Sato dá a volta por cima em St.Louis e vence, Kannan conquista pódio improvável

O último oval da temporada 2019 da Formula Indy, St.Louis foi uma corrida cheia de alternativas e com a vitória de Takuma Sato. Uma volta por cima do piloto da Rahal, que acabou sendo o causador daquele acidente terrível em Pocono. (Provavelmente o Sato não merece tantas criticas, já que Pocono é uma pista inadequada para uma corrida da Formula Indy) Além de um pódio completamente improvável de Tony Kannan.

Grid de Largada:

posPilotoequipeMotorMédia
12Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet186.508 Milhas
218Sebastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser SullivanHonda185.927 Milhas
312Will PowerTeam PenskeChevrolet185.896 Milhas
422Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet185.143 Milhas
530Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda185.050 Milhas
619Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda184.830 Milhas
75James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda184.452 Milhas
89Scott DixonChip Ganassi RacingHonda184.293 Milhas
928Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda184.206 Milhas
1010Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda184.130 Milhas
1127Alexander RossiAndretti AutosportHonda184.070 Milhas
1288Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda183.399 Milhas
1321Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet183.211 Milhas
147Marcus EricssonArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda183.180 Milhas
1526Zach VeachAndretti AutosportHonda182.547 Milhas
1615Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda182.065 Milhas
1720Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet181.334 Milhas
1859Conor DalyCarlinChevrolet179.399 Milhas
1923Charlie KimballCarlinChevrolet178.982 Milhas
2014Tony KanaanA.J. Foyt EnterprisesChevrolet178.974 Milhas
214Matheus LeistA.J. Foyt EnterprisesChevrolet178.290 Milhas
2298Marco AndrettiAndretti Herta Autosport with Marco & Curb-AgajanianHonda175.192 Milhas

Josef Newgarden foi o pole position e ganhou mais um ponto no campeonato e mais um ponto a frente de Alexander Rossi, Simon Pagenaud e de Scott Dixon. Na Segunda posição larga o Francês Sebastien Bourdais. Na segunda fila, largaram Will Power, que jogava suas últimas fichas para tentar o título e Simon Pagenaud, 3ºlugar no campeonato. Takuma Sato da Rahal e Santino Ferrucci da Dale Coyne (Equipe foi muito bem no final de semana em St.Louis) compuseram a 3ªFila.

James Hinchcliffe, Scott Dixon (4ºlugar no campeonato), Ryan Hunter-Reay e Felix Rosenquist completavam os 10 primeiros colocados. O Vice-líder do campeonato, Alexander Rossi largou em 11ºlugar.

Largada, Newgarden segura a liderança, Com Bourdais, Power mantendo as 3 primeiras posições. No final da primeira volta, Marcus Ericsson acabou perdendo o controle do carro da Schmidt e teve de ir para a grama para evitar a batida. Apesar de não ter tido nenhum dano na pista, Esse incidente foi o bastante para se dada a bandeira amarela pela primeira vez na prova.

Sato que largava bem acabou sendo espremido na largada e ficou muito para trás. Alguns pilotos foram fazer uma parada para mudarem suas táticas: Ericsson e Kimball.

Na volta 7 é que a corrida começa pra valer, Por fora, Will Power acabou superando Sebastien Bourdais e ganha o segundo lugar, alguns segundos depois, Foi a vez de Ferrucci superar o tetracampeão do mundo e assumir a 3ªposição. Restou ao francês segurar os ataques de Simon Pagenaud.

Os três primeiros colocados abriram de Sebastian Bourdais após 12 voltas completadas. Power chegou a tentar um ataque em cima de Newgarden, Mas depois foi ameaçado pelo norte-americano Santino Ferrucci. Depois disso, Pouca coisa aconteceu depois disso. Na 40ªVolta, Newgarden começa a se aproximar de Charlie Kimball, que era o primeiro retardatário a ser superado. Na 42ªVolta, Conor Daly, Takuma Sato e Ed Carpenter disputaram o 14ºlugar, Lado a lado, O Japonês levou a pior e passou pela parte suja da curva 1, perdendo algumas posições.

Visto que perdeu rendimento, Sato acabou indo para os boxes na 45ªVolta, antecipando a sua parada. Newgarden tinha 0.7 segundos de frente para Power, 1.2 segundos sobre Ferrucci, 1.9 segundos sobre Bourdais e 3.9 segundos de frente para Pagenaud. Depois vinham: Dixon, Rosenquist, Hinchcliffe, Rossi e Hunter-Reay completando os 10 primeiros colocados.

O primeiro dos líderes a ir para os boxes foi Simon Pagenaud na 50ªVolta. Dixon parou na volta 51, O líder, Josef Newgarden parou na 52ªVolta. Os boxes ficaram bem movimentados entre as voltas de 51 a 54. Power parou na 53ªVolta e Ferrucci na 54ªVolta.

Will Power acabou indo para o muro, Bandeira amarela em toda a pista. Ou Power cometeu um erro por causa da temperatura dos pneus ou a situação mais provável, Que foi a equipe não apertou a porca do pneu e isso fez com que o piloto da Penske batesse. Fim de corrida e fim de qualquer possibilidade do Australiano de Brigar pelo bicampeonato.

Os pilotos que não fizeram a parada foram para os boxes, James Hinchcliffe assumiu a liderança após as paradas, seguido de Ferrucci, Bourdais, Newgarden, Rosenquist e Pagenaud. Dixon teve problemas e acabou perdendo muitas voltas.

Na volta 70 tivemos a relargada, Hinchcliffe continuou na liderança, Mas voltas depois ele começaria a receber pressão de Santino Ferrucci. O piloto da Dale Coyne vem numa crescente nessa parte final de temporada. Com mais desempenho, o norte-americano superou Hinchcliffe na 83ªVolta e assumiu a liderança. Em questão de 2 voltas, Santino abriu quase 1.5 segundos. A situação de Bourdais não era das melhores, O Francês vinha sendo pressionado pelo Newgarden. Depois, vinham logo a seguir: Rosenquist, Ericsson, Herta, Pagenaud, Rossi e Daly (O piloto da Carlin vinha fazendo uma bela corrida)

Com o decorrer das voltas, O piloto da Schmidt James Hinchcliffe perdeu rendimento e começou a ser pressionado pelo Bourdais e Newgarden.

Os pilotos da Carpenter (Pigot na volta 97 e Carpenter na volta 98) foram os primeiros a fazerem sua segunda parada. Demorou 11 voltas para Alexander Rossi, O primeiro dos postulantes ao título a fazer a segunda parada.

Os pilotos da Carpenter superaram Ferrucci, que tinha uma confortável vantagem para Hinchcliffe. Josef Newgarden parou na 110ªVolta, Hinchcliffe parou na volta seguinte. Com isso, Os pilotos da Dale Coyne estavam nas duas primeiras posições (Ferrucci na frente de Bourdais).

Pagenaud parou na volta 113, Santino Ferrucci e Sebastien Bourdais pararam na volta 116 e 117. Marcus Ericsson passou a liderança da prova. Na volta 120, Conor Daly fez sua segunda parada. Na volta 121, O Sueco Marcus Ericsson acabou raspando no muro, com a roda traseira. Bandeira amarela em toda a pista. Apesar de aparentar não ter nenhum dano, O piloto da Schmidt foi para os boxes e se identificou problemas na suspensão. Resultado disso: Ericsson perdeu 2 voltas e acabou com suas chances de uma boa corrida que ele poderia fazer.

Marco Andretti, Spencer Pigot, Takuma Sato e Ryan Hunter-Reay foram para uma mudança de tática ao fazerem à parada nos boxes. Ao mesmo tempo, Scott Dixon volta à pista, Com mais de 60 Voltas atrás do líder.

Relargada aconteceu na volta 131, Ferrucci e Bourdais ficaram nas 2 primeiras posições. Com Alexander Rossi passando Josef Newgarden. Já Conor Daly passou Simon Pagenaud, que ao se defender de Felix Rosenquist ele acabou dando uma fechada no piloto sueco, que segurou posição do Colton Herta.

Spencer Pigot encontrou o muro na 133ªVolta, Era a 4ªbandeira amarela da prova. O piloto da Carpenter levou a pior sobre o norte-americano Charlie Kimball. Alguns pilotos aproveitaram para fazer uma parada para completar o tanque.

Na volta 142 aconteceu a relargada. O norte-americano Zach Veach começou a andar muito forte, Ele foi para cima de Bourdais para recuperar a volta perdida para o 2ºlugar. Ele conseguiu fazer essa ultrapassagem e foi para cima de Santino Ferrucci. Nas voltas seguintes, O piloto da Andretti conseguiu passar o líder e voltou a mesma volta da liderança da prova.

Newgarden partiu para o ataque em cima de Rossi. A menos de 100 voltas para o final, Os pilotos da Dale Coyne estavam com a dobradinha, Com Ferrucci, 7 décimos de frente para Bourdais, Rossi vinha em 3º, a 1.1 segundos e 1.8 segundos do Newgarden.  Com o ritmo mais ameno de Santino Ferrucci, Não seria surpresa se ele estivesse diminuído um pouco o ritmo de prova para tentar fazer apenas mais uma parada nos boxes. Quem não se preocupava com isso era Zach Veach, Que vinha a 22 segundos dos lideres em 16ºlugar e a 12 segundos de Ed Carpenter.

Para se fazer apenas mais uma parada, teriam que chegar até a volta 188. Coisa que Rossi, Newgarden e Herta nem chegaram perto, Parando na volta 175. Simon Pagenaud parou duas voltas depois, Sem qualquer chance de levar o carro até o final sem uma nova troca.

Igualmente ao Sueco Felix Rosenquist, Parando na volta 178. Durante essas trocas, Alexandre Rossi executou uma  manobra muito ousada para superar Hinchcliffe.

Ferrucci, Bourdais, Daly, Hunter-Reay, Sato, Andretti, Kannan, Carpenter, Rahal e Veach não vinham feito a parade nos boxes. Newgarden era o primeiro dos que tinham feito a parada.

Na volta 186, Daly fez a parada. Ele poderia terminar a prova caso poupasse combustível. Na volta 189, Ferrucci e Bourdais foram para os boxes, Na volta, O Francês voltou na frente do Norte-Americano. Sato passou a liderar a prova, com Kannan em 2º e Carpenter em 3º.

Na Volta 192, Bourdais acabou perdendo o controle do carro na curva 4 e bateu com o pneu traseiro para o muro. E quase atinge Zach Veach. O Carro fica parado no meio da pista, provocando a bandeira amarela. Para alguns pilotos era a salvação no consumo de combustível.

Takuma Sato fez sua parada e voltou na liderança, E por incrível que parece, Tony Kannan com a A.J.Foyt estava em 2ºlugar. Numa posição de brigar até mesmo pela vitória. Ed Carpenter vinha em 3ºlugar. Pagenaud, Newgarden e outros pilotos a vistas de minimizar os prejuízos foram para os boxes, A Fim de completar a corrida.

A corrida recomeça na volta 206, Sato pula bem e vai para a ponta, Kannan, Carpenter, Newgarden, Rossi e Ferrucci são os 6 primeiros colocados. Em 7ªVinha um Marco Andretti que não tinha feito nada demais a corrida toda. O piloto da Andretti-Herta superou Conor Daly. (Outro que fazia uma bela corrida)

Santino Ferrucci foi para cima de Alexandre Rossi a menos de 40 voltas para o final. Com um grande desempenho (Talvez o melhor da sua carreira) ele supera o vice-líder do campeonato passando ao 5ºlugar. Na volta 213, Ferrucci vai para cima de Josef Newgarden, com muita ação, Mas o piloto da Penske precisava muito manter essa posição, importantíssima para a luta pelo campeonato. Rossi vinha em 6ºlugar, Isolado dos 5 primeiros e não tinha ameaças de Conor Daly, Simon Pagenaud e Ryan Hunter-Reay.

A 25 voltas do final, Graham Rahal foi para os boxes, E ficou por lá, com problemas mecânicos. A 20 voltas do final, Rossi entrega os pontos e vai para os boxes para completar o tanque. Depois da parada, o piloto da Andretti caiu para o 14ºlugar, 1 volta atrás do líder. Sato começa a ver Tony Kannan, Ed Carpenter, Josef Newgarden e Santino Ferrucci na sua cola, Disputando a vitória. Simon Pagenaud passa Conor Daly, subindo para o 6ºlugar. Duas voltas depois, Ferrucci passa Newgarden e assume o 4ºlugar.

O piloto da Dale Coyne foi para cima de Ed Carpenter, O Carro do norte-americano tinha carro até mesmo para ganhar corrida. Mas a 8 voltas do final, Ferrucci tenta por fora na curva 1 e perdeu a trajetória, Perdendo a posição para Newgarden.

A 4 voltas do final, Kannan é superado pelo Ed Carpenter. O piloto que estava fazendo sua última corrida do ano foi para cima de Sato. Enquanto que Kannan tinha a dura missão de segurar Ferrucci, que superou Newgarden.

Carpenter tentou superar o Japonês, Mas Sato resistiu e depois da desastrosa primeira volta de Pocono acabou conquistando sua segunda vitória na temporada, Dando a volta por cima do que aconteceu na semana anterior. Ed Carpenter fechou sua temporada com uma boa 2ªposição, Mas quem realmente brilhou foi Tony Kannan, Que levou um carro sem qualquer competitividade para a espetacular 3ªposição, Segurando o jovem Santino Ferrucci (Que fez sua melhor corrida na Formula Indy).

Josef Newgarden vinha em uma tranquila 5ªposição, Mas ele acabou rodando a poucos metros do final da corrida e acabou passando lentamente na linha de chegada, sendo superado pelo Francês Simon Pagenaud da Penske e pelo Norte-americano Conor Daly, Corricada do piloto da equipe Carlin. Mesmo assim, Newgarden saiu no lucro com o 7ºlugar. Ryan Hunter-Reay, Colton Herta e Marco Andretti completaram os 10 primeiros.

Alexander Rossi ficou em 13ºlugar, A 1 volta atrás do vencedor. Com isso ele perdeu terreno para Newgarden e perdeu a vice-liderança para Simon Pagenaud a 2 provas do final do campeonato.

Fotos:

IndyCar 2019 – St.louis

Resultado final da 15ªEtapa da Formula Indy
GP de St.Louis

posPilotoequipeMotorVoltasTempo/Diferença
130Takuma SatoRahal Letterman Lanigan RacingHonda2482:15:53.4687
220Ed CarpenterEd Carpenter RacingChevrolet248a  0.0399
314Tony KanaanA.J. Foyt EnterprisesChevrolet248a  2.2459
419Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda248a  4.1935
522Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet248a  6.2741
659Conor DalyCarlinChevrolet248a  8.020
72Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet248a  13.805
828Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda248a  14.9394
988Colton HertaHarding Steinbrenner RacingHonda248a  17.101
1098Marco AndrettiAndretti Herta Autosport with Marco & Curb-AgajanianHonda248a  18.4657
1110Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda248a  19.859
125James HinchcliffeArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda2471 Volta
1327Alexander RossiAndretti AutosportHonda2471 Volta
1426Zach VeachAndretti AutosportHonda2471 Volta
1523Charlie KimballCarlinChevrolet2471 Volta
167Marcus EricssonArrow Schmidt Peterson MotorsportsHonda2471 Volta
174Matheus LeistA.J. Foyt EnterprisesChevrolet2462 Voltas
1815Graham RahalRahal Letterman Lanigan RacingHonda22622 Voltas
1918Sebastien BourdaisDale Coyne Racing with Vasser SullivanHonda18959 Voltas
209Scott DixonChip Ganassi RacingHonda136112 Voltas
2121Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet131117 Voltas
2212Will PowerTeam PenskeChevrolet52196 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Marquez supera Quartararo no final e conquista vitória em Misano

Em Misano, depois de todo um final de semana dominada pelos pilotos da Yamaha, O Espanhol Marc Marquez quebrou todo esse favoritismo na volta final da Etapa de San Marino do Mundial de Motovelocidade. Na categoria principal, O Francês Fabio Quartararo tinha tudo para vencer sua primeira corrida na categoria principal. Só que não contava com o ataque final e certeiro em cima do piloto da Petronas.

Na Largada, Marevick Viñales manteve a liderança, Com Quartararo, Morbidelli, Marquez e Pol Espargaró. Ainda nas primeiras curvas, Marquez superou Morbidelli, Assumindo a 3ªposição. A melhor largada foi do Australiano Jack Miller, Passando do 16º para o 9ºlugar.

A liderança de Viñales não durou muito. Na 3ªVolta, Quartararo supera o piloto da equipe oficial da Yamaha e assumiu a liderança. Pol Espargaró vinha em 5º, com dificuldades para segurar Valentino Rossi. Mesmo com um belo desempenho da KTM na classificação, em corrida a marca Austríaca não parece ter o mesmo desempenho.

Na 5ªVolta, Marquez supera Viñales passando para o segundo lugar. Na entrada da volta seguinte, Rins ao tentar passar o piloto da KTM, errou a curva e perdeu duas posições (Para Rossi e Dovizioso), No final da 7ªVolta, Rossi supera Pol Espargaró e sobe para o 5ºlugar. A partir dai Dovizioso, Vice-líder do campeonato partiu para cima de Espargaró. Estava jogando suas últimas chances para ainda disputar o título. Na curva 1 da 9ªVolta, Dovi superou o piloto da KTM e subiu para o 6ºlugar.

Marquez e Quartararo continuavam o duelo pela liderança, Nas retas, Quartararo era bem mais rápido nas retomadas e curvas, Nas retas, Marquez vinha bem mais rápido nas retas. Enquanto isso, Em uma deprimente 17ªposição, Vinha Jorge Lorenzo em mais uma atuação lamentável.

Franco Morbidelli vinha segurando Valentino Rossi com muita garra. Rins acabou conseguindo passar Pol Espargaró e subiu para o 7ºlugar, Mas em uma volta tudo iria mudar, O piloto da Suzuki foi punido com a Volta Longa. O Espanhol não iria precisar fazer isso, Rins foi para o Chão curvas depois e abandonou a prova.

A 11 voltas do final, Rossi acaba por ultrapassar Morbidelli e assumiu o 4ºlugar, Morbidelli chegou a dar o X, Mas o Doutor acabou confirmando a ultrapassagem na curva 14. Porém, vinha bem longe para buscar um pódio. Viñales vinha em uma tranquila 3ªposição.

 Lá na frente, Quartararo estava disposto a vencer, Não dava brecha nenhuma para Marquez tomar a ponta. Era uma condução impecável do piloto da Petronas. A 8 voltas do final, a corrida estava entre os dois. Viñales vinha longe para tentar alguma coisa. Lá atrás, Michele Pirro que vinha bem e Cal Crutchlow com a LCR Honda deixaram a corrida.

Marquez precisava ir para o ataque de qualquer jeito. A 3 voltas do final, Ele conseguiu colocar sua moto lado a lado com Quartararo, que se segurou na liderança. O Formiga Atômica recuou um pouco para tentar um ataque na volta final.

Essa volta final, Marquez mostrou o porquê esta a caminho do 6ºtítulo Mundial de motovelocidade. Na curva 1, O piloto da Honda superou sem o menor conhecimento Fabio Quartararo. Mas se você pensa que acabou, Engana-se, Pois o Francês que faz sua temporada de estreia não deixou barato e superou o seu rival na curva 4. Na curva 8, depois da primeira grande reta, Marquez voltou a superar Quartararo.

Nas segunda metade da pista, Quartararo tenta tudo para recuperar a vitória. Na curva 14, Marquez da uma freada antecipada, Isso obrigou Quartararo a frear, Dando um ponto final a disputa entre os dois. Marquez conquista a sua 7ªVitória na temporada. Com a pontuação que o Espanhol tem de diferença para Andrea Dovizioso, que chegou em 6ºlugar.

Fabio Quartararo ficou a pouco da sua primeira vitória, Mas acabou tendo uma condução impecável e mostrou a Marquez, que ele terá um rival a altura. Mais uma vez um piloto da Petronas acaba superando os pilotos da equipe oficial da Yamaha. Marevick Viñales completou o pódio, Muito na frente do seu companheiro de equipe. Valentino Rossi acabou administrando o 4ºlugar, Seguido pelo Ítalo-brasileiro Franco Morbidelli da Petronas e pelo Italiano Andrea Dovizioso, Que fica com poucas chances de tirar o título das mãos de Marquez.

Pol Espargaró fez o que pode e até levou a sua KTM ao 7ºlugar, Mas ainda não é o bastante para as ambições da Fabrica Austríaca. (Que ainda usa chassis de Alumínio) Joan Mir levou a Suzuki ao 8ºlugar. Completando os 10 primeiros colocados vieram Jack Miller da Pramac e Danilo Petrucci com a Ducati de Fábrica, Mais uma vez fazendo um trabalho bem ruim. Depois da vitória no GP da Itália e de um belíssimo resultado na Catalunha, parece que o Petrucci perdeu o bom momento e esta tendo atuação não condizentes a um piloto da Ducati.

Johann Zarco tentou fazer uma boa corrida, Mas acabou bem longe do Espargaró e acabou em 11ºlugar. Ficou na frente de Aleix Espargaró, levando nas costas a fraca Aprilla ao 12ºlugar. Esteve Rabat conseguiu ficar na 13ªposição. A Frente de Jorge Lorenzo, Que se arrastou para chegar ao final da prova, Em 14ºlugar. Hafizh Syarhin completou a zona de pontuação, Muito por causa das quedas de seus adversários.

Nesse domingo, teremos a 14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade. Marquez pode dar mais um passo decisivo para ser o campeão do mundo pela 8ªvez. (6ªVez pela categoria principal)

Fotos:

Resultado final do GP de San Marino
MotoGP

posPilotoEquipeMotoTempo
193Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda42’25.163
220Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 0.903
312Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 1.636
446Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 12.660
521Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 12.774
64Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 13.744
744Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 20.050
836Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 22.512
943Jack MillerPramac RacingDucatia 26.554
109Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 31.456
115Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTMa 32.388
1241Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 34.477
1353Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 35.325
1499Jorge LorenzoRepsol Honda TeamHondaa 47.247
1555Hafizh SyahrinRed Bull KTM Tech 3KTMa 1’02.280
1688Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 1’07.831
1717Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 1’24.666
1830Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 1 volta
NC35Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 5 voltas
NC51Michele PirroDucati TeamDucatia 6 voltas
NC42Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 12 voltas
NC63Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 16 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Augusto Fernandez vence com manobra polêmica em Mizano – Comissários erram em manter a vitória para o piloto da Pons

Em um dos finais mais polêmicos de corrida no ano. O Espanhol Augusto Fernandez, após violar pela segunda vez o limite da pista acabou jogando pesado demais em cima de Fabio di Giannantonio e acabou levando a 3ªvitória na Moto 2. A corrida foi inteira do piloto da Speed UP.

Na largada, Fabio di Giannantonio largou muito bem, mantendo a liderança, Com Augusto Fernandez em 2º e Thomas Luthi numa grande largada passou do 7º para o 3ºlugar. Marquez acabou caindo para o 5ºlugar. Mas logo o líder do campeonato começou a reagir.

Na segunda volta, Remy Gardner e depois Alex Marquez superaram Luthi, Passando para o 3º e 4ºlugares respectivamente, Curvas depois, O Piloto da SAG perdeu tração e foi engolido por Marquez e Luthi, Recuando para o 5ºlugar.

Enquanto Luthi tentava ir para cima de Marquez em busca do 3ºlugar, Fernandez vai pra cima de Di Giannantonio, em busca da liderança da etapa San Marinenha. Gardner ficou para Xavi Vierge e vinha com dificuldades para manter a 5ªposição. Seu companheiro de equipe vinha apenas em 14ºlugar, Tetsura Nakashima caiu demais.

Adam Norridin na 6ªVolta foi o primeiro a deixar a prova.  Seguiram o destino do malaio, Os pilotos Marco Bezzecchi da Tech 3 (Que vinha muito bem no final de semana) e Tetsuha Nagashima as SAG.

Em poucas voltas de prova. Di Giannantonio, Fernandez, Marquez e Luthi. Lá atrás vinham os demais. Na 10ªVolta, Fernandez chega a pegar por momentos a liderança, Mas logo Di Giannantonio deu o troco e voltou para a ponta. Na 9ªVolta, Gardner vai para o chão, Terminando dessa forma a corrida da equipe SAG de Eduardo Pelares. Di Giannotonio abre uma pequena vantagem na liderança, Com Fernandez e Marquez chegando a disputar o segundo lugar. Luthi em 4ºlugar vinha um pouco afastado. E Bem mais atrás vinha Sam Lowes, em uma boa 5ªposição. Vierge, Navarro, Binder, Bastianini e Baldassarri vinham nas 10 primeiras posições.

A 13 voltas do final, o piloto da Speed UP vinha liderando com 0.7 segundos a frente de Fernandez, Mas os pneus de Fabio di Giannantonio vinham se desgastando mais do que seus adversários..  Fernandez se anima e tenta chegar no piloto da boa Speed UP, Enquanto que seu companheiro de equipe, Lorenzo Baldassarri tomou uma advertência por passar do limite da pista. O mesmo aconteceu com  o Espanhol Jorge Navarro da Speed UP.

Augusto Fernandez chegou em Fabio di Giannantonio a 7 voltas e meia do final. O desempenho do piloto da Pons vinha sendo melhor. O piloto Italiano, acabou forçando a barra e tomando uma advertência por passar do limite da pista na entrada da reta dos boxes, A 6 voltas do final.

Apesar do desgaste maior da sua Speed UP, Di Giannantonio tinha uma boa velocidade nas retas e estava mantendo a liderança da prova. A poucas voltas do final, Fernandez é advertido e também não poderia passar pelo limite da pista de novo.

A 1 volta e meia do final, Augusto Fernandez tentou um ataque para cima de Fabio di Giannantonio, que se defende bem na liderança. Fernandez, Na curva 1 da volta final, superou Di Giannantonio e passou a liderança, Mas tomou do piloto da Speed UP de forma imediata.

A partir das últimas curvas veio a polêmica da prova. Augusto Fernandez foi com tudo para cima de Di Giannantonio nas curvas finais, Na curva 12 o piloto da Pons passa claramente pela parte de fora do traçado permitido, Que já daria uma punição de 3 segundos acrescidos ao tempo total de prova. Ainda mais que isso, Fernandez passou na Marra Di Giannantonio e assumiu a liderança a curvas do final da prova.

Fernandez cruzou na frente e conquistou sua 3ªvitória na temporada, Mas logo que terminou a corrida, o lance foi colocado sob judice. Teve investigação desse lance, Segundo o regulamento (Se ele fosse cumprido, Fernandez perderia mais do que 3 segundos, Na minha opinião. Só pela saída do traçado permitido, O piloto da Pons já deveria ter sido punido. E pela manobra que ele fez em cima de Fabio Di Giannantonio nas curvas finais, Eu acho que era também passível de punição.

Os comissários investigaram o caso, E dai eles só tomariam a decisão após os representantes da Federação Internacional de Motociclismo conversar com os 2 pilotos. E es que resolveram rasgar o regulamento e mantiveram a vitória para Fernandez. A Dorna e a FIM acabaram não cumprindo o regulamento. Claramente, Augusto Fernandez passou duas vezes para fora da pista. A punição era certa, não tinha nem como defender.

O piloto da Pons não mereceu a vitória. Seria melhor terem aplicado a punição e terem dado a vitória para Fabio Di Giannantonio. O piloto da Speed UP foi assaltado, foi roubado, foi sacaneado pelos comissários, Espero que a equipe tenha entrando com a ação para reaver a vitória para eles.

Alex Marquez completou o pódio em 3ºlugar e Thomas Luthi ficou em 4ºlugar. Se a punição de 3 segundos fosse aplicada, Fernandez ficaria em 4ºlugar. Esses pontos e essa falta do cumprimento do regulamento pode até definir o campeonato. Olha, A Dorna precisava rever esse resultado, Se não rever esse resultado e esses pontos fizessem diferença na pontuação final, Vai ser um campeonato manchado, vai ser um campeonato que terá o carimbo de “Não foi Legal”.

Sam Lowes fez sua melhor corrida do ano, Terminando em 5ºlugar. Seguido de Brad Binder com sua KTM que parece não se acertar nessa temporada. Jorge Navarro de forma nenhuma conseguiu andar perto do seu companheiro de equipe e acabou o dia em 7ºlugar. Igualmente pode se dizer de Xavi Vierge em relação ao Alex Marquez, O piloto da Marc VDS ficou em 8ºlugar.

Os italianos Enea Bastianini e Lorenzo Baldassarri completaram os 10 primeiros lugares. Seguidos de Luca Marini da Sky Racing VR46. Jorge Martin foi apenas o 12º com a 2 melhor KTM da corrida. Andrea Locatelli, Somkiat Chantra e Stefano Manzi completaram a zona de pontuação. Destacando a boa corrida do piloto Tailandês da Honda Asia Team e do pilotos da MV Agusta, Que marcou mais um ponto na temporada.

Semana que vem, Teremos a 14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade. No circuito de Aragón na Espanha.

Fotos:

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto 2

posPilotoEquipeMotoTempo
140Augusto FernandezFLEXBOX HP 40Kalex41’12.535
221Fabio di Giannantonioa Ego Speed UpSpeed Upa 0.186
373Alex MarquezEG 0,0 Marc VDSKalexa 1.283
412Thomas LuthiDynavolt Intact GPKalexa 2.733
522Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 8.764
641Brad BinderRed Bull KTM AjoKTMa 8.952
79Jorge Navarroa Ego Speed UpSpeed Upa 9.928
897Xavi ViergeEG 0,0 Marc VDSKalexa 12.844
933Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalexa 13.916
107Lorenzo BaldassarriFLEXBOX HP 40Kalexa 15.338
1110Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalexa 17.881
1288Jorge MartinRed Bull KTM AjoKTMa 20.511
135Andrea LocatelliItaltrans Racing TeamKalexa 21.714
1435Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 28.673
1562Stefano ManziMV Agusta Temporary ForwardMV Agustaa 30.791
1616Joe RobertsAmerican Racing KTMKTMa 31.679
1764Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 32.104
1877Dominique AegerterMV Agusta Temporary ForwardMV Agustaa 32.324
1924Simone CorsiNTS RW Racing GPNTSa 34.048
2096Jake DixonSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 45.708
2127Iker LecuonaAmerican Racing KTMKTMa 47.521
223Lukas TulovicKiefer RacingKTMa 54.782
2365Philipp OettlRed Bull KTM Tech 3KTMa 57.945
2436Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaKalexa 1’03.822
2518Xavi CardelusSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 1’07.021
NC45Tetsuta NagashimaONEXOX TKKR SAG TeamKalexa 12 voltas
NC87Remy GardnerONEXOX TKKR SAG TeamKalexa 15 voltas
NC11Nicolo BulegaSKY Racing Team VR46Kalexa 15 voltas
NC72Marco BezecchiRed Bull KTM Tech 3KTMa 19 voltas
NC47Adam NorrodinPetronas Sprinta RacingKalexa 20 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Suzuki domina maior parte da corrida e conquista primeira vitória da carreira em Misano

Após 84 corridas no Mundial de motovelocidade, Finalmente o Japonês Tatsuki Suzuki chegou a sua primeira vitória da sua carreira. Em uma corrida aonde dominou a maior parte da prova, liderando quase todas as 23 voltas da etapa de San Marino.

O Japonês da equipe de Paolo Simoncelli dedicou a vitória para Marco Simoncelli, que acabou morrendo em um acidente no GP da Malásia em 2011. O Circuito inclusive tem o nome do filho do dono da equipe SIC 58 Squadra Corse.

Suzuki largou muito bem e assumiu a liderança, Arbolino acabou passando Aron Canet assumindo a segunda posição. Masia, Arenas, Vietti e Antonelli completava os 6 primeiros colocados. Sergio Garcia e Kaito Toba caíram na 2 primeiras curvas.

Na 2ªreta, Arbolino e Canet chegaram a passar Suzuki, O Japonês nas curvas seguintes devolveu as ultrapassagens e voltam ao primeiro lugar. Mais atrás, Dalla Porta e Ramirez superaram Andrea Migno assumindo o 8º e 9ºlugares respectivamente.

No começo da terceira volta, A Estrella Galícia acaba deixando de vez a corrida. Alonso Lopez foi para o Chão. As quedas se sucederam nas primeiras voltas. Arenas caiu na perigosa curva 1 na 4ªVolta. Momentos depois, Canet teve problemas com sua moto, Esses problemas acabaram por fazer que Tony Booth-Amos tivesse caído. Esse foi o acidente mais grave da corrida, O piloto inglês fraturou o pé direito.

Os pilotos Niccolò Antonelli e Celestino Vietti acabaram se acidentando. O piloto da SIC58 fraturou o punho esquerdo e a clavícula direita. Com todas essas confusões. Suzuki e Arbolino abriram vantagem nas 2 primeiras posições, Com Lorenzo Dalla Porta em 3º, Com ainda 17 voltas pela frente. Os dois pilotos da equipe WWR (Que perdeu o patrocinador da Bester, uma empresa de capitalização do oriente médio) vinham em 4º e em 5ºlugar. O Espanhol Jaume Masia superou Dalla Porta, assumindo a 3ªposição.

Masia, Dalla Porta e Migno vinham chegando em Suzuki e Arbolino. No segundo pelotão vinha liderando Dennis Foggia e Gabriel Rodrigo. A 12 voltas do final, Lorenzo Dalla Porta deu o troco em cima de Masia e volta ao pódio, Migno também supera Masia, Deixando seu companheiro de equipe para o 5ºlugar.

A 10 voltas do final, Suzuki em uma atuação impecável continuava na liderança. O Japonês Ai Ogura chegou nesse grupo da frente. No final da 14ªVolta, Arbolino erra e Lorenzo Dalla Porta passou para o segundo lugar. Na volta seguinte, O piloto da Snipers  recuperou a segunda posição. A 9 voltas do final, Dalla Porta voltou para cima de Arbolino voltando para o 2ºlugar, O piloto da Snipers tomou também de Jaume Masia.

Mas em algumas curvas tudo mudou, Dalla Porta que estava em 2ºlugar, foi superando pelo Jaume Masia, Tony Arbolino, Ai Ogura e Andrea Migno caindo para o 6ºlugar. John McPhee chegou a turma a 6 voltas do final.

Na 18ªVolta, Masia supera Suzuki e assumiu a liderança, Agora o Japonês pela primeira vez atrás de um piloto. Migno e Arbolino logo atrás disputaram o terceiro lugar, na parte mais rápida do circuito, Com o piloto da Snipers na frente. Logo depois ele foi para cima de Suzuki e chega a passar o piloto Japonês, Mas o piloto da SIC58 recuperou a posição.

A 4 voltas do final, Masia, Arbolino, Suzuki e Ogura estavam disputando a vitória. Migno, McPhee e Dalla Porta vinham um pouco mais atrás. Na 21ªVolta, na segunda parte da volta. Arbolino e Suzuki passaram pelo Migno, E na curva seguinte, Suzuki superou Arbolino e reassumiu a liderança na curva 14.

Arbolino tentou voltar para cima de Suzuki, Na penúltima volta, o piloto da Snipers chegou a superar o Japonês, Mas imediatamente Tatsuki Suzuki voltou a primeira posição, Decidido a vencer a prova. Na Volta final ele abriu uma pequena vantagem para Arbolino, Migno, McPhee e Ogura. Na curva 8, Migno caiu e levou Ogura com ele. O piloto da Honda Asia Team abandonou e o piloto da WWR voltou para terminar a corrida.

Nas curvas finais, Arbolino e McPhee tentaram de tudo, Mas Suzuki segurou a ponta e levou sua moto para a vitória em Misano, Sua primeira vitória da carreira e uma vitória marcante para a equipe de Paolo Simoncelli, A SIC58 Squadra Corse. Foi a segunda vitória da temporada e uma vitória na sua casa. Essa vitória teve um fator de emoção para eles todos. John McPhee superou Tony Arbolino e acabou ficando com o segundo lugar. O Pódio foi completado pelo piloto da Snipers. Arbolino entra na disputa pelo campeonato.

Jaume Masia levou sua moto sem o patrocinador das provas anteriores para o 4ºlugar, Uma atuação heroica do piloto Espanhol. Dennis Foggia acabou em 5ºlugar, Mas não brigou pela vitória em nenhum momento. Gabriel Rodrigo na sua volta as pistas, fez uma boa corrida acabando em 6ºlugar.

Marcos Ramirez após uma bela vitória em Silverstone, fez uma corrida apagada ficando em 7ºlugar. Lorenzo Dalla Porta acabou em 5ºlugar, Mas acabou punido em 3 segundos de acréscimo no seu tempo de corrida, Caindo para o 8ºlugar. O prejuízo de Canet poderia ser bem maior. Dalla Porta vem a 22 pontos a frente de Canet na liderança do Mundial.

Filip Salac da PruestelGP e Raul Fernandez da Angel Nieto completaram os 10 primeiros colocados. Semana que vem, teremos a 14ªEtapa com o GP de Aragón, A 3ªprova na Espanha em 2019.

Fotos:

Resultado Final da 13ªEtapa da Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
124Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda40’00.034
217John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 0.112
314Tony ArbolinoVNE SnipersHondaa 0.201
45Jaume MasiaWWRKTMa 0.708
57Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTMa 3.232
619Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 3.431
742Marcos RamirezLeopard RacingHondaa 3.518
848Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHondaa 3.740
912Filip SalacRedox PruestelGPKTMa 4.358
1025Raul FernandezSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 14.210
1182Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTMa 17.190
1284Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTMa 17.217
1316Andrea MignoWWRKTMa 29.972
1454Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Hondaa 32.133
1520Elia BartoliniSky Junior Team VR46KTMa 32.217
1653Deniz OncuRed Bull KTM AjoKTMa 51.058
NC79Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 1 volta
NC22Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 5 voltas
NC83Meikon KawagamiFundacion Andreas Perez 77KTMa 6 voltas
NC40Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 15 voltas
NC44Aron CanetSterilgarda Max Racing TeamKTMa 18 voltas
NC75Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 20 voltas
NC23Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 20 voltas
NC13Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 20 voltas
NC69Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTMa 20 voltas
NC21Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Hondaa 21 voltas
NC71Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHondaa 23 Voltas
NC27Kaito TobaHonda Team AsiaHondaa 23 Voltas
NC11Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 23 Voltas
NC76Makar YurneBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 23 Voltas



Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Na Moto E, Mattia Ferrari conquista as duas vitórias em Misano e passa a liderar o campeonato

Na Moto E, Mattia Ferrari conquista as duas vitórias em Misano e passa a liderar o campeonato

Um final de semana excelente para o italiano Mattia Ferrari, Que acabou levando sua moto elétrica para a vitória tanto na prova do Sábado como na prova da manhã de domingo. A Classificação aconteceu na sexta-feira, Ela valeu para o Grid das duas provas do final de semana. Piloto Local, Alex de Angelis largou da pole position, Com Matteo Ferrari da Trentino Gresini e Xavier Simeon da Avintia completando a primeira fila. Na segunda fila, Largaram Jesko Raffim da Dynavolt, Niccolo Canepa da LCR E-Team e de Maria Herrera da equipe de Angel Nieto.

Líder do campeonato, Mike Di Meglio largaria da 17ªposição.

Corrida do Sábado:

posPilotoEquipeMotoTempo
15Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergica1’44.660
211Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’44.708
310Xavier SimeonAvintia Esponsorama RacingEnergica1’44.769
42Jesko RaffinDynavolt Intact GPEnergica1’44.878
57Niccolo CanepaLCR E-TeamEnergica1’44.913
66Maria HerreraOpenBank Ángel Nieto TeamEnergica1’44.923
738Bradley SmithOne Energy RacingEnergica1’45.011
84Hector GarzoTech 3 E-RacingEnergica1’45.097
918Nicolas TerolOpenBank Ángel Nieto TeamEnergica1’45.540
1027Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergica1’45.548
1132Lorenzo SavadoriTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’45.725
1216Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’47.448
1378Kenny ForayTech 3 E-RacingEnergica1’47.542
1414Randy de PunietLCR E-TeamEnergica1’47.918
1515Sete GibernauJoin Contract Pons 40EnergicaSem Tempo
1651Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaSem Tempo
1763Mike di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaSem Tempo
1866Niki TuuliAjo MotoEEnergicaSem Tempo

Na largada da prova de sábado, De Angelis manteve a liderança, Com Ferrari, Simeon, Herrera (Que fez grande largada), Raffin e Canepa nas 6 primeiras posições. Mike Di Meglio tinha problemas com a sua moto.

Na segunda volta, Simeon e Ferrari disputavam a segunda posição, enquanto que Raffin e Canepa superaram Maria Herrera. Na 8ªCurva da segunda volta, um triplo acidente envolvendo Bradley Smith, Casadei e Niki Tuuli. (Esse acidente impossibilitou a participação do finlandês da prova de domingo)

Simeon supera de Angelis na terceira volta, após uma falha de Alex de Angelis. Garzo passou para o 3ºlugar, Numa bela prova de recuperação. Igualmente em grande corrida de recuperação vinha Eric Granado, que já vinha nas 8 primeiras posições.

Ferrari supera Garzo e assumiu a segunda posição, Granado passou para o 4ºlugar a 3 voltas do final, Mas na curva 14, Eric encontra o chão e acabou saindo da briga pela vitória.

Ferrari assumiu a liderança e acabou conquistando a primeira vitória do final de semana. Simeon e Garzo disputando o segundo lugar, Até na volta final o Belga superou o piloto espanhol, ficando com o 2ºlugar e Garzo completando o pódio.

Jesfo Raffin da Dynavolt ficou com o 4ºlugar, Nicolo Canepa chegou em 5ºlugar e Maria Herrera da Angel Nieto completa os 6 primeiros colocados.

Resultado da primeira corrida do final de semana
3ªEtapa da Moto E

posPilotoEquipeMotoTempo
111Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica12’19.694
24Hector GarzoTech 3 E-RacingEnergicaa 0.187
310Xavier SimeonAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 0.590
42Jesko RaffinDynavolt Intact GPEnergicaa 3.111
57Niccolo CanepaLCR E-TeamEnergicaa 3.284
66Maria HerreraOpenBank Ángel Nieto TeamEnergicaa 6.516
732Lorenzo SavadoriTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 6.883
818Nicolas TerolOpenBank Ángel Nieto TeamEnergicaa 7.276
915Sete GibernauJoin Contract Pons 40Energicaa 14.576
1016Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 15.568
1114Randy de PunietLCR E-TeamEnergicaa 22.278
1238Bradley SmithOne Energy RacingEnergicaa 31.146
1351Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 1’10.405
NC5Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 4 voltas
NC27Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 6 voltas
NC66Niki TuuliAjo MotoEEnergicaa 6 voltas
NC78Kenny ForayTech 3 E-RacingEnergicaa 6 voltas
NC63Mike di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 6 voltas

Na prova do Domingo, Novamente de Angelis largou bem e manteve a liderança, Nas primeiras curvas, o belga Xavier Simeon foi para o chão e deixou a prova. Matteo Ferrari vinha em 2º, Com Maria Herrera em 3º, Canepa, Garzo e Casadei completando os 6 primeiros. Eric Granado subiu do 15ºlugar para a 7ªposição.

No começo da segunda volta, Ferrari superou de Angelis assumindo a liderança, O piloto da Pramac não tinha rendimento para desafiar o piloto da Gresini. Na terceira volta, o San marinense foi superado pelo Canepa, Garzo, Herrera e Casadei, caindo para o 6ºlugar.

Enquanto Matteo Ferrari abriu mais de 1 segundo, Maria Herrera superou Canepa e assumiu a terceira posição. A menos de 3 voltas para o final , Alex de Angelis vai para o chão pela segunda vez e acaba de forma desastrosa seu final de semana.

Canepa e Casadei passaram Herrera e os dois brigavam pelo pódio. Nessa disputa, O piloto da SIC58 superou o piloto da LCR E-Team para ficar com o pódio. A Vitória do domingo ficou mesmo com Matteo Ferrari, Que dessa forma terminou seu final de semana com 50 pontos de 50 possíveis. Saindo para a última etapa do Campeonato como líder do campeonato e com boas chances de ser o primeiro campeão da História da copa do Mundo da Moto E.

O Pódio foi completado pelo Hector Garzó da Tech 3 e de Mattia Casadei da SIC58. Completando os 6 primeiros colocados, Nicolo Canepa, Maria Herrera e de Eric Granado. As 2 últimas etapas vão acontecer nos dias 15, 16 e 17 de Novembro, No circuito Ricardo Torno em Valência.

Fotos:

Resultado da primeira corrida do final de semana
4ªEtapa da Moto E

posPilotoEquipeMotoTempo
111Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica12’15.142
24Hector GarzoTech 3 E-RacingEnergicaa 2.687
327Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 2.844
47Niccolo CanepaLCR E-TeamEnergicaa 2.899
56Maria HerreraOpenBank Ángel Nieto TeamEnergicaa 3.022
651Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 5.448
72Jesko RaffinDynavolt Intact GPEnergicaa 5.740
838Bradley SmithOne Energy RacingEnergicaa 7.013
918Nicolas TerolOpenBank Ángel Nieto TeamEnergicaa 8.072
1063Mike di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 10.405
1132Lorenzo SavadoriTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 10.559
1216Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 11.312
1314Randy de PunietLCR E-TeamEnergicaa 24.129
1478Kenny ForayTech 3 E-RacingEnergicaa 35.867
NC5Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 3 Voltas
NC15Sete GibernauJoin Contract Pons 40Energicaa 3 Voltas
NC10Xavier SimeonAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 7 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP