Kenseth destruiu os seus adversários em Richmond e chase foi definido na Nascar

1 Joey Logano 22 (Ford Penske) 126.470 Milhas
2 Matt Kenseth 20 (Toyota Gibbs) 126.357 Milhas
3 Brad Keselowski 2 (Ford Penske) 126.351 Milhas
4 Kyle Busch 18 (Toyota Gibbs) 125.950Milhas
5 David Ragan 55 (Toyota Michael Waltrip) 125.827 Milhas
6 Kevin Harvick 4 (Chevrolet Stewart-Haas) 125.798 Milhas
7 Carl Edwards 19 (Toyota Gibbs) 125.733 Milhas
8 Kurt Busch 41 (Chevrolet Stewart-Haas) 125.488 Milhas
9 Jimmie Johnson 48 (Chevrolet Hendrick) 125.406 Milhas
10 Tony Stewart 14 (Chevrolet Stewart-Haas) 125.278 Milhas
11 Kyle Larson 42 (Chevrolet Ganassi) 125.232 Milhas
12 Austin Dillon 3 (Chevrolet Childress) 125.174 Milhas
13 Ryan Newman 31 (Chevrolet Childress) 126.334 Milhas
14 Danica Patrick 10 (Chevrolet Stewart-Haas) 126.310 Milhas
15 Casey Mears 13 (Chevrolet Germain) 126.198 Milhas
16 Martin Truex, Jr . 78 (Chevrolet Furniture Row) 126.133 Milhas
17 Brian Scott 33 (Chevrolet Childress) 126.027 Milhas
18 Justin Allgaier 51 (Chevrolet HScott) 125.939 Milhas
19 Ricky Stenhouse, Jr. 17 (Ford Roush) 125.880 Milhas
20 Kasey Kahne 5 (Chevrolet Hendrick) 125.839 Milhas
21 A.J. Allmendinger 47 (Chevrolet JTG) 125.786 Milhas
22 Paul Menard 27 (Chevrolet Childress) 125.710 Milhas
23 Jeff Gordon 24 (Chevrolet Hendrick) 125.599 Milhas
24 Aric Almirola 43 (Ford RPM) 125.529 Milhas
25 Denny Hamlin 11 (Toyota Gibbs) 127.101 Milhas
26 Clint Bowyer 15 (Toyota Michael Waltrip) 127.095 Milhas
27 Michael Annett 46 (Chevrolet HScott) 127.095 Milhas
28 Trevor Bayne 6 (Ford Roush) 127.059 Milhas
29 Dale Earnhardt, Jr. 88 (Chevrolet Hendrick) 126.820 Milhas
30 David Gilliland 38 (Ford Front Row) 126.784 Milhas
31 Jamie McMurray 1 (Chevrolet Ganassi) 126.493 Milhas
32 Sam Hornish, Jr. 9 (Ford RPM) 126.280 Milhas
33 Matt DiBenedetto 83 (Toyota BK) 126.280 Milhas
34 Cole Whitt 35 (Ford Front Row) 125.992 Milhas
35 Landon Cassill 40 (Chevrolet Falk) 125.915 Milhas
36 Alex Bowman 7 (Chevrolet Tommy Baldwin) 125.903 Milhas
37 Brett Moffitt 34 (Ford Front Row) 125.564 Milhas
38 Greg Biffle 16 (Ford Roush) 125.244 Milhas
39 Michael McDowell 95 (Ford Leavine) 124.890 Milhas
40 Reed Sorenson 98 (Ford Premium) 124.671 Milhas
41 Jeb Burton 23 (Toyota BK Racing) 124.090 Milhas
42 Jeffrey Earnhardt 32 (Ford Stoddard) 124.041 Milhas
43 J.J. Yeley 26 (Toyota BK) 123.530 Milhas

A última prova da temporada regular, em Richmond o destaque foi a forma avassaladora de Matt Kenseth que dominou a corrida inteira após largar da segunda posição.

Na Largada o piloto Joey Logano o pole position largou bem assumindo a liderança com Kenseth em 2ºlugar. O piloto da Penske resistiu 14 voltas, Até que na 15ªVolta o piloto da Joe Gibbs tomou a ponta e começou a impôs um ritmo fortíssimo de prova que ninguém conseguiu acompanhar. Até que a primeira bandeira amarela aconteceu devido a problemas com os pilotos Redd Sorenson e Martin Truex jr. que estava já garantido no Chase. A chance dos pilotos fazerem sua primeira parada nos boxes. A Equipe de Kenseth foi a melhor nos boxes e manteve o piloto na ponta com Logano, Harvick, Keselowski e Johnson. Acabou Kyle Busch com uma parada ruim da equipe dele acabou caindo para o 9ºlugar.

Na relargada na volta 47, Joey Logano voltou a liderança, Mas foi questão de tempo para Kenseth voltar a liderança. Já Logano perderia posição para seu companheiro de equipe Brad Keselowski que passou para o 2ºlugar. Kenseth estava fazendo o que quiser na prova vendo bem de longe seus adversários e passado a todos os retardatários. Mas tínhamos a disputa pelo Chase que tinha nesse momento Ryan Newman, Jeff Gordon, Paul Menard e Clint Bowler estava garantidos no Chase na primeira parte da prova.

Segunda bandeira amarela na volta 98 com David Ragan tendo problemas em seu carro. Na segunda parada nos boxes acabou Kenseth mantendo a liderança mesmo com a parada de Logano sendo melhor por meio segundo (Logano teve uma parada de 12.8 e Kenseth teve uma parada em 13.3). Na Volta 104 Logano voltou a liderança com uma bela Relargada, Mas todas as relargadas algumas voltas depois o desempenho de Kenseth fazia ele voltar a liderança da corrida. Em um determinado momento da corrida os 4 pilotos da Joe Gibbs comandavam as 4 primeiras posições.Em uma das bandeiras amarelas o piloto Michael McDowell acabou batendo com sua traseira do carro em um dos carros de serviços provocando estragos em seu carro de número 95.

Kenseth não teve adversário liderando 352 das 400 voltas e vencendo pela 4ªVez na temporada e dessa forma saindo como um dos três líderes do campeonato da Nascar junto de Jimmie Johnson e de Kyle Busch. Kyle Busch terminou a prova em 2ºlugar e Joey Logano com a Penske chegou em 3ºlugar.

Ao final da corrida Ryan Newman, Jeff Gordon, Paul Menard e Clint Bowyer foram os últimos classificados para o Chase. Aric Almirola que ficou em 4ºlugar ficou de fora do Chase por uma posição.

Vídeo da corrida:

1 Matt Kenseth 20 (Toyota Gibbs) 2:59.22 em 400 voltas
2 Kyle Busch 18 (Toyota Gibbs) a 0.951
3 Joey Logano 22 (Ford Penske) a 1.181
4 Aric Almirola 43 (Ford RPM) a 3.240
5 Dale Earnhardt, Jr. 88 (Chevrolet Hendrick) a 4.265
6 Denny Hamlin 11 (Toyota Gibbs) a 5.732
7 Jeff Gordon 24 (Chevrolet Hendrick) a 5.950
8 Brad Keselowski 2 (Ford Penske) a 6.163
9 Jimmie Johnson 48 (Chevrolet Hendrick) a 6.982
10 Clint Bowyer 15 (Toyota Michael Waltrip) a 7.360
11 Carl Edwards 19 (Toyota Gibbs) a 7.940
12 Kyle Larson 42 (Chevrolet Ganassi) a 10.788
13 Jamie McMurray 1 (Chevrolet Ganassi) a 1 Volta
14 Kevin Harvick 4 (Chevrolet Stewart-Haas) a 1 Volta
15 Kurt Busch 41 (Chevrolet Stewart-Haas) a 1 Volta
16 Ricky Stenhouse, Jr. 17 (Ford Roush) a 1 Volta
17 David Ragan 55 (Toyota Michael Waltrip) a 2 Voltas
18 Kasey Kahne 5 (Chevrolet Hendrick) a 2 Voltas
19 Danica Patrick 10 (Chevrolet Stewart-Haas) a 3 Voltas
20 Ryan Newman 31 (Chevrolet Childress)  a 3 Voltas
21 Casey Mears 13 (Chevrolet Germain)  a 3 Voltas
22 Brian Scott 33 (Chevrolet Childress)  a 3 Voltas
23 Trevor Bayne 6 (Ford Roush)  a 3 Voltas
24 A.J. Allmendinger 47 (Chevrolet JTG)  a 3 Voltas
25 Justin Allgaier 51 (Chevrolet HScott)  a 3 Voltas
26 Paul Menard 27 (Chevrolet Childress)  a 3 Voltas
27 Austin Dillon 3 (Chevrolet Childress)  a 3 Voltas
28 Sam Hornish, Jr. 9 (Ford RPM)  a 3 Voltas
29 Tony Stewart 14 (Chevrolet Stewart-Haas)  a 4 Voltas
30 Landon Cassill 40 (Chevrolet Falk) a 4 Voltas
31 Greg Biffle 16 (Ford Roush) a 4 Voltas
32 Martin Truex, Jr . 78 (Chevrolet Furniture Row)  a 6 Voltas
33 David Gilliland 38 (Ford Front Row) a 7 Voltas
34 J.J. Yeley 26 (Toyota BK) a 8 Voltas
35 Brett Moffitt 34 (Ford Front Row)  a 9 Voltas
36 Matt DiBenedetto 83 (Toyota BK) a 10 Voltas
37 Alex Bowman 7 (Chevrolet Tommy Baldwin) a 10 Voltas
38 Cole Whitt 35 (Ford Front Row) a 11 Voltas
39 Jeb Burton 23 (Toyota BK Racing) a 13 Voltas
40 Jeffrey Earnhardt 32 (Ford Stoddard) a 13 Voltas
41 Reed Sorenson 98 (Ford Premium) a 65 Voltas
42 Michael McDowell 95 (Ford Leavine) a 113 Voltas
43 Michael Annett 46 (Chevrolet HScott) a 255 Voltas

Classificados para o Chase:

Xpf7cjcn o

Paul Menard – 27

Dnnqdd9j o

Carl Edwards – 19

Eozihkmt o

Matt Kenseth – 20

Sbyhwdai o

Kevin Harwick – 4

35rmbuoe o

Ryan Newman – 31

Sjceqoxm o

Brad Keselowski – 2

Kdhamsdu o

Martin Truex jr. – 78

Wra9l7zk o

Jeff Gordon – 24

Ii21satr o

Joey Logano – 22

Jekz5pkt o

Kyle Busch – 18

Fv9mllnw o

Kurt Busch – 41

Tqxaqelb o

Jamie McMurray – 1

Dfw9iidq o

Denny Hamlin – 11

7jf9c7cr o

Dale Earnhardt jr.

F9wq4cji o

Jimmy Johnson – 48

3bc8bpue o

Clint Bowyer – 15

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Motorsport

Dakar – Estágio 13 – Consagração dos campeões em Buenos Aires

Carros:

Num estágio bem curto que foi esse último estágio acabou consagrando a Robby Gordon e Johnny Campbell que levou o Hummer a vitória com direito a Salto da vitória e com giros na pista, Mas a festa verdadeira ficou para Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França) com o 6ºlugar conquistou o Rally Dakar desse ano, é o segundo dele na sua carreira, Em um Dakar sem erros aonde predominou nas primeiras posições nos estágios e desde do primeiros dias ele ficou na liderança sem dar a menor chance para seus adversários além de alguns dos principais pilotos terem tido problemas como Nani Roma que já teve problemas no primeiro dia e acabou saindo do Dakar na parte final devido a um acidente, Já Stephane Peterhansel teve problemas com a Pegueot e terminou o Dakar apenas em 11ºlugar.

Sobrou para a Dupla Giniel de Villiers e Dirk von Zitzewitz que com a Toyota tentou tirar o Qatari do Topo, Mas ficou a mais em 2ºlugar a mais de 30 minutos dos vencedores apesar de um belo Dakar que essa dupla da Toyota fez, O pódio do Dakar foi completado pelos pilotos Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França) com o carro da Mini que dominou o Dakar ficando com o 4ºlugar Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda) MINI, Com o 5ºLugar com a Dupla Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia) e com o 9ºlugar de Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão)/Anton Nikolaev (Rússia) mostrando que a Mini mesmo sem pilotos como Peterhansel e com os problemas de Orlando Terranova que certamente chegaria entre os 10 primeiros colocados na Classificação Geral. O Único Brasileiro a chegar ao Final do Dakar foi Eduardo Sachs que foi copiloto de Ricardo Leal dos Santos que ficou em 25ºlugar com o carro da Nissan.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 308 Robby Gordon (Estados Unidos)/Johnny Campbell (Estados Unidos) HUMMER 000:13:16
2 327 Leeroy Poulter (África do Sul)/Robert Howie (África do Sul) TOYOTA 000:13:41
3 316 Emiliano Spataro (Argentina)/Benjamin Lozada (Argentina) RENAULT 000:13:45
4 305 Orlando Terranova (Argentina)/Bernardo Graue (Argentina) MINI 000:13:47
5 303 Giniel de Villiers (África do Sul)/Dirk von Zitzewitz (Alemanha) TOYOTA 000:13:50
6 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França) MINI 000:13:55
7 315 Bernhard Ten Brinke (Holanda)/Tom Colsoul (Bélgica) TOYOTA 000:14:04
8 307 Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França) MINI 000:14:05
9 314 Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda) MINI 000:14:13
10 310 Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia) MINI 000:14:17
11 306 Carlos Souza (Portugal)/Paulo Fiuza (Portugal) MITSUBISHI 000:14:19
12 302 Stephane Peterhansel (França)/Jean Paul Cottret (França) PEUGEOT 000:14:22
13 309 Christian Lavielle (França)/Pascal Maimon (França) TOYOTA 000:14:37
14 329 Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão)/Anton Nikolaev (Rússia) MINI 000:14:52
15 320 Ronan Chabot (França)/Gilles Pillot (França) SMG 000:14:54
16 319 Boris Garafulic (Chile)/Filipe Palmeiro (Portugal) MINI 000:15:08
17 360 Ricardo Leal dos Santos (Portugal)/Eduardo Sachs (Brasil) NISSAN 000:15:24
18 332 Yong Zhou (China)/Andreas Schulz (Alemanha) MINI 000:15:29
19 326 Patrick Sireyjol (França)/Francois-Xavier Beguin (Bélgica) BUGGY 000:15:30
20 333 Pierre Lachaume (França)/Jean Brucy (França) BUGGY MD RALLYE 000:15:41
21 322 Cyril Despres (França)/Gilles Picard (França) PEUGEOT 000:15:46
22 328 Thierry Magnaldi (França)/Guy Leneveu (França) BUGGY DESSOUDE 000:16:09
23 380 David Bensadoun (Canadá)/Patrick Beaule (Canadá) OVERDRIVE 000:16:47
24 334 Stephan Schott (Alemanha)/Holm Schmidt (Alemanha) MINI 000:16:49
25 317 Federico Villagra(Argentina)/Andres Memi (Argentina) FORD 000:17:21
26 368 Piotr Beaupre (Polônia)/Jacek Lisicki (Polônia) BMW 000:19:17
27 362 Jerôme Pelichet (França)/Eugenie Decre (Chipre) TOYOTA 000:19:42
28 345 Nicolas Gibon (França)/Akira Miura (Japão) TOYOTA 000:19:52
29 343 Jun Mitsuhashi (Japão)/Alain Guehennec (França) TOYOTA 000:20:05
30 342 Rodrigo Javier Moreno Piazzoli (Chile)/Jorge Gabriel Araya Diaz (Chile) SAM-MERCEDES 000:20:26
31 383 Johan Van Staden (África do Sul)/Mike Lawrenson (África do Sul) NISSAN 000:22:30
32 340 Bauyrzhan Issabayev (Cazaquistão)/Vladimir Demyanenko (Rússia) TOYOTA 000:23:24
33 352 Jurgen Schroder (Alemanha)/Daniel Schroder (Alemanha) NISSAN 000:26:33
34 393 Kun Liu (China)/Min Liao (China) PROTO DESSOUDE 000:28:10
35 358 Peter Jerie(Austrália)/Laurent Lichtleuchter (França) TOYOTA 000:30:15
36 374 Evgeny Firsov (Rússia)/Vadim Filatov (Rússia) TOYOTA 000:31:16
37 387 Gilles Billaut (França)/Mayeul Barbet (França) BMW 000:34:13
38 311 Marek Dabrowski (Polônia)/ Jacek Czachor (Polônia) TOYOTA 000:36:18
39 378 Omar Alberto Campillay Rojas (Chile)/Maurice Andre Maurin Arevalo (Chile) SAM-MERCEDES 000:38:05
40 339 Benediktas Vanagas (Lituânia)/Andrei Rudnitski (Bielorrússia) TOYOTA 000:39:27

Motos:

podio_dakar_2015_motos

No Estágio final os dois pilotos eslovacos dominaram com a vitória de Ivan Jakes com Stefan Svitko em segundo lugar ambos de KTM, Svitko fechou o Dakar em 5ºlugar, O Chileno Pablo Quintanilla acabou em 4ºlugar na classificação geral e foi o melhor piloto sul-americano do Dakar na categoria Motos (8ºnno último estágio). Mas não foi o Bastante para ficar com o pódio e deter o Australiano Toby Price que fez seu primeiro Dakar nesse ano e acabou conquistando o 3ºlugar na Classificação geral o que foi o mesmo Lugar o que conquistou no 13ºEstágio, Paulo Gonçalves e Marc Coma completaram os 5 primeiros colocados.

Marc Coma venceu pela 5ªVez o Dakar na sua carreira (2006-2009-2011-2014-2015) com sua KTM confirmando seu nome como um dos maiores pilotos do Mundo e o maior em Termos de Rally de longa duração como o Dakar, Mas Coma também contou com a Sorte, pois se o Joan Barreda Bort não tivesse problemas possivelmente seria o vencedor do Dakar desse ano, A Honda mais uma vez ficou sem o título ficando com o Português Paulo Gonçalves como o melhor piloto da Honda no Dakar ficando com o vice-campeonato.

Destaque positivo para as Mulheres foi o desempenho de Laia Sanz que levou sua Honda a uma expressiva 9ªposição na Classificação Geral do Dakar, mostrando que as mulheres podem sim serem competitivas e brigarem a altura dos homens em quaisquer categorias do esporte a motor, Jean Azevedo nosso representante brasileiro fez apenas um Dakar Razoável ficando na 22ªPosição na geral.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 21 Ivan Jakes (Eslováquia) KTM 000:52:06
2 18 Stefan Svitko (Eslováquia) KTM 000:52:51
3 26 Toby Price (Austrália) KTM 000:53:13
4 7 Paulo Gonçalves (Portugal) HONDA 000:53:21
5 1 Marc Coma (Espanha) KTM 000:55:17
6 37 Hans Vogels (Holanda) KTM 000:55:42
7 15 Frans Vergoeven (Holanda) YAMAHA 000:56:41
8 31 Pablo Quintanilla (Chile) KTM 000:56:58
9 44 Xavier de Soultrait (França) YAMAHA 000:58:00
10 29 Laia Sanz Pla-Giribert (Espanha) HONDA 001:00:01
11 3 Olivier Pain (França) YAMAHA 001:00:05
12 9 David Casteu (França) KTM 001:00:22
13 49 Emanuel Gyenes (Romênia) KTM 001:00:41
14 25 Fabien Planet (França) SHERCO TVS 001:01:19
15 32 Paolo Ceci (Itália) KTM 001:01:25
16 11 Ruben Faria (Portugal) KTM 001:01:28
17 38 Thomas Berglund (Suécia) KTM 001:01:57
18 22 Javier Pizzolito (Argentina) HONDA 001:02:54
19 79 Txomin Arana Cobeaga (Espanha) YAMAHA 001:03:12
20 160 Ondrej Klymciw (República Tcheca) KTM 001:04:16
21 73 Francisco Errazuriz (Chile) HUQSVARNA 001:05:26
22 34 David Pabiska (República Tcheca) KTM 001:07:19
23 45 Bruno da Costa (França) YAMAHA 001:07:33
24 24 Jean Azevedo (Brasil) HONDA 001:08:27
25 14 Alain Duclos (França) SHERCO TVS 001:08:47
26 65 Jurgen van der Goorberch (Holanda) KTM 001:09:45
27 35 Miran Stanovnik (Eslovênia) KTM 001:09:59
28 57 Laurent Lazard (Uruguai) KTM 001:10:58
29 151 Milan Engel (República Tcheca) KTM 001:12:21
30 156 Sakir Senkalayci (Turquia) KTM 001:12:43
31 60 Patricio Cabrera (Chile) KAWASAKI 001:12:55
32 161 Ariel Lopez Jove Esteban (Argentina) KAWASAKI 001:13:12
33 153 Sergio Miguel Petrone (Argentina) YAMAHA 001:15:49
34 63 Patrice Carillon (França) KTM 001:16:00
35 83 Boldbaatar Damdinkhorloo (Mongólia) KTM 001:17:17
36 92 Juan Sebastian Toro (Colômbia) KAWASAKI 001:17:27
37 51 Mart Meeru (Estônia) HONDA 001:19:01
38 46 Mauricio Javier Gomez (Argentina) YAMAHA 001:19:47
39 167 Jasper Riezebos (Holanda) KTM 001:19:55
40 128 Domingo Fernandez Mendez (Espanha) KTM 001:20:07

Quadriciclos:

casalecampeaopraticamente

A Vitória ficou para Willen Saaijman no último estágio do Dakar, Mas a festa ficou com o Polônes Rafal Sonik que quebra uma sequência de conquistas de pilotos sul americanos nos Quadriciclos que dominam o dakar desde de 2010 com o domínio de Alejandro Patronelli e de Marcos Patronelli e com o título de 2014 de Ignacio Casale Sonik ficou em 8º no estágio final do Dakar, Sonik contou com quebra do Quadriciclo do Campeão Ignacio Casale e do Acidente grave que teve o Uruguaio Sérgio Lafuente que disputaram o título com o Polonês. As os Argentinos tiveram motivos para comemorar com o vice-campeonato de Jeremias Gonzales Ferioli que fez belíssimo Dakar nesse ano, Em terceiro lugar ficou o Boliviano Walter Nosiglia para a alegria de Evo Morales.

Suguita_dakar

André Suguita resistiu ao Dakar conquistando na classificação Geral a 10ªposição com a CAM-AM, um motivo de muito orgulho para o Estreante brasileiro no Dakar sendo um dos 18 pilotos a completarem o evento aonde 45 pilotos começaram essa aventura.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 286 Willen Saaijman (África do Sul) YAMAHA 001:05:05
2 260 Christophe Declerck (França) YAMAHA 001:05:11
3 270 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 001:05:14
4 278 Juan Carlos Carignani (Itália) YAMAHA 001:05:44
5 256 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Paraguai) YAMAHA 001:08:47
6 290 Pablo Luis Bustamante (Argentina) CAN-AM 001:10:21
7 257 Sebastian Palma (Chile) CAN-AM 001:13:00
8 251 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 001:13:21
9 283 Walter Nosiglia (Bolívia) HONDA 001:14:48
10 261 Jeremias Gonzales Ferioli (Argentina) YAMAHA 001:15:54
11 268 Giuliano Horário Giordana (Argentina) YAMAHA 001:18:21
12 265 Santiago Hansen (Argentina) HONDA 001:18:33
13 295 Andre Suguita (Brasil) CAN-AM 001:18:49
14 287 Christian Cajica Pinto (Colômbia) CAN-AM 001:26:01
15 259 Camelia Liparoti (França) YAMAHA 001:27:21
16 281 Carlos Alejandro Verza (Argentina) YAMAHA 001:31:42
17 277 Ricardo Vinet (Chile) CAM-AM 001:34:56
18 299 Paula Galvez (Chile) CAN-AM 001:37:05

Caminhões:

Campeões_caminhõesdakar2015

Nos caminhões domínio completo da Kamaz tendo os três primeiros lugares no pódio e 4 caminhões entre os 5 primeiros colocados. O título ficou com os Russos Airat Mardeev/Aydar Belyaev/Dmitriy Svistunov que ficaram em 3ºlugar no estágio vencido pelo Caminhão da Iveco do Trio Hans Stacey (Holanda)/Serge Bruynkens (Bélgica)/Bernard der Kinderen (Holanda), Superou seus companheiro de equipe Eduard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Ruslan Akhmadeev que ficaram em segundo lugar e do Trio Andrey Karginov/Andrey Mokeev/Igor Leonov que chegaram em terceiro lugar.

Os únicos que conseguiram classificação além da Kamaz entre os 5 primeiros colocados foi o Trio Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica) com o Caminhão da MAN que ficou em 4ºlugar, Em quinto lugar ficou os pilotos da Kamaz Dmitry Sotnikov/Igor Devyatkin/Andrey Aferin. No Dakar na América do Sul acabou sendo um oásis russo de vitórias!

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 504 Hans Stacey (Holanda)/Serge Bruynkens (Bélgica)/Bernard der Kinderen (Holanda) IVECO 000:20:31
2 508 Marcel van Vliet (Holanda)/Marcel Pronk (Holanda)/Artur Klein (Alemanha) MAN 000:21:52
3 507 Airat Mardeev (Rússia)/Aydar Belyaev (Rússia)/Dmitriy Svistunov (Rússia) KAMAZ 000:22:54
4 520 Dmitry Sotnikov (Rússia)/Igor Devyatkin (Rússia)/Andrey Aferin (Rússia) KAMAZ 000:23:16
5 502 Eduard Nikolaev (Rússia)/Evgeny Yakovlev (Rússia)/Ruslan Akhmadeev (Rússia) KAMAZ 000:24:03
6 506 Martin Kolomy (República Tcheca)/Rene Kilian (República Tcheca)/David Kilian (República Tcheca) TATRA 000:25:01
7 501 Gerard de Rooy (Holanda)/Darek Rodewald (Polônia)/ Jurgen Damen (Bélgica) IVECO 000:25:14
8 500 Andrey Karginov (Rússia)/Andrey Mokeev (Rússia)/Igor Leonov (Rússia) KAMAZ 000:25:14
9 513 Martin van den Brink (Holanda)/Peter Willemsen (Bélgica)/Richard Mouw (Holanda) RENAULT TRUCKS 000:26:51
10 510 Siarhei Viazovich (Bielorrússia)/Pavel Haranin (Bielorrússia)/Andrei Zhyhulin (Bielorrússia) MAZ 000:28:19
11 519 Pascal de Baar (Holanda)/Wouter de Graaff (Holanda)/Martin Roesink (Holanda) RENAULT TRUCKS 000:29:40
12 509 Pep Vila Roca (Espanha)/Xavi Colome Roqueta (Espanha)/Michel Huisman (Holanda) IVECO 000:29:47
13 535 Aleksandr Vasilevski (Bielorrússia)/Valery Kazlouski (Bielorrússia)/Anton Zaparoshchanka (Bielorrússia) MAZ 000:33:27
14 503 Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica) MAN 000:33:48
15 532 Ton van Genugten (Holanda)/C.W.J. Van Limpt (Holanda)/Eric H.F. Van Gemert (Holanda) DAF 000:33:49
16 514 Frits van Eerd (Holanda)/Charly Cotlib (Bélgica)/Peter Vervoort (Holanda) DAF 000:33:58

Fotos:

 

Final do Dakar:

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Parte 4:

Parte 5:

Resumo do 13ºestágio

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar.com
Vídeos: TV Pública da Argentina

Especial: Top Gear 2 (Super Nintendo)

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Após o Grande sucesso do Top Gear 1, a Dkemco em 1993 fez a 2ªGeração do Top Gear, Dessa vez o jogo tem 2 grandes melhoras.

A primeira delas foi apesar de ter só um único modelo de carro agora você poderia melhorar o desempenho do carro, Com o passar das corridas você pode ganhar dinheiro e a partir dai comprar novas peças e que melhoram o desempenho do carro. A principio todos os carros são iguais no começo da jornada, De acordo com as corridas se passando você precisa melhorar seu carro ou vai ficar para Trás.

A Segunda novidade é que agora não são só 8 Estágios o jogos, são 16 novos estágios. Além dos estágios anteriores temos mais 8 estágios que entraram no jogo sendo que cada Estágio tem 4 corridas, Com isso das 32 corridas do Top Gear 1 para as 64 corridas do Top Gear 2.

pistas que estão no Top Gear 1 e 2

Estágios do Top Gear
Estágios Esteve no Top Gear 1
Australasia (Austrália + Ásia) Não
Britain Sim
Canadá Não
Egito Não
França Sim
Alemanha Sim
Grécia Não
Índia Não
Irlanda Não
Itália Sim
Japão Sim
Escandinávia Sim
América do Sul Sim
Espanha Não
Suiça Não
Estados Unidos Sim

Países Integrantes do Top Gear 2:

São 16 Estágios no Total

Para Dar uma animada, um Gif dessas Imagens Todas:

Corridas:

Austrália

Reino Unido

Canadá

Egito

França

Alemanha

Grécia

Índia

Irlanda

Itália

Japão

Escandinavia

América do Sul

Espanha

Suiça

Estados Unidos

Circuitos:

Adversários:

Pilotos no Top Gear 2 Esteve no Top Gear 1 Pilotos no Top Gear 1
Mat Não Matt
Mark Sim Mark
George Não Ian
Ritchie Sim Ritchie
Tricky Não TC
Berni Sim Berni
Mike Não Shaun
Simon Sim Simon
Ade Sim Ade
Jon Jon Não Rob
Tony Sim Tony
Siz Sim Siz
Phil Não Tim
Ash Sim Ash
Mick Não Chris
Greggs Não Gregs
Pat Não James
Paul Sim Paul
Syd Não

Premiação:

Premiação
Posição Prêmio
1ºLugar $10000
2ºLugar $6000
3ºLugar $4000
4ºLugar $3000
5ºLugar $2000
6ºLugar $1000

Preços para peças:

Motor:

Motor
Motores:
Motor V6 U$ 0
Motor V8 U$ 30.000
Motor V10 U$ 50.000
Motor V12 U$ 80.000
Pneus de Chuva
Pneus de Chuva
Tipo 1 U$ 0
Tipo 2 U$ 1.000
Tipo 3 U$ 2.000
Tipo 4 U$ 3.000
Pneus de Pista Seca
Pneus de pista seca
Tipo 1 U$ 0
Tipo 2 U$ 1.000
Tipo 3 U$ 2.000
Tipo 4 U$ 4.000
Caixa de Câmbio
Caixa de Câmbio
Câmbio de 4 Marchas U$ 0
Câmbio de 5 Marchas U$ 10.000
Câmbio de 5 Marchas U$ 30.000
Câmbio de 6 Marchas U$ 50.000
Nitro – Turbo
Nitro – Turbo
Tipo 1 U$ 0
Tipo 2 U$ 5.000
Tipo 3 U$ 15.000
Tipo 4 U$ 30.000
Resistência para o Carro – Proteção para os lados do carro
Proteção para os Lados do Carro
Tipo 1 U$ 0
Tipo 2 U$ 5.000
Tipo 3 U$ 10.000
Tipo 4 U$ 20.000
Proteção Traseira para o Carro
Proteção Traseira para o Carro
Tipo 1 U$ 0
Tipo 2 U$ 5.000
Tipo 3 U$ 10.000
Tipo 4 U$ 20.000
Proteção dianteira para o carro
Proteção Dianteira para o Carro
Tipo 1 U$ 0
Tipo 2 U$ 5.000
Tipo 3 U$ 10.000
Tipo 4 U$ 20.000

Passo a Passo como começar o jogo:

Você começa o jogo Escolhendo a opção Race Game

começo do jogo

Logo depois você vai ver essa tela no jogo:

Você a partir dai pode colocar o seu nome no jogo (Player):

Pode escolher se deseja Câmbio Automático ou Manual (Gears):

Pode escolher que tipo de configuração de controle você quer para jogar (Control):

E pode escolher se quer jogar com a Velocidade em Km/h ou em Milhas (Speed):

Para começar o jogo Escolha a opção Race:

A Partir dai você vai ser conduzido para a primeira corrida do Campeonato (Auckland na Austrálasia)

Existe uma opção em que você pode escolher entre 8 tipos de cores para o seu carro (Cores disponíveis: Vermelho, Azul, Branco, Amarelo, Verde, Preto, Azul metálico e Roxo).

Pintura dos Carros

Password:

Dessa vez o jogo não teremos Passwords definidos, eles são passwords pessoais, de acordo com o jogo você tem uma diferente senha, isso acaba fazendo com que ninguém pegue o jogo de outra pessoa.

Mas existe alguns passwords interessantes que você pode se beneficiar, Mas nossa recomendação é que você faça o jogo inteiro seu usar esses passwords especiais, Use os Password que você ganhar conforme for passando de Fase.

Vídeo do jogo:

Nível Amador

Nível Profissional: 

Nível Championship:

Especial – Jimmy Vasser – Parte 1

Especial_Jimmy_Vasser_gifBiografia de Jimmy Vasser:

Nacionalidade: Americana (Estados Unidos)
Nascimento: 20 de novembro de 1965 (20/11/1965)
Local de Nascimento: Canoga Park – Califórnia – Estados Unidos

Começo da carreira de Jimmy Vasser

Vasser começou a correr de Kart aos 6 anos de idade, em 1986 Vasser tem sua primeira conquista em Formula ganhando a Formula Ford National Championship, Correu no Corvette Challenge em 1988.

E em 1989 e 1990 Vasser correu na F-2000 Canadense pelo time de Ken Murillo e com o patrocinador da LucasFilm.

Em 1990 e 1991 Vasser correu na Formula Atlantic na Della Penna Motorsports. Sendo que em 1991 Vasser ficou com o vice-Campeonato a 4 pontos do Filipino Jovy Marcelo com 7 Vitórias na temporada.

Vasser correu duas etapas da Indy Lights, em 1988 terminou em 10ºlugar no GP de Milwalkee e em 1989 correndo em Laguna Seca ele termina a corrida em 8ºlugar.

Capitulo 1: Equipe Jim Hayhoe Racing (1992-1994)

1992: Estreia Díficil

Vasser foi contratado pela Equipe de Jim Hayhoe para a estreia na Formula Indy que foi feita no GP da Austrália de 1992 da Formula Indy em Surfers Paradise, com um Lola-Chevrolet o piloto largou em 17ºlugar e acabou abandonando a corrida na 49ªvolta por causa de Problemas Elétricos. Vasser marcou seus primeiros pontos no GP de Long Beach após grande Exibição largando de 13ºlugar e chegando em 7ºlugar na frente de pilotos como Scott Pruett e Hiro Matsushita que tinham equipamentos melhores do que o carro de Vasser.
Para as 500 milhas de Indianápolis Vasser conseguiu lugar no Grid largando em 28ºlugar com a velocidade de 222.313 Milhas por Hora (357,701 Km/h), Mas Vasser não foi feliz em sua estreia, ele acabou batendo na 95ªVolta e abandonou a corrida.

A Hayhoe era um time modesto da Formula Indy e por isso Vasser não pode fazer todas as corridas da Temporada, por isso também houve muitas quebras, tanto é que apenas 3 vezes o piloto acabou a corrida (Cleveland e Laguna Seca), mas todas elas com voltas atrás do Vencedor, Marcou pontos em mais duas ocasiões (Toronto, Mesmo abandonando a corrida ele ficou em 12º e em Laguna Seca ele ficou novamente em 12º apesar de se envolver com o Canadense Paul Tracy em um acidente que tirou Tracy da corrida. Vasser completou a temporada de 1992 em 22ºlugar com 8 pontos Ganhos em 10 corridas disputadas, apesar dos problemas o Norte-americano iria continuar na Hayhoe em 1993.

Jimmy Vasser
País: Estados Unidos
Equipe: Hayhoe Racing
GPS: 10
Número de Voltas: 761
Vitórias : 0
Poles : 0
Pódios: 0
Pontos: 8
Voltas na Liderança: 0

Fotos:

1993: O Primeiro pódio

Para 1993 Vasser fez seu segundo ano na Hayhoe Racing, dessa vez ele correu em 12 corridas das 16 que foram disputadas na temporada de 1993, numa temporada em que Tinha como a sua principal Estrela o Piloto Nigel Mansell, campeão de 1992 da Formula 1 e Emerson Fittipaldi como seu principal adversário, Vasser não teria muito para fazer com um time modesto, ele deveria melhorar seu desempenho de 92.

Só que Vasser levou tão a sério a missão de melhorar o seu desempenho, já conseguindo o 9ºlugar no Grid do GP da Austrália, Na corrida ele acabou batendo na 12ªvolta e deixando a corrida cedo.

Mas em Phoenix Vasser teria seu primeiro momento de Glória na IndyCar, Após largar em 9ºlugar Vasser se aproveitou os erros de outros adversários com equipamentos mais competitivos e após as 200 voltas Jimmy Vasser com o Carro Da Hayhoe Lola-Chevrolet conquistou a terceira posição atrás apenas do Vencedor Mário Andretti e do 2ºlugar o Brasileiro Raul Boesel, Vasser chegou na Frente de Al Unser jr., Teo Fabi e Arie Luyendyk que tinham carros superiores do que o Piloto do carro 18.

Nas 500 milhas de Indianápolis, Vasser teve menos dificuldade para classificar, largou em 19ºlugar e completou a corrida em 13ºlugar a 2 voltas do Vencedor Emerson Fittipaldi.
Mas nas outras corridas Vasser voltou a rotina do ano passado, classificando na parte intermediaria para Trás no Grid de largada, mas nas corridas os pontos já eram mais constantes, tanto isso que mesmo disputando 12 corridas na Indy em 1993 Vasser completou 8 corridas e em 6 delas na zona de pontuação sendo que sua maior pontuação sem contar o pódio de Phoenix foi o 8ºlugar em Milwaukee e o 9ºlugar em London, Ambos em oval, Já nos mistos já foi mais difícil pois poucos pontos foram conseguidos nesse tipo de pista, Durante a Temporada Vasser trocou o motor do seu carro, no começo do Ano ele usou os motores Chevrolet, Mas em Indianápolis e em Toronto, Loudon, Vancouver, Mid-Ohio e Laguna Seca ele usou os motores Ford, Suas melhores Classificações no Grid de largada foram 3 vezes um 9ºlugar (Surfers Paradise, Phoenix e Mid-Ohio). Vasser completou a temporada em 16ºlugar com 30 pontos ganhos, Numa temporada em que tivemos grandes pilotos correndo na Indy podemos dizer que foi um ano bem melhor para Vasser com a Hayhoe Racing, time que ele iria permanecer para 1994.

Jimmy Vasser
País: Estados Unidos
Equipe: Hayhoe Racing
GPS: 12
Número de Voltas: 1305
Vitórias : 0
Poles : 0
Pódios: 1
Pontos: 30
Voltas na Liderança: 0

Fotos:


1994: Seu primeiro ano completo e a consolidação na Indy

Vasser iria para 1994 para confirmar seu nome de vez na categoria, pelo terceiro ano seguido Vasser correria pela Hayhoe Racing, Mas dessa vez a Equipe correria a temporada toda, a bordo do carro 18, Com o Chassis Lola e Motor Ford Vasser largou na Austrália em 10ºlugar e após uma corrida confusa terminou a corrida em 4ºlugar já marcando um bom inicio de temporada, Em Phoenix Vasser Trocou o Chassis Lola pelo Novo Chassi Reynard que tinha Recém-Chegado a Formula Indy mais uma vez largou em uma boa posição no Grid de largada, 11ºlugar e mais uma vez escapando de confusões completou a corrida em 5ºlugar.

Com os resultado das duas primeiras corridas Vasser era o Vice-líder do campeonato Empatado com Stefan Johansson com 22 pontos atrás somente de Emerson Fittipaldi, isso já chamava atenção de todos, principalmente por esta em um time com estrutura modesta.

A partir das provas seguintes Vasser sentiria além da Maquina que a Penske colocou na pista como a Falta de estrutura de sua equipe, Vasser nas 500 milhas de Indianápolis conseguia a 16ªposição no Grid e numa bela corrida completou em 4ºlugar mais uma vez escapando dos problemas, 11ºlugar em Milwaukee. Vasser passaria por 5 corridas em que ele não completaria a corrida seja por quebras ou por acidente, entre os acidentes um entre ele e Michael Andretti na briga por posições na parte da Frente numa precipitação por parte do Andretti, Vasser só completou uma corrida no GP de Mid-Ohio, Mas somente em 14ºlugar, Apenas mais uma vez Vasser conseguiu pontuar em 94, foi em Loudon onde ele largou em 11ºlugar e chegou em 7ºlugar, Mais uma vez na Temporada Vasser tem melhores Resultados nos Ovais do que nos mistos, Mas era evidente que a Equipe tinha ficado para trás no desenvolvimento de seu carro, por isso a sua temporada foi prejudicada.

Ao final da temporada Vasser completou em 15ºlugar com 42 pontos tendo como melhores resultados 2 Vezes em 4ºlugar (Austrália e Indianápolis) e como melhor Grid em Portland onde ele largou em 6ºlugar que seria até o final da temporada de 1994 o melhor grid da Equipe e da Carreira de Vasser.

Após 3 anos na Hayhoe, Vasser decide mudar de Equipe, Vai para a ascendente Chip Ganassi de onde ele vive seus melhores anos na Formula Indy, Mas isso fica para o Segundo capitulo desse especial.

Jimmy Vasser
País: Estados Unidos
Equipe: Hayhoe Racing
GPS: 16
Número de Voltas: 1462
Vitórias : 0
Poles : 0
Pódios: 0
Pontos: 42
Voltas na Liderança: 0

Fotos:



Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Corridas Históricas: GP dos Estados Unidos de 1986

Sknxe6of

Grid de Largada:

1 Ayrton Senna Lotus/Renault 1’38.301
2 Nigel Mansell Williams/Honda 1’38.839
3 Nelson Piquet Williams/Honda 1’39.076
4 René Arnoux Ligier/Renault 1’39.689
5 Stefan Johansson Ferrari 1’40.312
6 Jacques Laffite Ligier/Renault 1’40.676
7 Alain Prost McLaren/TAG 1’40.715
8 Riccardo Patrese Brabham/BMW 1’40.819
9 Keke Rosberg McLaren/TAG 1’40.848
10 Eddie Cheever Lola/Ford 1’41.540
11 Michele Alboreto Ferrari 1’41.606
12 Gerhard Berger Benetton/BMW 1’41.836
13 Thierry Boutsen Arrows/BMW 1’42.279
14 Johnny Dumfries Lotus/Renault 1’42.511
15 Derek Warwick Brabham/BMW 1’42.558
16 Martin Brundle Tyrrell/Renault 1’42.815
17 Teo Fabi Benetton/BMW 1’43.658
18 Philippe Streiff Tyrrell/Renault 1’43.796
19 Christian Danner Arrows/BMW 1’44.259
20 Jonathan Palmer Zakspeed 1’44.401
21 Alan Jones Lola/Ford 1’44.450
22 Piercarlo Ghinzani Osella/Alfa Romeo 1’45.059
23 Andrea de Cesaris Minardi/Motori Moderni 1’46.705
24 Alessandro Nannini Minardi/Motori Moderni 1’47.230
25 Allen Berg Osella/Alfa Romeo 1’48.682
26 Huub Rothengatter Zakspeed 1’49.680

Hceiq4ba

Senna Dá o Troco nos franceses e vence em Detroit numa magnifica apresentação.

Na pista de rua de Detroit, uma pista de baixa velocidade e dura para os pilotos que não permitia o erro para qualquer piloto. Pois esse erro quase que certamente custaria a corrida para qualquer piloto. Principalmente num campeonato onde Prost com 29, Mansell e Senna com 27 disputavam pau a pau a liderança do campeonato.

Na primeira fila tínhamos Ayrton Senna da Lotus que faria a 4ªpole em 7 corridas do campeonato com Nigel Mansell em 2º, Nelson Piquet com a Williams e René Arnoux de Ligier dividiram a segunda fila e Stefan Johansson com a Ferrari e Jacques Laffite na 3ªfila, O Líder do campeonato Alain Prost largava em 7ºlugar apenas. A corrida trazia a substituição de Partick Tambay que não se recuperou do acidente que lhe tirou do GP do Canadá o Norte-americano Eddie Cheever que conseguiu fazer um ótimo Trabalho e largaria em 10ºlugar.

Jgcxxevc

Na Largada Senna mantem a ponta com Mansell em 2º, Arnoux em 3º e Piquet em 4º, Senna em 1º, Mas estava muito ameaçado por Mansell que estava pressionando a Senna. Ao termino da primeira Volta a Classificação era essa: 1. Senna, 2. Mansell, 3. Arnoux, 4. Piquet, 5. Johansson, 6. Prost, 7. Laffite, 8. Alboreto, 9. Cheever, 10. Rosberg. Huub Rothengatter se quer largou por causa de problemas elétricos.

Na segunda volta Senna se mantia na frente com Mansell e Arnoux em sua cola enquanto isso Johansson tentava tomar a 4ªposição de Nelson Piquet. No Começo da 3ªVolta Mansell usando da sua potência do Williams-Honda ultrapassa a Senna e assumiu a ponta da corrida e começou a abrir de Senna que teria de segurar os ataques de Rene Arnoux com a sua Ligier que vinha em Grande momento no Campeonato. Além dessa briga tinha a batalha pelo 4ºlugar (Piquet e Johansson) e o 6ºlugar entre Prost e Laffite. Ou Seja, Williams, Lotus (De Senna), Ligier e Alain Prost com a Mclaren estavam disputando a corrida. Alessandro Nannini com a sua Minardi número 24 deixava a corrida na 4ªvolta, problemas de Turbo (que não era novidade nenhuma se tratando de um motor tão fraco como o Motori Moderni).

Ugdvewxw

Mansell estava abrindo de Senna e de Arnoux que lutavam pelo segundo lugar, Derek Warwick na volta 4 já fazia uma primeira parada nos boxes caindo para as últimas posições. Arnoux tentou passar Senna na volta 5. Só que Senna segurou a posição e Arnoux perdeu terreno nessa disputa. Com isso Nelson Piquet foi se aproximou mais de Arnoux e Deixou Johansson para Jacques Laffite que já passava a Prost e pressionava o Sueco com a Ligier que rendeu muito bem na pista norte americana.
Apesar da Pista travada a prova proporcionava no começo boas disputas por posição. A Classificação após 5 voltas era a Seguinte: 1. Mansell (9:00.756) – 2. Senna (a 4.059) – 3. Arnoux (a 4.436) – 4. Piquet (5.651) – 5. Johansson (6.441) – Laffite (a 6.990) – Prost era o 7º, Alboreto o 8º, Cheever o 9º e Berger em 10º.

Johansson começava a sentir a força da Ligier de Laffite pressionando ao Piloto da Ferrari mais bem posicionado na pista, Apesar da Ferrari não estava bem no campeonato o Time também teve um desempenho bom em Detroit. Enquanto isso Mansell que tinha 4 segundos de vantagem para Senna simplesmente perdeu toda a vantagem e via o Brasileiro pressionando ao Leão na luta pela ponta e Arnoux chegava nessa briga também.

Com muito mais carro Senna só espero o momento certo para tomar a ponta de Mansell, no final da volta 7 Senna passou a Mansell e assumiu a ponta da corrida, Arnoux na reta dos boxes no começo da volta 8 também se aproveitou do problema de Mansell  e assumiu o segundo lugar. Já Laffite pressionava a Piquet pela 4ºposição, a Ligier passava pelo melhor momento da temporada e com um carro que poderia até ser um carro para combater o domínio de Senna na corrida sendo assim os grandes adversários do Brasileiro na prova.

Gxa8vzzm

Gerhard Berger enquanto isso abandonaria a corrida com problemas de Motor na 8ªvolta, Va volta 9 Keke Rosberg foi para os boxes para tentar uma tática diferente, Mansell tentava recuperar o 2ºlugar de Rene Arnoux, Mas já tinha atrás Jacques Laffite que tinha superado Já a Nelson Piquet e assumido a 4ªposição. Piercarlo Ghinzani foi para os boxes para fazer reparos mecânicos no frágil carro da Osella com o Motor alfa Romeo. Classificação após 10 Voltas: Senna (17:57.954) – Arnoux (a 4.026) – Mansell (a 4.359) – Laffite (a 4.941) – Piquet (a 7.709) e Prost (a 9.178).

Johansson perdeu o 6ºlugar para Prost e era pressionado pelo seu companheiro de Equipe Michele Alboreto que tinha em 8ºlugar chegando para lutar por posições mais a frente.

Senna continuava sentando a Bota, Liderando e abrindo mais e mais para Arnoux que segurava a Mansell e Laffite e para desespero dos adversários Senna não tinha necessidade de poupar combustível para terminar a corrida por ser Detroit uma pista de baixa velocidade, Na 11ªVolta, Laffite assumiu o 3ºlugar na corrida passado Mansell. As Ligier só tinham Senna pela frente, Mas o desempenho dos dois franceses com os carros da equipe Francesas era impressionante. Mas ainda sim menos do que o desempenho da Lotus de Ayrton Senna que fazia na volta 11 a melhor volta da corrida com 1:44.448 – Média de 138.673 Km/h (86.167 Mph).

Laffite estava com um ritmo melhor de corrida do que a seu companheiro de equipe Rene Arnoux e iria buscar o 2ºlugar na corrida Keke Rosberg abandonaria a corrida com problemas de Transmissão, ele que poderia fazer uma grande corrida já que ele costuma se da bem em pistas de Rua e seguia a briga entre Arnoux e Laffite pelo segundo lugar na corrida, Senna acabou indo para os boxes na volta 14, não foi uma parada programada, ele acabou tendo de parar por causa de um pneu furado, Com isso Arnoux assumiu a ponta da corrida com Laffite em 2ºlugar.

Os dois carros da Ligier comandavam a corrida, depois de muito tempo a Ligier voltava a Dominar a corrida dessa forma. Cheever que substituía a Partick Tambay  estava em 9ºlugar, na frente de Riccardo Patrese e de Thierry Boutsen, fazendo uma boa corrida o piloto norte-americano. Mansell na Volta 15 fazia a melhor volta da corrida 1:44.314 – Média de 138.851 Km/h – 86.278 Mph, Mansell vinha pela 3ªposição.

Classificação após 15 voltas completadas: 1. Arnoux (26:50.237) 2. Laffite (a 0.494) 3. Mansell (a 6.017) 4. Prost (a 8.823) 5. Piquet (a 13.697) 6.Alboreto (a 14.571) 7. Johansson , 8. Senna, 9. Cheever, 10. Patrese e Boutsen em 11º. Martin Brundle deixaria a corrida na volta 15 com problemas Elétricos, Ghinzani também abandonaria a corrida com problemas no Turbo do motor Alfa-Romeo (Chamar esse motor de Turbo é uma piada).

El55ziqq

Senna começava a busca a recuperação na corrida enquanto isso Laffite Buscava passar a Arnoux para tomar a ponta da corrida. Na Volta 17 Senna passava a Johansson e já assumia o 7ºlugar. Laffite foi com tudo para cima de Arnoux e na volta seguinte ele conseguiria passar o seu companheiro de equipe para assumir a ponta da corrida. Com 42 anos Laffite era Líder da corrida e andando no melhor da sua forma, Enquanto Arnoux começaria a  ficar para Nigel Mansell que começava a chegar em Arnoux e até no Laffite para lutar pelas 2 primeiras posições da corrida, Mas também Nelson Piquet vinha para a Briga, ele fazia a melhor volta da corrida com 1:43.981 baixando o tempo para a casa dos 1:43 pela primeira vez na corrida. Média de 139.296 Km/h – 86.554 Mph na volta 18.

Mansell continuava retirando diferença para Arnoux  enquanto Prost e Piquet tentavam chegar nessa briga, Mas Senna já vinha em 6ºlugar e estava mais rápido que todos os pilotos que estavam na frente, Mostrando que ele era o homem a ser batido nesse circuito. Laffite não abriu muito sobre Arnoux e que via Mansell cada vez mais perto de Arnoux.

Laffite viu sua diferença sumir quando perdeu tempo para passar Christian Danner que era o 17ºcolocado e viu René Arnoux ainda por cima fez a melhor volta da corrida com 1:43.315 – média de 140.194 km/h – 87.112 Mph e abria um pouco sobre Mansell que era o Terceiro lugar.

Mansell também perderia algum tempo para passar Christian Danner. Classificação após 20 voltas:  1. Laffite (35:35.454) 2. Arnoux (a 0.664) 3. Mansell (a 3.287) 4. Prost  (a 6.039) 5. Piquet (a 9.650) 6. Senna (a 17.698).

Agora Arnoux perdia um tempo para passar a Zakspeed de Jonatham Palmer, com isso Laffite abriu um pouco sobre o seu compatriota, Mansell seguia perto e Senna estava a Caça de Piquet na luta pelo 5ºlugar, Com os pneus mais novos o Ritmo de Senna seria bem superior ao dos outros carros que estavam com pneus de 20 voltas e bem desgastados.

Mansell colava de vez em Arnoux. Só que na curva seguinte Arnoux conseguia fugir um pouco do Alvo do Mansell. (tava difícil bater os carros Azul e Branco em Detroit) Atrás de Arnoux e de Mansell vinha Prost que estava quieto, quieto em 4ºlugar fazendo uma corrida de cabeça já que a Mclaren parecia não ter rendimento para lutar de igual para Igual com Senna, As Williams e as Ligier e Piquet estava perto de Prost tentando lutar pelo 4ºlugar na corrida, Mas Senna já estava chegando nos 2 pilotos.

Derepente no final da Volta 24 Mansell ficava mais para Prost que ameaça o 3ºlugar de Mansell, enquanto isso Senna fazia 1:43.284 e tomava de Arnoux a melhor volta da corrida com 140.236 km/h – 87.138 Mph.

Prost chegava de vez em Mansell e Piquet também colado em Mansell na Luta pelo 3ºlugar na corrida. Classificação após 25 voltas completadas: 1. Laffite (44:21.069) 2. Arnoux (a 1.459) 3. Mansell (3.573) 4. Prost (a 3.904) 5. Piquet (a 4.998) 6. Senna (a 9.618).

A Partir dai começava o Show de Senna sobre o Resto, ele se aproximava de Piquet, Prost, Mansell e de Arnoux que estavam num grupo só na briga pelo segundo lugar. Essa briga dava um sossego para Laffite que tinha uma folga na ponta da corrida, Na volta 27 Os 5 pilotos estavam todos juntos e Piquet acabou aproveitando um Vacilo de Prost e passou para o 4ºlugar e Senna também no final da Volta 27 Passou a Prost e assumia o 5ºlugar. Arnoux foi para os boxes para a sua parada nos boxes. Laffite perdia o seu escudo que estava sendo seu companheiro de equipe, Agora tinha Mansell, Piquet, Senna e Prost na luta pelo 2ºlugar, Mansell e Piquet duelavam pela primeira posição, Mas com Senna na cola deles e Prost um pouco mais atrás, estavam ai os 4 grandes pilotos da temporada. Streiff nos boxes para a sua troca de pneus.

A corrida chegava na sua metade e Senna tinha muita vantagem sobre os seus concorrentes na corrida. Piquet passou Mansell e assumiu o segundo lugar  na volta 29. O Leão não teria sossego e enfrentaria Senna e pela terceira vez na corrida fazia a ultrapassagem nesse local da pista perto da reta dos boxes e assumia a 3ªposição.

E a corrida ganhava em Emoção Piquet colou em Laffite e não tomou conhecimento do Francês da Ligier e passou para a ponta da corrida e Senna foi para cima de Laffite e passou para o 2ºlugar. Piquet era o 1º Mas Senna estava em situação melhor que o Piquet pois já tinha trocado os pneus e teria pneus melhores que Piquet, Mas Piquet quando trocasse os pneus ele poderia ir até o final da corrida enquanto Senna poderia fazer uma Segunda parada. Prost fez a parada 2 voltas atrás enquanto Laffite fez a parada na volta 30, estávamos a metade da corrida de onde o Estreante Allen Berg não iria chegar, Pois a parte elétrica do seu Osella deu problema e fez o Canadense abandonar a corrida. Michele Alboreto foi para os boxes de onde a Ferrari deu mancada e fez uma parada muito ruim.
Piquet conseguia abrir sobre Senna, Mansell foi para os boxes, e com uma parada de 12.80 ele voltou longe das primeiras colocações, Só faltava Piquet fazer sua troca, Ele estava postergando a sua parada no máximo possível e estava fazendo o certo já que na volta 34 ele fez a melhor volta da corrida: 1:42.911 – Média de 140.744 Km/h – 87.454 Mph, mostrando que o pneu ainda rendia bem.

Classificação após 35 Voltas: Piquet, Senna, Prost, Arnoux, Laffite, Mansell, Patrese, Johansson, Alboreto, Cheever. Jones Abandonou a corrida na volta 33 com problemas de Direção. Senna fazia a melhor volta da corrida na volta 35 com 1:42.781 – Média de 140.922 Km/h – 87.565 Mph, ou Seja, ainda inferior a velocidade da Maquina do Tempo do de Volta para o Futuro que tem que chegar a 88 mph por hora para viajar no tempo.

Eddie Cheever que fazia uma boa apresentação em Detroit teve o mesmo problema de Jones que foi o companheiro de equipe do norte-americano e deixaria a corrida. Dumfries fez sua parada que acabou sendo horrível (23 segundos de parada nos boxes), péssima parada da Lotus.

Mesmo sem o Sol escaldante Ao passar da corrida as vitimas do calor aumentava, Teo Fabi que fazia corrida discretíssima abandonou com problemas de Câmbio na volta 37. Enquanto isso Piquet continuava na ponta da corrida com a mesma vantagem sobre Senna, impressionante que ele estava com os mesmos pneus da largada e não dava sinal de desgaste dos compostos.

Só que a brincadeira acabou para Piquet, ele fez a sua parada na volta 39, e a Williams acabou fazendo uma parada péssima, 18 segundos em sua troca. Com isso Senna era o líder da corrida e com muita tranquilidade a partir daquele momento, Mas agora ele tinha um pneu de 25 voltas contra pneus dos seus concorrentes. Com isso Senna inteligentemente fez sua 2ªparada e a Lotus caprichou fazendo a parada em 8.28 segundos.

Classificação após 40 Voltas: Senna 1:10:43.642 – Piquet a 11.476 – Prost a 13.201 – Arnoux a 13.715 – Laffite a 19.298 – Mansell em 6º Johansson em 7ºlugar teve problemas elétricos e acabou deixando a corrida deixando essa posição para Patrese em 7º  e Alboreto em 8ºlugar. Do segundo ao Sexto lugar tinha disputa forte.

Nelson Piquet na volta 41 fez a melhor volta da corrida com 1:41.233 – Média de 143.077 Km/h – 88.904 Mph finalmente mais rápido que o Carro do de volta para o Futuro. Mas na Volta seguinte tentando se recuperar do Prejuízo Piquet acabou errando e cometendo um acidente e abandonou a corrida. Isso deixou Senna mais tranquilo na ponta. O Carro de Piquet estava em um ponto muito perigoso da pista e precisaria ser retirado logo para que não ocorresse mais acidentes. Arnoux passou Prost e assumia a segunda posição da corrida.

Classificação após 43 voltas completadas: 1. Senna – 2. Arnoux – 3. Prost – 4. Laffite – 5. Mansell – 6. Alboreto – 7. Patrese – 8. Dumfries – 9. Palmer – 10. Boutsen. Com apenas 14 carros na corrida e restando ainda 20 voltas para o final. Esse número iria cair para 12 com a quebra no Câmbio de Andrea de Cesaris que até andou muito para uma Minardi naquela época que geralmente andava só 10 voltas na volta 44 e Thierry Boutsen que se acidentou e abandonou a corrida na volta 45.

Classificação após 46 voltas: Senna (1:21:07.024) – Arnoux a 11.548 – Prost a 22.904 – Laffite a 30.209 – Mansell a 1:25.311 – Alboreto a 1:37.721.

Zgpx8aya

O Carro de Piquet continuava em local perigoso e podendo ser atingido por algum piloto, e na volta 47 isso aconteceu, Rene Arnoux que fazia grande corrida em 2ºlugar acabou batendo os destroços de Piquet e abandonou a corrida. Com isso Prost assumiu a 2ªposição e Laffite em 3º vinha com apetite para ganhar a posição de Prost, Mas uma crítica dura para os organizadores da corrida que se mostraram incompetentes para tirar um carro em local perigoso para que não tivéssemos vitimas como o Rene Arnoux, Uma desorganização que se repetiu por anos em Detroit. Exemplo disso: Detroit 1991 na Formula Indy.

Arnoux talvez fosse o único que poderia ameaçar a vitória do Senna, agora o Brasileiro tinha mais de 20 segundos para Prost que era o seu mais próximo adversário e que não estava com um carro tão bom assim no dia de hoje, Mas tinha uma distância boa para Laffite que era o terceiro lugar.

Já Michele Alboreto iria tomar 1 volta de Ayrton Senna logo, O Italiano vinha em 5ºlugar e no decorrer da corrida ficou sem ritmo de corrida assim como o Inglês Nigel Mansell que estava perto também de tomar volta do líder. E Mesmo depois do acidente de Arnoux o carro de Piquet continuava no mesmo lugar numa total forma de desorganização. Apesar de ser uma curva de baixa os riscos para a formula 1 são incalculáveis. Só depois de quase 10 voltas O Carro de Piquet foi retirado do Local (O que demorou para acontecer).

Qgspdnho

Classificação após 50 voltas: 1. Senna (1:28.02.980) 2. Prost (a 33.359) 3. Laffite (a 37.101) 4. Mansell (a 1:39.399) 5. Alboreto (a  1 Volta) 6. Patrese (a 1 Volta). Quem se aproximava de Prost naquela altura do campeonato era Jacques Laffite que vinha muito bem com a Ligier em 3ºlugar e tentaria o ataque para cima de Prost que apesar do 2ºlugar estava longe de ter um carro com desempenho para brigar por vitória, na 51ªvolta Senna se preparava para colocar 1 volta em cima de Mansell e é exatamente o que acontece Senna não teve problemas para colocar volta em Mansell.

Restavam agora 12 voltas para o final da corrida e só 11 pilotos estavam na corrida e a única briga naquele momento era a de Prost com Laffite pelo 2ºlugar e só seriam 10 pois Christian Danner com problemas elétricos deixaria a prova só com 10 participantes dos 26 que alinharam e dos 25 que largaram pois Rothengatter alinhou mais teve problemas antes mesmo da largada o que impediu ele de correr. Classificação após 53 voltas: 1. Senna (1:33:12.442) – 2. Prost (a 43.891) 3. Laffite (a 45.771) 4. Mansell (a 1 Volta) 5. Alboreto (a 1 Volta) 6. Patrese (a 1 Volta)

Laffite pressionava forte a Prost na luta pela segunda posição, numa briga de dois franceses, Laffite não toma conhecimento de Alain Prost, ele toma a parte de Dentro da curva e ultrapassa o seu compatriota e assume o segundo Lugar, Mas um segundo lugar que estava a 40 segundos de Senna que começava a administrar a sua vantagem para os demais após uma corrida em que ele deu um show, tanto é que Mansell começou a acompanhar a Senna e até mesmo a tirar a volta de atraso que ele tinha sobre Senna que não se importou de deixar o Inglês passar para que ele recuperasse a volta na corrida.
Laffite em segunda ainda não tinha seu 2ºlugar garantido, até por que Prost estava bem perto para tentar tomar de volta o segundo lugar. Alboreto se aproximou muito de Senna e também recuperou a volta em cima do Brasileiro na volta 60 na mesma volta Mansell acabou errando a curva, e perdendo muito tempo fazendo assim Alboreto esta em 4ºlugar, Mansell voltou para a corrida. Classificação após 60 Voltas: Senna (1:45.37.407) 2. Laffite (a 44.268) 3. Prost (a 47.422) 4. Alboreto (1:45.000) 5. Mansell (a 1 Volta) 6. Patrese (a 1 Volta).

Senna só administrou a sua enorme vantagem para conquistar sua 4ªvitória na carreira e a 2ºno Ano o que representou a liderança do campeonato com 36 pontos contra 33 de Prost que só conseguiu o 3ºlugar pois na frente de Prost veio o Bom e Veio Jacques Laffite em Grande fase.

It4msyfb

Senna no final da corrida fez algo que lavou a alma de todos os brasileiros, parou perto de um muro e pela primeira vez Senna pega uma bandeira do Brasil, um símbolo que seria a partir dessa corrida uma constante em sua carreira e principalmente um dia depois do Brasil ter perdido de maneira tão dramática como perdeu da França nas quartas de final da copa do mundo. Alboreto em 4º, Mansell em 5º e Patrese em 6º completaram a zona de pontuação. Dumfries, Palmer, Streiff e Warwick foram os que resistiram à corrida além dos seis primeiros colocados. Foi uma prova desgastante demais para todos os pilotos.

Dq282d5s

Resultado Final do GP dos Estados Unidos de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva