Suzuki resiste aos ataques dos adversários e conquista primeira vitória no ano

Após 3 poles seguidas, finalmente Tatsuki Suzuki traduz seu domínio nas classificações com uma corrida sensacional de resistência aos seus adversários, conquistando sua primeira vitória em 2020 e a segunda da sua carreira na etapa de Andalucia do Mundial de Motovelocidade.

O Japonês largou muito bem e se firmou na liderança, Gabriel Rodrigo passou para a segunda posição, mas foi por pouco tempo, Ogura recuperou a posição na segunda curva. No final da primeira volta, Rodrigo superou Ogura e passou a ser o segundo e Arenas passou Raul Fernandez para ser o 4ºColocado.

Na reta oposta, Fernandez foi com tudo para ganhar a ponta, mas Suzuki recuperou curvas depois. Essas manobras do Japonês da equipe de Paolo Simoncelli seriam uma constante nas 22 voltas da corrida. Darryn Binder chamava atenção na largada, pulou da 25ªPosição e já estava na 8ªposição.

A disputa entre Suzuki e Rodrigo durou até o começo da 5ªvolta, quando Arbolino passou Rodrigo e passou para a segunda posição, mas essa briga não teria fim, os foi brigariam por essa posição.

Na 7ªVolta, Fernandez acabou subindo para a liderança, que durou poucas curvas já que Tatsuki Suzuki novamente na curva 9 recuperava a ponta. Essa curva seria o grande trunfo do piloto de Paolo Simoncelli a prova inteira.

Ao começar a 8ªVolta, Jaume Masia derrubou Ai Ogura. Os dois acabaram tentando voltar, mas sem chances de um bom resultado. Na volta seguinte, Gabriel Rodrigo volta a 2ªposição e volta a disputar a ponta com Suzuki. O Argentino passa pela segunda vez o japonês e pela segunda vez o Japonês volta a ponta na curva 9. Além dos dois primeiros, Fernandez, McPhee, Arenas, Arbolino, Binder, Onçu, Vietti e Alcoba formavam o primeiro pelotão. O Segundo pelotão era liderado pelo Toba, seguido de Yamanaka e Fenati que vinham disputando posição.

A partir da metade da prova, John McPhee começa a aparecer na disputa, o escocês supera Rodrigo e passa a ser o segundo colocado, enquanto que Tony Arbolino começou a perder rendimento e ficou para trás.

A 8 voltas do final, Albert Arenas foi para o chão e abandonou a corrida. Foi à queda mais forte da corrida. A sorte do espanhol é que continuaria líder do campeonato em qualquer tipo de resultado. Voltas depois, Rodrigo tem um pequeno desequilíbrio e isso faz com que ele é Binder percam um pouco de tempo. Com isso, Suzuki abriu uma pequena vantagem sobre os dois, mas a menos de 3 voltas para o final, Rodrigo voltou a atacar Suzuki, mas é superado pelo sul-africano Darryn Binder que poderia fazer uma corrida épica após largar da última posição.

Jeremy Alcoba foi punido e tinha que passar pela volta longa. A duas voltas para o final, Suzuki vinha na frente, com Binder na sua cola seguido de McPhee, Rodrigo, Vietti e Alcoba. Raul Fernandez em 7º ficou para trás.

McPhee e Binder disputaram a segunda posição. Na volta final, Binder acaba levando um xis do Escocês e acaba perdendo posição para Vietti e Alcoba (Caindo para a 5ªposição).

McPhee tenta um ataque final de Tatsuki Suzuki que consegue segurar a pressão e acaba vencendo pela primeira vez na Moto 3, Finalmente concretizando seu domínio nas classificações em vitória no domingo. John McPhee terminou a prova na segunda posições, crescendo na hora certa. Completou o pódio o regular Celestino Vietti da VR46.

Jeremy Alcoba por não cumprir a punição da volta rápida acabou perdendo 3 posições por causa dos 3 segundos acrescidos ao seu tempo de corrida, O piloto perdeu posições para Darryn Binder, numa corrida sensacional de recuperação do piloto da CIP, ganhando 21 posições em 22 voltas, para Gabriel Rodrigo que perdeu terreno na reta final de corrida e Raul Fernandez conseguiu ainda salvar a 6ªposição. Mesmo assim, foi um bom desempenho do piloto mais inexperiente da Gresini.

Sergio Garcia e Ryusei Yamanaka fizeram boas corridas pela Estrella Galícia e colocaram suas motos em 8º e 9ºlugares. Tony Arbolino em final decepcionante fechou os 10 primeiros colocados.

Fotos:

Resultado Final do GP de Andalucia
3ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
124 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra CorseHonda NSF250RW39’18.861
217 John McPhee Petronas Sprinta RacingHonda NSF250RWa 0.064
313 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46KTM RC250GPa 0.134
440 Darryn Binder CIP Green PowerKTM RC250GPa 0.628
52 Gabriel Rodrigo Kömmerling Gresini Moto3Honda NSF250RWa 0.817
625 Raúl Fernández Red Bull KTM AjoKTM RC250GPa 2.742
752 Jeremy Alcoba Kömmerling Gresini Moto3Honda NSF250RWa 3.315
811 Sergio García Estrella Galicia 0,0Honda NSF250RWa 4.853
96 Ryusei Yamanaka Estrella Galicia 0,0Honda NSF250RWa 4.887
1014 Tony Arbolino Rivacold Snipers TeamHonda NSF250RWa 4.988
1127 Kaito Toba Red Bull KTM AjoKTM RC250GPa 5.301
1255 Romano Fenati Sterilgarda Max Racing TeamHusqvarna FR250GPa 5.603
1399 Carlos Tatay Reale Avintia RacingKTM RC250GPa 6.783
1482 Stefano Nepa Aspar TeamKTM RC250GPa 7.729
1523 Niccolò Antonelli SIC58 Squadra CorseHonda NSF250RWa 7.776
1692 Yuki Kunii Honda Team AsiaHonda NSF250RWa 17.641
1770 Barry Baltus CarXpert Prüstel GPKTM RC250GPa 17.416
1873 Maximilian Kofler CIP Green PowerKTM RC250GPa 20.821
1950 Jason Dupasquier CarXpert Prüstel GPKTM RC250GPa 20.833
2089 Khairul Idham Pawi Petronas Sprinta RacingHonda NSF250RWa 22.445
2154 Riccardo Rossi BOE Skull Rider Facile EnergyKTM RC250GPa 22.500
2216 Andrea Migno SKY Racing Team VR46KTM RC250GPa 34.688
9 Davide Pizzoli BOE Skull Rider Facile EnergyKTM RC250GPa 2 voltas
7 Dennis Foggia Leopard RacingHonda NSF250RWa 3 voltas
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Tech 3KTM RC250GPa 4 voltas
71 Ayumu Sasaki Red Bull KTM Tech 3KTM RC250GPa 6 voltas
5 Jaume Masiá Leopard RacingHonda NSF250RWa 7 voltas
75 Albert Arenas Aspar TeamKTM RC250GPa 8 voltas
79 Ai Ogura Honda Team AsiaHonda NSF250RWa 8 voltas
12 Filip Salač Rivacold Snipers TeamHonda NSF250RWa 14 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP