Mundial de Motovelocidade -GP de Doha – 2ªEtapa – MotoGP

Moto GP em Losail pelo Segundo final de semana em Losail e pela segunda vez que Joan Mir participa do Q1, mas dessa vez o campeão de 2020 teria mais dificuldades para entrar na fase final da Classificação. Valentino Rossi, Pol Espargaró, Takaagi Nakagami eram fortes adversários.

Mir na primeira volta já mostra disposição para passar ao Q2, com 1:54.754, só foi superado pela KTM de Brad Binder com 1:54.619. Miguel Olíveira e Valentino Rossi vinham logo atrás do piloto da Suzuki, enquanto que Pol Espargaró e Enea Bastianini voltaram para os boxes sem marcar tempo.  Mir partiu para uma 2ªVolta, dessa vez a volta foi mais feliz, com 1:54.314 passando para a liderança a 9 minutos do final. Danio Petrucci faz uma bela volta e só não tomou a 2ªposição que estava nas mãos de Binder.

Enquanto todos foram para os boxes, Enea bastianini que fez um belo papel na etapa do domingo anterior entrou na pista, mas não fez nada de relevante. Pol Espargató saiu faltando menos de 6 minutos do final da sessão. Foi questão de apenas 1 minuto para todos os outros saírem dos boxes para uma última tentativa de volta.

Pol marcou apenas a 7ªmarca, mas quem foi com tudo foi Danilo Petrucci , que melhorou sua marca para 1:54.528 e superou Binder, mas o piloto de Tech 3 perderia em segundos a 2ªposição, primeiro para Luca Marini e Alex Marquez. A segundos do final, Alex Marquez é superado por Pol Espargaró e chega perto da segunda posição.

Quanto tudo parecia definido, Miguel Oliveira supera Marini e leva a KTM para o Q2, junto com Mir que marcou 1:53.931 e terminou a repescagem em 1º, sem muita dificuldade de levar sua moto o Q2. Luca Marini fez bonito e ficou a pouco de disputar a fase final de classificação, Ele se destacou enquanto Enea Bastianini ficou bem longe dessa disputa.

Alex Marquez, Pol Espargaró e Takaagi Nakagami com as motos da Honda vinham largando là atrás e vendo somente Stefan Bradl (Em sua última apresentação pela Honda como substituto de Marc Marquez) representar a marca no Q2. O que se lamenta é a reprovável participação de Valentino Rossi da Petronas, que largaria apenas em 21º, na penúltima posição.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
136 Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’53.931
288 Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’54.220
310 Luca MariniSKY VR46 EsponsoramaDucati1’54.228
473 Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’54.261
544 Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’54.402
630 Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’54.481
79 Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’54.528
833 Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’54.555
923 Enea BastianiniEsponsorama RacingDucati1’54.632
1027 Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’54.731
1146 Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’54.881
1232 Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’55.823

Franco Morbidelli, Alex Rins e Stefan Bradl foram os primeiros a saírem para a pista, como é quase que uma rotina, o francês Fabio Quartararo foi um dos últimos a sair dos boxes para a pista, estava em jogo a pole position no Q2, que iria se revelar excelente para uma equipe satélite da Ducati.

Jorge Martin marcou 1:53.892 e começou o Q2 na frente, com Fabio Quartararo em 2º com a Yamaha oficial e o surpreendente Aleix Espargaró de Aprila na 3ªposição. Morbidelli decepcionou na sua 1ªVolta Rápida e ficou muito longe da ponta. Na volta seguinte (a 9 minutos do final), o Ítalo-brasileiro até marcou o melhor tempo, mas foi devorado por Martin (1:53.597) e Aleix Espargaró (1:53.750) jogando o piloto da Petronas para 3ªposição.

Jack Miller que poderia entrar na briga da pole, fez 3 excelentes parciais, mas sua última parcial foi desastrosa e o Australiano ficou apenas com o 6ºtempo, ficando atrás de Francesco Bagnaia. A 8 minutos do final, Martin estava com a pole position com Quatararo e Aleix Espargaró completando a primeira fila. Morbidelli vinha em 4º seguido de Bagnaia, Miller, Zarco (Que fez uma terceira volta seguida e melhorou a marca, mas não saiu da 7ªposição), Mir, Viñales que não tinha aparecido até agora no Q2, Rins, Bradl e Oliveira que não tinha marcado tempo.

A 5:40 do final, Viñales entra na pista. 1 minuto depois, todos os 12 pilotos já estavam na pista para a definição da pole, Miguel Oliveira estava na pista pela primeira vez no Q2.

Marevick Viñales aparece a menos de 2 minutos do final e marca o melhor tempo com 1:53.383 e na volta seguinte baixa para 1:53.267. Com o cronometro zerado parecia que a pole já estava definido a favor do piloto espanhol, mas dai apareceu Jorge Martin que acabou derrubando Viñales e marcando a 1ªpole position na MotoGP, na sua segunda corrida na categoria Rainha do Mundial, com 1:53.106 o piloto da Pramac vai partir da 1ªposição, seguido de Johann Zarco, fazendo com que a Pramac fizesse a dobradinha nas 2 primeiras posições, um dia inesquecível para a equipe satélite da Ducati.

Restou a Viñales ficar na 3ªposição completando a primeira fila. Abrindo a segunda fila largam Jack Miller da Ducati oficial, Fábio Quartararo da Yamaha e Francesco Bagnaia da Ducati oficial. 4 dos 6 primeiros colocados estão com a moto italiana. Abrindo a terceira fila, outra moto italiana, a Aprilla de Aleix Espargaró da Gresini. A Tropa da Suzuki completa a 3ªfila, com Alex Rins a frente de Joan Mir.

Completa os 12 primeiros colocados: Franco Morbidelli que se deu mal no Q2, Stefan Bradl com a melhor Honda do grid e Miguel Oliveira com a melhor KTM.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
189 Jorge MartinPramac RacingDucati1’53.106
25 Johann ZarcoPramac RacingDucati1’53.263
312 Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’53.267
443 Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’53.303
520 Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’53.469
663 Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’53.654
741 Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniAprilia1’53.705
842 Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’53.745
936 Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’53.785
1021 Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamaha1’53.794
116 Stefan BradlRepsol Honda TeamHonda1’54.224
1288 Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’55.096
1310 Luca MariniSKY VR46 EsponsoramaDucati1’54.228
1473 Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’54.261
1544 Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’54.402
1630 Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’54.481
179 Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’54.528
1833 Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’54.555
1923 Enea BastianiniEsponsorama RacingDucati1’54.632
2027 Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’54.731
2146 Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’54.881
2232 Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’55.823

A categoria rainha teve uma brilhante corrida, apesar do domínio de Jorge Martin o piloto francês Fabio Quartararo conquistou a sua 4ªVitória na MotoGP. A Pramac teve um final de semana incrível, mas não conseguiu sua primeira vitória como equipe. Zarco ficou pela segunda vez na segunda posição e passa a liderar o Mundial e Jorge Martin completou o pódio.

Jorge Martin não sente a pressão de largar na pole e manteve a liderança assim como Zarco manteve a segunda posição. Aleix Espargaró e Miguel Oliveira largaram muito bem e subiram para 3ª e 4ªposições. Os pilotos da Yamaha largaram mal, Quartararo caiu para 7º e Viñales para 9ªposição. No final da primeira volta, Rins com sua Suzuki supera Oliveira e subiu para 4ªposição. Aleix acompanhou no começo da prova os dois pilotos da Pramac.

Mir tentou passar Oliveira, mas acabou ficando vulnerável ao ataque de Miller. Na 3ªvolta, Aleix Espargaró chegou a passar Johann Zarco, mas acabou o francês dando o troco e voltando a segunda posição. Aleix perdeu posição para Rins que se aproveitou e pegou a terceira posição para ele.

No final da 3ªVolta, Rins passou Zarco, mas na reta dos boxes a Ducati era bem mais rápida do que a Suzuki e o Zarco pode voltar a segunda posição. Curvas depois Rins foi pra cima de Zarco de novo e voltou a se colocar na frente do francês, voltando para a 2ªposição, o que mostra a melhor ciclística da Suzuki sobre a Ducati, mas na reta, A Ducati mostrava a potência do seu canhão e Zarco recupera a 2ªposição em plena reta.

Um pouco mais atrás, Aleix Espargaró não dava mostras de fragilidade, acabou fazendo a melhor volta da prova e se segurava bem a 4ªposição sobre Joan Mir. Miguel Oliveira acabou perdendo terreno e caiu para a 10ªposição, superado por Bagnaia, Miller, Quartararo e Viñales.

Rins passou de novo Zarco e tentou de tudo para passar Martin na parte de curvas, mas chegou a reta e Zarco voou para cima do piloto da Suzuki recuperando a segunda posição. Martin abria meio segundo sobre Zarco. Enquanto isso na 10ªVolta, Aleix Espargaró começou a ficar para trás, o piloto da Aprilla perdeu posições para Bagnaia e Mir e depois na reta foi superado para Jack Miler, dessa forma Aleix cai para a 7ªposição e passou a ser pressionado pelos pilotos da Yamaha oficial. Binder e Oliveira vinham em 10º e 11º a mais de 2 segundos atrás.

Francesco Bagnaia chegou em Rins e na 13ªvolta realizou a ultrapassagem e subiu para a 3ªposição, enquanto que Fabio Quartararo passou Aleix Espargaró e subiu para a 7ªposição.  Mir tenta passar Miller na marra, acaba conseguindo na metade da 13ªVolta, já na reta dos boxes, Mir e Miller se estranham e ambos perdem posições. Quem se dá bem nessa história é Fabio Quartararo que subiu para 5ªposição.

A 8 voltas do final, Quartararo superou Rins e assumiu a 4ªposição. Na frente dele só tinha Martin, Zarco e Bagnaia com as Ducati. A partir dai, o piloto da Yamaha partiu para o Sprint final para conquistar sua vitória.

No final da 16ªVolta, Quartararo passou Bagnaia na marra e assumiu a 3ªposição, o piloto da Ducati chegou a recuperar a posição, mas perdeu a trajetória da curva 1 e acabou perdendo posições.  Na metade da 18ªVolta, Zarco foi a vitima de Quartararo que chegava a segunda posição e sem esperar muito, o francês passou Jorge Martin no final da mesma volta e assumiu a liderança a 4 voltas do final, mas Martin conseguiu voltar a liderança graças a potência da Ducati na reta. Dai Quartararo foi de novo para cima do piloto da Pramac, precisou de meia volta para uma nova ultrapassagem para assumir em definitivo a liderança do GP do Qatar.

Martin passou a ser o alvo de Johann Zarco enquanto Quartararo abria uma vantagem segura para vencer a 1ªcorrida na equipe oficial da Yamaha e sua 4ªVitória na categoria rainha.

A disputa pelo segundo lugar durou até a última volta, até as últimas curvas e acabou que Zarco passou Martin e conquistou o 2ºpódio seguido em 2º e a liderança do Mundial, Jorge Martin que liderou quase 18 voltas acabou ficando na 3ªposição, seu primeiro pódio na MotoGP, de um lado frustrante por liderar a maior parte da prova por um outro lado mostrou competência e velocidade, o que mostra que a 1ªvitória do piloto espanhol não vai tardar a acontecer.

Alex Rins conseguiu superar Marevick Viñales no começo da última volta e acabou segurando a posição sobre o ataque do vencedor da prova de abertura do Mundial, ficando com a 4ªposição. Marevick acabou ficando em 5ºlugar e perdeu a liderança do Mundial.

Francesco Bagnaia acabou em 6ºlugar e foi o melhor piloto da equipe oficial da Ducati, seguido de Joan Mir da Suzuki que vai vim mais para a briga em circuitos onde favorecer a ciclística da Suzuki. Brad Binder fez uma boa corrida e acabou o dia em uma decente 8ªposição, ficando na frente de Jack Miller com a Ducati e Aleix Espargaró da Aprilla (que começou muito bem, mas acabou caindo na segunda parte da prova). Completando as 10 primeiras posições.

Enea Bastianini se destacou mais uma vez com sua Ducati da Avintia, na 11ªposição, na frente de Franco Morbidelli da Petronas, Pol Espargaró e Stefan Bradl com a Honda. O piloto alemão encerra sua trajetória como substituto de Marc Marquez na 14ªposição. O formiga Atômica volta no GP de Portugal. Miguel Oliveira que começou muito bem acabou muito lá atrás, na 15ªposição.

Para fechar, Valentino Rossi teve um final de semana lamentável, largando em 21º e chegando em uma triste 16ªposição. Nesse final de semana teremos o GP de Portugal, no circuito de Algarve em Portimão para as categorias MotoGP, Moto 2 e Moto 3.

Resultado final do Mundial de Motovelocidade
MotoGP – 22 Voltas – GP de Doha – 2ªEtapa

pospilotoequipemototempo
120 Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha42’23.997
25 Johann ZarcoPramac RacingDucatia 1.457
389 Jorge MartinPramac RacingDucatia 1.500
442 Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 2.088
512 Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 2.110
663 Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 2.642
736 Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 4.868
833 Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 4.979
943 Jack MillerDucati Lenovo TeamDucatia 5.365
1041 Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniApriliaa 5.382
1123 Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 5.550
1221 Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 5.787
1344 Pol EspargaroRepsol Honda TeamHondaa 6.063
146 Stefan BradlRepsol Honda TeamHondaa 6.453
1588 Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 8.928
1646 Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 14.246
1730 Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 16.241
1810 Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 16.472
199 Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 16.779
2032 Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaa 38.775
73 Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda10 Voltas – Acidente
27 Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM10 Voltas – Acidente

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe uma resposta