Corridas Históricas – GP da Malásia de 2009

No quentíssimo circuito de Sepang, Em Kuala Lumpur foi realizada a 11ªEdição do GP da Malásia nos dias 3, 4 e 5 de Abril de 2009. Uma prova marcada por muitos erros de grandes equipes e pela chuva que acabou deixando a prova mais curta, tudo por culpa de uma exigência comercial de horário para o começo da prova. Jenson Button conquistou a pole position e a vitória.

Classificação do Sábado:

Q1, Nico Rosberg foi o mais rápido do Treino da manhã era um grande candidato a pole position. Toyota e Ferrari estavam com bons desempenhos e a Brawn um pouco mais atrás nos treinos livres.

Sebastian Vettel foi punido com 10 posições por ter sido considerado culpado pelo acidente que provocou com Robert Kubica no final do GP da Austrália. Rubens Barrichello perdeu 5 posições por trocar o Câmbio por ter entrado no Neutro na largada do GP da Austrália.

De começo, Os pilotos da Ferrari foram para a pista já para garantir lugar no Q2. Outros pilotos como Fisichella, Sutil, Bourdais e Nakajima buscaram escapar da eliminação. Aos poucos os favoritos foram para a pista, Rosberg já deu as cartas e já foi fazer o melhor tempo no 5ºminuto do Q1. Tempo logo superado por Alemão Adrian Sutil da Force India por poucos milésimos.

A 14 minutos e 37 segundos do final, Raikkonen faz 1:35.476 e coloca 1 segundo de frente para Sutil, Massa quase um minuto depois marcou o 3ºtempo, A 4 décimos do homem de gelo e atrás de Jenson Button. O vencedor do GP da Austrália marcou o melhor tempo a menos de 13 minutos do final.

Enquanto um piloto inglês vivia seu melhor momento na Formula 1, Um outro vivia um inferno astral, Lewis Hamilton foi criticado pelos jornais ingleses. Não só o piloto como a equipe. Isso por que no GP da Austrália, A equipe pediu para que Trulli passasse o piloto Inglês e fingisse que o Italiano acabou fazendo uma manobra ilegal. Isso acabou ocasionando em punição a Trulli em principio. Porém descoberta a farsa o piloto acabou desclassificado e Trulli recuperou o 3ºlugar. Além disso o carro da Mclaren era ruim e não havia grandes expectativas de bom desempenho.

Button e Barrichello estavam nas duas primeiras posições, Com Raikkonen e Massa em 3º e 4ºlugares. A Ferrari achou que os tempos de seus pilotos eram o suficiente para passar ao Q2. Sutil e Bourdais se esforçavam para manter se nos 15 primeiros lugares. Fernando Alonso com problemas de Infecção no ouvido estava no sacrifício, tentando uma boa classificação.

A 6 minutos do final os classificados eram: Button, Nakajima, Barrichello, Raikkonen, Kovalainen, Massa, Vettel, Trulli, Hamilton, Alonso, Webber, Glock, Buemi, Kubica e Bourdais. Sutil, Heidfeld, Rosberg, Fisichella e Piquet estavam eliminados.

Nelsinho Piquet fez uma boa volta para subir a 7ªposição, Jogando Bourdais para a zona de eliminação. Rosberg precisava de um tempo para sair da zona de eliminação e acabou saindo com sobras, marcando o 3ºtempo. A 3 minutos e 16 do final, Trulli marca 1:34.745 e assume a liderança. A Toyota vinha muito forte, O Drama era para Kubica e Heidfeld que vinham fora do Q2. A situação dos pilotos da Red Bull não era das melhores, os dois precisavam melhorar para não correrem riscos. A 1 minutos do final, Vettel passou para o 3ºlugar e Webber superou Vettel e passou para o 2ºlugar.

Nos segundos finais, Barrichello marcou 1:34.681 e subiu do 6º para o 1ºlugar. No final da classificação Kubica e Heidfeld subiram para os 15 primeiros lugares. No final da Classificação, supreendentemente Felipe Massa, Nelson Ângelo Piquet, Giancarlo Fisichella, Adrian Sutil e Sebastien Buemi. Pior que isso é que Raikkonen ficou com o 14ºlugar. A Tática da Ferrari foi desastrosa, achando que os tempos marcados dos dois pilotos davam para levar ambos para o Q2.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeChassisMotorTempo
123 Rubens BarrichelloBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:34.681
29 Jarno TrulliToyotaTF109Toyota RVX-091:34.745
310 Timo GlockToyotaTF109Toyota RVX-091:34.907
415 Sebastian VettelRed BullRB5Renault RS271:34.935
52 Heikki KovalainenMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:35.023
614 Mark WebberRed BullRB5Renault RS271:35.027
722 Jenson ButtonBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:35.058
816 Nico RosbergWilliamsFW31Toyota RVX-091:35.083
96 Nick HeidfeldBMW SauberF1.09BMW P86/91:35.110
105 Robert KubicaBMW SauberF1.09BMW P86/91:35.166
117 Fernando AlonsoRenaultR29Renault RS271:35.260
121 Lewis HamiltonMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:35.280
1317 Kazuki NakajimaWilliamsFW31Toyota RVX-091:35.341
144 Kimi RäikkönenFerrariF60Ferrari 0561:35.476
1511 Sébastien BourdaisToro RossoSTR4Ferrari 0561:35.507
163 Felipe MassaFerrariF60Ferrari 0561:35.642
178 Nelson Piquet, Jr.RenaultR29Renault RS271:35.708
1821 Giancarlo FisichellaForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.908
1920 Adrian SutilForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.951
2012 Sébastien BuemiToro RossoSTR4Ferrari 0561:36.107

Jenson Button vence na Malásia, em corrida sensacional em Sepang, interrompida pela chuva

No Q2, Aos poucos, os pilotos foram entrando para a pista, Com o céu um pouco mais escuro, era bom que todos marcassem tempo logo. Nakajima era o primeiro a abrir volta e acabou marcando o tempo de 1:35.118. Já Raikkonen foi para fora da pista e perdeu tempo. Enquanto que Heidfeld e Kubica fizeram os dois primeiros tempos, Até que a 10 minutos e 50 segundos do final do Q2, Jenson Button superou ambos e marcou 1:34.409, passando para a liderança.

Um dos Favoritos a pole, Jarno Trulli superou Button e fez 1:34.250 e Rubens Barrichello passou para o 2ºtempo. Faltava o Rosberg para marcar um tempo, A 8 minutos e 35 segundos do final, O alemão marcou 1:34.547, ficando com o 5ºtempo.

Na Metade do Q2 a Classificação era: Trulli, Vettel, Button, Barrichello, Webber, Rosberg, Heidfeld, Raikkonen, Alonso e Hamilton vinham nas 10 primeiras posições. Kovalainen, Kubica, Nakajima, Glock e Bourdais estavam eliminados.

Kovalainen tentando levar a sua Mclaren para o Q3, mas era difícil. O carro era ruim nesse começo de temporada, Já Raikkonen subiu do 8º para o 6ºtempo a 2 minutos e 10 segundos do final.

Praticamente todo mundo foi para a pista na reta final. O inglês Jenson Button rompeu a barreira do 1 minuto e 34 segundos e acabou marcando 1:33.704, voltando para a ponta.  Glock marcou o 6ºtempo. Hamilton fez uma última tentativa de volta para entrar nos 10 primeiros colocados, Porém foi Alonso que conseguiu levar a Renault no Q3, nas costas. Superando Nakajima que foi uma surpresa com a Williams (Que vinha muito bem no começo de temporada) e Nick Heidfeld.

Button ficou com o melhor tempo, 2 décimos na frene de Jarno Trulli. Webber vinha em 3º com sua Red Bull. Glock, Vettel, Barrichello, Raikkonen, Rosberg, Kubica e Alonso classificaram para o Q3. Heidfeld, Nakajima, Hamilton, Kovalainen e Bourdais acabam eliminados.

Resultado do Q2:

posPilotoEquipeChassisMotorTempo
122 Jenson ButtonBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:33.784
29 Jarno TrulliToyotaTF109Toyota RVX-091:33.990
314 Mark WebberRed BullRB5Renault RS271:34.222
410 Timo GlockToyotaTF109Toyota RVX-091:34.258
515 Sebastian VettelRed BullRB5Renault RS271:34.276
623 Rubens BarrichelloBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:34.387
74 Kimi RäikkönenFerrariF60Ferrari 0561:34.456
816 Nico RosbergWilliamsFW31Toyota RVX-091:34.547
95 Robert KubicaBMW SauberF1.09BMW P86/91:34.562
107 Fernando AlonsoRenaultR29Renault RS271:34.706
116 Nick HeidfeldBMW SauberF1.09BMW P86/91:34.769
1217 Kazuki NakajimaWilliamsFW31Toyota RVX-091:34.788
131 Lewis HamiltonMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.905
142 Heikki KovalainenMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.924
1511 Sébastien BourdaisToro RossoSTR4Ferrari 0561:35.431

Raikkonen de cara foi para a pista, assim que começou os 10 minutos finais da classificação. Button, Trulli e Rosberg são os favoritos a pole. Barrichello por perder 5 posições por trocar o câmbio e Vettel por ter sido punido com 10 posições ficam de fora dessa disputa.

A 6 minutos e 40 segundos do final, Raikkonen fez 1:37.020, Longe de fazer um tempo para disputar o título. Rosberg e Barrichello superaram fácil o piloto da Ferrari. A 6 minutos do final, Trulli marcou o melhor tempo. Porém, 30 segundos depois, Button fez 1:35.773, a mais de 2 décimos de vantagem sobre o principal piloto da Toyota.

Vettel superou Trulli e passou para o segundo lugar e Webber foi para o 4ºlugar. A 4 minutos do final, Jarno Trulli superou em 4 milésimos o tempo de Button. Vettel (a 0.200), Webber (a 0.543), Barrichello (a 0.651), Glock (a 0.843), Rosberg (a 0.912), Kubica (a 1.067), Raikkonen (a 1.251) e Alonso (a 1.890).

Todo mundo foi para os boxes para colocarem novos pneus e tentarem uma última tentativa. Dificilmente a pole não ficaria nas mãos ou de Trulli ou de Button. Raikkonen já foi tentar a volta a 2 minutos e meio do final, mas sem chances de pole position. Apenas a possibilidade de melhorar seu tempo.

O Homem de Gelo deu uma bela melhorada, com o 4ºtempo. Barrichello a 40 segundos do final acabou marcando o 1:35.651 e voltando para a ponta, mas lá vinha Button para melhorar a o tempo e buscar a pole position e foi isso que aconteceu. O inglês Jenson Button marcou 1:35.181, colocando meio segundo de vantagem. Rosberg marcou um bom tempo, ficando em 3ºlugar já com o cronometro zerado, mesmo caso de Vettel, que superou Barrichello e marcou o segundo tempo, mas ainda assim, ficou a 3 décimos de Button.

Mas ainda faltava Trulli, que vinha fazendo um belíssimo tempo provocando suspense no final. E acabou ficando a 92 milésimos de Button, que ficou com a pole position pela segunda vez, repetindo a pole position da Austrália. Trulli ficou perto de uma pole position, O italiano ficou em uma satisfatória 2ªposição. Na segunda fila será composta por Timo Glock da Toyota e Nico Rosberg com a Williams. Na terceira fila seria composta por Mark Webber da Red Bull e Robert Kubica da BMW.

Rubens Barrichello com a perda de 5 posições ficou com o 8ºlugar no Grid de largada. Atrás do finlandês Kimi Raikkonen salvando a honra da Ferrari. Alonso com a Renault e Nick Heidfeld com a BMW Sauber completam os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeChassisMotorTempoPeso de quem vai largar
122 Jenson ButtonBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:35.181660 kg
29 Jarno TrulliToyotaTF109Toyota RVX-091:35.273656,5 kg
310 Timo GlockToyotaTF109Toyota RVX-091:35.690656,5 kg
416 Nico RosbergWilliamsFW31Toyota RVX-091:35.750656 kg
514 Mark WebberRed BullRB5Renault RS271:35.797656 kg
65 Robert KubicaBMW SauberF1.09BMW P86/91:36.106663 kg
74 Kimi RäikkönenFerrariF60Ferrari 0561:36.170662,5 kg
823 Rubens BarrichelloBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:35.651664,5 kg
97 Fernando AlonsoRenaultR29Renault RS271:37.659680,5 kg
106 Nick HeidfeldBMW SauberF1.09BMW P86/91:34.769692 kg
1117 Kazuki NakajimaWilliamsFW31Toyota RVX-091:34.788683,4 kg
121 Lewis HamiltonMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.905688 kg
1315 Sebastian VettelRed BullRB5Renault RS271:35.518647 kg
142 Heikki KovalainenMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.924688,9 kg
1511 Sébastien BourdaisToro RossoSTR4Ferrari 0561:35.431670,5 kg
163 Felipe MassaFerrariF60Ferrari 0561:35.642689,5 kg
178 Nelson Piquet, Jr.RenaultR29Renault RS271:35.708681,9 kg
1821 Giancarlo FisichellaForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.908680,5 kg
1920 Adrian SutilForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.951655,5 kg
2012 Sébastien BuemiToro RossoSTR4Ferrari 0561:36.107686,5 kg

Dia da corrida – O diluvio que acabou interrompendo uma das melhores corridas da Formula 1 da Década. Em relação a corrida, Button, Trulli e Glock eram os 3 principais candidatos a vitória, Rubens Barrichello por largar em 8ºlugar estava um pouco mais atrás nessa briga. Rosberg poderia ser uma boa surpresa. Webber era a esperança de vitória da Red Bull já que Vettel largaria da 13ºlugar.

Na largada, Kubica fica praticamente parado, Barrichello consegue desviar do carro da BMW Sauber e todo o resto que estava do lado par desviaram sem provocar nenhum acidente. Button, Trulli e Glock não fizeram boas largadas. Em contrapartida, Rosberg pulou do 4ºlugar para a liderança.

Pior para Button, que caiu da ponta para o 4ºlugar nas primeiras curvas. Trulli conseguiu se manter na segunda posição e Alonso pulou do 9º para o 3ºlugar. Barrichello passou do 8º para o 6ºlugar, na quarta para a quinta curva passou Raikkonen e subiu para o 5ºlugar. Webber e Glock completavam os 8 primeiros colocados. Nas primeiras curvas, Kovalainen acabou escapando da pista e deixando a prova.

No final da 1ªvolta, Button passou Alonso deixando o espanhol para Barrichello. O Brasileiro da equipe Brawn não poderia perder tempo, mas Alonso tinha o KERS, isso iria dificultar a ultrapassagem. Kubica com problemas deixou a prova na segunda volta. Buemi tocou o bico e acabou tendo que antecipar a sua parada.

Alonso segurava Barrichello, Que precisava passar logo já que vinha ficando muito para trás na briga pela ponta. No Hairpin, O Brasileiro passou o piloto da Renault, mas perdeu a trajetória e Alonso conseguiu voltar a frente, mas foi por pouco tempo, Rubens colocou por dentro e no final da reta dos boxes consegue a ultrapassagem, passando para o 4ºlugar. e logo foi embora do piloto da Renault, que vinha pesado e com o carro bem ruim. Glock tentava recuperar posições.

Classificação após 4 voltas: Rosberg, Trulli (a 1.914), Button (a 2.989), Barrichello (a 9.520), Alonso (a 11.901), Raikkonen (a 12.463), Webber (a 13.121) e Glock (a 13.603). Alonso estava segurando o ritmo de prova atrás, virando 3 segundos mais lento que os líderes. Heidfeld vinha em 9º, com Vettel em 10º superando Lewis Hamilton. Felipe Massa continuava em 12ºlugar.

Na 5ªvolta, Timo Glock arriscou passar Mark Webber na curva 11, viu que não dava e o piloto Alemão conseguiu evitar o Choque com o piloto da Red Bull. Ainda estava fazendo sol em Sepang, mas as nuvens carregadas rondavam a pista. Muito normal chover no final da tarde na Malásia. Vettel foi para cima de Heidfeld, buscando sua recuperação, levando com ele Hamilton e Massa (um pouco mais atrás) na briga.

Rosberg na 8ªVolta vinha a 2.7 segundos a frente de Trulli, Button vinha a 1 segundo do piloto da Toyota, Barrichello vinha em 4º, quase 10 segundos atrás do líder e abrindo muito de Alonso, Raikkonen, Webber e Glock disputando o 5ºlugar.

Na 9ªVolta, Vettel e Hamilton superaram Heidfeld, que acabou errando e subiram para o 9º e 10ºcolocados. Trulli faz a melhor volta da prova no final da volta. Alonso  continuava segurando Raikkonen tranquilamente, mesmo com um carro melhor que o carro da equipe Francesa.

Na 10ªVolta, Rosberg faz 1:37.660. A melhor volta da prova. Na 11ªVolta, Raikkonen finalmente conseguiu a ultrapassagem sobre Alonso que acabou escorregando um pouco na curva 4. O Homem de Gelo abriu vantagem.Webber passou a ir para cima do Alonso. Classificação após 11 voltas: Rosberg, Trulli (a 3.054), Button (a 4.232), Barrichello (a 10.376), Raikkonen (a 26.523), Alonso (a 28.304), Webber (a 28.801), Glock (a 29.501).

Webber superou Alonso no final da 12ªVolta (Curva 16) O Espanhol tentou voltar, chegou a voltar a frente, mas na curva 1, Alonso perde a trajetória da curva e Webber ganha em definitivo o 6ºlugar. Perto deles, Vettel chega no Grupo e estava perto de Glock na disputa pelo 8ºlugar.

Na volta seguinte, Vettel faz a primeira parada, com 10.7 segundos (Uma parada meio lenta para a tática que ele adotava). Glock vai para cima de Alonso, Hamilton vinha chegando nos dois.

Rosberg foi para os boxes na 16ªvolta, com 9.7 segundo o piloto Alemão volta em 4ºlugar. Com Trulli, Button e Barrichello ainda por fazer à parada. Glock também fez a troca nessa volta. Com o céu cada vez mais escuro, Trulli e Button estavam separados por 1 segundo em 1º e 2ºlugares, Webber vai para a parada na 17ªvolta.

O líder Jarno Trulli foi para a parada, Button assumiu a ponta e Barrichello passou a ser o segundo lugar. Trulli voltou atrás de Rosberg em 4ºlugar. Raikkonen vai para os boxes ao final da 18ªVolta, A Ferrari colocou os pneus de chuva intermediário para o Homem de Gelo. O céu estava cada vez mais fechado.

Button vai para os boxes, A Brawn colocou pneus secos. Ainda não era a Hora de se colocar pneus de pista molhada. Barrichello passou para a liderança e Button voltou na segunda posição, superando Rosberg e Trulli. Raikkonen estava lento, os pneus de chuva dele acabaram em 1 volta, Todo mundo vinha passando por ele.

Rubens Barrichello teve de ir para a sua primeira parada no final da 20ªvolta. Mesmo com a chuva começando a cair, Os pneus foram de pista seca, Voltando para o 4ºlugar, mas bem perto de Trulli. Button passou para a ponta com Rosberg em 2ºlugar. Trulli e Barrichello começavam a brigar pelo 3ºlugar. O desempenho da Brawn do piloto Brasileiro era melhor. No meio da 22ªVolta à chuva começou a cair. Logo de cara, Alonso roda e da forma que ele rodou foi sorte ele ter voltado à prova, era para ter ficado atolado na brita.

Ao ver que a chuva voltou, Button volta aos boxes para colocar os pneus intermediários. O mesmo fez Rosberg, Trulli e Barrichello e todo o resto. Agora a corrida tomava uma outra direção. Após as trocas, Button, Rosberg, Trulli e Barrichello mantiveram as posições. Já Hamilton foi a caça de Heidfeld para disputar o 5ºlugar. Webber e Massa completavam os 5 primeiros.

Webber acabou pegando Lewis no contra pé e acabou passando o campeão do Mundo de 2008, Mas Hamilton continuou lutando e na entrada da volta 23 recuperou a posição. Curvas depois, Webber passou de novo Hamilton e errou a curva. O pega dos dois foi muito bom, Webber mesmo com os erros acabou superando o piloto da Mclaren que novamente dá o troco no Australiano. Mas Webber conseguiu curvas depois superar Hamilton e deu um ponto final nessa briga e foi para cima de Heidfeld, passando por fora o piloto da BMW na 16ªVolta, ganhando o 5ºlugar. Mais atrás, Vettel se aproveitou da escapada para passar Kazuki Nakajima.

Timo Glock vinha voando na pista, em um espaço de 3 voltas, pulou do 11º para o 7ºlugar e na pressão em cima de Nick Heidfeld, antes do final da 26ªVolta. O piloto alemão estava com os pneus intermediários e os outros pilotos com os pneus intermediários. Com exceção de Mark Webber que estava com os intermediários também.

Na 27ªVolta, Barrichello passa com certa facilidade Trulli e sobe para o terceiro lugar. Porém, a chuva cai mais forte e a tática de Glock e Webber foi para o saco. Barrichello passou Rosberg, que foi para os Boxes. A Brawn tinha a dobradinha. Porém ainda os pneus intermediários eram mais rápidos. Era um enorme troca de pneus, Muito grande a movimentação nos boxes.

Barrichello que estava em segundo teve que segurar o carro e Glock e Webber se aproveitam e passam pelo veterano. Trulli e Barrichello foram para os boxes para a 3ªparada. A prova era imprevisível nesse momento. Barrichello superou Trulli de novo e continuava muito rápido. Button foi para a 3ªparada, com 24 segundos a frente de Glock. A 27 Voltas do final, O Alemão era o líder, com pouca vantagem para Button. Porém o piloto da Brawn tinha mais pneus e mais carro. Enquanto Button volta a ponta na 30ªVolta, Glock vai para os boxes.

A chuva apertava ainda mais, todos colocam pneus de chuva mesmo. A partir dai começaram as rodadas. Primeiro com o Fisichella, depois Vettel acabou rodando. Com todo isso, o Safety Car entrou na pista, Os carros em baixa velocidade estavam agua planando.  Logo deram a bandeira vermelha. Button fez 4 paradas, assim como Webber, Trulli, Barrichello, Rosberg. Glock e Hamilton fizeram suas paradas e Heidfeld acabou fazendo uma parada apenas e se beneficiou das adversidades.

Hamilton e Heidfeld também rodaram, mas continuaram na corrida. Os pilotos iriam esperar a chuva passar e as condições de pista. A direção da prova fez tudo que era o possível para recomeçar a prova. O líder da GPDA Mark Webber consultou todos os pilotos e eles afirmavam que estavam muito escuro para correr.

Alguns pilotos ainda estavam no carro, já outros já estavam de fora. Os dois pilotos da Renault não queriam mais voltar a pista. Kimi Raikkonen já tirou o macacão e com comendo um sorvete, O Homem de Gelo não queria mais saber  de corrida.

E depois de mais de 50 minutos de espera, Não tiveram outra opção a não ser declarada a prova como encerrada. Jenson Button conquistou a segunda vitória na temporada, mesmo com a pontuação pela metade. Nick Heidfeld acabou com o segundo lugar, um improvável pódio para o piloto da BMW. Timo Glock da Toyota completou o pódio. Jarno Trulli, Rubens Barrichello, Mark Webber, Lewis Hamilton e Nico Rosberg completaram a zona de pontuação.

Era realmente impossível  a prova ter continuado. A decisão de encerrarem a prova foi acertada, a prova já tinha passado da metade da prova e o risco era enorme para os pilotos e o dia já estava escurecendo. Se tiver um culpado esse alguém é Bernie Ecclestone, por que por causa de fins comerciais, A corrida foi empurrada para o final da tarde, num lugar onde chove nesse horário. Uma pena, mas enquanto durou, a prova foi belíssima. Com muitos pilotos andando muito bem, Alguns como Heidfeld e Glock tiveram sorte. Outros pilotos como Barrichello, Rosberg, Webber e Massa não deram tanta sorte assim e ficaram em posições abaixo do que merecia.

Resultado do GP da Malásia de 2009

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Olivier F1

Corridas Históricas – GP de Portugal de 1984

Dia 21 de Outubro de 1984 – Estoril (Portugal)

Era dia de decisão na Formula 1 entre Niki Lauda e Alain Prost, Os dois pilotos da Mclaren que dominaram a Temporada estavam separados por apenas 3,5 pontos. Lauda tinha 66 pontos e Prost tinha 62,5 pontos. Um céu limpo para uma grande decisão

Grid de Largada:

posPilotoEquipe/MotorTempo
1Nelson Piquet(Brabham/BMW)1’21.703
2Alain Prost(McLaren/TAG)1’21.774
3Ayrton Senna(Toleman/Hart)1’21.936
4Keke Rosberg(Williams/Honda)1’22.049
5Elio de Angelis(Lotus/Renault)1’22.291
6Nigel Mansell(Lotus/Renault)1’22.319
7Patrick Tambay(Renault)1’22.583
8Michele Alboreto(Ferrari)1’22.686
9Derek Warwick(Renault)1’22.801
10Stefan Johansson(Toleman/Hart)1’22.942
11Niki Lauda(McLaren/TAG)1’23.183
12Riccardo Patrese(Alfa Romeo)1’24.048
13Philippe Streiff(Renault)1’24.089
14Eddie Cheever(Alfa Romeo)1’24.235
15Jacques Laffite(Williams/Honda)1’24.437
16Marc Surer(Arrows/BMW)1’24.688
17René Arnoux(Ferrari)1’24.848
18Thierry Boutsen(Arrows/BMW)1’25.115
19Manfred Winkelhock(Brabham/BMW)1’25.289
20Andrea de Cesaris(Ligier/Renault)1’26.082
21François Hesnault(Ligier/Renault)1’26.701
22Piercarlo Ghinzani(Osella/Alfa Romeo)1’26.840
23Gerhard Berger(ATS/BMW)1’28.106
24Jo Gartner(Osella/Alfa Romeo)1’28.229
25Mauro Baldi(Spirit/Hart)1’29.001
26Jonathan Palmer(RAM/Hart)1’29.397
27Philippe Alliot(RAM/Hart)1’30.406

A pole position era de Nelson Piquet, Com a sua Brabham-BMW fazendo a 9ªpole da Temporada de 1984. Em segundo larga Alain Prost, com a Mclaren-Porsche, O Carro do ano de 1984. Na segunda fila largam Ayrton Senna com a Toleman-Hart e Keke Rosberg com a Williams-Honda. A terceira fila era dos dois pilotos da Lotus-Renault, Com Elio de Angelis a frente de Nigel Mansell. Partick Tambay (Renault), Michele Alboreto (Ferrari). Derek Warwick (Renault) e Stefan Johansson (Toleman) fechavam os 10 primeiros. Niki Lauda fez um treino bem ruim devido aos problemas nos treinos de Sábado e largaria apenas em 11º.

A Vantagem era de Prost. O Circuito de Estoril estreava no Mundial de Formula 1 nesse ano, E logo em sua estreia teria uma decisão de campeonato. Portugal estava de fora da Formula 1 desde de 1960. Lauda poderia ser campeão pela terceira vez ou Prost poderia ir para o seu primeiro título da França.

Na Largada, Piquet foi mal e  Rosberg largou bem melhor e assumiu a liderança, Mansell passou do 6º para o 2ºlugar e Prost fez uma largada mais precavida e caiu para o terceiro lugar, Ayrton Senna recuou para o 4º, Alboreto subiu do 8º para o 5ºlugar e Elio de Angelis acabou perdendo uma posição e aparece em 6º. Nelson Piquet acabou rodando e caiu para o 27º e último lugar ao final da 1ªVolta.

Prost já foi para cima de Mansell, Na segunda volta e logo conseguiu passar para o segundo lugar. Lauda passou Cheever da Alfa Romeo na 3ªvolta assumindo o 10ºlugar. Enquanto que Phillipe Alliot da RAM abandonou a corrida.

O Francês partiu para cima de Rosberg com a Williams (Que era um carro muito problemático, mas rendia muito nas mãos do Finlandês) Os pilotos sofriam com a pista que estava bem lisa. Os 3 primeiros colocados já estavam muito distantes de Ayrton Senna, que em 4º vinha sendo pressionado pelo Alboreto e por De Angelis. A Toleman tinha um grande carro, Mas o motor era bem aquém dos principais motores turbo da Formula 1.

Classificação após 5 Voltas: Rosberg (7:31.516) – Prost (a 0.279) – Mansell (a 2.179) – Senna (a 8.189) – Alboreto (a 8.658) – de Angelis (a 8.946) – Lauda vinha em 9ºlugar após ultrapassar Partick Tambay.

Prost tenta passar Rosberg na entrada da 7ªVola, Só que Rosberg segurou a liderança com um carro não equilibrado, com visíveis problemas no seu Williams. Na Volta seguinte, Prost tentou de novo, Mas Rosberg segura de novo. Porém, isso não iria durar para sempre. Prost no começo da volta 9 no final da reta assumiu a liderança. Era que o Francês precisava com o Lauda em 9º o título era dele.

Marc Surer deixa a prova, Enquanto que Mansell foi para cima de Rosberg. O Finlandês não quis tomar conhecimento de Mansell. Qualquer coisa entre os dois poderia dar a Lauda duas posições. Classificação após 10 Voltas: Prost (14:45.990) – Rosberg (a 6.353) – Mansell (a 6.674) – Senna (a 12.271) – Alboreto (a 13.589) – Warwick (a 15.082) – De Angelis (a 15.569) – Johansson (a 15.916) – Lauda (a 16.540) – Tambay (a 23.244).

Após 3 voltas de disputa entre os futuros companheiro de equipe na Williams em 85, Mansell passou Rosberg que balançou seu carro. Depois disso, Mansell disparou e Rosberg estava ficando pelo caminho. Era a mostra do carro da Williams estava bem desequilibrado nas suas mãos. Mais atrás, Lauda estava em 9º, Mas bem perto de Senna, Alboreto, Warwick, de Angelis, Johansson. Ele vinha colado no Sueco na volta 13 para 14. Warwick foi para os boxes e isso permitiu a Lauda subisse para o 8ºlugar.

Lauda em posição de espera ver Johansson pressionando de Angelis, Ele vinha 22 segundos atrás de Prost, O Austriaco foi para cima de Johansson que acabou ficando um pouco mais para trás , Mas acabou desistindo da ultrapassagem de forma muito prudente e precavida em cima do piloto da Toleman.

Classificação após 16 Voltas: Prost (23:21.489) – Mansell (a 8.351) – Rosberg (a 19.410) – Senna (a 21.263) – Alboreto (a 22.744) – de Angelis (a 23.468) – Lauda estava em 8º, Logo atrás de Johansson.

Prost vinha tranquilo na ponta, estava na hora de pegar os retardatários; Os primeiros eram Gartner com a Osella e Mauro Baldi da Spirit-Hart. As ultrapassagens foram bem fáceis. Elio de Angelis foi superado por Johansson e Lauda na 18ªVolta. Rosberg vinha ficando com o desempenho cada vez pior, Senna já estava na cola do piloto da Williams e a ultrapassagem acabou aconteceu na volta 19. O piloto Brasileiro estava em 3ºlugar.

Classificação após 20 Voltas: Prost (29:05.089) – Mansell (a 7.103) – Senna (a 25.895) – Rosberg (a 27.642) – Alboreto (a 28.233) – Johansson (a 28.893) – Lauda (a 29.121) – Tambay (a 31.590) – de Angelis (a 32.818) – Cheever (a 47.461). O título nesse momento era de Alain Prost.

Lauda tentava ultrapassar Johansson, Enquanto isso a Williams de Jacques Laffite ira para os boxes caindo do 17º para o 24º e último lugar. O Francês da Williams voltou logo a frente de Alboreto, Johansson e Lauda. Phillipe Streiff com a terceira Renault acabou rodando, Era a primeira participação do Francês na Formula 1.

Lauda não conseguia passar Johansson e já estava ficando muito longe de Prost, Com 31 segundos de distância e 24 segundos atrás de Mansell para chegar ao segundo lugar. Laffite faz uma nova parada nos boxes. Piquet em 15º Vinha perto de De Cesaris, Winkelrock, Boutsen e Patrese na disputa pelo 11ºlugar.

Lauda continua tentando colocar o carro do lado do piloto da Toleman que vinha super bem na corrida, Com seus dois pilotos na zona de pontuação. A ultrapassagem estava ficando bem difícil. Lá na frente, Prost vinha mantendo os 7 segundos de diferença para Mansell, O Inglês vinha fazendo uma boa corrida. Na 25ªVolta, Boutsen dava adeus a prova. (Igualmente a Arrows que seus dois pilotos estavam de fora da prova)

Johansson foi para cima de Alboreto na reta na volta 27, Na parte mista do circuito Lauda finalmente deixou o Sueco para trás. Meia volta depois, Lauda passou Alboreto sem pensar. Em 1 volta o piloto da Mclaren passava do 7º para o 5ºlugar. Enquanto isso, Warwick deixava a prova na 28ªVolta. Quem vinha muito mal era Arnoux que estava em uma melancólica  13ªposição.

Classificação após 28 Voltas: Prost (40:28.063) – Mansell (a 6.694) – Senna (a 37.476) – Rosberg (a 40.210) – Lauda (a 41.367) – Alboreto (a 43.210) 23 carros estavam na prova.

Prost continuava na frente de Mansell com uma distancia segura para o Leão. Na entrada da 31ªVolta, Lauda passou Rosberg e assumiu a 4ªposição, Mas isso ainda não bastava para ser o campeonato. (O Campeonato ficaria Prost com 71.5 Pontos e Lauda teria com esse resultado  69 pontos) Lauda vai a caça de Senna, Em busca do terceiro lugar.

Classificação após 31 Voltas: Prost (44:45.611) – Mansell (a 5.358) – Senna (a 40.377) – Lauda (a 42.786) – Rosberg (a 44.379) – Alboreto (a 46.516) – Tambay (a 55.685) – De Angelis (a 57.955) – Patrese (a 1:13.444) – Winkelhock (a 1:24.865) – De Cesaris – Arnoux – Piquet – Berger – Warwick

Lauda vai para cima de Senna, Com muito mais carro que o piloto da Toleman, Andreas Nicolau Lauda esperou o melhor momento para superar Ayrton e na entrada da reta, na 33ªVolta, Lauda usando o motor Porsche contra o motor Hart da Toleman de Senna passou para o 3ºlugar.

Lauda vinha em 3ºlugar, Mas o problema era os 36 segundos que Mansell tinha de vantagem para Prost, Porém se Mansell tirasse os 8 segundos de Prost e fizesse a ultrapassagem o  jogo mudaria a favor do Austríaco. Classificação após 34 voltas: Prost (48:59.765) – Mansell (a 8.770) – Lauda (a 45.811) – Senna (a 47.047) – Rosberg (a 49.520) – Alboreto (a 50.928) Chegamos a metade da corrida. Prost já colocava uma volta no Ricciardo Patrese, que vinha em 9ºlugar.

Alboreto pressionava Rosberg. Era nítido que o carro da Ferrari era bem melhor que o Carro da Williams. Prost abre 10 segundos de vantagem para Mansell, Já o piloto Inglês vinha mantendo os 36 segundos a frente de Lauda. Conforme a corrida iria passando e a diferença do piloto da Lotus não baixava, O título começava a ficar cada vez mais próxima das mãos de Prost, Que vinha fazendo a volta mais rápida da prova na 39ªVolta.

Keke Rosberg deixa a corrida na 40ªVolta já em 6ºlugar, Com isso Tambay passou para o 6ºlugar. Classificação após 40 Voltas: Prost (57:27.217) – Mansell (a 16.465) – Lauda (a 45.227) – Senna (a 58.519) – Alboreto (a 59.686) – Tambay (a 1:12.610) – De Angelis (a 1:13.375) – Rosberg (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Prost já estava longe de Mansell e Lauda já vinha diminuindo a diferença para Mansell, Lauda passou para uma postura suicida para cima de Mansell. Restando 30 voltas era o tudo ou nada para o piloto Austríaco tentar a ultrapassagem que daria o título.

A Prova só não estava em Calmaria porque Lauda estava disposto a tirar diferença para Mansell. Já Alboreto acabou rodando na parte mista do circuito, Por sorte, O Italiano tinha vantagem para segurar o 5ºlugar, Só que agora teria um prejuízo de mais de 10 segundos para Senna que estava mais folgado. Lauda encontra Johansson de novo que não cede facilmente a ultrapassagem para um dos concorrentes ao título. Classificação após 45 Voltas: Prost (1:04:29.869) – Mansell (a 17.907) – Lauda (a 45.885) – Senna (a 1:11.318) – Alboreto (a 1:23.364) – De Angelis (a 1:24.290) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Prost agora vinha tranquilo em relação ao Mansell, O piloto da Lotus estava preocupado com sua vantagem para Lauda, Mas ainda isso tinha confortáveis 27 segundos e com o Austríaco com vários retardatários para fazer ultrapassagem. Isso ajudou bastante o Inglês a ganhar tempo e a vantagem subiu para 31 segundos. A Segunda posição parece ser praticamente um sonho impossível para Lauda e o Título de Prost cada vez estava nas suas mãos.

Classificação após 50 Voltas: Prost (1:11:32.750) – Mansell (a 17.996) – Lauda (47.426) – Senna (a 1:10.964) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta)

Até que na volta 52, Mansell que vinha fazendo uma grande corrida com seu carro da Lotus-Renault, acabou deixando a prova com problemas de freios. Foi para os boxes; De lá ele não voltou mais a prova. Era que precisava para Lauda assumir o segundo lugar, (Na pista, não iria acontecer essa ultrapassagem em condições normais) Senna passou para o terceiro lugar.

Agora o 2ºlugar de Lauda dava o tricampeonato para o Austríaco, Agora só restava para Prost que Lauda tivesse algum problema ou que Senna fosse para cima e tentasse tirasse o campeonato das mãos dele. Classificação após 53 Voltas: Prost (1:15:49.580) – Lauda (a 49.280) – Senna (a 1:12.121) – Alboreto (a 1 Volta) – De Angelis (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Piquet (a 1 Volta) – De Cesaris (a 1 Volta) – Arnoux (a 2 Voltas)

15 voltas para o final do campeonato: Prost vinha a quase 50 segundos de Lauda, que pilota com muito cuidado para assegurar o campeonato. Piquet vinha uma boa prova de Recuperação e ultrapassou Patrese assumindo o 7ºlugar na 55ªVolta.

Lauda começou a virar mais lento, Apesar disso o ritmo de Senna também não era alto e a diferença dos dois passou a ser de 21 segundos a 11 voltas do final. Até o Prost também diminuiu o ritmo. Já Senna precisava se preocupar com Alboreto. O piloto da Ferrari pressionava o Brasileiro na disputa pelo pódio.

Piquet na volta 63 passou Partick Tambay e assumiu o 6ºlugar e começou a andar do ritmo de Lauda. Lá na frente, Enquanto que Prost diminuiu muito o ritmo de prova. Em uma dessas voltas, Prost virou em 1:31 e Lauda na casa de 1:23. O Austríaco resolveu voar no final da prova tirando muito tempo da diferença do Prost. Senna vinha 17 segundos atrás de Lauda em 3ºlugar.

Piercarlo Ghinzani a poucas voltas do final estourou o motor Alfa Romeo e deixou óleo na pista, Eram as últimas 5 voltas do campeonato. Prost normalizou o seu ritmo e andou no ritmo que Lauda estava andando. Classificação após 65 Voltas: Prost (1:33:34.875) – Lauda (a 24.186) – Senna (a 44.442) – Alboreto (a 50.263) – de Angelis (a 1:27.860) – Piquet (a 1 Volta) – Tambay (a 1 Volta) – Patrese (a 1 Volta) – Winkelhock (a 1 Volta) – Arnoux (a 1 Volta)

Com 24 segundos de vantagem, Prost encaminhava a 7ªvitória no ano, Mas o título estava nas mãos de Lauda. Senna ainda tinha a preocupação de Michele Alboreto que vinha tirando muito tempo em relação ao piloto da Toleman.

Prost acabou conquistando a vitória, Foi a 17ªVitória da sua carreira, Mas de nada adiantou essa vitória. Andreas Nicolau Lauda chegou a 13.425 segundos do Francês e acabou conquistando o título de 1984. Era o Terceiro título de um dos maiores pilotos da História da Formula 1. Após sofrer um acidente que quase tirou sua vida no GP da Alemanha de 1976 e de parar de correr de 1979 até 1982. Ele volta para a Formula 1 pela Mclaren e desenvolve o motor Porsche e conquista o título da temporada de 1984, Aos 35 anos de idade. Ayrton Senna segurou o 3ºlugar e encerrou sua primeira temporada no pódio.

Alboreto, De Angelis e Nelson Piquet completaram os 6 primeiros lugares. Nesse dia fazemos essa homenagem a um dos maiores pilotos e personagens da história do Esporte.

“É uma coisa muito forte que sai lá de dentro, do fundo do meu coração. Enquanto essa força existir, eu não paro mais” – Declaração de Niki Lauda a Rede Globo.

Obrigado por tudo Andreas Nicolau Lauda, Ou simplesmente Niki Lauda!

Resultado final do GP de Portugal de 1984

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formel1mic

Corridas Históricas – GP do Canadá de 1984

Grid de Largada:

1 Nelson Piquet (Brabham/BMW) 1’25.442
2 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’26.198
3 Elio de Angelis (Lotus/Renault) 1’26.306
4 Derek Warwick (Renault) 1’26.420
5 René Arnoux (Ferrari) 1’26.549
6 Michele Alboreto (Ferrari) 1’26.764
7 Nigel Mansell (Lotus/Renault) 1’27.246
8 Niki Lauda (McLaren/TAG) 1’27.392
9 Ayrton Senna (Toleman/Hart) 1’27.448
10 Andrea de Cesaris (Ligier/Renault) 1’27.922
11 Eddie Cheever (Alfa Romeo) 1’28.032
12 Manfred Winkelhock (ATS/BMW) 1’28.909
13 François Hesnault (Ligier/Renault) 1’29.187
14 Riccardo Patrese (Alfa Romeo) 1’29.205
15 Keke Rosberg (Williams/Honda) 1’29.284
16 Corrado Fabi (Brabham/BMW) 1’29.764
17 Jacques Laffite (Williams/Honda) 1’29.915
18 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’30.073
19 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’30.918
20 Johnny Cecotto (Toleman/Hart) 1’31.459
21 Martin Brundle (Tyrrell/Ford) 1’31.785
22 Stefan Bellof (Tyrrell/Ford) 1’31.797
23 Marc Surer (Arrows/Ford) 1’32.756
24 Huub Rothengatter (Spirit/Hart) 1’32.920
25 Mike Thackwell (RAM/Hart) 1’33.730
26 Philippe Alliot (RAM/Hart) 1’35.286

Piquet dá a volta por cima e vence no Canadá de ponta a ponta.

Nelson Piquet fez mais uma vez a pole position, Piquet que até aquele momento, antes da 7ªetapa da temporada estava sem marcar pontos, por pura falta de confiabilidade do seu carro. Enquanto Prost tinha 28.5 pontos, Lauda tinha 18, Arnoux 15, De Angelis e Warwick com 13 e Keke Rosberg com 11.5. até Ayrton Senna tinha pontos no campeonato, 4,5 pontos.

No treino de Classificação, Nelson Piquet marcou a pole positon com seu Brabham-BMW, Ao seu lado estava o francês Alain Prost com seu Mclaren-Porsche. O Italiano Elio de Angelis da Lotus e o Inglês Derek Warwick da Renault largam na segunda fila. Completando a 3ªFila era composto pela Dupla da Ferrari, com Renê Arnoux 2 décimos mais rápido que Michele Alboreto. Completando os 10 primeiros colocados vinham Nigel Mansell com sua Lotus, Niki Lauda com sua Mclaren, Ayrton Senna com a Toleman e Andrea de Cesaris com a Ligier.

Os pilotos partiam para volta de apresentação, Sem que ninguém tivesse algum problema.  Na Largada Prost largou melhor e assumiu a ponta, mas logo depois das primeiras curvas Piquet Recuperou a ponta da corrida, antes da metade da primeira volta. Piquet, Prost, De Angelis, Alboreto, Arnoux e Mansell eram os seis primeiros colocados na primeira volta. No final da primeira volta, Alboreto superou De Angelis. No começo da segunda volta, Arnoux também conseguiu a ultrapassagem em cima do piloto da Lotus. Senna no final da 2ªvolta passou Mansell e subiu para o 8ºlugar. Mansell caiu muitas posições nas primeiras voltas, O primeiro bloco era formado pelo Piquet, Prost, Alboreto e Arnoux disputando a ponta.

Alboreto e Arnoux se aproximavam de Prost, disputando a 2ºlugar. Depois desse bloco tínhamos De Angelis, Warwick, Lauda e Senna. Na Volta 4, Piquet faz a melhor volta da corrida 1:30.795, média de 174.932 km/h.

Na Volta 5, Lauda já tinha ganhava a 5ªposição e iria sem dúvida pra cima dos primeiros colocados. Piquet lá na frente estava com uma vantagem pouco confortável. Enquanto isso Warwick apertava De Angelis na briga pelo 6ºlugar, Senna em 8º estava um pouco mais atrás de De Angelis e de Warwick. Lá na frente Prost tinha que se virar para segurar os dois pilotos da Ferrari.

Classificação Após 8 voltas: Piquet (12.17.96), Prost (a 2.23), Alboreto (a 2.30), Arnoux (a 3.25), Lauda (a 14.74) e De Angelis (a 19.05). François Hesnault foi para os boxes e abandonou com problemas no turbo do motor da Ligier. Warwick continuava pressionando De Angelis na disputa pelo 6ºlugar, De Angelis conseguia manter a posição graças ao bom desempenho nas curvas e Warwick atacava o piloto da Lotus nas retas de Montreal.

Michele Alboreto na volta 10 abandona a corrida, o italiano vinha vindo para lutar pelo segundo lugar da corrida. Na Volta 13, Warwick ultrapassa De Angelis e assumiu a 5ºposição. Piercarlo Ghinzani da Osella deixou a corrida com problemas de câmbio. Arnoux foi para os boxes para a troca de Pneus e voltou atrás de Ayrton Senna.

Piquet continuava na frente, com Prost em 2º, Lauda estava em 3º a 10 segundos de Piquet e Prost, Depois Warwick e De Angelis em 4º e 5º colocados, e Ayrton Senna estava em 6º com 16 voltas completadas. Arnoux estava com problemas em seu carro. Piquet tinha um pouco mais de 1 segundo a 2 segundos de diferença. Piquet com 1:30.185 fazia de novo a melhor volta da corrida, na volta 17. Média de 176 km/h.
Aos poucos, Os carros mais lentos começavam a chegar para tomarem volta, um dos primeiros foi Marc Surer com seu Arrows Cosworth, Senna perdeu rendimento e perdeu posição para Arnoux e para Rosberg com seu Williams-Honda. Classificação após 20 voltas: Piquet, Prost, Lauda, Warwick, De Angelis, Arnoux, Rosberg, Senna, Mansell e De Cesaris. Isso após 20 voltas completadas.

Rothengatter tinha problemas com seu equipamento, mas não abandonou a corrida, decidiu continuar quando tudo indicava que iria abandonar a corrida. Arnoux se recuperava de forma Brilhante superou Elio de Angelis e assumiu a 5ªPosição. Apos 23 voltas, à classificação era essa: Piquet, Prost (1 Segundo), Lauda (10 Segundos), Warwick (41 Segundos) Arnoux (44 Segundos) e De Angelis (44 Segundos). Na disputa pelo bloco intermediário, Corrado Fabi, Thierry Boutsen e Johnny Cecotto brigando por um lugar melhor na corrida. Logo atrás, vinha Nelson Piquet prestes a dar 1 volta nos 3.

Piquet acabava se dando bem para nessas sessões de ultrapassagem de retardatários já que Corrado Fabi não facilitou para Prost, Rosberg na volta 26 passava De Angelis e assumia a 6ºposição da corrida.
No final da volta 27, Renê Arnoux faz uma bela manobra em cima de Warwick, supera o inglês e assumiu a 4ªposição. Agora a missão do piloto da Ferrari era “simples”, tirar 34 segundos em cima de Lauda, o terceiro colocado que tentava chegar em Alain Prost e Nelson Piquet pela briga pela ponta. Senna estava em 9ºlugar com a Toleman, mas já sem rendimento, pois estava caindo na corrida, Já estava começando a sentir pressão do norte-americano Eddie Cheever com a Alfa-Romeo (Jaguar dos anos 80).

Classificação depois de 29 Voltas: Piquet, Prost (4s), Lauda (10s), Arnoux (44s), Warwick (47s) e De Angelis (56s) Rosberg que estava em 6ºlugar enfrentava problemas em seu carro. Mike Trackwell da RAM-Hart abandonou a corrida, com problemas no seu turbo. Não só a Williams de Rosberg, mas a Williams de Laffite também começava a ter problemas também, com o passar do tempo, os carros começavam a perder desempenho e a terem problemas, mas também tinha um pouco do consumo de combustível, que preocupava vários pilotos que tinham medo disso devido ao tipo de pista.

Piquet continuava na ponta da corrida. Com uma vantagem razoavelmente boa para Prost que começava a ver Lauda se aproximar do Francês de nariz torto, Laffite com problemas de Turbo e Rosberg por problemas de Injeção abandonariam a corrida. Com isso tínhamos 20 carros na corrida. Andrea de Cesaris fez a sua troca de pneus, e acabou demorando demais em sua troca. Mais de 20 segundos para fazer esse serviço. Começando a 2ªmetade da corrida Piquet via Prost e Lauda se aproximarem para a briga do primeiro lugar.
Cheever e Senna tomaram uma volta de Piquet e Prost. Nessa o francês se deu bem e acabou se aproximando de Piquet. Senna estava lutando pelo 8ºlugar contra Cheever, O Norte-Americano tinha um melhor desempenho que o Brasileiro.

Mansell pressionava De Angelis, Nessa Briga estava em jogo a 6ªposição, Patrese acabou batendo seu Alfa Romeo e abandonou a corrida. Outro que Abandona a corrida foi Thierry Boutsen com seu Arrows-BMW que acabou explodindo. Corrado Fabi para os boxes e a Brabham faz o trabalho de 28 segundos. E continuava a batalha entre De Angelis e Mansell pela 6ªposição.

Enquanto isso na volta 44, Piquet mantem uma distância de 2 segundos na frente de Prost, com os dois carros da Lotus pela frente. Lauda encostou-se a Prost, disposto para lutar pelo 2ºlugar, com o austríaco com melhor desempenho que Prost. Mansell ultrapassou De Angelis e assumiu a 6ªposição. E Lauda passou Prost e assumia a segunda posição, largando de oitavo lugar Lauda faz incrível corrida, e seria um forte adversário para Piquet pela vitória no Canadá.

De Angelis acabou cometendo um erro que quase custou à corrida de Lauda, passando reto em uma curva que hoje é a primeira curva do atual GP do Canadá. Lauda perdeu tempo, isso possibilitou a Prost se aproximar do Austríaco, mas Lauda continuava a abrir de Prost, mostrando que seu carro estava muito melhor que do francês. Classificação após 47 Voltas: Piquet, Lauda, Prost, Arnoux, Warwick, Mansell, De Angelis, Cheever, Senna e Bellof eram os 10 primeiros.

Piquet já tinha 7 segundos na Frente de Lauda que tinha 4 na frente de Prost, dai eram 50 segundos na Frente de Arnoux, depois Warwick e Mansell completavam a zona de pontuação. Johnny Cecotto na volta 52 tomava 2 voltas de Piquet. Bellof abandonaria a corrida com seu Tyrrell-Ford. Warwick passava Arnoux para assumir a 4ªposição. Arnoux estava com problemas em seu carro e Warwick disparou na Frente na volta 53. Piquet continuava Bastante tranquilo na Frente, ultrapassando retardatários. Lauda estava um pouco mais atrás, sendo a única ameaça de vitória para Piquet, além disso, O motor poderia se algo a impedir a vitória do Brasileiro nas 14 voltas finais. Seu motor poderia resistir nessas voltas finais, para finalmente o campeão de 1983 marcar seus primeiros pontos no campeonato.

Warwick vai para os Boxes para troca de Pneus. E a Renault fez uma troca lenta para Warwick, foi de 16 segundos que permitiu a Mansell a passar para a 4ªposição. Warwick voltou na Volta seguinte aos boxes para novamente trocar de pneus. Com isso a corrida dele estava super prejudicada. Nas últimas 10 voltas, os equipamentos estavam em boa parte com problemas, Warwick, Prost, Senna e Arnoux tinham problemas. Além disso, tinha também o Fantasma do combustível. Tanto que Warwick abandonaria a corrida com problemas do Chassi. Só tínhamos 12 carros na Corrida, 13 se contamos Rothengatter que se arrastava na pista com a modesta Spirit

Restando 9 voltas: Piquet, Lauda, Prost, Mansell, De Angelis, Cheever, Arnoux, Senna, Winkelhock, Brundle, Cecotto, Alliot, eram os 12 que estavam na corrida depois do abandono de Surer, com problemas de motor. De Angelis estava começando a ficar mais para Cheever andava forte com seu Alfa Romeo lutando pela 5ªposição, no final da corrida.
Piquet continuava na Frente, com uma vantagem consolidada sobre Lauda, agora só uma quebra ou pane seca poderia tirar a vitória do Brasileiro, campeão da temporada passada.

Restando 3 Voltas para o Final, As brigas lá atrás estavam intensas, De Angelis recuperava o 4ºlugar, Cheever teve pane seca e abandonava a corrida depois de uma ótima corrida. Mansell tentava segurar Arnoux que tinha também Sérios problemas de Motor. Senna em 7º tambem tentava se aproximar de Arnoux, mas também não tinha muito rendimento para alcançar o Francês da Ferrari,

Todos os carros estavam ou nas últimas ou com pouco combustível. Depois de 6 corridas sem completar, Finalmente Piquet numa corrida perfeita consegue os primeiros 9 pontos, a primeira vitória e a certeza de que poderia ainda brigar pelo titulo. Lauda e Prost que éramos protagonistas a brigar por vitórias foram os principais coadjuvantes dessa corrida, De Angelis, Arnoux e Mansell, Senna em 7º fez mais uma boa corrida em 1984. Winkelhock, Brundle, Cecotto, Alliot completaram a corrida, Rothengatter também chegou ao final, mas 14 voltas atrás, e isso fez com que ele não fosse classificado.

Resultado final do GP do Canadá de 1984

Vídeo:

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Formel1mic, Bestlap
Texto: Deivison da Conceição da Silva

Corridas Histórica: GP da Bélgica de 1987

Grid de Largada:

1 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’52.026
2 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’53.416
3 Ayrton Senna (Lotus/Honda) 1’53.426
4 Gerhard Berger (Ferrari) 1’53.451
5 Michele Alboreto (Ferrari) 1’53.511
6 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’54.186
7 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’54.300
8 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’55.064
9 Teo Fabi (Benetton/Ford) 1’55.339
10 Stefan Johansson (McLaren/TAG) 1’55.781
11 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’55.899
12 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’56.359
13 Andrea de Cesaris (Brabham/BMW) 1’57.101
14 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’58.132
15 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’58.649
16 René Arnoux (Ligier/Megatron) 1’59.117
17 Piercarlo Ghinzani (Ligier/Megatron) 1’59.291
18 Martin Brundle (Zakspeed) 2’00.433
19 Adrián Campos (Minardi/Motori Moderni) 2’00.763
20 Christian Danner (Zakspeed) 2’01.072
21 Ivan Capelli (March/Ford) 2’02.036
22 Philippe Alliot (Lola/Ford) 2’02.347
23 Philippe Streiff (Tyrrell/Ford) 2’03.098
24 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 2’04.677
25 Pascal Fabre (AGS/Ford) 2’07.361
26 Alex Caffi (Osella/Alfa Romeo) 2’12.086

Prost leva GP da Bélgica e se iguala a Jackie Stewart com 27 vitórias na carreira

Alain Prost, o Professor realizou mais um feito em sua carreira na formula 1, se igualou a Jackie Stewart, com 27 vitórias na Categoria com a vitória no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps.

Após chuva durante os Treinos, A pole era de Mansell, com Piquet ao lado dele. Depois Senna e Berger na segunda fila e Alboreto e Prost na terceira Fila. Antes de alinhar para o Grid de largada, Capelli acabou tendo problemas em seu carro e teve que voltar aos boxes para Buscar o carro reserva. Depois da Volta de Apresentação os carros foram para a Largada.

Na largada quem foi melhor foi Mansell que se manteve na ponta, mas foi Senna que ganhou mais na Largada, ganhando a posição de Nelson Piquet e assumindo o 2ºlugar. Piquet no começo da corrida estava pressionado pelas duas Ferraris de Berger e de Alboreto, Arnoux não consegue largar. Os pilotos completaram a primeira volta, mas a confusão começou a partir que Berger parou no final da primeira volta, Boutsen acabou se chocando com o Austríaco da Ferrari, Mas o mais grave para o Desespero de Ken Tyrrell, Philippe Streiff e Jonathan Palmer acabaram se envolvendo em um acidente em que deu perda total para um dos carros e o outro teve muitos Danos. Resultado disso, Bandeira vermelha, a corrida iria começar de novo.

Na Relargada é Senna que pula na ponta da corrida numa largada brilhante de Senna com Mansell em Segundo, Berger em 3º e Piquet em 4º que acabou recuperando a 3ªPosição antes da Segunda Curva. Logo na parte de curvas na primeira volta Mansell tentou passar Senna só que Mansell mais uma vez avaliou errado uma ultrapassagem, Resultado: tanto Senna, tanto Mansell saíram da pista, Senna abandonou a corrida e Mansell voltou a corrida, mas muito longe dos lideres e em último lugar naquele momento da corrida. O Líder era o Piquet a partir da Segunda volta da corrida com Berger em 2º e Prost em 3º.

Berger no final da Segunda volta teve o seu motor Ferrari Turbo estourado. Classificação após 2 voltas: Piquet, Alboreto, Prost, Boutsen, Fabi e Patrese.

Alboreto iria começar a sentir a pressão de Alain Prost. Seria um alivio para Piquet que poderia ter duas opções, ou abrir vantagem para Alboreto ou segurar para poupar seu carro. Alboreto tenta seguir

Johansson fez uma grande ultrapassagem em cima de Teo Fabi e assumiu o 5ºluigar. Mansell era só o 18ºlugar.

Patrese acabou fora da corrida. Enquanto isso Alboreto estava segurando é muito bem as ameaças de Prost pelo Segundo lugar. Isso tudo tendo 8 voltas Classificação após 8 Voltas: Piquet, Alboreto, Prost, Fabi, Johansson, Boutsen.

Prost acabou tentando passar Alboreto, tentou a ultrapassagem, mas isso não foi o Suficiente para conseguir a ultrapassagem, Na volta seguinte teríamos uma demonstração da sorte de Alain Prost tinha na corrida. Alboreto Quebra e abandona a corrida, e segundos depois Piquet também teve problemas com o escapamento e Prost assumia a ponta da corrida. Com Fabi em Segundo e Johansson em 3º.

Depois de muito tempo Piquet foi para os Boxes, Mansell vinha junto para a parada de box, Piquet parou numa posição diferente do Mansell, o problema dele é mais sério. Com tudo isso em 11 Voltas tínhamos 15 carros na corrida apenas. Campos, Senna, Palmer, Nannini, Berger, Patrese, Warwick, Danner, Alboreto, Caffi estavam fora da corrida e Piquet praticamente fora da corrida. (Chegou a volta a prova, mas ficou mais uma volta na corrida e depois abandonou de vez).

Classificação após 13 Voltas: Prost, Fabi, Johansson e Boutsen eram os 4 primeiros colocados na corrida, Mclaren e Benetton dominando a corrida, Depois disso De Cesaris em 5º e Cheever em 6º.

Prost ira apertando o da direita para tentar abrir vantagem para fazer a parada e voltar ainda em primeiro lugar. Enquanto isso a March de Ivan Capelli com problemas de motor deixa a corrida. Isso com 16 voltas completadas E Fabi e Johansson Brigavam pelo 2ºlugar, e Johansson passou e assumiu a segunda posição. Começando a desenhar a Dobradinha da Mclaren, Prost em 1º e Johansson em 2º.

Classificação após 16 Voltas: Prost, Johansson, Fabi, Boutsen, De Cesaris e Chevver. Os seis primeiros colocados. Mas na volta seguinte Boutsen acabou tendo problemas em seu carro e abandonando a corrida. Prost na volta 18 iria para a sua parada, Prost acabou ainda assim voltando na frente de Johansson, e depois disso com Fabi em 3ºlugar. Um Ótimo trabalho da Mclaren nos boxes.

Com 19 Voltas completadas. Só tínhamos 13 carros na corrida, com um pouco menos da metade da corrida. 12 com o Abandono de Nigel Mansell. Caffi que estava a voltas e voltas dos lideres finalmente parou.

Johansson faz sua parada de boxes, Fabi reassume o segundo lugar, Johansson em 3º. Brundle foi mais um a abandonar com seu motor Zakspeed (Motorzinho Ruim esse hein) , e dai, só tínhamos 11 carros na corrida, com 21 voltas completadas.

Classificação: Prost, Fabi, Johansson , De Cesaris, Chevver, Arnoux, Ghinzani, Nakajima, Alliot, Streiff e Fabre. E só isso, exatamente 11 pilotos na corrida.

Os pilotos aos poucos faziam suas paradas nos boxes e as posições estavam sendo aos poucos moldadas, pois poucas disputas na pista por causa dos pouquíssimos carros ainda na corrida. E continuava o passeio de Alain Prost na liderança com 25 Voltas completadas. Com um Eficiente Johansson que largou em 10ºlugar em 2ºlugar, que estava 22 segundos atrás de Prost. Fabi em Terceiro e De Cesaris em 4º com a Brabham, mostrando que em dia que ele não resolve quebrar carros, Consegue resultados positivos para o time que ele defende. Cheever em 5º, já com uma volta atrás de Prost e Nakajima assumindo o 6ºlugar.

De Cesaris começava a buscar Teo Fabi para briga pelo Terceiro lugar na corrida, que Fabi também já não tinha mais desempenho para segurar De Cesaris, e nem tinha desempenho como o desempenho do inicio da temporada. E De Cesaris passava para o terceiro lugar no final da volta 30.

Na Volta 31 a Classificação era essa: Prost, Johansson, de Cesaris, Fabi, Cheever, Nakajima, Arnoux, Ghinzani, Alliot, Streiff e Fabre. Continuam 11 carros na pista.

4 Voltas depois Fabi acabou parando com problemas de motor, o Ford TEC V6 turbo não agüentou a corrida inteira em SPA. Com isso a corrida passava a ter essa classificação: Prost, Johansson, de Cesaris, Cheever, Nakajima, Arnoux, Ghinzani, Alliot, Streiff e Fabre.

Prost estava tranquilo para conquistar a 27ªVitória da carreira, e por quando viu Alliot com a Lola-Ford rodando e quase atingindo a Alain Prost na 39ªVolta. por Sorte o Francês estava com seu coelho da sorte em dia e nada aconteceu com ele.

No Final da corrida Fabre estava com problemas em seu carro e acabou parando no final da corrida, Streiff também tinha problemas no seu carro. Prost com apenas um susto em toda a sua corrida conquistou a vitória de número 27, empatando em número de vitórias com o Escocês Jackie Stewart. Johansson completou a dobradinha da Mclaren na Bélgica. De Cesaris parou no final da corrida com problemas de Combustível. Por sorte ninguém atrás dele estava na mesma volta que ele e portanto ficou em 3ºlugar num merecidíssmo pódio do Italiano da Brabham.

Cheever com a Arrows, Nakajima com a Lotus e Arnoux com a ligier completaram nos pontos, Ghinzani, Alliot, Streiff completaram a corrida, ou melhor, foram os sobreviventes que chegaram ao final. Fabre também completou a corrida, por que conseguiu completar os 90% da corrida e ficou em 10ºlugar.

Resultado final do GP da Bélgica de 1987

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Corridas Históricas: GP do Brasil de 2002

Grid de Largada:

1 Juan Pablo Montoya (Williams/BMW) 1’13.114
2 Michael Schumacher (Ferrari) 1’13.241
3 Ralf Schumacher (Williams/BMW) 1’13.328
4 David Coulthard (McLaren/Mercedes) 1’13.565
5 Kimi Räikkönen (McLaren/Mercedes) 1’13.595
6 Jarno Trulli (Renault) 1’13.611
7 Jenson Button (Renault) 1’13.665
8 Rubens Barrichello (Ferrari) 1’13.935
9 Nick Heidfeld (Sauber/Petronas) 1’14.233
10 Mika Salo (Toyota) 1’14.443
11 Pedro de la Rosa (Jaguar/Cosworth) 1’14.464
12 Felipe Massa (Sauber/Petronas) 1’14.533
13 Eddie Irvine (Jaguar/Cosworth) 1’14.537
14 Giancarlo Fisichella (Jordan/Honda) 1’14.748
15 Jacques Villeneuve (BAR/Honda) 1’14.760
16 Allan McNish (Toyota) 1’14.990
17 Olivier Panis (BAR/Honda) 1’14.996
18 Heinz-Harald Frentzen (Arrows/Cosworth) 1’15.112
19 Takuma Sato (Jordan/Honda) 1’15.296
20 Mark Webber (Minardi/Asiatech) 1’15.340
21 Enrique Bernoldi (Arrows/Cosworth) 1’15.355
22 Alex Yoong (Minardi/Asiatech) 1’16.728

Schumacher vence a primeira com o Mágico F2002 em Interlagos.
Depois de 2 corridas na temporada, a Ferrari finalmente lança seu novo carro, o F2002, Mas só teria um carro F2002, e esse carro não preciso dizer para quem foi, pois 11 em cada 10 pessoas já sabem quem foi, Então depois do GP da Malásia, de onde as Williams sobraram na turma, A equipe de Mananello acabou tendo que lançar o carro em solo Brasileiro, Nos Treinos Montoya foi o pole position, e Schumacher com o seu novo F2002 em 2º, enquanto que Rubens Barrichello largaria com o seu velho e já ultrapassado F2001.

Na largada Schumacher toma a ponta da corrida, mas logo Montoya tenta dar o troco, ai Schumacher numa manobra pra lá de Questionável joga o carro pra cima de Montoya e o Colombiano perdeu seu bico tendo assim que ir aos boxes para trocar seu bico, sua corrida estava acabada, Schumacher assumiu a ponta e agora sem seu maior adversário que teve que ir aos boxes tinha a liderança da corrida. Com Ralf Schumacher em 2º (1.563), Trulli (2.031), Button (2.520), Coulthard (3.769), Barrichello (3.790), Raikkonen (4.774), Heidfeld (5.503), Massa (6.469), Irvine (7.667), De la Rosa (8.384), Salo (8.800), Villeneuve (9.445), Frentzen (10.331), Panis (11.491), Bernoldi (11.491).

Já Barrichello começava a se recuperar de maneira impressionante na corrida, já estava em 5ºlugar e Chegando em Trulli e Button a dupla da Renault que tinha largado muito bem. 1:17.552 a melhor volta da Corrida de Schumacher na volta 2. Barrichello já passaria Jenson Button e passava para o 4ºlugar. E no S do Senna já tinha chegado a 3ªposição, de maneira brilhante para um carro já ultrapassado. O Brasileiro voava pra cima de Ralf Schumacher.
Classificação Após 4 Voltas: M.Schumacher, R.Schumacher a 4.314, R.Barrichello a 5.023, Trulli a 7.404, Button a 7.788, Coulthard a 8.603, Raikkonen a 10.883, Heidfeld a 12.078, Massa a 13.233, Irvine a 15.090, Salo a 15.105, De la Rosa a 16.237, Villeneuve a 16.413, Frentzen a 16.863, Panis a 17.532, Bernoldi a 18.260.

O que havia com aquele carro o F2001? será que ele era melhor que o F2002? será que o F2002 não era bom o bastante do que o F2001? Barrichello foi para cima de Ralf e no final da 4ªVolta já tinha Ralf no vácuo e no final da reta dos boxes Rubens Barrichello estava em 2ºlugar, depois de 5 voltas, largando em 8ºlugar. E agora só restava Michael Schumacher com o novo carro, qual era a chance dele ganhar de Schumacher em sua casa, se você disser nenhuma, se enganou, pois ele estava mais rápido até que Schumacher de carro novo. Fisichella já fritava seu problemático Jordan-Honda na volta 7 e deixava a corrida. Montoya estava a 1 minuto e 6 segundos de Schumacher, seu mais desafiante estava na lona.

Classificação após 9 Voltas: M.Schumacher, R.Barrichello (a 2.437), R.Schumacher (a 8.271), Trulli (a 14.102), Button (a 15.258), Coulthard (a 15.686), Raikkonen (a 16.959), Heidfeld (a 20.444). Barrichello tirava quase 1 segundo por volta, estava possuído não sei por qual energia, mas era algo que fazia ele andar do jeito que ele estava andando e na volta 10 Barrichello fazia 1:16.813 a melhor volta da corrida. Na Volta 11 a vantagem de Schumacher para Barrichello era de 1 segundo e meio apenas, 1:16.616 na volta 11, Barrichello baixava ainda mais sua melhor volta dele e da corrida, Na Volta 15 Barrichello ultrapassava Schumacher e para o Delírio da Torcida o Brasileiro assumia a ponta, parecia que dessa vez Barrichello teria seu dia de glória finalmente diante da torcida. Enquanto isso Sato fazia ultrapassagem em De la Rosa. Classificação após 15 Voltas era essa: Barrichello, M.Schumacher a 2.180, R.Schumacher a 10.100, Trulli a 25.792, Coulthard a 26.162, Button a 30.241, Raikkonen a 30.493 e Heidfeld a 33.207. Barrichello com a melhor volta da corrida, 1:16.576, Mas na volta 17 o carro vermelho número 2 de repente
para, e mais uma vez Barrichello abandonaria a corrida, seria o Final de trajetória do F2001 que em 19 corrida tinha vencido 10 vezes, todas com Michael.

Depois de 17 Voltas a Classificação era: Schumacher, Ralf a 8.018, Trulli a 27.255, Coulthard a 27.665, Button a 32.141, Raikkonen a 32.473, Heidfeld a 35.079 e Salo a 38.812. Era impressionante como a Ferrari de Schumacher e a Wiliams de Ralf Schumacher tinham de vantagem para o restante da Turma, Montoya estava em 18ºlugar, longe ainda dos 6 primeiros, Já Yoong rodava um pouco na pista. Enquanto isso Trulli de Renault estava segurando Coulthard de Mclaren, essa briga valendo a 3ªPosição. E pelo 5ºlugar Button segurava kimi Raikkonen. Renault e Mclaren brigavam por posições importantes. Enquanto isso uma peça no Carro de Michael Schumacher se soltou, Mas a Ferrari não parecia tão preocupada assim, achando que essa pecinha não afetaria o desempenho de seu carro, Mas sem dúvida com o decorrer da corrida aquilo iria fazer falta.

Classificação após 21 Voltas: M.Schumacher, Ralf Schumacher, Trulli, Coulthard, Button, Raikkonen, Heidfeld, Salo, Massa, Villeneuve, Frentzen, de la Rosa, Sato, Irvine, Panis, Webber, Montoya, Yoong e Mcnish. Bernoldi, Barrichello e Fisichella já tinham abandonado a corrida.
Alias, para a Arrows, foi uma corrida curta demais, Tanto Bernoldi tanto Frentzen deixaram a corrida antes da 30ªVolta, e Ambos com problemas de Suspensão. Enquanto isso Montoya já vinha em 9ºlugar, numa incrível Recuperação, o Colombiano mudou a estratégia para 1 única parada.

Trulli e Coulthard Brigavam pelo 3ºlugar e Button e Raikkonen pelo 5ºlugar, enquanto isso Villeneuve e Massa já tinham feito suas paradas. Panis na volta 25 deixava também a corrida devido a problemas no câmbio. Ralf Schumacher já tinha 35 segundos na frente de Trulli, e Schumacher a mais de 40 segundos. isso tudo ainda com 27 voltas completadas, era absurda a vantagem de Ferrari e Williams sobre as demais equipes. Sato fez sua primeira parada na volta 27.

Enquanto isso Montoya continuava sua luta para recuperar posições. já passando Pedro de la Rosa com a Jaguar, mesmo assim os pontos para Montoya ainda estava dificil. Classificação após 30 voltas: M.Schumacher, R.Schumacher, Trulli, Coulthard, Button, Raikkonen, Heidfeld, Salo, Montoya, De la Rosa, Irvine, Webber, Villeneuve, Sato, Massa, Yoong e McNish.

E continuava a briga pelo Terceiro lugar entre Renault x Mclaren, Só para se ter uma idéia Ralf Schumacher virava 1 segundo e meio mais rápido que as Renault que estavam segurando as Mclaren, mas sem possibilitar aos Mclaren se livrar dos carros azul e amarelo da Renault. A Maioria dos pilotos iria para 1 parada apenas. Na Volta 35 Schumacher em 1º estava a 6.870 na frente de Ralf, 49.872 de diferença para Trulli que era o 3º, 50.346 para Coulthard que era o 4º, 51.398 para Button que era o 5º e 51.939 para Raikkonen, o 6ºcolocado da corrida. e Montoya estava a 1 minuto e 11 segundos atrás de Schumacher, quase uma volta atrás de Schumacher.

Na Volta 36 Schumacher fazia a melhor volta da corrida: 1:16.485, e na volta seguinte 1:16.363 ,O Alemão fazia as suas melhores voltas antes de ir para os boxes. E na mesma volta 37 Raikkonen ultrapassou Button na entrada do S do Senna e assumiu a 5ªposição. 1:16.235 na volta 38, a melhor volta da corrida, agora era hora da parada. Com uma parada meia longa de 12.6 segundo Schumacher faria as outras 33 voltas da corrida. Ralf Schumacher era o líder da corrida, mas até quando??

Ralf Tinha 22.795 na frente de Schumacher precisava de mais para poder voltar na frente do seu irmão Michael. Heidfeld na volta 40 faria sua troca única, com 9.5 segundos. McNish da Toyota abandonaria a corrida, por causa de uma Rodada. Montoya iria para a sua segunda parada nos boxes, que na verdade era a primeira pra valer. Enquanto isso Massa se envolvia em um acidente com o Australiano Mark Webber da Minardi em culpa que se diga por passagem era do Webber que tentou passar por onde não deveria com a Minardi.

Finalmente Ralf Schumacher na volta 43 fazia sua parada, com 9.4 segundos, Ralf voltava perto de Michael, podendo lutar pela vitória. Somente Coulthard, Raikkonen e Irvine não tinham feito suas paradas, Irvine faria sua parada na volta 44, Coulthard na 45 e Raikkonen na volta 46. Com isso a Mclaren recuperava a 3ª e 4ªposições na corrida devido ao fato deles terem ficado mais tempo na pista com o carro mais leve. Ralf estava a apenas 2.626 atrás de Schumacher e se aproximando de Schumacher perigosamente, iria ser uma bela luta pela vitória no sol escaldante de São Paulo. Enquanto isso Villeneuve iria para a tática de 2 paradas, que se mostrava uma tática derrotada perto da inteligente tática de 1 parada só. Restando 23 voltas para o Final a Classificação era a seguinte: M.Schumacher, R.Schumacher, Coulthard, Raikkonen, Trulli, Button, Montoya e Heidfeld.

Com 50 voltas completadas, Schumacher já não mostrava rendimento igual ao do inicio de corrida, tanto é que Ralf Schumacher já se aproximava do seu irmão para lutar pela vitória. Na volta 51 a diferença entre os dois já era de menos de 2 segundos. e Ambos dando mais de 50 segundos na frente de Coulthard com a Mclaren.

Na volta 56 Ralf finalmente chegou em Michael, seriam 15 voltas para Michael se segurar e para Ralf Tentar passar Michael, ou para os dois baterem e a Mclaren levar uma corrida de graça. Montoya em ótima corrida de recuperação tentava chegar nos pontos, mas ainda estava um pouco longe de Jenson Button com a Renault em 6ºlugar.

Schumacher e Ralf começavam uma luta pela vitória, enquanto Heidfeld iria para uma não planejada segunda parada que tirava ele da briga pelos pontos definitivamente. Com 58 voltas a Classificação era a Seguinte: Michael Schumacher, Ralf Schumacher, Coulthard, Raikkonen, Trulli, Button, Montoya, Salo, Irvine, De la Rosa, Villeneuve, Heidfeld, Sato, Webber e Yoong.

Coulthard em 3º e Raikkonen em 4º estavam quase tomando 1 minuto de desvantagem para Ralf e Michael. Na Volta 60 Jarno Trulli teve problemas de motor e deixava a corrida e fazia Montoya entrar na zona de pontuação. Na Volta seguinte Nick Heidfeld também deixava a corrida com problemas no Freio, com isso eram apenas 13 carros na pista.

Restando 7 voltas para o Final Michael continuava se mantendo na Frente de Ralf que não atacava de maneira forte o Carro do seu irmão na Ferrari. Montoya começava a Chegar pra cima de Jenson Button pelo 5ºlugar da corrida.

Restando 4 voltas para o Final Kimi Raikkonen roda e vai para a Brita e deixa a corrida, com isso Button subia para o 4ºlugar, Montoya para o 5º e Salo para o 6ºlugar. A corrida chegava ao Final e Michael Schumacher manteve até o Final da corrida a 1ªposição e consequentemente a vitória, mesmo com Ralf Schumacher perto dele que ficou em 2º. Tudo em Família, festa em casa, Ralf não deveria se sentir Derrotado por causa disso. A única coisa que eles perderam foi o fato de Pelé não ter dado a bandeirada para eles.

Convenhamos para alguém que iria dar uma bandeirada final de corrida, ele foi um ótimo futebolista. No Final da corrida Villeneuve teve problemas e parou seu carro, mas conseguiu completar a corrida, em 10ºlugar.

Resultado final do GP do Brasil de 2002

Fotos:

 

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fonte das Fotos: F1 Olivier