Corridas Históricas – GP do Canadá de 1988

Grid de Largada:

1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’21.681
2 Alain Prost (McLaren/Honda) 1’21.863
3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’22.719
4 Michele Alboreto (Ferrari) 1’23.296
5 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’23.968
6 Nelson Piquet (Lotus/Honda) 1’23.995
7 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’24.115
8 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’24.679
9 Nigel Mansell (Williams/Judd) 1’24.844
10 Philippe Streiff (AGS/Ford) 1’24.968
11 Riccardo Patrese (Williams/Judd) 1’24.971
12 Andrea de Cesaris (Rial/Ford) 1’24.988
13 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’25.373
14 Ivan Capelli (March/Judd) 1’25.609
15 Stefano Modena (Euro Brun/Ford) 1’25.713
16 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’25.740
17 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’25.765
18 Mauricio Gugelmin (March/Judd) 1’25.910
19 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’26.092
20 René Arnoux (Ligier/Judd) 1’26.327
21 Luis Perez-Sala (Minardi/Ford) 1’26.437
22 Piercarlo Ghinzani (Zakspeed) 1’26.784
23 Julian Bailey (Tyrrell/Ford) 1’27.139
24 Oscar Larrauri (Euro Brun/Ford) 1’27.321
25 Stefan Johansson (Ligier/Judd) 1’27.637
26 Gabriele Tarquini (Coloni/Ford) 1’27.665

Não se Classificaram para a corrida:

Adrián Campos (Minardi/Ford) 1’27.885
Nicola Larini (Osella)1’27.981
Yannick Dalmas (Lola/Ford) 1’28.012
Bernd Schneider (Zakspeed) 1’28.215
Alex Caffi (Dallara/Ford) 1’29.103

Senna supera Prost, vence em Montreal e assume a vice-liderança do Mundial de pilotos

Ayrton Senna conseguiu sua quinta pole position na temporada e precisava da vitória para entrar na disputa do campeonato. Alain Prost tinha 33 pontos, Berger era o vice-líder com 18 pontos e Senna aparecia em 3º com 15 pontos. O líder do Campeonato Alain Prost largava em 2º. Na segunda fila largava os dois pilotos da Ferrari, com Gerhard Berger em 3º e Michele Alboreto em 4º. Na terceira fila largava o melhor dos pilotos com motor aspirado, o italiano Alessandro Nannini da Benetton e o Brasileiro Nelson Piquet da Lotus fechava os 6 primeiros colocados.

Thierry Boutsen (Benetton), Eddie Cheever (Arrows), Nigel Mansell (Williams) e completando os 10 primeiros colocados o Francês Phillipe Streiff (AGS) com uma grande classificação. Adrián Campos, Nicola Larini, Yannick Dalmas, Bernd Schneider e Alex Caffi não foram classificados para a corrida. Aliás, essa foi a última vez que Campos participou de um GP de Formula 1.

Senna reclamou demais da posição onde ficava o pole position, Ele estava por fora, enquanto que Prost vinha por dentro. Isso deve ter feito toda a diferença na largada. Prost assumiu a liderança deixando Senna para a segunda posição. Os dois seguidos de perto por Berger, Alboreto, Boutsen, Nannini, Piquet e Mansell. Uma bela largada de Prost e uma grande largada de Boutsen, que subiu do 7º para o 5ºlugar.

Prost, Senna e Berger vinham na mesma balada ao completarem a primeira volta, enquanto Alboreto ficava mais para os dois pilotos da Benetton. Enquanto isso lá atrás, Julian Bailey bateu em Luis Perez Sala que acabou perdendo o aerofólio traseiro. Enquanto o piloto da Tyrrell abandonava a prova o piloto da Minardi acabou indo para os boxes para recolocar um novo aerofólio.

Os pilotos da Mclaren, Ferrari e Lotus poderiam ter problemas de consumo de combustível, coisa que as Benetton e outros carros aspirados não tinham. Boutsen vai para cima de Alboreto, mesmo com potência a menos, o carro da Benetton vinha mais equilibrado do que o carro do piloto italiano.

Prost vinha na frente de Senna que vinha acompanhando o Francês e Berger tentava acompanhar os dois. A Ferrari aumentou a potência do seu motor para poder lutar de igual para igual com os pilotos da Mclaren. Enquanto isso, Piquet sofria pressão de Nigel Mansell, tentando segurar o 7ºlugar. muito longe do 9ºcolocado. Após 6 voltas completadas: 1. Prost (8:52.36), 2. Senna (a 0.71), 3. Berger (a 1.79), 4. Alboreto (a 4.12), 5. Boutsen (a 4.89), 6. Nannini (a 6.09)

Alboreto vivia momentos difíceis com Boutsen na sua cola após 8 voltas de prova. Seu companheiro Gerhard Berger vinha em 3º, ainda perto de Prost e Senna que começavam a fugir do Berger. Lá atrás, Oscar Larrauri abandonou com problemas de chassis da Eurobrun, Após tocar o Aerofólio dianteiro em Stefan Johansson (Ligier).

Na 9ªVolta, Senna começa a ameaçar um ataque em cima de Prost. Berger já não consegue acompanhar os dois de perto; Já Alboreto continuava pressionado por Boutsen e Nannini com um ótimo chassis e um motor que consumia pouco. Classificação após 10 Voltas: 1. Prost (14:41.14), Senna (a 0.30), 3. Berger (a 2.97), 4. Alboreto (a 7.53), 5. Boutsen (a 7.53), 6. Nannini (a 8.39) 

No final da 11ªVolta, Boutsen e Nannini (A dupla da Benetton) superaram Alboreto e passaram para o 4º e 5ºlugares respectivamente. E acabaram indo embora, deixando o piloto da Ferrari para trás. Prost tentava abrir um pouco de vantagem para Senna, abrindo 0.7 segundos para o piloto brasileiro. Berger vinha em 3º, mas começava a ver os pilotos da Benetton mais de perto, Já para buscarem o vice-líder do campeonato. Era impressionante como a Benetton andava muito.

No final da 14ªVolta, Boutsen e depois Nannini superaram Berger e subiram para o 3º e 4ºlugares e se mandaram na frente. A uns 10 segundos a frente, Senna foi com tudo para cima de Prost. Enquanto que Nannini teve de deixar a prova, por causa da ignição ao começar à 16ªVolta. Com isso Berger volta ao 4ºlugar, com Alboreto e Piquet completando os 6 primeiros colocados.

Prost e Senna pegaram o primeiro retardatário (Piercarlo Ghinzani) e ambos passaram com pouco de dificuldade. Mansell continuava atacando Piquet, Os dois disputam o 6ºlugar, um pouco atrás, vinha Phillipe Streiff, se aproximando dos dois com sua AGS.

Na 19ªVolta, Prost e Senna pegam Luis Perez Sala, Senna se aproveitou do piloto da Minardi e foi para a ultrapassagem no Haipin ao final da prova. O Brasileiro assumiu a liderança. Agora era Prost que tinha que partir para cima do piloto Brasileiro. Após 19 voltas completadas a classificação era: Senna, Prost, Boutsen, Berger, Alboreto, Piquet, Mansell e Streiff. Andrea de Cesaris (Rial) e Ivan Capelli (March) completavam os 10 primeiros colocados.

Senna começava a abrir um pouco de vantagem para cima de Prost. Ambos tinham que se preocupar com o consumo de combustível, Além de Berger, Alboreto, Piquet e Nakajima. Para o Austríaco, A preocupação do combustível acabaria na 23ªVolta. Seu Ferrari sofreu de problemas elétricos e acabou deixando a corrida. Enquanto que Mansell continuava a pressionar Piquet. Já Streiff estava perto dos dois, mas errou uma marcha e perdeu uns 3 segundos em relação a Piquet e Mansell.

Na mesma 23ªVolta, Mansell supera Piquet e assume o 5ºlugar. Os problemas do campeão de 1987 não iriam parar por ai, Ele começava a ser pressionado pelo Phillipe Streiff. Lá na frente, Senna e Prost passaram por Gugelmin. Senna já estava mais sossegado na liderança, com 4 segundos a frente do piloto francês. Thierry Boutsen vinha em 3º, a 10 segundos do líder e na frente de Alboreto.  Classificação após 25 voltas: 1. Senna (36:27.34), 2. Prost (a 4.02), 3. Boutsen (11.40), 4. Alboreto (29.23), 5. Mansell (35.53), 6. Piquet (39.07).

Senna perdeu tempo para superar Tarquini e depois, na 28ªVolta, o líder da prova pegou logo três retardatários: Arnoux, Warwick e Cheever. Senna acabou tendo de resolver rápido essa situação. Prost chegou perto, mas tinha que passar pelos três, que brigavam pelo 16ºlugar. Resultado foi que Prost demorou mais de 1 volta para conseguir passar pelos 3 pilotos, nesse meio tempo, Nigel Mansell abandonou com problemas de Motor.

Piquet voltou para o 5ºlugar e Streiff entra na zona de pontuação, mas a posição de Piquet era frágil. Streiff colocava pressão em cima de Piquet. Os problemas do chassis desse ano da Lotus era evidente, somente o motor turbo da Honda e o braço do Piquet é que deixava o piloto em 5ºlugar. Algumas voltas depois, Andrea de Cesaris chegou na batalha pela posição. Lá atrás, Tarquini tocou em Arnoux e rodou logo na frente de Warwick. Apesar disso, o piloto da Coloni voltou à prova.

Classificação após 31 Voltas: Senna (45:08.94), 2. Prost (a 4.36), 3. Boutsen (a 12.60), 4. Alboreto (34.05), Piquet (45.90) e Streiff (a 46.46). De Cesaris, Capelli, Patrese e Modena completam os 10 primeiros colocados.

Michele Alboreto abandona a prova, enterrando de uma vez o final de semana da Ferrari. Na mesma volta, o italiano Ricardo Patrese abandonou. A Williams também estava fora da prova. Piquet subiu para o 4ºlugar, mas era atacado incansavelmente pelo Streiff, levando a AGS ao seu melhor momento na Formula 1.

Após a metade da prova, 17 pilotos ainda estavam na corrida. A Classificação era: Senna (50:53.808), Prost (a 3.178), Boutsen (a 15.339), Piquet (a 53.088), Streiff (a 54.322) e De Cesaris (a 55.512) Apesar de não ter problemas de combustível, Boutsen não parecia ser páreo para os dois pilotos da Mclaren-Honda. Senna se estabilizou na frente, com 3 a 4 segundos de frente para Prost, cuidando do consumo de combustível que para ele era dramático. Na 37ªVolta, Senna coloca uma volta em Stefano Modena, que estava fazendo um belo final de semana com sua Eurobrun, em 8ºlugar. O italiano facilitou a ultrapassagem dos dois primeiros.

Arnoux foi para os boxes, o que seria uma troca de pneus acabou na verdade sendo um abandono, por causa da quebra da transmissão do Ligier. Nelson Piquet conseguiu abrir um pouco de vantagem para Streiff que começava a ficar mais para De Cesaris. Eram duas equipes pequenas com bons carros brigando pelo 5ºlugar. Até que na 42ªVolta, Phillipe Streiff entrava para os boxes com a suspensão quebrada, Nada se podia fazer para o piloto da AGS. O francês abandonou no que poderia ser a melhor corrida da história da equipe francesa. De Cesaris vai para o 5ºlugar e Ivan Capelli passou a ser o 6ºcolocado.

Classificação após 43 voltas: Senna (1:02.24.46), Prost (a 4.36), Boutsen (a 23.29), Piquet (a 1:06.76), De Cesaris (71.08), Capelli (a 1 Volta) Modena (em uma impressionante 7ªposição), Alliot, Palmer e Warwick completavam os 10 primeiros. O piloto da Arrows sofreu um acidente impressionante e mesmo assim estava resistindo à corrida. Ivan Capelli estava apenas a 1 segundo a frente de Modena, A pequena Eurobrun tinha a chance de marcar seu primeiro ponto na Formula 1 em sua 5ªparticipação em GPs.

Prost na 45ªVolta marcou a melhor volta da prova, Com 1:26,362 (média de 186.141 km/h  – 116.041 Mph). Porém a vantagem de Senna era de 4 segundos na saída da 46ªVolta. Modena vai para cima de Capelli, A briga do piloto da March e do piloto da Eurobrun pelo 6ºlugar, pelo ponto que era importante para as duas equipes.

Prost tentava baixar a diferença para Senna e estava conseguindo aos poucos, baixando de 4 para 3.2 segundos. Por isso o Brasileiro pisou forte para tentar sustentar a vantagem. Ao mesmo tempo que ele precisava passar os retardatários. Na volta de número 50, Senna estava perto de colocar uma volta em Andrea de Cesaris enquanto que Boutsen colocou uma volta em Capelli. Classificação após 50 Voltas: 1. Senna (1:12:12.23), 2. Prost (a 3.22), 3. Boutsen (a 30.32), 4. Piquet (a 1 Volta), 5. De Cesaris (a 1 Volta), 6. Capelli (a 1 Volta), O piloto da March conseguiu abrir vantagem sobre Modena. O piloto da Eurobrun sofria pressão de Phillipe Alliot da Larrousse. 7. Modena (a 1 Volta), 8. Alliot (a 1 Volta), 9. Palmer (a 1 Volta), 10. Warwick (a 1 Volta), 11. Tarquini (a 1 Volta), 12. Gugelmin (a 2 Voltas)

A prova estava concentrava na briga entre Senna e Prost, A vantagem entre os dois oscilavam entre 2.8 a 3.2 segundos. A corrida não estava definida de forma nenhuma, mas Senna fez a melhor volta da prova, baixando da marca de 1 minuto e 25 segundos para a casa do 1 minuto e 24 segundos (1:24.973 na 53ªVolta).

Senna passou Tarquini e depois passou Warwick e terminando a sequencia de ultrapassagem com Piercarlo Ghinzani. Apesar desse trafego, Senna acabou aumentando sua vantagem para 3.9 segundos. Mauricio Gugelmin abandonou na 55ªVolta. Senna aumentou sua vantagem para 5 segundos sobre Prost. Parecia que a corrida estava se definido a favor do piloto Brasileiro.

Andrea de Cesaris estava a 11 voltas de marcar os primeiros pontos da equipe Rial na Formula 1, numa belíssima atuação do piloto italiano que era acostumado a causar acidentes (88 foi uma das melhores temporadas do piloto Italiano). A 10 voltas do final, a prova estava sob controle para Senna. Com 7 segundos e Prost já sem folego para tirar esse tempo todo nas últimas voltas, além de ter muita dificuldade ao colocar a 2 volta em Jonathan Palmer.

A poucas voltas do final, Modena vai para os boxes com problemas em seu Eurobrun, o que tirava qualquer chance de pontuar. Já com 10 segundos de vantagem, Senna já vinha administrando sua vantagem para Prost que também tirou o pé.

Tudo parecia definido, até que nas voltas finais ocorreram mudanças. Andrea de Cesaris acabou parando por pane seca e perdendo 2 pontos certos depois de uma grande corrida que acabava de fazer. Ghinzani e Alliot também deixaram a corrida no final, mudando a classificação da prova.

Senna levou com cuidado seu carro para vencer pela 8ªVez na sua carreira. Uma bela atuação do piloto brasileiro, que terminou quase 6 segundos a frente de Alain Prost. Thierry Boutsen levou a Benetton-Ford ao primeiro pódio do ano e o primeiro pódio de um motor aspirado desde de 1983 (GP de Detroit de 1984 com Martin Brundle, sem contar desclassificação da Tyrrell do campeonato inteiro).

Nelson Piquet sofreu, mas resistiu a pressão de 2 adversários para terminar a prova em 4ºlugar e marcar mais 3 pontos no Mundial. Ivan Capelli marcou os dois primeiros pontos da March em 1988. Completando a zona de pontuação o discreto Jonathan Palmer da Tyrrell, que fez uma corrida na dele e aproveitou os abandonos no final para ficar em 6º.

Derek Warwick fez uma prova heroica, com muitas dores acabou levando seu Arrows ao 7ºlugar. Gabriele Tarquini marcou o melhor resultado da história da Coloni, com o 8ºlugar no final de Semana dos Namorados em Montreal. Senna agora assumia a vice-liderança do campeonato, Agora com 24 pontos contra os 39 pontos de Alain Prost. Era a 5ªVitória da Mclaren no campeonato em 5 corridas.

Resultado do GP do Canadá de 1988

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formel1mic

Corridas Históricas – GP da Malásia de 2009

No quentíssimo circuito de Sepang, Em Kuala Lumpur foi realizada a 11ªEdição do GP da Malásia nos dias 3, 4 e 5 de Abril de 2009. Uma prova marcada por muitos erros de grandes equipes e pela chuva que acabou deixando a prova mais curta, tudo por culpa de uma exigência comercial de horário para o começo da prova. Jenson Button conquistou a pole position e a vitória.

Classificação do Sábado:

Q1, Nico Rosberg foi o mais rápido do Treino da manhã era um grande candidato a pole position. Toyota e Ferrari estavam com bons desempenhos e a Brawn um pouco mais atrás nos treinos livres.

Sebastian Vettel foi punido com 10 posições por ter sido considerado culpado pelo acidente que provocou com Robert Kubica no final do GP da Austrália. Rubens Barrichello perdeu 5 posições por trocar o Câmbio por ter entrado no Neutro na largada do GP da Austrália.

De começo, Os pilotos da Ferrari foram para a pista já para garantir lugar no Q2. Outros pilotos como Fisichella, Sutil, Bourdais e Nakajima buscaram escapar da eliminação. Aos poucos os favoritos foram para a pista, Rosberg já deu as cartas e já foi fazer o melhor tempo no 5ºminuto do Q1. Tempo logo superado por Alemão Adrian Sutil da Force India por poucos milésimos.

A 14 minutos e 37 segundos do final, Raikkonen faz 1:35.476 e coloca 1 segundo de frente para Sutil, Massa quase um minuto depois marcou o 3ºtempo, A 4 décimos do homem de gelo e atrás de Jenson Button. O vencedor do GP da Austrália marcou o melhor tempo a menos de 13 minutos do final.

Enquanto um piloto inglês vivia seu melhor momento na Formula 1, Um outro vivia um inferno astral, Lewis Hamilton foi criticado pelos jornais ingleses. Não só o piloto como a equipe. Isso por que no GP da Austrália, A equipe pediu para que Trulli passasse o piloto Inglês e fingisse que o Italiano acabou fazendo uma manobra ilegal. Isso acabou ocasionando em punição a Trulli em principio. Porém descoberta a farsa o piloto acabou desclassificado e Trulli recuperou o 3ºlugar. Além disso o carro da Mclaren era ruim e não havia grandes expectativas de bom desempenho.

Button e Barrichello estavam nas duas primeiras posições, Com Raikkonen e Massa em 3º e 4ºlugares. A Ferrari achou que os tempos de seus pilotos eram o suficiente para passar ao Q2. Sutil e Bourdais se esforçavam para manter se nos 15 primeiros lugares. Fernando Alonso com problemas de Infecção no ouvido estava no sacrifício, tentando uma boa classificação.

A 6 minutos do final os classificados eram: Button, Nakajima, Barrichello, Raikkonen, Kovalainen, Massa, Vettel, Trulli, Hamilton, Alonso, Webber, Glock, Buemi, Kubica e Bourdais. Sutil, Heidfeld, Rosberg, Fisichella e Piquet estavam eliminados.

Nelsinho Piquet fez uma boa volta para subir a 7ªposição, Jogando Bourdais para a zona de eliminação. Rosberg precisava de um tempo para sair da zona de eliminação e acabou saindo com sobras, marcando o 3ºtempo. A 3 minutos e 16 do final, Trulli marca 1:34.745 e assume a liderança. A Toyota vinha muito forte, O Drama era para Kubica e Heidfeld que vinham fora do Q2. A situação dos pilotos da Red Bull não era das melhores, os dois precisavam melhorar para não correrem riscos. A 1 minutos do final, Vettel passou para o 3ºlugar e Webber superou Vettel e passou para o 2ºlugar.

Nos segundos finais, Barrichello marcou 1:34.681 e subiu do 6º para o 1ºlugar. No final da classificação Kubica e Heidfeld subiram para os 15 primeiros lugares. No final da Classificação, supreendentemente Felipe Massa, Nelson Ângelo Piquet, Giancarlo Fisichella, Adrian Sutil e Sebastien Buemi. Pior que isso é que Raikkonen ficou com o 14ºlugar. A Tática da Ferrari foi desastrosa, achando que os tempos marcados dos dois pilotos davam para levar ambos para o Q2.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeChassisMotorTempo
123 Rubens BarrichelloBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:34.681
29 Jarno TrulliToyotaTF109Toyota RVX-091:34.745
310 Timo GlockToyotaTF109Toyota RVX-091:34.907
415 Sebastian VettelRed BullRB5Renault RS271:34.935
52 Heikki KovalainenMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:35.023
614 Mark WebberRed BullRB5Renault RS271:35.027
722 Jenson ButtonBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:35.058
816 Nico RosbergWilliamsFW31Toyota RVX-091:35.083
96 Nick HeidfeldBMW SauberF1.09BMW P86/91:35.110
105 Robert KubicaBMW SauberF1.09BMW P86/91:35.166
117 Fernando AlonsoRenaultR29Renault RS271:35.260
121 Lewis HamiltonMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:35.280
1317 Kazuki NakajimaWilliamsFW31Toyota RVX-091:35.341
144 Kimi RäikkönenFerrariF60Ferrari 0561:35.476
1511 Sébastien BourdaisToro RossoSTR4Ferrari 0561:35.507
163 Felipe MassaFerrariF60Ferrari 0561:35.642
178 Nelson Piquet, Jr.RenaultR29Renault RS271:35.708
1821 Giancarlo FisichellaForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.908
1920 Adrian SutilForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.951
2012 Sébastien BuemiToro RossoSTR4Ferrari 0561:36.107

Jenson Button vence na Malásia, em corrida sensacional em Sepang, interrompida pela chuva

No Q2, Aos poucos, os pilotos foram entrando para a pista, Com o céu um pouco mais escuro, era bom que todos marcassem tempo logo. Nakajima era o primeiro a abrir volta e acabou marcando o tempo de 1:35.118. Já Raikkonen foi para fora da pista e perdeu tempo. Enquanto que Heidfeld e Kubica fizeram os dois primeiros tempos, Até que a 10 minutos e 50 segundos do final do Q2, Jenson Button superou ambos e marcou 1:34.409, passando para a liderança.

Um dos Favoritos a pole, Jarno Trulli superou Button e fez 1:34.250 e Rubens Barrichello passou para o 2ºtempo. Faltava o Rosberg para marcar um tempo, A 8 minutos e 35 segundos do final, O alemão marcou 1:34.547, ficando com o 5ºtempo.

Na Metade do Q2 a Classificação era: Trulli, Vettel, Button, Barrichello, Webber, Rosberg, Heidfeld, Raikkonen, Alonso e Hamilton vinham nas 10 primeiras posições. Kovalainen, Kubica, Nakajima, Glock e Bourdais estavam eliminados.

Kovalainen tentando levar a sua Mclaren para o Q3, mas era difícil. O carro era ruim nesse começo de temporada, Já Raikkonen subiu do 8º para o 6ºtempo a 2 minutos e 10 segundos do final.

Praticamente todo mundo foi para a pista na reta final. O inglês Jenson Button rompeu a barreira do 1 minuto e 34 segundos e acabou marcando 1:33.704, voltando para a ponta.  Glock marcou o 6ºtempo. Hamilton fez uma última tentativa de volta para entrar nos 10 primeiros colocados, Porém foi Alonso que conseguiu levar a Renault no Q3, nas costas. Superando Nakajima que foi uma surpresa com a Williams (Que vinha muito bem no começo de temporada) e Nick Heidfeld.

Button ficou com o melhor tempo, 2 décimos na frene de Jarno Trulli. Webber vinha em 3º com sua Red Bull. Glock, Vettel, Barrichello, Raikkonen, Rosberg, Kubica e Alonso classificaram para o Q3. Heidfeld, Nakajima, Hamilton, Kovalainen e Bourdais acabam eliminados.

Resultado do Q2:

posPilotoEquipeChassisMotorTempo
122 Jenson ButtonBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:33.784
29 Jarno TrulliToyotaTF109Toyota RVX-091:33.990
314 Mark WebberRed BullRB5Renault RS271:34.222
410 Timo GlockToyotaTF109Toyota RVX-091:34.258
515 Sebastian VettelRed BullRB5Renault RS271:34.276
623 Rubens BarrichelloBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:34.387
74 Kimi RäikkönenFerrariF60Ferrari 0561:34.456
816 Nico RosbergWilliamsFW31Toyota RVX-091:34.547
95 Robert KubicaBMW SauberF1.09BMW P86/91:34.562
107 Fernando AlonsoRenaultR29Renault RS271:34.706
116 Nick HeidfeldBMW SauberF1.09BMW P86/91:34.769
1217 Kazuki NakajimaWilliamsFW31Toyota RVX-091:34.788
131 Lewis HamiltonMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.905
142 Heikki KovalainenMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.924
1511 Sébastien BourdaisToro RossoSTR4Ferrari 0561:35.431

Raikkonen de cara foi para a pista, assim que começou os 10 minutos finais da classificação. Button, Trulli e Rosberg são os favoritos a pole. Barrichello por perder 5 posições por trocar o câmbio e Vettel por ter sido punido com 10 posições ficam de fora dessa disputa.

A 6 minutos e 40 segundos do final, Raikkonen fez 1:37.020, Longe de fazer um tempo para disputar o título. Rosberg e Barrichello superaram fácil o piloto da Ferrari. A 6 minutos do final, Trulli marcou o melhor tempo. Porém, 30 segundos depois, Button fez 1:35.773, a mais de 2 décimos de vantagem sobre o principal piloto da Toyota.

Vettel superou Trulli e passou para o segundo lugar e Webber foi para o 4ºlugar. A 4 minutos do final, Jarno Trulli superou em 4 milésimos o tempo de Button. Vettel (a 0.200), Webber (a 0.543), Barrichello (a 0.651), Glock (a 0.843), Rosberg (a 0.912), Kubica (a 1.067), Raikkonen (a 1.251) e Alonso (a 1.890).

Todo mundo foi para os boxes para colocarem novos pneus e tentarem uma última tentativa. Dificilmente a pole não ficaria nas mãos ou de Trulli ou de Button. Raikkonen já foi tentar a volta a 2 minutos e meio do final, mas sem chances de pole position. Apenas a possibilidade de melhorar seu tempo.

O Homem de Gelo deu uma bela melhorada, com o 4ºtempo. Barrichello a 40 segundos do final acabou marcando o 1:35.651 e voltando para a ponta, mas lá vinha Button para melhorar a o tempo e buscar a pole position e foi isso que aconteceu. O inglês Jenson Button marcou 1:35.181, colocando meio segundo de vantagem. Rosberg marcou um bom tempo, ficando em 3ºlugar já com o cronometro zerado, mesmo caso de Vettel, que superou Barrichello e marcou o segundo tempo, mas ainda assim, ficou a 3 décimos de Button.

Mas ainda faltava Trulli, que vinha fazendo um belíssimo tempo provocando suspense no final. E acabou ficando a 92 milésimos de Button, que ficou com a pole position pela segunda vez, repetindo a pole position da Austrália. Trulli ficou perto de uma pole position, O italiano ficou em uma satisfatória 2ªposição. Na segunda fila será composta por Timo Glock da Toyota e Nico Rosberg com a Williams. Na terceira fila seria composta por Mark Webber da Red Bull e Robert Kubica da BMW.

Rubens Barrichello com a perda de 5 posições ficou com o 8ºlugar no Grid de largada. Atrás do finlandês Kimi Raikkonen salvando a honra da Ferrari. Alonso com a Renault e Nick Heidfeld com a BMW Sauber completam os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeChassisMotorTempoPeso de quem vai largar
122 Jenson ButtonBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:35.181660 kg
29 Jarno TrulliToyotaTF109Toyota RVX-091:35.273656,5 kg
310 Timo GlockToyotaTF109Toyota RVX-091:35.690656,5 kg
416 Nico RosbergWilliamsFW31Toyota RVX-091:35.750656 kg
514 Mark WebberRed BullRB5Renault RS271:35.797656 kg
65 Robert KubicaBMW SauberF1.09BMW P86/91:36.106663 kg
74 Kimi RäikkönenFerrariF60Ferrari 0561:36.170662,5 kg
823 Rubens BarrichelloBrawnBGP 001Mercedes FO 108W1:35.651664,5 kg
97 Fernando AlonsoRenaultR29Renault RS271:37.659680,5 kg
106 Nick HeidfeldBMW SauberF1.09BMW P86/91:34.769692 kg
1117 Kazuki NakajimaWilliamsFW31Toyota RVX-091:34.788683,4 kg
121 Lewis HamiltonMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.905688 kg
1315 Sebastian VettelRed BullRB5Renault RS271:35.518647 kg
142 Heikki KovalainenMcLarenMP4-24Mercedes FO 108W1:34.924688,9 kg
1511 Sébastien BourdaisToro RossoSTR4Ferrari 0561:35.431670,5 kg
163 Felipe MassaFerrariF60Ferrari 0561:35.642689,5 kg
178 Nelson Piquet, Jr.RenaultR29Renault RS271:35.708681,9 kg
1821 Giancarlo FisichellaForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.908680,5 kg
1920 Adrian SutilForce IndiaVJM02Mercedes FO 108W1:35.951655,5 kg
2012 Sébastien BuemiToro RossoSTR4Ferrari 0561:36.107686,5 kg

Dia da corrida – O diluvio que acabou interrompendo uma das melhores corridas da Formula 1 da Década. Em relação a corrida, Button, Trulli e Glock eram os 3 principais candidatos a vitória, Rubens Barrichello por largar em 8ºlugar estava um pouco mais atrás nessa briga. Rosberg poderia ser uma boa surpresa. Webber era a esperança de vitória da Red Bull já que Vettel largaria da 13ºlugar.

Na largada, Kubica fica praticamente parado, Barrichello consegue desviar do carro da BMW Sauber e todo o resto que estava do lado par desviaram sem provocar nenhum acidente. Button, Trulli e Glock não fizeram boas largadas. Em contrapartida, Rosberg pulou do 4ºlugar para a liderança.

Pior para Button, que caiu da ponta para o 4ºlugar nas primeiras curvas. Trulli conseguiu se manter na segunda posição e Alonso pulou do 9º para o 3ºlugar. Barrichello passou do 8º para o 6ºlugar, na quarta para a quinta curva passou Raikkonen e subiu para o 5ºlugar. Webber e Glock completavam os 8 primeiros colocados. Nas primeiras curvas, Kovalainen acabou escapando da pista e deixando a prova.

No final da 1ªvolta, Button passou Alonso deixando o espanhol para Barrichello. O Brasileiro da equipe Brawn não poderia perder tempo, mas Alonso tinha o KERS, isso iria dificultar a ultrapassagem. Kubica com problemas deixou a prova na segunda volta. Buemi tocou o bico e acabou tendo que antecipar a sua parada.

Alonso segurava Barrichello, Que precisava passar logo já que vinha ficando muito para trás na briga pela ponta. No Hairpin, O Brasileiro passou o piloto da Renault, mas perdeu a trajetória e Alonso conseguiu voltar a frente, mas foi por pouco tempo, Rubens colocou por dentro e no final da reta dos boxes consegue a ultrapassagem, passando para o 4ºlugar. e logo foi embora do piloto da Renault, que vinha pesado e com o carro bem ruim. Glock tentava recuperar posições.

Classificação após 4 voltas: Rosberg, Trulli (a 1.914), Button (a 2.989), Barrichello (a 9.520), Alonso (a 11.901), Raikkonen (a 12.463), Webber (a 13.121) e Glock (a 13.603). Alonso estava segurando o ritmo de prova atrás, virando 3 segundos mais lento que os líderes. Heidfeld vinha em 9º, com Vettel em 10º superando Lewis Hamilton. Felipe Massa continuava em 12ºlugar.

Na 5ªvolta, Timo Glock arriscou passar Mark Webber na curva 11, viu que não dava e o piloto Alemão conseguiu evitar o Choque com o piloto da Red Bull. Ainda estava fazendo sol em Sepang, mas as nuvens carregadas rondavam a pista. Muito normal chover no final da tarde na Malásia. Vettel foi para cima de Heidfeld, buscando sua recuperação, levando com ele Hamilton e Massa (um pouco mais atrás) na briga.

Rosberg na 8ªVolta vinha a 2.7 segundos a frente de Trulli, Button vinha a 1 segundo do piloto da Toyota, Barrichello vinha em 4º, quase 10 segundos atrás do líder e abrindo muito de Alonso, Raikkonen, Webber e Glock disputando o 5ºlugar.

Na 9ªVolta, Vettel e Hamilton superaram Heidfeld, que acabou errando e subiram para o 9º e 10ºcolocados. Trulli faz a melhor volta da prova no final da volta. Alonso  continuava segurando Raikkonen tranquilamente, mesmo com um carro melhor que o carro da equipe Francesa.

Na 10ªVolta, Rosberg faz 1:37.660. A melhor volta da prova. Na 11ªVolta, Raikkonen finalmente conseguiu a ultrapassagem sobre Alonso que acabou escorregando um pouco na curva 4. O Homem de Gelo abriu vantagem.Webber passou a ir para cima do Alonso. Classificação após 11 voltas: Rosberg, Trulli (a 3.054), Button (a 4.232), Barrichello (a 10.376), Raikkonen (a 26.523), Alonso (a 28.304), Webber (a 28.801), Glock (a 29.501).

Webber superou Alonso no final da 12ªVolta (Curva 16) O Espanhol tentou voltar, chegou a voltar a frente, mas na curva 1, Alonso perde a trajetória da curva e Webber ganha em definitivo o 6ºlugar. Perto deles, Vettel chega no Grupo e estava perto de Glock na disputa pelo 8ºlugar.

Na volta seguinte, Vettel faz a primeira parada, com 10.7 segundos (Uma parada meio lenta para a tática que ele adotava). Glock vai para cima de Alonso, Hamilton vinha chegando nos dois.

Rosberg foi para os boxes na 16ªvolta, com 9.7 segundo o piloto Alemão volta em 4ºlugar. Com Trulli, Button e Barrichello ainda por fazer à parada. Glock também fez a troca nessa volta. Com o céu cada vez mais escuro, Trulli e Button estavam separados por 1 segundo em 1º e 2ºlugares, Webber vai para a parada na 17ªvolta.

O líder Jarno Trulli foi para a parada, Button assumiu a ponta e Barrichello passou a ser o segundo lugar. Trulli voltou atrás de Rosberg em 4ºlugar. Raikkonen vai para os boxes ao final da 18ªVolta, A Ferrari colocou os pneus de chuva intermediário para o Homem de Gelo. O céu estava cada vez mais fechado.

Button vai para os boxes, A Brawn colocou pneus secos. Ainda não era a Hora de se colocar pneus de pista molhada. Barrichello passou para a liderança e Button voltou na segunda posição, superando Rosberg e Trulli. Raikkonen estava lento, os pneus de chuva dele acabaram em 1 volta, Todo mundo vinha passando por ele.

Rubens Barrichello teve de ir para a sua primeira parada no final da 20ªvolta. Mesmo com a chuva começando a cair, Os pneus foram de pista seca, Voltando para o 4ºlugar, mas bem perto de Trulli. Button passou para a ponta com Rosberg em 2ºlugar. Trulli e Barrichello começavam a brigar pelo 3ºlugar. O desempenho da Brawn do piloto Brasileiro era melhor. No meio da 22ªVolta à chuva começou a cair. Logo de cara, Alonso roda e da forma que ele rodou foi sorte ele ter voltado à prova, era para ter ficado atolado na brita.

Ao ver que a chuva voltou, Button volta aos boxes para colocar os pneus intermediários. O mesmo fez Rosberg, Trulli e Barrichello e todo o resto. Agora a corrida tomava uma outra direção. Após as trocas, Button, Rosberg, Trulli e Barrichello mantiveram as posições. Já Hamilton foi a caça de Heidfeld para disputar o 5ºlugar. Webber e Massa completavam os 5 primeiros.

Webber acabou pegando Lewis no contra pé e acabou passando o campeão do Mundo de 2008, Mas Hamilton continuou lutando e na entrada da volta 23 recuperou a posição. Curvas depois, Webber passou de novo Hamilton e errou a curva. O pega dos dois foi muito bom, Webber mesmo com os erros acabou superando o piloto da Mclaren que novamente dá o troco no Australiano. Mas Webber conseguiu curvas depois superar Hamilton e deu um ponto final nessa briga e foi para cima de Heidfeld, passando por fora o piloto da BMW na 16ªVolta, ganhando o 5ºlugar. Mais atrás, Vettel se aproveitou da escapada para passar Kazuki Nakajima.

Timo Glock vinha voando na pista, em um espaço de 3 voltas, pulou do 11º para o 7ºlugar e na pressão em cima de Nick Heidfeld, antes do final da 26ªVolta. O piloto alemão estava com os pneus intermediários e os outros pilotos com os pneus intermediários. Com exceção de Mark Webber que estava com os intermediários também.

Na 27ªVolta, Barrichello passa com certa facilidade Trulli e sobe para o terceiro lugar. Porém, a chuva cai mais forte e a tática de Glock e Webber foi para o saco. Barrichello passou Rosberg, que foi para os Boxes. A Brawn tinha a dobradinha. Porém ainda os pneus intermediários eram mais rápidos. Era um enorme troca de pneus, Muito grande a movimentação nos boxes.

Barrichello que estava em segundo teve que segurar o carro e Glock e Webber se aproveitam e passam pelo veterano. Trulli e Barrichello foram para os boxes para a 3ªparada. A prova era imprevisível nesse momento. Barrichello superou Trulli de novo e continuava muito rápido. Button foi para a 3ªparada, com 24 segundos a frente de Glock. A 27 Voltas do final, O Alemão era o líder, com pouca vantagem para Button. Porém o piloto da Brawn tinha mais pneus e mais carro. Enquanto Button volta a ponta na 30ªVolta, Glock vai para os boxes.

A chuva apertava ainda mais, todos colocam pneus de chuva mesmo. A partir dai começaram as rodadas. Primeiro com o Fisichella, depois Vettel acabou rodando. Com todo isso, o Safety Car entrou na pista, Os carros em baixa velocidade estavam agua planando.  Logo deram a bandeira vermelha. Button fez 4 paradas, assim como Webber, Trulli, Barrichello, Rosberg. Glock e Hamilton fizeram suas paradas e Heidfeld acabou fazendo uma parada apenas e se beneficiou das adversidades.

Hamilton e Heidfeld também rodaram, mas continuaram na corrida. Os pilotos iriam esperar a chuva passar e as condições de pista. A direção da prova fez tudo que era o possível para recomeçar a prova. O líder da GPDA Mark Webber consultou todos os pilotos e eles afirmavam que estavam muito escuro para correr.

Alguns pilotos ainda estavam no carro, já outros já estavam de fora. Os dois pilotos da Renault não queriam mais voltar a pista. Kimi Raikkonen já tirou o macacão e com comendo um sorvete, O Homem de Gelo não queria mais saber  de corrida.

E depois de mais de 50 minutos de espera, Não tiveram outra opção a não ser declarada a prova como encerrada. Jenson Button conquistou a segunda vitória na temporada, mesmo com a pontuação pela metade. Nick Heidfeld acabou com o segundo lugar, um improvável pódio para o piloto da BMW. Timo Glock da Toyota completou o pódio. Jarno Trulli, Rubens Barrichello, Mark Webber, Lewis Hamilton e Nico Rosberg completaram a zona de pontuação.

Era realmente impossível  a prova ter continuado. A decisão de encerrarem a prova foi acertada, a prova já tinha passado da metade da prova e o risco era enorme para os pilotos e o dia já estava escurecendo. Se tiver um culpado esse alguém é Bernie Ecclestone, por que por causa de fins comerciais, A corrida foi empurrada para o final da tarde, num lugar onde chove nesse horário. Uma pena, mas enquanto durou, a prova foi belíssima. Com muitos pilotos andando muito bem, Alguns como Heidfeld e Glock tiveram sorte. Outros pilotos como Barrichello, Rosberg, Webber e Massa não deram tanta sorte assim e ficaram em posições abaixo do que merecia.

Resultado do GP da Malásia de 2009

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Olivier F1

Corridas Históricas: GP da Itália de 1977

Grid de Largada

posPilotoEquipeMotorTempo
11James HuntMcLarenFord1:38.080
212Carlos ReutemannScuderia FerrariFerrari1:38.150
320Jody ScheckterWolf RacingFord1:38.290
45Mario AndrettiLotusFord1:38.370
511Niki LaudaScuderia FerrariFerrari1:38.540
616Riccardo PatreseShadowFord1:38.680
722Clay RegazzoniEnsignFord1:38.680
826Jacques LaffiteLigierMatra1:38.770
92Jochen MassMcLarenFord1:38.860
1019Vittorio BrambillaSurteesFord1:38.920
118Hans-Joachim StuckBrabhamAlfa Romeo1:39.050
123Ronnie PetersonTyrrellFord1:39.170
134Patrick DepaillerTyrrellFord1:39.180
147John WatsonBrabhamAlfa Romeo1:39.210
1514Bruno GiacomelliMcLarenFord1:39.420
1617Alan JonesShadowFord1:39.500
1710Ian ScheckterMarchFord1:39.620
1834Jean-Pierre JarierATSFord1:39.630
196Gunnar NilssonLotusFord1:39.850
2015Jean-Pierre JabouilleRenaultRenault1:40.030
2123Patrick TambayEnsignFord1:40.190
2230Brett LungerMclarenFord1:40.260
2324Rupert KeeganHesketh RacingFord1:40.280
2427Patrick NèveMarchFord1:40.510
9Alex RibeiroMarchFord1:40.790
28Emerson FittipaldiCopersucarFord1:40.970
18Lamberto LeoniSurteesFord1:41.030
38Brian HentonBoroFord1:41.130
36Emilio de VillotaMclarenFord1:41.210
25Ian AshleyHesketh RacingFord1:41.220
35Teddy PiletteBRMBRM1:41.920
33Hans BinderATSFord1:43.100
41Loris KesselApollon-WilliamsFord1:46.680
21Giorgio FranciaBrabhamAlfa Romeo1:49.670

Andretti conquista 6ªvitória da carreira e Lauda fica a 1 ponto do Bicampeonato

Monza, 11 de Setembro de 1977. Era palco da 14ªEtapa do Mundial de Formula 1, A maior temporada da história naquele momento. (No seu 28ºMundial) Uma festa muito grande no estava sendo feita pelos tifosis no circuito de Monza. No campeonato, Lauda tinha uma situação muito confortável, Com 63 pontos. 21 pontos atrás vinha o Sul-Africano Jody Scheckter da Wolf na vice-liderança do Mundial. Carlos Reutemann ainda sonhava com o título, o Argentino vinha em 3º, com 35 pontos.

No grid de largada, James Hunt com a Mclaren marcou a pole position. Ao seu lado, largava Carlos Reutemann com sua Ferrari. Na segunda fila largavam o sul-africano Jody Scheckter da Wolf e Mario Andretti da Lotus. O líder do campeonato Niki Lauda largava em 5ºlugar, abrindo a 3ªfila que teria o jovem Riccardo Patrese que corria pela equipe Shadow. Regazzoni, Laffite, Mass e Brambilla completavam as 10 primeiras posições. Um dia de sol no circuito de Monza, ideal para Lauda confirmar o título de campeão do Mundo.

Na largada, Scheckter largou muito melhor que os dois ponteiros e assumiu a ponta, com Andretti, Hunt, Regazzoni e Reutemann nas 5 primeiras posições. Já Laffite ficou na largada e caiu para o último lugar. Enquanto o sul-africano disparava, Hunt por fora na entrada da variante Ascari passou Andretti e assumiu o 2ºlugar.

Na 1ªmetade da segunda volta Andretti recuperou o 2ºposto. Reutemann e Lauda já vinham em 4º e 5ºlugares respectivamente. Na terceira volta, dois pilotos passaram do ponto e foram para fora da pista na 1ªChicane. Disputa muito acirrado na parte intermediária da prova.

Gunnar Nilson foi para os boxes e de lá não voltou mais a prova. após 3 voltas, Scheckter abriu uma boa vantagem para Mario Andretti. Hunt vinha em 3ºlugar razoavelmente seguro, já que Regazzoni e Lauda estavam juntos atrás do campeão da temporada de 1976. Andretti tentava se aproximar de Scheckter. Jochen Mass sofria a pressão do piloto Alemão Hans Joachim-Stuck. Seu companheiro de equipe, John Watson abandonou a corrida, assim como o Inglês Brett Lunger (Com sua Mclaren privada)

Reutermann segurava o 3ºlugar dos ataques de lauda. Na entrada da 6ªVolta, Mario Andretti chegava em cima de Jody Scheckter, que resistia os ataques de uma das lendas do esporte a motor. Mas sua resistência não iria durar para sempre, Andretti iria superar o Sul-Africano em logo e Andretti fez, por fora na parabólica assumindo a ponta, mas na reta usa a força do seu motor e retorna a ponta ao entrar na 10ªVolta de 52 voltas previstas.

Porém, Andretti volta a se impor, passa Scheckter e reassume a liderança da prova. Na volta 12, James Hunt roda na primeira chicane e perde um bocado de tempo e cai do 3º para o 8ºlugar

Andretti foi abrindo mais e mais vantagem para Schekter que insistia em acompanhar o líder.  Depois vinham Os dois pilotos da Ferrari com vantagem para Reutemann sobre Lauda. Em 5º, já muito longe vinha o alemão Hans Joachim-Stuck da Brabham e logo atrás Jochem Mass com sua Mclaren pressionado por Alan Jones valendo a última posição da zona de pontuação.

Só depois vem James Hunt em 8º. Na 13ªVolta, Jones supera Mass e assume o 6ºlugar na primeira chicane. Na briga das Ferraris, Reutemann e Lauda não conseguiram se livrar de Jean Pierre Jarier com sua ATS (Ou o francês estava fazendo o carro render muito bem ou então os dois pilotos da Ferrari estavam encontrando dificuldades sérias. Prefiro ficar com a primeira opção).

Andretti continuava a aumentar vantagem sobre Scheckter, que sustentava uma boa vantagem para Reutemann e Lauda. Na volta 16 para 17, Alan Jones começava a pressionar Stuck, Briga valendo o 5ºlugar entre o piloto da Brabham e o piloto da Shadow. Enquanto que Hunt ameaçava a 7ªposição do Alemão Jochem Mass, numa disputa entre os dois pilotos da Mclaren. Regazzoni e Peterson completavam os 10 primeiros colocados.

Na 18ªVolta, Hunt superou Mass e assumiu o 7ºlugar. Regazzoni começava a chegar na disputa e logo atrás, Peterson e Depailler disputavam a 10ªposição no duelo entre os dois pilotos da Tyrrell. Enquanto isso, Jean Pierre Jarier abandonou a prova.

Patrese foi superado por Andretti, que deu uma 1 volta no piloto Italiano. O piloto da Lotus e o piloto da Wolf começavam a pegar os primeiros retardatários ao chegarem na marca de 20 voltas completadas.

Scheckter quanto tentava acompanhar Andretti teve o motor quebrado, que acabou tirando o sul-africano da corrida na 24ªVolta. Praticamente o sonho do título terminou para o piloto da Wolf. Com Isso Andretti ficou mais tranquilo na frente e a dupla da Ferrari  subindo para o 2º e 3ºlugares. O piloto da Renault Jean Pierre Jabouille (que vinha em 13ºlugar com o motor Turbo) acabou indo para os boxes e deixando a prova.

Do Jones que era o 4ºcolocado até Peterson que vinha em 10º a diferença era curta, uns 10 a 15 segundos entre eles. Na 25ªVolta, Hunt começa problemas e Partick Depailler acaba deixando a prova. Na volta seguinte, o campeão do mundo de 1976 também abandonava a corrida. Em sua metade, dos 24 pilotos que largaram 14 ainda estavam na disputa.

Rupert Keegan que vinha em uma razoável 10ªposição com a decadente Hesketh acabou rodando e atolando na caixa de brita na primeira chicane. Nos de Hoje já era motivo para a entrada do Satefy Car, mas naquela época a corrida continuava numa boa, sem problemas.

Com 27 voltas completas os 10 primeiros colocados eram: Andretti (Lotus), Reutemann (Ferrari), Lauda (Ferrari), Jones (Shadow), Stuck (Brabham), Mass (Mclaren), Regazzoni (Ensign), Peterson (Tyrrell), Ian Scheckter (March) e Giacomelli (Mclaren).

A corrida em sua metade ficou mais tranquila, O que estava interessante era que Alan Jones, Hans -Joachim Stuck, Jochen Mass, Clay Regazzoni e Ronnie Peterson vinham não muito distantes do 4º ao 8ºlugar. Mais a frente, Reutemann e Lauda continuavam próximas, disputando o segundo lugar e tentando colocar volta em Ricardo Patrese. Aliás o piloto da Shadow estava dando muita dor de cabeça para os líderes até aquele momento.

Porém, Tanto Reutemann como Lauda conseguiram superar o piloto da Shadow e seguiram em frente com a disputa. Na 32ªVolta, Hans-Joachim Stuck acabou parando com problemas de motor, Deixando o 5ºlugar para Mass e o 6ºlugar para o bom e velho Clay Regazzoni.

Na 35ªVolta, Niki Lauda superou  Reutemann e assumiu a 2ªposição. Se a corrida terminasse naquele momento, o Austríaco ficaria a 1 ponto do bicampeonato. Enquanto isso, Mario Andretti colocava uma volta no jovem Bruno Giacomelli (Mclaren), que vinha em 9ºlugar dos 13 pilotos que continuavam na corrida. Hunt voltou a prova, mas acabou rodando na segunda chicane e deixou de vez a disputa.

Na 39ªVolta, Bruno Giacomelli acaba rodando pelo seu motor que quebrou, porém, ele deixa óleo na pista e isso faz com que Ricardo Patrese e Carlos Reutemann rodarem, Os dois abandonaram e os fãs da Ferrari tomaram um susto ao verem um dos dois pilotos da equipe de Manarello na brita. Por sorte, não era Lauda, as expectativas de título continuavam.

Muita coisa mudou na classificação. Andretti e Lauda permaneceram nas 2 primeiras posições, Com o Australiano Alam Jones da Shadow em 3º, Jochen Mass em 4º, Clay Regazzoni em 5º e Ronnie Peterson completando os 6 primeiros colocados. A bandeira amarela estava sendo agitada pelos fiscais de pista, Os pilotos diminuíram um pouco o ritmo de corrida naquele local da pista e jogaram produtos químicos para secar vazamento de óleo (Que provavelmente pode ter sido a causa do acidente dos 3 pilotos).

Na reta final do GP da Itália, Lauda e os torcedores da Ferrari ainda sonhavam com o título sendo comemorado em Monza. Porém, Andretti vinha bem na frente e provavelmente já administrando a prova a menos de 10 voltas do final.

Ian Scheckter abandonou a prova quando vinha em 7ºlugar, problemas de transmissão em sua March impediram do sul-africano de conquistar um bom resultado em Monza. Só tínhamos 9 carros na pista a poucas voltas do termino da prova.

A Partir dai até o final da prova, nada de importante aconteceu, Andretti, com mais de 20 segundos de vantagem administrou sua vantagem e levou seu carro até o final da prova e acabou conquistando a sua 6ªVitória na carreira. De certo modo, impediu que Niki Lauda confirmasse de vez o título no circuito de Monza. O Austríaco chegou em 2ºlugar e só precisava de 1 ponto nas três últimas provas de 1977 para confirmar o título de bicampeão da Formula 1.

O pódio foi completado pelo Australiano Alan Jones da equipe Shadow. Foi o último pódio da equipe Norte-americana que chegou a ganhar corrida na Formula 1. Jochen Mass resistiu a pressão de Clay Regazzoni e ficou com o 4ºlugar. Ronnie Peterson completou a zona de pontuação. Todos eles completaram 52 voltas.

Com 2 voltas de atraso ficaram Partick Neves com a March (Williams) e Jacques Laffite (Ligier) em 7º e 8ºlugares. Com 4 voltas de atraso ficou o inglês Rupert Keegan da Hesketh. Somente 9 pilotos chegaram ao final da etapa italiana. O público invadiu a pista, mesmo sem o título os italianos estavam em festa com o resultado de Lauda.

Nessa corrida foi a última vez que a BRM esteve em um final de semana de GP de Formula 1. Eles não conseguiram a classificação para a prova.

Resultado do GP da Itália de 1977

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formel1mic

Coronavirus praticamente paralisa o esporte a motor no mundo

Todo o planejamento das temporadas das principais categorias ficou completamente comprometido pela pandemia do Coronavirus se espalhando pelo mundo, principalmente na Europa (Com a situação complicada para Inglaterra e Espanha e a situação catastrófica para a Itália, que é o país mais afetado do mundo hoje. Na China, a epidemia parece estar controlada) As temporadas que se planejavam começar em Março acabaram todas comprometidas.

Na Formula 1, se cancelou em cima da hora o GP da Austrália, Além disso, as provas do Bahrein, China e Vietnã foram adiadas e a categoria deve começar no final de maio, Com a realização do GP do Azerbaijão. Se trabalha um calendário alternativo, com finais de semana de apenas dois dias, para a realização de pelo menos umas 17 ou 18 corridas para essa temporada.

Os prejuízos na MotoGP até agora parecem ser mínimos. Até agora todas as corridas não foram e não serão realizadas em sua data original foram remarcadas para a parte final de campeonato, além de ter conseguido realizar a etapa da Moto 2 e Moto 3 no Qatar. Em outras categoria como a Formula 2 e Formula 3 também deve acontecer um remanejamento de datas (Bahrein foi adiado nas duas categorias).

Agora na Formula Indy, o prejuízo será bem maior. A prova de St.Petersburg que seria realizada no domingo foi cancelada, Assim como Alabama, Long Beach e Circuito das Américas. A Organização esta fazendo todo o possível para manter as provas em Indianápolis (incluído as 500 milhas). Porém, o calendário do campeonato desse ano esta comprometido, Apenas com 13 corridas para serem disputadas se não tivemos mais cancelamentos.

As chances de temos um campeonato reduzido em todas as esferas é grande, Se a Pandemia não passar logo (Se prolongar por mais tempo) podemos considerar o ano de 2020 como um ano perdido e praticamente nulo para as competições pelo Mundo. Eu espero que a partir de Maio se possa começar as competições pelo Mundo, mesmo que não se possa ter um público, que se veja as corridas pela TV ou pela Internet.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP/IndyCar

Hamilton fecha a temporada com pole e vitória em Abu Dhabi

Última etapa do Mundial de Formula 1, Realizado nesse final de semana no circuito de Yas Marina. Um circuito seletivo, Com poucas chances de ultrapassagem. Essa prova marca a despedida de Robert Kubica da Williams e da Formula 1.

Também marca a última prova da Toro Rosso, que vai se chamar Alpha Tauri no ano de 2020 e também a última corrida de Nico Hulkenberg na equipe Renault.

Valtteri Bottas já saberia qual seria seu lugar no Grid de largada, larga do último lugar por que ele trocou a unidade de potência.

Classificação em Abu Dhabi teve um 1ºminuto calmo, Apenas com 1 minuto e meio é que a maioria dos pilotos foram para a pista fazerem as primeiras voltas de classificação. O primeiro a fazer volta foi o Tailandês Alexander Albon, marcando 1:37.699 que acabou não sendo um grande tempo, tanto é que foi superado primeiro pelo Lando Norris da Mclaren e depois por Verstappen, Leclerc e Sainz jr.

A 10 minutos do final, Vettel acabou rodando no final da sua volta e ficando de ré na reta dos boxes. Enquanto que Hamilton marcou 1:36.231, assumindo a liderança do Q1. O Alemão precisaria fazer uma nova volta para entrar nos 15 primeiros. Bottas marcou 1:36.468 e assumiu o 3ºlugar. Vettel foi para a sua volta e garantiu o 5ºlugar, Tempo suficiente para apenas classificar para o Q2.

A 6 minutos do final, Kimi Raikkonen, Romain Grosjean, George Russell, Antonio Giovinazzi e Robert Kubica estavam sendo eliminados. Esse quadro não iria mudar até o final da classificação. Mesmo com a melhora de Raikkonen, Grosjean e Giovinazzi, os 3 acabaram ficando de fora dos 15 primeiros colocados, Além dos dois pilotos da Williams (Que termina o ano sem jamais levar um dos seus dois carros para o Q2 em 2019) e ficando de fora do Q2. Hamilton foi o mais rápido, Com Albon em 2º e Bottas em 3ºlugar. A se destacar o 6ºlugar de Sergio Perez no Q1, muito bom Resultado do piloto da Racing Point.

Resultado do Q1:

posPilotosEquipeChassiMotorTempo
144Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:35.851
223Alexander AlbonAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:36.102
377Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:36.200
433Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:36.390
516Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:36.478
611Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:36.961
75Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:36.963
83Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:37.106
910Pierre GaslyRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:37.198
1055Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:37.358
1127Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:37.506
1218Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:37.528
134Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:37.545
1426Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:37.683
1520Kevin MagnussenHaas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:37.710
168Romain GrosjeanHaas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:38.051
1799Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:38.114
187Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:38.383
1963George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:38.717
2088Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:39.236

No Q2, Os pilotos igualmente ao Q1 não foram de cara para a pista, alguns pilotos até demoraram mais para entrarem na pista, Como foi no caso dos dois pilotos da Ferrari. Novamente Albon é o primeiro a marcar tempo, Mas o 1:36.748 é bem pouco até para classificar para o Q3.

Lewis Hamilton fez 1:35.634 e passou a liderar a classificação a 9 minutos e meio do final do Q2. Seguido de Leclerc, Vettel e Verstappen. Sainz jr., Albon, Ricciardo, Perez, Hulkenberg e Kvyat estavam se classificando para o Q3. Bottas não tinha feito sua volta, A 5 minutos e 20 segundos do final o Finlandês passou para o 2ºlugar, bem perto do tempo de Lewis Hamilton. Kvyat saiu da zona de classificação e Hulkenberg estava na bolha.

A 4 minutos do final, Todos os pilotos foram para a pista, Em busca da classificação a maioria deles, Já que os pilotos da Mercedes, Ferrari e Red Bull estavam tranquilos em relação a classificação. Já os outros precisavam fazer um tempo para classificar. Nisso, Stroll e Gasly passaram para o 10ºlugar, Mas os dois foram chutados da zona de classificação. Com Lando Norris fazendo o 8ºtempo.

Leclerc na sua última volta, marcou 1:35.543 e ficou com o melhor tempo do Q2. Verstappen e Albon usaram os pneus macios, mas no final ficaram lentos para não superarem suas voltas. Essa prova é a última que vai ter essa história de o pneu da melhor volta entre os 10 primeiros colocados no Q2 ser o pneu que o piloto vai largar. No ano que vem teremos os pilotos escolhendo os seus pneus para largar.

Sergio Perez, Pierre Gasly, Lance Stroll, Danill Kvyat e Kevin Magnussen foram eliminados da classificação.

Resultado do Q2:

posPilotosEquipeChassiMotorTempo
116Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:35.543
244Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:35.634
377Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:35.674
45Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:35.786
533Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:36.275
655Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:36.308
723Alexander AlbonAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:36.718
84Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:36.764
93Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:36.785
1027Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:36.859
1111Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:37.055
1210Pierre GaslyRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:37.089
1318Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:37.103
1426Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:37.141
1520Kevin MagnussenHaas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:37.254

No Q3, Todo mundo foi de imediato para a pista. Logo se ver que Hamilton estava disposto a quebrar o jejum de poles. A última pole do Inglês foi no GP da Alemanha. Na sua primeira volta, Lewis marca 1:34.828 e foi o único a entrar na casa do 1 minuto e 34 segundos. O Segundo lugar era Max Verstappen, com 1:35.139 e Valtteri Bottas em 3º com 1:35.188. Leclerc e Vettel estavam em 4º e 5ºlugares.

Albon, Sainz jr., Norris e Hulkenberg vinham logo a seguir. Apenas Daniel Ricciardo não tinha feito a sua volta. O piloto Australiano abriu sua única volta a 3 minutos e meio do final e acabou marcando o 7ºtempo, Com 1:36.456. Ao mesmo tempo, todo mundo vai para a pista para a derradeira volta da Classificação.

Mas para Charles Leclerc a classificação acabou antes, Ele passou depois do cronometro zerado e acabou perdendo a chance de disputar a pole position. A decisão da pole ficou entre Hamilton, Verstappen e Bottas.

Lewis Hamilton melhorou sua volta em 49 milésimos e consolidou a pole position. Enquanto que Verstappen não melhorou seu tempo e perdeu o 2ºlugar para Valtteri Bottas, que marcou 1:34.973 superando o piloto da Red Bull.

O inglês conquistou sua 88ªpole da carreira e vai ter do seu lado o Holandês Max Verstappen, Que foi beneficiado pela punição de Valtteri Bottas, que vai largar em último lugar por ter trocado a Unidade de potência. Na segunda fila larga os dois pilotos da Ferrari, com Leclerc em 3º e Vettel em 4º.

Na terceira fila, largam Alexander Albon da Red Bull e Lando Norris com a Mclaren. Na quarta fila, largam Daniel Ricciardo da Renault e Carlos Sainz jr. da Mclaren e completando os 10 primeiros, Na quinta fila, Os pilotos Nico Hulkenberg da Renault e Sergio Perez com a Force India.

Grid de Largada do GP de Abu Dhabi:

posPilotosEquipeChassiMotorTempo
144Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:34.779
233Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:35.139
316Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:35.219
45Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:35.339
523Alexander AlbonAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:35.682
64Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:36.436
73Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:36.456
855Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:36.459
927Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:36.710
1011Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:37.055
1110Pierre GaslyRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:37.089
1218Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:37.103
1326Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:37.141
1420Kevin MagnussenHaas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:37.254
158Romain GrosjeanHaas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:38.051
1699Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:38.114
177Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:38.383
1863George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:38.717
1988Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:39.236
2077Valtteri Bottas*Mercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:34.973

*Valtteri Bottas larga da última posição por trocar a Unidade de Potência.

Domingo, Dia da corrida no final da tarde em Yas Marina. Lewis Hamilton dominou a corrida inteira, sem dar qualquer chance para seus adversários. Conquistando sua 11ªVitória na Temporada e a 84ª da sua carreira.

Na largada, Hamilton larga bem e manteve a liderança, com Verstappen e Leclerc logo a seguir. O piloto da Ferrari aproveitando a seu melhor motor passou o piloto da Red Bull e assumiu o 2ºlugar. Verstappen por muito pouco não perdeu o 3ºlugar para Vettel que ficou pressionando o Holandês nos primeiros momentos da prova.

Na primeira curva da prova, Pierre Gasly tem seu bico dianteiro quebrado após toque com o Canadense Lance Stroll. O piloto francês precisou ir para os boxes, trocar seu bico e ficar bem pra trás na prova. Valtteri Bottas terminou a primeira volta em 15ºlugar.

Desde das primeiras voltas, Lewis Hamilton abriu uma grande vantagem sobre Charles Leclerc e Max Verstappen. O DRS chegou a ser ativado na 2ªvolta, Mas acabou por problemas Técnicos sendo desativada. Isso não era muito bom para Bottas, que até vinha se recuperando rapidamente. No começo da 5ªVolta, O Vice-campeão do Mundo passou Stroll e assumiu o 13ºlugar. Na volta seguinte, Bottas superou Giovinazzi passou para o 12ºlugar. Era questão de tempo para o piloto da Mercedes entrar entre os 6 primeiros colocados.

Enquanto isso, Perez passou Magnussen, assumindo o 10ºlugar. Após 8 voltas, Hamilton abre 4 segundos sobre Charles Leclerc, Era um passeio do campeão do Mundo. OS pilotos da frente vinham afastados um do outro, Não tinha briga nas primeiras posições.

Na 9ªVolta, Lando Norris e Antonio Giovinazzi foram os primeiros a irem aos boxes. Bottas já estava na zona de pontuação e estava em cima de Sergio Perez, Mesmo com o carro bem inferior ao carro da Mercedes, O motor é o mesmo, o que poderia tornar a ultrapassagem mais difícil. Perez também estava se aproximando de Hulkenberg que estava perto de Carlos Sainz jr. que vinha em 6ºlugar.

Na 12ªVolta, Daniel Ricciardo vai para a sua 1ªparada nos boxes. Na mesma volta, Bottas supera Perez e sobe para o 8ºlugar. Na 13ªVolta, Leclerc e depois Vettel foram para a 1ªparada. Com o Monegasco tudo correu bem, mas com o piloto alemão, a Ferrari erra na parada e faz o piloto perder tempo. Vettel voltou na 8ªposição. Na mesma volta, O piloto da Ferrari supera Perez e recupera o 7ºlugar.

Na volta 14, Albon vai para os boxes. Com os pneus novos, Leclerc faz a volta mais rápida da prova. Hamilton e Verstappen estavam na frente prolongando a parada nos boxes. Igualmente faziam isso Hulkenberg em 4ºlugar e Bottas em 5º. Vettel chegou em Bottas e acabou fazendo duas tentativas de passar o piloto finlandês, que acabou segurando com muita garra a posição.

A partir da 18ªVolta, O DRS é permitido e logo que foi permitido, Bottas foi para cima de Hulkenberg e acabou superando o piloto alemão, passando para o 4ºlugar. No final da volta, O piloto da Renault foi para os boxes, voltando para a pista em 13ºlugar. Uma surpresa é ver Kubica e Russell em uma razoável 15º e 16ºlugar, visto o carro que eles tiveram o ano todo.

Magnussen foi para os boxes na 21ªVolta, Enquanto isso, Kvyat foi para cima de Kimi Raikkonen e acabou na segunda reta oposta, por fora, passando o Homem de Gelo e assumiu o 8ºlugar.

Lewis Hamilton abriu 13.1 segundos a frente de Max Verstappen e 30 segundos a frente de Leclerc. Dos 3 primeiros, apenas o piloto da Ferrari tinha feito a parada nos boxes. Mais atrás, Giovinazzi foi para cima de Kubica que jogou duro para cima do Italiano entre as curvas 11 e 12 e não deu chance para o piloto da Alfa Romeo tomar posição. O Lance foi colocado sobre observação e investigação, Mas não deu em punição para nenhum dos dois pilotos.

Hulkenberg vai para cima de Lando Norris, buscando o 9ºlugar em sua despedida da Renault.

Na 26ªVolta, Max Verstappen foi para a sua parada nos boxes e voltou a 5 segundos de Leclerc no 3ºlugar. Na Volta seguinte, Hamilton foi para a parada e voltou 6.3 segundos a frente de Leclerc e 11 segundos a frente de Verstappen. Apenas Bottas, Perez, Kvyat e Russell não tinham feito suas paradas obrigatórias.

Os pilotos da Mclaren e os pilotos da Renault disputavam o 9ºlugar, Com Norris e Hulkenberg na frente de Carlos Sainz jr. e Daniel Ricciardo. Ficando distantes de Perez e de Kvyat que vinham prolongando suas paradas nos boxes.

Bottas vai para a sua parada na 30ªVolta e volta à pista em 6ºlugar, Mas com condições de passar Albon e Vettel.

Max Verstappen foi para cima de Charles Leclerc. Na 32ªVolta, Se aproveitando de um retardatário na 1ªreta oposta e colocando bem por dentro deixando Leclerc sem chances de defesa. O Holandês ganha o segundo lugar, Mas Leclerc não se deu por vencido, O Monegasco tentou na 2ªreta oposta passar Verstappen que se defendeu muito bem e segurou a posição e começou a abrir do piloto da Ferrari

Bottas tomou a melhor volta da prova e se aproximava de Albon e Vettel. Se o piloto da Mercedes chegasse em Albon praticamente chegaria em Vettel, que estava pouco a frente do piloto da Red Bull.

Sergio Perez parou na 38ªVolta, Somente Kvyat não tinha feito a parada nos boxes. Na volta 39, Leclerc e Vettel pararam pela segunda vez. O Monegasco tinha que tirar quase 30 segundos em 17 voltas para tentar tirar o 2ºlugar do Verstappen.

Perez foi para cima de Ricciardo e passou para o 11ºlugar. Com os pneus novos, O piloto da Racing Point estava voando baixo. Daniil Kvyat parou na 42ªVolta e voltou em 12ºlugar.

Perez foi para cima de Hulkenberg e acabou superando o Piloto da Renault, Com os pneus bem melhores passou para o 8ºlugar. As últimas voltas do campeonato foram as mais emocionantes da corrida. Na 47ªVolta, Lance Stroll abandona a corrida. (O único que deixou a prova)

Nas voltas finais, Perez vai para cima de Norris. Os dois brigavam pelo 7ºlugar e por posição no Campeonato. Igualmente o Espanhol Carlos Sainz jr. que fez uma segunda parada vinha buscando o 10ºlugar de Nico Hulkenberg e tomar o 6ºlugar de Pierre Gasly.

Lá na Frente, Bottas se aproximava de Leclerc nas últimas voltas. O Finlandês vinha tirando 1 segundo do piloto Monegasco. A 2 voltas do final, Sebastian Vettel superou Alexander Albon e acabou ficando no 5ºlugar.

Lewis Hamilton fechou o final de semana e o ano com Chave de Ouro, Com sua 11ªVitória na temporada e a 84ªVitória da sua Carreira. Os 413 pontos que o hexacampeão do Mundo ganhou na temporada de 2019 é um recorde de pontos ganhos de um piloto em uma só temporada.

Max Verstappen conseguiu um improvável segundo lugar em Abu Dhabi e conquistou o 3ºlugar do Mundial de Pilotos.  Em mais um desempenho acima da média do que a Red Bull com os motores Honda, que fecharam o ano com 3 vitórias em 2019.

Charles Leclerc acabou ficando a frente de Valtteri Bottas, Por mais 1 ou 2 voltas e o Finlandês iria tomar o pódio do Monegasco. Depois da prova, Leclerc ficou ameaçado de perder a posição por um erro da Ferrari a informar sobre a quantidade de combustível que o carro 16 iria carregar. Depois de algum tempo, os Comissários decidiram em punir a equipe em uma multa de 50 mil Dólares e acabaram poupando o piloto de punição.

Valtteri Bottas fez uma boa corrida de recuperação e acabou a pouco não subindo ao Pódio, Fechando o seu melhor ano na Formula 1 com o 4ºlugar na prova e o vice-campeonato na classificação final.

Sebastian Vettel termina seu pior ano na Ferrari com um 5ºlugar. Muita coisa precisa ser repensada pelo piloto Alemão para 2020. O Tailandês Alexander Albon acabou ficando com uma digna 6ªposição e fecha o ano com a possibilidade de melhora para a temporada de 2020.

Sergio Perez passou Lando Norris nas voltas finais e acabou ganhando o 7ºlugar e terminando o ano entre os 10 primeiros lugares no Mundial de Pilotos. Um belo final de ano do piloto Mexicano e um belo final da Racing Point, que melhorou o carro no decorrer da temporada. Enquanto Lando Norris acabou ficando em 8ºlugar. Um belo ano do estreante inglês, Atrapalhado pela inexperiência e pela falta de sorte de algumas corridas.

Danill Kvyat encerrou seu ano de redenção na formula 1 com um bom 9ºlugar. Não foi o suficiente para a Toro Rosso o 5ºlugar do Mundial de Construtores da Renault. Foi a melhor temporada da filial da Red Bull, Com 2 pódios (3ºlugar de Kvyat da Alemanha e o 2ºlugar de Gasly no Brasil.

Carlos Sainz jr. na última volta acabou superando Nico Hulkenberg e acabou ficando com o 10ºlugar. O Espanhol acabou o ano com o 6ºlugar no Mundial de Pilotos, foi sua melhor temporada da sua carreira, Aonde ele conquistou seu primeiro pódio da carreira, Quebrando um jejum de 5 anos sem pódio da Mclaren.

Daniel Ricciardo e Nico Hulkenberg acabaram sintetizando o ano fracassado da Renault, Ambos se esforçando muito, Mas acabaram de novo fora dos pontos. O que poderia ser um ano glorioso para ambos acabou com os dois muito longe de bons resultados. Riccardo ficou em 11º e Hulkenberg acabou em 12º.

Kimi Raikkonen acabou com o 13ºlugar, A Alfa Romeo caiu muito na parte final de ano. Até se tem dúvidas que o Homem de Gelo poderia encerrar a carreira depois dessa prova, mesmo com contrato para 2020. Kevin Magnussen e Romain Grosjean ficaram com o 14º e 15ºlugares. Um ano para se esquecer para a Haas, O pior ano da equipe Norte-Americana na Formula 1.

Antonio Giovinazzi ficou em 16º, sem qualquer destaque. George Russell fez o que era possível e acabou ficando na frente de Pierre Gasly e acabou em 17ºlugar. Robert Kubica fechou a classificação e sua carreira na Formula 1 em 19ºlugar.

A Formula 1 encerra 2019, Agora partimos para a contagem regressiva de 3 meses e meio para a temporada de 2020. Com 22 corridas e começando na Austrália e novamente viveremos a expectativa de quando vai começar o ano. No final do ano teremos a avaliação de cada piloto e cada equipe dessa temporada.

Fotos:

Resultado final do GP de Abu Dhabi
Última Etapa do Mundial de Formula 1 – Temporada de 2019:

posPilotosEquipeChassiMotorVoltasTempo
144Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+551:34:05.715
233Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H55a 16.772s
316Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 06455a 43.435s
477Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+55a 44.379s
55Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 06455a 64.357s
623Alexander AlbonAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H55a 69.205s
711Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes54a 1 Volta
84Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 1954a 1 Volta
926Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H54a 1 Volta
1055Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 1954a 1 Volta
113Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 1954a 1 Volta
1227Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 1954a 1 Volta
137Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 06454a 1 Volta
1420Kevin MagnussenHaas F1 TeamVF-19Ferrari 06454a 1 Volta
158Romain GrosjeanHaas F1 TeamVF-19Ferrari 06454a 1 Volta
1699Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 06454a 1 Volta
1763George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+54a 1 Volta
1810Pierre GaslyRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H53a 2 Voltas
1988Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+53a 2 Voltas
18Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes45Abandonou

Melhor Volta de Cada Piloto:

posPilotosEquipeChassiMotorTempoNa Volta
144Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:39.28353
277Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:39.71531
35Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:40.12855
416Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 0641:40.44244
533Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:41.11955
63Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:41.19051
755Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:41.29443
823Alexander AlbonAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H1:42.21949
926Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:42.22242
1010Pierre GaslyRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H1:42.41453
1111Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:42.63939
124Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 191:43.02650
1363George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:43.07450
147Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:43.14225
1599Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:43.25628
1627Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 191:43.27452
1718Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes1:43.32625
188Romain GrosjeanHaas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:43.66633
1920Kevin MagnussenHaas F1 TeamVF-19Ferrari 0641:43.79022
2088Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+1:44.50051

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Renault/Mclaren/Renault/Toro Rosso/Racing Point/Alfa Romeo/Haas/Williams