Portal Sportszone » Blog Archives

Tag Archives: Renault

Dakar Dakar 2017 Off-Road Rally

Dakar 2017 – Pilotos na Categoria Carros

Published by:

Carros:

300. Stephane Peterhansel (França) / Jean Paul Cottret (França)
Pegueot
301. Nasser Al-Attiyah (Qatar) / Matthieu Baumel (França)
Toyota
302. Giniel de Villiers (África do Sul) / Dirk von Zitzewitz (Alemanha)
Toyota
303. Mikko Hirvonen (Finlândia) / Michel Perin (França)
Mini
304. Carlos Sainz jr. (Espanha) / Lucas Cruz (Espanha)
Pegueot
305. Nani Roma (Espanha) / Alex Haro Bravo (Espanha)
Toyota
306. Yazeed Al Rajhl (Arábia Saudita) / Timo Gottschalk (Alemanha)
Mini
307. Cyril Despres (França) / David Castera (França)
Pegueot
308. Orlando Terranova (Argentina) / Andreas Schulz (Alemanha)
Minin
309. Sebastien Loeb (França) / Daniel Elena (Mônaco)
Pegueot
310. Erik Van Loon (Holanda) / Wouter Rosegaar (Holanda)
Toyota
311. Xavier Pons (Espanha) / Ruben Garcia (Argentina)
Ford
312. Bryce Menzies (Estados Unidos) /  Peter Mortensen (Estados Unidos)
Mini
314. Boris Garafulic (Chile) / Filipe Palmeiro (Portugal)
Mini
315. Emiliano Spataro (Argentina) / Benjamin Lozada (Argentina)
Renault
316. Jakub Przygonzki (Polônia) / Tom Colsoul (Bélgica)
Mini
317. Ronan Chabot (França) / Gilles Pillot (França)
Toyota
318. Romain Dumas (França) / Alain Guehennec (França)
Peugeot
319. Sheikh Khalid Al Qassimi (EAU) / Pascal Maimon (França)
Pegueot
320. Conrad Rautenbach (Zimbabué) / Robert Howie (África do Sul)
Toyota
321. Martin Prokop (Rep.Tcheca) / Lika Minor (Áustria)
Ford
322. Mohammed Abu-Issa (Qatar) / Xavier Paseri (França)
Mini
323. Nicolas Fuchs (Peru) / Fernando Mussano (Argentina)
HRX
324. Marco Bulacia (Bolívia) / Claudio Bustos (Argentina)
Ford
325. Stephan Schott (Alemanha) / Paulo Fiuza (Portugal)
Mini
326. Benediktas Vanagas (Lituânia) / Rozwasowski Sebastian (Polônia)
Toyota
327. Christian Lavieille (França) / Jean-Pierre Garcin (França)
Toyota
328. Antanas Juknevicius (Lituânia) / Darius Vaiciulis (Lituânia)
Toyota
329. Juan Silva (Argentina) / Sergio Lafuente (Uruguai)
Mercedes
330. Alejandro Miguel Yacopini (Argentina) / Daniel Merlo (Argentina)
Toyota
331. Xavier Foj (Espanha) / Ignacio Santamaria (Argentina)
Toyota
332. Akira Miura (Japão) / Laurent Lichtleuchter (França)
Toyota
333. Denis Berezovskiy (Cazaquistão) / Alexey Nikizhev (Cazaquistão)
Toyota
334. Facundo Ardusso (Argentina) / Gerardo Scicolone (Argentina)
Renault
335. Eric Bernard (França) / Alexandre Vigneau (França)
Buggy
336. Jean – Pascal Besson (França) / Bruno Seillet (França)
Toyota
337. Ronald Basso (França) / Julien Menard (França)
Nissan
338. Alberto Rodrigo Gutierrez Fleig (Bolívia) / Joan Rubi (Espanha)
Toyota
339 Sylvio Barros (Brasil) / Rafael Capoani (Itália) Mini
340. Isidre Esteve (Espanha) / Txema Villalobos (Espanha)
Mitsubishi
341. Maik Willems (Holanda) / Robert Van Pelt (Holanda)
Toyota
343. Eduardo Osvaldo Amor (Argentina) / Nicolas amor (Argentina)
Toyota
344. Martin Maldonado (Argentina) / Sebastian Scholz Vergnolle (Argentina)
Mercedes
345. José Antonio Blangino (Argentina) / Luciano A. Gagliardi (Argentina)
Rapido
346. Alícia Reina (Argentina) / Carlos Danta Pelavo (Argentina)
Toyota
347. Tim Coronel (Holanda)
Suzuki
348. Fernando Ferrand Malatesta (Peru) / Fernando Ferrand del Busto (Peru)
Toyota
349. Sebastian Guayasamin (Colômbia) / Mauro Lipez (Argentina)
Toyota
350. Ebert Dollevoet (Holanda) / Patrick van Lee (Holanda)
Volvo
352. Philippe Croizon (França) / Cedric Duple (França)
BMW
354. Tom Coronel (Holanda)
Suzuki
355. Thomas Walter Englert (Alemanha) / Hans Paul Thiede Weiler ( )
Toyota
356. Giulio Verzeletti (Itália) / Antonio Cabini (Itália)
Fiat
357. Yves Tartarin (França) / Stephane Duple (França)
Land-Rover
358. He zhitao (China) / Kai Zhao (China)
Toyota
359. Gerard Tramoni (França) / Dominique Totain (França)
Springbox MD
360. Cristina Gutierrez Herrero (Espanha) / Pedro Lopez Chaves (Espanha)
Mitsubishi
361. Luis Fernando Barbery Paz (Bolívia) / Salazar Abel (Bolívia)
Toyota
362. Gianni Luca Tassi (Itália) / Massimiliano Catarsi (Itália)
Ford
363. Julio Cesar Roca Mercado (Bolívia) / Hernan daza Jimenez (Bolívia)
Toyota
364. Juan Carlos Vallejo (Chile) / Leonardo Baronio (Peru)
Toyota
367. Blas Zapag (Paraguai) / Enrique Zapag (Paraguai)
Toyota
368. Graziano Scandola (Itália) / Giammarco Fossa (Itália)
Ford
369. Ariel Jaton (Argentina) / German Rolon (Argentina)
Acciona Eco Powered
370. Dario de Lorenzo (Itália) / Aldo de Lorenzo (Itália)
Toyota
371. Gaston José Pasten Infante (Argentina) / Fernando Acosta (Argentina)
Toyota
373. Vaidotas Zala (Lituânia) / Saulius Jurgelenas (Lituânia)
SEAT
375. Tristan CouEDel (França) / Edouard Sineux (França)
Land-Rover
376. Roman Starikovich (Rússia) / Bert Heskes (Holanda)
Desert Warrior
377. Carlos Alberto Villegas Aguero (Argentina) / Maria del Huerto Mattar Smith (Argentina)
Nissan
379. Roberto Naivirt (Argentina) / José Luis di Palma (Argentina)
Toyota
380. Sergei Shikhotarov (Rússia) / Oleg Uperenko (Letônia)
Toyota
381. Stefano Marrini (Itália) / Stefano Rossi (Itália)
Toyota
383. Eduardo Peredo (Bolívia) / Eugenio Arrieta (Argentina)
Toyota
385. Fortunato Maldonado (Bolívia) / Victor Alanoca (Bolívia)
Toyota
387. Ramon Nunez (Argentina) / Sergio David Casas (Argentina)
Toyota
389. Orlando Careaga (Bolívia) / Enzo Cordano (Chile)
Toyota
390. Marco Piana (França) / Steven Griener (Suíça)
Toyota
391. Roberto Recalde (Paraguai) / Juan José Sanchez (Paraguai)
Toyota
393. Carlos Hector Salom (Argentina) / Lucas javier Salom (Argentina)
Volkswagen

F1 Formula 1 Formula 1 - 2016 Fotos Opinião Renault 2016

Avaliação da Renault em 2016 – Deivison Conceição

Published by:

Avaliação da Equipe:

Quando a Renault assumiu a falida equipe Lotus para a temporada de 2016 se imaginaria que o time iria evoluir rapidamente no decorrer da temporada, Mas esse ano a fábrica francesa preferiu usar esse ano como laboratório (Já que além de um projeto de carro que não teve investimento e um motor ainda muito fraco em relação a Mercedes e Ferrari) e dedicar todas as atenções para a temporada que vem. No meu modo de ver de maneira muito sensata já que é uma equipe com Fundos que não são finitos como as equipes independentes e uma posição ruim nos construtores nesse ano não será um problema para os planos da fábrica francesa para o futuro. E eles começaram bem contratando um piloto a altura de Nico Hulkenberg para comandar o desenvolvimento do time para 2017 aonde já acredito em bons resultados de cara caso o carro e o motor ajude.

malasia_domingo_2016-7

Já Entre os pilotos Magnussen se mostrou muito mais apto do que Jolyon Palmer e por incrível que pareça quem vai ser companheiro de equipe de Nico Hulkenberg vai ser o filho de Jonathan Palmer que não mostrou praticamente a menor condição de estar no Mundial de Formula 1. Era a hora da Renault contratar um 2ºpiloto a nível do Hulkenberg ou pelo menos 1 ou 2 degraus abaixo dele para fazer um supertime em 2017. Infelizmente foi uma bola fora que certamente vai refletir na temporada que vem. Sobre o desempenho da temporada foi o que eu disse nesse texto. O 7ºlugar no GP da Rússia como seu melhor resultado em 2016.

Nota: 3 (A Renault não quis nem saber da temporada, Joga suas fichas a partir de 2017)

Números:
GPS: 42
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 0
Pontos: 8
Corridas completadas: 33
Corridas completadas na Zona de Pontuação: 3
Voltas lideradas: 0
Voltas Mais Rápidas: 0
Número de Voltas Completadas: 2.038

Pilotos:

20. Kevin Magnussen (Dinamarca)
30. Jolyon Palmer (Inglaterra)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Renault

F1 Formula 1 Fotos Opinião Red Bull 2016

Avaliação da Red Bull em 2016 – Por Deivison Conceição

Published by:

Avaliação da Equipe:

Sobre a Red Bull em 2016 ela deu uma grande retomada em comparação a temporada de 2015, Um grande ano com um motor que começou a dar sinais de evolução como foi o motor Renault que foi renomeado pela TAG Heuer e teve ajuda da Ilmor no desenvolvimento desse motor e com um chassis RB12 que era um dos melhores Chassis. Isso se não fosse o melhor chassi do ano e teve a sua disposição pilotos arrojados para conseguir o vice-campeonato dos construtores e também 2 vitórias na temporada (Uma delas com Daniel Ricciardo na Malásia e outra com Max Verstappen no GP da Espanha)

Então a Red Bull terá uma ótima nota por tudo isso que conquistou em 2016? Minha Resposta: Não. E os motivos eu vou falar agora.

O que fez a Red Bull é falta de Respeito e um absurdo com o Esporte a Motor.

O que fez a Red Bull é falta de Respeito e um absurdo com o Esporte a Motor.

Não é porque uma equipe tenha duas equipes que ela tenha o direito de trocar de piloto depois de 4 corridas no campeonato como aconteceu com Daniil Kvyat que estava tendo um começo irregular, Mas conquistou o primeiro pódio da equipe na temporada para a equipe e poderia melhorar ao longo do ano. Como o fez em 2015, Mas uma largada desastrosa em Sochi acabou fritando Kvyat para colocar Verstappen. Na minha opinião um episódio vexatório que teve um final o pior cenário possível que foi uma vitória do Max Verstappen no GP da Espanha quando o mundo inteiro que criticou a substituição agora consagrando esse erro enorme ético e que nenhuma vitória que esse menino vai ter na carreira vai apagar.

Helmut Marko é sem duvida o pior gestor de pessoas que eu já vi passar na história da Formula 1. Sem qualquer sensibilidade e sensatez de considerar que é um absurdo retirar um empregado capaz de entregar resultados em 2016. Se consideraram um erro deixarem Verstappen correr na Toro Rosso em 2016 pelas circunstâncias que estavam tendo na temporada, Que deixassem o ano passar e o Max se desenvolver mais e esta plenamente lapidado para em 2017 ele ser efetivado na Red Bull. Sem qualquer margem para dúvidas para questionamentos.

E como palavra final, Digo que hoje eu sou completamente contra o programa da Red Bull de jovens pilotos da forma que esta sendo feito e sou contra a organização comandada pelo Dietrich Mateschitz ter 2 times na Formula 1. Acho isso muito imoral depois do que fizeram e é decisivo que a FIA faça um regulamento que proíba isso para o Futuro. Que se evite de se fazer isso ou no futuro isso vai virar uma prática comum no esporte a motor. Por tudo isso a minha nota vai ser a mais baixa de todas as equipes em 2016.

Ricciardo ganha o 6ºpódio na temporada

Ricciardo ganha o 6ºpódio na temporada

Nota: 0 (Não posso dar outra nossa se não essa, seria um desrespeito e uma contradição com o que eu penso sobre o esporte e o que a Red Bull fez nesse ano.

Números:
GPS: 42
Vitórias: 2
Poles: 1
Pódios: 16
Pontos: 468
Corridas completadas: 38
Corridas completadas na Zona de Pontuação: 37
Voltas lideradas: 116
Melhores Voltas: 5
Número de voltas completadas: 2.404

Pilotos:

3. Daniel Ricciardo (Austrália)
33. Max Verstappen (Holanda)
26. Daniil Kvyat (Rússia)

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Red Bull

F1 Ferrari 2017 Force India 2017 Fotos Haas 2017 Manor 2017 Mclaren 2017 Mercado de Pilotos Mercedes 2017 Opinião Red Bull 2017 Renault 2017 Sauber 2017 Toro Rosso 2017 Williams 2017

Formula 1 – Mercado de pilotos para 2017

Published by:

Mercado de pilotos para o ano de 2017 esta com suas vagas quase todas definidas restando as vagas na Sauber e teoricamente 1 das vagas na Manor.

Nessas Vagas que ainda restam Marcus Ericsson, Felipe Nasr e Jordan King são os mais prováveis pilotos para as vagas da Sauber e Manor respectivamente, Mas essas vagas podem mudar de mãos dependendo do dinheiro que cada piloto vai trazer para as equipes. E nisso é que Esteban Gutierrez, Rio Haryanto e qualquer um que tenha pelo menos uns 10 a 15 milhões de Dólares para injetar nesses dois times pode mudar essa história o que é bem triste para a maior categoria do automobilismo mundial ter sua decisão dos pilotos influenciado pelo dinheiro e por influências de custos de motor.

Por falar em Motores nada justifica a entrada de Esteban Ocon na Force India em 2017, tinhas vários pilotos na frente dele e seu desempenho na Manor demonstrou isso apesar de um pouco melhor que o Haryanto em corridas o piloto indonésio deu mais trabalho para o talentoso piloto Alemão Pascal Wehrlein que seria naturalmente o piloto a subir para a Force India.

Ocon poderia ficar mais uma temporada para aprender na Manor e ganhar bagagem, Subir para a Force India já pode ser um tiro muito no escuro que se justifica pelo desconto dos motores Mercedes para o time indiano que vai pagar apenas 3 dos 16 milhões de euros para continuar com os motores Alemães em 2017.

malasia_domingo_2016-7

Mas injustificável ainda é a permanência de Jolyon Palmer na Renault em 2017, Não faz sentido tirar Magnussen que fez alguma coisa ou contratar um piloto melhor do que o piloto Inglês que se resumiu a 1 ponto marcado no GP da Malásia com o 10ºlugar visto que Magnussen fez 7 pontos (Com um 7º na Rússia e um 10ºlugar em Cingapura). A Williams confirmou o Canadense Lance Stroll de apenas 18 anos de idade vindo de um título da Formula 3 Europeia, Mas acima disso entra na Williams com o dinheiro de patrocínio vindo do seu pai que  é um dos donos da Tommy Hilfiger que é uma empresa do ramo da moda que vai injetar 40 milhões de Dólares! uma jogada que pode dar muito certo ou o piloto acabar não sendo uma aposta certa queima a carreira por falta de tempo de voo.

Nisso eu vejo que a Formula 1 virou uma banalização aonde qualquer piloto de 18 anos ou alguém bem mais ou menos com muito dinheiro entra no campeonato. Na Formula 1 precisa ter hora de voo para chegar lá, Deveria ser obrigatório que o piloto disputasse a GP2 ou GP3 series pelo menos 1 temporada completa para estar qualificado para subir para a Formula 1. Por Exemplo eu subiria a idade mínima para 21 anos de idade na categoria e nisso não precisaria pegar um piloto que sem dúvida vai queimar etapas na sua carreira o que pode ser prejudicial.

Para mim na Formula 1 deveria ter no grid pilotos que estejam entre os 100 melhores pilotos do mundo e tem pilotos que não chegam nem perto disso nos dias de hoje (Só dou um exemplo: Esteban Gutierrez que esta na Haas apenas pelo dinheiro e busca vaga na falida equipe Sauber).

Por Falar em Sauber, Além de estarem próximos de ficarem na última posição a equipe apesar da entrada de um fundo de investimentos Suíço para salvar as financias da equipe comandada pela incompetente Monisha Kalterborn que desde de quando ela entrou na categoria conseguiu a façanha de fazer contrato com 3 pilotos titulares o que levou a equipe para uma situação constrangedora no começo da temporada passada aonde o Holandês Giedo van der Garde chegou a colocar o macacão da equipe na Sexta-feira e de conseguir na justiça Australiana para garantisse que ele corresse na temporada passada.

O Caso se resolveu com uma indenização de 60 milhões de Reais para o piloto holandês o que desfalcou o orçamento já pífio que a equipe de Marcus Ericsson e Felipe Nasr obtém graças muito aos patrocinadores que eles tem. Mas em 4 anos já dá para se ver a incompetência dela no comando desse time.

Em 2016 perder para a Manor será o fundo do poço mesmo, Dois anos antes a Sauber não pontuou e  foi um vexame, Mas muito mais pela incompetência dos seus pilotos (Sutil e Gutierrez) do que pelo carro que poderia pontuar. Já nesse ano é a total falta de condições do time que para completar vai usar motores defasados em 2016 o que acaba por condenar a equipe a ficar sendo uma nanica para 2016.

Hungria_2016sex_f1 (1)

O pior de tudo é que Ericsson e Nasr sobrou essa como a única opção para continuarem na Formula 1, A situação do piloto Brasileiro é dramática pois o Banco do Brasil vai diminuir os investimentos e visto que Gutierrez praticamente fora da Haas esta mirando nessa vaga o Brasil pode ficar depois de 46 anos seguidos sem nenhum representante na Formula 1. Ericsson tem sua situação quase que definida para continuar no time suíço.

Na Haas Grosjean só sai se quiser do time e provavelmente terá Kevin Magnussen como seu companheiro de equipe após um ano aonde ele conseguiu mostrar algum resultado na Renault que estava pegando o projeto da Lotus falida para 2016.

Gutierrez esta cotado para a Sauber apenas pelo dinheiro que possui

Gutierrez esta cotado para a Sauber apenas pelo dinheiro que possui

A consequência disso é uma Formula 1 muito mais fraca e cada vez mais desinteressante. faz sentido pilotos como Lucas di Grassi, Antonio Giovinazzi que pode ser campeão da Gp2 Series e não é citado para ganhar a vaga em qualquer equipe para 2016), Kamui Kobayashi que foi chutado da Formula 1 sem ter merecido sair em 2012 aonde no final do ano ele mostrou dedicação na Sauber quando o Perez se acomodou e deixou o time de lado o que prejudicou muito a equipe Suíça que poderia hoje esta em realidade diferente entre outros pilotos.

Falta coragem para as equipes de Formula 1 buscarem pilotos pelo talento e não pelo dinheiro e derepente um time que faça isso, Que tenha uma mentalidade vencedora e não uma mentalidade de apenas sobreviver na categoria. Esta na hora definitivamente de se pensar numa Formula 1 mais barata. A Solução é que todas as equipes corram com o mesmo modelo de chassis e que possam ser livres para fazerem seus desenvolvimentos aerodinâmicos e que tenhamos equipes CRT na categoria para encher o grid e que se melhore a qualidade do plantel da Formula 1. Da forma que esta a categoria esta ficando cada vez mais falida e parecendo uma velha de 67 anos que não atrai mais ninguém para a sua casa para ouvir as suas histórias e tomar um suco ou um café.

Plantel para 2017:

Equipe Motor Piloto 1 Piloto 2
Mercedes Mercedes Lewis Hamilton Nico Rosberg
Red Bull TAG Heuer Daniel Ricciardo Max Verstappen
Ferrari Ferrari Sebastian Vettel Kimi Raikkonen
Force India Mercedes Sergio Perez Esteban Ocon
Williams Mercedes Valtteri Bottas Lance Stroll
Mclaren Honda Fernando Alonso Stoffen Vandroone
Toro Rosso Renault Carlos Sainz jr. Daniil Kvyat
Haas Ferrari Romain Grosjean Kevin Magnussen*
Renault Renault Nico Hulkenberg Jolyon Palmer
Manor Mercedes Pascal Wehrlein* vago
Sauber Ferrari (16) vago Vago

* Não Confirmado

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Haas/Sauber/Renault

F1 Ferrari 2016 Force India 2016 Formula 1 Formula 1 - 2016 Fotos Haas 2016 Manor 2016 Mclaren 2016 Mercedes 2016 Red Bull 2016 Renault 2016 Sauber 2016 Toro Rosso 2016 Williams 2016

Em Sepang: Motor de Hamilton quebra e Ricciardo segura Verstappen conquistando 4ªVitória na Carreira

Published by:

Uma vitória que caiu nas mãos da Red Bull, Esse pode ser o resumo de uma das mais agitadas etapas do mundial de 2016 de Formula 1 que acabou resultado na primeira vitória de Daniel Ricciardo nessa temporada e a 4ªVitória na carreira. Também pode até ter definido o campeonato a Favor de Nico Rosberg.

Antes da largada na volta de apresentação travou o acelerador do carro de Felipe Massa que teve de largar dos boxes.

malasia_domingo_2016-8

Mas tinha tudo para acabar mal para o Alemão da Mercedes, Na largada Hamilton manteve a ponta com Rosberg se posicionando em segundo lugar, Mas dai veio Vettel que foi a luta para passar Max Verstappen. Conseguiu, Mas atingiu a Rosberg que acabou rodando caindo para os últimos lugares, Para Vettel com a suspensão quebrada ele deixou a corrida provocando o primeiro Safety Car virtual da corrida. Nessa alguns pilotos como Massa e Kvyat para trocar a estratégia e Gutierrez e Magnussen para consertar danos em seus carros, Na largada Kyvat acabou tocando por trás do carro do piloto Dinamarquês.

malasia_domingo_2016

O Safety Car virtual saiu na 3ªVolta e a corrida recomeçou com Hamilton na frente seguido de Ricciardo, Verstappen, Perez e Raikkonen nas 5 primeiras posições. Rosberg teve de vim do 17ºlugar para tentar se recuperar na prova. Enquanto isso Raikkonen em bonita manobra passou Perez no começo da 5ªVolta indo para o 4ºlugar. Quem fez grande começo de prova foi mesmo Fernando Alonso que já estava bem colocado disputando lugar nas 10 primeiras posições com Romain Grosjean, Felipe Massa acabou tendo um dos seus pneus furados tendo de ir para os boxes fazer a 2ªparada comprometendo de vez a sua corrida que já era bem difícil.

Ao final da 8ªVolta com problemas de Freio Romain Grosjean acaba indo para a brita na entrada da ultima curva provocando a entrada do segundo Safety Car Virtual, se aproveitando desse safety car Max Verstappen vai para a sua primeira parada nos boxes colocando um novo pneu macio o que poderia fazer ele disputar a liderança com Hamilton assim como outros pilotos. Dos que não pararam Hamilton é o Líder com Ricciardo em segundo e Raikkonen em terceiro e todos eles teriam de ir para os boxes e Verstappen em 4º com 17 segundos atrás poderia estar na frente quanto todos fossem para a parada, Entre os que não pararam estavam em Destaque Esteban Ocon em 7º e Marcus Ericsson em 8ºlugar

A partir da com a saída do SCV a corrida recomeçou e Hamilton teria de tentar abrir mais 5 segundos pelos menos para vencer ou então aguentar 35 voltas com os pneus duros. Já Nico Rosberg subia de posição em Posição de maneira bem rápida. Na 13ªVolta o líder do campeonato estava já em 10ºlugar, na 16ªVolta já se colocava em 8ºlugar e nas duas voltas seguintes Rosberg ultrapassou a Marcus Ericsson e depois passou Carlos Sainz passando para o 6ºlugar enquanto que Kevin Magnussen abandonou a corrida.

Na 21ªVolta Enquanto Rosberg passou Bottas assumindo o 5ºlugar estavam Hamilton e Raikkonen nos boxes para a sua parada. Ambos colocaram pneus duros para levarem até o final da prova deixando Ricciardo na liderança, Na Volta seguinte o Australiano foi para os boxes deixando a liderança Para Max Verstappen com Hamilton em segundo lugar e destroçando a diferença para o piloto da Red Bull que foi para os boxes na 27ªVolta a segunda parada voltando para o 4ºlugar.

Bottas foi o último piloto a ir para os boxes na 30ªVolta para a sua única parada nos boxes, Rosberg foi para os boxes na 32ªVolta e voltou para o 5ºlugar e dai ele começou a partir para cima de Raikkonen que tinha problemas no recarregamento do sistema de energia na busca pelo quarto lugar na corrida, Na entrada da 38ªVolta Rosberg faz o lançe da corrida ultrapassando de forma sensacional a Raikkonen assumindo o 4ºlugar, Nessa ultrapassagem Rosberg e Raikkonen se tocaram que rendeu um dos fatos mais absurdos dessa temporada (Uma punição de 10 segundos de Acréscimo de tempo no final da prova para o piloto da Mercedes) Sobre a Punição é muito ridícula mostra o patético pensamento dos comissários de Formula 1, esta na hora de repensamos o critério de Darem punições já que Max Verstappen fez coisas bem mais abusivas e não foi se quer punido.

Por falar em Verstappen ele foi para cima de Ricciardo que não entregou posição mesmo com o piloto holandês em uma manobra fantástica o piloto Australiano conseguiu se defender e manteve o segundo lugar o que ajudava Hamilton a abrir diferença e praticamente confirmar a vitória até que na 41ªVolta quando o motor de Hamilton quebra o que pode ter definido o campeonato a favor do Rosberg que já estava no pódio em 3ºlugar. Ao mesmo temo Esteban Gutierrez deixou a prova com um dos pneus deixando o carro na prova que foi a pior corrida da Haas em 2016.

malasia_domingo_2016-1

Durante o Safety Car virtual Ricciardo e Verstappen foram para os boxes ao mesmo tempo o que deu uma vantagem para o piloto Australiano que parou antes e deixou o Holandês esperando a sua vez perdendo assim mais de 2 segundos sobre seu companheiro de equipe. Rosberg e Raikkonen também pararam nos boxes. Com o final do Safety Car virtual Ricciardo teve de tentar manter a liderança da prova e Verstappen volta a volta foi tirando a diferença e parecia que o Holandês iria conseguir a vitória, Mas nas voltas finais Ricciardo segurou essa vantagem e levou a primeira vitória nessa temporada, Uma improvável vitória que caiu no colo do piloto da Red Bull que conquistou a 4ªVitória de sua carreira de maneira brilhante segurando a Max Verstappen que acabou completando a dobradinha da Red Bull que não acontecia desde do GP do Brasil de 2013.

malasia_domingo_2016-4

Mas Rosberg pode se considerar o vencedor do dia conseguindo depois de cair para o 17ºlugar se recuperar muito bem conquistando o pódio em 3ºlugar e abrindo 23 pontos na liderança do campeonato o que é importante é o Crescimento do Rosberg que marcou 90 pontos nas últimas 4 corridas contra 48 pontos de Hamilton que agora tem que partir com tudo para a reta final se quiser conquistar o Tetracampeão do Mundo, Além disso conseguiu superar a punição de 10 segundos chegando na frente de Kimi Raikkonen que acabou em 4ºlugar para a Ferrari que não tem mais chances de título dos construtores e praticamente deu adeus ao vice-campeonato dos construtores que fica bem encaminhado para o time Austríaco.

Valtteri Bottas teve uma belíssima corrida ficando em 5ºlugar com a Williams e teve sorte ao contraio de Felipe Massa que não teve como fazer uma boa corrida com todos os problemas que teve na prova ficando apenas em 13ºlugar o que não foi bom para o time de Grove que disputa o 4ºlugar com a Force India que teve uma boa corrida com Sergio Perez segurando a Fernando Alonso ficando em 6ºlugar e Nico Hulkenberg com outra tática ficou em 8ºlugar.

Aliás corridaça de Fernando Alonso que largando do último lugar com a Mclaren-Honda que tem um novo motor para o GP do Japão e o 7ºlugar na Malásia pode mostrar que no próximo domingo a Mclaren pode ser uma grande surpresa que teve também Jenson Button em 9ºlugar marcando mais 2 pontos e consolidando mais e mais o 6ºlugar no mundial de construtores, Jolyon Palmer fecha a zona de pontuação marcando seu primeiro ponto na temporada com o 10ºlugar se tornando o 19ºpiloto a pontuar nessa temporada e pela primeira vez  a Renault pontua pela segunda vez seguida.

malasia_domingo_2016-7

Carlos Sainz jr. fica em 11ºlugar fazendo uma boa prova enquanto deu, O motor Ferrari de 2015 esta derrubando o final de campeonato da Toro Rosso definitivamente, A Seguir uma bela prova de Marcus Ericsson que destroçou Felipe Nasr nesse final de semana com o 12ºlugar contra o 15º de Nasr que ficou bem longe mesmo de confrontar com seu companheiro de equipe, Massa ficou em 13º com o Russo Daniil Kvyat que não conseguiu fazer uma boa prova muito pela primeira volta de prova, Mas não poderia fazer muita coisa pelas dificuldades da Toro Rosso. Wehrlein e Ocon completou os 17 pilotos que completaram a prova.

Semana que vem teremos o GP do Japão em Suzuka, Rosberg começa a colocar uma mão na taça e Hamilton precisa partir para o tudo ou nada se quiser ser o campeão.

malasia_domingo_2016-6

Mundial de Formula 1 – 16ªEtapa
GP da Malásia – Sepang

Posição Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Abandono Grid
1 Daniel Ricciardo 3 Red Bull RB12 TAG heuer 56 1:37:12.776 4
2 Max Verstappen 33 Red Bull RB12 TAG heuer 56 a 2.443 3
3 Nico Rosberg 6 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 56 a 25.516 2
4 Kimi Raikkonen 7 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 56 a 28.785 6
5 Valtteri Bottas 77 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 56 a 1:01.582 11
6 Sergio Perez 11 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 56 a 1:03.794 7
7 Fernando Alonso 14 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 56 a 1:05.205 22
8 Nico Hulkenberg 27 Force India VJM09 Mercedes PC106C Hybrid 56 a 1:14.062 8
9 Jenson Button 22 Mclaren MP4-31 Honda RA616H 56 a 1:21.816 10
10 Jolyon Palmer 30 Renault RS16 Renault RE16 56 a 1:35.466 19
11 Carlos Sainz jr. 55 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 56 a 1:38.878 16
12 Marcus Ericsson 9 Sauber C35 Ferrari 059/5 55 a 1 Volta 17
13 Felipe Massa 19 Williams FW38 Mercedes PC106C Hybrid 55 a 1 Volta 10
14 Daniil Kvyat 26 Toro Rosso STR11 Ferrari 059/4 00:00 a 1 Volta 15
15 Pascal Wehrlein 94 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 55 a 1 Volta 21
16 Esteban Ocon 31 Manor MRT05 Mercedes PC106C Hybrid 55 a 1 Volta 20
17 Felipe Nasr 12 Sauber C35 Ferrari 059/5 46 a 10 Voltas Abandono 18
18 Lewis Hamilton 44 Mercedes W07 Mercedes PC106C Hybrid 40 a 16 Voltas Motor 1
19 Esteban Gutierrez 21 Haas VF-16 Ferrari 059/5 39 a 17 Voltas Pneu 13
20 Kevin Magnussen 20 Renault RS16 Renault RE16 17 a 39 Voltas Abandono 14
21 Romain Grosjean 8 Haas VF-16 Ferrari 059/5 7 a 49 Voltas Freios 12
22 Sebastian Vettel 5 Ferrari SF16-H Ferrari 059/5 0 a 56 Voltas Colisão 5

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Red Bull/Williams/Renault/Mercedes/Ferrari