Formula 3 – GP da Toscana – A Decisão do título em Mugello

Realizada a 2 semanas atrás, o GP da Toscana sediou a decisão do campeonato mundial de Formula 3. Entre os 28 pilotos que disputavam o final de semana, 6 delas disputam o campeonato: O líder era Oscar Piastri da Prema, com 160 pontos, seguido de Logan Sargeant da Prema com 152 pontos. Os dois são os maiores e mais fortes disputantes ao campeonato. Os outros pilotos que disputavam o campeonato eram: Théo Pourchaire da ART Grand Prix com 136 pontos, Liam Lawson da Hitech com 127 pontos, David Beckmann da Trident com 123,5 pontos e Frederik Vesti da Prema com 117,5 pontos.

Sobre os participantes para a última etapa, o piloto francês Pierre-Louis Chovet não pode correr em Mugello por outros compromissos. A Hitech iria ter o brasileiro Igor Fraga como substituto para a vaga de Chovet. A equipe Charouz Já tinha liberado a ida do piloto para a equipe inglesa. Porém, na última hora a Charouz voltou atrás e proibiu Fraga de correr por lá. Resultado dessa história, Fraga não pode correr na HiTech e nem pode correr na Charouz. As duas equipes ficaram desfalcadas de 1 piloto cada, por isso é que só tivemos 28 pontos em Mugello.

Na sexta-feira de classificação, era a última do campeonato. Para Vesti era praticamente uma decisão, caso não fosse pole position ele praticamente iria se despedir do título. Os pilotos foram para a pista assim que a contagem regressiva de 30 minutos foi acionada.

Após as 2 voltas de aquecimento, todo mundo partiu para as voltas rápidas. Lirim Zendeli em volta bem rápida fez um bom tempo de 1:36.346, Mas não foi o suficiente, David Beckmann passou a frente com 1:36.177. Sargeant e Vesti ocupavam 3º e 4ºlugares, O Norueguês Dennis Hauger vinha à frente de Oscar Piastri. Théo Pourchaire vinha em 7º e Liam Lawson na 11ªposição. Porém, logo depois de alguns segundos, Hughes e Fittipaldi fizeram boas voltas e foram para 4ª e 7ªposições respectivamente.

Depois de uma nova volta para esfriar os pneus, todos os outros pilotos partiram para uma nova volta, Beckmann marcou 1:36.069 a 20 minutos do final. 30 segundos depois, Vesti chegou perto do tempo do alemão, mas fica a 80 milésimos do pole. O piloto dinamarquês foi superado pelo vice-líder do campeonato Sargeant com 1:36.104 (35 milésimos atrás de Beckmann).

Mas dai veio Jake Hughes e destronou Beckmann da pole por 9 milésimos. A maioria dos pilotos foram para os boxes. Mas outros acabaram tentando uma 3ªvolta rápida. Foi o exemplo de Théo Pourchaire, Nannini, Fernandez e Smolyar. A 16 minutos do final, Matteo Nannini subiu para a 12ªposição. Classificação dos pilotos que brigavam pelo título: Beckmann em 2º, Sargeant em 3º, Vesti em 4º, Piastri em 5º, Pourchaire em 7º e Lawson em 13º a 14 minutos e meio do final da sessão.

A 10 minutos do final, os 28 pilotos foram para as últimas tentativas. Para Vesti era tudo ou nada, ou ele fazia a pole ou se despedia da disputa pelo título. A 6 minutos do final, o piloto da Prema abriu sua volta, e usou tudo e até um pouco da brita para marcar o melhor tempo 1:35.943 depois, mas era muito pouco para Vesti, já que Sebástian Fernández da ART Grand Prix marcou 1:35.594 e foi para a liderança, a 4 minutos e 20 segundos do final.

Théo Pourchaire chega a melhorar e passar para 2º, a 37 milésimos da ponta e Smolyar sobe para a 3ªposição. A Trinca da ART Grand Prix logo seria desformada por Zendeli, que passa a ponta e Sargeant para a segunda posição. Jake Hughes da HWA subiu para a terceira posição, seguido de Fernandez, Pourchaire, Hauger, Beckmann, Smolyar, Piastri e Fittipaldi. Vesti em 12º e Lawson em 20º viviam em situação pior a 3 minutos do final.

Todo mundo foi para uma volta mais lenta para poder dar uma última tentativa. Vesti foi com tudo para essa última tentativa, ele jogou suas últimas fichas para ainda poder disputar o campeonato, porém, não passou da 4ªposição. Zendeli tentou melhorar sua volta, mas não conseguiu. Por sorte ninguém tirou a sua pole position, os 4 pontos foram para ele. Vesti em 4º já estava eliminado da disputa do título. Na frente do piloto da Prema, iriam largar Logan Sargeant, vice-líder do campeonato e Jake Hughes da HWA na 3ªposição.

Enzo Fittipaldi melhorou seu tempo no final e larga na 5ªposição. Foi o melhor desempenho do piloto brasileiro nessa temporada em termos de grid. Ele vai ter na terceira fila, o venezuelano Sebastian Fernandez da ART Grand Prix. Théo Pourchaire ficou com a 7ªposição e teria do lado dele, o ainda postulante ao título David Beckmann da Trident. Dennis Hauger e Alesander Smolyar completam os Top 10. Oscar Piastri iria largar apenas em 11º, já Liam Lawson conseguiu uma melhora no final e larga em 13º.

Grid de Largada:

pospilotoequipetempo
110Lirim ZendeliTrident1:35.328
215Jake HughesHWA Racelab1:35.453
32Frederik VestiPrema Racing1:35.548
414Enzo FittipaldiHWA Racelab1:35.561
53Logan SargeantPrema Racing1:35.362
69Sebastian FernandezART Grand Prix1:35.594
77Théo PourchaireART Grand Prix1:35.631
811David BeckmannTrident1:35.646
98Alexander SmolyarART Grand Prix1:35.693
1016Jack DoohanHWA Racelab1:35.941
115Liam LawsonHitech Grand Prix1:35.999
126Dennis HaugerHitech Grand Prix1:35.682
1317Richard VerschoorMP Motorsport1:36.043
1429Alex PeroniCampos Racing1:36.094
1522Matteo NanniniJenzer Motorsport1:36.135
161Oscar PiastriPrema Racing1:35.699
1727David SchumacherCarlin Buzz Racing1:36.166
1812Olli CaldwellTrident1:36.176
1918Bent ViscaalMP Motorsport1:36.231
2021Federico MalvestitiJenzer Motorsport1:36.364
2119Lukas DunnerMP Motorsport1:36.477
2231Sophia FlörschCampos Racing1:36.606
2325Michael BelovCharouz Racing System1:36.319
2420Calan WilliamsJenzer Motorsport1:36.853
2523Roman StanekCharouz Racing System1:36.879
2628Cameron DasCarlin Buzz Racing1:37.571
2730Alessio DeleddaCampos Racing1:37.575
2826Clément NovalakCarlin Buzz Racing1:36.537
Logan Sargeant, Dennis Hauger, Oscar Piastri, Michael Belov e Clement Novalak foram punidos e perderam posições no Grid de largada

Na manhã do Sábado, foi realizada a primeira parte da decisão do título da Formula 3. Com 5 pilotos ainda na disputa, Já Vesti teria que ganhar as duas corridas e as duas melhores voltas, torcendo para Piastri e Sargeant não pontuasse mais. O resto ainda tinha chances um pouco maiores para brigar pelo título.

5 pilotos foram punidos, isso mudou o Grid de largada. Um deles foi Logan Sargeant que caiu da 2ªpara a 5ªposição, O outro foi Oscar Piastri, líder do campeonato que tinha a 11ªposição do Grid iria largar apenas na 16ªposição.

Na largada, Lirim Zendeli manteve na frente, com Jake Hughes em 2º, Frederik Vesti em 3º e Logan Sargeant em 4º. Lá atrás, muitas disputas e Oscar Piastri não consegue ganhar posição nenhuma lá atrás, ficando em 16º, Liam Lawson vinha em 11º. Théo Pourchaine, Enzo Fittipaldi, David Beckmann, Ales. Smolyar, Sebastian Fernandez e Jack Doohan completavam os 10 primeiros colocados.

Na segunda volta, Théo Pourchaire passou na reta Logan Sargeant e subiu para 4ªposição. Na volta seguinte, Fernandez e Smolyar brigam pelo 8ºlugar, os dois não se tocaram, nem forçaram a barra e tiveram um duelo leal pela posição, O Russo levou a vantagem sobre o Venezuelano. Mais atrás, Piastri passou Matteo Nannini e sobe para 15º.

Jake Hughes começou a pressionar Zendeli pela liderança, sendo que o inglês quase conseguiu superar o piloto da Trident que segurou a ponta. Mas isso não duraria muito tempo, Hughes acabou superando Zendeli na 7ªvolta e assumiu a liderança. Logan Sargeant recuperou a 4ªposição sobre Théo Pourchaire. Piastri teve de passar na marra Alex Peroni para ganhar a 14ªposição.

Na volta seguinte, Zendeli usa o vácuo e o DRS para recuperar a liderança da prova, Piastri tenta passar Dennis Hauger, os dois acabaram se tocando e a vantagem ficou com o piloto norueguês.

Na volta 9, Pourchaine supera pela segunda vez Sargeant e voltou a ser o 4ºcolocado. Na mesma volta, Piastri superou Hauger e subiu para a 13ªposição. Os 10 primeiros eram Zendeli, Hughes, Vesti, Pourchaire, Sargeant, Fittipaldi, Beckmann, Smolyar, Fernandez e Doohan. Com esses resultados, Sargeant iria para o domingo com 162 pontos contra 160 pontos de Piastri. Isso até a metade da corrida.

Hughes continua no ataque em cima de Zendeli, até que na 13ªVolta, o piloto da HWA consegue a ultrapassagem sobre o piloto alemão e assume em definitivo a liderança da prova, Vesti começa a visar a posição do piloto da Trident que começava a perder rendimento, mas Zendeli não desistiu tão facilmente da briga, ainda tentou retornar a ponta, mas essa foi a sua última tentativa de liderar a corrida. Vesti passou a pressionar e na volta seguinte, assumiu a segunda posição após ultrapassagem sobre Zendeli.

Frederik Vesti precisava vencer e fazer a melhor volta da corrida. Era tudo que restava para chegar ao domingo com chances mínimas de campeonato. A situação melhoraria com Sargeant passando2 vezes a roda na brita e perdendo a 5ªposição para Enzo Fittipaldi (Na sua melhor corrida da temporada) e Sargeant recuava para 160 pontos, Piastri mesmo sem pontuar voltava à liderança do campeonato naquele momento. Lá atrás, alguns bons pegas, mas claro que nem sempre dava certo as manobras de ultrapassagens, uma delas foi de Belov quando tentava passar Alex Peroni, isso na parte de trás da prova.

Hughes vai para cima de Vesti, chega a passar o dinamarquês, mas perde a curva e deixa seu adversário retornar a 1ªposição. David Beckmann sofre pressão de Smolyar e Fernandez, segurando a 7ªposição. Piastri passou Doohan e assumiu a 11ªposição, o Australiano estava a 1.9 segundos de Liam Lawson a poucas voltas do final.

