Corridas Históricas : Jarama 1993 – Mundial de Motovelocidade

Grid de Largada:

Pos.PilotoEquipeMotoTempo
1John KocinskiCagiva Team AgostiniCagiva1’32.849
2Alex BarrosTeam Lucky Strike SuzukiSuzuki1’33.254
3Kevin SchwantzTeam Lucky Strike SuzukiSuzuki1’33.518
4Shinichi ItohHRC Rothmans HondaHonda1’33.630
5Luca CadaloraMarlboro Team RobertsYamaha1’33.906
6Daryl BeattieRothmans Honda TeamHonda1’34.598
7Niall MackenzieTeam Valvoline/WCMROC-Yamaha1’34.630
8Doug ChandlerCagiva Team AgostiniCagiva1’34.755
9Alex CrivilleMarlboro Honda PonsHonda1’34.775
10Juan Manuel Lopez MellaLópez Mella Racing TeamROC-Yamaha1’35.370
11John ReynoldsPadgett’s MotorcyclesHarris-Yamaha1’35.382
12Michael RudroffRallye-SportHarris-Yamaha1’35.560
13Mathew MladinCagiva Team AgostiniCagiva1’35.882
14Tsumoto UdagawaROC/YamahaROC-Yamaha1’36.230
15Lucio PederciniTeam PederciniROC-Yamaha1’36.360
16Renzo ColleoniTeam ElitROC-Yamaha1’36.418
17Andrew StroudShell Team HarrisHarris-Yamaha1’36.502
18Jose KuhnTeam ROCYamaha1’36.649
19Kevin MitchellM.B.M. Racing TeamHarris-Yamaha1’36.869
20Bernard GarciaYamaha Motor FranceYamaha1’37.040
21Jeremy McWilliamsTeam MillarYamaha1’37.137
22James HaydonROC/YamahaROC-Yamaha1’37.194
23Thierry CrineTeam Ville de ParisROC-Yamaha1’37.251
24Bruno BonhuilM.T.D. Objectif 500ROC-Yamaha1’37.464
25David JefferiesPeter Graves Racing TeamHarris-Yamaha1’37.562
26Jean-Marc DeletangArgus Racing TeamROC-Yamaha1’37.656
27Sean EmmettShell Team HarrisHarris-Yamaha1’37.800
28Cees DoorakkersTeam Doorakkers RacingHarris-Yamaha1’38.264
29Serge DavidTeam ROCROC-Yamaha1’38.854
30Andreas MeklauARC-Austrian Racing CompanyROC-Yamaha1’40.193
31Dario MarchettiTeam G.O.J. MotorHarris-Yamaha1’41.489

Jarama, Dia 26 de Setembro de 1993, Palco da última etapa do mundial de Motovelocidade de 1993. Nas 500cc o título já estava decidido a favor de Kevin Schwantz da equipe Suzuki Lucky Strike. Principalmente depois que Wayne Rainer sofreu um acidente que acabou com sua carreira no Mundial de motovelocidade no GP.

A prova em encerramento da Temporada teve o Norte-Americano John Kocinski na pole position com o Brasileiro Alex Barros que buscava sua primeira vitória na categoria na segunda posição. Kevin Schwantz larga em 3ºlugar já sem pressão nenhuma de garantir o campeonato se esperava um show do Norte-Americano. Completavam os 5 primeiros lugares o Japonês Shinichi Itoh com a Honda e Luca Caladora da Yamaha.

Daryl Beattie, Niall Mackenzie, Doug Chandler, Alex Criville e Juan Manuel Lopez completavam os 10 primeiros colocados.

Na largada Schwantz largou muito bem pulando para a ponta, Com Barros em 2º e Cadalora em 3ºlugar. Na curva 2 o piloto da Yamaha passa Alex Barros e assume o segundo lugar. Depois Kocinski tomou posição do piloto Brasileiro que começava não muito bem a corrida.

Cadalora foi para cima de Schwantz querendo já de cara a primeira posição e carimbar a faixa de campeão do norte-americano da equipe Suzuki. Ao final da primeira volta o piloto da Yamaha passou Schwantz assumindo a primeira posição. Kocinski vinha em 3ºlugar com a Cagiva, Seguido pelos pilotos da Honda Shinichi Itoh e Daryl Beattle em 4º e 5ºlugares e Alex Barros vinha na 6ªposição.

A 25 Voltas do final Schwantz voltou a liderança. Kocinski fez a melhor volta da corrida na 3ªVolta com 1:34.236 (Média de 147.08 Km/h – 91.39 Milhas por hora) Niall Mackenzie estava devagar com problemas em sua moto da Roc Yamaha Valvoline.

Cadalora seguia na pressão pra cima de Schwantz na disputa pela liderança. John Kocinski chegava a essa disputa por posição. Mais atrás Itoh, Beattle e Barros disputavam a 4[posição. Na entrada da 6ªVolta Luca Cadalora seguia tentando passar Schwantz. O piloto da Cagiva John Kocinski chegava definitivamente nessa disputa. Estava formado dois grupos na frente. O primeiro disputando a liderança formado por Schwantz, Cadalora e Kocinski e o Grupo de trás era formado por Itoh, Beattle e Barros.

Schwantz resistia aos ataques de Cadalora que atacava praticamente em todas as curvas do circuito. Enquanto que o piloto Japonês Tsumoto Udagawa acaba indo para a caixa de brita e acaba por abandonar a corrida. Na 7ªVolta, Cadalora no final da reta consegue a ultrapassagem sobre o piloto Campeão de 1993 e assume a liderança com sua Yamaha.

Schwantz ficou para Kocinski enquanto que Cadalora abria diferença. Logo atrás vinha os pilotos da Honda e um pouco mais atrás o Brasileiro Alexandre Barros. Vendo Kocinski pressionar Schwantz parecia que a sua moto não estava rendendo tanto como rendia a moto do piloto da Cagiva. Barros passou Beattle assumindo o 5ºlugar. Enquanto que no final da reta ao começar a volta 10 Kocinski passa Schwantz passando para o 2ºlugar.

Classificação após 10 voltas completas:

  1. Luca Cadalora
  2. John Kocinski
  3. Kevin Schwantz
  4. Shinichi Itoh
  5. Alexandre Barros
  6. Daryl Beattie

O piloto da Cagiva vinha para cima de Luca Cadalora em busca da liderança. Enquanto que Schwantz estava resistindo com muitíssima dificuldade os ataques de Itoh da Honda que vinha abiscoitar o 3ºlugar. O Companheiro de equipe de Kevin Schwantz o Brasileiro Alex Barros estava também nessa disputa e Beattie estava ficando um pouco mais atrás.

Kocinski fez a melhor volta da corrida na volta 10 com 1:34.090 (Média: 147.31 Km/h – 91.53 Mph)

Na 12ªVolta o Japonês Shinichi Itoh passou para o terceiro lugar levando com ele Alexandre Barros que subiu para o 4ºlugar. Quem caiu na prova foi Kevin Schwantz que perdeu posição também para Daryl Beattie caindo para o 6ºlugar. Na entrada da 13ªVolta Kocinski ultrapassa no final da reta Luca Cadalora e assumiu a liderança com sua Cagiva.

Na metade da corrida Kocinski já vinha chegando aos últimos colocados para colocar volta, Mas precisava se cuidar com Cadalora, Itoh e Barros que vinham logo atrás. Ninguém tinha mais nada a perder já que era a última etapa do campeonato e o título já tava nas mãos do Schwantz. Na 15ªVolta Itoh passou Cadalora assumindo o 2ºlugar com sua Honda que era a moto mais rápida de reta daquela época.

Na entrada da 17ªVolta, Shinichi Itoh passou na reta John Kocinski e assumiu a liderança. Era o 4ºpiloto a pontear a prova de Jarama e em menos de uma volta começou a abrir uma vantagem para o norte-americano da Equipe Cagiva. Alex Criville em uma corrida solitária vinha em uma boa 6ªposição com a Honda da Equipe Pons.

A 11 Voltas do final Luca Cadalora caiu abandonando a prova deixando Alexandre Barros em 3ºlugar com Beattle em 4º e Schwantz em 5ºlugar já longe da disputa a 10 voltas do final do campeonato.

Itoh vinha firme na liderança com Kocinski tentando se aproximar do líder e Barros buscando ir para a briga com o piloto da Cagiva. A corrida não estava ainda definido mesmo com o Japonês abrindo 1 segundo de diferença para Kocinski que não desistiu da luta e partiu para cima de Itoh.

A 8 Voltas do final, Itoh e Kocinski acabaram caindo e deixando a corrida. Situação mais delicada para o piloto Japonês da Honda sentiu mais o acidente tendo que ter mais atenções dos fiscais de pista. Kocinski voltou a pista, Mas para levar sua Cagiva para os boxes abandonar a corrida.

Alexandre Barros assumiu a liderança a 7 voltas do final da prova. Ele já tinha chegado perto da vitória em algumas tentativas. A poucas voltas do final da prova em Jarama ele tinha boa vantagem para o Australiano Daryl Beattie. Se nada desse errado tudo indicaria que era o dia da vitória do Brasil no Mundial de Motovelocidade.

Beattie tentou partir para cima de Barros na Reta final de corrida, enquanto isso Schwantz vinha em terceiro lugar com Alex Criville em 4ºlugar buscando ainda tentar o pódio. A 5 voltas do final Alexandre Barros teve uma dificuldade em dar volta no Francês Bruno Bonhuil e no Italiano Lucio Pedercini  que estavam disputando posição na zona de pontuação.

Juan Manuel Lopez Mella caiu a 4 voltas do final e deixou a prova. Barros encontrou mais retardatários até o final da corrida. Mas não se complicou com eles se livrando de todos. E Levando a moto da equipe Lucky Strike Suzuki até a vitória. A primeira vitória da sua carreira no mundial de motovelocidade aos 22 anos, Um momento único para o Brasil que depois de Adu Celso que venceu no Mundial de Motovelocidade na mesma Jarama em 1973 nas 350cc viu Barros conquistar a primeira vitória do Brasil na categoria principal do Motociclismo Mundial.

Daryl Beattie chegou em 2ºlugar com a Honda e Kevin Schwantz completou sua brilhante temporada aonde ele conquistou o título Mundial de 1993 em 3ºlugar. Criville da Honda da Equipe Pons, Doug Chandler e Mathew Mladin ambos da Cagiva Team Agostini completaram os 6 primeiros lugares.

Schwantz terminou o Mundial de 1993 com 248 pontos, Wayne Rainey que acabou tendo de encerrar a carreira devido a um acidente no GP da Itália ainda ficou com o vice-campeonato com 214 pontos e o Australiano Daryl Beattie terminou o ano em 3ºlugar com 176 pontos superando por dois pontos o também Australiano Mick Doohan.

Barros acabou a temporada em 6ºlugar com 125 pontos em sua primeira temporada na equipe oficial da Suzuki. E essa foi a primeira de suas 7 vitórias no Mundial de motovelocidade.

Fotos:

Resultado final do FIM motorcycle Grand Prix 1993

Pos.PilotoEquipeMotoTempo
1Alex BarrosTeam Lucky Strike SuzukiSuzuki44:22.944
2Daryl BeattieRothmans Honda TeamHonda4.736
3Kevin SchwantzTeam Lucky Strike SuzukiSuzuki17.578
4Alex CrivilleMarlboro Honda PonsHonda22.816
5Doug ChandlerCagiva Team AgostiniCagiva58.410
6Mathew MladinCagiva Team AgostiniCagiva1:10.298
7Bernard GarciaYamaha Motor FranceYamaha1:10.734
8Niall MackenzieTeam Valvoline/WCMROC-Yamaha1:16.272
9John ReynoldsPadgett’s MotorcyclesHarris-Yamaha1:20.278
10Jose KuhnTeam ROCYamaha1:23.009
11Jeremy McWilliams Team MillarYamaha1:31.922
12Andrew StroudShell Team HarrisHarris-Yamaha1:32.444
13Kevin MitchellM.B.M. Racing TeamHarris-Yamaha1 Volta
14Sean EmmettShell Team HarrisHarris-Yamaha1 Volta
15Lucio PederciniTeam PederciniROC-Yamaha1 Volta
16Jean-Marc DeletangArgus Racing TeamROC-Yamaha1 Volta
17Bruno BonhuilM.T.D. Objectif 500ROC-Yamaha1 Volta
18David JefferiesPeter Graves Racing TeamHarris-Yamaha1 Volta
19Thierry CrineTeam Ville de ParisROC-Yamaha1 Volta
20Dario MarchettiTeam G.O.J. MotorHarris-Yamaha2 Voltas
21Cees DoorakkersTeam Doorakkers RacingHarris-Yamaha2 Voltas
 Juan Manuel Lopez MellaLópez Mella Racing TeamROC-Yamaha4 Voltas
 John KocinskiCagiva Team AgostiniCagiva7 Voltas
 Shinichi ItohHRC Rothmans HondaHonda8 Voltas
 Luca CadaloraMarlboro Team RobertsYamaha11 Voltas
 Michael RudroffRallye-SportHarris-Yamaha11 Voltas
 Renzo ColleoniTeam ElitROC-Yamaha13 Voltas
 Andreas MeklauARC-Austrian Racing CompanyROC-Yamaha14 Voltas
 James HaydonTeam Great BritianROC-Yamaha21 Voltas
 Tsumoto UdagawaTeam UdagawaROC-Yamaha21 Voltas
 Serge DavidTeam ROCROC-Yamaha24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP http://www.greatprints.co.uk
http://itsawheelthing.tumblr.com
https://notclauswitz.files.wordpress.com
http://www.daidegasforum.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *