Crutchlow ganha prova maluca na Argentina e lidera o Campeonato

Uma prova maluca aonde se não foi cômico as atrapalhadas da direção de prova em relação a prova foi trágica em relação num todo ao regulamento que foi rasgado e pisado por quem comandava a corrida.

Ao começar pela largada que atrasou em quase 20 minutos. Isso porque os pilotos todos foram para os boxes minutos antes da largada para trocarem de pneus de pista molhada para a pista seca, Apenas o pole Jack Miller não fez isso. Apesar de tentarem fazer uma nova relargada, O Chefe da Pramac queria que o regulamento fosse cumprido. Por alguns minutos a discursão rolou solta até que chegaram a ideia de colocar Miller na frente a uns 50 metros a frente do resto da turma. Uma das ideias mais idiotas e sem qualquer critério que já vi a MotoGP fazer, Em um dos piores momentos que faz lembrar a Formula E.

Após toda essa discursão, Os pilotos foram para a volta de apresentação. Até que segundos antes da largada, Marquez tem problemas na sua moto, Ele tenta fazer a moto funcionar, Mas acaba não só andando pelo grid com a moto como ele vira em sentido contraio, Quando o certo é os fiscais levarem ele para o pit lane para largar dos boxes.

Mas isso não foi feito e a largada foi efetivada, Miller com 50 metros a frente dos outros teve tranquilidade para largada, Já os outros tiveram que brigar por posições. Pedrosa ficou em 2º, Zarco ficou em 3º e Marquez pulou para o 4ºlugar.

Na primeira volta Marquez passou Zarco e Pedrosa, Ganhando o 2ºlugar. Na penúltima curva da primeira volta, Zarco foi com tudo para cima de Pedrosa que a acabou sendo jogado para fora do traçado e segundo depois ele foi ejetado da sua moto, Abandonando após um bom final de semana.

Marquez foi para cima de Jack Miller, E ainda na segunda volta ultrapassou o piloto da Pramac para assumir a liderança. E começou a abrir distância de Miller e dos demais pilotos, Mas devido a condição pelo lado contraio do Circuito ao tentar fazer a moto Funcionar segundos antes da largada ele teve de passar pelos boxes. A Formiga Atômica logo cumpriu essa punição caindo para o 19ºlugar.

A partir dai o Tetra-campeão do Mundo teria de fazer uma prova de recuperação nas 18 voltas que restavam para o final da prova. Lá na frente, Miller estava na liderança com Zarco, Rins e Crutchlow por perto, Formando o primeiro pelotão que iria decidir a corrida. Já que Andrea Dovizioso teve dificuldades para superar Esteve Rabat e estava a mais de 10 segundos atrás, um pouco mais atrás vinham os dois pilotos da equipe oficial da Yamaha. Enquanto Zarco com o Chassi de 2016 lutava pela vitória a moto desse ano não conseguia ser competitiva.

Marquez começou uma recuperação, Passando por cima de todos e na Marra, foi como ele fez com Aleix Espargaró. O que rendeu uma punição pequena para o Espanhol (Ceder uma posição para um piloto, por considerarem a manobra de ultrapassagem sobre o piloto da Aprilla perigosa) depois de cumprida a punição, Marquez passava os pilotos da rabeira do Grid um a um sem qualquer resistência. O ritmo de corrida do piloto da Honda era muito superior ao ritmo de corrida dos outros pilotos.

Lá na frente, Miller tentava segurar a liderança sobre Alex Rins que tinha a sua Suzuki com mais equilíbrio do que a Ducati de 2017 do piloto da Pramac, Que começava a sofrer com o desgaste dos pneus. Por 3 voltas seguidas Rins tentou a ultrapassagem sobre o piloto Australiano. Das primeiras duas vezes ele ultrapassou, Mas perdeu a curva e permitiu o X de Miller. Na terceira Rins ultrapassa, espalha  na curva e fica lado a lado com Miller, Dessa vez o Espanhol conseguiu a ultrapassagem e parecia que seria a hora da sua primeira vitória na MotoGP…

…Porém Rins erra a curva 9 e perde a liderança para Miller que tem seria dificuldades e manter a liderança para Cal Crutchlow que tomou a vice-liderança de Zarco. Era evidente as dificuldades de Miller para manter a liderança e a possível 2ªVitória da carreira.

Enquanto isso Dovizioso sucumbiu ao ataque dos dois pilotos oficiais da Yamaha e perdeu posição a 8 voltas do final Marquez estava em 8ºlugar e como seu próximo adversário o Italiano Andrea Dovizioso.

Marquez acabou passando Dovizioso a menos de 7 voltas para o final, Bradley Smith acabou caindo na Curva 7 o que pouco importava para a disputa pela vitória. Miller não resistiu a pressão e errou na curva que antecedia a linha de chegada, Caindo para o 4ºlugar. Crutchlow, Zarco e Rins ficaram na disputa pela vitória. Enquanto Miller sem ritmo para acompanhar essa disputa fica com o 4ºlugar.

Mais atrás Marc Marquez foi a busca do 6ºlugar que estava nas mãos do seu rival Valentino Rossi…

… Essa disputa foi a assinatura de uma corrida tão atrapalhada. A 4 voltas do final, Marquez na curva 13 tromba com Rossi que acaba perdendo a curva, indo para a grama e cai. Um acidente que mostra a falta de controle da Formiga Atômica nessa corrida.

Enquanto isso Zarco acabou tomando a liderança de Crutchlow a menos de 4 voltas do final. A 3 voltas, nada esta definido entre os 3 primeiros colocados. Rins tentou o ataque para cima de Crutculow e assumiu a segunda posição, Curvas depois o inglês da o troco em Rins e volta a segunda posição.

O piloto da LCR Honda foi para cima de Zarco com sua Yamaha de 2016 da Tech 3 e a menos de 2 voltas do final, na reta oposta fez a ultrapassagem que definiu a corrida. A volta final, Zarco fez uma tentativa, Mas não o bastante para evitar a 3ªVitória da carreira do piloto de 32 anos que coloca a pequena LCR Honda na liderança do Mundial de pilotos e do Mundial de Equipes da MotoGP. Pelos menos dos últimos 10 anos não me lembro de um piloto de equipe Satelite liderar o campeonato.

Pela terceira vez da sua carreira, Johann Zarco viu a vitória escapar das suas mãos ficando em 2ºlugar. Alex Rins em uma bela corrida poderia ter vencido a prova se não tivesse errado a 8 voltas do final quando ele estava na liderança. Mesmo assim Rins conquistou seu primeiro pódio da carreira e a Suzuki volta ao pódio depois de um 2017 apagado da equipe.

Jack Miller que fez seu melhor final de semana na MotoGP acabou ficando fora do pódio, Seus pneus não aguentaram a corrida inteira, Terminando em 4ºlugar.

Marc Marquez ficou em 5ºlugar na pista, Mas acabou punido em 30 segundos pelo empurrão dado no multicampeão Valentino Rossi. Com isso MM ficou apenas em 18ºlugar, fora da zona de pontuação.Uma punição justíssima. Pelo menos a direção da prova acertou alguma coisa num domingo de tantos erros!

Marevick Viñales acabou herdando o 5ºlugar. Andrea Dovizioso sem uma moto competitiva nas mãos salvou o 6ºlugar. Porém, perdeu a liderança do campeonato com os resultados do GP Argentino.

Esteve Rabat fez seu melhor final de semana. Largando na segunda fila e tirando as limitações da sua moto e de sua equipe ele ficou a meio segundo do vice-campeão da temporada 2017, Em 7ºlugar e meio segundo de frente para Andrea Iannone que ficou em 8ºlugar. Fechando os Top 10: O Malaio Hafisz Syahrin com a outra Tech 3 e o Italiano Danilo Petrucci que desapontou com sua Ducati de 2018.

A KTM e Aprilla marcaram seus primeiros pontos na temporada, Com Pol Espargaró e Scott Redding que fizeram boas corridas. O Japonês Takaagi Nakagami marcou seus primeiros pontos na MotoGP com o 13ºlugar e ajudou a LCR a assumir a liderança do campeonato de equipes.

Franco Morbidelli teve um dia difícil, mas salvou um 14ºlugar e em um dia horrível o Espanhol Jorge Lorenzo acabou ficando com o último lugar na zona de pontos. Daqui a 2 semanas teremos o GP dos Estados Unidos no circuito de Austin. Com um líder do campeonato improvável e com uma briga de gerações em ebulição novamente no cenário do Mundial de Motovelocidade.

Resultado Final do GP da Argentina – Termas de Rio Hondo
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 40’36.342
2 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 0.251
3 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.501
4 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 4.390
5 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 14.941
6 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 22.533
7 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 23.026
8 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 23.921
9 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 24.311
10 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 26.003
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 31.022
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 31.891
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 32.452
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 42.061
15 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 42.274
16 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 42.625
17 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 43.350
18 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 43.860
19 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 52.082
20 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’03.944
21 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 1’10.144
38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 7 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 11 Voltas
26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Mais uma vez, O Estrategista Dovizioso parte de trás para vencer Marquez e conquista a vitória em Losail pela primeira vez

Na moto GP, No Q1 vimos que Maverick Viñales e Jack Miller se sobresairam dos demais pilotos e marcaram os melhores tempos classificando para o Q2. No final do treino o piloto Australiano que faz sua estreia na Ducati marca o melhor tempo da primeira parte da classificação de forma surpreendente. Com sua moto de 2017 sobre a Yamaha de 2018 que deveria ser uma moto melhor.

Destaques do treino foram Aleix Espargaro que leva a Aprilla acima do limite, Franco Morbidelli fez uma boa estreia nas classificações. E vale ressaltar o trabalho de Hafizh Syarhin que com pouco tempo de Moto ele consegue o 5ºlugar no Q1 e larga em 15ºlugar. Decepção foi Takaaki Nakagami que ficou a frente apenas de Xavier Simeon.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’54.634
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.637
3 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.140
4 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.169
5 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’55.258
6 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’55.273
7 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.380
8 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.381
9 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’55.392
10 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.553
11 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’55.638
12 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.706
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’56.401
14 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’56.545

No Q2, Uma disputa forte pela pole position que em um primeiro momento teve Jorge Lorenzo que parecia que iria conseguir brigar pela pole position, Mas logo se viu que a disputa estava mais voltado para Andrea Dovizioso e Marc Marquez que assumiram os primeiros lugares. Com Cal Crutchlow, um surpreendente Jack Miller com a Pramac, Johann Zarco e Danilo Petrucci logo atrás.

Na parte final do Treino 5 pilotos em sua última volta estavam em parcial vermelha buscando a pole position, Zarco, Marquez, Dovizioso, Petrucci e Crutchlow vinham com parcial vermelha. No final do treino, Quem levou a melhor foi Johann Zarco, Com 1’53.680 o francês da Tech 3 com a Yamaha do ano de 2016 conquistou a pole position em cima de Marc Marquez, que tem o equipamento da Honda de 2018. O tetracampeão do Mundial de Motovelocidade da Honda Reysol e Danilo Petrucci da Pramac Ducati de 2018 completam a primeira fila.

Cal Crutchlow superou Andrea Dovizioso e vai largar em 4ºlugar, O piloto da Ducati que liderou boa parte do treino acabou perdendo a sua volta no final, Perdendo posições e conseguindo apenas o 5ºlugar no Grid de largada. Alex Rins com a Suzuki que promete melhorar em 2018 completa a 2ªFila. Dani Pedrosa, Valentino Rossi e Jorge Lorenzo largam na 3ªFila. Enquanto Rossi fez o que era possível com a Yamaha de 2018 que não dava pistas de ter moto para disputar vitória, Do outro lado, Lorenzo começava o ano como começou ano passado, Tomando tempo do Dovizioso.

Jack Miller larga em 10º e Andrea Iannone e Maverick Viñales completam a 4ªfila do GP do Qatar.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
MotoGP – 1ªEtapa – GP do Qatar (Losail)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’53.680
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’53.882
3 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’53.887
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’54.072
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’54.074
6 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’54.339
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’54.368
8 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.389
9 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’54.431
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’54.449
11 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’54.619
12 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.707
13 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.140
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.169
15 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’55.258
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’55.273
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.380
18 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.381
19 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’55.392
20 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.553
21 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’55.638
22 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.706
23 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’56.401
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’56.545

Dovizioso não deixou dúvidas de que ele é um dos principais pilotos da MotoGP nesse ano. Após uma corrida bem pensada, largando do 5ºlugar, Recuando 2 posições na Largada e subindo aos poucos até que no final da prova ele assumiu a liderança, E em Feroz disputa com o Espanhol Marc Marquez ele ganha a batalha com o piloto da Honda e leva a primeira etapa do Campeonato.

Na Largada, Zarco manteve a liderança com Marquez em Segundo. Pedrosa e Rossi subiram na largada. Quem caiu foi Petrucci, Dovizioso e Viñales. O piloto da Yamaha largou muito mal e ficou mais para trás. No final da primeira volta Zarco erra a curva final e Marquez assume a lideranda até o final da Reta quando Zarco recupera a liderança. Rossi que subiu de 8º para 5º e ganhou a posição para Petrucci foi para cima de Pedrosa e na segunda volta o Doutor passou o Samurai de Borracha e assumia o 3ºlugar.

Viñales em 14º e Lorenzo em 11º estavam muito mal. Os 10 primeiros colocados estavam no mesmo pelotão da frente. Com 5 voltas completadas o Italiano Andrea Dovizioso começou a dar as cartas, Passa para o 6ºlugar superando a Daniel Pedrosa que ficou para Alex Rins, Com sua Suzuki que melhorou sua moto para essa temporada. Na 7ªVolta Rossi ultrapassa Marquez e assume a segunda posição.

Na 9ªVolta, Andrea Dovizioso Faz uma ultrapassagem dupla em cima de Danilo Petrucci e de Cal Crutchlow e sobe para o 4ºlugar.

Rossi foi para cima de Zarco, O Doutor queria a liderança a todo o custo, Na 12ªVolta Rossi pega o vácuo do Francês, Parecia que o piloto da Yamaha ganharia o primeiro lugar, Porém foi Marquez que ultrapassou Rossi e assumiu o segundo lugar. Dovizioso também passou Rossi, Caindo para o 4ºlugar, e em Curvas depois Rossi acabou segurando os ataques de Petrucci que estava disputando posição com Crutchlow que ganhou o 5ºlugar no final da volta.

Dovizioso foi para cima de Marquez e o piloto da Ducati ultrapassou a Formiga atômica, Assumindo o 2ºlugar.

A 10 voltas do final Alex Rins caiu na curva 2 e Jorge Lorenzo caiu na volta 5 deixando a prova. Mais uma vez Lorenzo tomando pau do Dovizioso.

Marquez passou Dovizioso, recuperando o segundo lugar, Na volta seguinte o piloto da Ducati recupera o Segundo Lugar e partiu para cima de Zarco que liderava praticamente de ponta a ponta. A 7 voltas do final Marevick Viñales passou Andrea Iannone e após esta até em 15ºlugar o piloto da Yamaha já vinha para o 8ºlugar.

Zarco estava liderando a prova de forma segura, Até que a 5 voltas do final Andrea Dovizioso e Marc Marquez ultrapassaram Zarco e assumiram os 2 primeiros lugares, Rossi também passou o piloto da Tech 3 que perdeu de vez o rendimento (provavelmente acabaram os pneus) e foi ficando para os outros pilotos.

Dovizioso, Marquez e um pouco mais atrás Rossi brigavam pela vitória nas voltas finais. Em reta a Ducati levava vantagem sobre Marquez e Rossi. Na Volta final a Formiga atômica foi para cima de Dovi para tentar quebrar a vantagem que a Ducati tinha de reta. Na volta final Marquez fez tudo que era possível e acelerou o que pode para ter a chance de passar o piloto da Ducati na curva final. MM fez a manobra, Mas tomou o X de Dovizioso e cruza a linha de chegada. Vencendo em Losail. Prova aonde ele ficou em 2ºlugar em 2015, 2016 e 2017.

Marquez começa sua caminhada para buscar o pentacampeonato da MotoGP com o 2ºlugar com a Honda, Valentino Rossi completou o pódio, Após largar da 8ªposição e que apesar dos 38 para 39 anos o Italiano continua sendo um dos melhores pilotos da MotoGP até hoje.

Cal Crutchlow que terminou em baixa 2017 fez um belo final de semana com a moto da LCR Honda (Melhor piloto das equipes satélites) completando a prova em um honroso 4ºlugar. A frente de Danilo Petrucci que fez um grande final de semana com sua Ducati da equipe Pramac, O Italiano segurou Marevick Viñales que teve uma grande recuperação, Chegando a estar em 15ºlugar para terminar a prova em 6ºlugar.

Dani Pedrosa acabou a prova em 7ºlugar em uma corrida apagada. Johann Zarco que liderou 17 voltas acabou perdendo rendimento no final de corrida e foi rebaixado até o 8ºlugar com os pneus detonados. Completaram os 10 primeiros colocados o Italiano Andrea Iannone que ficou longe do primeiro grupo e do Australiano Jack Miller que estreou muito bem com a Pramac Ducati do ano de 2017.

Tito Rabat surpreendeu na sua estreia na Avintia, O piloto que foi muito mal no ano passado na Mard VDS obteve um bom 11ºlugar.

Franco Morbidelli foi o melhor dos estreantes, Com um desempenho consistente o Ítalo-Brasileiro completou a 1ªcorrida na MotoGP em 12ºlugar. Superando Hafish Syahrin que estreou na Tech 3 e teve um final de semana muito digno para quem pegou a moto a 1 mês atrás (Esta no Lugar de Jonas Folger que desistiu de correr nessa temporada por problemas de saúde) ficando em 14ºlugar.

Thomas Luthi e Takaaki Nakagami não conseguiram entrar na zona de pontuação, Ficaram em 16º e 17ºlugares. Álvaro Bautista em 13º e Karel Abraham em 15º, Ambos da equipe de Aspar Martinez que agora tem o nome de Angel Nieto Team completaram a zona de pontuação.

Próxima etapa acontece na Argentina no dia 8 de Abril, No circuito de Termas de Rio Hondo.

Resultado final do GP do Qatar
MotoGP – 1ªEtapa – Mundial de Motovelocidade

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 42’34.654
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 0.027
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 0.797
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 2.881
5 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 3.821
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 3.888
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 4.621
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 7.112
9 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 12.957
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 14.594
11 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 15.181
12 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 16.274
13 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 19.788
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 20.299
15 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 23.287
16 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 24.189
17 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 24.554
18 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 31.704
19 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 34.712
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 37.641
21 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 46.706
44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 7 Voltas
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 10 Voltas
99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 10 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Marquez conquista o título na Decisão de Valencia, Pedrosa Vence e Lorenzo tira chance de Dovizioso brigar pelo Campeonato

Rnepb4zy oDecisão do Mundial de motovelocidade entre o tricampeão Marc Marquez e o Italiano Andrea Dovizioso que sonhava com o primeiro título com sua Ducati que estava depois de 10 anos com a possibilidade de conquistar um campeonato. (O único título foi com Casey Stoner em 2007)

Em um belo dia de sol e com a casa cheia, podemos dizer que a situação era muito favorável para Marc Marquez que largaria na pole position. Dovizioso iria largar da 9ªposição.

A Largada foi muito favorável para a Honda. Marquez manteve a liderança e Pedrosa que largou do 5ºlugar subiu para o segundo lugar, Zarco que chegou a cair para o 5ºlugar recuperou as posições em cima de Lorenzo e Zarco e voltou ao terceiro lugar. Dovizioso largou bem e pulou do 9º para o 6ºlugar.

Iwjahyqz o

Zarco com os pneus mais macios foi para cima dos pilotos da Honda. Primeiro ele passou Pedrosa e na 4ªvolta o piloto da Tech 3 passou Marquez e assumiu a liderança. Lorenzo e Dovizioso ultrapassagem Iannone e assumiram 4º e 5ºlugares. A partir dai começaria uma novela que iria durar pela maior parte da corrida. Sabedor de que Dovizioso era quem brigava pelo título, A Ducati daria uma ordem para Lorenzo ceder uma ultrapassagem, Para o seu companheiro pelo menos tentasse disputar o campeonato.

Fs4lmbga o

Os 5 primeiros colocados (Zarco, Marquez, Pedrosa, Lorenzo e Dovizioso) se afastaram do resto da Turma. Iannone já estava mais atrás, Disputando o 6ºlugar com o Italiano Valentino Rossi e o Australiano Jack Miller.

Na 10ªVolta, Chegando a um terço de prova Lorenzo não cedia posição para Dovizioso. Na 13ªVolta o piloto Espanhol Recebe uma Mensagem: Mapping 8. Era a ordem para ele ceder o 4ºlugar para Dovizioso. Jorge Lorenzo sabendo dessa ordem simplesmente não quis saber e continuou a não obedecer a essa ordem.

4wlph9g9 o

Na metade da prova Johann Zarco continuava na liderança, Marquez em segundo, iria começar a atacar o piloto da Tech 3 que administrava bem seus pneus mais macios. Já Lorenzo continuava na frente de Dovizioso e a ordem do Mapping 8 continuava sendo dada. Volta após volta.

Sd2wf26e o

A 10 Voltas do final, Marquez começou o ataque em cima de Zarco. Marquez chegou a passar Zarco que acabou dando o troco na curva seguinte. Enquanto que a Ducati começou a mandar placa de forma explicita para Lorenzo deixar Dovizioso passar por ele. O gladiador do Asfalto não estava nem ai com as ordens e continuou na frente, Era um absurdo Jorge Lorenzo não obedecer as ordens da Ducati, não deixar o Dovizioso tentar pelo menos reveter o quadro do campeonato que esta contra ele.

L3uijigp o

Na última curva da 22ªVolta, Marquez que estava com a mão na taça ultrapassou Zarco e assumiu a liderança, Que durou apenas 1 curva. A Formiga Atômica acabou perdendo o controle da Moto e por muito pouco ele não foi para o Chão. Marquez foi para a brita e caiu para o 5ºlugar. Era a chance de Dovizioso de tentar no mínimo disputar a vitória, Mas Lorenzo não obedecia as ordens. Ao contraio disso ele foi para o Ataque, (em cima de Zarco e Pedrosa) querendo vencer a prova.

Sua ambição acabou fazendo ele ir ao chão a 6 voltas do final. (Minha opinião: Mereceu cair, Essa queda resume o patético ano que ele teve com a Ducati) Dovizioso poderia atacar Zarco e Pedrosa, Mas curvas depois ele acaba passando reto e caindo na brita, Definindo o campeonato a favor do Espanhol Marc Marquez. O Italiano ainda levou a moto para os boxes e foi aplaudido pela equipe na sua chegada.

Dovizioso sai muito mais fortalecido da temporada, Que foi sem dúvida a melhor de todas que ele já fez no Mundial de Motovelocidade. Marquez era o 3º e só esperava Levar a Moto até o final para comemorar o tetracampeonato.

1mgs2lvp o

Nas voltas finais, Zarco vinha segurando a liderança dos ataques de Pedrosa. O piloto da Tech 3 resistiu até a entrada da última volta. Quando Pedrosa foi por dentro e deu a cartada final, Em cima do rookie do ano e do melhor piloto de Moto privada de 2017. Pedrosa depois disso apenas administrou a vantagem de moto que tinha sobre Zarco e conquistou sua segunda vitória em 2017. Um abatido Zarco acabou ficando com o 2ºlugar mais frustrante da sua carreira.

Aajohri0 o

Já Marc Marquez recebeu a bandeirada em terceiro e comemorou o seu 6ºcampeonato no Mundial de motovelocidade. A festa de Marc Marquez com a torcida foi fantastica. Com um viciado piloto jogando o dado gigante e caindo no 6. O Número de títulos que ele tem na sua carreira (Sendo 1 nas 125cc, 1 na Moto 2 e 4 na MotoGP)

Lqqg7n9j o

Alex Rins teve seu melhor desempenho na Moto GP e levou a Suzuki ao 4ºlugar. Na frente de Valentino Rossi que ainda fez uma corrida, boa levando em conta o pífio desempenho da Yamaha 2017 em Valencia. Andrea Iannone não teve um desempenho a altura de brigar por posições mais acima  e terminou em 6ºlugar com a outra Suzuki. (Que teve um impressionante final de campeonato)

Mvxxtyjq o

Jack Miller se despediu da Marc VDS com uma bela prova, Ficando na frente de Cal Crutchlow na disputa pelo 7ºlugar com o piloto Inglês. Michelle Pirro, Em uma prova sem chamar atenção em momento nenhum e Tito Rabat em um bom final de semana fecharam os 10 primeiros.

A se destacar a lamentável prova de Marevick Viñales que fez um final de semana muito ruim mesmo, Acabando em 12ºlugar. Começou muito bem com 2 vitórias nas primeiras duas corridas e acabou tendo esse final frustrante. O que acaba por macular um pouco a sua imagem na MotoGP.

I9inc3w6 o

A Pramac em fim de feira teve Petrucci em 13º, Um time que caiu demais na parte final do campeonato. E o Fiasco de Michael Van Der Mark que não passou do 17ºlugar com a Tech 3.

Parabéns a Marc Marquez pelo tetracampeonato do Mundial de Motovelocidade – Na Categoria MotoGP. Um dos maiores pilotos da história e sem dúvida o piloto dessa Década no Mundo das duas Rodas!

Resultado final da Última etapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Comunidade Valenciana – MotoGP

Pos. Piloto Equipe Moto Tempo
1 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 46’08.125
2 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 0.337
3 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 10.861
4 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 13.567
5 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 13.817
6 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 14.516
7 43 Jack Miller EG 0,0 Marc VDS Honda 17.087
8 35 Cal Crutchlow LCR Honda Honda 17.230
9 51 Michele Pirro Ducati Team Ducati 25.942
10 53 Tito Rabat EG 0,0 Marc VDS Honda 27.020
11 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 30.835
12 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 35.012
13 9 Danilo Petrucci OCTO Pramac Racing Ducati 38.076
14 17 Karel Abraham Pull&Bear Aspar Team Ducati 41.988
15 8 Hector Barbera Reale Avintia Racing Ducati 47.703
16 76 Loris Baz Reale Avintia Racing Ducati 47.709
17 60 Michael van der Mark Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 52.134
44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 5 Voltas
4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 5 Voltas
99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 6 Voltas
22 Sam Lowes Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 8 Voltas
19 Alvaro Bautista Pull&Bear Aspar Team Ducati 16 Voltas
45 Scott Redding OCTO Pramac Racing Ducati 26 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 27 Voltas
36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 28 Voltas

Só uma palavrinha sobre ao caso da Ducati

Jorge Lorenzo termina o ano de maneira menor do que começou em 2017. Além de tomar uma surra de Andrea Dovizioso, Ele acaba não obedecendo uma ordem de equipe logica (Seu companheiro de equipe estava tentando pelo menos disputar a vitória. O Espanhol mostrou que não é um homem de equipe, Egocêntrico, não pensa no quanto era importante um título para a Ducati diante da tão poderosa equipe Honda. (Que tem uma estrutura muito menor do que das montadoras japonesas de Moto)

O pior para Lorenzo é ver toda a equipe aplaudindo a Andrea Dovizioso. Que sai de 2017 muito mais forte do que entrou. Se eu fosse a Ducati eu investiria mais em Dovizioso para a temporada de 2018 do que em Lorenzo. Até sugeriam que a Fábrica italiana mandasse o tricampeão do mundo ir embora. Eu para 2018 baixaria em um terço o salário do Lorenzo e Dobraria o salário do Dovizioso.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

MotoGP em Silverstone: Dovizioso leva Ducati a vitória inesperada e fumo na moto de Marquez dá a italiano a liderança do campeonato

No Q1 acabou tendo um domínio de Jonas Folger e principalmente de Dani Pedrosa que ficaram com as 2 vagas da fase final do Treino oficial. Apesar do belíssimo trabalho de Alex Rins que colocou o Andrea Iannone no bolso. Alias o piloto italiano da Suzuki perdeu sua melhor volta por ultrapassar os limites da pista na curva 4 ficando com o 5ºlugar do Q1 com a sua última volta que ele deu e que acabou sendo a melhor volta delas. A Decepção do Q1 foi Danilo Petrucci que acabou caindo no inicio do treino e não conseguiu chegar perto da disputa pelos dois primeiros lugares. O piloto da Pramac vai largar em 18ºlugar.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda RC213V 2’00.830
2 94 Jonas Folger Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 2’01.162
3 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.285
4 19 Alvaro Bautista Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP16 2’01.340
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.567
6 8 Hector Barbera Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP16 2’01.669
7 43 Jack Miller EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’01.672
8 9 Danilo Petrucci OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP17 2’01.770
9 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 2’02.017
10 17 Karel Abraham Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP15 2’02.037
11 76 Loris Baz Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP15 2’02.185
12 53 Tito Rabat EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’02.211
13 22 Sam Lowes Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP 2’02.787

Q2

Na Frase final do treino Marc Marquez acabou sobrando. De cara na sua primeira volta ele coloca 4 décimos de frente para Crutchlow que antes da metade dos 15 minutos do Q2 acabou superado em Milésimos pelo Espanhol Marevick Viñales. Os pilotos que foram para o Q2 Jonas Folger e Dani Pedrosa estavam muito bem colocados em 4º e 5ºLugares respectivamente com Zarco na 6ªposição.

Na parte final do Treino Pol Espargaró sofreu um acidente forte e acabou deixando o treino com apenas danos materiais da sua KTM, No final Marquez mais uma vez colocou os cronômetros para baixo e foi o único a superar a barreira dos 2 minutos. Com 1:59.941 a Formiga Atômica garantiu mais uma pole position na sua carreira.

Valentino Rossi que estava em 8ºlugar na sua primeira tentativa de volta subiu muito de produção na sua volta final e garantiu a segunda posição. E a Torcida inglesa ficou feliz com Cal Crutculow que garantiu o 3ºlugar fechando a primeira fila do grid de largada. O piloto da LCR Honda sonha sim com uma possivel primeira vitória na sua casa. Na segunda fila largam Marevick Viñales com a Yamaha, Jorge Lorenzo com a primeira Ducati do Grid e Andrea Dovizioso que esta na vice-liderança do campeonato a 17 pontos de Marc Marquez. Pedrosa que veio do Q1 larga em 7º com Johann Zarco da Tech 3 na 8ªposição.

Aleix Espargaró com a Aprilla fecha a terceira fila mostrando um belo desempenho com a moto Italiana, assim como Pol Espargaró que mesmo com a queda no final só pelo fato de se colocar no Q2 com a moto Austríaca já é um belo feito para uma moto em desenvolvimento. Jonas Folger acabou ficando apenas com o 10ºlugar e Scott Redding (Também piloto da Casa) Não teve um bom desempenho no Q2, Larga em 12º fechando a 4ªFila do Grid de Largada.

Grid de Largada do GP da Inglaterra do Mundial de Motovelocidade
12ªEtapa – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V 1’59.941
2 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 2’00.025
3 35 Cal Crutchlow LCR Honda Honda RC213V 2’00.106
4 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 2’00.341
5 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 2’00.399
6 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 2’00.572
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda RC213V 2’00.578
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 2’00.622
9 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP 2’00.764
10 94 Jonas Folger Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 2’00.829
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 2’01.378
12 45 Scott Redding OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP16 2’01.994
13 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.285
14 19 Alvaro Bautista Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP16 2’01.340
15 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR 2’01.567
16 8 Hector Barbera Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP16 2’01.669
17 43 Jack Miller EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’01.672
18 9 Danilo Petrucci OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP17 2’01.770
19 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 2’02.017
20 17 Karel Abraham Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP15 2’02.037
21 76 Loris Baz Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP15 2’02.185
22 53 Tito Rabat EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V 2’02.211
23 22 Sam Lowes Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP 2’02.787

Em um lindo dia de sol na Ilha da Magia tivemos uma grande e disputada corrida em Silverstone. Um fato lamentável foi o violento acidente de Jonas Folger que teve sua moto voando bem alto a 300km/h. O piloto Alemão teve de ir para o Hospital, Não foi constatada nenhuma lesão, Mas acabou não correndo por não ter sido autorizado pelos médicos.

Na Largada Valentino Rossi pulou melhor que Marc Marquez e assumiu a liderança. Marquez, Crutchlow, Viñales, Lorenzo, Dovizioso, Pedrosa, Pol Espargaró e Zarco vinham logo a seguir. De começo Rossi começou a abrir diferença para os demais pilotos, Na terceira volta Viñales acabou ultrapassando Marquez assumindo o segundo lugar. De começo a Yamaha estava melhor que as outras motos, Mas nada do que outras marcas poderiam sonhar com a vitória dependendo do decorrer da prova.

No começo da 2ªVolta Dovizioso passou Lorenzo assumindo a 5ªposição e começou sua corrida tática com a Ducati. Passou também a Crutchlow e já estava em 4ºlugar depois da 4 volta e já vinha na rabeta da Moto do Marc Marquez. Na 6ªVolta ocorreu a ultrapassagem que rendeu ao italiano a terceira posição.

A partir dai tivemos por algumas voltas os pilotos se estudando até que mais atrás Johann Zarco passa Dani Pedrosa e ganha o 7ºlugar na 9ªVolta ao mesmo tempo Crutchlow foi para cima de Marquez. O piloto da LCR Honda buscava um grande resultado na sua casa.

Dovizioso passou Viñales na metade da prova assumindo a segunda posição, Viñales tentou voltar a 2ªposição, Mas o italiano manteve a calma não permitiu que o Espanhol voltasse pra cima de Dovi. Na volta seguinte foi a vez de Marquez passar Viñales e de tomar o pódio do piloto da Yamaha e assumir o terceiro lugar.

Rossi ainda na liderança estava vendo aos poucos Dovizioso e a sua turma se aproximarem da disputa. A 7 Voltas do final a Honda de Marc Marquez fez fumaça em plena reta o que fez o espanhol deixar a prova e naquele momento ele perderia a liderança do campeonato para o piloto da Ducati que partiu para cima de Rossi de Forma definitiva.

Rossi procurou mostrar força e resistir ao Dovizioso que estava achando o momento para passar o Doutor que liderou a corrida inteira. A 3 voltas do final com sua Ducati se aproveitando da potência da sua moto e acabou passando Rossi e assumindo a liderança e abrindo a vantagem. Valentino tentou retornar a liderança, Mas Viñales acabou tomando o segundo lugar do Rossi que teve nas voltas finais Cal Crutchlow na sua cola, doido para ir para o pódio na sua casa.

Mais atrás Iannone mais uma vez caiu e levou com ele o italiano Danilo Petrucci. Não sei até quando a paciência da Suzuki vai durar com o Piloto Italiano.

Andrea Dovizioso levou a sua Ducati até a bandeirada e conquistou a 4ªVitória no ano sendo agora o maior vencedor de 2017 e assumindo a liderança do campeonato novamente, Dois décimos depois de Dovizioso Viñales tentou uma aproximação no final, Mas já não havia mais tempo e o Espanhol teve de se contentar com o segundo lugar e Valentino Rossi que liderou mais de 85% da prova acabou segurando o 3ºlugar dos ataques do dono da casa Cal Crutchlow que ficou certamente frustrado por não ter subido ao pódio.

Jorge Lorenzo fez uma corrida apenas correta e discreta ficou em 5ºlugar ainda não chegando a disputar vitórias com a Ducati enquanto ele ver Dovizioso derepente sendo campeão em 2017. O que se pode chamar de o Mico do ano a contratação do Gladiador do asfalto que era para ser o primeiro piloto e justamente o piloto que ninguém dava nada vai lá e é o cara da Ducati na briga pelo título.

Johann Zarco Termina em 6ºlugar com sua Tech 3 na frente do Dani Pedrosa com a única moto Oficial da Honda que sobrou na pista ficou em 7ºlugar. Scott Redding teve uma corrida muito feliz com sua Ducati de 2016 da Pramac chegando em uma respeitável 8ªposição. Alex Rins com a Suzuki que parece ter um piloto de juízo (E o Iannone não é esse piloto) leva a Moto da equipe Ecstar ao 9ºlugar e Alvaro Bautista completou as 10 primeiras posições com a Ducati da Aspar Martinez.

Pol Espargaró chamou a atenção depois da bandeira quando ele acabou a corrida em 11ºlugar com a KTM, Logo depois da chegada ele acabou caindo da sua moto, uma coisa bem rara de acontecer de bater ou cair após terminar a prova como foi nesse caso. O Desempregado Esteve Rabat completou a prova em 12ºlugar com a Marc VDS. Abraham, Barbera e Baz completaram a zona de pontuação. No dia 10 de Setembro será realizada a 13ªEtapa do Mundial de motovelocidade no Circuito de Mizano. o GP de San Marino abre o terço final do campeonato com 5 pilotos na disputa pelo título da temporada de 2017 da MotoGP.

Resultado final do GP da Inglaterra do Mundial de motovelocidade
12ªEtapa – MotoGP – 20 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 40’45.496
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 0.114
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 0.749
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda Honda RC213V a 1.679
5 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati Desmosedici GP17 a 3.508
6 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 a 7.001
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda RC213V a 10.944
8 45 Scott Redding OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP16 a 13.627
9 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR a 15.661
10 19 Alvaro Bautista Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP16 a 25.279
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 30.336
12 53 Tito Rabat EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V a 31.609
13 17 Karel Abraham Pull&Bear Aspar Team Ducati Desmosedici GP15 a 31.945
14 8 Hector Barbera Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP16 a 33.567
15 76 Loris Baz Reale Avintia Racing Ducati Desmosedici GP15 a 33.901
16 43 Jack Miller EG 0,0 Marc VDS Honda RC213V a 43.012
17 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 48.683
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP a 2 Voltas
9 Danilo Petrucci OCTO Pramac Racing Ducati Desmosedici GP17 a 3 Voltas
29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki GSX-RR a 3 Voltas
93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V a 7 Voltas
22 Sam Lowes Aprilia Racing Team Gresini Aprilia RS-GP a 15 Voltas
94 Jonas Folger Monster Yamaha Tech 3 Yamaha YZR-M1 Não correu

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

MotoGP na República Tcheca viveu domingo Histórico: Crutchlow leva Inglaterra a vitória depois de 35 anos de seca

Se tivemos um sábado com pista seca e céu claro a situação para o domingo (Dia que se encerrou os jogos olímpicos do Rio de Janeiro) foi realizado a etapa de Brno no mundial de motovelocidade com Marquez na Pole, Lorenzo em 2º e Iannone na terceira posição. Os pilotos foram para a pista com os pneus de chuva mesmo que já estava sem qualquer chuva caindo.

Na largada acabou Iannone largando melhor e assumindo a liderança, Mas logo depois da primeira curva Marques tem um traçado melhor e volta a liderança com as Duas Ducati oficiais a seguir e Aleix Espargaró que estava fazendo um grande final de semana, Já Lorenzo que largou do 2ºlugar ao final da primeira volta já esta caindo para o 10ºlugar.

Ducati na lideranca em Brno

Andrea Dovizioso que passou Iannone foi para cima de Marc Marquez e no final da segunda volta o piloto da Ducati assumiu a liderança, Além disso Iannone e Scott Redding com a Ducati Pramac de 2015 também também deixaram a formiga atômica para atrás fazendo com que as 3 primeiras posições fossem ocupadas por 3 motos Ducati, Enquanto isso Pedrosa em 11º, Rossi em 12º e Lorenzo em 13º estavam muito longe de apresentarem um bom rendimento. Na quarta volta Iannone passa por Dovizioso e assume a liderança e Redding veio junto para assumir o segundo lugar deixando o piloto italiano em 3ºlugar já com uma vantagem razoável sobre Marques que estava em 4ºlugar sem ser muito ameaçado até que Hector Barberá começou a render mais passando primeiro a Viñales, Depois Espargaró que vinha em 5ºlugar e em algumas voltas foi para cima de Marquez que vendo seus principais candidatos ao título acabou não defendendo a posição com ardor deixando Barberá na 4ªposição com a Ducati Avintia de 2014.

Lorenzo muito mal na prova em Brno

Cal Crutchlow começou a se destacar a partir da 9ªVolta começando a ultrapassar seus adversários e virando mais rápido e em poucas voltas ele saiu do 10ºlugar para a 6ºlugar enquanto que Andrea Dovizioso perdeu rendimento certamente por quebra do equipamento da sua Ducati saindo da briga pela vitória enquanto isso o piloto da LCR Honda continuava  a subir com seus pneus mais duros para chuva já ultrapassaria Marquez assumindo o 4ºlugar e pronto para derrubar as Ducati de Iannone, Petrucci e Barberá que comandavam a corrida com o piloto da Equipe oficial da fábrica italiana com uma vantagem de mais de 1 segundos sobre os outros dois de equipes satélites.

Valentino Rossi começava a menos de 10 voltas do final a reagir e pressionando a Viñales, Enquanto isso Crutchlow partia para cima de Barberá que foi para cima de Redding disputando o segundo lugar, O piloto da Avintia tentou a ultrapassagem mas teve de recuar e nisso o piloto Britânico aproveitou e passou para o terceiro lugar e curvas depois foi a vez de Redding ser engolido por Crutchlow que já ocupava a segunda posição  a menos de 8 voltas para o final da prova, nesse meio tempo Bradley Smith foi para os boxes trocar de moto para a moto de pista seca e Aleix Espargaró com problemas com a Suzuki deixava a corrida.

iannone_rossi_barbera

Com os pneus gastos Iannone tentou segurar Crutchlow, A ultrapassagem foi questão de tempo já que a LCR Honda com os pneus de chuva mais duros estava rendendo bem mais que os pneus moles de chuva do piloto Italiano. A partir dai enquanto o britânico começou a abrir diferença volta após volta o piloto da Ducati começava a ficar para trás. O mesmo aconteceu com Scott Redding que perdeu posição para Marc Marquez e Valentino Rossi, Não satisfeito o velho piloto Italiano acabou dando o bote em Marquez e assumiu a 4ªposição.

Lorenzo perdido na corrida foi para os boxes por 2 vezes para trocar de moto, Na segunda vez interferiu na disputa pelo segundo lugar que envolveu Iannone com os pneus completamente desgastados, Barberá, Rossi e Marquez pelo 2ºlugar. Rossi despachou Barberá e Iannone imediatamente deixando a confusão para o piloto da Avintia e da Honda Repsol.

Iannone conseguiu segurar Barberá em 2 chances claras de ultrapassagem do piloto Espanhol que acabaram não bem sucedidas, Marquez tomou a frente de Barberá e foi para cima de Iannone, A 3 Voltas do final o piloto da Ducati não resistiu e perdeu o lugar no pódio para a Formiga Atômica e a partir dai Iannone foi de vez para trás perdendo posições para Barberá e para Loris Baz que estava com o mesmo tipo de pneu de Crutchlow e com isso foi para cima do seu companheiro de equipe a 2 voltas do final e passou para o 4ºlugar repetindo o melhor resultado de sua carreira no ano passado em Mizano.

Crutchlow comecando a caminhada para a vitoria

Cal Crutchlow administrou no final da prova e levou a LCR Honda a primeira vitória da sua história na MotoGP e a primeira vitória de um piloto Inglês depois de 35 anos da última vitória na categoria principal que foi com o Britânico Barry Sheene venceu no GP da Suécia de 1981. Festa para o piloto Inglês que parecia que iria encerrar a carreira ao final da temporada e agora esta com a moral alta, com dois grandes resultados nas últimas corridas (Segundo na Alemanha e vencedor em Brno), Valentino Rossi em brilhante recuperação acabou a corrida em 2ºlugar e juntando a péssima corrida de Jorge Lorenzo o italiano assume a vice-liderança do campeonato, Só que esta a 53 pontos atrás do Líder do campeonato Marc Marquez que acabou completando o pódio com uma corrida correta e sem erros, Se não teve brilho em território Checo pelo menos não cometeu erros e foi beneficiado com mais um tropeço de Lorenzo.

Baz fez sua melhor corrida na temporadaLoris Baz copiou a mesma tática do piloto da LCR e acabou se dando bem ficando em 4ºlugar na frente de seu companheiro de equipe na Avintia Hector Barberá que acabou em 5ºlugar ainda assim foi um grande final de semana para o Espanhol e da equipe também que conquistou seu melhor resultado da sua história e com uma Moto de 2014 como é a versão que eles recebem da Ducati. Logo atrás terminou o irlandês Eugene Laverty com a moto da Aspar também moto Ducati de 2014 com Danilo Petrucci em 7º com a Pramac moto da Ducati de 2015 e só ai veio a moto Oficial da Ducati com Andrea Iannone chegando em 8º a poucos milésimos do Espanhol Maverick Viñales que ficou em 9ºlugar, Tito Rabat completou os 10 primeiros colocados.

Jorge Lorenzo em mais uma corrida horrível sob chuva acabou em 17ºlugar com 1 volta atrás, dia 10 de Setembro teremos a 12ªEtapa do Mundial de motovelocidade no Circuito de Silverstone na Inglaterra, Restando 7 corridas para o final do campeonato Marc Marquez aproveitando cada erro e cada oportunidade mesmo sem ter uma grande moto passa a ser o grande favorito ao campeonato desse ano.

podio em BrnoResultado Final do GP da República Tcheca (Brno)
Mundial de Motovelocidade – Moto GP

1 35 Cal Crutchlow (LCR Honda Honda) 47’44.290
2 46 Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 7.298
3 93 Marc Marquez (Repsol Honda Team Honda) a 9.587
4 76 Loris Baz (Avintia Racing Ducati) a 12.558
5 8 Hector Barbera (Avintia Racing Ducati) a 13.093
6 50 Eugene Laverty (Pull & Bear Aspar Team Ducati) a 13.812
7 9 Danilo Petrucci (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 23.414
8 29 Andrea Iannone (Ducati Team Ducati) a 24.562
9 25 Maverick Viñales (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 24.581
10 53 Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) a 37.131
11 68 Yonny Hernandez (Pull & Bear Aspar Team Ducati) a 39.911
12 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) a 41.097
13 44 Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 43.202
14 6 Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 45.687
15 45 Scott Redding (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) a 1’02.201
16 19 Alvaro Bautista (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 1’18.841
17 99 Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 1 Volta

Não terminaram a corrida:

4 Andrea Dovizioso (Ducati Team Ducati) a 7 Voltas
38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 8 Voltas
41 Aleix Espargaró (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 9 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP