Corridas Históricas: GP da Europa de 1985

Grid de Largada:

1. Ayrton Senna (Lotus-Renault) 1:07.169 – 225.425 Km/h
2. Nelson Piquet (Brabham-BMW) 1:07.482 – 224.380 Km/h
3. Nigel Mansell (Williams-Honda) 1:08.059 – 222.478 Km/h
4. Keke Rosberg (Williams-Honda) 1:08.197 – 222.027 Km/h
5. Philippe Streiff (Ligier-Renault) 1:09.080 – 219.289 Km/h
6. Alain Prost (Mclaren-Porsche) 1:09.429 – 218.088 Km/h
7. Marc Surer (Brabham-BMW) 1:09.762 – 217.047 Km/h
8. Derek Warwick (Renault) 1:09.904 – 216.606 Km/h
9. Elio de Angelis (Lotus-Renault) 1:10.014 – 216.265 Km/h
10. Jacques Laffite (Ligier-Renault) 1:10.081 – 216.059 Km/h
11. Ricardo Patrese (Alfa-Roméo) 1:10.251 – 215.536 Km/h
12. Thierry Boutsen (Arrows-BMW) 1:10.323 – 215.315 Km/h
13. Stefan Johansson (Ferrari) 1:10.517 – 214.723 Km/h
14. Piercarlo Ghinzani (Toleman-Hart) 1:10.570 – 214.561 Km/h
15. Michele Alboreto (Ferrari) 1:10.659 – 214.291 Km/h
16. Martin Brundle (Tyrrell-Renault) 1:10.731 – 214.073 Km/h
17. Patrick Tambay (Renault) 1:10.934 – 213.460 Km/h
18. Eddie Cheever (Alfa Roméo) 1:11.500 – 211.771 Km/h
19. Gerhard Berger (Arrows-BMW) 1:11.608 – 211.451 Km/h
20. Teo Fabi (Toleman-Hart) 1:12.090 – 210.037 Km/h
21. John Watson (Mclaren-Porsche) 1:12.496 – 208.861 Km/h
22. Alan Jones (Lola-Hart) 1:13.084 – 207.181 Km/h
23. Philippe Alliot (RAM-Hart) 1:13.537 – 205.905 Km/h
24. Ivan Capelli (Tyrrell-Renault) 1:13.721 – 205.391 Km/h
25. Christian Danner (Zakspeed) 1:15.054 – 201.743 Km/h
26. Pierluigi Martini (Minardi-Motori Moderni) 1:15.127 – 201.547 Km/h

Não Largaram:
27. Huub Rothengatter (Osella-Alfa Roméo) 1:16.994 – 196.659 Km/h

Mansell vence na lendária Brands-Hatch e Prost conquista primeiro titulo da Carreira

14ªEtapa do Mundial de Formula 1 de 1985, o 36º da História seria marcada pelo primeiro titulo da História de um Francês na Formula 1, um titulo que já vinha batendo na Trave em 1981, 1983 e 1984. Mas o Francês iria largar da 6ºPosição, mas seu adversário na luta pelo mundial era Michele Alboreto que iria largar apenas na 15ªposição com a Ferrari, O pole era Ayrton Senna e o 2º de Nelson Piquet, algo que animava a torcida brasileira, os seus dois principais pilotos dominando a primeira Fila, com os Dois Williams na Segunda fila (Mansell e Rosberg nessa ordem). Nessa corrida tínhamos a ausência de Niki Lauda, e para substituir veio o Inglês John Watson que largava de uma terrível 21ªPosição.

Na Largada Streiff e vários outros pilotos largaram de maneira torta no Grid, Senna pulava na Frente, Rosberg toma o 2º Lugar de Piquet, e Prost erra na Largada e cai lá para trás, isso para a Ferrari poderia ser um alivio, tanto que elas foram para cima para ganharem posições na corrida. Rosberg pressiona Senna de todo o Jeito, e Piquet acompanham em 3º, depois Mansell em 4º, de Angelis em 5º e Surer em 6º. Warwick que largava numa promissora 8ºposição, já tinha problemas e abandonaria a corrida com problemas de injeção no seu carro. Na Volta 4 Piquet começa a tentar também um ataque em cima de Rosberg e logo se via que Senna estava ditando o ritmo de Rosberg, Piquet e Mansell que tinham mais carro que a Lotus-Renault de Senna, Enquanto isso Prost já se recuperava na corrida e já estava nos 10 primeiros colocados, Martini sofreria um acidente e abandonaria a corrida. já John Watson fez uma péssima largada, e estava em penúltimo antes da primeira volta completada.

