Em Portland, Power se aproveita de problema mecânico de Dixon e conquista 2ªVitória me 2019

A IndyCar chegou no dia 2 de Setembro a sua penúltima etapa, No circuito de Portland, No estado de Oregon. Essa pista tradicional voltou na temporada passada. Nesse ano igualmente ao ano passado em clima de decisão. 4 pilotos chegaram em Oregon com chances reais de título: Josef Newgarden, Simon Pagenaud, Alexander Rossi e Scott Dixon.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotorTempo
188Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda0:57.8111
212Will PowerTeam PenskeChevrolet0:57.8303
39Scott DixonChip Ganassi RacingHonda0:57.8355
460Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow SPMHonda0:58.1008
510Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda0:58.162
628Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda0:58.1823
727Alexander RossiAndretti AutosportHonda0:57.8864
85James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda0:57.9994
97Conor DalyArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda0:58.0192
1021Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet0:58.0415
1126Zach VeachAndretti AutosportHonda0:58.2149
1218Sebastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser SullivanHonda0:58.3001
132Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet0:57.9585
1419Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda0:57.8476
1515Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda0:57.9648
1698Marco AndrettiAndretti Herta Autosport with Marco & Curb-AgajanianHonda0:57.8527
1730Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda0:57.9668
1822Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet0:57.9479
1914Tony KanaanA.J. Foyt EnterprisesChevrolet0:58.103
2059Max ChiltonCarlinChevrolet0:57.9866
214Matheus LeistA.J. Foyt EnterprisesChevrolet0:58.1558
2223Charlie KimballCarlinChevrolet0:58.0582
2320Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet0:58.2165

Porém, a maioria deles foram mal na classificação. A pole position ficou com Colton Herta da Harding Racing, Seguido de Will Power da Penske. Dixon tinha menos chances de título, Mas se classificou muito bem, Largaria em 3ºlugar. Se comparamos com os outros. O Neozelandês tinha chances de diminuir a considerável desvantagem que ele tinha que tirar para ter mais chances de título. Para sorte de Dixon. Josef Newgarden largaria em 13ºlugar e Simon Pagenaud largaria na 19ªposição.

A Se destacar o belo trabalho de Jack Harvey da Meyer Shank e também de Conor Daly, que substituiu Marcus Ericsson. O Sueco foi chamado para uma possível substituição a Kimi Raikkonen, que tinha problemas de lesão. Felizmente não foi necessária a substituição. Por isso Daly entrou no carro 7, E ele acabou fazendo um bom treino, Largando em 9ºlugar.

Na largada, Herta manteve a liderança, Power larga mal e perde posições para Dixon e Jack Harvey. Lá atrás é que se forma uma enorme confusão. Graham Rahal feito um louco por trás, atingindo Zach Veach e toca em James Hinchcliffe e depois se enroscou com o Norte-americano Conor Daly. (que substituía a Marcus Ericsson na Schmidt) Hinchcliffe acabou parando metros depois. Sato acabou recebendo um toque nessa confusão, que quebrou sua suspensão. A prova dele durou pouco assim como durou pouco a prova dos acidentados.

Ferrucci, Bourdais, Leist, Ed Jones, Chilton, Newgarden escaparam as confusão vazando a chicane e indo para contorno dos obstáculos. Simon Pagenaud acabou rodando, Não pegou a confusão e voltou à corrida.

Na 12ªVolta, Ferrucci, Bourdais, Leist, Chilton, Jones foram para os boxes, mudarem siuas táticas de parada nos boxes.

Após 12 voltas de bandeira amarela, A corrida acabou começando de vez na 13ªvolta. Herta manteve a ponta, Mas Dixon foi para cima do piloto da Harding. Power superou Jack Harvey e recuperou a 3ªposição.  Mais atrás, Kannan estava em uma ótima 8ªPosição. Newgarden vinha em 11º e Pagenaud em 12º.

Na volta seguinte, Hunter-Reay acabou atropelando Jack Harvey da Meyer Shank. Ambos os pilotos não conseguem voltar a prova. O Norte-Americano resolve ficar na corrida, logo após o concerto da Suspensão, Mas perde muitíssimo tempo.

Na Volta 18 a corrida recomeça, Herta segura à ponta dos ataques de Scott Dixon. O piloto da Ganassi vinha embutido em Herta literalmente. Power, Rossi e Rosenquist vinham na mesma balada. Pelo número grande de voltas em bandeira amarela, Os pilotos iriam para 2 paradas apenas ao invés das 3 paradas que era o esperado para Portland.

Quem vinha dando um Show Atrás era Josef Newgarden. Que chegou a ficar nas últimas posições e que na entrada da 20ªVolta passou Kimball e assumiu a 8ªpocição. Enquanto que Pagenaud caiu para o 13ºlugar. Na Volta seguinte, Newgarden supera Kannan assumindo a 7ªposição. Em termos de Push to Pass, Herta tinha gastos só 9 segundos e Dixon tinha gastos 22 segundos (Todos os pilotos tem o direito a usar 200 segundos)

Newgarden começou a ter dificuldades com Marco Andretti, Que dificultou bastante a vida do piloto da Penske. Na 27ªVolta, Andretti jogou duro e não deixou seu adversário passar. Para complicar a vida do líder do campeonato, Spencer Pigot tomou o 7ºlugar do piloto da Penske. 3 voltas depois, Pigot passou Marco Andretti com mais facilidade, passando para o 6ºlugar.

Simon Pagenaud vinha com muita dificuldade, Ele conseguiu passar com muito sacrifício a Charlie Kimball passando ao 12ºlugar. Logo depois, Foi a vez de Newgarden superar Andretti voltando ao 7ºlugar.

Colton Herta vinha segurando Dixon, O desempenho de seus pneus começavam a piorar cada vez mais. O Neozelandês vinha com muito mais carro que o carro do jovem norte-americano naquele momento.

Na 37ªVolta, Dixon superou Herta, assumindo a primeira posição. Depois disso, tudo mundo passou o piloto da Harding. Com seus pneus detonados ele passou a virar 4 segundos mais lento que a volta dos líderes. Herta acabou indo para os boxes na 41ªVolta, abrindo a 1ªrodada de paradas.

Scott Dixon foi para a parada na 42ªVolta e teve de travar tudo para passar do limite de velocidade. Rossi parou na mesma volta de Dixon. Rosenquist passou a liderança e liderou até a volta 43. Sebastian Bourdais passou a liderança, Com Matheus Leist e Max Chilton nas 3 primeiras posições.

Bourdais parou na 44ªVolta e a Dale Coyne teve problemas com a mangueira de combustível e acabou perdendo muito tempo. Leist e Chilton já tinham feito suas paradas, A liderança voltou para as mãos de Dixon. Com Power em 2, A 3 segundos atrás. Rossi, Rosenquist e Newgarden. Colton Herta tinha caindo para o 6º, a 14 segundos de Dixon.

A prova estava nas mãos de Dixon, Abrindo cada vez mais de Power. Até que na volta 53, O câmbio acabou traindo o Neozelandês. Só restou Dixon tentar levar o carro para os boxes, Mas nem mesmo ele consegue chegar ao seu lugar no boxes. Power assume a liderança da prova. O piloto da Penske estava com uma pequena vantagem para Rosenquist e Rossi. Dixon consegue voltar a prova, Mas com 3 voltas atrás e fora de qualquer disputa.

Rosenquist se aproximou de Power, O Sueco estava em busca da primeira vitória na Indy e tentou superar o piloto Australiano. Rossi já vinha 2.1 segundos do líder e Newgarden vinha a 6.7 segundos em 4º. Mas tinha Colton Herta chegando cada vez mais e mais perto do líder do campeonato.

Na volta 66, Herta passou sem dificuldades Rossi e assume a 4ªposição. O Desempenho de Herta com os pneus mais duros era melhor que o desempenho dos pneus mais macios. Simon Pagenaud vinha em 7ºlugar. Com a corrida chegando ao seu terço final, Dava para perceber que as duas bandeiras amarelas do começo da prova ajudaram muito os pilotos a terminarem a prova, com apenas 2 paradas nos boxes.

Mais atrás, Spencer Pigot passou Marco Andretti e passou a 6ªposição. Enquanto que na 72ªVolta, Herta chega em Alexander Rossi, Mas como a Harding era uma equipe satélite da Andretti e como Rossi estava precisando de cada ponto que ele ganhasse o jovem piloto de 19 anos teve que ficar atrás do vice-líder do campeonato. Revoltante? Sim, Imoral? Sim, Mas compreensível se tratando de provas decisivas do campeonato. Eu não concordo com isso.

Na 73ªVolta, Colton Herta e Simon Pagenaud foram para a segunda parada nos boxes. Power foi para os boxes na volta seguinte, Ele já vinha abrindo uma boa vantagem sobre Feliz Rosenquist, que parou na 75ªVolta.

Depois das paradas, Power abriu 3 segundos a frente de Rosenquist. Rossi estava em 3ºlugar e numa posição segura, Já que Herta em 4º, não iria passar Rossi sob o risco de abalar a boa relação da Andretti com a Harding. Josef Newgarden estava em 5ºlugar, Bem longe de Herta e seguro com relação ao Spencer Pigot. Pagenaud vinha em um apagado 7ºlugar, Bourdais, Kimball e Leist completavam os 10 primeiros colocados a 25 voltas do final.

A vantagem de Power para Rosenquist a cada volta que passava vinha aumentando cada vez mais e mais. A corrida estava na mãos do Australiano. Nada parecia tirar esse triunfo do piloto da Penske.

Porém, a 8 voltas do final, Santino Ferrucci teve problemas no seu carro e ficou parado na parte interna da pista. Bandeira amarela  que poderia mudar tudo, Deixando muito feliz Will Power “Ironicamente” que perderia toda a sua vantagem para Rosenquist. Claro que quem esta na frente não iria jamais querer, que sua vantagem construída com muito trabalho fosse dizimada.

Não era uma bandeira amarela longa. O Brasileiro Matheus Leist aproveitou para fazer a parada, Ele vinha na mesma volta do líder em 10ºlugar (Só 10 pilotos estavam na volta do líder) querendo ganhar algumas posições. (Boa sacada da Foyt)

A Relargada aconteceu a 4 voltas do final, Rosenquist foi para cima de Power, Mas o Australiano segurou a posição e depois disso, abriu vantagem para o piloto da Ganassi, para não deixar dúvidas de quem seria o vencedor da prova. A Vitória ficou mesmo com Will Power, Com Rosenquist e Rossi completando o pódio.

Newgarden tentou passar Herta, Mas o piloto da Harding ficou mesmo com o 4ºlugar e ajudou Rossi a diminuir em 4 pontos a diferença entre os dois na disputa pelo título. Simon Pagenaud não foi tão bem, Ficou em 7ºlugar e por muito pouco não perdeu essa posição para o Brasileiro Matheus Leist, Foi seu segundo resultado entre os top 10 em 2019. Entre Newgarden e Pagenaud chegou em 6ºlugar, Spencer Pigot da equipe Carpenter.

Sebastien Bourdais da Dale Coyne e Charlie Kimball da Carlin completaram os 10 primeiros colocados. Amanhã é a decisão do título da Formula Indy, Direto de Laguna Seca. Com pontuação dobrada, Newgarden vem na primeira posição com 593 pontos, Seguido de Alexander Rossi com 552, Simon Pagenaud com 551 e com remotas chances, Scott Dixon com 508 pontos.

Fotos:

IndyCar 2019

Resultado final da 16ªEtapa da Formula Indy
GP de Portland

posPilotoequipeMotorVoltasTempo/Diferença
112Will PowerTeam PenskeChevrolet1051:58:43.0036
210Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda105a  2.7885
327Alexander RossiAndretti AutosportHonda105a  4.5839
488Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda105a  5.228
52Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet105a  5.8539
621Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet105a  6.7477
722Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet105a  7.9418
84Matheus LeistA.J. Foyt EnterprisesChevrolet105a  8.1898
918Sebastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser SullivanHonda105a  9.5957
1023Charlie KimballCarlinChevrolet105a  10.1665
1159Max ChiltonCarlinChevrolet1041 Volta
1214Tony KanaanA.J. Foyt EnterprisesChevrolet1041 Volta
1398Marco AndrettiAndretti Herta Autosport with Marco & Curb-AgajanianHonda1041 Volta
1420Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet104a 1 Volta
1530Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda103a 2 Voltas
169Scott DixonChip Ganassi RacingHonda102a 3 Voltas
1719Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda96a 9 Voltas
1828Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda81a 24 Voltas
1960Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow SPMHonda13a 92 Voltas
205James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda0a 105 Voltas
217Conor DalyArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda0a 105 Voltas
2226Zach VeachAndretti AutosportHonda0a 105 Voltas
2315Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda0a 105 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy em Pocono – O Surto Final do terrível oval

Grid de Largada:

pospilotoequipe
12Josef NewgardenTeam Penske
227Alexander RossiAndretti Autosport
322Simon PagenaudTeam Penske
49Scott DixonChip Ganassi Racing
512Will PowerTeam Penske
628Ryan Hunter-ReayAndretti Autosport
730Takuma SatoRahal Letterman Lanigan
815Graham RahalRahal Letterman Lanigan
910Felix RosenqvistChip Ganassi Racing
105James HinchcliffeSchmidt Peterson Motorsports
1118Sebastien BourdaisDale Coyne Racing
1221Spencer PigotEd Carpenter Racing
1319Santino FerrucciDale Coyne Racing
1488Colton HertaHarding Racing
1520Ed CarpenterEd Carpenter Racing
167Marcus EricssonSchmidt Peterson Motorsports
1798Marco AndrettiAndretti Herta
1826Zach VeachAndretti Autosport
1914Tony KanaanAJ Foyt Enterprises
204Matheus LeistAJ Foyt Enterprises
2123Charlie KimballCarlin
2259Conor DalyCarlin

Essa prova do campeonato sempre apavora foi realizada no dia 18 de Agosto. Com uma morte em 2015 e um acidente gravíssimo no ano passado esse circuito oval de 2 milhas e meia. Pocono já deveria sair do calendário, Mas decidiram continuar com essa brincadeira nesse ano.

Esse Oval é tenebroso e esse ano ele se mostrou mais uma vez essa sua face ruim. O Treino foi cancelado, o grid foi formado pela classificação do campeonato: Josef Newgarden largou na pole pósiton, Com Alexander Rossi em 2º. Depois vieram Simon Pagenaud, Scott Dixon, Will Power, Ryan Hunter-Reay, Takuma Sato, Graham Rahal, Felix Rosenquist e James Hinchcliffe completando os 10 primeiros colocados.

Pagenaud largou muito bem e pulou para a liderança, Com Newgarden e Power completando o 1-2-3 da Penske, Perto da curva 2 é que ocorreu o incidente da corrida. Um acidente forte que acabou ocasionando o acidente de Takuma Sato, Ryan Hunter-Reay, Felix Rosenquist, Alexander Rossi e James Hinchcliffe. Sato acabou tocando em Rossi que tocou em Hunter-Reay. Sato acabou pegando o carro de Felix Rosenquist, que quase capotou, O Carro do Japonês foi atingido pelo Hunter-Reay e acabou indo de cabeça para baixo. Hinchcliffe acabou batendo ao tentar evitar uma batida com outro piloto.

Resultado dessa confusão foi uma bandeira vermelha. Agora, Independente da culpa ser do Takuma Sato, Essa pista não tem condições de receber provas da Formula Indy. Hoje, com esses carros não tem mais como. O próprio Robert Wickens que foi vitima dessa pista no ano passado e hoje continua com dificuldades de andar, postou um post no twitter falando que não deveria ter essa corrida.

“Quantas vezes temos que passar pela mesma situação antes de todos aceitarmos que um IndyCar não deve correr em Pocono”, escreveu Wickens. “É apenas um relacionamento tóxico e talvez seja hora de considerar um divórcio. Estou muito aliviado (que eu saiba) por todo mundo estar bem com esse acidente assustador.”

Depois de quase 40 minutos, Os pilotos voltaram para a pista. Will Power acabou indo para os boxes, Mudando sua tática de corrida. (O que parecia loucura acabou fazendo toda a diferença do final)

Na volta 9 a prova recomeça para as primeiras voltas da prova. Pagenaud manteve a ponta, Com Newgarden marcou bobeira e perdeu posição para Dixon. Foram a primeira volta sem qualquer incidente. Graham Rahal, Santino Ferrucci, Sebastien Bourdais, Spencer Pigot, Marcus Ericsson, Colton Herta e Zach Veach completavam os 10 primeiros lugares.

Pagenaud e Dixon fugiram na frente, Newgarden ficava para Rahal e Ferrucci. O piloto da Dale Coyne chegava até os 360 km/h Bourdais vinha perto deles em 6ºlugar. Colton Herta tentava tirar o 8ºlugar das mãos de Marcus Ericsson.

Com 25 voltas completadas, Pagenaud tinha 0.6 Segundos a frente de Scott Dixon. Newgarden em 3º vinha a 2.2 segundos abriu um pouco sobre Rahal e Ferrucci. Power estava em 11ºlugar, após superar Ed Carpenter.

O primeiro a parar na janela de parada nos boxes foi Zach Veach, na 30ªvolta. Dos líderes, Santino Ferrucci foi o primeiro a fazer a parada, na 34ªVolta. Rahal e Bourdais pararam 3 voltas depois. O líder da prova, Simon Pagenaud parou na 38ªVolta, Na mesma volta, Herta acabou errando o ponto de parada e perdeu tempo. OS últimos a parar foram Dixon na 39ªVolta e Newgarden e Kimball na volta 40. Power assumiu a liderança.

Poucos segundos depois, Spencer Pigot foi para o muro, Bandeira amarela em todo o circuito. Power já tinha entrado nos boxes para a segunda parada. Com todas essas paradas, Pagenaud voltou a liderança, Com Santino Ferrucci, levando a Dale Coyne a 2ªposição. Depois vinham Dixon, Power e Rahal. A Direção de prova ordenou que Power fosse para a segunda posição. Assim foi feito e o Australiano acabou levando a melhor, com uma tática bem favorável.

Durante a bandeira amarela, Conor Daly e Tony Kannan pararam nos boxes mudando suas táticas de parada. Na 47ªVolta, Pagenaud foi pressionado por Will Power, O Francês teve muita dificuldade para superar o piloto Australiano. Na volta seguinte, Power assumiu a liderança da prova, Pagenaud não desistiu, foi para cima de Power e acabou voltando a ponta na 51ªvolta. Dixon superou Ferrucci, recuperando a 3ªposição. Completando o 5ºlugar, O Sueco Marcus Ericsson da Schmidt, Em uma boa corrida do antigo piloto de Formula 1.

Josef Newgarden vinha em corrida apagada, Em 7ºlugar. James Hinchcliffe, após 55 voltas acaba indo para a pista para voltar a corrida, Mas o carro estava bem sem condições de ser minimamente competitivo. Duas voltas depois, o Canadense foi para as boxes, para troca de pneus e combustível.

Os 4 primeiros colocados: Pagenaud, Power, Dixon e Ferrucci estavam na frente do grupão que começava pelo Ericsson até o 14ºcolocado, separados por apenas 7 segundos. Marco Andretti e Matheus Leist destoavam e vinham longe dessa turma.

Derepente, Ericsson acabou perdendo rendimento e indo para trás, perdendo posição após posição.

Na 66ªVolta, Newgarden vai para os boxes, Uma parada muito antecipada, Já que a janela de paradas iria começar na volta 70. Ou teve mudou a tática ou alguma coisa aconteceu, As voltas seguintes deram a resposta, Que acabou sendo uma tática antecipada.

Santino Ferrucci parou na 69ªvolta, Sendo o primeiro dos 4 primeiros colocados a fazer a segunda troca. Na volta 71, Quando Dixon foi para os boxes, Simon Pagenaud foi atrapalhado pelo James Hinchcliffe e acabou perdendo a liderança para Will Power. Na volta seguinte, Pagenaud foi para a segunda parada e por muito pouco não acabou batendo em Marco Andretti. Power era o líder, junto de Kimball, Daly e Kannan não tinham feito parada na janela, usando diferentes táticas dos líderes.

Volta 75, Colton Herta vai para o muro, Bandeira amarela em todo o circuito. O piloto da Harding perdeu a traseira e tocou uma das rodas no muro. Power teve que fazer a parada junto de Kimball, Daly e Kannan. Todos eles voltaram bem colocados.

Enquanto Hinchcliffe abandonou de vez a corrida, Ryan Hunter-Reay e Alexander Rossi iriam voltar a pista. Mas o vice-líder do campeonato estava querendo voltar com o carro todo remendado, Até mesmo sua suspensão foi remendada. A Direção de prova deveria impedir que Rossi tivesse voltado a corrida dessa forma, Uma peça remendada, numa velocidade de 350 km/h poderia ocorrer um acidente bem feio.

Dixon passou a liderança, Com Ferrucci, Pagenaud como seus mais próximos adversários. Nova relargada na 83ªVolta, Dixon segura à liderança. Power superou Newgarden passando para o 5ºlugar e Pasmem! Tony Kannan ultrapassou Sebastien Bourdais levando a carroça da A.J.Foyt para a 7ªposição.

Ferrucci, vinha no seu melhor momento da temporada, O Jovem piloto da Dale Coyne foi para cima de Dixon, valendo a liderança da prova. Enquanto isso, Power vinha subindo, Passou Ed Carpenter assumindo a 4ªposição. Dois 15 primeiros colocados, Apenas Marco Andretti tinha tomado volta do líder.

Dixon e Ferrucci faziam naquele momento o pega da corrida, Metade da prova e as nuvens escuras começavam a invadir o céu em Pocono. Kannan estava perdendo rendimento e tentatva sustentar a 7ªposição. Seu companheiro de equipe Matheus Leist foi o primeiro a ir para a 3ªparada, na volta 103. Josef Newgarden parou na volta seguinte

Ferrucci foi para os boxes na 106ªvolta, Dixon que era o líder parou na volta seguinte. Com isso a liderança passou para Simon Pagenaud que foi para os boxes na 108ªVolta. Power, com a estratégia diferente de Dixon, Ferrucci e Pagenaud era o líder e ficaria um pouco mais na pista. Assim como Tony Kannan, Conor Daly, Marcus Ericsson e Zach Veach que não tinham feito a parada. O piloto da Foyt parou na volta 109.

Power parou na volta 111 e voltou em 2º, A Frente de Pagenaud e atrás de Dixon. Santino Ferrucci perdeu um pouco de tempo nos boxes e caiu para o 4ºlugar. Depois da parada de Conor Daly (que parou na volta 113) Dixon volta a liderança, Seguido de Power, Pagenaud e Ferrucci.

O Australiano foi para cima do Neozelandês valendo a ponta da prova. Na volta 115, Power supera Dixon e assume a liderança. E depois disso, Foi abrindo, abrindo muito do piloto da Ganassi. Apesar de esta fazendo Sol, As nuvens negras estavam cada vez mais e mais invadindo o céus. Os raios e trovões começaram a cair. A Ameaça acabou por provocar primeiro, Bandeira Amarela na volta 127 e depois disso a bandeira Vermelha na Volta 128.

Os pilotos não voltariam para a pista, Um fechamento de prova melancólica para uma corrida em um lugar deprimente. Will Power conquistou a vitória. Merecidíssma, já que arriscou uma tática diferente e acabou se dando bem. Levando a melhor sobre Scott Dixon no final da prova.

Dixon ficou com o segundo lugar e Simon Pagenaud completou o pódio, Segurando os ataques de Santino Ferrucci, O jovem piloto da Dale Coyne fez sua melhor corrida na Formula Indy. Josef Newgarden acabou fazendo uma corrida burocrática, Sem brilho ele chegou em 5ºlugar, de positivo, Ele voltou a abrir vantagem na liderança para Alexander Rossi. Só que Pagenaud e Dixon se aproximavam na disputa pelo título.

Ed Carpenter ficou com o 6ºlugar, Sebastien Bourdais da Dale Coyne, Tony Kannan da Foyt (Por sinal, uma bela corrida), Graham Rahal e Charlie Kimball da Carlin.

Pocono em 2020 não estará no Calendário da Formula Indy, A prova de Richmond vai ser a pista substituta. Ainda bem, A pista de Pocono deveria nunca mais receber Formula Indy. É uma pista tenebrosa e não tem o glamour de uma corrida de 500 milhas, como tinha Michigan, Talladega e Principalmente Indianapolis.

Fotos:

Resultado final do GP de Pocono

pospilotoequipemotorVoltasTempo
112Will PowerTeam PenskeChevrolet1281h53m45.8296s
29Scott DixonChip Ganassi RacingHonda1285.4688s
322Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet1287.0950s
419Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda1289.4697s
52Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet12810.1771s
620Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet12815.4239s
718Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHonda12819.1641s
814Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesChevrolet12823.3941s
915Graham RahalRahal Letterman LaniganHonda12825.2060s
1023Charlie KimballCarlinChevrolet12827.4361s
1159Conor DalyCarlinChevrolet12829.2835s
127Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsHonda12832.6051s
1326Zach VeachAndretti AutosportHonda127a 1 volta
144Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesChevrolet127a 1 volta
1598Marco AndrettiAndretti HertaHonda126a 2 voltas
1688Colton HertaHarding RacingHonda72Acidente
1721Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet39Acidente
1827Alexander RossiAndretti AutosportHonda39a 89 voltas
1928Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda25Acidente
205James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsHonda19Acidente
2130Takuma SatoRahal Letterman LaniganHonda0Acidente
2210Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda0Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy 500 – Edição 103 – Capítulo 9

Sage Karam a 46 minutos do final foi para a pista, Sua primeira volta foi boa, Média de 228.1 Milhas por Hora, Mas a segunda já foi bem mal, Com apenas 226.7 Milhas de média. O carro da Dreyer & Reinbold também não rende bem. Karam faz 226.1 Milhas em sua terceira volta, Não se sabia se o Norte-Americano iria conseguir entrar entre os 30. Na Volta final, Karam fez 226.3 Milhas. Ele não conseguiu ir além de 226.871 Milhas, Se colocando na 32ªPosição.

Sai Karam, Entra Patricio O’Ward. O Mexicano em busca de uma volta que colocasse ele em definitivo no Grid das 500 milhas. Porém, Suas duas primeiras voltas vinham em 227.2 Milhas e 227 Milhas, O que poderia ocasionar em melhora nenhuma no seu tempo. Sua terceira volta foi em 226.7 Milhas. Teria de subiu a média na volta para conseguir alguma melhora na sua média de velocidade. Mas o 226.5 Milhas acabou não fazendo o piloto da Carlin melhorar sua média 226.897 Milhas, Sua media de 227.065 milhas foi para o saco.

Faltavam 38 Minutos para o final da Classificação, Max Chilton vai para sua 3ªtentativa. Ele estava em 31ºlugar, O primeiro fora classificação. Sua primeira volta foi de 226.7, A segunda em 226.6 e a terceira em 226.5 Milhas por hora. Ou seja, Estava virando mais lento do que seu companheiro de equipe. Sua volta final ficou em 225.3 na Média. Suas passagem acabaram na média de 226.321 Milhas, Ou seja, Piorou seu tempo e agora estava atrás de Hanley e de Hinchcliffe, Em 33ºlugar.

Bem Hanley vai de novo a pista, Ele não tinha muito a perder junto de sua equipe, Mas quem sabe se não era essa a volta para ele classificar. E suas voltas eram muito boas, O piloto da Dragon Speed estava voando, Dando a volta da sua vida. (227.9 Milhas na primeira volta, 227.6 na Segunda volta e 227.3 Milhas na 3ªVolta) Sua volta 4 agora estava valendo o destino da sua equipe na Temporada, E ele não decepcionou, Sua quarta volta foi de 226.9 Milhas. Sua média é de 227.482 Milhas. Isso coloca Hanley em 25ºlugar e com a vaga praticamente assegurada a 30 minutos do final.

Fernando Alonso foi para a pista, Era sua 5ªTentativa de classificação. Talvez sua última tentativa. A primeira volta foi feita em 227.9 Milhas (Quase 228) A sua segunda volta ficou em 227.2 Milhas. Essas duas primeiras voltas davam esperanças para Alonso e a Mclaren. Agora era só ver as 2 voltas finais. A terceira volta ficou em 226.9 Milhas. O Drama continua até a volta final e Alonso dá tudo dele para levar o carro até as 226.7 Miljas na volta final e na média de 227.224 Milhas. Era sua melhor média que ele tinha feito nos treinos, Estava em 29º, Rosenquist estava na bolha e Hildebrand estava fora dos 30.

Sem perder tempo, Felix Rosenquist foi para a sua tentativa de não dá um vexame para a Chip Ganassi. Uma eliminação no Bum Day, com a Chip Ganassi poderia acabar com sua carreira na Formula Indy. As primeiras voltas de Rosenquist foram boas para classificar seu carro para o Grid de Largada: 1ªVolta em 227.7 milhas e na 2ª227.5 Milhas. Na 3ªVolta a média já deu uma queda maior, Para 227.1 Milhas. Apesar disso, O piloto sueco estava tranquilo em relação a classificação, Que acabou vindo. Sua 4ªVolta foi de 226.7 Milhas e a média é de 227.297 Milhas, Rosenquist pulou para o 27ºlugar e Alonso estava em 30º, Torcendo para ninguém mais melhorar seu tempo.

Restava menos de 20 minutos para o final. James Hinchcliffe estava pronto para a sua última tentativa de melhorar seu tempo e tentar entrar entre os 30 primeiros. Sua primeira volta não foi uma grande volta. Apenas 227.3 Milhas, Era bem difícil de tirar Alonso dos 3º primeiros. A segunda volta foi de 227.0 Milhas, A terceira volta foi de 226.7 Milhas. Não era dessa vez que o piloto da Schmidt iria para corrida. Pelo menos ele tinha uma chance no Bump Day. Sua volta final foi igualmente a 3ªVolta, 226.7 Milhas e sua média foi de 226.956 Milhas de Média horária.

Sage Karam faz sua última tentativa, ele precisava da volta para entrar entre os 30. As primeiras voltas ele estava conseguindo fazer a média para passar, Primeira volta principalmente (227.9 Milhas), Na segunda ele ficou com 227 Milhas. A terceira começou a ser um problema, ele fez 226.5 Milhas e começou a perigar a classificação. Ele teria de fazer uma volta boa para passar Alonso, Só que Karam não fez. 226.34 Milhas de Média na volta final acabou fazendo a média das 4 voltas ir para 226.951 Milhas. A 8 minutos do final, Alonso parecia estar com a sorte sorrindo para ele. Ninguém baixava o tempo dele e parecia que o Príncipe das Astúrias iria sim qualificar em 30º.

Mas ainda faltava 8 minutos e J.R.Hildebrand. O Homem que jogou fora as 500 milhas em 2011 estava na pista. Sua primeira volta foi muito rápida: 228.7 Milhas, isso daria tranquilidade para ele acertar as outras voltas. E com a segunda volta em 228.2 Milhas. O norte-americano tinha a classificação nas suas mãos. Diferente do que fez em 2011, Hildebrand não desperdiçou a chance e com 227.5 milhas na terceira volta e 227 Milas cravadas. O piloto da Dreyer & Reinbold com 227.908 Milhas estava na corrida, Em 20ºlugar e jogou Alonso para o fundo do inferno do Bump Day.

A Única esperança do Espanhol era que Rahal errasse a volta dele para ele se colocar entre os 30 primeiros. Era tudo um nada para o Norte-Americano, que decidiu jogar com a sorte. A sua primeira volta foi de 228.5 Milhas, Se tudo desse certo, O filho de Bobby Rahal parece ter jogado bem. A segunda volta foi feita em 228.3 Milhas, A Terceira em 228.2 Milhas e a última volta que decidiu quase Rahal foi para o muro, Mas ele sobreviveu e fez 227.2 milhas, marcando uma boa média de 228.104 milhas. Fim de papo. Alonso estava no Bump Day, Junto de O’Ward, Chilton, Kaiser, Hinchcliffe e Karam. Pippa Mann que chorou no ano passado sua eliminação acabou aliviada por ter terminado em 30ºlugar, Ela estava Classificada. O Drama para 6 pilotos continuava no dia seguinte.

Classificação do 1ºDia de Treinamentos em Indianapolis

posPilotoEquipeMotorMédia
121Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet230.083 Mph
212Will Power Team PenskeChevrolet230.081 Mph
322Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet229.854 Mph
42Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet229.749 Mph
588Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda229.478 Mph
663Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet229.440 Mph
720Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet229.349 Mph
827Alexander Rossi  Andretti AutosportHonda229.268 Mph
918Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda228.800 Mph
1098Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda228.756 Mph
1125Conor DalyAndretti AutosportHonda228.617 Mph
123Hélio Castroneves  Team PenskeChevrolet228.523 Mph
137Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda228.511 Mph
1430Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda228.300 Mph
1533James DavisonDale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda228.273 Mph
1614Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet228.120 Mph
1715Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda228.104 Mph
189Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda228.100 Mph
1977Oriol ServiàMotoGator Team Stange Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.991 Mph
2023Charlie KimballCarlinChevrolet227.915 Mph
2148J.R. HildebrandDreyer & Reinbold RacingChevrolet227.908 Mph
2228Ryan Hunter-Reay  Andretti AutosportHonda227.877 Mph
2319Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda227.731 Mph
244Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet227.717 Mph
2560Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.695 Mph
2642Jordan King Rahal Letterman Lanigan RacingHonda227.502 Mph
2781Ben Hanley DragonSpeedChevrolet227.482 Mph
2826Zach VeachAndretti AutosportHonda227.341 Mph
2910Felix Rosenqvist Chip Ganassi RacingHonda227.297 Mph
3039Pippa MannClauson-Marshall RacingChevrolet227.244 Mph
3166Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet227.224 Mph
325James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda226.956 Mph
3324Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet226.951 Mph
3431Patricio O’Ward CarlinChevrolet226.897 Mph
3559Max ChiltonCarlinChevrolet226.321 Mph
3632Kyle KaiserJuncos RacingChevroletSem Tempo

Classificados para a disputa da pole position:

PilotoEquipeMotor
21Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet
12Will Power Team PenskeChevrolet
22Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet
2Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet
88Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda
63Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet
20Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet
27Alexander Rossi Andretti AutosportHonda
18Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda

Disputam o Bump Day do dia seguinte

PilotoEquipeMotor
66Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet
5TJames HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda
24Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet
31Patricio O’Ward CarlinChevrolet
59Max ChiltonCarlinChevrolet
32Kyle KaiserJuncos RacingChevrolet

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy 500 – Edição 103 – Capítulo 8

Chilton, em 31º foi para a pista para voltar aos 30 primeiros lugares. Ele vinha que estar na casa das 227 milhas na média das 4 voltas, para começar a pensar em classificação, Mas suas voltas foram ruins, A primeira até estava nos 227 milhas, Mas as outras voltas foram ruins: 226.4, 226.1 e 225.7 Milhas. A média ficou em 226.354 Milhas.

Hélio Castroneves seria o próximo. O Brasileiro vinha em 12ºlugar e queria dar o salto para entrar nos 9 primeiros lugares para disputar a pole position. Power, Newgarden e Pagenaud estavam lá e Hélio Queria estar entre eles. A primeira vilta ficou em 228.8 Milhas, Não estava tão rápido para pretender uma posição entre os 9. A Segunda volta em 228.1 Milhas confirmou que Castroneves não teria condições de disputar os primeiros lugares. Suas voltas finais ficaram em 228 Milhas e 227.6 Milhas. Com 228.160 Milhas a primeira volta de 228.523 acaba se mantendo para a sua classificação.

Marco Andretti vai para a terceira tentativa, Ele queria arrancar pelo menos o Bourdais do 9ºlugar, O seu desempenho na primeira volta foi de 229.5 Milhas, Se ele permanecesse em 229 e 228.5 para cima poderia haver mudanças na classificação, Mas essas chances caíram muito quando Marco fez 228.3 milhas na segunda volta. As duas voltas finais acabaram sendo lentas para levar o carro até os boxes. Como ele já estava entre os 30, acabou não perdendo sua melhor marca.

Patrício O’Ward já em clima de desespero vai para tentar a classificação. A Carlin parecia ter o pior acerto de todas as equipes para a prova de Indianapolis. Pior de tudo é saber que a classificação estava chegando aos seus momentos derradeiros e pouco se podia fazer para reverter esse quadro. A primeira volta foi de 227.6 Milhas, Que dava alguma esperança para o Mexicano. A segunda volta foi de227 milhas. Alonso começava a se preocupar, Se O’Ward passasse para 227.001 Milhas de média Horária, Era o Mexicano que entrava e o Espanhol que iria sair. 227.1 Milhas é a terceira volta. Parecia que ele iria conseguir, e com 226.3 milhas na volta final, ele passa para o 30ºlugar, Com 227.065 Milhas de média na sua passagem.

Pouco depois de O’Ward superar Alonso, O príncipe das Astúrias vai para a pista a fim de recuperar o 30ºlugar. Era a quarta tentativa do piloto da Mclaren, Sua primeira volta foi somente de 227.1 Milhas. Estava difícil para Alonso! A segunda volta a média foi de 226.8 Milhas. A sua volta já estava aquém da volta de O’Ward. A Terceira volta já chutava Alonso para o 226.4 Milhas. E a volta final foi de 217.4 Milhas. Com 224.216 Milhas ele acabou voltando para o 34ºlugar. Sua volta de 227 milhas foi perdida por causa da nova tentativa.

Colton Herta foi para a pista. Em 8ºlugar, Ele corria risco de cair fora da disputa da pole, Portanto ele foi tentar se garantir de vez na disputa. Sua primeira volta foi de 229.7 Milhas e a segunda de 229.5 Milhas. Com essas medias, Herta iria subir na classificação. Terceira volta baixou um pouco a média, Mas continuava na casa dos 229 milhas (229.1). A Volta final consagrou e consolidou a classificação de Herta a pole, Com 229.749 milhas. Se colocando em 5ºlugar. Atrás de Pigot, Power, Pagenaud e Newgarden. Belíssima classificação do jovem piloto da Harding Racing.

Hinchcliffe vai para a sua 3ªtentativa, Com 1 hora ainda de treino pela Frente, Ou era agora ou nunca mais para o Canadense entrar direito ou sofrer com o Bump Day. Sua primeira volta foi de 227.2 Milhas, estava no limite, Tanto é que James chegou perto do muro na curva 2 para a reta oposta. Sua segunda volta já ficou na casa dos 226 milhas (226.7). Ou seja, dificilmente iria se classificar. Sua terceira volta foi melhor, Mas ainda em 226.9 Milhas. Ainda restava alguma esperança… Essa esperança acabou morrendo na volta final 226.1 milhas de média e a passagem foi de 226.530 Milhas. Por incrível que pareça acabou sendo a melhor volta do piloto da Schmidt. Porém, não era o suficiente para a classificação entre os 30 primeiros.

Jordan King vai a pista pela terceira vez, O piloto da Rahal-Lettermann precisava sair do sufoco, Estava perto do corte em 28º. Ele começa com uma volta de 227.7 Milhas, O que preocupava em relação as outras voltas. Se fizesse 228 na 1ªVolta poderia estar mais tranquilo. A segunda volta compensou, 227.7 Milhas. Isso melhorava as coisas para o inglês. Sua terceira volta  foi 227.4 Milhas. Era o que ele precisava, Se mantivesse assim, Iria conseguir um lugar melhor e a possível Classificação para a prova. Sua volta final foi de 227 milhas e a média foi de 227.502 milhas. Isso coloca King em 24ºlugar. Parecia consolidada a sua Classificação para a prova, A 51 minutos do termino do primeiro dia.

Classificação Faltando 50 minutos para o final da Classificação:

posPilotoEquipeMotorMédia
1.21Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet230.083 Milhas
2.12Will Power Team PenskeChevrolet230.081 Milhas
3.22Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet229.854 Milhas
4.2Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet229.749 Milhas
5.88Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda229.749 Milhas
6.63Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet229.440 Milhas
7.20Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet229.349 Milhas
8.27Alexander Rossi Andretti AutosportHonda229.268 Milhas
9.18Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda228.800 Milhas
10.98Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda228.756 Milhas
11.25Conor DalyAndretti AutosportHonda228.617 Milhas
12.3Hélio Castroneves  Team PenskeChevrolet228.523 Milhas
13.7Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda228.511 Milhas
14.30Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda228.300 Milhas
15.33James DavisonDale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda228.273 Milhas
16.14Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet228.120 Milhas
17.9Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda228.100 Milhas
18.77Oriol ServiàMotoGator Team Stange Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.991 Milhas
19.23Charlie KimballCarlinChevrolet227.915 Milhas
20.28Ryan Hunter-Reay  Andretti AutosportHonda227.887 Milhas
21.19Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda227.731 Milhas
22.4Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet227.717 Milhas
23.60Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.695 Milhas
24.42Jordan King Rahal Letterman Lanigan RacingHonda227.502 Milhas
25.15Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda227.394 Milhas
26.26Zach VeachAndretti AutosportHonda227.341 Milhas
27.39Pippa MannClauson-Marshall RacingChevrolet227.244 Milhas 
28.10Felix Rosenqvist Chip Ganassi RacingHonda227.198 Milhas 
29.48J.R. HildebrandDreyer & Reinbold RacingChevrolet227.183 Milhas 
30.31Patricio O’Ward CarlinChevrolet227.065 Milhas
31.59Max ChiltonCarlinChevrolet226.934 Milhas
32.81Ben Hanley DragonSpeedChevrolet226.692 Milhas
33.5James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda226.530 Milhas
34.24Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet225.865 Milhas
35.66Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet224.216 Milhas
36.32Kyle KaiserJuncos RacingChevroletSem Tempo

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy 500 – Edição 103 – Capítulo 7

Alonso estava pronto para entrar na pista, para a sua segunda tentativa. Ele entrou na pista esperando melhorar sua marca, para entrar pelo menos entre os 30 e classificar sem precisar do Bump Day. O piloto da Mclaren fez uma boa primeira volta, Com 228.4 Milhas. Se as voltas fossem boas nas 3 outras voltas iria leva-lo a entrar entre os 30 primeiros, Mas a segunda volta já foi bem ruim: 226.2 Milhas, Perdeu 2.2 Milhas de média entre as 2 voltas.


A terceira volta foi horrível, com apenas 223.6 Milhas de média Horária, no que poderia leva-lo a fazer uma volta pior do que ele obteve na primeira. Por isso, Acabaram por cancelar a volta. E com isso sua marca foi cancelada e o piloto estava sem tempo nenhum, Assim como Hinchcliffe. Nesse momento, Era real a possibilidade de um desastre para o Espanhol. Um possível Bump Day e uma possível eliminação das 500 Milhas.

Conor Daly, Em 18ºlugar não precisava entrar na pista, Mas ele quis entrar para tentar melhorar sua marca. O que poderia ser uma boa, já que tinha um carro da Andretti-Honda, Mas se tivesse problema iria jogar seu trabalho para o lixo. Sua primeira volta é bem rápida, com 229.2 Milhas. A Segunda foi de 228.4 Milhas. Se continuasse na marca de 228 milhas, poderia melhorar sua marca e até mesmo sonhar em disputar a pole position. A terceira volta de 228.4 Milhas fez essa esperança ficar maior, Sua volta final ficou em 228.3 Milhas. Foi por muito pouco, Mas Conor Daly ficou com 228.617 Milhas e assumiu o 11ºlugar. Muito bom mesmo para quem esta disputando apenas essa prova.

O Próximo seria o Canadense James Hinchcliffe, finalmente ele iria fazer sua 1ªtentativa de marca. O Vento estava com uma velocidade considerável  e isso aumentava o drama do piloto da Schmidt.

Antes disso, Graham Rahal vinha em sua segunda tentativa. Sua primeira volta foi de 228.5 Milhas. O filho de Bobby Rahal vinha no limite praticamente entre os 30 primeiros. Sua segunda volta foi fraca, apenas 227.2 Milhas. Ao contraio de Sato, Sua participação não era garantia da para as 500 milhas, Mas as coisas melhoraram com a média de 227.4 milhas. Só que na última volta, Rahal quase encostou no muro na entrada da reta oposta, Por isso a sua volta final ficou em 226.3 Milhas. Rahal ainda corrida risco de não classificar, Com média de 227.394 milhas ele sobe para o 24ºlugar.

Hinchcliffe vai para a pista, Desta vez para conseguir marcar uma média, que possa leva-lo para a classificação para a prova. Mas a primeira volta foi ruim, com 226.3 Milhas, não consegue nem ficar a frente da 30ªmédia, A segunda volta é de 226.1 Milhas. E Para piorar, A terceira volta é péssima, com 225.1 Milhas. O Carro não estava legal e o problema é só no carro do Canadense ou no canadense, que tira o pé. Faz a média em 170.7 milhas na sua última volta e fica com 210.475 Milhas, Mas esse tempo não daria mais do que os últimos lugares. Só estava em 35ºlugar porque a 1ªvolta do Alonso foi jogada fora e a segunda foi anulada pela Mclaren.

Zach Veach sentindo que poderia se complicar, Entra na pista para buscar uma média melhor. Visto que Daly melhorou, Sem dúvida Veach poderia melhorar sua marca. A primeira volta foi em 227.9 Milhas. Não era satisfatória para confirmar seu lugar no Grid das 500 milhas. Sua segunda volta foi de 226.9 Milhas, A situação são não ficou pior, Por que a terceira volta foi um pouco melhor, Voltando à casa das 227 milhas. Sua volta final foi de 226.8 milhas, Fechando a sua passagem com a média de 227.202 milhas. Veach manteve a sua volta de 227.341 milhas.

Alonso vai para a sua terceira tentativa. Antes disso, O piloto da Juncos Racing Kyle Kaiser foi para a segunda tentativa. A Equipe Argentina vinha quase sem possibilidades de conseguir a classificação, Mas ai apareceu uma bandeira amarela que acabou interrompendo a tentativa do Norte-Americano. A Volta anterior acabou sendo jogada fora e ele estava na mesma situação de Fernando Alonso.

O Espanhol foi para a 3ªTentativa de buscar uma volta decente. A primeira volta foi de 227.7 Milhas. Fraca, Mas era melhor que as suas primeiras tentativas. A segunda volta ficou em 227.5 Milhas, Acendia a possibilidade da Classificação direta. A terceira volta acabou sendo ruim, com apenas 226.2 Milhas acabava por complicar a situação do Espanhol. Sua última volta terminaria subindos sua média para 226.4 Milhas. Com exatos 227 Milhas. Alonso finalmente fez uma volta razoável e subiu para o 30ºlugar. Para o Espanhol, Se caísse uma chuva ou tivesse um incidente que parasse o treino agora até o final das 7 horas, Seria perfeito para ele conseguir a classificação.

Classificação após 5 horas e 20 minutos:

posPilotoEquipeMotorMédia
1.21Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet230.083 Milhas
2.12Will Power Team PenskeChevrolet230.081 Milhas
3.22Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet229.854 Milhas
4.2Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet229.749 Milhas
5.63Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet229.440 Milhas
6.20Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet229.349 Milhas
7.27Alexander Rossi Andretti AutosportHonda229.268 Milhas
8.88Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda229.033 Milhas
9.18Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda228.800 Milhas
10.98Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda228.756 Milhas 
11.25Conor DalyAndretti AutosportHonda228.617 Milhas
12.3Hélio Castroneves  Team PenskeChevrolet228.523 Milhas
13.7Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda228.511 Milhas
14.30Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda228.300 Milhas
15.33James DavisonDale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda228.273 Milhas
16.14Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet228.120 Milhas 
17.9Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda228.100 Milhas
18.77Oriol ServiàMotoGator Team Stange Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.991 Milhas
19.23Charlie KimballCarlinChevrolet227.915 Milhas
20.28Ryan Hunter-Reay  Andretti AutosportHonda227.887 Milhas
21.19Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda227.731 Milhas  
22.4Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet227.717 Milhas
23.60Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.695 Milhas 
24.15Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda227.394 Milhas
25.26Zach VeachAndretti AutosportHonda227.341 Milhas
26.39Pippa MannClauson-Marshall RacingChevrolet227.244 Milhas 
27.10Felix Rosenqvist Chip Ganassi RacingHonda227.198 Milhas 
28.42Jordan King Rahal Letterman Lanigan RacingHonda227.105 Milhas
29.48J.R. HildebrandDreyer & Reinbold RacingChevrolet227.183 Milhas
30.66Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet227.000 Milhas
31.59Max ChiltonCarlinChevrolet226.934 Milhas
32.81Ben Hanley DragonSpeedChevrolet226.692 Milhas
33.24Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet225.865 Milhas
34.31Patricio O’Ward CarlinChevrolet225.727 Milhas
35.5James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda210.475 Milhas
36.32Kyle KaiserJuncos RacingChevroletSem Tempo Milhas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar