Formula 2 – Etapa da Toscana – Disputa do título continua bem aberta

O GP de Mugello teve muitas disputas, muitos acidente e as vitórias de Nikita Mazepin na corrida do sábado e o passeio de Christian Lundgaard na corrida de Domingo. Enquanto a disputa do título, Schumacher se deu bem e recuperou a liderança, mas tá bem longe do campeão esta definido, esta muito apertado a questão dos postulantes ao campeonato da categoria de acesso a Formula 2.

Assim que começou a classificação, a maioria dos pilotos foram de imediato para a pista, enquanto que pilotos como os dois pilotos da Carlin e da DAMS esperaram 1 minuto para entrarem na pista. Os pilotos partiram para as voltas rápidas após 2 voltas de aquecimento. Em sua volta rápida, Schumacher exagera, coloca as rodas na brita e roda, por sorte não acabou indo para o muro. Luca Ghiotto também foi para a brita na curva 7, mas conseguiu voltar a pista sem rodada.

Depois de 7 minutos de classificação, o neozelandês Marcus Armstrong marcou o melhor tempo na sua primeira volta, com seu companheiro de equipe Christian Lundgaard a 33 milésimos atrás. Juri Vips e Dan Ticktum vinham em 3º e 4ºlugares. Shwartzman e Drugovich completava os 6 primeiros colocados, separados por apenas 276 milésimos de segundo.

Os pilotos deram uma aliviada de 1 volta e depois foram para uma segunda volta rápida. Lundgaard voou baixo e acabou marcando a grande volta de 1:30.205, sobrando na turma, ninguém conseguiu superar o piloto da ART. Dan Ticktum da DAMS com 1:30.273 e Felipe Drugovich da MP Motorsport com 1:30.339. Juri Vips em belíssima classificação subiu para o 4ºtempo. Deletraz, Tsunoda, Mazepin, Aitken, Daruvala e Armstrong completa os 10 primeiros colocados. Os principais candidatos ao título vinham mal, Ilott vinha em 14º, Mick Schumacher em uma horrorosa 21ªposição, 3 milésimos a frente do horrível Guilherme Samaia.

Os pilotos foram para os boxes aos 18 minutos do final, depois de 7 minutos, todo mundo começou a voltar à pista para os 11 minutos e meio finais da sessão. A 7 minutos e meio do final, Marcos Armstrong foi com tudo para sair da 10ªposição e acabou conseguindo passar para a terceira posição, Mas o que o piloto neozelandês fez foi pouco para o que Lundgaard fez, melhorando em 72 milésimos seu melhor tempo, com 1:30.133, ficando na frente. Dan Ticktum a 5 minutos e 25 segundos do final, marca o segundo tempo, apenas 5 milésimos acima do tempo do pole provisório.

Luca Ghiotto deu uma bela subida, passando da 15ª para a 6ªposição. A 5 minutos do final, Ilott subiu para a 3ªposição, superando Armstrong e Drugovich. Daruvala acabou subindo para a 6ªposição. Ainda houve uma última tentativa para todo mundo, mas praticamente ninguém conseguiu melhorar a sua volta. Apenas Yuki Tsunoda subiu para a 9ªposição.

Christian Lundgaard da ART Grand Prix conquistou merecidamente a pole position, ganhando 4 pontos no mundial de pilotos. O inglês Daniel Ticktum da DAMS vai dividir a primeira fila com o piloto dinamarquês. Na segunda fila, largam Callum Ilott da Uni-virtuosi, que tinha uma boa chance de tirar Mick Schumacher da liderança do campeonato. Em 4º vai largar Marcos Armstrong da ART Grand Prix, um bom momento do piloto neozelandês que se perdeu no decorrer do campeonato.

Na terceira fila, vão largar Felipe Drugovich da MP motorsport e Jehan Daruvala da Carlin. Completando os 10 primeiros colocados: Juri Vips da DAMS, num boa classificação do estones protegido da Red Bull, Luca Ghiotto da HiTech, Robert Shwartzman da Prema e Jack Aitken da Campos Racing.

Grid de largada:

pospilotoEquipeTemponºVoltas
16Christian LundgaardART Grand Prix1:30.13310
22Dan TicktumDAMS1:30.13812
34Callum IlottUNI-Virtuosi1:30.20411
45Marcus ArmstrongART Grand Prix1:30.31710
515Felipe DrugovichMP Motorsport1:30.33912
68Jehan DaruvalaCarlin1:30.43711
71Jüri VipsDAMS1:30.48612
825Luca GhiottoHitech Grand Prix1:30.50811
921Robert ShwartzmanPrema Racing1:30.52711
109Jack AitkenCampos Racing1:30.53312
117Yuki TsunodaCarlin1:30.54212
1211Louis DelétrazCharouz Racing System1:30.55212
133Guanyu ZhouUNI-Virtuosi1:30.58612
1424Nikita MazepinHitech Grand Prix1:30.59210
1520Mick SchumacherPrema Racing1:30.92410
1612Pedro PiquetCharouz Racing System1:30.97411
1723Marino SatoTrident1:31.1319
1822Roy NissanyTrident1:31.15911
1916Artem MarkelovBWT HWA RACELAB1:31.33110
2017Giuliano AlesiBWT HWA RACELAB1:31.34511
2114Nobuharu MatsushitaMP Motorsport1:31.9618
2210Guilherme SamaiaCampos Racing1:32.35911

Sábado, depois da classificação da Formula 1, tivemos a primeira corrida do final de semana. Foram 33 voltas de muita disputa e muita mudança de posição com uma equipe se dando muito bem, com seus dois pilotos nas duas primeiras posições.

Na largada, Lundgaard e Ticktum mantiveram as duas primeiras posições. Luca Ghiotto fez excelente largada, pulando da 8ª para a 3ªposição, Marcos Armstrong manteve a 4ªposição, Drugovich, Aitken que passou da 10ª para a 6ªposição, Ilott que recuou 4 posições, Daruvala, Tsunoda e Vips completando os 10 primeiros colocados. Zhou e Schumacher disputavam a 13ªposição no final da primeira volta.

Na volta 2, Mazepin supera Vips, ganhando a 10ªposição. Nas primeiras voltas, não tivemos grandes disputas pelas primeiras posições. Apenas na entrada da 4ªvolta é que começavam a ultrapassagens a vela. Primeiro com Drugovich passando Armstrong e ganhando o 4ºlugar. Ao mesmo tempo que Ilott passou Aitken e ganhou a 7ªposição.

Na volta seguinte, Shwartzman foi pra cima de Juri Vips. Era nessa hora que o desgaste de pneus era maior para alguns pilotos. Era o caso de Daruvala, que acabou superado por Vips e Shwartzman no começo da 6ªVolta.

Na 7ªVolta, Ilott supera Armstrong e ganha a 5ªposição. Enquanto que Dan Ticktum da DAMS começava a chegar em Lundgaard, que liderava com pelo menos 1 segundo de vantagem. Em 3ºLuca Ghiotto chegou nessa disputa. Visto que iria ser superado caso ficasse na pista, o piloto Dinamarquês foi para a parada obrigatória na entrada da 8ªvolta. Ticktum passou a ser o líder, com Luca Ghiotto e Drugovich nas 3 primeiras posições. vinha em 4º após ser superado pelo piloto inglês da Uni-Virtuosi.

Na 9ªVolta, Ghiotto supera Ticktum e passou a ser o líder da prova, Marcos Armstrong foi para a parada. Na volta seguinte, Ghiotto e Ticktum foram para a parada, Ao mesmo tempo que Ilott toma a liderança das mãos de Felipe Drugovich no final da reta dos boxes.

Na 11ªVolta, Ilott, Drugovich, Tsunoda, Aitken e Daruvala foram para os boxes Nikita Mazepin passou a ser o líder da corrida. Vips e Shwartzman vinham em 2º e 3ºrespectivamente. Dan Ticktum aproveitou que Ilott estava com os pneus mais frios e acabou ganhando a 14ªposição. Os 11 primeiros não tinham feito a parada: Mazepin, Vips, Shwartzman, Zhou, Schumacher, Deletraz, Markelov, Nissany, Sato, Samaia e Matsushita.

Na volta 13, Ghiotto ganha à posição de Ticktum. O piloto italiano da Hitech fez a melhor volta da corrida. O melhor piloto dos pilotos que pararam era Lundgaard, que entrou na zona de pontuação na 14ªvolta após passar o brasileiro Guilherme Samaia.

Enquanto Ghiotto e Ticktum ultrapassam os pilotos de trás que resolveram não fazer a parada, Guanyu Zhou superou Robert Shwartzman passando para a 3ªposição. Logo, Zhou passou a pressionar Juri Vips. Nikita Mazepin vinha tranquilo, com 3.7 segundos de vantagem para o estones. Mick Schumacher e Louis Deletraz passaram por Shwartzman, que parou na 17ªVolta.

Na 17ªVolta, Zhou passou Vips por fora, ganhando a 2ªposição. Os 8 primeiros colocados não tinham parado a 15 voltas do final. Situação bem favorável para Mazepin, que vinha 6.2 segundos a frente de Zhou. Vips, Deletraz, Schumacher, Markelov, Nissany e Sato precisavam parar. Lundgaard vinham na 9ªposição, diminuindo a diferença para o líder da prova. O dinamarquês subiu para 8ªposição após superar Marino Sato. Enquanto isso, Robert Shwartzman abandona, por colocar o carro totalmente fora da pista, em uma área de escape, Não precisando de Bandeira amarela ou safety car.

Na 19ªVolta, Vips e Markelov foram para os boxes. Na volta seguinte pararam Zhou e Schumacher fizeram a parada obrigatória. Lundgaard vinha em 3º, com 16 segundos atrás de Mazepin e 6 segundos atrás de Deletráz. O suíço parou na 21ªvolta.

Mazepin e Nissany pararam na 22ªVolta, Christian Lundgaard volta à liderança, seguido de Luca Ghiotto da HiTech, Ticktum da DAMS, Tsunoda da Carlin, Ilott da Uni-Virtuosi, Armstrong da ART Grand Prix, Drugovich da MP, Maitken da Campos, Daruvala da Carlin e Zhou da Uni-Virtuosi.

Na 22ªVolta, Alesi estoura o motor e abandona. O Safey Car virtual é acionado, parecia que seria suficiente para tirar o carro do piloto francês sem precisar de um safety car na pista. Porém, tiveram dificuldades para tirar o carro de Alesi, isso levou o Safety Car entrar na pista na 23ªVolta.

Muitos pilotos aproveitaram para entrarem nos boxes, colocando pneus novos. Com a vantagem do Lundgaard virando pó, algo poderia mudar na prova.

Na 27ªVolta, a corrida recomeça e Lundgaard segura a ponta sobre Ghiotto e Mazepin na sua cola, mas isso não dura por muito tempo. Guanyu Zhou, Jake Aitken e Callum Ilott Se tocaram, Zhou acabou indo para a brita e Aitken parou na pista. Enquanto que Yuki Tsunoda se tocou em Daniel Ticktum e prejudicou a corrida do piloto inglês.

O Safety Car entrou na pista na 27ªvolta, Ilott também não se deu bem, ele teve de ir para os boxes trocar seu aerofólio dianteiro. Lundgaard, Ghiotto, Mazepin, Tsunoda, Deletraz, Schumacher, Vips, Drugovich, Markelov e Ticktum eram os 10 primeiros colocados.

Relargam a 3 voltas do final, Nessa, Lundgaard acabou sendo engolido pelos pilotos da Hitech e Mazepin passou a liderança com Ghiotto em segundo e Lundgaard foi ladeira abaixo na reta final de corrida, tanto é que acabou superado pelo Felipe Drugovich e Louis Deletraz. Na penúltima volta acabou superado por Mick Schumacher, caindo para a 6ªposição.

Na última volta, Deletraz supera Drugovich ganhando a 3ªposição. A vitória ficou com Nikita Mazepin com Luca Ghiotto em 2º, fazendo a dobradinha da Hitech em Mugello. O russo fez uma grande corrida, usando muito bem sua tática de paradas enquanto que Ghiotto fez uma grande corrida, até mesmo mais merecedor da vitória, porém não pode-se tirar os méritos da vitória de Mazepin.

Louis Deletráz fez uma grande corrida, chegando a terceira posição após largar na 12ªposição, 4ªpódio do piloto da Charouz na temporada. Felipe Drugovich fez uma bela corrida e voltou a marcar pontos em 4ºlugar. Mick Schumacher fez uma grande corrida de recuperação, partindo da 15ªposição para chegar na 5ªposição e voltar à liderança do campeonato.

Christian Lundgaard acabou sem pneus no final de prova, foi um desastre para o dinamarquês que venceria se não tivesse o Safety Car, mas acabou ficando em um amargo e injusto 6ºlugar. Yuki Tsunoda que ficou em 8ºlugar na pista foi punido e caiu para a 16ªposição. Juri Vips ficou com a posição de número 7 e marcou seus primeiros pontos da temporada. Artem Markelov com o 8ºlugar, larga na pole position da prova curta de domingo. Completaram a zona de pontuação, Marcus Armstrong da ART Grand Prix e Jehan Daruvala da Carlin.

Resultado final da 17ªcorrida da Formula 2
GP da Toscana – 33 Voltas

pospilotoEquipeTempoMelhor Voltanº da Volta
124Nikita MazepinHitech Grand Prix59:22.8691:34.67832
225Luca GhiottoHitech Grand Prixa 4.4601:35.05912
311Louis DelétrazCharouz Racing Systema 4.5191:33.96922
415Felipe DrugovichMP Motorsporta 4.8601:35.16132
520Mick SchumacherPrema Racinga 5.3741:34.89521
66Christian LundgaardART Grand Prixa 7.8251:35.1352
71Jüri VipsDAMSa 8.3531:35.66421
816Artem MarkelovBWT HWA RACELABa 10.1721:35.82420
95Marcus ArmstrongART Grand Prixa 10.4341:35.13010
108Jehan DaruvalaCarlina 10.6631:34.66514
1114Nobuharu MatsushitaMP Motorsporta 11.1001:36.35321
124Callum IlottUNI-Virtuosia 11.7471:35.30116
1312Pedro PiquetCharouz Racing Systema 11.7571:35.24612
1423Marino SatoTridenta 12.4281:36.9085
1522Roy NissanyTridenta 13.5881:36.7115
167Yuki TsunodaCarlina 14.1121:35.10412
172Dan TicktumDAMSa 15.9591:35.23616
1810Guilherme SamaiaCampos Racinga 52.1961:37.3567
9Jack AitkenCampos Racinga 7 Voltas1:35.26213
3Guanyu ZhouUNI-Virtuosia 7 Voltas1:33.73221
17Giuliano AlesiBWT HWA RACELABa 12 Voltas1:36.23217
21Robert ShwartzmanPrema Racinga 17 Voltas1:36.6766

Grid de Largada da 18ªcorrida da Formula 2
GP da Toscana

pospilotoEquipe
116Artem MarkelovBWT HWA RACELAB
21Jüri VipsDAMS
36Christian LundgaardART Grand Prix
420Mick SchumacherPrema Racing
515Felipe DrugovichMP Motorsport
611Louis DelétrazCharouz Racing System
725Luca GhiottoHitech Grand Prix
824Nikita MazepinHitech Grand Prix
95Marcus ArmstrongART Grand Prix
108Jehan DaruvalaCarlin
1114Nobuharu MatsushitaMP Motorsport
124Callum IlottUNI-Virtuosi
1312Pedro PiquetCharouz Racing System
1423Marino SatoTrident
1522Roy NissanyTrident
167Yuki TsunodaCarlin
172Dan TicktumDAMS
1810Guilherme SamaiaCampos Racing
199Jack AitkenCampos Racing
203Guanyu ZhouUNI-Virtuosi
2117Giuliano AlesiBWT HWA RACELAB
2221Robert ShwartzmanPrema Racing

No domingo, tivemos uma corrida intensa, mas não na liderança, que a coisa se resolveu em poucos segundos, com uma largada impressionante de Christian Lundgaard, que acabou superando na arrancada Vips e passou Markelov antes da primeira curva, chegando a primeira posição. Markelov, Deletraz, Vips, Schumacher, Drugovich, Armstrong, Ghiotto, Mazepin e Daruvala nas 10 primeiras posições.

Na segunda volta, Ticktum foi para os boxes trocar o aerofólio dianteiro, voltou a corrida, mas perdeu muito tempo em um final de semana bem complicado do piloto da DAMS.

Em 3 voltas, Lundgaard abriu 3.5 segundos de Markelov. O russo vinha segurando Deletraz e Vips. Enquanto isso, Schumacher era pressionado por Felipe Drugovich pela 5ªposição, com Armstrong e Ghiotto vindo na balada dos dois da frente.

No começo da 5ªVolta, Deletraz ganha a 2ªposição das mãos de Markelov com uma bela ultrapassagem por fora e deixando a encrenca russa para o escandinavo Vips. Na 7ªVolta, o piloto da DAMS tentou passar Markelov, mas acabou falhando na tentativa e quase acabou superado pelo Mick Schumacher.

Luca Ghiotto que já tinha passado Armstrong acabou passando Drugovich na 8ªVolta, passando para a 6ªposição. Ao mesmo que Armstrong foi superado pelo vencedor da prova de Sábado, Nikita Mazepin. Enquanto tivemos brigas interessantes pelo meio do pelotão, Lundgaard estava passeando, com 6.2 segundos a frente de Deletraz que já tinha aberto vantagem de 1.6 segundos par Markelov, que segurava com dificuldades a 3ªposição.

Na 10ªVolta, Vips passou Markelov passando a 3ªposição. Schumacher se aproveitou e chegou a passar o piloto da HWA que conseguiu recuperar a posição. Mas a ultrapassagem do líder do campeonato iria acontecer mais cedo ou mais tarde, e isso acontece na 11ªvolta. Mick e depois, Mazepin (Que levou duas posições em poucos segundos) e depois Ghiotto. Durante essas ultrapassagens e brigas o aerofólio dianteiro de Markelov quebrou e ele teve de ir para os boxes na 12ªvolta. Nessa volta, Marcus Armstrong acabou exagerando no ponto na curva 1, perdendo a 8ªposição para Jehan Daruvala.

Na entrada da volta 13, Ilott passou Armstrong e ganhou a 9ªposição. Lá atrás, Zhou e Shwartzman tentavam subir na classificação. Lundgaard vinha 7.4 segundos a frente de Deletraz, a corrida tava muito na mão do piloto da ART Grand Prix.

Na 15ªVolta, Ghiotto buscou recuperar a posição sobre Mazepin, mas ocorreu o desastre para a Hitech. Mazepin perde a curva 1 e acaba se chocando com seu companheiro de equipe. Um erro do piloto russo que acabou fazendo Ghiotto deixar a prova e provocar o acionamento do Safety Car Virtual. Mazepin perdeu muito tempo e teve de ir para os boxes, até porque o acidente que teve seria muito lógico que ele tivesse peças quebradas no seu carro. Muitos pilotos aproveitaram para fazer uma parada e colocar pneus novos para poder voar na reta final de corrida.

Na volta 17, o Safety Car Virtual foi desativado e a corrida voltou ao ritmo normal. De imediato, Daruvala passou Drugovich que via seu desempenho ir ladeira abaixo, tanto é que na volta seguinte, o piloto da MP motorsport errou a curva e acabou perdendo posições para Zhou e Ilott.

A menos de 6 voltas do final, Shwartzman ao tentar passar Armstrong acabou indo para a fora da pista e para a brita por 2 vezes, perdendo 2 posições e logo depois sofrendo a pressão do Japonês Marino Sato.

Tsunoda passou Drugovich, mas tocou a parte traseira antes dessa ultrapassagem, isso fez o aerofólio dianteiro dele quebrar no que obrigou o japonês a ir aos boxes (Tinha tudo para fazer bons resultados) comprometendo qualquer chance de resultado.

Quem subia e subia muito era Guanyu Zhou, que acabou passando Jehan Daruvala a menos de 4 voltas do final e ganhou a 5ªposição. Enquanto isso, Felipe Drugovich acabou perdendo posições e saindo da zona de pontuação.

Christian Lundgaard da ART sobrou a corrida inteira e acabou levando a vitória, com todo merecimento. Foi um final de semana dominado por ele e que poderia ter vencido as duas provas se não tivesse tido problemas no final da corrida do Sábado. 14 segundos atrás terminou Louis Deletráz, que teve seu melhor final de semana assim como o final de semana de Lundgaard, em uma grande corrida no sábado e também no domingo, chegando em 2ºlugar e conquistando 2 pódios no final de semana. Juri Vips finalmente conseguiu obter os resultados que ele vinha batalhando, o piloto da DAMS conquista seu primeiro pódio da temporada de 2020, no seu 3ºfinal de semana de corridas na Formula 2.

Mick Schumacher levou a melhor nesse final de semana com relação ao campeonato, Após uma grande atuação no Sábado conseguiu fazer uma boa corrida no domingo, ficando com o 4ªlugar. A 3 rodadas duplas do final, Mick esta na liderança com 161 pontos, abrindo 8 pontos de Callum Ilott, 16 pontos de Christian Lundgaard e 21 pontos de frente para Yuki Tsunoda (que não conseguiu pontuar em nenhuma das duas corridas).

Corridaça de Guanyu Zhou da Uni-virtuosi, deu tudo errado no sábado, mas no domingo deu tudo certo para o chinês que largou da 20ªposição para chegar em uma brilhante 5ªposição, Numa recuperação belíssima. Callum Ilott salvou um 6ºlugar e perdeu a liderança do campeonato. Completaram a zona de pontuação o indiano Jehan Daruvala da Carlin e Marino Sato da Trident, que marcou seu primeiro ponto na temporada, superando Robert Shwartzman e Roy Nissany.

Esse final de semana, teremos a 10ªRodada dupla da Formula 2 em Sochi na Rússia. Começando a reta final da temporada, com pelo menos 4 pilotos na briga direta pelo título.

Fotos:

Resultado final da 18ªcorrida da Formula 2
GP da Toscana – 23 Voltas

pospilotoEquipeTempoMelhor Voltanº da Volta
16Christian LundgaardART Grand Prix37:51.9801:34.9072
211Louis DelétrazCharouz Racing Systema 14.3211:35.0863
31Jüri VipsDAMSa 14.8701:35.4623
420Mick SchumacherPrema Racinga 18.0181:35.6713
53Guanyu ZhouUNI-Virtuosia 18.3821:35.16418
64Callum IlottUNI-Virtuosia 24.4211:35.8116
78Jehan DaruvalaCarlina 26.2641:35.6364
823Marino SatoTridenta 26.3011:35.14722
921Robert ShwartzmanPrema Racinga 31.4251:35.9278
1022Roy NissanyTridenta 32.9421:36.0056
115Marcus ArmstrongART Grand Prixa 34.9021:35.5774
1212Pedro PiquetCharouz Racing Systema 35.0401:35.9935
139Jack AitkenCampos Racinga 35.2541:34.67118
1414Nobuharu MatsushitaMP Motorsporta 36.9831:35.14019
1515Felipe DrugovichMP Motorsporta 39.0721:35.6844
1610Guilherme SamaiaCampos Racinga 48.4331:34.62719
172Dan TicktumDAMSa 48.4831:33.29518
1824Nikita MazepinHitech Grand Prixa 50.7931:34.27423
197Yuki TsunodaCarlina 1:09.6491:33.37622
2016Artem MarkelovBWT HWA RACELABa 1:21.8851:35.6353
25Luca GhiottoHitech Grand Prixa 9 Voltas1:35.5186
17Giuliano AlesiBWT HWA RACELABa 9 Voltas1:36.3805

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formula Scout/Carlin/Charouz/DAMS/Prema/HiTech

Moto E – Aegerter e Ferrari vencem em Rimini e decisão do título

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Jordi TorresPons Racing 40Energica1’43.154
211Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’43.165
377Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica1’43.297
451Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergica1’43.352
510Xavier SimeonLCR E-TeamEnergica1’43.417
635Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergica1’43.432
727Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergica1’43.502
863Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica1’43.845
966Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergica1’43.850
1055Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergica1’43.906
1115Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergica1’43.990
1270Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergica1’44.133
137Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergica1’44.139
1418Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergica1’44.251
1516Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’44.502
1661Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’44.591
176María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergica1’45.310
1884Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergica1’45.965

Na primeira prova do final de semana, Realizada no sábado, teve uma bela largada de Matteo Ferrari passando Jordi Torres, assumindo a liderança, com Torres e Simeon nas 3 primeiras posições. Aegerter caiu para 4º, Casadei e Granado completavam os 6 primeiros colocados na primeira volta.

No final da primeira volta, Jordi Torres foi para cima de Matteo Ferrari. Enquanto que Mike di Meglio acabou indo para o chão. Foi uma corrida de vários pilotos caindo. Um dos acidentados foi Eric Granado, que foi ao chão e levou com ele o Belga Xavier Simeon (Que perdeu posição para Aegerter), no que levou o abandono de Ambos.

Nessa altura do campeonato, a 5 voltas do final, Aegerter já esta na cola de Jordi Torres. Após a queda de Granado e Simeon, os 3 primeiros colocados (Ferrari, Torres, Aegerter) estavam bem a frente de Mattia Casadei. Alex de Angelis em 5º acabou caindo no final da 4ªVolta. Essa posição passou a ser de Alejandro Medina.

Na volta final, Dominique Aegerter estava em 3º e começou seu caminho para a vitória ao passar Torres na curva 1. Depois o piloto suíço foi para cima de Ferrari e nas curvas finais acabou superando o campeão de 2019 da Moto E, chegando a 2ªVitória na temporada. Ferrari acabou sendo penalizado e perdeu a segunda posição para Jordi Torres da Pons, deixando o piloto da Gresini na terceira posição.

Completando os 6 primeiros colocados ficaram: Mattia Casadei, Tommaso Marcon e Nicolo Canepa.

Resultado Final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto E – 7 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
177Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica12:11.346
240Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 0.103
311Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 0.075
427Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 2.531
570Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 6.578
67Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 7.695
755Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 8.277
816Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 8.336
918Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 8.553
1061Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 8.640
116María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 11.566
1284Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 16.973
1366Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 17.538
15Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 4 Voltas
10Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 5 Voltas
51Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 5 Voltas
35Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 7 Voltas
63Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 7 Voltas

O grid da corrida de domingo foi em decorrência do resultado da corrida do sábado. Aegerter era o pole position, com Jordi Torres e Matteo Ferrari. Na segunda fila estavam Mattia Casadei, Tommaso Marcon e Nicolo Canepa. Pilotos como Xavier Simeon e Eric Granado que largaram na frente na primeira corrida acabaram largando nas últimas posições.

Aegerter largou bem e mante a liderança, Matteo Ferrari ganhou a posição de Torres. Quem deu um bela largada foi o piloto Tommaso Marcon, que subiu da 5ª para a 3ªposição.

Na metade da primeira volta, Aegerter perdeu a liderança para Ferrari, mas isso não seria o pior para o piloto Suíço. O pior foi no começo da segunda volta, foi quando Macron tentou uma manobra impensada e desastrosa e acabou derrubando Aegerter, ambos foram para o chão. O líder do campeonato conseguiu voltar a corrida, bem longe do pelotão na última posição, com alguma esperança de marcar algum ponto.

Ferrari vinha na liderança mais tranquilo, com uma vantagem para Mattia Casadei e Jordi Torres, os dois disputavam a segunda posição, com o piloto da Pons atacando o piloto da SIC58. Na penúltima volta, Torres passou para a segunda posição, mas Casadei recuperou a segunda posição.

No final, Ferrari segurou a liderança e venceu com tranquilidade a segunda corrida do final de semana, que fez o italiano passar para a liderança do Mundial, restando apenas à rodada dupla de Le Mans. Dominique Aegerter não conseguiu chegar aos pontos, ficou apenas na 16ªposição.

O pódio foi completado por Mattia Casadei da SIC58 e Jordi Torres da Pons. Nicolo Canepa completou seu bom final de semana com mais um 4ºlugar. Alessandro Zaccone da Gresini e Mike di Meglio da Marc VDS completaram os 6 primeiros colocados. Eric Granado ficou em 7ª após ter largado das últimas posições.

Para a decisão do campeonato, 4 pilotos estão de fato na disputa do título: Matteo Ferrari com 86 pontos, Dominique Aegerter com 82 pontos, Jordi Torres com 79 pontos e Mattia Casadei com 71 pontos. Eric Granado com 43, Niccolo Canepa com 42 e Xavier Simeon com 37 tem chances apenas matemáticas de conquistarem o título.

Fotos:

Resultado Final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto E – 7 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
111Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica12’11.053
227Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 0.996
340Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 1.098
47Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 3.907
561Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 4.619
663Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 6.046
751Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 6.097
815Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 6.775
955Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 6.672
1018Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 7.042
116María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 7.868
1266Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 11.514
1384Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 12.652
1410Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 15.533
1535Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 27.210
1677Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergicaa 38.363
16Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 2 voltas
70Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 6 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Viñales vence em Misano e entra na disputa pelo campeonato completamente bagunçado

Marevick Viñales finalmente conseguiu transformar seu domínio na classificação em vitória no dia da corrida, com uma tática que se revelou correta e aproveitando-se da queda de Francesco Bagnaia na reta final de corrida, O espanhol venceu a 7ªetapa da MotoGP e entrou de vez na disputa pelo título.

Na largada, Miller foi melhor que Viñales e Quartararo passando para a liderança, uma liderança do Australiano que durou 4 curvas, Viñales voltou para a ponta e abriu do piloto da Pramac. Quartararo manteve a terceira posição, seguido de Francesco Bagnaia. Na parte final da 1ªVolta, Bagnaia ganhou a posição de Quartararo e subindo para a terceira posição. Binder e Pol Espargaró levavam as KTM a 5ª e 6ªposições.

Alex Marquez fez uma bela largada e estava na 7ªposição. Na metade da primeira volta, Aleix Espargaró caiu e atrapalhou Franco Morbielli que caiu para a última posição. O piloto da Aprilla levou sua moto até os boxes e abandonou a prova.

Na 2ªVolta, Valentino Rossi foi para o chão na curva 4, conseguiu a volta a corrida na última posição. Na terceira volta, Miller erra e permite a ultrapassagem de Bagnaia. Foi ruim para o piloto da Pramac, mas ficou bem pior para Brad Binder que foi para o chão, o Gueopado sul-africano pegou sua moto e voltou à corrida. Porém, caiu de novo em poucos minutos e dessa vez, não teve como continuar na corrida.

Bagnaia se aproximou de Viñales, muito na frente de Pol Espargaró e Quartararo. Na 6ªVolta, o piloto da Pramac supera o pole position e assume a liderança, Viñales tentou dar o troco, mas Bagnaia se defende muito bem e se firma na frente.

Na parte de trás, Joan Mir se livrou do Grupão e passou a ser 5ºcolocado. Iker Lecuona vinha na frente de Jack Miller, que caia a cada volta na classificação. No final da 8ªVolta, a moto do piloto Australiano quebra e Miller foi obrigado a abandonar.

O líder do campeonato, Andrea Dovizioso vinha em uma apagada corrida, disputando a 8ªposição que estava nas mãos de Alex Marquez (O irmão do Marc Marquez vinha fazendo uma corrida muito decente). Naquela altura do campeonato, Dovizioso e Quartararo estariam empatados com 83 pontos.

Na 11ªVolta de corrida, Francesco Bagnaia abre 1.3 segundos de frente para Marevick Viñales e 2.7 segundos de Pol Espargaró e Fabio Quartararo. Joan Mir em 5º vinha tirando tempo e vantagem do piloto da Petronas. Lecuona e Oliveira vinham muito bem na 6ª e 7ªposições. Já os pilotos da Ducati oficial não conseguiam evoluir na corrida, Dovi não conseguia superar Alex Marquez e Danilo Petrucci vinha em 11º, tomando pressão de Johann Zarco, com uma moto de 2019 e com uma Avintia que sofria sérios problemas financeiros. Na 13ªVolta, o outro piloto da Avintia, Esteve Rabat vai para o chão e deixa a prova.

Na volta seguinte, Miguel Oliveira supera Iker Lecuona na disputa particular dos pilotos da tech 3 pela 6ªposição. Valentino Rossi acabou abandonando, visto que não conseguiria muita coisa naquela altura do campeonato. Enquanto que Bagnaia vinha na frente, mantendo o ritmo de prova, 1.4 segundos a frente de Viñales. O piloto da Yamaha vinha 2.8 segundos a frente de Pol e de Quartararo, que lutaram pelo lugar no pódio. Lá atrás, Takaagi Nakagami vinha para cima de Andrea Dovizioso, com melhor desempenho que vinha o piloto da Ducati, que vivia um momento dramático em Misano.

A partir da 20ªVolta, Viñales começava a chegar em cima de Bagnaia, que começava a sentir o desgaste dos seus pneus mais macios contra os pneus médios de Viñales. O pega pela vitória prometia muito para o final, mas o pega não aconteceu… Bagnaia caiu na volta 21, na curva 6 e abandonou uma corrida onde ele poderia vencer ou pelo menos ser o segundo colocado.

Viñales volta a liderança sem esforço. Pol Espargaró sofria a pressão de Quartararo, o piloto da KTM e o piloto da Yamaha disputavam posição pelo menos da metade da corrida em diante. Joan Mir vinha cada vez chegando mais perto dos dois pilotos. Mais atrás, Nakagami Supera Dovizioso, pegando a 8ºposição. Naquele momento de corrida, Dovi, Quartararo e Viñales lideravam com 83 pontos na liderança

A 4 voltas do final, Mir chega em Quartararo e em Pol Espargaró. Sem perda de tempo, Mir partiu para superar os dois. Sendo que Quartararo na volta 25 e Pol na volta 26. O piloto da KTM também foi superado por Quartararo e via sua chance de pódio escapar. Porém, Quartararo acabou punido com a volta longa por ter saído da pista. Na penúltima volta, Iker Lecuona cai e perde a chance de fazer um bom resultado.

Marevick Viñales cruzou a linha de chegada, vencendo pela primeira vez na temporada, se tornando o 6ºvencedor diferente do ano. Viñales entra na disputa pelo título. O pódio foi completado pelo Espanhol Joan Mir da Suzuki, que esta em 4ºno campeonato, com 80 pontos do campeonato e Pol Espargaró que foi beneficiado com a punição de Quartararo e acabou ficando com a 3ªposição, Seu segundo pódio com a KTM. Quartararo com a punição, perdeu a liderança do Mundial. Mesmo com o 8ºlugar, Dovizioso continua na liderança do mundial, com apenas 1 ponto a frente de Viñales e Quartararo  e a 4 pontos a frente de Joan Mir.

Miguel Oliveira teve mais uma boa atuação, levando a KTM da equipe Tech 3 a 5ªposição. Takaaki Nakagami superou Alex Marquez no final e acabou levando a 6ªposição do piloto da Honda Repsol. O irmão de Marc Marquez obteve seu melhor resultado da temporada, em uma atuação bem aceitável. Andrea Dovizioso teve uma atuação apagada, mas fez uma corrida para chegar nos pontos necessários para continuar na liderança do Mundial.

Franco Morbidelli fez uma corrida de recuperação decente e ficou em 9ºlugar e Danilo Petrucci com a Ducati, completa a lista dos 10 primeiros colocados. Chegando ao final da prova: Johann Zarco da Avintia, Alex Rins da Suzuki (Que não foi nada bem o final de semana) e Bradley Smith da Aprilla.

O Campeonato continua apertado e imprevisível. Semana que vem, teremos o GP da Catalunha. Com 175 pontos em jogo, não pintou alguém para dominar o campeonato. A saída de Marc Marquez parece ter feito o nível do campeonato cair. Só espero que o campeonato ganhe em qualidade daqui para o final da temporada.

Fotos:

Resultado Final da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto GP – 27 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
112Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha41’55.846
236Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 2.425
344Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 4.528
420Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 6.419
588Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 7.368
630Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 11.139
773Álex MárquezRepsol Honda TeamHondaa 11.929
84Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 13.113
921Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 15.880
109Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 17.682
115Johann ZarcoEsponsorama RacingDucatia 23.144
1242Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 24.962
1338Bradley SmithAprilia Racing Team GresiniApriliaa 30.008
27Iker LecuonaRed Bull KTM Tech 3KTMa 3 voltas
63Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 7 voltas
46Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 12 voltas
53Tito RabatEsponsorama RacingDucatia 15 voltas
43Jack MillerPramac RacingDucatia 20 voltas
33Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 24 voltas
41Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 27 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2: Enea Bastianini vence em Rimini e conquista 3ªvitória em 2020

Após 3 largadas e 2 partes de corrida em decorrência pela chuva, O italiano Enea Bastianini conquistou a terceira vitória na temporada. O piloto da Italtrans conseguiu furar o favoritismo dos dois pilotos da VR46 para levar essa vitória e para diminuir a vantagem de Luca Marini no Mundial de Pilotos.

Marini largou bem e parecia que iria sustentar a liderança, mas Xavi Vierge fez um excelente começo de prova e assumiu a liderança, deixando Marini e Bezzecchi logo atrás. Enea Bastianini subiu para a 4ªposição e Jake Dixon completava os 5 primeiros.

Na segunda volta, Marco Bezzecchi acabou errando a trajetória da curva 1 e cai para a 6ªposição. Luca Marini acabou superado pelo Enea Bastianini e por pouco não perdeu posição para Dixon que começou muito bem. Ao mesmo tempo, Bastianini foi para cima de Vierge, buscando a liderança.

Na metade da 3ªVolta, Marini recuperou a 2ªposição superando Enea Bastianini. Enquanto que Marco Bezzecchi vinha tentando recuperar posições, assim como Sam Lowes com sua Marc VDS. Ao termino da 4ªVolta, Joe Roberts foi para o chão, era o primeiro a deixar a corrida. Bastianini foi superado pelo Marco Bezzecchi e caiu para o 4ºlugar. Enquanto isso, Marini começou a atacar Vierge, valendo a liderança.

Essa briga ficou até a metade da 6ªVolta, foi quanto Enea Bastianini surpreende os líderes e acabou superando a todos e vai para a liderança da prova. Na volta seguinte, a prova foi interrompida porque estava começando a chover naquele momento o suficiente para molhar a pista. Tanto é que 2 pilotos caíram e um pouco escorregou e foi para a caixa de brita. Os pilotos foram para os boxes e a corrida passou a ter uma duração de apenas 10 voltas.

O Grid de Largada Foi formado a partir do resultado da 6ªVolta da prova:

posPilotoEquipeMotoTempo
133Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex9’50.709
210Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalexa 0.509
397Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 0.775
472Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 0.798
521Fabio Di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Upa 0.994
623Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalexa 1.151
722Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalexa 1.417
89Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Upa 1.716
996Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 1.969
1044Aròn CanetInde Aspar Team Moto2Speed Upa 2.029
1111Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 2.338
1245Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalexa 3.376
1337Augusto FernándezEG 0,0 Marc VDSKalexa 3.742
1412Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalexa 3.850
1540Héctor GarzóFlexbox HP 40Kalexa 4.220
167Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalexa 4.453
1754Mattia PasiniRed Bull KTM AjoKalexa 6.222
1862Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 6.582
1924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 6.856
2042Marcos RamírezTennor American RacingKalexa 7.060
2119Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 7.845
2264Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 8.926
2355Hafizh SyahrinInde Aspar Team Moto2Speed Upa 9.087
2457Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 11.116
2535Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 11.877
2627Andi Farid IzdiharIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 13.024
2774Piotr BiesiekirskiNTS RW Racing GPNTSa 29.254

Os pilotos foram para a pista alinharem com os pneus de pista seca, Mas quando foram para a volta de apresentação, A chuva resolve cair forte e a largada é adiada em mais 20 minutos, Todo mundo foi bem devagar para os boxes novamente. O mais impressionante é que ninguém caiu com essa situação.

Depois dessa espera, os pilotos foram pela 3ªVez largar, sem chuva e com pneus de pista seca. Nessa relargada, Marini toma a ponta de Bezzecchi, Mas isso durou até a 4ªcurva, quando Vierge tomou a ponta e Marini perdeu várias posições. Bastianini tentou tomar a ponta na metade da primeira volta, mas o piloto da Petronas resistiu e manteve a ponta até a reta oposta, foi quando Bastianini superou Vierge e passa a liderar a prova. Marcel Schrotter teve Excelente largada, pulando da 6ª para a 3ªposição.

Marini e Bezzecchi caíram para 5ª e 6ª posições respectivamente. Entre o final da 3ª e a primeiro terço da 4ªVolta, Marini e Bezzecchi superaram Jorge Martin. No final da mesma volta, Bezzecchi toma a 4ªposição das mãos de Marini, enquanto isso, Bastianini abriu 1.5 segundos de Xavi Vierge, que vinha segurando o pelotão inteiro.

Sam Lowes vinha muito rápido e já tinha superado Luca Marini para ser o 5ºcolocado. Não era um bom momento para o líder do campeonato. Na metade da corrida, Schrotter foi para cima de Vierge, o piloto da Petronas estava segurando o alemão. Na 6ªVolta, os dois pilotos se chocaram e Schrotter acabou meio que empurrando Vierge que acaba indo ao chão. Diante disso, Marco Bezzecchi aproveita e passa para a 2ªposição e Sam Lowes para a 3ªposição. Schrotter caiu ainda mais uma posição, Luca Marini passou para a 4ªposição.

Bezzecchi tenta se aproximar de Bastianini nas voltas finais, mas a vantagem do piloto da Italtrans tinha muita vantagem para o piloto da VR46. Bastianini manteve de maneira tranquila na liderança e conquista a sua 3ªvitória na temporada de 2020 e se aproxima bem da liderança do mundial.

Marco Bezzecchi acabou salvando o domingo da VR46, ficando com a segunda posição e consolidando sua 3ªposição no campeonato. Sam Lowes em excelente corrida completou o pódio, levando a Marc VDS para mais um pódio no ano.

Luca Marini perdeu a chance de aumentar sua vantagem na liderança do campeonato, acabou ficando longe do pódio e com um desempenho que não foi um bom desempenho. Ainda assim, salvou um 4ºlugar.

Marcel Schrotter fez uma boa participação, mas o lance que ele acaba fazendo Vierge cair, o alemão deveria ter sido punido e perdido pelo menos 5 segundos no tempo final de corrida, mas acabaram deixando por isso mesmo e o piloto da Intact GP fica mesmo com a 5ªposição. Jake Dixon salvou o final de semana da Petronas na Moto 2 com uma boa sexta posição, seu melhor resultado da sua carreira.

Jorge Navarro e Fabio di Giannantonio fizeram corridas bem regulares e acabaram ficando em 7º e 8ºlugares respectivamente com a Speed UP. Thomas Luthi que melhorou muito na segunda metade de prova e Hector Garzo da Pons completou os Top 10. Nicolò Bulega ficou em uma boa 11ªposição.

Completando a zona de pontuação: Simone Corsi que obteve um resultado muito bom com a MV Agusta. Aron Canet da Aspar Martinez em 13º com uma atuação desastrosa após largar na parte da frente. Lorenzo Dalla Porta, pontuando pela segunda vez seguida em 14º e Stefano Manzi fechando a zona de pontuação. Semana que vem tem mais, tem a etapa da Catalunha do Mundial de Motovelocidade, 9ªetapa da temporada de 2020.

Fotos:

Resultado Final da 9ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto 2 – 10 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
133Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex16’11.977
272Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 0.720
322Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalexa 1.124
410Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalexa 2.310
523Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalexa 4.132
696Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 7.201
79Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Upa 7.558
821Fabio Di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Upa 7.704
912Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalexa 7.762
1040Héctor GarzóFlexbox HP 40Kalexa 8.249
1111Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 8.141
1224Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 8.663
1344Aròn CanetInde Aspar Team Moto2Speed Upa 9.189
1419Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 12.538
1562Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 12.744
1654Mattia PasiniRed Bull KTM AjoKalexa 12.935
1742Marcos RamírezTennor American RacingKalexa 13.227
1837Augusto FernándezEG 0,0 Marc VDSKalexa 13.779
1955Hafizh SyahrinInde Aspar Team Moto2Speed Upa 14.525
2057Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 15.028
2135Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 15.511
2264Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 18.160
2345Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalexa 18.079
2427Andi Farid IzdiharIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 21.265
257Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalexa 25.587
74Piotr BiesiekirskiNTS RW Racing GPNTSa 2 voltas
97Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 5 voltas
16Joe RobertsTennor American RacingKalexNão largou
99Kasma KasmayudinOnexox TKKR SAG TeamKalexNão largou

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Na Moto 3 – Romano Fenati leva a vitória no final em Misano

Depois de 2 anos do seu pior momento no Mundial de Motovelocidade que quase acabou com sua carreira, Romano Fenati conquistou a vitória na etapa de Dell’Emilia Romagna e Riviera di Rimini. Vitória conquistada nas últimas curvas das 23 voltas. Também foi a primeira vitória da Husqvarna em sua volta a Moto 3.

O pole position Raúl Fernández até largou bem, mas acabou sendo superado por Tony Arbolino que fez uma excelente largada. Arenas recuou para 3º. A liderança do piloto da Snipers só durou até a metade da 1ªvolta, Raúl Fernández recuperou a ponta com Arenas subindo para a segunda posição. Arbolino caiu para 3º. Depois vinham: Fenati, Vietti, Alcoba, Toba, Migno, Masia e Ogura.

As primeiras voltas foram calmas, com os pilotos se respeitando, os seis primeiros colocados vinham tentando uma fuga na frente. Darryn Binder no final da 3ªVolta já vinha na 12ªposição, subindo 8 posições depois da largada.

A partir da metade da 4ªvolta, a prova começou a esquentar, com Arenas passando para a ponta junto de Arbolino. Vietti também supera o piloto da KTM passando para 3º. Vietti e Arbolino passaram a briga pela segunda posição e ao mesmo tempo, tentando chegar em Arenas.

Na volta 6, entre as curvas 12 e 13, Vietti e Arbolino dividiram curva. O piloto da VR46 se deu bem e Arbolino acabou caindo para 6ªposição. No final da volta, Vietti supera Arenas e passou para a liderança. Fernández, Alcoba e Masia completavam os 5 primeiros.

Celestino Vietti apesar da pressão de Arenas e Masia principalmente, que disputavam a 2ªposição. Nesse meio tempo, Alonso Lopez caiu quando cumpria uma punição da volta longa. Arenas tinha uma situação muito boa na 2ªposição, uma ótima posição que daria maior vantagem na liderança do Mundial.

Darryn Binder e Gabriel Rodrigo se intrometeram nessa briga pelas primeiras posições, em grandes corridas de recuperação de ambos. A 9 voltas do final, Binder e Alcoba brigavam por posição e acabou o sul-africano levando a melhor, ganhando a 5ªposição sobre o piloto da Gresini que acabou tendo 1 erro de trajetória que o jogou para a 10ªposição.

Vietti vinha na liderança, com Masia, Arenas, Rodrigo, Binder e Fenati. O Argentino foi para cima de Masia e Arenas e ganhou a segunda posição, foi nesse momento que o líder do campeonato acabou recuando para a 5ªposição.

A 5 voltas do final, depois de alguns pilotos tentando tirar Vietti da ponta, eis que finalmente Jaume Masia consegue, no final da primeira reta, o piloto da Leopard passou para a liderança. O Argentino Gabriel Rodrigo toca na roda traseira de Vietti e cai para a 12ªposição, perdendo qualquer chance de lutar pela vitória. Sem grandes esforços na parte final da volta, Vietti voltou à ponta com Arenas voltando a ser segundo.

No começo da 19ªVolta, Fenati sobe para a segunda posição, Arenas perde a trajetória e Darryn Binder acaba caindo sozinho e indo para o chão. Fim de corrida para o piloto da CIP. Vietti continuava líder, seguido de Fenati, Masia, Ogura, Fernández, Arenas, Alcoba e McPhee. Arenas caiu da 2ª para a 6ªposição. Enquanto isso, Ogura aparece para disputar as primeiras posições.

Vietti segurava-se na liderança, apesar dos ataques dos seus adversários com muita segurança. A três voltas do final, Arenas disputou posição com Ogura e acabou ganhando a posição do Japonês.

Mesmo diante de todos os ataques, Vietti começou a volta final na liderança, com Arenas em 2º, Fenati, Masia, Ogura e Fernández. Na metade da volta final, Arenas foi para o ataque pra cima de Vietti, foi um ataque certeiro que levou o líder do campeonato para a liderança.

Parecia que Arenas iria levar a prova, mas a reta oposta nos desmentiu e jogou Arenas para a 5ªposição. Vietti e Masia disputaram a vitória, mas um toque sutil de Vietti em Masia acabou dando a chance para Fenati passar a liderança a poucas curvas do final. O piloto da Husqvarna segurou a ponta até a bandeirada. Foi a primeira vitória do ano para o Fenati, dois anos depois de ter feito uma conduta anti-desportiva no mesmo circuito Marco Simoncelli. Uma enorme volta por cima do piloto de 24 anos de idade.

Celestino Vietti acabou perdendo a vitória e ficou com a segunda posição, isso após de ter ficado por 70% do tempo na liderança da prova. Ai Ogura completou o pódio e tirou 3 pontos da vantagem de Albert Arenas na liderança do Mundial. O Japonês levou a melhor no confronto direto na disputa pelo título e conquistou seu 6º Pódio da Temporada, um piloto muito regular desde da temporada passada. Completou os 5 primeiros colocados o Espanhol Jaume Masia da Leopard Racing.

Raúl Fernández mais uma vez não conseguiu seus resultados de classificação em resultados de corrida, o espanhol da KTM Red Bull ficou em 6ºlugar e repetiu suas melhor posição pela 4ªVez na temporada. Deniz Oncü fez uma boa corrida, levando a Tech 3 a um importante 7ºlugar para um piloto estreante. Andrea Migno não chegou nem perto de disputar as primeiras posições, só conseguiu ficar em 8ºlugar, bem longe do desempenho consistente de Vietti. Completando os Top 10 vieram Kaito Toba da KTM Red Bull Ajo e John McPhee da Petronas.

Semana que vem, teremos o GP da Catalunha, a 9ªetapa do campeonato da Moto 3 e Moto 2. Na categoria principiante, a disputa entre Arenas e Ogura fica mais acirrada do que nunca, os dois separados por apenas 2 pontos de distância.

Fotos:

Resultado Final da 9ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto 3 – 23 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna39’30.124
213Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 0.036
379Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 0.121
475Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTMa 0.199
55Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 0.280
625Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTMa 0.439
753Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.678
816Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 0.791
927Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 0.939
1017John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.125
1114Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHondaa 1.452
122Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 1.687
1352Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 4.331
1471Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 5.925
1582Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTMa 6.165
1612Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 6.249
1711Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 7.167
1823Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 12.714
1999Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 18.045
206Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 20.184
2154Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 20.498
2270Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 20.291
2350Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 20.555
2489Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 24.967
2592Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 25.264
269Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 27.159
2773Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 27.848
40Darryn BinderCIP Green PowerKTM5 voltas
7Dennis FoggiaLeopard RacingHonda13 voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna15 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP