Avaliação dos Sambas de Enredo da Série A do Carnaval 2016

Avaliações: Deivison da Conceição da Silva
Notas: São dadas notas de 7 ao 10 com fração de 0,1

Unidos de Padre Miguel: Considero um samba que se tem a ideia de um enredo irreverente, Mas não passou a ideia de samba divertido. É um samba mais correto do que divertido. Não fico ansioso para ouvir esse samba retratando a história do Brasil de forma Irônica, Não vejo erros gritantes do samba, Mas nada muito brilhante na letra, Melodia e interpretação. Chega a ser um samba sem graça nenhuma para uma proposta irreverente. Nota: 9


Império Serrano: Esse samba que faz uma homenagem a Silas de Oliveira pelo centenário de um dos maiores compositores do samba e que tão bem representou a agremiação da Serrinha. O Samba corresponde e detalha bem a vida de Silas que no samba é ele que narra a história da Serrinha desde do seu nascimento até o seu passamento em 1972, E dai fala da evolução da escola mas tendo seu legado preservado. Um samba sem ter maiores brilhantismo, Mas me agrada em ouvir pela bonita melodia e bonita letra e com uma bela interpretação do Pixulé que se adaptou facilmente a escola. O Império tem um samba que vai servir muito bem ao Desfile desse ano. Nota: 9.5


Unidos do Viradouro: A Viradouro passa por uma maravilhosa safra de sambas de enredo, De volta ao Grupo de Acesso o Samba desse ano “O Alabê de Jerusalém, a saga de Ogundana!” tem uma mensagem muito forte que fala sobre a tolerância Religiosa e a união do povos que onde Ogundana passou pela Ásia, África e Europa. O Samba é uma maravilha, muito bonito de letra mesma e com linda melodia. Mas isso é uma preocupação pois esse samba pode no dia do desfile afundar a escola em uma situação muito desfavorável tipo em problemas com algum carro ou erro muito gritante, Se nada acontecer e um samba que pode acontecer e ser um dos sambas que vai ecoar na Sapucaí e a interpretação de Zé Paulo Sierra foi brilhante. Depois do ano passado onde a Viradouro resolveu em juntar 2 sambas de Luis Carlos da Vila no ano passado esse ano os compositores acabaram fazendo uma obra prima como o samba desse ano. Nota: 10


Acadêmicos do Cubango: Quando eu vi o enredo eu não dava nada para a simpática escola de samba de Niterói, Mas ao ouvir o samba eu cada vez mais gosto de ouvir ele no CD, O Tema fala das lendas envolvendo as Águas na mitologia aquática (Netuno) , Na Mitologia Indígena (Iara mãe D’Água) e na Mitologia africana (Oxum e Iemanjá) até chegar a preservação, As Olimpíadas e o subjetivo banho de mar a Fantasia. Esse o tipo de samba que tem cara de samba campeã da Série A (Vou ser malhado por essa declaração, Mas ele tem essa cara de samba campeão do carnaval) O Samba é bem pra cima e se continuar esse crescimento vai sem dúvida ajudar a Verde e Branco de Niterói a Finalmente chegar ao Grupo Especial. Nota: 9.8


Paraíso do Tuiuti: Um dos melhores sambas do ano, Uma Letra simples, Inteligente, e Bem contada sobre as histórias e a Fé do Nordestino principalmente sobre o Boi mansinho que do Ceará vai parar na feira de São Cristovão e vira escultura de Mestre Vitalino (São Cristovão é o Bairro aonde fica a Tuiuti) Me agrada o samba, com uma bela interpretação de Daniel Silva e a Melodia adequada com o tema. Um dos melhores sambas do Acesso. Nota: 10


Império da Tijuca: Nem tenho palavras para falar desse samba, Depois de sambas tão bons que o Império da Tijuca teve agora vem com uma homenagem merecidíssima a José Wilker, Mas o Samba esta muitíssimo aquém do o homenageado mereceria, Falta o lado critico de cinema dele na sinopse e dai aparece no samba (Para mim errou a sinopse que não cita essa outra qualidade) o 1ºVerso do Refrão principal e uma copia disfarçada do Bye, bye, Brasil A “mizélia” acabou (ô, ô) (bis) E o “Martilio” se multiplicou da Unidos da Ponte de 1992, a letra ela é apenas burocrática, conta o enredo e só, a Melodia não convence e o interprete Rogerinho também não faz uma das melhores interpretações da sua carreira além de não ter nada a ver com a escola do morro da Formiga (Para mim um interprete tem que casar com a escola para funcionar em 100% do seu vigor) é uma das faixas do CD que eu dispenso de ouvir em muitos dos casos, O pior samba do Grupo para mim. Nota: 7.5


Caprichosos de Pilares: A Caprichosos resolveu fazer um enredo interessante e que merece sim ser levado para a Sapucaí que é levar todos os estrangeiros que fizeram sucesso no Brasil. Agora toda essa viagem acaba sendo o motivo para homenagear Dejan Petkovic, o gringo mais brasileiro do mundo! Um exagero de certo modo? Talvez sim, Mas o Servo mais Gringo sem dúvida é! O Samba da escola tem letra convencional, Mas diferente do Império da Tijuca parece ter uma melodia melhor e um samba que tem algumas passagens bem feitas. o refrão do meio é a melhor parte desse samba, Apesar disso o samba fica abaixo da média do que os melhores sambas se apresentam e até sambas medianos e corretos mostram. O Carnaval em homenagem ao Pet vai ser com um samba apenas suficiente para o desfile, Talvez o Ex-jogador merecesse um samba um pouquinho melhor. Nota: 8.2


Inocentes de Belforo Roxo: A jovem escola de Belford Roxo resolveu cantar a trajetória da carreira do Diretor de Cinema Cacá Diegues nascido no nordeste e que fez grandes filmes retratando o Brasil de diferentes costumes e épocas retratando o Nordeste, a Mulher Brasileira e a Africanidade. Sobre o Samba eu posso dizer que até gosto do samba da Inocentes, Ele é bem honesto em tratar o enredo, Já para visualizar um resumo da carreira do Cineasta que será homenageado pela segunda vez na Sapucaí (Primeira homenagem foi em 2004 com a Extinta Acadêmicos da Barra da Tijuca) agora não é um samba brilhante, não chama tanta atenção como outros sambas desse grupo o que não faz o samba despencar no meu conceito, é um samba bom e que pode levar a escola a um bom resultado. Nota: 9.2


Renascer de Jacarepaguá: 3ªVez seguida que a Renascer faz samba encomendado e pela terceira vez eles acertam em cheio. O Samba que vai contar a história dos santos São Cosme e Damião é belíssimo em sua letra com 3 partes do samba e 1 refrão poderoso e animado faz com que mais uma vez a escola de Jacarepaguá tenha um dos sambas mais fortes do Grupo. A Interpretação de Diego Nicolau e Evandro Mallandro é sem dúvida uma das melhores do Grupo, Espero que o barracão seja bem melhor do que foi o último ano quando homenagearam Candeia, Carnavalesco para isso tem e enredo também tem, Quando o tema religioso é tratado de forma respeitosa ele fica muito bom. A Principio não era um samba para o 10, Mas hoje já vejo o samba com força suficiente para a nota máxima. Nota: 10


Acadêmicos de Santa Cruz: Após 2 anos seguidos de sambas abaixo da média de qualidade a escola da Zona Oeste nós oferece um dos sambas mais bonitos da Serie A, E com uma letra em que não caiu no lugar comum de outros temas ecológicos que temos uma hora ou outra no carnaval. Lembra os melhores sambas de São Paulo o que pode ser uma influência mesmo que indireta de Lucas Pinto que volta a Santa Cruz depois de fazer grandes carnavais pela X-9 Paulistana. A primeira vez que eu vejo em Sambas do Rio de Janeiro a palavra Anhangá o que inacreditável que até hoje não temos nós acostumado com essas palavras de origem indígena. Os Versos finais do samba (hoje a nossa fantasia/só não será em vão/se houver mais união, e menos hipocrisia) são um verdadeiro tapa na Cara em todos os Governantes de todos os países sobre a situação do nosso planeta cada vez mais mal tratado e em todos nós que acabamos por ajudar em destruir o nosso habitat. É uma bela letra com uma temática indígena ligada a natureza contra a devastação do planeta, Com uma bela interpretação de Pavarotti e da cantora Gaby Moura (Participante do The Voice Brasil em 2013) e com uma bonita melodia, Não vejo esse samba perdendo ponto de nenhuma forma, Torço muito para funcionar para calar a boca de muita gente que sinceramente torce pelo fracasso da Escola. A Minha nota para o Samba da Escola. Nota 10

É necessário que eu diga apesar de que vou receber uma chuva de críticas aqui, Tudo bem que a Santa Cruz não viveu nos últimos anos seus melhores momentos no carnaval, Mas será que é preciso bater tanto nessa escola como estão batendo. Vejo uma melhora dela em termos plásticos nos últimos anos de forma visível tanto é que no ano passado ela já veio com uma melhor apresentação, A apresentação do Enredo sobre o Ceará que foi em 2013 a escola pisou muito bem na avenida e para mim foi muitíssimo mal julgada pelos jurados nesse carnaval. Parece que a maioria da crítica Carnavalesca tem prazer em falar mal de determinadas escolas. Já foi assim com a Cubango em alguns anos e agora é com a Santa Cruz e em nenhum dos dois casos eu concordo com esse prazer em bater como estão batendo, Tem escolas de samba na própria Série A que mereceriam mais porrada pelo que eles estão fazendo de errado, Mas não se tem coragem em bater nelas porque elas tem mais nome e são mais simpáticas para o público em geral. Acho que chegou a hora de cada escola ser tratada como merece, Receber a critica, Mas não esculachar a critica para os 4 ventos como se eles não vão corrigir isso nunca, É necessário esse tipo de protesto para a Santa Cruz como para qualquer escola que esta sendo malhada na imprensa de forma impetuosa seja por vontade de se falar mal dela ou porque a escola não é uma das queridinhas da mídia e isso na minha opinião é uma tremenda de uma birra injustificável.


Porto da Pedra: Um dos maiores ícones do universo infantil merecia sem dúvida um samba bem melhor, O Samba não me emociona nenhum pouco, Tem uma letra comum e correta e uma levada animada de Anderson Paz que consegue valorizar um samba que terá muita dificuldade de ser levado na avenida. Uma Pena para a escola que tenta se resgatar após um processo de nanicamento de estrutura que ela teve depois de 2012, O que é preocupante é que ainda vejo a escola diminuindo ao invés de ressurgir. Depois do Refrão do meio o samba tem uma parada que quebra o ritmo do samba o que é um sintoma de que a Melodia não encaixou, porque não se continua o samba mesmo com algum instrumento ao invés do silêncio para começar a segunda parte do samba, A Situação da Porto da Pedra realmente preocupa e muito, Tem 3 fatores que podem salvar o desfile da escola nesse ano: Jaime Cezário, Anderson Paz e a comunidade. Mas devido a tudo que se ver nesse momento eu coloco a escola na disputa pelo descenso, é uma tortura ouvi-lo (Isso porque o enredo é sobre Carequinha) e a nota do samba não é boa só superando o samba do Império da Tijuca. Nota: 8


União do Parque Curicica: O Cartão de visitas do samba de enredo do Curicica é brilhante, Com o melhor refrão do Grupo (Vem meu amor mamulengar /na caravana Curicica /difícil é não se emocionar /eu vou passar, mas a saudade fica) que pode sim levantar o público e fazer com que a plateia jogue a favor da escola que não foi bem em 2015 por problemas estéticos. Apesar do refrão ser excelente o resto do samba não acompanha a força do Refrão, Mas não posso dizer que o samba é uma porcaria, pelo contraio ele é bem feito, A letra é correta e conta o enredo e com uma melodia que leva para uma docência que agrada mas também pode jogar contra a escola. Pode acontecer algo interessante com o “Corações mamulengos” que é daqui a 10 anos não se lembrar do samba em si, Mas o Refrão ser lembrado e dai agente pode falar como um refrão pode levantar o jogar um samba para baixo e nesse caso o refrão jogou a Favor da Curicica, E uma lembrança, Bela interpretação de Ronaldo Ylê e da Elba Ramalho e principalmente no final do samba por cantar parte do samba exaltação da união do Parque Curicica, Se eu fosse a escola eu tentaria de toda a forma levar ela para a Sapucaí no carro de Som. Nota: 9.5


Alegria da Zona Sul: A escola da Zona Sul abandona o estilo que tinha adotado de sambas bem carioca para investir num tema Africano. Se a Estácio vai falar de São Jorge no lado do Catolicismo a Alegria vai fazer isso pelo lado do Candomblé aonde São Jorge se transforma em Ogum, O Samba chama a atenção que ele é ritmado em toques de tambores de terreiros. É o mais puro e verdadeiro ritmo da religião africana. A interpretação bem feita de Tiganá que depois de anos na União de Jacarepaguá esta agora a serviço da escola de Cantagalo. É um samba que pode ganhar muita força na avenida, ele já é poderoso na gravação oficial e pode sim levar a Alegria a uma permanência no Grupo o que vai não vai ser uma das mais fáceis tarefas a serem feitas já que agora não tem mais nenhuma escola saco de pancada na Série A em 2016. Nota: 10


Acadêmicos da Rocinha: De volta a Sapucaí a Rocinha trás uma proposta confusa, A Nova Roma ser o Brasil ou a Rocinha, Se bem que já tivemos a Império de Casa Verde trazer uma nova Atenas na cidade de São Paulo em 2004, Esse enredo confuso acabou gerando um samba com uma primeira parte que não chama a atenção , o refrão do meio não me diz muita coisa. A Segunda parte do samba dar uma levantada na qualidade da musica pois ai sim fala da Rocinha mesmo que tem uma população formada pela comunidade nordestina. O Desfile pode acontecer pelo que a Rocinha tem de estrutura e pela comunidade, Tenho restrições para o Carnavalesco que eu não gosto muito do trabalho dele vistos alguns desfiles dele, O Leleu tem um bom canto, Nada me chama atenção nesse samba nem para o mal e nem para o bem acho que a escola vai comprar a ideia do desfile e vai cantar na avenida. Eu coloco esse samba numa avaliação apenas Razoável. Nota: 8.6

Ouça o vídeo dos sambas de enredo do Grupo de Acesso nesse vídeo:
Fonte: Neilton C. Silva

Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *