Suzuki resiste aos ataques dos adversários e conquista primeira vitória no ano

Após 3 poles seguidas, finalmente Tatsuki Suzuki traduz seu domínio nas classificações com uma corrida sensacional de resistência aos seus adversários, conquistando sua primeira vitória em 2020 e a segunda da sua carreira na etapa de Andalucia do Mundial de Motovelocidade.

O Japonês largou muito bem e se firmou na liderança, Gabriel Rodrigo passou para a segunda posição, mas foi por pouco tempo, Ogura recuperou a posição na segunda curva. No final da primeira volta, Rodrigo superou Ogura e passou a ser o segundo e Arenas passou Raul Fernandez para ser o 4ºColocado.

Na reta oposta, Fernandez foi com tudo para ganhar a ponta, mas Suzuki recuperou curvas depois. Essas manobras do Japonês da equipe de Paolo Simoncelli seriam uma constante nas 22 voltas da corrida. Darryn Binder chamava atenção na largada, pulou da 25ªPosição e já estava na 8ªposição.

A disputa entre Suzuki e Rodrigo durou até o começo da 5ªvolta, quando Arbolino passou Rodrigo e passou para a segunda posição, mas essa briga não teria fim, os foi brigariam por essa posição.

Na 7ªVolta, Fernandez acabou subindo para a liderança, que durou poucas curvas já que Tatsuki Suzuki novamente na curva 9 recuperava a ponta. Essa curva seria o grande trunfo do piloto de Paolo Simoncelli a prova inteira.

Ao começar a 8ªVolta, Jaume Masia derrubou Ai Ogura. Os dois acabaram tentando voltar, mas sem chances de um bom resultado. Na volta seguinte, Gabriel Rodrigo volta a 2ªposição e volta a disputar a ponta com Suzuki. O Argentino passa pela segunda vez o japonês e pela segunda vez o Japonês volta a ponta na curva 9. Além dos dois primeiros, Fernandez, McPhee, Arenas, Arbolino, Binder, Onçu, Vietti e Alcoba formavam o primeiro pelotão. O Segundo pelotão era liderado pelo Toba, seguido de Yamanaka e Fenati que vinham disputando posição.

A partir da metade da prova, John McPhee começa a aparecer na disputa, o escocês supera Rodrigo e passa a ser o segundo colocado, enquanto que Tony Arbolino começou a perder rendimento e ficou para trás.

A 8 voltas do final, Albert Arenas foi para o chão e abandonou a corrida. Foi à queda mais forte da corrida. A sorte do espanhol é que continuaria líder do campeonato em qualquer tipo de resultado. Voltas depois, Rodrigo tem um pequeno desequilíbrio e isso faz com que ele é Binder percam um pouco de tempo. Com isso, Suzuki abriu uma pequena vantagem sobre os dois, mas a menos de 3 voltas para o final, Rodrigo voltou a atacar Suzuki, mas é superado pelo sul-africano Darryn Binder que poderia fazer uma corrida épica após largar da última posição.

Jeremy Alcoba foi punido e tinha que passar pela volta longa. A duas voltas para o final, Suzuki vinha na frente, com Binder na sua cola seguido de McPhee, Rodrigo, Vietti e Alcoba. Raul Fernandez em 7º ficou para trás.

McPhee e Binder disputaram a segunda posição. Na volta final, Binder acaba levando um xis do Escocês e acaba perdendo posição para Vietti e Alcoba (Caindo para a 5ªposição).

McPhee tenta um ataque final de Tatsuki Suzuki que consegue segurar a pressão e acaba vencendo pela primeira vez na Moto 3, Finalmente concretizando seu domínio nas classificações em vitória no domingo. John McPhee terminou a prova na segunda posições, crescendo na hora certa. Completou o pódio o regular Celestino Vietti da VR46.

Jeremy Alcoba por não cumprir a punição da volta rápida acabou perdendo 3 posições por causa dos 3 segundos acrescidos ao seu tempo de corrida, O piloto perdeu posições para Darryn Binder, numa corrida sensacional de recuperação do piloto da CIP, ganhando 21 posições em 22 voltas, para Gabriel Rodrigo que perdeu terreno na reta final de corrida e Raul Fernandez conseguiu ainda salvar a 6ªposição. Mesmo assim, foi um bom desempenho do piloto mais inexperiente da Gresini.

Sergio Garcia e Ryusei Yamanaka fizeram boas corridas pela Estrella Galícia e colocaram suas motos em 8º e 9ºlugares. Tony Arbolino em final decepcionante fechou os 10 primeiros colocados.

Fotos:

Resultado Final do GP de Andalucia
3ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
124 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra CorseHonda NSF250RW39’18.861
217 John McPhee Petronas Sprinta RacingHonda NSF250RWa 0.064
313 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46KTM RC250GPa 0.134
440 Darryn Binder CIP Green PowerKTM RC250GPa 0.628
52 Gabriel Rodrigo Kömmerling Gresini Moto3Honda NSF250RWa 0.817
625 Raúl Fernández Red Bull KTM AjoKTM RC250GPa 2.742
752 Jeremy Alcoba Kömmerling Gresini Moto3Honda NSF250RWa 3.315
811 Sergio García Estrella Galicia 0,0Honda NSF250RWa 4.853
96 Ryusei Yamanaka Estrella Galicia 0,0Honda NSF250RWa 4.887
1014 Tony Arbolino Rivacold Snipers TeamHonda NSF250RWa 4.988
1127 Kaito Toba Red Bull KTM AjoKTM RC250GPa 5.301
1255 Romano Fenati Sterilgarda Max Racing TeamHusqvarna FR250GPa 5.603
1399 Carlos Tatay Reale Avintia RacingKTM RC250GPa 6.783
1482 Stefano Nepa Aspar TeamKTM RC250GPa 7.729
1523 Niccolò Antonelli SIC58 Squadra CorseHonda NSF250RWa 7.776
1692 Yuki Kunii Honda Team AsiaHonda NSF250RWa 17.641
1770 Barry Baltus CarXpert Prüstel GPKTM RC250GPa 17.416
1873 Maximilian Kofler CIP Green PowerKTM RC250GPa 20.821
1950 Jason Dupasquier CarXpert Prüstel GPKTM RC250GPa 20.833
2089 Khairul Idham Pawi Petronas Sprinta RacingHonda NSF250RWa 22.445
2154 Riccardo Rossi BOE Skull Rider Facile EnergyKTM RC250GPa 22.500
2216 Andrea Migno SKY Racing Team VR46KTM RC250GPa 34.688
9 Davide Pizzoli BOE Skull Rider Facile EnergyKTM RC250GPa 2 voltas
7 Dennis Foggia Leopard RacingHonda NSF250RWa 3 voltas
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Tech 3KTM RC250GPa 4 voltas
71 Ayumu Sasaki Red Bull KTM Tech 3KTM RC250GPa 6 voltas
5 Jaume Masiá Leopard RacingHonda NSF250RWa 7 voltas
75 Albert Arenas Aspar TeamKTM RC250GPa 8 voltas
79 Ai Ogura Honda Team AsiaHonda NSF250RWa 8 voltas
12 Filip Salač Rivacold Snipers TeamHonda NSF250RWa 14 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Arenas espanta fase ruim e vence na Tailândia

Apesar de ser um pouco com certo talento e promissor, Albert Arenas da equipe Angel Nieto não vinha tendo uma boa temporada. Porém, tudo mudou na prova de domingo da categoria inicial do Mundial de Motovelocidade. O piloto conquistou a vitória em cima de Lorenzo Dalla Porta. O líder do campeonato não arriscou no final da prova, Acabou se contentando com o segundo lugar, ainda mais por causa da queda de Aron Canet, Provocada pela impudência do sul-africano Darryn Binder.

Na largada, Vietti não vai bem e deixa a liderança para Marcos Ramirez, que pula bem na largada. Com Albert Arenas em 2º, Alonso Lopes, Celestino Vietti e Tony Arbolino nas 5 primeiras posições. Na segunda volta, Ramirez foi atacado por seus adversários e apesar disso, Ele se segurou na liderança, A se destacar o belo começo de corrida de José García, O substituto de Romano Fenati vinha nas 10 primeiras posições.

No final da 4ªVolta, Tatsuki Suzuki aparece na liderança, Com Arbolino, Arenas, Dalla Porta e Ramirez que acabou ficando um pouco mais para trás. O líder do campeonato, Lorenzo Dalla Porta passou Suzuki e assumiu a liderança, Mas Suzuki deu o troco e Dalla Porta acabou recuando muito, Caindo para o 7ºlugar, Logo atrás vinha o Vice-líder do campeonato Aron Canet.

Porém, Tudo muda a favor de Dalla Porta, No final da 8ªVolta, O Sul-africano Darryn Binder, que vinha fazendo uma brilhante corrida (depois de largar em 26ªposição) acabou de forma impudente batendo em Aron Canet, O Espanhol acabou caindo e derrubando John McPhee. Além disso, Binder toca em Suzuki. (O Japonês também caiu) Isso deveria render uma punição grande para o piloto da CIP, E foi isso que aconteceu. Voltas depois, O Sul-Africano foi obrigado a ir aos boxes e passar a 60 km por hora. Isso matou a corrida do irmão de Brad Binder, Mas nada poderia devolver a chance de Canet voltar à disputa.

Dalla Porta agradeceu, Agora ele poderia voltar a abrir vantagem no campeonato. Porém, Dalla Porta teria uma briga dura com o Espanhol Albert Arenas, Um piloto que pouco fez na temporada de 2019. No final da 10ªVolta, O piloto da Angel Nieto passa a liderar a prova, Mas na reta, Dalla Porta retornou a ponta. Juntamente dos dois, Tony Arbolino brigava pela vitória, Mas ele teve problema com sua mão e acabou perdendo várias posições.

Dalla Porta poderia abrir 27 pontos de vantagem caso vencesse, Mas Arenas e Ramirez vinha perto do italiano e dispostos a vencer. Principalmente Arenas, que não tinha nada a perder no campeonato. Ainda vinha um pouco mais atrás o inexperiente e inconsistente Alonso Lopez. Andrea Migno em 5º vinha crescendo muito com a moto da Mugen (WWR), Vietti que começou muito mal, mas se recuperava, Sasaki, Jose Garcia, Foggia e Toba completavam os 10 primeiros. A 7 voltas do final, Sasaki da Petronas caiu e abandonou a prova.

Alonso Lopes em busca do primeiro pódio, acabou saindo da pista por 3 vezes e acabou sendo advertido.  O piloto da Estrella Galícia vinha muito empolgado e até de certo modo afobado para tentar subir ao pódio pela primeira vez na carreira. Com tudo isso, Lopez foi superado por Arenas, Um piloto bem mais experiente que passou ao 2ºlugar, Logo atrás do Dalla Porta. A menos de 5 voltas do final, Arenas foi com tudo para cima do líder do campeonato. Na Volta seguinte, Jose Garcia após uma bela corrida, Acabou indo para o chão e deixou a prova.

A disputa entre Dalla Porta, Arenas e Alonso Lopez durou até a última volta da prova. Mas atrás, Andrea Migno de maneira precipitada, acabou indo para o chão na curva 1 e levou com ele o Japonês Ai Ogura. Ambos ficaram de fora da disputa.

Dalla Porta precisava ficar calmo e preservar sua corrida, Na curva 5, Alonso Lopes superou Dalla Porta e assumiu a liderança. Parecia que a vitória iria ficar com o piloto da Estrella Galícia, Mas o piloto da Estrella Galícia pagou por ter ido para fora da pista, Arenas se aproveitou e assumiu a liderança com o líder do campeonato em 2º.

Na última curva, Dalla Porta chegou a passar Arenas, Mas o piloto Italiano não forçou a barra para ficar com a Vitória, Em nome do campeonato, ele tira um pouco o pé e deixa a vitória para Albert Arenas. Foi a 3ªVitória da carreira do piloto da Angel Nieto e a primeira vitória na temporada.

Lorenzo Dalla Porta acabou fazendo uma bela corrida, E só não venceu por que pensou no campeonato. O 2ºlugar faz ele abrir 22 pontos em cima de Aron Canet, A 4 provas do final do campeonato e com 100 pontos em jogo, o piloto da Leopard Racing pode ser 2ºlugar nas 4 provas finais que ele garante o campeonato, independente dos resultados de Aron Canet. O Espanhol Alonso Lopes, Pela primeira vez o piloto da Estrella Galícia subiu ao pódio na Moto 3 na sua 33ºGP da carreira. Uma bela corrida do piloto de 17 anos.

Marcos Ramirez ficou em 4ºlugar. A Leopard Racing que teve um desempenho horrível em Aragón acabou tendo um belo desempenho em Burinam. Os Italianos Dennis Foggia e Celestino Vietti da VR46 ficaram em 5º e 6ºlugares. Infelizmente para o 6ºcolocado, Ele não fez uma boa corrida no começo da prova, Caindo da pole para o 13ºlugar.

Kaito Toba voltou a pontuar após 9 corridas zerado (Com muitas quedas nesse meio tempo) e terminou o dia em 7ºlugar. , Stefano Nepa da Avintia, Raul Fernandez da Angel Nieto e Tony Arbolino da Snipers completaram os 10 primeiros colocados. Arbolino fez uma prova de muito sacrifício por causa da sua mão, O piloto da Snipers, continua na disputa pelo título. A próxima corrida da temporada acontece no Japão, No circuito de Motegi daqui a 2 semanas.

Fotos:

Resultado final do GP da Tailândia – Moto 3

pospilotoequipemotoTempo
175Albert ArenasGaviota Angel Nieto TeamKTM38’09.383
248Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHondaa 0.231
321Alonso LópezEstrella Galicia 0,0Hondaa 0.322
442Marcos RamírezLeopard RacingHondaa 0.459
57Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTMa 0.666
613Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 1.166
727Kaito TobaHonda Team AsiaHondaa 1.228
882Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTMa 6.971
925Raúl FernándezGaviota Angel Nieto TeamKTMa 9.095
1014Tony ArbolinoVNE SnipersHondaa 9.145
1112Filip SalacRedox PruestelGPKTMa 9.629
1284Jakub Kornfeil*Redox PruestelGPKTMa 9.559
1354Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Hondaa 11.174
1411Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 14.024
1576Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 21.043
1632Davide PizzoliMugen RaceKTMa 23.306
173Kevin ZannoniSIC58 Squadra CorseHondaa 23.777
1822Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 23.866
1953Deniz ÖncüRed Bull KTM AjoKTMa 55.804
2040Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 1’05.873
2116Andrea MignoMugen RaceKTMa 3’25.084
x79Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 1 Volta
x69Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTMa 1 Volta
x10José GarcíaVNE SnipersHondaa 1 Volta
x71Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHondaa 4 Voltas
x44Aròn CanetSterilgarda Max Racing TeamKTMa 7 Voltas
x24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 13 Voltas
x17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 15 Voltas

*Kornfeil acabou punido depois da corrida com 3 segundos de acresimo no tempo final de corrida.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3: Arbolino conquista vitória em Assen e se torna o primeiro a obter 2 vitórias em 2019

Classificação no Sábado: No Q1, Os dois pilotos da Leopard foram os primeiros a entrarem na pista para realizarem suas voltas na Repescagem, Depois vieram os outros. Os pilotos da equipe de Luxemburgo tentam se puxar um ao outro. Quando todos completaram suas 1ªtentativas, O espanhol Alonso Lopez assumiu a liderança com 1:41.996. Seguido de Arenas, Dalla Porta, Masia, Migno e Ramirez.

O Escocês John Mcphee foi para o chão faltando 8 minutos e 30 segundos para o final do Q1. Enquanto que Jaume Masia subiu para o segundo lugar, Não ficou satisfeito com a volta e foi para uma nova volta. Tinha tudo para o Espanhol passar a liderança, Mas foi atrapalhado na parte final da volta e acabou perdendo essa chance. A 6 minutos do final, Andrea Migno e Filip Salac subiram para o 5º e 6ºlugares. Os Classificados nesse momento eram: Lopez, Masia, Arenas e Dalla Porta.

Os pilotos foram todos para os boxes. Após 3 minutos, Todo mundo foi para a pista lutar por um espaço para entrar entre os 4 primeiros. Ramirez, Can Oncu e Darryn Binder vieram com parciais vermelhas. O vencedor do GP da Catalunha marcou 1:41.943 e passou a liderança do Q1 e Can Oncu que vem começando a melhorar seu desempenho em sua temporada de estreia marcou 1:42.027. Já Binder errou no final e acabou ficando em 7ºlugar.

Lorenzo Dalla Porta em sua última volta acabou marcando o melhor tempo, com 1:41.652 levando a Leopard a classificar seus dois pilotos ao Q2, Junto deles classificaram Alonso Lopez da Estrella Galícia e Can Oncu da Red Bull KTM. Jaume Masia acabou ficando de fora da Fase final e vai largar em 19ºlugar. Alguns pilotos foram punidos por condução perigosa, Entre eles o Inglês Tony Booth-Amos que vai largar da última posição.

Classificação do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
148Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHonda1’41.652
242Marcos RamirezLeopard RacingHonda1’41.943
321Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Honda1’41.996
461Can OncuRed Bull KTM AjoKTM1’42.027
55Jaume MasiaBester Capital DubaiKTM1’42.081
675Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’42.121
716Andrea MignoBester Capital DubaiKTM1’42.289
817John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’42.455
97Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTM1’42.465
1076Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’42.535
1140Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’42.536
1212Filip SalacRedox PruestelGPKTM1’42.622
1382Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTM1’43.663
1469Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTM1’43.680
1518Ryan van de LagemaatQnium RacingKTM1’45.096
1654Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Honda1’45.611

De Cara no Q2, não teve nenhum piloto a entrar na pista, Os primeiros a saírem para a pista foram Can Oncu e Jakub Kornfeil a 14 minutos do final, Aos poucos os outros pilotos foram para a pista. Com 3 minutos de classificação apenas Lopez, Garcia, Masaki e Suzuki não tinham ido para a pista, A 11 minutos do final, Eles foram para a pista buscarem seus tempos.

Enquanto esses 4 entravam para a pista agora, Kornfeil terminava sua volta marcando 1:42.646, Quase 1 segundo mais rápido que o piloto turco a 10 minutos do final. 1 Minuto depois, Tivemos 2 mudanças na liderança em poucos segundos: Primeiro com Aron Canet e depois com o Japonês Kaito Toba (Com sua moto com a pintura da Honda nos anos 60, em homenagem a primeira vitória da equipe no Mundial de Motovelocidade) passaram a liderança.

A 7 minutos e 20 segundos do final, Marcos Ramirez na volta seguinte passou para a liderança com 1:42.216 superando Toba. Lorenzo Dalla Porta completava a primeira fila. Na segunda Fila iriam largar Ai Ogura, Celestrino Vietti e Aron Canet.

Toba disposto a dar o troco foi para uma nova volta, E acabou marcando 1:41.376 voltando a liderança e seu compatriota Tatsuki Suzuki da SIC 58 passou a ser o segundo lugar com 1:41.924 e o Espanhol Raul Fernandez da Aspar Martinez passou ao 3ºlugar. Com 5 minutos para o final ficava bem difícil para o piloto da Asia Honda Team deixar de conquistar a pole position.

Os dois pilotos da Leopard foram para a pista tentarem tirar o Japonês da Pole position. O Espanhol Aron Canet também fez isso, Mas o líder do campeonato acabou fracassando a menos de um minuto do termino da Classificação. Quem melhorou seu tempo foi Jakub Kornfeil que marcou 1:41.742 passando para a 2ªposição.

Na última tentativa, Suzuki e Arbolino vinham com parciais vermelhas, Mas ambos não conseguiram melhorar. Quem conseguiu tirar Toba da pole position foi o Italiano Niccolò Antonelli. O piloto da SIC 58 vinha em uma apagada 17ªposição para marcar o tempo de 1:41.232 conquistando a pole position para a prova da Holanda. Com o Japonês Kaito Toba (Que certamente ficou frustrado por não ter ganhado a pole) e do Italiano Tony Arbolino da Snipers completando a primeira fila.

Na segunda fila largam Tatsuki Suzuki da SIC58, do italiano Celestino Vietti e de Ai Ogura do Japão. O Tcheco Jakub Kornfeil da PruestelGP abre a terceira fila. Lorenzo Dalla Porta da Leopard e Aron Canet da equipe de Max Biaggi estavam lado a lado em 8º e 9ºlugares, O Líder e o vice-líder do Mundial partem com Kornfeil, da 3ªFila. Gabriel Rodrigo largaria em 10º, Mas foi punido com 6 posições por causa de condução perigosa na pista.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
123Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’41.232
227Kaito TobaHonda Team AsiaHonda1’41.376
314Tony ArbolinoVNE SnipersHonda1’41.389
424Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’41.460
513Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’41.539
679Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’41.570
784Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTM1’41.742
848Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHonda1’41.905
944Aron CanetSterilgarda Max Racing TeamKTM1’41.919
1019Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1’41.972
1171Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHonda1’42.004
1225Raul FernandezSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’42.032
1342Marcos RamirezLeopard RacingHonda1’42.044
1455Romano FenatiVNE SnipersHonda1’42.148
1522Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’42.382
1611Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’42.428
1761Can OncuRed Bull KTM AjoKTM1’42.593
1821Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Honda1’44.718
195Jaume MasiaBester Capital DubaiKTM1’42.081
2075Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’42.121
2116Andrea MignoBester Capital DubaiKTM1’42.289
2217John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’42.455
237Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTM1’42.465
2476Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’42.535
2540Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’42.536
2612Filip SalacRedox PruestelGPKTM1’42.622
2782Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTM1’43.663
2869Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTM1’43.680
2918Ryan van de LagemaatQnium RacingKTM1’45.096
3054Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Honda1’45.611

Domingo de Sol para a largada da Moto 3 em Assen. Antonelli manteve a liderança e Tatsuki Suzuki passou do 4º para o 2ºlugar, Com Arbolino na sua cola. Tanto é que o piloto da Snipers na curva 6 passou o japonês da SIC58 e assumiu a 2ªposição. O Jovem Italiano vai a caça de Antonelli pela liderança e Toba passou Suzuki e assumiu a terceira posição.

Quem vinha muito bem era Jakub Kornfeil que tentou passar Toba e ganhar o terceiro lugar, Mas acabou não conseguindo e logo depois sendo superado por Romano Fenati que ganhou o 3ºlugar, No final da 3ªvolta, Toba passou Antonelli e passou a liderança da prova e Arbolino foi junto do piloto da Honda Asia Team e passou para o segundo lugar.

Toba tenta abrir uma pequena vantagem para Arbolino. No final da volta, Fenati chega a assumir a liderança, Mas o piloto da Honda recuperou a ponta na reta e Fenati recuou para o 4ºlugar. Essa disputa continua, Na 6ªVolta Fenati assumiu a liderança com Arbolino quase tomando posição do Toba, Logo atrás vinham mais de 20 pilotos acompanhando os líderes.

Fenati tenta abrir um pouco de vantagem para Toba e Arbolino, Mas na 7ªVolta o companheiro de Fenati passou na reta e subiu para a liderança. Essa liderança não durou muito, No final da volta, Arbolino passou Fenati e Suzuki e passou a liderança novamente. Lá atrás, Ayumi Sasaki acabou salvando sua moto de uma queda quase certa.

Na 10ªVolta, Toba voltou a liderança, Com Arbolino, Darryn Binder (Que largou do 25ºlugar para a 3ªposição), Fenati, Dalla Porta, Suzuki, Kornfeil, Arenas, Foggia e Masia nas 10 primeiras posições.

Toba começou a se defender de forma eficiente dos ataques de Arbolino e dos demais. A 10 voltas do final, Binder subiu para a segunda posição e Niccolò Antonelli é punido e teria de fazer a “Volta Longa” Ele caiu para a parte de Trás do Pelotão.

Na 13ªVolta, Dalla Porta assume a liderança e Toba acabou no susto passando reto pela chicane e caiu para o 9ºlugar. O piloto da Leopard vinha se beneficiando da corrida ruim de Aron Canet, O Espanhol vinha nos últimos lugares dos pontos e não parecia ter condições de subir na tabela de classificação.

Dalla Porta faz o que pode para manter a ponta, Mas tanto ele como Kornfeil foram engolidos pelos pilotos da Snipers que voltaram as 2 primeiras posições. Jaume Masia que começava a aparecer na corrida terminou com problemas na sua KTM e deixou a corrida, Sua situação no campeonato começava a se complicar.

Dalla Porta resiste na liderança, Enquanto que Toba levou ao Chão Tatsuki Suzuki, Celestino Vietti e Raul Fernandez. Todos eles deixaram a Corrida. Apesar de ser um piloto bem rápido, Falta consistência para o Japonês conquistar os resultados que ele precisa para entrar na disputa pelo título.

Jakub Kornfeil foi para cima de Dalla Porta e acabou assumindo a liderança e começou a abrir vantagem para todo mundo, Parecia que a prova estava definida a favor do piloto Tcheco, Mas os comissários de prova acabaram por punir ele com a Volta longa, Por ter levado vantagem na chicane onde ele cortou o caminho. Minha opinião: Eu achei injusta a punição, Se ele faz a trajetória normal ele iria para o chão após se chocar com uma moto.

Dalla Porta vinha chegando em Kornfeil levando com ele Tony Arbolino. O Piloto da PruestelGP fez voltas bem rápidas para abrir o bastante do pelotão para voltar ainda em 3ºlugar. A disputa pela vitória ficou entre o piloto da Leopard e o piloto da Snipers. Na volta final, Arbolino pressiona Dalla Porta e essa pressão acabou dando resultado e nas voltas finais Tony Arbolino passou para a liderança e conquistou a vitória em Assen, Se tornando o primeiro piloto a vencer pela segunda vez na temporada de 2019. O piloto da Snipers entra na disputa pelo título.

Lorenzo Dalla Porta apesar de perder a vitória saiu no lucro com o segundo lugar, O Vice-líder do campeonato tirou muita diferença que Canet tinha na liderança do campeonato. A Corrida de Canet foi muito ruim. Ficou em 12ºlugar em uma corrida bem apagada. Isso faz com que o Mundial de pilotos volte a ficar bem disputado. Jakub Kornfeil fez  seu melhor final de semana na Temporada e conquistou um merecidíssimo levando a PruestelGP a Primeiro pódio do ano.

Gabriel Rodrigo fez uma bela prova de recuperação e acabou em 4ºlugar com a moto da Gresini, Depois do Argentino aparece o Escocês John McPhee que lá de trás acabou terminando a corrida em 5ºlugar. O Japonê Ai Ogura ao contraio de Toba não teve velocidade, Mas teve cabeça para levar sua moto até o final da corrida em um digno 6ºlugar.

Marcos Ramirez fez uma prova discreta e levou a outra moto da Leopard para o 7ºlugar. Niccolò Antonelli acabou tendo sua corrida muito prejudicado pela punição da Volta longa e acabou ficando em 8ºlugar, Frustrante após ter largado da pole position. Dennis Foggia e Alonso Lopez completaram os 10 primeiros colocados.

Romano Fenati apesar do bom desempenho acabou em uma posição muito abaixo do esperado, Chegando em 11ºlugar a Frente de Aron Canet. Mazaki, Salac e Garcia completaram a zona de pontuação. Semana que vem teremos a etapa da Alemanha do Mundial de Motovelocidade.

Fotos:

Resultado final da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto 3 – GP da Holanda

posPilotoEquipeMotoTempo
114Tony ArbolinoVNE SnipersHonda38’03.113
248Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHondaa 0.045
384Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTMa 1.562
419Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 2.158
517John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 2.201
679Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 2.264
742Marcos RamirezLeopard RacingHondaa 2.436
823Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 2.580
97Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTMa 2.758
1021Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Hondaa 2.900
1155Romano FenatiVNE SnipersHondaa 2.916
1244Aron CanetSterilgarda Max Racing TeamKTMa 3.081
1322Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 3.267
1412Filip SalacRedox PruestelGPKTMa 3.737
1511Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 12.705
1661Can OncuRed Bull KTM AjoKTMa 12.796
1771Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHondaa 12.800
1876Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 12.894
1916Andrea MignoBester Capital DubaiKTMa 33.346
2082Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTMa 36.069
2154Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Hondaa 51.064
2218Ryan van de LagemaatQnium RacingKTMa 1’32.359
2369Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTMa 1’48.509
x40Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 4 Voltas
x13Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 5 Voltas
x25Raul FernandezSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 5 Voltas
x27Kaito TobaHonda Team AsiaHondaa 5 Voltas
x24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 6 Voltas
x75Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 7 Voltas
x5Jaume MasiaBester Capital DubaiKTMa 7 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Jorge Martin tem final de semana impecável em Mugello, Com Pole no Sábado e Vitória em disputa ferrenha com Bezzecchi e Di Giannantonio

Classificação da Moto 3: Martin marca a 4 pole em 6 corridas

De Começo, Fabio di Giannatonio começou na frente. O piloto da Gresini disposto a dar uma resposta a injusta punição do GP da França que lhe tirou a vitória. Foram 2 grandes voltas sendo o tempo de 1:56.905 a melhor volta nos primeiros 10 minutos.

Após os primeiros 15 minutos de treinamento, Jorge Martin entrou na pista para fazer sua segunda tentativa. O piloto Espanhol marcou 1:56.685, Assumindo a liderança da classificação.

A 20 minutos do final, Marco Bezzecchi entrou na disputa e marcou o segundo tempo. Na volta seguinte o piloto da PruestelGP partiu para tentar a pole. Mas foi Tatsuki Suzuki com 1:56,824 que acabou tomando a 2ªposição do líder do campeonato. Nessa altura do campeonato, Fabio Di Giannatonio já caia para o 4ºlugar. E ele já não conseguia melhorar a sua marca.

Aron Canet decepcionava com o 14ºlugar. Marcus Ramirez mais ainda com o 25ºlugar e Albert Arenas que ganhou a etapa na França vinha em um modesto 15ºlugar.

Nós últimos minutos Canet e Di Giannantonio entre outros pilotos tentaram melhorar seu grid. A pole era caso perdido, Principalmente quando Martin melhorou seu tempo para 1:56.634, A 4ªpole da temporada estava garantido. Com Tatsuki Suzuki largando na segunda posição. A primeira fila foi completada pelo Japonês Ayumi Sasaki que marcou seu tempo no final do treino com sua moto da Equipe Petronas.

A Segunda fila ficou com o Espanhol Aron Canet com a moto da Estrella Galicia, Marco Bezzecchi com a KTM da PruestelGP e Fabio di Giannatonio com a moto da Gresini.

Niccolò Antonelli abre a fila de número 3 com sua Honda da SIC58 Squadra Corse, Adam Norrodin da Petronas e o Espanhol Marcos Ramirez com a moto da Bester Capital Dubai em 9ºlugar. Kaito Toba e Kazuki Mazaki confirmam o bom momento do Japão na Moto 3 com o 10º e 11ºlugares no Grid.

Grid de largada – GP da Itália
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – Mugello

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’56.634
2 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’56.824
3 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’56.844
4 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’56.858
5 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’56.875
6 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’56.905
7 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’56.937
8 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’56.993
9 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’57.087
10 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’57.266
11 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’57.306
12 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’57.358
13 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’57.366
14 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’57.463
15 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’57.513
16 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’57.542
17 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’57.572
18 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’57.589
19 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’57.606
20 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’57.637
21 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’57.678
22 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’57.745
23 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1’57.779
24 96 Manuel Pagliani Leopard Junior Team Honda 1’57.863
25 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’58.181
26 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’58.319
27 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’58.458
28 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’58.578
29 81 Stefano Nepa NRT Junior Team KTM 1’59.143
30 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 1’59.711

Domingo de Sol em Mugello, Um dia lindo de sol para 30 pilotos disputarem as 20 voltas da 6ªEtapa da Moto 3.

Martin largou muito bem, Manteve a liderança. Marco Bezzecchi subiu do 5º para o 2ºlugar, Ayumi Sasaki, Tatsuki Suzuki e Fabio di Giannantonio completando os 5 primeiros colocados. Logo de começo da prova, Di Giannatonio foi para cima dos 2 japoneses. Em 1 volta e meia o Italiano já estava em 3ºlugar, Na volta seguinte o piloto da Gresini ultrapassou Marco Bezzecchi. Assumindo a 2ªposição. O piloto Adam Norrodin acabou caindo e deixando a prova.

A partir dai, Os 3 primeiros colocados se distanciaram do resto e passaram a disputar a liderança. A partir do Tony Arbolino, Aron Canet, Gabriel Rodrigo, Enea Bastianini, Tatsuki Suzuki, Jamie Masla e Darryn Binder entre outros pilotos, Eram 17 pilotos no total disputando posição.

Bezzecchi, Di Giannantonio e Martin se reversavam na liderança da prova. Era o domínio das motos da Gresini contra o jovem talento que era o Marco Bezzecchi . (Que até no ano passado andava na parte de trás do grid, Muito por causa da Mahindra que estava abandonando a moto 3)

A 7 Voltas por final, Jorge Martin ficou a muito pouco de atropelar um Servo (Pequeno animal) que cruzava a pista. Se acontecesse uma tripla queda a vitória poderia estar nas mãos do segundo pelotão de prova.

A disputa pelo 4ºlugar a 4 voltas do final estava com Andrea Migno na frente de Arbolino, Gabriel Rodrigo e Enea Bastianini em uma disputa que chegou a ter 17 motos na disputa. Canet vinha decepcionando com a Moto da Estrella Galicia em 15ºlugar.

Lá na frente, Martin manteve na maior parte do tempo com a liderança em suas mãos, Mas tinha Di Giannantonio querendo a vitória e Marco Bezzecchi que estava logo atrás dos dois querendo dar uma cartada para ganhar a prova.

A última volta da prova de revelou uma incrível volta. Tudo porque Marco Bezzecchi arriscou tudo ao passar os dois pilotos da Gresini, Só que ele perdeu a trajetória da curva um e acabou voltando para o terceiro lugar, Atrás de Martin e Di Giannantonio. Parecia que teríamos uma dobradinha da Gresini no pódio.

Nos últimos metros ao invés de Fabio di Giannantonio buscar a vitória acabou Marco Bezzecchi usando melhor a velocidade na retomada para passar o piloto Italiano, Porém a vitória ficou mesmo com Jorge Martin que conquista sua 3ªVitória no ano. Apenas 19 milésimos de vantagem para Marco Bezzecchi que continua líder do campeonato e a 41 milésimos a frente de Fabio di Giannantonio, que ficou em 3ºlugar.

OS três primeiros colocados da corridas são hoje os 3 primeiros lugares no campeonato. Com a diferença que Bezzecchi é o líder do campeonato e Martin esta na vice-liderança. Possivelmente esses três pilotos são os grandes favoritos ao título da Moto 3.

A 10.948 segundos atrás do vencedor, chegou o Argentino Gabriel Rodrigo que ganhou a disputa por essa posição. Chegando a frente de Andrea Migno da Angel Nieto, Enea Bastianini da Leopard Racing e Tony Arbolino da Marinelli.

Lorenzo Dalla Porta, Niccolo Antonelli e Manuel Pagliani (Que correu como convidado pela Leopard Racing) Completaram os 10 primeiros lugares. Aron Canet decepciona mais uma vez, E com o 11ºlugar deixa ele cada vez mais longe da disputa pelo título.

Daqui a duas semanas teremos a prova na Catalunha. A Segunda corrida em Território espanhol do Mundial de Motovelocidade.

Resultado Final – GP da Itália
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – Mugello

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 39’20.810
2 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 0.019
3 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 0.043
4 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 10.948
5 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 11.083
6 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 11.165
7 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 11.194
8 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 14.567
9 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 14.676
10 96 Manuel Pagliani Leopard Junior Team Honda a 14.682
11 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 14.693
12 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 14.720
13 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 14.733
14 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 14.770
15 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 15.237
16 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 15.271
17 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 15.368
18 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 15.631
19 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 15.953
20 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 15.983
21 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 16.030
22 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 22.492
23 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 22.520
24 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM a 50.691
25 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 1’23.045
76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 2 Voltas
5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 4 Voltas
10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 14 Voltas
81 Stefano Nepa NRT Junior Team KTM a 15 Voltas
7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 18 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3: Di Giannantonio é roubado em Le Mans e vitória cai nas mãos de Albert Arenas

Classificação do Sábado: Jorge Martin acabou levando a pole position em um treino complicado no Circuito de Lemans – Bugatti.

Primeiro pelo começo do treino aonde acabou Jamie Masla, Gabriel Rodrigo e Enea Bastianini com quedas sérias. O piloto Argentino da RBA acabou sendo o piloto que mais sentiu as dores da queda e acabou não voltando a pista.

E logo depois com um monte de brita na reta dos boxes. Isso atrapalhou a muitos pilotos que queriam superar a marca de Fabio di Giannatonio que ficou por 10 minutos na liderança. Até que aos 14 minutos, O Espanhol Aron Canet, que provocou o acidente que tirou ele e mais três pilotos da Pista. Baixou o tempo do piloto da Gresini e assumiu a liderança. Os fiscais de pista aproveitaram no momento da pista praticamente vazia para varrer a brita pra fora do circuito.

A partir dai, O Treino ocorreu com mais normalidade… O piloto da Estrella Galícia manteve a liderança até que em um espaço de 4 minutos a pole passou pelas mãos de Fabio Di Giannantonio, Marcos Ramirez e de Enea Bastianini que voltou para a disputa e marcou 1:42.163. A partir dai, poucos pilotos melhoraram seu tempo e a pole parecia se encaminhar nas mãos do piloto da Leopard Racing.

Porém, A 1 minuto e meio do final, O rei das poles na Moto 3, Jorge Martin marcou 1:42.039 e conquistou a pole position. Que só foi ameaçada de fato pelo Aron Canet que marcou as 3 parciais mais rápidas do treino. Porém falhou na última parcial e perdeu a chance da pole.

A primeira fila será Completada por Jakub Kornfeil que acabou sendo uma surpresa, comandando a moto da equipe PruestelGP a primeira fila, E Enea Bastianini assegurou o 3ºlugar com o 1:42.163.

A segunda fila será composta por Marcos Ramirez da Bester Capital Dubai, Albert Arenas que foi muito bem com a moto da equipe Angel Nieto (Aspar Martinez) e do líder do Campeonato Marco Bezzecchi da PruestelGP.

Aron Canet acabou ficando com o 10ºlugar. Atrás de Niccolo Antonelli da SIC58 Squadra Corse, Fabio di Giannantonio que acabou ficando para trás na parte final do Treino e de Andrea Migno da Angel Nieto que vem crescendo prova após prova.

Phillip Oettl não repetiu o mesmo desempenho da prova em Jerez e vai largar em 12ºlugar. Completando a 4ªFila que além de Canet também vai ter Lorenzo Dalla Porta.

Grid de Largada – Moto 3
GP da França – Le Mans – Bugatti

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.039
2 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’42.162
3 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’42.163
4 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’42.189
5 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’42.214
6 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’42.355
7 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’42.422
8 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.447
9 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’42.509
10 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’42.520
11 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’42.576
12 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’42.611
13 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’42.728
14 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’42.777
15 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’42.813
16 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’42.889
17 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.982
18 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1’43.000
19 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’43.018
20 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 1’43.087
21 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’43.099
22 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’43.170
23 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’43.219
24 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.380
25 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’43.419
26 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.450
27 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’43.290
28 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.512

O Domingo, A categoria que abriu o dia de disputas em um dia ensolarado no circuito francês. O que se reservava para a categoria inicial do Mundial de Motovelocidade era uma corrida de muita polêmica com o Resultado final.

Jorge Martin largou muito bem e manteve a liderança,Com Kornfeil apesar da largada meio atrapalhada acabou mantendo o segundo lugar. Ambos tentavam fugir do pelotão liderado inicialmente por Enea Bastianini.

Fabio Giannatonio começou muito bem, partido do 8ºlugar em 1 volta e meia já tinha passado 3 pilotos subindo para o 5ºlugar. Na parte final da volta Kornfeil passa Jorge Martin, assumindo a liderança. Na volta seguinte na curva 3 o piloto da Gresini da o troco em cima do piloto da Redox PruestelGP que teve de vazar a curva, Assim mesmo manteve o 2ºlugar.

Gabriel Rodrigo que acabou sofrendo um forte acidente no Sábado acabou caindo na 4ªVolta. Não foi o final de semana para o piloto Argentino. E nem para Livio Loi que queimou a largada e teve de fazer um ride turough.

A tentativa de Martin e Kornfeil de se distanciar de Bastianini, Di Giannatonio e Bezzecchi acabou indo por terra na 5ªVolta, Quando eles se juntaram aos líderes formando um grupo de 5 pilotos e um pouco mais atrás tinha o segundo grupo com mais 5 pilotos (Ramirez, Arenas, Migno, Antonelli e Arbolino)

No final da 5ªVolta, Bezzecchi assumiu a liderança que estava nas mãos de Martin que estava na alça de mira de Kornfeil, Porém em dia inspiradíssimo. Fábio di Giannantonio passou para o 3ºlugar.

A partir dai, Começou uma briga de gato e rato pela primeira posição em Le Mans entre Martin e Bezzecchi que se alternavam na liderança. Praticamente sempre com Di Giannantonio, Bastianini e Kornfeil que foi punido em 1.3 segundos por vazar no começo da prova as curvas 3 e 4 e segundo a direção de prova, O que tornava a missão do piloto Tcheco bem mais difícil. Outro que tomou punição foi Niccolò Antonelli que pegou 1.8 segundos por ter vazado as curvas 9 e 10 (Depois eu vou falar sobre essas tais punições)

A 9 Voltas do final, O segundo pelotão acabou se unido ao primeiro pelotão, Formando um grande Bloco que poderia vencer a prova. Martin e Bezzecchi estavam se alternando na ponta, Enquanto Martin passava Bezzecchi na curva. Na Reta o piloto Italiano voltava sempre a frente.

A 8 Voltas do final Enea Bastianini começava a aparecer na prova, Passou Di Giannantonio (Curvas depois para não bater no Kornfeil, ele acaba passando reto por uma parte da curva 9 (Não de maneira grande, Mas o bastante para evitar a colisão)

O Cenário continuava a troca de ultrapassagem entre Bezzecchi e Martin pela liderança conforme a corrida chegava ao final…

A 2 voltas do final Bastianini foi para o terceiro lugar e buscou entrar na disputa pela vitória. Na saída da curva 14 o piloto da Leopard cai e Jakub Kornfeil acaba passando por cima da moto do piloto Itália. O piloto nada sofreu, Ele escapou de ser atropelado, Apesar do acidente perigoso, pode ter certeza que essa cena vai gerar brincadeiras na internet.

Na volta final, a disputa ficou restrita entre Bezzecchi, Martin e Di Giannantonio pela vitória. Martin tenta a cartada final, Mas é o companheiro do piloto espanhol. Italiano Fabio Di Giannantonio que passa para o 2ºlugar. E na curva 13 ele em uma manobra lindíssima ultrapassa Bezzecchi que acaba caindo e levando com ele Jorge Martin (Nessa história não teve toque do piloto da Gresini sobre o piloto da Redox PruestelGP. Uma manobra limpíssima, sem dúvida.

Fabio di Giannantonio acabou cruzando na frente. A primeira vitória da carreira do piloto da Gresini que acabou por várias vezes batendo na trave desde da sua entrada definitiva na MotoGP. Com Albert Arenas e Andrea Migno com a Moto da equipe Angel Nieto. Um belo resultado para o time do Aspar Martinez.

Porém a direção de prova acabou punido Fabio di Giannatonio com 3 segundos acrescidos no tempo final de prova, Por ele ter furado a curva 9 do circuito e ter levado vantagem. Com esse acrescimento. Di Giannantonio caiu para o 4ºlugar. O piloto da Gresini ficou revoltado com a decisão.

Albert Arenas acabou herdando a vitória. 1ª da sua carreira. Com dobradinha, Andrea Migno chegou em 2ºlugar e Marcus Ramirez completou o pódio assim como foi em Jerez de la Fronteira.

Além de Fabio di Giannantonio, Completaram os 6 primeiros colocados: Niccolò Antonelli e Jakub Kornfeil. (Mesmo com o pulo que a moto dele deu após passar por cima da moto de Bastianini)

Para terminar, A punição que a Moto 3 deu a Fabio di Giannatonio é uma das coisas mais ridículas que já vi no esporte. Punir por ele ter cortado a curva, Tudo bem. Porém, Ele não passou de uma forma que ele tenha ganhando muito tempo. Passando menos que Kornfeil e menos que Antonelli e ambos foram punidos com menos tempo que o piloto da Gresini.

No ano passado com uma manobra parecida de Valentino Rossi no GP dos Estados Unidos. O piloto da Yamaha ganhou de punição 0.3 segundos.

Ou seja, A chamada regra do 2 pesos, 2 medidas (Acho que foi 2 pesos, 500 medidas) foi aplicada ao piloto Italiano que nos boxes soube que sua comemoração acabou sendo a toa.

Uma lamentável decisão que acabar manchando uma prova e talvez um final de semana. O Mundial de Motovelocidade que tem em esmagadora maioria de decisões acertadíssimas acabou dessa vez errando feio e comprometendo a lisura do GP da França de 2018. E o pior, apaga também o brilho da vitória de Arenas que ganhou sua primeira corrida da carreira. Vão lembrar dessa corrida pela punição absurda que deram ao piloto da Gresini. Resumindo o meu sentimento sobre essa prova: “Um desserviço que a categoria fez nesse domingo com o Esporte”

Resultado final – Moto 3
GP da França – Le Mans – Bugatti

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 37’40.056
2 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 0.160
3 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 0.709
4 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 0.811
5 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 2.305
6 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 5.487
7 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 7.577
8 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 11.190
9 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 11.517
10 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 11.704
11 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 12.011
12 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 12.073
13 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 12.358
14 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 12.481
15 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 12.746
16 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 12.808
17 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 14.397
18 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 28.015
19 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 36.479
20 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 59.917
21 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM a 1’07.363
12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 1 Volta
88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 1 Volta
7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 1 Volta
33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 2 Voltas
48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 8 Voltas
8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 13 Voltas
19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP