Marquez tem muito trabalho, Mas conquista a 9ªpole seguida em Sachsenring

Desde de 2010, A Formiga Atômica estava invicto no circuito de Sachsering. No dia de hoje essa invencibilidade de 8 anos poderia ir por terra até que na volta final, Marquez conquistou a pole position que estava nas mãos do Italiano Danilo Petrucci.

No Q1, Andrea Dovizioso teve mais dificuldades do que se imaginaria para levar a Classificação para o Q2. No Começo de treino Zarco começou bem com Aleix Espargaró, Pol Espargaró e Esteve Rabat.

Dovizioso marcou o segundo tempo, Com Aleix Espargaró na Liderança com sua Aprilla. Logo atrás do vice-campeão de 2017 vinha Takaaki Nakagami em ótima fase e Johann Zarco em má fase com a Yamaha chassi 2016 da Tech 3.

A Vaga de Dovizioso só foi confirmado a 2 minutos e 10 segundos do final, O piloto da Ducati marcou 1:20.751 e ficou de forma definitiva com o primeiro lugar. Nakagami segundos antes Marcou 1:20.963 e levou a segunda vaga para o Q3.

Aleix Espargaró ficou a 9 Milésimos de levar a Aprilla para a Classificação. Vai largar em 19º Porque foi punido por ter atrapalhado uma volta rápida de Marc Marquez no treinos Livres, Johann Zarco em um treino decepcionante vai largar em 13ºlugar com a melhor Tech 3 Yamaha 2016 do Grid, Já que o Malaio Hafizh Sharyin vai largar em 15º. Na frente dele larga Bradley Smith com sua KTM em boa 14ªposição, Duas posições a frente de Pol Espargaró, Seu companheiro de equipe.

A Nota positiva fica para Stefan Bradl que superou Thomas Luthi, Tendo que substituir Franco Morbidelli que decidiu não correr por não achar que tenha condições de disputar a prova após a primeiro treino livre.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’20.751
2 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’20.963
3 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.059
4 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’21.183
5 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.242
6 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.287
7 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.460
8 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’21.546
9 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’20.972
10 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’21.749
11 6 Stefan Bradl EG 0,0 Marc VDS Honda 1’21.802
12 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’22.012
13 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’22.159
14 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’22.709

No Q2, Todos iriam querer tirar Marquez da pole position que ele ocupa na MotoGP desde de 2013. Lorenzo em ótima fase, Marca o melhor tempo com 1:20.443 contra 1:20.866 de Viñales e 1:20.953 de Marc Marquez com 4 minutos de Q2.

O piloto da Honda foi para uma nova volta assim como Marevick Viñales com sua Yamaha. O Rei de Sachsenring acabou ficando a 1 décimo de Lorenzo e marcou o 2ºtempo. Acabou Viñales a 9 minutos e 50 do final passando a liderança. A Yamaha que não vence corridas desde do GP da Holanda de 2017. Na metade da Classificação: Viçnales, Lorenzo e Marquez estariam fazendo a primeira fila com Crutchlow, Rins e Dovizioso na segunda fila.

Marquez foi para a pista tentar melhorar esse tempo, Acabou a 6 minutos para o final melhorando para 1:20.530, Depois disso ele vai para os boxes. Algo estava errado com sua moto ou então não tinha mais nada a tirar da sua Honda.

Enquanto Marquez acertava sua moto, Os seus adversários vinham forte para buscar a pole. Lorenzo foi para a volta disposto a ganhar a liderança. O Gladiador do Asfalto marcou 1:20.327, A pole seria dele se não fosse o Intruso da Pramac, Danilo Petrucci com 1:20.295 era pole naquele momento do treino. Viñales não conseguiu melhorar seu tempo.

Faltando segundos para o final, Petrucci estava próximo de quebrar a sequência do Marquez. Principalmente com a volta de 1:20.309 do piloto da Honda a 50 segundos para o final. Marquez foi para a sua última tentativa e foi nessa última tentativa que acabou dando certo, Com 1:20.270 na última volta deu a Marquez a 9ªpole seguida na Alemanha.

O piloto da Honda partirá para sua 9ªVitória seguida em Solo Alemão na pole position, Com Danilo Petrucci que ficou a 25 milésimos da primeira pole da carreira e de Jorge Lorenzo que vai querer a 3ªvitória nas últimas 4 corridas.

Na Segunda fila, Largam Marevick Viñales que chegou a ter a pole position nas mãos, Andrea Dovizioso que costuma largar dessa posição mesmo, vindo do Q1 para a segunda fila e Valentino Rossi fazendo o sanduiche da Yamaha com Dovi como presunto. Na terceira fila largam Cal Crutchlow da LCR Honda, Andrea Iannone que esta virando um leão de Treino Livre (Por voar nos treinos livres e na hora do vamos ver não mostra o mesmo desempenho) e Alvaro Bautista com um belíssimo 9ºlugar com sua Ducati 2017 da Angel Nieto.

Completam os 12 primeiros colocados. Dani Pedrosa com a Honda Repsol, Alex Rins que deixou a desejar após um segundo lugar na prova de Assen e fechando os 12 primeiros o Japonês Takaagi Nakagami com a segunda moto da LCR Honda.

Amanhã, as 9 da manhã teremos a última prova antes das Férias, Veremos se Marquez vai para a 9ªVitória seguida ou teremos um piloto que quebre a sequência da Formiga Atômica e lhe tire o Reinado em Sachsenring? A Resposta será dada após a corrida.

fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Alemanha
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’20.270
2 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’20.295
3 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’20.327
4 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’20.441
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’20.444
6 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’20.532
7 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’20.675
8 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’20.682
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’20.700
10 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’20.831
11 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’20.847
12 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’20.938
13 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.059
14 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’21.183
15 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.242
16 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’21.287
17 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’21.460
18 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’21.546
19 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’20.972
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’21.749
21 6 Stefan Bradl EG 0,0 Marc VDS Honda 1’21.802
22 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’22.012
23 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’22.159
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’22.709

Aleix Espargaró perdeu 6 posições no grid de largada por ter Bloqueado Marc Marquez no FP3.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Lorenzo domina final de semana na Catalunha e emplaca segunda vitória seguida pela Ducati

MotoGP

16 pilotos disputando 2 vagas para o Q2. Entre eles estava o líder do Campeonato. O Espanhol Marc Marquez que ficou fora dos 10 primeiros colocados na soma dos 3 treinos livre. A Formiga Atômica era o franco favorito para o Q2 e os outros 15 que disputem a segunda vaga.

Rins e Bradley Smith largaram na frente, Essa realidade não durou muito tempo. Marc Marquez a 9 minutos e meio do final faz 1:39.439 e abriu 4 décimos a frente de Jack Miller que fez 1:39.876 e de Sharyin com 1:40.042.

A primeira vaga na repescagem já estava nas mãos de Marquez. A segunda vaga estava ainda em disputa. A Formiga Atômica melhorou ainda mais sua marca, para 1:39.374. A 4 minutos do final, começa a surgir o Japonês Takaaki Nakagami no treino. A sua primeira volta já o levou o piloto da LCR Honda para o quarto lugar. Alex Rins segundos depois passou para o terceiro lugar. O piloto da Suzuki visava a posição de Jack Miller.

Porém, Foi Nakagami que superou Miller com 1:39.663 e garantiu a segunda vaga. Pela primeira vez o Japonês iria para o Q2 nesse ano de estreia. Marquez consolidou o primeiro lugar, Com 1:39.213.

Classificação do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’39.217
2 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’39.663
3 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’39.732
4 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.879
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.918
6 41 Bradley Smith Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.010
7 38 Franco Morbidelli Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.019
8 21 Pol Espargaro EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.058
9 44 Aleix Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.178
10 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.300
11 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’40.449
12 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’40.524
13 36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.572
14 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.590
15 50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’40.834
16 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’41.369

Parte final do treino, Quase todos os pilotos foram para a pista imediatamente para a pista. Valentino Rossi e Jorge Lorenzo foram para a pista fora do grupo de pilotos. Na primeira tentativa, Lorenzo marcou 1:39.331 assumindo a liderança. Porém vários pilotos não fizeram a primeira volta rápida. Entre eles vindo do Q2, Marc Marquez foi para a sua volta rápida assim como vários outros pilotos fizeram suas voltas rápidas.

Ninguém superou Lorenzo, com exceção de Marquez, Que quebrou os cronômetros fazendo 1:38.886 e com Valentino Rossi marcando o segundo tempo com 1:39.278. Na metade do treinamento a primeira fila seria formada pelos maiores Rivais de Marquez. Com Andrea Iannone, Marevick Viñales e Cal Crutchlow fazendo a segunda fila. Na metade da classificação.

A 5 minutos do final, todos vão para a pista. Lorenzo repete o ritual de sair em posição diferente dos outros pilotos. O Espanhol embalado pela vitória em Mugello queria marcar uma nova pole position. Seu companheiro de equipe Andrea Dovizioso a 2 minutos e 40 do final apareceu marcando o segundo melhor tempo com 1:38.923.

Marquez melhorou sua marca para 1:38.746. O que não foi suficiente para deter Jorge Lorenzo, O Espanhol tomou a pole de Marquez com 1:38.680. Marc Marquez com a Honda e Andrea Dovizioso com a Ducati. Na Segunda fila largam Maverick Vinales com a melhor moto da Yamaha, Andrea Iannone de Suzuki e Danilo Petrucci com a Pramac Ducati.

Valentino Rossi com a Yamaha larga em 7ºlugar e abre a terceira fila. Johann Zarco com a Moto de 2016 larga em 8 e em mais um treino muito bom, Esteve Rabat iria largar em 9ºlugar. Completando os 12 primeiros colocados: Cal Crutchlow, Dani Pedrosa e Takaaki Nakagami.

Grid de Largada do GP da Catalunha
Moto GP – 7ªEtapa

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’38.680
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’38.746
3 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’38.923
4 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’39.145
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.148
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’39.178
7 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’39.266
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.331
9 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’39.504
10 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’39.556
11 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’39.695
12 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’39.888
13 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’39.732
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.879
15 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.918
16 41 Bradley Smith Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.010
17 38 Franco Morbidelli Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.019
18 21 Pol Espargaro EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.058
19 44 Aleix Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.178
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.300
21 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’40.449
22 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’40.524
23 36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.572
24 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.590
25 50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’40.834
26 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’41.369

Domingo, Lorenzo queria confirmar o seu final de semana maravilhoso que ele estava tendo, Marquez queria a 4ªvitória e Dovizioso buscava repetir a vitória no ano anterior.

Na largada, Marquez assumiu a liderança, Com uma bela largada de Andrea Iannone que partiu do 5ºlugar no Grid para a 2ªposição. Lorenzo tinha caído para o 3ºlugar. Dovizioso, Rossi e Pedrosa completavam os 6 primeiros colocados.

O piloto da Suzuki foi com tudo para cima de Marquez. Iannone passou o piloto da Honda, Mas logo depois tomou o X do Marquez e perdeu posição para Lorenzo Para Dovizioso e no começo da volta 2 para Valentino Rossi que ganhou a 4ªposição. No final da primeira volta Lorenzo acabou ultrapassando Marquez e assumiu a liderança.

A partir dai começou o duelo entre os dois pilotos, Dovizioso vinha perto deles e um pouco mais atrás vinha Valentino Rossi. Mais atrás, Andrea Iannone perdeu mais duas posições. Para Dani Pedrosa e para Danilo Petrucci e caiu para o 7ºlugar. Já o piloto da Reysol e da Pramac disputando o 5ºlugar.

Na volta 5, Lorenzo fez a melhor volta da prova, Com Marquez na sua cola e Dovizioso se afastando um pouco mais da briga em 3ºlugar, Sem ser pressionado por Rossi. Mas atrás Petrucci estava com vontade de lutar com Pedrosa pela 5ªposição. Crutchlow e Viñales pressionavam Iannone pelo 7ºlugar. Johann Zarco da Tech 3 e Jack Miller com a segunda Pramac vinham em 10º e 11º respectivamente.

Lorenzo continuava vento Marquez na sua cola, Fazendo a melhor volta da prova, Com 1:40.023 na 10ªvolta. Na Volta seguinte, Andrea Dovizioso acabou caindo pela terceira vez em 4 corridas. O que complica demais as possibilidades de título para o Italiano. A corrida ficaria definitivamente entre Lorenzo e Marquez. Rossi em 3º estava longe dos dois primeiros e não sendo ameaçado pelos demais.

Aos poucos Lorenzo foi mantendo o ritmo e deixando Marc Marquez para trás. Cal Crutchlow passou Petrucci e assumiu a 5ªposição. Zarco, Viñales, Jack Miller e Iannone que chegou a disputar a liderança com o Marquez completavam os 10 primeiros colocados. A Briga daquele momento era mesmo pela 4ªposição.

Até a metade da prova, Eram 7 pilotos que tinham deixado a prova dos 26 pilotos que largaram para a corrida.

A 11 voltas do final Crutchlow partiu para cima de Pedrosa em busca do 4ºlugar. Johann Zarco subiu muito e aparecia em 6ºlugar com sua Yamaha 2016 da Tech 3. Viñales ganhou a 7ªposição do Danilo Petrucci. Um pouco mais atrás, ao tentar ultrapassar Bradley Smith, O Japonês Takaaki Nakagami acaba caindo e levando com ele o piloto da KTM. Ambos fizeram coisa positivas nesse final de semana. O piloto da LCR Honda passou para o Q2 pela primeira vez no ano e Bradley Smith fez uma brilhante largada. (Do 16ºlugar para o 7º em 3 curvas) Depois pela limitações da KTM ele ficou mais para trás.

Viñales partiu para cima de Zarco, Briga valendo o 6ºlugar. Enquanto que continuava a briga de Crutchlow para passar Pedrosa pelo 4ºlugar. A  7 Voltas do final após boa disputa, O piloto da LCR Honda passou o piloto da Repsol ganhando o 4ºlugar. Enquanto isso, O Espanhol Jorge Lorenzo estava com 2 segundos a frente de Marc Marquez e se encaminhando para a segunda vitória seguida.

A 6 Voltas do final, Um azar lamentável com Esteve Rabat que fez um belo final de semana e estava bem colocado. O motor da Ducati de 2017 da Avintia acabou estourando, Ele teve de deixar a prova com a moto pegando fogo.

A 5 Voltas do final, Jack Miller cai e deixa a prova, Franco Morbidelli também tem o chão como destino. Porém ele acaba continuando na prova se arrastando praticamente. A 4 Voltas do final Hafish Sharyin acabou caindo e sua moto ficou em ponto perigoso na minha opinião. O piloto Malaio vinha em uma boa posição.

Jorge Lorenzo levou tranquilo sua Ducati para a segunda vitória seguida, O gladiador do Asfalto que esta contratado para correr na Honda Repsol em 2019 ao lado de Marc Marquez que terminou a prova na segunda posição.

O Pódio foi completado pelo Italiano Valentino Rossi que esta na vice-liderança no campeonato. 27 pontos atrás de Marc Marquez.

Cal Crutchlow tem um bom dia, Em uma corrida sólida o Inglês ficou em 4ºlugar. A frente do piloto da equipe oficial da Honda. Daniel Pedrosa, que esta com os dias contados na equipe Honda Repsol e quem sabe também da MotoGP. Ele conseguiu segurar a Marevick Viñales que fez mais uma largada ruim e teve de reagir na parte final da prova e ficou em 6ºlugar a frente de Johann Zarco com sua Tech 3.

Danilo Petrucci começou bem, Mas não manteve o ritmo e acabou perdendo posições. Terminando a prova em 8ºlugar. Andrea Iannone foi um autêntico fogo de palha. Chegou a passar Marquez na disputa pela liderança acabou depois caindo e caindo volta após volta. O Final foi um com chave de ouro (Só que não) Foi ultrapassado pelo Alvaro Bautista que deixou Iannone apenas em 10ºlugar.

Pol Espargaró com a KTM, Scott Redding com a Aprilla, Karel Abraham da Aspar Martinez e Franco Morbidelli a 2 voltas do Vencedor com a Marc VDS completaram a zona de pontuação.

Dia primeiro de Julho teremos o GP da Holanda. No circuito de Assen, Catedral da Motovelocidade.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 40’13.566
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 4.479
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 6.098
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 9.805
5 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 10.640
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 10.798
7 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 13.432
8 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 15.055
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 22.057
10 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 24.141
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 36.560
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 38.229
13 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’21.526
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 3 Voltas
55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 4 Voltas
53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 6 Voltas
43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 7 Voltas
38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 11 Voltas
30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 11 Voltas
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 13 Voltas
4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 16 Voltas
10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 17 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 20 Voltas
12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 21 Voltas
50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 22 Voltas
36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM a 24 Voltas

Resultado final do GP da Catalunha
Moto GP – 7ªEtapa – 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

 

Marc Marquez leva pela 6ªVez em Seu quintal em Austin e Fica a 1 ponto da liderança do campeonato

Apesar das criticas sofridas e da punição de 3 posições no Grid de largada por ter prejudicado uma volta rápida de Viñales no Sábado, O Espanhol Marc Marquez confirmou o favoritismo e conquistou pela 6ªvez o GP dos Estados Unidos em Austin, No Texas. Com muita tranquilidade em seu quintal de casa.

Foi muito importante à largada que ele fez, Ao sair do 4ºlugar, A Formiga Atômica pulou de 4º para o 2º. Andrea Iannone largou em 3ºlugar e assumiu a liderança. E antes mesmo de completar a primeira volta, Marquez ultrapassou o piloto da Suzuki e assumiu a liderança, E Mesmo com todo o esforço de Iannone, Ninguém conseguiu ser páreo a Velocidade do piloto Espanhol. Enquanto ele abria diferença para Iannone que vinha em um bom ritmo de prova, Os pilotos da Yamaha vinham muito bem em 3º com Marevick Viñales e em 4º com Valentino Rossi que ultrapassou a Zarco e a Crutchlow que acabaram ficando para trás.

Zarco, Crutchlow, Dovizioso e Pedrosa vinham mais atrás, Disputando o 5ºlugar com Lorenzo e Rins brigando pelo 10ºlugar. Era nítida a Dificuldade da Ducati em Austin, Andrea Dovizioso era o melhor piloto da fábrica italiana em 7ºlugar com Crutchlow em 6º que era o piloto com o melhor equipamento na pista.

Viñales e Rossi partiram para cima de Iannone. Primeiro o Espanhol conseguiu na 6ªVolta a ultrapassagem para assumir o 2ºlugar. Rossi vinha atrás para também realizar a ultrapassagem sobre Iannone.

Na disputa pelo 5ºlugar, Crutchlow vinha com melhor moto do que Zarco e Dovi, Mas vinha afobado para conseguir logo essas ultrapassagens. Em duas oportunidades ele consegue passa Zarco, Mas acaba freando muito em cima da curva, perde a tomada e perde a posição para Dovizioso. E a afobação e até excesso de empolgação por liderar o campeonato terminou por leva o Britânico da LCR ao Chão. Ele ainda volta a prova, Mas longe dos pontos na última posição.

Jorge Lorenzo continua com seu calvário na Ducati, Ele perdeu a posição para Alex Rins e vinha ficando para Rabat e Miller que disputavam a 10ªposição. O Espanhol ainda levou alguma sorte por causa da queda de Rins (Que por sinal, sua moto ficou em ponto bem perigoso do Circuito) E recuperou o 8ºlugar. Porém Rabat, Miller e Aleix Espargaró com a Aprilla já vinham encostados no tricampeão do Mundo.

Marquez lá na frente vinha abrindo, abrindo e abrindo mais e mais vantagem para Viñales que tentava ainda diminuir a sua diferença. O piloto da Yamaha vinha com vantagem segura para Iannone que vinha tranquilo em 3º, Com uma diferença boa para Valentino Rossi que ficava mais longe de brigar pelo pódio.

Apesar de toda a luta do de Lorenzo, A ultrapassagem acabou acontecendo na volta 16 quando ele tomou do Rabat e depois desconcentado acabou perdendo posição para Miller e Aleix Espargaró caindo para o 11ºlugar.

Na mesma equipe oficial da Ducati, Dovizioso lutou, batalhou com a falta de rendimento de sua moto, Partiu para cima de Zarco, Já com os pneus mais desgastados do que os pneus de Dovi, Que acabou suando para conquistar a 5ªposição. A 4 voltas e meia do final. Essa ultrapassagem dava a Dovi a liderança do campeonato.

Marc Marquez, Sem qualquer polêmica e respondendo as criticas de forma impecável , Vence a primeira no ano e pela 6ªvez seguida em Austin. O piloto da Honda tem 100% das vitórias disputadas na MotoGP no Circuito das Américas (Assim como em Saschering a pista parece casar com o estilo de pilotagem da Formiga atômica.

Marevick Viñales conquistou o primeiro pódio do ano com o segundo lugar, A Yamaha se comportou bem em Austin, Porém não conseguiu colocar duas motos no pódio. Andrea Iannone com a Suzuki conseguiu o 3ºlugar, chegando bem a frente de Valentino Rossi que perdeu rendimento no final da prova e ficou em 4ºlugar. um pouco menos de 4 segundos de frente para Andrea Dovizioso.

Com o seu resultado, Dovi é o líder do campeonato, 1 ponto a frente de Marquez e 4 a frente de Viñales. Para uma Ducati que vinha bem mal em Austin até que ele sai no lucro para a fase europeia. Johann Zarco com a Yamaha Chassis 2016 da Tech 3 ficou em 6ºlugar, 661 milésimos atrás. Dani Pedrosa em uma corrida heroica, Superando as dores pela cirurgia um pulso direito, levou sua Honda Repsol para o Respeitável 7ºlugar.

 

Tito Rabat de novo é uma das boas surpresas da prova, Após dois anos ruins na Marc VDS parece que o Campeão de 2015 da Moto 2 se encontrou com a Ducati de 2017, Após dura batalha com Jack Miller (Que também fez bela corrida) acabou levando a melhor o piloto da Avintia no 8ºlugar. Completou os 10 primeiros colocados Aleix Espargaró com a Aprilla, que alcança o melhor resultado do ano.

Jorge Lorenzo em mais um dia triste, Acabou em 11ºlugar e só não foi mais para trás porque não tínhamos outros pilotos em melhor forma (Por adaptação as motos novas ou mal desempenho, motos melhores ou pilotos que abandonaram a prova. Danilo Petrucci decepcionou mais uma vez, Com a Ducati do ano ele fica em 12ºlugar, bem longe do desempenho de Jack Miller.

Fechando a zona de pontuação: Pol Espargaró, Takaaki Nakagami que vem evoluindo prova a prova e Alvaro Bautista que salvou um ponto para a equipe de Aspar Martinez. A Marc VDS teve um dia também trágico: Luthi em 18º e Morbidelli em 21º.

Daqui a 2 semana teremos a 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade. Em Jerez, a fase europeia ira começar na Temporada 2018 da MotoGP. Com um grande número de pilotos com condições de buscar a liderança do campeonato.

Resultado Final do GP dos Estados Unidos
Moto GP – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 41’52.002
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 3.560
3 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 6.704
4 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 9.587
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 13.570
6 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 14.231
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 18.201
8 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 28.537
9 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 28.671
10 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 28.875
11 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 31.355
12 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 34.993
13 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 37.264
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 39.335
15 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 40.887
16 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 48.475
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 49.995
18 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 51.115
19 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 59.055
20 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 59.747
21 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 1’00.513
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 10 Voltas
55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 12 Voltas
17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 12 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Crutchlow ganha prova maluca na Argentina e lidera o Campeonato

Uma prova maluca aonde se não foi cômico as atrapalhadas da direção de prova em relação a prova foi trágica em relação num todo ao regulamento que foi rasgado e pisado por quem comandava a corrida.

Ao começar pela largada que atrasou em quase 20 minutos. Isso porque os pilotos todos foram para os boxes minutos antes da largada para trocarem de pneus de pista molhada para a pista seca, Apenas o pole Jack Miller não fez isso. Apesar de tentarem fazer uma nova relargada, O Chefe da Pramac queria que o regulamento fosse cumprido. Por alguns minutos a discursão rolou solta até que chegaram a ideia de colocar Miller na frente a uns 50 metros a frente do resto da turma. Uma das ideias mais idiotas e sem qualquer critério que já vi a MotoGP fazer, Em um dos piores momentos que faz lembrar a Formula E.

Após toda essa discursão, Os pilotos foram para a volta de apresentação. Até que segundos antes da largada, Marquez tem problemas na sua moto, Ele tenta fazer a moto funcionar, Mas acaba não só andando pelo grid com a moto como ele vira em sentido contraio, Quando o certo é os fiscais levarem ele para o pit lane para largar dos boxes.

Mas isso não foi feito e a largada foi efetivada, Miller com 50 metros a frente dos outros teve tranquilidade para largada, Já os outros tiveram que brigar por posições. Pedrosa ficou em 2º, Zarco ficou em 3º e Marquez pulou para o 4ºlugar.

Na primeira volta Marquez passou Zarco e Pedrosa, Ganhando o 2ºlugar. Na penúltima curva da primeira volta, Zarco foi com tudo para cima de Pedrosa que a acabou sendo jogado para fora do traçado e segundo depois ele foi ejetado da sua moto, Abandonando após um bom final de semana.

Marquez foi para cima de Jack Miller, E ainda na segunda volta ultrapassou o piloto da Pramac para assumir a liderança. E começou a abrir distância de Miller e dos demais pilotos, Mas devido a condição pelo lado contraio do Circuito ao tentar fazer a moto Funcionar segundos antes da largada ele teve de passar pelos boxes. A Formiga Atômica logo cumpriu essa punição caindo para o 19ºlugar.

A partir dai o Tetra-campeão do Mundo teria de fazer uma prova de recuperação nas 18 voltas que restavam para o final da prova. Lá na frente, Miller estava na liderança com Zarco, Rins e Crutchlow por perto, Formando o primeiro pelotão que iria decidir a corrida. Já que Andrea Dovizioso teve dificuldades para superar Esteve Rabat e estava a mais de 10 segundos atrás, um pouco mais atrás vinham os dois pilotos da equipe oficial da Yamaha. Enquanto Zarco com o Chassi de 2016 lutava pela vitória a moto desse ano não conseguia ser competitiva.

Marquez começou uma recuperação, Passando por cima de todos e na Marra, foi como ele fez com Aleix Espargaró. O que rendeu uma punição pequena para o Espanhol (Ceder uma posição para um piloto, por considerarem a manobra de ultrapassagem sobre o piloto da Aprilla perigosa) depois de cumprida a punição, Marquez passava os pilotos da rabeira do Grid um a um sem qualquer resistência. O ritmo de corrida do piloto da Honda era muito superior ao ritmo de corrida dos outros pilotos.

Lá na frente, Miller tentava segurar a liderança sobre Alex Rins que tinha a sua Suzuki com mais equilíbrio do que a Ducati de 2017 do piloto da Pramac, Que começava a sofrer com o desgaste dos pneus. Por 3 voltas seguidas Rins tentou a ultrapassagem sobre o piloto Australiano. Das primeiras duas vezes ele ultrapassou, Mas perdeu a curva e permitiu o X de Miller. Na terceira Rins ultrapassa, espalha  na curva e fica lado a lado com Miller, Dessa vez o Espanhol conseguiu a ultrapassagem e parecia que seria a hora da sua primeira vitória na MotoGP…

…Porém Rins erra a curva 9 e perde a liderança para Miller que tem seria dificuldades e manter a liderança para Cal Crutchlow que tomou a vice-liderança de Zarco. Era evidente as dificuldades de Miller para manter a liderança e a possível 2ªVitória da carreira.

Enquanto isso Dovizioso sucumbiu ao ataque dos dois pilotos oficiais da Yamaha e perdeu posição a 8 voltas do final Marquez estava em 8ºlugar e como seu próximo adversário o Italiano Andrea Dovizioso.

Marquez acabou passando Dovizioso a menos de 7 voltas para o final, Bradley Smith acabou caindo na Curva 7 o que pouco importava para a disputa pela vitória. Miller não resistiu a pressão e errou na curva que antecedia a linha de chegada, Caindo para o 4ºlugar. Crutchlow, Zarco e Rins ficaram na disputa pela vitória. Enquanto Miller sem ritmo para acompanhar essa disputa fica com o 4ºlugar.

Mais atrás Marc Marquez foi a busca do 6ºlugar que estava nas mãos do seu rival Valentino Rossi…

… Essa disputa foi a assinatura de uma corrida tão atrapalhada. A 4 voltas do final, Marquez na curva 13 tromba com Rossi que acaba perdendo a curva, indo para a grama e cai. Um acidente que mostra a falta de controle da Formiga Atômica nessa corrida.

Enquanto isso Zarco acabou tomando a liderança de Crutchlow a menos de 4 voltas do final. A 3 voltas, nada esta definido entre os 3 primeiros colocados. Rins tentou o ataque para cima de Crutculow e assumiu a segunda posição, Curvas depois o inglês da o troco em Rins e volta a segunda posição.

O piloto da LCR Honda foi para cima de Zarco com sua Yamaha de 2016 da Tech 3 e a menos de 2 voltas do final, na reta oposta fez a ultrapassagem que definiu a corrida. A volta final, Zarco fez uma tentativa, Mas não o bastante para evitar a 3ªVitória da carreira do piloto de 32 anos que coloca a pequena LCR Honda na liderança do Mundial de pilotos e do Mundial de Equipes da MotoGP. Pelos menos dos últimos 10 anos não me lembro de um piloto de equipe Satelite liderar o campeonato.

Pela terceira vez da sua carreira, Johann Zarco viu a vitória escapar das suas mãos ficando em 2ºlugar. Alex Rins em uma bela corrida poderia ter vencido a prova se não tivesse errado a 8 voltas do final quando ele estava na liderança. Mesmo assim Rins conquistou seu primeiro pódio da carreira e a Suzuki volta ao pódio depois de um 2017 apagado da equipe.

Jack Miller que fez seu melhor final de semana na MotoGP acabou ficando fora do pódio, Seus pneus não aguentaram a corrida inteira, Terminando em 4ºlugar.

Marc Marquez ficou em 5ºlugar na pista, Mas acabou punido em 30 segundos pelo empurrão dado no multicampeão Valentino Rossi. Com isso MM ficou apenas em 18ºlugar, fora da zona de pontuação.Uma punição justíssima. Pelo menos a direção da prova acertou alguma coisa num domingo de tantos erros!

Marevick Viñales acabou herdando o 5ºlugar. Andrea Dovizioso sem uma moto competitiva nas mãos salvou o 6ºlugar. Porém, perdeu a liderança do campeonato com os resultados do GP Argentino.

Esteve Rabat fez seu melhor final de semana. Largando na segunda fila e tirando as limitações da sua moto e de sua equipe ele ficou a meio segundo do vice-campeão da temporada 2017, Em 7ºlugar e meio segundo de frente para Andrea Iannone que ficou em 8ºlugar. Fechando os Top 10: O Malaio Hafisz Syahrin com a outra Tech 3 e o Italiano Danilo Petrucci que desapontou com sua Ducati de 2018.

A KTM e Aprilla marcaram seus primeiros pontos na temporada, Com Pol Espargaró e Scott Redding que fizeram boas corridas. O Japonês Takaagi Nakagami marcou seus primeiros pontos na MotoGP com o 13ºlugar e ajudou a LCR a assumir a liderança do campeonato de equipes.

Franco Morbidelli teve um dia difícil, mas salvou um 14ºlugar e em um dia horrível o Espanhol Jorge Lorenzo acabou ficando com o último lugar na zona de pontos. Daqui a 2 semanas teremos o GP dos Estados Unidos no circuito de Austin. Com um líder do campeonato improvável e com uma briga de gerações em ebulição novamente no cenário do Mundial de Motovelocidade.

Resultado Final do GP da Argentina – Termas de Rio Hondo
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 40’36.342
2 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 0.251
3 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.501
4 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 4.390
5 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 14.941
6 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 22.533
7 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 23.026
8 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 23.921
9 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 24.311
10 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 26.003
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 31.022
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 31.891
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 32.452
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 42.061
15 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 42.274
16 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 42.625
17 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 43.350
18 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 43.860
19 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 52.082
20 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’03.944
21 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 1’10.144
38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 7 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 11 Voltas
26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Oliveira fecha campeonato com 3ªVitória seguida, Granado faz boa prova em preparação da Decisão do Europeu de Moto 2

Na prova final da Moto 2 em 2017, Mais conhecido como preliminar para a batalha entre Marquez e Dovizioso acabou sendo uma briga entre a Marc VDS com os Chassis da Kalex e a equipe oficial da KTM com os próprios chassis, Oliveira vinha de 2 vitórias seguidas, Mas a pole era de Alex Marquez e o segundo lugar de Franco Morbidelli.

Na largada Marquez e Morbidelli disputaram a liderança. Melhor para  Marquez que manteve a liderança. Brad Binder passou Dominique Aegerter passando para o 5ºlugar, na segunda volta.

Qq0trmcw o

Na terceira volta, Morbidelli toma a ponta de Marquez que curvas depois começou a sofrer pressão de Mattia Pasini. Pressão que só duraria 1 volta. Pois o piloto Italiano acabou caindo (Curva 11) e deixando a prova. Morbidelli era o líder com Alex Marquez ganhando um respiro em 2º. Oliveira e Binder representando a KTM. Mais atrás Francesco Bagnaia segurava o 5ºlugar em cima de Aegerter e de Syarhin. Marquez começou a sofrer pressão de Oliveira e de Binder.

Na sexta volta, O Espanhol Ricard Cardus acabou deixando a prova (O que pode minar a confiança do desafiante de Granado na disputa do título da Moto 2 no campeonato europeu) Enquanto que o Brasileiro vinha em 20ºlugar.

Glqnvcx0 o

Marquez vinha sofrendo pressão de Miguel Oliveira, Com isso o Ítalo-Brasileiro abria 1.7 segundos de diferença dessa briga. Na 10ªVolta Oliveira consegue passar Marquez, Mas perde a curva e o espanhol manteve a posição. Na volta seguinte o piloto Português passa novamente o piloto da Marc VDS e fica de vez com o segundo lugar.

O Malaio Hafish Sharyin passou Bagnaia, Ganhando o 5ºlugar a 18 voltas do termino. Em 3º, Marquez começava a ser pressionado pelo Brad Binder. O Sul-Africano não negociou muito, Foi para cima de Marquez e acabou passando de maneira arriscada o piloto da Marc VDS para assumir a 3ªposição e de um lugar no pódio.

Eabdez6d o

Jorge Navarro que teve um momento bom na temporada, Acabou caindo em um acidente impressionante. Ainda bem que o piloto nada sofreu, Apenas prejuízos materiais, T.Nakashima que vai correr em 2018 na Honda Asia Team também acabou caindo.

Bagnaia recuperou o 5ºlugar do piloto Malaio Hafish Syarhin. Enquanto isso Miguel Oliveira vinha tirando a vantagem de 2 segundos que Franco Morbidelli tinha, Foi tirando aos poucos essa vantagem com uma moto que vinha melhor nas ultimas provas da temporada.

Rn66f28i o

Oliveira chegou na disputa pela vitória a 8 voltas do final com Binder em 3º, Conseguindo acompanhar de longe os dois ponteiros. Na Volta seguinte o português só precisou de uma chance para ultrapassar Morbidelli e assumir a liderança. (A ultrapassagem aconteceu na curva 4) O piloto da Marc VDS tentou a reação, Mas a melhor ciclística da KTM acabou não permitindo a reação do campeão da temporada.

No final da prova, enquanto Oliveira, Morbidelli e Binder estavam definidos no pódio. Alex Marquez acabou sofrendo pressão de Francesco Bagnaia que veio no final com mais moto que o irmão da Formiga Atomica. A duas voltas do final o piloto da equipe de Valentino Rossi passou para o 4ºlugar.

Sk6s7umn o

Miguel Oliveira encerrou a temporada com chave de ouro. Foi a terceira vitória seguida e a consolidação do terceiro lugar do campeonato Mundial da Moto 2. A KTM mostra sua força com seus dois pilotos no pódio nas 3 últimas corridas. Dessa vez o Ítalo-brasileiro Franco Morbidelli ficou na segunda posição e fechou sua última corrida na Moto 2 com mais um pódio. Brad Binder em uma primeira temporada aonde ele só foi crescendo até chegar a esse grande final de temporada aonde ele levou seu 3 pódio seguido.

Francesco Bagnaia, O melhor estreante de 2017 na Moto 2, Ficou em um belíssimo 4ºlugar. A frente de Alex Marquez que não teve uma boa corrida, Após a pole position ele não conseguiu ir além do 5ºlugar. Syarhin em uma bela corrida acabou em 6ºlugar (O malaio teve um grande final de campeonato) Takaagi Nakagami após um treino impressionante teve uma corrida razoável e acabou em 7ºlugar.

Rgc7uj8q o

Fábio Quartararo com a Moto da Pons, Simone Corsi com a moto da Speed UP e Dominique Aegerter da Kiefer fecharam os 10 primeiros colocados. Axel Pons, Isaac Viñales, Marcel Schrotter, Iker Lecuona e Lorenzo Baldassarri completaram a zona de pontuação. O Brasileiro Eric Granado acabou a prova em 17ºlugar com a moto da Kalex na preparação para a última etapa do Campeonato Europeu de Moto 2.

W5of69l4 o

Resultado final do GP da Comunidade Valenciana
última Etapa – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 43’15.843
2 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Kalex a 2.154
3 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 4.181
4 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 11.181
5 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 12.146
6 55 Hafizh Syahrin Petronas Raceline Malaysia Kalex a 14.595
7 30 Takaaki Nakagami IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 18.446
8 40 Fabio Quartararo Pons HP40 Kalex a 22.188
9 24 Simone Corsi Speed Up Racing Speed Up a 23.592
10 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing Suter a 23.751
11 49 Axel Pons RW Racing GP Kalex a 27.388
12 32 Isaac Vinales BE-A-VIP SAG Team Kalex a 29.688
13 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Suter a 31.442
14 37 Augusto Fernandez Speed Up Racing Speed Up a 32.933
15 7 Lorenzo Baldassarri Forward Racing Team Kalex a 33.150
16 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 34.335
17 51 Eric Granado Promoracing Kalex a 34.731
18 27 Iker Lecuona Garage Plus Interwetten Kalex a 39.828
19 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 39.940
20 57 Edgar Pons Pons HP40 Kalex a 42.678
21 2 Jesko Raffin Garage Plus Interwetten Kalex a 43.275
22 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 51.990
23 10 Luca Marini Forward Racing Team Kalex a 54.931
24 6 Tarran Mackenzie Kiefer Racing Suter a 1’09.494
25 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 1’10.070
26 45 Tetsuta Nagashima Teluru SAG Team Kalex a 1’33.876
97 Xavi Vierge Tech 3 Racing Tech 3 a 11 Voltas
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 16 Voltas
11 Sandro Cortese Dynavolt Intact GP Suter a 19 Voltas
19 Xavier Simeon Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 20 Voltas
88 Ricard Cardus CarXpert Interwetten Kalex a 21 Voltas
62 Stefano Manzi SKY Racing Team VR46 Kalex a 25 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP