GP2 Series – 1ªEtapa – GP do Bahrein 2015

Grid de Largada:

1 Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) 1’39.237
2 Nobuharu Matsushita (ART Grand Prix) 1’39.545
3 Alex Lynn (DAMS) 1’39.599
4 Arthur Pic (Campos Racing) 1’39.630
5 Raffaele Marciello (Trident) 1’39.645
6 Jordan King (Racing Engineering) 1’39.770
7 Norman Nato (Arden International) 1’39.857
8 Alexander Rossi (Racing Engineering) 1’39.872
9 Pierre Gasly (DAMS) 1’39.877
10 Sergey Sirotkin (Rapax) 1’39.887
11 Artem Markelov (RUSSIAN TIME) 1’39.955
12 Rio Haryanto (Campos Racing) 1’39.961
13 Mitchell Evans (RUSSIAN TIME) 1’39.999
14 Robert Visoiu (Rapax) 1’40.128
15 Richie Stanaway (Status Grand Prix) 1’40.251
16 Julián Leal (Carlin) 1’40.353
17 Sergio Canamasas (MP Motorsport) 1’40.434
18 Marco Sørensen (Carlin) 1’40.444
19 André Negrão (Arden International) 1’40.634
20 Daniël de Jong (MP Motorsport) 1’40.653
21 Nathanaël Berthon (Lazarus) 1’40.654
22 Rene Binder (Trident) 1’40.773
23 Marlon Stöckinger (Status Grand Prix) 1’40.995
24 Zoel Amberg (Lazarus) 1’41.690

No Bahrein no Circuito de Sahkir foi realizada a primeira etapa da GP2 Series, Com a novidade agora da Asa Movel introduzida nos carros Dallara da categoria. A disputa pelo título deve estar entre Stoffen Vandroome, Mitch Evans, Alexander Rossi e Raffaele Marciello, Mas sempre podendo ter algum piloto que Seja a supresa desse campeonato, Nos Treinos oficiais Stoffen Vandroome conquistou a pole position com muita tranquilidade em cima dos seus outros adversários, Em 2ºlugar teria seu companheiro de equipe o Japonês Nobuharu Matsushita. Alex Lynn campeão da GP3 Series em 2014 larga em 3ºlugar com a melhor equipe do campeonato ultimamente a DAMS. O Único piloto brasileiro que esta no grid era André Negrão que correria pela Arden International e sairia de uma difícil 19ªposição.

Na Largada largou bem o Belga Vandoorne mantendo a liderança da corrida, Ao contraio do seu companheiro de equipe o Japonês Nobuharu Matsushita acabou nem largando direito e caindo lá para o meio do pelotão, Alex Lynn que estreia na GP2 na equipe DAMS assumiu a segunda posição. Quem se deu bem na largada foram Norman Nato que pulou de 7º para o 3ºlugar e de Pierre Gasly que saiu do 9º para o 5ºlugar, O piloto Francês da Arden não tinha rendimento para segurar o terceiro lugar e começou a ser pressionado por Raffaele Marciello da Trident, Como o Francês estava segurando a posição se aproveitou o Francês Arthur Pic que passou ambos e assumiu o 3ºlugar.

A Disputa entre Nato e Marciello durou até a Quinta Volta quando Marciello tentou passar Nato que acabou perdendo a freada e e tocando em Arthur Pic e Marciello também tentou passar aonde ainda não era a Hora e foi envolvido e Pierre Gasly que não tinha a ver em nada com isso acabou quebrando o bico do seu carro se chocando com Pic que também não teve culpa nessa história toda.

Com o engavetamento de 4 carros o Safety Car entrou na pista para que todos os carros nesse acidente fossem retirados, Gasly, Nato e Pic abandonaram a corrida, Marciello conseguiu ir aos boxes, mas abandonou a corrida na volta seguinte, Marco Sorensen acabou com problemas de suspensão abandonou a corrida também. A Partir dai um grupo que começou com o Inglês Alex Lynn e que entre eles tinha o brasileiro André Negrão foram para a parada obrigatória imediatamente. Stefan Vandromme, Rio Haryanto, Nobuharu Matsushita, Rosbert Visoiu, Artem Markelov e mais alguns não fizeram essa opção de ir aos boxes. Depois 4 voltas inteiras com Safety Car acabou saindo da pista após ótimo trabalho dos fiscais de pista que tiraram os carros de forma bastante rápida, Na Relargada Vandoorne continuou na ponta da corrida com Haryanto em 2º e os demais que não fizeram a parada no Safety Car.

O Norte-Americano Alexander Rossi com a Racing Engineering conseguiu fazer os pneus renderem e foi fazendo várias ultrapassagens ao contraio do Inglês Alex Lynn que não conseguiu fazer os pneus renderem e foi ficando para trás. La na Frente Vandroorne e Haryanto conseguiram abrir uma boa diferença do pelotão.

Faltando umas 14 voltas os pilotos que não foram para os boxes no Safety Car na pista começaram a parar nos boxes, A 10 voltas do final o Líder Vandoorne foi para os boxes e acabou indo para trás assim como Haryanto, Visolu e Matsushita. Mas Vandroome com muito mais pneu do que o pelotão com pneus desgastados, Restando 3 voltas para o final o piloto Belga que é protegido pela Mclaren foi para cima do Líder Alexander Rossi que não teve chances de se defender, Com pneus novos Vandroome assumiu a liderança da corrida, No final da prova os pilotos que tinham trocado os pneus na reta final da corrida estavam subindo.

Vandroome venceu a corrida com Rio Haryanto em 2ºlugar conquistado na última curva em cima de Alexander Rossi que conseguiu o 3ºlugar completando o pódio. Jordan King com o outro carro da Racing Engineering e piloto reserva da Manor por ser filho de um dos donos da equipe ficou em 4ºlugar, Robert Visoiu em bela Estreia chegou em 5ºlugar, Mitch Evans com a Russian Time ficou em 6º, Berthon, Leal e Negrão fizeram belas corridas de recuperação terminando a corrida nos pontos em 7º, 8º e 9ºlugares respectivamente com o piloto da Colômbia da equipe Carlin sendo o pole no dia seguinte e completando a zona de pontuação o Japonês Nobuharu Matsushita que conseguiu fazer uma boa corrida de recuperação em sua estreia após a desastrosa largada que ele teve.

Resultado da primeira etapa da GP2 Series – temporada 2015

1 Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) 1:01:23.306 em 32 Voltas
2 Rio Haryanto (Campos Racing) 5.056
3 Alexander Rossi (Racing Engineering) 5.497
4 Jordan King (Racing Engineering) 12.322
5 Robert Visoiu (Rapax) 20.048
6 Mitchell Evans (RUSSIAN TIME) 25.543
7 Nathanaël Berthon (Lazarus) 27.729
8 Julián Leal (Carlin) 28.463
9 André Negrão (Arden International) 29.502
10 Nobuharu Matsushita (ART Grand Prix) 29.664
11 Marlon Stöckinger (Status Grand Prix) 36.875
12 Sergey Sirotkin (Rapax) 38.516
13 Artem Markelov (RUSSIAN TIME) 41.021
14 Sergio Canamasas (MP Motorsport) 41.391
15 Richie Stanaway (Status Grand Prix) 43.375
16 Zoel Amberg (Lazarus) 44.062
17 Rene Binder (Trident) 44.682
18 Daniël de Jong (MP Motorsport) 48.421
19 Alex Lynn (DAMS) 1:05.572

Não Completaram a corrida:

Raffaele Marciello (Trident) a 27 Voltas
Norman Nato (Arden International) a 28 Voltas
Arthur Pic (Campos Racing) a 28 Voltas
Pierre Gasly (DAMS) a 28 Voltas
Marco Sørensen (Carlin) a 28 Voltas

Na segunda corrida realizada no domingo, a prova curva de 23 voltas teve como pole o piloto Julian Leal da Colômbia com o Nathanaël Berthon da Lazarus em segundo lugar, Evans, Visolu, King, Rossi, Haryanto e Vandroome completavam os 8 primeiros colocados, André Negrão largou em 9ºlugar.

Na largada Leal manteve a liderança da prova com Evans em segundo e Haryanto em 3º. O Colombiano da Equipe Carlin liderou as primeiras voltas da corrida, Mas perdeu desempenho e Rio Haryanto após passar Evans ele passou também a Leal e assumiu a liderança da prova e dai foi abriu diferença enquanto Leal arrastou-se pela pista e Evans tentou atacar de todo o jeito mas acabou não conseguindo passar Leal e ainda mais tomou do Visolu e acabou furando um pneu e com isso teve de ir aos boxes e com isso sua corrida ficou totalmente comprometida. Antes disso Sergio Caramasas acabou tocando em Jordan King prejudicando o desempenho do piloto Inglês, Caramasas deixou a corrida após esse incidente o que é normal para um piloto do calibre dele (de falta de talento e desastroso)

A ART Grand Prix teve seus dois pilotos andando muito bem, primeiro foi o Japonês Nobuharu Matsushita que passou Visolu que começou a também ficar lento e assumiu o segundo lugar e ficou por lá por algumas voltas, Mas na parte final da corrida Matsushita perdeu rendimento e acabou caindo para trás e perdendo posições para Vandoone, Rossi, Leal e Berthon, Enquanto isso Berthon acabou subindo o seu desempenho e conseguiu passar Matsushita, Leal e Rossi e conseguiu o 3ºlugar completando o pódio.

Vandroome foi para cima de Haryanto, Mas já não havia mais tempo e o piloto Indonésio da equipe Campos Racing conseguiu sua primeira vitória no campeonato após uma grande exibição com Stoffen Vandroome em 2ºlugar saiu do Bahrein como o Líder do campeonato.

André Negrão mesmo com um motor fraco ele conseguiu se segurar em 8ºlugar o que deixou o piloto da Arden com 3 pontos no campeonato. A próxima corrida foi em Barcelona na Espanha nos dias 9 e 10 de Maio.

Resultado da segunda etapa da GP2 Series – temporada 2015

1 Rio Haryanto (Campos Racing) 41:35.490 em 23 Voltas
2 Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) 3.004
3 Nathanaël Berthon (Lazarus) 5.639
4 Alexander Rossi (Racing Engineering) 6.258
5 Julián Leal (Carlin) 13.945
6 Nobuharu Matsushita (ART Grand Prix) 15.923
7 Robert Visoiu (Rapax) 19.794
8 André Negrão (Arden International) 20.159
9 Jordan King (Racing Engineering) 21.101
10 Arthur Pic (Campos Racing) 25.690
11 Richie Stanaway (Status Grand Prix) 32.040
12 Artem Markelov (RUSSIAN TIME) 33.200
13 Daniël de Jong (MP Motorsport) 34.335
14 Sergey Sirotkin (Rapax) 34.361
15 Alex Lynn (DAMS) 35.050
16 Norman Nato (Arden International) 39.501
17 Mitchell Evans (RUSSIAN TIME) 39.536
18 Zoel Amberg (Lazarus) 41.084
19 Marlon Stöckinger (Status Grand Prix) 43.390
20 Raffaele Marciello (Trident) 47.545
21 Marco Sørensen (Carlin) 49.715
22 Pierre Gasly (DAMS) 56.504

Não Completaram a corrida:

Sergio Canamasas (MP Motorsport) a 19 Voltas
Rene Binder (Trident) a 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: GP2 Series

Deixe uma resposta