Marquez conquistou a pole no final do Treino em Brno superando Lorenzo e Iannone

Vamos colocar o texto aqui e as analises e comentários do final de semana do GP da República Tcheca que aconteceu nesse último final de semana.

No Q1 o piloto Dani Pedrosa confirmou seu favoritismo classificando com facilidade para o Q2. A disputa ficou mesmo pela segunda vaga do Q2 que foi disputada entre os dois pilotos da Pramac Ducati de 2015 com Scott Redding e Danilo Petrucci e a Tech 3 Yamaha com o Inglês Bradley Smith.

Na primeira parte do treinos Petrucci levou a vantagem com Bradley Smith e Redding logo atrás, Na parte final do Q1 o piloto inglês da Tech 3 melhorou seu tempo desbancando Petrucci e classificando para o Q2 junto do Pedrosa deixando Petrucci e Redding de fora da parte final da classificação.

Redding_largou_em14th_em_brno

Resultado do Q1:

1 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) 1’55.793
2 38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) 1’55.857
3 9 Danilo Petrucci (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) 1’56.148
4 45 Scott Redding (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) 1’56.263
5 50 Eugene Laverty (Pull & Bear Aspar Team Ducati) 1’56.535
6 6 Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) 1’56.718
7 76 Loris Baz (Avintia Racing Ducati) 1’56.797
8 68 Yonny Hernandez (Pull & Bear Aspar Team Ducati) 1’56.805
9 19 Alvaro Bautista (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) 1’57.062
10 53 Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) 1’57.606

No Q2 com direito a Andrea Iannone que venceu a última corrida na Áustria se benzer fazendo o símbolo da cruz foram para a definição da pole position, Com exceção de Andrea Dovizioso que não satisfeito com o acerto da sua moto acabou indo para os boxes. Na primeira volta Iannone fez o melhor tempo superando os tempos de Marc Marquez e Marevick Viñales que vinham a seguir. Só que Lorenzo detonou todos os outros com a devastadora volta de 1:54.959 quebrando o recorde do Circuito de Brno e dando a mensagem de que não iria ser fácil tirar a pole dele.

Na volta seguinte Marc Marquez, Dani Pedrosa e Valentino Rossi fizeram tempos melhores e passaram a Andrea Iannone que caiu para o 5ºlugar. Andrea Dovizioso tentou fazer uma segunda tentativa de marcar tempo na pista, Chegou a abrir a volta de tempo mas abortou ela ao entrar nos boxes sem marcar um tempo ficando em situação delicada em 12ºlugar. Ao mesmo tempo Lorenzo com a pole position partia para a volta final junto de todos os outros pilotos que tentavam buscar o piloto da Yamaha. Rossi e Viñales por muito pouco não acabaram se chocando quando saíram dos boxes.

lorenzo_liderou_ate_o_final_o_treino

Disposto a sair com a pole position Jorge Lorenzo marcou 1:54.849. Parecia que ninguém iria conseguir superar essa marca, Mas Marc Marquez tratou na sua volta final de fazer 1:54.596 com uma tech 3 na sua frente nos metros finais de volta e com Rossi atrás da Formiga atômica, Uma pole sensacional do piloto da Honda Repsol deixando Lorenzo em 2ºlugar e Iannone que no final do treino tomou o lugar da primeira fila de Aleix Espargaró que andou muito bem na classificação com a Suzuki.

Hector Barberá com a Avintia Ducati de 2014 mais uma vez se destaca levando sua moto para o 5ºlugar largando na Frente de Valentino Rossi. Andrea Dovizioso em sua única volta conseguiu fazer o 7ºtempo abrindo a 3ªFila que tem como integrantes os Espanhóis Maverick Viñales e Daniel Pedrosa. Completando os  12 primeiros colocados os pilotos Cal Crutchlow com a LCR Honda, Bradley Smith e Pol Espargaró com a Tech 3 Yamaha.

Barbera_largando_da_2_fila

Logo mais teremos o texto da corrida da MotoGP realizada no Domingo passado em Brno na República Tcheca

Grid de largada – GP da República Tcheca
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

1 93 Marc Marquez (Repsol Honda Team Honda) 1’54.596
2 99 Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) 1’54.849
3 29 Andrea Iannone (Ducati Team Ducati) 1’55.227
4 41 Aleix Espargaró (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) 1’55.324
5 8 Hector Barbera (Avintia Racing Ducati) 1’55.437
6 46 Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) 1’55.509
7 4 Andrea Dovizioso (Ducati Team Ducati) 1’55.748
8 25 Maverick Viñales (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) 1’55.787
9 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) 1’55.841
10 35 Cal Crutchlow (LCR Honda Honda) 1’55.930
11 38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) 1’56.115
12 44 Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) 1’56.522
13 9 Danilo Petrucci (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) 1’56.148
14 45 Scott Redding (OCTO Pramac Yakhnich Ducati) 1’56.263
15 50 Eugene Laverty (Pull & Bear Aspar Team Ducati) 1’56.535
16 6 Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) 1’56.718
17 76 Loris Baz (Avintia Racing Ducati) 1’56.797
18 68 Yonny Hernandez (Pull & Bear Aspar Team Ducati) 1’56.805
19 19 Alvaro Bautista (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) 1’57.062
20 53 Tito Rabat (Estrella Galicia 0,0 Marc VDS Honda) 1’57.606

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Dakar 2016 – Analise Final dos Caminhões

Pela terceira vez que eu acompanho o Dakar posso dizer que a competição de Caminhões que mais me agradou com uma grande disputa pelo título entre 4 Marcas de Caminhões. A Iveco, Man, Kamaz e a Tatra.

Dessa vez o Holandês Gerard de Rooy conseguiu vencer a Kamaz junto do Espanhol Moises Torrallardona e do Polonês Darek Rodewald com mais de 1 hora sobre o Trio Russo da Kamaz Airat Mardeev, Aydar Belyaev e Dmitriy Svintunov (Campeões em 2015) que teve muitos problemas nos primeiros estágios e que nesse Dakar ficou evidente que os caminhões Russos dessa vez ficaram alguns patamares abaixo da Iveco. Agora o grande destaque nesse Dakar para os Caminhões foi o trio Argentino formado por Federico Villagra, Jorge Perez Companc e Andres Memi que andaram o tempo todo nas primeiras posições e foram recompensados com o pódio na terceira posição com o Caminhão da Iveco.

Dakar_2016_chegada (21)

a MAN e a Tatra tiveram seus destaques também Hans Stacey, Serge Bruynkens e Jan Van Der Vaet com o Caminhão da MAN Ficou em 4ºlugar e aTatra mesmo com alguns problemas acabou colocando um caminhão em 8ºlugar com os Tchecos Jaroslav Valtr, Josef Kalina e Jiri Stross. A Renault mesmo sem um caminhão a altura de disputar a vitória o trio Holandês formado por Pascal de Baar, Martin Roesink e  Wouter de Graaff conseguiram vitória em uma especial e se colocaram em 6ºlugar.

A se destacar aos poucas desistências desse ano nos caminhões no Dakar, 41 Caminhões completaram o Rally nesse ano.

Dakar_dia14116_estagio112016 (8)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Lorenzo de Ponta a ponta vence na República Tcheca e Empata na liderança da MotoGP

Jorge Lorenzo não deu chances para ninguém vencendo de ponta a ponta o GP da República Tcheca disputada em Brno, Desde da largada o piloto Espanhol ficou na frente e diferentemente do GP de Indianápolis aonde Marc Marquez esperou o desgaste dos pneus do piloto da Yamaha dessa vez a moto da Formiga atômica não teve condições e equilíbrio para que a tática funcionar, no decorrer da corrida Lorenzo começou a aumentar mais e mais a diferença até o final da corrida para conquistar a 5ªVitória na temporada e dividir a liderança do campeonato com Valentino Rossi sendo que Lorenzo tem a vantagem por ter o maior número de vitórias do que Rossi que tem 3 vitórias na temporada.

Lorenzo segurou Marquez
Lorenzo segurou Marquez

Por falar em Valentino Rossi que largou do 3ºlugar não teve uma boa largada caindo para o 5ºlugar, Mas logo nas primeiras voltas o italiano passou a Smith e Dovizioso mas depois disso ele não conseguiu se aproximar de Marquez e de Lorenzo para disputar a vitória e ficou apenas em 3ºlugar. Andrea Iannone levou de novo a Ducati ao 4ºlugar vencendo mais uma vez o duelo interno com Andrea Dovizioso que lutou muito no final da corrida para segurar Dani Pedrosa, no entanto não deu para o italiano que perdeu a posição para o piloto espanhol que fez uma apresentação modesta chegando na 5ªposição.

Hernandez e Redding na zona mediana lutando por posição.
Hernandez e Redding na zona mediana lutando por posição.

Logo após o trio das oficiais da Honda, Yamaha e Ducati o melhor das satélites sendo o Inglês Bradley Smith ficando em 7ºlugar superando seu companheiro de equipe Pol Espargaró ambos com a Tech 3 da Yamaha, Aleix Espargaró em 9ºlugar com a melhor Suzuki, A outra Suzuki acabou no chão após uma caída de Marevick Viñales a 7 voltas do final e deixando a primeira corrida na temporada. Danilo Petrucci e Yonny Hernandez levaram as Pramac para o 10º e 11ºlugares sendo que o Colombiano lutou por essa posição até o final contra o piloto da Marc VDS Scott Redding que foi a melhor moto das satélites da Honda que esse ano esta um fracasso total tirando o Marquez e com lampejos de Pedrosa e de Crutchlow que hoje caiu a 8 voltas do final quando estava num sonolento 10ºlugar.

Pelotão do Fundo
Pelotão do Fundo

A Aprilla parece estar melhorando com um desempenho muito bom de Alvaro Bautista e de Stefan Bradl que parece ter se achado na Gresini ficando em 13º e 14ºlugar e o último ponto ficou com o Loris Baz com a Forward Yamaha que voltou nessa corrida já que eles não foram aos EUA devido a problemas financeiros.

Próxima corrida daqui a 2 semanas em Silverstone na Inglaterra e a disputa pelo título vai chegando ao ápice com os pilotos da Yamaha empatados na liderança e Marquez ainda vendo condições de ser o campeão mesmo com 52 pontos de distância para os líderes.

lorenzomarquezrossi_podiobrno15

Resultado final da 11ªEtapa do Mundial de motovelocidade – MotoGP
República Tcheca – Brno

1 99 Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) 42’53.042 em 23 Voltas
2 93 Marc Marquez (Repsol Honda Team Honda) a 4.462
3 46 Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP Yamaha) a 10.397
4 29 Andrea Iannone (Ducati Team Ducati) a 13.071
5 26 Dani Pedrosa (Repsol Honda Team Honda) a 15.650
6 4 Andrea Dovizioso (Ducati Team Ducati) a 15.725
7 38 Bradley Smith (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 21.821
8 44 Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech 3 Yamaha) a 23.240
9 41 Aleix Espargaró (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 43.784
10 9 Danilo Petrucci (Octo Pramac Racing Ducati) a 45.261
11 68 Yonny Hernandez (Octo Pramac Racing Ducati) a 49.973
12 45 Scott Redding (EG 0,0 Marc VDS Honda) a 50.174
13 19 Alvaro Bautista (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 54.437
14 6 Stefan Bradl (Aprilia Racing Team Gresini Aprilia) a 54.624
15 76 Loris Baz (Forward Racing Yamaha Forward) a 1’00.316
16 8 Hector Barbera (Avintia Racing Ducati) a 1’01.595
17 69 Nicky Hayden (Aspar MotoGP Team Honda) a 1’02.388
18 63 Mike di Meglio (Avintia Racing Ducati) a 1’05.944
19 43 Jack Miller (CWM LCR Honda Honda) a 1’11.407
20 71 Claudio Corti (Forward Racing Yamaha Forward) a 1’50.033
21 17 Karel Abraham (AB Motoracing Honda) a 2’02.655

Não Terminaram a corrida:

25 Maverick Viñales (Team SUZUKI ECSTAR Suzuki) a 7 Voltas
35 Cal Crutchlow (CWM LCR Honda Honda) a 8 Voltas
50 Eugene Laverty (Aspar MotoGP Team Honda) a 18 Voltas
15 Alex de Angelis (E-Motion IodaRacing Team ART) a 19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Zarco tem vitória muito fácil en Brno e caminha com Facilidade para o título

Sem qualquer surpresa o Francês Johann Zarco conquistou mais uma vitória na temporada da moto 2, Com uma atuação inescapável no circuito da República Tcheca, Apenas na primeira volta com a Largada de Tito Rabat e com a liderança de Thomas Luthi é que Zarco não obteve o controle da corrida, Mas depois disso Zarco pegou a liderança e dai não perdeu mais a liderança controlando qualquer possível ataque do campeão de 2014 Tito Rabat que ver o bicampeonato cada vez mais longe. Zarco agora tem exatamente 79 pontos na frente do piloto Francês podendo Zarco ser campeão até mesmo em Aragón que é a 14ªEtapa do campeonato, Essa possibilidade existe e da forma que ele esta não duvido que isso aconteça

A disputa ficou melhor foi pela disputa da terceira posição que teve Thomas Luthi, Alex Rins, Dominique Aegerter e também o Brasileiro Franco Morbidelli, No Final da corrida Rins com melhores pneus estava em 3º e com um Grande Desempenho de Alex Marquez que finalmente conseguiu se achar com a Moto e fazer grande corrida chegando a disputar o pódio com Rins, Mas com melhores pneus que o Campeão da Moto 3 no ano passado Rins não só ficou na posição como no final da prova ameaçou o segundo lugar de Rabat, O piloto da Pons fechou o pódio.  Alex Marquez em sua melhor exibição na Estrella Galícia Marc VDS ficando em uma belíssima 4ªposição. Sam Lowes mais uma vez levou nas costas sua moto da Speed Up chegando em 5ºlugar ganhando posição em cima de Jonas Folger que é outro piloto que esta acima da sua moto que tem chegando na 6ªposição.

Thomas Luthi que chegou a liderar a primeira volta foi caindo durante a prova só conseguindo levar o 7ºlugar, Sandro Cortese e Luis Salom acabaram conseguindo superar a Franco Morbidelli que não teve um dia feliz mas pelo menos levou sua moto ao 10ºlugar enquanto que Kallio ficou apenas em 15ºlugar.

Zarco conquistando sua 4ªVitória na temporada.
Zarco conquistando sua 4ªVitória na temporada.

Daqui a 2 semanas teremos o GP da Inglaterra em Silverstone, restando 7 corridas para o final podemos começar a considerar que a partir dessa prova comece a contagem regressiva para o título do piloto Francês na Moto 2, tamanha a vantagem que ele adquiriu em cima de Rabat e do resto da Turma.

Resultado final da 11ªEtapa do mundial de Motovelocidade
Brno – República Tcheca

1 5 Johann Zarco (Ajo Motorsport Kalex) 41’02.500 em 20 Voltas
2 1 Tito Rabat (EG 0,0 Marc VDS Kalex0 a 1.421
3 40 Alex Rins (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) a 1.785
4 73 Alex Marquez (EG 0,0 Marc VDS Kalex) a 4.393
5 22 Sam Lowes (Speed Up Racing Speed Up) a 7.844
6 94 Jonas Folger (AGR Team Kalex) a 8.056
7 12 Thomas Luthi (Derendinger Racing Interwetten Kalex) a 9.882
8 11 Sandro Cortese (Dynavolt Intact GP Kalex) a 10.074
9 39 Luis Salom (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) a 11.921
10 21 Franco Morbidelli (Italtrans Racing Team Kalex) a 12.479
11 3 Simone Corsi (Forward Racing Kalex) a 17.694
12 30 Takaaki Nakagami (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) a 17.763
13 77 Dominique Aegerter (Technomag Racing Interwetten Kalex) a 18.352
14 55 Hafizh Syahrin (Petronas Raceline Malaysia Kalex) a 18.522
15 36 Mika Kallio (Italtrans Racing Team Kalex) a 19.377
16 19 Xavier Simeon (Federal Oil Gresini Moto2 Kalex) a 20.811
17 49 Axel Pons (AGR Team Kalex) a 21.272
18 60 Julian Simon (QMMF Racing Team Speed Up) a 22.119
19 23 Marcel Schrotter (Tech 3 Tech 3) a 25.946
20 4 Randy Krummenacher (JIR Racing Team Kalex) a 26.586
21 95 Anthony West (QMMF Racing Team Speed Up) a 39.425
22 57 Edgar Pons (Paginas Amarillas HP 40 Kalex) a 44.290
23 25 Azlan Shah (IDEMITSU Honda Team Asia Kalex) a 44.657
24 88 Ricard Cardus (JPMoto Malaysia Suter) a 44.747
25 10 Thitipong Warokorn (APH PTT The Pizza SAG Kalex) a 46.960
26 2 Jesko Raffin (sports-millions-EMWE-SAG Kalex) a 53.547

Não Terminaram a corrida:

97 Xavi Vierge (Tech 3 Tech 3) a 4 Voltas
7 Lorenzo Baldassarri (Forward Racing Kalex) a 8  Voltas
66 Florian Alt (E-Motion IodaRacing Team Suter) a 8  Voltas
96 Louis Rossi (Tasca Racing Scuderia Moto2 Tech 3) a 9  Voltas
70 Robin Mulhauser (Technomag Racing Interwetten Kalex) a 17  Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Antonelli vence em Brno após disputa apertadíssima pela vitória

Niccoló Antonelli que fez a pole position não jogou a chance de vencer fora e conseguiu uma disputa fantástica na República Tcheca.

A Corrida teve apenas 12 voltas isso porque na primeira largada ocorreram várias confusões que acabaram por eliminar os pilotos  Maximilian Kappler,
Hiroki Ono, Andrea Locatelli, Gabriel Rodrigo e Niklas Ajo que não voltaram para a segunda bateria. Após o realinhamento a corrida foi um pega pra capar com pelo menos 9 pilotos disputando a vitória e entre eles pilotos que fizeram uma recuperação incrível como o jovem Enea Bastianini que largou do 15ºlugar e de Romano Fenati que largou do 19ºlugar e que lutaram pela vitória.

As primeiras curvas iriam mostrar que a 11ªEtapa seria muito apertada.
As primeiras curvas iriam mostrar que a 11ªEtapa seria muito apertada.

Mas se em Indianápolis o dia foi de Loi em Brno o dia foi do piloto Italiano que chegou a sua primeira vitória e o primeiro pódio na sua carreira terminando a 152 milésimos na frente de Bastianini que acabou vendo a vitória de novo escapar diante os seus dedos apesar da brilhante corrida, O Pódio foi completado pelo piloto da Red Bull KTM Ajo Brad Binder.

Vazquez ficou como a melhor moto da Leopard chegando em 4ºlugar, Já Danny Kent não conseguiu lutar pela vitória e mesmo ficando a 1 segundo e meio do vencedor ficou em 7ºlugar e começa a ver sua vantagem no campeonato que era confortável cair num nível preocupante já que Bastianini e Fenati que ficou em 6ºlugar chegaram na frente do piloto Britânico, Jorge Navarro da Estrella Galícia ficou em 5ºlugar na frente de Fenati. Miguel Oliviira, Jakub Kornfeil e John McPhee fecharam os 10 primeiros colocados. A Diferença entre o vencedor até o 18ºlugar Lívio Loi foi de apenas 8 segundos tamanha foi a disputa na Moto 3.

Daqui a 2 semanas teremos o GP da Inglaterra em Silverstone e ai vamos ver se Kent recupera a velha forma ou o campeonato vai começar a ficar em aberto.

Resultado final da 11ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto 3 – Brno (República Tcheca)

1 23 Niccolò Antonelli (Ongetta-Rivacold Honda) 25’56.866 em 12 Voltas
2 33 Enea Bastianini (Gresini Racing Team Moto3 Honda) a 0.152
3 41 Brad Binder (Red Bull KTM Ajo KTM) a 0.376
4 7 Efren Vazquez (Leopard Racing Honda) a 0.540
5 9 Jorge Navarro (Estrella Galicia 0,0 Honda) a 0.560
6 5 Romano Fenati (SKY Racing Team VR46 KTM) a 0.821
7 52 Danny Kent (Leopard Racing Honda) a 1.179
8 44 Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo KTM) a 1.188
9 84 Jakub Kornfeil (Drive M7 SIC KTM) a 1.420
10 17 John Mcphee (SAXOPRINT RTG Honda) a 3.385
11 88 Jorge Martin (MAPFRE Team MAHINDRA Mahindra) a 5.751
12 21 Francesco Bagnaia (MAPFRE Team MAHINDRA Mahindra) a 5.846
13 16 Andrea Migno (SKY Racing Team VR46 KTM) a 5.910
14 58 Juanfran Guevara (MAPFRE Team MAHINDRA Mahindra) a 6.173
15 65 Philipp Oettl (Schedl GP Racing KTM) a 6.268
16 40 Darryn Binder (Outox Reset Drink Team Mahindra) a 7.648
17 2 Remy Gardner (CIP Mahindra) a 7.702
18 11 Livio Loi (RW Racing GP Honda) a 8.207
19 48 Lorenzo Dalla Porta (Husqvarna Factory Laglisse Husqvarna) a 14.302
20 24 Tatsuki Suzuki (CIP Mahindra) a 16.013
21 12 Matteo Ferrari (San Carlo Team Italia Mahindra) a 16.127
22 63 Zulfahmi Khairuddin (Drive M7 SIC KTM) a 16.742
23 6 Maria Herrera (Husqvarna Factory Laglisse Husqvarna) a 16.927
24 29 Stefano Manzi (San Carlo Team Italia Mahindra) a 18.967
25 19 Alessandro Tonucci (Outox Reset Drink Team Mahindra) a 31.460
26 98 Karel Hanika (Red Bull KTM Ajo KTM) a 37.086
27 95 Jules Danilo (Ongetta-Rivacold Honda) a 1’01.665

Não Terminaram a corrida:

86 Kevin Hanus (Team Hanusch Honda) 3 Voltas
10 Alexis Masbou (SAXOPRINT RTG Honda) 4 Voltas
20 Fabio Quartararo (Estrella Galicia 0,0 Honda) 5 Voltas
32 Isaac Viñales (RBA Racing Team KTM) 11 Voltas
97 Maximilian Kappler (SAXOPRINT-RTG FTR Honda) 12 Voltas
76 Hiroki Ono (Leopard Racing Honda) 12 Voltas
55 Andrea Locatelli (Gresini Racing Team Moto3 Honda) 12 Voltas
91 Gabriel Rodrigo (RBA Racing Team KTM) 12 Voltas
31 Niklas Ajo (RBA Racing Team KTM) 12 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP