GP da Inglaterra de 1989

Grid de largada:

1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’09.099
2 Alain Prost (McLaren/Honda) 1’09.266
3 Nigel Mansell (Ferrari) 1’09.488
4 Gerhard Berger (Ferrari) 1’09.855
5 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’09.865
6 Mauricio Gugelmin (March/Judd) 1’10.336
7 Thierry Boutsen (Williams/Renault) 1’10.376
8 Ivan Capelli (March/Judd) 1’10.650
9 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’10.798
10 Nelson Piquet (Lotus/Judd) 1’10.925
11 Pierluigi Martini (Minardi/Ford) 1’11.368
12 Philippe Alliot (Lola/Lamborghini) 1’11.541
13 Éric Bernard (Lola/Lamborghini) 1’11.687
14 Stefano Modena (Brabham/Judd) 1’11.755
15 Luis Perez-Sala (Minardi/Ford) 1’11.826
16 Satoru Nakajima (Lotus/Judd) 1’11.960
17 Nicola Larini (Osella/Ford) 1’12.061
18 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’12.070
19 Derek Warwick (Arrows/Ford) 1’12.208
20 Martin Brundle (Brabham/Judd) 1’12.327
21 Bertrand Gachot (Onyx/Ford) 1’12.329
22 Jean Alesi (Tyrrell/Ford) 1’12.341
23 Roberto Moreno (Coloni/Ford) 1’12.412
24 Olivier Grouillard (Ligier/Ford) 1’12.605
25 Andrea de Cesaris (Dallara/Ford) 1’12.904
26 Emanuele Pirro (Benetton/Ford) 1’13.148

Não Classificaram para a corrida:

René Arnoux (Ligier/Ford) 1’13.240
Eddie Cheever (Arrows/Ford) 1’13.386
Gabriele Tarquini (AGS/Ford) 1’13.496
Christian Danner (Rial/Ford) 1’15.387
Stefan Johansson (Onyx/Ford) 1’12.248
Alex Caffi (Dallara/Ford) 1’12.501
Gregor Foitek (Euro Brun/Judd) 1’13.128
Piercarlo Ghinzani (Osella/Ford) 1’13.429
Yannick Dalmas (AGS/Ford) 1’13.720
Bernd Schneider (Zakspeed/Yamaha) 1’14.124
Pierre-Henri Raphanel (Coloni/Ford) 1’14.206
Aguri Suzuki (Zakspeed/Yamaha) 1’14.266
Volker Weidler (Rial/Ford) 1’15.096

Prost vence na Inglaterra e amplia vantagem sobre Senna no mundial

Na Metade do Campeonato de 1989, Senna e Prost disputavam o titulo cada um tinha três vitórias, Prost tinha 38 pontos e Senna com 27 pontos, Prost tinha 1 segundo e 1 Quinto lugar a mais que Senna, que só tinha pontuado com vitória. Mais uma vez Senna e Prost faziam a primeira fila do Grid, com a Ferrari na Segunda Fila e Depois uma disputa com Williams e March pelo terceiro posto, só que Mauricio Gugelmin não estava no Grid em sua posição original, foi para os Boxes, igualmente acontecia com a Osella-Ford de Nicola Larini. Com 24 no Grid, os pilotos partiram. Prost arrancou melhor, mas Senna acabou a primeira curva na Frente, com a Ferrari e Williams logo em Seguida, Mas Senna já começava a tentar fazer o que ele sempre queria, disparar na ponta e impor seu domínio na corrida. Classificação na 1ªVolta: Senna 1:20.039, Prost 0.797, Mansell 1.532, Berger 2.001, Boutsen 2.465, Patrese 3.172. Enquanto Isso Nannini estava em 7º com Piquet em 8º. Na Terceira volta Roberto Pupo Moreno abandonava a corrida, com o câmbio de sua Coloni quebrado. Tava na Cara que Mclaren, Ferrari e Williams tinham os melhores carros na pista, Com Nannini e Piquet fazendo o possível para se juntarem aos Lideres, e Também Martini que estava em 8ºlugar, tirando posição de Piquet. Mas o Brasileiro foi pra cima, e Retomou o 8ºposto ao final da 4ªvolta.

Gerhard Berger iria aos Boxes, mas descobria problemas em seu carro e ai saiu dessa Briga pela ponta, Capelli também passava Martini e assumia o 8ºlugar, numa briga intermediaria que já poderia render pontos a eles. Após 5 Voltas a Classificação era: Senna 6:17.021, Prost a 0.622, Mansell a 2.609, Boutsen 6.411, Patrese 7.360 e Nannini a 8.475, Depois vinham Piquet, Capelli e Martini. Senna, Prost e Mansell disparavam na Frente deixando Williams e os outros atrás, Nigel Mansell fazia a volta mais rápida, 1:13.804, Média de 233,146 Km/h na volta 6. Ninguém duvidava de que ele lutaria pela vitória, Mesmo com o Domínio do Mclaren MP4/5 de Senna e Prost, Ambos estavam no mesmo Bloco, e Mansell fazia de novo a melhor Volta da Corrida 1:13.733, Voando baixo o Leão Com um excelente retrospecto no GP da Inglaterra, Duas vitórias (86 e 87) e um Segundo lugar em 1988. Berger Voltava a corrida, mas sem a menor chance na corrida. O Segundo Bloco da Corrida envolvia Boutsen, Patrese, Nannini, Piquet e Capelli.

Classificação após 8 Voltas: Senna 9:59.252, Prost a 0.783, Mansell a 1.761, Boutsen a 8.923, Patrese a 10.075 e Nannini a 11.134. Mansell vinha pra cima de Prost para lutar pelo 2ºlugar, Senna começava a ganhar um pouco de sossego em 1º, enquanto ambos lutavam pelo 2º. Mansell mais uma vez volta mais rápida, agora na volta 10, 1:13.634, 233.684 Km/h de média.

Senna mantinha a ponta com certa tranqüilidade, Mas Senna acaba rodando em uma curva e parando em uma caixa de Brita e abandona a corrida, e Deixava caminho livre para Prost e Mansell lutarem pelo primeiro lugar. Do jeito que rodou, Senna teve algum problema no seu carro, na Volta 14 Prost e Mansell achavam o seu primeiro retardatários, que era Nicola Larini com a Osella, Martin Brundle foi para os boxes. A Classificação na Volta 13 era Prost 16.09.290, Mansell a 1.324, Boutsen a 14.817, Patrese a 15.506, Nannini a 15.829 e Piquet a 16.714. Agora Prost conseguia uma vantagem um pouco maior sobre Mansell, mostrando que a Mclaren-Honda tinha um Gás para fugir e se soberana através do carro 2. Mas Mansell não desistia da Luta e Fazia mais uma melhor volta, 1:13.464 passando dos 234 Km/h de Média Horária, Nannini lá no 2ºbloco tentava passar Patrese, mas nessa volta 16 não foi possível, e Patrese passava Boutsen. Ivan Capelli que vinha em 8ºlugar abandonava a corrida. Andrea de Cesaris teve seu motor quebrado. Nannini e Piquet ficavam numa luta feroz pelo 5ºLugar, Seria difícil para Piquet, os motores Judd V8 eram bem menos potentes que o Ford HB 1 que eles tinha entrego pela Ford. Na Volta 20 Ambos chegaram em Boutsen para lutar pelo 4ºlugar. Alain Prost Responde a Mansell fazendo a melhor volta da Corrida, 1:13.302. A Medida que os carros foram baixando o peso dos seus carros, mais baixa os tempos.

Na Volta 21 Patrese escapou da pista e o choque foi violento acidente, ele não se Machucou, mais deixou a corrida também, mais um carro das equipes grandes estava fora, sobrando Prost, Mansell e Boutsen nas 3 primeiras posições. Nannini foi para os boxes pra troca de Pneus, o normal era que ninguém trocasse nessa pista super lisa apesar de rápida, mas a Benetton não conseguiu agüenta ou foi por tática mesmo trocou seus pneus, quando Prost e Mansell lá na Frente começavam a pegar um violento tráfego na Frente deles a Classificação após 22 Voltas: Prost (27:13.422), Mansell (2.533), Boutsen (34.184), Piquet (34.610), Alliot (59.157) e Alesi (1:00.143), Alesi fazia sua segunda corrida na Formula 1 e queria de novo os pontos, Com todos esses retardatários Prost acabou levando vantagem sobre Mansell e abriu uma vantagem comportável, apenas o bastante para se manter na ponta. Piquet passava Boutsen na volta 24 e assumia a 3ªPosição, O Brasileiro com sua Lotus-Judd fazendo uma belíssima corrida, com todas as deficiências do seu carro.

Mas parecia o Boutsen começando a ter problemas, Após 24 Voltas a Classificação era essa: Prost (29.41.816), Mansell (4.454), Piquet (37.966), Boutsen (38.069), Nannini (1:01.035) e Gugelmin (1:03.430), Após grande recuperação Gugelmin aparecia num ótimo 6ºlugar, Agora sim Prost tinha mais sossego na corrida, sem Mansell colado atrás para o incomodando o Francês, Larini finalmente abandonou a corrida com problemas de Estabilidade em seu carro, Mas Mansell não queria deixar de lutar assim de maneira tão fácil, na Volta 26 ele voltou a fazer a melhor volta da Corrida: 1:12.985, 235.762 km/h de Média horária, Alliot, Alesi, As duas Brabham e Nakajima brigando no meio do Grupo entre o 7º, 8º, Boutsen teve problemas nos boxes na sua parada, perdeu muito tempo, e saiu da luta dos pontos, Melhor para Gugelmin e Nannini que herdaram posição de Boutsen.

Alesi roda e fica pela Grama mesmo, deixando a corrida em que ele estava bem colocado para pontuar de novo, Após 29 Voltas a Classificação era essa: Prost (35:50.798), Mansell (a 3.308), Piquet (a 42.978), Nannini (a 1:02.332), Gugelmin (1:04.632) e Alliot com uma Volta era o 6º, Modena em 7º, Brundle em 8º e Nakajima em 9º.

Enquanto Alliot dificulta passagem para Mansell botar uma volta nele, o Prost agradece para o seu compatriota que estava em 6º. Com 31 Voltas Prost (38:17.427), Mansell (6.529) Piquet (46.649), Nannini (1:03.467), Gugelmin (1:06.241, e Alliot (1 Volta). Piquet perdia a vantagem em cima de Nannini, devido ao Fato de Nannini usar pneus mais novos em seu carro, e Os três primeiros estavam sem parar aos boxes. Modena abandonava a corrida, e o Motor de Mansell deixava mais de 100 mil espectadores de coração na mão, estava enfumaçando o frágil motor Ferrari dessa temporada. Jonathan Palmer também deixava a corrida, por batida. com isso o número de abandonos era agora de 9 carros, 4 deles por rodadas, acidentes, até um número de poucas quebras, no total 5 quebras. Na Volta 34 a Classificação era: Prost (41:57.738), Mansell (9.232), Piquet (52.145), Nannini (1:05.691) Gugelmin (1:09.153), Alliot (1 Volta). Piquet estava perdendo a diferença que tinha sobre Nannini, e Gugelmin acompanhava Nannini, mesmo perdendo um pouco de tempo, poderia se dar bem numa briga com Nelson Piquet, por posição. Mansell já via que não dava mais, mesmo tentando só tinha uma solução, trocar os pneus ou ficar ai em Segundo lugar. Enquanto isso Brundle chegava rápido em Alliot que parecia estar com problemas em sua Lola-Lamborghini, Brundle logo passa e o Lamborghini fumava, era final de corrida para Alliot. Mas Brundle teria de se cuidar, as Minardi estavam por perto e com um ótimo desempenho por sinal. Depois vinha Nakajima e Grouillard brigando pelo 9ºlugar. Enquanto Prost começava o seu passeio, Senna explicava o seu abandono aos chefes de time na torre de comando do time, nada satisfeito com o acontecido, pois isso faria Prost disparar na ponta do campeonato, caso tudo terminasse daquela forma. Mansell tinha problemas em seu carro com um dos pneus que abriu o Bico, furou, Mansell teve de parar e ficou sem chances na corrida, a Sorte dele era que Piquet, Nannini e Gugelmin estavam a milênios atrás de Mansell que voltou ainda em 2º. Prost depois desse acontecido ali começou de vez a passear por Silverstone. Classificação após 44 Voltas: Prost (51:14.648), Mansell (54.237), Piquet (1:03.632), Nannini (1:12.787), Gugelmin (1 Volta), Martini (1 Volta). Brundle não resistiu a pressão da Minardi. As brigas agora estavam restringidas a Piquet x Nannini pelo lugar no pódio, e as brigas pelo grupo Intermediário entre o 6º até o 10ºlugar, o Resto estava bem definido.

Prost na volta 46 resolve trocar os pneus, uma atitude correta, apesar de mais de 50 segundos na Frente ele precisava trocar por pneus novos, mas o problema foi os 22 segundos demorados na troca, com isso reacendia as esperanças de Vitória de Mansell em casa, a 3ª em 4 anos, Mas Mansell ainda estava muito atrás, 12.752 atrás, mas passava a acreditar. Mas ele tinha que passar retardatários, Grouillard, Sala e Brundle que lutavam por posições consideráveis na corrida. Com 49 Voltas Completadas a Classificação era: Prost (1:01.04:675), Mansell (12.615), Piquet (26.081), Nannini (32), Gugelmin (44.147) e Martini (1 Volta). Restando apenas 15 voltas por completar Piquet segurava os 6 segundos a frente de Nannini com muita dificuldade, Nannini vinha para cima com pneus novos. Na Volta 51 Prost não deixa duvidas de sua superioridade, 1:12.793, a melhor volta da corrida. Mas Mansell responde 1:12.605, era o que dava para fazer contra a poderosa Mclaren, disputar com ela o privilégio da melhor volta da corrida. Com 13 carros ainda na Corrida, já que Brundle abandonou com Problemas em seu motor Judd da Brabham. E Berger finalmente parou, mas ele já não tinha chance nenhuma na corrida e na volta 53 Prost baixa a melhor volta para 1:12.209, e Nannini estava bem perto de Piquet na Briga pelo terceiro lugar, o Benetton tinha mais carro e estava mais no chão do que a Lotus de Nelson Piquet. A 10 Voltas do Final Gugelmin é traído pelo Câmbio e abandona a corrida, a March perdia 2 pontos certos que estava na mão de um competentíssimo piloto como Gugelmin, Com isso a corrida só tinha 12 carros na pista, e a 8 Voltas do final Nannini já aparecia em 3ºlugar, Piquet não agüentou a pressão é o melhor carro de Nannini, que fugia em 3º e Piquet tinha problemas de pneus a essa altura, a sorte dele é que Não tinha ninguém para ameaçar a sua 4ªposição. Enquanto isso Sala e Grouillard brigavam pelo 6ºlugar, Ambos buscavam pontos para fugirem do Pré-qualify da Sexta-feira de Manha. Na Volta 58 a classificação era: Prost, Mansell, Nannini, Piquet, Martini, Sala, Grouillard, Nakajima e Warwick.

Restando apenas 6 Voltas para o Final tirando a briga pelo 6ºlugar as outras posições estava definidas, Salvo uma quebra ou erro de um dos primeiros e que mudaria alguma coisa. Classificação restando 5 Voltas era a Seguinte: Prost (1:13.12.051), Mansell (12.696), Nannini (40.203), Piquet (51.395), Martini (1 Volta), Sala (1 Volta), Grouillard (1 Volta), Nakajima (1 Volta).

Prost caminhava para uma vitória que estava difícil até a metade da corrida, mas que o Professor transformou ela em uma vitória fácil, mesmo com a atrapalhada em sua parada que não influenciou o resultado final da corrida. Mansell em 2ºlugar mantia um excelente retrospecto em Pistas Inglesas, 5 vezes no pódio, sendo 3 como 1º e as 2 últimas como 2ºlugar, exatamente 88 e 89, Nannini iria mais uma vez para o pódio. Piquet em 4º após boa corrida para a Lotus, Martini e Sala proporcionando a melhor corrida da História da Minardi na Formula 1 tendo ambos terminado nos pontos, depois veio Grouillard, Nakajima, Warwick, Boutsen que teve problemas e não conseguiu uma colocação final, Pirro (lamentável) e Gachot os pilotos que terminaram a corrida. Prost comemorava a 4ª vitória na temporada, e a sua distância para Senna aumentava para 20 pontos de diferença.

Resultado do GP da Inglaterra de 1989

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeo da Corrida:

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic
Vídeo: MrChato27 / MrViniciusf11995
Texto: Deivison da Conceição da Silva

Sem categoria

Deixe uma resposta