Na penúltima volta, Hughes passou Vesti passando para a liderança. O inglês começa a volta final na frente, mas Vesti pega o vácuo e na entrada da primeira curva volta para a liderança. Théo Pourchaire passou Lirim Zendeli e vai para o pódio e Enzo passou pela segunda vez Sargeant para ficar em definitivo na 5ªposição.

Frederik Vesti conquista a 3ªvitória no campeonato na penúltima corrida do ano. Jake Hughes da HWA Racelab e Théo Pourchaine da ART Grand Prix completaram o pódio. O pole position Lirim Zendeli não teve rendimento na parte final para ficar no pódio, acabou ficando com o 4ºlugar. Enzo Fittipaldi foi muito bem, justificou sua boa posição de grid de largada, teve um ritmo de prova constante e acabou conquistando a 5ªposição.

Logan Sargeant acabou mal, perdeu posição no final da corrida e acabou ficando com o 6ºlugar, no que só faz ele empatar com Oscar Piastri na liderança do campeonato com 160 pontos, mas a vantagem era do piloto australiano que não marcou pontos, ficando em 11ºlugar.

Smolyar acabou superando David Beckmann e terminou a corrida em 7ºlugar, o piloto Alemão resistiu aos ataques de Sebastian Fernandez e acabou em 8ºlugar. Liam Lawson completou a zona de pontuação e deixou Oscar Piastri de fora dos pontos.

Com os resultados, Piastri continua líder com 160 pontos, mesma pontuação tem Sargeant e Théo Pourchaine terminou o sábado com 151 pontos. Esses três brigariam pelo campeonato na corrida de domingo. Frederik Vesti apesar da vitória acabou sem a volta mais rápida e acabou eliminado da disputa pelo título, com 142.5 pontos, só poderia chegar a 159.5 pontos se ganhar a prova do domingo e marcar a melhor volta. Liam Lawson com 128 pontos e David Beckmann com 127.5 pontos também estão fora da eliminação.

Resultado final da GP da Toscana
17ªCorrida da Formula 3

pospilotoequipetempomelhor voltanº da volta
12Frederik VestiPrema Racing34:42.8731:37.6913
215Jake HughesHWA Racelaba 0.3241:37.3213
37Théo PourchaireART Grand Prixa 2.3691:37.7622
410Lirim ZendeliTridenta 4.7831:37.1273
514Enzo FittipaldiHWA Racelaba 7.8151:37.9074
63Logan SargeantPrema Racinga 8.5111:37.8744
78Alexander SmolyarART Grand Prixa 10.5401:37.8134
811David BeckmannTridenta 11.0181:37.9524
99Sebastian FernandezART Grand Prixa 11.5051:38.1185
105Liam LawsonHitech Grand Prixa 12.4961:38.5174
111Oscar PiastriPrema Racinga 13.4831:38.47412
1217Richard VerschoorMP Motorsporta 15.3081:38.4266
1316Jack DoohanHWA Racelaba 19.4891:38.4064
146Dennis HaugerHitech Grand Prixa 25.8621:38.8264
1527David SchumacherCarlin Buzz Racinga 26.3111:38.96116
1622Matteo NanniniJenzer Motorsporta 26.8341:38.8854
1712Olli CaldwellTridenta 26.9001:39.15714
1821Federico MalvestitiJenzer Motorsporta 32.6041:39.0664
1920Calan WilliamsJenzer Motorsporta 33.9101:39.18019
2029Alex PeroniCampos Racinga 35.4691:38.9244
2119Lukas DunnerMP Motorsporta 35.5091:38.84815
2231Sophia FlörschCampos Racinga 39.5881:39.6236
2328Cameron DasCarlin Buzz Racinga 40.7931:39.6418
2426Clément NovalakCarlin Buzz Racinga 48.0671:39.6697
2530Alessio DeleddaCampos Racinga 50.0781:40.0316
2623Roman StanekCharouz Racing Systema 1 volta1:39.4848
2725Michael BelovCharouz Racing Systema 1 volta1:38.7185
18Bent ViscaalMP Motorsporta 18 voltas1:40.8972

Grid de Largada do GP da Toscana
18ª Corrida da Formula 3

pospilotoequipe
15Liam LawsonHitech Grand Prix
29Sebastian FernandezART Grand Prix
311David BeckmannTrident
48Alexander SmolyarART Grand Prix
53Logan SargeantPrema Racing
614Enzo FittipaldiHWA Racelab
710Lirim ZendeliTrident
87Théo PourchaireART Grand Prix
915Jake HughesHWA Racelab
102Frederik VestiPrema Racing
111Oscar PiastriPrema Racing
1217Richard VerschoorMP Motorsport
1316Jack DoohanHWA Racelab
146Dennis HaugerHitech Grand Prix
1527David SchumacherCarlin Buzz Racing
1622Matteo NanniniJenzer Motorsport
1712Olli CaldwellTrident
1821Federico MalvestitiJenzer Motorsport
1920Calan WilliamsJenzer Motorsport
2029Alex PeroniCampos Racing
2119Lukas DunnerMP Motorsport
2231Sophia FlörschCampos Racing
2328Cameron DasCarlin Buzz Racing
2426Clément NovalakCarlin Buzz Racing
2530Alessio DeleddaCampos Racing
2623Roman StanekCharouz Racing System
2725Michael BelovCharouz Racing System
2818Bent ViscaalMP Motorsport

Última corrida do ano: Domingo era dia de GP da Toscana de Formula 1, mas antes tinha a Formula 2 com a 9ªRodada Dupla e como a primeira atração seria a decisão da Formula 3. 3 pilotos na disputa do título: Piastri 160 pontos, Sargeant 160 pontos e Pourchaire 151 pontos, com 17 pontos em jogo nas 21 últimas voltas do campeonato.

A largada da última etapa do campeonato, Liam Lawson manteve a liderança, seguido de Smoylar, Beckmann e Fernandez. Logo após a curva 2, Logan Sargeant se envolve em acidente com Lidim Zendeli, os dois se tocam e ambos vão para a brita e abandonam a prova. O Safety Car entra na pista. Para o piloto norte-americano o campeonato terminava por ai, ele já não poderia ser o campeão da Formula 3. Mesmo com a mesma pontuação de Piastri, ele perderia o título pelo critério de desempate. Somente Théo Pourchaire teria chance de tirar o campeonato do piloto Australiano. A Classificação após 3 voltas: Lawson, Smolyar, Beckmann, Fernandez, Fittipaldi, Hughes, Piastri, Pourchaire, Verschoor e Vesti.

Os pilotos relargaram na 4ªvolta, David Beckmann tenta passar Smolyar, mas o russo fica na frente. Quem foi muito bem foi Théo Pourchaire que pulou da 8ª para a 6ªposição. Já Piastri caiu para a 9ªposição. O piloto da ART Grand Prix só tinha uma opção, ficar pelo menos em 3ºlugar e torcer para Piastri não pontuar ou pontuar menos pontos possíveis para levar o campeonato.

Aleksandr Smolyar segurava a turma inteira, Beckmann não conseguia superar o piloto russo da ART, até que na volta 8, David Beckmann supera o russo e assume a 2ªposição. No mesmo momento que Vesti superou Piastri e subiu para a 9ªposição.

Smolyar a partir daquele momento iria cair muito na classificação, na 9ªVolta, Fernandez passa o piloto russo ganhando a 3ªposição. Na volta seguinte, foi à vez de Enzo Fittipaldi e Theo Pourchaire superarem Smolyar que caiu para 6ªposição. Na 11ªVolta, Pourchaire superou Enzo e subiu para a 4ªposição na metade da prova. Se terminasse naquele momento a corrida, Piastri seria o campeão com 161 pontos, Pourchaire estava a 2 pontos atrás da pontuação do piloto da Prema.

Pourchaire tinha pela frente o companheiro de equipe Sebastian Fernandez a sua frente e a ultrapassagem a favor do francês seria natural nesse momento da corrida. Porém o venezuelano pensou em atacar Beckmann, visando a 2ªposição. Na 13ªVolta, Verschoor passa Smolyar e ganha a 6ªposição, o russo passou a ser pressionado pelo Jake Hughes que passa com facilidade e leva a 7ªposição.

Enquanto todas essas brigas acontecem, Liam Lawson abre quase 4 segundos de vantagem sobre Beckmann a 7 voltas do final. Enquanto isso, Piastri em 10º precisava reagir, pois com a ultrapassagem de Pourchaire sobre Fernandez na 16ªvolta levaria o campeonato ao francês, mas Piastri acabou passando Smolyar ao mesmo tempo, passando para a 9ªposição. A 5 voltas do final, Pourchaire vinha em 3º e Piastri vinha em 9º.

A 5 voltas do final, Smolyar perde posições, passa pela brita e cai para 12ªposição. Jack Doohan passou para a 10ªposição. A 4 voltas do final, Piastri passou Vesti e assumiu a 8ªposição, deixando o australiano com 163 pontos. Já Pourchaire, com 161 pontos, precisava chegar em Beckmann, passar o piloto da Trident e fazer a volta mais rápida para superar Piastri e levar o título. Missão que ficava mais difícil a cada volta.

Nas voltas finais, Sebastian Fernandez perde rendimento e posições para Pietro Fittipaldi na 19ªVolta, Richard Verschoor na 20ªVolta e na entrada da volta final, Jake Hughes foi o piloto a superar o piloto venezuelano, deixando a encrenca para Piastri.

Liam Lawson venceu muito facilmente, de ponta a ponta, o piloto neozelandês conquistou a 3ªvitória no ano, junto de Frederik Vesti acabaram sendo os maiores vencedores da temporada. David Beckmann terminou sua belíssima temporada, com 15 corridas na zona de pontuação em 16 corridas, um único abandono na 2ªcorrida de Monza devido a problemas mecânicos.

Um valente e brilhante Théo Pourchaire acabou a prova em 3ºlugar e fechou o ano com o vice-campeonato com 161 pontos. Uma brilhante temporada do piloto da ART Grand Prix que furou o domínio dos pilotos da Prema (que tem o melhor equipamento e estrutura de equipe da Formula 3). Enzo Fittipaldi terminou na 4ªposição, fechando o ano muito bem e com toda a chance de evoluir muito para uma próxima temporada.

Richard Verschoor e Jake Hughes enceraram bem suas temporada na 5ª e 6ªposições respectivamente.

Oscar Piastri acabou nos metros finais superando Sebastian Fernandez (Que não tem condições de ser um piloto de Formula 1 pelo que se viu dele em 2020) e acabou coroando o campeonato com a 7ªposição, com 164 pontos e 300 mil dólares para ajudar-lo a ele buscar um lugar na Formula 2 em 2021. Eu acho muito pouco essa premiação, é uma premiação que deveria ser um prêmio bem maior do que esta sendo ofertado para o campeão de uma categoria eu é o penúltimo passo rumo a Formula 1, deveriam pagar 1 milhão para quem ganha a Formula 3. Mas certamente Piastri vai ser pescado para a F2 em 2021, assim como Pourchaire também deverá subir para a categoria superior.

Frederik Vesti e Aleksandr Smolyar completaram a zona de pontuação. Ao final do campeonato, os 6 primeiros colocados ficaram separados por apenas 24.5 pontos. A Prema foi a campeã do Mundial de equipes, mas o domínio do ano passado ficou longe de ser repetido. Houve mais competição e algumas equipes se aproximaram do poder da equipe italiana. Isso foi um dos pontos positivos da temporada de 2020. A Formula 3 só volta no ano de 2021, Parabéns a Oscar Piastri pelo título da Formula 3, o primeiro campeão das grandes categorias do automobilismo mundial de 2020.

Fotos:

Resultado final da GP da Toscana
18ªCorrida da Formula 3

pospilotoequipetempomelhor voltanº da volta
15Liam LawsonHitech Grand Prix36:30.3791:38.0845
211David BeckmannTridenta 7.8061:38.0388
37Théo PourchaireART Grand Prixa 9.1931:37.99311
414Enzo FittipaldiHWA Racelaba 10.3991:38.1547
517Richard VerschoorMP Motorsporta 10.9821:38.2607
615Jake HughesHWA Racelaba 12.4361:38.4178
71Oscar PiastriPrema Racinga 13.5211:38.30617
89Sebastian FernandezART Grand Prixa 13.5641:38.1799
92Frederik VestiPrema Racinga 14.9801:37.8797
108Alexander SmolyarART Grand Prixa 19.4001:38.3986
1116Jack DoohanHWA Racelaba 20.6841:38.6517
126Dennis HaugerHitech Grand Prixa 21.7121:38.5307
1329Alex PeroniCampos Racinga 22.2351:38.6357
1426Clément NovalakCarlin Buzz Racinga 22.7851:38.7477
1522Matteo NanniniJenzer Motorsporta 23.2561:38.6408
1612Olli CaldwellTridenta 23.4431:38.6677
1719Lukas DunnerMP Motorsporta 26.1331:38.7287
1823Roman StanekCharouz Racing Systema 29.0761:38.9788
1927David SchumacherCarlin Buzz Racinga 30.8411:38.4187
2018Bent ViscaalMP Motorsporta 30.9301:38.9799
2120Calan WilliamsJenzer Motorsporta 32.2101:38.9478
2221Federico MalvestitiJenzer Motorsporta 34.3161:38.6227
2325Michael BelovCharouz Racing Systema 34.8031:39.0209
2431Sophia FlörschCampos Racinga 35.2841:39.0569
2528Cameron DasCarlin Buzz Racinga 37.7341:39.0509
2630Alessio DeleddaCampos Racinga 55.4841:39.2488
3Logan SargeantPrema Racinga 21 voltas
10Lirim ZendeliTridenta 21 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Prema/Trident/@Superlicenca/MP motorsport/HWA Racelab/Hitech

Nick de Vries é o campeão da Formula 2 – Com ótima atuação em Sochi e vitória na corrida de Sábado

Nick de Vries aproveitou a chance de matar o campeonato e conquistou a pole na Sexta-Feira e conquistou a vitória no Sábado e Garantiu o título da Formula 2. O piloto Holandês que não tem vaga na Formula 1 em 2020, Vai correr pela equipe Mercedes na Formula E. Dominou a maior parte do campeonato, De Vries foi o campeão de Maneira merecida. Já sem pressão, De Vries ficou em 2ºlugar na corrida do Domingo, Que teve a vitória de Luca Ghiotto.

Treino de Classificação

A Classificação da Penúltima etapa da Formula 2, Realizada depois dos treinos livres da Formula 1, na Sexta. O Campeonato poderia ter a sua resolução definida a favor de Nick de Vries. Muito na frente de Nicholas Latifi na classificação deveria terminar o final de semana com 49 pontos de frente para o Canadense para ser o campeão do Mundo.

Na Charouz, O Russo Matevos Isaakyan entrou no lugar de Juan Manuel Correa, Ainda acidentado desde do Trágico GP da Bélgica. Na Arden, Artem Markelov com o carro 22 vai correr as 2 últimas corridas do campeonato no Lugar do Falecido Anthonie Hubert. Na Trident, volta o Suíço Ralph Bosching, Impedido de correr por que um dos carros da equipe ficaram na Bélgica para fazer a perícia do acidente.

Após a entrada dos pilotos na pista, Com 2 voltas de aquecimento, O brasileiro Sérgio Sette Câmara foi o primeiro a marcar um tempo rápido. Sua boa volta de 1:48.535 acabou só sendo superado pelo Holandês Nick de Vries, Com 1:48.115 acabou assumindo a liderança. 20 segundos depois, Nicholas Latifi supera o Holandês, Com 1:48.060. O Inglês Callum Ilott fez um belíssimo 3ºtempo.

Dos 20 pilotos, Apenas Jack Aitken não tinha feito uma volta rápida. Os 10 primeiros colocados eram: Latifi, De Vries, Ilott, Sette Câmara, Mazepin, Ghiotto, Deletraz, Zhou, Gelael e King.

Após uma volta dos pilotos andando mais lentamente (Esfriando os pneus), Os pilotos partiram para uma nova volta. Sette Câmara não conseguiu melhorar sua volta e acabou sendo superado pelo Russo Nikita Mazepin. O Estreante vinha correndo em casa, na sua temporada de estreia, Passando para o 4ºlugar. Luca Ghiotto subiu do 6º para o 3ºlugar. Nicholas Latifi fez grande volta e foi o primeiro a fazer tempo na casa do 1 minuto e 47 segundos. Com 1:47.966, Ele aumenta sua vantagem para Nick De Vries. O último a fazer uma volta rápida, Jack Aitken acabou fazendo o 6ºtempo.

A 14 minutos do final, Nobuharu Matsushita fez uma bela volta e subiu para o 6ºlugar. A 13 minutos do final, A Classificação era: Latifi, de Vries, Ghiotto, Ilott, Mazepin, Matsushita, Aitken, Sette Câmara, Zhou e Delétraz.

A 10 minutos do final, Todo mundo vai para a pista. Para a definição do grid de largada. Após as 2 voltas de aquecimento, Os pilotos  foram para as últimas voltas rápidas da classificação. Nick de Vries queria a pole, queria decidir o campeonato de uma vez por todas, A 3 minutos e 50 segundos do final, O piloto da ART Grand Prix marcou 1:47.440 e tomou a liderança. Louis Delétraz fez uma bela volta e subiu para a terceira posição.

Latifi tentou recuperar a volta, Mas ele acabou não indo bem e se quer conseguiu melhorar seu tempo. Callum Ilott e Luca Ghiotto melhoraram seus tempos para o 3º e 4ºlugares, O Chinês Gwanyu Zhou subiu para o 5ºlugar, Os três superaram Sette Câmara. Na volta final, ninguém conseguiu melhorar a marca de Nick de Vries, que garantiu mais uma pole position, Com mais 4 pontos no campeonato, ele se aproximava do título de Campeão da Formula 2.

Nicholas Latifi larga em 2ºlugar fechando a primeira fila. Na segunda fila, largam Callum Ilott da Charouz e Luca Ghiotto da Uni Virtuosi. Na terceira fila largam: Gwanyu Zhou e Sérgio Sette Câmara. Louis Delétraz da Carlin, Nikita Mazepin da ART Grand Prix. O piloto da Casa larga em uma boa 8ªposição. Jordan King da MP Motorsport e Nobuharu Matsushita da Carlin completou os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeTempo
14Nyck de VriesART Grand Prix1:47.440
26Nicholas LatifiDAMS1:47.700
311Callum IlottSauber Junior Team by Charouz1:47.737
48Luca GhiottoUNI-Virtuosi1:47.767
57Guanyu ZhouUNI-Virtuosi1:47.843
65Sérgio Sette CâmaraDAMS1:48.031
71Louis DelétrazCarlin1:48.188
83Nikita MazepinART Grand Prix1:48.226
916Jordan KingMP Motorsport1:48.320
102Nobuharu MatsushitaCarlin1:48.396
119Mick SchumacherPrema Racing1:48.444
1215Jack AitkenCampos Racing1:48.477
1310Sean GelaelPrema Racing1:48.567
1420Giuliano AlesiTrident1:48.850
1521Ralph BoschungTrident1:48.880
1622Artem MarkelovBWT Arden1:49.244
1712Matevos IsaakyanSauber Junior Team by Charouz1:49.497
1818Tatiana CalderónBWT Arden1:50.255
1914Marino SatoCampos Racing1:50.311
2017Mahaveer RaghunathanMP Motorsport1:51.949

Na primeira corrida do final de semana, De Vries tinha sua primeira chance de matar o campeonato a favor dele. Na largada, O Holandês começou muito bem e manteve a liderança, Seguido de  Latifi e Ilott nas 3 primeiras posições. Na metade da primeira volta, O Russo Artem Markelov acabou parando seu carro na parte da área de Escape. Foi o suficiente para que se desse um Safety Car virtual em toda a pista.

Após a retirada do carro do piloto da Arden, A Corrida recomeçou. Zhou foi para cima de Luca Ghiotto, Porém o Chinês seria investigado por levar vantagem na chicane, assim como o Giuliano Alesi. Ambos foram punidos em 5 segundos. Alguns pilotos como Callum Ilott e Sergio Sette Câmara sentiram muito o desgaste dos pneus macios. Quem se deu bem, foi Luca Ghiotto que assumiu a liderança após superar Nick de Vries, Latifi também sofria pressão de Schumacher e de Mazepin, que estavam com os pneus mais preservados.

Ao final da 6ªVolta, Nick de Vries foi para os boxes, Assim como Latifi, Zhou, Delétraz, Ilott, Sette Câmara, Aitken, Gelael e Isaakyan. Ghiotto fica na liderança, A 5 segundos da Briga entre Mazepin e Schumacher, que disputavam o 2ºlugar. O Alemão chegou a superar o Russo, que deu o troco pouco depois. Nick de Vries vinha a 32 segundos de Ghiotto e vinha fazendo a melhor volta da prova após a 8ªVolta. Latifi vinha a 2.7 segundos atrás do piloto Holandês. O Resto já vinha bem mais atrás.

Lá na frente, Mazepin vinha fazendo uma ótima corrida, no segundo lugar. Com Schumacher, Matsushita e um pouco mais atrás, Jordan King, em 5ºlugar. Alesi e Boschung vinha andando com os carros da Trident em 6º e 7ºlugares.

Na 11ªVolta, Nick de Vries chegou em Marino Sato e acabou conseguindo a ultrapassagem no final dessa volta, Subindo para o 8ºlugar. Na 14ªVolta, Schumacher acaba fritando os pneus e perdendo o 3ºlugar para Nobuharu Matsushita, Logo, O Filho de Michael Schumacher iria ser o alvo de Jordan King, que vinha a partir da 15ªVolta chegando no piloto da Prema.

No final da volta seguinte, O Japonês passa do ponto da Curva, Vai para a parte de fora da pista e deixa Schumacher com esperanças de reaver a posição.

Duas voltas depois, O motor de Schumacher fumou e o piloto Alemão acabou perdendo rendimento, No final da volta seguinte, Mick foi para os boxes e abandonou a prova. Na volta seguinte, Mazepin foi superado pelo Japonês Nobuharu Matsushita e assume o segundo lugar. Enquanto que Nick De Vries chegava em Ralph Boschung para superar o piloto suíço sem dificuldades e levar o 7ºlugar.

Jordan King foi para os boxes na 21ªVolta, Era o primeiro dos que não tinham parado nas primeiras voltas. Nicholas Latifi teve problemas para passar Boschung e começou a ser pressionado pelo Louis Delétraz. Se o Canadense não estava acertando na ultrapassagem sobre os pilotos mais lentos, O líder do campeonato, Nick de Vries não tinha esse problema e conseguiu passar Giuliano Alesi facilmente na 22ªVolta. Quando o piloto Francês foi para os boxes no final da mesma volta. O Filho de Jean Alesi voltou em 13ºlugar. Matsushita parou na 24ªVolta.

Ghiotto, Com 26 segundos de frente para Nick de Vries, levou a hora da parada até o final da 24ªVolta, O piloto da Uni Virtuosi acabou indo para a parada e apesar da troca rápida, Acabou fazendo com que De Vries voltasse a liderança, Com Latifi em 2º e Delétraz em 3ºlugar.

Ghiotto voltou na 4ªposição e logo partiu para cima de Delétraz. Com os pneus mais novos, O suíço não foi páreo para o piloto da Uni Virtuosi, que passou para o 3ºlugar. Parecia que o pódio estava definido. Porém, Delétraz arriscou tudo e conseguiu retornar a posição de pódio, Superando a Luca Ghiotto.

Nick de Vries levou o seu carro até a bandeirada de chegada e conquistou a vitória. Não só isso, O piloto Holandês confirmou o título de Campeão da Formula 2 em 2019. Em uma brilhante temporada do piloto da ART Grand Prix, Que não deixou dúvidas de que foi o melhor piloto da temporada de 2019.

Nicholas Latifi que via seu vice-campeonato ficar ameaçado, fez boa corrida e acabou em 2ºlugar. Porém, não conseguiu evitar a decisão do campeonato a favor de Nick de Vries. O pódio acabou ficando com Louis Delétraz, Em uma corrida brilhante do piloto da Carlin, ele superou o Italiano Luca Ghiotto, que não obteve vantagem nenhuma com a parada tardia, no final da prova.

Sérgio Sette Câmara fez uma corrida discreta, Mas ainda assim conseguiu levar o seu carro da DAMS a 5ªposição, Bem a frente do Japonês Nobuharu Matsushita da Carlin. Jack Aitken superou Nikita Mazepin na volta final e acabou a prova do Sábado em 7ºlugar. Já Mazepin teria o privilégio de ser o pole position da prova de domingo. Callum Ilott e Guanyu Zhou completaram a zona de pontuação no Sábado.

Resultado Final da 21ªcorrida da Formula 2

posPilotoEquipeVoltasTempoMelhor VoltaNa Volta
14Nyck de VriesART Grand Prix2854:12.0871:52.17425
26Nicholas LatifiDAMS28a 4.9181:52.06923
31Louis DelétrazCarlin28a 5.9951:51.84424
48Luca GhiottoUNI-Virtuosi28a 7.6071:51.10426
55Sérgio Sette CâmaraDAMS28a 11.3781:51.62026
62Nobuharu MatsushitaCarlin28a 20.3641:51.18525
715Jack AitkenCampos Racing28a 27.4031:52.54824
83Nikita MazepinART Grand Prix28a 28.5721:52.31726
911Callum IlottSauber Junior Team by Charouz28a 32.3941:53.0409
107Guanyu ZhouUNI-Virtuosi28a 33.7561:52.75028
1110Sean GelaelPrema Racing28a 43.3651:53.45011
1216Jordan KingMP Motorsport28a 47.4931:52.10722
1320Giuliano AlesiTrident28a 48.6201:51.61224
1421Ralph BoschungTrident28a 59.0211:52.38024
1518Tatiana CalderónBWT Arden28+ 1:09.8841:53.35124
1614Marino SatoCampos Racing28+ 1:46.2181:54.53122
1717Mahaveer RaghunathanMP Motorsport27a 1 Volta1:54.50024
1812Matevos IsaakyanSauber Junior Team by Charouz27a 1 Volta1:53.23612
x9Mick SchumacherPrema Racing19a 9 voltas1:53.37316
x22Artem MarkelovBWT Arden0a 28 Voltasxx

Grid de Largada da 22ªCorrida da Formula 2

posPilotoEquipe
13Nikita MazepinART Grand Prix
215Jack AitkenCampos Racing
32Nobuharu MatsushitaCarlin
45Sérgio Sette CâmaraDAMS
58Luca GhiottoUNI-Virtuosi
61Louis DelétrazCarlin
76Nicholas LatifiDAMS
84Nyck de VriesART Grand Prix
911Callum IlottSauber Junior Team by Charouz
107Guanyu ZhouUNI-Virtuosi
1110Sean GelaelPrema Racing
1216Jordan KingMP Motorsport
1320Giuliano AlesiTrident
1421Ralph BoschungTrident
1518Tatiana CalderónBWT Arden
1614Marino SatoCampos Racing
1717Mahaveer RaghunathanMP Motorsport
1812Matevos IsaakyanSauber Junior Team by Charouz
199Mick SchumacherPrema Racing
2022Artem MarkelovBWT Arden

No domingo, Já com o campeão Definido, Tivemos a corrida curta do final de semana. Essa corrida curva foi mais curta que deveria ser, devido a um acidente nas primeiras curvas do circuito. Um acidente forte, Provocado por um piloto de ponta do Grid.

Mazepin que largou da pole position, Largou bem e assumiu a liderança, Com Aitken logo atrás, Mas ambos vazaram a chicane e passaram reto. Enquanto isso, Louis Delétraz acabou em uma manobra impensada rodou e por muito pouco o suíço não bateu na traseira de um dos pilotos da DAMS.

Quando Mazepin e Aitken voltaram para a pista, O piloto da Campos se precipitou e acabou tocando na roda do Russo. Resultado dessa lambança, Nobuharu Matsushita que liderava a classificação acabou atingido pelo carro do Russo (Já danificado) e vai para o muro de maneira preocupante. Mas o piloto Japonês não sofreu graves ferimentos, Foi para o Hospital para observação e depois, foi liberado. Tanto é que a corrida foi interrompida por mais de 45 minutos e a prova foi reduzida para apenas 15 voltas.

Após esse tempo, A corrida recomeça, Com vários pilotos tomando punição de Cinco segundos. Entre eles, O Brasileiro Sérgio Sette Câmara. Sendo que muitas dessas punições achei desnecessárias e injustas. Apenas a Punição de 10 segundos de Louis Delétraz foi justa e merecida, Até porque, Rodar do jeito que ele rodou? Demos sorte de não ter um acidente mais grave do que tivemos.

Na pista, Nick de Vries passou Ilott subindo para o 2ºlugar. Sette Câmara superou Latifi ganhando o 4ºlugar. O Holandês foi para cima de Luca Ghiotto, Querendo completar seu final de semana perfeito, com 2 vitórias e o campeonato no bolso.

Porém, Ghiotto percebeu isso e começou a abrir diferença para o campeão da temporada, Chegando a abrir 1.5 segundos. Enquanto que Ilott tinha se aproximado do piloto da ART Grand Prix. Um pouco mais atrás, Sette Câmara era seguido de perto por Latifi e Zhou, Disputa aonde o Brasileiro estava a desvantagem de 5 Segundos da punição que tomou depois da relargada.

Sena Gelael estava muito longe, em 7ºlugar, Mas estava também com uma boa vantagem para Markelov, que tentava sustentar o 8ºlugar. Porém, ele acabaria sendo superado pelo Giuliano Alesi.

A 4 voltas do final, Nick de Vries abriu fogo para cima de Ghiotto, que já vinha ficando mais lento e permitindo que Ilott, Sette Câmara, Latifi e Zhou chegassem neles a poucas voltas do final. Os 6 primeiros colocados vinham juntos na reta final de prova. De Vries tentou de tudo para superar Ghiotto, Mas o Italiano resistiu e levou a vitória na corrida curta do domingo.

O piloto da Uni Virtuosi venceu pela 3ª vez na temporada. Com Nick de Vries quase fazendo uma dupla vitória, Algo bem difícil de acontecer. O Holandês ficou em 2ºlugar. O pódio acabou ficando com Callum Ilott da Charouz.

Sérgio Sette Câmara acabou perdendo posições para Nicholas Latifi e Guanyu Zhou por causa da punição de 5 segundos, Caindo de 4º para o 6ºlugar. Sean Gelael chegou nos pontos, Ficando com o 7ºlugar e salvando o final de semana da Prema. Giuliano Alesi completou a zona de pontuação. Jordan King e Artem Markelov completavam os Top 10.

Se a disputa do campeonato esta definida, O vice-campeonato ainda esta aberto. Lafiti tem 10 pontos de frente para Luca Ghiotto, 29 pontos a frente de Sette Câmara e 35 pontos a frente de Aitken. A última prova do Campeonato acontece nos dias 30 de novembro e 1º de Dezembro, Em Abu Dhabi – Emirados Árabes Unidos.

Fotos:

Resultado Final da 22ªcorrida da Formula 2

posPilotoEquipeVoltasTempoMelhor VoltaNa Volta
18Luca GhiottoUNI-Virtuosi151:18:21.3291:52.3544
24Nyck de VriesART Grand Prix15a 0.7121:52.3815
311Callum IlottSauber Junior Team by Charouz15a 1.6721:52.5324
46Nicholas LatifiDAMS15a 3.3831:52.27212
57Guanyu ZhouUNI-Virtuosi15a 3.8201:52.33410
65Sérgio Sette CâmaraDAMS15a 7.3361:52.36012
710Sean GelaelPrema Racing15a 10.3431:53.05113
820Giuliano AlesiTrident15a 13.1081:52.92312
916Jordan KingMP Motorsport15a 14.8511:52.83415
1022Artem MarkelovBWT Arden15a 16.7691:52.82215
1115Jack AitkenCampos Racing15a 23.8981:53.07711
1221Ralph BoschungTrident15a 26.5581:53.0897
1312Matevos IsaakyanSauber Junior Team by Charouz15a 27.4141:53.06112
141Louis DelétrazCarlin15a 31.9331:52.34712
1514Marino SatoCampos Racing15a 36.4721:53.84912
1618Tatiana CalderónBWT Arden15a 43.0571:54.20110
1717Mahaveer RaghunathanMP Motorsport15a 1:01.5061:55.6329
x9Mick SchumacherPrema Racing7a 8 Voltas1:53.7334
x3Nikita MazepinART Grand Prix0a 15 Voltasxx
x2Nobuharu MatsushitaCarlin0a 15 Voltasxx

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formula 2

Formula Indy – A decisão do Título em Laguna Seca

A decisão do campeonato em Laguna Seca, Distância de 90 voltas da prova final da temporada de 2019. Com a Pontuação dobrada, O Líder do Campeonato Josef Newgarden estava com 593 pontos, E estava com 41 pontos de frente para Rossi, 42 pontos para Pagenaud e 85 pontos na frente de Scott Dixon. Para o Neozelandês ser o campeão era uma possibilidade bem difícil. Já que Newgarden deveria ficar em 23ºlugar no máximo e Pagenaud e Rossi não chegar entre os 5 primeiros colocados, Com a vitória do piloto da Ganassi.

Newgarden seria o campeão chegando em 4ºlugar, Independente dos resultados de Rossi e de Pagenaud. Os dois precisavam da vitória e que Newgarden só terminasse do 5ºlugar para baixo. E entre os dois, Quem chegasse à frente seria o campeão. Já que a diferença entre eles é de 1 ponto apenas.

Na classificação, O Jovem piloto da Harding Colton Herta brilhou e acabou conquistando a pole position no sábado. Ele liderou todos as fases da classificação até a pole position. Scott Dixon larga ao lado dele em 2ºlugar.

Seria muito bom para Dixon, se na segunda fila não tivesse em 3ºlugar Alexander Rossi da Andretti e principalmente o líder do campeonato largando em 4ºlugar. Josef Newgarden estava na sua posição ideal para ser o campeão do Mundo. Na terceira fila, Largam o Canadense James Hinchcliffe da Schmidt e o francês Simon Pagenaud.

Completando os 10 primeiros colocados: Will Power da Penske, Graham Rahal, Ryan Hunter- Reay e Max Chilton da Carlin.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotorTempo
188Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda1:10.1405
29Scott DixonChip Ganassi RacingHonda1:10.1831
327Alexander RossiAndretti AutosportHonda1:10.2105
42Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet1:10.6719
55James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda1:10.8003
622Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet1:10.8616
712Will PowerTeam PenskeChevrolet1:10.6086
815Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda1:10.6296
928Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda1:10.6919
1059Max ChiltonCarlinChevrolet1:10.7257
117Marcus EricssonArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda1:11.1666
1219Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda1:12.4137
1325Conor DalyAndretti AutosportHonda1:10.7787
1410Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda1:10.5649
1521Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet1:10.8275
1630Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda1:10.8393
1726Zach VeachAndretti AutosportHonda1:10.8407
1820Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet1:10.9806
1918Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHonda1:11.0095
2023Charlie KimballCarlinChevrolet1:10.9865
2114Tony KanaanA.J. Foyt EnterprisesChevrolet1:11.2454
2298Marco AndrettiAndretti Herta Autosport with Marco & Curb-AgajanianHonda1:11.0527
234Matheus LeistA.J. Foyt EnterprisesChevrolet1:11.5180
2460Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow SPMHonda1:11.2710

Na largada, Colton Herta permaneceu na frente, Resistindo a pressão pelo Neozelandês Scott Dixon. Rossi manteve o 3ºlugar. Newgarden segurou a 4ªposição do Ataque de James Hinchcliffe. Simon Pagenaud completa os 6 primeiros colocados.

Na 2ªVolta, Pagenaud querendo o título, supera James Hinchcliffe e assume o 5ºlugar. A pista de Laguna Seca era de difícil ultrapassagem. Nas primeiras voltas, Herta e Dixon abriram 3.2 segundo de Alexander Rossi e dos demais pilotos. Poucas coisas aconteceram nas primeiras voltas: Santino Ferrucci e Felix Rosenquist passaram pelo Norte-americano Graham Rahal e passaram para o 9º e 10ºlugares respectivamente.

Takuma Sato, que vinha na parte de trás da tabela foi o primeiro a parar nos boxes na 11ªVolta. Os pilotos começaram a fazerem as paradas de maneira antecipada, Certamente todos iriam para 3 paradas. Na 13ªVolta, Simon Pagenaud foi o primeiro dos líderes a fazerem a parada.

Na volta seguinte, Pararam Rossi e Newgarden e ai a Penske foi bem melhor que a Andretti e o líder do campeonato superou o vice-líder do campeonato. Pior ficou para Rossi, que acabou com os pneus frios enfrentando Simon Pagenaud. Rossi foi tentar se defender, Mas acabou não só perdendo a posição para o Francês como ele também passou pela faixa de areia na pista, Perdendo 2 posições em poucas curvas.

Na Volta 16, Pagenaud foi para cima de Newgarden que acabou não oferecendo resistência para o francês, que assumiu o 4ºlugar. Curvas depois, Rossi foi para cima de Newgarden e o piloto da Penske não ofereceu resistência, Mesmo por dentro no começo da subida. Mesmo com o 6ºlugar, Newgarden seria o campeão.

Dixon na volta 18, Herta e Power na volta 19 foram os últimos a pararem nos boxes. O piloto da Harding voltou na frente, Mas teve de se segurar a liderança durante 1 volta inteira, com os pneus mais frios. A partir que o pneu esquentou e Herta ficou mais tranquilo na frente. As ultrapassagens só acontecem nesse caso, Se o piloto não oferecer resistência ou se o piloto cometer um erro.

Newgarden começou a perder terreno para os primeiros colocados, ficando para trás. Nisso, Felix Rosenquist e Marcos Ericsson vinham chegando no piloto da Penske. Quem vinha em uma bela corrida de recuperação era Marco Andretti, que largou da 22ªposição e já estava em 13ºlugar, Usando muito o push to pass e usando de um certo exagero de arrojo. (Não que o Milho de Michael Andretti estava certo em fazer. Afinal, era a última etapa de 2019 e a pontuação é dobrada)

Newgarden estava sofrendo com os pneus, Mas Rossi também vinha sofrendo com os pneus e também vinha perdendo rendimento. O piloto da Penske vinha mais tranquilo, Mas o piloto da Andretti estava vendo suas chances de título diminuírem bastante. Quem vinha com tudo era Francês Simon Pagenaud, Que vinha pressionando Scott Dixon. Se ele passasse o Neozelandês, O piloto da Penske poderia atacar Herta. Naquele momento, Com um terço de corrida, Pagenaud era que tinha mais chances de tirar o campeonato das Mãos de Newgarden. Na parte intermediária da prova, Santino Ferrucci segurava a 10ªposição, Em cima do jovem piloto da Dale Coyne estavam os dois pilotos da Rahal. (Com o filho de Bobby Rahal na frene de Takuma Sato)

Na 34ªVolta, Felix Rosenquist passou Josef Newgarden na saca rolha e assumiu a 6ªposição, O pneu duro do líder do campeonato não rendia bem. Ao contraio do sueco que vinha pressionar Alexander Rossi, Visivelmente com seus pneus desgastados, O piloto da Andretti foi alvo fácil para Rosenquist passar para o 5ºlugar. Marcus Ericsson parou na 36ªVolta, Foi o primeiro a fazer a segunda parada.

Visto que os pneus de ambos estavam detonados, Rossi e Newgarden foram para os boxes na volta de número 37. Novamente a equipe Penske trabalhou melhor, Mas dessa vez, Rossi conseguiu sair ainda na frente de Newgarden. Na 38ªVolta, Dixon e Pagenaud fizeram suas segundas paradas. Mesmo com problemas, O piloto da Ganassi voltou ainda na frente de Pagenaud.

Herta parou na volta 39, Mesmo com uma parada lenta, O jovem norte-americano voltou para a corrida na frente de Dixon. Power foi para a liderança e ficou lá até o final da volta, O Australiano foi para os boxes na 41ªVolta. Com todas as paradas, Herta seguiu na liderança, Com Power, que voltou em segundo lugar, Mas acabou perdendo posição para Dixon e para Pagenaud, Muito por causa dos pneus frios que o Australiano estava naquele momento, Recém-saído dos Boxes. Mesmo com o 8ºlugar e 18 segundos do líder, Newgarden estava sendo o campeão do Mundo.

A prova vinha transcorrendo normalmente, Até que na volta 45, Justamente na metade da corrida, Conor Daly ao tentar superar Marco Andretti, Mas acabou rodando e ficando parado entre as 2 primeiras as pernas da primeira curva, Acionando a bandeira amarela. Todo mundo iria ficar junto, Era tudo que Rossi e Newgarden queriam para terem alguma chance de se aproximar do Herta e de Dixon.

Essa bandeira amarela não durou muito tempo, com Daly voltando para a pista e uma limpeza naquele local, A relargada aconteceu na volta 49. Herta foi muito bem na relargada, Mas Dixon acabou tentando atacar o piloto da Harding que segurou a ponta. Quem não se segurou foi, Santino Ferrucci, que acabou tocando em Takuma Sato, O Japonês acabou rodando quando vinha no meio do pelotão. Ao mesmo tempo que Ed Jones passeou na grama a 100 metros depois.

Ferrucci com a suspensão quebrada abandonou a corrida na 48ªvolta. Isso já poderia matar de vez as chances de título de Scott Dixon. Essas chances foram definitivamente encerradas com o Abandono de Jones na 51ªvolta.

Colton Herta que continuava líder da prova estava disputando o Roque do ano com o Sueco Felix Rosenquist, Que vinha em 5ºlugar. No meio deles estavam, Dixon que já não disputava o campeonato, Pagenaud, que estava em 3º e Power que vinha logo atrás do francês. Os 5 separados por pouco tempo. A surpresa da prova era Marcus Ericsson em 6ºlugar, Logo a frente de Rossi e de Newgarden.

Pigot e Veach disputavam o 14ºlugar, O piloto da Carpenter buscou a ultrapassagem sobre o piloto da Andretti. Acabou que ambos perderam a curva e se prejudicaram, perdendo posições. Quem se deu bem foram Charlie Kimball e Tony Kannan, que subiram para o 14º e 15ºcolocados.

Na mesma volta, no ponto mais alto da pista, Matheus Leist iria fazer a manobra para passar um lento Zach Veach. Porém, ao mesmo tempo, Sato também  fez a manobra e os 3 foram ao mesmo tempo fazer a saca rolha, Leist ficou na frente do piloto Japonês após essa briga.

Marco Andretti que tinha passado Max Chilton voltas atrás acabou tomando no contra pé do piloto Inglês da Carlin, que recuperou a 12ªposição. Ainda faltava 1 parada nos boxes. Os pilotos das últimas posições eram os primeiros a pararem nos boxes. O primeiro dos lideres a fazer a última parada foi Rosenquist na 64ªvolta.

Na 65ªVolta, Pararam Herta e Dixon, Deixando Pagenaud na liderança, O Francês foi para os boxes na volta seguinte e Power assumiu a ponta. No final da 66ªVolta, Power foi para a sua última parada e conseguiu voltar logo atrás de Herta e a frente de Dixon e Pagenaud. Rosenquist estava em 5º, Rossi em 6º e Newgarden em 7º. A equipe de Marcos Ericsson não fez um bom trabalho e fez o sueco cair para o 10ºlugar, Atrás de Sebastien Bourdais e de James Hinchcliffe.

Nesse período da corrida, começou a surgir uma nevoa pesada e até com parte do céu carregado. Não se poderia imaginar que iria ter chuva no final da corrida, Mas que o céu estava parecendo carregado, Estava sim.

A 20 voltas do final, Rosenquist passou Pagenaud e assumiu a 4ªposição. Naquele momento do campeonato, Newgarden era mais campeão do que nunca, Mesmo com seu carro sem estar com um grande desempenho, Com 1 5 segundos atrás do Colton Herta. O piloto da Harding vinha a pouco menos de 1 segundo sobre Will Power, Que queria chegar à temporada bem, Com uma 3ªvitória na temporada.

A 15 voltas do final, Pagenaud recuperou o 4ºlugar ao superar Rosenquist na curva 1. Se tinha alguém que tinha chance tomar o campeonato de Newgarden era o piloto Francês, Que partiu para cima de Dixon nas últimas voltas do campeonato. Assim como Power foi para cima de Herta, Mas acabou colocando as rodas do lado direito na areia. Uma pena que Laguna Seca não proporciona grandes chances para um pouco fazer uma ultrapassagem.

Power não desistiu e voltou para cima de Herta a voltas do final do campeonato. Pagenaud chegou a colocar do lado de Dixon, que conseguiu segurar o 3ºlugar. Mais atrás, A 6 voltas do final, Bourdais passou Newgarden e assumiu o 7ºlugar. Mesmo assim o campeonato ficava nas mãos do piloto Norte-americano.

A 3 voltas do final, Power dar uma errada e deixa Colton Herta tranquilo para vencer a prova de Laguna Seca, Foi sua segunda vitória da carreira e na categoria. Porém não foi o bastante para conquistar o campeonato dos Rookies, O Sueco Felix Rosenquist com o 5ºlugar, acabou como o novato do ano, Após largar do 14ºlugar.

Will Power terminou a corrida em segundo lugar e Scott Dixon completou o pódio, Segurando a pressão de Simon Pagenaud. O Francês fez o que era possível, Mas o 4ºlugar dá para o piloto da Penske o vice-campeonato, A frente de Alexander Rossi que ficou logo atrás, na 6ªposição.

Apesar da corrida apenas mediana, Josef Newgarden com o 8ºlugar conquistou o bicampeonato do Mundial de Formula Indy. Com 4 vitórias, 3 poles, 7 pódios, 14 vezes entre os 10 primeiros lugares e 641 pontos ganhos. O Norte-Americano foi o campeão pela segunda vez. Além de ter o melhor carro, Newgarden tem também à capacidade de levar o carro na maioria das vezes às primeiras posições. Foi assim que se deu o merecidíssmo campeonato do Norte-Americano. A Frente do campeão, Chegou o Francês Sebastien Bourdais da Dale Coyne.

James Hinchcliffe da Schmidt e Ryan Hunter-Reay completaram os 10 primeiros colocados. Na sua volta a Formula Indy, Laguna Seca não foi uma grande corrida, Circuito de difícil ultrapassagem. Isso mostra que a decisão da Indy precisa ir para um circuito que a possibilidade de ultrapassagens, A Tradição é importante, Mas não dá para ter uma decisão em uma pista com dificuldades de ultrapassagem.

Nas próximas semanas, Faremos uma analise de todo o campeonato da de 2019. Parabéns a Josef Newgarden pelo bicampeonato da Formula Indy.

Fotos:

Laguna Seca 2019

Resultado Final da última Etapa do Mundial de Formula Indy
GP de Laguna Seca

posPilotoEquipeMotorVoltasTempo
188Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda901:53:56.9845
212Will PowerTeam PenskeChevrolet90a 0.5878
39Scott DixonChip Ganassi RacingHonda90a 6.2404
422Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet90a 6.3545
510Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda90a 9.5206
627Alexander RossiAndretti AutosportHonda90a 10.3637
718Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHonda90a 10.6831
82Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet90a 19.0447
95James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda90a 22.8186
1028Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda90a 24.7944
117Marcus EricssonArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda90a 25.7806
1215Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda90a 26.6517
1359Max ChiltonCarlinChevrolet90a 27.0743
1498Marco AndrettiAndretti Herta Autosport with Marco & Curb-AgajanianHonda90a 54.4314
1523Charlie KimballCarlinChevrolet90a 56.5862
1614Tony KanaanA.J. Foyt EnterprisesChevrolet90a 1:05.8739
174Matheus LeistA.J. Foyt EnterprisesChevrolet90a 1:06.5640
1826Zach VeachAndretti AutosportHonda90a 1:07.9267
1960Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow SPMHonda90a 1:10.7956
2021Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet89a 1 volta
2130Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda89a 1 volta
2225Conor DalyAndretti AutosportHonda89a 1 volta
2320Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet51a 49 voltas
2419Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda48a 52 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Corridas Históricas – GP de Portugal de 1984

Dia 21 de Outubro de 1984 – Estoril (Portugal)

Era dia de decisão na Formula 1 entre Niki Lauda e Alain Prost, Os dois pilotos da Mclaren que dominaram a Temporada estavam separados por apenas 3,5 pontos. Lauda tinha 66 pontos e Prost tinha 62,5 pontos. Um céu limpo para uma grande decisão

Grid de Largada:

posPilotoEquipe/MotorTempo
1Nelson Piquet(Brabham/BMW)1’21.703
2Alain Prost(McLaren/TAG)1’21.774
3Ayrton Senna(Toleman/Hart)1’21.936
4Keke Rosberg(Williams/Honda)1’22.049
5Elio de Angelis(Lotus/Renault)1’22.291
6Nigel Mansell(Lotus/Renault)1’22.319
7Patrick Tambay(Renault)1’22.583
8Michele Alboreto(Ferrari)1’22.686
9Derek Warwick(Renault)1’22.801
10Stefan Johansson(Toleman/Hart)1’22.942
11Niki Lauda(McLaren/TAG)1’23.183
12Riccardo Patrese(Alfa Romeo)1’24.048
13Philippe Streiff(Renault)1’24.089
14Eddie Cheever(Alfa Romeo)1’24.235
15Jacques Laffite(Williams/Honda)1’24.437
16Marc Surer(Arrows/BMW)1’24.688
17René Arnoux(Ferrari)1’24.848
18Thierry Boutsen(Arrows/BMW)1’25.115
19Manfred Winkelhock(Brabham/BMW)1’25.289
20Andrea de Cesaris(Ligier/Renault)1’26.082
21François Hesnault(Ligier/Renault)1’26.701
22Piercarlo Ghinzani(Osella/Alfa Romeo)1’26.840
23Gerhard Berger(ATS/BMW)1’28.106
24Jo Gartner(Osella/Alfa Romeo)1’28.229
25Mauro Baldi(Spirit/Hart)1’29.001
26Jonathan Palmer(RAM/Hart)1’29.397
27Philippe Alliot(RAM/Hart)1’30.406

A pole position era de Nelson Piquet, Com a sua Brabham-BMW fazendo a 9ªpole da Temporada de 1984. Em segundo larga Alain Prost, com a Mclaren-Porsche, O Carro do ano de 1984. Na segunda fila largam Ayrton Senna com a Toleman-Hart e Keke Rosberg com a Williams-Honda. A terceira fila era dos dois pilotos da Lotus-Renault, Com Elio de Angelis a frente de Nigel Mansell. Partick Tambay (Renault), Michele Alboreto (Ferrari). Derek Warwick (Renault) e Stefan Johansson (Toleman) fechavam os 10 primeiros. Niki Lauda fez um treino bem ruim devido aos problemas nos treinos de Sábado e largaria apenas em 11º.

A Vantagem era de Prost. O Circuito de Estoril estreava no Mundial de Formula 1 nesse ano, E logo em sua estreia teria uma decisão de campeonato. Portugal estava de fora da Formula 1 desde de 1960. Lauda poderia ser campeão pela terceira vez ou Prost poderia ir para o seu primeiro título da França.

Na Largada, Piquet foi mal e  Rosberg largou bem melhor e assumiu a liderança, Mansell passou do 6º para o 2ºlugar e Prost fez uma largada mais precavida e caiu para o terceiro lugar, Ayrton Senna recuou para o 4º, Alboreto subiu do 8º para o 5ºlugar e Elio de Angelis acabou perdendo uma posição e aparece em 6º. Nelson Piquet acabou rodando e caiu para o 27º e último lugar ao final da 1ªVolta.

Prost já foi para cima de Mansell, Na segunda volta e logo conseguiu passar para o segundo lugar. Lauda passou Cheever da Alfa Romeo na 3ªvolta assumindo o 10ºlugar. Enquanto que Phillipe Alliot da RAM abandonou a corrida.

O Francês partiu para cima de Rosberg com a Williams (Que era um carro muito problemático, mas rendia muito nas mãos do Finlandês) Os pilotos sofriam com a pista que estava bem lisa. Os 3 primeiros colocados já estavam muito distantes de Ayrton Senna, que em 4º vinha sendo pressionado pelo Alboreto e por De Angelis. A Toleman tinha um grande carro, Mas o motor era bem aquém dos principais motores turbo da Formula 1.

Classificação após 5 Voltas: Rosberg (7:31.516) – Prost (a 0.279) – Mansell (a 2.179) – Senna (a 8.189) – Alboreto (a 8.658) – de Angelis (a 8.946) – Lauda vinha em 9ºlugar após ultrapassar Partick Tambay.

Prost tenta passar Rosberg na entrada da 7ªVola, Só que Rosberg segurou a liderança com um carro não equilibrado, com visíveis problemas no seu Williams. Na Volta seguinte, Prost tentou de novo, Mas Rosberg segura de novo. Porém, isso não iria durar para sempre. Prost no começo da volta 9 no final da reta assumiu a liderança. Era que o Francês precisava com o Lauda em 9º o título era dele.

Marc Surer deixa a prova, Enquanto que Mansell foi para cima de Rosberg. O Finlandês não quis tomar conhecimento de Mansell. Qualquer coisa entre os dois poderia dar a Lauda duas posições. Classificação após 10 Voltas: Prost (14:45.990) – Rosberg (a 6.353) – Mansell (a 6.674) – Senna (a 12.271) – Alboreto (a 13.589) – Warwick (a 15.082) – De Angelis (a 15.569) – Johansson (a 15.916) – Lauda (a 16.540) – Tambay (a 23.244).

Após 3 voltas de disputa entre os futuros companheiro de equipe na Williams em 85, Mansell passou Rosberg que balançou seu carro. Depois disso, Mansell disparou e Rosberg estava ficando pelo caminho. Era a mostra do carro da Williams estava bem desequilibrado nas suas mãos. Mais atrás, Lauda estava em 9º, Mas bem perto de Senna, Alboreto, Warwick, de Angelis, Johansson. Ele vinha colado no Sueco na volta 13 para 14. Warwick foi para os boxes e isso permitiu a Lauda subisse para o 8ºlugar.

Lauda em posição de espera ver Johansson pressionando de Angelis, Ele vinha 22 segundos atrás de Prost, O Austriaco foi para cima de Johansson que acabou ficando um pouco mais para trás , Mas acabou desistindo da ultrapassagem de forma muito prudente e precavida em cima do piloto da Toleman.

Classificação após 16 Voltas: Prost (23:21.489) – Mansell (a 8.351) – Rosberg (a 19.410) – Senna (a 21.263) – Alboreto (a 22.744) – de Angelis (a 23.468) – Lauda estava em 8º, Logo atrás de Johansson.

Prost vinha tranquilo na ponta, estava na hora de pegar os retardatários; Os primeiros eram Gartner com a Osella e Mauro Baldi da Spirit-Hart. As ultrapassagens foram bem fáceis. Elio de Angelis foi superado por Johansson e Lauda na 18ªVolta. Rosberg vinha ficando com o desempenho cada vez pior, Senna já estava na cola do piloto da Williams e a ultrapassagem acabou aconteceu na volta 19. O piloto Brasileiro estava em 3ºlugar.

Classificação após 20 Voltas: Prost (29:05.089) – Mansell (a 7.103) – Senna (a 25.895) – Rosberg (a 27.642) – Alboreto (a 28.233) – Johansson (a 28.893) – Lauda (a 29.121) – Tambay (a 31.590) – de Angelis (a 32.818) – Cheever (a 47.461). O título nesse momento era de Alain Prost.

Lauda tentava ultrapassar Johansson, Enquanto isso a Williams de Jacques Laffite ira para os boxes caindo do 17º para o 24º e último lugar. O Francês da Williams voltou logo a frente de Alboreto, Johansson e Lauda. Phillipe Streiff com a terceira Renault acabou rodando, Era a primeira participação do Francês na Formula 1.

Lauda não conseguia passar Johansson e já estava ficando muito longe de Prost, Com 31 segundos de distância e 24 segundos atrás de Mansell para chegar ao segundo lugar. Laffite faz uma nova parada nos boxes. Piquet em 15º Vinha perto de De Cesaris, Winkelrock, Boutsen e Patrese na disputa pelo 11ºlugar.

Lauda continua tentando colocar o carro do lado do piloto da Toleman que vinha super bem na corrida, Com seus dois pilotos na zona de pontuação. A ultrapassagem estava ficando bem difícil. Lá na frente, Prost vinha mantendo os 7 segundos de diferença para Mansell, O Inglês vinha fazendo uma boa corrida. Na 25ªVolta, Boutsen dava adeus a prova. (Igualmente a Arrows que seus dois pilotos estavam de fora da prova)

Johansson foi para cima de Alboreto na reta na volta 27, Na parte mista do circuito Lauda finalmente deixou o Sueco para trás. Meia volta depois, Lauda passou Alboreto sem pensar. Em 1 volta o piloto da Mclaren passava do 7º para o 5ºlugar. Enquanto isso, Warwick deixava a prova na 28ªVolta. Quem vinha muito mal era Arnoux que estava em uma melancólica  13ªposição.

Classificação após 28 Voltas: Prost (40:28.063) – Mansell (a 6.694) – Senna (a 37.476) – Rosberg (a 40.210) – Lauda (a 41.367) – Alboreto (a 43.210) 23 carros estavam na prova.

Prost continuava na frente de Mansell com uma distancia segura para o Leão. Na entrada da 31ªVolta, Lauda passou Rosberg e assumiu a 4ªposição, Mas isso ainda não bastava para ser o campeonato. (O Campeonato ficaria Prost com 71.5 Pontos e Lauda teria com esse resultado  69 pontos) Lauda vai a caça de Senna, Em busca do terceiro lugar.

Classificação após 31 Voltas: Prost (44:45.611) – Mansell (a 5.358) – Senna (a 40.377) – Lauda (a 42.786) – Rosberg (a 44.379) – Alboreto (a 46.516) – Tambay (a 55.685) – De Angelis (a 57.955) – Patrese (a 1:13.444) – Winkelhock (a 1:24.865) – De Cesaris – Arnoux – Piquet – Berger – Warwick

Lauda vai para cima de Senna, Com muito mais carro que o piloto da Toleman, Andreas Nicolau Lauda esperou o melhor momento para superar Ayrton e na entrada da reta, na 33ªVolta, Lauda usando o motor Porsche contra o motor Hart da Toleman de Senna passou para o 3ºlugar.

Lauda vinha em 3ºlugar, Mas o problema era os 36 segundos que Mansell tinha de vantagem para Prost, Porém se Mansell tirasse os 8 segundos de Prost e fizesse a ultrapassagem o  jogo mudaria a favor do Austríaco. Classificação após 34 voltas: Prost (48:59.765) – Mansell (a 8.770) – Lauda (a 45.811) – Senna (a 47.047) – Rosberg (a 49.520) – Alboreto (a 50.928) Chegamos a metade da corrida. Prost já colocava uma volta no Ricciardo Patrese, que vinha em 9ºlugar.

Alboreto pressionava Rosberg. Era nítido que o carro da Ferrari era bem melhor que o Carro da Williams. Prost abre 10 segundos de vantagem para Mansell, Já o piloto Inglês vinha mantendo os 36 segundos a frente de Lauda. Conforme a corrida iria passando e a diferença do piloto da Lotus não baixava, O título começava a ficar cada vez mais próxima das mãos de Prost, Que vinha fazendo a volta mais rápida da prova na 39ªVolta.

Keke Rosberg deixa a corrida na 40ªVolta já em 6ºlugar, Com isso Tambay passou para o 6ºlugar. Classificação após 40 Voltas: Prost (57:27.217) – Mansell (a 16.465) – Lauda (a 45.227) – Senna (a 58.519) – Alboreto (a 59.686) – Tambay (a 1:12.610) – De Angelis (a 1:13.375) – Rosberg (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Prost já estava longe de Mansell e Lauda já vinha diminuindo a diferença para Mansell, Lauda passou para uma postura suicida para cima de Mansell. Restando 30 voltas era o tudo ou nada para o piloto Austríaco tentar a ultrapassagem que daria o título.

A Prova só não estava em Calmaria porque Lauda estava disposto a tirar diferença para Mansell. Já Alboreto acabou rodando na parte mista do circuito, Por sorte, O Italiano tinha vantagem para segurar o 5ºlugar, Só que agora teria um prejuízo de mais de 10 segundos para Senna que estava mais folgado. Lauda encontra Johansson de novo que não cede facilmente a ultrapassagem para um dos concorrentes ao título. Classificação após 45 Voltas: Prost (1:04:29.869) – Mansell (a 17.907) – Lauda (a 45.885) – Senna (a 1:11.318) – Alboreto (a 1:23.364) – De Angelis (a 1:24.290) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Prost agora vinha tranquilo em relação ao Mansell, O piloto da Lotus estava preocupado com sua vantagem para Lauda, Mas ainda isso tinha confortáveis 27 segundos e com o Austríaco com vários retardatários para fazer ultrapassagem. Isso ajudou bastante o Inglês a ganhar tempo e a vantagem subiu para 31 segundos. A Segunda posição parece ser praticamente um sonho impossível para Lauda e o Título de Prost cada vez estava nas suas mãos.

Classificação após 50 Voltas: Prost (1:11:32.750) – Mansell (a 17.996) – Lauda (47.426) – Senna (a 1:10.964) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta)

Até que na volta 52, Mansell que vinha fazendo uma grande corrida com seu carro da Lotus-Renault, acabou deixando a prova com problemas de freios. Foi para os boxes; De lá ele não voltou mais a prova. Era que precisava para Lauda assumir o segundo lugar, (Na pista, não iria acontecer essa ultrapassagem em condições normais) Senna passou para o terceiro lugar.

Agora o 2ºlugar de Lauda dava o tricampeonato para o Austríaco, Agora só restava para Prost que Lauda tivesse algum problema ou que Senna fosse para cima e tentasse tirasse o campeonato das mãos dele. Classificação após 53 Voltas: Prost (1:15:49.580) – Lauda (a 49.280) – Senna (a 1:12.121) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Arnoux (a 2 Voltas)

15 voltas para o final do campeonato: Prost vinha a quase 50 segundos de Lauda, que pilota com muito cuidado para assegurar o campeonato. Piquet vinha uma boa prova de Recuperação e ultrapassou Patrese assumindo o 7ºlugar na 55ªVolta.

Lauda começou a virar mais lento, Apesar disso o ritmo de Senna também não era alto e a diferença dos dois passou a ser de 21 segundos a 11 voltas do final. Até o Prost também diminuiu o ritmo. Já Senna precisava se preocupar com Alboreto. O piloto da Ferrari pressionava o Brasileiro na disputa pelo pódio.

Piquet na volta 63 passou Partick Tambay e assumiu o 6ºlugar e começou a andar do ritmo de Lauda. Lá na frente, Enquanto que Prost diminuiu muito o ritmo de prova. Em uma dessas voltas, Prost virou em 1:31 e Lauda na casa de 1:23. O Austríaco resolveu voar no final da prova tirando muito tempo da diferença do Prost. Senna vinha 17 segundos atrás de Lauda em 3ºlugar.

Piercarlo Ghinzani a poucas voltas do final estourou o motor Alfa Romeo e deixou óleo na pista, Eram as últimas 5 voltas do campeonato. Prost normalizou o seu ritmo e andou no ritmo que Lauda estava andando. Classificação após 65 Voltas: Prost (1:33:34.875) – Lauda (a 24.186) – Senna (a 44.442) – Alboreto (a 50.263) – de Angelis (a 1:27.860) – Piquet (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Com 24 segundos de vantagem, Prost encaminhava a 7ªvitória no ano, Mas o título estava nas mãos de Lauda. Senna ainda tinha a preocupação de Michele Alboreto que vinha tirando muito tempo em relação ao piloto da Toleman.

Prost acabou conquistando a vitória, Foi a 17ªVitória da sua carreira, Mas de nada adiantou essa vitória. Andreas Nicolau Lauda chegou a 13.425 segundos do Francês e acabou conquistando o título de 1984. Era o Terceiro título de um dos maiores pilotos da História da Formula 1. Após sofrer um acidente que quase tirou sua vida no GP da Alemanha de 1976 e de parar de correr de 1979 até 1982. Ele volta para a Formula 1 pela Mclaren e desenvolve o motor Porsche e conquista o título da temporada de 1984, Aos 35 anos de idade. Ayrton Senna segurou o 3ºlugar e encerrou sua primeira temporada no pódio.

Alboreto, De Angelis e Nelson Piquet completaram os 6 primeiros lugares. Nesse dia fazemos essa homenagem a um dos maiores pilotos e personagens da história do Esporte.

“É uma coisa muito forte que sai lá de dentro, do fundo do meu coração. Enquanto essa força existir, eu não paro mais” – Declaração de Niki Lauda a Rede Globo.

Obrigado por tudo Andreas Nicolau Lauda, Ou simplesmente Niki Lauda!

Resultado final do GP de Portugal de 1984

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formel1mic

Formula Indy – Dixon conquista Pentacampeonato em Sonoma, Com Hunter-Reay vencendo após corrida impecável

Na última prova do campeonato se confirmou o favoritismo do Neozelandês Scott Dixon, Com o segundo lugar ele conquistou o 5ºtítulo da sua carreira na Formula Indy. Em uma corrida calma para o piloto da Ganassi, Ainda mais ajudado pelo erro de Rossi na primeira curva que acabou dando a tranquilidade a Dixon. O Norte-Americano Ryan Hunter-Reay dominou a prova e conquistou a vitória no Circuito de Sonoma, Que vai sair do calendário da categoria em 2019.

O Campeonato que estava favorável para o piloto Neozelandês, ficou bem melhor com a Largada. Enquanto Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon mantiveram as 2 primeiras posições. Alexander Rossi tentou ganhar posições, Mas acabou tocado em Marco Andretti, Quebrando o Aerofólio e furando o seu pneu. O piloto da Andretti foi se arrastando para os boxes. Ao trocar os pneus, Rossi voltou a quase 1 minuto atrás de Hunter-Reay e de Dixon.

Enquanto Hunter-Reay abria vantagem na liderança, Dixon vinha em uma tranquila segunda posição. Newgarden, Andretti e o estreante Patrício O’Ward com o carro da Harding vinha em 5ºlugar. Tony Kannan se aproveitando da confusão da largada, ganhou 5 posições e foi para o 13ºlugar. (O Brasileiro fazia a sua 300ªCorrida seguida na Formula Indy e sua 360ªprova na categoria)

O Estreante O’Ward desgastou muito seus pneus e começou a ser pressionado por Graham Rahal e Will Power fortemente. O Mexicano resistiu a pressão por 3 voltas, Mas como ele desgastou demais os pneus, Foi alvo fácil para Power, que na curva final antes de completar a volta fez uma manobra belíssima, levando a posição do filho do Bobby Rahal.

13ªVolta, Simon Pagenaud foi o primeiro a fazer a primeira parada. A previsão era de 3 a 4 paradas nos boxes. No meio disso, Takuma Sato abandonou com o estouro do seu motor Honda, O Vencedor do GP de Portland foi o primeiro a abandonar a prova.

Na 17ªVolta, Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon foram para a 1ªparada. O piloto da Ganassi escapou por pouco de um choque com Sebastien Bourdais que estava também indo aos boxes para a sua primeira parada. Josef Newgarden na volta 19ª (O motor morreu após a parada e o piloto da Penske perdeu tempo) e Will Power na Volta 20 foram os últimos a pararem nos boxes.

Hunter-Reay voltou a liderança, Com Scott Dixon em 2º e Simon Pagenaud subindo para o terceiro lugar. Rossi foi para o 19ºlugar, Mas adotando a arriscada tática de 2 paradas apenas ele foi superado por pilotos na parte de trás indo para o último lugar. A 43 segundos de Hunter-Reay e a 41 segundos de Dixon.

Rossi para na 26ªVolta, Era bem difícil. Ou melhor, Quase impossível que ele terminasse a prova com apenas mais 1 parada de troca de pneus e reabastecimento. O piloto da Andretti voltou a 1 volta atrás dos líderes. Na volta 28, Power ultrapassa na curva final a Graham Rahal e sobe para o 5ºlugar.

Hunter-Reay e Dixon vinham sobrando e estava a 11 segundos de Pagenaud. O Francês vinha sendo pressionado pelo Marco Andretti.

Rossi foi tentar passa o piloto da Ganassi para tirar a volta de desvantagem para Dixon e tentar volta a corrida. Foram 5 voltas atrás do piloto da Ganassi acabou cedendo a ultrapassagem para o piloto da Andretti Autosport. Nesse meio tempo, O companheiro de equipe de Scott Dixon passou para o 7ºlugar, Superando a Rahal.

Na volta 35, Pagenaud e Rahal foram para a segunda parada. 4 Voltas depois, Hunter-Reay e Dixon foi para a segunda parada deles. Com isso, Rossi voltou a volta do líder. Power assumiu a liderança por uma volta, Na 40ªvolta, Ele e Bourdais foram para os pits. Hunter-Reay abriu 4.5 segundos a frente de Dixon. Simon Pagenaud continuava em 3º, Ainda pressionado pelo Marco Andretti. Depois vinham Power, Bourdais em 5º e 6º, Enquanto que o campeão da temporada de 2017 era pressionado pelo Graham Rahal.

Na volta 43, Rossi vai para os boxes. Durante sua parada. O Norte-Americano Graham Rahal acabou parando seu carro em uma das curvas do circuito, (Na maior reta da pista) Isso provoca a única bandeira amarela da prova. Era disso que Rossi precisava, após a parada ele manteve a Volta e com essa bandeira amarela ele pode se juntar a todo o pelotão. Nesse meio tempo ele foi para os boxes com mais uns 2 pilotos encher o tanque.

Na volta 50 a corrida recomeça. A partir dai começou o Show do piloto da Andretti, Que em um espaço de 3 voltas, Ele passou do 21º para a 9ªposição. Na volta 54, Rossi ultrapassou Tony Kannan subindo para o 8ºlugar. As chances do campeonato estavam aumentando para o norte-americano. Na volta 55, Foi a vez de Ed Jones tomar passada de Rossi que já estava em 7ºlugar em um espaço de 6 voltas, Ganhando 14 posições.

No meio do pelotão, Santino Ferrucci vinha fazendo uma corrida agressiva ao atacar a Jordan King da Carpenter. Atrás deles vinham Jack Harley que tentou passar o inglês, Mas acabou tomando passada do Norte-Americano Zach Veach.

Na entrada da volta 60, Rossi que vinha pressionando Bourdais foi para a sua última parada. Percebendo isso, Dixon abriu mão da vitória e acabou indo para os boxes na volta seguinte. Na entrada da volta 62, Hunter-Reay e Pagenaud foram para a última parada. Os últimos a fazerem isso foram Will Power e Ed Jones na 64ªpassagem.

Hunter-Reay continuava na liderança, Com 4 segundo a frente de Scott Dixon. Alexander Rossi vinha em 5ºlugar a 12 segundos do líder e a 8 segundos de Dixon. Mas não seria tão simples para o piloto da Andretti. Ele tinha 20 voltas para superar  Will Power que subiu do 5º para o 3ºlugar e de Simon Pagenaud que perdeu uma posição.

Porém, O rendimento de Rossi começou a declinar, A 12 voltas do final Rossi perdeu o 5ºlugar para Marco Andretti. A cada volta que passava Dixon estava cada vez mais perto do título e acabou levando seu carro sem riscos até o final da prova.

Lá na frente, Ryan Hunter-Reay teve um brilhante final de semana e levou a vitória na última etapa do Campeonato Mundial de Formula Indy. Porém, A festa ficou mesmo para Scott Dixon que acabou chegando na posição que ele precisava. O 2ºlugar fez com que Dixon conquistasse seu 5ºtítulo de sua carreira. Se tornando o maior campeão da História da Formula Indy, CART e IRL (Contando os títulos desde de 1979 até hoje) De uma temporada aonde o pior resultado de Dixon foi o 12ºlugar em Iowa. Com 3 Vitórias e 9 pódio, Esse título esta em ótimas mãos ao piloto da Chip Ganassi.

O pódio foi completado pelo Australiano Will Power, Que no final da prova chegou a ameaçar o segundo lugar de Dixon. O Australiano ficou com o 3ºlugar na Classificação final. Em 4ºlugar ficou o francês Simon Pagenaud e em 5ºlugar o Norte-Americano Marco Andretti.

Alexander Rossi acabou a corrida em 7ºlugar, Conquistando o vice-campeonato em sua 3ªTemporada na Formula Indy. Sem dúvida é um piloto consolidado na categoria e acabou se recuperando de maneira fantástica na segunda metade de prova. Mas seu erro no começo da corrida acabou por decidir seu destino no campeonato. Sebastien Bourdais na volta final.

Completando os 10 primeiros ficaram Josef Newgarden (que perdeu não só o 3º como também perdeu o 4ºlugar para Ryan Hunter-Reay), Patricio O’ward da Harding e Ed Jones.

A Se destacar o brilhante final de semana do Mexicano, Que foi o campeão da Indy Lights e fez uma bela corrida, Claro que ele perdeu algumas posições no começo da prova. Isso não apaga o que ele fez nos 3 dias de evento. Ele não só ganhou o 9ºlugar em Sonoma como ele provavelmente ganhou um lugar para 2019.

Tony Kannan fez uma boa corrida, Chegando em 12ºlugar. O piloto de 43 anos de idade teve bons desempenhos nas 3 provas finais. Pietro Fittipaldi ficou em 16ºlugar e Matheus Leist ficou em 19ºlugar. Não dava para cobrar muito dos pilotos Brasileiros nesse ano, Eles estavam em equipes de Média para pequeno pote.

Semana que vem teremos uma avaliação da temporada de 2018 da Formula 1 no Portal Sportszone.

Vídeo da prova:

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final da última Etapa
Formula Indy – Temporada 2018

Pos Piloto País Equipe Motor Voltas Tempo
1 28 Ryan Hunter-Reay EUA Andretti Autosport Honda 85 2h 02:19.1667
2 9 Scott Dixon Nova Zelandia Chip Ganassi Racing Honda 85 a 2.7573
3 12 Will Power Austrália Team Penske Chevrolet 85 a 3.6550
4 22 Simon Pagenaud França Team Penske Chevrolet 85 a 4.6306
5 98 Marco Andretti EUA Andretti Herta Honda 85 a 19.8030
6 18 Sebastien Bourdais França Dale Coyne Racing Honda 85 a 21.6393
7 27 Alexander Rossi EUA Andretti Autosport Honda 85 a 28.3778
8 1 Josef Newgarden EUA Team Penske Chevrolet 85 a 34.6288
9 8 Patricio O’Ward México Harding Racing Chevrolet 85 a 42.8662
10 10 Ed Jones EAU Chip Ganassi Racing Honda 85 a 44.2254
11 39 Santino Ferrucci EUA Dale Coyne Racing Honda 85 a 44.6273
12 14 Tony Kannan Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 85 a 1:00.4138
13 20 Jordan King Inglaterra Ed Carpenter Racing Chevrolet 85 a 1:04.0637
14 26 Zach Veach EUA Andretti Autosport Honda 85 a 1:05.4899
15 5 James Hinchcliffe Canadá Schmidt Peterson Motorsports Honda 85 a 1:12.8026
16 19 Pietro Fittipaldi Brasil Dale Coyne Racing Honda 85 a 1:14.2459
17 60 Jack Harvey Inglaterra Michael Shank Racing Honda 85 a 1:15.6462
18 6 Carlos Muñoz Colômbia Schmidt Peterson Motorsports Honda 85 a 1:18.6345
19 4 Matheus Leist Brasil A.J.Foyt Enterprises Chevrolet 85 a 1:22.3819
20 88 Colton Herta EUA Harding Racing Chevrolet 85 a 1:23.4673
21 59 Max Chilton Inglaterra Carlin Chevrolet 84 a 1 Volta
22 23 Charlie Kimball EUA Carlin Chevrolet 76 a 9 Voltas
23 15 Graham Rahal EUA Rahal Letterman Lanigan Racing Honda 66 a 19 Voltas
24 21 Spencer Pigot EUA Ed Carpenter Racing Chevrolet 38 Mecânico
25 30 Takuma Sato Japão Rahal Letterman Lanigan Racing Honda 15 Motor

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar