Indy 500 – Edição 103 – Capítulo Final – Os erros capitais para a eliminação de Alonso

Os Erros que a Mclaren cometeu para tirar Fernando Alonso da corrida foram inacreditáveis. Não é possível que uma organização com tanto prestígio e com tanta história, Vencedora de corrida nas 500 milhas em 1966 com Graham Hill tenha tido tanto relaxamento como o que fizeram nesse mês em Indianápolis. Visto que a 2 anos atrás a mesma Mclaren fez a coisa certa, Se associou com a equipe certa, que conhecia a Formula Indy com os olhos fechados a muitos e muitos anos.

A Participação de Alonso na edição de 2019 nem de longe lembra a grande Estreia que ele teve em Parceira com a Andretti no ano de 2017

Pra começar, Pegaram o acerto básico da Carlin. Uma gigante da Formula Indy! Que teve 3 dos seus 4 carros eliminados no Bump Day. (Apenas Charlie Kimball classificou para a prova) O Detalhe é que a Mclaren poderia ter feito parceira com a equipe de Ed Carpenter para correr nas 500 milhas, Mas recusaram porque era eles acharam os custos que a Carpenter iria cobrar muito caros. O Resultado disso, vocês viram na Classificação e na Corrida: Os três pilotos largaram na frente e Carpenter ficou em uma boa 6ªposição. Isso é que dá querer pechinchar para ser competitivo. Em 500 Milhas você não pode pechinchar para vencer uma prova como essas.

O Segundo erro, Eu posso juntar todas as circunstâncias que atrapalharam o desenvolvimento na pista.

Atrasar a chegada do volante do carro, o diretor da Equipe Zak Brown admitiu que os Volantes chegaram atrasado e com isso ele não testou no oval do Texas.

Problemas com a pintura do carro reserva, Após o acidente, O Carro reserva não tinha a sua pintura pronta, Isso tirou praticamente dois dias de testes. A Juncos Racing não tinha pintura nenhuma quando para os treinos sem qualquer patrocinador.

Usar Sensores errados nos Pneus, Por isso não identificaram um furo de pneu rapidamente. Isso é algo que não é admissível acontecer em equipe pequena, Muito menos com uma Mclaren.

Quanto mede uma Polegada?  A Mclaren não conseguiu converter em polegadas para o seu sistema métrico que é utilizado nos Estados Unidos. O Carro de Alonso ficou tremendo por causa desse acerto equivocado. Tiveram que consertar o acerto e Alonso perdeu praticamente mais um dia de pista.

A Mclaren acabou praticamente perdendo 3 dias de pista, Veja o quanto de informação não se perdeu e o quanto de erro a equipe poderia ter evitado. A eliminação das 500 milhas no Bump Day acabou chocando o público comum, Mas quem conviveu os treinos acabou não sendo surpresa. Fizeram tudo errado para Indianapolis, Ou melhor, Fizeram tudo certo para fracassarem. Nunca se extraiu alguma velocidade para estarem no Grid de Largada, Alonso tentou de tudo, Mas com o que ele tinha não dava para classificar.

E mesmo se conseguisse a Classificação, Quais seriam as chances de vencer largando do 33ºlugar? Para mim, Um carro que demonstrou estar ruim durante todo o período de classificação tentar a vitória, nesse tipo de carro? Eu acho que é impossível, Principalmente quando você não tem um carro em boas condições.

James Hinchcliffe que largou em 32ºlugar, Com um carro que não andou nada nos treinos e que só melhorou um pouco no Bump Day conseguiu terminar a prova em 11ºlugar, Mas não apareceu em nenhum momento da prova e se quer brigou pela vitória. Acredito que isso seria o destino possível para o Príncipe das Astúrias.

Agora, Alonso e a Mclaren sem dúvida vai tentar ganhar as 500 Milhas e completar a tríplice coroa. Para mim, O Espanhol precisa disputar a temporada da Formula Indy ou parte dela. Se a Mclaren não topar, que ele vai tentar a sorte para uma outra equipe, que não vai faltar a ele é Proposta das equipes que já estão na categoria. E duvido que ele vá para alguma equipe pequena e acho que ele só conversaria com equipes de Média para Grande.

Alonso na temporada completa da Indy em 2020, Poderia ser o grande chamariz para a categoria. Ter um campeão Mundial de Formula 1 no grid da categoria Norte-Americana.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Pagenaud conquista vitória nas 500 Milhas

Simon Pagenaud confirmou o favoritismo dele e da equipe Penske. Liderando 119 Voltas, O Francês acabou com um jejum de 105 sem uma vitória francesa. Em uma corrida impecável do piloto da Penske, Diga-se de passagem.

Desde da largada, Pagenaud saiu na frente com Carpenter como seu mais próximo seguidor. Mais atrás, Tony Kannan fez uma bela manobra para ganhar 2 posições na segunda volta da prova. Na quinta volta, Will Power, Spencer Pigot e Josef Newgarden fizeram uma bela disputa pela 3ªposição.

May 26, 2019, Indianapolis, Indiana, USA ©2019, Porterimage USA

A primeira bandeira amarela veio na volta 5, O piloto Colton Herta teve problemas de eletrônicos e acabou se quer chegando aos boxes. O piloto da Harding terminou muito cedo a sua corrida em Indianapolis.

A Relargada aconteceu na 11ªVolta, Pagenaud segurou a liderança, Foi Will Power que subiu para o segundo lugar em cima de Ed Carpenter. Não tivemos muitas mudanças na classificação da prova. Nesse começo de prova, A se destacar as provas de James Davison e Conor Daly, Disputando apenas a prova de Indianapolis eles estavam em 9º e 10ºlugares.

Na primeira relargada, Bourdais, Rossi e Ed Jones proporcionaram um belo momento na prova. O piloto da Carpenter ficou no meio, Rossi colocou por dentro e Bourdais foi por fora, Melhor para o piloto da Dale Coyne, Mas Rossi logo superou Bourdais e na volta 30 foi para cima de Newgarden que reclamava do seu carro sair de frente. Por sorte a janela de parada estava começando naquele momento.

Simon Pagenaud foi o primeiro a fazer a parada na entrada da 32ªVolta.

Durante as paradas, Hélio Castroneves acabou tocando em Davison, O Australiano que foi para os boxes acabou rodando devido ao toque. Era claro que o Brasileiro pagaria uma punição nos boxes, Isso fez com que ele ficasse a 1 volta dos líderes. A Corrida do piloto da Dale Coyne também ficou comprometida. Uma pena, Pois Davison estava indo muito bem. Power parou 3 voltas depois. Um dos últimos a parar foi Scott Dixon, O mestre na arte de economizar combustível na Formula Indy.

Após as paradas o líder era Rosenquist, Com Parenaud em 2. O piloto Sueco da Ganassi largou do 29ºlugar e liderava, Só que ele precisava ir aos boxes. Foi na 42ªVolta ele foi aos Boxes, Castroneves também foi aos boxes para pagar a punição.

Pagenaud abriu 2.6 segundos de frente para Will Power, Pressionado pelo Ed Carpenter. Newgarden e Bourdais completavam os 5 primeiros colocados. Rossi, Pigot, Jones, Daly e Ericsson completavam os 10 primeiros lugares. Scott Dixon e Tony Kannan vinham em 11º e 12ºlugar, Preservando seus carros certamente.

A Prova até nesse momento tinha o amplo domínio da Chevrolet, com 6 dos 10 primeiros lugares da Marca Norte-americana em cima da Marca Japonesa que tinha Rossi, Bourdais e Daly e Ericsson entre os 10 primeiros .

Na volta 56, Ben Hanley fica bem lento na pista. Seu carro tinha problemas de Tração. Por sorte, Ele levou o carro até os boxes. Sem bandeira amarela acionada na pista.

Na Volta 63, Pagenaud abre mais um pouco para Power e Carpenter, Subindo para os 3 segundos a vantagem para Ed Carpenter que ganhou o segundo lugar das mãos de Power. Logo depois, (Volta 65) O Francês foi para a sua segunda parada nos boxes. Sendo o líder de cada com o vento o Francês iria ser o primeiro a parar nos boxes sempre.

Ed Carpenter foi para os boxes na volta 68. Diferença entre os dois eram de 4 Voltas em relação ao piloto Francês. Will Power na volta 69 acabou errando a posição nos boxes e perdendo tempo. Rossi por muito pouco não acaba no muro na hora dele entrar para a sua segunda parada na volta 70, Deixando Dixon na liderança.

Tivemos um incidente de Jordan King com um dos mecânicos que foi atingido por uma roda do carro do piloto Britânico. Dixon foi o último a fazer a parada na 72ªVolta. Pouco depois a rodada e a batida de Kyle Kaiser da equipe Juncos, ele Roda na curva 3 e ao tentar corrigir ele acabou rodando e indo para o muro. Acionando a segunda bandeira amarela da prova.

Power, Por ter passado em cima de uma mangueira na segunda parada ele foi punido e foi obrigado a deixar todos passarem dele. Power caiu para as últimas posições.

Relargada na volta 80: Pagenaud abriu muito na liderança da prova. Carpenter, Newgarden e Rossi vinham logo atrás. Na volta seguinte, Carpenter foi para cima de Pagenaud tentando tirar a liderança e a hegemonia do piloto Francês, Que liderou praticamente 65 das 82 voltas completadas até o momento da prova. Os dois já abriram vantagem sobre Newgarden com seu Penske, Rossi com a Andretti e Bourdais fazendo uma grande corrida com o carro da Dale Coyne.

Rossi abriu fogo de vez em cima de Newgarden, Que se defendeu muito bem de dois ataques do piloto da Andretti na volta 88. Enquanto Carpenter acompanha Pagenaud na frente. Com 91 voltas de prova a classificação era essa: Pagenaud – Carpenter – Newgarden – Rossi – Bourdais – Pigot – Daly – Ericsson – Rahal – Hunter-Reay – Ferrucci – Kannan – Kimball e Hildebrand nas 15 primeiras posições.

A corrida estava chegando à metade, O Céu estava encoberto. Qualquer chuva que caísse depois da Volta 100 a corrida já estava valida e poderia o diretor de prova acabar com a corrida. Porém, não parecia com cara de que a chuva iria cair a qualquer momento da prova. Com uma impressionante desempenho, Pagenaud vai para os boxes na volta 100. Com a projeção que ele teria que fazer na corrida. O Francês estaria em algum momento da prova economizar combustível para não fazer uma nova parada nos boxes.

Carpenter vai para a parada na volta seguinte juntamente com Spender Pigot. Ai, Já estão com mais possibilidades de completarem a prova com mais 2 paradas. Newgarden parou na volta 102. Os que estavam melhores na tática de corrida eram sem dúvida: Alexander Rossi , Sebastien Bourdais e Scott Dixon. O Francês da Dale Coyne fez sua parada na volta 105.

Rossi que liderou por 3 voltas, foi para a sua 3ªparada na volta 106. A sua situação na prova estava muito mais tranquila do que a situação de prova de Pagenaud, Com 6 voltas de folga. Além de Dixon, Rahal, Rosequist, Hinchcliffe, Harvey e Leist não tinham feito a terceira parada nos boxes. Rahal para na volta 109. Se tudo desse certo para o ploto da Rahal, Ele só precisava de mais duas paradas para terminar a prova.

Na Volta aos boxes, Tony Kannan e Santino Ferrucci disputaram posição roda com roda. A Vantagem ficou com o piloto Norte-Americano.

Após 110 voltas, Dixon estava na pista e ficou na pista até a volta 112 quando ele fez sua 3ªparada. Com a parada de Felix Rosenquist na volta 113, Pagenaud volta a liderança, Mas muito pressionado pelo Rossi. O piloto da Andretti em uma só volta passou Newgarden e Carpenter e tentou o ataque em cima do Francês que segurou a ponta. Depois disso, Rossi ficou acompanhando Pagenaud. Carpenter, Newgarden e Bourdais completavam os 5 primeiros colocados. Quem começava a aparecer na prova era Conor Daly, que já estava em 6ºlugar, Na frente de Scott Dixon que estava bem em relação ao final da prova. Pagenaud estava 12 voltas de atraso em tática para Dixon.

A tática de Pagenaud era andar tudo que ele podia andar, Por isso ele conseguiu abrir 1 segundo de frente para Rossi, Voltas depois o Norte-Americano volta a andar perto do piloto da Penske. Com 75 voltas para o final da prova ainda tinha muita coisa pra acontecer. Lá Atrás, Will Power na volta 129 estava em 18ºlugar e tratou de mudar sua tática.

No final da volta 129, Pagenaud foi para os boxes. Com 71 voltas para o final, O Francês estava andando muito, Mas iria precisar poupar combustível caso ele queria terminar a prova com mais 1 parada. Ou então, Assumir o risco e partir para fazer uma parada a mais na parte final da prova. Rossi passou a liderança, Com 2.3 segundos a frente de Ed Carpenter, 4.6 segundos de Josef Newgarden que vinha em 3ºlugar. Carpenter e Pigot para na volta 134, Eles precisariam poupar combustível para fazerem só mais uma parada para completar a prova.

Newgarden fez a 4ªparada na volta 136. Rossi, Bourdais e Dixon ficavam na pista. O piloto da Dale Coyne parou na volta 137. Quem parasse a partir da volta 140 teria a certeza de fazer só mais uma parada nos boxes.

Eis que na parada de Rossi, Problemas com a mangueira de combustível, Fizeram ele perder 23 segundos na sua parada, sendo que o ideal é perder de 6 a 8 segundos em cada parada. A sorte dele foi que o Sueco Marcos Ericsson ao frear o carro para diminuir a velocidade ele acabou rodando na entrada dos boxes. Por incrível que pareça, A Bandeira amarela foi acionada pela terceira vez.

Dixon não tinha parado era o líder, Mas com a parada dele o Neozelandês iria para os últimos lugares. Assim como Santino Ferrucci, Rosenquist, Kannan, Veach, Hinchcliffe e Jones que teriam de fazer a parada logo. Esses pilotos e mais alguns outros que estavam com voltas atrás foram para os boxes para fazer uma nova parada nos boxes. Matheus Leist fez uma parada extra para trocar os pneus que daria problemas.

O Céu começava a abrir em Indianapolis, A Possibilidade de chuva cada vez estava mais e mais descartada. Depois das paradas a Classificação era essa: Pagenaud era o líder com Carpennter, Newgarden, Bourdais, Rossi, Daly, Hunter-Reay, Kimball, Rahal e Dixon eram os 10 primeiros colocados.

Relargada na volta de número 149, Rossi vai tentando recuperar o prejuízo que até foi pequeno pelo incidente da última parada. Rossi tentou passar o Retardatário, Nessa história perdeu o 5ºlugar para Conor Daly. Pagenaud agora tinha Josef Newgarden por perto. Com 49 voltas do final, No final da reta oposta, Josef Newgarden passou a liderança, superando Simon Pagenaud. Daly superou Bourdais e passa para o 4ºlugar. A Andretti parece ter colocado um novo piloto na disputa pela vitória, Numa grande exibição de Daly.

Rossi vinha sendo muito atrapalhado pelo Oriol Servia. O Espanhol vinha 1 volta atrás e fechou a porta do vencedor da prova de 2016, que acabou passado por fora. Na Volta seguinte, Rossi foi para cima de Bourdais. Na volta 158 , Rossi passou para o 5ºlugar, O Carro dele rendia demais e já iria para cima do Daly, Que vinha também colado em Carpenter. Newgarden e Pagenaud estavam um pouco na frente nas 2 primeiras posições. Pela primeira vez o Francês estava andando atrás de um pouco e continuava rendendo muito bem seu carro. Provavelmente ele estava no vácuo para poupar combustível.

Na volta 162, Rossi passou Daly e sobe para o 4ºlugar. A Última janela dos boxes começaria a qualquer momento. Quem parasse depois da volta 170 sem dúvida terminaria, Antes de parar nos boxes, Pagenaud passou Newgarden e logo depois foi para os boxes, No final da volta 168 para começar a volta 169 ele vai para os boxes. Com 31 voltas, Ele teria de poupar algum combustível para terminar a prova. Já Rossi parou na volta seguinte, Ele teria mais folga para terminar a prova.

Na volta 172 parou Josef Newgarden. Carpenter e Daly dos primeiros colocados, Estavam ainda na pista e levariam vantagem para o final da prova. Na volta 173, Os dois primeiros pararam nos boxes. Power, Sato, Pigot, Harvey ainda não tinham feito a última parada a 26 voltas do final da prova. Pagenaud em 5º, vinha a quase 2 segundos de diferença para Rossi, Mas precisava poupar combustível para terminar a prova.

Power parou na entrada da 177ªVolta, Sato que chegou a andar 1 volta atrás, assumiu a liderança. Na metade da volta, Rossi passou  Newgarden e assumiu a liderança. Enquanto Sato e Pigot foi para os boxes na volta 178, Um acidente envolvendo 5 carros, Um dos acidentes, Bourdais fecha a porta de Graham Rahal. Os dois se toca e ambos acabam no muro. Rosenquist, Veach e Kimball também se envolveram na batida.

Com esse acidente, Deram uma bandeira vermelha para a pista ser limpa e para a corrida terminar na bandeira verde. Com 180 voltas completadas a classificação era: Rossi, Pagenaud, Carpenter, Newgarden, Daly, Sato, Dixon, Ferrucci, Hunter-Reay, Hinchcliffe, Power, Kannan, Mann e Davison nas 14 primeiras posições.

A Corrida recomeçou depois de 15 minutos depois de limpeza de pista. Porém, demoraram um pouco para fazer a relargada, Por que eles liberaram os pilotos com 1 volta atrás dos que estavam na frente do líder. Antes da Largada, Dixon foi para os boxes e teve de fazer uma parada para trocar os pneus que foram possivelmente tiveram um furo de pneu e saiu da briga.

Relargada na volta 188, Pagenaud pega o vácuo de Rossi e assume a liderança da prova, Sato foi para cima de Carpenter e ganhou o 3ºlugar após disputa roda por roda entre os dois pilotos.

Rossi na volta seguinte dá o troco para cima de Pagenaud e volta a liderança da prova. Pagenaud volta a ponta na volta 190. A disputa estava entre os dois pilotos mesmo, Mas ai Takuma Sato entra em jogo e ultrapassa Newgarden e ganha o 3ºlugar. A 8 voltas do final, O Japonês entrou na disputa pela vitória. Pagenaud tentou um traçado diferente para impedir que seu vácuo desse a chance a Rossi tentar usar esse vácuo a favor dele.

Pagenaud tem sua tática dando certo de Bloquear o vácuo de Rossi até a volta 198, Rossi na reta dos Boxes e por fora passou Pagenaud e tomou a liderança, Parecia que o Norte-Americano iria conquistar o bicampeonato das 500 milhas, Mas Pagenaud não desistiu, Tirou a vantagem que o piloto da Andretti tinha, O Francês usou o vácuo de Rossi e a 1 volta e meia do final passou a liderança da corrida.

Simon Pagenaud balançou o carro para segurar a liderança, A última chance de Rossi foi na reta oposta e o piloto da Penske segurou esse ataque. Simon Pagenaud fez uma corrida impecável praticamente, Liderando por mais de 110 voltas conquistou a sua primeira vitória nas 500 Milhas. É mais uma vitória da Penske e mais um campeão do Campeonato da Formula Indy a vencer a prova mais tradicional do Automobilismo Mundial. Além de ser o primeiro Francês a vencer as 500 milhas desde do ano de 1914, Quando René Thomas venceu a prova daquele ano.

Alexander Rossi fez uma grande corrida, Depois do que ele passou nos boxes, Com a mangueira de combustível acabou ficando com o segundo lugar, Que poderia ser o primeiro colocando sem dúvida nenhuma. Takuma Sato que ficou 1 volta atrás, Não imaginaria que ele conseguisse levar o 3ºlugar. Tinha no final um carro super rápido nas mãos. Josef Newgarden acabou não tendo a força para disputar a vitória, Mas foi importante a 4ªposição para ele em relação ao campeonato.

Will Power, Apesar do seu erro na 2ªparada, se recuperou e acabou a prova em 5ºlugar. Ed Carpenter ficou em 6º e mostrou sua grande capacidade em pilotar em circuitos ovais, No decorrer da corrida faltou um pouco mais dele ou do carro para que ele pudesse brigar pela vitória.

Santino Ferrucci fez uma corrida discreta e sem erros, Acabou com o título de Rookie das 500 milhas com o 7ºlugar. Ryan Hunter-Reay em uma corrida discreta conseguiu um 8ºlugar, Após sair do 22ºlugar e com provavelmente sem carro para ficar nas primeiras posições.

Tony Kannan fez uma grande corrida, Fica claro que a Foyt é uma carroça, Mas no oval ainda se ver o piloto de 44 anos muito rápido. Chegou a ficar uma volta para completar a corrida em 9ºlugar. Completando os 10 primeiros colocado o Norte-Americano Conor Daly, que andou muito bem a corrida inteira e chegou a andar em 4ºlugar em determinado momento da prova.

A se destacar dois pilotos que se recuperaram muito bem de condições adversas na prova: James Hinchcliffe, Que chegou em 11ºlugar após largar do 32ºlugar, Foi uma corrida de paciência para o piloto Canadense. Depois de ser tocado nos boxes e ter perdido muito tempo, James Davison se recuperou muito bem e acabou a prova em um honroso 12ºlugar. Seu melhor resultado na Formula Indy.

Pippa Mann, De volta a corrida das 500 milhas fez uma corrida digna, Chegou em 16ºlugar e na frente de Scott Dixon. O piloto da Chip Ganassi que poderia estar disputando a vitória, Teve problemas e acabou em 17ºlugar. Outro piloto que sai com Saldo negativo da Indy 500 é Hélio Castroneves. Não chegou nem perto se quer de disputar a vitória nesse ano, Ainda por cima, Erra em tocar em James Davison na 2ªrodada de paradas nos boxes e toma volta do líder e fica para trás até o final da prova.

O Portal Sportszone parabeniza a Simon Pagenaud pela vitória nas 500 Milhas de Indianapolis.

Resultado final da 103ªEdição das 500 Milhas de Indianapolis

posPilotoEquipeMotorVoltasTempo
122Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet2002:50:39.2797
227Alexander Rossi Andretti AutosportHonda200a 0.2086
330Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda200a 0.3413
42Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet200a 0.8979
512Will Power Team PenskeChevrolet200a 1.6173
620Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet200a 1.9790
719Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda200a 2.8055
828Ryan Hunter-Reay Andretti AutosportHonda200a 4.0198
914Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet200a 4.7708
1025Conor DalyAndretti AutosportHonda200a 5.3459
115James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda200a 5.4821
1233James DavisonDale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda200a 6.2250
1363Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet200a 7.5500
1421Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet200a 8.5566
154Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet200a 10.4153
1639Pippa MannClauson-Marshall RacingChevrolet200a 12.9803
179Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda200a 14.7595
183Hélio Castroneves Team PenskeChevrolet199a 1 Volta
1924Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet199a 1 Volta
2048J. R. HildebrandDreyer & Reinbold RacingChevrolet199a 1 Volta
2160Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda199a 1 Volta
2277Oriol ServiàMotoGator Team Stange Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda199a 1 Volta
237Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda198a 2 Voltas
2442Jordan King Rahal Letterman Lanigan RacingHonda198a 2 Voltas
2523Charlie KimballCarlinChevrolet196a 4 Voltas
2698Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda195a 5 Voltas
2715Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda176Acidente
2810Felix Rosenqvist Chip Ganassi RacingHonda176Acidente
2926Zach VeachAndretti AutosportHonda176Acidente
3018Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda176Acidente
3132Kyle KaiserJuncos RacingChevrolet71Acidente
3281Ben Hanley DragonSpeedChevrolet54Mecânico
3388Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda3Mecânico

Número de Voltas lideradas por cada piloto:

Simon Pagenaud116
Alexander Rossi 22
Josef Newgarden21
Scott Dixon 13
Will Power 7
Ed Carpenter7
Felix Rosenqvist 6
Spencer Pigot4
Takuma Sato 3
Santino Ferrucci 1

Premiação de Cada piloto nessa prova:

PilotoPrêmio
Simon PagenaudU$ 2.669,529
Alexander Rossi U$ 759.179
Takuma Sato U$ 540.454
Josef NewgardenU$ 462.904
Will Power U$ 444.554
Ed CarpenterU$ 450.554
Santino Ferrucci U$ 435.404
Ryan Hunter-Reay U$ 379.129
Tony Kanaan U$ 369.129
Conor DalyU$ 230.805
James HinchcliffeU$ 365.129
James DavisonU$ 220.305
Ed JonesU$ 233.305
Spencer PigotU$ 377.229
Matheus LeistU$ 344.129
Pippa MannU$ 200.305
Scott Dixon U$ 359.204
Hélio Castroneves U$ 200.305
Sage KaramU$ 204.305
J. R. HildebrandU$ 200.305
Jack HarveyU$ 200.305
Oriol ServiàU$ 203.305
Marcus Ericsson U$ 384.629
Jordan King U$ 200.805
Charlie KimballU$ 200.305
Marco AndrettiU$ 334.129
Graham RahalU$ 334.129
Felix Rosenqvist U$ 353.279
Zach VeachU$ 334.129
Sébastien BourdaisU$ 342.129
Kyle KaiserU$ 205.305
Ben Hanley U$ 200.805
Colton Herta U$ 351.129

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Hamilton segura Verstappen por mais de 60 voltas e conquista vitória em Mônaco

A prova de Mônaco foi uma prova tensa, Dramática e bem complicada, Mas com poucas ultrapassagens. O que acabou consagrando a Lewis Hamilton, que manteve a liderança e quando a equipe errou em colocar os pneus médios contra Verstappen com os pneus duros e Conquistou a vitória. Mais uma corrida que consagra Lewis, que conquistou a 77ªVitória da sua carreira.

A Largada foi tranquila, Hamilton manteve a ponta, Já Bottas teve de segurar o segundo lugar. Os 4 primeiros colocados foram mantidas, Com Daniel Ricciardo fazendo uma bela largada subindo do 6º para o 5ºlugar, Superando Kevin Magnussen. Gasly, Kvyat e Albon completavam os 10 primeiros lugares. Leclerc subiu uma posição.

No começo da prova, Leclerc partiu para uma estratégia de ataque. Na segunda volta, O piloto da Ferrari passou Norris e partiu para cima de Romain Grosjean. Lá na frente, Hamilton, Bottas, Verstappen e Vettel abriram muito tempo de Ricciardo que estava na frente do segundo grupo e segurando todo esse grupo.

Bottas tenta acompanhar Hamilton e começa a abrir sobre Verstappen. Na 10ªVolta, Leclerc arriscou tudo para cima de Grosjean na Rascasse e acabou conseguindo uma belíssima ultrapassagem, ganhando o 12ºlugar. Empolgado, Ele foi para cima de Hulkenberg na volta seguinte. Tentou passar de novo na Rascasse. Porém, dessa vez não deu certo. Leclerc toca no piloto da Renault, roda e acabou perdendo posições e logo depois acabou tendo seu pneu furado. Resultado dessa história: Leclerc teve de ir para os boxes e o Safety Car foi acionada na pista.

Com isso, Os lideres foram para os boxes, Junto de mais alguns pilotos como Magnussen, Ricciardo. Nos Boxes, A equipe Red Bull fez Verstappen voltar à frente de Bottas, Só que praticamente não tinha espaço para o finlandês. Esse incidente foi levado para investigação e acabou o Holandês sendo punido em 5 segundos. Bottas teve de fazer uma segunda parada devido a espremida que o piloto da Red Bull deu nele.

Relargada na 14ªVolta, Hamilton com os pneus médios passava a administrar a sua borracha para aguentar a prova inteira. A pista foi Bloqueada com Giovinazzi tocando Kubica na Rascasse. A pista chega a ficar engarrafada, Mas não foi preciso um novo Safety Car, já que os pilotos conseguiram desengarrafar a pista.

Leclerc foi aos boxes na 15ªVolta, Para colocar os pneus mais macios, Mas com seu aerofólio danificado, O monegasco acabou por deixar a prova na volta seguinte.

O ritmo de prova é bem lento. Hamilton vinha 2 segundos mais lento do que poderia andar normalmente, Com Verstappen, Vettel, Bottas e Gasly  andando perto. Antonio Giovinazzi foi punido em 10 segundos pelo toque no Kubica.

Na 28ªVolta, Gasly vai aos boxes. Para provar que os primeiros colocados estavam lentos, logo depois da parada o francês acabou sendo mais rápido. No meio disso, A expectativa era de chover a qualquer momento. Já começava a chover um pouco, Ainda insuficiente para alguém trocar os pneus. Na 33ªVolta, Daniil Kvyat foi para a sua parada nos boxes.

Pouca coisa acontecia na prova. Lance Stroll acabou perdendo um pouco o traçado e quando Raikkonen foi tentar passar o Canadense os dois acabaram se tocando. O Lance acabou fazendo que Stroll fosse punido em 5 segundos.

Albon parou na 41ªVolta, Na Volta seguinte ele fez a melhor volta da prova. Lá na frente, Hamilton falava com a equipe do desgaste de seus pneus.

Perez fez uma bela manobra na saída do túnel e conseguiria a ultrapassagem sobre Kevin Magnussen que furou a chicane e precisava ceder essa posição ao mexicano. Na 49ªVolta Raikkonen foi para os boxes e na volta 51, Grosjean foi o último piloto a fazer a parada obrigatória. Lá na frente, Hamilton acusava o desgaste dos pneus médios. Isso dava para ver nas imagens o quanto os pneus estavam detonados e Verstappen sem dúvida teria chances de superar o piloto da Mercedes. Já Vettel e Bottas vinham em 3º e 4ºlugares e bem perto dos dois primeiros. Com a punição do Verstappen, Eles subiriam e deixariam o Holandês fora do pódio.

Hamilton não poderia bobear, Um erro dele nas últimas volta poderia dar a chance de Verstappen ultrapassar e vencer a prova. A 15 voltas do final, Gasly foi para os boxes para colocar os pneus macios e tentar ganhar a volta mais rápida da prova. Bottas chegou a ficar longe dos primeiros lugares para que na 66ªvolta ele passasse a ter a volta mais rápida da prova. Só que o piloto Francês respondeu e acabou tomando de novo a melhor volta da prova.

A poucas voltas do final, Verstappen vazou chicane antes da Rascasse. E a 3 voltas do final, Verstappen vai para a única tentativa real de ultrapassagem na Nouvelle. Ele coloca por dentro, Mas não conseguiu a ultrapassagem, Os dois se tocam roda com roda e apesar disso, Não aconteceu nada com nenhum dos dois carros.

Com 67 voltas de pneus médios (que estava detonados) Hamilton acabou conquistando mais uma volta épica. Ajudado pela pista e pela sua perfeita condução. Uma vitória para não deixar dúvidas sobre seu talento e pelo equipamento que permitiu a ele andar com um pneu tão sem condições como estava os seus pneus médios.

Verstappen com a punição de 5 segundos acabou perdendo o pódio e ficou em 4ºlugar. O pódio foi completado pelo Alemão Sebastian Vettel com a Ferrari e Valtteri Bottas com a Mercedes. Devido aos problemas que Bottas teve na corrida acabou que a Mercedes não conseguiu a 6ªdobradinha seguida. Com o segundo lugar, Vettel voltou ao terceiro lugar no Mundial de Pilotos.

Opinião: Apesar de discutível a punição, Só pelo fato de Bottas ter sido prejudicado acabou fazendo dessa punição algo justo sim. O piloto não teve nada a ver, Mas a equipe poderia ter tido um cuidado maior nesse incidente. Também deve-se falar que mal dá para ter 2 carros em um pit tão apertado. É uma questão para ser pensada no futuro uma aumentada nesses pits certamente.

Verstappen apesar do 4ºlugar fez uma prova belíssima. Tentou ganhar a corrida, Hoje ele não ganhou pelas características de pista. Seu companheiro de equipe Pierre Gasly fez uma bela corrida, Sua melhor prova na temporada. Além do 5ºlugar, Conquistou o ponto da melhor volta da prova. Depois dos pilotos das Grandes equipes, O Espanhol Carlos Sainz jr. levou a Mclaren para uma ótima 6ªposição. A Equipe de Woking agora folga na 4ªposição do Mundial de Construtores e o Espanhol passa ao 7ºlugar do Mundial de Pilotos.

Daniil Kvyat fez uma corrida consistente e acabou ficando o 7ºlugar, Seu melhor resultado desde do GP da China de 2016. Seu companheiro de equipe Alexander Albon também teve um grande desempenho e chegou logo atrás em 8ºlugar.

Daniel Ricciardo foi prejudicado pela parada no safety car, Mas acabou recompensado e conseguiu marcar 2 pontos, Beneficiado pela punição de Romain Grosjean. O Francês tomou 5 segundos por ter passado em cima da linha dos boxes quando ele saia dos boxes. O Vencedor do ano passado poderia ter conseguido um resultado melhor do que conseguiu hoje.

Lando Norris acabou a corrida em 11ºlugar, Seu desempenho não foi tão bom como o desempenho de Sainz jr. . Kevin Magnussen foi outro prejudicado pela parada no começo da prova, Ficando apenas em 12ºlugar. Sergio Perez acabou não tendo conseguido a ultrapassagem sobre Magnussen, Apesar do carro ruim e do 13ºlugar ele teve momentos interessantes na prova.Já Nico Hulkenberg terminou em 14ºlugar, Sem se destacar em momento nenhum da prova.

E eis que a Williams não terminou nas últimas posições. George Russell acabou se aproveitando dos erros e ficando em 15ºlugar, Na frente de Lance Stroll com a Racing Point e de Kimi Raikkonen com a Alfa Romeo. Aliás a equipe italiana acabou errando tudo nesse final de semana e teve um desempenho vexatório com seus dois pilotos. Antonio Giovinazzi em uma atuação péssima chegou atrás do Polonês Robert Kubica.

Daqui a duas semanas teremos o GP do Canadá, Em Montreal. Lá em condições normais será que alguém tem a capacidade de superar a Mercedes e quem vai parar Lewis Hamilton?

Fotos:

Resultado final do GP de Mônaco:

posPilotosEquipeChassiMotorVoltasTempo
144Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+781:43:28.437
25Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 06478a 2.602s
377Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+78a 3.162s
433Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H78a 5.537s
510Pierre GaslyAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H78a 9.946s
655Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 1978a 53.454s
726Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H78a 54.574s
823Alexander AlbonRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H78a 55.200s
93Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 1978a 1:00.894s
108Romain GrosjeanRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 06478a 1:01.034s
114Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 1978a 1:06.801s
1220Kevin MagnussenRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 06477a 1 Volta
1311Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes77a 1 Volta
1427Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 1977a 1 Volta
1563George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+77a 1 Volta
1618Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes77a 1 Volta
177Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 06477a 1 Volta
1888Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+77a 1 Volta
1999Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 06476a 2 Voltas
x16Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 06416Acidente

Melhor Volta de Cada piloto:

posPilotosEquipeChassiMotorMelhor VoltaNºda Volta
110Pierre GaslyAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:14.27972
277Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:15.16365
323Alexander AlbonRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:15.60743
43Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:15.69778
555Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:15.89132
644Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:16.1679
733Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:16.2299
827Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:16.27665
95Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:16.2779
1026Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:16.28831
1199Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:16.29946
1218Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:16.37945
134Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:16.41361
147Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:16.43650
1511Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:16.61367
168Romain GrosjeanRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:16.74641
1720Kevin MagnussenRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:16.99261
1863George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:17.03876
1988Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:17.38832
2016Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:19.1516

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Mclaren/Toro Rosso/Renault/Haas

Indy 500 – Edição 103 – Capítulo 10

O Domingo quase não aconteceu o Bump Day e a definição da pole position. A chuva chegou no Indianapolis Motor Speedway. Chegou-se a cogitar que a definição dos 3 últimos lugares no Grid de largada fosse feita no dia seguinte. Mas milagrosamente parou de chover e conseguiram secar a pista. No final da tarde e que começou a Classificação.

O primeiro a entrar na pista pela disputa da última fila foi o Canadense James Hinchcliffe. O piloto da Schmidt foi disposto a evitar a segunda eliminação seguida das 500 milhas. A primeira volta ficou em  366.758 km/h, A segunda volta continuou em na cada dos 366 km/h, em 366.404 km/h. As duas voltas finais a média baixou para a casa dos 365 km/h (365.967 km/h na 3ª e 365.329 km/h na 4ªVolta) Ao Canadense só esperava esperar pelos outros.

Max Chilton foi o segundo a entrar na pista. O piloto da Carlin que ficou em 4ºlugar a dois anos atrás não teve desempenho para se quer disputar a vaga na última fila. Sua primeira volta foi de 365.419 km/h. A segunda volta com 363.100 km/h já mostrava que o piloto da Carlin tava totalmente fora da briga. A terceira volta foi 0.6 km/h melhor que a segunda (363.726 km/h), Mas não mudou seu destino. A volta final ficou em 363.849 km/h. Sua média foi de 364.021 km/h. Ou seja, Chilton estava próximo da eliminação.

Fernando Alonso foi para a pista, Disposto a evitar o desastre o terceiro a entrar na pista. A sua primeira volta foi de 366.572 km/h. A segunda volta já caiu para 365.768 Km/h de média horária, Caindo em 0.8 Km/h de média horária. Com mais três pilotos para fazerem suas tentativas Alonso corria riscos de classificação. As duas últimas voltas o príncipe das Asturias equilibrou um pouco as coisas. A 3ªVolta de média em 365.524 km/h e a volta final acabou em 365.677 km/h. Com Média de 365.889 km/h o Espanhol vinha na segunda posição, Atrás de Hinchcliffe e na frente de Chilton.

Sage Karam foi para a pista, Ele não conseguiu fazer um bom treino de Sábado, O Piloto da Dreyer & Reinbold era o 4º a entrar na pista. E logo na primeira volta, Ele mostrou que o carro dele estava em outro patamar, Com 367.737 km/h. as outras voltas foram mais lentas do que a primeira, (366.551 km/h na 2ªVolta, 366.124 km/h na 3ªVolta e 365.645 km/h na volta final) Mas o suficiente para classificar o carro na primeira posição, Com 336.512 km/h, Deixando Alonso na bolha e Chilton eliminado da prova.

O Penúltimo a entrar foi Patrício O’Ward da Carlin. O Mexicano que entrou com a expectativa de se classificar. Porém ,Suas 2 primeiras voltas foram bem ruins. A primeira foi de 365.844 Km/h e a segunda foi de 365.751 km/h. As voltas finais foram bem ruins (365.088 Km/h e 365.196 Km/h)  E ele acabou eliminado da prova. Alonso parecia estar aliviado, Só restava Kyle Kaiser com a Juncos Racing, Com o carro todo remendado.

Kaiser foi para a pista para a sua provável eliminação, Mas por incrível que pareça. A primeira volta do jovem piloto dos Estados Unidos foi de 366.480 km/h. Era uma volta que poderia levar Kaiser a classificação. E as chances aumentaram com a segunda volta sendo de 365.997 km/h, A terceira volta foi de 365,706 km/h, Tudo ficou para a última volta, Kaiser deu tudo do carro para levar o carro a Classificação. Resultado foi que o piloto conseguiu 365.497 km/h e conseguiu marcar 365.920 Km/h. Kaiser e a Juncos estava no Grid e Fernando Alonso estava de fora. Por incrível que pareça, Uma equipe pequena conseguiu derrotar uma gigante do Automobilismo Mundial com é a Mclaren.

Classificação do Bump Day

posPilotoEquipeMotorMédia/Miljhas
3124Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet227.740
325TJames HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda227.543
3332Kyle KaiserJuncos RacingChevrolet227.372
3466Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet227.353
3531Patricio O’Ward  R CarlinChevrolet227.092
3659Max ChiltonCarlinChevrolet226.192

Sebastian Bourdais foi o primeiro a entrar na pista para buscar a pole position. O Francês sabedor que seu carro não era forte o competitivo para brigar pela pole, acabou fazendo uma volta decente. A primeira volta de 368.501 km/h e na terceira volta 368.218 Km/h foram suas melhores voltas. A 2ªVolta com 367.772 km/h e a volta final com 367.231 km/h baixaram um pouco sua média para 367.930 km/h.

Alexander Rossi foi o segundo a entrar. O único piloto da Andretti teve um desempenho abaixo do desempenho de Sebastian Bourdais. A primeira volta foi a melhor, Com 368.297 km/h. Depois as suas voltas foi foram caindo: A 2ªVolta foi de 367.445 km/h, A terceira caiu para a casa dos 336 km/h de média (366.906 km/h e 366.666 km/h suas voltas finais) e dai foi até o final. Com a volta em 367.328 Km/h, Rossi fica atrás de Bourdais.

Ed Carpenter foi o 3º a entrar na pista. Sua volta foi bem diferente dos dois primeiros a entrar na pista. Desde da primeira volta a pretensão era disputar a pole position, Com 370.748 km/h. 370.186 km/h na segunda volta dava a cara de que a volta seria imbatível. As duas últimas voltas porém, Não foram tão boas, Com 369.596 km/h na 3ª e 369.357 km/h na última volta ele terminou com 369.970 km/h e assumiu a liderança.

Indianapolis Motor Speedway Wednesday, May 15, 2019 ©2018 Walt Kuhn

Seu Companheiro de equipe, Ed Jones foi para a pista em busca da pole. Seu desempenho foi um pouco inferior ao desempenho de Carpenter, Sua primeira volta foi em 370.465 km/h, Mas ele já caiu para a casa dos 369 a partir da segunda volta, com 369.352 km/h. Suas duas outras voltas ficaram na média dos 369 baixo (369.322 km/h e 369.184 km/h) Com tudo isso, O piloto dos Emirados Árabes Unidos assumiu o segundo lugar.

O Surpreendente Colton Herta foi o 5º a entrar na pista, Só de estar entre os 9 primeiros já é uma tremenda vitória para a equipe Harding Racing e para o Novato. Ele não fez uma passagem para a pole position. Sua primeira volta ficou em 369.373 km/h, Ainda conseguiu manter a média boa na segunda volta (369.034 km/h), Nas duas últimas voltas o tempo caiu para a média horária dos 368.583 km/h na terceira volta e caiu para 367.724 km/h na última volta. Foi o suficiente para levar Herta para o 3ºlugar.

Josef Newgarden foi o primeiro dos pilotos da Penske a entrar na pista, O piloto Norte-Americano vinha em busca da primeira vitória nas 500 milhas. Só que suas voltas foram fracas demais. A primeira ficou em 368.062 km/h, A partir da segunda volta sua média caiu para a cada dos 367 km/h e por lá a média ficou (2ªVolta em 367.492 km/h, 3ªVolta em 367.070 e na volta final 367.650 km/h) o que levou o Piloto da Penske a ficar somente a frente de Alexander Rossi, em 5ºlugar.

7º a entrar para sua tentativa, Simon Pagenaud fez as voltas da pole position. Com uma primeira Volta que não foi tão rápida do que a Volta de Carpenter, Com 370.341 km/h de média horária. A diferença que favoreceu o Francês foi as voltas seguintes: 370.167 km/h na segunda volta e na terceira volta ele melhora para 370.326 km/h. A volta final ficou em 369.713 km/h. A sua média ficou em 370.136 km/h, Pagenaud era o líder com 2 pilotos a entrar na pista.

Will Power foi o penúltimo a entrar na pista, O piloto da Penske também não foi bem. Sua primeira volta ficou em 368.393 km/h. As outras 3 voltas ficaram na casa dos 367 km/h, Teve um desempenho um pouco melhor as médias de Newgarden (2ª volta em 367.968 km/h, 3ªVolta em 367.838 km/h e na 4ªVolta em 367.677 km/h) O Vencedor do ano passado ficou com a 5ªposição, com a média de 367.968 km/h.

O último a entrar na pista foi Spencer Pigot, Com o carro da Ed Carpenter. O norte-americano foi o melhor piloto do Sábado. Voou baixo desde da primeira volta, Média de 370.242 km/h. porém estava um pouco pior que o tempo de Pagenaud. As 2 voltas seguintes acabou ficando abaixo dos 370 km/h por hora (2ªVolta em 369.893 km/h e a 3ªvolta em 369.814 km/h) Na volta final acabou com a média de 369.528 km/h. A média das 4 voltas ficou em 369.869 km/h e acabou com o 3ºlugar, fechando a primeira fila do Grid.

Simon Pagenaud que venceu a prova no Circuito misto de Indianapolis conquista a pole position. Amanhã, A partir das 13 horas e 30 minutos (1 e meia da tarde, Horário de Brasília)

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotorMédia/Miljhas
122Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet229.992
220Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet229.889
321Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet229.826
463Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet229.646
588Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda229.086
612Will Power Team PenskeChevrolet228.645
718Sébastien BourdaisDale Coyne RacingHonda228.621
82Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet228.396
927Alexander Rossi Andretti AutosportHonda228.247
1098Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda228.756
1125Conor DalyAndretti AutosportHonda228.617
123Hélio Castroneves Team PenskeChevrolet228.523
137Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda228.511
1430Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda228.300
1533James DavisonDale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda228.273
1614Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet228.120
1715Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda228.104
189Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda228.100
1977Oriol ServiàMotoGator Team Stange Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.991
2023Charlie KimballCarlinChevrolet227.915
2148J.R. HildebrandDreyer & Reinbold RacingChevrolet227.908
2228Ryan Hunter-Reay Andretti AutosportHonda227.877
2319Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda227.731
244Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet227.717
2560Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.695
2642Jordan King Rahal Letterman Lanigan RacingHonda227.502
2781Ben Hanley DragonSpeedChevrolet227.482
2826Zach VeachAndretti AutosportHonda227.341
2910Felix Rosenqvist Chip Ganassi RacingHonda227.297
3039Pippa MannClauson-Marshall RacingChevrolet227.244
3124Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet227.740
325TJames HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda227.543
3332Kyle KaiserJuncos RacingChevrolet227.372

Eliminados da prova:

posPilotoEquipeMotorMédia/Miljhas
3466Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet227.353
3531Patricio O’Ward CarlinChevrolet227.092
3659Max ChiltonCarlinChevrolet226.192

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Resultado do 3ºTreino Livre do GP de Mônaco

posPilotosEquipeChassiMotorTemponºVoltas
116Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:11.26526
277Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:11.31827
344Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:11.47827
433Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:11.53924
510Pierre GaslyAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:11.73827
699Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:12.17023
726Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:12.19427
820Kevin MagnussenRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:12.27025
97Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:12.30827
1023Alexander AlbonRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:12.33832
1127Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:12.48926
123Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:12.51926
138Romain GrosjeanRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:12.56627
145Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:12.5837
1555Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:12.86229
164Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:12.91426
1711Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:13.23223
1818Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:13.62221
1988Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:14.08627
2063George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:14.30527