Coronavirus praticamente paralisa o esporte a motor no mundo

Todo o planejamento das temporadas das principais categorias ficou completamente comprometido pela pandemia do Coronavirus se espalhando pelo mundo, principalmente na Europa (Com a situação complicada para Inglaterra e Espanha e a situação catastrófica para a Itália, que é o país mais afetado do mundo hoje. Na China, a epidemia parece estar controlada) As temporadas que se planejavam começar em Março acabaram todas comprometidas.

Na Formula 1, se cancelou em cima da hora o GP da Austrália, Além disso, as provas do Bahrein, China e Vietnã foram adiadas e a categoria deve começar no final de maio, Com a realização do GP do Azerbaijão. Se trabalha um calendário alternativo, com finais de semana de apenas dois dias, para a realização de pelo menos umas 17 ou 18 corridas para essa temporada.

Os prejuízos na MotoGP até agora parecem ser mínimos. Até agora todas as corridas não foram e não serão realizadas em sua data original foram remarcadas para a parte final de campeonato, além de ter conseguido realizar a etapa da Moto 2 e Moto 3 no Qatar. Em outras categoria como a Formula 2 e Formula 3 também deve acontecer um remanejamento de datas (Bahrein foi adiado nas duas categorias).

Agora na Formula Indy, o prejuízo será bem maior. A prova de St.Petersburg que seria realizada no domingo foi cancelada, Assim como Alabama, Long Beach e Circuito das Américas. A Organização esta fazendo todo o possível para manter as provas em Indianápolis (incluído as 500 milhas). Porém, o calendário do campeonato desse ano esta comprometido, Apenas com 13 corridas para serem disputadas se não tivemos mais cancelamentos.

As chances de temos um campeonato reduzido em todas as esferas é grande, Se a Pandemia não passar logo (Se prolongar por mais tempo) podemos considerar o ano de 2020 como um ano perdido e praticamente nulo para as competições pelo Mundo. Eu espero que a partir de Maio se possa começar as competições pelo Mundo, mesmo que não se possa ter um público, que se veja as corridas pela TV ou pela Internet.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP/IndyCar

Caso de Coronavirus em membro da Mclaren faz FIA Cancelar o GP da Austrália de Formula 1

A Formula 1 finalmente percebeu que não dava para viabilizar o GP da Austrália que iria ser realizada no domingo. Os dirigentes da categoria estava dispostos a realizar a prova. Porém, com o caso de um dos membros da Mclaren ter contraído Coronavirus, A equipe inglesa acabou se retirando da prova. A Formula 1 e a FIA convocou uma reunião com os membros entre as 9 equipes que estavam ainda dispostas a correr.

A Conclusão foi que por maioria a corrida não poderia prosseguir. Com o apoio da Australian Grand Prix Corporation (AGPC) a Formula 1 decidiu cancelar todas as atividades do GP da Austrália.

Em anuncio oficial a organização do GP disse aos milhares de fãs que ficaram decepcionados com essa decisão que vão receber de volta todo o dinheiro que eles pagaram pelo ingresso e que um novo anuncio deve acontecer em breve sobre a corrida.

“Todas as partes levaram em consideração os enormes esforços da AGPC, Motorsport Austrália, funcionários e voluntários para organizar a rodada de abertura do Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA 2020 em Melbourne, mas concluíram que a segurança de todos os membros da família Fórmula 1 e da comunidade mais ampla, bem como a imparcialidade da competição têm prioridade”.

Esperaremos provavelmente que a categoria cancele também o GP do Bahrein, Pois mesmo sem público não acho que seja possível a realização de uma corrida ou de um evento esportivo com uma Pandemia em curso. Provavelmente não teremos corridas e nem eventos esportivos em Março e em Abril. Se tiverem coerência, essas atitudes vão diminuir os estragos que o COVID-19 vai fazer pelo mundo.

Na China, o coronavirus esta quase controlado, com poucos casos tem sido registrados, Mas a maioria do planeta ainda vai passar pelo pico da pandemia e isso impede que uma aglomeração de pessoas possam estar em eventos esportivos e a outros tipos de eventos.

Aguardemos as próximas notícias sobre o esporte a motor pelo mundo.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formula 1

Coronavirus interfere no Mundo do esporte a motor, F1 ainda não se decide se vai ter a prova na Austrália

O Coronavirus vem trazendo muita preocupação pelo planeta, mesmo com uma baixa letatividade (Apenas 3,6%) o fato da doença já infectar 120 mil pessoas pelo mundo, Com a situação sendo mais grave na China (Onde a epidemia parece estar sendo controlada), Japão, Coreia do Sul, Irã e na Itália. Nesse último, com um país totalmente sobre quarentena, que teve como consequência o adiamento do campeonato Italiano.

Devido as recomendações para a doença não avançar mais, A MotoGP sofre as consequências. As etapas da Tailândia, Estados Unidos e Argentina foram adiadas. A etapa na Ásia foi jogada para o final de Setembro e as provas em Austin e em Termas de Rio Hondo adiadas para Novembro.

Apesar dos alertas e da Recomendações da OMS, A Formula 1 não parece que vai adiar a etapa do GP da Austrália que será realizada nesse próximo domingo. No país, existem 128 casos confirmados do COVID-19 (24 deles estão recuperados) e 3 mortes confirmados. É uma temeridade que essa corrida aconteça e se a Formula 1 tivesse a consciência disso acabaria por adiar o GP do Barhein. Mas ao invés disso, A prova a principio será realizada sem público.

Agora eu pergunto, Com um risco eminente, será que os dirigentes da categoria não poderiam fazer o que a MotoGP fez? Adiar uma corrida ou duas para preservar a integridade física e a saúde de pilotos, mecânicos, Profissionais que vão trabalhar na pista e cobrindo o final de semana e público também. Apesar da prova do Bahrein ser realizada sobre portões fechados é importante que se faça um esforço, pelo menos até abril os eventos sejam suspensos. Essa atitude pode dar a chance necessária para que a Doença não se espalhe mais e que ela possa ser controlada.

Na China ela já esta conseguindo ser freada por causa da atitude do Governo daquele país. Concordando ou não com ela, a doença não esta mais avançando e sim esta caindo a contaminação entre as pessoas. Porém, no resto do Mundo, a tendência natural é aumentar os casos. O que nos leva a evitar o máximo possível as aglomerações de pessoas nesse momento. Esperamos que esse surto diminuía de intensidade o mais rápido possível.

Mclaren confirmou que não corre nesse final de semana. Um dos Funcionários acabou dando positivo para o COVID-19. Existe uma enorme pressão para a prova seja Adiada. Porém, a FIA ainda não deu um anuncio oficial.

Na Formula Indy a situação é que a prova vai acontecer sem público, Apenas com os pilotos, equipes, fiscais de pista, comissários e jornalistas estarão no circuito de Rua de St.Petersburg.

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Bottas fica na Mercedes até o final de 2020, Ocon ganha a vaga na Renault e Hulkenberg esta a procura de emprego

Antes mesmo do GP da Bélgica, Duas equipes definiram seus pilotos para 2020. A Mercedes com a manutenção de Valtteri Bottas e a Renault, Com a contratação de Esteban Ocon para o lugar de Nico Hulkenberg.

Esperava-se que a campeã do Mundial de Construtores desde de 2014 e líder do campeonato desse ano esperasse mais tempo para a definição do companheiro de equipe de Lewis Hamilton para 2020.

A decisão a favor de Bottas é para mim bastante segura, O Finlandês vive seu melhor ano na Mercedes, após uma frustrante temporada de 2018, Bottas precisava mostrar serviço, O que acabou acontecendo, Com duas vitórias nas primeiras 4 corridas do ano. Apesar da decepcionante corrida no Canadá (Onde ele ficou em 4ºlugar), Bottas estava próximo de Hamilton na classificação do campeonato até o GP da Inglaterra.

Mas nas duas últimas provas acabaram sendo ruins, abandono na Alemanha e um 8ºlugar, após quebrar sua asa dianteira nas primeiras curvas do GP da Hungria chegaram a colocar a renovação em risco. A Mercedes tinha como opção o jovem Esteban Ocon (Piloto de testes da Mercedes), que correu na Manor em parte da temporada de 2016 e na Force India em 2017 e 2018.

Outro fator para a renovação de Bottas sem duvida é o que se esperar de Ocon na Mercedes, A Incerteza se um jovem piloto, com talento vingaria no carro prateado em 2020. A Equipe alemã não confiou no Francês e preferiu ficar mesmo com Valtteri Bottas.

Mas se a Mercedes não vai apostar em Ocon, A Renault decidiu fazer essa aposta para a temporada de 2020. O Piloto francês será o substituto de Nico Hulkenberg, Que acaba sendo ideal tanto para a equipe como para o piloto. Como Ocon é francês e a equipe é francesa, acaba sendo uma ótima jogada de Marketing.

Opinião: Finalmente Esteban Ocon terá um carro que possa ter potencial de andar nas primeiras posições, Só espero que o carro do ano que vem da Renault seja um carro bem competitivo para que tanto o francês quanto o Australiano Daniel Ricciardo demonstrem seu talento e conquiste grandes resultados, Pois os dois pilotos merecem.

A Relação de Nico Hulkenberg com a Renault estava desgastado, Nos anos de 2017 e 2018 o Alemão fez um bom trabalho, Vencendo seus companheiros de equipe e liderando a equipe. Com a vinda de Daniel Ricciardo para esse ano, O Quadro se inverteu. Em muitas ocasiões, Ricciardo andou mais rápido que Hulkenberg e a relação entre a equipe e o piloto alemão desandou de vez, Nico reclamava da equipe, não dava atenção devida e a equipe não deve ter gostado nada que o piloto de 32 anos falou.

Com a Saída da Renault, Nico Hulkenberg fica a disposição do Mercado. Seu destino pode ser sair da Formula 1, Mas existe uma possibilidade Real do Alemão substituir o desastroso Romain Grosjean para a temporada que vem, O Team Principal Gunther Steiner já confirmou  O Francês faz hora extra não só na Haas como na Formula 1.

Para a Haas seria ótimo ter um piloto experiente como primeiro piloto da Haas, Mas mesmo com todas essas qualidades, Tem um problema: É que Kevin Magnussen que tem contrato para 2020 é um desafeto de Nico Hulkenberg.

Nico e Kevin tem problemas no passado. Eles são desafetos de muito tempo, No GP da Hungria de 2017, Hulkenberg acuson Magnussen de ser o piloto mais antidesportivo da Formula 1, Kevin mandou o troco, mandando o alemão fazer algo que não pode ser dito aqui, por ser uma conotação bem chula. Essa seria possivelmente a única contra indicação dessa contratação.

Com o interesse em um piloto experiente, As portas para Pietro Fittipaldi para a temporada de 2020 estão fechadas na equipe Haas.

Com isso, O Número de vagas ainda existentes para 2020 diminuiu para 6 vagas: 1 na Red Bull, 1 na Haas, 1 na Alfa Romeo, 1 na Williams e 2 na Toro Rosso.

Pilotos Confirmados para 2020:

EquipeTemporada 2020
Alfa RomeoKimi Raikkonen
 Vago
FerrariSebastian Vettel
 Charles Leclerc
HaasKevin Magnussen
 Vago
MclarenLando Norris
 Carlos Sainz jr.
MercedesLewis Hamilton
 Valtteri Bottas
Red BullMax Verstappen
 Vago
RenaultDaniel Ricciardo
 Esteban Ocon
Toro RossoVago
 Vago
WilliamsGeorge Russell
 Vago
Racing PointSergio Perez
 Lance Stroll

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Renault/Manor/Haas

Cenários para a Temporada de 2020

Chegando a metade da temporada, Antes do GP da Hungria, que vai ser realizado nesse próximo Domingo. As atenções não estão voltadas a pista, Mas sim para os rumores e as expectativas de troca de cockpits para a temporada de 2020. O GP da Alemanha pode ter mudado os rumos para o plantel de pilotos para a temporada que vem.

Fizemos 3 cenários possíveis para a temporada de 2020

Cenário 1:

Equipe20192020 – Alternativa 1
Alfa RomeoKimi RaikkonenKimi Raikkonen
Antonio GiovinazziAntonio Giovinazzi
FerrariSebastian VettelSebastian Vettel
Charles LeclercCharles Leclerc
HaasKevin MagnussenKevin Magnussen
Romain GrosjeanSergio Perez
MclarenLando NorrisLando Norris
Carlos Sainz jr.Carlos Sainz jr.
MercedesLewis HamiltonLewis Hamilton
Valtteri BottasValtteri Bottas
Red BullMax VerstappenMax Verstappen
Pierre GaslyDanill Kvyat
RenaultDaniel RicciardoDaniel Ricciardo
Nico HulkenbergEsteban Ocon
Toro RossoDanill KvyatPierre Gasly
Alexander AlbonAlexander Albon
WilliamsGeorge RussellGeorge Russell
Robert KubicaNicholas Latifi
Racing PointSergio PerezNick de Vries
Lance StrollLance Stroll

O Cenário mais provável deve ser a 1ªAlternativa para o plantel de pilotos para 2020. A Mercedes deve manter Valtteri Bottas em 2020 junto de Lewis Hamiton, Assim como Vettel provavelmente não sai da Ferrari, já que ele tem contrato para o ano que vem, Que não é o caso de Bottas.

A Mudança provável será na Red Bull, Com Gasly deixando a desejar em relação ao Verstappen não será surpresa nenhuma Danill Kvyat ser reconduzido para a Red Bull, O piloto Francês será rebaixado de volta para Toro Rosso. Subir Albon depois de uma temporada é um risco que a Red Bull não pode tomar.

Outras mudanças prováveis seriam essas: Perez sairia da Racing Point e iria para Haas, substituindo Romain Grosjean, que ficaria desempregado. O mesmo destino de Nico Hulkenberg que esta em conflito aberto com a Renault. Esteban Ocon deve ser o favorito a vaga na equipe Francesa. Possivelmente algum piloto da Formula 2 vai subir para a Formula 1. Nicholas Latifi deve ir para a vaga na Williams, Muito pelas ligações que ele tem com a Williams. A Racing Point poderia contratar o Holandês Nick de Vries para substituir Lance Stroll. Se for campeão, As chances do antigo piloto da Mclaren, de ser promovido, irão aumentar consideravelmente.

Cenário 2:

20192020 – Alternativa 2
Alfa RomeoKimi RaikkonenKimi Raikkonen
Antonio GiovinazziPascal Wehrlein
FerrariSebastian VettelValtteri Bottas
Charles LeclercCharles Leclerc
HaasKevin MagnussenSergio Perez
Romain GrosjeanSergio Sette Câmara
MclarenLando NorrisLando Norris
Carlos Sainz jr.Carlos Sainz jr.
MercedesLewis HamiltonLewis Hamilton
Valtteri BottasMax Verstappen
Red BullMax VerstappenDanill Kvyat
Pierre GaslyNico Hulkenberg
RenaultDaniel RicciardoEsteban Ocon
Nico HulkenbergDaniel Ricciardo
Toro RossoDanill KvyatAlexandre Albon
Alexander AlbonPierre Gasly
WilliamsGeorge RussellGeorge Russell
Robert KubicaSergey Sirotkin
Racing PointSergio PerezNicholas Latifi
Lance StrollLance Stroll

No segundo Cenário, A Mercedes pode buscar a contratação de Max Verstappen, para compor dupla com Lewis Hamilton. Sebastian Vettel nesse cenário abandona a Formula 1 e pode levar Bottas a assinar com a Ferrari, sendo companheiro de equipe de Charles Leclerc. Na Red Bull, não creio que vão subir Albon em 2020. Danill Kvyat poderia ser o primeiro piloto e Nico Hulkenberg seria o piloto a ajudar a equipe Austríaca no acerto dos carros, Além de ser um piloto reconhecidamente rápido.

Ocon continuaria visado para correr pela Renault junto de Daniel Ricciardo. Na Haas, Magnussen e Grosjean rodariam para a entrada de Sergio Perez e de Sette Sérgio Câmara. O Brasileiro que vem em 4ºlugar estaria conseguindo sua superlicença para tem plenas condições de disputar a temporada de 2020. Pietro Fittipaldi me parece ser um piloto fraco para correr na Formula 1, Não é certo que ele consiga o restante dos pontos para a super licença. (É Preciso 40 pontos para ganhar a superlicença, Contando os resultados dos seus 3 últimos anos)

Nesse cenário, Antonio Giovinazzi não renova o contrato e seria substituído pelo Alemão Pascal Wehrlein (Correu pela Manor em 2016 e pela Sauber em 2017), Sergey Sirotkin voltaria para a Williams e Nicholas Latifi iria para a Racing Point para 2020.

Cenário 3:

20192020 – Alternativa 3
Alfa RomeoKimi RaikkonenKimi Raikkonen
Antonio GiovinazziAntonio Giovinazzi
FerrariSebastian VettelValtteri Bottas
Charles LeclercCharles Leclerc
HaasKevin MagnussenKevin Magnussen
Romain GrosjeanPascal Wehrlein
MclarenLando NorrisLando Norris
Carlos Sainz jr.Carlos Sainz jr.
MercedesLewis HamiltonLewis Hamilton
Valtteri BottasEsteban Ocon
Red BullMax VerstappenMax Verstappen
Pierre GaslySebastian Vettel
RenaultDaniel RicciardoDaniel Ricciardo
Nico HulkenbergNick de Vries
Toro RossoDanill KvyatDaniil Kvyat
Alexander AlbonAlexander Albon
WilliamsGeorge RussellGeorge Russell
Robert KubicaNicholas Latifi
Racing PointSergio PerezNico Hulkenberg
Lance StrollLance Stroll

Em um terceiro cenário, Esteban Ocon ganharia a vaga na Mercedes para 2020. Valtteri Bottas passaria a ser piloto da Ferrari no Lugar de Sebastian Vettel. Só que o piloto Alemão dessa vez, Não sairia da Formula 1 e sim iria voltar a Red Bull, sendo companheiro de equipe de Verstappen na próxima temporada.

Na Haas, Pascal Wehrlein seria o substituto de Romain Grosjean. Na Racing Point, Hulkenberg substituía Sergio Perez, que abandonaria a Formula 1. Nicholas Latifi substituía Robert Kubica na Williams. Na Renault, Sai Hulkenberg e entraria o piloto que esta na liderança do campeonato da Formula 2, Nick de Vries.

De certo, Temos 11 das 20 vagas no Grid de 2020 já certas. Restando 9 vagas para a temporada de 2020. E mesmo as vagas que estão certas, algumas delas podem mudar de dono, Depende do desempenho de cada piloto ou então do interesse de uma equipe por um piloto já com compromisso para a temporada que vem.

EquipePilotos garantidos para 2020
Alfa RomeoKimi Raikkonen
.Indefinido
FerrariSebastian Vettel
.Charles Leclerc
HaasKevin Magnussen
.Indefinido
MclarenLando Norris
.Carlos Sainz jr.
MercedesLewis Hamilton
.Indefinido
Red BullMax Verstappen
.Indefinido
RenaultDaniel Ricciardo
.Indefinido
Toro RossoIndefinido
.Indefinido
WilliamsGeorge Russell
.Indefinido
Racing PointIndefinido
.Lance Stroll

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull