Marussia Fecha as portas e Caterham busca salvação através de uma vaquinha virtual

A História da Marussia na Formula 1 acabou no dia de hoje.

Apesar das esperanças de conseguir sanar suas dívidas e de retornar a Formula 1 para segurar o 9ºlugar no mundial de construtores hoje a equipe anunciou seu fechamento, apesar dos esforços para achar um comprador para o time Anglo-Russo acabou não obtendo êxito nessas tentativas e com isso teve que fechar demitido 200 profissionais que estavam na equipe.

O Administrador Adjunto comentou sobre o acontecido: “Não é preciso dizer que é profundamente lamentável que uma empresa com um grande número de seguidores como no automobilismo britânico e mundial teve de encerrar negociações e Fechar suas portas”.

“Enquanto a equipe fez progressos significativos durante o seu período curto na categoria, operar uma equipe de Formula 1 exige investimento continuo e significativo.

“Infelizmente não há solução poderia ser alcançada para permitir o negócio para continuar na sua forma atual. Gostaríamos de agradecer a todos os funcionários pelo seu apoio durante este difícil processo, A equipe não vai participar das corridas restantes no campeonato. A Saída da Marussia vem um dia depois da FIA anunciar a lista de inscritos para 2015 com o nome da Manor F1 Team aparecendo na lista de escritos.

Lucas di Grassi correu pela Virgin (Atual Marussia) em 2010

Marussia entrou originalmente F1 em 2010 como Virgin Racing, no final da temporada de 2010 o empresário russo Andrey Cheglakov adquiriu a Virgin que acabou virando Marussia a partir da Temporada de 2012, Nessa temporada o time conseguiu seus primeiros pontos na sua história com o 9ºlugar de Jules Bianchi no GP de Mônaco e se imaginaria que ela estava um pouco mais estabilizada na categoria pois o resultado faria ela ter mais verba dos direitos de TV, Com a saída dela o Time Ânglo-Russo perde essa verba para 2015.

Se por um lado a Marussia acabou Fechando, A Caterham não entregou os pontos e esta disposto a correr a última etapa do campeonato, e para isso acabou apelando para uma vaquinha virtual através do site https://www.crowdcube.com e pediu para os Fãs doações para que eles possam juntar a quantia de 2.350.000 Libras em 7 dias para que seja possível para a Caterham disputar a etapa final do mundial de Formula 1.

Caterham Faz de vaquinha virtual sua sobrevivência para 2015 na Formula 1.

https://www.crowdcube.com/caterham/

Até nesse momento a equipe já conseguiu até esse momento 21:05 do dia 7 de Novembro a quantia de £313,323 em 660 doações. As Doações começam com o mínimo de 10 Libras (41 Reais) e com determinadas doações você ganha brindes da equipe que vão desde de camisetas até mesmo a ida para Abu Dhabi com a Equipe Caterham com todas as despesas pagas durante 3 dias, Mas esse brinde custa 45 mil Libras e sem dúvida não tem muitas pessoas que vão conseguir pagar esse preço enorme para terem esse privilégio.

Isso por que se a Marussia saiu do campeonato ela perde a sua posição no campeonato de Construtores e com isso a Sauber assume a 9ªposição e a Caterham seria a 10ªColocada e dessa forma iria garantir a sobrevivência para a temporada de 2015 na Formula 1

Opinião de Deivison da Conceição da Silva:

Triste vemos que a Formula 1 chegou ao ponto de penúria em que uma das equipes fecha e a outra faz vaquinha virtual para sobreviver, A Falência da Marussia é triste para a Formula 1 e triste para o esporte pois era uma equipe que poderia não ser competitiva, Mas são duas vagas a mais para pilotos que poderiam chamar a atenção de uma boa equipe de Formula 1, Uma pena que uma equipe que conseguiu se estabilizar de alguma forma na Categoria e até tinha feito pontos acabou dessa Forma, Espero que possam comprar essa massa falida da Marussia e que possam estar no Grid em 2015.

Já no Caso da Caterham acho que podemos tirar algo de bonito dessa história: Seria tão bom eles conseguindo isso porque pode ser essa a Forma para equipes pequenas saírem da Crise sem se sujeitarem tanto a paydrivers. Tipo todos os anos as equipes poderiam fazer isso para arrecadarem uma quantia de dinheiro para fortalecer o time durante a temporada. Nada impede de se fazer isso já porque os times pequenos tem uma boa quantidade de fãs tanto no Twitter como no Facebook e podem usar sim essa forma de arrecadação para sobreviver e também para fortalecer um elo entre os Fãs e a equipe. Espero que a Caterham consiga ir a Abu Dhabi e que consiga sobreviver para disputar a temporada de 2015.

Vaquinha da Caterham pode salvar a equipe na Formula 1

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Marussia/Caterham

Sem categoria

Deixe uma resposta