Honda GL 1800 GoldWing – Fotos

Esse especial vai mostrar um dos nossos arquivos sobre uma moto muito bacana, Muito bom mesmo.

Qualidades da Moto? Tem muitas

Confortável
Segura
Um Belo Espaço para Cargas Extras
Com Rádio para você ouvir músicas e informação
Claro o Painel informando o desempenho e o combustível que ainda tem na Goldwing.

Agora vamos colocar a Ficha Técnica dessa Moto:

CATEGORIA

Touring

MOTOR

1.832 cm³, OHC, 4 tempos, com 6 cilindros contrapostos, 12 válvulas (2 por cilindro), arrefecimento a líquido

POTÊNCIA MÁXIMA

118 cv a 5.500 rpm

TORQUE MÁXIMO

17 kgf.m a 4.000 rpm

RELAÇÃO DE COMPRESSÃO

9.8:1

SISTEMA DE IGNIÇÃO

CDI

BATERIA

12V-18Ah (selada)

SISTEMA DE PARTIDA

Elétrica

CAPACIDADE DO TANQUE

25 litros (reserva de 4,4 litros)

TRANSMISSÃO

Eixo cardã / 5 velocidades

SUSPENSÃO DIANTEIRA

Garfo telescópico com 140 mm de curso

SUSPENSÃO TRASEIRA

Duplo amortecida com 47 mm (Pro-link + Pro-arm)

EIXO DA RODA

Dianteira (122 mm); Traseira (105 mm)

TRAIL

109 mm

CÁSTER

29º15’

FREIO DIANTEIRO

Disco de 296 mm de diâmetro e cáliper de pistão triplo

FREIO TRASEIRO

Disco de 316 mm de diâmetro e cáliper de pistão triplo

PNEU DIANTEIRO

130/70 R18 M/C 63H

PNEU TRASEIRO

180/60 R16 M/C 74H

ALTURA DO ASSENTO

740 mm

ALTURA MÍNIMA DO SOLO

125 mm

CHASSI

Em alumínio dupla trave (Diamond)

DIMENSÕES (C X L X A)

2,635 x 945 x 1,455 mm

ENTRE-EIXOS

1,690 mm

PESO SECO

383Kg

CORES

Prata e preta metálicas

PREÇO PÚBLICO SUGERIDO

R$ 105.529,91 (base Estado de São Paulo) Maio de 2007
Hoje R$ 93.500,00 (base Estado de São Paulo)

Fotos:

Fotos: Honda
Vídeo: Honda

200 milhas de Nazareth de 1989

200 Milhas de Nazareth – 1989

1 Rick Mears (4 Penske Chevrolet-Penske) 174.672 Mph
2 Emerson Fittipaldi (20 Penske Chevrolet-Patrick) 171.103 Mph
3 Teo Fabi (8 March Porsche-Porsche) 170.770 Mph
4 Danny Sullivan (1 Penske Chevrolet-Penske) 169.811 Mph
5 Al Unser, Jr. (2 Lola Chevrolet-Galles) 169.300 Mph
6 Scott Pruett (3 Lola Judd-Truesports) 168.201 Mph
7 Derek Daly (10 Lola Judd-Raynor) 167.356 Mph
8 Michael Andretti (6 Lola Chevrolet-Newman-Haas) 166.559 Mph
9 Mario Andretti (5 Lola Chevrolet-Newman-Haas) 166.397 Mph
10 John Andretti (70 Lola Buick-Vince Granatelli) 165.624 Mph
11 A.J. Foyt (14 Lola Cosworth-Foyt) 163.934 Mph
12 Pancho Carter (29 Lola Cosworth-Machinists Union) 163.347 Mph
13 Bobby Rahal (18 Lola Cosworth-Kraco) 161.002 Mph
14 Scott Brayton (22 Lola Cosworth-Simon) 160.264 Mph
15 Raul Boesel (30 Lola Judd-Shierson) 158.849 Mph
16 Roberto Guerrero (21 March Alfa Romeo-Morales) 158.737 Mph
17 Didier Theys (9 Lola Buick-Vince Granatelli) 157.570 Mph
18 Arie Luyendyk (7 Lola Cosworth-Simon) 156.829 Mph
19 Bernard Jourdain (69 Lola Cosworth-Andale) 156.399 Mph
20 Guido Daccò (50 Lola Cosworth-Euromotorsport) 153.584 Mph
21 Ludwig Heimrath, Jr. (71 Lola Judd-Hemelgarn) 151.007 Mph

Emerson conquista título na Casa da Penske e se torna o primeiro Homem a ser campeão da Formula 1, 500 milhas e Formula Indy

Dia 24 de setembro de 1989, A história da Formula Indy estava próxima de mudar para sempre, Pois o Bi-Campeão de Formula 1 e campeão das 500 milhas em 89 Emerson Fittipaldi poderia fazer história nesse dia e conquistar o título da Formula Indy, sendo o primeiro estrangeiro a ganhar essa tradicional corrida do Automobilismo mundial.
Emerson Fittipaldi tinha em 13 etapas completadas de 15 etapas do campeonato 165 pontos contra 147 de Rick Mears, seu principal adversário ao título, Mas tínhamos Teo Fabi em excelente forma com a equipe oficial da Porsche com 141 pontos que poderia ser o campeão e de Michael Andretti com 134 pontos com remotas chances de título.

Mas Mears não estava querendo que o título fosse parar nas mãos do Brasileiro ou até do Italiano e com uma média de 174.672 Mph (281,047 Km/h) conquistou a pole position fazendo o novo Record do Circuito Oval e com isso conseguiu mais um ponto no campeonato que poderia fazer a diferença no final do campeonato, Mas que largava em 2º era Emerson Fittipaldi com o Chassi Penske, Motor Chevrolet da Partick Racing, O Mesmo equipamento da Penske de Mears, Em terceiro iria largar o piloto Teo Fabi com a March-Porsche comandada pelo Derek Walker que viria a montar seu time em 1991 a equipe Walker que teve memoráveis vitórias na Formula Indy, 21 pilotos de classificaram para o Grid. eram poucos carros naquela época, Mas a pista era curva e a capacidade dela só permitiu que 21 participassem da prova.

450 mil Dólares estavam em jogo para essa corrida em um dia ensolarado. Após as voltas de aquecimento dos pneus os pilotos estavam prontos para a largada e ela aconteceu, Enquanto Emerson Fittipaldi tomava a ponta de Mears. Um acidente inutilizou 4 pilotos da prova, Mario Andretti tocou em John Andretti e dai ocorreu uma colisão entre John Andretti e Pancho Carter, Didier Theus acabou rodando e se acidentando e Roberto Guerreiro também se envolveu batendo de forma mais leve, Mas todos eles acabaram deixando a prova, Aliás os dois pilotos da Vince Granatelli que poderiam fazer uma corrida interessante mesmo com motores Buick foram inutilizados da prova logo de cara. Durante a Bandeira amarela o piloto A.J.Foyt parou na pista e teve que ser empurrado para voltar a corrida.

A Bandeira amarela demorou 18 voltas e a relargada só foi acontecer na volta 19 a Classificação não tinha mudado muito, Ela era a seguinte 1. Emerson Fittipaldi, 2. Rick Mears, 3. Teo Fabi, 4. Danny Sullivan, 5. Al Unser jr.

Na relargada Emerson se manteve em primeiro, Carter tentou voltar a corrida, Mas não foi possível isso acontecer. Emerson e Mears fugiam do resto do pelotão mostrando estarem muito na frente dos demais pilotos e mostrando um desempenho bem melhor do Chassi da Penske PC18. Mears começava a tentar um ataque para cima de Emerson, o Resultado até aquele momento dava o título ao Brasileiro, Logo no primeiro retardatário que veio que era o piloto Ludwig Heimrath, Jr. que largou em último lugar e fazer a ultima corrida na Formula Indy com o carro com as Cores do Banco Mackenzie que em 1990 seria de Scott Goodyear. Mears de aproveitou que Emerson pegou ele em um ponto ruim da pista para tentar tomar a ponta do piloto Brasileiro que se defendeu bem e ficou na liderança da prova.

Era bem dificil ter Mears como adversário em um oval, Rick Mears era o rei dos ovais, nesse tipo de pista era que seu talento. Al Unser jr. vinha em 4ºlugar e tentando buscar o 3ºlugar que naquele momento era o Italiano Teo Fabi.

Emerson e Mears não encontram muitas dificuldades para ultrapassarem os retardatários enquanto isso Al Unser jr. com melhor desempenho que Fabi tentava pular para o terceiro lugar, Unser já usava desde de 88 o carro lendário da equipe Galles, Era o Lola-Chevrolet contra o March-Porsche de Fabi que se defendia como podia de Al Unser jr., Só que Al Unser jr. passou a Fabi e também Danny Sullivan passou Fabi até com facilidade, poderia Fabi ter algum problema em seu carro, Já Emerson conseguia uma pequena vantagem sobre Mears que estava em 2º. Classificação após 39 Voltas Completadas: 1. Emerson Fittipaldi, 2. Rick Mears, 3. Al Unser jr., 4. Danny Sullivan, 5. Teo Fabi.

Ludwing Heimrath jr. deixou a corrida na 34ªVolta, Emerson pega 4 retardatários e precisou ter calma para resolver as ultrapassagens sobre Bobby Rahal, Mario Andretti, Derek Daly e Michael Andretti, Mears também teve de fazer o mesmo, a diferença entre Emerson e Mears era de 3 segundos aproximadamente.

Fabi com problemas na corrida já estava muito longe dos pontos, ele estava em 16ºlugar e as possibilidades de campeonato do Italiano estavam se acabando em Nazareth, Mears Em um momento da corrida tinha pista livre para andar baixo, nesse momento na volta 8p ele assumia a liderança da corrida, Mas Mears iria para a primeira parada, a Penske trabalhou bem com 14.6 segundos (Média das paradas nos boxes na época era entre 13 a 15 segundos), Emerson fez a parada e a Partick Racing colocou o carro no Chão em 14.9 segundos.

Depois das paradas nos boxes Fittipaldi voltou a ponta da corrida após 10 voltas depois o piloto Norte-Americano ter conseguido assumir a liderança, Mas na volta 93 Fittipaldi voltava ao primeiro lugar. Na Volta 113 o piloto Bernard Jourdain do México tinha fazendo uma corrida modesta acabou perdendo o controle do carro e batendo de leve no muro interno de Nazareth, Essa batida até pequena foi o Bastante para o Mexicano que é Tio de Michel Jourdain Jr. abandonar a corrida. Jourdain levou seu carro bem devagar para os boxes para deixar com segurança a corrida.

Emerson era o líder, Mas via bem de perto a Rick Mears que era o segundo colocado, Classificação após 121 Voltas completadas: 1. Emerson Fittipaldi, 2. Rick Mears, 3. Al Unser Jr., 4. Danny Sullivan, 5. Michael Andretti. Durante a bandeira amarela vários pilotos foram para a largada, entre eles Mears e Fittipaldi, já Danny Sullivan que não foi aos boxes acabou assumindo a liderança da corrida na volta de número 125, com a corrida sendo recomeçada Sullivan tinha dado um pulo do Gato, ele estava em estratégia normal enquanto Emerson e Mears tentaram uma estratégia diferente, esperando por bandeiras amarelas para terminarem a corrida só com o tanque das voltas 123 e 124, Mas seria difícil, O Campeão de 1988 poderia dar uma reviravolta na disputa do campeonato que naquele momento tinha Mears na frente de Emerson na corrida e portanto o campeonato iria ser decidido em Laguna Seca. Sullivan continuava andando forte na frente aproveitando o momento que não tinha retardatários na frente dele.

Na Volta 153 Sullivan foi para os boxes para sua parada definitiva na prova. a Penske trabalhou muito bem fazendo 14.9 segundos. Com essa parada Mears assumiu a liderança da corrida, A esperança de Mears e de Fittipaldi era uma bandeira amarela bem longa ou então corria-se o risco de nem ele e nem Mears levar a corrida. Sullivan voltou uma volta atrás, mas Mears e Emerson teriam de parar e a parada não era parada que demorava pouco não e que poderia fazer Sullivan ganhar a prova. Classificação após 168 Voltas completadas: 1. Rick Mears, 2. Emerson Fittipaldi, 3. Al Unser jr., 4. Danny Sullivan, 5. Michael Andretti, 6. Scott Pruett, 7. Mario Andretti, 8. Bobby Rahal, 9. Derek Daly, 10. Scott Brayton.

Mears estava liderando a prova e deixando a decisão para Laguna Seca, Enquanto Teo Fabi deixava a prova e deixava a luta pelo título após belo ano da equipe Porsche na Formula Indy. Ao contraio do que Mears e Fittipaldi queriam as bandeiras amarelas não surgiam e com isso era inevitável a parada para colocar o resto de combustível para que ambos terminassem a corrida. Mears rendia mais na parte final da prova com Seu Penske. Naquele momento da corrida: Emerson Fittipaldi teria 182 pontos e Mears com 168 iriam decidir a parada do campeonato da Indy em Laguna Seca. Mas foi no reabastecimento que o campeonato iria se definir…

… na volta 186 Mears iria aos boxes para o Splash Go, uma parada que duraria poucos segundos acabou em uma saída equivocada de Rick Mears (Não se sabe se foi um erro piloto ou se foi alguém que mandou ele sair dos Boxes naquela Hora) que acabou arrancando a mangueira de combustível, A Mangueira arrebentou e o bocal que colocava o combustível estava no seu carro. Conclusão da História, Mears teve de voltar aos boxes para que a Penske retirasse esse bocal de combustível carro de Mears que poderia provocar um incêndio, Com isso Mears perdeu um tempo absurdo e Emerson Fittipaldi com a sua parada não tendo problema nenhum Assumiu a liderança da corrida a 10 voltas do final.

Dai Emerson tratou de levar as últimas 10 voltas com todo o cuidado e Mears tentou diminuir o prejuízo dos boxes. Mas 1989 era definitivamente o Ano de Emerson Fittipaldi na Formula Indy, Com seu Penske-Chevrolet da equipe Partick Racing O Brasileiro venceu a corrida que durou 1 hora e meia praticamente e conquistou o título da Formula Indy se tornando o primeiro piloto da história do Automobilismo a vencer as 500 milhas de indianápolis, o Campeonato da Formula 1 (1972 e 1974) e o Campeonato Mundial de Formula Indy. Derrotando a poderosa equipe Penske que tinha o Rei dos Ovais e o campeão da Indy em 1988. Emerson Fittipaldi tinha com ele na Partick o Chip Ganassi que fez em 1989 seu último ano na Partick pois em 1990 ele criou a Chip Ganassi Racing que hoje é uma das maiores equipes do Automobilismo norte-Americano e Rival da Penske.

Emerson também quebrava outro tabu, Ser o primeiro estrangeiro campeão da Formula Indy que foi criada em 1979 que era a Chamada CART. Pois existia antes de 1979 campeonatos da Formula Indy mais eles eram dirigidos por uma outra entidade do Automobilismo norte-Americano (United States Auto Club – USAC). A Narração final de 1989 fica por conta de Luciano do Valle que infelizmente deixou o mundo mais orfão das suas narrações e de emoções como essa. Esse vídeo em Português é da Rede Bandeirantes de Televisão que transmitiu essa prova e que promoveu a formula indy para o Brasil inteiro, Assim como Luciano do Valle promoveu vários esportes e que se estão com visibilidade no Brasil muito deve-se ao esforço desse homem.

Valeu Luciano do Valle pelo seu legado ao Esporte Olímpico no Brasil – essa é a Homenagem mais do que justa que o Portal Sportszone faz para você.

Resultado final do GP de Nazareth de 1989

Fotos:

 

Homenagem a Luciano do Valle que lamentavelmente nos deixou no último Sábado! A Narração da volta final da corrida que deu o título a Emerson Fittipaldi em 1989:

Corrida Completa:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Vídeos e Prints : Wheelsports / Andrew Sopher

Hamilton na chuva desbanca zebra e conquista terceira pole do ano

Lewis Hamilton esta mostrando por que vive sua melhor fase na Carreira, Com um carro vencedor nas mãos e um controle emocional muito bom o Inglês não se apavorou com a Chuva, que poderia fazer a diferença entre a Mercedes e as outras equipes, O 1:53.860 no Treino oficial não deixou nenhuma dúvida de quem manda na Formula 1.

A chuva foi a personagem do Treino, Em uma pista como Xangai molhada os 21 pilotos foram atrás de 16 vagas para o Q2, Foi uma briga intensa e forte, Sob a chuva molhada mesmo eliminados devo salientar o esforço do Japonês Kamui Kobayashi e do Francês Jules Bianchi que andaram muito bem e por pouco não conseguiram alcançar seus mais próximos adversários (Sauber e Lotus). Chilton e Ericsson também foram eliminados. Gutierrez tentava volta rápida, e estava conseguindo fazer essa volta, Mas acabou errando no final e ficando na 17ªposição sendo Eliminado na primeira parte do Treino.

No Q2 a Chuva não amansou de forma nenhuma, Uma guerra para arranjar pista limpa e para colocar o carro entre os 10 primeiros colocados que iriam para a Parte final do Treino. A Mercedes e a Red Bull não precisaram de muito esforço, Passaram com facilidade desse Q2, mas Felipe Massa não teve facilidade, teve de suar muito, Muito mesmo para ficar com o 9ºlugar e classificar quase na bacia das almas, Hulkenberg é que classificou na bacia das almas em 10ºlugar. A se destacar duas coisas, primeira a Lotus de Romain Grosjean que usou todo o seu espírito de luta e combatividade para conseguiu pela primeira vez no ano passar para o Q3 do treino oficial. Agora para A Mclaren o treino foi dos piores: Jenson Button em 12º e Kevin Magnussen em 15ºficaram de Fora do Q3 e relembraram os momentos ruins da equipe em 2013. Kimi Raikkonen tomou um pau de Fernando Alonso e também não disputou o Q3. Já Felipe Massa poderia também fazer parte da Lista dos desempregados do Q3, Mas acertou a última volta fazendo o 9ºtempo e se classificou para o Q3.

No Q3 sob Chuva o Piloto inglês Brilhou com um carro que funciona brilhantemente com um piloto que esta na melhor fase da sua carreira. Hamilton com 1:55.516 contra 1:56.641 de Daniel Ricciardo, 1 segundo sobre Hamilton, um domínio total da Mercedes, Mas Rosberg decepcionou ficou muito longe de Hamilton e só vai largar em 4ºlugar atrás das duas Red Bull, Ricciardo de novo bateu seu companheiro de equipe o Alemão Sebastian Vettel que vai largar em 3ºlugar, Mas a Red Bull mostra que já entrou na luta pelo menos por pódio algo inimaginável no começo do ano, Fernando Alonso com a Ferrari vai largar em 5º, A Ferrari não mostra ser nem de longe o time que se imaginava muito mais pelo carro do que pelos pilotos.

Felipe Massa vai largar em 6ºlugar, Seu melhor grid na Williams até agora e batendo seu companheiro de equipe, O incansável e batalhador Valtteri Bottas. Nico Hulkenberg com a Force India fecha a 4ªFila do Grid e de novo dar um pau em seu companheiro de equipe Sergio Perez que larga em 16ºlugar, Vergne com a Toro Rosso impondo domínio sobre Kyvat e Grosjean representando a Lotus muito bem completam os 10 primeiros colocados.

Kimi Raikkonen e Jenson Button foram uma fila de campeões mundiais na 6ªFila do Grid, Kyvat com Toro Rosso e Sutil com a melhor Sauber no Grid fazem a 7ªFila. Magnussen e Perez a 8ªFila. Gutierrez e Kobayashi sendo o melhor das equipes nanicas na 9ªFila. Bianchi, Ericsson, Chilton e Maldonado que não treinou para a felicidade para a felicidade de todos os outros pilotos, Aliás Maldonado tem tido o seu pior final de semana na Formula 1, com Erros e quebras não espero nada do Venezuelano.

Corrida vai acontece as 4 da Manhã

Confira do Grid de largada para o GP da China de Formula 1:

1 44 Lewis Hamilton (Mercedes) 1:53.860 – 21
2 3 Daniel Ricciardo (Red Bull Racing-Renault) 1:54.455 – 23
3 1 Sebastian Vettel (Red Bull Racing-Renault)  1:54.960 – 23
4 6 Nico Rosberg (Mercedes) 1:55.143 – 22
5 14 Fernando Alonso (Ferrari) 1:55.637 – 21
6 19 Felipe Massa (Williams-Mercedes)  1:56.147 – 24
7 77 Valtteri Bottas (Williams-Mercedes) 1:56.282 – 24
8 27 Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) 1:56.366 – 23
9 25 Jean-Eric Vergne (STR-Renault) 1:56.773 – 23
10 8 Romain Grosjean (Lotus-Renault) 1:57.079 – 22
11 7 Kimi Räikkönen (Ferrari) 1:56.860 – 17
12 22 Jenson Button (McLaren-Mercedes)  1:56.963 – 17
13 26 Daniil Kvyat (STR-Renault) 1:57.289 – 18
14 99 Adrian Sutil (Sauber-Ferrari)  1:57.393 – 17
15 20 Kevin Magnussen (McLaren-Mercedes) 1:57.675 – 17
16 11 Sergio Perez (Force India-Mercedes) 1:58.264 – 17
17 21 Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) 1:58.988 – 10
18 10 Kamui Kobayashi (Caterham-Renault) 1:59.260 – 10
19 17 Jules Bianchi (Marussia-Ferrari) 1:59.326 – 10
20 9 Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 2:00.646 – 10
21 4 Max Chilton (Marussia-Ferrari) 2:00.865 – 10
DNQ 13 Pastor (Maldonado Lotus-Renault) Sem Tempo – 0
Tempo dos 107% : 2:03.602

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: Mercedes

Dakar 2014 – Parte Final – Para a Alegria do Povo Casale é campeão nos quadriciclos

O Gran Finale dessa cobertura do Dakar só poderia ser com a competição dos Quadriciclos onde tivemos a festa chilena com o primeiro título de Ignacio Casale que ficou entre os primeiros colocados desde do primeiro estágio e esteve na hora certa sempre e se aproveitou dos Abandonos do Super Favorito Marcos Patronelli que era candidato fortíssimo ao Bicampeonato e do Uruguaio Sérgio Lafuente que liderou boa parte do Dakar desse ano, Casale no final do Dakar teve como única ameaça o Polonês Rafal Sonik que acabou ficando em 2ºlugar, O Pódio foi completado pelo Holandês Sebastian Husseini, Ao final da competição de 40 quadriciclos apenas 15 pilotos completaram o Dakar, uma carnificina de Quadriciclos que aconteceu nessa edição do Dakar.

Quadriciclos:

Resultado final do Estágio 13 – La Serena a Valparaíso

251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 2:11:37
255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 2:12:31
252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 2:14:44
268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 2:16:18
296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 2:20:24
276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 2:21:09
262 Alexis Hermandez (Peru) YAMAHA 2:22:15
267 Santiago Hansen (Argentina) YAMAHA 2:22:31
263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 2:22:42
279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 2:24:18
266 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 2:25:33
259 Camelia Liparoti (Itália) YAMAHA 2:26:50

Classificação final do Dakar 2014

251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 68:28:01
252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 69:54:53
255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 74:08:28
263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 78:35:15
268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 78:51:45
276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 80:18:21
296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 84:08:05
258 Daniel Mazzucco (Argentina) CAN-AM 86:15:52
267 Santiago Hansen (Argentina) YAMAHA 86:19:49
266 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 88:53:17
273 Mauro Almeida (Uruguai) YAMAHA 90:44:07
279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 106:34:10

Avaliação final do Dakar foi de uma competição disputada, Com muita emoção até o final, Duas categorias tendo o vencedor definido por um espaço menor que 5 minutos, Magina depois de 13 dias ganhar ou perder por 5 minutos, Foi bonito ver a  participação dos Bolivianos nesse evento sendo a primeira vez que o Dakar passa pelo país e que deus queira que o Dakar venha um dia para o Brasil, Por falar no Brasil, Achei a participação Brasileira muito pequena, deveríamos levar mais competidores, nesse Dakar as coisas não funcionaram para nossos pilotos que tinham chances de pelo menos se terminasse m o Dakar de lutar pelos top 10 tanto nos Carro como nas motos.

Foi ótimo Fazer esse Dakar e que 2015 seja melhor que 2014 para essa grande competição que já envergou mais não quebrou e encontrou na América uma nova esperança que se tornou realidade.

Fotos:

Fotos: Dakar.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Lançamento do Carro da Force India de 2008

Vamos relembrar a primeira temporada da Force India com essa apresentação do VJM01, o primeiro carro da História da Force India que tinha planos muito audaciosos para a Formula 1 e hoje se consolidou como um dia intermediário e esta indo para a sua 7ªTemporada na Formula 1. O Vídeo e de 10 minutos e a composição da Equipe era Giancarlo Fisichella e Adrian Sutil com Vitantônio Liuzzi como o 3ºpiloto da equipe.

Vídeo da apresentação:


Force_India_car_launch_VJM_01 por Deivisonf1world

Patrocínio:
planatina_projeto_gif