Fernando Stédile se consagra campeão da Formula RS e Giacomello campeão Sul-Americano na Copa Na Carrera

Duelo de Gerações que marcou o ano inteiro na Formula RS

O Bom e Velho Fernando Stédile após ano disputado na Formula RS conquistou com todos os méritos possíveis e imagináveis o título do campeonato Gaúcho da Formula RS, Um ano em que se travou mais uma vez o duelo de Gerações que estava representado pelos velhos e bons Fernando e Edemar Stédile e os Jovens Marcelo Giacomello e Gabriel Robe que estiveram sempre no bloco da frente.

Na etapa do Velopark Stédile e Giacomello fizeram um grande duelo pela vitória nas duas baterias, Na primeira bateria

sobre o tempo molhado o velho Fernando Stédile acabou vencendo com Marcelo Giacomello em 2ºlugar e Gabriel Robe em 3ºlugar vencendo uma batalha com Luiz Carlos Crestani que ficou o ano inteiro apagado nesse campeonato de 2014 após um grande vice-campeonato de 2013, Maurício PEreira fez um grande trabalho com seu Minelli M3 e venceu a prova na Light (5º na Geral) e David Gallo que ganhou na categoria 1.8 (6ºna Geral) Joacir Stédile completou o pódio da Categoria A. Na Light Wagner Rouver e Carlos Lazzari completaram as três primeiras posições e na 1.8 Gabriel Kenji e Gustavo Camilo abandonaram a corrida.

1. 9 Fernando Stédile (A) 25.33.585 em 17 Voltas
2. 7 Marcelo Giacomello (A) a 0.938
3. 35 Gabriel Robe (A) a 5.293
4. 3 Luiz Carlos Crestani (A) a 6.096
5. 72 Maurício Pereira (Light) a 7.259
6.1 David Gallo (1.8) a 16.201
7. 33 Wagner Rouver (Light) a 17.682
8. 8 Joacir Stédile (A) a 19.125
9. 98 Alexandre Bragagnolo (A) a 21.133
10.6 Antonio Grasseli (A) a 45.006
11.00 Lucas Toresan (A) a 1 Volta
12.4 Edemar Stédile (A) a 5 Voltas
13.5 Carlos Lazzari (Light) a 5 Voltas
14.44 Vilson Born (Light) a 6 Voltas
15. 18 Gabriel Kenji (1.8) a 14 Voltas
16. 55 Gustavo Camilo (1.8) a 16 Voltas

não Correram:

15 Vinicius Schuler (A)
10 Ismael Toresan (A)

Grande trabalho de Maurício Pereira no Velopark com seu Minelli M3 que no futuro será o Chassi vencedor da Formula RS.

Na Segunda Bateria sobre a pista seca já foram 23 voltas de muita emoção, Fernando Stédile só precisava chegar numa boa posição para ser o campeão já que o seu irmão Edemar Stédile não disputou essa bateria e Giacomello estava longe na pontuação. Trabalho facilitado para o piloto de Passo Fundo do carro de número 9 que administrou a corrida chegando na segunda posição, A vitória ficou com o piloto Marcelo Giacomello da Tradicional Scuderia Macchina, Gabriel Robe e Antonio Grasseli chegaram perto de Stedile e completaram a prova em 3º e 4º lugares respectivamente, O pódio foi completado pelo piloto Luiz Carlos Crestani que travou duelo com o Vencedor da Categoria Light (6º No Geral) e Gustavo Camilo que ficou em 7ºlugar na Geral acabou vencendo na categoria 1.8. Fernando Stédile comemorou no Velopark o bicampeonato na Formula RS, Assim como 2013 o principal nome da Clã dos Stédile fica com a Taça de campeão de 2014, Num final de semana que tivemos 18 pilotos no Grid da Formula RS
que foi o maior grid do ano!

1. 7 Marcelo Giacomello (A) 25.08.019 em 23 Voltas
2. 9 Fernando Stédile (A) a 4.036
3. 35 Gabriel Robe (A) a 4.654
4. 6 Antonio Grasseli (A) a 4.997
5. 3 Luiz Carlos Crestani (A) a 12.048
6. 72 Maurício Pereira (Light) a 12.558
7. 55 Gustavo Camilo (1.8) a 17.591
8. 96 Alexandre Bragagnolo (A) a 20.923
9. 1 David Gallo(1.8) a 28.016
10.33 Wagner Rouver (Light) a 28.303
11.15 Vinicius Schuler (A) a 28.984
12.8 Joacir Stédile (Light) a 32.971
13.5 Carlos Lazzari (Light) a 33.037
14.44 Vilson Born (Light) a 5 Voltas
15.18 Gabriel Kenji (1.8) a 15 Voltas

Não correram:

00 Lucas Toresan (1.6)
4 Edemar Stédile (1.6)
10 Ismael Toresan (1.6)

Gabriel Robe Fechou o ano com uma merecida vitória na segunda Bateria em Tarumã.

Para a Etapa final do campeonato Gaúcho da Formula RS teriamos a ausência dos irmãos Stedile que iriam se prepararem para a 12 horas de Tarumã, Também não vieram muitos carros para a etapa de Tarumã, Mas existia uma disputa pelo campeonato da copa Sul-Americana de Formula RS promovida pela NaCarrera que é a fornecedora de pneus da categoria, Nos treinos oficiais o pole position ficou nas mãos de Luiz Carlos Crestani.

Grid de largada da 15ªEtapa da Formula RS:

1     3        Luiz C.Crestani         1:08.020
2     7        Marcelo Giacomello     1:08.339
3     35        Gabriel Robe         1:08.376
4     6        Antonio Grasselli     1:08.811
5     0        Lucas Toresan         1:09.118
6     5        Carlos Lazzari         1:09.799
7     33        Wagner e Matheus Rouver     1:10.112 (Light)
8     55        Gustavo Camilo         1:10.185 (Light)
9     15        Vinicius Shuler         1:10.258
10     1        Antonio Gallo         1:10.353 (Light)
11     72        Mauricio Pereira     1:11.558 (Light)

Na primeira bateria uma grande disputa entre Giacomello, Crestani, Robe e Grasselli que tiveram um duelo épico pela vitória, Num dos lances da Corrida teve o bico do carro do Pelotense Gabriel Robe danificado, Ainda assim Robe continuou nessa briga e travou uma pela primeira posição com Marcelo Giacomello que fez uma ultrapassagem monumental sobre o piloto da Irineu Racing que ainda veria de perder posição para Crestani, Giacomello venceu essa corrida e conquistou o título do campeonato Sul-Americano da Copa NaCarreira com Crestani em 2º e Robe em 3º, Já na categoria Light o piloto Carioca da GCS Motorsport Gustavo Camilo venceu a prova e conquistou em cima de David Gallo, Maurício Pereira e Wagner Rouver.

1     7        Marcelo Giacomello     25:32.108   em 20 Voltas
2     3        Luiz C.Crestani         a 1.734
3     35        Gabriel Robe         a 2.650
4     6        Antonio Grasselli     a 2.984
5     55        Gustavo Camilo         a 9.822 (Light)
6     5        Carlos Lazzari         a 9.982
7     15        Vinicius Shuler         a 11.059
8     1        Antonio Gallo         a 17.063 (Light)
9     72        Mauricio Pereira     a 18.435 (Light)
10     33        Wagner Rouver         a 1 Volta (Light)
Melhor Volta: Marcelo Giacomello (7), 1:08.380 (média de 159.99 km/h), na 15ª volta

Um Duelo “Mítico” Entre Camilo e Giacomello na Segunda Bateria da Etapa final em Tarumã.

Na Segunda Bateria o piloto Marcelo Giacomello acabou tendo problemas e tendo de largar dos boxes, O que vimos foi um show de Gabriel Robe, de Marcelo Giacomello e de Gustavo Camilo. Gabriel Robe liderou a corrida, Abriu uma enorme distância que não permitiu aos outros adversários ameaçassem a vitória do piloto Pelotense, Marcelo Giacomello partiu do último lugar e conseguiu através do Safety Car se reagrupar ao pelotão dos líderes e dessa forma travar um belíssimo duelo com Carioca Gustavo Camilo que já tinha assegurado o título da Light e lutou como nunca para segurar o piloto da Scuderia Macchina, Mas carro de Camilo acabou tendo grande desgaste se tornando impossível segurar Marcelo Giacomello que acabou não tendo tempo para partir para cima de Robe que encerrou o ano com magnifica vitória na Formula RS.

Giacomello e Crestani que ficou em 4ºlugar no Geral completaram os 3 primeiros da Categoria principal, Gustavo Camilo com o 3ºlugar na Geral conseguiu seu melhor resultado no ano além da vitória na sua categoria para coroar um ano de vitórias para o Carioca, Com Matheus Rouver em 2ºlugar fazendo dupla com seu pai Wagner Rouver.

1     35        Gabriel Robe         25:51.336 em 18 Voltas
2     7        Marcelo Giacomello     a 5.599
3     55        Gustavo Camilo         a 8.688 (Light)
4     3        Luiz C.Crestani         a 13.063
5     15        Vinicius Shuler         a 13.953
6     33        Matheus Rouver         a 14.613 (Light)
7     5        Carlos Lazzari         a 36.328
8     6        Antonio Grasselli     a 3 Voltas
Melhor Volta: Gabriel Robe (35), 1:09.394 (média de 157.65 km/h), na 10ª volta

Giacomello posando para a Foto como campeão Sul-Americano da Copa NaCarrera

Fechado o ano da Formula RS com uma média de 15 carros por corrida e com duelos incríveis que fazem da categoria uma ótima escola para quem esta querendo subir na carreira de Monopostos ou até para um salto maior para o Turismo. Acho que a Formula RS pode sim ser melhor, Se tudo der certo no Futuro podemos ter até 20 carros por corrida e a vinda de grandes pilotos para a categoria em 2015 inclusive subindo da Formula Junior, mas também vindo de outros lugares do Brasil.

O Duelo de gerações vai continuar sem dúvida e é desse duelo que pode ser o Chamariz para novos pilotos se lançarem na Formula RS, Os resultados de Gabriel Robe e de Matheus Jacques também mostram aos jovens que o caminho para essa categoria pode ser sim um acerto para um futuro melhor no automobilismo Brasileiro e mundial, Lembrando o caso do Matheus Strupf que correu na RS e hoje esta na equipe Brasileira da BMW no FIA GT.

Em Breve teremos um post para discutir um plano para aumentar e potencializar tanto a Formula RS como a Formula Junior para que no futuro ambos tenham mais carros para o Grid.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formula RS/Scuderia Macchina/Na Carrera

Sem categoria

Deixe uma resposta