Indy 500 – Edição 103 – Capítulo 3

O 21ºpiloto a entrar na pista era o Norte-Americano Sage Karam da Dreyer & Reinbold. O Norte-Americano ficou em 9ºlugar nas 500 milhas de 2014. A sua primeira volta foi pior que a volta do Alonso, Com 225.6 milhas. Na segunda volta o norte-americano melhorou sua volta para 226.2 Milhas, Parecia que a volta iria ser recuperada. Só que na terceira volta ele bateu no duro na entrada da reta oposta, A volta de 219.3 Milhas foi terrível e sua última volta foi de 199 milhas. Sua média acabou sendo a última entre os 21 pilotos.

O Inglês Jordan King, Vindo da Formula 2 foi para a sua tentativa. Só que alguma coisa aconteceu na pista, Com isso o piloto da Rahal voltou para os Boxes. O Treino foi paralisado por uns 15 minutos.

King teve uma nova chance e recomeçou sua tentativa de classificação. King é estreante nas 500 milhas e teve de abrir mão do GP de Mônaco da Formula 2. Na sua primeira volta não foi nada boa, Ficou com 226.1 milhas, Mas melhorou bastante na segunda volta, com 227.8 milhas por hora. Se continuasse nessa média de 227 milhas poderia até terminar a volta de maneira decente, Mas a terceira volta com 225.8 milhas e a última tentativa com 226.7 milhas colocaram ele com 226.662 milhas por hora de média, com a 19ªposição.

3 Vezes vencedor das 500 milhas de Indianapolis (2001, 2002 e 2009) Hélio Castroneves foi para a pista buscar a classificação e a 4ªVitória. O seu objetivo é se igualar a Al Unser e a A.J.Foyt. O piloto da Penske fez uma boa primeira volta de 229.5 milhas. Na Segunda volta acabou sendo 1 milha mais lenta (228.5 milhas) Teria de ser mais rápido ou constante nas voltas finais para disputar a pole position. Sua duas voltas finais foram 228 milhas e 227.9 milhas no que colocou o Brasileiro com 228.523 milhas em 9ºlugar. Se quisesse disputar a pole, Teria de voltar a pista e melhorar a marca.

Seu companheiro de equipe Josef Newgarden foi para a pista, O Norte-Americano, campeão de 2017 da Formula Indy e 3ºlugar nas 500 Milhas de 2016 estava em busca do primeiro anel de campeão da Lendária corrida. Newgarden começou muito bem, Com uma belíssima volta de 230.1 milhas e manteve um bom desempenho com 229.7 milhas na segunda volta. Se continuasse assim iria estar tranquilamente entre os 9 primeiros. A terceira volta foi igualzinha a segunda (229.7 milhas) e sua volta final foi de 229.3 milhas. A Media de 229.741 milhas por hora de Newgarden deu a ele a 4ªposição na Classificação até o momento, Com 24 pilotos tendo ido à pista em 2 horas de Classificação.

O próximo foi Oriol Servia, Ele ficou próximo de ganhar as 500 milhas em 2018, Agora corre com o 3ºcarro da Schmidt-Peterson. A sua primeira volta foi feita a 228.5 Milhas, A segunda volta acabou sendo 228.3 milhas. Muito bom, Porque Perdeu pouco em relação à primeira volta. A terceira volta o Espanhol já perdeu um pouco mais 227.8 Milhas. Na volta final foram 227.2 milhas. No final a média ficou em 227.991Milhas, Colocando o piloto na 15ªposição e com uma classificação para as 500 milhas entre os 30 primeiros bem tranquila.

Agora, Chegou ele! Scott Dixon, O que significa grandes chances de um grande treino. O ganhador das 500 milhas de 2008 vai com tudo em busca da pole, Mas piloto Neozelandês acabou decepcionando em sua primeira volta. 228.4 Milhas não é uma volta para o padrão de um piloto do calibre de Scott Dixon. A segunda volta ficou em 228.2 milhas, Por enquanto nem em sonhos iria chegar entre os 9 primeiros. E essa passagem decepcionante acabou se confirmando quando Dixon terminou suas 2 últimas voltas em 227.6 Milhas e 227.2 Milhas. A Média foi de 227.885 Milhas. Isso só dava ao piloto da Chip Ganassi o 18ºlugar. Ele teria de voltar a pista, Com essa volta ele iria lá para trás no Grid de Largada sem dúvida nenhuma. E mais, Voltar para tentar entrar entre os 9 que iriam disputar a pole position.

James Hinchcliffe, Não qualificado para as 500 Milhas no ano passado foi para a pista tentar a classificação. Ele foi pole position em 2016. A primeira volta ficou em 228.1 Milhas, Quando vinha na sua segunda volta, O Canadense bate no muro na Curva 2, Bate no Muro e acaba ficando sem tempo. Uma segunda eliminação seguida poderia destruir sua autoconfiança em Indianapolis para todo sempre. Essa possibilidade terrível poderia acontecer após a batida.

O Treino ficou interrompido. Para o reparo do muro na curva 2. Após 15 minutos a Classificação recomeçou, Com a participação do Mexicano Patrício O’Hard da Carlin. Ele era o 28ºpiloto dos 36 a fazer sua volta. Sua primeira volta foi ruim, 226.4 milhas. Era tempo no nível do tempo de Fernando Alonso. A sua segunda volta foi de 226.2 Milhas, A terceira o Mexicano caiu para a casa das 225 milhas (225.7 Milhas) Na sua volta final, foi a pior, 224.384 Milhas. Com a média de 225.727 Milhas ele só estava na frente de Fernando Alonso, Sage Karam e James Hinchcliffe.

Graham Rahal foi para a pista, O filho de Bobby Rahal ficou em 3ºlugar em 2011 e buscava repetir o feito do pai. (Bobby Rahal ganhou a prova em 1986) A primeira volta do norte-americano foi de 227.1 Milhas, bem pior do que a 1ªVolta do Sato. A Sorte é que na segunda ele equilibrou e ficou nas 227 milhas. E seguiu melhorando, foi para 227.2 milhas na 3ªvolta e na última volta ficou em 226.9 milhas. Mas as suas voltas acabaram por colocar Rahal em 22º com 227.095 Milhas. Sem dúvida ele iria voltar para buscar uma volta melhor, Ele precisaria fazer melhor do que fez, Até porque ele e a equipe podem ir melhor.

Matheus Leist é o 30ºpiloto a entrar na pista, O piloto da Foyt iria para a sua 2ªVez nas 500 milhas de Indianapolis. Sua primeira volta foi fraca, Apenas 227.5 Milhas. A segunda volta foi melhor, 227.7 Milhas o que dava alguma chance ao novato de Novo Hamburgo (RS). Sua terceira volta piora em 0.5 Milha (227.1 Milhas) e sua volta final acabou em uma ruim marca de 224.535 Milhas. Leist fechou com a média de 226.727 Milhas e estava em 24ºlugar. Com riscos de ir ao Bump Day. Certamente ele teve problemas na ultima volta, Perder 3 milhas em uma volta em relação as outras não é normal.

Classificação após 30 pilotos terem feito a Classificação

posPilotoEquipeMotorMédia
1.21Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet 230.083 Milhas
2.12Will Power Team PenskeChevrolet 230.081 Milhas
3.22Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet 229.854 Milhas
4.2Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet 229.749 Milhas
5.63Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet 229.440 Milhas
6.20Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet 229.349 Milhas
7.27Alexander Rossi Andretti AutosportHonda 228.816 Milhas
8.18Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda 228.800 Milhas
9.98Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda 228.756 Milhas
10.3Hélio Castroneves  Team PenskeChevrolet 228.523 Milhas
11.7Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda 228.511 Milhas
12.30Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda 228.300 Milhas
13.33James DavisonDale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda 228.273 Milhas
14.14Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet 228.120 Milhas
15.77Oriol ServiàMotoGator Team Stange Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda 227.991 Milhas
16.25Conor DalyAndretti AutosportHonda 227.921 Milhas
17.23Charlie KimballCarlinChevrolet 227.915 Milhas
18.9Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda 227.806 Milhas
19.19Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda 227.731 Milhas
20.60Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda 227.695 Milhas
21.39Pippa MannClauson-Marshall RacingChevrolet 227.244 Milhas
22.15Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda 227.095 Milhas
23.59Max ChiltonCarlinChevrolet 226.934 Milhas
24.42Jordan King Rahal Letterman Lanigan RacingHonda 226.862 Milhas
25.4Matheus LeistA. J. Foyt EnterprisesChevrolet 226.727 Milhas
26.81Ben Hanley DragonSpeedChevrolet 225.950 Milhas
27.31Patricio O’Ward CarlinChevrolet 225.727 Milhas
28.66Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet 225.113 Milhas
29.24Sage KaramDreyer & Reinbold RacingChevrolet 215.723 Milhas
30.5James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHondaSem Tempo

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy 500 – Edição 103 – Capítulo 2

O 11ºPiloto a entrar na pista era Max Chilton da Carlin. Em 2017, ficou em 4ºlugar numa exibição belíssima. Agora tentava a classificação com a equipe inglesa. Nada parecia que iria ser uma volta tão ruim como a do Hanley, Mas a primeira volta do inglês foi bem ruim, 227.6 milhas e a segunda foi de 227.0 milhas. Essas voltas não davam garantia nenhuma para o piloto entrar entre os 30º. As duas últimas voltas foram piores: 226.4 Milhas na terceira e 226.6 Milhas (Conseguiu melhorar no final), Mais a média de 226.934 jogava ele para o 10ºlugar entre os 11 que Classificaram até agora.

Jack Harvey, 3ºlugar na prova passada foi para a pista. Teoricamente para a Meyer Shank seria mais fácil entrar entre os 30 primeiros colocados. Sua primeira volta de 228.5 milhas não impressionou, Mas parecia suficiente para atingir o seu objetivo. A segunda volta foi de 227.9 milhas, A terceira volta o inglês arriscou tudo e marcou 227.6 milhas e na sua última volta a passagem foi de 226.6 milhas. Sua volta ficou foi ruim e sua média ficou em 227.695 milhas, Ficando na frente de Chilton e de Hanley apenas. Com mais 24 pilotos pela frente, Sua classificação não estava garantida ainda.

O Jovem Santino Ferrucci vai para a pista, piloto da Dale Coyne é estreante nas 500 milhas de Indianapolis. Com 228.2 milhas sua primeira passagem não parece ser boa. As suas outras voltas ficaram em 228.0 Milhas na 2ª, 227.5 Milhas na 3ª e 227.1 Milhas na volta final. A Média ficou em 227.731 milhas e com isso ele ficou na frente de Jack Harvey, na 10ªposição.

Indianapolis Motor Speedway Wednesday, May 15, 2019 ©2018 Walt Kuhn

O sueco Marcus Ericsson, também estreante foi para a pista. O Carro da Schmidt-Peterson deve dar tranquilidade para a Classificação entre os 30 primeiros. Para quem nunca tinha se classificado em Indianapolis, A média de 229 milhas em sua primeira volta não era nada ruim, Pelo contraio, Era muito boa para a classificação. Porém a segunda ele perdeu 0.8 milhas (Esse tipo de queda é grande nos dias de hoje), Na 3ªVolta ele melhora para 228.4 milhas e na sua volta final foi de 228.3 milhas. A sua média ficou em 228.511 milhas por hora e se colocou em 7ºlugar, A frente de Tony Kannan e atrás de Marco Andretti. (Teoricamente sua classificação estava totalmente segura)

James Davison foi para a pista, Piloto Australiano que corre pela Dale Coyne nessa edição das 500 milhas. Sua primeira volta foi rápida: 229.2 milhas por hora, A segunda ele fez bem mais lento (228.1 milhas) essa queda de 1.1 milha de uma volta para outra era preocupante em relação a uma classificação entre os 30. As suas 2 últimas voltas foram em 227.8 milhas, O que acabou colocando Davison em 8ºlugar, Com a média de 228.273 Milhas.

Ed Jones da Carpenter foi para a pista, Ele foi 3ºlugar nas 500 milhas de 2017 e vinha com um dos melhores carros para o Oval de Indianapolis. Sua primeira volta foi sensacional: 231.015 milhas por hora, Era desempenho para brigar pela liderança com Pigot e Power. Sua segunda volta piorou em praticamente 1 milha a média de velocidade. Na terceira volta foi de 229.1 milhas, A tendência era ele ficar atrás de Pigot e Power. Sua volta final foi terrível, Apenas 227.5 milhas. Mesmo assim, Com toda a inconstância ele conseguiu ficar com 229.440 milhas de média na sua passagem e se colocou em 3ºlugar.

Takuma Sato Na pista, Vencedor das 500 Milhas em 2017 ele era o primeiro dos pilotos da Rahal a marcar volta. Sua primeira volta não animou ninguém, Com Apenas 228.7 milhas. A segunda passou para 228.2 milhas. As outras voltas não ajudaram muito(227.8 e 228.2) Foram o bastante para colocar o japonês em 9º, com 228.300 milhas. Teoricamente esse tempo levava uma classificação sossegada para a corrida.

Simon Pagenaud, Vencedor da prova passada foi para a pista. Para um piloto da Penske a meta não é só classificar, Mas também entrar entre os 9 pilotos que iriam disputar a pole no domingo. O Francês fez uma bela primeira volta de 230.5 milhas por hora. Sua segunda volta foi mais lenta, 229.8 milhas. A terceira volta a queda de velocidade acabou sendo apenas de 0.1 milhas de média, Muito boa essa passagem. Sua volta final ficou em 229.3 milhas e com isso o Francês ficou em 3º, com a média de 229.854 milhas por hora.

A Próxima a entra era a inglesa Pippa Mann, Eliminada da prova de 2019. Ela tinha um acerto de contas para fazer com Indianapolis em 2019. Sua primeira volta foi de 228.3 milhas, O que era preocupante para ela que buscava pelo menos um lugar entre os 30 primeiros, sem precisar de Bump Day, Mas a segunda volta foi de 227.3 milhas. Por ter caído 1 milha de uma volta para a outra preocupava esse desempenho. A terceira volta foi de 226.4 milhas e acabou melhorando para 226.7 milhas. Graças a isso Mann ficou com 227.244 Milhas e estava na 17ªposição. Porém, ainda sua situação era delicada para se classificar direto.

Fernando Alonso, Com a Mclaren entrava na pista para buscar classificação. Sua 2ªVez em Indianapolis buscando a vitória para completar a Tríplice Coroa.  Mas a sua primeira volta foi horrível: 226.971 milhas. Foi a pior primeira volta de todas até agora! Sua segunda volta foi pior ainda, 225.0 milhas, O Carro estava ruim, definitivamente não rendia nada. A Terceira volta foi em 224.6 milhas e a volta final ficou em 223.8 milhas. A média de 225.123 milhas por hora dava a ele o 20ºlugar, Longe de Hanley e muito mais de qualquer possibilidade de classificação para as 500 milhas. Certamente o Espanhol iria voltar a pista.

Classificação após 20 pilotos terem feito suas classificações:

posPilotoEquipeMotorMédia
1.21Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet 230.083 Milhas
2.12Will Power Team PenskeChevrolet 230.081 Milhas
3.22Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet 229.854 Milhas
4.63Ed JonesEd Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet229.440 Milhas
5.20Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet 229.349 Milhas
6.27Alexander Rossi Andretti AutosportHonda 228.816 Milhas
7.18Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda228.800 Milhas
8.98Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda228.756 Milhas
9.7Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda228.511 Milhas
10.30Takuma Sato Rahal Letterman Lanigan RacingHonda228.300 Milhas
11.33James DavisonDale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda228.273 Milhas
12.14Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet228.120 Milhas
13.25Conor DalyAndretti AutosportHonda227.921 Milhas
14.23Charlie KimballCarlinChevrolet227.915 Milhas
15.19Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda227.731 Milhas
16.60Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda227.695 Milhas
17.39Pippa MannClauson-Marshall RacingChevrolet227.244 Milhas
18.59Max ChiltonCarlinChevrolet226.934 Milhas
19.81Ben Hanley DragonSpeedChevrolet225.950 Milhas
20.66Fernando AlonsoMcLaren RacingChevrolet225.113 Milhas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy 500 – Edição 103 – Capítulo 1

Lista de Pilotos inscritos

PilotoEquipeMotor
2 Josef Newgarden Team PenskeChevrolet
3 Hélio Castroneves Team PenskeChevrolet
4 Matheus Leist A. J. Foyt EnterprisesChevrolet
5 James Hinchcliffe Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda
7 Marcus Ericsson Arrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda
9 Scott Dixon Chip Ganassi RacingHonda
10 Felix Rosenqvist Chip Ganassi RacingHonda
12 Will Power    Team PenskeChevrolet
14 Tony Kanaan   A. J. Foyt EnterprisesChevrolet
15 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan RacingHonda
18 Sébastien Bourdais Dale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda
19 Santino Ferrucci Dale Coyne RacingHonda
20 Ed Carpenter Ed Carpenter RacingChevrolet
21 Spencer Pigot Ed Carpenter RacingChevrolet
22 Simon Pagenaud Team PenskeChevrolet
23 Charlie Kimball CarlinChevrolet
24 Sage Karam Dreyer & Reinbold RacingChevrolet
25 Conor Daly Andretti AutosportHonda
26 Zach Veach Andretti AutosportHonda
27 Alexander Rossi   Andretti AutosportHonda
28 Ryan Hunter-Reay   Andretti AutosportHonda
30 Takuma Sato  Rahal Letterman Lanigan RacingHonda
31 Patricio O’Ward  CarlinChevrolet
32 Kyle Kaiser Juncos RacingChevrolet
33 James Davison Dale Coyne Racing with Byrd/Hollinger/BelardiHonda
39 Pippa Mann Clauson-Marshall RacingChevrolet
42 Jordan King   Rahal Letterman Lanigan RacingHonda
48 J.R. Hildebrand Dreyer & Reinbold RacingChevrolet
59 Max Chilton CarlinChevrolet
60 Jack Harvey Meyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda
63 Ed Jones Ed Carpenter Racing Scuderia CorsaChevrolet
66 Fernando Alonso McLaren RacingChevrolet
77 Oriol Servià MotoGator Team Stange Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda
81 Ben Hanley DragonSpeedChevrolet
88 Colton Herta Harding Steinbrenner RacingHonda
98 Marco Andretti Andretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda

Primeiro dia de Classificação para o Grid das 500 milhas de Indianápolis

O primeiro a ir para a pista foi o Norte-Americano Conor Daly da Andretti. As duas primeiras voltas dele foram as melhores passando a 228 milhas por hora, As duas últimas baixaram sua volta para a casa dos 227.9 milhas. Para ele melhorar esse tempo ele teria que jogar fora a sua volta para fazer uma nova tentativa, Com risco ou de piorar a volta ou de bater no muro.

Spencer Pigot foi para a pista, E já mostrou suas cartas, A primeira volta foi de 230.800 milhas, Nesse ritmo sem dúvida ele estaria classificado para a disputa da pole position. A Segunda volta baixou em 0.8 milhas, A terceira a velocidade caiu para a casa dos 229,7 milhas. Na sua última volta ele acabou com 229.6 milhas, O Bastante para se colocar em 1º com media de 230 milhas por Hora. Acredito que Pigot já estava classificado para a disputa da pole com essa Marca, normal para quem correr com o carro da Carpenter em Indianapolis.

Alexander Rossi foi o terceiro a entrar na pista. O segundo da Andretti a participar do Pole Day. Suas voltas mostram o quanto o carro dele estava rápido, Mas o quanto Pigot estava mais rápido. O Vencedor das 500 milhas de 2016 Fez as duas primeiras voltas com média em 229 milhas e as duas últimas em 228 Milhas. No final, Rossi marca 228.816 Milhas de média e se colocou na segunda posição.

Ed Carpenter, Pole position 3 vezes e 2ºlugar do ano passado estava na pista. Sua primeira volta ficou na casa dos 230 milhas por hora, A partir da segunda volta é que ele caiu para a casa das 229 milhas e acabou que no final ele caiu para as 228 milhas no final. Seu carro era bem mais inconsistente até agora, Apesar de ter marcado o segundo tempo com 229.349 milhas por hora.

O quinto a entrar na pista foi Sebastien Bourdais, com sua Dale Coyne. Em 2017, uma batida violenta lhe tirou da prova e deixou ele fora de ação por longos 3 meses. Agora o francês estava disposto a tentar a primeira vitória dele e da equipe. Sua voltas foram boas, A primeira com média de  229.7 milhas e a segunda foi na mesma casa de 229.7 milhas e mais rápida que a primeira volta (O primeiro a melhora sua volta), Mas acabou fazendo uma terceira volta bem mais lenta, Com 226 milhas. Sem dúvida ele cometeu algum erro de pilotagem. Pois sua última volta foi de 228.9 milhas. A Média dele nesse momento era de 228.800 milhas, Na 4ªposição.

Tony Kannan, Vencedor das 500 milhas de 2013 foi o 6ºpiloto a entrar na pista. O Carro do piloto Brasileiro chegou a ter a velocidade máxima de 236 milhas no final da reta oposta. Mas isso não ajudou muito ao veterano de 44 anos. Sua primeira volta foi de 288.6 milhas, A segunda foi de 228.2 milhas, A terceira foi 227.8 milhas e a sua última volta foi de 227.7 milhas. No total a sua volta foi em 228.120 milhas o que lhe deu o 5ºlugar até aquele momento.

Tentando tirar uma maldição que a Família Andretti tem nessa pista, Marco Andretti foi para a pista com o seu carro da Andretti-Herta. E começou com uma bela passagem de 229.6 milhas, Mas na segunda volta caiu 0.7 milhas indo para a casa das 228.9 milhas, A terceira volta foi de 228.4 milhas e sua volta final acabou conseguiu manter-se na cada das 228 milhas de média. A media final das 4 voltas foi de 228.756 milhas, no que deu a ele o 5ºlugar entre 7 pilotos.

Dos que foram para a pista, somente Daly corria algum risco de cair fora dos 30 primeiros.

Charlie Kimball, Foi terceiro colocado em 2015 foi para a pista com a Carlin. A primeira volta de 228.3 milhas mostrava que a briga de Kimball era classificar entre os 30 e não disputar a pole position. E isso meio que se confirmou nas voltas seguintes: 227.9 milhas nas 2ª e 3ªVoltas e na sua última volta foi de 227.4 milhas. No final ele fica com 227.915 milhas em 8ºlugar, Apenas 0.006 milhas mais lento que Daly.

Will Power foi o primeiro Penske a entrar na disputa, O Australiano venceu no ano passado e vinha disposto a ganhar o bicampeonato seguido. A Primeira volta de 230.4 milhas impressiona, Ele era muito rápido. A segunda volta de 230.0 milhas mostrava que Power queria a primeira posição e a pole position. Suas duas últimas voltas com 229.8 milhas de média quase deram a liderança a Power. Ficando a 0.002 milhas de Spencer Pigot (230.081 milhas de média)

Ben Hanley da Dragon Speed foi o próximo a entrar, Com o objetivo bem claro de entrar entre os 30 e disputar a corrida. Isso ficou bem claro, Sua velocidade na reta oposta chegou a 233 milhas apenas, Sua primeira volta foi de 227.2 milhas. E quanto a segunda volta foi completada a preocupação aumentou para o inglês, 226.3 milhas. As voltas vinha piorando muito, 225.3 milhas era a média da terceira e na última volta 224.8 milhas. Isso levava Hanley para o último lugar. pior que isso era as chances de ficar entre os 6 últimos que iriam para o Bump Day no domingo estava bem grandes para ele.

Classificação até 10 pilotos entrarem na pista:

posPilotoEquipeMotorMédia
1.21Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet230.083 Milhas
2.12Will Power Team PenskeChevrolet230.081 Milhas
3.20Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet229.349 Milhas
4.27Alexander Rossi Andretti AutosportHonda228.816 Milhas
5.18Sébastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser-SullivanHonda228.800 Milhas
6.98Marco AndrettiAndretti Herta Autosport w/ Marco Andretti & Curb-AgajanianHonda228.756 Milhas
7.14Tony Kanaan A. J. Foyt EnterprisesChevrolet228.120 Milhas
8.25Conor DalyAndretti AutosportHonda227.921 Milhas
9.23Charlie KimballCarlinChevrolet227.915 Milhas
10.60Jack HarveyMeyer Shank Racing with Arrow Schmidt PetersonHonda225.920 Milhas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Pagenaud tem atuação brilhante na chuva e conquista a vitória em Indianapolis

Começando as atividades no Indianapolis Motor SpeedWay a 2 semanas das 500 milhas de Indianapolis. A prova no Autódromo feito para a Formula 1 entre 2000 e 2007 e o A prova acontece desde de 2014.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeChassi/MotorTempoFase
110Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda1m08.2785sQ3
29Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda1m08.2979sQ3
360Jack HarveyMeyer Shank RacingDallara/Honda1m08.3238sQ3
488Colton HertaHarding RacingDallara/Honda1m08.3743sQ3
520Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet1m08.4609sQ3
612Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet1m08.7901sQ3
715Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda1m08.2153sQ2
822Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet1m08.2445sQ2
97Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda1m08.2497sQ2
1018Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda1m08.2998sQ2
1130Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda1m08.3300sQ2
1221Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet1m08.4697sQ2
132Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet1m08.6240sQ1 – G1
1419Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda1m08.4499sQ1 – G2
153Helio CastronevesTeam PenskeDallara/Chevrolet1m08.6497sQ1 – G1
1628Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda1m08.6235sQ1 – G2
1727Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda1m08.6994sQ1 – G1
185James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda1m08.7710sQ1 – G2
1931Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet1m08.7487sQ1 – G1
2026Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda1m08.8170sQ1 – G2
214Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet1m08.7751sQ1 – G1
2259Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet1m08.9572sQ1 – G2
2398Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda1m08.8995sQ1 – G1
2414Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet1m09.1230sQ1 – G2

Na Classificação, A Pole position ficou com o Sueco Felix Rosenquist da Chip Ganassi. O Estreante superou o Neozelandês Scott Dixon, Seu companheiro de equipe larga em segundo lugar. Uma surpresa na 3ªposição, O piloto da Meyer Shank Jack Harvey da Inglaterra com Colton Herta da Harding larga em 4ºlugar fechando a segunda fila.

Na terceira fila largam Ed Jones da Carpenter e Will Power da Penske, Na quarta fila largam Graham Rahal e Simon Pagenaud e fechando os 10 primeiros colocados Estão Marcos Ericsson em 9º e Sebastien Bourdais.

Largada da etapa de Indianapolis, Rosenquist manteve o primeiro lugar, Enquanto que Jack Harvey superou Dixon e assumiu a segunda posição. Herta vinha em 4º. Logo antes da largada, Patricio O’Ward toca em Alexander Rossi que acaba indo para o muro e faz com que o Norte-Americano fazer uma parada para reparar o carro danificando, Mas isso não ficou em pune, O piloto da Carlin foi punido e teve de passar pelos boxes caindo para o 23ºlugar.

Nas primeiras voltas, Rosenquist abriu uma boa vantagem para Harvey que chegou a ser atacado pelo Dixon na segunda volta. Porém, os primeiros lugares se estabilizam nas suas posições. Na parte intermediária é que existia uma briga pelo 8ºlugar, entre Will Power que vinha sendo pressionado Simon Pagenaud.

Na 11ªVolta, Marcus Ericsson que vinha em boa corrida acabou escapando e indo para o muro do oval de Indianapolis. Com isso surge a primeira bandeira amarela da prova. O Sueco conseguiu voltar, Mas só para ir para os boxes. Lá se constatou que não dava mais para o piloto da Schmidt seguir. Alguns pilotos fizeram parada ao mudar a estratégia em relação aos primeiros colocados.

Na 15ªVolta tivemos a relargada, Dixon que estava em 3º passou Harvey na reta dos boxes e na curva 1, Rosenquist perdeu a trajetória e acabou perdendo a liderança para o neozelandês. Colton Herta acabou tocando em Harvey e rodando. Já seria o bastante para uma bandeira amarela, Ainda mais com Ryan Hunter-Reay sendo tocado pelo Canadense James Hinchcliffe. O piloto da Andretti ao roda acabou tocando no piloto da Harding. (Motivo pelo qual ele deve ter abandonado a prova)

Resultado disso foi uma nova bandeira amarela, com Dixon na liderança, Rosenquist em 2º, Harvey em 3º. Jones, Rahal e Pagenaud completa os 6 primeiros. Começava a chuviscar no circuito de Indianapolis.

Relargada na 20ªVolta, Jones e Harvey foram para cima de Rosenquist e fizeram uma ultrapassagem dupla dos dois pilotos, Quem levou a melhor foi o piloto da Carpenter que ganhou o 2ºlugar do piloto da Meyer Shank e do segundo piloto da Ganassi. Hinchcliffe acabou punido com uma passagem pelos boxes.

Indianapolis Motor SpeedwayFriday, May 10, 2019 ©2018 Walt Kuhn

O Brasileiro Hélio Castroneves (Hoje piloto da equipe Penske no IMSA) teve um belo momento na prova, Ao ultrapassar primeiro o Norte-Americano Santino Ferrucci e depois seu companheiro de equipe Will Power subindo para o 10ºlugar. Enquanto o piloto Brasileiro subia, Seus companheiros Newgarden e Power estavam com dificuldades e caindo na classificação. Sato foi para cima de Pagenaud, Na primeira tentativa ele passou reto na curva 1 e acabou voltando a ficar atrás do piloto da Penske. Porém na segunda tentativa, Sucesso do piloto Japonês que assumiu o 8ºlugar.

Harvey e Jones pararam na volta 26, começavam as paradas dos pilotos das primeiras posições. Castroneves parou na volta seguinte, A parada foi um pouco mais demorada por causa de problemas de mangueira de combustível.

No final da 27ªVolta, Scott Dixon vai para a primeira parada nos boxes juntamente com Felix Rosenquist. Na volta o Sueco voltou a frente, Mas o Inglês Jack Harvey conseguiu recuperar a posição em cima do piloto da Ganassi. Graham Rahal assumiu a liderança e parou na volta seguinte, antes disso, O piloto da Rahal acabou deu uma passadinha na grama, com os pingos d’água na lentes das câmeras podem justificar essa passadinha pra fora da pista.

Com as Paradas, A liderança passa a ser de Josef Newgarden, Com Patricio O’ward em segundo, Max Chilton em 3º, Matheus Leist em 4º e James Hinchcliffe em 5º após 30 voltas de prova. Dos que pararam na Janela normal, O primeiro era o Scott Dixon com Jones e Harvey logo a seguir disputando o 7ºlugar.

Harvey foi para cima de Jones por fora, O piloto da Carpenter se defendeu muito bem do ataque do Britânico. James Hinchcliffe superou Leist e assumiu o 4ºlugar. Newgarden abriu 2.5 segundos de O’Ward e 11 segundos de frente para Max Chilton. Os 2 primeiros colocados estavam muito na frente dos demais pilotos.

Chilton parou nos boxes na volta 39, Mesmo com a chuva fina caindo aos poucos, Ninguém arriscava um pneu de pista molhada. Patrício OWard parou na mesma volta 39. O líder Josef Newgarden, Hinchcliffe e Leist pararam na volta 40. A liderança voltou para Scott Dixon, com 4.8 segundos a frente de Jack Harvey. Depois vinham Simon Pagenaud, Ed Jones, Spencer Pigot, Graham Rahal, Felix Rosenquist, Takuma Sato, Sebastien Bourdais e Hélio Castroneves nas 10 primeiras posições. Do 5ºlugar até o 10ºlugar os pilotos estavam muito juntos.

O Sueco Felix Rosenquist vivia problemas na prova, Acabou que na volta 44 indo para os boxes junto de Hunter-Reay e Ed Jones. Na parada vazou combustível, mas nada grave nem com o piloto e nem com os mecânicos.

Jack Harvey aproveitando dos pneus macios se aproximou muito de Dixon que vinha com os pneus mais duros e trazendo com ele Pagenaud. Na 47ªVolta,os três primeiros colocados foram para os boxes e colocaram os pneus macios, Na Volta Pagenaud tinha ganho a posição para Harvey. Rahal passou a liderança com Bourdais e Sato nas três primeiras posições. Na 51ªVolta, Rahal parou nos boxes deixando a liderança para Bourdais. A chuva estava continuando a tocar, Mas nenhum dos pilotos ainda tinha colocado os pneus de chuva.

O primeiro piloto a colocar os pneus de chuva foi o Brasileiro Tony Kannan que vinha fazendo uma prova lamentável em 20ºlugar. Voltas depois a tática se mostrou inútil e o piloto da Foyt tomou mais uma volta. (Kannan estava nesse momento com 2 voltas de atraso)

Castroneves foi para os boxes, Quando voltou a pista o Veterano acabou rodando e indo para fora da pista. Ao tentar voltar a pista acabou atolando seu carro na brita, Provocando a 3ªbandeira amarela. Foi nesse momento que a chuva começava a se intensificar. Os pilotos foram para a última parada nos boxes, Enquanto alguns pilotos colocaram os pneus de chuva, Outros ainda apostavam que a chuva seria passageira e colocaram os pneus macios. Durante as paradas, A Equipe de Josef Newgarden deixou uma das rodas sair da área dos boxes e ir para o muro do outro lado. Nenhum piloto foi atingido, Mas isso é o bastante para punir o piloto da Penske. Depois dessas paradas, Dixon era o líder, Harvey estava em 2º, Pigot em 3º, Leist em 4º, Pigot em 5º, Pagenaud em 6º. Rahal, Ferrucci, Hinchcliffe e Power completavam os 10 primeiros colocados.

Na Volta 68, A Corrida recomeçou, Dixon abriu vantagem na liderança com Harvey em segundo. Matheus Leist em seu melhor momento na Formula Indy ultrapassou por fora Pigot e assumiu a 3ªposição. Desnorteado, Foi atacado pelo companheiro Ed Jones. Nessa história os dois pilotos foram superados pelo Francês Simon Pagenaud e Foi embora, Mostrando desempenho para brigar pela vitória.

Vencedor de duas corridas no traçado do Autódromo logo o Francês foi para cima de Leist. Na 1ªcurva da 75ªVolta, Pagenaud passou Leist por fora e assumiu o terceiro lugar. O Grande problema do piloto da Penske era o tempo de Push to Pass que ele tinha, Bem menor do que o tempo de Harvey e de Dixon que já vinha 4 segundos a frente.

Santino Ferrucci da Dale Coyne acabou sendo tocado pelo Felix Rosenquist e pelo Norte-Americano Graham Rahal.

A 6 Voltas do final, Pagenaud ultrapassa Harvey assumindo o 2ºlugar. Agora eram 4 segundos atrás de Dixon. Parecia que a vitória do Neozelandês estava garantida…

… Só parecia, Em 2 voltas o piloto da Penske tirou praticamente toda essa vantagem. A 3 voltas do final, Dixon tinha uma vantagem de 23 segundos de Puss to Pass contra nada do Francês e tentou segurar o ataque de Pagenaud. Até que na metade da penúltima volta, Simon Pagenaud foi para cima por fora de Dixon depois da reta oposta e acabou conseguindo a ultrapassagem da corrida, Que definiu a prova a favor do Francês.

Uma exibição belíssima que resultou na 3ªVitória na corrida do circuito de Indianapolis. Após largar em 8ºlugar e fazer uma bela corrida com o carro da Penske, Que acabou mal colocado com os outros três pilotos. (Newgarden foi até bem, Mas a punição jogou a prova para o chão) Simon Pagenaud após exibições apagadas sai dessa prova e vai para as 500 milhas mais confiante.

Apesar de perder a vitória no final, Scott Dixon com o 2ºlugar se aproxima de Josef Newgarden na liderança do campeonato. A diferença entre os dois esta em apenas 6 pontos. Alexander Rossi que vinha na disputa acabou em 22ºlugar e ficou longe da disputa, Com 36 pontos atrás de Newgarden. O Terceiro lugar ficou com o inglês Jack Harvey da Meyer Shank, Sua melhor corrida na IndyCar e seu primeiro pódio da carreira.

Matheus Leist igualmente teve sua melhor corrida na Formula Indy. Uma grande exibição, Superando as deficiências da Foyt. Com o 4ºlugar a equipe alcança seu melhor resultado desde do GP de Gateway de 2017, Tudo graças ao desempenho do piloto, Principalmente sobre a chuva.

A Carpenter teve um bom dia, Com Spencer Pigot e Ed Jones chegando ao 5º e 6ºlugares respectivamente.  Will Power acabou salvando o 7ºlugar com a Penske, Depois veio o Sueco Felix Rosenquist que não teve um bom dia, Perdeu posições e ficou apenas em 8ºlugar. Graham Rahal com o carro do pai dele e Santino Ferrucci da Dale Coyne completou os 10 primeiros colocados. No dia 26 de Maio, Teremos a edição 103 das 500 milhas de Indianapolis. No Próximo Sábado teremos a cobertura do Bump Day e no Domingo teremos a definição do Grid de largada e do pole position das 500 milhas.

Fotos:

Indy Circuit 2019

Resultado final do GP de Indianapolis

posPilotoEquipeChassi/MotorVoltasTempo
122Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet852h00m28.1166s
29Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda852.0469s
360Jack HarveyMeyer Shank RacingDallara/Honda853.7683s
44Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet855.4378s
521Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet856.0938s
620Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet857.1027s
712Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet857.5853s
810Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda858.7080s
915Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda859.1802s
1019Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda8512.7201s
1118Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda8516.6131s
1226Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda8519.6145s
1326Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda8526.9994s
1430Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda8528.0345s
152Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet8528.4598s
165James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda8528.6403s
1728Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda8529.1217s
1859Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet8532.0458s
1931Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet851m12.0400s
2014Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet83a 2 Voltas
213Helio CastronevesTeam PenskeDallara/Chevrolet83a 2 Voltas
2227Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda81a 4 Voltas
2388Colton HertaHarding RacingDallara/Honda15Acidente
247Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda11Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Alexandre Rossi repete passeio de 2018 e conquista nova vitória em Long Beach

Grid de Largada:

POSPilotosEquipeMotorTempoFase
127Alexander RossiAndretti AutosportHonda1m06.4811sQ3
29Scott DixonChip Ganassi RacingHonda1m06.7479sQ3
312Will PowerTeam PenskeChevrolet1m06.8748sQ3
42Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet1m06.9096sQ3
522Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet1m07.1877sQ3
615Graham RahalRahal Letterman LaniganHonda1m07.3052sQ3
728Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda1m07.1520sQ2
830Takuma SatoRahal Letterman LaniganHonda1m07.2626sQ2
931Patricio O’WardCarlinChevrolet1m07.2764sQ2
1088Colton HertaHarding RacingHonda1m07.7721sQ2
1198Marco AndrettiAndretti HertaHonda1m08.3746sQ2
1210Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda1m08.4410sQ2
1319Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda1m08.1008sG1
1418Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHonda1m07.3135sG2
155James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsHonda1m08.1811sG1
1659Max ChiltonCarlinChevrolet1m07.4577sG2
1720Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet1m08.7711sG1
1860Jack HarveyMeyer Shank RacingHonda1m07.5287sG2
197Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsHonda1m08.9516sG1
204Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesChevrolet1m07.7317sG2
2114Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesChevrolet3m22.3800sG1
2226Zach VeachAndretti AutosportHonda1m07.7822sG2
2321Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet1m07.8763sG1

Nos anos 90, Al Unser jr. se tornou o rei do circuito de rua de Long Beach. 20 anos depois, Um novo piloto se torna o novo dominador desse circuito tradicional. O Norte-Americano Alexander Rossi marcou a pole position e conquistou de maneira incontestável o GP de Long Beach.

No Sábado ele marcou a pole position, O vice-campeão de 2018 teria do seu lado o Neozelandês Scott Dixon da Chip Ganassi. A segunda fila pertenceu aos 2 pilotos da Penske. Will Power larga em 3º e Josef Newgarden logo a seguir larga em 4º. Na terceira fila larga Simon Pagenaud completando o trio da Penske e do Norte-Americano Graham Rahal da equipe do seu pai. (Que vinha de vitória no Alabama) Completando os 10 primeiros colocados: Ryan-Hunter Reay, Takuma Sato, Patricio O’Ward e Colton Herta.

Na largada, Dixon tentou tomar a ponta de Rossi. O norte-americano segurou bem a ponta. Power, Newgardan e Rahal completava os 5 primeiros colocados. Mais atrás tivemos o incidente que provocou a única bandeira amarela: Zach Veach tocou na traseira do Brasileiro Matheus Leist, Isso foi uma reação em cadeia para Pigot bater em Veach e o inglês Jack Harvey passar pela grama e pelo canteiro de rosas. Esse incidente também fez que o sueco Marcus Ericsson fosse envolvido.

Safety Car na pista, Os 4 pilotos que se envolveram nesse incidente tiveram que ir aos boxes, para reparos em seus carros.

Relargada na volta 5, Dixon vai por fora para fazer uma nova tentativa de voltar a ponta, Mas Rossi não deu a chance para o piloto da Ganassi assumir a liderança. A partir dai, O Norte-Americano começou a construir seu domínio. Mais atrás, Colton Herta foi pra cima do Mexicano Particio O’Ward na volta seguinte. Os dois ficaram lado a lado por 2 curvas, até que na curva do jardim que estava machucado o piloto da Harding conquistou a 9ªposição do piloto da Carlin.

Depois disso O’Ward teve problemas de rendimento do seu carro, Começou a perder muitas posições.

Com 11 voltas, Ed Jones parou nos boxes. Tony Kannan também parou cedo, certamente para fazer 3 paradas. A maioria dos pilotos partiram para 2 paradas. Rossi estava 1 segundo e meio de vantagem para Dixon. A partir dai, O piloto da Andretti disparou na ponta. A vantagem em cima do piloto da Ganassi passou para 4 segundos na 19ªVolta. Will Power se aproximou de Dixon, Em 4ºvinha Newgarden que estava longe de Power. Completando os 6 primeiros colocados: Graham Rahal e Ryan Hunter-Reay em 5º e 6ºlugares estava longe um do outro, sem qualquer briga entre eles, Não ameaçando ninguém e sem ser ameaçado por ninguém.

Na Volta 25, com James Hinchcliffe começaram as paradas dos pilotos que fariam 2 paradas, Alexander Rossi foi para a parada na 27ªVolta junto de Scott Dixon. Will Power passou para a liderança por 2 voltas. Na 29ªVolta o Australiano parou nos boxes. Newgarden liderou essa volta e foi parar na 30ªvolta.

Com as paradas, Rossi continua na liderança, Com 5 segundos a frente de Josef Newgarden. O piloto da Penske deu um nó em Will Power e Scott Dixon e assumiu o 2ºlugar. Power superou Dixon durante as paradas e assumiu a 3ªposição. Graham Rahal completava os 5 primeiros colocados.

Na volta 34, Dixon foi para cima de Power, E O Australiano sentiu a pressão e acabou errando, passando reto no final da reta e perdendo 5 posições. Enquanto que Dixon assumiu o 3ºlugar, Seguido de Rahal e Reay Hunter-Reay.

Enquanto os outros brigavam, Rossi abria 8.4 segundos de Josef Newgarden, Era uma prova tranquila e sem adversários para Alexander Rossi. Tony Kannan fez sua segunda parada na 37ªVolta, A corrida estava totalmente comprometida para o líder do piloto da Foyt.

A prova chegou na sua metade e Rossi vinha abrindo mais e mais vantagem para os seus adversários mais próximos. Nada aconteceu na prova durante 14 voltas. Até que na 51ªVolta, Colton Herta perde o controle do carro no final da reta oposta e bate no muro, Danificando sua asa dianteira e um dos eixos do seu carro. Fim de corrida para o jovem piloro da Harding. Não acionaram a bandeira amarela para a sorte de Rossi, Que vinha a mais de 11 segundos a frente de Newgarden.

Na volta 56, Ryan Hunter-Reay foi o primeiro dos líderes a fazer a última parada. Certamente daria para levar na boa 30 voltas do final essa quantidade de combustível a partir daquele momento. O Líder Alexander Rossi parou na 57ªVolta, Igualmente fez o Neozelandês Scott Dixon que acabou tendo problemas com a Mangueira de combustível,  perdendo tempo precioso nessa parada.

Os líderes, Newgarden parou por último, na volta 58. Depois das paradas, Apesar dos retardatários, Rossi vinha na liderança com 9 segundos de frente para Newgarden. Se nada desse errado a prova estava nas mãos do norte-americano. Newgarden vinha em 2ºlugar, levando a Penske nas costas para manter a liderança do campeonato. Com boa vantagem para Graham Rahal, Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon. Esses três fizeram uma pela disputa pelo terceiro lugar no final da prova.

Parecia que Dixon não teria muito que fazer, A ultrapassagem era bem difícil. Até que a 3 voltas do final, Hunter-Reay escorrega na entrada da reta oposta, foi essa é a chance para Dixon usar a potência do Push to Pass para ganhar o 4ºlugar no final da reta. O Neozelandês foi para cima de Graham Rahal, O piloto da Rahal estava sofrendo muito com o desgaste de pneus.

Na Volta final, Dixon atacou como pode Rahal. Lá na frente, Rossi levou pela segunda vez seguida em Long Beach. Foi um domínio imenso do piloto da Andretti, A Adaptação de Rossi com esse circuito de rua é impressionante. Foram 20 segundos a frente de Josef Newgarden, O piloto da Penske fez uma bela corrida, mas longe, muito longe mesmo de disputar a vitória.

E ai veio a grande controversa da corrida, Graham Rahal na parte final acabou fritando os pneus, Dixon tentou passar no começo da reta dos boxes e o Filho de Bobby Rahal fechou a porta e segurou o 3ºlugar. Porém, Os comissários da corrida tiraram o pódio de Rahal e deram para Dixon. O motivo foi que o piloto Norte-Americano violou o regulamento, fechando de forma ilegal o piloto da Chip Ganassi.

Na minha opinião, Punição não foi justa. Não vi um lance desleal de Rahal em Relação à Dixon, Era uma volta final e Graham jogou duro. Porém, dentro da esportividade e sem mudar a sua posição duas vezes. Pelo menos, Podemos dizer que Dixon conseguiu recuperar a posição que ele chegaria sem os problemas técnicos que teve na sua segunda parada.

Ryan-Hunter Reay ficou em 5ºlugar, Com Simon Pagenaud terminando a prova a frente de Will Power, que teve um dia frustrante em Long Beach. Completaram os 10 primeiros colocados a prova mais chata da temporada: Takuma Sato da Rahal, James Hinchcliffe da Schmidt e Felix Rosenquist da Chip Ganassi. O Sueco fez uma corrida bem apagada.

A Formula Indy vai dar uma parada de quase um mês, Para as duas corridas em Indianápolis. A primeira será no circuito misto no dia 11 de Maio. No dia 26 do mesmo mês, Teremos a corrida de número 103 das 500 milhas.

Fotos:

Resultado final do GP de Long Beach
Formula Indy – 2019

POSPilotosEquipeMotorVoltaTempo/Abandono
127Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda851h41m35.5999s
22Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet85a 20.2359s
39Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda85a 25.5745s
415Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda85a 26.4589s
528Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda85a 29.3447s
622Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet85a 31.5193s
712Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet85a 33.0529s
830Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda85a 34.2879s
95James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda85a 40.4643s
1010Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda85a 41.3241s
1118Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda85a 49.9110s
1231Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1398Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda84a 1 Volta
1459Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet84a 1 Volta
154Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1620Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1726Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda84a 1 Volta
1821Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1914Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet83a 2 Voltas
207Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda83a 2 Voltas
2119Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda83a 2 Voltas
2260Jack HarveyMeyer Shank RacingDallara/Honda82a 3 Voltas
2398Colton HertaHarding RacingDallara/Honda50Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar