Batalha entre Racing Point e Renault fora das pistas. Motivo: Os dutos de freios da Racing Point

Após realizada a etapa da Estíria (No circuito Red Bull Ring) a Renault entrou com um protesto contra a equipe Racing Point. Isso por causa dos dutos de freios da equipe de Lawrence Stroll, que esses dutos seriam copias exatas do W10 (Carro da Mercedes de 2019).

O Fato é que o RP20 é uma copia do W10. Ou seja, os projetistas da Racing Point copiam fielmente ao carro da Mercedes. Dá para observar que o carro RP20 é bem semelhante ao carro da Mercedes campeão de 2019. No Regulamento, as equipes tem o direito de usar componentes do carro fornecidos por outras equipes. Desde de que fosse listados. O que a Racing Point usa são os motores, suspensão e câmbio.

Os dutos de freios, porém não teriam sido listados pela Racing Point. Isso fez com que a Renault entrasse com o protesto. Esse protesto acabou sendo aceito pela FIA, entidade que vai ser julgado em breve.

Se analisamos os dois carros, dá para ver semelhanças entre eles. Não é a primeira vez que os carros são copiados os semelhantes. Basta ver no passado da Formula 1. Nos anos 70, era normal as vendas de carros vencedores (ou nem tão vencedores) para equipes menores. Por exemplo tivemos o carro de 1974 da equipe Mclaren, O M23 foi utilizado durante 4 anos por algumas equipes menores.

Em 1995, as equipes Benetton e Ligier tiveram exatamente o mesmo carro. Ambas eram comandadas pelo picareta Flavio Briatore, O Diretor da equipe Benetton comprou a Ligier e colocou o Antigo dono da equipe Arrows (Entre 1996 a 2002) Tom Walkinshaw. Ambos eram diretores da Benetton antes.

Briatore comprou a Ligier para obter os motores Renault para a Benetton e deixou a equipe francesa com os motores Mugen-Honda. Essa manobra tanto em 1995 como hoje é absolutamente imoral, mas acabou passando pelas lentes da FIA sem qualquer punição.

Nos primeiros anos de Toro Rosso, a equipe usava os chassis do ano anterior da Red Bull. Isso aconteceu em 2006, 2007 e 2008. Assim como aconteceu na Super Aguri que pegou os Chassis da Honda de 2006 e 2007 para usarem na temporada de 2007 e em 2008 (Até que a equipe entrou em falência depois do GP da Espanha de 2008).

A Haas pega vários componentes do carro da Ferrari para estrear na Formula 1 em 2016. Isso para se que evitasse o vexame de equipes como HRT, Marussia e Caterham na categoria. Agora temos esse caso da Racing Point no começo da temporada.

Carro da Mercedes de 2019

Carro da Racing Point de 2020

A minha opinião é que um duto de freios ser reproduzido fielmente é bem difícil. A Racing Point tem um desenho 90% semelhante ao carro da Mercedes. Uma copia de um carro vencedor por uma equipe de meio de pelotão não será uma garantia de que o carro será vencedor.

Até aqui em duas corridas, mesmo com uma melhora considerável do desempenho da Racing Point, esse carro não se mostrou vencedor, não fez nem Perez e muito menos Stroll disputar vitórias e nem se quer conseguiram lugares no pódio. O protesto da Renault por causa dos dutos pode ser um protesto justo, mas também pode ser para mascarar o fato da equipe francesa não ter tido competência para fazer um carro competitivo.

Porém, não acredito que esse protesto vá dar em alguma coisa. Os freios são da temporada passada e mesmo que sejam iguais é preciso provar que isso vai dar em alguma coisa. Se esses freios não foram listados então os projetistas da Racing Point não devem ter feito nada além de tentar reproduzir esse sistema. Isso elimina a possibilidade da equipe ser punida. Agora, se for provado algo de ilegal, a equipe tem que ser punida.

Não podemos esquecer que na Formula 1, existem vários fotógrafos trabalhando e espiões de outras equipes, que ficam observando outros carros, componentes e inovações aerodinâmicas. Então, existe a possibilidade da peça ser sido só uma copia do Duto de freio da Mercedes W10.

A Racing Point disse que o carro esta dentro do regulamento e que o modelo RP20 foi aprovado pela FIA para a temporada de 2020. Caso os dutos sejam considerados ilegais a equipe sofrerá punições, até mesmo perder todos os pontos conquistados até agora. Com 22 pontos, a Racing Point esta na 4ªposição no Mundial de Construtores.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Formel1mic/Mercedes/Racing Point

Deixe uma resposta