Hamilton leva a pole em Hermanos Rodriguez em treino disputado, No final Rosberg consegue entrar na primeira fila

Hamilton em busca do tetracampeonato conquistou a pole position. Um final de semana aonde o piloto inglês foi o dominador o final de semana inteiro em cima de Nico Rosberg, que conseguiu se achar no final e salvar o 2ºlugae e a primeira fila do grid.

No Q1 tivemos surpresas, Primeira delas foi que a Haas que tinha saído do jejum de pontos desde do GP da Áustria em sua casa teve um treino para esquecer com Romain Grosjean tem problemas em marcar uma volta e na última volta rápida o piloto francês acabou sendo atrapalhado pelo totalmente questionado (No Mínino para não dizer um piloto fraco) Esteban Gutierrez que rodou em sua última volta o que fez Grosjean abortar a última tentativa, Resultado disso foi o 21ºlugar com o Gutierrez que ficou em 17ºlugar também caindo fora logo na primeira parte da classificação.

Daniil Kvyat com problemas de Motor ficou de fora do Q2 em 18ºlugar, Um ano terrivel para ele desde do GP da Espanha. O Contrato com a Toro Rosso para 2017 foi a melhor notícia para ele nessa temporada. Os outros dois eliminados foram Felipe Nasr, Que já esta totalmente fritado pela equipe Sauber, desde da notícia de que ele estaria as portas de entrar na equipe Force India para 2017. já o piloto Sueco Marcus Ericsson passou até com facilidade para o Q2 e Esteban Ocon que viu seu companheiro de equipe o Alemão Pascal Wehrlein fazer uma grande volta classificando a Manor para o Q2 favorecido pelo motor Mercedes.

Jolyon Palmer não treinou devido ao chassi que foi danificado no 3ºTreino Livre.

Resultado do Q1:

1     44     Lewis Hamilton         (Mercedes)             1:19.447
2     7     Kimi Räikkönen         (Ferrari)             1:19.554
3     3     Daniel Ricciardo     (Red Bull Racing TAG Heuer)     1:19.713
4     5     Sebastian Vettel     (Ferrari)             1:19.865
5     33     Max Verstappen         (Red Bull Racing TAG Heuer)     1:19.874
6     6     Nico Rosberg         (Mercedes)             1:19.996
7     11     Sergio Perez         (Force India Mercedes)         1:20.308
8     77     Valtteri Bottas     (Williams Mercedes)         1:20.338
9     19     Felipe Massa         (Williams Mercedes)         1:20.423
10     55     Carlos Sainz         (Toro Rosso Ferrari)         1:20.457
11     14     Fernando Alonso     (McLaren Honda)         1:20.552
12     27     Nico Hulkenberg     (Force India Mercedes)         1:20.599
13     9     Marcus Ericsson     (Sauber Ferrari)         1:21.062
14     20     Kevin Magnussen     (Renault)             1:21.254
15     22     Jenson Button         (McLaren Honda)         1:21.333
16     94     Pascal Wehrlein     (MRT Mercedes)             1:21.363
17     21     Esteban Gutierrez     (Haas Ferrari)             1:21.401
18     26     Daniil Kvyat         (Toro Rosso Ferrari)         1:21.454
19     12     Felipe Nasr         (Sauber Ferrari)         1:21.692
20     31     Esteban Ocon         (MRT Mercedes)             1:21.881
21     8     Romain Grosjean     (Haas Ferrari)             1:21.916

No Q2 as atenções se voltaram para o Mexicano Sergio Perez que acabou desapontando a todos os seus torcedores é não conseguiu tempo suficiente para se classificar para o Q3. Ao contraio do seu companheiro Nico Hulkenberg, que andou muito bem levando o carro para o 6ºlugar classificando com uma bela volta no final do Treino.

Para Hamilton era tudo que ele queria para mudar a história do campeonato em 2ºlugar, Para Rosberg a situação era crítica demais, O tempo dele era apenas o 5º dos tempos que passaram para o Q3. As Williams também trataram de garantir suas vagas para o Q3, O que deixou Fernando Alonso de Fora do Q3.

Além de Alonso e Perez acabaram eliminados: Jenson Button com a outra Mclaren,  e as esperadas eliminações de Kevin Magnussen (Que esta ameaçado seu futuro na Formula 1) da Renault, Marcus Ericsson com a Sauber que de forma definitiva esta dando preferência mesmo para o piloto da Suécia e Pascal Wehrlein que fez um grandioso trabalho por levar a Manor para o Q3.

Classificados foram Max Verstappen que foi o mais rápido no Q2 dando a esperança da Red Bull tentar a pole position, Lewis Hamilton, Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo, Nico Rosberg, Nico Hulkenberg, Kimi Raikkonen, Valtteri Bottas, Felipe Massa e Carlos Sainz jr.

Resultado do Q2:

1     33     Max Verstappen         (Red Bull Racing TAG Heuer)     1:18.972
2     44     Lewis Hamilton         (Mercedes)             1:19.137
3     5     Sebastian Vettel     (Ferrari)             1:19.385
4     3     Daniel Ricciardo     (Red Bull Racing TAG Heuer)     1:19.553
5     6     Nico Rosberg         (Mercedes)             1:19.761
6     27     Nico Hulkenberg     (Force India Mercedes)         1:19.769
7     7     Kimi Räikkönen         (Ferrari)             1:19.936
8     77     Valtteri Bottas     (Williams Mercedes)         1:19.958
9     19     Felipe Massa         (Williams Mercedes)         1:20.151
10     55     Carlos Sainz         (Toro Rosso Ferrari)         1:20.169
11     14     Fernando Alonso     (McLaren Honda)         1:20.282
12     11     Sergio Perez         (Force India Mercedes)         1:20.287
13     22     Jenson Button         (McLaren Honda)         1:20.673
14     20     Kevin Magnussen     (Renault)             1:21.131
15     9     Marcus Ericsson     (Sauber Ferrari)         1:21.536
16     94     Pascal Wehrlein     (MRT Mercedes)             1:21.785

decisao_mexico-2

No Q3 Lewis Hamilton sobrou enquanto Rosberg sofreu, Mas conseguiu o segundo lugar. Na primeira tentativa Hamilton já decidiu a pole fazendo 1:18.704 enquanto que Rosberg fez uma volta ruim caindo para o 4ºlugar atrás dos dois pilotos da Red Bull. O Austráliano Daniel Ricciardo em 2º e Max Verstappen em 3º. A Ferrari decepcionou ficando atrás das duas equipes quando parecia que eles iria disputar a pole com a Mercedes na Sexta-feira.

Rosberg tinha que tentar saltar para o segundo lugar para continuar sua tática de preservar a chance de ser o campeão do mundo sem precisar vencer mais. O problema é que Verstappen e Ricciardo foram para a tentativa final para melhorar seus tempos também.

Ricciardo e Verstappen melhoraram seus tempos com o Holandês na frente de Ricciardo na segunda posição. Pressionado na sua volta final Rosberg teve de superar para fazer o tempo de 1:18.958 e garantir o lugar na primeira fila, Era tudo que o piloto Alemão queria.

Hamilton garantiu a pole position e não basta só ele vencer, Ele tem que torcer por um insucesso do seu companheiro de equipe pois com 26 pontos de diferença o que mais não pode acontecer para Hamilton é que Rosberg termine as 3 corridas em 2ºlugar.

Max Verstappen larga em 3ºlugar com Daniel Ricciardo em 4ºlugar ambos da Red Bull de forma supreendente  já que o Motor da equipe Austríaca é menos potente do que os Motors Ferrari e Mercedes.

Mas supreedente foi o 5ºlugar de Nico Hulkenberg que andou muito bem com a Force India superando os pilotos da Ferrari que ficaram com o 6º e 7ºlugares. Valtteri Bottas e Felipe Massa largam em 8º e 9ºlugares com a Williams que luta com a Force India que esta disputando o 4ºlugar no mundial de construtores. Carlos Sainz jr. com a Toro Rosso completa os 10 primeiros colocados.

Daqui a pouco as 5 da Tarde teremos o GP do México de Formula 1

Grid de largada do GP do México
19ªEtapa

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Fase da Classificação
1 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:18.704 Q3
2 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:18.958 Q3
3 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:19.054 Q3
4 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:19.133 Q3
5 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:19.330 Q3
6 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 061 1:19.376 Q3
7 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 061 1:19.381 Q3
8 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:19.551 Q3
9 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:20.032 Q3
10 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 060 1:20.378 Q3
11 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:20.282 Q2
12 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:20.287 Q2
13 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:20.673 Q2
14 Kevin Magnussen 20 Renault RS16 Renault RE16 1:21.131 Q2
15 Marcos Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 061 1:21.536 Q2
16 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:21.785 Q2
17 Esteban Gutierrez 21 Haas VF-16 Ferrari 061 1:21.401 Q1
18 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 060 1:21.454 Q1
19 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 061 1:21.692 Q1
20 Esteban Ocon 31 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:21.881 Q1
21 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 061 1:21.916 Q1
22 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 Sem tempo Q1

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes

Na Moto 3: Em casa, Japonês Hiroki Ono leva a pole position em Motegi

Mesmo com o título definido a disputa pela pole position na classificação da Moto 3 realizada nessa madrugada.

Em um treino que teve 40 minutos de muita indefinição, com mudanças de posição nas primeiras posições até mesmo depois de terminar o tempo. O Italiano Nicolo Bulega da VR46 tinha a pole position na sua mãos acabou superado por 4 pilotos com tempo baixando ao mesmo tempo. O Campeão Brad Binder chegou a fazer a pole position, mas dai apareceu o surpreendente japonês Hiroki Ono que levou a pole position com 1:56.443. com a moto da equipe Asiática da Honda superando em 86 milésimos o Italiano Andrea Migno que fez 1:56.529 levando a KTM da equipe de Valentino Rossi na segunda posição com Brad Binder completando a primeira fila.

motegi_motovelocidade_2016_sab-1

Enea Bastianini e Nicolo Bulega que disputam o vice-campeonato que deve durar até o final da temporada largam em 4º e 5ºlugares e com Lorenzo Dalla Porta completando a 2ªFila deixando a SKY Racing Team VR46.

Niccolò Antonelli que vai substituir Binder na equipe da Red Bull KTM Ajo largando em 7ºlugar. Quartararo vem logo a seguir e com o malaio Adam Norrodin que se colocou bem na 9ªposição e Philipp Oettl completando os 10 primeiros lugares na frente de Jorge Navarro que ficou na 11ªposição com a melhor moto da Estrella Galícia. Aron Canet larga apenas em  17ªlugar. Francesco Bagnaia com a sua Mahindra da equipe de Aspar Martinez completando a 4ªfila em 12ºlugar.

motegi_motovelocidade_2016_sab

Amanhã teremos a largada da Moto 3 a partir das 23 Horas horário de Brasilia (Depois da Meia noite teremos o inicio do Horário de Verão)

Grid de largada do Mundial de Motovelocidade
Moto 3 – 15ªetapa – GP do Japão

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 76 Hiroki Ono Honda Team Asia Honda 1’56.443
2 16 Andrea Migno SKY Racing Team VR46 KTM 1’56.529
3 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’56.659
4 33 Enea Bastianini Gresini Racing Moto3 Honda 1’56.664
5 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’56.673
6 48 Lorenzo Dalla Porta SKY Racing Team VR46 KTM 1’56.682
7 23 Niccolò Antonelli Ongetta-Rivacold Honda 1’56.740
8 20 Fabio Quartararo Leopard Racing KTM 1’56.836
9 7 Adam Norrodin Drive M7 SIC Racing Team Honda 1’56.873
10 65 Philipp Oettl Schedl GP Racing KTM 1’56.899
11 9 Jorge Navarro Estrella Galicia 0,0 Honda 1’56.951
12 21 Francesco Bagnaia Pull & Bear Aspar Mahindra Team Mahindra 1’57.001
13 12 Albert Arenas Peugeot MC Saxoprint Peugeot 1’57.061
14 36 Joan Mir Leopard Racing KTM 1’57.062
15 11 Livio Loi RW Racing GP BV Honda 1’57.082
16 17 John McPhee Peugeot MC Saxoprint Peugeot 1’57.087
17 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’57.153
18 4 Fabio di Giannantonio Gresini Racing Moto3 Honda 1’57.187
19 19 Gabriel Rodrigo RBA Racing Team KTM 1’57.220
20 58 Juanfran Guevara RBA Racing Team KTM 1’57.224
21 84 Jakub Kornfeil Drive M7 SIC Racing Team Honda 1’57.236
22 89 Khairul Idham Pawi Honda Team Asia Honda 1’57.395
23 88 Jorge Martin Pull & Bear Aspar Mahindra Team Mahindra 1’57.397
24 95 Jules Danilo Ongetta-Rivacold Honda 1’57.509
25 24 Tatsuki Suzuki CIP-Unicom Starker Mahindra 1’57.552
26 42 Marcos Ramirez Platinum Bay Real Estate Mahindra 1’57.681
27 64 Bo Bendsneyder Red Bull KTM Ajo KTM 1’57.722
28 40 Darryn Binder Platinum Bay Real Estate Mahindra 1’57.844
29 55 Andrea Locatelli Leopard Racing KTM 1’58.506
30 6 Maria Herrera MH6 Team KTM 1’59.243
31 77 Lorenzo Petrarca 3570 Team Italia Mahindra 1’59.369
32 3 Fabio Spiranelli CIP-Unicom Starker Mahindra 1’59.380
33 43 Stefano Valtulini 3570 Team Italia Mahindra 2’00.081
34 13 Shizuka Okazaki UQ & TELURU KOHARA RT Honda 2’02.753
35 15 Rei Sato 41 Planning IodaRacing Japan Honda 2’03.505

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Corridas Históricas – Formula Indy – GP de Detroit de 1993

Formula Indy – GP de Detroit de 1993

Grid de Largada:
1 Nigel Mansell 5 (Lola Ford Newman-Haas) 106.627 Milhas
2 Emerson Fittipaldi 4 (Penske Chevrolet Penske) 105.849 Milhas
3 Paul Tracy 12 (Penske Chevrolet Penske) 105.144 Milhas
4 Stefan Johansson 16 (Penske Chevrolet Bettenhausen) 105.082 Milhas
5 Bobby Rahal 1 (Lola Chevrolet Rahal) 104.962 Milhas
6 Andrea Montermini 50 (Lola Chevrolet Euromotorsport) 104.823 Milhas
7 Al Unser, Jr. 3 (Lola Chevrolet Galles) 104.723 Milhas
8 Robby Gordon 14 (Lola Ford Foyt) 104.553 Milhas
9 Mario Andretti 6 (Lola Ford Newman-Haas) 104.486 Milhas
10 Danny Sullivan 7 (Lola Chevrolet Galles) 104.356 Milhas
11 Raul Boesel 9 (Lola Ford Dick Simon) 104.234 Milhas
12 Mark Smith 25 (Penske Chevrolet Arciero) 104.187 Milhas
13 Arie Luyendyk 10 (Lola Ford Chip Ganassi) 103.724 Milhas
14 Jimmy Vasser 18 (Lola Chevrolet Hayhoe) 103.568 Milhas
15 Olivier Grouillard 29 (Lola Chevrolet Indy Regency) 103.455 Milhas
16 Teo Fabi 8 (Lola Chevrolet Hall) 103.170 Milhas
17 Scott Brayton 22 (Lola Ford Dick Simon) 102.969 Milhas
18 Roberto Guerrero 40 (Lola Chevrolet Bernstein) 102.833 Milhas
19 Scott Pruett 45 (Lola Chevrolet Pro Formance) 102.741 Milhas
20 Eddie Cheever 99 (Penske Chevrolet P.I.G.) 102.732 Milhas
21 Adrián Fernández 11 (Lola Chevrolet Galles) 102.640 Milhas
22 Scott Goodyear 2 (Lola Ford Walker) 102.116 Milhas
23 Robbie Buhl 19 (Lola Chevrolet Dale Coyne) 101.834 Milhas
24 Mike Groff 26 (Rahal/Hogan Chevrolet Rahal) 101.334 Milhas
25 Willy T. Ribbs 75 (Lola Ford Walker) 101.329 Milhas
26 Buddy Lazier 20 (Lola Buick Leader Card) 100.596 Milhas
27 Hiro Matsushita 15 (Lola Ford Walker) 100.362 Milhas
28 Marco Greco 30 (Lola Chevrolet Arciero) 100.177 Milhas


Danny Sullivan resiste aos ataques, Punições e acidentes e conquista vitória na Belle Isle

O ano de 1993 vinha proporcionando momentos incríveis para o fã do Automobilismo com uma Briga entre 2 gigantes do Automobilismo Mundial como eram Nigel Mansell que foi o campeão da Temporada de 1992 de Formula 1 e Emerson Fittipaldi que foi Bicampeão da Formula 1 (1972 e 1974) e Campeão da Formula Indy em 1989, Sem contar as vitórias das 500 milhas em 1989 e 1993.

Nigel Mansell
Nigel Mansell

No Treinos a pole foi de Nigel Mansell com Emerson Fittipaldi em 2º, Paul Tracy em 3º, Stefan Johansson em grande momento na Formula Indy largando em 4ºlugar e Bobby Rahal o campeão de 1986,1987 e 1992 largando em 5ºlugar, Tivemos surpresa com a ótima classificação da Euromotorsports do piloto Andrea Montermini que colocou o Lola T9200 com motor Chevrolet da versão A em 6ºlugar na frente de Al Unser jr., Danny Sullivan, Raul Boesel, Mario Andretti e Arie Luyendky.

Emerson Fittipaldi
Emerson Fittipaldi

Marco Greco com problemas não largou e ficou nos boxes. Aliás uma largada polêmica demais pois Emerson Fittipaldi se posicionou na frente de Nigel Mansell na hora da largada o que ajudou ele a largar bem e assumir a liderança com o Canadense Paul Tracy seguindo o Emmo e também passando a Mansell que caiu para o 3ºlugar, Apesar da Inexperiência de Mansell com largada em Movimento o caso foi investigado. Nesse caso eu acredito que teve culpa do Emerson e também da direção de corrida que vendo a posição indevida poderia anular a largada e fazer os pilotos darem mais uma volta de apresentação, Mas decidiram seguir com o procedimento e com isso a largada foi validada.

Bobby Rahal ganhou o 4ºlugar de Stefan Johansson, Gordon, Montermini, Al Unser jr. vinham a seguir, A Newman-Haas apelou e pediu uma punição para o Emerson Fittipaldi, Enquanto não era decidido essa questão tanto Emerson como Tracy estavam na frente com Mansell sofrendo pressão de Bobby Rahal que tinha que tomar cuidado com o Sueco Stefan Johansson. Já Andrea Montermini que estava como piloto de testes da Benetton naquele ano estava segurando Al Unser jr. , Mario Andretti, Danny Sullivan, Raul Boesel e Arie Luyendky que estava em 12ºlugar.

O que ajudava a missão de segurar todo mundo era que a pista era bem travada em que uma ultrapassagem era difícil de ser executada. Rahal atacava a Mansell com um carro rendendo melhor que o piloto da Newman-Haas e mesmo assim não conseguia a ultrapassagem, Com 5 voltas completadas Emerson continuava na liderança com Paul Tracy em 2º, Mansell em 3º segurando a Rahal que estava em 4º, Johansson colado em Rahal em 5º e Robby Gordon estava por perto em 6ºlugar já distanciado de Andrea Montermini na 7ºposição que estava fazendo a melhor volta da corrida na volta seguinte, Andando muito o piloto Italiano.

Johansson começava a pressionar a Rahal na 7ªVolta, Finalmente Na volta 9 foi confirmada a punição ao piloto Emerson Fittipaldi que teve de ir para os boxes para fazer um stop in go parando no seu boxe e logo em seguida voltar para a corrida, Mas a Penske tentou reverter a punição do piloto Brasileiro fazendo um protesto oficial questionando a punição. A discussão durou por alguns minutos até que o oficial da CART decidiu de vez punir o piloto Brasileiro que parou para cumprir a punição na volta 13, Após a Punição Emmo voltou na 6ªposição na frente de Andrea Montermini que acabou se atrapalhando um pouco e acabou tomando a ultrapassagem de Al Unser jr. que assumiu o 7ºlugar. Um pouco mais atrás Raul Boesel conseguiu passar Danny Sullivan assumindo o 10ºlugar.

Andrea Montermini com o Euromotorsports
Andrea Montermini com o Euromotorsports

Após a punição de Emerson Fittipaldi a liderança foi para Paul Tracy com Nigel Mansell na segunda punição pressionado por Stefan Johansson com o Penske de 1992 com o motor da Chevrolet de 1993, Bobby Rahal em 4º, Robby Gordon em 5º, Emerson Fittipaldi em 6º, Al Unser jr. em 7º, Andrea Montermini em 8º Danny Sullivan que recuperou a posição em cima de Raul Boesel recuperando o 9ºlugar, Já Mario Andretti acabou ficando para trás perdendo algumas posições caindo para o 11ºlugar.

Johansson continuava pressionando Nigel Mansell e buscando uma ultrapassagem a todo o custo a levar a Bettenhausen a primeira vitória na Formula Indy. Marco Greco depois de 14 voltas finalmente conseguiu largar enquanto que continuava o bate boca entre os fiscais da CART e Roger Penske sobre o caso polêmico da largada, Enquanto isso Emerson Fittipaldi chegava em Robby Gordon para disputar o 5ºlugar, Já no meio do pelotão Scott Brayton não vende barato sua posição em tentativa de ultrapassagem que Scott Pruett e acaba os dois se tocando com Pruett tocando com o pneu da frente no pneu traseiro do piloto da Dick Simon o que fez o piloto da Pro Formance ir para os boxes enquanto isso Robbie Buhl com o carro da Dale Coyne acaba batendo nos pneus em uma das ultimas curvas do circuito na 18ªVolta o que iria provocar a primeira bandeira amarela da corrida.

Nesse período em 2 voltas 4 pilotos deixaram a corrida, Além do Robbie Buhl o piloto Mark Smith da Arciero na volta 17 e Roberto Guerrero na volta 18 ambos com problemas de Suspensão e na mesma volta que Guerrero abandonou a prova tivemos o abandono de Scott Pruett em decorrência da briga de posição entre ele e o Scott Brayton que estava com o carro quase integralmente branco para essa prova. Com a Bandeira amarela todos os pilotos foram para os boxes aproveitarem para fazerem a primeira parada de troca de pneus e reabastecimento, nessas paradas Emerson Fittipaldi teve mais problemas e perdeu muito tempo batendo em um pneu sendo o Grande prejudicado dessa rodada de paradas.

Após essa rodada de paradas nos boxes a classificação era a seguinte na volta 21: 1. Paul Tracy, 2. Nigel Mansell, 3. Stefan Johansson, 4. Bobby Rahal, 5. Al Unser jr., 6.Danny Sullivan, 7. Robby Gordon, 8. Raul Boesel, 9. Mario Andretti, 10. Arie Luyendky, 11. Teo Fabi, 12. Jimmy Vasser e Emerson Fittipaldi caiu para o 13ºlugar e Mike Groff com o Chassi da Rahal-Hogan em 14ºlugar.

Stefan Johansson
Stefan Johansson

Relargaram na volta 25 com dois carros lentos na frente que eram do Marco Greco e Buddy Lazier que acabaram por atrapalhar os ponteiros mesmo com toda a boa vontade deles, Na mesma Volta 25 Olivier Grouillard que não foi vitorioso na Formula 1 e que estava com o carro da Indy Regency acaba batendo na proteção de pneus e acabou deixando a corrida, Com tudo isso Paul Tracy e Nigel Mansell agradeciam pois deixaram toda a confusão para o resto da turma, Enquanto isso Scott Brayton acabou indo para os boxes fazer uma parada para reabastecimento e troca de pneus. Mesmo com a batida do piloto da Indy Regency a corrida continuava com a Bandeira amarela só no local do acidente, Stefan Johansson voltou a caça de Nigel Mansell em busca do 2ºlugar e melhorar o desempenho da prova de 1992 aonde ele estreou na Formula Indy já conquistando um pódio na 3ªposição.

Paul Tracy continuava na liderança e com um desempenho acima de Mansell que ganhou um folego para Johansson que estava na pressão quase sempre do piloto da Newman-Haas, Mike Groff vinha em uma belíssima corrida de recuperação com o Chassi Rahal-Hogan que mostrava qualidades em circuitos de Rua fazendo o piloto norte-americano que largou em 24ºlugar assumir o 14ºlugar logo atrás de Emerson Fittipaldi. Já Johansson definitivamente estava decidido a passar Mansell, Só restava saber se ele conseguiria fazer isso devido a dificuldade de fazer essa ultrapassagem.

Bobby Rahal
Bobby Rahal

Classificação após 30 voltas de corrida:

1. Paul Tracy – 12
2. Nigel Mansell – 5 (a 1.5)
3. Stefan Johansson – 16 (a 2.3)
4. Bobby Rahal – 1 (a 3.5)
5. Al Unser jr. – 3 (a 8.1)
6. Danny Sullivan – 7 (a 9.6)
7. Robby Gordon – 14 (a 10.5)
8. Raul Boesel – 9 (a 16.3)
9. Mario Andretti – 6 (a 17.1)
10. Arie Luyendky – 10 (a 18.3)
11. Teo Fabi – 8 (a 22.6)
12. Jimmy Vasser – 18 (a 23.1)
13. Emerson Fittipaldi – 4 (a 23.7)
14. Mike Groff – 26 (a 24.1)
15. Eddie Cheever – 99 (a 25.7)
16. Willy T. Ribbs – 75 (a 26.3)
17. Andrea Montermini – 50 (a 26.4)
18. Adrian Fernandez – 11 (a 33.4)
19. Scott Goodyear – 2 (a 42.3)
20. Scott Brayton – 22 (a 43.3)
21. Buddy Lazier – 20 (a 1 Volta)
22. Hiro Matsushita – 15 (a 1 Volta)

Marco Greco estava ainda atrás dos 5 pilotos que já tinham deixado a corrida mas em poucas voltas ele seria o 23ºlugar. Enquanto isso Stefan Johansson buscava superar Nigel Mansell já que o Seu Penske 92 com o Chevrolet rendia muito melhor que o Lola 9300 com o Motor Ford de Nigel Mansell e em consequência disso é que Paul Tracy já estava com mais de 4 segundos na frente do Mansell enquanto que Eddie Cheever teve um pneu furado teve de caminhar lentamente para os boxes com o carro da equipe PIG também com o motor Chevrolet e Chassi Penske de 1992.

Estávamos na 35 volta perto da metade da corrida no circuito de rua da ilha bela (Belle Isle). Tracy era o primeiro com Mansell em 2º, Johansson na cola do leão em 3º, Bobby Rahal em 4º, Al Unser jr. em 5º, Danny Sullivan em 6º e depois vinham Robby Gordon, Raul Boesel, Mario Andretti, Arie Luyendky, Teo Fabi, Jimmy Vasser, Emerson Fittipaldi e Mike Groff completando os 14 primeiros colocados da corrida.

Paul Tracy
Paul Tracy

Groff fez a primeira parada na volta 35 perdendo uma volta praticamente, por isso até que ele conseguiu esta em 14ºlugar sem menosprezar a qualidade do piloto da Rahal-Hogan. Na volta 37 Teo Fabi tenta passar Arie Luyendky e acaba errando miseravelmente perdendo tempo e atrapalhando a Jimmy Vasser que teve de diminuir a velocidade e com isso acabou Emerson superando a ambos assumindo o 11ºlugar, Na frente Mansell segurava Johansson e com isso veio para a disputa colando em Johansson os pilotos Bobby Rahal e Al Unser jr. formando um só bloco disputando o 2ºlugar, Sem dúvida o carro do Leão não estava nos melhores dias.

Na 38ªVolta tentando passar Arie Luyendky acabou indo para a parte suja da pista e rodando e batendo praticamente no mesmo lugar que Grouillard, Todos os pneus caíram na cabeça do Emmo que nada sofreu com o acidente, Mas era final de corrida numa tragédia que era anunciada com uma corrida tão complicada devido a punição.
Com a Bandeira Amarela em toda a pista muitos pilotos foram para os boxes aproveitarem para fazerem a segunda parada nos boxes o que não foi o caso de Bobby Rahal que assumiu a liderança por não ter feito a troca de pneus e reabastecimento (e era uma tática bem plausível devido as paradas dos outros pilotos estarem sendo na volta 39 e portanto poderia eles todos ou pouparem combustível ou então fazerem uma terceira para no que Bobby Rahal poderia muito bem prolongar o seu 2ºSprint de corrida e algumas voltas depois fazer a parada nos boxes para garantir terminar a prova com apenas 2 trocas). Paul Tracy acabou penalizado por andar nos boxes a 92 milhas por hora quando o limite de velocidade é de 80 milhas complicando a sua corrida que poderia estar nas suas mãos.

Rahal era o líder,Paul Tracy era o 2º, Mansell em 3º, Johansson em 4º, Danny Sullivan em 5º tomando a posição de Al Unser jr. que era o seu rival na Galles principalmente devido a uma corrida no ano anterior que é uma que vou contar a história dela em breve, 7º Jimmy Vasser que não deve ter parado, 8ºRobby Gordon, 9º Raul Boesel, 10º Willy T. Ribbs que não fez a parada e em 11º estava Andrea Montermini.

Al Unser jr.
Al Unser jr.

Bandeira verde na volta 44 com Bobby Rahal segurando a liderança com Mansell tendo que resistir a pressão de Johansson, Já Paul Tracy em segundo lugar teria de cumprir a punição, Mas tentava pressionar o piloto/dono da Rahal-Hogan enquanto isso Teo Fabi acabou batendo na proteção de pneus na curva que dava acesso a parte mais rápida do circuito que era aquela sequência de pequenas retas e de curvas leves aonde os carros atingiam as maiores velocidades isso depois de bater em Mike Groff, na volta 45 o Eddie Cheever que já tinha a sua corrida complicada bateu no muro Praticamente destruindo a Asa traseira além de Furar outro pneu, Ainda sem terem dado a bandeira amarela Johansson ataca Mansell, Mas não percebe a bandeira amarela no local aonde Teo Fabi bateu. Resultado foi que o piloto Sueco acabou batendo a roda na traseira do carro do piloto da Hall e com isso Johansson abandona a corrida e joga fora uma real possibilidade até de vencer em Detroit, Bandeira amarela na pista depois disso.

Danny Sullivan
Danny Sullivan

Tudo parecia favorecer Mansell, Mas a sorte do leão mudou com um furo dos pneus fazendo ele partir para uma nova parada nos boxes, Bobby Rahal Também iria parar nos boxes na volta seguinte e como Paul Tracy tendo de cumprir a punição. Com tudo isso o líder iria passar a ser Danny Sullivan com Al Unser jr. em 2º ambos da equipe Galles, Robby Gordon em 3º e Raul Boesel em 4º, Mario Andretti em 5º, Arie Luyendky em 6º, Willy T. Ribbs em 7º, Adrian Fernandez em 8º (Ambos estavam em táticas diferentes dos ponteiros), 10º jimmy Vasser, 11º Nigel Mansell e em 12º Bobby Rahal, muitos desses teriam de saber se poderiam terminar a corrida com apenas esse tanque, Mesmo assim com as bandeiras amarelas poderiam aliviar o consumo de Combustível. Rahal e Mansell estavam praticamente garantidos para o final da prova dos ponteiros, Tracy entrou nos boxes na volta 48 deixando a liderança para Danny Sullivan, Para o piloto da Penske ele tinha que cumprir uma penalização nos boxes o que praticamente iria retirar qualquer possibilidade de vitória.

Relargada aconteceu na volta 50 com Danny Sullivan que tinha na sua cola o seu companheiro de equipe e desafeto Al Unser jr. com Robby Gordon em 3º e Raul Boesel em 4ºlugar enquanto isso Paul Tracy cumpriu a sua punição e ficou longe dos ponteiros, Scott Brayton teve problemas saindo da pista após um toque em Mike Groff que estava virando um alvo dos pilotos. Sullivan começou a abrir de Al Unser jr. que tinha vantagem boa sobre Robby Gordon que estava em uma ótima 3ªPosição com alguma vantagem para Raul Boesel que estava em 4ºlugar, Em uma corrida discreta Mario Andretti começava a Sofrer pressão de Arie Luyendky em disputa pelo 5ºlugar. Jimmy Vasser vinha em uma ótima corrida com o Lola de 1992 da equipe Hayhoe na 7ªposição, Mansell em 8º, Rahal em 9ºlugar.

Mas o sossego de Sullivan acabou pois Al Unser jr. foi para cima de seu desafeto para disputar a vitória que estava entre os pilotos da equipe Galles.

Robby Gordon
Robby Gordon

Classificação após 55 Voltas:

1. Danny Sullivan – 7
2. Al Unser jr. – 3 (a 1.7)
3. Robby Gordon – 14 (a 4.3)
4. Raul Boesel – 9 (a 5.8)
5. Mario Andretti – 6 (a 10.3)
6. Arie Luyendky – 10 (a 11.2)
7. Jimmy Vasser – 18 (a 18.9)
8. Nigel Mansell – 5 (a 19.4)
9. Bobby Rahal – 1 (a 21.3)
10. Andrea Montermini – 50 (a 26.7)
11. Paul Tracy – 12 (a 30.3)
12. Adrian Fernandez – 11 (a 32.6)
13. Scott Brayton – 22 (a 1 Volta)
14. Buddy Lazier – 20 (a 1 Volta)
15. Scott Goodyear – 2 (a 1 Volta)
16. Mike Groff – 26 (a 1 Volta)
17. Willy T.Ribbs – 75 (a 1 Volta)
18. Hiro Matsushita – 15 (a 1 Volta)
19. Stefan Johansson – 16 – Abandonou
20. Eddie Cheever – 99 – Abandonou
21. Teo Fabi – 8 – Abandonou
22. Emerson Fittipaldi – 4 – Abandonou
23. Marco Greco – 30 (a 20 Voltas)
24. Olivier Grouillard – 29 – Abandonou
25. Roberto Guerrero – 40 – Abandonou
26. Scott Pruett – 45 – Abandonou
27. Mark Smith – 25 – Abandonou
28. Robbie Buhl – 19 – Abandonou

Impressionante era a atuação do Buddy Lazier com o motor Buick em 14ºlugar, Mas a corrida dele acabaria na volta 55 por causa de um acidente que não afetou o andamento da corrida.

E continuava o Pega entre Danny Sullivan e Al Unser Jr. pela liderança da corrida na 56ªVolta. Isso por que Danny Sullivan precisava poupar combustível mais do que Al Unser jr., Arie Luyendky que fazia uma boa corrida em 6ºlugar até que na volta 59 ele parou com problemas elétricos deixando a corrida dentro da pista mas fora do traçado o que fez a direção de prova só dar Bandeira amarela naquele local.

Al Unser jr. continuou a pressionar Sullivan que estava em situação complicada e só não perdeu a posição por que em uma parte da pista ele seria ultrapassado pelo seu companheiro de equipe estava em Bandeira amarela devido ao acidente de Buddy Lazier, Depois Al Unser tentou em uma pequena reta a ultrapassagem e não conseguiu concluir essa ultrapassagem porque ele acabou atrapalhado pelo carro de Serviço que estava terminando o trabalho para retirar de vez o carro de Luyendky e acabou sendo uma pena pois era a melhor chance de ultrapassagem já que o Brasileiro Marco Greco atrapalhou aos 2 primeiros colocados. (De forma desnecessária já que estava a 21 voltas dos líderes)

Raul Boesel
Raul Boesel

Mas não foi só o Greco que fez isso, Também o Japonês Hiro Matsushita como retardatário também atrapalhou a Sullivan e Al Unser jr., Já Raul Boesel estava também poupando combustível em 4ºlugar. Um outro piloto que vinha muito bem na corrida acabou tendo problemas na volta 66, Foi o Norte-Americano Jimmy Vasser que estava em 6ºlugar, Com isso Nigel Mansell estava recuperando terreno assumindo essa posição, Destaque também para Bobby Rahal que estava em 7ºlugar e a Paul Tracy em 8ºlugar, ambos em corrida de recuperação. E continuava o pega entre Sullivan e Little Al com menos de 10 Voltas para o final da corrida.

A disputa esquentava cada vez mais entre os dois, No final de sequência de curvas rápidas Al Unser jr. vai até os confins da pista e atinge os cones (o que iria provocar em mais uma estupida punição) A disputa entre os dois estava em seu auge quando surge a bandeira amarela devido a batida de Nigel Mansell no muro a 8 voltas do final, Todo mundo se juntou para fazerem um final sensacional. Mas a poucas voltas do final a disputa entre os pilotos da Galles foi ceifada devido a uma punição que ele sofreu por ter atropelado os cones para demarcar a pista, Pela forma que foi esse lance e pelo motivo da punição eu achei estupida a punição, A direção da CART foi completamente equivocada nessa corrida na minha opinião. Dick Simon pediu para os 2 retardatários que estavam na frente de Boesel, A CART concordou e pediu para ambos deixarem passar, Pelo menos 1 deles aceitou, Já Willy T.Ribbs tendo a sua razão não quis fazer essa concessão.

A 3 voltas do final tivemos a Bandeira Verde com Danny Sullivan em primeiro lugar e Al Unser jr. acabou indo cumprir a penalização, Mas Danny teve de enfrentar um último susto com Robby Gordon que foi com tudo para buscar a primeira vitória da sua carreira e que poderia ser a primeira vitória da equipe de A.J.Foyt na Formula Indy e parecia ter mais rendimento do que Sullivan, Infelizmente para Gordon a duas voltas do final começou a sentir um problema com seu pneu traseiro e começou a ficar muito para trás, Na volta final o pneu do jovem piloto norte-americano acabou furando e fazendo ele rodar deixando escapar o 2ºlugar das mãos dele.

Danny Sullivan conquista a sua 17ºvitória da sua carreira na Formula Indy (a última da sua carreira) era a primeira vitória da Galles na temporada, Raul Boesel em também em corrida perfeita estrategicamente conquistou o segundo lugar e foi um dos que beneficiaram nessa prova já que ele terminou a etapa a apenas 3 pontos atrás de Mansell. Mario Andretti completou o pódio.

Olivier Grouillard
Olivier Grouillard

E deve-se falar, Corridaça de Andrea Montermini que levou a fraquíssima Euromotorsport em 4ºlugar com um equipamento defasado em relação a outros pilotos como Bobby Rahal, Al Unser jr que ainda salvou um 6ºlugar, Adrian Fernandez que correu pela Galles nessa corrida fechando em 7ºlugar após largar do 21ºposto, Robby Gordon que ainda ficou em 8ºlugar com um problema que não deve ser creditado a ele e sim aos pneus que ou não resistiram ou pegarem detritos que fizeram esse pneu furar, Paul Tracy ficou em 9º e Scott Goodyear em uma corrida completamente apagada não só dele como de toda a Walker ficou em 10ºlugar e o alvo da corrida Mike Groff acabou batendo nas ultimas curvas de uma corrida completamente confusa e que os fiscais da CART conseguiram deixar ela ainda mais confusa, Mas ela fez parte dos melhores tempos da Formula Indy que estava em seu auge.

Vídeo do GP de Detroit de 1993:

Resultado do GP de Detroit de 1993

Prints do GP de Detroit

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Prints: Youtube (MrChato27)
Vídeo: TheRacingJungle

Comentários sobre o GP da Hungria em dia de treinos livres

As Mercedes que tiveram uma grande vantagem no primeiro treino livre com Hamilton e Rosberg nas 2 primeiras posições são os favoritos a vitória no Circuito Húngaro no qual eles não conseguiram vencer na era dos motores Turbo já que em 2014 a vitória foi de Daniel Ricciardo e de 2015 a vitória foi de Sebastian Vettel. A Mercedes Venceu em 2013 com o Inglês Lewis Hamilton que estava em seu primeiro ano pela equipe Alemã ainda na época dos motores V8.

A Red Bull deve ser a adversária direta da Mercedes, mas vai ter uma Ferrari que também deve mostrar força em um circuito de baixa velocidade. Podemos falar que a Mercedes tem o melhor motor e o chassi muito bom, A Red Bull tem o pior motor mais o melhor Chassi e a Ferrari tem um pouco do que tem a Mercedes em motor e um pouco do que tem a Red Bull em Chassis. E até mesmo a Mclaren pode fazer um final de semana forte porque ao meu ver estaria somente atrás de Mercedes, Red Bull e Ferrari nesse circuito de baixa velocidade e é nesse tipo de circuito que o Motor Honda não tem que mostrar as suass fragilidades e o Chassi MP4-31 mostra as suas qualidades que são grandes

A Force India, Haas, Toro Rosso e Williams devem disputar pelos outros lugares no Q3 e por lugares na zona de pontuação. A Renault, Sauber e Manor disputam os últimos lugares.

Por falar em Sauber, Ela esta com o futuro garantido graças ao fundo de investimentos Longbow Finance SA nessa semana. O que dar alguma esperança para a equipe reagir ainda esse ano, Mas creio que para 2016 nada pode-se fazer para evitar um desastroso ano para o time suíço e possivelmente poderá ser a segunda temporada sem nenhum ponto se quer em 3 temporadas.

Hungria_2016sex_f1

Amanhã as 6 da Manhã Teremos o Terceiro Treino Livre e as 9 da manhã Teremos o Treino de Classificação do GP da Hungria de Formula 1:

Resultado do 1ºTreino Livre

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Número de Voltas completadas
1 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:21.347 34
2 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:21.584 34
3 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:22.991 22
4 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:23.082 19
5 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:23.174 28
6 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:23.457 27
7 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:23.935 28
8 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:23.961 18
9 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:24.013 22
10 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.073 29
11 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.120 29
12 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.154 27
13 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.370 33
14 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:24.579 27
15 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:24.981 19
16 Charles Leclerc 50 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:25.181 22
17 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:25.256 18
18 Esteban Ocon 45 Renault RS16 Renault RE16 1:25.260 28
19 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:25.324 16
20 Rio Haryanto 88 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:27.012 23
21 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:27.249 9
22 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 1:28.560 6

Hungria_2016sex_f1 (1)

Resultado do 2ºTreino Livre

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Número de Voltas completadas
1 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:20.435 45
2 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:21.030 36
3 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:21.348 31
4 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 TAG Heuer 1:21.770 35
5 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 1:21.960 4
6 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 1:22.058 46
7 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:22.328 21
8 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 1:22.387 34
9 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:22.449 41
10 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 1:22.653 38
11 Esteban Gutierrez 21 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:22.673 38
12 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:22.681 39
13 Carlos Sainz 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:22.689 24
14 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 1:22.773 38
15 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 1:22.864 28
16 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 1:22.948 43
17 Kevin Magnussen 20 Renault RS16 Renault RE16 1:23.347 41
18 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:23.437 36
19 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 1:23.528 12
20 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 1:23.986 31
21 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:23.992 22
22 Rio Haryanto 88 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 1:24.265 36

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren/Williams/Sauber

Na Moto 2 Rins conquista vitória na França e assume liderança do campeonato, Zarco caiu para a decepção de sua Torcida

Alex Rins conquistou uma bela vitória em Le Mans Bugatti pela Moto 2. Os Resultados de Ontem para o Espanhol foram fundamentais para ele assumir a liderança do campeonato da categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade.

Na Largada, o pole Thomas Luthi largou muito bem e manteve liderança, Mas logo Rins, Corsi e Baldassarri superaram o piloto suíço. Rins abriu diferença no começo da prova, Mas logo começou a se incomodado em alguns momentos da prova por Simone Corsi com a Moto da Speed UP que fez uma grande corrida, Para Luthi sobrou disputar o terceiro lugar com o piloto da Forward Racing Lorenzo Baldassarri que tem tido grandes desempenhos. Depois vinham Franco Morbidelli e Takaagi Nakagami em corridas sólidas e Johann Zarco um pouco mais atrás sem apresentar um bom desempenho.

Disputa por posição entre Schrotter e Syarhin
Disputa por posição entre Schrotter e Syarhin

Para jogar por terra o final de semana em casa o dono da casa Johann Zarco acabou caindo a 9 voltas do final da prova, o piloto da Ajo Motorsport acabou voltando a prova sem possibilidades de qualquer resultado.

Luthi conquistou o terceiro lugar de Baldassarri que ainda tentou recuperar o pódio, Mas a poucas voltas do final o piloto da Forward Racing caiu e perdeu mais um belo resultado voltando a pista nas últimas posições. Simone Corsi no final tentou um ataque para cima de Rins que segurou esse ataque e conquistou a segunda vitória na temporada assumindo a liderança do campeonato graças aos outros adversários não terem conseguido bons resultados.

Em grande corrida o Italiano Simone Corsi completou a prova em 2ºlugar com a Speed UP que teve seu melhor desempenho na temporada e Thomas Luthi completou o pódio após 3 provas sem estar entre os 3 primeiros colocados. O primeiro pódio de Franco Morbidelli vai ficar para uma próxima oportunidade apesar de uma boa corrida do piloto da Estrella Galícia que ficou em 4ºlugar na frente de Takaagi Nakagami em seu melhor resultado na temporada em 5ºlugar e de Sam Lowes em uma corrida bem discreta acabou em 6ºlugar e perdeu com isso a liderança do campeonato que passou para o piloto da equipe Pons.

Alex Pons terminou uma corrida na Moto 2 em 7ºlugar
Alex Pons terminou uma corrida na Moto 2 em 7ºlugar

Axel Pons teve um feliz dia levando a moto da AGR Team para o 7ºlugar na frente de Syarhin que duelou com os pilotos intermediários e teve o 8ºlugar como recompensa após uma corrida combativa, Miguel Oliveira tendo um bom resultado com a moto da Leopard Racing e fechando os 10 primeiros colocados o piloto Luis Salom que leva a moto da Pequena SAG Team a patamares que não tinha chegado nem perto em 2015.

Daqui a duas semanas teremos o GP da Itália em Mugello com Rins, Lowes, Luthi e Zarco continuando a sua batalha pelo título de 2016 da Moto 2.

Pódio de Le Mans Bugatti da Moto 2
Pódio de Le Mans Bugatti da Moto 2

Mundial de Motovelocidade – GP da França (Le Mans Bugatti)
Moto 2 – Resultado Final

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 40 Alex Rins Paginas Amarillas HP 40 Kalex 42’27.312
2 24 Simone Corsi Speed Up Racing Speed Up a 1.802
3 12 Thomas Luthi Garage Plus Interwetten Kalex a 4.608
4 21 Franco Morbidelli Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex a 9.148
5 30 Takaaki Nakagami IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 9.828
6 22 Sam Lowes Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 10.626
7 49 Axel Pons AGR Team Kalex a 25.477
8 55 Hafizh Syarhin Petronas Raceline Malaysia Kalex a 25.961
9 44 Miguel Oliveira Leopard Racing Kalex a 29.481
10 39 Luis Salom SAG Team Kalex a 29.368
11 19 Xavier Simeon QMMF Racing Team Speed Up a 29.573
12 10 Luca Marini Forward Team Kalex a 29.773
13 77 Dominique Aegerter CarXpert Interwetten Kalex a 30.183
14 23 Marcel Schrotter AGR Team Kalex a 30.244
15 97 Xavi Vierge Tech 3 Racing Tech 3 a 36.538
16 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 38.602
17 7 Lorenzo Baldassarri Forward Team Kalex a 44.911
18 70 Robin Mulhauser CarXpert Interwetten Kalex a 45.297
19 52 Danny Kent Leopard Racing Kalex a 45.755
20 32 Isaac Viñales Tech 3 Racing Tech 3 a 50.278
21 14 Ratthapark Wilairot IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 55.773
22 33 Alessandro Tonucci Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 1’01.790
23 2 Jesko Raffin Sports-Millions-EMWE-SAG Kalex a 1’02.201
24 5 Johann Zarco Ajo Motorsport Kalex a 1’02.484
25 69 Danny Eslick JPMoto Malaysia Suter a 1’39.502
x 73 Alex Marquez Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Kalex a 13 Voltas
x 60 Julian Simon QMMF Racing Team Speed Up a 19 Voltas
x 94 Jonas Folger Dynavolt Intact GP Kalex a 25 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP