinha dois carros da Dallara para Schumacher e Patrese passar, Patrese tenta passar Schumacher, Mas não consegue de novo por que Schumi deu o lado de fora para o Italiano. Classificação após 30 Voltas: Mansell 52:24.799, Senna a 14.289, Schumacher a 17.889, Patrese a 18.249, Brundle a 30.348, Alesi a 52.531.

Mais uma vez Schumacher levava vantagem sobre Patrese nos retardatários, Deixou que Martini ficasse na Frente de Patrese por uma curva. Mas Lehto não colaborou com o Alemão e Patrese tentou por duas vezes passar Schumacher, por muito pouco Schumacher conseguiu se manter na Frente, e ambos caminhavam para a 33ªVolta a briga durava já quase 10 voltas. Patrese tentou passar Schumacher de novo e quando tentava se defender Schumacher escorregou, foi o bastante para Patrese passar e assumir o 3ºlugar.

Schumacher estava sem pneus para tentar uma reação. Agora Senna teria uma vantagem, mas não o bastante para não ter o perigo de perder o segundo lugar, pois o piloto da Williams vinha com tudo para tentar passar o Brasileiro, e com o carro que tinha evaporar uns 7 segundos de vantagem em 11 voltas não séria nada demais. Schumacher já estava bem longe de Patrese, e na Frente Mansell estava já tranquilo para vencer de novo. Com 34 Voltas Completadas a Classificação era essa: Mansell 59:20.058, Senna a 14.338, Patrese a 20.544, Schumacher a 25.755, Brundle a 33.549, Alesi a 58.168.

a 20 Voltas do Final Andrea de Cesaris deixava a corrida com problemas de motor, e na volta 34 Tarquini quebrou o seu motor da Ford e deixou também a corrida, Deixando 16 pontos ainda na corrida. Patrese fazia a melhor volta da corrida: 1:41.989 com 240 km de Média Horária. Senna dava volta no 9ºcolocado na corrida, Michele Alboreto Apenas Mansell, Senna, Patrese, Schumacher, Brundle, Alesi, Comas e Boutsen estavam na mesma volta do Líder. Senna tinha só 2.822 Segundos na Frente de Patrese, Restando poucas voltas para o Final de uma coisa teríamos certeza, que Patrese queria o segundo lugar e Senna queria mais que tudo manter o Segundo lugar. Quer dizer, uma grande briga pelo 2ºlugar, pois Mansell estava na frente, só uma quebra ou atrapalhada do Inglês para ele perder essa vitória.

Patrese começava o ataque restando 7 Voltas para o final da corrida, Patrese tentou perto da terceira chicane da Pista, Chegou a colocar o carro na preferência da Curva, só que Senna foi pra cima e Manteve-se em 2º, Era brutal o ataque do Italiano e sua Maquina dos Sonhos a Williams FW14. Restando 5 Voltas para o Final todos estavam de olho na briga pelo segundo lugar Patrese deu uma fritada nos seus pneus isso fez Senna respirar um pouco. Classificação após 40 Voltas: Mansell, Senna, Patrese, Schumacher, Brundle, Alesi. Mansell não estava mais mandando ver nas voltas, ele já estava administrando as últimas voltas. Senna e Patrese estavam numa briga feroz, Restando 3 Voltas para o Final Patrese vinha com tudo e a muito tempo a zebra e parte da Brita era pista para o italiano,

Patrese continuava sua pressão, Foram duas voltas muito longas, até que na curva do Estádio na volta final Patrese se afoba e acaba rodando e perdendo a chance de ser pelo menos um 3ºlugar. Senna mostrava por que ele era tão difícil ganhar posição sobre ele.

Mansell não teve problemas para vencer a 7ªcorrida do ano e ficar muito, mas muito perto mesmo do Titulo, Senna que tinha uma perspectiva de apenas um terceiro lugar ficou em 2º e Schumacher para a Alegria da Torcida local chegava em 3ºLugar. Brundle em 4º, Alesi em 5º e Comas com a Ligier em 6º terminando com o último ponto da corrida, Patrese ainda chegou em 8ºlugar, Além desses chegou atrás de Thierry Boutsen que ficou em 7ºlugar. 16 pilotos terminaram a corrida, Mas a corrida teve um número alto de motores Quebrados, 6 Motores quebrados.

GP da Alemanha de 1992 – Resultado Final

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Corridas Históricas: GP da Alemanha de 1986

Grid de largada:

1 Keke Rosberg McLaren/TAG 1’42.013
2 Alain Prost McLaren/TAG 1’42.166
3 Ayrton Senna Lotus/Renault 1’42.329
4 Gerhard Berger Benetton/BMW 1’42.541
5 Nelson Piquet Williams/Honda 1’42.545
6 Nigel Mansell Williams/Honda 1’42.696
7 Riccardo Patrese Brabham/BMW 1’43.348
8 René Arnoux Ligier/Renault 1’43.693
9 Teo Fabi Benetton/BMW 1’44.001
10 Michele Alboreto Ferrari 1’44.308
11 Stefan Johansson Ferrari 1’44.346
12 Johnny Dumfries Lotus/Renault 1’44.768
13 Patrick Tambay Lola/Ford 1’44.979
14 Philippe Alliot Ligier/Renault 1’45.047
15 Martin Brundle Tyrrell/Renault 1’45.432
16 Jonathan Palmer Zakspeed 1’45.887
17 Christian Danner Arrows/BMW 1’46.355
18 Philippe Streiff Tyrrell/Renault 1’47.371
19 Alan Jones Lola/Ford 1’47.518
20 Derek Warwick Brabham/BMW 1’48.206
21 Thierry Boutsen Arrows/BMW 1’49.240
22 Alessandro Nannini Minardi/Motori Moderni 1’49.369
23 Andrea de Cesaris Minardi/Motori Moderni 1’50.066
24 Huub Rothengatter Zakspeed 1’50.918
25 Piercarlo Ghinzani Osella/Alfa Romeo 1’56.468
26 Allen Berg Osella/Alfa Romeo 1’56.959

Com Velocidade e inteligência Piquet conquista a 2ªvitória na temporada e se aproxima da luta pelo Tricampeonato.

Se Tem uma pista capaz de ser a Indianápolis da Formula 1 essa pista era sem duvida o circuito de Hockenheim, Local da 10ºetapa do mundial de formula 1. No Circuito Alemão a festa dos treinos foi da Mclaren-Porsche que largavam na primeira fila com Rosberg na pole position e em segundo Alain Prost, na segunda fila tínhamos Senna com a Lotus e Berger com a Benetton, na terceira fila a Dupla da Williams com Nelson Piquet em 5º e Nigel Mansell em 6º. Rosberg que anunciava sua aposentadoria após a temporada de 1986 no circuito alemão. Nos extremos do Grid a Osella ficava com as 2 últimas posições tomando 15 segundos de Rosberg.

Na largada, A dupla da Mclaren não larga bem e Senna se aproveita disso e de 3º passou para a ponta com Berger seguindo ele, com isso os dois se deram bem e assumiram primeira e segunda posições. chegou-se a ter um toque entre Senna sobre a roda de Alain Prost, Logo na primeira curva confusão envolvendo os carros de Alliot e Johansson que atingiram a Fabi que teve de deixar a corrida na primeira volta.

Alliot e Johansson tiveram de ir aos boxes para reparar os seus carros. No final da primeira volta a Liderança era de Senna, 2º Berger, 3ºRosberg, 4ºPiquet, 5ºProst, 6ºMansell. Berger tenta pressionar Senna na região do estádio. Só que na segunda reta Rosberg passou a Senna e Berger de uma vez e assumiu a ponta da corrida, Senna e Berger já sofria a pressão de Piquet.

Piquet passou Berger no começo da volta 3 e já partia para cima de Senna e na 3ªreta de Hockenhein passou Senna e assumiu a 2ºposição, enquanto isso Phillipe Alliot que substituía Jacques Laffite que sofreu grave acidente em Brands Hatch. Prost começou a aparecer na corrida, já estava em 4ºlugar, Berger estava caindo muito, perdendo posições de forma muito rápida, após a 4ªvolta estava em 6ºlugar.

Classificação após 4 voltas: Rosberg 7:36.025, 2.Piquet a 1.729, 3.Senna a 5.724, 4ºProst a 6.104, 5.Mansell a 7.121 e 6.Berger a 7.588.

Rosberg e Piquet já brigavam pela ponta da corrida enquanto isso Prost passava Senna e assumia o 3ºlugar. Enquanto isso,  Senna tinha muitas dificuldades de acompanhar o ritmo de Mclaren e Williams, enquanto isso Berger foi para os boxes, Com problemas, O Austríaco e acabou perdendo muito tempo para colocar Berger de volta a corrida. Na 6ªvolta no final da 3ªReta, Piquet assumiu a ponta da corrida. Mansell que se esperava que iria para cima de Senna começava a ficar com problemas e ficando mais para Alboreto e Arnoux que estavam logo atrás de Mansell.

Classificação após 6 Voltas: Piquet a 11:21,447, Rosberg a 0.621, Prost a 5.513, Senna a 7.078, Mansell a 8.727, Alboreto a 9.074.
Alboreto que vinha em 6ºlugar teve problemas de transmissão e deixou a corrida com a sua Ferrari deixando a 6ªposição para Rene Arnoux. Mansell que tinha perdido posição para Arnoux e Alboreto recuperou o 6ºlugar. Berger depois de 2 voltas voltou a corrida. Phillip Streiff explodiu seu motor de seu Tyrrell-Renault e deixou a corrida, Reginaldo Leme falou quando viu o carro de Streiff pegando fogo a Frase “Vai queimar a câmera” Já que a Câmera especial estava nele para filmar ele onboard.

Enquanto isso Piquet mantia a ponta com Rosberg em 2º andando perto, Prost em 3ºcom alguma vantagem para Senna que segurava o 4ºlugar com mais tranquilidade em cima de Arnoux em 5º e Mansell em 6º com Dumfries em 7º, Warwick que de 20ºlugar na largada já tava em 8º, Jones em 9º e Patrese em 10º.

Na 10ªVolta, A primeira Osella acabou quebrando com problemas de embreagem, Thierry Boutsen que largou em 21ºlugar, Um Mecânico falou dos problemas da Arrows, que tinha um chassi ruim e do projetista esta passeando nos Estados Unidos e que poderia até nem voltar para a Arrows. Boutsen teve de ir aos boxes, mostras de que ele não duraria muito na corrida.

Após 12 voltas a Classificação era: Piquet, Rosberg, Prost, Senna, Arnoux e Mansell são os 6 primeiros colocados. Phillipe Alliot deixava a corrida com problemas de motor na volta 13. Enquanto isso Derek Warwick foi para os boxes para trocar os pneus. Boutsen deixou a corrida na volta 14, seu carro acabou quebrando o motor.

O grande lance da corrida foi esse: na volta 15, Piquet vai para os boxes. E ai vem uma historia do GP da Alemanha. Piquet tinha a comunicação entre a equipe e o Mansell, e parou na volta programada para Mansell, tanto é que um mecânico da Williams acabou reclamando na hora que viu Piquet nos boxes ao invés do Mansell. Piquet voltou em 4ºlugar. Com isso Rosberg reassumiu a ponta da corrida com Prost em 2º e Senna em 3º.

Rosberg começava a pegar o fundo do pelotão para dar uma volta nos primeiros retardatários. Classificação após 16 voltas: Rosberg 30:02.050, Prost a 3.965, Senna a 11.230, Piquet a 18.513, Arnoux a 23.236 e Mansell a 30.289. A Expectativa era pela parada dos dois carros da Mclaren e da Lotus de Senna, Mansell foi para os boxes e após parada voltou em 7ºlugar.

Dumfries que estava nos boxes para trocar os pneus após esta fazendo boa corrida em 8ºlugar acabou tendo seu carro empurrado para os boxes. Aparentemente com problemas no Radiador, a história que o Reginaldo Leme Contou na transmissão foi que a Equipe empurrou Dumfries por que ele poderia atrapalhar a parada do Ayrton Senna que era de forma escancarada o primeiro piloto da Lotus.

Piquet com os pneus novos estava voando baixo para cima de Ayrton Senna enquanto isso Rosberg foi para os boxes, e a Mclaren trabalhou muito bem fazendo 7.48 segundos, Rene Arnoux também fez sua parada nos boxes.

Classificação após 20 voltas: Prost, Senna, Piquet, Rosberg, Patrese, Mansell. Piquet passou Senna e reassumiu a 2ªposição que se tornaria primeiro lugar após a parada de Prost que teve a Mclaren trabalhando em 8 segundos na sua parada. Na votla 20 Piquet fez 1:49.757, a melhor volta da corrida – Média de 222.940 km/h (138.520 Mph). Senna foi para os boxes, foi o último dos lideres a parar nos boxes, a Lotus trocou os pneus de Senna em 8.98 segundos, Boa parada, mas longe de ser como a parada de Rosberg que foi de 7.46 segundos. Já para as Minardi de Nannini e De Cesaris a corrida acabava na metade da corrida, Nannini teve superaquecimento e deixou a corrida na volta 21, De Cesaris na volta 22 com problemas de Câmbio.

Riccardo Patrese que vinha bem na corrida, em 7ºlugar teve problemas com o Turbo da sua Brabham e também abandonava a corrida, após 22 voltas tínhamos 16 pilotos vivos na corrida dos 26 que largaram, tirando Fabi, nenhum deles tinha deixado a corrida por acidente. Piquet tinha uma boa vantagem em cima de Rosberg que manteria-se na frente de Prost com tranquilidade que também nadava tranquilo já que Senna estava longe de Prost em 4ºlugar. A Briga da corrida era entre Arnoux e Mansell pelo 5ºlugar.

Classificação após 23 voltas: Piquet 43:15.779, Rosberg a 5.606, Prost a 18.217, Senna a 26.204, Arnoux a 45.938, Mansell a 46.995. Warwick estava em 7º, Jones em 8º, Tambay em 9º e Danner em 10º.

Na Volta 24, Rosberg faz a volta mais rápida da corrida 1:49.705, Média de 223.045 Km/h – 138.594 Mph) a diferença entre Piquet e Rosberg caia para 5 segundos, o Rendimento da Mclaren de Rosberg era espetacular. Classificação após 25 voltas: Piquet 46:55.627, Rosberg a 5.015, Prost a 19.212, Senna a 27.470, Arnoux a 49.150, e Mansell a 49.835.

Na Volta 26, Piquet decide ir para os boxes para uma segunda troca de pneus, 7.98 foi o tempo que a Williams demorou em sua parada. Com isso Rosberg assumia a ponta com Prost em segundo, Mas agora Piquet tinha a vantagem de ter pneus novos enquanto os pilotos da Mclaren tinham que administrar pneus gastos de pelo menos umas 8 a 10 voltas.
Piquet começava a se aproximar de Alain Prost enquanto isso Rosberg liderava com muita tranquilidade o GP da Alemanha após 29 voltas. Com 15 voltas para o Final da corrida era bem possível que Piquet ainda tentasse a vitória.

Prost já sentia a pressão de Piquet no final da volta 30, Com muito mais pneu que Prost o brasileiro só esperou o momento certo para passar Prost no final da 3ªreta e assumir a 2ªposição. Enquanto isso Mansell fazia sua segunda parada nos boxes. Para Piquet era partir para cima de Rosberg. A Diferença de Rosberg e Piquet era de 11 segundos, distância possível de se tirar em 13 voltas.

Depois da volta 33, Piquet tirava muito a distância e cima de Rosberg. A diferença já estava em 8 segundos apenas, e depois da volta 34 a diferença estava em 6 segundos. Senna também tirava a distância para Prost pela disputa pelo 3ºlugar. Para Martin Brundle a corrida acabava com problemas elétricos, ele já vinha mal na corrida, lá pelos últimos lugares. Enquanto isso na volta 34 Piquet fazia a melhor volta da corrida com 1:47.721 – Média 227.153 Km/h (141.147 Mph).

Piquet definitivamente chegava em Rosberg, na volta 36 Piquet já tinha Rosberg na sua alça de mira com 8 voltas para o GP da Alemanha terminar. Classificação após 36 voltas: Rosberg 1:07.17.979, Piquet a 2.669, Prost a 10.454, Senna a 17.745, Arnoux a 54.464 e Mansell a 1:01.657.

Na Volta 38, Piquet encosta de vez em Rosberg, mas nessa volta Rosberg escapou, Mas na volta 39 Piquet passar por fora pra cima de Rosberg e assumiu a liderança da corrida, uma fantástica ultrapassagem que lhe valeu a primeira posição. Rosberg não desistia da vitória, Senna se aproximava mais e mais de Prost na briga pelo 3ºlugar e pelo pódio. Algo que ele não consegue por causa de rodada na França e de um problema elétrico na Inglaterra.

Mansell também se valendo dos pneus novos ultrapassou Arnoux e assumiu a 5ªposição, Restando 4 voltas para o Final ainda tinha uma briga pela vitória, Rosberg não desistia dessa briga A Zakspeed de Palmer com problemas de motor e Rothengatter e Dannetcom problemas em seu Câmbio abandonaram a corrida. Senna vinha tirando mais e mais em cima de Prost.

A 2 voltas do Final, O fantasma do combustível assombrava a todos. Piquet na última volta ira de um lado para o outro para buscar combustível. para o piloto da Williams, o combustível não foi problema. Com isso e depois de uma grande atuação de Piquet o Brasileiro conquista a 2ªvitória no ano e entrava na briga pelo título. Senna no final teve de balançar para cruzar a linha de chegada em 2ºlugar. A Lotus tinha crônicos problemas de Consumo de Combustível.

Na volta final o fantasma do combustível foi terrível com os dois pilotos da Mclaren, na 1ªparte da última volta Rosberg ficou sem combustível depois de errar a Chicane e nos metros finais Prost acabou sem combustível e proporcionou uma cena história, empurrando o seu carro para tentar cruzar a linha de chegada. Não deu, Prost desistiu por sorte a Mclaren ainda ficaram com o 5º e 6ºlugares. Mansell terminou em 3º e Arnoux em 4º que ganharam as posições dos dois Mclaren.

Corrida fantástica que foi proporcionada pelas longas retas de Hockenheim, e que hoje não passa de uma pista comum e sem graça nenhuma, agradecemos a Hermann Tilke por isso (Mode ironic on).

Resultado final do GP da Alemanha de 1986

Fotos:

View post on imgur.com

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap
Texto: Deivison da Conceição da Silva