Formula 1 na lama da manipulação – O show que matou a credibilidade da categoria em 2021

A FIA e a Liberty Media jogou no lixo o resto de credibilidade que a Formula 1 tinha segurado. 18 dias após a decisão do título, ou como vocês preferirem a farsa ou a armação que aconteceu no dia 12 de Dezembro de 2021. Quando um diretor corrupto chamado Michael Mais optou em rasgar o regulamento e gerar um resultado completamente injusto.  Se o objetivo era proporcionar o show em detrimento do esporte o tiro acabou saindo pela culatra, por vários motivos:

Nas últimas 4 corridas, ficou bem claro que a Formula 1 favoreceu demais Verstappen, muito além da conta. Principalmente pelas punições não aplicadas ao piloto da Red Bull e quando foram aplicadas foram muito brandas. Exemplo disso foi o Brake Test que o piloto holandês fez em cima de Lewis Hamilton em Jeddah, em que sua punição foi de 10 segundos quando deveria ter levado uma bandeira vermelha. A intenção de Verstappen nas últimas corridas do ano era tentar provocar um acidente para tirar seu rival de uma corrida, assim como fez de forma irresponsável no GP da Itália. E ainda teve gente que defendeu Max e ainda culpou Lewis pelo incidente.

Depois da corrida, a revolta da maioria dos fãs da Formula 1 pelo mundo se espalhou, todos eles pedindo justiça para Lewis Hamilton e acusaram Mais de violar as regras para privilegiar o espetáculo em detrimento do esporte. Criou-se até uma petição pedindo para que o resultado seja anulado e que Lewis Hamilton tenha seu título de volta, até esse presente momento tem mais de 39 mil assinaturas – Link para assinarem a petição: https://www.change.org/p/f1-motorsport-spectators-overturn-the-decision-of-the-abu-dhabi-grand-prix-lewis-should-be-the-winner

A Mercedes estava disposta a apelar do resultado no tribunal do esporte. Porém, não o fez e depois de alguns dias veio à explicação. Que se partisse para uma guerra judicial no Tribunal do esporte, que é comandada pela FIA, não teria imparcialidade para julgar o caso. Se fosse para a justiça comum, mesmo que ganhe de causa, a FIA iria ignorar a decisão da justiça comum e manteria o resultado do campeonato manipulado. Além disso, poderia provocar sansões e até mesmo exclusão da equipe nos campeonatos organizados pela Federação Internacional de Automobilismo.

A Reação da Mercedes foi o não comparecimento de Hamilton e de Toto Wolff na festa de gala da FIA e a Mercedes não participou da foto oficial da FIA para os carros campeões e da festa de gala.

Volta 56: Masi não autorizou a ultrapassagem dos retardatários.

Jlv93ipn o

Chegamos a volta 57, com ainda os retardatários entre Hamilton e Verstappen. Só haveria 2 opções: Ou a corrida recomeçava com os retardatários ou todos os retardatários passavam e recuperavam a volta e dai não daria para a corrida recomeçar.

Qqh2mfx1 o

A Red Bull reclama do procedimento e pressiona Masi.

80yzlixa o

Ai, Na curva 9 da 57ªVolta, Masi ordenou que só os pilotos que estavam entre Lewis e Verstappen recuperassem a volta. (Norris, Alonso, Ocon, Leclerc e Vettel). Dai o primeiro erro do diretor de prova. Segundo o regulamento, todos os pilotos que estavam uma volta atrás passar. O Sainz jr. que estava em 3º não tinha o direito de buscar passar Verstappen e Hamilton?

Ypcxxk6i o

Masi ordena o reinicio da prova na última volta, um procedimento que rasga o regulamento por completo. Quando os pilotos recuperam a volta, o safety car tem que esperar os competidores a se juntar ao bloco para ai sim ser ordenada a relargada. Como só tinhamos mais uma volta de corrida, então não haveria relargada.Eersphe4 o

Apesar de todo esse escândalo, ainda vemos jornalistas coniventes que disseram que o final da temporada de Formula 1 foi emocionante, se negando a falar que ouve uma polêmica pelo menos para não falar que foi um resultado manipulado. A cobertura da Band foi lamentável, dizendo que seria lamentável terminar o campeonato com Safety Car, quando souberam que os pilotos retardatários entre Hamilton e Verstappen iriam recuperar sua volta e que a corrida iria começar na volta final, estavam vibrando, pois teria um final de campeonato emocionante em 1 volta. Ou seja, um péssimo exemplo de jornalismo que não me surpreendeu nem um pouco, já que eu considero o nível de cobertura da categoria na Band uma droga, com um trabalho de jornalismo que chegava a beirar o deboche.

A maioria dos pilotos defenderam Verstappen, o antigo chefe da Formula 1, Bernie Ecclestone, no auge da sua ignorância dos seus 91 anos, Além de ter um discurso a favor de Max Verstappen, tem um discurso para tentar diminuir Hamilton, desde de mentiras (Como falar que Lewis estava fazendo joguinho psicológico em cima do piloto da Red Bull) até mesmo o absurdo de ironizar os manifestos antirracistas que existem antes das corridas. Também falou que o Mais fez o certo e que Lewis não deveria culpa-lo. Dai faço uma pergunta: Porque ainda ouvimos um velho senil? Só por que é cheio do dinheiro? Puxa-saquismo? Ou é pra ter visualização? Pois ele deveria ficar calado por tanta besteira que anda falando ou que sempre falou (Bernie já elogiou Adolf Hitler).

A Formula 1 sai muito menor ao final da temporada de 2021. Saí com a imagem arranhada, com um campeão de papel, feito com bases de Netflix ao invés de um campeão na pista. Isso com toda a ajuda e conivência que os comissários de corrida tiveram com Max nas últimas corridas da temporada… Como não ter punição no GP do Brasil, após ter jogado Lewis para fora da pista ou quando não deram bandeira preta pelo Break Test no GP da Arábia Saudita. E no final, não satisfeitos, o Grand Finale do circo, fechando com chave de lata toda essa farsa o final do GP de Abu Dhabi. Se a FIA tivesse vergonha na cara, eles deveriam contar o resultado final da corrida pela classificação na Volta 52. Ou seja, anular todas as 6 últimas voltas para não macular o resultado que foi feito na pista. Também deveria não só demitir de imediato Michael Masi pelo seu incompetente trabalho, como também investigar as contas bancarias do diretor de corrida da FIA. De repente, pode ter rolado sim uma compensação $$$ para que Masi rasgasse as regras para privilegiar Verstappen e o chamado show ao invés de manter a credibilidade do esporte.

A Formula 1 não é o maior evento do Mundo, até porque é uma mentira, pois existem as Olimpíadas e a Copa do Mundo que contradizem essa afirmação de Christian Horner. Nem mesmo o maior evento esportivo do Mundo. Esse título já foi para o Mundial de Motovelocidade. Aliás, uma coisa que a Liberty Media deveria fazer é baixar a bola e aprender algo com a Dorna como se faz um evento. A Formula 1 hoje, com seu formato não é muito atraente, ao contraio da MotoGP que tem um formato bem mais chamativo.

Um campeão de papel, com uma vitória em uma corrida de 3 voltas, uma vitória manipulada em Abu Dhabi e um Brake Test em Jeddah. A FIA Fabricou de forma hipócrita o campeão de 2021
Um campeão de papel, com uma vitória em uma corrida de 3 voltas, uma vitória manipulada em Abu Dhabi e um Brake Test em Jeddah. A FIA Fabricou de forma hipócrita o campeão de 2021

Para mim, Verstappen não merece as palmas, acho até que fizeram parte desse problema. Tenho saudades daquela Red Bull que tinha coisas tão legais no começo de sua história infelizmente virou uma equipe Ordinária, uma equipe sem sal, sem graça. Arrogante na aparência, uma moedora de carne de jovens pilotos sem qualquer escrúpulo. Em fim, poderia colocar um milhão de adjetivos que me dão razão de questionar a Red Bull de hoje.

Outra questão muito grave são os sites de apostas! Certamente tem muita gente que está pedindo seu dinheiro de volta, pois se sentiu lesado por ter perdido dinheiro por causa da manipulação da Formula 1. Prejuízo de milhões ou até mesmo de bilhões de dólares para quem apostou. É provável que não, mas se as empresas de apostas tiverem um pouco de honestidade devolveriam o dinheiro para todos os apostadores que apostaram nesse evento que foi fraudado aos olhos do mundo inteiro.

Lewis Hamilton é um campeão dentro da pista em 2021, mesmo com todo o favorecimento que a FIA, Liberty Media e seus asseclas a Max Verstappen, com um carro inferior a maior parte dessa temporada. Lewis também é um campeão fora das pistas com seus manifestos e suas causas igualitárias no meio de uma estrutura muito racista.

Lewis Hamilton sai muito maior dessa temporada, com um carro inferior ao carro da Red Bull, com a FIA jogando contra, sempre favorecendo Verstappen na cada dura e nas últimas corridas do campeonato isso ficou mais e mais evidente esse favorecimento. Mesmo com tudo isso, não conseguiram levar Verstappen vencer o mundial em condições normais. A FIA, a Liberty Media e o diretor de prova precisaram rasgar as regras para realizarem o objetivo que eles queriam. Todo mundo sabe que o campeão da temporada 2021 foi Lewis Hamilton, dentro das regras e contra tudo e contra todos da organização que comanda a categoria. E não adianta ficar falando – Ah, mais é muito triste acabar o campeonato com Safety Car na pista! Eu como resposta vou dizer: É muito triste acabar o campeonato com um resultado manipulado!

Lewis Hamilton tem todo o direito de decidir se vingar em 2022 ou abandonar a carreira na Formula 1. Caso decida pela segunda decisão, Lewis sairia como uma lenda do esporte e a Formula 1 vai sair perdendo muito. Ou seja, praticamente em todas as áreas a categoria vai sair no prejuízo.

Só resta agora, para quem acredita no esporte que haja uma pressão dos fãs da Formula 1 por duas causas que são urgente: 1. A Saída imediata de Michael Masi da direção de corrida e 2. O Encerramento da corrida contando o resultado na volta 52. Essas duas medidas vão consertar a situação que a Formula 1 se colocou. E pedimos para o público que realmente varioliza o esporte que assine a petição, não seja conivente com o que a FIA, a Liberty Media e Michael Masi fizeram. Se você quer mudar o mundo, comece a mudar essa situação agora, pois isso não tá legal não, não tá tudo bem não ao contraio de muita gente que acha que esta tudo bem!

Link para assinarem a petição: https://www.change.org/p/f1-motorsport-spectators-overturn-the-decision-of-the-abu-dhabi-grand-prix-lewis-should-be-the-winner

Resultado final do GP de Abu Dhabi após 52 voltas – O resultado da Pista (Antes da batida de Nicholas Latifi e sem o descumprimento do regulamento por parte de Michael Masi)

pos piloto equipe chassis motor Voltas Tempo
1 44 Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 52 1:17.23.000
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 52 a 11.909
3 11 Sergio Perez Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 52 a 38.691
4 55 Carlos Sainz Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 52 a 1:07.780
5 77 Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 52 a 70.520
6 22 Yuki Tsunoda Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 52 a 78.582
7 10 Pierre Gasly Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 52 a 81.296
8 4 Lando Norris McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
9 14 Fernando Alonso Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 51 a 1 volta
10 31 Esteban Ocon Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 51 a 1 volta
11 3 Daniel Ricciardo McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
12 16 Charles Leclerc Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 51 a 1 volta
13 5 Sebastian Vettel Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
14 18 Lance Stroll Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
15 47 Mick Schumacher Uralkali Haas F1 Team VF-21 Ferrari 065/6 51 a 1 volta
16 6 Nicholas Latifi Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 50 a 2 voltas – acidente
17 99 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 33 a 19 voltas
18 63 George Russell Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 26 a 26 voltas
19 7 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 25 a 27 voltas

Mundial de Pilotos – Campeonato decidido na pista:

pos piloto equipe chassis motor pontos
1 44 Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 394.50
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 388.50
3 77 Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 228
4 11 Sergio Perez Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 205
5 55 Carlos Sainz Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 161.50
6 4 Lando Norris McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 158
7 16 Charles Leclerc Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 158
8 3 Daniel Ricciardo McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 115
9 10 Pierre Gasly Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 106
10 14 Fernando Alonso Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 79
11 31 Esteban Ocon Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 73
12 5 Sebastian Vettel Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 43
13 18 Lance Stroll Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 34
14 22 Yuki Tsunoda Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 28
15 63 George Russell Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 16
16 7 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 10
17 6 Nicholas Latifi Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 7
18 99 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 3

Mundial de Construtores – Campeonato decidido na pista:

pos equipe chassis motor pontos
1 Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 622.5
2 Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 593.5
3 Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 319.5
4 McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 273
5 Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 152
6 Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 134
7 Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 77
8 Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 23
9 Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 13

Link para assinarem a petição: https://www.change.org/p/f1-motorsport-spectators-overturn-the-decision-of-the-abu-dhabi-grand-prix-lewis-should-be-the-winner

Obs:

Não propagamos nenhuma fake News nesse texto, só queremos que se faça justiça e que o resultado deixe de ser manipulado pela FIA, Liberty Media e Michael Mais.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Screens: Formula 1 – Sky Sports F1 – Mercedes – Red Bull

GP da Abu Dhabi – 22ªEtapa do Mundial de Formula 1 – 2021

Um dos capítulos mais bizarros da história na Formula 1. Um resultado claramente manipulado, com bilhões de pessoas vendo nas seus Televisores, Tablets, Computadores, Streams. Uma decisão muito da cara-de-pau que joga a credibilidade da categoria na lama.

Classificação

Verstappen, Perez, os pilotos da Ferrari e da Alpha Tauri entraram logo que disparado o cronometro. Os pilotos da Mercedes e Mclaren esperaram mais um pouco (3 minutos) para entrarem.

Max Verstappen não brincou no serviço e faz a melhor volta no começo da sessão, com 1:23.680, colocando 3 décimos em Yuki Tsunoda e 573 Milésimos de frente para Sergio Perez que não fez uma boa volta. Gasly passa para a segunda posição com 4 minutos de sessão, superando Tsunoda e Perez, mas ainda a 3 décimos atrás de Verstappen.

Hamilton foi abrir a primeira volta e marcou o melhor tempo com 1:23.266, Bottas marcou 1:23.377 e assumiu a segunda posição. Após essas voltas voadoras, os pilotos da Mercedes foram para os boxes, ao mesmo tempo em que Verstappen e Perez partiram para a segunda tentativa e ambos melhoraram, Verstappen passou para 2º a 56 milésimos de Hamilton e Perez pulou para 4º, a 311 milésimos de Hamilton, mas foi superado por Lando Norris que fez uma excelente volta.

Mick Schumacher acabou tirando um cone do lugar e Lando Norris ao completar a prova acabou levando o cone por alguns metros. Tivemos uma bandeira vermelha por causa desse cone. Não foi uma bandeira vermelha longa, ela terminou assim que o cone foi retirado da pista.

A 6 minutos do final: Hamilton, Verstappen, Bottas, Norris, Perez, Tsunoda, Ricciardo, Ocon, Alonso, Gasly (que teve a volta mais rápida cancelada), Sainz jr., Leclerc, Stroll, Russell e Giovinazzi estavam classificando para o Q2. Vettel em 16º e comandava a lista dos eliminados, juntamente com Raikkonen, Latifi, Mick Schumacher e Mazepin.

Assim que a sessão recomeçou, Giovinazzi foi o primeiro a sair, com os pilotos da Ferrari logo a seguir. Leclerc e Sainz jr. precisavam melhorar seus tempos, a sua classificação ainda não era nada sólida para o Q2. Vettel entrou 1 minuto depois e precisava melhorar seu tempo para classificar.

A menos de 3 minutos do final, Leclerc pula para 6ªposição e Sainz jr. para a 10ªposição. Nessa altura do campeonato, só Verstappen e Norris estavam nos boxes, ambos garantidos para o Q2. Hamilton e Bottas confirmaram as 2 primeiras posições, seguidos de Verstappen, Perez, Tsunoda e Leclerc.

Pierre Gasly foi o 7º, seguido de Norris, Sainz jr., Ocon, Ricciardo, Alonso, Stroll, Giovinazzi e Vettel que se safou da eliminação. A classificação terminou para Nicholas Latifi, George Russell, Kimi Raikkonen, Mick Schumacher e Nikita Mazepin.

Resultado do Q1:

pos piloto equipe chassis motor Tempo
1 44 Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 1:22.845
2 77 Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 1:23.117
3 33 Max Verstappen Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 1:23.322
4 11 Sergio Perez Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 1:23.350
5 22 Yuki Tsunoda Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 1:23.428
6 16 Charles Leclerc Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 1:23.467
7 10 Pierre Gasly Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 1:23.489
8 4 Lando Norris McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 1:23.553
9 55 Carlos Sainz Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 1:23.624
10 31 Esteban Ocon Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 1:23.764
11 3 Daniel Ricciardo McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 1:23.829
12 14 Fernando Alonso Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 1:23.846
13 18 Lance Stroll Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 1:24.061
14 99 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 1:24.118
15 5 Sebastian Vettel Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 1:24.225
16 6 Nicholas Latifi Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 1:24.338
17 63 George Russell Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 1:24.423
18 7 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 1:24.779
19 47 Mick Schumacher Uralkali Haas F1 Team VF-21 Ferrari 065/6 1:24.906
20 9 Nikita Mazepin Uralkali Haas F1 Team VF-21 Ferrari 065/6 1:25.685

Lewis Hamilton foi o primeiro a partir para a volta, seguido do companheiro de equipe (Bottas) dos pilotos da Alpha Tauri e da Red Bull. Nesses primeiros momentos, Daniel Ricciardo e os pilotos da Ferrari e Alpine não tinham saído dos boxes.

Na primeira tentativa, Lewis Hamilton saiu na frente, com 4 milésimos de frente para Verstappen e 61 milésimos de frente para Valtteri Bottas. Perez não fez nem de longe uma grande volta, tanto é que o mexicano é superado por Yuki Tsunoda e Lando Norris. Stroll, Giovinazzi, Gasly e Vettel completavam os 10 primeiros.

A 9:30 do final, Ricciardo, Leclerc, Sainz jr., Alonso e Ocon foram para a pista realizarem a 1ªtentativa. Os pilotos da Renault fizeram bons tempos, sendo Alonso em 5º e Ocon em 6º, mas foram os pilotos da Ferrari que se destacaram, principalmente o espanhol Carlos Sainz jr. que tomou o primeiro tempo do Hamilton por 11 milésimos e Leclerc foi para 4ªposição e se meteu entre Verstappen e Bottas.

Ao final da primeira metade do Q2, Sainz jr., Hamilton, Verstappen, Leclerc, Bottas,Tsunoda, Alonso, Ocon,, Norris e Perez estavam qualificados para o Q3. Ricciardo, Stroll, Giovinazzi, Vettel e Gasly precisavam melhorar para entrar na zona dos 10 primeiros colocados.

Vettel é o primeiro a sair na segunda tentativa de volta. Aos poucos, os outros pilotos foram para a pista. Com a noite começando a cair, um enorme trafego de pilotos se posicionando para fazerem a última volta, pelo menos, todos tiveram tempo para abrirem a última volta.

Lewis Hamilton conseguiu retornar a ponta a 10 segundos do final. Porém, os dois pilotos da Red Bull, escolhendo os pneus mais macios e tanto Max quanto Checo superaram seus adversários e ficaram nas 2 primeiras posições e iriam largar com os pneus macios, enquanto que os pilotos da Mercedes largariam com pneus médios.

Os eliminados foram Fernando Alonso da Alpine, Pierre Gasly da Alpha Tauri (uma surpresa o francês ter sido eliminado no Q2), Lance Stroll da Aston Martin, Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo e Sebastian Vettel da Aston Martin.

Resultado do Q2:

pos piloto equipe chassis motor Tempo
1 33 Max Verstappen Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 1:22.800
2 11 Sergio Perez Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 1:23.135
3 44 Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 1:23.145
4 55 Carlos Sainz Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 1:23.174
5 16 Charles Leclerc Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 1:23.202
6 77 Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 1:23.246
7 4 Lando Norris McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 1:23.256
8 22 Yuki Tsunoda Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 1:23.404
9 31 Esteban Ocon Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 1:23.420
10 3 Daniel Ricciardo McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 1:23.448
11 14 Fernando Alonso Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 1:23.460
12 10 Pierre Gasly Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 1:24.043
13 18 Lance Stroll Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 1:24.066
14 99 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 1:24.251
15 5 Sebastian Vettel Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 1:24.305

Após alguns minutos de pausa, os 10 melhores pilotos do Q2 foram para a decisão da última pole da temporada. Verstappen e Perez foram os primeiros a partirem para a volta. Já os pilotos da Mercedes foram para a pista uns 35 segundos depois.

Nessa primeira tentativa, Verstappen sobrou demais e marcou 1:22.109, mais de meio segundo de frente para Lewis Hamilton. Bottas acabou superado pela ótima volta de Yuki Tsunoda da Alpha Tauri. Carlos Sainz jr. completava os 5 primeiros colocados.

Sergio Perez foi usado como vácuo e por isso que o mexicano fez um tempo 18 segundos acima do tempo do Verstappen. O mexicano foi para a luta e partiu para a segunda volta, que lhe rendeu da 10ª para a 3ªposição a faltando 7 minutos para o fim do Q3.

A 6 minutos do final, com todos os pilotos nos boxes, a primeira fila será Verstappen a frente de Hamilton. Com o cancelamento da volta de Tsunoda por ter passado do limite da pista na curva 10, Sergio Perez e Valtteri Bottas estavam compondo a segunda fila. Sainz jr., Leclerc, Norris, Ocon, Ricciardo e Tsunoda completavam os Top 10.

3 minutos e 30 segundos para o fim da sessão, os pilotos da Red Bull e Mercedes saíram dos boxes para a última tentativa de volta. Lewis Hamilton tentou tirar a pole de Verstappen, mas o tempo de 1:22.480 não foi o suficiente para tirar a pole do piloto holandês. A primeira batalha foi vencida pelo piloto da Red Bull, mas ainda teríamos uma corrida de 58 voltas e Hamilton largaria na segunda posição.

Lando Norris conseguiu uma excelente volta e arrumou uma terceira posição, ficando na frente de Sergio Perez que vai largar em 4º, de Carlos Sainz jr. que vai largar em 5º e de Valtteri Bottas que vai largar em 6º. Tanto Perez como Bottas não poderiam ajudar no primeiro momento.

Completam as 10 primeiras posições: Charles Leclerc da Ferrari, Yuki Tsunoda da Alpha Tauri, Esteban Ocon da Renault e Daniel Ricciardo da Mclaren.

Grid de Largada:

pos piloto equipe chassis motor Tempo nº de Voltas
1 33 Max Verstappen Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 1:22.109 20
2 44 Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 1:22.480 19
3 4 Lando Norris McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 1:22.931 20
4 11 Sergio Perez Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 1:22.947 24
5 55 Carlos Sainz Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 1:22.992 22
6 77 Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 1:23.036 20
7 16 Charles Leclerc Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 1:23.122 23
8 22 Yuki Tsunoda Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 1:23.220 22
9 31 Esteban Ocon Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 1:23.389 20
10 3 Daniel Ricciardo McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 1:23.409 19
11 14 Fernando Alonso Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 1:23.460 12
12 10 Pierre Gasly Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 1:24.043 16
13 18 Lance Stroll Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 1:24.066 17
14 99 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 1:24.251 17
15 5 Sebastian Vettel Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 1:24.305 18
16 6 Nicholas Latifi Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 1:24.338 8
17 63 George Russell Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 1:24.423 7
18 7 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 1:24.779 8
19 47 Mick Schumacher Uralkali Haas F1 Team VF-21 Ferrari 065/6 1:24.906 9
20 9 Nikita Mazepin Uralkali Haas F1 Team VF-21 Ferrari 065/6 1:25.685 9

Domingo, 12 de Dezembro de 2021, o dia em que o mundo inteiro ficou ultrajada com a manipulação da FIA na decisão do Mundial de Formula 1.

A corrida só teria 19 pilotos, Nikita Mazepin foi contaminado com a Covid-19 e não pode correr.

O GP de Abu Dhabi começa com Hamilton largando melhor que Verstappen e assumindo a liderança, Norris vai para fora da pista e Perez assumiu a 3ªposição. O piloto da Mclaren perderia a 4ªposição para Carlos Sainz jr.

Logo na metade da primeira volta, no final da primeira reta oposta, Verstappen em manobra inconsequente colocou do lado de Lewis e praticamente jogou o carro do inglês pra fora da pista. Isso fez com que Lewis vazasse a chicane e ainda voltasse a frente, um lance discutível que para mim não deveria ter punição nenhuma, pois o piloto da Mercedes foi jogado para fora da pista. A decisão dos comissários em não punir Hamilton foi correta.

Se Verstappen pretendia abrir vantagem para Lewis Hamilton, acabou que a tática caiu por terra, pelo menos nas primeiras voltas. Perez vinha em 3º, Sainz jr. já muito longe liderava o segundo pelotão. Lando Norris, Charles Leclerc, Yuki Tsunoda, Valtteri Bottas, Esteban Ocon e Daniel Ricciardo completam os 10 primeiros colocados.

Leclerc passou Norris na 4ªvolta, porém, o piloto da Mclaren recuperou a posição. Já mais atrás, Vettel superou Stroll subindo para a 14ªposição.

Com 7 voltas completadas, Hamilton abria 2.1 segundos a frente de Verstappen, 5.5 segundos a frente de Perez e 13.3 segundos a frente de Sainz jr.. Nessa altura do campeonato, a tática dos pneus macios foi para o saco, hora porque a pista era de difícil ultrapassagem, ora porque os pneus macios não tiveram o rendimento esperado. A partir da 10ªVolta, Verstappen e Perez foram ficando para trás e Hamilton foi abrindo mais vantagem na liderança.

Sem rendimento, Verstappen vai para a parada na 14ªvolta e voltou em 5º, logo atrás de Lando Norris que acabou superado curvas depois pelo piloto holandês. Leclerc acabou saindo da pista e permitiu a Yuki Tsunoda passar o monegasco, que chegou a recuperar a posição, perderia na volta seguinte a posição em definitivo para o piloto nipônico.

Hamilton para na 15ªVolta, Perez assume a liderança, já com seus pneus desgastados. Hamilton voltou em 2º, com uma vantagem confortável para Max Verstappen que vinha em 4º, entre eles, estava Carlos Sainz jr.

Enquanto Hamilton continuava a fazer volta mais rápida em cima de volta mais rápida, Verstappen por sua vez, chega a dar uma pequena escapada da pista. Quando chega em Carlos Sainz jr. o espanhol ofereceu resistência a Max, mesmo com os pneus usados. A ultrapassagem do piloto da Red Bull aconteceu na metade da 18ªvolta. Porém, Hamilton abria 8.3 segundos de frente para Verstappen e estava chegando em Sergio Perez.

Sainz jr. parou na 20ªVolta, foi a mesma volta em que Hamilton chegou em Sergio Perez. O mexicano acabou não só endurecendo jogo como também fez uma pilotagem lenta e até de certo modo perigosa. Esse tipo de trabalho sujo merecia uma punição.

Com esse trabalho sujo de Perez (que parou na 22ªvolta), a vantagem de Hamilton que era de 8 segundos praticamente sumiu, despencou para 1.4 segundos sobre Verstappen. Yuki Tsunoda e Valtteri Bottas vinham em 3º e 4ºlugares, mas ainda teriam de fazer a parada. Sergio Perez voltou na 5ªposição. Alonso em 6º e Gasly em 7º ainda não tinham parado. Sainz jr., Vettel e Norris completavam a lista dos 10 primeiros colocados.

Hamilton voltou a aumentar a vantagem sobre Verstappen, o rendimento de Lewis era melhor que o desempenho de Max. Yuki Tsunoda parou na 24ªVolta, Bottas assumiu a terceira posição, junto de Alonso e Gasly teriam de fazer uma parada.

A corrida chegava perto da sua metade, mas dois pilotos não chegariam a essa metade. Kimi Raikkonen roda e acaba indo para os boxes, o finlandês acabou não voltando a pista e abandonando a corrida, foi seu último final de semana na Formula 1. Volta depois, George Russell tem problemas no seu carro e abandona a sua última corrida pela equipe Williams.

Após passada a metade da corrida, Hamilton estava 4 segundos de frente para Verstappen. Bottas que vinha na terceira posição, parou na volta 31 e volta com novos pneus e na 9ªposição, na volta seguinte, o finlandês passou a atacar Charles Leclerc. Foram 3 voltas de muita pressão, até que na 34ªVolta, Valtteri Bottas superou o piloto da Ferrari e subiu para a 8ªposição.

Na volta 36, Antonio Giovinazzi parou em uma área de escape. Foi o bastante para que o Safety Car virtual fosse acionado. Nesse meio tempo, a Red Bull chama Verstappen para fazer uma parada nos boxes e colocar pneus novos a fim de levar vantagem em cima de Hamilton. Perez, Leclerc e Ricciardo também pararam nos boxes, mas quem se deu bem foram Alonso e Gasly que fizeram a parada na 37ªvolta.

O Safety Car Virtual foi desativado na 38ªvolta, Verstappen tinha 17 segundos para tirar sobre Lewis Hamilton. Nas primeiras voltas, Verstappen faz a volta mais rápida da prova e começa a tirar 7 a 8 décimos por volta. Enquanto isso, Yuki Tsunoda passou Fernando Alonso, assumindo a 7ªposição, na 42ªVolta, seria a vez de Gasly superar o Príncipe das Astúrias. Uma boa corrida de recuperação do Piloto francês que subia para a 8ªposição.

A 15 voltas do final, Hamilton vinha 14 segundos a frente de Verstappen, a vantagem vinha baixando, mas era pouco e de forma nenhuma era suficiente para ameaçar a liderança do piloto da Mercedes.

Hamilton tinha 4 retardatários para ultrapassar. Nenhum deles ofereceu alguma resistência e deixaram o inglês passar, sem perder muito tempo e administrando bem os pneus e sua vantagem. Nesse meio tempo, Bottas foi para cima de Norris, disputa que valia a 5ªposição. Na 49ªVolta, Norris foi para uma parada (que só pode ser explicada se houve algum furo de pneu). E caiu para a 10ªposição. Em 2 voltas, Norris passou os dois pilotos da Alpine (Ocon primeiro e depois Alonso) e subiu para a 8ªposição na 51ªVolta.

O título estava nas mãos de Lewis Hamilton, em condições normais, Verstappen já não poderia fazer mais nada na pista.

A 5 voltas do final, Nicholas Latifi ao brigar por posição com Mick Schumacher acaba batendo em um ponto complicado da pista. O Safety Car entrou na pista. Na possiblidade de ter uma relargada, Verstappen e alguns pilotos foram para os boxes e colocaram pneus novos.

Porém, nessa altura do campeonato, só tinha 2 opções possíveis. Ou terminar do jeito que estava, sem relargada ou então, bandeira vermelha na 54ªvolta, para ter uma relargada com 3 ou 4 voltas de final de campeonato.

Porém…

… Não se fez isso, o que aconteceu foi que o diretor de prova ordenou que os carros ficassem em suas posições na 56ªvolta. Ou seja, não dava tempo para uma relargada, mas a Red Bull pressionou o direito de prova, chamado Michael Masi para que mudasse o procedimento.

Infelizmente em detrimento do esporte, em detrimento do regulamento, Mais tomou a pior de todas as decisões: Pediu para que os 5 carros que estavam entre Hamilton e Verstappen passassem para recuperar a volta, e segundos depois, sem qualquer critério, ordenou a relargada na última volta.

Não vamos se quer comentar essa última volta do GP de Abu Dhabi. Não tem nenhuma lógica com o esporte que foi deixado em segundo plano, tudo em nome de um show barato e que ficou sem credibilidade para a categoria.

Opinião:

Foi uma vergonha a conclusão desse campeonato!!! Em uma canetada definiram o campeonato a favor de Max Verstappen e em detrimento de Lewis Hamilton. E foi tudo feito de uma maneira descarada, sem qualquer pudor, um roubalheira visto por bilhões de pessoas pelo mundo. Essas pessoas foram lesadas por uma competição que teve seu resultado manipulado.

A Formula 1 comandada pela Liberty Media jogou a categoria na lama, em nome de média, de fazer um show e aparecer no tosco e patético documentário na Netflix. Rasgaram o regulamento e pronto.

O incompetente diretor de prova Michael Masi violou uma regra do regulamento que lhe tira qualquer moral

O Artigo 48, paragrafo 12 diz que “quaisquer carros que tenham sido ultrapassados pelo líder serão obrigados a ultrapassar os carros na volta inicial e no safety car”.

Ou seja, não haveria a permissão para os retardatários passarem o líder. Isso significava que Lando Norris , Fernando Alonso , Esteban Ocon , Charles Leclerc e Sebastian Vettel ficariam entre Hamilton e Verstappen.

Porém, na descida da curva 9, Masi ordena para que esses 5 pilotos recuperassem a volta e voltassem a volta do líder. Uma violação ao que o regulamento diz, a mensagem tinha que ser enviada para todos os pilotos que tivessem voltas atrás do líder. Além disso, o regulamento afirma que assim que o último carro passasse o líder, o safety car teria de voltar aos boxes na volta seguinte.

O seja, a ultrapassagem dos 5 carros foi na volta 57. Só por isso, a prova não poderia recomeçar na volta 58. O Safety Car teria de ficar na pista na 58ªvolta (última volta) e só sair para os boxes. Só daria tempo para a bandeirada, sem haver ultrapassagem nenhuma.

Só ai, Masi violou o regulamento por 2 vezes. Então, já não tem qualquer condição de ter sido uma decisão imparcial.

E o resultado da corrida? Para mim, o resultado da pista tinha que ser preservada, não a palhaçada da última volta. A FIA deveria outorgar o resultado dessa corrida pela classificação da 53ªvolta (52 Voltas completadas), até mesmo antes da batida do Latifi. Esse seria o procedimento mais correto. Ou então, uma bandeira vermelha para 4 voltas finais, com todo mundo de pneu novo e com a chance de vencer.

Dessa forma, Hamilton, o melhor piloto da temporada, principalmente nas 4 provas finais seria pela 8ªvez o Campeão do Mundo. Mesmo depois de tudo que a FIA e os comissários fizeram para tirar o título. Em pelo menos 3 corridas, Verstappen foi favorecido:

  1. GP do Brasil, na volta 48, quando Verstappen viu que iria ser superado por Lewis Hamilton, ele não faz a curva e tanto ele como Lewis saíram da pista. No que poderia ser facilmente uma punição de 5 segundos.

A Mercedes apelou e pediu uma punição a Verstappen, os comissários investigaram e depois disseram: “A posição do competidor (Mercedes) é que esta nova imagem forneceu informações suficientes para que os comissários cheguem a uma conclusão totalmente diferente da anterior”. “No entanto, os comissários determinaram que a imagem não mostra nada de excepcional que seja particularmente diferente dos outros ângulos que estavam disponíveis para eles na época, ou que mude particularmente sua decisão…” Ou seja, mesmo provando que tinha informações suficientes para uma punição, os comissários deixaram Verstappen em pune a punição, que para mim seria uma justa punição.

  1. GP da Arabia Saudita, volta 37, Max Verstappen faz um brake test pra cima de Lewis Hamilton. Detalhe: Com o holandês no meio da pista. O brake test é a mais baixa manobra no automobilismo. Era passível de uma bandeira preta! Desclassificação da corrida. Com isso, Verstappen teria menos 18 pontos e estaria em situação desesperadora para a decisão em Abu Dhabi.

Max Foi de fato punido, mas só em 10 segundos, no que não adiantou nada, pois manteve a segunda posição em Jeddah.

  1. Foi o que aconteceu nessa prova em Jeddah. Ou seja, um campeonato que foi manipulado, um campeão que não é campeão de fato. A FIA é que quis e até forçou a barra para que o título ficasse nas mãos de Verstappen.

Vamos fazer um último texto falando sobre a repercussão do que aconteceu na corrida e as palavras finais desse lamentável final dessa temporada.

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Dakar 2021 – 6ªEspecial

A etapa que marca a metade da edição do Dakar 2021 é a mais longa e uma das mais difíceis do evento, mas que a recompensa para os pilotos que superarem esse desafio é uma merecia folga de 1 dia para pilotos e equipamentos. Nesse dia, ocorreram reviravoltas importantes em algumas das categorias disputadas.

Motos:

A etapa que marca a metade do Dakar 2021 teve a vitória do espanhol Joan Barreda Bort com sua Honda, mantendo a sina de alternar bons desempenhos em um dia e no outro ter um desempenho mais fraco como foi no dia de ontem. Ross Branch da Yamaha e Daniel Sanders da KTM completaram o pódio de hoje.

Nos primeiros 48 km da especial, Barreda Bort já vinha na liderança, 11 segundos a frente de Toby Price. Um pouco mais atrás vinha Ross Branch da Yamaha com 25 segundos atrás do líder, Jose Ignacio Cornejo Florimo da Honda e empatados na 5ªposição, Ricky Brabec e Adrien van Beveren 39 segundos atrás do líder. Quintanilla de Husqvarna, Howes de KTM, Walkner de KTM e Caimi de Yamaha completavam os 10 primeiros colocados. Sundeland, De Soultrait e Sandres não tiveram seus tempos computados no primeiro check point.

No km 88, Barreda Bort aumenta sua vantagem sobre Price para 26 segundos. Ross Branch manteve a terceira posição. Ricky Brabec desempatou a disputa com van Beveren e superou Cornejo Florimo passando para a 4ªposição, 12 segundos a frente do piloto chileno e 16 atrás do francês da equipe Yamaha. Daniel Sanders apareceu na classificação do Dakar, muito bem colocado diga-se de passagem, na 7ªposição. Pablo Quintanilla vinha em 8º lugar, com 2 minutos e 26 segundos atrás de Barreda Bort e estava 15 segundos a frente de Joaquim Rodrigues da Hero. Matthias Walkner completava os 10 primeiros, 9 segundos a frente de Skyler Howes da BAS Dakar KTM.

San Sundeland e Xavier de Soultrait que não foram computados nos 48 km estavam colocados em 13º e 15ºlugares respectivamente.

No km 158 (3ºCheckpoint), Price com sua KTM passou para a liderança, abrindo 10 segundos de diferença para Joan Barreda Bort da Honda. Os dois abriram uma boa vantagem para Rick Brabec e Daniel Sanders, os dois pilotos disputavam a 3ªposição, separados por apenas 9 segundos. Ross Branch perdeu 2 posições caindo para a 5ªposição. O francês Adrien van Beveren manteve a 6ªposição por 3 segundos a frente de Jose Ignacio Cornejo Florimo.

Joaquim Rodrigues da Hero continuava muito bem colocado na 8ªposição, um pouco a frente de Skyler Howes da BAS Dakar, Franco Caimi da Yamaha e Pablo Quintanilla da Husqvarna. O Chileno saiu dos Top 10. Na 12ªposição, o eslovaco Stefan Svitko fazia uma especial apenas razoável até aquele momento. Lorenzo Santolino da Sherco TVS não vinha fazendo uma grande especial colocado na 20ªposição, a 8 minutos e 29 segundos de Price. Oriol Mena em mais uma desastrosa especial vinha em 67ªposição, a 51 minutos e 46 segundos da liderança.

A liderança de Price durou somente 1 checkpoint, no km 202, Barreda Bort se recoloca na liderança, com 1 minuto e 1 segundo a frente de Price. Perto do piloto Australiano vinham Ricky Brabec da Honda, Daniel Sanders da KTM e Ross Branch da Yamaha, os 4 separados por 22 segundos. Adrian Van Beveren vinha distanciado deles, na 6ªposição, a 3 minutos e 22 segundos atrás de Barreda Bort. Jose Ignacio Cornejo caiu para a 7ªposição. Joaquim  Rodrigues da Hero e Matthias Walkner da KTM vinham disputando a 8ªposição, separados por apenas 5 segundos, Franco Caimi vinha 10 segundos atrás completando os 10 primeiros colocados.

Mais atrás, Skyler Howes, Pablo Quintanilla, Xavier de Soultrait, San Sunderland, Stefan Svitko e os irmãos Benavides vinham fora do Top 10, entre o 11ª até a 17ªposição. Betriu, Michek e Santolino completavam os 20 primeiros colocados.

No km 238, Barreda Bort perdeu tempo, mas se manteve na liderança. Já o vice-líder mudou, era o Australino Daniel Sanders da KTM a 22 segundos do piloto espanhol. 1 segundo depois vinha Ross Branch em 3º e alguns segundos depois vinha Ricky Brabec na 4ªposição.

Toby Price caiu para a 5ªposição, um pouco mais de 2 minutos de atraso. Adrien van Beveren vinha inabalável na 6ªposição. Matthias Walkner sobe para a 7ªposição, 16 segundos depois vinha o português Joaquim Rodrigues. Quintanilla e Caimi completa os 10 primeiros colocados. As situações mais complicadas eram de Rui Goncalves da Sherco na 41ªposição (42:54 atrás da liderança) e de Oriol Mena na 53ªposição, a mais de 1 hora atrás dos líderes.

O pega pela vitória na especial continuava acirrada, no km 404, Barreda Bort vinha 48 segundos a frente do Botsuano Ross Branch que tomou a segunda posição das mãos de Daniel Sanders que acabou ficando um pouco mais atrás (A 2 minutos e 5 segundos da liderança). Adrian van Beveren finalmente avançou na classificação, subiu da 6ª para a 4ªposição, superando Brabec e Price que brigavam pela 5ªposição a 2 segundos de distância entre eles. Walkner e Rodrigues permanecem nas suas posições enquanto que Sunderland subiu para a 9ªposição e Cornejo Florimo manteve a 10ªposição. Pablo Quintanilla saiu dos Top 10 recuando para a 12ªposição.

Joan Barreda Bort confirmou a vitória na especial, Apesar de ser quase que de ponta a ponta, a sua vantagem foi apertada, apenas 13 segundos de diferença para o piloto Botsuano Ross Branch da Yamaha que ficou na segunda posição. O Australiano Daniel Sanders completou o  pódio com a KTM. 3 marcas diferentes das 3 primeiras posições.

Ricky Brabec volta a ter uma boa atuação no Dakar 2021 e termina o dia na 4ªposição. Porém, o norte-americano precisa se recuperar na disputa pelo título, apesar de estar apenas a 20 minutos da liderança, a 13ªposição não é nada boa para o campeão do Dakar de 2020.

Matthias Walkner chegou em 5ºlugar, superando no final o francês Adrien van Beveren que ficou a maior parte do tempo na 6ªposição e que acabou nessa posição. Toby Price perdeu posições no final e chegou na 7ªposição, apesar de não ter conseguido posição melhor, o piloto australiano tem algo a comemorar, após a metade da maratona, Price assumiu a liderança do Dakar com 2 minutos e 16 segundos a frente de Kevin Benavides. O Argentino não teve um dia muito bom e acabou  na 15ªposição, quase 10 minutos atrás do vencedor.

Joaquim Rodrigues voltou a obter uma boa atuação com a 8ªposição. Sam Sunderland da KTM e Pablo Quintanilla da Husqvarna completou os 10 primeiros colocados. Quem ficou de fora dos 10 primeiros foi o Chileno Jose Ignacio Cornejo Florimo da Honda e o Argentino Franco Caimi da Yamaha. Kevin Benavides foi na 15ªposição na especial de hoje e acabou perdendo a liderança do Dakar. Outro que não teve um bom dia foi o Espanhol Lorenzo Santolini da Sherco TVS que terminou numa modesta 17ªposição, seguido de Stefan Svitko e Skyler Howes.

Quadriciclos:

Em busca de uma recuperação de tempo, Alexandre Giroud conquistou a vitória na especial que marca a metade do Dakar, com quase 5 horas de duração, o piloto francês ficou 34 segundos a frente do chileno Giovanni Enrico da Enrico Racing. Nicolas Cavigliasso ficou na terceira posição, 2 minutos e 1 segundos atrás do vencedor. O mais importante é que Cavigliasso ficou mais de 9 minutos a frente de Manuel Andujar e na classificação geral, se consolida na liderança na classificação geral, com 33 minutos de frente para seu compatriota, 45 minutos a frente de Giroud e 50 minutos a frente de Enrico. Pablo Copetti completou os Top 5 da etapa e também completa os Top 5 na classificação geral.

Carros:

Carlos Sainz mostrou ainda esta vivo na disputa pelo título na categoria geral. O piloto da Mini venceu a especial com uma boa vantagem para o Saúdita Yazeed al Rajhi e para os dois rivais na disputa do título. Desta vez, Nasser al Attiyah ficou a frente de Stéphane Peterhansel e diminuiu a diferença entre os dois na disputa do título do Dakar 2021 na categoria dos carros.

Nos primeiros 48 km, Sainz já começou a mostrar que estava disposto a recuperar do prejuízo que teve nas provas anteriores, o espanhol abriu 29 segundos de vantagem para Stéphane Peterhansel, o segundo colocado que estava sendo apertado por Nasser Al-Attiyah (Toyota). Yazeed al Rajhi (Toyota) e Sebastien Loeb (Hunter). A diferença entre o2º até o 5ºcolocado é de apenas 8 segundos. Nani Roma e Brian Baragwanath vinham disputando a 6ªposição, separados por apenas 7 segundos, mas um pouco longe dos primeiros colocados.

O Polonês Jakub Przygonski  vinha tranquilo na 8ªposição, mas Giniel de Villiers da Toyota e Yasid Seaidan da Century vinham disputando a 9ªposição ferozmente.

O francês Sebastien Loeb teve sérios problemas mecânicos e acabou com atraso de mais de 14 horas e certamente se despede da briga das primeiras posições. Sainz continua líder no km 108, aumentando sua vantagem para 1 minuto e 18 segundos sobre Stéphane Peterhansel que travava um duelo legal com o Saudita Yazeed al Rajhi que vinha em 3º a 5 segundos da liderança. Nasser Al-Attiyah vinha 56 segundos atrás de Peterhansel na 4ªposição. Nani Roma passava a ser o cara da Hunter naquele momento, estava na 5ªposição.

Jakub Przygonski subiu 2 posições e estava agora 3 segundos a frente de Brian Baragwanath da Century. Seiadan, Prokop e de Villiers completavam os Top 10. O Sheikh Khalid al Qassimi acabou se dando mal, perdeu mais de 20 minutos e caiu para a 48ªposição.

No km 158, o líder Carlos Sainz (Mini) vinha 2 minutos e 18 segundos a frente Yazeed al Rajhi (Toyota) que superou Stephan Peterhansel (Mini) por 13 segundos, quebrando a dobradinha da Mini. Al-Attiyah ficava mais longe de Peterhansel na 4ªposição a mais de 2 minutos atrás do seu rival e 4 minutos e 32 segundos atrás de Sainz.

Nani Roma continuava na 5ªposição, 15 segundos depois a frente de Baragwanath que ganhou a 6ªposição que vinha nas mãos de Jakub Przygonski. O Polonês da Toyota vinha vendo Seaidan na sua cola, com 12 segundos atrás na 8ªposição. Mathieu Serradori e Giniel de Villiers completam os 10 primeiros colocados. Seguidos de Prokop, Vasilyev e Despres. No km 202 só duas modificações aconteceram no Top 10: A primeira foi que Brian Baragwanath superou Nani Roma e assumiu a 5ªposição, um pouco mais atrás, Yasid Seaidan passou Jakub Przgonski e subiu para a 7ªposição.

No km 238, Carlos Sainz continuava na frente com 3 minutos e 42 segundos a frente de Al Rajhi da Toyota que colocou 48 segundos de frente para Stephan Peterhansel que continua na terceira posição e continua na frente de Nasser Al-Attiyah por mais de 2 minutos de diferença. Brian Baragwanath que vinha em 5º acabou perdendo 4 posições, sendo escalados  por Nani Roma (Hunter), Yasid Seaidan (Century), Jakub Przygonski (Toyota) e Mathieu Serradori (Century). dessa forma, o sul-africano acabou caindo para a 9ªposição  Giniel de Villiers continuava na 10 posição com seu Toyota. Al Qassimi estava tentando uma recuperação e até estava conseguindo, mas ainda estava a 42 minutos de Sainz na 34ªposição.

Após mais de 100 km depois, Jakub Pryzgonski acabou superando Yasid Seaidan passando a ser o 6ºcolocado, essa foi a única modificação durante toda essa distância. Com 404 km completados e perto do final, Sainz e Al Rajhi estavam consolidados nas duas primeiras posições. Porém, houve uma reviravolta na 3ªposição, Nasser Al-Attiyah reagiu e superou Stéphane Peterhansel e assumiu a terceira posição por 9 segundos de frente para o piloto francês.

Bem longe dos 2 principais protagonistas ao título, Jakub Przygonski vinha numa tranquila 5ªposição, bem a frente de Mathieu Serradori da Century. O Sul-africano Brian Baragwanath ganhou 2 posições e sobe para a 7ªposição. Nani Roma em 8º é que perdeu posições nesse meio finalzinho de especial. Giniel de Villiers e Cyril Despres completam os Top 10. Martin Prokop acabou perdendo muito tempo e caiu da 12ª,13ªposição para a 34ªposição, com mais de 50 minutos atrás de Sainz.

A vitória ficou nas mãos de Carlos Sainz da Mini, de ponta a ponta e com margem tranquila para seus adversários. Apesar da vitória, Sainz vai precisar tirar mais de 40 minutos para poder disputar o título do Dakar. 4 minutos atrás, o Saudita Yazzed al Rajhi chegou na segunda posição, com uma condução muito boa e muito feliz do piloto da Toyota. Nasser Al-Attiyah com seu Toyota completou o pódio na 3ªposição, chegando a 18 segundos a frente de Stéphane Peterhansel que continua na liderança na classificação geral, com quase 6 minutos para Al-Attiyah.

Bem longe dos 4 primeiros colocados, Jakub Przygonski chegou na 5ªposição, a 14 minutos e 21 segundos do vencedor do dia, maior ainda foi o atraso de Brian Baragwanath da Century, mais de 19 minutos atrás de Sainz, na 6ªposição. O Espanhol Nani Roma ficou 17 segundos atrás do sul-africano e ficou mesmo com a 7ªposição. Após ter uma prova impecável na especial anterior, Giniel de Villiers ficou numa discreta apresentação, apesar do 8ºlugar. Cyril Despres chegou em 9ºlugar, teve um bom dia com seu Peugeot e Vladimir Vasilyev da BMW completou os Top 10. O lituânio Benediktas Vanagas (que vinha discretamente nesse Dakar) apareceu bem, chegando até a 11ªposição na classificação final da especial.

Yasir Seaidan e Sheikh Khalid al Qassimi não tiveram uma boa especial, ficaram em 24º e 27ºposições. Martin Prokop teve uma especial desastrosa no final e acabou o dia em uma lamentável 40ªposição, perdendo quase 1 hora e meia para o vencedor da Especial.

Veículos Leves:

Reviravolta total na categoria dos veículos leves, o até então líder da geral Francisco Lopez Contardo se deu mal, terminou a especial na 29ªposição. Isso tirou o chileno da liderança do Dakar. O Polonês Aron Donzala que chegou na 5ªposição na especial assumiu a liderança na somatória de tempos. Austin Jones vem na segunda posição, apenas 40 segundos atrás.

A vitória na especial ficou com o Norte-Americano Seth Quintero da Red Bull, 23 segundos a frente do segundo colocado, o Qatari Nasser Khalifa Al Attiyah chegou bem perto da vitória. O pódio foi completado pelo espanhol Gerard Farres Guell. Tirando o vencedor, Todos os outros colocados entre os 10 primeiros colocados usam veículos da CAN-AM.

Caminhões:

Nos caminhões, a 5ªvitória da Kamaz no Dakar 2021. Foi a primeira vitória do russo Airat Mardeev no Dakar desse ano. A Kamaz dominou o pódio do dia, O líder da Geral Dmitry Sotnikov ficou na segunda posição e o vice-líder da geral Anton Shibalov ficou com a terceira posição. Ales Loprais da Instaforex e Alisksei Vishneuski da MAz-Sportauto completaram os 5 primeiros colocados.

A situação do Dakar na geral para os caminhões esta bem favorável para a Kamaz, visto que os três primeiros colocados são da marca russa de caminhões. Sotnikov tem 37 minutos de frente para Shibalov e 1 hora e 1 minuto de frente para Airat Mardeev que superou Martin Macik da Iveco na classificação geral no dia de hoje. Ales Loprais da Instaforex completa os 5 primeiros colocados. Ao final da 1ªmetade do Dakar, Apenas 19 trios continuam na disputa dos mais de 40 competidores que começaram o Dakar.

Fotos:

Resultado da 6ªEspecial do Dakar 2021
Buraydah – Ha’il – 485 km

Motos:

posPilotoPaísmotoEquipetempoPenality
188Joan Barreda BoatEspanhaHondaMonster Energy Honda Team 202103H 45′ 27”
218Ross BranchBotswanaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00H 00′ 13”
321Daniel SandersAustráliaKTMKTM Factory Team+ 00H 00′ 53”
41Ricky BrabecEstados UnidosHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00H 02′ 24”
552Matthias WalknerÁustriaKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00H 03′ 14”
642Adrien van BeverenFrançaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00H 03′ 33”
73Toby PriceAustráliaKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00H 03′ 54”
827Joaquim RodriguesPortugalHeroHero Motosports Team Rally+ 00H 04′ 35”
95Sam SunderlandInglaterraKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00H 05′ 54”
102Pablo QuintanillaChileHusqvarnaRockstar Energy Husqvarna Factory Racing+ 00H 06′ 28”
114Jose Ignacio Cornejo FlorimoChileHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00H 06′ 52”
126Franco CaimiArgentinaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00H 07′ 53”
1312Xavier de SoultraitFrançaHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 00H 08′ 47”
1477Luciano BenavidesArgentinaHusqvarnaRockstar Energy Husqvarna Factory Racing+ 00H 09′ 29”
1547Kevin BenavidesArgentinaHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00H 09′ 53”
1631Michek MartinRep. TchecaKTMMoto Racing Group (MRG)+ 00H 10′ 28”00H 01′ 00”
1715Lorenzo SantolinoEspanhaSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 00H 11′ 52”
1811Stefan SvitkoEslováquiaKTMSlovnaft Rally Team+ 00H 12′ 03”
199Skyler HowesEstados UnidosKTMBAS Dakar KTM Racing Team+ 00H 12′ 04”00H 05′ 00”
2074Jaume BetriuEspanhaKTMFN Speed – KTM Team+ 00H 14′ 11”
2124Sebastian BülherAlemanhaHeroHero Motosports Team Rally+ 00H 20′ 34”
2232Tosha SchareinaEspanhaKTMFN Speed – KTM Team+ 00H 21′ 48”
2317Juan Pedrero GarciaEspanhaKTMFN Speed – Rieju Team+ 00H 25′ 54”
2422Maciej GiemzaPolôniaHusqvarnaOrlen Team+ 00H 27′ 39”00H 02′ 00”
2544Laia SanzEspanhaGas GasGas Gas Factory Team+ 00H 30′ 56”
2625Paul SpieringsHolandaHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 00H 35′ 51”
2733Noah Koitha Veettil HarithÍndiaSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 00H 36′ 22”
2854Camille Chapeliere FrançaKTMTeam Baines Rally+ 00H 36′ 39”00H 01′ 00”
2926Milan EngelRep. TchecaKTMMoto Racing Group (MRG)+ 00H 37′ 07”00H 01′ 00”
3036Jan BrabecRep. TchecaKTMStrojrent Racing+ 00H 37′ 14”00H 15′ 00”
31101David KnightInglaterraHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 00H 37′ 52”
3239Benjamin MelotFrançaKTMBenjamin Melot+ 00H 42′ 09”
3330Arunas GelazninkasLituâniaKTMZigmas Dakar Team+ 00H 42′ 42”
34142Maurizio GeriniItáliaHusqvarnaSolarys Racing+ 00H 45′ 32”
3519Rui Jorge Goncalves DiasPortugalSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 00H 46′ 40”
3641Zaker YakpChinaKTMWu Pa Da Hai Dad dakar Rally Team+ 00H 53′ 05”00H 01′ 00”
3748Mathieu DovezeFrançaKTMNomade Racing Assistance+ 00H 56′ 56”
3853Libor PodmolRep. TchecaHusqvarnaPodmol Dakar Team+ 00H 57′ 16”00H 09′ 00”
3929Emanuel GyenesRomeniaKTMAutonet Motorcycle Team+ 01H 01′ 42”00H 02′ 00”
4037David PabiskaRep. TchecaKTMJantar Team+ 01H 07′ 10”

Quadriciclos:

posPilotoPaísQuadricicloEquipetempoPenality
1152Alexandre GiroudFrançaYamahaTeam Giroud04H 50′ 24”
2159Giovanni EnricoChileYamahaEnrico Racing Team+ 00H 00′ 34”
3150Nicolas CavigliassoArgentinaYamahaDragon Rally Team+ 00H 02′ 01”
4154Manuel AndujarArgentinaYamaha7240 Team+ 00H 11′ 31”
5163Pablo CopettiEstados UnidosYamahaMX Devesa by Berta+ 00H 30′ 11”
6155Kamil WisniewskiPolôniaYamahaOrlen Team+ 00H 32′ 57”
7157Romain DutuFrançaYamahaSMX Racing+ 00H 33′ 44”
8153Tomas KubienaRep.TchecaYamahaStory Racing S.R.O.+ 00H 35′ 46”
9174Toni VingutEspanhaYamahaVisit Sant Antoni – Ibiza+ 00H 45′ 08”00H 05′ 00”
10168Italo PedemonteChileYamahaEnrico Racing Team+ 00H 47′ 06”
11176Laisvydas LaniciusLituâniaYamahaStory Racing S.R.O.+ 01H 00′ 32”
12177Suany MartinezBolíviaCan-AmTeam Can Am Martinez+ 01H 32′ 01”
13175Leonardo MartinezBolíviaCan-AmTeam Can Am Martinez+ 01H 57′ 36”
14169Juan Carrizo TobiasArgentinaYamahaM.E.D. Racing Team+ 02H 17′ 53”00H 14′ 00”

Carros:

posPiloto/CoPilotoPaísCarro/EquipetempoPenality
1300Carlos SainzEspanhaMini03H 38′ 27”
Lucas CruzEspanhaX-Raid Mini JCW Team
2303Yazeed al RajhiArábia SauditaToyota+ 00H 04′ 03”
Dirk von ZitzewitzAlemanhaOverdrive Toyota
3301Nasserr Al-AttiyahQatarToyota+ 00H 07′ 16”
Matthieu BaumelFrançaToyota Gazoo Racing
4302Stéphane PeterhanselFrançaMini+ 00H 07′ 34”
Edouard BoulangerFrançaX-Raid Mini JCW Team
5307Jakub PrzygonskiPolôniaToyota+ 00H 14′ 21”
Timo GottschalkAlemanhaOverdrive Toyota
6339Brian BaragwanathÁfrica do SulCentury+ 00H 19′ 16”
Taye PerryÁfrica do SulCentury Racing
7311Nani RomaEspanhaHunter+ 00H 19′ 33”
Alexandre Winocq FrançaBahrein Raid Xtreme
8304Giniel de VilliersÁfrica do SulToyota+ 00H 22′ 20”
Alex Haro BravoEspanhaToyota Gazoo Racing
9314Cyril DespresFrançaPegueot+ 00H 25′ 45”
Mike HornSuíçaAbu Dhabi Racing
10317Vladimir VasilyevRússiaBMW+ 00H 26′ 11”
Dmitro TsyroUcraniaX-Raid Mini JCW Team
11320Benediktas VanagasLituâniaToyota+ 00H 27′ 44”
Filipe PalmeiroPortugalInbank Toyota Gazoo Racing Baltics
12326Christian LavieilleFrançaOptimus+ 00H 28′ 45”
Jean-Pierre GarcinFrançaMD RallyE Sport
13318Wei HanChina2WD+ 00H 29′ 40”
Min LiaoChinaQuzhou Motorsport City Team
14323Denis KrotovRússiaMini+ 00H 30′ 15”
Konstantin ZhiltsovRússiaMSK Rally Team
15343Yangui LiuChinaBAIC+ 00H 34′ 42”
Hongyu PanChinaBAIC DRV
16330Shameer VariawaÁfrica do SulToyota+ 00H 35′ 35”
Dennis MurphyÁfrica do SulToyota Gazoo South Africa
17322Ronan ChabotFrançaToyota+ 00H 37′ 09”
Gilles PillotFrançaOverdrive Toyota
18361Binglong LuChinaBAIC+ 00H 38′ 29”
Wenke MaChinaBAIC DRV
19319Jérome PélichetFrançaOptimus+ 00H 39′ 26”
Pascal LabroqueFrançaRaidlynx
20358Marcelo Tiglia GastaldiBrasilCentury+ 00H 39′ 39”
Lourival RoldanBrasilCentury Racing
21335Guilherme SpinelliBrasilMini+ 00H 41′ 17”00H 01′ 00”
Youssef HaddadBrasilX-Raid Mini JCW Rally Team
22329Antanas JukneviciusLituâniaToyota+ 00H 42′ 42”
Darius VaiciulisLituâniaKreda
23356Edvinas JuskauskasLituâniaToyota+ 00H 43′ 17”
Aisvydas PaliukenasLituâniaTeam Pitlane
24316Yasir SeaidanArábia SauditaCentury+ 00H 44′ 08”
Alexey KuzmichRússiaSRT Racing
25327Isidre Esteve PujolEspanhaToyota+ 00H 52′ 04”
Txema VillalobosEspanhaRepsol Rally Team
26349Manuel Plaza PerezEspanhaChevrolet+ 00H 52′ 57”
Monica PlazaEspanhaSodicars Racing
27310Sheikh Khalid Al QassimiEAUPeugeot+ 00H 53′ 34”
Xavier PanseriFrançaAbu Dhabi Racing
28334Ricardo PoremPortugalBorgward+ 00H 55′ 25”
Jorge MonteiroPortugalBorgward
29337Juan Cruz YacopiniArgentinaToyota+ 00H 55′ 54”
Alejandro Miguel YacopiniArgentinaOverdrive Toyota
30352Guoyu ZhangChinaBAIC+ 00H 57′ 00”
He ShaChinaBAIC DRV

Veículos Leves:

posPiloto/CoPiloto/MecânicoPaísveiculo/EquipetempoPenality
1383Seth QuinteroEstados UnidosDT304H 20′ 23”
Dennis ZenzEstados UnidosRed Bull Off-Road Team USA
2422Nasser Khalifa Al AttiyahQatarCAN-AM+ 00H 00′ 23”
Paolo CeciItáliaSouth Racing CAN-AM
3405Gerard Farres GuellEspanhaCAN-AM+ 00H 04′ 34”
Armand MonleonEspanhaMonster Energy CAN-AM
4408Austin JonesEstados UnidosCAN-AM+ 00H 05′ 49”
Gustavo GugelminBrasilMonster Energy CAN-AM
5406Aron DonzalaPolôniaCAN-AM+ 00H 07′ 46”
Maciej MartonPolôniaMonster Energy CAN-AM
6424Michal GoczalPolôniaCAN-AM+ 00H 08′ 03”
Szymon GospodarczykPolôniaEnergylandia Rally Team
7404Reinaldo VarelaBrasilCAN-AM+ 00H 08′ 26”
Maykel JustoBrasilMonster Energy CAN-AM
8400Sergei KariakinRússiaCAN-AM+ 00H 18′ 08”
Anton VlasiukRússiaSnag Racing Team
9442Lourenço RosaPortugalCAN-AM+ 00H 25′ 50”
Joaquim DiasPortugalSouth Racing CAN-AM
10416Kees KoolenHolandaCAN-AM+ 00H 25′ 58”
Jurgen van den GoorberghHolandaSouth Racing CAN-AM
11384Jean Remy BergounheFrançaPH-Sport+ 00H 27′ 21”
Jean BruceFrançaPH-Sport
12430Marek GoczalPolôniaCAN-AM+ 00H 28′ 18”
Rafal MartonPolôniaEnergylandia Rally Team

Caminhões:

posPiloto/CoPiloto/MecânicoPaíscaminhão/EquipetempoPenality
1509Airat MardeevRússiaKamaz04H 08′ 52”
Dimtriy SvistunovRússiaKamaz-Master
Akhmet GaliaudtinovRússia
2507Dmitry SotnikovRússiaKamaz+ 00H 01′ 08”
Ruslan AkhmadeevRússiaKamaz-Master
Ilgiz AkhmetzianovRússia
3501Anton ShibalovRússiaKamaz+ 00H 04′ 49”
Dmitri NikitinRússiaKamaz-Master
Ivan TatarinovRússia
4504Ales LopraisRep.TchecaPraga+ 00H 05′ 43”
Petr PokdraRep.TchecaInstaforex Loprais Praga
Khalid AlkendiEAU
5505Alisksei VishneuskiBielorrússiaMAz-Sportauto+ 00H 05′ 50”
Maksim NovikauBielorrússiaMAz-Sportauto
Siarhei SachukBielorrússia
6500Andrey KarginovRússiaKamaz+ 00H 06′ 52”
Andrey MokeevRússiaKamaz-Master
Igor LeonovRússia
7503Martin MacikRep.TchecaIVECO+ 00H 12′ 30”
Frantisek TomasekRep.TchecaBig Shock Racing
David SvandaRep.Tcheca
8506Martin van den BrinkHolandaRenault Trucks+ 00H 20′ 24”
Wouter de GraaffHolanda
Daniel KozlovskyRep.Tcheca
9515Pascal de BaarHolandaRenault+ 00H 32′ 53”
Jan van der VaetBélgicaRiwald Dakar Team
Stefan SlootjesHolanda
10511Gert HuzinkHolandaRenault+ 00H 39′ 16”00H 15′ 00”
Rob BuursenHolandaRiwald Dakar Team
Martin RoesinkHolanda
11508Teruhito SugawaraJapãoHino+ 00H 53′ 20”
Hirokazu SomemiyaJapãoHino Team Sugawara
Yuji MochizukiJapão
12518Jaroslav ValtrRep.TchecaIVECO+ 00H 55′ 11”
Radim KaplanekRep.TchecaValtr Racing Team
Radim KaplanekRep.Tcheca

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar 

Dakar 2021 – 5ªEspecial

Nessa especial de hoje, os pilotos percorreram 419 km entre Riyadh até Al Qaisumah. Vamos para um resumo do dia nas 5 categorias.

Motos:

Kevin Benavides conquistou a 5ªetapa do Dakar 2021, o piloto Argentino teve um duelo particular com o Chileno Jose Ignacio Cornejo Florimo que liderou a maior parte da especial de mais de 400 km. Kevin assumiu a liderança na geral, com 5 dias realizados, os 6 primeiros colocados vem separados por menos de 10 minutos entre eles.

Nos primeiros 43 km, três pilotos da Honda despontavam na frente, Kevin Benavides vinha na frente, 6 segundos depois vinha o chileno Jose Ignacio Cornejo e 17 segundos depois do líder estava o vencedor da etapa anterior, o espanhol Joan Barreda Bort. Os três já abriam mais de 1 minuto de frente para o até então líder da classificação geral Xavier de Soultrait da Husqvarna. Completando os 5 primeiros vinha de forma surpreendente o polonês Maciej Giemza da Orlen Team. Oriol Mena da Rieju, em busca da recuperação começou o primeiro checkpoint em uma boa 6ªposição. 

A primeira KTM aparece com o Eslovaco Stefan Svitko vinha na sua tocada, em 9ºlugar, atrás de Lorenzo Santolini de Sherco e de Sebastian Bülher da Hero. A grande surpresa era o francês Camille Chapeliere da Team Baines Rally, numa excelente 10ªposição, a apenas 3 minutos e 26 segundos da liderança. San Sunderland e Matthias Walkner vinha na 11ª e 12ªposições.

O Chileno Jose Ignacio Cornejo Florimo passou a frente de Kevin Benavides, que perdeu também posição para Xavier de Soultrait. Cornejo colocou mais de 5 minutos a frente dos seus mais próximos adversários. Em 4ºlugar vinha o Português Joaquim Rodrigues da Hero Motorsport. Maciej Giemza continuava na 5ªposição com 8 segundos de vantagem para Ross Branch da Yamaha, 13 segundos a frente de San Sundeland e 18 segundos a frente de Stefan Svitko da Slovnaft. Adam Tomiczek da Orlen Team e Lorenzo Santolino da Sherco TVS completavam os 10 primeiros colocados. Ótimo trabalho dos dois pilotos da Orlen Team.

Já Barreda Bort despencou bastante e caiu da 3ª para a 20ªposição, à 17 minutos e 45 segundos da liderança. A Especial estava sendo péssima para Ricky Brabec, o 35ºcolocado a mais de 27 minutos da ponta. Pior ainda para Rui Goncalves da Sherco em 56º e Adrien van Beveren da Yamaha, numa patética 61ªposição.

A partir dai, Kevin Benavides começa a tirar a diferença para seu companheiro de equipe na Honda. No km 121, a diferença entre eles era de 4 minutos e 17 segundos. O Espanhol Lorenzo Santolini vinha em 3º, com mais de 8 minutos e meio de atraso para o piloto Chileno. O piloto da Sherco superou em 17 segundos o francês Xavier de Soultrait da Husqvarna. Ross Branch da Yamaha completa os 5 primeiros colocados.

Em 6ª vinha Maciej Giemza continuava muito bem colocado, apesar de recuar uma posição. San Sunderland continuava na 7ªposição, mas bem distante da disputa. Luciano Benavides da Husqvarna, Toby Price da KTM e Oriol Mena da Rieju completavam os 10 primeiros colocados. O Australiano Daniel Sanders, A Sensação do Dakar vinha na 11ªposição, 15 minutos atrás e Cornejo Florimo e 15  segundos a frente de Adam Tomiczek. Pablo Quintanilla vinha reagindo, chegando a 17ªposição, quem despencou dessa vez foi Joaquim Rodrigues que caiu da 4ª para a 25ªposição.

No km 155, As únicas mudanças entre os 10 primeiros colocados foram essas: Xavier de Soultrait empatou no tempo com Lorenzo Santorini na 3ªposição e Toby Price passando Luciano Benavides e ganhando a 8ªposição. No Km 197, Jose Ignacio Cornejo vinha ainda na frente, mas com sua diferença vinha caindo, Kevin Benavides vinha a 2 minutos e 25 segundos atrás do chileno. Lorenzo Santolini abriu vantagem para Xavier de Soultrait e San Sundeland e se consolidava na 3ªposição. Maciej Giemza continuava na 6ªposição, com quase 9 minutos atrás do líder. 20 segundos depois, em 7ºlugar o Botsuano Ross Branch da Yamaha. Toby Price continuava na 8ªposição, com uma boa vantagem para Luciano Benavides e Skyler Howes que completavam os 10 primeiros colocados. Ricky Brabec vinha em plena recuperação e subiu para a 21ªposição, mas ainda assim vinha 21 minutos atrás do primeiro colocado.

Kevin Benavides acabou tomando a liderança da especial no km 291, após mais de 150 km de perseguição a Jose Ignacio Cornejo, Agora era o chileno que estava atrás, 1 minuto e 1 segundo de distância. Lorenzo Santolino vinham na 3ªposição, com quase 2 minutos a frente de San Sunderland e a 3 minutos a frente de Toby Price . Os dois pilotos da KTM passaram para a 4ª e 5ªposições, superando o francês Xavier de Soultrait que caiu para a 6ªposição.

Maciej Giemza caiu para a 7ªposição a mais de 8 minutos da liderança de Benavides. O norte-americano Skyler Howes, o Botsuano Ross Branch e o eslovaco Stefan Svitko completavam os 10 primeiros colocados. Perto de entrar no Top 10 vinham os pilotos da Husqvarna Pablo Quintanilla e Luciano Benavides em 11º e 12ºcolocados. Já atrás, Adrien van Beveren vinha na 34ªposição, com 38 minutos e 28 segundos de atraso para Kevin Benavides.

Após os mais de 450 km e 5 horas de disputa, Kevin Benavides acabou vencendo a especial do dia, numa disputa em particular com o Chileno Jose Ignacio Cornejo Florimo. A diferença entre os dois pilotos da Honda foi de apenas 1 minuto. Na reta final, o australiano Toby Price ganhou duas posições e acabou completando o pódio da especial, apenas 20 segundos atrás do chileno.

Lorenzo Santolino acabou na 4ªposição, chegando perto dos primeiros colocados e se colocando na 6ªposição na classificação geral, algo que nunca a Sherco TVS chegou nesses anos de Dakar. O inglês San Sunderland completou os 5 primeiros colocados, ele é Price evitaram um desastre para a KTM no dia de hoje. O francês Xavier de Soultrait acabou perdendo posições durante a especial e ficou na 6ªposição a quase 8 minutos de Kevin Benavides, com isso, acabou perdendo a liderança  para o argentino da Honda.

Skyler Howes fica na sétima posição e fica na frente de Matthias Walkner da KTM. O Austríaco acabou ganhando a briga pela 8ªposição por dois segundos de frente para Ross Branch, o 9ºcolocado. Após um estágio de recuperação, Pablo Quintanilla acabou conquistando a 10ªposição após ficar na 29ªposição.

Stefan Svitko acabou na 11ªposição com sua KTM da Slovnaft. 33 segundos depois, o norte-americano Ricky Brabec ficou na 12ªposição após iniciar a especial na 34ªposição. Luciano Benavides, Maciej Giemza e Daniel Sanders completou os 15 primeiros colocados. O polonês Giemza acabou perdendo rendimento no final, mas obteve um grande desempenho no dia de hoje.

Joan Barreda Bort que venceu ontem acabou tendo um dia ruim e acabou na 17ªposição, não pior que a classificação de Joaquim Rodriguez da Hero e Adrian van Beveren que acabou na 22ª e 23ªposição. Isso complica a situação de ambos em relação ao título.

Quadriciclos:

Os Argentinos Nicolas Cavigliasso e Manuel Andujar se destacaram na especial de hoje, os dois dominaram e polarizaram a disputa da vitória. O piloto da Dragon Rally venceu o piloto da 7240 Team, com a diferença de 1 minuto e 41 segundos. A diferença entre os dois para o 3ºcolocado o Chileno Giovanni Enrico foi de 44 minutos e 13 segundos. Alexandre Giroud ficou na 4ªposição e completando os 5 primeiros colocado o chileno Italo Pedemonte da mesma equipe de Giovanni Enrico.

Com esses resultados, Cavigliasso abriu 23 minutos e 48 segundos de frente para Manuel Andujar. Os dois argentinos estão bem a frente do francês Alexandre Giroud (47:23 de desvantagem) e de Giovanni Enrico (a 51:46 de desvantagem). Pelo andar da carroagem, tudo indica que teremos um novo triunfo Argentino ao final do Dakar nos quadriciclos.

Carros:

Dobradinha sul-africana na 5ªespecial do Dakar com domínio total de Giniel de Villiers da Toyota, mesmo já sem qualquer chance de vitória na geral em questão do enorme atraso sobre o líder, de Villiers fez uma apresentação impecável e acabou vencendo de ponta a ponta a especial. Brian Baragwanath completou a dobradinha com seu Century e Stéphane Peterhansel superou em 2 minutos e 13 segundos a Nasser Al-Attiyah e aumentou sua vantagem na liderança da geral.

Desde do Km 43, Giniel de Villiers estava na liderança, colocando já de cara 2 minutos e 7 segundos de frente para o Holandês Erik van Loon da Toyota. Mais atrás Nani Roma de Hunter vinha em 3º, a 14 segundos de frente para Martin Prokop da Ford. 13 segundos depois do tcheco vinha o francês Stéphane Peterhansel da Mini. Nasser Al Attiyah vinha 1 minuto e 2 segundos atrás do líder da geral, na 6ªposição.

Brian Baragwanath na 7ªposição se torna o grande representante da Century, infelizmente Hent Lategan abandonou o Dakar após um acidente que ele e seu navegador sofreu. Orlando Terranova da Mini, Vladimir Vasilyev da BMW e Denis Krotov da Mini completam os Top 10. Carlos Sainz de Mini e Sebastian Loeb tiveram começo desastroso, perdendo mais ou menos meia hora sobre o líder e terminando o primeiro checkpoint nas últimas posições da tabela de classificação.

No km 74, Giniel de Villiers manteve praticamente a mesma distância para Erik van Loon na liderança. Já a terceira posição mudou de mãos, o tcheco Martin Prokop superou Nani Roma por 11 segundos. Completando os 5 primeiros colocados o Sul-africano Brian Baragwanath da Century, um pouco a frente do argentino Orlando Terranova da Mini. 10 minutos atrás do líder vinha o russo Vladimir Vasilyev com seu BMW, na frente de Stéphane Peterhansel e de Nasser Al-Attiyah que desceram posições. Denis Krotov continuava na 10ªposição.  

No km 121 pouca coisa muda nas primeiras posições, somente Orlando Terranova ganhando a 5ªposição de Baragwanath e Yasid Seaidan passando a ser o 9ºcolocando após ganhar 5 posições.

No km 155, Giniel de Villiers amplia sua vantagem sobre Erik van Loon em 4 minutos e 12 segundos, aumentando sua vantagem na frente. Nani Roma recuperou a 3ªposição que estava nas mãos de Prokop. O Espanhol colocou 30 segundos no piloto tcheco da Ford. Orlando Terranova E Brian Baragwanath mantiveram a 5ª e 6ªposições.

Já Stéphane Peterhansel superou Nasser Al-Attiyah e assumiu a 7ªposição. Seiadan e Vasilyev completavam os Top 10. O Polonês Jakub Przygonski não tinha começado bem, mas vinha se recuperando e já estava na 17ªposição, mas com 24 minutos de atraso praticamente sobre o líder da competição. Carlos Sainz conseguia se recuperar na classificação, apesar de estar a meia hora do ponteiro, ele vinha na 32ªposição.

No km 250, o sul-africano de Villiers aumentou mais ainda a distância na frente, com 7 minutos e 13 segundos de Martin Prokop da Ford e 7 minutos e 42 segundos a frente do terceiro colocado, o espanhol Nani Roma da Hunter. Erik van Loon perdeu tempo e caiu para a 9ªposição a mais de 13 minutos do líder. Brian Baragwanath e Stéphane Peterhansel completavam os 5 primeiros colocados. Inclusive, o sul-africano da Century vinha a apenas 9 segundos atrás de Nani Roma, certamente teríamos uma bela briga pelo pódio na reta final.

Já Nasser Al-Attiyah ficou para trás, na 8ªposição a mais de 11 minutos sobre o líder e a 3 minutos e 14 segundos atrás de Peterhansel. Yasid Seaidan da Century e Orlando Terranova da Mini vinham à frente do piloto do Qatar. Vladimir Vasilyev continuava firme e forte na 10ªposição. Sheikh Al Qassimi e Yazeed Al Rajhi vinham fazendo boas corridas de recuperação e estavam em 11º e 12º respectivamente.

No km 292 uma reviravolta na disputa pela segunda posição, o sul-africano Brian Baragwanath e a lenda Stéphane Peterhansel passaram por Martin Prokop e Nani Roma e passaram a ser 2º e 3ºcolocados respetivamente. Por sua vez, Prokop e Roma desceram para 4º e 5º. Yasid Seaidan subiu 2 posições e passou a ser o 6ºcolocado, não muito longe de Nani Roma, mas precisando não se descuidar de Orlando Terranova, que vinha a 40 segundos atrás em 7ºlugar.

Nasser Al-Attiyah vinha em 8ºlugar, com quase 4 minutos de prejuízo para Peterhansel e mais de 11 minutos atrás de Giniel de Villiers. O objetivo do Qatari era diminuir os prejuízos para a fase final de prova. Erik van Loon e Vladimir Vasilyev completavam os 10 primeiros colocados. Carlos Sainz se recuperou brilhantemente na parte final de prova, já vinha na 15ªposição e conseguiu diminuir a diferença para o líder, de meia hora para 26 minutos e 35 segundos.

Giniel de Villiers administrou o restante do percurso e venceu a primeira especial nesse Dakar, em condução impecável do piloto Sul-africano que acabou fazendo a dobradinha com seu compatriota Brian Baragwanath da Century na segunda posição, chegando a apenas 58 segundos do vencedor.

O Francês Stéphane Peterhansel acabou o dia na terceira posição e aumentou sua vantagem na liderança do Dakar 2021. Agora a lenda do Dakar tem 6 minutos e 11 segundos a frente de Nasser Al-Attiyah que ficou na quarta posição, 2 minutos e 13 segundos atrás do piloto da Mini. A disputa pelo que me parece é só desses dois pelo campeonato. O Tcheco Martin Prokop que chegou a sonhar com o pódio, teve que se contentar em ficar na 5ªposição, 5 minutos atrás do vencedor.

Yazzed Al Rajhi se redimiu de um estágio desastroso e acabou o dia na 6ªposição, 8 segundoas a frente do Argentino Orlando Terranova. Nani Roma acabou perdendo rendimento na reta final da especial e ficou na 8ªposição. Carlos Sainz operou um milagre, após uma incrível recuperação, o campeão de 2020 do Dakar acabou tirando muito do prejuízo que teve no começo e acabou a especial na 9ªposição, 15 minutos e 19 segundos atrás de Giniel de Villiers. Porém, sua situação para defender seu título ficou mais complicada, esta agora a 48 minutos atrás de Peterhansel e a 42 minutos de Nasser Al-Attiyah. Jakub Pryzgonski também fez grande recuperação e fechou os TOP 10.

Sheikh Al Qassimi e Vladimir Vasilyev acabaram ficando de fora dos 10 primeiros colocados e ficaram com a 11ª e 12ªcolocações. Sebastien Loeb teve um dia péssimo, acabou a 50 minutos do vencedor na 20ªposição. Pior ainda para Erik van Loon que caiu para a 35ªposição por causa de problemas no seu carro, ficando a mais de 1 hora e 20 minutos atrás dos vencedores.

Veículos leves:

Um dos favoritos ao título e líder na classificação geral, o chileno Francisco Lopez Contardo venceu a etapa de hoje do Dakar, após quase 6 horas de disputa. O piloto ficou 1 minuto e 46 segundos a frente do Qatari Khalifa al Attiyah. Os dois usam carros da CAN-AM. Eles ficaram a frente de Seth Quintero da Red Bull que foi o único piloto não CAN-AM nos Top 5, já que ele esta entre os pilotos dessa marca que praticamente domina a categoria. O Norte-americano Austin Jones e o Polonês Aron Domzala completam os Top 5 da especial.

Na classificação geral, Lopez Contardo abre 9 minutos e 51 segundos a frente de Aron Donzala. Austin Jones vem na 3ªposição a 12 minutos e 28 segundos atrás. Seth quintero e Saleh Alsaif completam os Top 5 dos veículos leves.

Caminhões:

Novamente Dmitry Sotnikov conquistou a vitória na especial. É uma incrível campanha do piloto da Kamaz, liderando a competição na geral com muito boa folga sobre o seu mais próximo concorrente, o também russo Anton Shibalov, 33 minutos e 53 segundos à frente. A disputa hoje foi com Aliaksei Vishneuski, o piloto da Maz-Autosport que restou na disputa do Dakar ficou na segunda posição a 1 minuto e 1 segundo do vencedor. O bielorrusso Siahrei Viazovich acabou abandonando a disputa no dia de ontem.

Anton Shibalov ficou na terceira posição a quase 7 minutos do vencedor. Completando os 5 primeiros colocados os tchecos Martin Soltys e Ales Loprais. Martin Macik de Iveco, Ales Loprais da Instaforex e Airat Mardeev da Kamaz estão completando os 5 primeiros colocados na categoria geral.

Fotos:

Resultado da 5ªEspecial do Dakar 2021
419 km

Motos:

posPilotoPaísmotoEquipetempoPenality
147Kevin BenavidesArgentinaHondaMonster Energy Honda Team 202105h 09′ 50”
24Jose Ignacio Cornejo FlorimoChileHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00h 01′ 00”
33Toby PriceAustráliaKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00h 01′ 20”
415Lorenzo SantolinoEspanhaSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 00h 02′ 29”
55Sam SunderlandInglaterraKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00h 04′ 17”
612Xavier de SoultraitFrançaHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 00h 07′ 55”
79Skyler HowesEstados UnidosKTMBAS Dakar KTM Racing Team+ 00h 10′ 43”
852Matthias WalknerÁustriaKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00h 11′ 03”
918Ross BranchBotswanaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00h 11′ 05”
102Pablo QuintanillaChileHusqvarnaRockstar Energy Husqvarna Factory Racing+ 00h 12′ 15”
1111Stefan SvitkoEslováquiaKTMSlovnaft Rally Team+ 00h 13′ 39”
121Ricky BrabecEstados UnidosHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00h 14′ 12”
1377Luciano BenavidesArgentinaHusqvarnaRockstar Energy Husqvarna Factory Racing+ 00h 14′ 23”
1422Maciej GiemzaPolôniaHusqvarnaOrlen Team+ 00h 15′ 50”
1521Daniel SandersAustráliaKTMKTM Factory Team+ 00h 16′ 01”
1674Jaume BetriuEspanhaKTMFN Speed – KTM Team+ 00h 18′ 27”
1788Joan Barreda BoatEspanhaHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00h 19′ 11”
186Franco CaimiArgentinaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00h 24′ 34”
1931Michek MartinRep. TchecaKTMMoto Racing Group (MRG)+ 00h 27′ 13”
2024Sebastian BülherAlemanhaHeroHero Motosports Team Rally+ 00h 30′ 24”
2132Tosha SchareinaEspanhaKTMFN Speed – KTM Team+ 00h 31′ 42”
2227Joaquim RodriguesPortugalHeroHero Motosports Team Rally+ 00h 31′ 51”
2342Adrien van BeverenFrançaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00h 34′ 31”
2454Camille Chapeliere FrançaKTMTeam Baines Rally+ 00h 36′ 47”
2526Milan EngelRep. TchecaKTMMoto Racing Group (MRG)+ 00h 38′ 02”
2644Laia SanzEspanhaGas GasGas Gas Factory Team+ 00h 39′ 39”
2717Juan Pedrero GarciaEspanhaKTMFN Speed – Rieju Team+ 00h 41′ 21”
28142Maurizio GeriniItáliaHusqvarnaSolarys Racing+ 00h 43′ 14”
2987Oriol MenaEspanhaRiejuFN Speed – Rieju Team+ 00h 45′ 44”
3076Roman KrejciRep. TchecaKTMBo!Beton Team+ 00h 49′ 15”
3120Adam TomiczekPolôniaHusqvarnaOrlen Team+ 00h 49′ 37”
3230Arunas GelazninkasLituâniaKTMZigmas Dakar Team+ 00h 52′ 01”
3329Emanuel GyenesRomeniaKTMAutonet Motorcycle Team+ 00h 55′ 47”
3419Rui Jorge Goncalves DiasPortugalSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 00h 58′ 24”
3537David PabiskaRep. TchecaKTMJantar Team+ 01h 08′ 07”
3663Konrad DabrowskiPolôniaKTMDuust Rally Team+ 01h 18′ 24”
3739Benjamin MelotFrançaKTMBenjamin Melot+ 01h 23′ 48”
38101David KnightInglaterraHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 01h 31′ 30”
3980Michael BurgessAustráliaKTMBAS Dakar KTM Racing Team+ 01h 35′ 01”
4086Charlie HerbstFrançaKTMTeam Charlie Herbst+ 01h 46′ 21”
4133Noah Koitha Veettil HarithÍndiaSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 01h 51′ 54”
4248Mathieu DovezeFrançaKTMNomade Racing Assistance+ 01h 53′ 49”00h 05′ 00”
4325Paul SpieringsHolandaHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 01h 53′ 58”
4478Cesare ZacchettiItáliaKTMCesare Zacchetti+ 01h 54′ 45”
4584Neil HawkerInglaterraHusqvarnaNeil Hawker+ 02h 06′ 10”
4641Zaker YakpChinaKTMWu Pa Da Hai Dad dakar Rally Team+ 02h 13′ 12”00h 40′ 00”
47108Marc CalmetEspanhaKTMFN Speed – Rieju Team+ 02h 14′ 08”
4897Martin BenkoEslováquiaKTMNorwit Racing+ 02h 20′ 27”
4981Erik VlcakEslováquiaHusqvarnaSlovnaft Rally Team+ 02h 21′ 25”
5095Xavier FilckFrançaHusqvarnaXtrem Racing+ 02h 22′ 24”

Quadriciclos:

posPilotoPaísQuadricicloEquipetempoPenality
1150Nicolas CavigliassoArgentinaYamahaDragon Rally Team06h 09′ 42”
2154Manuel AndujarArgentinaYamaha7240 Team+ 00h 01′ 41”
3159Giovanni EnricoChileYamahaEnrico Racing Team+ 00h 44′ 13”
4152Alexandre GiroudFrançaYamahaTeam Giroud+ 00h 47′ 14”
5168Italo PedemonteChileYamahaEnrico Racing Team+ 01h 06′ 58”
6163Pablo CopettiEstados UnidosYamahaMX Devesa by Berta+ 01h 13′ 27”00h 15′ 00”
7155Kamil WisniewskiPolôniaYamahaOrlen Team+ 01h 17′ 31”
8153Tomas KubienaRep.TchecaYamahaStory Racing S.R.O.+ 01h 39′ 17”
9176Laisvydas LaniciusLituâniaYamahaStory Racing S.R.O.+ 01h 47′ 42”
10174Toni VingutEspanhaYamahaVisit Sant Antoni – Ibiza+ 02h 05′ 36”

Carros:

posPiloto/CoPilotoPaísCarro/EquipetempoPenality
1304Giniel de VilliersÁfrica do SulToyota05h 09′ 25”
Alex Haro BravoEspanhaToyota Gazoo Racing
2339Brian BaragwanathÁfrica do SulCentury+ 00h 00′ 58”
Taye PerryÁfrica do SulCentury Racing
3302Stéphane PeterhanselFrançaMini+ 00h 02′ 25”
Edouard BoulangerFrançaX-Raid Mini JCW Team
4301Nasserr Al-AttiyahQatarToyota+ 00h 04′ 38”
Matthieu BaumelFrançaToyota Gazoo Racing
5312Martin ProkopRepública TchecaFord+ 00h 05′ 06”
Viktor ChytkaRepública TchecaOrlen Benzina Team
6303Yazeed al RajhiArábia SauditaToyota+ 00h 09′ 16”
Dirk von ZitzewitzAlemanhaOverdrive Toyota
7309Orlando TerranovaArgentinaMini+ 00h 09′ 24”
Bernardo GraueArgentinaX-Raid Mini JCW Team
8311Nani RomaEspanhaHunter+ 00h 10′ 31”
Alexandre Winocq FrançaBahrein Raid Xtreme
9300Carlos SainzEspanhaMini+ 00h 15′ 19”
Lucas CruzEspanhaX-Raid Mini JCW Team
10307Jakub PrzygonskiPolôniaToyota+ 00h 18′ 58”
Timo GottschalkAlemanhaOverdrive Toyota
11310Sheikh Khalid Al QassimiEAUPeugeot+ 00h 20′ 27”
Xavier PanseriFrançaAbu Dhabi Racing
12317Vladimir VasilyevRússiaBMW+ 00h 23′ 31”
Dmitro TsyroUcraniaX-Raid Mini JCW Team
13352Guoyu ZhangChinaBAIC+ 00h 32′ 29”
He ShaChinaBAIC DRV
14319Jérome PélichetFrançaOptimus+ 00h 37′ 53”
Pascal LabroqueFrançaRaidlynx
15341Michael PisanoFrançaOptimus+ 00h 40′ 42”
Max DelfinoFrançaMD RallyE Sport
16335Guilherme SpinelliBrasilMini+ 00h 40′ 57”
Youssef HaddadBrasilX-Raid Mini JCW Rally Team
17327Isidre Esteve PujolEspanhaToyota+ 00h 41′ 52”
Txema VillalobosEspanhaRepsol Rally Team
18334Ricardo PoremPortugalBorgward+ 00h 42′ 29”
Jorge MonteiroPortugalBorgward
19320Benediktas VanagasLituâniaToyota+ 00h 50′ 11”00h 01′ 00”
Filipe PalmeiroPortugalInbank Toyota Gazoo Racing Baltics
20305Sebastien LoebFrançaHunter+ 00h 50′ 18”
Daniel ElenaMônacoBahrein Raid Xtreme
21323Denis KrotovRússiaMini+ 00h 51′ 21”
Konstantin ZhiltsovRússiaMSK Rally Team
22329Antanas JukneviciusLituâniaToyota+ 00h 52′ 33”
Darius VaiciulisLituâniaKreda
23326Christian LavieilleFrançaOptimus+ 00h 54′ 47”
Jean-Pierre GarcinFrançaMD RallyE Sport
24322Ronan ChabotFrançaToyota+ 00h 57′ 19”00h 02′ 00”
Gilles PillotFrançaOverdrive Toyota
25321Dominque HousieauxFrançaOptimus+ 00h 58′ 32”
Simon VitseFrançaMD RallyE Sport
26361Binglong LuChinaBAIC+ 00h 59′ 23”
Wenke MaChinaBAIC DRV
27358Marcelo Tiglia GastaldiBrasilCentury+ 00h 59′ 42”
Lourival RoldanBrasilCentury Racing
28356Edvinas JuskauskasLituâniaToyota+ 01h 04′ 03”
Aisvydas PaliukenasLituâniaTeam Pitlane
29330Shameer VariawaÁfrica do SulToyota+ 01h 04′ 29”
Dennis MurphyÁfrica do SulToyota Gazoo South Africa
30355Alabdalali SalehArábia SauditaHummer+ 01h 09′ 09”
Mohammed AlnaimArábia SauditaSaleh

Veículos Leves:

posPiloto/CoPiloto/MecânicoPaísveiculo/EquipetempoPenality
1401Francisco Lopez ContardoChileCAN-AM05h 47′ 32”00h 01′ 00”
Juan Pablo Latrach VinagreChileSouth Racing CAN-AM
2422Nasser Khalifa Al AttiyahQatarCAN-AM+ 00h 01′ 52”
Paolo CeciItáliaSouth Racing CAN-AM
3383Seth QuinteroEstados UnidosDT3+ 00h 02′ 11”
Dennis ZenzEstados UnidosRed Bull Off-Road Team USA
4408Austin JonesEstados UnidosCAN-AM+ 00h 04′ 17”
Gustavo GugelminBrasilMonster Energy CAN-AM
5406Aron DonzalaPolôniaCAN-AM+ 00h 06′ 33”
Maciej MartonPolôniaMonster Energy CAN-AM
6424Michal GoczalPolôniaCAN-AM+ 00h 08′ 06”
Szymon GospodarczykPolôniaEnergylandia Rally Team
7412Saleh AlsaifArábia SauditaCAN-AM+ 00h 09′ 01”
Oriol Vidal MontijanoEspanhaBlack Horse
8400Sergei KariakinRússiaCAN-AM+ 00h 14′ 27”
Anton VlasiukRússiaSnag Racing Team
9381Mitchell GuthrieEstados UnidosDT3+ 00h 16′ 14”00h 01′ 00”
Ola FloeneNoguegaRed Bull Off-Road Team USA
10393Lionel BaudFrançaPH-Sport+ 00h 16′ 57”
Loic MinaudierFrançaPH-Sport
11396Tomas EngeRep.TchecaCAN-AM+ 00h 20′ 33”
Marketa SkacelovaRep.TchecaBuggyra Zero Mileage Racing
12403Jose Antonio Hinojo LopezEspanhaCAN-AM+ 00h 29′ 07”00h 01′ 00”
Diego Ortega GilEspanhaHibor Raid

Caminhões:

posPiloto/CoPiloto/MecânicoPaíscaminhão/EquipetempoPenality
1507Dmitry SotnikovRússiaKamaz05h 30′ 20”
Ruslan AkhmadeevRússiaKamaz-Master
Ilgiz AkhmetzianovRússia
2505Alisksei VishneuskiBielorrússiaMAS+ 00h 01′ 01”00h 02′ 00”
Maksim NovikauBielorrússiaMAS-Sportauto
Siarhei SachukBielorrússia
3501Anton ShibalovRússiaKamaz+ 00h 06′ 56”
Dmitri NikitinRússiaKamaz-Master
Ivan TatarinovRússia
4514Martin SoltysRep.TchecaTatra+ 00h 08′ 26”
David SchovanekRep.TchecaTatra Buggyra Racing
Tomas SikolaRep.Tcheca
5504Ales LopraisRep.TchecaPraga+ 00h 10′ 45”
Petr PokdraRep.TchecaInstaforex Loprais Praga
Khalid AlkendiEAU
6509Airat MardeevRússiaKamaz+ 00h 13′ 30”
Dimtriy SvistunovRússiaKamaz-Master
Akhmet GaliaudtinovRússia
7500Andrey KarginovRússiaKamaz+ 00h 16′ 19”00h 20′ 00”
Andrey MokeevRússiaKamaz-Master
Igor LeonovRússia
8517Ignacio CasaleChileTatra+ 00h 24′ 29”
Alvaro LeonChileTatra Buggyra Racing
Petr CapkaRep.Tcheca
9503Martin MacikRep.TchecaIVECO+ 00h 24′ 49”
Frantisek TomasekRep.TchecaBig Shock Racing
David SvandaRep.Tcheca
10511Gert HuzinkHolandaRenault+ 00h 30′ 11”00h 15′ 00”
Rob BuursenHolandaRiwald Dakar Team
Martin RoesinkHolanda
11515Pascal de BaarHolandaRenault+ 00h 33′ 54”
Jan van der VaetBélgicaRiwald Dakar Team
Stefan SlootjesHolanda
12506Martin van den BrinkHolandaRenault Trucks+ 00h 36′ 16”
Wouter de GraaffHolanda
Daniel KozlovskyRep.Tcheca

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

4ªespecial do Dakar 2021

Evento que foi de Wadi Ad-Dawasir até Riad, em uma especial de 337 km, em pelo menos 4 das 5 categorias a disputa pela ponta da geral esta muito disputada.

Motos:

Após ir muito mal no estágio de ontem de novo Joan Barreda Bort vence uma especial, a sua segunda vitória nesse Dakar 2021, liderando quase todo o tempo a especial de 337 km. Mais uma vez tivemos Toby Price, Kevin Benavides e Matthias Walkner ficando para trás. A Revelação do Dakar Daniel Sanders chegou na segunda posição. Luciano Benavides da Husqvarna completou o pódio.

No primeiro checkpoint, aos 43 km a liderança já estava nas mãos de Barreda Bort com sua Honda, mas sua vantagem para o Botusuano Ross Branch o 2ºcolocado e para o chileno Pablo Quintanilla era pequena, apenas 7 segundos entre os 3 primeiros. Matthias Walkner e Toby Price vinham bem próximos um do outro, a uns 20 segundos de Barreda Bort e a 2 segundos entre os dois pilotos do trio de ferro da KTM. Não muito longe, vinha o português Joaquim Rodrigues da Hero.

O líder da Geral Skyler Howes começa bem, em 7ºlugar e empatado com o Tcheco Martin Michek da Moto Racing Group (MRG) em 36 segundos de atraso para o ponteiro. 1 segundo depois vinham Stefan Svitko e Daniel Sandres e 2 segundos atrás de Howes vinha Xavier de Soultraid na 11ªposição. O indiano Santosh C. S. acabou deixando o Dakar 2021.

Toby Price proporcionou a única vez que Barreda Bort ficou de fora do primeiro lugar, por 6 segundos a frente do piloto espanhol. Pablo Quintanilla vinha em 3º a 15 segundos atrás do líder, alguns segundos depois, Ross Branch da Yamaha completavam o quarteto de fábricas diferentes nas 4 primeiras posições (KTM, Honda, Husqvarna e Yamaha). Daniel Sanders da KTM subiu para a quinta posição.

Joaquim Rodrigues (Hero) manteve a 6ªposição com dois segundos  a frente de Kevin Benavides (Honda), não muito longe, Stefan Svitko (Slovnaft) na 8ªposição a 8 segundos do piloto Argentino. Xavier de Soultrait e Martin Michek empatam na 9ªposição. Ricky Brabec vinha em 13º, a 2 minutos e 5 segundos de Price e 12 segundos a frente de San Sunderland da KTM. Skyler Howes caiu demais na classificação da 7ª para a 41ªposição, com 9 minutos e 42 segundos atrás de Barreda Bort. Outra vez o austríaco Matthias Walkner ficou bem para trás, na 46ªposição. Mas ninguém foi mais para trás como o espanhol Oriol Mena da Rieju, na 71ªposição e Rui Goncalves da Sherco TVS, na 86ªposição a mais de 30 minutos do líder.

Barreda Bort voltou para a ponta da especial no Km 125, enquanto que Price caiu para a 21ªposição após perder 5 minutos e meio em relação ao seu rival da Honda. Pablo Quintanilla da Husqvarna sobe para a segunda posição, 36 segundos atrás do líder e 13 segundos a frente de Ross Branch da Yamaha. Já mais longe, estavam Daniel Sanders (KTM) e Stefan Svitko (Slovnaft) separados por apenas 4 segundos entre os dois na 4ª e 5ªposições respectivamente.

Joaquim Rodrigues continuava imóvel na 6ªposição, Jose Ignacio Cornejo Florimo de Honda e Martin Michek da MRG disputavam a 7ªposição. O Alemão Sebastian Bülher da Hero e o norte-americano Ricky Brabec da Honda completavam as 10 primeiras posições. Xavier de Soultrait vinha na 19ªposição, com 5 minutos de atraso para o líder.

No km 172, Barreda Bort cresce sua vantagem para 1minuto e 37 segundos para Ross Branch que ganhou a segunda posição, bem a frente de Quintanilla (Husqvarna) e Cornejo Florimo (Honda) brigando pelo terceiro lugar, mas já a quase 3 minutos do líder da especial. Daniel Sanders vinha em 5º, mas estava apenas 8 segundos a frente de Joaquim Rodrigues imexível na 6ªposição. Martin Michek em uma ótima participação estava na 7ªposição, apenas 2 segundos a frente de Stefan Svitko que vinha na sua melhor exibição nesse Dakar. Os irmãos Benavides completavam os Top 10 com Luciano 15 segundos a frente de Kevin.

Lorenzo Santolini da Sherco TVS liderava um grupo que disputava a 11ªposição, San Sunderland da KTM, Ricky Brabec da Honda e Sebastian Bülher da Hero completavam esse grupo, separados por 12 segundos. Jan Brabec da Strojrent completava os 15 primeiros. Toby Price continuava mais atrás, em 23º a 7 minutos e 32 segundos da liderança. Skyler Howes em 29º, Matthias Walkner em 31º e Oriol Mena na 42ªposição vinham muito atrás, principalmente o piloto da Rieju com 23 minutos de atraso para Barreda Bort.

Aos 268 km percorridos, Barreda Bort aumentou sua vantagem para Branch para 2 minutos e 11 segundos para o piloto da Yamaha, Branch não era ameaçada por Jose Ingacio Cornejo Florimo que ganhou a terceira posição de Pablo Quintanilla que caiu para a 6ªposição. Os pilotos Daniel Sanders e Luciano Benavides também superaram o piloto principal da Husqvarna.

Joaquim Rodrigues finalmente saiu da 6ªposição, infelizmente acabou recuando para a 7ªposição e tinha 11 segundos de frente para Ricky Brabec da Honda que vivia seu melhor momento na especial de hoje. Quem se recuperou bem foi o francês Xavier de Soultrait da Husqvarna, em 9º a 4 segundos do campeão do ano passado. Stefan Svitko completava os 10 primeiros colocados. Kevin Benavides acabou recuando para a 11ªposição, com 6 minutos e 1 segundo de atraso para o líder.

Barreda Bort acabou vencendo com muita facilidade a sua segunda especial do Dakar, com mais de 6 minutos de frente para o segundo colocado, o estreante Daniel Sanders da KTM que acabou beneficiado pela punição de 1 minuto a Ross Branch que fez o Boutsuano cair da 2ª para a 4ªposição. O piloto Argentino Luciano Benavides da Husqvarna completou o pódio na terceira posição. Branch que acabaria na segunda posição acabou prejudicado pela punição de um minuto e acabou na 4ªposição.

Xavier de Soultrait se recuperou bem na parte final da especial e acabou na quinta posição. Com sua regularidade, o francês passa a liderar na classificação geral com apenas 15 segundos a frente de Joan Barreda Bort. Os dois estão destacados na ponta da classificação geral após 4 especiais das 12 que vai ter esse Dakar.

Joaquim Rodrigues após ficar 2 terços do tempo em sexto lugar só poderia terminar a especial na 6ªposição, 8 segundos a frente de Jose Ignacio Cornejo que perdeu 4 posições nos momentos finais hoje e acabou na 7ªposição, bem próximo, ficou o Chileno Pablo Quintanilla da Husqvarna na 8ªposição. O Eslovaco Stefan Svitko da Slovnaft e Adrien van Beveren da Yamaha completaram os 10 primeiros colocados.

Mais uma vez o trio de ferro da KTM não teve um dia fez, somente San Sunderland teve desempenho razoável, na 11ªposição, 10 minutos e 33 segundos. Porém, Toby Price não foi nada bem, a partir do segundo terço da especial, o australiano não se encontrou mais e acabou o dia em uma frustrante 22ªposição. 2 posições atrás de Skyler Howes, que perde a liderança da geral após terminar a especial a 13 minutos e 13 segundos atrás de Barreda Bort. Matthias Walkner chegou na 23ªposição em mais uma participação frustrante. Quem acabou sendo derrubado foi Oriol Mena que poderia integrar as primeiras posições, mas que acabou caindo muito para trás e teve que se recuperar no restante da especial, mas essa recuperação só deu para levar-lo até a 32ªposição a 30 minutos do vencedor da especial.

Quadriciclos:

Dobradinha de Argentinos na especial de hoje dos quadriciclos. A vitória ficou com o piloto da 7240 Team Manuel Andujar após quase 3 horas e meia de duração. Nicolas Cavigliasso completou a dobradinha chegando na segunda posição, melhor que isso para o argentino da Drag’on é que ele assumiu a liderança do classificação geral a 9 segundos de vantagem para Alexandre Giroud que ficou na terceira posição, a 3 minutos e 52 segundos do vencedor.

Muito longe deles vieram o Francês Romain Dutu e o chileno Giovanni Enrico completando os 5 primeiros colocados a mais ou menos 15 minutos dos vencedores. Na Classificação geral, Cavigliasso, Giroud e Enrico estão nas 3 primeiras posições, separados por apenas 7 minutos e 33 segundos entre eles. Andujar já vem um pouco mais longe, a 22 minutos na 4ªposição.

Carros:

Após uma disputa bem apertada entre os rivais Nasser Al-Attiyah do Qatar e Stéphane Peterhansel da França a vitória ficou com o piloto da Toyota por apenas 11 segundos entre os dois. Os principais rivais ao título proporcionaram uma brilhante disputa no dia de hoje.

Carlos Sainz que continuava com esperanças de título, era o líder no primeiro checkpoint (aos 43 km) com 9 segundos a frente do segundo colocado Nasser Al-Attiyah, 13 segundos a frente do sul-africano Heny Lategan que é a grande sensação do Dakar desse ano nos carros e 17 segundos a frente do saudita Yasid Seaidan. O líder na classificação geral Stéphane Peterhansel vinha a 26 segundos de Al-Attiyah na 5ªposição.

Após uma etapa com problemas, Brain Baragwanath começava bem a especial, apenas 1 segundo atrás de Peterhansel. Sebastian Loeb vinha 2 segundos na frente do Sheikh Khalid Al Qassimi em uma luta valendo a 7ªposição. O Argentino Orlando Terranova e o Francês Mathieu Serradori completavam a lista dos 10 primeiros colocados.

No km 80, Al-Attiyah passou para a liderança da especial, mas ele não estava nada confortável na frente, o sul-africano Lategan vinha a apenas 3 segundos atrás e mostrando que ele não queria ser apenas uma surpresa e sim uma realidade na disputa pelas primeiras posições. Carlos Sainz com seu Mini caiu para 3º, 3 segundos depois vinha Stéphane Peterhansel, outros 3 segundos depois vinha o brilhante multicampeão Sebastien Loeb com seu carro da Hunter.

Yasid Seaidan foi superado por alguns pilotos e caiu para a sexta posição, Brian Baragwanath recua para a 7ªposição a bordo do seu Century. Terranova de Mini, Przygonski com o Toyota e Roma com Hunter completava os 10 primeiros colocados. Quem vinha se dando mal foi Cyril Despres na 50ªposição e Yazeed al Rajhi na última posição, a mais de 2 horas e 50 minutos atrás de Al-Attiyah, no que incapacitaria do saudita de lutar pelo título.

No Km 125, Henk Lategan fica a apenas 1 segundo atrás de Nasser Al-Attiyah, a disputa era acirrada entre os dois pilotos da Toyota. Stéphane Peterhansel vinha 52 segundos atrás na 3ªposição. Completando os 5 primeiros estavam o Saudita Seaidan e o Francês Loeb, já um pouco mais longe dos 3 primeiros colocados. Carlos Sainz vinha na 6ªposiçáo a 2 minutos e 31 segundos da ponta. Skeikh Al Qassimi com seu Pegueot se recuperou após ficar de fora do Top 10 no segundo checkpoint e subiu para a 7ªposição.

Jakub Przygonski, Giniel de Villiers e Martin Prokop completavam os 10 primeiros colocados. Nani Roma e Brian Baragwanath perderam seus lugares no top 10 e caíram para 12º e 13ºlugares respectivamente.

Exatamente na metade da especial (km 172), Henk Lategan supera Al-Attiyah e assume a liderança da especial, coloca 17 segundos de vantagem para o piloto Qatari e dava mostras de ser um novo prisma na disputa da especial e para a disputa geral. Stephan Peterhansel manteve o 3ºlugar e mais ou menos se manteve abaixo do minuto de distância atrás do líder. Seiadan, Loeb, Sainz, Al Qassimi, Przygonski e de Villiers mantiveram suas posições. A única mudança foi a de Erik van Loon que subiu para a 10ªposição.

Lategan vinha em grande forma, mas Nasser Al-Attiyah não se deu por vencido, após 96 km (2 checkpoints) o piloto do Qatar leva seu Toyota de volta para a liderança, colocando 37 segundos a frente de Lategan, 51 segundos de Carlos Sainz (Mini) e 54 segundos sobre Peterhansel (Mini) Os 4 primeiros colocados vinham separados por menos de 1 minuto, sendo que os dois primeiros eram carros da Toyota. Yasid Seaidan vinha em 5º, a 1 minuto e 52 segundos do líder.

Sebastien Loeb continuava muito bem na 6ªposição e livrando mais de 3 minutos de vantagem para Jakub Pryzgonski da Toyota, depois do polonês, vinham completando os 10 primeiros: Sheikh Al Qassimi da Pegueot, Giniel de Villiers da Toyota e Brian Baragwanath da Century. Martin Prokop de Ford e Erik van Loon de Toyota tinham esperanças ainda de subir para um Top 10.

No final de 337 km de especial, Nasser Al-Attiyah conseguiu a vitória que acabou ficando com ele com apenas 11 segundos de vantagem para o seu arquirrival e líder da classificação geral Stéphane Peterhansel. O Francês superou na reta final o sul-africano Henk Hategan que pela segunda vez seguida se coloca no pódio de uma especial, chegando a 1 minuto e meio do ganhador.

Carlos Sainz se recuperou bem do fraco desempenho do dia anterior, chegando na 4ªposição na especial e recuperando a 3ªposição na classificação geral. Mathieu Serradori não teve um dia muito bom, perdeu 26 minutos sobre o vencedor e acabou na 28ªposição, isso o derrubou para a 6ªposição na classificação geral, atrás dos três grandes favoritos (Peterhansel, Al-Attiyah e Sainz) e também da sensação Henk Lategan e do regular Polonês Jakub Przygonski que ompletou os 5 primeiros colocados e esta na mesma 5ªposição na classificação geral.

Outra boa especial do Sheikh Khalid Al Qassimi com seu Pegueot chegando 14 segundos a frente do Francês Sebastien Loeb da Hunter.  Na verdade Loeb ficaria na 4ªposição, mas acabou levando 5 minutos de penalização, no que derruba ele em 3 posições na especial. O Russo Vladimir Vasilyev levou seu BMW a uma expressiva 8ªposição, a 10 minutos e 45 segundos do vencedor. Completando os 10 primeiros colocados o Sul-Africano Brian Baragwanath em 9º se redimindo da especial de ontem e o Argentino Orlando Terranova na 10ªposição. Cyril Despres ficou em uma lamentável 37ªposição, com quase 33 minutos de atraso. Pior ficou para Yasir Seaidan, que ficou a 51 minutos do vencedor, na 50ªposição.

Veículos Leves:

Após ficar por quase toda a especial na segunda posição o polonês Aron Donzala da CAN-AM conquistou a vitória na 4ªespecial do dakar 2021, a primeira do piloto nessa edição. A Especial foi liderada pelo norte-americano Mitchell Guthrie da Red Bull com Donzala na sua cola. Porém, o polonês acabou superando o piloto da Red Bull e acabou com a vitória. O Inglês Kris Meeke ficou em 2º superando Mitchell Guthrie por apenas 6 segundos de diferença.

Francisco Lopez Contardo apesar do 6ºlugar, só chegou a 2 minutos e 50 segundos atrás do vencedor de hoje e ficou um pouco atrás do polonês Michael Goczal e do Norte-americano Austin Jones. O Chileno continua na liderança do Dakar com vantagem de 3 minutos e 18 segundos a frente de Aron Donzala e a 8 minutos e 11 segundos a frente de Austin Jones na 3ªposição. Kariakin e Seth Quintero completam os 5 primeiros colocados.

Caminhões:

Uma bela especial, com muita competitividade de vários pilotos que terminou com os 4 primeiros colocados a apenas 22 segundos entre os 4 primeiros colocados. O piloto russo Dmitry Sotnikov acabou conquistando a 3ªvitória em especial no Dakar 2021 consolidando a liderança na classificação geral, 26 minutos à frente do Tcheco Martin Macik que ficou em 4ºlugar a apenas 22 segundos do vencedor.

O Russo Andrey Karginov acabou ficando muito perto da vitória ficando em 2º a 10 segundos do vencedor, 4 segundos depois o bielorrusso Aliaksei Vishneuski da Maz-Autosport ficou na 3ªposição. Anton Shibalov completou os Top 5 complementando os 3 caminhões da Kamaz nos 5 primeiros lugares. Ignacio Casale chegou na sexta posição e continua bem qualificado na classificação geral.

Fotos:

Resultado da 4ªEspecial do Dakar 2021
Wadi Ad-Dawasir até Riad – 337 km

Motos:

posPilotoPaísMotoEquipeTempo/diferençaPenality
188Joan Barreda BoatEspanhaHondaMonster Energy Honda Team 202102h 46′ 50”
221Daniel SandersAustráliaKTMKTM Factory Team+ 00h 06′ 09”
377Luciano BenavidesArgentinaHusqvarnaRockstar Energy Husqvarna Factory Racing+ 00h 06′ 22”
418Ross BranchBotswanaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00h 06′ 57”00h 01′ 00”
512Xavier de SoultraitFrançaHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 00h 07′ 19”
627Joaquim RodriguesPortugalHeroHero Motosports Team Rally+ 00h 07′ 21”
74Jose Ignacio Cornejo FlorimoChileHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00h 07′ 29”
82Pablo QuintanillaChileHusqvarnaRockstar Energy Husqvarna Factory Racing+ 00h 07′ 34”
911Stefan SvitkoEslováquiaKTMSlovnaft Rally Team+ 00h 08′ 46”
1042Adrien van BeverenFrançaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00h 09′ 22”
115Sam SunderlandInglaterraKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00h 10′ 33”
1215Lorenzo SantolinoEspanhaSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 00h 11′ 13”
1336Jan BrabecRep. TchecaKTMStrojrent Racing+ 00h 11′ 25”00h 01′ 00”
1447Kevin BenavidesArgentinaHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00h 11′ 38”
156Franco CaimiArgentinaYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00h 11′ 49”
1668Jamie McCanneyInglaterraYamahaMonster Energy Yamaha Rally Team+ 00h 12′ 22”
1717Juan Pedrero GarciaEspanhaKTMFN Speed – Rieju Team+ 00h 12′ 24”
181Ricky BrabecEstados UnidosHondaMonster Energy Honda Team 2021+ 00h 12′ 53”
1931Michek MartinRep. TchecaKTMMoto Racing Group (MRG)+ 00h 12′ 59”
209Skyler HowesEstados UnidosKTMBAS Dakar KTM Racing Team+ 00h 13′ 13”
2174Jaume BetriuEspanhaKTMFN Speed – KTM Team+ 00h 13′ 43”
223Toby PriceAustráliaKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00h 14′ 42”
2352Matthias WalknerÁustriaKTMRed Bull KTM Factory Team+ 00h 16′ 42”
2432Tosha SchareinaEspanhaKTMFN Speed – KTM Team+ 00h 16′ 55”
2524Sebastian BülherAlemanhaHeroHero Motosports Team Rally+ 00h 17′ 19”
2622Maciej GiemzaPolôniaHusqvarnaOrlen Team+ 00h 19′ 32”
2744Laia SanzEspanhaGas GasGas Gas Factory Team+ 00h 19′ 48”00h 02′ 00”
2820Adam TomiczekPolôniaHusqvarnaOrlen Team+ 00h 20′ 06”
2926Milan EngelRep. TchecaKTMMoto Racing Group (MRG)+ 00h 21′ 21”
3054Camille Chapeliere FrançaKTMTeam Baines Rally+ 00h 25′ 05”
3173Mohammed JaffarKuwaitKTMDuust Rally Team+ 00h 26′ 54”00h 02′ 00”
3287Oriol MenaEspanhaRiejuFN Speed – Rieju Team+ 00h 30′ 27”
3329Emanuel GyenesRomeniaKTMAutonet Motorcycle Team+ 00h 30′ 56”
3480Michael BurgessAustráliaKTMBAS Dakar KTM Racing Team+ 00h 31′ 47”
3576Roman KrejciRep. TchecaKTMBo!Beton Team+ 00h 31′ 53”
3630Arunas GelazninkasLituâniaKTMZigmas Dakar Team+ 00h 31′ 57”
3739Benjamin MelotFrançaKTMBenjamin Melot+ 00h 32′ 07”
3853Libor PodmolRep. TchecaHusqvarnaPodmol Dakar Team+ 00h 32′ 12”
3937David PabiskaRep. TchecaKTMJantar Team+ 00h 34′ 16”
4095Xavier FilckFrançaHusqvarnaXtrem Racing+ 00h 34′ 46”
41101David KnightInglaterraHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 00h 38′ 18”
4225Paul SpieringsHolandaHusqvarnaHT Rally Raid Husqvarna Racing+ 00h 40′ 35”
4348Mathieu DovezeFrançaKTMNomade Racing Assistance+ 00h 43′ 31”
4419Rui Jorge Goncalves DiasPortugalSherco TVSSherco TVS Rally Factory+ 00h 43′ 50”
45142Maurizio GeriniItáliaHusqvarnaSolarys Racing+ 00h 44′ 15”
4663Konrad DabrowskiPolôniaKTMDuust Rally Team+ 00h 47′ 10”
4741Zaker YakpChinaKTMWu Pa Da Hai Dad dakar Rally Team+ 00h 53′ 49”
4865Franco PiccoItáliaHusqvarnaTeam Franco Picco+ 00h 55′ 56”
4946Simon MarcicEslováquiaHusqvarnaMarcic+ 00h 57′ 01”
5055Zahad HongyiChinaKTMWu Pa Da Hai Dad dakar Rally Team+ 00h 58′ 00”

Quadriciclos:

Pos.Exp.Drive-TeamMark-ModelVariationPenality
1154Manuel AndujarArgentinaYamaha7240 Team03h 29′ 13”
2150Nicolas CavigliassoArgentinaYamahaDragon Rally Team+ 00h 01′ 08”
3152Alexandre GiroudFrançaYamahaTeam Giroud+ 00h 03′ 52”
4157Romain DutuFrançaYamahaSMX Racing+ 00h 14′ 41”
5159Giovanni EnricoChileYamahaEnrico Racing Team+ 00h 15′ 22”
6168Italo PedemonteChileYamahaEnrico Racing Team+ 00h 18′ 14”00h 05′ 00”
7174Toni VingutEspanhaYamahaVisit Sant Antoni – Ibiza+ 00h 26′ 09”
8155Kamil WisniewskiPolôniaYamahaOrlen Team+ 00h 31′ 58”
9169Juan Carrizo TobiasArgentinaYamahaM.E.D. Racing Team+ 00h 35′ 12”
10153Tomas KubienaRep.TchecaYamahaStory Racing S.R.O.+ 00h 37′ 02”

Carros:

posPiloto/CoPiloto/MecânicoPaísCarro/EquipetempoPenality
1301Nasserr Al-AttiyahQatarToyota02h 35′ 59”
Matthieu BaumelFrançaToyota Gazoo Racing
2302Stéphane PeterhanselFrançaMini+ 00h 00′ 11”
Edouard BoulangerFrançaX-Raid Mini JCW Team
3332Henk LateganÁfrica do SulToyota+ 00h 01′ 30”
Brett CummingsÁfrica do SulToyota Gazoo Racing
4300Carlos SainzEspanhaMini+ 00h 02′ 56”
Lucas CruzEspanhaX-Raid Mini JCW Team
5307Jakub PrzygonskiPolôniaToyota+ 00h 05′ 05”
Timo GottschalkAlemanhaOverdrive Toyota
6310Sheikh Khalid Al QassimiEAUPeugeot+ 00h 07′ 22”
Xavier PanseriFrançaAbu Dhabi Racing
7305Sebastien LoebFrançaHunter+ 00h 07′ 36”00h 05′ 00”
Daniel ElenaMônacoBahrein Raid Xtreme
8317Vladimir VasilyevRússiaBMW+ 00h 10′ 45”
Dmitro TsyroUcraniaX-Raid Mini JCW Team
9339Brian BaragwanathÁfrica do SulCentury+ 00h 11′ 31”
Taye PerryÁfrica do SulCentury Racing
10309Orlando TerranovaArgentinaMini+ 00h 11′ 54”00h 01′ 00”
Bernardo GraueArgentinaX-Raid Mini JCW Team
11312Martin ProkopRepública TchecaFord+ 00h 12′ 32”
Viktor ChytkaRepública TchecaOrlen Benzina Team
12313Erik van LoonHolandaToyota+ 00h 12′ 37”00h 01′ 30”
Sebastien DelaunayFrançaOverdrive Toyota
13311Nani RomaEspanhaHunter+ 00h 13′ 40”
Alexandre Winocq FrançaBahrein Raid Xtreme
14335Guilherme SpinelliBrasilMini+ 00h 14′ 47”
Youssef HaddadBrasilX-Raid Mini JCW Rally Team
15304Giniel de VilliersÁfrica do SulToyota+ 00h 14′ 57”
Alex Haro BravoEspanhaToyota Gazoo Racing
16326Christian LavieilleFrançaOptimus+ 00h 17′ 41”
Jean-Pierre GarcinFrançaMD RallyE Sport
17318Wei HanChina2WD+ 00h 18′ 05”
Min LiaoChinaQuzhou Motorsport City Team
18323Denis KrotovRússiaMini+ 00h 18′ 25”
Konstantin ZhiltsovRússiaMSK Rally Team
19358Marcelo Tiglia GastaldiBrasilCentury+ 00h 20′ 14”
Lourival RoldanBrasilCentury Racing
20320Benediktas VanagasLituâniaToyota+ 00h 20′ 19”
Filipe PalmeiroPortugalInbank Toyota Gazoo Racing Baltics
21328Miroslav ZapletalRepública TchecaFord+ 00h 21′ 48”
Marek SýkoraEslováquiaOffroadsport
22348Alexandre LeroyBélgicaBuggy+ 00h 22′ 32”
Nicolas DelangueFrançaSRT Racing
23331Victor KhoroshavsevRússiaMini+ 00h 23′ 55”
Anton NikolaevRússiaX-Raid Mini JCW Rally Team
24321Dominque HousieauxFrançaOptimus+ 00h 25′ 07”
Simon VitseFrançaMD RallyE Sport
25341Michael PisanoFrançaOptimus+ 00h 25′ 21”
Max DelfinoFrançaMD RallyE Sport
26330Shameer VariawaÁfrica do SulToyota+ 00h 25′ 26”
Dennis MurphyÁfrica do SulToyota Gazoo South Africa
27356Edvinas JuskauskasLituâniaToyota+ 00h 26′ 31”
Aisvydas PaliukenasLituâniaTeam Pitlane
28308Mathieu SerradoriFrançaCentury+ 00h 26′ 48”00h 01′ 00”
Fabian LurquinBélgicaSRT Racing
29355Alabdalali SalehArábia SauditaHummer+ 00h 26′ 48”
Mohammed AlnaimArábia SauditaSaleh
30352Guoyu ZhangChinaBAIC+ 00h 26′ 49”
He ShaChinaBAIC DRV

Veículos Leves:

posPiloto/CoPiloto/MecânicoPaísCarro/Equipetempo
1406Aron DonzalaPolôniaCAN-AM03h 16′ 57”
Maciej MartonPolôniaMonster Energy CAN-AM
2380Kris MeekeInglaterraPH-Sport+ 00h 01′ 45”
Wouter RosegaarHolandaPH-Sport
3381Mitchell GuthrieEstados UnidosDT3+ 00h 01′ 51”
Ola FloeneNoguegaRed Bull Off-Road Team USA
4424Michal GoczalPolôniaCAN-AM+ 00h 02′ 44”
Szymon GospodarczykPolôniaEnergylandia Rally Team
5408Austin JonesEstados UnidosCAN-AM+ 00h 02′ 48”
Gustavo GugelminBrasilMonster Energy CAN-AM
6401Francisco Lopez ContardoChileCAN-AM+ 00h 02′ 50”
Juan Pablo Latrach VinagreChileSouth Racing CAN-AM
7383Seth QuinteroEstados UnidosDT3+ 00h 04′ 42”
Dennis ZenzEstados UnidosRed Bull Off-Road Team USA
8390Rui Miguel Costa CarneiroPortugalMMP+ 00h 07′ 03”
Filipe SerraPortugalMMP
9400Sergei KariakinRússiaCAN-AM+ 00h 07′ 56”
Anton VlasiukRússiaSnag Racing Team
10403Jose Antonio Hinojo LopezEspanhaCAN-AM+ 00h 08′ 00”
Diego Ortega GilEspanhaHibor Raid
11388Jean-Pascal BessonFrançaPinch Racing+ 00h 09′ 01”
Patrice RoissacFrançaRally Raid Comcept
12412Saleh AlsaifArábia SauditaCAN-AM+ 00h 09′ 13”
Oriol Vidal MontijanoEspanhaBlack Horse

Caminhões:

posPiloto/CoPiloto/MecânicoPaísCaminhão/EquipetempoPenality
1507Dmitry SotnikovRússiaKamaz02h 58′ 47”
Ruslan AkhmadeevRússiaKamaz-Master
Ilgiz AkhmetzianovRússia
2500Andrey KarginovRússiaKamaz+ 00h 00′ 10”
Andrey MokeevRússiaKamaz-Master
Igor LeonovRússia
3505Alisksei VishneuskiBielorrússiaMAS+ 00h 00′ 14”
Maksim NovikauBielorrússiaMAS-Sportauto
Siarhei SachukBielorrússia
4503Martin MacikRep.TchecaIVECO+ 00h 00′ 22”
Frantisek TomasekRep.TchecaBig Shock Racing
David SvandaRep.Tcheca
5501Anton ShibalovRússiaKamaz+ 00h 03′ 56”
Dmitri NikitinRússiaKamaz-Master
Ivan TatarinovRússia
6517Ignacio CasaleChileTatra+ 00h 06′ 36”
Alvaro LeonChileTatra Buggyra Racing
Petr CapkaRep.Tcheca
7514Martin SoltysRep.TchecaTatra+ 00h 07′ 02”
David SchovanekRep.TchecaTatra Buggyra Racing
Tomas SikolaRep.Tcheca
8509Airat MardeevRússiaKamaz+ 00h 07′ 15”00h 01′ 00”
Dimtriy SvistunovRússiaKamaz-Master
Akhmet GaliaudtinovRússia
9518Jaroslav ValtrRep.TchecaIVECO+ 00h 08′ 58”
Radim KaplanekRep.TchecaValtr Racing Team
Jaroslav MiskolciEslovaquia
10506Martin van den BrinkHolandaRenault Trucks+ 00h 10′ 21”
Wouter de GraaffHolanda
Daniel KozlovskyRep.Tcheca
11504Ales LopraisRep.TchecaPraga+ 00h 15′ 06”
Petr PokdraRep.TchecaInstaforex Loprais Praga
Khalid AlkendiEAU
12515Pascal de BaarHolandaRenault+ 00h 23′ 06”
Jan van der VaetBélgicaRiwald Dakar Team
Stefan SlootjesHolanda

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar