Sim, Stroll supera Verstappen e conquista 1ªpole position da carreira, O treino em Istambul foi um caos.

O sábado no circuito de Istambul, junto com as péssimas condições da pista proporcionaram uma classificação totalmente imprevisível e que teve o Canadense Lance Stroll, ainda debilitado por causa da Covid-19 tomando a pole position de Max Verstappen, num dia que o holandês da Red Bull sobrava e a Mercedes não conseguiu se adaptar as condições da pista.

Logo nos primeiros momentos, Verstappen rodou com os pneus intermediários, mas a pista estava com muita água, muita mesma, Acertou quem usou os pneus de chuva pesada. Bottas chegou a fazer uma boa volta, mas acabou tendo sua volta anulada. Ocon passou a ser o líder, com uma boa feita em 2 minutos e 6 segundos, Bottas vinha em 2º, proveniente de uma volta na primeira passagem. Visto que a pista estava piorando, os pilotos com pneus intermediários foram colocando os pneus de chuva pesada, mas isso não foi o bastante para que se evitasse a bandeira vermelha a 6:56 do final. Ocon era o líder, com Bottas, Stroll, Hamilton e Perez nas 5 primeiras posições. Verstappen estava em 15ºlugar, numa situação bem complicada, mais complicada estava Leclerc em 16º e Gasly em 18º que estavam naquele momento eliminados.

Foram mais de 40 minutos de atraso, até que o treino recomeça, Verstappen e Albon foram os primeiros a entraram na pista para tentarem se garantir, mas eis que quando estavam na metade da volta, que por sinal era boa, Romain Grosjean roda na curva 1 e vai para a brita. Nova bandeira vermelha a 3:30 do final. Sem mudanças, Verstappen, Leclerc e Gasly estavam numa roubada, só teria uma chance de sair da situação incomoda.

Minutos depois, o treino recomeçou e Verstappen foi o primeiro a sair da pista para uma última tentativa. Nessa tentativa foi certeira, Max fez o melhor tempo do Q1 e Albon o segundo melhor tempo. Os dois pilotos da Mercedes não conseguiram melhorar seus tempos. Bottas ficou em 9º e Hamilton ficou em 14ºlugar e quase ficou de fora do Q2. Os pilotos que saíram do treino foram Kevin Magnussen, Danill Kvyat que rodou várias vezes no final de semana, George Russell que vai largar da última posição por trocar componentes do seu motor, Romain Grosjean e Nicholas Latifi.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeChassiMotorTempo
133Max Verstappen  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H1:57.485 
223Alexander Albon  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H1:59.431 
37Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 0652:01.249 
45Sebastian Vettel  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 0652:03.356 
516Charles Leclerc  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 0652:04.464 
610Pierre Gasly  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H2:05.579 
73Daniel Ricciardo  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 202:05.598 
831Esteban Ocon  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 202:06.115 
977Valtteri Bottas  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M112:07.001 
104Lando Norris  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 202:07.167 
1199Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 0652:07.341 
1218Lance Stroll  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes2:07.467 
1355Carlos Sainz  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 202:07.489 
1444Lewis Hamilton  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M112:07.599 
1511Sergio Perez  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes2:07.614 
1620Kevin Magnussen  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 0652:08.007 
1726Daniil Kvyat  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H2:09.070 
1863George Russell  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M112:10.017 
198Romain Grosjean  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 0652:12.909 
206Nicholas Latifi  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M112:21.611 

Com a pista melhor, o Q2 aconteceu e o que se viu foi um passeio de Max Verstappen em todos os momentos. Mas a se falar, começaram o Q2 ainda com o guindaste levando o carro de Nicholas Latifi para fora da pista. A Organização do GP da Turquia nesse ano foi primorosa em termos de amadorismo e de falta de competência levada ao extremo.

Verstappen e Albon vinham muito bem com os carros da Red Bull, que se adaptou muito melhor a pista, mas durante o Q2, A Racing Point se revelou que poderia ser a grande adversária da equipe austríaca. Perez e Stroll estiveram por muito tempo na frente.

Ao final da sessão, Os dois primeiros colocados ficaram com Verstappen e Albon. Lewis Hamilton conseguiu o milagre de se colocar em 3º, mas muito distante do tempo dos piloto da Red Bull. Stroll ficou com uma boa 4ªposição.

A surpresa foi Antonio Giovinazzi marcando o 5ºtempo e juntamente do homem de gelo com o 8ºtempo levaram a Alfa Romeo pela primeira vez ao Q3. Entre os dois ficaram Esteban Ocon da Renault e Valtteri Bottas da Mercedes. Sergio Perez e Daniel Ricciardo completaram os piloto que iriam para a fase final.

Leclerc e Vettel com a Ferrari, Norris e Sainz jr. com a Mclaren sucubiram devido aos seus equipamentos e acabaram eliminados do Q2. Pierre Gasly por mais que tenha tentado, as deficiências da Alpha Tauri na chuva se mostraram maiores e o francês ficou em 15º e último da 2ªfase da classificação.

Resultado do Q2:

posPilotoEquipeChassiMotorTempo
133Max Verstappen  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H1:50.293 
223Alexander Albon  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H1:52.282 
344Lewis Hamilton  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M111:52.709 
418Lance Stroll  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes1:53.372 
599Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 0651:53.431 
631Esteban Ocon  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 201:53.657 
777Valtteri Bottas  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M111:53.767 
87Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 0651:53.793 
911Sergio Perez  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes1:54.097 
103Daniel Ricciardo  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 201:54.278 
114Lando Norris  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 201:54.945 
125Sebastian Vettel  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 0651:55.169 
1355Carlos Sainz  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 201:55.410 
1416Charles Leclerc  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 0651:56.696 
1510Pierre Gasly  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H1:58.556 

A Red Bull nunca foi tão favorita a pole position como era nesse Q3, a Mercedes não estava bem de forma nenhuma. Verstappen em sua primeira volta marcou 1:52.326, conforme os outros pilotos foram fazer suas voltas, parecia que a pole position seria mesmo do Verstappen, mas ele teria os pilotos da Racing Point como adversários e adversários bem improváveis.

Stroll chegou perto com 1:53.832, mas ainda Verstappen tinha grande vantagem, mas a menos de 7 minutos do final, Perez marcou 1:52.037 e acabou tomando a pole position do piloto Holandês. O pesadelo da Mercedes era visível, Bottas era apenas o 6º e Hamilton vinha em 8º.

Verstappen decidiu jogar tudo ou nada e colocou os pneus intermediários, enquanto outros pilotos tentavam entrar nessa disputa, apesar das boas voltas de Daniel Ricciardo e Lewis Hamilton.

A 1 minuto e 15 segundos do final, Perez aumenta sua vantagem na liderança com 1:49.321, Enquanto que Verstappen não conseguia achar uma boa volta. O Mexicano estava com a pole nas mãos, até que nos últimos momentos, Lance Stroll acabou marcando uma brilhante volta de 1:47.765. O suspense ficou no circuito até a volta final de Verstappen, que acabou indo bem, mas só marcou 1:48.055, insuficiente para evitar a primeira pole do canadense em sua carreira.

A Racing Point levou a pole e quebrou a sequência de 14 GPs seguidos com um carro da Mercedes na pole position. Um inconformado Max Verstappen vai largar em 2º, Ele era o favorito a pole position pelo desempenho que mostrou no final de semana inteiro.

A Segunda fila repete o duelo entre Racing Point e Red Bull. Sergio Perez larga em 3º e Alexander Albon que foi tão bem no final de semana larga em 4º. Se o tempo for de chuva amanhã, as duas equipes devem duelar pela vitória.

Daniel Ricciardo da Renault larga em 5º e vai dividir a terceira fila com o inglês Lewis Hamilton que por incrível que pareça, esta bem perto do título, já que Valtteri Bottas não foi além do 9ºlugar e pela tendência de amanhã, vai ser difícil Bottas tirar 8 pontos de vantagem sobre Lewis, principalmente se tivemos pista molhada.

Esteban Ocon da Renault e Kimi Raikkonen da Alfa Romeo largam na 4ªfila e Valtteri Bottas e Antonio Giovinazzi largam na 5ªfila. Amanhã as 7 da manhã, será dada a largada para o GP da Turquia, a prova que pode dar o 7ºTítulo Mundial de Formula 1 para Lewis Hamilton.

Fotos:

Grid de Largada:
GP da Turquia – 14ªEtapa do Mundial de Formula 1

posPilotoEquipeChassiMotorTemponºvoltas
118Lance Stroll Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H1:47.76522
233Max Verstappen BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes1:48.05526
311Sergio Perez Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H1:49.32121
423Alexander Albon BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes1:50.44826
53Daniel Ricciardo Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 201:51.59526
644Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M111:52.56023
731Esteban Ocon Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 201:52.62226
87Kimi RäikkönenAlfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 0651:52.74527
977Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M111:53.25823
1099Antonio GiovinazziAlfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 0651:57.22626
115Sebastian Vettel Scuderia FerrariSF1000Ferrari 0651:55.16918
1216Charles Leclerc Scuderia FerrariSF1000Ferrari 0651:56.69618
1310Pierre Gasly Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H1:58.55617
1420Kevin Magnussen Haas F1 TeamVF-20Ferrari 0652:08.00710
154Lando Norris McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 201:54.94518
1655Carlos Sainz McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 201:55.41018
1726Daniil Kvyat Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H2:09.0708
188Romain Grosjean Haas F1 TeamVF-20Ferrari 0652:12.9099
196Nicholas Latifi Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M112:21.6117
2063George Russell Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M112:10.0179

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Mclaren/Renault/Alpha Tauri/Racing Point/Alfa Romeo/Haas/Williams

MotoGP – GP da Europa – Joan Mir vence pela 1ªvez e fica muito perto do título

A prova da Europa pode ter dado a Joan Mir não só a primeira vitória como pode ser sido fundamental para conquistar o título da categoria principal, uma corrida perfeita da Suzuki, que acabou fazendo a dobradinha dos seus pilotos, superando Pol Espargaró da KTM.

Pòl Espargaró manteve a ponta após a largada, Rins em 2ºlugar tentou supera-lo nessa largada. Nakagami, Mir e Oliveira nas 5 primeiras posições. Na curva 8, Aleix Espargaró que vinha muito bem e Fábio Quartararo foram para o chão. Enquanto que o piloto da Aprilla deixou a prova, o piloto da Petronas conseguiu fazer sua Yamaha continuar na corrida.

Na metade da segunda volta, Rins supera Pol Espargaró e passa para a ponta, Na parte final da volta 2, Nakagami foi superado por Mir e Oliveira e caiu para 5º. Enquanto Rins tentava abrir na ponta, Mir passava a pressionar Pol pela segunda posição.

Na 4ªVolta, Mir supera Pol Espargaró e passa a segunda posição, Já era muito boa a posição do líder do campeonato naquela altura do campeonato. Enquanto isso, Valentino Rossi abandona com problemas mecânicos em sua moto.

Os dois pilotos da Suzuki vinham colocando frente para Pol e Miguel Oliveira, Já Nakagami e Zarco vinham um pouco mais atrás. Francesco Bagnaia foi ao chão na 6ªVolta, na curva 2. Cal Crutchlow também foi para o chão na mesma volta, só que na curva 8. Com todas as quedas que estavam acontecendo, Fabio Quartararo estava em 16º, a 1 posição de entrar na zona de pontos, Marevick Viñales que largou dos boxes por usar o 6ºmotor do ano (passando do limite de motores na temporada) estava em 15º. Lorenzo Salvadori que caiu no começo da prova, vinha em 17º e última posição.

Franco Morbidelli não vinha bem na corrida, perdeu a 7ªposição para Jack Miller e passou a ficar pressionado por Alex Marquez e Andrea Dovizioso.

Joan Mir começou a buscar a vitória, passou a ficar mais perto de Alex Rins, enquanto que Pol continuava na balada dos pilotos da Suzuki. Nakagami começava a se aproximar de novo de Oliveira. Esteve Rabat (Que faz suas últimas corridas pela Avintia) deixa a prova com problemas mecânicos.

No começo da 15ªVolta, Pol Espargaró erra, perde tempo e se afasta dos dois primeiros colocados, Nessa mesma volta, Nakagami passou Oliveira ganhando a 4ªposição.

A menos de 11 voltas do final, Mir aproveita uma brecha de Rins para ir a ponta na curva 10. O piloto da Suzuki que cresceu muito a partir da metade do campeonato e estava ficando bem perto da taça, principalmente por que os seus adversários mais próximos estavam muito mal: Dovizioso em 9º, Morbidelli em 11º, Viñales em 14º e Quartararo em 15º. Rins vinha muito bem em 2º, ainda não tinha desistido da vitória, mas Mir estava em melhor momento.

Zarco começava a cair na classificação, foi superado pelo Australiano Jack Miller da Pramac que ganhou a 6ªposição em cima do piloto francês.

Dovizioso ainda queria ganhar posições para continuar com chances de título, No final da volta 24, o piloto da Ducati ganhou a 8ªposição, superando Alex Marquez que tentou retornar a posição, mas acaba caindo ao começar a 25ªVolta. Fim de corrida para o irmão de Marc Marquez.

Mir abriu 1.2 segundos sobre Rins a 3 voltas do final, A prova estava nas mãos dele. Foi só administrar sua bela vantagem para vencer pela 1ªvez na MotoGP. Uma grande e importantíssima vitória que praticamente encaminha Mir para ser o campeão da temporada de 2020. Alex Rins ficou em 2º, completando a dobradinha da Suzuki. Algo que não acontece desde de 1982. A Suzuki parece ser a dona desse campeonato. Pol Espargaró completou o pódio, com um belo trabalho da KTM em Valencia.

Takaagi Nakagami ficou perto de ganhar seu primeiro pódio da carreira, levando a Honda para o 4ºlugar, mais um belo resultado do piloto Japonês. Miguel Oliveira honrou muito bem a tech 3, que só teve ele na pista e o Português não decepcionou, conquistou uma importante 5ªposição. Jack Miller completou os 6 primeiros colocados.

Brad Binder teve de pagar uma punição da volta longa, depois disso acabou fazendo uma grande corrida e terminou a corrida em 7ºlugar, superando a Andrea Dovizioso que fica com pouquíssimas chances de ser o campeão. Johann Zarco em 9º acabou caindo na parte final da prova e em mais uma corrida apagada, Danilo Petrucci completa os 10 primeiros colocados.

Franco Morbidelli acabou ficando bem para trás, um péssimo dia dele e de todos os pilotos com a moto da Yamaha. O ítalo-brasileiro ficou na 11ªposição. Marevick Viñales ficou em 13º após largar dos boxes e Fabio Quartararo acabou em 14º, salvando 2 pontos no campeonato. Stefan Bradl ficou na 12ªposição.

Se Joan Mir chegar entre os 3 primeiros colocados, será o campeão da temporada 2020 do Mundial de Motovelocidade. Nesse domingo teremos a etapa da Comunidade Valenciana no mesmo Circuito Ricardo Torno. O jovem piloto da Suzuki pode fazer história para a fábrica, quebrando o jejum de 20 anos sem título da marca na categoria.

Fotos:

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto GP
GP da Europa – Ricardo Torno – 28 voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
136Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki41’37.297
242Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 0.651
344Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 1.203
430Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 2.194
588Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 8.046
643Jack MillerPramac RacingDucatia 8.755
733Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 10.137
84Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 10.801
95Johann ZarcoEsponsorama RacingDucatia 11.550
109Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 16.803
1121Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 17.617
126Stefan BradlRepsol Honda TeamHondaa 24.350
1312Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 25.403
1420Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 39.639
32Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaa 2 voltas
73Álex MárquezRepsol Honda TeamHondaa 4 voltas
53Tito RabatEsponsorama RacingDucatia 14 voltas
63Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 22 voltas
35Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 22 voltas
46Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 23 voltas
41Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 28 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2 – GP da Europa – Bezzecchi vence e briga do título fica acirrada com queda de Lowes

Na Moto 2, tivemos belos duelos. A vitória de Marco Bezzecchi e a queda de Sam Lowes fez a liderança mudar de mãos e a disputa pelo campeonato continuava em aberto.

Xavi Vierge conseguiu manter a liderança na largada, Roberts e Bezzecchi vinham logo atrás do piloto da Petronas. Joe Roberts atacou Vierge desde da primeira curva, foi com tudo para cima de Vierge. Na curva 8, o piloto da American Racing assume a liderança da prova, mas essa liderança dura pouco, Na 2ªVolta e na segunda curva, Joe Roberts foi para o chão e abandonou a prova.

Bezzecchi que superou Vierge passou da 3ªposição para a liderança da prova. Remy Gardner passou para a segunda posição, Já Vierge sofria pressão de Sam Lowes. O piloto britânico largou mal e tentava se recuperar na prova. Hafizh Syarhin e Fabio di Giannantonio caíram e deixaram a corrida.

Lowes foi para cima de Vierge, o britânico lutou muito com Vierge para ganhar a 3ªposição das mãos do piloto espanhol que não parecia ter moto para conseguir manter-se nas primeiras posições. Ele foi superado por Jorge Martin da KTM, dessa forma, caindo para a 5ªposição. Já Hector Garzó tenta o ataque para cima de Lorenzo Baldassarri para conquistar a 7ªposição, atrás de Enea Bastianini.

Após 7 voltas, e de algumas voltas com Remy Gardner na sua cola, Bezzecchi consegue abrir vantagem sobre o piloto da SAG, que começaria a ser atacado pelo líder do campeonato Sam Lowes. Martin e Vierge estavam em 4º e 5º, um pouco mais atrás, Bastianini e os dois pilotos da Pons completavam as 8 primeiras posições. Aron Canet vinha fazendo uma bela corrida de recuperação, superou Marcel Schrotter e ganhou a 9ªposição.

Na 10ªVolta, Sam Lowes supera Gardner e ganha a segunda posição. Na volta seguinte, Jorge Martin supera Gardner e ganha a 3ªposição. A partir dai, Lowes teria de partir pra cima de Bezzecchi. Mais atrás, Marini passou Schrotter e passou a pressionar Canet. Essa pressão acabou dando resultado, Canet acabou errando e perdendo 3 posições (Caindo para 12ªposição). Marini, Bulega e Schrotter agradeceram e subiram uma posição cada.

Xavi Vierge, Bastianini, Baldassarri e Garzó estavam juntos, numa bela disputa pela 5ªposição. A 11 voltas do final, Bastianini supera Vierge ganhando a 5ªposição. O Piloto da Petronas tenta recuperar posição, mas erra e permite a ultrapassagem dos dois pilotos da equipe Pons, Baldassarri e Garzó subiram para 6º e 7ºlugares.

A 10 voltas do final, Sam Lowes vai ao chão e abandona a corrida. Isso deixaria o campeonato muito aberto. Enea Bastianini passava a ser o 4ºcolocado, posição que dava ao piloto da Italtrans a liderança do campeonato. Porém, A 7 Voltas do final, Lorenzo Baldassarri foi pra cima e superou Bastianini, ganham a 4ªposição. Faz muito tempo que o italiano não fazia uma corrida tão boa como essa.

Na reta final de prova, Luca Marini vinha chegando em Vierge, o piloto da VR46 estava bem mais rápido que o piloto da Petronas. A 5 voltas do final, o piloto da VR46 supera Vierge e ganha a 7ªposição.

Bezzecchi, Martin e Gardner estavam seguros nas 3 primeiras posições. Já Bastianini buscou recuperar posição sobre Baldassarri e acabou conseguindo a ultrapassagem que rendeu a 4ªposição. Marini superou Hector Garzó, subindo para 6ªposição.

Após 2 quedas seguidas nas corridas de Aragón, Marco Bezzecchi se recupera e acabou conquistando a vitória no GP da Europa. Uma grande recuperação do piloto italiano que ainda esta vivo na disputa pelo título. Com atuações muito boas, Jorge Martin da KTM e Remy Gardner da SAG completaram o pódio. Ambos correram muito bem, mesmo já não tendo chances de campeonato.

Enea Bastianini acabou com o 4ºlugar e volta a liderança do Mundial, aproveitando-se da queda de Sam Lowes, com 50 pontos em jogo, Tudo pode acontecer nessa briga pelo campeonato. Lorenzo Baldassarri fez uma belíssima corrida depois de muito tempo, ficando com a 5ªposição. Luca Marini conseguiu salvar uma 6ªposição e ainda se colocar como candidato na luta pelo campeonato, que parecia estar na suas mãos, mas que com seu momento ruim, acabou perdendo terreno e o favoritismo.

Hector Garzó fez uma boa corrida, mas não foi o bastante para se colocar entre os 6 primeiros colocados. Nicolò Bulega fez um bom final de semana, não sendo percebido nas disputas, não sendo visado, o trabalho do piloto da Gresini foi muito bom, 8ºlugar em sua melhor corrida na temporada. O pole Xavi Vierge não teve rendimento para ficar na frente, no final, perdeu muito terreno e acabou a prova na 9ªposição. Jorge Navarro da Speed UP completou o Top 10.

Canet largando do 20ºlugar conseguiu se recuperar bem e ficou na 11ªposição. Tetsuta Nagashima, Marcel Schrotter, Bo Bendsneyder e Stefano Manzi completou a zona de pontuação. A duas corridas do final, Bastianini e Lowes tem mais chances de título, mas Marini e Bezzecchi continuam na disputa. Semana que vem teremos a 2ªetapa em Ricardo Torno.

Fotos:

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 2
GP da Europa – Ricardo Torno – 26 voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
172Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex40’06.441
288Jorge MartínRed Bull KTM AjoKalexa 1.941
387Remy GardnerOnexox TKKR SAG TeamKalexa 3.553
433Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalexa 4.494
57Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalexa 4.648
610Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalexa 5.142
740Héctor GarzóFlexbox HP 40Kalexa 5.224
811Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 8.104
997Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 8.746
109Jorge NavarroHDR Heidrun Speed UpSpeed Upa 11.930
1144Aròn CanetInde Aspar Team Moto2Speed Upa 12.451
1245Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalexa 13.209
1323Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalexa 13.585
1464Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 15.528
1562Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 19.284
1642Marcos RamírezTennor American RacingKalexa 20.085
1757Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 21.512
1827Fabio Di GiannantonioIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 22.965
1912Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalexa 24.769
2019Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 34.173
2199Kasma KasmayudinOnexox TKKR SAG TeamKalexa 44.355
2274Piotr BiesiekirskiNTS RW Racing GPNTSa 59.450
22Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalexa 7 voltas
35Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 16 voltas
24Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 20 voltas
21Fabio Di GiannantonioHDR Heidrun Speed UpSpeed Upa 23 voltas
16Joe RobertsTennor American RacingKalexa 24 voltas
55Hafizh SyahrinInde Aspar Team Moto2Speed Upa 24 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 – GP da Europa – Raúl Fernández vence pela primeira vez. Arenas cai e briga pelo título fica mais acirrada

Sobre pista seca, a prova da Moto 3 foi dominada por Raúl Fernández, que se aproveitou de um grande acidente, que tirou Vietti, Lopez e Arenas de uma só vez, abriu uma boa vantagem e fez uma corrida tranquila e venceu pela primeira vez na carreira.

Na largada, John McPhee largou muito mal e cai para 9º, Celestino Vietti passou a lidera, com Alonso Lopez pulando de 6º para 2º. Arenas e Rossi completam os 4 primeiros colocados. No meio da primeira volta, Arenas chega a ocupar a segunda posição, mas acaba levando o troco de Lopez e Fernandez,  jogando o líder do campeonato a 4ªposição.

No começo da 2ªVolta, Vietti chega a ser superado por Fernandez e Lopez, mas o piloto da VR46 retornou a ponta. Porém, na curva 5, Vietti caiu e Alonso Lopez acabou indo para o chão. Nisso, Arenas teve sua moto atingida e acabou perdendo o rendimento. Apesar de não ter caído, era praticamente fim de corrida para o piloto da Aspar Martinez.

Com tudo isso, Raúl Fernández disparou na liderança, com quase 2 segundos de vantagem sobre Ricardo Rossi, que logo foi superado pelo Japonês Ai Ogura. Era a chance do japonês até assumir a liderança do campeonato, mas não seria tão fácil assim. Na 3ªVolta, Tony Arbolino superou Rossi e no final da mesma volta, superou Ogura e assumiu a segunda posição.

Após 4 voltas de corrida, Rossi ficou para trás, Arbolino, Binder, Ogura e Sergio Garcia se destacaram do resto do pelotão e começaram a se distanciar dessa turma do meio. Na 5ªVolta John McPhee foi ao chão e praticamente deu adeus as chances de título. Albert Arenas voltou a pista, mas com muitas voltas de atraso, sem nada para fazer na corrida.

Após 6 voltas, Fernandez vinha tranquilo na liderança, com 2.780 segundos a frente de Tony Arbolino e sua turma composta por Garcia, Binder, Ogura e um pouco mais atrás o espanhol da Avintia Carlos Tatay. Todos eles abriram boa vantagem para Kaito Toba, 7ºcolocado que liderava o 3ºgrupo.

Na volta 8, Sergio Garcia vai para cima de Tony Arbolino, os dois brigavam e Ogura e Binder ficavam só de olho nessa briga. Enquanto isso, Toba, Rodrigo, Rossi, Sasaki, Fenati, Migno, Suzuki e Salac brigavam pela 7ªposição. Rossi faz uma bela manobra, superado Kaito Toba e Gabriel Rodrigo passando para a liderança do pelotão, mas Rodrigo superou o piloto da RBE Skull na curva 1 da volta seguinte.

Jaume Masia foi ao chão e abandonou a prova, foi um péssimo final de semana do piloto da Leopard Racing. Alias, um péssimo final de semana da equipe no geral. Seu outro piloto que foi punido com a volta longa não cumpriu a punição nas 3 voltas seguintes e acabou tendo de pagar 2 voltas longas.

Ao começar a 11ªVolta, Ogura passou Garcia, ganhando a 3ªposição, enquanto que Romano Fenati teve de cumprir a volta longa por ter exceder o limite da pista. Na 13ªVolta, Arbolino, Ogura e Garcia disputavam a 2ªposição. Já Binder estava ficando para trás, Arenas ficou a frente dele mesmo sem ter o que fazer na corrida. Apesar disso, injusta a desclassificação do líder do campeonato, poderiam obrigar ele ir aos boxes, pois ele só atrapalhou a corrida do irmão de Brad Binder, não teve pilotagem irresponsável, se tivesse, teria que ter derrubado um piloto ou ter comprometido seriamente a prova de um dos favoritos e isso não aconteceu.

Tatsuki Suzuki foi ao chão também e deixou a corrida, outro piloto foi para o chão foi Dennis Foggia da Leopard Racing. Enquanto Fernández continuava muito na frente, 2.5 segundos depois vinham Arbolino, Garcia e Ogura brigando pelo 2ºlugar. Binder em 5º já vinha um pouco mais atrás e Carlos Tatay em 6º vinha mais atrás do sul-africano. Lá atrás, tinha um pega pra capar pela 7ªposição.

A 7 voltas do final, Niccolò Antonelli vai ao chão e abandona a prova. Enquanto que Ogura volta ao pódio após superar Sergio Garcia. Porém, o piloto da Estrella Galicia não desistiu e tentou recuperar posição. Ogura e Garcia ficaram lado a lado por várias curvas e nessa briga, o japonês levou vantagem sobre o espanhol. Na volta seguinte, foi a vez de Garcia retornar a 3ªposição.

Com essa briga toda, Arbolino conseguia diminuir a vantagem para Fernández que ainda era segura. A 3 voltas do final, as 2 outras posições do pódio estavam indefinidas. Garcia passou Ogura e partiu para cima de Arbolino, que chegou a ganhar um pouco de folego.

Porém, não foi o suficiente para evitar o ataque e posteriormente a ultrapassagem do piloto da Estrella Galícia, passando para 2ªposição, numa ultrapassagem brilhante na entrada da volta final. Ogura precisava do pódio e acabou conseguindo passar Arbolino e garantir a posição no pódio.

Raúl Fernández, o piloto que mais poles conquistou no ano conquistou sua primeira vitória na carreira na Moto 3. Uma grande vitória, a mais tranquila de um piloto no ano de disputas bem apertadas na categoria, Apesar de ser rápido, só agora Fernández começa a colher grandes resultados em 2020.

Sergio Garcia leva a Estrella Galícia ao 1ºpódio do ano, em 2ºlugar, numa corrida muito aguerrida. Ai Ogura foi um dos vencedores do final de semana, além em ficar em uma ótima terceira posição, o Japonês se aproxima de Arenas na disputa pelo título. Os dois primeiros colocados estão agora separados por 3 pontos de distância. Tony Arbolino que ficou por muito tempo em 2º, acabou perdendo o pódio na última volta e terminou a prova na 4ªposição.

Darryn Binder segurou no final os ataques de Carlos Tatay e terminou a prova na 5ªposição. O piloto da Avintia conquistou seu melhor resultado na Moto 3. O companheiro de equipe de Arenas foi muito bem, Stefano Nepa ganhou a disputa no pelotão intermediário e acabou a prova em 7ºlugar, Seguido de Jeremy Alcoba, Filip Salac e Ayumu Sasaki. Apesar de ter tomado 2 punições de volta longa, Romano Fenati conseguiu marcar pontos, em 13ºlugar.

Semana que vem tem mais corrida em Valência (Etapa da Comunidade Valenciana), Arenas pode ser campeão, mas é muito improvável que isso aconteça. A decisão da Moto 3 se encaminha para Portimão no dia 29 de Novembro.

Fotos:

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3
GP da Europa – Ricardo Torno – 23 voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM38’29.140
211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 0.703
379Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 1.005
414Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHondaa 1.037
540Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 13.392
699Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 13.424
782Stefano NepaValresa Aspar Team Moto3KTMa 16.719
852Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 16.824
912Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 16.964
1071Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 17.088
1154Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 17.344
1216Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 17.467
1355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 17.589
1453Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 18.191
152Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 18.358
166Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 18.441
1792Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 19.128
1850Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 19.583
199Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 27.457
2070Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 27.836
2173Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 31.328
2289Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 31.661
2313Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 1’20.533
23Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 7 voltas
27Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 7 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 10 voltas
7Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 10 voltas
5Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 14 voltas
17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 19 voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 21 voltas
75Albert ArenasValresa Aspar Team Moto3KTMDesclassificado

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

MotoGP – GP da Europa – Treino de Classificação

A 13ªEtapa pode ter sido decisiva para levar Joan Mir e a Suzuki ao título do Mundial de Motovelocidade. Uma prova que começou com uma classificação sobre chuva. Valentino Rossi acabou indo para Valencia correr, mas precisava confirmar que não estava mais com o Covid-19. Isso só foi confirmado da sexta para o sábado. O norte-americano Garrett Gerloff fez os treinos de sexta-feira no lugar do Doutor.

Iker Lecuona acabou de fora da corrida, seu irmão foi diagnosticado com o Covid-19 e tem de ficar em quarentena por 10 dias. Sua participação na semana que vem estava em dúvida. Na Aprilla, Bradley Smith deixou seu lugar para Lorenzo Salvadori nas 3 últimas provas do campeonato.

O Estreante Lorenzo Salvadori da Aprilla é o primeiro a entrar na pista, sua missão seria bem difícil. Assim como seria difícil para Valentino Rossi, que só foi liberado para disputar a corrida e a classificação da sexta para o sábado. Na sua primeira volta, aos 4 minutos da repescagem, o Doutor mostrou que estava recuperado, marcou 1:42.916, mais de 1 segundo mais rápido que o tempo de Danilo Petrucci.

Cal Crutchlow acabou indo para os boxes, iria acertar sua moto para uma volta melhor. A 9 minutos do final, Miguel Oliveira começa o seu domínio passando para a liderança, com 1:41.791. Uma surpresa, Stefan Bradl passou para segundo e Valentino Rossi caiu para 3º, superando o espanhol Alex Marquez. Quem decepcionou foi Marevick Viñales, ficando com o 5ºtempo, mas ainda tinha muito tempo de treino e a pista vinha melhorando.

Mas o Português Miguel Oliveira vinha com tudo, nas duas voltas seguintes ele baixou em 0.996 segundos e consolidou na liderança, Stefan Bradl era o dono da outra vaga a 5 minutos do final. Quem decepcionada mesmo era Viñales, com uma apagada 9ªposição, só a frente de Rabat e Zarco.

A menos de 4 minutos do final, Francesco Bagnaia aparece na sessão e passa para 2ªposição numa boa volta, superando Bradl. Johann Zarco deu um pulo da última para a 4ªposição. A 2 minutos do final, Oliveira baixou ainda mais seu tempo e Bradl voltou para segunda posição.

O piloto alemão da Repsol estava próximo da vaga ao Q2, até que Johann Zarco marcar uma grande volta, com 1:40.821 o piloto da Avintia acabou ficando com a segunda vaga para a fase final da sessão. Miguel Oliveira com sobras ficou a 1ªposição. Bradl acabou ficando de fora do Q2 por pouco. De positivo, ele se tornou um pouco competitivo na reta final de campeonato e acabou ficando a frente de Alex Marquez.

Marevick Viñales decepciona, ficou apenas na 5ªposição e teria de partir da 15ªposição. Valentino Rossi sentiu a falta de ritmo e só larga na 18ªposição.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
188Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM1’40.771
25Johann ZarcoEsponsorama RacingDucati1’40.821
36Stefan BradlRepsol Honda TeamHonda1’41.010
473Álex MárquezRepsol Honda TeamHonda1’41.276
512Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’41.310
635Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHonda1’41.311
763Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’41.395
846Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’42.039
99Danilo PetrucciDucati TeamDucati1’42.244
1032Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’42.532
1153Tito RabatEsponsorama RacingDucati1’43.030

A pista estava um pouco melhor para a fase final da classificação. Jack Miller e Johann Zarco não saíram de cara, Franco Morbidelli acabou voltando aos boxes após dá uma volta na pista, os outros 9 pilotos abriram a volta rápida. Alex Rins foi o mais rápido nessa primeira tentativa. Porém, a volta foi 1.7 segundos mais lenta do que a volta mais rápida do Q1, pertencente a Miguel Oliveira.

Alex Rins melhora seu tempo para 1:41.714 a menos de 10 minutos do final, mas dessa vez, acaba superado por Joan Mir da Suzuki e depois de 40 segundos, Takaagi Nakagami passou para a ponta, o sol estava ajudando a melhorar o tempo, mas não o suficiente para algum piloto colocar pneus de pista seca.

Morbidelli acabou voltando para a pista, o acerto melhor da sua moto deu resultado e o vencedor da corrida passada passa para a ponta, com 1:41.517 a 8:15 do final da sessão, mas Rins voltou a ponta segundos depois. Ao contraio de Morbidelli, o francês Fabio Quartararo decepciona, estava apenas na 8ªposição. A 7 minutos do final, Rins, Morbidelli e Nakagami formavam a primeira fila do Grid de largada. Líder do campeonato (Mir) e o melhor piloto do Q1 (Oliveira) vinham logo a seguir.

Nakagami volta para a ponta com 1:40.530, o japonês estava em uma grande fase, apesar da queda na corrida passada. Jack Miller passa para segundo e Pol Espargaró levou sua KTM para 3ªposição. Faltavam 4 minutos para o término da sessão, Joan Mir subiu da 5ª para a 3ªposição, superando Pol Espargaró. O mesmo não se poderia dizer de Andrea Dovizioso que não conseguia sair da 12ªposição.

A 2 minutos do final, Rins foi para a ponta, enquanto que Nakagami foi para o chão. Mir e Aleix Espargaró fizeram belas marcas e subiram para 3ª e 4ªposições. A menos de 1 minuto do final, Rins e Pol disputavam a pole position, os dois faziam as melhores parciais. No fim, foi Pol Espargaró que levou a melhor por 41 milésimos e conquistou a pole position. O piloto da KTM estava em busca da primeira vitória da carreira.

Completando a primeira fila, Alex Rins da Suzuki, numa excelente fase do piloto e da equipe de fábrica e Takaagi Nakagami da LCR Honda. Johann Zarco fez uma excelente classificação, mais uma vez sendo o melhor piloto da Ducati na 4ªposição, O líder do campeonato Joan Mir vai largar em uma boa 5ªposição. Completando a segunda fila, Aleix Espargaró com sua Aprilla, outro piloto que fez um belíssimo trabalho.

Na terceira fila vão largar Jack Miller da Pramac, Miguel Oliveira da Tech 3 e Franco Morbidelli da Petronas. Foi decepcionante o desempenho das Yamaha no geral. Fabio Quartararo iria largar em 11º, atrás de Brad Binder da KTM e só a frente de Andrea Dovizioso da Ducati.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
144Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTM1’40.434
242Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’40.475
330Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’40.530
45Johann ZarcoEsponsorama RacingDucati1’40.577
536Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’40.704
641Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’40.893
743Jack MillerPramac RacingDucati1’40.893
888Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.328
921Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamaha1’41.557
1033Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’41.781
1120Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamaha1’41.943
124Andrea DoviziosoDucati TeamDucati1’42.249
136Stefan BradlRepsol Honda TeamHonda1’41.010
1473Álex MárquezRepsol Honda TeamHonda1’41.276
1512Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’41.310
1635Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHonda1’41.311
1763Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’41.395
1846Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’42.039
199Danilo PetrucciDucati TeamDucati1’42.244
2032Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’42.532
2153Tito RabatEsponsorama RacingDucati1’43.030

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP