Formula 2 – Round 2 – GP da Estíria

Etapa realizada no último final de semana. A segunda batalha pelo campeonato e por um lugar na Formula 1 em 2021.

Na classificação na sexta-feira estava sol e com o tempo seco. Era o segundo final de semana no circuito da Áustria. A Classificação começa com os pilotos da Carlin sendo os primeiros a entrarem na pista. Depois, todos os outros foram atrás deles, com exceção os dois pilotos da Prema que vinham com uma estratégia diferente.

Com as tradicionais 3 voltas de aquecimento, o treino começou pra valer. Tanto Tsunoda com 1:15.132 como Daruvala com 1:15.412 fizeram belas voltas e ficaram na frente, até que Guanyu Zhou detonou o tempo da concorrência, com 1:14.933. Seu companheiro de equipe Callum Ilott acabou marcando o 4ºtempo, 15 milésimos atrás do inglês Jake Aitken.

Tudo mundo deu uma aliviada para tentarem uma nova volta. O japonês Yuki Tsunoda fez bela volta a 21 minutos do final, passando para a ponta com 1:14.803. O indiano Jehan Daruvala fez uma boa volta e subiu do 7º para o 3ºlugar. Quem surpreendeu foi Marino Sato que marcou uma boa volta com o carro da Trident e vinha em uma posição bastante aceitável no Top 10. Nikita Mazepin fez uma boa volta, mas por ter passado do limite da pista a volta acabou sendo anulada.

Depois de um terço da classificação, Tsunoda vinha com a pole, seguido de Callum Ilott, Guanyu Zhou, Luca Ghiotto, Jehan Daruvala, Christian Lundgaard, Marino Sato, Jake Aitken, Roy Nissany e Felipe Drugovich completando os 10 primeiros colocados. Enquanto os 20 pilotos foram para os boxes, Mick Schumacher e Robert Shwartzman foram para a pista para realizarem suas voltas rápidas. Na primeira volta, Schumacher não foi muito bem, mas Shwartzman marcou uma bela volta e passou para a sexta posição.  Na volta seguinte, o filho de Michael Schumacher deu uma boa subida, passando da 19ª para a 12ªposição. Já o campeão da Formula 3 do ano passado subiu do 6º para o 5ºlugar.

A tática da equipe Prema funcionou, mas ambos precisavam ir para a pista nos minutos finais se quisessem melhorar suas marcas e subirem na classificação. A um pouco mais de 10 minutos do final, os pilotos voltaram para a pista com o objetivo de tirar Tsunoda da primeira posição.

Depois das voltas de apresentação, Todo mundo partiu para as últimas tentativas de volta rápida. Giuliano Alesi  melhorou seu tempo, mas só subiu do 21º para o 19ºlugar. estava muito longe da briga o piloto da HWA. Christian Lundgaard ameaçou melhorar, mas teve um terceiro setor muito ruim e não saiu do 7ºlugar. Zhou vinha em brilhante volta, mas o Chinês foi atrapalhado e sua volta foi para o saco.

A 1 minuto e 20 segundos do final, Aitken fez 1:14.976, subindo do 9º para o 5ºlugar. Ilott e Zhou também melhoraram e o Chinês subiu para a segunda posição, com o 3ºmelhor setor da classificação.

Fim de papo, Tsunoda da equipe Carlin conquistou a pole position. Sua volta na primeira metade da classificação não foi superada até o final dos 30 minutos. Algo que raramente acontece na Formula 2. Guanyu Zhou da Uni-Virtuosi vai dividir a primeira fila com o Japonês. Na segunda fila largam o inglês Callum Ilott da Uni-virtuosi e o italiano Luca Ghiotto da novata Hitech, um bom trabalho de um dos pilotos mais experientes da categoria. Jack Aitken da Campos Racing e Robert Shwartzman da Prema dividem a 3ªfila. Completando os 10 primeiros colocados ficaram Jehan Daruvala da Carlin, Christian Lundgaard da ART Grand Prix, Mick Schumacher da Prema e Felipe Drugovich da MP motorsport.

Os 10 primeiros colocados ficaram separados por apenas 386 milésimos. O fato negativo da classificação foi o péssimo desempenho de Guilherme Samaia que ficou a 1.4 segundos do pole e foi o único a tomar mais de 1 segundo de Tsunoda, pior, tomou meio segundo do penúltimo colocado Giuliano Alesi.

Grid de Largada:

pospilotoEquipeTemponºVoltas
17 Yuki Tsunoda Carlin1:14.80314
23 Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racing1:14.84114
34 Callum Ilott UNI-Virtuosi Racing1:14.88814
425 Luca Ghiotto Hitech Grand Prix1:14.97414
59 Jack Aitken Campos Racing1:14.97614
621 Robert Shwartzman Prema Racing1:14.97813
78 Jehan Daruvala Carlin1:15.06314
86 Christian Lundgaard ART Grand Prix1:15.09914
920 Mick Schumacher Prema Racing1:15.14113
1015 Felipe Drugovich MP Motorsport1:15.18914
1123 Marino Sato Trident1:15.23014
125 Marcus Armstrong ART Grand Prix1:15.26514
1322 Roy Nissany Trident1:15.27414
1414 Nobuharu Matsushita MP Motorsport1:15.30414
152 Dan Ticktum DAMS1:15.30514
161 Sean Gelael DAMS1:15.33214
1712 Pedro Piquet Charouz Racing System1:15.39914
1811 Louis Delétraz Charouz Racing System1:15.49014
1924 Nikita Mazepin Hitech Grand Prix1:15.52814
2016 Artem Markelov BWT HWA Racelab1:15.68114
2117 Giuliano Alesi BWT HWA Racelab1:15.72114
2210 Guilherme Samaia Campos Racing1:16.28714

Diferente da sexta-feira, a prova longa do sábado foi debaixo de um temporal. Antes da largada, já na volta de ida para o grid, Artem Markelov acabou indo para a brita e se quiser largou para a corrida. Com 21 pilotos a prova iria começar com o Safety Car na pista, mas com a chuva e as péssimas condições de pista a prova foi suspensa até que se tivesse condições para realizarem as 36 voltas da prova longa do GP da Estíria.

Foram longos 50 minutos de uma programação já atrasada por causa do atraso da classificação da Formula 1, Os pilotos voltaram para a pista, com o Safety Car a frente deles e com as voltas contando a partir daquele momento.

Com a pista em melhor estado, depois de 4 voltas o carro de segurança sai da pista e a 3ªEtapa do campeonato da Formula 2 finalmente começou. Tsunoda manteve a liderança com Zhou, Ilott, Aitken e Shwartzman completando os 5 primeiros colocados. Ghiotto escapou na curva 9 perdendo posições. Na volta seguinte, o italiano superou Shwartzman, recuperando o 5ºlugar, curvas depois, Lundgaard se empolgou e também ganhou posição. O piloto da Prema caiu para a 7ªposição.

Tsunoda conseguia enchegar a pista, tinha pista livre. Já Guanyu Zhou em 2º enchegava razoavelmente, mas a partir do Ilott em diante, não enxergava praticamente nada. Só as luzes dos carros (luzes por trás) fazia não acontecer vários acidentes.

A se destacar o belo inicio de prova do dinamarquês Christian Lundgaard que superou Luca Ghiotto e marcou a melhor volta da prova. Um piloto rapidíssimo que fazia sua 3ªrodada dupla da Formula 2. Enquanto isso, Alesi, Ticknum e Pedro Piquet foram os primeiros a pararam nos boxes para a parada obrigatória.

Na 9ªVolta, Marino Sato acaba perdendo a trajetória da curva e Gelael tentou tomar a 11ªposição do piloto da Trident. Enquanto Deletraz tinha dificuldade de sair dos boxes após sua parada, Lundgaard estava colocando pressão em cima de Jack Aitken. A ultrapassagem era uma questão de tempo. Ghiotto e Shwartzman acompanhavam o piloto dinamarquês e brigavam pelo 6ºlugar. Mais atrás, Daruvala sofria pressão de Schumacher, mas o alemão não poderia se descuidar, atrás vinha o brasileiro Felipe Drugovich da MP motorsport.

Na 13ªVolta, Lundgaard e Ghiotto seguraram no braço para não rodarem. Shwartzman foi para cima de Ghiotto e acabou ganhando a 6ªposição, depois de algumas boas curvas de disputa com o piloto italiano.

Na 15ªVolta, Aitken deu bobeira e Lundgaard partiu para cima do inglês e acabou conquistando a 4ªposição, numa batalha que durou algumas curvas. Aitken ainda foi superado por Shwartzman e logo depois se encaminhou para sua parada nos boxes. Naquele momento da prova, Lundgaard já não era mais o melhor piloto da pista e sim Robert Schwartzman da Prema. Tsunoda continuava na frente, com Zhou e Ilott segundo o piloto da Carlin.

Quem sofria na pista era o brasileiro Felipe Drugovich, os seus freios estavam incandescentes mesmo na chuva, mesmo assim, ele tentava resistir na pista. Até que na 18ªvolta, Drugovich foi para sua troca. Ao tirar os pneus usados deu para ver o quanto estava quente os discos de freios, a parada foi totalmente prejudicada e o piloto perdeu muito tempo. Prejuízo total para o vencedor da corrida curta da semana passada.

Após a metade da prova, Tsunoda que era o líder, Zhou, Ilott, Lundgaard, Matsushita, Mazepin e Nissany ainda não tinham feito à troca de pneus obrigatória. O primeiro piloto dos que pararam era Jack Aitken, que vinha a 41.7 segundos da liderança. Na 21ªVolta, Lundgaard foi para a parada, voltou 3 segundos atrás de Aitken.

A 15 voltas do final, Zhou e Shwartzman foram para os boxes, voltando a frente do piloto principal da Campos Racing. Na volta seguinte (23ªVolta), foi à vez da parada de Ilott, que voltou a frente de Shwartzman, que não se contentou e foi para cima de Calum Ilott, o piloto da Prema colocou por fora na curva 4 para que na curva seguinte ficasse por dentro para executar a ultrapassagem com perfeição. Mais atrás, Lundgaard passou Aitken ganhando mais uma posição.

Na 25ªVolta, Marcus Armstrong foi com tudo para cima de Ghiotto, enquanto isso, Giuliano Alesi acabou punido em 5 segundos por exceder o limite de velocidade nos boxes. Na mesma volta, Zhou e Shwartzman passaram por Nissany (Que não tinha parado). Vendo que a sua diferença sobre os dois estava em 34 segundos, Yuki Tsunoda precisava ir para a troca de pneus de imediato e foi isso que o piloto da Carlin fez na 26ªVolta.

Essa parada não foi boa, Tsunoda caiu para o 4ºlugar e lutou muito para ficar a frente de Roy Nissany. Agora era partir para tentar recuperar a ponta. Que estava nas mãos de Zhou, mas que seria pressionado e ultrapassado por Robert Shwartzman. O russo passou para a liderança após a parada de Nobuharu Matsushita (último piloto a ter feito a parada obrigatória).

Tsunoda foi para cima de Ilott na volta 29, depois partiu para cima de Zhou superando ambos os pilotos da Uni-Virtuosi passando para o segundo lugar. O Japonês tinha ritmo para chegar e passar o campeão da Formula 3 de 2019. Enquanto isso, Armstrong passou para o 7ºlugar, superando Jake Aitken.

Christian Lundgaard foi para cima de Callum Ilott, mas foi de forma aforbada e acabou com isso indo para a brita na curva 7. Dessa forma, o dinamarquês perdeu posição para Mick Schumacher e quase perdeu posição para seu companheiro de equipe Marcus Armstrong. Outro que foi para a caixa de brita foi Jehan Daruvala, que ainda não se achou na Formula 2.

Tsunoda foi para cima de Shwartzman, mas ao contraio do que se imaginava, O Russo segurou a liderança até o final, vencendo pela primeira vez na Formula 2. Após dominar a corrida, Yuki Tsunoda acabou ficando frustrado com a segunda posição, um grande resultado, mas que poderia ter sido sua primeira vitória na categoria. Shwartzman teve muitos méritos pela vitória e não se deve tirar esse méritos do piloto da Prema. O pódio foi completado pelo Chinês Guanyu Zhou da Uni-virtuosi, que no final segurou o 3ºlugar da pressão de Mick Schumacher que chegou em 4ºlugar superando Callum Ilott.

Christian Lundgaard mesmo com o erro na parte final ainda ficou com o 6ºlugar. Marcus Armstrong da ART passou para o 7ºlugar e o inglês Dan Ticktum(DAMS) vai largar na pole position da prova curta ao completar a corrida longa em uma digna 8ªposição. Completaram a zona de pontuação: Jake Aitken da Campos e Sean Gelael da DAMS.

Resultado final da 3ªEtapa da Formula 2
GP da Estíria – 36 Voltas

pospilotoEquipeTempoMelhor Voltanº da Volta
121 Robert Shwartzman Prema Racing56:32.8401:27.47224
27 Yuki Tsunoda Carlina 1.5121:27.45731
33 Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racinga 18.2281:27.95823
420 Mick Schumacher Prema Racinga 18.3671:28.59531
54 Callum Ilott UNI-Virtuosi Racinga 20.7661:28.03625
66 Christian Lundgaard ART Grand Prixa 22.2711:27.84324
75 Marcus Armstrong ART Grand Prixa 24.7101:28.44920
82 Dan Ticktum DAMSa 28.8511:28.46436
99 Jack Aitken Campos Racinga 31.7381:29.03519
101 Sean Gelael DAMSa 32.1021:28.47333
1125 Luca Ghiotto Hitech Grand Prixa 33.0121:28.73117
128 Jehan Daruvala Carlina 35.4301:28.69319
1315 Felipe Drugovich MP Motorsporta 38.9631:28.94122
1424 Nikita Mazepin Hitech Grand Prixa 42.9781:27.84228
1522 Roy Nissany Tridenta 53.1221:27.03030
1623 Marino Sato Tridenta 54.2921:28.86522
1714 Nobuharu Matsushita MP Motorsporta 54.6591:27.37132
1812 Pedro Piquet Charouz Racing System1:02.4811:29.24131
1911 Louis Delétraz Charouz Racing System1:11.4981:28.99734
2010 Guilherme Samaia Campos Racinga 1 Volta1:30.06533
2117 Giuliano Alesi BWT HWA Racelaba 1 Volta1:30.05023
2216 Artem Markelov BWT HWA RacelabNão largou

Grid de Largada
GP da Estíria – 4ªEtapa da Formula 2

pospilotoEquipe
12Dan TicktumDAMS
25Marcus ArmstrongART Grand Prix
36Christian LundgaardART Grand Prix
44Callum Ilott UNI-Virtuosi Racing
520Mick SchumacherPrema Racing
63Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racing
77Yuki TsunodaCarlin
821Robert ShwartzmanPrema Racing
99Jack AitkenCampos Racing
101Sean GelaelDAMS
1125Luca GhiottoHitech Grand Prix
128Jehan DaruvalaCarlin
1315Felipe DrugovichMP Motorsport
1424Nikita MazepinHitech Grand Prix
1522Roy NissanyTrident
1623Marino SatoTrident
1714Nobuharu MatsushitaMP Motorsport
1812Pedro PiquetCharouz Racing System
1911Louis DelétrazCharouz Racing System
2010Guilherme SamaiaCampos Racing
2117Giuliano AlesiBWT HWA RACELAB
2216Artem MarkelovBWT HWA RACELAB

No dia seguinte ao dilúvio, um belo dia de sol para a disputa da prova curta do final de semana. Na largada da segunda prova, Dan Ticktum da DAMS manteve a liderança, Lundgaard acabou superando Armstrong e passou para o segundo lugar, Depois, o Dinamarquês foi para cima de Ticktum. Porém, o Safety Car virtual foi acionado, Já que o vencedor da prova de sábado, Robert Shwartzman rodou e acabou deixando a prova.

Após a retirada do carro do russo, a corrida recomeça no final da segunda volta, Ticktum tentou disparar na frente, mas Lundgaard foi para cima do inglês, colando no piloto da DAMS. Armstrong, Schumacher e Zhou completavam os 5 primeiros lugares.

Na 4ªVolta, Lundgaard superou Ticktum e assumiu a liderança. Melhor que isso foi que o piloto da ART Grand Prix fez por duas voltas seguidas a melhor volta da prova. Tsunoda em 7º, vinha segurando posição da pressão que Gelael,  Aitken e Mazepin estavam exercendo no japonês.

Armstrong decidido a brigar pela vitória com seu companheiro de equipe vai para cima de Ticktum, mas precisava se cuidar com Mick Schumacher e Guanyu Zhou.

Na 10ªVolta, Tsunoda sofre uma quebra de Rolamento e acabou deixando a prova. O israelita Roy Nissany foi para os boxes colocar pneus novos. Isso por que ele deu uma fritada que comprometeu os pneus (Se é que esses pneus já não estavam comprometidos).

Na 12ªVolta, Mick Schumacher superou Marcus Armstrong e subiu para a 3ªposição, mas 1 volta depois. O piloto da Prema teve problemas com a explosão de um extintor de incêndio e acabou indo para os boxes e abandona a prova. Uma pena. Pois tinha tudo para ganhar pelo menos o pódio.

Aitken lidera o segundo grupo, com 1 segundo de frente para Gelael, Mazepin, Daruvala e Ghiotto. 5 pilotos disputando os 3 últimos lugares da zona de pontuação. A corrida a partir dai se acalmou muito lá na frente. Lundgaard vinha na liderança, com boa vantagem para Ticktum, Armstrong, Zhou e Ilott. A 6 voltas do final, Deletraz superou Drugovich e passou para a 12ªposição.

Nas voltas finais, Lundgaard só administrou para vencer pela primeira vez na Formula 2. A terceira vitória de piloto novato em 4 corridas. A renovação da categoria até agora mostra que os novatos estão mandando muito bem (A maioria deles). O também novato Dan Ticktum conseguiu a segunda posição, levando mais um pódio na prova de Domingo.

Marcus Armstrong foi levemente pressionado pelos pilotos da Uni-Virtuosi, mas terminou com o 3ºlugar, subindo ao pódio. Zhou e Ilott ficaram com o 4º e 5ºlugares. Completando a zona de pontuação os pilotos Jake Aitken da Campos, Sean Gelael da DAMS e Nikita Mazepin da Hitech.

Ao final de duas provas, mesmo rodando na primeira volta, o russo Robert Shwartzman é o líder do campeonato com 48 pontos, 5 pontos atrás vem Christian Lundgaard e Callum Ilott dividindo a vice-líderança. Dan Ticktum com 36 e Marcus Armstrong com 34 completam os 5 primeiros lugares. Nesse final de semana vamos ter a 3ªrodada dupla da Formula 2. Dessa vez num cenário diferente. O circuito de Hungaroring, onde teremos o final de semana do GP da Hungria de Formula 1, Formula 2 e Formula 3.

Fotos:

Resultado final da 4ªEtapa da Formula 2
GP da Estíria – 28 Voltas

pospilotoEquipeTempoMelhor Voltanº da Volta
16 Christian Lundgaard ART Grand Prix36:51.5821:16.9005
22 Dan Ticktum DAMSa 2.0631:17.06515
35 Marcus Armstrong ART Grand Prixa 10.2261:17.0335
43 Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racinga 10.9441:17.32926
54 Callum Ilott UNI-Virtuosi Racinga 11.5341:17.15426
69 Jack Aitken Campos Racinga 20.4581:17.47828
71 Sean Gelael DAMSa 22.9551:17.5317
824 Nikita Mazepin Hitech Grand Prixa 23.6321:17.58412
98 Jehan Daruvala Carlina 24.1801:17.6158
1025 Luca Ghiotto Hitech Grand Prixa 27.7701:17.60810
1114 Nobuharu Matsushita MP Motorsporta 28.3921:17.56723
1211 Louis Delétraz Charouz Racing Systema 29.2471:17.42318
1315 Felipe Drugovich MP Motorsporta 32.7701:17.74927
1412 Pedro Piquet Charouz Racing Systema 34.1131:17.83921
1517 Giuliano Alesi BWT HWA Racelaba 41.8211:17.37328
1616 Artem Markelov BWT HWA Racelaba 49.2401:18.1668
1710 Guilherme Samaia Campos Racinga 50.8181:18.04426
1822 Roy Nissany Tridenta 1:11.3111:16.41925
1920 Mick Schumacher Prema Racinga 15 Voltas1:17.18112
207Yuki TsunodaCarlina 19 Voltas1:17.6917
2123Marino SatoTridenta 27 Voltas 
2221Robert ShwartzmanPrema Racinga 28 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Carlin/Prema/ART/Carlin/Uni-Virtuosi/Campos/racemotor.com.br

Deixe uma resposta