Luthi aproveita queima de largada de favoritos e saiu na frente na Moto 2 vencendo em Losail

Em uma largada confusa aonde vários dos Favoritos foram punidos por queimarem a largada o piloto Suíço Thomas Luthi aproveitou bem esse fato para conquistar a vitória na abertura do campeonato.

Antes de tudo sobre a largada quando os Vários pilotos queimam a largada é necessário que a organização da prova possa ver todas as punições para os infratores de uma só vez, Se houve uma falha no sistema de Largada então que se conserte logo esse problema para a etapa em Termas de Rio Hondo, Pois tivemos pilotos punidos no começo da prova e no final ainda tinha pilotos para serem penalizados.

Apesar disso foi uma grande corrida, Uma disputa particular pela vitória entre Thomas Luthi e Franco Morbidelli que tirou todas as dúvidas que estavam na cabeça se o Ítalo-Brasileira iria ter um bom desempenho e o que se viu é que ele superou sem nenhuma dificuldade a Alex Marquez que não apareceu na prova. Isso depois de Jonas Folger que largou muito bem e estava líder da prova até que na 3ªvolta o piloto Alemão caiu sozinho e deixou a prova jogando no lixo uma vitória relativamente fácil.

Alex Rins, Sam Lowes, Johann Zarco, Takaaki Nakagami, Marcel Schrotter e Robin Mulhauser foram penalizados com um Drive Turough por queimarem a largada, Mas a Mais visível queima de largada foi com Franco Morbidelli que somente no final da corrida foi investigado, Como também foi o caso de Sandro Cortese.

Morbidelli e Luthi trocaram posições numa disputa que durou até a volta final quando o Suíço passou a liderança da prova e dai apesar da pressão de Morbidelli acabou Luthi mantendo a liderança para vencer a prova o que não seria necessário até porque segundos depois da bandeirada 20 segundos foram acrescentados no tempo de Franco Morbidelli que apesar de queimar a largada acabou fazendo uma grande corrida, A Penalização fez com que ele caísse para o 7ºlugar e Sandro Cortese também penalizado com esse tempo acabou caindo para o 15ºlugar (Ficaria em 5ºlugar se não fosse a penalização dele e de Morbidelli).

As penalizações levaram a Luis Salom com a pequena SAG Team a conquistar um segundo lugar, Um tapa na cara de quem achou que ele estaria cometendo um erro terrivel em ir para um time que em 2015 não conseguiu se quer pontuar o que mostra que a Moto 2 você precisa mais do que uma boa moto para ser bem sucedido na categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade. Completou o pódio com a moto da Speed Up o italiano Simone Corsi uma boa corrida.

Assim como foi uma boa corrida de Hagizh Syarhin que terminou em 4ºlugar não contando com a corrida da Malásia em 2012 aonde ele levou o 3ºlugar, Dominique Aegerter voltou as pistas desde da prova de Aragon no ano passado para ficar em 5ºlugar, O Campeão da Moto 3 de 2015 Danny Kent voltou a moto 2 e bem chegando em 6ºlugar. Alem de Morbidelli quem foi muito bem foi o piloto Alex Rins que penalizado no começo da prova foi penalizado com um Drive Turough por queimar a largada ainda sim ele conseguiu chegar ao 8ºlugar, Sam Lowes também punido acabou tendo boa recuperação chegando em 9ºlugar e completando os 10 primeiros colocados ficou o piloto da Forward Team Luca Marini.

Miguel Oliveira estreando na Moto 2 terminou a corrida em 11ºlugar numa estreia digna, Johann Zarco, Ratthapark Wilairot, Takaaki Nakagami e Sandro Cortese fecham a zona de pontuação nessa primeira prova da Moto 2 da temporada de 2016

Resultado final do GP do Qatar – Moto 2
Mundial de Motovelocidade

1        12    Thomas Luthi            (Garage Plus Interwetten    Kalex)        40’14.293 em 20 Voltas
2        39    Luis Salom            (SAG Team    Kalex)            a 9.610
3        24    Simone Corsi            (Speed Up Racing    Speed Up)        a 9.665
4        55    Hafizh Syarhin            (Petronas Raceline Malaysia    Kalex)    a 13.558
5        77    Dominique Aegerter        (CarXpert Interwetten    Kalex)        a 16.064
6        52    Danny Kent            (Leopard Racing    Kalex)            a 16.114
7        21    Franco Morbidelli        (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS    Kalex)    a 20.047
8        40    Alex Rins            (Paginas Amarillas HP 40    Kalex)        a 20.170
9        22    Sam Lowes            (Federal Oil Gresini Moto2    Kalex)    a 22.019
10        10    Luca Marini            (Forward Team    Kalex)            a 24.249
11        44    Miguel Oliveira            (Leopard Racing    Kalex)            a 24.254
12        5    Johann Zarco            (Ajo Motorsport    Kalex)            a 24.570
13        14    Ratthapark Wilairot        (IDEMITSU Honda Team Asia    Kalex)    a 25.664
14        30    Takaaki Nakagami        (IDEMITSU Honda Team Asia    Kalex)    a 26.992
15        11    Sandro Cortese            (Dynavolt Intact GP    Kalex)        a 29.736
16        54    Mattia Pasini            (Italtrans Racing Team    Kalex)        a 30.404
17        23    Marcel Schrotter        (AGR Team    Kalex)            a 38.446
18        2    Jesko Raffin            (Sports-Millions-EMWE-SAG    Kalex)    a 46.363
19        32    Isaac Viñales            (Tech 3 Racing    Tech 3)            a 46.543
20        70    Robin Mulhauser            (CarXpert Interwetten    Kalex)        a 1’18.323
21        33    Alessandro Tonucci        (Tasca Racing Scuderia Moto2    Kalex)    a 1’25.002
22        8    Efren Vazquez            (JPMoto Malaysia    Suter)            a 1’39.572
Não Terminaram a corrida:
49    Axel Pons            (AGR Team    Kalex)        4 Voltas
97    Xavi Vierge            (Tech 3 Racing    Tech 3)        5 Voltas
19    Xavier Simeon            (QMMF Racing Team    Speed Up)        6 Voltas
73    Alex Marquez            (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS    Kalex)        14 Voltas
94    Jonas Folger            (Dynavolt Intact GP    Kalex)        18 Voltas
60    Julian Simon            (QMMF Racing Team    Speed Up)        19 Voltas
57    Edgar Pons            (Paginas Amarillas HP 40    Kalex)        19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP

Sem categoria

Deixe uma resposta