Newgarden ganha etapa do Texas na base da estratégia e continua líder do campeonato

Etapa Realizada no dia 8 de Junho, 9ªEtapa do Mundial de Formula Indy

600 Km do Texas, O segundo dos ovais longos da temporada de 2019. Teve uma prova interessante e que sacramentou a ótima fase de Josef Newgarden e da equipe Penske, Que mesmo com um carro com alguns problemas de acerto acabou levando o Norte-Americano a vitória.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeChassi/MotorMédia/Mph
130Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda220.250
29Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda220.162
318Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda219.746
428Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda219.537
522Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet219.355
621Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet219.099
72Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet218.666
85James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda218.459
915Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda218.449
1088Colton HertaHarding RacingDallara/Honda218.406
1127Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda218.295
1226Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda218.074
1320Ed CarpenterEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet217.982
147Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda217.953
1512Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet217.899
1610Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda217.182
1723Charlie KimballCarlinDallara/Chevrolet217.165
1819Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda217.063
1959Conor DalyCarlinDallara/Chevrolet216.175
204Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet215.093
2198Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda206.901
2214Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/ChevroletBateu

Corrida disputada no final da tarde e prosseguindo ao anoitecer. A pole position ficou com o Japonês Takuma Sato com o carro da Rahal-Letterman, Ao seu lado larga o Neozelandês Scott Dixon da Chip Ganassi. Os dois ainda sonhavam com o título de 2019. Na segunda fila era formada por Sebastian Bourdais da Dale Coyne e Ryan Hunter-Reay da Andretti Autosport, Na terceira fila aparece o primeiro carro da Penske com Simon Pagenaud, O terceiro lugar no campeonato. Ao seu lado, O Norte-americano Spencer Pigot da Carpenter.

Conor Daly era a novidade da prova. Por considerar a situação da equipe Carlin muito ruim em ovais e a sua pouca experiência nesse tipo de circuito o Inglês Max Chilton acabou desistindo de competir nos ovais até o final da temporada. O Norte-americano que teve uma boa exibição em Indianapolis larga em 19ºlugar, Só a frente de Matheus Leist, Marco Andretti e de Tony Kannan.

Dixon chegou a colocar um pouco do carro na frente de Sato, Mas o Japonês manteve a liderança. Hunter-Reay ganhou o 3ºlugar de Bourdais, Pagenaud, Hinchcliffe, Newgarden, Pigot, Herta e Rossi completam os 10 primeiros lugares. Nas primeiras volta, Rossi vinha muito agressivo. Já na 4ªVolta o vice-líder do campeonato passou Colton Herta subindo para o 9ºlugar e em poucas voltas passou para o 8ºlugar, Superando Josef Newgarden.

Sato abriu mais de 2 segundos de frente para Dixon. Hunter-Reay já vinha a 7 segundos atrás em 3ºlugar. Um ritmo impressionante do Japonês. Na volta 26, Rossi passou Pigot subindo para o 7ºlugar. O piloto da Carpenter tomou passada de Herta caindo para o 9ºlugar, Não só isso, Ele começou a ficar para trás. Tanto é que na 32ªVolta, Newgarden acabou passando o piloto da Carpenter.

Em 20 voltas, Sato passou Leist para colocar uma nova no jovem brasileiro, Mas teve dificuldades para passar Kannan e depois pelo Carpenter que vinha muito mal. Dixon se aproximou de Sato, Também deve se contar que Sato sentou a bota nas primeiras voltas e agora parecia ter um carro mais desgastado, Enquanto que Dixon estava já com o carro preservado e com mais combustível para gastar.

Leist que já estava a 2 voltas atrás, Por muito pouco não ocorreu um acidente entre ele e o Canadense James Hinchcliffe e o Francês Simon Pagenaud. O Brasileiro não tinha muita experiência, Ainda mais com o carro muito ruim da Foyt o piloto passa a ser até perigoso que ele continuasse na corrida.

Na 57ªVolta, Ryan Hunter-Reay foi para os boxes. Era o primeiro dos líderes a fazerem a primeira parada. A partir dai, Os líderes começaram a ir para as paradas, Newgarden parou na volta 60, Dixon que era o segundo lugar parou na 61ªVolta. Sato foi para a sua parada na 62ªVolta, Mas acabou passando muito do ponto e atropelou um dos mecânicos. O Japonês perdeu muito tempo e acabou ficando na última posição a 2 voltas do líder. Após tudo isso, Ele acabou punido por atropelar equipamentos da equipe nos boxes e perdeu mais uma volta. Um erro dos mais grotescos que já vi acontecer na Formula Indy nos últimos anos.

A liderança passou para Hunter-Reay, Com Dixon na segunda posição. Quem subiu foi James Hinchcliffe da Schmidt que passou para a terceira posição. Rossi já estava em 4ºlugar após a primeira parada. Pagenaud, Newgarden, Herta, Bourdais, Rahal e Veach completavam os 10 primeiros colocados.

Hunter-Reay sustentava a liderança, Com Dixon a meio segundo atrás com sua tática de poupar combustível e equipamento. Rossi já vinha na cola do Hinchcliffe. Pagenaud foi o 5ºcolocado até que na volta 79 foi ultrapassado pelo Jovem Colton Herta.

Hunter-Reay teve dificuldades de passar Spencer Pigot, Nisso, O Neozelandês tentou se aproveitar, Mas não conseguiu essa ultrapassagem. Matheus Leist acabou desistindo da corrida. Com um carro tão ruim nas mãos, Foi melhor para o piloto da Foyt deixar a prova ao invés de correr o risco de se acidentar e de tirar algum outro piloto da prova.

Outro que deixou a prova foi Charlie Kimball, o Norte-Americano chegou a andar em 12ºlugar, teve problema de rolamento de roda. Com 100 voltas completadas, Dois pilotos vinham com desempenhos lamentáveis: Will Power vinha em 14ºlugar a 1 volta do líder. Pior ainda era Feliz Rosenquist, Ele vinha em 16ºlugar, Com um desempenho pior ainda do que Power e péssimo em relação ao Dixon. Hunter-Reay estava 0.7 segundos a frente de Dixon.

Rossi abriu fogo para cima de Hinchcliffe na 108ªVolta, Tentou duas vezes a ultrapassagem, sem sucesso. Nisso, Herta foi para cima de Rossi e sem cerimonias o passou na 112ªVolta e na volta seguinte o piloto da Harding superou o piloto da Schmidt assumindo a terceira posição em 2 voltas.

Na volta 115, Hunter-Reay foi para a parada nos boxes, O piloto da Andretti vinha com 9 voltas de defasagem para tentar fazer apenas 3 paradas. Dixon passou a liderança da prova. Para fazer a tática de 3 paradas, Um piloto precisa fazer pelo menos 62 voltas ou mais com um tanque de combustível. Ou seja, Precisaria fazer 124 voltas para esta dentro da estratégia. Rossi, Herta e Pagenaud pararam na volta 122, Os três teriam de poupar um pouco de combustível para não realizarem uma quarta parada nos boxes.

Dixon foi para os boxes na volta 124, Hunter-Reay volta a liderar a prova com 3.5 segundos a frente do Neozelandês. Hinchcliffe volta a terceira posição, Com 11 segundos de atraso para Hunter-Reay. Sem bandeiras amarelas a corrida começava a ficar uma disputa particular entre os dois.

Na volta 131, Rossi passou Herta e Hinchcliffe e sobe do 5º para o 3ºlugar, Na volta seguinte foi a vez de Herta passar o canadense e assumir a 4ªposição.

Três voltas depois, Zach Veach encosta sua roda traseira no muro e acaba rodando. Conseguiu evitar a batida, Mas não evitou o acionamento da bandeira amarela, Após 135 voltas surgia a primeira bandeira amarela da prova. Isso mudaria o curso da prova. Os 11 segundos de Hunter-Reay na liderança para Rossi acabaram sumindo. Se aproveitando da bandeira amarela: Newgarden, Sato, Power, Ericsson, Bourdais e Rahal foram para os boxes e mudaram suas estratégias de parada. Já os outros pilotos ficaram na pista poupando o máximo possível de combustível.

Relargada na volta 144: Hunter-Reay manteve a liderança, Com Dixon, Rossi, Herta e Hinchcliffe logo atrás. A noite começava a cair no Texas a menos de 100 voltas do final, Alexander Rossi partiu para cima de Scott Dixon. Porém o problema da pista e desses carros era a pouca carga aerodinâmica desses novos carros e da turbulência que o carro da frente provoca no carro de trás. Na volta 155, Hinchcliffe recupera o 4ºlugar que estava nas mãos de Colton Herta.

Os 6 primeiros colocados tinham Motores Honda: Hunter-Reay, Dixon, Rossi, Hinchcliffe, Herta e Rahal. Depois deles vinham os dois únicos pilotos com Chevrolet entre os 10 primeiros: Pagenaud em 7º e Newgarden em 8º com os carros da Penske, que não tinha um acerto ideal para o circuito do Texas. Santino Ferrucci e Marcus Ericsson completa os 10 primeiros lugares.

Na volta 164, Dixon foi para cima de Hunter-Reay e assumiu a liderança da prova. Duas voltas depois, Rossi foi para o ataque em cima de Hunter-Reay, A ultrapassagem não aconteceu de cara e Rossi teve de recuar um pouco. Voltas depois, Rossi passou Hunter-Reay que precisava economizar combustível. Na volta 175, Rossi assume a liderança ao passar Dixon.

Na volta 179, Hunter-Reay foi para a terceira parada, Com 69 voltas para o final à situação em termos de tática. Ou ele poupar combustível e pneus ou então ele teria de acelerar tudo para abrir vantagem e fazer um splash go no final da prova.

Na volta 187, Rossi assumiu a liderança e na mesma volta ele foi para os boxes. Com 61 voltas para o final, O piloto da Andretti já poderia buscar terminar a corrida com esse tanque mesmo. Pagenaud e Rossi parou na Volta 188, Na volta 190 parou Hinchcliffe e na volta 191 parou Dixon. A liderança passou para Newgarden, que tinha pelo menos umas 10 voltas na pista. Marcus Ericsson vinha em 2º, Com Bourdais, Andretti e Power completando os 5 primeiros. Alexander Rossi era o primeiro dos pilotos que estavam na tática normal.

Na volta 198 parou Will Power. Josef Newgarden parou na volta 199 e voltou à frente de Rossi. Ericsson assumiu a liderança por 2 voltas e foi para os boxes no final da volta 201. Bourdais passou a liderar a prova por uma volta, Depois da parada do Francês a liderança foi para as mãos de Josef Newgarden. Com Hunter-Reay em 2º, Dixon em 3º, Rossi em 4º e Hinchcliffe em 5ºlugar.

Newgarden não tinha um carro tão bom nas mãos, Mas compensava com os pneus melhores que os seus adversários. A 34 voltas do final, Dixon arrisca tudo para passar Hunter-Reay e assumir a segunda posição. O piloto da Andretti já não tinha chances de vencer a prova, Ou ele iria fazer uma parada a voltas do final ou então iria se arrastar para completar a prova.

A menos de 30 voltas para o final, Hinchcliffe acabou tocando com a roda traseira no muro e foi direto para o Muro interno. Nova bandeira amarela na pista. A bandeira amarela poderia dar uma chance a Hunter-Reay, Mas o Norte-Americano acabou indo para os boxes juntamente com mais alguns pilotos para completarem o tanque e colocarem novos pneus. Já os líderes continuavam na pista. Uma possiblidade de uma nova parada estava praticamente descartada.

Na volta 227 a corrida recomeça, Newgarden, Dixon, Rossi e Herta nas 4 primeiras posições. Dixon foi para cima de Newgarden, O piloto da Penske foi raçudo e manteve a liderança. Enquanto que Colton Herta passou Rossi e assumiu o terceiro lugar. O piloto da Harding foi para cima de Dixon, O Garoto queria o segundo lugar. Na curva 3, Herta colocou por dentro do Neozelandês que deu uma fechada desnecessária e acabaram ambos rodando e indo para o muro de leve. A 20 voltas do final tivemos a 3ª e última bandeira amarela da prova.

Para o campeonato, Era tudo que Newgarden e Rossi queriam, Eles iriam abrir vantagem nas duas primeiras posições do campeonato.

A 12 voltas do final ocorreu a relargada, A briga pela vitória ficou entre os dois primeiros da corrida e do Campeonato. Rossi tentou passar Newgarden em algumas voltas, Foram voltas de muita pressão até que a 2 voltas do final, Newgarden consegue uma pequena vantagem sobre Rossi e acabou levando seu Penske para a 3ªVitória da temporada em 9 corridas. Uma vitória ganha através da estratégia e da competência do piloto Norte-Americano que continua líder do campeonato.

Alexander Rossi chega em 2ºlugar e se mantem na vice-liderança do campeonato, Agora entre os 2 pilotos passa a ser de 25 pontos a favor do piloto da Penske. O Terceiro lugar ficou com Graham Rahal que completou o pódio. O filho do Bobby Rahal fez uma bela corrida de recuperação depois de ficar a maior parte no grupo Intermediário. Santino Ferrucci em uma bela prova chegou em 4ºlugar. Completando os 5 primeiros colocados ficou o piloto da Andretti Autosport Ryan Hunter-Reay.

Simon Pagenaud acabou ficando em 6ºlugar, Numa corrida dentro do que a Penske poderia fazer no Texas. Completando os 10 primeiros colocados: Marcus Ericsson em mais uma boa atuação pela Schmidt, Sebastien Bourdais, Will Power que ainda salvou uma 9ªposição e Marco Andretti que ficou o tempo inteiro na parte de trás acabou completando a prova em 10ºlugar.

Domingo, Teremos a 10ªetapa do Mundial de Formula Indy em Road America. Em um dos mais belos, Rápidos e desafiadores circuitos dos Estados Unidos.

Fotos:

Resultado Final dos 600 Km do Texas

posPilotoEquipeChassi/MotorVoltasTempo/Diferença
12Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet2481h55m08.8666s
227Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda248a 0.8164s
315Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda248a 1.4928s
419Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda248a 1.7266s
528Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda248a 2.2019s
622Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet248a 2.8789s
77Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda248a 3.9271s
818Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda248a 4.3306s
912Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet247a 1 Volta
1098Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda247a 1 Volta
1159Conor DalyCarlinDallara/Chevrolet247a 1 Volta
1210Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda246a 2 Voltas
1320Ed CarpenterEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet246a 2 Voltas
1421Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet246a 2 Voltas
1530Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda245a 3 Voltas
1614Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet245a 3 Voltas
179Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda228Acidente
1888Colton HertaHarding RacingDallara/Honda228Acidente
195James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda218Acidente
2026Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda172Condição
2123Charlie KimballCarlinDallara/Chevrolet86Rolamento da Roda
224Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet73Condição

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Rodada Dupla em Detroit – Newgarden e Dixon vivem opostos nas 2 corridas

Grid de Largada da 7ªEtapa
Formula Indy 2019

posPilotoEquipeMotorTempo
127Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda1m14.1989s
22Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet1m14.8272s
39Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda1m14.3995s
410Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda1m14.9984s
588Colton HertaHarding RacingDallara/Honda1m14.8811s
628Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda1m15.1423s
731Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet1m15.0772s
826Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda1m15.1487s
930Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda1m15.3134s
105James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda1m15.1750s
1115Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda1m15.3945s
1212Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet1m15.2111s
1322Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet1m15.4557s
1420Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet1m15.6341s
155Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda1m15.4811s
1618Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda1m15.6691s
1721Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet1m15.5621s
1898Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda1m15.8871s
1959Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet1m16.0801s
204Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet1m15.9628s
2114Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet1m16.6842s
2219Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda1m16.3830s

Fotos:

Na corrida de sábado, Chuva, muita curva acabou encurtando a prova em 1 hora e 15 minutos. A pista chegou a estar impraticável para a etapa, Mas os organizadores esperaram até que a chuva diminuísse para que a corrida pudesse acontecer.

Alexander Rossi largava na pole position com Josef Newgarden em 2ºlugar, Depois vinham Dixon, Rosenquist, Herta, Ryan Hunter-Reay nas 6 primeiras posições.

Antes de largar, O Norte-americano Zach Veach acabou rodando, Ele que iria largar em 8ºlugar. O que mostrava que a pista não tinha a menor condição de disputar a corrida. Por isso o safety car ficou na pista por mais uma volta, Já com o tempo disparado.

Na volta seguinte a corrida começou, Com a pista molhada mesmo. Rossi manteve a liderança, Newgarden acabou escorregando e perdendo posição para Dixon. Essa bandeira verde durou muito pouco, O Brasileiro Matheus Leist acabou rodando e batendo no muro, Novamente a bandeira amarela é acionada. No meio do pelotão, antes da bandeira amarela Power passou Rahal.

Na 5ªVolta a corrida recomeça, A 1 hora e 3 minutos do final da prova, Rosenquist superou Newgarden assumindo a 3ªposição. Um pouco mais atrás, Sato passou Hunter-Reay e logo depois passou Herta subindo do 7º para o 5ºlugar. Quem estava muito bem era Will Power, Largando do 13ºlugar ele já estava em 6ºlugar após passar Colton Herta.

Simon Pagenaud também estava subindo na classificação, A menos de 1 hora do final da prova passou para o 9ºlugar ultrapassando James Hinchcliffe. Power passou Sato e assumiu o 5ºlugar. A 55 minutos do final, Ryan Hunter-Reay foi para a área de escape depois do texto do meio do circuito de alta velocidade e perdeu várias posições e só voltou em 15ºlugar.

Rosenquist a menos de 50 minutos do final erra e perde o 3ºlugar para Newgarden. A 51 minutos do final, Marco Andretti vai para os boxes e arriscou colocar os pneus de pista seca. A pista estava começando a formar um trilho, Mas ainda não era o bastante para usar os compostos lisos. Resultado foi que o piloto da Andretti-Herta teve muita dificuldade para andar na pista.

Rossi vinha 2 segundos a frente de Dixon e a 3.5 segundos a frente de Newgarden. Will Power ganhou a posição de Felix Rosenquist e assumiu o 4ºlugar. Santino Ferrucci foi o segundo a ir aos boxes arriscar os pneus de pista seca, A 47 minutos do final da prova.

Dixon tenta uma aproximação em cima de Rossi, Dois minutos depois, Newgarden foi o primeiro dos pilotos de ponta a arriscar mudar seus compostos para os pneus de pista seca. Ai que a sorte do piloto da Penske mudou, Porque Ed Jones foi para o muro de leve e provocou mais uma bandeira amarela. Com isso, todos os pilotos aproveitaram para fazerem a parada e colocarem os pneus de pista seca. Nessas paradas, A equipe de Will Power esquece de apertar a porca de uma das rodas e acaba a roda se soltando segundos depois. O prejuízo já estava feito e o piloto da Penske teve que de ir aos boxes de novo, voltando nas últimas posições.

Com as paradas, Newgarden foi para a liderança, Seguido de Rossi, Dixon, Rosenquist, Hunter-Reay, Sato, Pagenaud, Hinchcliffe, Rahal e Pigot.

A 33 minutos do final, Bandeira verde de novo. Newgarden manteve a liderança, A pista já tinha uma trilha seca, Mas não era fácil andar nessas condições. Qualquer saída de traçado poderia levar qualquer piloto ao muro, Até mesmo se alguém tentasse uma ultrapassagem era bem arriscado.

A 31 minutos do final, Scott Dixon vai para o muro,  o piloto da Ganassi que não estava tão perto da liderança do campeonato abandona a prova e toma um prejuízo grande para a classificação do campeonato. Todas essas bandeiras amarelas faziam os pilotos economizarem o combustível, E com uma corrida encurtada era bem possível dos pilotos ficarem na pista até o final, sem precisar de uma nova parada.

Relargada a 21 minutos e 40 segundos do final. Sato foi para cima de Rosenquist ganhando o 3ºlugar, Já Simon Pagenaud passou Graham Rahal e passou a ser o 6ºcolocado. A 18 minutos do final, Matheus Leist que voltou a corrida e estava nas últimas posições foi para o muro, que provoca mais uma vez uma bandeira amarela.

A bandeira amarela durou 6 minutos. A Bandeira verde é novamente acionada a 12 minutos do final. Rossi foi para cima de Newgarden, Mas foi Sato que tentou passar o piloto da Andretti, O japonês recuou dessa ultrapassagem, nisso acabou por muito pouco não perdendo a posição para o sueco Felix Rosenquist, tendo de segurar a posição na marra praticamente.

Na parte final da prova, Newgarden e Rossi se distanciaram de Sato e dos demais pilotos ficaram brigando pelo 3ºlugar. Rossi tentou tomar a vitória de Newgarden, Mas acabou a vitória ficando nas mãos do piloto da Penske. Sobre a chuva e ganhando a liderança quando parou antes de uma bandeira amarela. Alexander Rossi ficou logo atrás em 2ºlugar. O pódio foi completado pelo Japonês Takuma Sato, segurando a pressão de Felix Rosenquist da Chip Ganassi e do norte-americano Ryan Hunter-Reay da Andretti Autosport.

Fotos:

Resultado da 7ªEtapa da Formula Indy
Temporada 2019 – Detroit

posPilotoEquipeMotorVoltasTempo
12Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet431h15m30.5932s
227Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda430.8237s
330Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda4311.4760s
410Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda4311.8833s
528Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda4312.2263s
622Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet4312.5127s
715Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda4313.1515s
826Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda4314.0022s
95James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda4315.2409s
1021Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet4316.1462s
1118Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda4316.9309s
1288Colton HertaHarding RacingDallara/Honda4317.2807s
137Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda4317.9085s
1431Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet4324.0822s
1514Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet4325.6122s
1698Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda4326.0652s
1759Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet4326.4759s
1812Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet4333.0561s
1919Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda4343.1639s
2020Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet42a 1 Volta
214Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet30acidente
229Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda23acidente

Grid de Largada da 8ªEtapa
Formula Indy 2019

posPilotoEquipeMotorTempo
12Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet1m14.8607s
227Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda1m15.182s
326Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda1m15.262s
488Colton HertaHarding RacingDallara/Honda1m15.647s
55James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda1m15.439s
69Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda1m15.800s
710Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda1m15.495s
831Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet1m15.926s
918Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda1m15.590s
1021Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet1m15.973s
1112Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet1m15.694s
127Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda1m16.124s
1320Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet1m15.711s
1422Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet1m16.219s
1528Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda1m15.720s
1630Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda1m16.231s
1719Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda1m16.084s
1814Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet1m16.584s
1998Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda1m16.110s
2059Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet1m17.261s
214Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet1m16.955s
2215Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda1m17.369s

Domingo em Detroit já era bem diferente do Sábado, Com um céu mais claro e sem chuva seria realizada a 8ªEtapa do Mundial de Formula Indy. A Pole foi de Josef Newgarden que vinha embalado pela vitória na corrida do sábado. Na segunda posição larga Alexander Rossi, o segundo colocado da corrida do Sábado. Na segunda fila largam o Norte-Americano Zach Veach da Andretti Autosport e o também norte-americano Colton Herta da Harding Racing.

Na terceira fila larga James Hinchcliffe da Schmidt e Scott Dixon da Chip Ganassi. Rosenquist, O’Ward, Borudais e Pigot completavam os 10 primeiros lugares.

Quando deram a bandeira verde, Nas primeiras curvas foi tudo normal, Até a entrada da 3ªcurva: Power tentou passar Rosenquist que ficou de sanduiche e acabou acertando o mexicano Patrício O’Ward, Dai fez o piloto da Carlin rodar, Isso envolveu Pagenaud que foi atingido pelo Brasileiro Tony Kannan, que depois acabou batendo em O’Ward e arrebentando sua suspensão. Bandeira amarela em toda a pista logo no começo da prova.

Apenas 3 pilotos largaram com os Pneus mais duros e resistentes: Will Power, Santino Ferrucci e Graham Rahal. O Resto foi todos para a parada, com exceção de Scott Dixon, Spencer Pigot e Max Chilton. O Neozelandês foi para a liderança da corrida.

Will Power estaria em 3ºlugar, Mas seu carro parou com problemas no seu câmbio. Deu sorte do Australiano voltar ainda na mesma volta do líder. Dos pilotos que pararam nos boxes, Newgarden vinha em 6º com Rossi em 7º e James Hinchcliffe logo a seguir.

Relargada na 8ªVolta, Dixon disparou na liderança, Com Pigot, Ferrucci, tentando fugir dos pilotos que fizeram as paradas. Newgarden passou Chilton facilmente e assumiu o 5ºlugar. Matheus Leist continuava sua sina do final de semana ruim, foi para os boxes trocar seu bico. A corrida dele estava completamente comprometida. Com a prova totalmente comprometida, Simon Pagenaud volta a prova após a Penske ter reparado totalmente seu equipamento, Era necessário ele voltar a prova pra tentar marcar o máximo de pontos possível para a disputa do campeonato.

Chilton vinha perdendo várias posições, Os pneus macios já tinham desgastados após 5, 6 voltas de desgaste. Na Volta 14, Dixon é facilmente ultrapassado pelo Norte-Americano Santino Ferrucci e logo depois Josef Newgarden e outros pilotos passaram muito facilmente o neozelandês, Assim como Spencer Pigot. No final da volta, Quando o piloto da Carpenter se encaminhou para os boxes ele foi atropelado pelo Francês Sebastien Bourdais. Resultado disso é que Pigot bateu violentamente. Bandeira amarela de novo. O piloto da Dale Coyne com a asa arrancada acabou tendo de ir aos boxes. Na Parada, Se percebeu que o parafuso que segurava a asa dianteira estava danificado, Isso dificultou muito a colocação de um novo aerofólio. Depois de 2 paradas, A nova asa foi colocada e o francês pode seguir na prova na volta do líder da prova.

Will Power e outros 2 pilotos foram para os boxes para colocarem um pouco mais de combustível. A bandeira amarela foi longa, O muro da entrada dos boxes teve de ser consertada.

Na 21ªVolta, A corrida recomeça com Ferrucci liderando pela primeira vez na carreira, Com Rahal, Newgarden, Rossi e Hinchcliffe completando os 5 primeiros colocados. Os dois primeiros ainda não tinham parado nos boxes. Takuma Sato que já teve um pódio no sábado passou Ed Jones e depois passou Marcus Ericsson passando do 11º para o 9ºlugar.

Will Power com os pneus macios passou Marco Andretti na 23ªVolta, Duas voltas depois o Australiano parou nos boxes para colocar de volta os pneus duros. Os pneus macios não aguentavam nada praticamente (Só resistiam de 5 a 7 Voltas e dai perdiam o desempenho de vez) Ferrucci abriu diferença para Rahal, O piloto da Rahal vinha sofrendo pressão de Newgarden.

Rosenquist foi para a sua segunda parada na volta 27. Começava a rodada de paradas para quem fez a parada bem no começo da corrida. Alexandre Rossi foi para a segunda parada na volta seguinte e Newgarden parou na 29ªVolta.

Ferrucci vinha a 3 segundos de frente de Graham Rahal e 4.5 segundos de James Hinchcliffe, Scott Dixon vinha a 10 segundos da liderança em 4ºlugar e Marcus Ericsson vinha em uma boa 5ªposição.

Na 31ªVolta, Rahal fez sua primeira parada nos boxes. James Hinchcliffe para na volta 32 e volta a frente de Newgarden. O piloto da Penske foi para cima do piloto da Schmidt e tentou passar sem tomada, Acabou perdendo a frente do carro, Hinchcliffe vai junto para o muro e Rossi roda, Mas logo consegue voltar à pista. Novamente pintou a Bandeira amarela Prejuízo para o vencedor da corrida de Sábado e para o piloto Canadense. Newgarden abandonou a prova e Hinchcliffe foi para os boxes para consertar sua asa dianteira e traseira, Perdendo 1 volta em relação ao líder.

Santino Ferrucci foi para a sua parada na 35ªVolta, Mas foi colocar os pneus macios, Isso comprometeria a sua prova. Scott Dixon passava a ser o líder, Com Ericsson em 2º, Sato em 3º, Hunter-Reay em 4º e Marco Andretti em 5º. Rahal e Bourdais seguiam na tabela de classificação.

Bandeira Verde na 40ªVolta, Dixon disparou na frente de Ericsson, Sato e dos outros pilotos. Rahal e Ferrucci tentavam ganhar vantagem com os pneus macios antes deles acabaram. Enquanto isso o inglês Max Chilton tomava uma ultrapassagem atrás da outra, nem parecia um piloto de alto nível, A Carlin não tem rendimento, Mas o inglês também não ajudava, não mostrava um desempenho decente.

A tática de Rahal e Ferrucci não funcionou, eles não conseguiram vantagem com os pneus macios. Na 44ªVolta, Bourdais e Herta foram para a última parada deles nos boxes. Na volta seguinte, O líder Scott Dixon foi para os boxes. Com isso Marcus Ericsson passou para a liderança pela primeira vez  na Indy. A liderança do sueco durou uma volta, Já que ele foi aos boxes na 46ªVolta igualmente como foi Takuma Sato.

A liderança foi para as mãos de Will Power, Depois de tudo que ele passou na corrida ser líder era algo inacreditável e surpreendente. Com 14 segundos de frente para Dixon não dava para fazer a parada e voltar a frente do piloto da Chip Ganassi. O Australiano ficou na pista até a volta 50 e fez sua última parada nos boxes. Dixon voltou a liderança da prova.

Sato tentou ganhar posição, Mas acabou não conseguindo e no conta pé na saída da curva 3 e perdendo posição para Hunter-Reay na curva 4 e Rossi que foi por fora na curva 5 para realizar a ultrapassagem na curva 6. Sato caiu do 5º para a 7ºlugar.

Na volta 54, Hinchcliffe para no começo da parte rápida de curvas. Com o carro da Schmidt em posição considerada perigosa mais uma vez a bandeira amarela é acionada. A 4ªBandeira amarela do Domingo. Com essa bandeira amarela, os possíveis problemas de combustível acabaram para o final da corrida.

Bandeira verde a 11 voltas do final. Dixon era o líder, Com Ericsson, Power, Hunter-Reay e Rossi. Takuma Sato foi querer passar Rossi na curva 3, Mas não conseguiu e virou presa fácil para Felix Rosenquist, O Japonês da Rahal forçou a barra e levou a pior. Perdendo também a posição Andretti e Rahal. Enquanto Sato iria cair na classificação, Marco Andretti ganhou a posição a Rosenquist passando ao 6ºlugar.

Sato acabou perdendo rendimento e foi para os boxes, A sua corrida acabou praticamente. Power tentava chegar em Ericsson e Dixon. A Corrida vinha chegando ao final da prova, Mas a 6 Voltas do final, Felix Rosenquist que já vinha com o carro desequilibrado acabou indo para muro assim que ele encostou na grama na curva 1 e bateu do outro lado na curva 2. A principio aconteceu a bandeira amarela e depois disso uma foi acionada uma bandeira vermelha. Isso para que desse tempo de arrumar a pista para as voltas finais da corrida.

A Bandeira vermelha durou quase 15 minutos, Até que lideraram a pista para os pilotos voltarem para terminar as últimas voltas da prova de Detroit. A Bandeira amarela é dada a 3 Voltas do final, Mas não teve muita disputa nas primeiras posições. A vitória ficou mesmo para Scott Dixon, Que foi do inferno ao céu em apenas 1 dia. Uma grande vitória que reacende as chances de campeonato para o piloto da Ganassi.

Marcus Ericsson conquistou um belíssimo pódio com o 2ºlugar, Mostrando que pode brigar por boas posições na Indy e que ele tem lugar na categoria Norte-Americana. Will Power com tudo que aconteceu nessa corrida, O terceiro lugar é merecidíssmo pelo esforço dele de não ter desistido da prova, Com todos os seus problemas que o piloto da Penske teve na prova.

Ryan Hunter-Reay acabou o final de semana com dois resultados nas 5 primeiras posições, Chegando em 4º na corrida de Domingo, A Frente de Alexander Rossi que se aproximou do líder do campeonato Josef Newgarden. A diferença entre os dois pilotos após a Rodada Dupla de Detroit é de apenas 15 pontos. (316 de Newgarden, 301 de Rossi e 291 de Pagenaud) Pagenaud ficou em 17ºlugar a 13 voltas do vencedor e Newgarden voltou a corrida e acabou ficando em 19ºlugar.

Marco Andretti, Graham Rahal, Zach Veach, Sebastien Bourdais e Santino Ferrucci completaram os 10 primeiros colocados. A próxima prova do Campeonato é a prova do Texas, Os 600 km disputados no final da tarde e começo da noite no Oval do Texas Motor Speedway.

Fotos:

Resultado da 8ªEtapa da Formula Indy
Temporada 2019 – Detroit

posPilotoEquipeMotorVoltasTempo
19Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda701h52m18.9365s
27Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda701.9419s
312Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet703.6570s
428Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda704.5238s
527Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda705.1877s
698Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda706.6330s
715Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda707.1404s
826Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda708.0411s
918Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda708.7886s
1019Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda709.4809s
1131Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet709.8997s
1288Colton HertaHarding RacingDallara/Honda7011.8528s
1330Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda7013.5500s
1420Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet7014.6489s
1559Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet7014.7810s
1610Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda64Acidente
1722Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet58a 12 Voltas
185James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda52Desistência
192Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet49a 21 Voltas
204Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet23Mecânico
2121Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet13Acidente
2214Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet0acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Indycar

Não quero mais matar a Formula Indy

Já fiz 2 colunas na minha vida matando a coitada da Formula Indy, Duas colunas depois de 2 mortes. A primeira foi com o Piloto Paul Dana na abertura da temporada de 2006 e a segunda com a Morte do Dan Wheldon na etapa final da Formula Indy de 2011 em Las Vegas. O que eu disse naquelas duas colunas, Teria coisas nas quais peguei pesado, Por motivos emocionais.

Já na morte do Justin Wilson não fiz isso, Não havia nada a se fazer, Nada a ser evitado, Foi uma infelicidade que uma peça do carro de Sage Karam (Que não teve a menor culpa dessa fatalidade) tenha acertado a cabeça do piloto Inglês. Não que os motivos emocionais tenha sumido, Mas com o tempo a razão entra em cena é mostra um quadro que não vimos anteriormente.

5-9 March, 2012, Sebring, Florida, USA Ryan Hunter-Reay leads James Jakes (c)2012, Michael L. Levitt LAT Photo USA

Desde da introdução do DW12 em 2012 e com esse novos chassis que estão categoria norte-americana desde de 2018 só ocorreu essa morte acidental, Não por culpa do carro ou de falha de segurança. A Indy de Antigamente era muito falha em quesito de segurança. Visto que o GP de Detroit em 1991 ocorreu que Mario Andretti bateu no carro de Serviço, quando estavam tentando tirar o carro de Dennis Vitolo. Era uma desorganização completa. Tinha corrida que carros que já tinham deixado à corrida ficavam na pista, encostado no canto, Isso já deu em acidente: Em 1989 no circuito de rua em Toronto, Mario Andretti ao tentar passar Teo Fabi não viu o carro de Roberto Guerreiro, Parado em um canto. Felizmente nada aconteceu com o Campeão do Mundo de 1978 da Formula 1.

 As corridas da Formula Indy já foram muito mais perigosas, Mas agora os carros estão muito seguros e não se corre mais em circuitos perigosos. Os carros são super protegidos, Os Kits aerodinâmicos primeiro e depois a aerodinâmica dos carros novos está bem mais difícil de temos uma decolagem dos carros. Outro fator que ajuda é a potência nos circuitos mistos diminuiu e a velocidade máxima também baixou. Em Austin, os carros da Indy foram 13 segundos mais lento do que os carros da Formula 1.

Premiação dos 5 primeiros colocados da Prova de Detroit do ano de 1990

O que a IndyCar precisa para mudar pra se consolidar e ter um grid cheio é melhorar seu alcance (22 carros no Grid é pouco para mim. Grid cheio pra mim é de 25 carros para cima), Aumentar um pouco o número de provas, ir para a Europa, Austrália, Asia, América do Sul e fazer um campeonato fora da Europa entre Outubro ou Novembro até Janeiro ou Fevereiro,  vender melhor os patrocinadores da categoria, Tentar atrair novas fábricas de Motores para crescer a competitividade a categoria, Dar prêmios maiores por corrida aos pilotos. No passado, Tinha corridas que o vencedor ganhava 150 mil Dólares. Havia o Marlboro Challenge, O Vencedor ganhava 300 Mil Dólares em uma corrida que tinha metade do percurso de uma prova normal. Hoje o vencedor da prova ganha uns 50 Mil Dólares, Por mais que se compense o dinheiro que os pilotos ganham de Salário, Um prêmio desses é bem abaixo do que se espera de uma categoria do Nível que esta ficando a IndyCar.

Pagenaud ganhou 2,7 milhões de Dólares com a vitória das 500 Milhas de Indianapolis. Isso seria quase o orçamento de uma equipe pequena com meia temporada

O Orçamento da Indy gira em torno de 6 até 10 milhões de Dólares para um carro. Em equipes grandes deve passar dos 30 milhões de Dólares Fácil.

Claro que a categoria ainda não corre com o Halo, Parece que os norte-americanos vão tentar uma outra forma de proteger seus pilotos pela cabeça. Espero que os próximos passos da Indy sejam para aumentar e melhorar a categoria cada vez mais próximo dos tempos aonde batiam de frente com a Formula 1.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

IndyCar chega a reta final do campeonato, Com rodada dupla em Detroit

Com as 500 Milhas de Indianapolis ficando para trás, A Formula Indy começa sua reta final de temporada. Com 11 provas para terminar o campeonato a disputa pelo título esta muito disputada. Simon Pagenaud esta na liderança, A um ponto a frente de Josef Newgarden. Com Alexander Rossi, Takuma Sato e Scott Dixon completando os 5 primeiros lugares.

Porém, Esse não é o assunto principal desse texto. O Assunto que eu quero falar é a falta de atenção e de mídia que a categoria sofre nesse período pós 500 milhas. Tanto é que as duas corridas que serão feitas nesse final de semana só teremos 22 carros no Grid de largada, sendo que 36 pilotos buscaram a Classificação para as 500 Milhas de Indianapolis. Jack Harvey, Bem Hanley por exemplo não correm nesse final de semana.

Parece que a Indy se preocupa demais com as 500 milhas de Indianapolis, Mas acaba por deixar um pouco de lado o campeonato. O que poderia ajudar na popularidade da Indy é tentar voltar a ter uma corrida na Austrália, Uma na América do Sul e quem sabe, uma corrida na Europa. E essas provas podem ser feitas depois do campeonato. Quem sabe, Criando um Campeonato do resto do Mundo da Categoria.

Pistas que podem entrar nesse campeonato:

Outubro – Austrália (Surpers Paradise) e Sugo (Japão)
Novembro – Portugal (Alvarge) e Catalunha (Espanha)
Dezembro – Argentina (Termas de Rio Hondo)
Janeiro – Abu Dhabi (Yas Marina) e Turquia (Istambul)

Um campeonato de 7 corridas dá para fazer, E seria até uma forma de se fazer uma longa e divertida pré-temporada. Dá para revelar jovens pilotos, Dá para fazer dinheiro nesse campeonato e criar um público com outros lugares do Mundo.

O Circuito de Belle Island é um dos circuitos mais tradicionais da Formula Indy. Desde de 1992 no Calendário, O Circuito de rua já foi um circuito bem difícil de ultrapassagem. Os últimos anos com a mudança da pista o circuito ganhou 2 possíveis pontos de ultrapassagem, Sem contar com as corridas que tem muitas bandeiras amarelas, o que podem fazer toda a diferença para o piloto com a tática de paradas certa.

A prova em Detroit acontece desde de 1989, Com 3 edições no velho circuito de Formula 1 do centro de Detroit. A corrida de 1991 teve uma enorme confusão, Com direito em Batida de Mario Andretti no carro de serviço quanto tentavam tirar o carro de Dennis Vitolo.

Em 1992 a corrida passou a Belle Island com a vitória de Bobby Rahal. Hélio Castroneves que ganhou em 2000, 2001 e na segunda corrida de 2014 é o maior vencedor da prova. Dos pilotos em atividade: Scott Dixon, Will Power, Graham Rahal e Sebastien Bourdais são os maiores vencedores com 2 vitórias. A se destacar a performance do Filho de Bobby Rahal que ganhou as duas corridas em 2017. Desde de 2013, Detroit tem a chamada rodada dupla.

No ano passado as vitórias foram de Scott Dixon e de Ryan Hunter-Reay. Os treinos livres e a classificação para a corrida 1 será na Sexta, A corrida 1 será amanhã e a Classificação e Corrida 2 no Domingo.

Lista de Participantes

PilotoEquipeMotor
2Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet
4Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet
5James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda
7Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda
9Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda
10Felix Rosenqvist Chip Ganassi RacingHonda
12Will Power Team PenskeChevrolet
14Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet
15Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda
18Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda
19Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda
20Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet
21Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet
22Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet
26Zach VeachAndretti AutosportHonda
27Alexander Rossi Andretti AutosportHonda
28Ryan Hunter-Reay Andretti AutosportHonda
30Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda
31Patricio O’WardCarlinChevrolet
59Max ChiltonCarlinChevrolet
88Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda
98Marco AndrettiAndretti Herta AutosportHonda

Vencedores

Detroit – Circuito antigo da Formula 1

AnoPilotoEquipeMotor
1989Emerson FittipaldiPartick RacingChevrolet
1990Michael AndrettiNewman-HaasChevrolet
1991Emerson FittipaldiPenskeChevrolet

Vencedores na Belle Island

AnoPilotoEquipeMotor
1992Bobby RahalRahal-HoganChevrolet
1993Danny SullivanGallesChevrolet
1994Paul TracyPenskeIlmor
1995Robby GordonWalkerFord
1996Michael AndrettiNewman-HaasFord
1997Greg MooreForsytheMercedes
1998Alessandro ZanardiChip GanassiHonda
1999Dario FranchittiTeam GreenHonda
2000Hélio CastronevesPenskeHonda
2001Hélio CastronevesPenskeHonda
2007Tony KannanAndretti GreenHonda
2008Justin WilsonNewman-Haas/Lanigan RacingHonda
2012Scott DixonChip GanassiHonda
2013Mike ConwayDale CoyneHonda
2013Simon PagenaudSchmidt Peterson Hamilton HP MotorsportsHonda
2014Will PowerPenskeChevrolet
2014Hélio CastronevesPenskeChevrolet
2015Carlos MuñozAndretti GreenHonda
2015Sébastien BourdaisKV RacingChevrolet
2016Sébastien BourdaisKV RacingChevrolet
2016Will PowerPenskeChevrolet
2017Graham RahalRahal Letterman LaninganHonda
2017Graham RahalRahal Letterman LaninganHonda
2018Scott DixonChip GanassiHonda
2018Ryan Hunter-ReayAndretti GreenHonda

Corridas Históricas

GP de Detroit 1990

GP de Detroit 1993

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy 500 – Edição 103 – Capítulo Final – Os erros capitais para a eliminação de Alonso

Os Erros que a Mclaren cometeu para tirar Fernando Alonso da corrida foram inacreditáveis. Não é possível que uma organização com tanto prestígio e com tanta história, Vencedora de corrida nas 500 milhas em 1966 com Graham Hill tenha tido tanto relaxamento como o que fizeram nesse mês em Indianápolis. Visto que a 2 anos atrás a mesma Mclaren fez a coisa certa, Se associou com a equipe certa, que conhecia a Formula Indy com os olhos fechados a muitos e muitos anos.

A Participação de Alonso na edição de 2019 nem de longe lembra a grande Estreia que ele teve em Parceira com a Andretti no ano de 2017

Pra começar, Pegaram o acerto básico da Carlin. Uma gigante da Formula Indy! Que teve 3 dos seus 4 carros eliminados no Bump Day. (Apenas Charlie Kimball classificou para a prova) O Detalhe é que a Mclaren poderia ter feito parceira com a equipe de Ed Carpenter para correr nas 500 milhas, Mas recusaram porque era eles acharam os custos que a Carpenter iria cobrar muito caros. O Resultado disso, vocês viram na Classificação e na Corrida: Os três pilotos largaram na frente e Carpenter ficou em uma boa 6ªposição. Isso é que dá querer pechinchar para ser competitivo. Em 500 Milhas você não pode pechinchar para vencer uma prova como essas.

O Segundo erro, Eu posso juntar todas as circunstâncias que atrapalharam o desenvolvimento na pista.

Atrasar a chegada do volante do carro, o diretor da Equipe Zak Brown admitiu que os Volantes chegaram atrasado e com isso ele não testou no oval do Texas.

Problemas com a pintura do carro reserva, Após o acidente, O Carro reserva não tinha a sua pintura pronta, Isso tirou praticamente dois dias de testes. A Juncos Racing não tinha pintura nenhuma quando para os treinos sem qualquer patrocinador.

Usar Sensores errados nos Pneus, Por isso não identificaram um furo de pneu rapidamente. Isso é algo que não é admissível acontecer em equipe pequena, Muito menos com uma Mclaren.

Quanto mede uma Polegada?  A Mclaren não conseguiu converter em polegadas para o seu sistema métrico que é utilizado nos Estados Unidos. O Carro de Alonso ficou tremendo por causa desse acerto equivocado. Tiveram que consertar o acerto e Alonso perdeu praticamente mais um dia de pista.

A Mclaren acabou praticamente perdendo 3 dias de pista, Veja o quanto de informação não se perdeu e o quanto de erro a equipe poderia ter evitado. A eliminação das 500 milhas no Bump Day acabou chocando o público comum, Mas quem conviveu os treinos acabou não sendo surpresa. Fizeram tudo errado para Indianapolis, Ou melhor, Fizeram tudo certo para fracassarem. Nunca se extraiu alguma velocidade para estarem no Grid de Largada, Alonso tentou de tudo, Mas com o que ele tinha não dava para classificar.

E mesmo se conseguisse a Classificação, Quais seriam as chances de vencer largando do 33ºlugar? Para mim, Um carro que demonstrou estar ruim durante todo o período de classificação tentar a vitória, nesse tipo de carro? Eu acho que é impossível, Principalmente quando você não tem um carro em boas condições.

James Hinchcliffe que largou em 32ºlugar, Com um carro que não andou nada nos treinos e que só melhorou um pouco no Bump Day conseguiu terminar a prova em 11ºlugar, Mas não apareceu em nenhum momento da prova e se quer brigou pela vitória. Acredito que isso seria o destino possível para o Príncipe das Astúrias.

Agora, Alonso e a Mclaren sem dúvida vai tentar ganhar as 500 Milhas e completar a tríplice coroa. Para mim, O Espanhol precisa disputar a temporada da Formula Indy ou parte dela. Se a Mclaren não topar, que ele vai tentar a sorte para uma outra equipe, que não vai faltar a ele é Proposta das equipes que já estão na categoria. E duvido que ele vá para alguma equipe pequena e acho que ele só conversaria com equipes de Média para Grande.

Alonso na temporada completa da Indy em 2020, Poderia ser o grande chamariz para a categoria. Ter um campeão Mundial de Formula 1 no grid da categoria Norte-Americana.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar