Avaliação da Manor em 2016 – Deivison Conceição

Avaliação da Equipe:

A Equipe Manor deu um salto que se esperava dela em 2016, Se tornando um carro competitivo e uma equipe competitiva. Apesar das limitações de orçamento dar para se dizer que a equipe inglesa que pertence a Stephen Fitzpatrick (Um dos dono da OVO que é uma companhia de energia na Inglaterra junto de Justin King) fez um papel decente. Na primeira parte do ano teve Pascal Wehrlein como destaque em corrida já que em treino ele sofreu em alguns treinos a ponto de ser derrotado pelo Indonésio Rio Haryanto. Esse acabou no fim da primeira metade de ano perdendo a vaga para Esteban Ocon por falta de dinheiro. O Ápice da temporada foi o 10ºlugar de Pascal Wehrlein no GP da Áustria.

Pascal Wehrlein em seu dia de gloria.
Pascal Wehrlein em seu dia de gloria.

A Substituição ao meu ver não tinha surtido efeito até que nas 2 últimas corrida o jovem piloto faz frente a Wehrlein que continuou muito bem com 5 vezes ter conseguido levar o carro para o Q2 no que em condições normais era praticamente impossível em 2015. A Manor ficou muito tempo na frente da Sauber no campeonato de construtores até que no GP do Brasil com os 2 pontos de Felipe Nasr acabaram por jogar a Manor para o 11ºlugar. Com isso acabou que o time não obteve a verba de TV para 2017, Nada que possa tornar a situação terrível, Mas sem esse dinheiro por mais que se confirme os novos recursos que o seu dono afirmou já ter para 2017 a necessidade de pilotos com altas quantias de dinheiro para a equipe vai ser necessária.

Nota: 6

Números:
GPS: 42
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos: 1
Corridas completadas: 34
Corridas completadas na Zona de Pontuação: 1
Voltas lideradas: 0
Melhores Voltas: 0
Número de Voltas Completadas:  2.167

Pilotos:

94. Pascal Wehrlein (Alemanha)
31. Esteban Ocon (França)
88. Rio Haryanto (Indonésia)

Enquete para a Equipe Manor

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Manor

Sem categoria

Deixe uma resposta