Na 7ªVolta Rosberg tenta passar Senna, que não permite passagem do piloto da Williams e a conclusão da História Rosberg roda e Piquet não consegue desviar a tempo de receber um choque e com isso a corrida da Brabham 7 terminava na 7ªVolta. Rosberg voltaria para a corrida, após trocar o pneu que furou devido ao Choque com Piquet, na Verdade Rosberg teve foi sorte demais, pois era até provável que ele deixasse a corrida. após as primeira 7 Voltas, a Classificação era: Senna, Mansell (1.5), De Angelis (7.4), Johansson (8.3), Surer (8.8) e Alboreto (9.7). Incrível a recuperação das Ferraris.

Na 8ªVolta Rosberg voltava na Frente de Senna e se iniciou um jogo de equipe para ajudar Mansell e prejudicar Senna, Mansell conseguiu a ultrapassagem e além disso Rosberg bloqueou Senna, o Brasileiro longe de Mansell que começou a Dominar a corrida, Rosberg se aproveitou do melhor carro que tinha para eliminar a chance de Senna de ser um forte adversário para Mansell na Corrida, Lá Atrás Prost já era o 6ºColocado e iria pra cima de Marc Surer. Alboreto foi para uma parada na volta 12, considerado uma parada muito antecipada tentando tática diferente, a Classificação era: Mansell, Senna (4.1), De Angelis (6.0), Johansson (9.6), Surer (10.2) e Prost (11.2), Mas na volta Seguinte viu se que Alboreto tinha problemas do Motor Turbo de sua Ferrari e que não havia mais nada a ser tentado para impedir o titulo de Prost, Agora Prost precisava de só mais 3 pontos para ser campeão.

Prost Brigava ferozmente com Stefan Johansson com a Ferrari pelo 5ºlugar, mas via atrás o seu compatriota, o bom e Velho Jacques Laffite com a Ligier-Renault que vinha mais rápido que o Mclaren-Porsche de Prost. Em uma Briga de 3 Voltas Laffite se deu bem e passou Prost, e foi para cima de Johansson, e se quer teve problemas para passar a Frágil Ferrari, Laffite assumia a 5ªposição da corrida. Prost iria pra cima de Johansson. em 20 Voltas: Mansell, Senna , de Angelis , Surer , Laffite , Johansson e Prost eram os 7 primeiros, com isso ainda tinha decisão do mundial que iria para a África do Sul. Surer na volta 21 conseguia a ultrapassagem em cima de De Angelis, a Brabham-BMW do Suiço rendia muito bem em Brands Hatch, Laffite na Volta 21 fazia a melhor volta da Corrida, o Francês tinha um carro que poderia até lutar por vitória em Brands Hatch, pois o potente ligier-Renault tava voando baixo, mas voando baixo mesmo, e o Francês de 41 anos era fortíssimo com o carrinho azul da França.

Keke Rosberg lá atrás buscava sua recuperação na corrida. e Senna via no seu retrovisor um carro atrás dele, Era Marc Surer que estava com seu Brabham-BMW rendendo bem mais que a Lotus-Renault de Senna, e quem vinha chegando atrás era Jacques Laffite que estava voando baixo na corrida. De Angelis já tinha caído para a 5ªPosição. Senna já se defendia de Surer tentando manter a segunda posição e Laffite chegava cada vez mais perto de Surer e de Senna. Senna deixava um retardatário entre os dois e isso deu um fôlego para Senna Respirar, mas uma volta depois Senna sofria de novo pressão de Surer e de Laffite. e Prost continuava sua batalha contra Johansson com a Ferrari. e o Pega pra capar pelo segundo Lugar era muito forte, Senna tentava se manter na frente dos dois, mas era muito difícil em 30 Voltas a Classificação era: Mansell, Senna (12.8), Surer (13.0), Laffite (13.8), De Angelis (23.8) e Johansson (24.754) e Prost Colado em Johansson. Lá na Frente Mansell fazia sua corrida tranquila, sem adversários a ameaçar naquele momento.

A Williams estava prontinha para a parada ou de Mansell ou de Rosberg, e na Volta 35 Surer consegue passar Senna e assumir a 2ªPosição, e abria de Senna e na Volta Seguinte Laffite assumia a terceira posição de Senna que estava agora renegado em 4ºLugar. Agora tudo indicava que Surer e Laffite brigariam pelo 2ºLugar, Laffite na Volta 37 Fazia a melhor volta da Corrida, mostrando que o Desempenho do seu carro era excelente e que poderia tentar uma Briga com Surer pelo 2ºLugar da Corrida, Prost fazia sua parada de Pits, tentando o tudo ou nada para levar o titulo para ele na Inglaterra já. e a Tática dá certo e Prost fazia a melhor volta da Corrida na volta 40, A Lotus também se ajeitava para uma possível parada de pits. Com 41 Voltas a Classificação era: Mansell, Surer, Laffite, Senna, De Angelis e Johansson. Na volta 41 Brundle ver seu motor explodido e abandona a corrida. Brundle, Fabi, Alliot, Ghinzani, Jones, Alboreto, Piquet, Warwick e Martini já estavam fora da Corrida. Prost Jogava tudo rumo às posições nos pontos. ele fez as melhores voltas na corrida na Volta 42 e depois na Volta 44, a parada nos boxes, mesmo com o Tempo nublado e a Temperatura sendo uma temperatura que não desgastava os pneus (Que permitia a corrida inteira sem Fazer paradas).

Ivan Capelli, ele mesmo Famoso piloto da Leyton House/March abandonaria a corrida. Por acidente, mas tinha tanta Fumaça que quem não viu o acidente, pode se confundir e dizer, ele morreu por causa de maus cuidados (em sentido Figurado), Laffite já não tinha um grande desempenho e Senna foi para cima pra brigar pelo Pódio da Corrida, Prost fazia de novo a melhor Volta da corrida, e Senna passa Laffite e volta ao pódio, na terceira posição, é agora é caçar o Surer que estava com um carro espetacular na mão, no dia de hoje. Laffite iria para os boxes para o tudo ou nada, isso restando 23 voltas para o Final da Corrida. a Classificação era: Mansell, Surer (17.0), Senna (26.0), Johansson (37.6), de Angelis (42.8) e Prost em 6º (48.6).

Enquanto Mansell fazia a alegria dos Ingleses, Jacque Laffite abandonava e Stefan Johansson com problemas de Motor e abandonava a corrida. após fazer brilhante corrida, Danner também teria esse problema, Restando menos de 20 Voltas para terminar os carros. Prost brigando para passar os Retardatários. Surer tem seu motor Explodido quando restavam só 13 Voltas para o Termino da melhor corrida da carreira dele da Formula 1.

Rosberg chegava à Briga pelo 3ºLugar com o Prost. E Volta depois passava Prost que estava já satisfeito com a 4ªPosição. A classificação restando 10 voltas para o Final da Corrida é: Mansell, Senna, Rosberg e Prost, Depois completando os lugares nos pontos: Elio de Angelis e Philippe Streiff. Mas Boutsen estava por perto e queria tirar esse ponto de Streiff de qualquer jeito, no final Streiff sucumbiu e deixou o 6ºlugar para Boutsen, e De Angelis tinha que tentar se manter em 4º, mas atrás tinha Alain Prost que queria essa posição para ser campeão do mundo, logo Prost conseguiu passar De Angelis e passar para a 4ªPosição. Mansell estava perto dos dois para fazer ambos levaram uma volta, Restando 5 Voltas: Mansell tinha 15 segundos para Senna que estava em 2ºLugar. Bem longe de Rosberg em 3º, Prost em 4º, De Angelis em 5º e Boutsen em 6º com uma Arrows-BMW.

Para Mansell foi se administrar rumo à bandeirada, e para Prost foi só ficar em 4ºLugar e ser o Campeão da Temporada de 1985, a primeira vez que a França era Campeã do mundo de Formula 1, feito que Jarier, Arnoux, Laffite não conseguiram no passado, Prost era Campeão, e mesmo se não tivesse os pontos de Brands Hatch, seria do mesmo jeito Campeão, pois Alboreto não pontuaria mais nada em 85. Senna e Rosberg completavam o Pódio. De Angelis e Boutsen completavam a Zona de pontos, que Teve ainda John Watson em 7º com a Mclaren, Streiff, Patrese, Berger, Cheever e Tambay completando os 12 que terminaram a corrida.

Resultado Final do GP da Europa de 1985

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Vídeo:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Vídeo: grandprixarchive

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Primeira Semana de testes Mostra força da Mercedes

O Motor Mercedes da boas esperanças para a Williams onde Felipe Massa andou bem durante 2 dias e ficou em 2ºlugar nos Tempos agregados.
O Motor Mercedes da boas esperanças para a Williams onde Felipe Massa andou bem durante 2 dias e ficou em 2ºlugar nos Tempos agregados.

Na primeira Semana da Formula 1 2014 com os testes de pré-temporada em Jerez de la Fronteira na Espanha mostrou em seu começo que os Motores Mercedes parecem ter nascido de forma melhor do que seus adversários. Dos tempos agregados os 4 primeiros colocados são carros equipados por motores Mercedes. Mclaren, Williams e Mercedes mostraram ótimo desempenho, A Force India que poderia ter um bom desempenho ainda não apareceu nas primeiras posições.

Raikkonen parece estar bem com a Ferrari
Raikkonen parece estar bem com a Ferrari

Já a Ferrari consegue acompanhar o desempenho dos motores Mercedes, Mostrando que os motores Turbo da Montadora italiana podem dar trabalho nessa temporada, a maior prova disso é o desempenho da Marussia que num curto espaço de tempo conseguiu um tempo bem aceitável.

Agora para quem usa motores Renault o clima esta tenso, os motores Franceses mostraram problemas, com bem menos quilometragem que os Mercedes e Ferrari o melhor tempo feito com um motor Renault foi de Jean-Eric Vergne com 1:29.915 contra 1:23.276 de Kevin Magnussen com um motor Mercedes e 1:24.812 de Kimi Raikkonen. Ou seja, muito longe de honrar sua tradição por ser a primeira equipe a usar motores Turbo, Mas a Red Bull é que vive um inferno astral com esse carro, nem Vettel, Nem Ricciardo conseguiram nem andar com esses carros direitos. A esperança é que a Renault ajeite esse motor para ele ser competitivo, Mas para a Red Bull é preciso mais que um motor reconfigurado para vencer o campeonato, Será preciso muito trabalho e talvez esse Trabalho Adrian Newey não possa resolver, pois o Forte de Newey é a Aerodinâmica e nesse ano a Aerodinâmica não é o fundamental nessa categoria, e sim serão os motores, E dai veremos se Newey vai conseguir superar esse grande obstáculo? Essa resposta só nos testes dos dia 19 a 22 de Fevereiro no Bahrein.

Red Bull Vive problemas sérios além dos problemas dos motores Renault
Red Bull Vive problemas sérios além dos problemas dos motores Renault

Classificação dos testes de Jerez (Tempos agregados)

1. Kevin Magnussen (Mclaren-Mercedes) 1:23.276 – 162 Voltas
2. Felipe Massa (Williams-Mercedes) 1:23.700 – 133 Voltas
3. Lewis Hamilton (Mercedes) 1:23:952 – 121 Voltas
4. Jenson Button (Mclaren-Mercedes) 1:24:165 – 83 Voltas
5. Kimi Raikkonen (Ferrari) 1:24:812 – 78 Voltas
6. Valtteri Bottas (Williams-Mercedes) 1:25.344 – 42 Voltas
7. Fernando Alonso (Ferrari) 1:25.495 – 173 Voltas
8. Nico Rosberg (Mercedes) 1:25.588 – 188 Voltas
9. Nico Hulkenberg (Force India-Mercedes) 1:26:096 – 17 Voltas
10.Sergio Perez (Force India-Mercedes) 1:28:376 – 48 Voltas
11.Daniel Juncadella (Force India-Mercedes) 1:29.457 – 81 Voltas
12.Jean-Eric Vergne (Toro Rosso-Renault) 1:29.915 – 45 Voltas
13.Adrian Sutil (Sauber-Ferrari) 1:30.161 – 103 Voltas
14.Jules Bianchi (Marussia-Ferrari) 1:32.222 – 25 Voltas
15.Esteban Gutierrez (Sauber-Ferrari) 1:33.270 – 60 Voltas
16.Marcus Ericsson (Caterham-Renault) 1:37.975 – 12 Voltas
17.Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) 1:38.320 – 11 Voltas
18.Kamui kobayashi (Caterham-Renault) 1:43.193 – 54 Voltas
19.Daniel Kvyat (Toro Rosso-Renault) 1:44.016 – 9 Voltas
20.Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault) 1:45.376 – 10 Voltas
21.Robin Frijns (Caterham-Renault) Sem Tempo – 10 Voltas
22.Max Chilton (Marussia-Ferrari) Sem Tempo – 5 Voltas

Número de Voltas e Quilometragem de Cada equipe:

Mercedes             309 Voltas – 1368 Km
Ferrari              251 Voltas – 1111 Km
McLaren              245 Voltas – 1084 Km
Williams             175 Voltas – 774 Km
Sauber               163 Voltas – 721 Km
Force India          146 Voltas – 646 Km
Caterham             76 Voltas – 336 Km
Toro Rosso           54 Voltas – 239 Km
Marussia             30 Voltas – 132 Km
Red Bull             21 Voltas – 92 Km

Número de Voltas e Quilometragem de Cada motor:

Mercedes             875 Voltas – 3874 Km
Ferrari              444 Voltas – 1966 Km
Renault              151 Voltas – 668 Km

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

AMA Motocross – Glen Helen Raceway 2007

Landston consegue o título em um ano de grandes mudanças no AMA Motocross
12ª e última etapa do Ama motorcross categoria 450cc – GLEN HELEN RACEWAY PARK – SAN BERNARDINO, CA Dias 8 e 9 de Setembro de 2007, onde de um provável título de James Bubba Stewart passou a se tornar depois de uma lesão do piloto norte-americano da Kawasaki e da saída de Ricky Carmachel da categoria numa disputa feroz entre 4 pilotos, Tim Ferry, Mike Alessi, Andrew Short e Grant Landston que liderava o campeonato do AMA Motorcross com sua moto 8 o Sul-Africano tinha tudo para fazer história.

A Classificação do Campeonato estava o seguinte: Landston com 394, Andrew Short com 386, Tim Ferry com 381, Mike Alessi com 379, todos eles candidatos ao título. Kevin Windham vinha em 5º com 322, Depois Ricky Carmachel com 291 que disputou somente algumas corridas do AMA, James Bubba Stewart com 280 ficou lesionado e perdeu a chance de ser o campeão, Michael Byrne com 218, David Vuillemin com 207 e Ivan Tedesco Fechava os 10 primeiros com 198 pontos.

Alessi tinha de Resultados: 8ºEm Sacramento, 8º em Mt.Morris, 5º em Southwick, 6º em Budds Creek, 3º em Buchanan, 4º New Berlin, 2ºLakewood, 5ºWashougal, 3º Millville, 2º Delmont, 2º Freestone.

Tim Ferry Tinha de resultados: 3ºEm Sacramento, 4º em Mt.Morris, 11º em Southwick, 5º em Budds Creek, 4º em Buchanan, 2º New Berlin, 5ºLakewood, 1ºWashougal, 6º Millville, 5º Delmont, 4º Freestone.

Andrew Short Tinha de resultados: 7ºEm Sacramento, 5º em Mt.Morris, 4º em Southwick, 4º em Budds Creek, 5º em Buchanan, 3º New Berlin, 3ºLakewood, 3ºWashougal, 4º Millville, 4º Delmont, 3º Freestone.

Grand Landston Tinha de resultados: 5ºEm Sacramento, 6º em Mt.Morris, 3º em Southwick, 7º em Budds Creek, 6º em Buchanan, 7º New Berlin, 10ºLakewood, 2ºWashougal, 2º Millville, 1º Delmont, 1º Freestone.

Os 4 pilotos candidatos ao título por 15 pontos apenas entre eles foram para a primeira bateria com outros 36 concorrentes, onde Landston largou mal, perdeu posições, Mas logo foi recuperando posições de uma a uma desde da 5ªposição até a vitória na 23ªcorrida e deu um grande passo rumo ao campeonato. Com Alessi em segundo, Andrew Short em 3º que mobilizou uma grande briga com o Sul-Africano e Tim Ferry em 4ºlugar, Os 4 candidatos ao título estavam entre os 4 primeiros colocados, Sendo que Langston era da Yamaha, Alessi da KTM, Short da Honda e Ferry da Kawasaki, 4 marcas disputando as 4 primeiras colocações.
A Claasificação ficava 419 para Landston, Andrew Short com 406, Mike Alessi com 401 e Tim Ferry com 399, Landston precisava de apenas um 6ºlugar para ser o campeão do Ama motocross sem precisar de outros Resultados.

Na 24ª e última etapa do AMA motocross Grand Landstone, Tim Ferry, Andrew Short e Mike Alessi estavam concentrados para lutarem pelo título, Na largada para os 40 minutos de corrida mais 2 voltas quem pulou melhor foi Mike Alessi que assumiu a ponta da corrida, ele esta a 18 pontos de Landston, Com Kevin Windham em 2º, Já Landston brigava com Andrew Short pelo 3ºlugar e acabou conseguindo tomar o lugar de Short, Com esses resultados era Landston o campeão do AMA Motocross.
Tim Ferry estava muito mal, tinha apenas o 12ºlugar. Antonio Jorge Balbi tinha o 15ºlugar. Alessi estava em primeiro com Kevin Windham acompanhando ao jovem piloto da KTM que era a revelação daquela temporada, Mas la vinha Landston que queria fechar com Chave de ouro o campeonato, Na terceira volta Alessi caiu e perdeu a ponta para Windham e o 2ºlugar para Landston, Uma chegada a cava foi mal feita provavelmente, Landston estava em 2º com seus adversários rumo ao título todos atrás dele, Alessi em 3º, Short em 4º e Ferry tentando Chegar entre os 10 primeiros colocados.

Windham continuava líder da corrida com Landston em 2º, Alessi em 3º, Short em 4º, Adams em 5º, Josh Hill em 6º, Bryne em 7º, Mike Brown em 8º Gracyk em 9º e Tim Ferry em 10º, Balbi continuava em 15º.
Josh Hill tomou o 5ºlugar de Adams e estava tentando ir atrás de Andrew Short que buscava ainda o título da Temporada de 2007, Hill era companheiro de equipe de Landston na Yamaha.

A prova chegava em sua metade, e Landston estava tranquilo e em 2º com muita segurança, enquanto a Briga rolava pelo 4ºlugar e Landston administrando o Campeonato Kevin Windham estava tranquilo na liderança da corrida.
Classificação no meio da corrida era: 14. Windham , 8. Landston, 800. Mike Alessi, 29. Andrew Short e 58. Josh Hill.

Windham virava a volta em 2:48.314 enquanto Landston virava em 2:50.808, Balbi estava em 14ºlugar já na prova virando 2:51.593. Alessi buscava o 2ºlugar de Landston, pois poderia até o piloto da KTM ser o vice-campeão do AMA Motocross, pois para o título precisaria Landston ficar muito atrás para permitir um título de Alessi.
Classificação: Windham, Landston (a 3.800), Alessi (a 6.137), Short (a 8.780), Hill (a 11.338), Adams (a 13.113), Ferry (a 17.580), Byrne (a 18.088). Brown (a 18.884) e Bummet (a 23.037) Balbi em 14º estava a 28 segundos do líder.

Com os 3 primeiros colocados bem próximos tudo poderia acontecer, Windham, Landston e Alessi estavam virando praticamente o mesmo tempo, 2 minutos e 38 segundos. Na parte final Alessi tentava de maneira agressiva passar a Landston que estava cada vez mais vendo o título ficar mais perto dele.
Andrew Short e Josh Hill ainda lutavam pelo 4ºlugar, Balbi subia mais uma posição e já estava em 13ºlugar, Landston estava tranquilo mesmo com a tentativa de aproximação de Alessi e mesmo com a vitória de Alessi se acontecesse o título não saia das mãos de Landston, ele teria 13 pontos ainda na frente de Alessi.

A cada volta a pista ficava mais difícil para todos os pilotos e isso favorecia a pilotos que não procurassem ousar demais. Josh Hill passou a Andrew Short que agora tinha que se defender de Tim Ferry na luta pelo 5ºlugar na corrida, Ferry fazia uma bela corrida de recuperação após ficar mal posicionado na largada.

Isso já permitiria a Alessi lutar pelo vice-campeonato com Short caso passasse a 2ªposição. Só precisaria tomar a posição de Grand Landston que estava a minutos de se tornar campeão do AMA motocross, enquanto isso Tim Ferry tomava o 5ºposto de Andrew Short que era o mais próximo adversário de Landston na disputa pelo título e que poderia perder até o vice-campeonato da temporada, Já Balbi não estava mais na corrida, acabou deixando a prova. Andrew Short estava ficando para trás, tanto é que ele era pressionado por Mike Brown. A Classificação restando 1 quarto de corrida ainda era : 14. Windham (1), 8. Landston (2), 800. Mike Alessi (3), 58. Josh Hill (4), 15. Tim Ferry (5).

Alessi estava na Cola de Landston na luta pelo segundo lugar, Percebendo isso a vistas do final de tarde na Califórnia Landston não se importou e deixou Alessi passar e assumir o segundo lugar, pois o Sul-Africano seria o campeão de qualquer jeito, só perderia o título se ele fosse para o 19ºlugar para trás, Briga pelo final estava atrás de Landston, com Ferry querendo abocanhar o 4ºlugar de Josh Hill que estava disposto a lutar por esse posto, Mas apesar da Luta acabou Ferry ganhando a 4ªposição.

Windham não teve problemas para ser o vencedor da corrida, Alessi em 2º confirmava o vice campeonato, Mas todos ficaram de olho para Grand Landston que conquistava depois de 8 anos o título do AMA motocross que até começo da temporada era um sonho impossível praticamente com Bubba Stewart e Carmachel, Mas Bubba perdeu para ele mesmo por causa das lesões que teve por acidentes durante a temporada e Carmachel foi para a Nascar, O impossível aconteceu nesse caso. Com 439 pontos Landston foi o campeão, Alessi vice com 423, Andrew Short com 421 e Ferry com 417, Windham completou o ano em 5º com 363 pontos. Balbi terminou a temporada com 69 pontos em 19ºlugar.

Resultados das 2 Corridas da 450cc do AMA Motocross em São Bernadino

AMA TOYOTA MOTOCROSS CHAMPIONSHIP PRESENTED BY FMF
GLEN HELEN RACEWAY PARK – SAN BERNARDINO, CA
ROUND 23 OF 24 – SEPTEMBER 8-9, 2007

8 Grant Langston 1º 14 Voltas (Yamaha Motor Corp/Bridgestone Yamaha YZ450F)
800 Mike A Alessi 2º a 10.717 (Red Bull KTM KTM 450SX)
29 Andrew T Short 3º a 21.647 (American Honda Motor Co Honda CRF450R)
15 Timmy M Ferry 4º a 29.008 (Monster Energy Kawasaki Kawasaki KX450F)
14 Kevin W Windham 5º a 35.729 (Sobe No Fear/Samsung/Honda Honda CRF450R)
3 Michael L Brown 6º a 45.134 (CAS Honda/Acerbic Honda CRF450R)
902 Cody Bryan Cooper 7º a 59.336 (No Fear/M2R/Scott/Pro Circuit Honda CRF450R)
58 Joshua R Hill 8º a 1:31.355 (Yamaha Motor Corp/Bridgestone Yamaha YZ450F)
273 Gavin L Gracyk 9º a 1:45.068 (Soar Academy/Cycra/TLD/Scott Honda CRF450R)
32 Ryan D Clark 10º a 1:49.603 (Team Solitaire/Kingdom/FLY Racing Honda CRF450R)
138 Michael J Volta aglia 11º a 1:53.114 (Motoworld Racing.com/PPG Yamaha YZ450F)
581 Scott B Simon 12º a 2:10.010 (Kawasaki/Corter Powersports Kawasaki KX450F)
99 Kyle J Mace 13º a 2:15.439 (Pro Circuit/Corona Mtrspts Kawasaki KX450F)
745 Kevin D Rookstool 14º a 2:28.922 (180 Decals/Scott/Shift/Universal Honda CRF450R)
80 Richie Owens 15º a 2:33.567 (Richardson’s RV/Team ECC Honda CRF450R)
111 Michael J Sleeter 16º a 2:54.020 (KTM/Shift/Spy/Alpinestars KTM 450SX)
473 Robby Bell 17º a 1 Volta (American Honda/Precision Concepts Honda CRF450R)
109 Tyson D Hadsell 18º a 1 Volta (martinsmx.com/Vortex/FMF Yamaha YZ450F)
177 Chris Blose 19º a 1 Volta (-none listed- Honda CRF450R)
79 Jacob Marsack 20º a 1 Volta (Badboy Power Drink/RWR/Pro 30.com Honda CRF450R)
442 Justin T Mace 21º a 1 Volta (Pro Circuit/Corona Mtrspts Kawasaki KX450F)
383 Robert R Fitch 22º a 2 Voltas (Raceday Perf/Aurora Honda Yamaha YZ450F)
952 Yoshihide Fukudome 23º a 3 Voltas (Moto XXX/Supersports Inc Honda CRF450R)
26 Michael Byrne 24º a 5 Voltas (Team Rockstar/Suzuki/Yoshimura Suzuki RM-Z450)
394 Kyle T Summers 25º a 5 Voltas (Valcom/Topar/Fly/Spy/KSA Racing Kawasaki KX450F)
965 Antonio Balbi 26º a 6 Voltas (Wyvern Motosports/Team BCT Racing Honda CRF450R)
275 Matty Dowell 27º a 6 Voltas (Big Gun Exhaust/John Burr Cycles Yamaha YZ450F)
357 Cale A Wallace 28º a 7 Voltas (Nomadik/Chaparral/Weekend Warrior Honda CRF450R)
81 Adam B Chatfield 29º a 8 Voltas (Wyvern Motosports/Team BCT Racing Honda CRF450R)
501 Kyle D Keylon 30º a 9 Voltas (DNAEnergyDrink/BTOsports.com Honda CRF450R)
65 Ryan Mills 31º a 9 Voltas (-none listed- Kawasaki KX450F)
23 Kyle Lewis 32º a 10 Voltas (Moto XXX/Supersports Inc Honda CRF450R)
34 Troy K Adams 33º a 10 Voltas (Team Rockstar Suzuki/Yoshimura Suzuki RM-Z450)
539 Richard A Dietrich 34º a 11 Voltas (Monster Energy Kawasaki/ARC Gear Kawasaki KX450F)
373 Drew S Gosselaar 35º a 12 Voltas (Xyience/MDK/Honda/Fox Racing Honda CRF450R)
801 Jeff Alessi 36º a 13 Voltas (Red Bull KTM KTM 450SX)
229 Bobby B Bonds 37º a 13 Voltas (CCR/Maxxis/IRS/La Sleeve Yamaha YZ450F)
31 Jason W Thomas 38º a 13 Voltas (DNA Energy Drink/BTO Sports Honda CRF450R)
36 Joshua Summey 39º a 13 Voltas (Moto XXX/Supersports Inc Honda CRF450R)
69 Bobby Garrison 40º a 14 Voltas (Zip Ty Racing/Yamaha/Moose Yamaha YZ450F)

AMA TOYOTA MOTOCROSS CHAMPIONSHIP PRESENTED BY FMF
GLEN HELEN RACEWAY PARK – SAN BERNARDINO, CA
ROUND 24 OF 24 – SEPTEMBER 8-9, 2007

14 Kevin W Windham 1º 14 Voltas (Sobe No Fear/Samsung/Honda – CRF450R)
800 Mike A Alessi 2º a 14.917 (Red Bull KTM – 450SX)
8 Grant Langston 3º a 22.831 (Yamaha Motor Corp/Bridgestone – Yamaha YZ450F)
15 Timmy M Ferry 4º a 33.055 (Monster Energy Kawasaki – Kawasaki KX450F)
58 Joshua R Hill 5º a 35.728 (Yamaha Motor Corp/Bridgestone – Yamaha YZ450F)
29 Andrew T Short 6º a 37.372 (American Honda Motor Co – Honda CRF450R)
3 Michael L Brown 7º a 47.345 (CAS Honda/Acerbic – Honda CRF450R)
34 Troy K Adams 8º a 1:22.470 (Team Rockstar Suzuki/Yoshimura – Suzuki RM-Z450)
26 Michael Byrne 9º a 1:46.692 (Team Rockstar/Suzuki/Yoshimura – Suzuki RM-Z450)
36 Joshua Summey 10º a 2:00.375 (Moto XXX/Supersports – Honda CRF450R)
273 Gavin L Gracyk 11º a 2:20.990 (Soar Academy/Cycra/TLD/Scott – Honda CRF450R)
99 Kyle J Mace 12º a 2:26.810 (Pro Circuit/Corona Mtrspts – Kawasaki KX450F)
177 Chris Blose 13º a 2:39.824 (-none listed- Honda CRF450R)
80 Richie Owens 14º a 2:47.657 (Richardson’s RV/Team – CA Honda CRF450R)
32 Ryan D Clark 15º a 3:02.473 (Team Solitaire/Kingdom/FLY Racing – Honda CRF450R)
74 Kyle Partridge 16º a 1 Volta (MXi/Suzuki/Pro Circuit/Dunlop – Suzuki RM-Z450)
31 Jason W Thomas 17º a 1 Volta (DNA Energy Drink/BTO Sports – Honda CRF450R)
275 Matty Dowell 18º a 1 Volta (Big Gun Exhaust/John Burr Cycles – Yamaha YZ450F)
383 Robert R Fitch 19º a 1 Volta (Raceday Perf/Aurora Honda – Yamaha YZ450F)
69 Bobby Garrison 20º a 1 Volta (Zip Ty Racing/Yamaha/Moose – Yamaha YZ450F)
442 Justin T Mace 21º a 1 Volta (Pro Circuit/Corona Mtrspts – Kawasaki KX450F)
79 Jacob Marsack 22º a 1 Volta (Badboy Power Drink/RWR/Pro 30.com – Honda CRF450R)
394 Kyle T Summers 23º a 1 Volta (Valcom/Topar/Fly/Spy/KSA Racing – Kawasaki KX450F)
115 Joe Oehlhof 24º a 1 Volta (Wyvern Motorsports/Victorville MC Center – Kawasaki KX450F)
111 Michael J Sleeter 25º a 3 Voltas (KTM/Shift/Spy/Alpinestars – KTM 450SX)
902 Cody Bryan Cooper 26º a 5 Voltas (No Fear/M2R/Scott/Pro Circuit -Honda CRF450R)
501 Kyle D Keylon 27º a 5 Voltas (DNAEnergyDrink/BTOsports.com – Honda CRF450R)
473 Robby Bell 28º a 5 Voltas (American Honda/Precision Concepts – Honda CRF450R)
539 Richard A Dietrich 29º a 5 Voltas (Monster Energy Kawasaki/ARC Gear – Kawasaki KX450F)
745 Kevin D Rookstool 30º a 7 Voltas (180 Decals/Scott/Shift/Universal – Honda CRF450R)
109 Tyson D Hadsell 31º a 8 Voltas (martinsmx.com/Vortex/FMF – Yamaha YZ450F)
965 Antonio Balbi 32º a 9 Voltas (Wyvern Motosports/Team BCT Racing – Honda CRF450R)
581 Scott B Simon 33º a 10 Voltas (Kawasaki/Corter Powersports – Kawasaki KX450F)
952 Yoshihide Fukudome 34º a 10 Voltas (Moto XXX/Supersports – Honda CRF450R)
229 Bobby B Bonds 35º a 11 Voltas (CCR/Maxxis/IRS/La Sleeve – Yamaha YZ450F)
23 Kyle Lewis 36º a 13 Voltas (Moto XXX/Supersports Inc – Honda CRF450R)
801 Jeff Alessi 37º a 14 Voltas (Red Bull KTM – KTM 450SX)
81 Adam B Chatfield 38º a 14 Voltas (Wyvern Motosports/Team BCT Racing – Honda CRF450R)
357 Cale A Wallace 39º a 14 Voltas (Nomadik/Chaparral/Weekend – Honda CRF450R)
65 Ryan Mills 40º a 14 Voltas (-none listed- Kawasaki KX450F)
Classificação Final do AMA Motocross 450cc

1 8 Grant Langston 439 Pontos
2 800 Mike A Alessi 423 Pontos
3 29 Andrew T Short 421 Pontos
4 15 Timmy M Ferry 417 Pontos
5 14 Kevin W Windham 363 Pontos
6 4 Ricky Carmichael 291 Pontos
7 7 James M Stewart 290 Pontos
8 26 Michael Byrne 230 Pontos
9 273 Gavin L Gracyk 218 Pontos
10 12 David Vuillemin 207 Pontos
11 9 Ivan Tedesco 198 Pontos
12 118 David D Millsaps 186 Pontos
13 36 Joshua Summey 173 Pontos
14 31 Jason W Thomas 128 Pontos
15 32 Ryan D Clark 117 Pontos
16 34 Troy K Adams 116 Pontos
17 23 Kyle Lewis 112 Pontos
18 801 Jeff Alessi 108 Pontos
19 965 Antonio Balbi 69 Pontos
20 66 Shaun J Skinner 66 Pontos
21 58 Joshua R Hill 47 Pontos
22 902 Cody Bryan Cooper 43 Pontos
23 712 Yoshitaka Atsuta 41 Pontos
24 16 John Dowd 41 Pontos
25 65 Ryan Mills 40 Pontos

Fotos: