Corridas Históricas – GP do Canadá de 1984

Grid de Largada:

1 Nelson Piquet (Brabham/BMW) 1’25.442
2 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’26.198
3 Elio de Angelis (Lotus/Renault) 1’26.306
4 Derek Warwick (Renault) 1’26.420
5 René Arnoux (Ferrari) 1’26.549
6 Michele Alboreto (Ferrari) 1’26.764
7 Nigel Mansell (Lotus/Renault) 1’27.246
8 Niki Lauda (McLaren/TAG) 1’27.392
9 Ayrton Senna (Toleman/Hart) 1’27.448
10 Andrea de Cesaris (Ligier/Renault) 1’27.922
11 Eddie Cheever (Alfa Romeo) 1’28.032
12 Manfred Winkelhock (ATS/BMW) 1’28.909
13 François Hesnault (Ligier/Renault) 1’29.187
14 Riccardo Patrese (Alfa Romeo) 1’29.205
15 Keke Rosberg (Williams/Honda) 1’29.284
16 Corrado Fabi (Brabham/BMW) 1’29.764
17 Jacques Laffite (Williams/Honda) 1’29.915
18 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’30.073
19 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’30.918
20 Johnny Cecotto (Toleman/Hart) 1’31.459
21 Martin Brundle (Tyrrell/Ford) 1’31.785
22 Stefan Bellof (Tyrrell/Ford) 1’31.797
23 Marc Surer (Arrows/Ford) 1’32.756
24 Huub Rothengatter (Spirit/Hart) 1’32.920
25 Mike Thackwell (RAM/Hart) 1’33.730
26 Philippe Alliot (RAM/Hart) 1’35.286

Piquet dá a volta por cima e vence no Canadá de ponta a ponta.

Nelson Piquet fez mais uma vez a pole position, Piquet que até aquele momento, antes da 7ªetapa da temporada estava sem marcar pontos, por pura falta de confiabilidade do seu carro. Enquanto Prost tinha 28.5 pontos, Lauda tinha 18, Arnoux 15, De Angelis e Warwick com 13 e Keke Rosberg com 11.5. até Ayrton Senna tinha pontos no campeonato, 4,5 pontos.

No treino de Classificação, Nelson Piquet marcou a pole positon com seu Brabham-BMW, Ao seu lado estava o francês Alain Prost com seu Mclaren-Porsche. O Italiano Elio de Angelis da Lotus e o Inglês Derek Warwick da Renault largam na segunda fila. Completando a 3ªFila era composto pela Dupla da Ferrari, com Renê Arnoux 2 décimos mais rápido que Michele Alboreto. Completando os 10 primeiros colocados vinham Nigel Mansell com sua Lotus, Niki Lauda com sua Mclaren, Ayrton Senna com a Toleman e Andrea de Cesaris com a Ligier.

Os pilotos partiam para volta de apresentação, Sem que ninguém tivesse algum problema.  Na Largada Prost largou melhor e assumiu a ponta, mas logo depois das primeiras curvas Piquet Recuperou a ponta da corrida, antes da metade da primeira volta. Piquet, Prost, De Angelis, Alboreto, Arnoux e Mansell eram os seis primeiros colocados na primeira volta. No final da primeira volta, Alboreto superou De Angelis. No começo da segunda volta, Arnoux também conseguiu a ultrapassagem em cima do piloto da Lotus. Senna no final da 2ªvolta passou Mansell e subiu para o 8ºlugar. Mansell caiu muitas posições nas primeiras voltas, O primeiro bloco era formado pelo Piquet, Prost, Alboreto e Arnoux disputando a ponta.

Alboreto e Arnoux se aproximavam de Prost, disputando a 2ºlugar. Depois desse bloco tínhamos De Angelis, Warwick, Lauda e Senna. Na Volta 4, Piquet faz a melhor volta da corrida 1:30.795, média de 174.932 km/h.

Na Volta 5, Lauda já tinha ganhava a 5ªposição e iria sem dúvida pra cima dos primeiros colocados. Piquet lá na frente estava com uma vantagem pouco confortável. Enquanto isso Warwick apertava De Angelis na briga pelo 6ºlugar, Senna em 8º estava um pouco mais atrás de De Angelis e de Warwick. Lá na frente Prost tinha que se virar para segurar os dois pilotos da Ferrari.

Classificação Após 8 voltas: Piquet (12.17.96), Prost (a 2.23), Alboreto (a 2.30), Arnoux (a 3.25), Lauda (a 14.74) e De Angelis (a 19.05). François Hesnault foi para os boxes e abandonou com problemas no turbo do motor da Ligier. Warwick continuava pressionando De Angelis na disputa pelo 6ºlugar, De Angelis conseguia manter a posição graças ao bom desempenho nas curvas e Warwick atacava o piloto da Lotus nas retas de Montreal.

Michele Alboreto na volta 10 abandona a corrida, o italiano vinha vindo para lutar pelo segundo lugar da corrida. Na Volta 13, Warwick ultrapassa De Angelis e assumiu a 5ºposição. Piercarlo Ghinzani da Osella deixou a corrida com problemas de câmbio. Arnoux foi para os boxes para a troca de Pneus e voltou atrás de Ayrton Senna.

Piquet continuava na frente, com Prost em 2º, Lauda estava em 3º a 10 segundos de Piquet e Prost, Depois Warwick e De Angelis em 4º e 5º colocados, e Ayrton Senna estava em 6º com 16 voltas completadas. Arnoux estava com problemas em seu carro. Piquet tinha um pouco mais de 1 segundo a 2 segundos de diferença. Piquet com 1:30.185 fazia de novo a melhor volta da corrida, na volta 17. Média de 176 km/h.
Aos poucos, Os carros mais lentos começavam a chegar para tomarem volta, um dos primeiros foi Marc Surer com seu Arrows Cosworth, Senna perdeu rendimento e perdeu posição para Arnoux e para Rosberg com seu Williams-Honda. Classificação após 20 voltas: Piquet, Prost, Lauda, Warwick, De Angelis, Arnoux, Rosberg, Senna, Mansell e De Cesaris. Isso após 20 voltas completadas.

Rothengatter tinha problemas com seu equipamento, mas não abandonou a corrida, decidiu continuar quando tudo indicava que iria abandonar a corrida. Arnoux se recuperava de forma Brilhante superou Elio de Angelis e assumiu a 5ªPosição. Apos 23 voltas, à classificação era essa: Piquet, Prost (1 Segundo), Lauda (10 Segundos), Warwick (41 Segundos) Arnoux (44 Segundos) e De Angelis (44 Segundos). Na disputa pelo bloco intermediário, Corrado Fabi, Thierry Boutsen e Johnny Cecotto brigando por um lugar melhor na corrida. Logo atrás, vinha Nelson Piquet prestes a dar 1 volta nos 3.

Piquet acabava se dando bem para nessas sessões de ultrapassagem de retardatários já que Corrado Fabi não facilitou para Prost, Rosberg na volta 26 passava De Angelis e assumia a 6ºposição da corrida.
No final da volta 27, Renê Arnoux faz uma bela manobra em cima de Warwick, supera o inglês e assumiu a 4ªposição. Agora a missão do piloto da Ferrari era “simples”, tirar 34 segundos em cima de Lauda, o terceiro colocado que tentava chegar em Alain Prost e Nelson Piquet pela briga pela ponta. Senna estava em 9ºlugar com a Toleman, mas já sem rendimento, pois estava caindo na corrida, Já estava começando a sentir pressão do norte-americano Eddie Cheever com a Alfa-Romeo (Jaguar dos anos 80).

Classificação depois de 29 Voltas: Piquet, Prost (4s), Lauda (10s), Arnoux (44s), Warwick (47s) e De Angelis (56s) Rosberg que estava em 6ºlugar enfrentava problemas em seu carro. Mike Trackwell da RAM-Hart abandonou a corrida, com problemas no seu turbo. Não só a Williams de Rosberg, mas a Williams de Laffite também começava a ter problemas também, com o passar do tempo, os carros começavam a perder desempenho e a terem problemas, mas também tinha um pouco do consumo de combustível, que preocupava vários pilotos que tinham medo disso devido ao tipo de pista.

Piquet continuava na ponta da corrida. Com uma vantagem razoavelmente boa para Prost que começava a ver Lauda se aproximar do Francês de nariz torto, Laffite com problemas de Turbo e Rosberg por problemas de Injeção abandonariam a corrida. Com isso tínhamos 20 carros na corrida. Andrea de Cesaris fez a sua troca de pneus, e acabou demorando demais em sua troca. Mais de 20 segundos para fazer esse serviço. Começando a 2ªmetade da corrida Piquet via Prost e Lauda se aproximarem para a briga do primeiro lugar.
Cheever e Senna tomaram uma volta de Piquet e Prost. Nessa o francês se deu bem e acabou se aproximando de Piquet. Senna estava lutando pelo 8ºlugar contra Cheever, O Norte-Americano tinha um melhor desempenho que o Brasileiro.

Mansell pressionava De Angelis, Nessa Briga estava em jogo a 6ªposição, Patrese acabou batendo seu Alfa Romeo e abandonou a corrida. Outro que Abandona a corrida foi Thierry Boutsen com seu Arrows-BMW que acabou explodindo. Corrado Fabi para os boxes e a Brabham faz o trabalho de 28 segundos. E continuava a batalha entre De Angelis e Mansell pela 6ªposição.

Enquanto isso na volta 44, Piquet mantem uma distância de 2 segundos na frente de Prost, com os dois carros da Lotus pela frente. Lauda encostou-se a Prost, disposto para lutar pelo 2ºlugar, com o austríaco com melhor desempenho que Prost. Mansell ultrapassou De Angelis e assumiu a 6ªposição. E Lauda passou Prost e assumia a segunda posição, largando de oitavo lugar Lauda faz incrível corrida, e seria um forte adversário para Piquet pela vitória no Canadá.

De Angelis acabou cometendo um erro que quase custou à corrida de Lauda, passando reto em uma curva que hoje é a primeira curva do atual GP do Canadá. Lauda perdeu tempo, isso possibilitou a Prost se aproximar do Austríaco, mas Lauda continuava a abrir de Prost, mostrando que seu carro estava muito melhor que do francês. Classificação após 47 Voltas: Piquet, Lauda, Prost, Arnoux, Warwick, Mansell, De Angelis, Cheever, Senna e Bellof eram os 10 primeiros.

Piquet já tinha 7 segundos na Frente de Lauda que tinha 4 na frente de Prost, dai eram 50 segundos na Frente de Arnoux, depois Warwick e Mansell completavam a zona de pontuação. Johnny Cecotto na volta 52 tomava 2 voltas de Piquet. Bellof abandonaria a corrida com seu Tyrrell-Ford. Warwick passava Arnoux para assumir a 4ªposição. Arnoux estava com problemas em seu carro e Warwick disparou na Frente na volta 53. Piquet continuava Bastante tranquilo na Frente, ultrapassando retardatários. Lauda estava um pouco mais atrás, sendo a única ameaça de vitória para Piquet, além disso, O motor poderia se algo a impedir a vitória do Brasileiro nas 14 voltas finais. Seu motor poderia resistir nessas voltas finais, para finalmente o campeão de 1983 marcar seus primeiros pontos no campeonato.

Warwick vai para os Boxes para troca de Pneus. E a Renault fez uma troca lenta para Warwick, foi de 16 segundos que permitiu a Mansell a passar para a 4ªposição. Warwick voltou na Volta seguinte aos boxes para novamente trocar de pneus. Com isso a corrida dele estava super prejudicada. Nas últimas 10 voltas, os equipamentos estavam em boa parte com problemas, Warwick, Prost, Senna e Arnoux tinham problemas. Além disso, tinha também o Fantasma do combustível. Tanto que Warwick abandonaria a corrida com problemas do Chassi. Só tínhamos 12 carros na Corrida, 13 se contamos Rothengatter que se arrastava na pista com a modesta Spirit

Restando 9 voltas: Piquet, Lauda, Prost, Mansell, De Angelis, Cheever, Arnoux, Senna, Winkelhock, Brundle, Cecotto, Alliot, eram os 12 que estavam na corrida depois do abandono de Surer, com problemas de motor. De Angelis estava começando a ficar mais para Cheever andava forte com seu Alfa Romeo lutando pela 5ªposição, no final da corrida.
Piquet continuava na Frente, com uma vantagem consolidada sobre Lauda, agora só uma quebra ou pane seca poderia tirar a vitória do Brasileiro, campeão da temporada passada.

Restando 3 Voltas para o Final, As brigas lá atrás estavam intensas, De Angelis recuperava o 4ºlugar, Cheever teve pane seca e abandonava a corrida depois de uma ótima corrida. Mansell tentava segurar Arnoux que tinha também Sérios problemas de Motor. Senna em 7º tambem tentava se aproximar de Arnoux, mas também não tinha muito rendimento para alcançar o Francês da Ferrari,

Todos os carros estavam ou nas últimas ou com pouco combustível. Depois de 6 corridas sem completar, Finalmente Piquet numa corrida perfeita consegue os primeiros 9 pontos, a primeira vitória e a certeza de que poderia ainda brigar pelo titulo. Lauda e Prost que éramos protagonistas a brigar por vitórias foram os principais coadjuvantes dessa corrida, De Angelis, Arnoux e Mansell, Senna em 7º fez mais uma boa corrida em 1984. Winkelhock, Brundle, Cecotto, Alliot completaram a corrida, Rothengatter também chegou ao final, mas 14 voltas atrás, e isso fez com que ele não fosse classificado.

Resultado final do GP do Canadá de 1984

Vídeo:

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Formel1mic, Bestlap
Texto: Deivison da Conceição da Silva

Um comentário em “Corridas Históricas – GP do Canadá de 1984

  1. Pingback: Preview – GP do Canadá – Portal Sportszone

Deixe uma resposta