Martin sobra em Sachsenring e leva a pole

Jorge Martin conquista a pole position no Circuito de Sachsenring. Com muita facilidade durante toda a classificação. ficando na liderança do treinamento praticamente todo o treino. Na primeira parte Martin assumiu a liderança com um ótimo segundo lugar de Gabriel Rodrigo. Canet em 3º e Bastianini em 4º.

Marco Bezzecchi acabou caindo nessa primeira parte da classificação, Voltou na segunda parte do treinamento. Graças ao ótimo trabalho da equipe PruestelGP, O vice-líder do campeonato marcou a 7ªmelhor marca. Mas ninguém conseguia bater o Espanhol da Equipe Gresini.

Nos minutos finais, Martin garantiu de forma definitiva a pole, Com uma grande volta, 1:26.434. A partir de dai, houve uma grande mudança da segunda posição para trás. Segunda posição que chegou a ficar com o Espanhol Albert Arenas, Que acabou com o 11ºlugar.

Quem ficou com o 2ºlugar acabou sendo o Espanhol Marcos Ramirez da Bester, Que ficou a 60 milésimos atrás de Martin, A primeira fila só não é totalmente espanhola porque Enea Bastianini ficou com o terceiro lugar a 5 milésimos do 3ºcolocado da prova do ano passado da Moto 3 em Sachsenring. Jaume Masia, que teve seu melhor resultado na prova passada marca seu melhor grid de largada na carreira, Com o 4ºlugar, Abrindo a segunda fila que tera, Aron Canet que vem de um segundo lugar em Assen e do Italiano Tony Arbolino da Marinelli.

completando os 10 primeiros colocados: Marco Bezzecchi da PruestelGP, John McPhee em uma boa fase com sua CIP, Ayumi Sasaki da Petronas e Fabio di Giannantonio com a outra moto da Gresini. Deixando Arenas e Gabriel Rodrigo em 11º e 12º.

Raul Fernandez, Substituto de Darryn Binder andou muito bem e larga em uma belíssima 14ªposição. Amanhã, As 6 da manhã larga a primeira categoria do Mundial de motovelocidade – Martin e Bezzecchi são os principais candidatos a começarem as férias de Verão na Europa como líder do campeonato.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada – Mundial de MotoVelocidade
GP da Alemanha

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’26.434
2 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’26.494
3 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’26.499
4 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’26.696
5 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’26.740
6 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’26.745
7 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’26.783
8 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’26.792
9 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’26.827
10 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’26.891
11 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’26.969
12 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’26.987
13 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’27.016
14 25 Raul Fernandez Red Bull KTM Ajo KTM 1’27.017
15 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’27.059
16 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’27.161
17 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’27.199
18 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’27.237
19 32 Ai Ogura Asia Talent Team Honda 1’27.274
20 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’27.287
21 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’27.328
22 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’27.339
23 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’27.489
24 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’27.527
25 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’27.766
26 43 Luca Grunwald Freudenberg Racing Team KTM 1’28.145
27 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’28.305
28 77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM 1’28.427
29 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’28.647
30 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM 1’28.976

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Jorge Martin tem final de semana impecável em Mugello, Com Pole no Sábado e Vitória em disputa ferrenha com Bezzecchi e Di Giannantonio

Classificação da Moto 3: Martin marca a 4 pole em 6 corridas

De Começo, Fabio di Giannatonio começou na frente. O piloto da Gresini disposto a dar uma resposta a injusta punição do GP da França que lhe tirou a vitória. Foram 2 grandes voltas sendo o tempo de 1:56.905 a melhor volta nos primeiros 10 minutos.

Após os primeiros 15 minutos de treinamento, Jorge Martin entrou na pista para fazer sua segunda tentativa. O piloto Espanhol marcou 1:56.685, Assumindo a liderança da classificação.

A 20 minutos do final, Marco Bezzecchi entrou na disputa e marcou o segundo tempo. Na volta seguinte o piloto da PruestelGP partiu para tentar a pole. Mas foi Tatsuki Suzuki com 1:56,824 que acabou tomando a 2ªposição do líder do campeonato. Nessa altura do campeonato, Fabio Di Giannatonio já caia para o 4ºlugar. E ele já não conseguia melhorar a sua marca.

Aron Canet decepcionava com o 14ºlugar. Marcus Ramirez mais ainda com o 25ºlugar e Albert Arenas que ganhou a etapa na França vinha em um modesto 15ºlugar.

Nós últimos minutos Canet e Di Giannantonio entre outros pilotos tentaram melhorar seu grid. A pole era caso perdido, Principalmente quando Martin melhorou seu tempo para 1:56.634, A 4ªpole da temporada estava garantido. Com Tatsuki Suzuki largando na segunda posição. A primeira fila foi completada pelo Japonês Ayumi Sasaki que marcou seu tempo no final do treino com sua moto da Equipe Petronas.

A Segunda fila ficou com o Espanhol Aron Canet com a moto da Estrella Galicia, Marco Bezzecchi com a KTM da PruestelGP e Fabio di Giannatonio com a moto da Gresini.

Niccolò Antonelli abre a fila de número 3 com sua Honda da SIC58 Squadra Corse, Adam Norrodin da Petronas e o Espanhol Marcos Ramirez com a moto da Bester Capital Dubai em 9ºlugar. Kaito Toba e Kazuki Mazaki confirmam o bom momento do Japão na Moto 3 com o 10º e 11ºlugares no Grid.

Grid de largada – GP da Itália
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – Mugello

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’56.634
2 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’56.824
3 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’56.844
4 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’56.858
5 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’56.875
6 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’56.905
7 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’56.937
8 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’56.993
9 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’57.087
10 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’57.266
11 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’57.306
12 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’57.358
13 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’57.366
14 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’57.463
15 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’57.513
16 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’57.542
17 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’57.572
18 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’57.589
19 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’57.606
20 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’57.637
21 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’57.678
22 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’57.745
23 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1’57.779
24 96 Manuel Pagliani Leopard Junior Team Honda 1’57.863
25 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’58.181
26 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’58.319
27 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’58.458
28 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’58.578
29 81 Stefano Nepa NRT Junior Team KTM 1’59.143
30 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 1’59.711

Domingo de Sol em Mugello, Um dia lindo de sol para 30 pilotos disputarem as 20 voltas da 6ªEtapa da Moto 3.

Martin largou muito bem, Manteve a liderança. Marco Bezzecchi subiu do 5º para o 2ºlugar, Ayumi Sasaki, Tatsuki Suzuki e Fabio di Giannantonio completando os 5 primeiros colocados. Logo de começo da prova, Di Giannatonio foi para cima dos 2 japoneses. Em 1 volta e meia o Italiano já estava em 3ºlugar, Na volta seguinte o piloto da Gresini ultrapassou Marco Bezzecchi. Assumindo a 2ªposição. O piloto Adam Norrodin acabou caindo e deixando a prova.

A partir dai, Os 3 primeiros colocados se distanciaram do resto e passaram a disputar a liderança. A partir do Tony Arbolino, Aron Canet, Gabriel Rodrigo, Enea Bastianini, Tatsuki Suzuki, Jamie Masla e Darryn Binder entre outros pilotos, Eram 17 pilotos no total disputando posição.

Bezzecchi, Di Giannantonio e Martin se reversavam na liderança da prova. Era o domínio das motos da Gresini contra o jovem talento que era o Marco Bezzecchi . (Que até no ano passado andava na parte de trás do grid, Muito por causa da Mahindra que estava abandonando a moto 3)

A 7 Voltas por final, Jorge Martin ficou a muito pouco de atropelar um Servo (Pequeno animal) que cruzava a pista. Se acontecesse uma tripla queda a vitória poderia estar nas mãos do segundo pelotão de prova.

A disputa pelo 4ºlugar a 4 voltas do final estava com Andrea Migno na frente de Arbolino, Gabriel Rodrigo e Enea Bastianini em uma disputa que chegou a ter 17 motos na disputa. Canet vinha decepcionando com a Moto da Estrella Galicia em 15ºlugar.

Lá na frente, Martin manteve na maior parte do tempo com a liderança em suas mãos, Mas tinha Di Giannantonio querendo a vitória e Marco Bezzecchi que estava logo atrás dos dois querendo dar uma cartada para ganhar a prova.

A última volta da prova de revelou uma incrível volta. Tudo porque Marco Bezzecchi arriscou tudo ao passar os dois pilotos da Gresini, Só que ele perdeu a trajetória da curva um e acabou voltando para o terceiro lugar, Atrás de Martin e Di Giannantonio. Parecia que teríamos uma dobradinha da Gresini no pódio.

Nos últimos metros ao invés de Fabio di Giannantonio buscar a vitória acabou Marco Bezzecchi usando melhor a velocidade na retomada para passar o piloto Italiano, Porém a vitória ficou mesmo com Jorge Martin que conquista sua 3ªVitória no ano. Apenas 19 milésimos de vantagem para Marco Bezzecchi que continua líder do campeonato e a 41 milésimos a frente de Fabio di Giannantonio, que ficou em 3ºlugar.

OS três primeiros colocados da corridas são hoje os 3 primeiros lugares no campeonato. Com a diferença que Bezzecchi é o líder do campeonato e Martin esta na vice-liderança. Possivelmente esses três pilotos são os grandes favoritos ao título da Moto 3.

A 10.948 segundos atrás do vencedor, chegou o Argentino Gabriel Rodrigo que ganhou a disputa por essa posição. Chegando a frente de Andrea Migno da Angel Nieto, Enea Bastianini da Leopard Racing e Tony Arbolino da Marinelli.

Lorenzo Dalla Porta, Niccolo Antonelli e Manuel Pagliani (Que correu como convidado pela Leopard Racing) Completaram os 10 primeiros lugares. Aron Canet decepciona mais uma vez, E com o 11ºlugar deixa ele cada vez mais longe da disputa pelo título.

Daqui a duas semanas teremos a prova na Catalunha. A Segunda corrida em Território espanhol do Mundial de Motovelocidade.

Resultado Final – GP da Itália
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – Mugello

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 39’20.810
2 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 0.019
3 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 0.043
4 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 10.948
5 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 11.083
6 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 11.165
7 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 11.194
8 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 14.567
9 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 14.676
10 96 Manuel Pagliani Leopard Junior Team Honda a 14.682
11 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 14.693
12 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 14.720
13 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 14.733
14 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 14.770
15 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 15.237
16 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 15.271
17 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 15.368
18 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 15.631
19 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 15.953
20 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 15.983
21 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 16.030
22 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 22.492
23 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 22.520
24 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM a 50.691
25 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 1’23.045
76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 2 Voltas
5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 4 Voltas
10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 14 Voltas
81 Stefano Nepa NRT Junior Team KTM a 15 Voltas
7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 18 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3: Di Giannantonio é roubado em Le Mans e vitória cai nas mãos de Albert Arenas

Classificação do Sábado: Jorge Martin acabou levando a pole position em um treino complicado no Circuito de Lemans – Bugatti.

Primeiro pelo começo do treino aonde acabou Jamie Masla, Gabriel Rodrigo e Enea Bastianini com quedas sérias. O piloto Argentino da RBA acabou sendo o piloto que mais sentiu as dores da queda e acabou não voltando a pista.

E logo depois com um monte de brita na reta dos boxes. Isso atrapalhou a muitos pilotos que queriam superar a marca de Fabio di Giannatonio que ficou por 10 minutos na liderança. Até que aos 14 minutos, O Espanhol Aron Canet, que provocou o acidente que tirou ele e mais três pilotos da Pista. Baixou o tempo do piloto da Gresini e assumiu a liderança. Os fiscais de pista aproveitaram no momento da pista praticamente vazia para varrer a brita pra fora do circuito.

A partir dai, O Treino ocorreu com mais normalidade… O piloto da Estrella Galícia manteve a liderança até que em um espaço de 4 minutos a pole passou pelas mãos de Fabio Di Giannantonio, Marcos Ramirez e de Enea Bastianini que voltou para a disputa e marcou 1:42.163. A partir dai, poucos pilotos melhoraram seu tempo e a pole parecia se encaminhar nas mãos do piloto da Leopard Racing.

Porém, A 1 minuto e meio do final, O rei das poles na Moto 3, Jorge Martin marcou 1:42.039 e conquistou a pole position. Que só foi ameaçada de fato pelo Aron Canet que marcou as 3 parciais mais rápidas do treino. Porém falhou na última parcial e perdeu a chance da pole.

A primeira fila será Completada por Jakub Kornfeil que acabou sendo uma surpresa, comandando a moto da equipe PruestelGP a primeira fila, E Enea Bastianini assegurou o 3ºlugar com o 1:42.163.

A segunda fila será composta por Marcos Ramirez da Bester Capital Dubai, Albert Arenas que foi muito bem com a moto da equipe Angel Nieto (Aspar Martinez) e do líder do Campeonato Marco Bezzecchi da PruestelGP.

Aron Canet acabou ficando com o 10ºlugar. Atrás de Niccolo Antonelli da SIC58 Squadra Corse, Fabio di Giannantonio que acabou ficando para trás na parte final do Treino e de Andrea Migno da Angel Nieto que vem crescendo prova após prova.

Phillip Oettl não repetiu o mesmo desempenho da prova em Jerez e vai largar em 12ºlugar. Completando a 4ªFila que além de Canet também vai ter Lorenzo Dalla Porta.

Grid de Largada – Moto 3
GP da França – Le Mans – Bugatti

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.039
2 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’42.162
3 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’42.163
4 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’42.189
5 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’42.214
6 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’42.355
7 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’42.422
8 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’42.447
9 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’42.509
10 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’42.520
11 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’42.576
12 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’42.611
13 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’42.728
14 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’42.777
15 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’42.813
16 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’42.889
17 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.982
18 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1’43.000
19 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’43.018
20 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 1’43.087
21 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’43.099
22 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’43.170
23 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’43.219
24 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.380
25 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’43.419
26 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’43.450
27 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’43.290
28 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’42.512

O Domingo, A categoria que abriu o dia de disputas em um dia ensolarado no circuito francês. O que se reservava para a categoria inicial do Mundial de Motovelocidade era uma corrida de muita polêmica com o Resultado final.

Jorge Martin largou muito bem e manteve a liderança,Com Kornfeil apesar da largada meio atrapalhada acabou mantendo o segundo lugar. Ambos tentavam fugir do pelotão liderado inicialmente por Enea Bastianini.

Fabio Giannatonio começou muito bem, partido do 8ºlugar em 1 volta e meia já tinha passado 3 pilotos subindo para o 5ºlugar. Na parte final da volta Kornfeil passa Jorge Martin, assumindo a liderança. Na volta seguinte na curva 3 o piloto da Gresini da o troco em cima do piloto da Redox PruestelGP que teve de vazar a curva, Assim mesmo manteve o 2ºlugar.

Gabriel Rodrigo que acabou sofrendo um forte acidente no Sábado acabou caindo na 4ªVolta. Não foi o final de semana para o piloto Argentino. E nem para Livio Loi que queimou a largada e teve de fazer um ride turough.

A tentativa de Martin e Kornfeil de se distanciar de Bastianini, Di Giannatonio e Bezzecchi acabou indo por terra na 5ªVolta, Quando eles se juntaram aos líderes formando um grupo de 5 pilotos e um pouco mais atrás tinha o segundo grupo com mais 5 pilotos (Ramirez, Arenas, Migno, Antonelli e Arbolino)

No final da 5ªVolta, Bezzecchi assumiu a liderança que estava nas mãos de Martin que estava na alça de mira de Kornfeil, Porém em dia inspiradíssimo. Fábio di Giannantonio passou para o 3ºlugar.

A partir dai, Começou uma briga de gato e rato pela primeira posição em Le Mans entre Martin e Bezzecchi que se alternavam na liderança. Praticamente sempre com Di Giannantonio, Bastianini e Kornfeil que foi punido em 1.3 segundos por vazar no começo da prova as curvas 3 e 4 e segundo a direção de prova, O que tornava a missão do piloto Tcheco bem mais difícil. Outro que tomou punição foi Niccolò Antonelli que pegou 1.8 segundos por ter vazado as curvas 9 e 10 (Depois eu vou falar sobre essas tais punições)

A 9 Voltas do final, O segundo pelotão acabou se unido ao primeiro pelotão, Formando um grande Bloco que poderia vencer a prova. Martin e Bezzecchi estavam se alternando na ponta, Enquanto Martin passava Bezzecchi na curva. Na Reta o piloto Italiano voltava sempre a frente.

A 8 Voltas do final Enea Bastianini começava a aparecer na prova, Passou Di Giannantonio (Curvas depois para não bater no Kornfeil, ele acaba passando reto por uma parte da curva 9 (Não de maneira grande, Mas o bastante para evitar a colisão)

O Cenário continuava a troca de ultrapassagem entre Bezzecchi e Martin pela liderança conforme a corrida chegava ao final…

A 2 voltas do final Bastianini foi para o terceiro lugar e buscou entrar na disputa pela vitória. Na saída da curva 14 o piloto da Leopard cai e Jakub Kornfeil acaba passando por cima da moto do piloto Itália. O piloto nada sofreu, Ele escapou de ser atropelado, Apesar do acidente perigoso, pode ter certeza que essa cena vai gerar brincadeiras na internet.

Na volta final, a disputa ficou restrita entre Bezzecchi, Martin e Di Giannantonio pela vitória. Martin tenta a cartada final, Mas é o companheiro do piloto espanhol. Italiano Fabio Di Giannantonio que passa para o 2ºlugar. E na curva 13 ele em uma manobra lindíssima ultrapassa Bezzecchi que acaba caindo e levando com ele Jorge Martin (Nessa história não teve toque do piloto da Gresini sobre o piloto da Redox PruestelGP. Uma manobra limpíssima, sem dúvida.

Fabio di Giannantonio acabou cruzando na frente. A primeira vitória da carreira do piloto da Gresini que acabou por várias vezes batendo na trave desde da sua entrada definitiva na MotoGP. Com Albert Arenas e Andrea Migno com a Moto da equipe Angel Nieto. Um belo resultado para o time do Aspar Martinez.

Porém a direção de prova acabou punido Fabio di Giannatonio com 3 segundos acrescidos no tempo final de prova, Por ele ter furado a curva 9 do circuito e ter levado vantagem. Com esse acrescimento. Di Giannantonio caiu para o 4ºlugar. O piloto da Gresini ficou revoltado com a decisão.

Albert Arenas acabou herdando a vitória. 1ª da sua carreira. Com dobradinha, Andrea Migno chegou em 2ºlugar e Marcus Ramirez completou o pódio assim como foi em Jerez de la Fronteira.

Além de Fabio di Giannantonio, Completaram os 6 primeiros colocados: Niccolò Antonelli e Jakub Kornfeil. (Mesmo com o pulo que a moto dele deu após passar por cima da moto de Bastianini)

Para terminar, A punição que a Moto 3 deu a Fabio di Giannatonio é uma das coisas mais ridículas que já vi no esporte. Punir por ele ter cortado a curva, Tudo bem. Porém, Ele não passou de uma forma que ele tenha ganhando muito tempo. Passando menos que Kornfeil e menos que Antonelli e ambos foram punidos com menos tempo que o piloto da Gresini.

No ano passado com uma manobra parecida de Valentino Rossi no GP dos Estados Unidos. O piloto da Yamaha ganhou de punição 0.3 segundos.

Ou seja, A chamada regra do 2 pesos, 2 medidas (Acho que foi 2 pesos, 500 medidas) foi aplicada ao piloto Italiano que nos boxes soube que sua comemoração acabou sendo a toa.

Uma lamentável decisão que acabar manchando uma prova e talvez um final de semana. O Mundial de Motovelocidade que tem em esmagadora maioria de decisões acertadíssimas acabou dessa vez errando feio e comprometendo a lisura do GP da França de 2018. E o pior, apaga também o brilho da vitória de Arenas que ganhou sua primeira corrida da carreira. Vão lembrar dessa corrida pela punição absurda que deram ao piloto da Gresini. Resumindo o meu sentimento sobre essa prova: “Um desserviço que a categoria fez nesse domingo com o Esporte”

Resultado final – Moto 3
GP da França – Le Mans – Bugatti

POS Piloto Equipe Moto Tempo
1 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 37’40.056
2 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 0.160
3 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 0.709
4 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 0.811
5 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 2.305
6 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 5.487
7 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 7.577
8 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 11.190
9 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 11.517
10 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 11.704
11 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 12.011
12 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 12.073
13 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 12.358
14 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 12.481
15 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 12.746
16 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 12.808
17 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 14.397
18 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 28.015
19 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 36.479
20 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 59.917
21 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM a 1’07.363
12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 1 Volta
88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 1 Volta
7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 1 Volta
33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 2 Voltas
48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 8 Voltas
8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 13 Voltas
19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 em Jerez: Oettl conquista sua primeira vitória no Mundial de Motovelocidade

Treino de Classificação.

Na parte inicial da Classificação, Darryn Binder caiu e não voltou mais a pista, A queda para o Sul-africano foi muito forte. Não pode disputar a prova por causa do ombro esquerdo deslocado.

Jorge Martin a partir dos 30 minutos de trenio passou para a liderança baixando sua marca por 2 voltas seguidas , O Companheiro de equipe Fabio di Giannantonio logo em seguida foi muito rápido e com 1:43.8 tomou a ponta do treino.

Phillip Oettl quebrou os cronômetros virando. 1:46.346, meio segundo a frente de Di Giannantonio e Jorge Martin, O piloto Alemão vinha com a pole position. Com Antonelli tomando e Bezzechhei que superaram Di Giannantonio. Martin cairia para o 7ºlugar, Superado por Bastianini da Leopard Racing e Tatsuki Suzuki da Sic 58.

A 12 minutos do final, Martin volta para a pista e em outra volta voadora ele recupera a pole position. Dessa vez seria difícil para os concorrente superar o 1:46.193 do piloto Espanhol que parece ter a melhor moto da temporada.

Na reta final do treino, Todo mundo foi para a pista para as tentativas finais. Aron Canet deixava a desejar, Em 12º atrás até do seu companheiro de equipe da Estrella Galícia, Alonso Lopez que vinha em um ótimo 6ºlugar.

Tirando alguns bons tempos como foi do Kaito Toba  que subiu para o 11ºlugar e de Makar Yurchenko que subiu para o 13ºlugar (Isso depois de uma queda) Só tivemos uma mudança significativa no bloco da frente. O Italiano Fabio di Giannantonio melhorou seu tempo e colocou a outra moto da Gresini na 3ªposição.

Martin confirmou a 3ªpole do ano, E na forma que ele se encontra pode sim o piloto Espanhol buscar sua terceira vitória no ano em 4 corridas. Phillip Oettl larga em 2º e Di Giannantonio completa a primeira fila. Na segunda fila largam Niccolò Antonelli da Sic 58, Marco Bezzecchi da PruestelGP e Andrea Migno da equipe Angel Nieto.

Alonso Lopez da Estrella Galícia, Enea Bastianini e Lorenzo Dalla Porta da Leopard Racing e Tatsuki Suzuki da Sic 58 completaram os 10 primeiros colocados. A Decepção foi Aron Canet que ficou com o 15ºlugar no Grid.

Grid de largada do GP da Espanha – Moto 3
4ªEtapa do Mundial de motovelocidade

pos Pilotos Equipe Motos Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’46.193
2 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’46.346
3 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’46.599
4 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’46.614
5 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’46.739
6 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’46.770
7 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’46.820
8 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’46.894
9 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’46.898
10 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’46.905
11 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’46.931
12 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’46.955
13 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1’46.967
14 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’46.969
15 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’47.037
16 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’47.042
17 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’47.105
18 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’47.181
19 32 Ai Ogura Asia Talent Team Honda 1’47.215
20 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’47.218
21 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’47.230
22 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’47.253
23 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’47.261
24 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’47.282
25 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’47.450
26 52 Jeremy Alcoba Junior Team Estrella Galicia 0,0 Honda 1’47.484
27 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’47.632
28 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 1’47.763
29 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’48.180

Um domingo de Sol em Jerez, A beleza do tempo na Espanha escondia uma prova díficl e cheia de surpresas para os 29 pilotos que estavam no Grid.

A largada foi perfeita para os pilotos da Gresini Jorge Martin manteve a liderança e Fábio Di Giannantonio assumiu o segundo lugar. Oettl, Antonelli, Lopez, Bezzecchi, Bastianini, Suzuki, Toba e Canet vinham logo a seguir. Na segunda curva tivemos queda de Dennis Foggia, Lorenzo Dalla Porta e John McPhee.

Ainda na primeira volta, Enea Bastianini tentou passar Suzuki e Bezzecchi de uma só vez, e ao completar a curva quase perde o controle da moto e encontra o chão. Após a primeira volta, Martin na frente buscava abrir vantagem para Di Giannantonio, Oettl e Antonelli. Porém era uma diferença pequena pra o resto do pelotão. Canet, Ramirez e Gabriel Rodrigo foram os pilotos que mais ganharam posições na largada.

Oettl passou Di Gianntonio na entrada da 3ªVolta, Ao mesmo tempo que Alonso Lopes que faz sua 4ªcorrida na Moto 3 não só passou Antonelli como acabou marcando a melhor volta da prova.

Porém o estreante tentou passar Oettl, E acabou tendo de ir para a grama caindo para o 17ºlugar disputando posição com Youchenko e Andrea Migno.

Martin e Di Giannantonio mantiveram no inicio o domínio da prova, Porém Bezzecchi e Bastianini entravam na disputa pela liderança deixando Antonelli e Oettl mais para trás na 5ªvolta da prova. Nessa mesma volta Bezzecchi e Bastianini foram para o ataque e conseguiram tirar a Gresini da liderança. Bastianini era o líder com Bazzecchi em segundo. Martin caiu para o terceiro e Di Giannantonio acabou caindo para o 7ºlugar.

No começo da volta seguinte o piloto Marco Bezzecchi passou Bastianini e assumiu a liderança, mais de 15 pilotos estavam no grande pelotão da frente. Mais uma vez a disputa pela vitória era imprevisível.

Jorge Martin buscou a recuperação, Na volta 8º, O espanhol tentou ir para cima de Bezzecchi, Mas foi Tony Arbolino que foi para cima do piloto da pela liderança. Até que na curva 6, Martin passou a liderança com Bezzecchi, Antonelli e Arbolino nas 4 primeiras posições. No começo da volta seguinte o piloto da Sic58 acabou perdendo 3 posições (Para Oettl, Bastianini e Di Giannantonio)

Na curva 6, Tony Arbolino que largou do 21ºlugar assume a liderança de forma impressionante com Bezzechhi, Martin e Bastianini disputando o 2ºlugar. Os 18 primeiros colocados estavam a apenas 2 segundos de diferença, Era impossivel como essa prova iria acabar. Bastianini assumiu a liderança na metade da 11ªVolta, Porém Phillip Oettl passou a ponta ao começar a volta 12. com Arbolino em 2º e Bastianini caindo para o 3ºlugar.

Na metade da corrida: Oettl, Bastianini, Arbolino, Martin, Bezzecchi, Toba, Di Giannantonio, Canet, Antonelli, Suzuki, Masla, Kornfeil, Ramirez, Youchenko, Sasaki, Rodrigo, Migno e Lopez eram os pilotos que estavam na disputa pela vitória, ou pelo menos no primeiro pelotão.

Martin na volta 13 passa Arbolino e assume o segundo lugar, Atrás do piloto da Marinelli vinha Enea Bastianini e Marco Bezzecchi que vinham de forma agressiva. Aron Canet que largou do 15ºlugar já vinha em 6ºlugar e quase ganhou o 5ºlugar nas mãos do piloto da Leopard Racing. Na volta seguinte Arbolino recuperou a 2ªposição. Faltavam 10 voltas para o final.

Oettl continuava na liderança de maneira segura, Até que a 7 voltas do final Arbolino passou para a liderança, Curvas depois foi Martin que ultrapassou o piloto Alemão. Porém na entrada da curva 6 Oettl voltou a liderança. Martin na sua cola em 2ºlugar, No final dessa Volta Bastianini tomou o segundo lugar de Martin. Essa situação só duraria meia volta, Martin voltou ao 2ºlugar e foi para cima do líder Phillip Oettl.

A cinco voltas do final: Oettl tinha Bastianini, Martin, Arbolino, Canet e Bezzecchi como seus adversários pela vitória.

Até que a menos de 4 voltas do final, Aron Canet que vinha em uma boa corrida de recuperação acabou de maneira desastrada derrubando ele mesmo, Jorge Martin, Tony Arbolino e Enea Bastianini. (Que estava segundos antes na liderança da prova) Manobra totalmente infeliz do piloto da Estrella Galicia, Algo que um favorito ao título dessa temporada não pode fazer de maneira nenhuma.

Quem saiu dessa ileso foi Phillip Oettl que voltou a liderança e Marco Bezzecchi que assumiu o segundo lugar. Kaito Toba vinha em 3º com Fabio Giannantonio, Alonso Lopes que chegou a estar em 18ºlugar e estava em 5º.

O piloto da equipe Sudmetal Schedl GP Racing parecia ter a corrida mão, Porém Bezzecchi vinha com tudo para cima do piloto alemão querendo a segunda vitória da carreira (o 2ºlugar já daria a liderança do campeonato para ele) Já o Japonês Toba tentava de toda a forma manter o pódio. Lopes vinha na sua cola querendo tirar esse pódio.

O piloto da PruestelGP pressionou Oettl de todas as formas até o final, Mas o piloto da Alemanha estava decidido a vencer e aguentou até o final a pressão do piloto Italiano. Foram 91 corridas disputadas para ele finalmente conquistar a primeira vitória de sua Carreira.

Festa alemã em Jerez, algo não muito comum no Mundial de Motovelocidade. Bezzecchi também não poderia reclamar do 2ºlugar. A liderança do campeonato agora estava na suas mãos, Com 8 pontos a Frente de Jorge Martin que ainda estava na vice-liderança do campeonato. O pódio seria completado pelo piloto Espanhol Alonso Lopes que festejou com a torcida o resultado que ele obteve…

… Porém a direção de prova considerou que Lopez e Niccolò Antonelli passaram dos limites da pista e acabaram ambos perdendo 1 posição na classificação. O que deu o pódio para o piloto Marcos Ramirez que levantou a bandeira da Andaluzia mesmo antes de saber da conquista, Após largar da 18ªposição. Lopes ainda ficou com uma ótima 4ªposição. Seguido de Jaume Masla que largou do 25ºlugar para terminar em 5ºlugar e de Tatsuki Suzuki em 6º com a moto da SIC58 Squadra Corse.

Di Giannantonio deixou a desejar e fez uma corrida fraca ao terminar em 7ºlugar, Só não foi pior porque ele ainda chegou ao final da prova, marcando 9 pontos em relação ao campeonato. Jakub Kornfeil, Kaito Toba e Gabriel Rodrigo completaram os 10 primeiros. Toba acabou ficando para trás nas curvas finais. Mesmo assim teve seu melhor desempenho em 1 ano e meio na MotoGP e Gabriel Rodrigo completou as 4 primeiras corridas da temporada.

Essa prova marca os primeiros pontos de Makar Yurchenko que chegou em 14ºlugar, pela primeira vez um piloto do Cazaquistão marca pontos no Mundial de Motovelocidade. Daqui a 2 semanas teremos a 5ªEtapa do Mundial na Categoria Moto 3 em Le Mans – Bugatti.

Resultado Final do GP da Espanha – Moto 3
4ªEtapa do Mundial de motovelocidade

pos Pilotos Equipe Motos Tempo
1 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 39’39.799
2 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 0.059
3 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 3.733
4 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 3.515
5 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 3.958
6 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 4.000
7 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 4.033
8 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 4.161
9 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 4.171
10 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 4.216
11 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 4.176
12 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 4.264
13 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 8.166
14 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM a 8.382
15 32 Ai Ogura Asia Talent Team Honda a 27.297
16 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 27.346
17 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM a 27.574
18 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM a 27.599
19 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 27.795
20 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 37.042
33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 4 Voltas
14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 4 Voltas
88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 4 Voltas
44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 4 Voltas
75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 9 Voltas
48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 22 Voltas
10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 22 Voltas
17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 22 Voltas
52 Jeremy Alcoba Junior Team Estrella Galicia 0,0 Honda a 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

 

Moto 3 na Argentina: Marco Bezzecchi conquista primeira vitória com Autoridade sobre pista Molhada

Treino oficial da moto 3, Foi disputado sob condições difíceis em Termas de Rio Hondo e que acabou tendo um grid bem surpreendente.

A começar pelo começo do treino que foi marcada pela disputa entre os pilotos Tony Arbolino da Marinelli, Ao impressionante piloto da Asia Honda Team Nakarin Atiratphuvapat da Tailândia e o piloto Argentino Gabriel Rodrigo.

Os dois primeiros vinham juntos na pista enquanto que o piloto da Casa com sua RBA Racing vinha com uma outra turma, Quando Arbolino e Atiratphuvapat baixavam seus tempos, Segundos depois Gabriel Rodrigo respondia com um tempo a altura, todos eles estavam aproveitando melhor as condições de pista secando.

A partir do meio do treinamento, Marco Bezzecchi, Tatsuki Suzuki, Aron Canet, Albert Arenas, Enea Bastianini começaram a fazer voltas mais rápidas e entrarem na disputa pela pole position.  Com destaque para Bezzecchi e Suzuki que chegaram a ficar nas 2 primeiras posições. Albert Arenas com a moto da Angel Nieto também chegou a estar na segunda posição. Alguns pilotos que vinham de anos fracos devido a estarem com as motos da KTM e Pegueot estavam aparecendo muito bem na Classificação.

Andrea Migno que vinha em 8ºlugar, Acabou fazendo o mais difícil, Conseguiu segurar a moto após perder a curva, deu a volta de maneira correta e quando ele volta a pista acabou caindo. Coisa que ele evitou de fazer. (No final acabou falhando no mais fácil depois de superar o mais difícil dos desafios)

Faltando 15 minutos para o final da classificação: Com Bezzecchi na ponta, Rodrigo em Segundo e Norrodin em 3º, Tony Arbolino Foi para a pista continuaram na disputa e marcou um grande treino com 1:54.020 a tal confiança dele na pista fez ele melhorar ainda mais seu tempo. O 1:53.782 marcado pelo piloto da Marinelli a 12 minutos do final acabou sendo inalcançável , Os outros pilotos principalmente a turma de trás, foram para a pista melhorarem seus tempos. Mas não tiveram grandes mudanças, A 10 minutos do final começa a chover em Rio Hondo o que acabou praticamente selando a primeira pole position, Era impressionante a facilidade e a confiança que o piloto Italiano teve no treino inteiro, Foi a primeira pole da sua carreira.

Marco Bezzecchi mostrando seu talento escondido pelo finado equipamento da Mahindra em 2017. Vai largar na 2ªposição, Seu melhor grid da carreira, O dono da Casa Gabriel Rodrigo da RBA completa a primeira fila. Na segunda Fila largam: Adam Norrodin (O malaio que tem um dívida a pagar com esse circuito), Enea Bastianini da Leopard Racing e Fabio di Giannantonio da Gresini Racing. Niccolo Antonelli, Aron Canet, O líder do campeonato Jorge Martin e Andrea Migno completaram os 10 primeiros colocados no Grid de largada da 2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade.

Grid de largada do Mundial de motovelocidade
Moto 3 – 2ªEtapa – GP da Argentina (Termas de Rio Hondo)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’53.782
2 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’54.088
3 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’54.330
4 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’54.346
5 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’54.361
6 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’54.363
7 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’54.366
8 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’54.380
9 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’54.388
10 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’54.562
11 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’54.568
12 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’54.649
13 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’54.799
14 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’54.988
15 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’55.323
16 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM 1’55.458
17 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’55.514
18 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’55.516
19 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’55.604
20 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’55.800
21 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’55.982
22 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’56.107
23 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’56.176
24 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’56.222
25 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’56.333
26 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’56.478
27 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 1’57.976
28 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 2’00.087

Na prova da Moto 3, em uma pista melada. Jorge Martin e Phillip Oettl foram para os boxes e decidiram largar dos boxes (provavelmente apostando em pneus de pista seca) Era indicio de uma corrida cheia de alternativas.

Na largada, Marco Bezzecchi passou para a liderança com Gabriel Rodrigo querendo a 2ªposição foi para cima de Enea Bastianini e conseguindo o objetivo no final da primeira volta. Já Oettl e Martin largaram 40 segundos depois, Praticamente ficando sem qualquer chance de um bom resultado para ambos. Outro que saiu da disputa foi Tatsuki Suzuki que caiu nas primeiras curvas da primeira volta.

Bezzecchi desde da primeira volta abria diferença para os demais com volta mais rápida em cima de Volta mais rápida. Enquanto isso Tony Arbolino despencou para a 19ªposição.

Fabio di Giannatonio e Gabriel Rodrigo disputavam curva a curva o 2ºlugar acompanhados por Adam Norrodin, Jamie Masia, Aron Canet, Enea Bastianini, Lorenzo dalla Porta, Niccolò Antonelli e Andrea Migno que completavam os 10 primeiros colocados na 4ªVolta. Melhor para o piloto da Gresini que se consolidou na segunda posição, Mas já vinha a mais de 4 segundos atrás de Bezzecchi que vinha tranquilo na liderança.

O Cazaque Makar Yurchenko, sem nada a perder faz a parada nos boxes para colocar pneus de pista seca. Os esses mesmos pneus quem vinha voando Baixo era Jorge Martin que vinha 2 segundos mais rápido que Bezzecchi . Na briga pelo segundo lugar, Aron Canet crescia na segunda metade de corrida e começava a partir para cima de Di Giannatonio e Masia pelo segundo lugar o que era a posição possível para os outros pilotos nessa altura da prova.

Jaime Masia foi para o ataque, Ultrapassou a Fabio di Giannatonio a 8 Voltas do final assumindo o 2ºlugar Enquanto isso o piloto da Casa Gabriel Rodrigo estava longe dessa disputa, Perdendo o 6ºlugar para o Italiano Dennis Foggia e tendo que segurar o 7ºlugar dos ataques de Niccolò Antonelli. Na Reta final de prova os pneus de pista seca funcionavam bem melhor que os pneus de pista molhada, Mas Jorge Martin vinha em 24ºlugar e Yurchenko estava na última posição. Não tinham a menor chance de fazer frente aos líderes.

Continuava a briga entre Di Giannantonio, Masla e Canet disputavam o 2ºlugar intensamente. Mais atrás Migno, Mc Phee, Arenas, Binder disputavam ferozmente posições intermediárias

A 5 voltas do final, Canet e Di Giannantonio brigavam pelo 2ºlugar com Norrodin e Masia na espera com o que poderia acontecer, Lá na frente Bezzecchi estava administrando a vitória. Com 7.2 segundos a frente. Mais atrás Brad Binder e Albert Arenas acabaram no chão, Sendo que o primeiro foi derrubado pelo Toba e o outro acabou caindo após o toque com o Escocês John McPhee.

A três voltas do final, Dennis Foggia cai e abandona a prova. Jorge Martin vinha em 17º e estava perto da disputa por zona de pontuação a 2 voltas do final da prova.

Canet assumiu a segunda posição definivivamente, Fabio Giannantonio vinha disputando o 3ºlugar com Jaime Masia que acabou indo com muita vontade para cima do piloto da Gresini, Tocou no italiano e acabou indo para o Chão.

Marco Bezzecchi liderou de ponta a ponta e conquistou sua primeira vitória da sua carreira no Mundial de Motovelocidade. Sob Chuva, O piloto da equipe Redox PruestelGP mostrou seu talento que ele não pode demonstrar com a Mahindra em 2017. Aron Canet segurou o segundo lugar e Fabio Di Giannantonio completou o pódio com sua Gresini.

Enea Bastianini cresceu no final da corrida e levou a moto da Leopard Racing para um digno 4ºlugar. A frente de Adam Norrodin, Faltou um pouco de moto para o piloto da Malásia. Fechando os 6 primeiros colocados veio o Espanhol Alonso Lopez, Em sua segunda corrida no Mundial, Já consegue colocar-se entre os 6 primeiros colocados.

Lorenzo Dalla Porta não fez uma corrida tão impressionante do que a prova de Losail, Mesmo assim fez uma boa corrida chegando em 7ºlugar, Igualmente com o Italiano Niccolò Antonelli que chegou logo a seguir. O dono da casa Gabriel Rodrigo chegou a ficar em 2ºlugar, Porém acabou caindo e caindo até acabar apenas em 9ºlugar.

Tony Arbolino que começou muito mal, Acabou subindo no final e acabou completando no 10ºlugar. A se destacar a corrida de recuperação de Jorge Martin que ficou a 40 segundos atrás de Bezzecchi no começo da corrida e acabou se recuperando. Principalmente no final da prova quando ele entrou na zona de pontuação, Fechando a prova em 11ºlugar.

Marcos Ramirez, Andrea Migno, Jakub Kornfeil e Livio Loi completaram a zona de pontuação.

Resultado final do Mundial de motovelocidade
Moto 3 – 2ªEtapa – GP da Argentina (Termas de Rio Hondo)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 41’43.822
2 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 4.689
3 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 4.963
4 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 5.818
5 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 9.112
6 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 13.349
7 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 13.925
8 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 14.363
9 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 16.573
10 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 24.299
11 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 25.373
12 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 26.060
13 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 26.376
14 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 26.488
15 11 Livio Loi Reale Avintia Academy KTM a 26.537
16 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 29.252
17 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 32.937
18 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 33.892
19 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 37.665
20 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 38.202
21 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 1’02.305
22 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 1’17.384
23 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 1’36.986
24 76 Makar Yurchenko CIP – Green Power KTM 1 Volta
5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 2 Voltas
10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 3 Voltas
75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 4 Voltas
8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 5 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP