Mundial de Motovelocidade – O Relato da prova que não aconteceu em Silverstone por causa do novo asfalto ruim para as duas motos

Moto 3 – Classificação em Silverstone

Sob um sol fraco e pista seca, Começava a classificação da moto 3 no tradicional circuito de Silverstone. Parte do céu estava encoberto, Porém o Sol dava as caras.

A Classificação começa com o Italiano Marco Bezzecchi marcando o melhor tempo (2:13.962), Seguido de Arón Canet da Estrella Galícia e do Fabio di Giannantonio com a Gresini.

No 8ºminuto de treino, O Argentino Gabriel Rodrigo baixou o tempo da pole para 2:13,839. O piloto da RBA ficou com a liderança por 20 segundos. Di Giannantonio marcou 2:13.574 e passou para a ponta. Com uns 10 minutos de treinamento a classificação era: Di Giannantonio, Rodrigo, Bezzecchi, Canet, Martin, Masla, Arenas, Suzuki, Bastianini e McPhee.

Aos 13 minutos, Vários pilotos foram para os boxes, Enquanto Canet e Arbolino ficaram na pista. A Insistência de Arbolino da Marinelli foi recompensava. O Italiano marcou 2:14.284 e subiu do 23º para a 6ºlugar.

Na Metade do treinamento, foi agitada a bandeira indicando que a pista estava ficando molhada. A Chuva era fraca e ainda possibilitava aos pilotos melhorarem seus tempos caso desse tempo para a pista secar, Com ainda 20 minutos para o final da Classificação.

O único piloto que vinha melhorando sua volta naquela pista melada era Niccoló Antonelli que acabou caindo na curva 17. A Situação da pista parecia ter piorado. Se continuassem assim, A pole estaria nas mãos de Di Giannantonio.

Tatsuki Suzuki tentou voltar a pista e melhorar seus tempo, Mas o Japonês não conseguiu essa melhora.

A Minutos do final da classificação a pista parecia seca, Não estava mais melada. Todo mundo foi para a tentativa final.

Aron Canet acabou voltando aos boxes e desistindo da briga, Já Gabriel Rodrigo acabou caindo e abandonando a disputa pela pole. Na metade da volta final, Jorge Martin e Marco Bezzecchi dividiram curva na reta dos boxes do circuito da Formula 1. O piloto da PreustelGP levou a pior e acabou caindo. Já o piloto da Gresini acabou seguindo e frente, Não só isso. Com o tempo de 2:13.292 o Espanhol marcou sua 7ªpole position em 12 corridas. Impressionante o piloto Espanhol que é o mais rápido e experiente piloto de ponta da Moto 3.

1 Milésimo atrás, ficou o Espanhol da equipe Dubai Jaume Masla, Foi Seu melhor grid da carreira. Quem completa a primeira fila é o Italiano Lorenzo Dalla Porta da Leopard Racing.

Quem saiu derrotado da Classificação foi o vice-líder do campeonato Marco Bezzecchi que perdeu a chance de largar bem e parte apenas da 11ªposição.

fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Inglaterra
Mundial de Motovelocidade – Moto 3

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 2’13.292
2 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 2’13.293
3 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 2’13.313
4 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 2’13.443
5 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 2’13.574
6 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 2’13.819
7 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 2’13.839
8 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 2’13.885
9 8 Nicolo Bulega SKY Racing Team VR46 KTM 2’13.899
10 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 2’13.940
11 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 2’13.962
12 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 2’14.009
13 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 2’14.035
14 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 2’14.052
15 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 2’14.060
16 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 2’14.140
17 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 2’14.183
18 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 2’14.284
19 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 2’14.311
20 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 2’14.370
21 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 2’14.603
22 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 2’14.946
23 77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM 2’15.022
24 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 2’15.058
25 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 2’15.134
26 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 2’15.171
27 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 2’15.424
28 69 Tom Booth-Amos Leopard Racing Honda 2’15.969
29 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM 2’16.098
30 20 Jake Archer City Lifting RS Racing KTM 2’17.227

MotoGP

A partir dai começaram os problemas no circuito de Silverstone, O Espanhol Tito Rabat sofreu um grave acidente no FP4, (4ºTreino Livre) acabou sofrendo fraturas múltiplas. O piloto acabou indo para o hospital. (Aonde ele foi submetido a uma cirurgia. Hoje ele esta em tratamento e já conseguiu dar os primeiros passos. Toda a sorte do mundo e recuperação para o piloto da Avintia que esta fazendo um grande trabalho nessa temporada) O treino ficou parado por um tempo, Para que os fiscais de pista removessem todo o excesso de Água na pista.

A situação aconteceu porque colocaram um novo asfalto em Silverstone em Fevereiro. Na Formula 1 que aconteceu na primeira metade de Julho, Os pilotos reclamavam da pista recapeada. Ninguém imaginava que o Asfalto seria tão problemático.

Q1:

Smith melhorou ainda mais sua marca para 2:14.939. A menos de 8 minutos do final, Aleix Espargaró marcou o segundo tempo com 2:18.219, Mais de 3 segundos atrás do primeiro colocado.As condições eram criticas, Depois do acidente de Tito Rabat o treino começou com sol fraco e com a pista molhada. Mesmo assim, Bradley Smith com sua KTM começou a dar as cartas e começou na frente com Loris Baz (substituto de Pol Espargaró) em 2ºlugar. Estava dando tudo certo para a fábrica Austríaca.

Thomas Luthi e Franco Morbidelli viram tempos melhores que o piloto da Aprilla. Com metade do Q1, Smith e Morbidelli estariam classificados, Mas o treino estava bem longe do final, Já que a pista estava melhorando volta após volta.

Xavier Simeon fez 2:17.383 a 5 minutos do final, Essa marca durou 15 segundos, Luthi marcou 2:16.052. Depois disso, Smith, Baz e Espargaró foram para a pista melhorar seus tempos. Mesmo com mais de 1 segundo de diferença, A classificação de Smith para o Q2 estava ameaçada.

Dani Pedrosa foi o primeiro a tomar a 1ªposição, Com 2:14.866 superando o piloto da KTM. Na reta final da classificação Smith, Rinz, Pedrosa e Redding foram para a sua última tentativa. O piloto Inglês da KTM marcou 2:13.340 e garantiu sua vaga no Q2. Depois do cronometro zerado, Morbidelli marcou 2:13.945, Mas foi Rins que acabou levando a segunda vaga, Com 2:13.713. A se destacar o bom trabalho de Franco Morbidelli, Scott Redding e Thomas Luthi que ficaram em 3º, 4º e 5ºlugares. Dani Pedrosa teve mais uma participação Lamentável.

Resultado do Q1:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’13.340
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 2’13.713
3 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 2’13.945
4 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’14.171
5 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 2’14.198
6 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 2’14.866
7 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’15.141
8 76 Loris Baz Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’15.299
9 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 2’15.377
10 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 2’15.721
11 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 2’16.106
12 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 2’16.451
13 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 2’16.483
53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati Sem Tempo

O Q2 começou após quase 50 minutos de paralização devido à falta de condições da pista. Todo mundo foi para a pista ainda úmida para os 15 últimos minutos da classificação.

Bradley Smith estava inspirado, Em uma primeira tentativa de cada piloto marcou o melhor tempo com 2:12.894 contra 2:12.941 de Marc Marquez que vinha em 2ºlugar. Os outros estavam muito atrás.

Ai a 8 minutos do final apareceu o talento de Jack Miller em pista molhada. Com 2:12.173 tomava a pole position das mãos do piloto da KTM. Johann Zarco a 7 minutos e 30 do final marcou o 2ºtempo com 1:21.524. Na metade do Q2. Miller, Zarco e Dovizioso seria a primeira fila do Grid.

A partir dai, Lorenzo e Marquez entraram no jogo. O piloto da Ducati fez 2:12.001 e o líder do campeonato com a Honda marcou 2:12.009. Ao faltar 3 minutos para o final da classificação, O inglês Cal Crutchlow passa para a liderança com 2:11.394. 16 segundos depois, Zarco melhorou seu tempo para 2:11.219 e colocou a Tech 3 na primeira posição.

Miller tenta melhorar seu tempo com os pneus de pista seca. Porém, alguns pontos da pista ainda estavam bem molhadas, impossibilitando ao piloto da Pramac de melhorar seu tempo. Smith marcou o terceiro tempo com 2:11.544 a 16 segundos do final.

Andrea Dovizioso a 1 segundo do final marcou 2:10.314, assumindo a primeira posição com a sua Ducati. A pole poderia estar nas mãos do piloto cerebral da fábrica Italiana. Mas ainda tinha Jorge Lorenzo na pista. O Espanhol que venceu o GP da Áustria fez uma volta espetacular e acabou marcando 2:10.155 e conquista a pole position.

fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Inglaterra
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 2’10.155
2 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 2’10.314
3 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 2’10.439
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 2’10.615
5 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 2’11.083
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 2’11.317
7 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 2’11.495
8 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’11.514
9 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 2’12.173
10 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 2’12.504
11 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 2’12.514
12 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 2’13.504
13 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 2’13.945
14 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’14.171
15 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 2’14.198
16 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 2’14.866
17 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 2’15.141
18 76 Loris Baz Red Bull KTM Factory Racing KTM 2’15.299
19 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 2’15.377
20 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 2’15.721
21 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 2’16.106
22 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 2’16.451
23 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 2’16.483
24 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati Sem Tempo

Moto 2

No último treino do dia foi o mais movimentado, Com várias e várias trocas de liderança, Começando pelo Italiano Lorenzo Baldassarri da Pons. A pista estava úmida, Mas já sem chuva. Pasini marcou 2:16.599 e tomou a liderança a 36 minutos do final do treino. 30 segundos depois, Alex Marquez baixou o tempo de Pasini. O piloto da Italtrans baixou por duas vezes sua marca, Sendo a última marca de 2:14.279. Dominique Aegerter estava a 14 milésimos atrás, Na segunda posição.

A partir dai começaram os tempos a baixarem, Aegerter, Baldassarri e Lowes chegaram a liderar o treino. A situação estava tão maluca que Romano Fenati e acredite se quiser, Stefano Manzi com a Suter estava disputando os primeiros lugares.

A 18 minutos do final do Treino o grid estava sendo formado dessa Forma: Pasini, Marquez e Iker Lecouna na primeira fila. Xavi Vierge, Lowes e Remy Gardner na segunda fila. Aegerter, Fenati e Miguel Oliveira na terceira fila. Com a pista secando cada vez mais, As voltas baixavam ainda mais. Lecuona a 16 minutos e 20 segundos do final acabou passou a liderança com 2:10.497, Segundos depois, Marcel Schrotter assumiu o segundo tempo com 2:10.604. Enquanto que o piloto da Tasca Simone Corsi acabou caindo e deixando a classificação.

A 13 minutos do final, Schrotter assumiu a primeira posição, Com 2:10.048. Que estava andando muito era o norte-americano Joe Roberts da NTS que chegou a fazer o 4ºtempo. Porém, sua melhor volta foi anulada por ele ter passado do ponto em uma das curvas do circuito.

A 8 minutos do final a pole passa para o Inglês Sam Lowes, com 2:09.827, O primeiro a baixar da casa dos 2 minutos e 10 segundos. Lecuona a 7 minutos do final passou a liderança com Pasini em 2º. Os tempos baixaram na reta final da classificação.

Schrotter a 2 minutos do final assumiu a liderança, Com Francesco Bagnaia em 2º e Pasini em 3º. Schrotter e Alex Marquez tomaram a pole position do piloto da Dynavolt.

A segundos do final, O Australiano Remy Gardner da Tech 3 marcou 2:08.347 passando para o 1ºlugar. Quando parecia que a pole já estava nas mãos do filho do Wayne Gardner, Francesco Bagnaia da equipe VR46 marcou 2:08.153 e acabou levando a pole position.

O piloto Italiano largaria na frente após uma classificação disputada. (Melhor dos três treinos e o melhor do ano da Moto 2) Reny Gardner teve seu melhor grid de largada da sua carreira, Levando a Tech 3 ao 2ºlugar e fechando a primeira fila o Espanhol Alex Marquez.

Marcel Schrotter abriria a 2ªFila com o 4ºlugar, Com Luca Marini em grande momento na carreira com o 5ºlugar e o Francês Fabio Quartararo em 6ºlugar.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Inglaterra
Mundial de Motovelocidade – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 2’08.153
2 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 2’08.347
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’08.411
4 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 2’08.442
5 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 2’08.643
6 20 Fabio Quartararo Ego Speed Up Racing Speed Up 2’08.756
7 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 2’08.772
8 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 2’08.774
9 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 2’08.785
10 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 2’08.908
11 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 2’08.921
12 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 2’08.976
13 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 2’09.007
14 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’09.041
15 40 Augusto Fernandez Pons HP40 Kalex 2’09.129
16 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 2’09.252
17 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 2’09.301
18 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 2’09.323
19 66 Niki Tuuli Petronas Sprinta Racing Kalex 2’09.578
20 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 2’09.582
21 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’09.706
22 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 2’09.838
23 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 2’09.968
24 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 2’09.994
25 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 2’10.112
26 52 Danny Kent Ego Speed Up Racing Speed Up 2’10.285
27 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’10.888
28 65 Josh Owens Tickhill Labour and Plant Kalex 2’11.033
29 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 2’11.522
30 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’12.355
31 55 Alejandro Medina SAG Team Kalex 2’12.847
32 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’13.871
33 18 Xavier Cardelus Team Stylobike Kalex 2’14.055

No Domingo, Chuva em Silverstone.

O que acontece, A pista ficou inviável para a pratica do esporte. Em algumas categorias a direção da prova ficaria obrigando os pilotos a largarem, Mas como é Moto GP, Moto 2 e Moto 3 e o risco é muito maior do que o risco de uma corrida de automóvel ou de monoposto.

A Pista ganhou um novo asfalto, Quando vimos a Formula 1 não imaginaríamos que ela estivesse com esse asfalto ruim. A prova em Julho foi feita sem maiores problemas. Já na MotoGP, A pista se mostrou muito problemática. Os pilotos foram até a direção de prova e decidiram que a prova não iria acontecer.

A decisão foi acertada, Poderia até passar a corrida para o dia seguinte, Porém parece que no dia seguinte era feriado e não teria voluntários suficientes para ter a corrida no dia seguinte. Até por que, poderia ter chuva no dia seguinte.

E achei lamentável a prova não ter sido realizada, Mas prefiro uma prova cancelada do que um piloto hoje dentro de um caixão por causa de uma corrida em um circuito impraticável.

Nesse domingo, Teremos o GP de San Marino no circuito de Mizano. Sem dúvida a prova vai acontecer e teremos uma cobertura especial desse evento.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Marc Marquez leva pela 6ªVez em Seu quintal em Austin e Fica a 1 ponto da liderança do campeonato

Apesar das criticas sofridas e da punição de 3 posições no Grid de largada por ter prejudicado uma volta rápida de Viñales no Sábado, O Espanhol Marc Marquez confirmou o favoritismo e conquistou pela 6ªvez o GP dos Estados Unidos em Austin, No Texas. Com muita tranquilidade em seu quintal de casa.

Foi muito importante à largada que ele fez, Ao sair do 4ºlugar, A Formiga Atômica pulou de 4º para o 2º. Andrea Iannone largou em 3ºlugar e assumiu a liderança. E antes mesmo de completar a primeira volta, Marquez ultrapassou o piloto da Suzuki e assumiu a liderança, E Mesmo com todo o esforço de Iannone, Ninguém conseguiu ser páreo a Velocidade do piloto Espanhol. Enquanto ele abria diferença para Iannone que vinha em um bom ritmo de prova, Os pilotos da Yamaha vinham muito bem em 3º com Marevick Viñales e em 4º com Valentino Rossi que ultrapassou a Zarco e a Crutchlow que acabaram ficando para trás.

Zarco, Crutchlow, Dovizioso e Pedrosa vinham mais atrás, Disputando o 5ºlugar com Lorenzo e Rins brigando pelo 10ºlugar. Era nítida a Dificuldade da Ducati em Austin, Andrea Dovizioso era o melhor piloto da fábrica italiana em 7ºlugar com Crutchlow em 6º que era o piloto com o melhor equipamento na pista.

Viñales e Rossi partiram para cima de Iannone. Primeiro o Espanhol conseguiu na 6ªVolta a ultrapassagem para assumir o 2ºlugar. Rossi vinha atrás para também realizar a ultrapassagem sobre Iannone.

Na disputa pelo 5ºlugar, Crutchlow vinha com melhor moto do que Zarco e Dovi, Mas vinha afobado para conseguir logo essas ultrapassagens. Em duas oportunidades ele consegue passa Zarco, Mas acaba freando muito em cima da curva, perde a tomada e perde a posição para Dovizioso. E a afobação e até excesso de empolgação por liderar o campeonato terminou por leva o Britânico da LCR ao Chão. Ele ainda volta a prova, Mas longe dos pontos na última posição.

Jorge Lorenzo continua com seu calvário na Ducati, Ele perdeu a posição para Alex Rins e vinha ficando para Rabat e Miller que disputavam a 10ªposição. O Espanhol ainda levou alguma sorte por causa da queda de Rins (Que por sinal, sua moto ficou em ponto bem perigoso do Circuito) E recuperou o 8ºlugar. Porém Rabat, Miller e Aleix Espargaró com a Aprilla já vinham encostados no tricampeão do Mundo.

Marquez lá na frente vinha abrindo, abrindo e abrindo mais e mais vantagem para Viñales que tentava ainda diminuir a sua diferença. O piloto da Yamaha vinha com vantagem segura para Iannone que vinha tranquilo em 3º, Com uma diferença boa para Valentino Rossi que ficava mais longe de brigar pelo pódio.

Apesar de toda a luta do de Lorenzo, A ultrapassagem acabou acontecendo na volta 16 quando ele tomou do Rabat e depois desconcentado acabou perdendo posição para Miller e Aleix Espargaró caindo para o 11ºlugar.

Na mesma equipe oficial da Ducati, Dovizioso lutou, batalhou com a falta de rendimento de sua moto, Partiu para cima de Zarco, Já com os pneus mais desgastados do que os pneus de Dovi, Que acabou suando para conquistar a 5ªposição. A 4 voltas e meia do final. Essa ultrapassagem dava a Dovi a liderança do campeonato.

Marc Marquez, Sem qualquer polêmica e respondendo as criticas de forma impecável , Vence a primeira no ano e pela 6ªvez seguida em Austin. O piloto da Honda tem 100% das vitórias disputadas na MotoGP no Circuito das Américas (Assim como em Saschering a pista parece casar com o estilo de pilotagem da Formiga atômica.

Marevick Viñales conquistou o primeiro pódio do ano com o segundo lugar, A Yamaha se comportou bem em Austin, Porém não conseguiu colocar duas motos no pódio. Andrea Iannone com a Suzuki conseguiu o 3ºlugar, chegando bem a frente de Valentino Rossi que perdeu rendimento no final da prova e ficou em 4ºlugar. um pouco menos de 4 segundos de frente para Andrea Dovizioso.

Com o seu resultado, Dovi é o líder do campeonato, 1 ponto a frente de Marquez e 4 a frente de Viñales. Para uma Ducati que vinha bem mal em Austin até que ele sai no lucro para a fase europeia. Johann Zarco com a Yamaha Chassis 2016 da Tech 3 ficou em 6ºlugar, 661 milésimos atrás. Dani Pedrosa em uma corrida heroica, Superando as dores pela cirurgia um pulso direito, levou sua Honda Repsol para o Respeitável 7ºlugar.

 

Tito Rabat de novo é uma das boas surpresas da prova, Após dois anos ruins na Marc VDS parece que o Campeão de 2015 da Moto 2 se encontrou com a Ducati de 2017, Após dura batalha com Jack Miller (Que também fez bela corrida) acabou levando a melhor o piloto da Avintia no 8ºlugar. Completou os 10 primeiros colocados Aleix Espargaró com a Aprilla, que alcança o melhor resultado do ano.

Jorge Lorenzo em mais um dia triste, Acabou em 11ºlugar e só não foi mais para trás porque não tínhamos outros pilotos em melhor forma (Por adaptação as motos novas ou mal desempenho, motos melhores ou pilotos que abandonaram a prova. Danilo Petrucci decepcionou mais uma vez, Com a Ducati do ano ele fica em 12ºlugar, bem longe do desempenho de Jack Miller.

Fechando a zona de pontuação: Pol Espargaró, Takaaki Nakagami que vem evoluindo prova a prova e Alvaro Bautista que salvou um ponto para a equipe de Aspar Martinez. A Marc VDS teve um dia também trágico: Luthi em 18º e Morbidelli em 21º.

Daqui a 2 semana teremos a 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade. Em Jerez, a fase europeia ira começar na Temporada 2018 da MotoGP. Com um grande número de pilotos com condições de buscar a liderança do campeonato.

Resultado Final do GP dos Estados Unidos
Moto GP – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 41’52.002
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 3.560
3 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 6.704
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 9.587
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 13.570
6 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 14.231
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 18.201
8 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 28.537
9 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 28.671
10 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 28.875
11 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 31.355
12 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 34.993
13 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 37.264
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 39.335
15 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 40.887
16 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 48.475
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 49.995
18 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 51.115
19 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 59.055
20 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 59.747
21 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 1’00.513
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 10 Voltas
55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 12 Voltas
17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 12 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

MotoGP em Silverstone: Dovizioso leva Ducati a vitória inesperada e fumo na moto de Marquez dá a italiano a liderança do campeonato

No Q1 acabou tendo um domínio de Jonas Folger e principalmente de Dani Pedrosa que ficaram com as 2 vagas da fase final do Treino oficial. Apesar do belíssimo trabalho de Alex Rins que colocou o Andrea Iannone no bolso. Alias o piloto italiano da Suzuki perdeu sua melhor volta por ultrapassar os limites da pista na curva 4 ficando com o 5ºlugar do Q1 com a sua última volta que ele deu e que acabou sendo a melhor volta delas. A Decepção do Q1 foi Danilo Petrucci que acabou caindo no inicio do treino e não conseguiu chegar perto da disputa pelos dois primeiros lugares. O piloto da Pramac vai largar em 18ºlugar.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda RC213V 2’00.830
2 94 Jonas Folger Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 2’01.162
3 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.285
4 19 Alvaro Bautista Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP16 2’01.340
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.567
6 8 Hector Barbera Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP16 2’01.669
7 43 Jack Miller EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’01.672
8 9 Danilo Petrucci OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP17 2’01.770
9 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 2’02.017
10 17 Karel Abraham Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP15 2’02.037
11 76 Loris Baz Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP15 2’02.185
12 53 Tito Rabat EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’02.211
13 22 Sam Lowes Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP 2’02.787

Q2

Na Frase final do treino Marc Marquez acabou sobrando. De cara na sua primeira volta ele coloca 4 décimos de frente para Crutchlow que antes da metade dos 15 minutos do Q2 acabou superado em Milésimos pelo Espanhol Marevick Viñales. Os pilotos que foram para o Q2 Jonas Folger e Dani Pedrosa estavam muito bem colocados em 4º e 5ºLugares respectivamente com Zarco na 6ªposição.

Na parte final do Treino Pol Espargaró sofreu um acidente forte e acabou deixando o treino com apenas danos materiais da sua KTM, No final Marquez mais uma vez colocou os cronômetros para baixo e foi o único a superar a barreira dos 2 minutos. Com 1:59.941 a Formiga Atômica garantiu mais uma pole position na sua carreira.

Valentino Rossi que estava em 8ºlugar na sua primeira tentativa de volta subiu muito de produção na sua volta final e garantiu a segunda posição. E a Torcida inglesa ficou feliz com Cal Crutculow que garantiu o 3ºlugar fechando a primeira fila do grid de largada. O piloto da LCR Honda sonha sim com uma possivel primeira vitória na sua casa. Na segunda fila largam Marevick Viñales com a Yamaha, Jorge Lorenzo com a primeira Ducati do Grid e Andrea Dovizioso que esta na vice-liderança do campeonato a 17 pontos de Marc Marquez. Pedrosa que veio do Q1 larga em 7º com Johann Zarco da Tech 3 na 8ªposição.

Aleix Espargaró com a Aprilla fecha a terceira fila mostrando um belo desempenho com a moto Italiana, assim como Pol Espargaró que mesmo com a queda no final só pelo fato de se colocar no Q2 com a moto Austríaca já é um belo feito para uma moto em desenvolvimento. Jonas Folger acabou ficando apenas com o 10ºlugar e Scott Redding (Também piloto da Casa) Não teve um bom desempenho no Q2, Larga em 12º fechando a 4ªFila do Grid de Largada.

Grid de Largada do GP da Inglaterra do Mundial de Motovelocidade
12ªEtapa – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V 1’59.941
2 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 2’00.025
3 35 Cal Crutchlow LCR Honda Honda RC213V 2’00.106
4 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 2’00.341
5 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 2’00.399
6 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 2’00.572
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda RC213V 2’00.578
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 2’00.622
9 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP 2’00.764
10 94 Jonas Folger Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 2’00.829
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 2’01.378
12 45 Scott Redding OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP16 2’01.994
13 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.285
14 19 Alvaro Bautista Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP16 2’01.340
15 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.567
16 8 Hector Barbera Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP16 2’01.669
17 43 Jack Miller EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’01.672
18 9 Danilo Petrucci OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP17 2’01.770
19 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 2’02.017
20 17 Karel Abraham Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP15 2’02.037
21 76 Loris Baz Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP15 2’02.185
22 53 Tito Rabat EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’02.211
23 22 Sam Lowes Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP 2’02.787

Em um lindo dia de sol na Ilha da Magia tivemos uma grande e disputada corrida em Silverstone. Um fato lamentável foi o violento acidente de Jonas Folger que teve sua moto voando bem alto a 300km/h. O piloto Alemão teve de ir para o Hospital, Não foi constatada nenhuma lesão, Mas acabou não correndo por não ter sido autorizado pelos médicos.

Na Largada Valentino Rossi pulou melhor que Marc Marquez e assumiu a liderança. Marquez, Crutchlow, Viñales, Lorenzo, Dovizioso, Pedrosa, Pol Espargaró e Zarco vinham logo a seguir. De começo Rossi começou a abrir diferença para os demais pilotos, Na terceira volta Viñales acabou ultrapassando Marquez assumindo o segundo lugar. De começo a Yamaha estava melhor que as outras motos, Mas nada do que outras marcas poderiam sonhar com a vitória dependendo do decorrer da prova.

No começo da 2ªVolta Dovizioso passou Lorenzo assumindo a 5ªposição e começou sua corrida tática com a Ducati. Passou também a Crutchlow e já estava em 4ºlugar depois da 4 volta e já vinha na rabeta da Moto do Marc Marquez. Na 6ªVolta ocorreu a ultrapassagem que rendeu ao italiano a terceira posição.

A partir dai tivemos por algumas voltas os pilotos se estudando até que mais atrás Johann Zarco passa Dani Pedrosa e ganha o 7ºlugar na 9ªVolta ao mesmo tempo Crutchlow foi para cima de Marquez. O piloto da LCR Honda buscava um grande resultado na sua casa.

Dovizioso passou Viñales na metade da prova assumindo a segunda posição, Viñales tentou voltar a 2ªposição, Mas o italiano manteve a calma não permitiu que o Espanhol voltasse pra cima de Dovi. Na volta seguinte foi a vez de Marquez passar Viñales e de tomar o pódio do piloto da Yamaha e assumir o terceiro lugar.

Rossi ainda na liderança estava vendo aos poucos Dovizioso e a sua turma se aproximarem da disputa. A 7 Voltas do final a Honda de Marc Marquez fez fumaça em plena reta o que fez o espanhol deixar a prova e naquele momento ele perderia a liderança do campeonato para o piloto da Ducati que partiu para cima de Rossi de Forma definitiva.

Rossi procurou mostrar força e resistir ao Dovizioso que estava achando o momento para passar o Doutor que liderou a corrida inteira. A 3 voltas do final com sua Ducati se aproveitando da potência da sua moto e acabou passando Rossi e assumindo a liderança e abrindo a vantagem. Valentino tentou retornar a liderança, Mas Viñales acabou tomando o segundo lugar do Rossi que teve nas voltas finais Cal Crutchlow na sua cola, doido para ir para o pódio na sua casa.

Mais atrás Iannone mais uma vez caiu e levou com ele o italiano Danilo Petrucci. Não sei até quando a paciência da Suzuki vai durar com o Piloto Italiano.

Andrea Dovizioso levou a sua Ducati até a bandeirada e conquistou a 4ªVitória no ano sendo agora o maior vencedor de 2017 e assumindo a liderança do campeonato novamente, Dois décimos depois de Dovizioso Viñales tentou uma aproximação no final, Mas já não havia mais tempo e o Espanhol teve de se contentar com o segundo lugar e Valentino Rossi que liderou mais de 85% da prova acabou segurando o 3ºlugar dos ataques do dono da casa Cal Crutchlow que ficou certamente frustrado por não ter subido ao pódio.

Jorge Lorenzo fez uma corrida apenas correta e discreta ficou em 5ºlugar ainda não chegando a disputar vitórias com a Ducati enquanto ele ver Dovizioso derepente sendo campeão em 2017. O que se pode chamar de o Mico do ano a contratação do Gladiador do asfalto que era para ser o primeiro piloto e justamente o piloto que ninguém dava nada vai lá e é o cara da Ducati na briga pelo título.

Johann Zarco Termina em 6ºlugar com sua Tech 3 na frente do Dani Pedrosa com a única moto Oficial da Honda que sobrou na pista ficou em 7ºlugar. Scott Redding teve uma corrida muito feliz com sua Ducati de 2016 da Pramac chegando em uma respeitável 8ªposição. Alex Rins com a Suzuki que parece ter um piloto de juízo (E o Iannone não é esse piloto) leva a Moto da equipe Ecstar ao 9ºlugar e Alvaro Bautista completou as 10 primeiras posições com a Ducati da Aspar Martinez.

Pol Espargaró chamou a atenção depois da bandeira quando ele acabou a corrida em 11ºlugar com a KTM, Logo depois da chegada ele acabou caindo da sua moto, uma coisa bem rara de acontecer de bater ou cair após terminar a prova como foi nesse caso. O Desempregado Esteve Rabat completou a prova em 12ºlugar com a Marc VDS. Abraham, Barbera e Baz completaram a zona de pontuação. No dia 10 de Setembro será realizada a 13ªEtapa do Mundial de motovelocidade no Circuito de Mizano. o GP de San Marino abre o terço final do campeonato com 5 pilotos na disputa pelo título da temporada de 2017 da MotoGP.

Resultado final do GP da Inglaterra do Mundial de motovelocidade
12ªEtapa – MotoGP – 20 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 40’45.496
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 0.114
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 0.749
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda Honda RC213V a 1.679
5 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 a 3.508
6 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 a 7.001
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda RC213V a 10.944
8 45 Scott Redding OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP16 a 13.627
9 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR a 15.661
10 19 Alvaro Bautista Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP16 a 25.279
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 30.336
12 53 Tito Rabat EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V a 31.609
13 17 Karel Abraham Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP15 a 31.945
14 8 Hector Barbera Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP16 a 33.567
15 76 Loris Baz Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP15 a 33.901
16 43 Jack Miller EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V a 43.012
17 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 48.683
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP a 2 Voltas
9 Danilo Petrucci OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP17 a 3 Voltas
29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR a 3 Voltas
93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V a 7 Voltas
22 Sam Lowes Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP a 15 Voltas
94 Jonas Folger Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 Não correu

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

MotoGP na República Tcheca viveu domingo Histórico: Crutchlow leva Inglaterra a vitória depois de 35 anos de seca

Se tivemos um sábado com pista seca e céu claro a situação para o domingo (Dia que se encerrou os jogos olímpicos do Rio de Janeiro) foi realizado a etapa de Brno no mundial de motovelocidade com Marquez na Pole, Lorenzo em 2º e Iannone na terceira posição. Os pilotos foram para a pista com os pneus de chuva mesmo que já estava sem qualquer chuva caindo.

Na largada acabou Iannone largando melhor e assumindo a liderança, Mas logo depois da primeira curva Marques tem um traçado melhor e volta a liderança com as Duas Ducati oficiais a seguir e Aleix Espargaró que estava fazendo um grande final de semana, Já Lorenzo que largou do 2ºlugar ao final da primeira volta já esta caindo para o 10ºlugar.

Ducati na lideranca em Brno

Andrea Dovizioso que passou Iannone foi para cima de Marc Marquez e no final da segunda volta o piloto da Ducati assumiu a liderança, Além disso Iannone e Scott Redding com a Ducati Pramac de 2015 também também deixaram a formiga atômica para atrás fazendo com que as 3 primeiras posições fossem ocupadas por 3 motos Ducati, Enquanto isso Pedrosa em 11º, Rossi em 12º e Lorenzo em 13º estavam muito longe de apresentarem um bom rendimento. Na quarta volta Iannone passa por Dovizioso e assume a liderança e Redding veio junto para assumir o segundo lugar deixando o piloto italiano em 3ºlugar já com uma vantagem razoável sobre Marques que estava em 4ºlugar sem ser muito ameaçado até que Hector Barberá começou a render mais passando primeiro a Viñales, Depois Espargaró que vinha em 5ºlugar e em algumas voltas foi para cima de Marquez que vendo seus principais candidatos ao título acabou não defendendo a posição com ardor deixando Barberá na 4ªposição com a Ducati Avintia de 2014.

Lorenzo muito mal na prova em Brno

Cal Crutchlow começou a se destacar a partir da 9ªVolta começando a ultrapassar seus adversários e virando mais rápido e em poucas voltas ele saiu do 10ºlugar para a 6ºlugar enquanto que Andrea Dovizioso perdeu rendimento certamente por quebra do equipamento da sua Ducati saindo da briga pela vitória enquanto isso o piloto da LCR Honda continuava  a subir com seus pneus mais duros para chuva já ultrapassaria Marquez assumindo o 4ºlugar e pronto para derrubar as Ducati de Iannone, Petrucci e Barberá que comandavam a corrida com o piloto da Equipe oficial da fábrica italiana com uma vantagem de mais de 1 segundos sobre os outros dois de equipes satélites.

Valentino Rossi começava a menos de 10 voltas do final a reagir e pressionando a Viñales, Enquanto isso Crutchlow partia para cima de Barberá que foi para cima de Redding disputando o segundo lugar, O piloto da Avintia tentou a ultrapassagem mas teve de recuar e nisso o piloto Britânico aproveitou e passou para o terceiro lugar e curvas depois foi a vez de Redding ser engolido por Crutchlow que já ocupava a segunda posição  a menos de 8 voltas para o final da prova, nesse meio tempo Bradley Smith foi para os boxes trocar de moto para a moto de pista seca e Aleix Espargaró com problemas com a Suzuki deixava a corrida.

iannone_rossi_barbera

Com os pneus gastos Iannone tentou segurar Crutchlow, A ultrapassagem foi questão de tempo já que a LCR Honda com os pneus de chuva mais duros estava rendendo bem mais que os pneus moles de chuva do piloto Italiano. A partir dai enquanto o britânico começou a abrir diferença volta após volta o piloto da Ducati começava a ficar para trás. O mesmo aconteceu com Scott Redding que perdeu posição para Marc Marquez e Valentino Rossi, Não satisfeito o velho piloto Italiano acabou dando o bote em Marquez e assumiu a 4ªposição.

Lorenzo perdido na corrida foi para os boxes por 2 vezes para trocar de moto, Na segunda vez interferiu na disputa pelo segundo lugar que envolveu Iannone com os pneus completamente desgastados, Barberá, Rossi e Marquez pelo 2ºlugar. Rossi despachou Barberá e Iannone imediatamente deixando a confusão para o piloto da Avintia e da Honda Repsol.

Iannone conseguiu segurar Barberá em 2 chances claras de ultrapassagem do piloto Espanhol que acabaram não bem sucedidas, Marquez tomou a frente de Barberá e foi para cima de Iannone, A 3 Voltas do final o piloto da Ducati não resistiu e perdeu o lugar no pódio para a Formiga Atômica e a partir dai Iannone foi de vez para trás perdendo posições para Barberá e para Loris Baz que estava com o mesmo tipo de pneu de Crutchlow e com isso foi para cima do seu companheiro de equipe a 2 voltas do final e passou para o 4ºlugar repetindo o melhor resultado de sua carreira no ano passado em Mizano.

Crutchlow comecando a caminhada para a vitoria

Cal Crutchlow administrou no final da prova e levou a LCR Honda a primeira vitória da sua história na MotoGP e a primeira vitória de um piloto Inglês depois de 35 anos da última vitória na categoria principal que foi com o Britânico Barry Sheene venceu no GP da Suécia de 1981. Festa para o piloto Inglês que parecia que iria encerrar a carreira ao final da temporada e agora esta com a moral alta, com dois grandes resultados nas últimas corridas (Segundo na Alemanha e vencedor em Brno), Valentino Rossi em brilhante recuperação acabou a corrida em 2ºlugar e juntando a péssima corrida de Jorge Lorenzo o italiano assume a vice-liderança do campeonato, Só que esta a 53 pontos atrás do Líder do campeonato Marc Marquez que acabou completando o pódio com uma corrida correta e sem erros, Se não teve brilho em território Checo pelo menos não cometeu erros e foi beneficiado com mais um tropeço de Lorenzo.

Baz fez sua melhor corrida na temporadaLoris Baz copiou a mesma tática do piloto da LCR e acabou se dando bem ficando em 4ºlugar na frente de seu companheiro de equipe na Avintia Hector Barberá que acabou em 5ºlugar ainda assim foi um grande final de semana para o Espanhol e da equipe também que conquistou seu melhor resultado da sua história e com uma Moto de 2014 como é a versão que eles recebem da Ducati. Logo atrás terminou o irlandês Eugene Laverty com a moto da Aspar também moto Ducati de 2014 com Danilo Petrucci em 7º com a Pramac moto da Ducati de 2015 e só ai veio a moto Oficial da Ducati com Andrea Iannone chegando em 8º a poucos milésimos do Espanhol Maverick Viñales que ficou em 9ºlugar, Tito Rabat completou os 10 primeiros colocados.

Jorge Lorenzo em mais uma corrida horrível sob chuva acabou em 17ºlugar com 1 volta atrás, dia 10 de Setembro teremos a 12ªEtapa do Mundial de motovelocidade no Circuito de Silverstone na Inglaterra, Restando 7 corridas para o final do campeonato Marc Marquez aproveitando cada erro e cada oportunidade mesmo sem ter uma grande moto passa a ser o grande favorito ao campeonato desse ano.

podio em BrnoResultado Final do GP da República Tcheca (Brno)
Mundial de Motovelocidade – Moto GP

1 35 Cal Crutchlow (LCR Honda Honda) 47’44.290
2 46 Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 7.298
3 93 Marc Marquez (Repsol Honda Team Honda) a 9.587
4 76 Loris Baz (Avintia Racing Ducati) a 12.558
5 8 Hector Barbera (Avintia Racing Ducati) a 13.093
6 50 Eugene Laverty (Pull & Bear Aspar Team Ducati) a 13.812
7 9 Danilo Petrucci (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 23.414
8 29 Andrea Iannone (Ducati Team Ducati) a 24.562
9 25 Maverick Viñales (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 24.581
10 53 Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) a 37.131
11 68 Yonny Hernandez (Pull & Bear Aspar Team Ducati) a 39.911
12 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) a 41.097
13 44 Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 43.202
14 6 Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 45.687
15 45 Scott Redding (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 1’02.201
16 19 Alvaro Bautista (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 1’18.841
17 99 Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 1 Volta

Não terminaram a corrida:

4 Andrea Dovizioso (Ducati Team Ducati) a 7 Voltas
38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 8 Voltas
41 Aleix Espargaró (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 9 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP

Marquez conquista vitória na Argentina em corrida marcada por erro de Iannone

Na Argentina em uma corrida complicada que a organização da prova ajeitou esse problema em dividir a corrida em suas partes devido aos pneus Michelin que não aguentavam uma corrida inteira, Na metade da prova entre a volta 9 e 11 os pilotos teriam de trocar de moto e a prova foi diminuída para apenas 20 voltas ao invés das 25 voltas programadas.

A Largada foi algo confuso, Marc Marquez foi o pole position, Mas não conseguiu manter a liderança da prova mas perdeu a ponta para Lorenzo e depois perdeu a liderança para a Ducati de Andrea Iannone com Rossi em segundo e Marc Marquez em 3ºlugar e Lorenzo começando a cair na corrida, Na segunda volta Marquez foi com tudo para cima de Valentino Rossi tomando o segundo lugar na prova e não satisfeito com isso ele foi para cima de Andrea Dovizioso e ultrapassou o piloto Italiano assumindo a liderança antes do final da segunda volta. Na 4ª volta o Australiano Jack Miller como é de praxe ele caiu e arrebentou a sua moto, Antes disso foi o Yonny Hernandez que foi para o chão sendo o primeiro piloto a deixar a corrida.

Largada_motoGP

Na quarta volta Rossi ultrapassou a Dovizioso e subiu para o segundo lugar, A partir dai Rossi começou a caça para cima do Marquez. Na Sexta Volta o Espanhol Jorge Lorenzo acabou caindo e deixando pontos importantes irem para o Lixo, Enquanto isso os pilotos da Ducati oficial Dovizioso e Iannone brigavam pelo 3ºposto com Marevick Viñales perto deles tentando aproveitar apenas do erro de um ou ambos os pilotos. Lá atrás Daniel Pedrosa tinha problemas em segurar o 6ºlugar.

MM93 e VR46 nos Boxes ARG2016

Quando a corrida chegou na sua janela de parada para a troca de moto Rossi chegou em Marquez e travou um duelo pela liderança da prova com ultrapassagem de Rossi, Mas Marquez conseguira recuperar a posição sempre, Essa batalha particular durou até a parada nos Boxes aonde Marquez e Rossi pegam a segunda moto e voltam a corrida e a partir dai Marquez com muito mais moto que Rossi começa a abrir e abrir e Rossi começa a ficar para Viñales que passou para o 3ºlugar superando a Dovizioso e Iannone ambos de Ducati.

troca de moto durante a corrida da MotoGP Arg2016

Pedrosa vivia seus problemas com Scott Redding que na 13ªVolta passou o piloto da Moto Oficial da Honda assumindo o 6ºlugar na corrida com a Moto da Ducati de 2015, Mas essa alegria não durou muito, A 5 Voltas do final Redding tem problemas em sua moto e acaba deixando a prova.

Marc Marquez abria cada vez mais enquanto que Viñales estava na cola de Rossi buscando uma ultrapassagem que não era tão fácil devido ao motor da Suzuki não render tanto como o motor da Yamaha, precisava ser em curva essa ultrapassagem, A 3 Voltas do final Viñales foi vitima de um pequeno trecho molhado que ainda estava na pista e caiu deixando o que poderia ser o melhor resultado da sua carreira e o primeiro pódio da Suzuki desde da sua volta a MotoGP em Valencia 2014.

barbera e poldisputandoboas posicoes ARG2016

A Partir dai a missão ficou para os pilotos da Ducati passarem a Rossi que estava visivelmente mais lento que ambos. Iannone foi para o ataque para cima de Rossi, Buscou a ultrapassagem na entrada da curva 5 Mas acabou Rossi também retardando tudo o que poderia para manter a posição e dai veio Dovizioso e tomou a posição de ambos assumindo o segundo lugar. Iannone e Rossi trocaram na volta e meia final que tinha de corrida uma disputa forte pelo terceiro lugar, Na metade da volta final a situação ficou bem favorável para Iannone que levaria a Ducati para um duplo pódio o que era algo que não acontecia a muito tempo para a Fábrica italiana.

MM93_wins_argentina_2016

Só que Iannone tentou na curva final praticamente passar Dovizioso e de maneira não digo equivocada mais sim de uma forma idiota ele caiu e levou com ele seu companheiro de equipe jogando todo o trabalho da equipe no Chão junto com o duplo pódio. Marquez venceu sem problemas numa corrida impecável com Rossi que tinha tudo para ficar em um 5ºlugar chegando em 2ºlugar e Dani Pedrosa em uma atuação apagadíssima completou o pódio.

Dovizioso salvando 3 pontos ARG2016

Já a Ducati sem dúvida esta pensando agora com muita simpatia em colocar Stoner no grid do Texas no lugar certamente não de Pirro, Mas pode ser que o numeral 29 não esteja em Austin e se eu fosse dirigente da equipe eu faria isso pois a atitude de Iannone foi impensada demais, Aliás é a 4ºprova em seguida que ele cai (Malásia e Valencia em 2015 e Qatar e Argentina 2016) E tem gente dizendo que ele é o cara da Ducati nesse ano. Sem dúvida o Dovizioso que poderia ser o vice-líder do campeonato e que ainda conseguiu salvar 3 pontos no campeonato arrastando a moto para o 13ºlugar e muito mais equilibrado do que Iannone que sem dúvida ver sua cotação cair e muito depois do estrago que ele fez em Termas de Rio Hondo.

A se destacar a Eugene Laverty em belíssima corrida chegando em 4ºlugar com a Moto da Aspar Martinez e se não me engano é o melhor resultado da equipe na MotoGP com bela atuação de Hector Barbera em 5ºlugar com a Avintia Racing ambos de Ducati 2014. Decepcionante resultado para Pol Espargaró ficando em 6ºlugar e reclamando muito depois da bandeirada, Logo a Seguir um ótimo desempenho de Stefan Bradl levando a Aprilla a um 7ºlugar que é o melhor resultado dela na MotoGP até agora desde da sua volta em 2015. Bradley Smith, Tito Rabat e Alvaro Bautista completaram os 10 primeiros colocados.

Laverty e Bradl com belosresultados ARG2016

Semana que vem teremos o GP dos Estados Unidos no Texas em Austin com MM93 na liderança do campeonato, Mas Rossi, Lorenzo, Pedrosa Estão na disputa e agora Dovizioso e Viñales estão também chegando Piada interna: E cadê o Iannone nessa Briga, Bem o Iannone não vai chegar nunca a disputa pois ele vai cair sempre nas corridas(Isso se ele tiver moto para correr em Austin) Risos!!!!

podio e até semana que vem no Texas ARG2016

Resultado Final – Mundial de Motovelocidade
GP da Argentina – MotoGP

1 93 Marc Marquez (Repsol Honda Team Honda) 34’13.628 em 20 Voltas
2 46 Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 7.679
3 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) a 28.100
4 50 Eugene Laverty (Aspar Team MotoGP Ducati) a 36.542
5 8 Hector Barbera (Avintia Racing Ducati) a 36.711
6 44 Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 37.245
7 6 Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 41.353
8 38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 50.709
9 53 Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) a 50.983
10 19 Alvaro Bautista (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 1’01.388
11 41 Aleix Espargaró (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 1’08.868
12 51 Michele Pirro (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 1’18.987
13 4 Andrea Dovizioso (Ducati Team Ducati) a 1’33.419

Não Completaram a corrida:

29 Andrea Iannone (Ducati Team Ducati) a 1 Volta
35 Cal Crutchlow (LCR Honda Honda) a 1 Volta
25 Maverick Viñales (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 3 Voltas
45 Scott Redding (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 5 Voltas
76 Loris Baz (Avintia Racing Ducati) a 8 Voltas
99 Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 15 Voltas
43 Jack Miller (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) a 17 Voltas
68 Yonny Hernandez (Aspar Team MotoGP Ducati) a 18 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP