Bottas conquista primeira vitória da carreira em Grande largada numa prova sonolenta em Solo Russo

O Finlandês Valtteri Bottas que esta em seu primeiro ano na Mercedes e já tinha dado mostras de que seria uma forte 3ªForça do campeonato pelas primeiras provas do ano conseguiu em uma grande largada acabar com a vantagem da Ferrari de ter em mãos pole e o 2ºdo grid e numa corrida sem nenhuma disputa mais séria com exceção da parte final aonde o Finlandês acabou sendp pressionado por Sebastian Vettel. Acabou levando pela primeira vez uma vitória na Formula 1.

Antes da largada o Espanhol Fernando Alonso teve problemas em seu Mclaren que continua no calvário com a Honda que parece não ter fim e acaba nem largando. Provocando uma nova volta de apresentação deixando a corrida mais curta em uma volta passando a ter 52 voltas.

As emoções maiores ficaram na largada com Bottas tomando as posições dos dois pilotos da Ferrari numa grande manobra. Lá atrás tivemos Romain Grosjean tocando em Jolyon Palmer que acabou em seguida tocando de volta do piloto Francês que teve seu carro saltando e indo para o muro ficando bem destruído e Palmer também acabou no muro e ambos ficaram de fora da corrida provocando a entrada do safety car quase que ao mesmo tempo que o Canadense Lance Stroll roda e cai para os últimos lugares.

Alguns pilotos como Vandoorne foram para os boxes fazerem uma parada para mudarem sua tática de paradas nos boxes. Na Volta 4 a corrida recomeça com Bottas mantendo a liderança seguido de Vettel, Raikkonen, Hamilton, Verstappen, Massa, Ricciardo, Perez, Ocon e Hulkenberg que não iria se manter por muito tempo, O Australiano Daniel Ricciardo com problemas de freios acabou deixando a prova na 6ªVolta. A Situação da Red Bull que já não era tudo isso sem o Ricciardo se mostrava pior com o decorrer das voltas aonde Verstappen a cada volta ficava 1 segundo mais distante de Hamilton que fazia uma corrida completamente apagada em relação a Bottas que abria diferença aos poucos para Vettel que vinha em segundo a frente e bem a frente de Raikkonen em 3º.

Massa em 6º liderava o bloco intermediário que era composto por Perez, Ocon e Hulkenberg. Depois vinham Magnussen, Sainz, Kvyat e Stroll disputando o 10ºlugar e por fim Vandoorne, Ericsson e Wehrlein se arrastando. Um com uma Mclaren-Honda e os outros dois com a Sauber-Ferrari de 2016. Magnussen e Vandoorne foram punidos por vazar a chicane da curva 2 naquela confusão da primeira volta. Para mim um exagero, Nenhum deles se beneficiou dessa manobra, Portanto a punição era desnecessária ao meu ponto de ver.

A Corrida teve pouquíssimos momentos de alguma agitação e nenhuma briga clara por posição. A movimentação maior foi quando Wehrlein e Massa foram os primeiros a pararem na volta 22. A partir dai tivemos alguma movimentação nos boxes e algumas ultrapassagens por lá mesmo como Magnussen e a Haas teve de pagar a punição injusta que sofreu nos boxes o que fez o piloto Escandinavo perder posição na zona de pontos e voltando atrás do Kvyat que tinha feito parada na mesma volta.

Ocon primeiro e Perez depois fizeram as trocas de pneus nos boxes o que fez o Brasileiro Felipe Massa voltar a 7ªposição tendo Hulkenberg ainda que parar nos boxes e quando isso acontecesse o Brasileiro voltaria ao 6ºlugar. Valtteri Bottas parou nos boxes na volta 27 o que fez Vettel subir para o primeiro lugar.

Verstappen parou nos boxes na volta 30 e mesmo com a parada o piloto que restou da Red Bull ainda voltou em 5ºlugar bem na frente do Hulkenberg. Era um abismo a diferença das equipes na Formula 1 de hoje. Tanto é que nas primeiras 10 voltas de bandeira verde os pilotos da Sauber estavam virando em média quase 5 segundos mais lentos do que Valtteri Bottas com a Mercedes e a Ferrari de Sebastian Vettel. Muito triste que a Formula 1 tenha isso nos dias de hoje.

Vettel parou na volta 34 e perdeu alguns décimos porque um dos mecânicos não encaixou tão bem uma das rodas tendo de perder um tempinho para ajeitar o pneu. Não foi decisivo para Vettel voltar atrás de Bottas a diferença entre os dois estava em 5 segundos ao restar 17 voltas para o final. A corrida estava bem encaminhada para o piloto Finlandês da Equipe Mercedes. Mas a partir dai Vettel começou a ter um ritmo mais forte de corrida. Bottas na volta 38 acabou quase que jogando fora a sua corrida após errar o ponto de frenagem o que fez ele passar perto do muro em uma das curvas de Sochi.

Vettel continuava a diminuir a diferença para Bottas, Com pneus mais novos e com o ritmo de prova com os pneus mais gastos favorecendo ao carro italiano poderíamos ter uma briga pela vitória algo que não tivemos a prova inteira em nenhuma posição praticamente. Nico Hulkenberg parou nos boxes na volta 41. Mas Felipe Massa não pode desfrutar do 6ºlugar. Um pneu furado fez ele ter de voltar aos boxes para fazer uma parada não programada o que fez o piloto da Williams voltar apenas em 9ºlugar atrás até mesmo do Hulkenberg.

Vettel partiu para o ataque final pra cima de Bottas baixando a vantagem do finlandês para apenas 1 segundo podendo a qualquer momento abrir a asa móvel, A 3 voltas do final Vettel consegue estar apto a usar asa móvel, Mas foi Bottas que se beneficiou da Asa Móvel a estar perto de Felipe Massa para distanciar o bastante para evitar um ataque de Vettel. E de quebra o finlandês passou o piloto da Ferrari em um ponto melhor que Vettel que acabou perdendo tempo nessa ultrapassagem em cima do Brasileiro. Isso sacramentou a 1ªVitória de Valtteri Bottas na Formula 1 com 7 décimos na frente de Vettel que ficou em segundo lugar mantendo a liderança do campeonato agora com 13 pontos de Frente sobre Lewis Hamilton que fez uma corrida muito apagada ficando em 4ºlugar atrás de Kimi Raikkonen que completou o pódio nesse bom final de semana da Ferrari que mostra lutar de igual para igual com as Mercedes.

A Red Bull esta anos-luz dessas duas equipes. O 5ºlugar de Max Verstappen é hoje o máximo que se pode almejar para o time Austríaco graças em parte ao Chassis que não parece ser tão bem construído como aos motores Renault que estão claramente abaixo dos motores Mercedes e Ferrari nessa batalha de propulsores na Formula 1.

Sergio Perez foi o melhor das equipes intermediárias ao fazer uma corrida correta e sem erros acabou beneficiado pelo furo de pneu de Felipe Massa ficando com o 6ºlugar e para completar o melhor final de semana da Force India em 2017 o Francês Esteban Ocon que tinha ficado em décimo lugar nas 3 primeiras provas de 2017 acabou Saltando 3 posições nesse retrospecto terminando a corrida em 7ºlugar. Nico Hulkenberg com a Renault acabou a prova em 8ºlugar marcando mais alguns pontos para a Renault que só pode contar mesmo com ele para pontuar já que Palmer não consegue dar o mesmo nível de pilotagem para a fábrica francesa.

Felipe Massa foi o prejudicado do dia. Estava tudo encaminhado para o 6ºlugar e esse furo de pneu e a parada extra fez com que o Brasileiro só acabasse em 9ºlugar salvando ainda assim 2 pontos para a Williams que só pode contar com ele para pontuar no campeonato de construtores. Apesar de que Lance Stroll conseguiu completar sua primeira corrida da carreira ficando a 1 posição da zona de pontuação em 11ºlugar. Perdeu essa disputa para o Espanhol Carlos Sainz jr. que saiu do 14º no grid para fechar a zona de pontuação em 10ºlugar com a Toro Rosso.

Depois do Stroll tivemos Daniil Kvyat que não consegue ter sorte em Sochi tendo visto que só marcou pontos em solo Russo na prova de 2015 quando obteve o 5ºlugar com a Red Bull. Hoje ficou apenas em 12ºlugar, Magnussen que acabou com a prova comprometida devido a punição injusta de 5 segundos nos boxes por vazar a chicane naquela confusão da largada ficou em 13ºlugar, Stoffel Vandoorne leva a lenta Mclaren-Honda ao 14ºlugar na frente apenas de Marcus Ericsson e de Pascal Wehrlein com a mais fraca ainda Sauber.

Daqui a 2 semanas teremos a 5ªEtapa do Mundial de Formula 1 no Circuito da Catalunha na Espanha. Mais uma batalha entre os pilotos da Mercedes e da Ferrari pelo título do Mundial de 2017.

Resultado final do GP da Rússia de Formula 1
Sochi – 52 Voltas

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Grid
1 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W08 EQ Power+ Mercedes M08 EQ Power+ 52 1:28:08.743 3
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF70H Ferrari 062 52 a 0.617s 1
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF70H Ferrari 062 52 a 11.000s 2
4 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W08 EQ Power+ Mercedes M08 EQ Power+ 52 a 36.320s 4
5 33 Max Verstappen Red Bull RB13 TAG Heuer 52 a 60.416s 7
6 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 52 a 86.788s 9
7 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ 52 a 95.004s 10
8 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 52 a 96.188s 8
9 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 51 a 1 Volta 6
10 55 Carlos Sainz Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 51 a 1 Volta 14
11 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ 51 a 1 Volta 11
12 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 51 a 1 Volta 12
13 20 Kevin Magnussen Haas VF-16 Ferrari 062 51 a 1 Volta 13
14 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H 51 a 1 Volta 20
15 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 51 a 1 Volta 18
16 94 Pascal Wehrlein Sauber C36 Ferrari 061 50 a 2 Voltas 17
3 Daniel Ricciardo Red Bull RB13 TAG Heuer 5 a 47 Voltas – Freios 5
30 Jolyon Palmer Renault R.S.17 Renault R.E.17 0 a 52 Voltas – Acidente 16
8 Romain Grosjean Haas VF-16 Ferrari 062 0 a 52 Voltas – Acidente 19
14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H 0 Não largou 15

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Force India/Williams/Toro Rosso

Vettel derrota Hamilton em tática de parada e no ritmo de corrida e vence na Abertura da 68ªTemporada da Formula 1

A Ferrari que saiu de 2016 devastada pela temporada abaixo das expectativas acabou tendo uma pré-temporada muito animadora que se confirmou na classificação de ontem e que hoje definitivamente demonstrou que estão a altura de disputar de igual para igual o campeonato de 2017. Isso graças a uma exibição impecável de Sebastian Vettel que hoje chegou a sua vitória de número 43 em sua carreira. Vitória ganha sobre Lewis Hamilton que marcou a pole position.

Na 1ªlargada acabou ela não valendo,  não tivemos muitas mudanças lá na frente. As 5 primeiras posições foram mantidas com Felipe Massa ganhando a posição do Grosjean que chegou a perder posição para Sainz, Mas conseguiu recuperar o 7ºlugar. Confusão mesmo ficou entre Kevin Magnussen que acabou colocando para fora da pista ele o Sueco Marcus Ericsson e a ele mesmo. Como consequência disso foi que o piloto da Haas que já vinha em um final de semana desastroso acabou tendo de ir para os boxes fazer logo de cara uma parada nos boxes.

Logo de começo Hamilton já começou sendo pressionado por Vettel que parecia conseguir a ultrapassagem, Mas o que se previu dos especialistas de que a ultrapassagem seria mais difícil aconteceu que era a dificuldade de se conseguir uma ultrapassagem aumentar em relação aos últimos anos pela carga aerodinâmica que esses novos carros ganharam em relação a 2016. Mesmo assim o mexicano Sergio Perez no começo da prova conseguiu uma bela ultrapassagem sobre Daniil Kvyat ganhando o 9ºlugar.

Daniel Ricciardo que teve problemas sérios de câmbio na vinda para o Grid de largada acabou largando 3 voltas depois dos outros pilotos. Com a corrida comprometida o dono da casa só largou por que era o GP na sua Casa. Não foi um bom final de semana para o piloto da Red Bull convenhamos.

Hamilton conseguiu abrir uma pequena vantagem nas primeiras voltas após a pressão inicial de Vettel. Mas no decorrer das voltas Vettel começava a andar mais rápido que Hamilton. A Ferrari com pneus mais gastos rendia melhor nesse momento da prova. Na 14ºVolta Romain Grosjean que vinha numa corrida tão boa com a Haas tem seu motor fumando fazendo o Francês ser o primeiro piloto a abandonar a prova.

Na 18ªVolta Lewis Hamilton foi para os boxes fazer a sua parada voltando atrás de Max Verstappen em 5ºlugar. Mal sabia que a partir dai a corrida estaria sendo decidida a prova! Sergio Perez partiu para cima de Carlos Sainz jr. e passou por fora o piloto da Toro Rosso assumindo a 8ªposição.

Sebastian Vettel assumiu a liderança da prova e começou a virar tempos muito rápidos enquanto que Hamilton com os pneus novos não conseguia passar Verstappen que já tinha pneus usados e isso fazia com que Vettel aumentasse a vantagem para Hamilton. Na 22ªVolta o Alemão foi para os boxes fazer a troca de pneus e voltou a pista na frente de Verstappen e de Hamilton e só bastou a Vettel se defender do ataque do piloto da Red Bull. Após isso Vettel começou a abrir diferença para Hamilton. Bottas era o líder da prova até a sua parada na 26ªVolta deixando a liderança para Raikkonen que foi para a parada na volta seguinte.

Com tudo isso Vettel era o líder com 6 segundos de frente para Hamilton que tinha 6 segundos de frente para Bottas. Depois vinham Raikkonen, Verstappen, Kvyat que na metade da corrida era o único que não tinha feito a parada nos boxes. Massa, Perez, Sainz e Alonso que conseguia até o momento colocar a Mclaren que teve uma série de Problemas com o motor Honda em 10ºlugar, Seu companheiro de equipe o Belga Stoffel Vandoorne não conseguia tirar nada da Mclaren. Daniel Ricciardo acabou abandonado a corrida para a tristeza dos torcedores Australiano que esperavam ver o piloto da casa andar entre os primeiros colocados. Naquela altura da prova Marcus Ericsson e Jolyon Palmer também já tinham abandonado a prova.

Hamilton não conseguia tirar a desvantagem para Vettel. O que acontecia era ao contraio, Valtteri Bottas vinha que vinha tirando a vantagem para o tricampeão do mundo de maneira impressionante já que na primeira parte da prova tanto Vettel como Hamilton dispararam na frente do piloto Finlandês que parece que tinha um ritmo melhor de corrida na segunda metade de prova sem duvida. Já Danill Kvyat fez sua parada na 35ªVolta sendo o último a fazer a primeira parada nos boxes. Dessa Forma Felipe Massa voltava ao 6ºlugar. Já Nico Hulkenberg fez uma segunda parada nos boxes. O Companheiro de equipe de Felipe Massa o Canadense Lance Stroll que largou do último lugar teve problemas e abandonou a prova e de uma coisa boa podemos dizer dele: Ele foi corajoso o final de semana inteiro em fazer o que ele fez, Prevejo dificuldades para ele em 2017. Muitas batidas e poucos frutos na sua estreia. A Sorte é que trás um caminhão de dinheiro o que garante ele por muitos anos se quiser na Williams.

Na parte final de prova Enquanto Vettel continuava na frente Bottas praticamente tirou quase toda a diferença sobre Hamilton que teria trabalho para manter o segundo lugar. O mesmo diria para Raikkonen que estava em 4ºlugar e começava a ver Max Verstappen no seu retrovisor querendo a sua posição. Daniil Kvyat com pneus mais novos conseguiu passar Carlos Sainz jr. e foi para cima de Sergio Perez buscando o 7ºlugar na parte final quando Vettel chegou para passar ambos os pilotos que tomaram volta. E depois disso acabou o piloto Russo indo fazer uma segunda parada que certamente não foi planejada por ele fazendo ele perder a chance de disputar o 7ºlugar que acabou o seu companheiro de equipe com a missão de recuperar a posição que estava com a Force India de Sergio Perez.

No final da corrida Alonso resistiu até aonde deu, Mas Ocon e Hulkenberg passaram por ele sem dó do bicampeão que com problemas de suspensão acabou deixando a corrida. Nas voltas finais Vettel abriu 10 segundos de diferença para Hamilton o que era impensável em 2016 para uma Ferrari e garantiu a primeira vitória da temporada e a primeira vitória da Ferrari desde do GP de Cingapura de 2015. Lewis Hamilton certamente frustrado depois da pole position de ontem conseguiu segurar a segunda posição da ameaça de Valtteri Bottas que entre altos e baixos conseguiu fazer um final de semana muito bom chegando em 3ºlugar e deu mostras de que pode incomodar Hamilton nessa temporada, Não só seu companheiro de equipe como também Vettel e Raikkonen.

E por falar no Homem de Gelo ele ficou aquém dos 3 primeiros colocados ficando em 4ºlugar a frente de Max Verstappen que teve de contornar um problema de freios para manter o 5ºlugar e garantir os únicos 10 pontos para a Red Bull. A Volta de Felipe Massa a Formula 1 após sua pequena aposentadoria foi boa dentro da realidade da Williams o Brasileiro cumpriu bem o papel de liderar o time ficando com o 6ºlugar.

Sergio Perez que foi um dos melhores pilotos na prova acabou largando do 11ºlugar e fazendo 2 ultrapassagens sobre os pilotos da Toro Rosso terminou em 7ºlugar resistindo aos ataques de Carlos Sainz jr. que acabou em 8ºlugar ficando na frente de Daniil Kvyat que terminou a prova com uma parada a mais do que a maioria dos outros pilotos. Esteban Ocon estreando na Force India segurou o 10ºlugar marcando seu primeiro ponto da carreira deixando Nico Hulkenberg fora da zona de pontuação em 11ºlugar com a Renault.

O Estreante Antonio Giovinazzi promovido de última hora no lugar de Pascal Wehrlein fez o que era possível com a Sauber ficando em 12ºlugar ficando na frente de Stoffel Vandoorne que não conseguiu tirar nada do Mclaren-Honda no final de semana inteiro. Terminar a corrida para o Belga foi até lucro! Mas o 13ºlugar com a Mclaren é insignificante demais para a história da equipe fundada por Bruce Mclaren.

A próxima etapa acontece daqui a 2 semanas em Xangaí na China com a Ferrari liderando o mundial e a certeza de que podemos ver um grande duelo pelo título em que tudo indica entre Hamilton e Vettel.

Resultado final do GP da Austrália de Formula 1:

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Tempo Grid
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SH70 Ferrari 062 1:24:11.670 2
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W08 EQ Power+ Mercedes M08 EQ Power+ a 9.975 1
3 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W08 EQ Power+ Mercedes M08 EQ Power+ a 11.250 3
4 7 Kimi Raikkonen Ferrari SH70 Ferrari 062 a 23.393 4
5 33 Max Verstappen Red Bull RB13 TAG Heuer a 28.827 5
6 19 Felipe Massa Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ a 1:23.386 7
7 11 Sergio Perez Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ a 1 Volta 10
8 55 Carlos Sainz jr. Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 a 1 Volta 8
9 26 Daniil Kvyat Toro Rosso STR12 Renault R.E.17 a 1 Volta 9
10 31 Esteban Ocon Force India VJM10 Mercedes M08 EQ Power+ a 1 Volta 13
11 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.17 Renault R.E.17 a 1 Volta 11
12 36 Antonio Giovinazzi Sauber C36 Ferrari 061 a 2 Voltas 16
13 2 Stoffel Vandoorne Mclaren MCL32 Honda RA617H a 2 Voltas 18
14 14 Fernando Alonso Mclaren MCL32 Honda RA617H a 7 Voltas – Abandonou 12
15 20 Kevin Magnussen Haas VF-17 Ferrari 062 a 11 Voltas – Abandono 17
16 18 Lance Stroll Williams FW40 Mercedes M08 EQ Power+ a 17 Voltas – Freios 20
17 3 Daniel Ricciardo Red Bull RB13 TAG Heuer a 32 Voltas – Abandono 15
18 9 Marcus Ericsson Sauber C36 Ferrari 061 a 36 Voltas – Abandono 14
19 30 Jolyon Palmer Renault R.S.17 Renault R.E.17 a 42 Voltas – Abandono 19
20 8 Romain Grosjean Haas VF-17 Ferrari 062 a 44 Voltas – Motor 6

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Force India/Mclaren/Haas