Corridas Históricas : IRL – GP de Walkins Glen de 2005

Grid de largada do GP de Walkins Glen de 2005:

pos. Piloto Chassis Motor Equipe Mph
1 Hélio Castroneves 3 Dallara Toyota Penske 133.806
2 Giorgio Pantano 10 Panoz Toyota Ganassi 133.774
3 Patrick Carpentier 83 Dallara Toyota Cheever 133.629
4 Scott Dixon 9 Panoz Toyota Ganassi 133.497
5 Tony Kanaan 11 Dallara Honda Andretti Green 133.381
6 Dario Franchitti 27 Dallara Honda Andretti Green 132.995
7 Vitor Meira 17 Panoz Honda Rahal 131.065
8 Buddy Rice 15 Panoz Honda Rahal 130.643
9 Dan Wheldon 26 Dallara Honda Andretti Green 130.493
10 Tomas Scheckter 4 Dallara Chevrolet Panther 130.381
11 Sam Hornish, Jr. 6 Dallara Toyota Penske 129.961
12 Tomáš Enge 2 Dallara Chevrolet Panther 129.909
13 Alex Barron 51 Dallara Toyota Cheever 129.777
14 Bryan Herta 7 Dallara Honda Andretti Green 129.519
15 Kosuke Matsuura 55 Panoz Honda Fernandez 129.399
16 Danica Patrick 16 Panoz Honda Rahal 129.261
17 Roger Yasukawa 24 Dallara Honda Dreyer and Reinbold 128.314
18 Scott Sharp 8 Panoz Honda Fernandez 127.827
19 Jeff Bucknum 14 Dallara Chevrolet Foyt 127.129
20 Ed Carpenter 20 Dallara Toyota Vision 123.922

Dixon conquista vitória na volta de Walkins Glen. Wheldon confirma o título do campeonato de 2005.

Penúltima corrida da temporada de 2005 da Formula Indy na tradicional Walkins Glen que teria sua primeira vez na Indy Racing League. Uma etapa sobre pista seca com o tempo fechado e com um título praticamente nas mãos de Dan Wheldon que só precisava largar para confirmar o campeonato.

Kannan praticamente sem chance nenhuma de título tinha que fazer a corrida dele. A pole position é do Brasileiro Hélio Castroneves com a Penske com Giorgio Pantano que foi convidado pela Ganassi a correr nessa prova no lugar do Jaques Lazier (Que estava fazendo uma temporada vexatória) Dividia a 1ªfila do grid. Na segunda fila largam Patrick Carpentier da Red Bull Cheever e Scott Dixon da Ganassi. Tony Kannan iria largar em 5ºlugar enquanto que Dan Wheldon iria largar para o quase certo título do piloto Britânico em 9ºlugar.

Largada para a penúltima prova do campeonato e Castroneves largou muito bem mesmo e manteve a liderança. Carpenter largou bem, Mas passou para fora da pista e deixou a 2ªposição para Tony Kannan com Dixon, Franchitti e Carpenter completando os 5 primeiros lugares.

Na segunda volta Kannan com o Motor Honda passou a ser pressionado pelo Dixon com os Motores Toyota. Era a disputa do 2ºlugar. Honda e Toyota eram os melhores motores da Categoria. A Chevrolet estava atrás nessa história dos Motores. O Sul-Africano Tomas Schekter da Tradicional Panther era o melhor deles com os propulsores Norte-Americanos na 10ªposição.

Giorgio Pantano que largou na 2ªposição acabou perdendo posições na largada descendo para o 6ºlugar já um pouco longe do Carpenter. Kannan vinha a mais ou menos 1 segundo de diferença atrás de Castroneves e vinha com Dixon, Franchitti colados com Carpenter estava perto também dessa disputa.

No final da 4ªVolta Schekter teve uma quebra de suspensão ou um furo de pneu que fez el e ir para a caixa de brita, Era bem da caracterizava do sul-africano. Piloto muito rápido, Mas muito batedor. Nesse caso a rodada dele foi devido a uma quebra de uma suspensão, Não pode atribuir a culpa a ele por uma falha de um componente de carro.

Os pilotos que estavam na parte de trás como San Hornish jr., Scott Sharp, Dan Wheldon foram para os boxes na volta 7 aproveitando da bandeira amarela em todo o circuito jogando com uma tática diferente. Wheldon, Danica Partick que entrou em 7º dessa turma e voltou em 2º e Sam Hornish jr. Voltaram foram os 3 que saíram melhor dessa parada. Já a Equipe de Ed Carpenter fez um grande trabalho fazendo o norte-americano ganhar 6 posições nessa disputa.

Castroneves, Kannan, Dixon, Franchitti, Carpentier, Pantano vinham nas 6 primeiras posições. Vitor Meira vinha logo atrás na 7ªposição. A relargada aconteceu na volta 9. Castroneves, Kannan mantiveram suas posições, Já o Tcheco Tomas Enge (Sim o Maconheiro! risos) passou Meira assumindo o 7ºlugar e já partindo pata cima do Pantano enquanto que Carpantier tomou o 4ºlugar do Franchitti. Dan Wheldon vinha em 9ºlugar o que daria de qualquer maneira o título da temporada 2005.

Olhando a telemetria do carro do Dixon o carro dele com o Motor Toyota chegava à reta a 172 milhas por hora (276,748 km/h) Castroneves estava abrindo enquanto que Kannan estava ficando mais para o Neozelandês da equipe Chip Ganassi.

Castroneves (Penske-Toyota), Kannan (Andretti-Honda), Dixon (Ganassi-Toyota), Carpentier (Cheever-Toyota), Franchitti (Andretti-Honda), Pantano (Ganassi-Toyota), Enge (Vision-Chevrolet), Wheldon (Andretti-Honda), Meira (Rahal-Honda), San Hornish jr. (Penske-Toyota) eram os 10 primeiros colocados.

Por incrível que pareça o Câmbio era ainda do lado direito do piloto e não embutido ao volante. Os 4 primeiros colocados estavam mais ou menos separados a 1 segundo cada um com Franchitti um pouco mais atrás no 5º, Mas bem a frente de Pantano que vinha no 6ºlugar que também tinha uma diferença grande para Tomas Enge da Vision que tinha os motores Chevrolet (Que eram os mais fracos da categoria). Danica Patrick que vinha em 12º estava a 28 segundos de Castroneves.

Scott Dixon começou a mostrar as suas cartas e partiu para cima de Kannan com seu chassi Panoz contra o Dallara do piloto Brasileiro da equipe Andretti e na volta 20 Dixon com mais velocidade na reta dos boxes passa Kannan e assume a segunda posição. O piloto da Andretti tentou dar o troco sem sucesso. Dixon disparou no segundo lugar enquanto que Kannan começava a ficar mais para Carpentier, Franchitti e Pantano.

Carpentier, Pantano e Vitor Meira foram para os boxes na 21ªVolta. Era o começo das paradas dos líderes que ainda não tinham feito a parada. Pantano perdeu tempo na parada por ter passado um pouco do ponto de parada, Carpentier perdeu tempo em sair da área de pit lane.

Na Volta 22 Castroneves e Dixon pararam nos boxes. O Piloto da Penske voltou na frente do piloto da Ganassi. Kannan era o líder com Franchitti em segundo, Ambos foram para a parada na 23ªVolta. Giorgio Pantano teve de passar de novo pelos boxes (Foi punido por passar em cima da mangueira de troca de pneus). Após as paradas a liderança estava nas mãos de Dan Wheldon com Hornish jr. Em 2º, Matsuura em 3º, Castroneves em 4º, Dixon em 5º e depois disso vem Franchitti, Kannan, Sharp, Rice e Carpentier os 10 primeiros colocados na 24ªVolta de 60 voltas programadas.

Logo Wheldon, Hornish jr., Matsuura e os outros que parara naquela 7ªVolta iriam ter de voltar aos boxes para a segunda parada deles (Iriam partir para 3 paradas nos boxes) Enquanto que os líderes de fato iriam para 2 paradas apenas. Hornish jr. Vinha chegando em Wheldon na disputa pela liderança da prova e virando 0,5 Milhas mais rápido que Wheldon.

Matssura para na volta 27 assim como Danica Partick. Buddy Rice acabou batendo logo depois de ter feito a parada nos boxes. Um erro amador por parte de alguém que já ganhou 500 milhas de Indianapolis como foi o caso dele. Hornish jr. Fez à parada nos boxes

Bandeira amarela foi acionada na volta 28 a Norte-americana Danica Partick teve problemas em seu carro e acabou parando em um ponto razoavelmente perigoso na pista. Danica voltou a corrida, Graças ao resgate que deu uma ajuda a ela.

Wheldon não tinha feito a parada e acabou se dando mal nessa, Ele teria de fazer a parada em breve que poderia ser na bandeira amarela o que colocaria o inglês na última posição. Na volta 29 o Inglês fez sua parada e Castroneves voltou à liderança da prova. Outros pilotos aproveitaram e fizeram outra parada. Danica Partick continuava com problemas, Quando saiu dos boxes para mais uma parada o seu motor morreu e ela perdeu mais tempo ainda.

Bandeira Verde na volta 31. Chegamos a metade da prova com Castroneves na frente. Enge passou Matsuura passando para 7ºlugar e depois passando Hornish jr. Passando para o 6ºlugar. Já lá na frente Scott Dixon passou Helinho e assumiu a liderança da corrida com um carro que estava mal a temporada inteira (2005 foi um ano terrível para a Ganassi) Enquanto isso a equipe de Dan Wheldon já esta preparando a festa para o título do piloto da Andretti. Nos boxes o Brasileiro Vitor Meira com problemas em seu carro via a sua corrida ir por água abaixo.

Dixon abriu de Castroneves e disparava na liderança. Kannan, Carpenter e Franchitti completavam os 5 primeiros lugares na 33ªVolta. Enge, Hornish jr., Sharp, Matsuura e Jeff Bucknum da A.J.Foyt completavam os 10 primeiros lugares. Novamente os 5 primeiros colocados estavam bem a frente de Tomas Enge que se segurava na 6ªposição. Dan Wheldon estava em 12ªposição a 20 segundos de Scott Dixon. Ele só precisava terminar a prova para festejar o título.

A Segunda parada dos líderes seria entre a volta 40 até a volta 45 no máximo para irem até o final da prova. Dixon ainda tinha 2 a 3 segundos a frente de Helinho e dos demais. É realmente um piloto completo já em 2005 era um pilotaço o neozelandês que é um dos maiores pilotos que a categoria já teve na sua história desde de 1979.

Bryan Herta e Alex Barron que estavam totalmente sumidos nas últimas posições fizeram a parada na volta 41 para levarem seus carros até o final da prova. Castroneves para na volta 42 para a segunda e última parada nos boxes com seu Dallara-Toyota o que igualmente faz Carpentier e Scott Sharp da equipe de Adrian Fernandez, Tomas Enge e Kosuke Matsuura que largou do 15ºlugar e vinha subindo com o decorrer da prova.

O líder parou na volta 43. Kannan voltou a liderança com Franchitti em 2º muito perto do piloto Brasileiro e de seu companheiro de equipe na Andretti. A Prova dos pilotos da Rahal era um desastre. Danica Partick vinha em 17ºlugar e Vitor Meira com 2 voltas atrás vinha no 18ºlugar com o Buddy Rice já fora da prova desde da 27ªvolta.

Castroneves era pressionado pelo por Carpentier, estava valendo posição. Kannan e Franchitti foram para os boxes na 45ªvolta literalmente disputando posição diretamente. Wheldon também parou nessa volta.

Hornish jr. Assumiu a liderança. Kannan voltou à frente de Dixon. O neozelandês estava disposto a recuperar essa posição, O que ele conseguiu na entrada da volta 46 quando ultrapassa Kannan e volta a ficar a frente do piloto Brasileiro, Castroneves acabou despencando na classificação. Hornish jr. Foi para os boxes no final da volta 47. Dixon voltou a liderança com Kannan e Franchitti logo atrás. Após todos os pilotos terem feito a parada (Após a parada de Jack Buckman nos boxes): Dixon, Kannan, Franchitti, Carpentier, Castroneves, Hornish jr., Pantano, Wheldon, Sharp e Enge após 48 voltas.

Kannan foi para cima de Dixon. Naquela altura do campeonato a vitória era o que mais valia para o piloto da Andretti. O campeonato já esta fora de alcance para o campeão da temporada 2004. Giorgio Pantano que correu pela Jordan em 2004 vinha em 7ºlugar em uma corrida pelo menos honesta com um carro da Ganassi que vinha me uma fase não muito boa.

Dixon e Kannan a 9 voltas do final polarizaram a disputa pela vitória, Ainda dava para Dixon ter o ponto por liderar o maior número de voltas. Ele precisava liderar até o final da corrida para ganhar esse ponto. 4 das 5 voltas mais rápidas da prova eram do Scott Dixon sendo a 38ªVolta em 1:32.347 a melhor delas da prova. Partick Carpentier da Red Bull Cheever era o primeiro a fazer volta mais rápida sem ser o Dixon. A sua volta de 1:32.770 era a 5ªmelhor volta da corrida.

Dario Franchitti em 3ºlugar não parecia ter equipamento para disputar a vitória. Tanto é que já estava ficando para trás. A 7 Voltas do final Alex Barron acaba rodando com o carro da Cheever, Uma corrida ruim do norte-americano. A poucas voltas do final Dixon teria Kannan colado nele e junto vinham Franchitti, Carpentier e Giorgio Pantano. Já os pilotos da Penske estavam totalmente fora da corrida com Castroneves ficando para trás e Sam Hornish jr. Que ficou sempre de fora dos 5 primeiros a não ser com as paradas nos boxes quando ele liderava a corrida de forma esporádica.

Bandeira Verde a 4 Voltas do final da 1ªprova da IRL em Walkins Glen. Dixon, Kannan e Franchitti disparavam nas 3 posições. Já Partick Carpentier ficou para trás deixando o 4ºlugar com Giorgio Pantano seguido de Dan Wheldon e Hélio Castroneves. Com toda essa confusão acabou Dixon, Kannan e Franchitti ficando muito na frente dos demais a 2.5 segundos a frente de Pantano.

Dixon levou o seu Panoz-Toyota até o final da prova e conquistou a vitória depois de mais de 2 anos de jejum. Desde da prova de Richmond em 2003 que Dixon não conquistava uma vitória na Formula Indy. Tony Kannan ficou em 2ºlugar e o Escocês Dario Franchitti que fez uma corrida apenas correta completou o pódio.

Pantano e Dan Wheldon completaram os 5 primeiros lugares. O inglês Dan Wheldon confirmou o título de campeão da temporada de 2005 após uma temporada que ele e a sua equipe Andretti Green obtiveram domínio do campeonato.

Na Volta final, Os pilotos Hélio Castroneves e Tomas Enge provocam um acidente fortíssimo acionando uma bandeira amarela a meia volta do final, Mesmo assim não mudaria nada se a bandeira amarela não fosse acionada. Kosuke Matsuura, Sam Hornish jr., Bryan Herta, Scott Sharp e Partick Carpentier fecharam as 10 primeiras posições.

Depois da prova só restou os pilotos da equipe de Michael Andretti Green comemorarem pelo Segundo ano seguido o título nas mãos deles.

Resultado Final do GP de Walkins Glen – IRL 2005

pos. Grid piloto Chassis Motor Equipe Voltas Tempo Premiação
1 4 Scott Dixon 9 Panoz Toyota Ganassi 60 1h 45:42.3804 120800
2 5 Tony Kanaan 11 Dallara Honda Andretti Green 60 a 0.6540 90200
3 6 Dario Franchitti 27 Dallara Honda Andretti Green 60 a 1.1457 75400
4 2 Giorgio Pantano 10 Panoz Toyota Ganassi 60 a 1.8799 60700
5 9 Dan Wheldon 26 Dallara Honda Andretti Green 60 a 2.1267 55300
6 15 Kosuke Matsuura 55 Panoz Honda Fernandez 60 a 11.4438 50600
7 11 Sam Hornish Jr. 6 Dallara Toyota Penske 60 a 12.5652 47200
8 14 Bryan Herta 7 Dallara Honda Andretti Green 60 a 18.1812 46000
9 18 Scott Sharp 8 Panoz Honda Fernandez 60 a 18.3781 46000
10 3 Patrick Carpentier 83 Dallara Toyota Cheever 60 a 39.8163 44600
11 19 Jeff Bucknum 14 Dallara Chevrolet Foyt 60 a 41.8182 43200
12 1 Hélio Castroneves 3 Dallara Toyota Penske 59 a 1 Volta – Acidente 51900
13 12 Tomáš Enge 2 Dallara Chevrolet Panther 59 a 1 Volta – Acidente 40700
14 20 Ed Carpenter 20 Dallara Toyota Vision 59 a 1 Volta 39100
15 17 Roger Yasukawa 24 Dallara Honda Dreyer and Reinbold 58 a 2 Voltas 37900
16 16 Danica Patrick 16 Panoz Honda Rahal 58 a 2 Voltas 36600
17 13 Alex Barron 51 Dallara Toyota Cheever 58 a 2 Voltas 35200
18 7 Vitor Meira 17 Panoz Honda Rahal 48 a 12 Voltas – Elétrico 35200
19 8 Buddy Rice 15 Panoz Honda Rahal 27 a 33 Voltas – Acidente 33800
20 10 Tomas Scheckter 4 Dallara Chevrolet Panther 4 a 56 Voltas – Acidente 32600

Fotos:

Vídeo da corrida:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Indycar/Motorsport
Vídeo:

Pagenaud conquista a pole em Sonoma e fica mais próximo do título

O Francês Simon Pagenaud esta praticamente a um passo do campeonato, Em um treino emocionante o líder do campeonato arrancou no final do Treino a Pole position que estava nas mãos de Hélio Castroneves. O líder do campeonato com essa pole aumenta em um ponto de diferença a sua vantagem para Will Power que vai largar em 4ºlugar.

sonomasabado2016-indy-1

Pagenaud tem uma vida muito tranquila para o Campeonato, Se ele chegar em 5ºlugar hoje em Sonoma a partir das 7 e meia da Noite ele será o campeão independente do resultado de Power vencer a corrida. Para Power ser campeão ele só tem 5 possibilidades:

Power vencendo
Pagenaud não pode ir acima do 6ºlugar caso Power consiga ponto extra por liderar a corrida e liderar o maior número de Voltas, Caso contraio o Francês não pode ir além do 7ºlugar

Power em 2º
Pagenaud não pode ir acima do 12ºlugar caso Power consiga ponto extra por liderar a corrida e liderar o maior número de Voltas, Caso contraio o Francês não pode ir além do 13ºlugar

Power em 3º

Pagenaud não pode ir acima do 17ºlugar caso Power consiga ponto extra por liderar a corrida e liderar o maior número de Voltas, Caso contraio o Francês não pode ir além do 18ºlugar

Power em 4ºlugar

Pagenaud não pode ir acima do 20ºlugar caso Power consiga ponto extra por liderar a corrida e liderar o maior número de Voltas, Caso contraio o Francês não pode ir além do 21ºlugar

Power em 5ºlugar

Pagenaud não pode ir acima do 22ºlugar caso Power consiga ponto extra por liderar a corrida e liderar o maior número de Voltas, Se Pagenaud liderar a corrida e Power não marcar ponto extra por liderar a corrida o Francês será o campeão

Power em 6ºLugar

Pagenaud é campeão independente do Resultado de Power

sonomasabado2016-indy

E qualquer outro resultado que não seja esse o título fica nas mãos de Pagenaud, Seria o primeiro título do piloto de 32 anos de idade que esta na Formula Indy desde de 2011 e tem em seu currículo 86 corridas, 8 Vitórias, 7 Poles e tem como melhor resultado no campeonato de Formula Indy um 3ºlugar no ano de 2013 pela Equipe Schmidt.

Mas deve se falar que Castroneves teve um desempenho muito positivo e pode ser uma pedra no sapato de Pagenaud isso se o Francês precisar vencer a corrida, O que pode não ser preciso. Uma tática que pode ser usada seria marcar o Power, Mas é arriscado e pode acabar dando o efeito contraio e acabar deixando o título nas mãos do Australiano.

sonomasabado2016-indy-2

A Penske dominou as 2 primeiras filas do Grid e isso justifica de ter 3 dos seus 4 pilotos nas 4 primeiras posições no campeonato.

Amanhã as 7 e meia da noite teremos a decisão do título em Sonoma e vamos conferir essa decisão em tempo real com a matéria da prova saindo logo depois da decisão do campeonato.

Grid de Largada do Grande Prêmio de Sonoma:

  1. Simon Pagenaud
  2. Hélio Castroneves
  3. Juan Palbo Montoya
  4. Will Power
  5. Graham Rahal
  6. Ryan-Hunter Reay
  7. Scott Dixon
  8. Alexander Rossi
  9. Sebastian Bourdais
  10. Josef Newgarden
  11. Mikhail Aleshin
  12. Charlie Kimball

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Indy Car em Watkins Glen Dixon sobra na turma e Pagenaud fica próximo do título

Grid de largada:

1 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1’22.5259
2 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1’22.5742
3 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) 1’22.7844
4 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1’22.8748
5 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1’22.9158
6 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1’23.0064
7 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1’23.4660
8 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1’23.5493
9 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1’23.6392
10 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1’23.7744
11 R.C. Enerson (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1’23.9907
12 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1’24.0983
13 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1’24.0477
14 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1’24.8928
15 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 1’24.0908
16 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1’25.5560
17 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1’24.2606
18 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1’26.4285
19 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1’24.5254
20 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 1’58.1893
21 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1’25.1826
22 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 2’12.3265

indy_watkinsglen2016-5

Watkins Glen substituiu o circuito de Boston e o que se viu a 2 semanas atrás foi uma grande corrida de Scott Dixon em uma das mais tensas provas dessa temporada.

Os treinamentos Dixon conquistou a pole position com um Amplo domínio dos motores Chevrolet com os 8 primeiros lugares do grid e só ai aparece Jack Hawksworth com o Honda da equipe de A.J.Foyt largando em 9ºlugar com o Aleshin em 10º com o carro da Schmidt Peterson. Na disputa pelo campeonato Power dividia a primeira fila com Dixon em 2ºlugar e Simon Pagenaud largaria em 7ºlugar o que seria uma boa vantagem para Power.

A largada foi muito conturbada  com Dixon na frente com Power em 2º e uma belíssima largada de Pagenaud subindo de 7º para o 3ºlugar e Tony Kannan que ganhou uma posição. Já Bourdais acabou rodando na primeira curva e perdeu muito tempo, Aleshin e Montoya também rodou e perderam tempo.

indy_watkinsglen2016-28

Na segunda volta Kannan conseguiu passar no final da reta Simon Pagenaud, Mas acabou perdendo tempo e nisso na reta oposta Pagenaud voltou ao 3ºlugar enquanto que Dixon começou a abrir diferença para Power, Em apenas 7 voltas Dixon já colocava 4 segundos em cima de Power. na parte do meio  do pelotão o canadense James Hinchcliffe mostrou que dá para fazer ultrapassagem ao passar a Alexander Rossi tomando o 9ºlugar do piloto da Andretti-Herta.

Takuma Sato vai para os boxes ser o primeiro a fazer a parada na 9ªvolta, a partir dai se inaugurava a rodada de paradas nos boxes. Na volta 10 já pararam Newgarden e Hawksworth fazerem a parada, Kannan foi para cima de Pagenaud e por fora tomou o terceiro lugar do líder do campeonato. Na 15ªVolta Dixon entra nos boxes e nessa ele deu uma sorte danada pois na mesma volta o pneu de Mikhail Aleshin explode e acaba fazendo o piloto Russo bater no muro o que provoca a primeira bandeira amarela da corrida. Com isso todos os pilotos que ainda não tinham ido para os boxes foram para a sua primeira parada.

indy_watkinsglen2016-8

Depois dessas paradas Dixon reassumiu a liderança com Chilton em 2º, Montoya em 3º, Daly em 4º e completando os 5 primeiros vinha o piloto Alexander Rossi e dos que pararam na bandeira amarela Tony Kannan levou a melhor ganhando a posição de Will Power e se posicionando em 12º na frente dos postulantes ao campeonato Power em 13º e Pagenaud em 14º.

Relargada na 19ªVolta e Kannan já foi para cima do britânico Hawksworth assumindo o 11ºlugar enquanto que Dixon foi embora na frente, Na 20ªVolta em disputa roda a roda entre Graham Rahal e Charlie Kimball foi o piloto da Rahal-Letterman que levou a pior e bateu ocasionando mais uma bandeira amarela. Nessa bandeira amarela o Brasileiro Hélio Castroneves muda a sua tática e resolve fazer mais uma parada nos boxes para reabastecer mudando a sua estratégia e se daria certo ou não só veríamos quando a corrida acabasse, Mas a corrida iria acabar praticamente para Tony Kannan que acabou ficando lento com a impressão de que um dos seus pneus estourou, Mas na verdade ele teve uma quebra de uma parte na suspensão. O resultado disso foi que ele teve de ir aos boxes para fazer o reparo e com isso perdeu mais de uma volta tirando ele da luta pela vitória enquanto isso tivemos a relargada com Dixon indo embora literalmente deixando Chilton para trás que estava segurando a Montoya, Daly e Newgarden. Na disputa do campeonato Pagenaud estava na frente em 12º com Power em 14º.

Montoya passou Chilton na 27ªVolta assumindo o segundo lugar a 7 segundos de Dixon que estava sobrando na turma, Chegando na metade da prova Josef Newgarden foi para a segunda parada nos boxes, Era o começo da 2ªRodada nos boxes o que certamente faria os pilotos realizarem 3 parada, Era praticamente impossível que alguém fizesse 2 paradas nos boxes. Na volta seguinte pararam Bourdais, Rossi e Hunter-Reay.

indy_watkinsglen2016-9

O líder Scott Dixon foi para a segunda parada na 32ªpassagem deixando a ponta em momentos para Juan Palbo Montoya que certamente deve deixar a Penske no final da temporada na liderança com Chilton em 2º e Muñoz em 3º, Já Pagenaud estava em 5ºlugar. Os três primeiros colocados pararam na volta 33 deixando Hinchcliffe na liderança com Pagenaud em 2º e eles foram os dois últimos a pararem nos boxes na volta 35 deixando Helinho na liderança em Watkins Glen com uma tática um pouco diferente. Duas voltas depois o piloto da Penske foi para a sua terceira parada nos boxes. Já Bourdais teve nesse meio tempo um bom momento ao passar Muñoz e algumas voltas depois ao tentar passar um outro adversário acabou saindo da pista e indo para a grama inclusive com seu carro saltando, A sorte dele é que nada aconteceu com o carro da KVSH Racing e ele pode continuar na corrida perdendo algumas posições apenas.

indy_watkinsglen2016

Dixon era o líder com 14 segundos em cima de Montoya, Newgarden em 3º, Hinchcliffe em 4º e Simon Pagenaud em 5º, Castroneves estava em 6º o que mostrava que sua tática adotada na segunda bandeira amarela estava com indícios de dar muito certo. Já Power vinha em 14ºlugar e quando se achava que não poderia ficar pior para o piloto Australiano acabou piorando mais ainda na 39ªVolta através de uma tentativa mal feita do Norte-americano Charlie Kimball que não avaliou bem o espaço por fora que ele tentou passar o piloto Australiano o que fez ele ir para o muro e deixar a corrida.

indy_watkinsglen2016-22

Bandeira amarela em toda a pista e agora ficava o dilema de ir aos boxes e ai será que daria para fazer a parada e levar com esse tanque até o final??? e todos os pilotos com exceção de Muñoz, Andretti e Sato foram para os boxes realizarem a terceira parada nos boxes, e nessas paradas Castroneves acabou levando a melhor até porque ele tinha feito a parada na 37ªvolta ficando pouco tempo nos boxes com Dixon a seguir que agora teria alguém na frente em condições normais sem contar Muñoz, Sato e Andretti que teriam de fazer mais uma parada nos boxes.

Bandeira verde na volta 43 e Dixon não tomou o menor conhecimento de Castroneves ultrapassando com grande facilidade e dai o Neozelandês em 1 volta e meia foi para cima de Andretti, Sato e Muñoz e conseguiu voltar a liderança da prova com Andretti que passou seu companheiro de equipe Muñoz em 2º. A partir dai todos os pilotos começaram a tirarem o pé para economizar combustível para tentarem levar até o final apenas com esse tanque. Enquanto que Munoz, Andretti e Sato foram para os boxes para fazerem a 3ª e última parada deles e a partir dai esses três começaram a voar baixo e partir para cima dos pilotos que tinham que poupar combustível.

Lá na Frente Dixon com 4 segundos de vantagem estava administrando esse calculo de combustível para levar o carro até o final da prova no entanto Castroneves começou a voar baixo o que dava de 2 impressões 1, Ou ele tinha tanque para acabar a prova ou então ele sabia que uma 5ªparada para ele era inevitável e dai ele foi para cima mesmo do piloto da Chip Ganassi e podemos dizer que com sorte poderia estar ameaçando a vitória do piloto Neozelandês.

A 3 voltas do final Helinho vai para a 5ªparada nos boxes assim como Kimball e Chilton foram para uma parada Extra. Eram 3 voltas dramáticas que Dixon soube muito bem administrar essas voltas e com isso conquistar a vitória mais do que merecida em Watkins Glen aonde ele mandou a corrida inteira, Um domínio tão grande como de Newgarden na etapa de Iowa, Já Hinchcliffe não teve a mesma sorte e na volta final ficou sem combustível deixando o 2ºlugar escapar, Posição que ficou com Josef Newgarden e Hélio Castroneves fazendo 5 paradas ficou em 3ºlugar o que mostra que a maluca tática da Penske deu muito certo levando o Brasileiro ao pódio.

indy_watkinsglen2016-22

Conor Daly levou a Dale Coyne a mais uma belíssima posição ficando em 4ºlugar e Sebastian Bourdais que rodou no começo, Passando Reto em curva e ainda conseguiu levar um 5ºlugar (opinião: Uma prova doida para o Francês da KV Racing), Simon Pagenaud apesar de ser um dos mais afetados por ter de poupar tanque até o final acabou em 7ºlugar e abrindo 43 pontos na frente de Power ele encaminha bem o campeonato para ele, De uma coisa é Certa o título já esta nas mãos da Penske já que nem Dixon e Castroneves podem alcançar os dois pilotos da Penske.

Já Tony Kannan deu muito azar na prova com a quebra da suspensão acabou muito mal colocado ficando em uma pobre 19ªposição com um carro que rendeu muito e que certamente poderia disputar os primeiros lugares.

indy_watkinsglen2016-3

Vídeo da corrida:

Resultado final do GP de Watkins Glen
15ªEtapa do Mundial de Formula Indy

1 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1:41:39.8592
2 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 16.5308
3 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 21.4417
4 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 24.3349
5 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 25.3815
6 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 29.4268
7 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 31.1118
8 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) a 32.0710
9 R.C. Enerson (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 32.3965
10 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 32.9478
11 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 34.7869
12 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 35.3813
13 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 37.7024
14 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 42.4644
15 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 45.3829
16 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 45.7584
17 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 1:07.4937
18 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 1 Volta
19 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 1 Volta
20 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 22 Voltas – Acidente
21 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) a 41 Voltas – Acidente
22 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 46 Voltas – Acidente

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar

Indy Car, A prova que durou 2 meses teve domínio de Hinchcliffe e um final sensacional e Rahal vencendo nos últimos Metros

Grid de Largada dos 600 km do Texas

1 Carlos Munoz (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 48.2460
2 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 48.2986
3 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) 48.3343
4 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 48.3344
5 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 48.3470
6 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 48.3516
7 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 48.3551
8 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 48.4339
9 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 48.4412
10 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 48.4413
11 Ryan Hunter-Reay (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 48.4418
12 Marco Andretti (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 48.4637
13 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 48.5164
14 Ed Carpenter (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 48.5560
15 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 48.6051
16 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 48.6578
17 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) 48.6624
18 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) 48.7187
19 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 48.7565
20 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 48.8236
21 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 48.9931
22 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) Sem Tempo

Texas no final de Junho começou a ser realizada a 9ªEtapa do Mundial de Formula Indy que durou 2 meses até o seu término, Você vai saber como aconteceu essas duas partes de corrida agora.

A prova era para ter sido para ser disputada mesmo no Sábado, Só que choveu e como não se conseguiu secar a pista de noite a prova foi adiada para domingo de tarde, Na mesma noite de Sábado os pilotos foram para a parte da arquibancada prestigiar o público que veio e certamente ficou desapontado pela corrida que não houve mas compensados pela presença dos pilotos o que na Formula Indy é bem mais possível de acontecer o contato do torcedor com os artistas do espetáculo.

texas600_indycar2016-2

E daí chegamos ao Domingo onde a pista estava seca, Completamente seca. No entanto o céu estava nublado e com algumas nuvens preocupava a todos, Mas a corrida começou com Muñoz como pole position pulando bem na liderança com Castroneves ganhando 2 posições assumindo a 2ªPosição. Depois deles vinham Alexander Rossi se colocando em 3ºlugar e se juntando a disputa pela liderança com Newgarden e Kannan que disputavam o 4ºlugar.

Na 6ªVolta Newgarden retornou a 3ºposição passando a Alexander Rossi e ficou durante 6 voltas até ser ultrapassado por Ryan Hunter-Reay que saiu do 11ºlugar no grid de largada e logo depois disso Newgarden perdeu o 4ºlugar para Kannan, Voltas depois o Norte-Americano voltou a se colocar na frente do piloto da Chip Ganassi.

texas600_indycar2016-5

Hunter-Reay foi para cima de Castroneves e Muñoz pela liderança com 20 voltas completadas enquanto que Will Power fazia uma patética corrida estando em 21ºlugar a frente somente pelo Fraquíssimo Jack Hawksworth que não sei o porque esta ainda na Formula Indy pois não diz ao que veio faz 2 temporadas, Com dificuldades de condução Alexander Rossi acabou caindo para o 9ºlugar tentando se segurar para não bater.

Após 30 voltas Muñoz, Castroneves e Hunter-Reay começavam a ultrapassar os retardatários, Os primeiros a pararem nos boxes para a primeira parada foram Hélio Castroneves e Alexander Rossi algumas voltas depois, Dixon parou na 38ªVolta. O líder da etapa do Texas Carlos Muñoz parou na volta seguinte e o líder do campeonato Simon Pagenaud parou na 40ªVolta. Na 42ªVolta tivemos um acidente fortíssimo, Conor Daly acabou perdendo o controle do carro e acertou a Josef Newgarden que acabou batendo forte e capotando seu carro que ficou totalmente destruindo deixando vários destroços no circuito provocando a primeira bandeira amarela da prova e ela seria uma bandeira amarela longa. Uma dessas peças caiu na suspensão do Neozelandês Scott Dixon. Newgarden precisou sair de marca devido ao tamanho da pancada, Ele teve uma vértebra quebrada o que poderia acabar com a temporada belíssima com a equipe de Ed Carpenter que também faz um belo trabalho na temporada.

Vários pilotos aproveitaram para irem aos boxes fazerem a primeira parada nos boxes ou para mudarem a tática de paradas, Mas depois que se limpou a pista retirando os carros de Daly e Newgarden os fiscais de pista tiveram que arrumar o muro da curva 4 que foi afetado com o fortíssimo acidente que acabou ocorrendo. Pilotos continuaram a ir aos boxes, Na volta 71 a chuva chegou de vez no circuito oval do Texas provocando a bandeira Vermelha de novo, Apesar de tudo que fizeram para a corrida continuar tiveram que adiar para o dia 27 de Agosto o que fez a todos estanharem esse adiamento para uma data 2 meses depois do dia original da prova e a corrida seguinte foi em Road America seria 14 dias depois. A justificativa é que nos dias seguintes seriam com chuva e os pilotos teriam que ir para Elkhart Lake para treinarem.

texas600_indycar2016-6

Depois de 71 voltas o líder era James Hinchcliffe com Ryan Hunter-Reay em 2ºlugar e Mikhall Aleshin em 3ºlugar todos eles com motores Honda.

Vídeo da 1ªParte dos 600 km do Texas

2ªParte da prova aconteceu ao anoitecer para a conclusão das 248 Voltas dos 600 Km do Texas com a pista seca e sem possibilidades de chuva.

A corrida recomeçou com os pilotos exatamente nas posições de onde eles pararam a 2 meses atrás, O Safety Car saiu na volta 75 recomeçando a corrida com Hunter-Reay pulando na frente com Power e Hinchcliffe a seguir com um pulo enorme de Tony Kannan que partiu do 16ºlugar para ocupar em poucas voltas a 8ªposição.

texas600_indycar2016-9

Hinchcliffe foi a briga para disputar a liderança com o Hunter-Reay e na volta 87 o Canadense ultrapassou o piloto da Andretti assumindo a liderança, Já Hunter-Reay começou a disputar o 2ºlugar com o Brasileiro Hélio Castroneves conseguindo a ultrapassagem na volta 93 passando a 2ªposição e partindo para cima do piloto da Schmidt-Peterson disputando a liderança. Após 100 voltas a liderança estava nas mãos de Hinchcliffe com Castroneves, Rahal, Ed Carpenter, Power, Kannan, Chaves e Power. Hunter-Reay acabou indo para os boxes fazer a segunda parada nos boxes visto que o rendimento do seu carro caiu.
Hinchcliffe e Castroneves abriram mais de 3 segundos de vantagem sobre Rahal que estava em 3ºlugar conquistado após ultrapassagem em cima de Ed Carpenter, Mikhall Aleshin na volta 111 foi para os boxes começando a segunda rodada de paradas nos boxes, O brasileiro Castroneves parou na volta seguinte. Já Hinchcliffe ficou 9 voltas a mais na pista até ir para a troca de pneus e reabastecimento (Seria a primeira da corrida já que quando recomeçaram a corrida com o pneu trocado e com o carro reabastecendo e na primeira corrida o Canadense não fez a parada nos boxes) Após as paradas o piloto da Penske tomou a liderança deixando Hinchcliffe em 2ºlugar e Hunter-Reay em 3ºlugar e em 4ºtivemos uma briga envolvendo 5 pilotos e enquanto isso Hinchcliffe não toma conhecimento de Helinho retornando a ponta da corrida na 127ªVolta abrindo diferença para Castroneves que estava com 7 segundos na frente de Rahal, Já Ryan Hunter-Reay começava a dispencar na prova ocupando a 11ªposição na volta 133.

Após 141 voltas o líder do campeonato Simon Pagenaud disputava a 7ªposição com o Neozelandês Scott Dixon que jogava suas últimas chances de título e conseguindo a posição do piloto da Chip Ganassi. Na volta 146 o Brasileiro Hélio Castroneves foi para a sua 3ªparada nos boxes começando essa rodada enquanto que o Canadense da Schmidt colocava 10 segundos de diferença para Ed Carpenter.

Tony Kannan parou na volta 150, Muñoz que liderou as primeiras voltas da prova parou na volta 152, Pagenaud parando na volta 154 e seu rival na disputa do título parou na volta seguinte, Rahal parou na volta 157. Os dois últimos a pararem foram Ed Carpenter na volta 160 e Hinchcliffe na volta 164 e ambos tinham possibilidades de fazerem apenas mais uma parada nos boxes enquanto que todos os pilotos teriam que provavelmente fazer 2 paradas. E ambos para melhorarem sua situação estavam em primeiro e segundo lugares respectivamente o que deixava a corrida muito na mão de Ambos, A Seguir vinham Castroneves, Kannan, Power e Pagenaud.

Logo Graham Rahal deu uma bela reagida e foi para cima de Tony Kannan após superar Pagenaud e Power e conquistou a ultrapassagem assumindo o 4ºlugar após ficar em 7ºlugar depois das paradas, Na volta 182 o piloto da Rahal-Letterman tomou o terceiro lugar de Castroneves enquanto que o Canadense da Schmidt-Peterson colocava 8 segundos na frente de Carpenter que ocupava o segundo lugar.

texas600_indycar2016-10

Na 184ªVolta Castroneves começa a penúltima rodada de paradas nos boxes o que deixava certo dele fazer 2 paradas nos boxes, A 50 voltas do final Pagenaud já tinha uma volta atrás de Hinchcliffe deixando apenas 4 pilotos na volta do líder (Hinchcliffe, Ed Carpenter, Rahal e Kannan) Na Volta 199 o Brasileiro da Chip Ganassi foi para a parada nos boxes e tinha uma possibilidade de completar a prova com o tanque existente com seu companheiro Scott Dixon parando 2 voltas depois. Power na volta 203 e Rahal na 204 foram os próximos a pararem e ambos já teriam condições claras de completarem a prova com esse tanque. Já Os dois líderes da prova foram os últimos a pararem nos boxes Carpenter na volta 205 e Hinchcliffe na volta 207.

Na volta 213 Carpenter toca em Dixon que acabou batendo no duro e jogando praticamente fora as últimas chances de conquistar o campeonato e por muito pouco Helinho foi atingido, Bandeira amarela a 34 Voltas do final. Com isso os pilotos teriam as possibilidades de terminar a corrida com esse tanque de combustível, Mas varios pilotos foram para uma nova parada para terem a certeza de completarem a prova. Com Hinchcliffe e Carpenter na frente a relargada aconteceu na volta 221 com o piloto patrão indo para cima do Hinchcliffe enquanto que todo mundo tava embolado na 3ªposição.

A 24 Voltas acabou Carpenter tocando em Castroneves encerrando a temporada (Ele só corre em ovais) com mais uma batida no muro e com danos nos carro do piloto da Penske que teve de ir aos boxes para trocar a asa traseira e Dianteira que foi danificada e a Penske fez um belíssimo trabalho não permitindo que ele perdesse uma volta dos líderes. A 18 Voltas do final a corrida recomeçou com Kannan indo para cima de Hinchcliffe e na cola deles vinha Graham Rahal em 3ºlugar e quando a corrida estava em seu ápice da Emoção a 14 voltas do final Aleshin e Hawksworth bateram no muro acionando mais uma bandeira amarela que precisava ser rápido para a prova terminar com a bandeira Verde. Kannan foi para os boxes colocar os pneus novos, O que parecia uma tática arriscada acabou se mostrando correta já que a direção de prova mandou todos os retardatários saírem de frente para os pilotos lutarem pela vitória.

texas600_indycar2016-33

A 8 Voltas do final tivemos um dos finais mais disputados pela vitória entre Hinchcliffe, Kannan e Rahal. O Brasileiro chegou a liderar a prova em alguns momentos estando de lado a lado pela vitória, Mas acabou sendo Rahal que disputou nas últimas voltas com Hinchcliffe a vitória no Texas e nos metros finais o norte-americano cruzou na frente de Hinchcliffe que dominou a maior parte da prova conquistando a vitória em uma das corridas mais longas da história da Formula Indy com 2 meses de duração. Um frustradissimo Hinchcliffe e um Arrojado Tony Kannan completaram o pódio com Simon Pagenaud levando a melhor na disputa pelo título contra Will Power conquistando o 4ºlugar a 4 posições na frente do Australiano, Hélio Castroneves ficou em 5ºlugar longe da disputa pela vitória o que faz acreditar que ele acabou perdendo rendimento do carro depois do incidente com Carpenter.

texas600_indycar2016-35

Kimball, Muñoz, Power, Montoya e Bourdais completando os 10 primeiros colocados no Texas. A duas provas do Final a Briga ficava mesmo entre Pagenaud e Power pela disputa do título e em 3ºlugar no campeonato Tony Kannan tinha chances pequenas de campeonato a 2 corridas do final.

Vídeo da segunda parte dos 600 km do Texas

Resultado final da 9ªEtapa da Formula Indy
600 km do Texas – 248 Voltas

1 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 2h29m24.8886s
2 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 0.0080s
3 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 0.0903s
4 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 0.4773s
5 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 9.3424s
6 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 1 Volta
7 Carlos Muñoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 1 Volta
8 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 1 Volta
9 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 2 Voltas
10 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 2 Voltas
11 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) a 2 Voltas
12 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 3 Voltas
13 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 3 Voltas
14 Gabby Chaves (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 3 Voltas
15 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 5 Voltas
16 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 17 Voltas – Acidente
17 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 21 Voltas – Acidente
18 Ed Carpenter (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 25 Voltas – Acidente
19 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 37 Voltas – Acidente
20 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 88 Voltas – Mecânico
21 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 206 Voltas – Acidente
22 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 207 Voltas – Acidente

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: Indy Car

Formula indy Mid-Ohio – Pagenaud Falou: Aqui não Power! e conquista vitória digna de campeão

Grid de Largada:

1 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m03.8700s
2 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m03.9381s
3 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1m04.1200s
4 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m04.3265s
5 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m04.3644s
6 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) 1m04.4697s
7 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m04.4300s
8 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) 1m04.5141s
9 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m04.5796s
10 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) 1m04.6084s
11 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m04.6554s
12 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) 1m04.8082s
13 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m04.7752s
14 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) 1m04.5885s
15 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m04.8621s
16 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) 1m04.5967s
17 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m05.0196s
18 R.C. Enerson (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m04.6576s
19 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) 1m05.1891s
20 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) 1m04.8354s
21 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) 1m05.1997s
22 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) 1m05.1098s

midohio_2016_indycar (29)

Começava em Mid-Ohio no dia 31 de Julho a Reta final do Campeonato Mundial de Formula Indy a disputa pelo título estava se polarizando entre Simon Pagenaud que foi o pole position e Will Power que largou em 2ºlugar com Newgarden que ainda alimentava chances de título largando em 3ºlugar, Hélio Caastroneves que ainda tem possibilidades de campeonato largaria em 7ºlugar, Dixon largaria em 11º e Kannan largaria em 14ºlugar. Nessa prova a Dale Coyne colocou o piloto norte-americano RC Enerson que se colocou na frente do seu companheiro de equipe Conor Daly.

midohio_2016_indycar (23)

Pagenaud na largada largou muito bem com Power, Newgarden, Hunter-Reay e Kimball a seguir, Tony Kannan largou incrivelmente bem ganhando 3 posições na 1ªVolta passando para o 11ºlugar. No começo de prova que se viu foi o Francês e o Australiano abrindo e muito sobre o Resto da Turma, A situação dos pilotos principais da Chip Ganassi não era das melhores com Kannan em 11º tentando passar o Vencedor das 500 milhas o Norte-americano Alexander Rossi e Scott Dixon campeão de 2015 em 12ºlugar, Na 13ªVolta Dixon foi para parada nos boxes mudando sua tática assim como fez os pilotos da Dale Coyne que pararam na 11ªVolta.

Na 14ªVolta Castroneves foi para os boxes voltando na frente de Dixon que na volta seguinte tentou a ultrapassagem e foi fechado pelo Hélio Castroneves e sofre um toque que consequentemente levou a quebra da suspensão do piloto da Ganassi que abandonou a corrida e fez com que o Safety Car entrasse na pista. Com isso os pilotos que fizeram a parada antes se deram bem e os líderes tiveram que antecipar suas paradas deixando Montoya na liderança com Andretti em segundo, Chilton em 3º, Helio Castroneves em 4º e Aleshin em 5ºlugar.

midohio_2016_indycar (21)

Bandeira verde na volta 20 com Montoya e Andretti disparando na frente com Aleshin ganhando posições para Chilton e Castroneves assumindo o terceiro lugar. Dois pilotos praticamente foram eliminados da corrida, O primeiro deles foram Josef Newgarden que foi para os boxes trocar a Asa Traseira do seu carro que foi danificada perdendo 1 volta dos líderes. O 2ºpiloto que se complicou foi Hélio Castroneves que foi para cima de Max Chilton e passou, Mas errou a tomada da curva antes da reta oposta e foi para a grama e teve o mesmo destino de Newgarden indo para os boxes para trocar a asa traseira e perdeu até mais tempo que o Newgarden tomando 1 volta do líder e saindo da prova praticamente.

Montoya, Andretti e Aleshin abriram sobre o resto da turma enquanto que Takuma Sato fazendo uma bela corrida segura os ataques de Sebastian Bourdais. Duas voltas depois Montoya e Andretti foram para os boxes deixando Aleshin na liderança e dai começava o Russo a dominar a corrida com 5 segundos na frente de Carlos Muñoz com Sato, Bourdais e Pigot completando os 5 primeiros colocados.

midohio_2016_indycar (8)

Apesar do domínio de Aleshin o Norte-americano Josef Newgarden passou o piloto da Schmidt Peterson recuperando a volta perdida ao contraio de Helinho que não estava nem perto de conseguir isso. Na volta 37 Conor Daly foi para a segunda parada nos boxes, Depois parou na volta 38 Hinchcliffe, na volta 39 Bourdais e Enerson que acabou tendo o seu motor morrendo ao partir para voltar a corrida o que comprometeu a prova dele que estava entre os 10 primeiros colocados. Na 40ªVolta Sato que estava em boa colocação foi para os boxes e o líder da corrida Mikhall Aleshin foi para os boxes na volta seguinte (Assim como Rahal, Muñoz e Hawksworth) Após essas paradas Pagenaud voltou a liderança com Power na segunda posição a 4 segundos atrás do Francês com Hunter-Reay, Kannan, Kimball, Aleshin, Rossi, Montoya, Muñoz e Andretti nas 10 primeiras posições.

Mas essa liderança só durou duas voltas pois Pagenaud foi para a segunda parada na 43ªVolta assim como Rossi. Na volta 44 Hunter-Reay e Kannan foram para a parada nos boxes e na volta 45 parou o Australiano Will Power que voltou na frente de Pagenaud e Aleshin voltou a liderança e com mais de 8 segundos na frente do Power que estava na frente de Pagenaud que perdeu tempo nos boxes já que ele estava a mais de 3 segundos na frente.

midohio_2016_indycar (22)

Pagenaud foi a todo o custo para cima de Power buscando o segundo lugar e tentando consolidar e aumentar a sua diferença na liderança do campeonato já que a vitória parecia estar muito nas mãos do piloto Russo, Mas Pagenaud precisava abrir o olho para Carlos Muñoz que estava em 4ºlugar e estava fazendo uma bela corrida a menos de 1 segundo sobre o piloto da Penske. A prova estava se encaminhando para o Russo até que na volta 61 o inglês Jack Hawksworth sofreu um acidente depois de escapar no final da reta dos boxes para a primeira curva e apesar do susto nada aconteceu, Dessa forma foi acionada pela segunda vez a bandeira amarela a 29 voltas do final da corrida.

Todos os pilotos (Com exceção de Daly) foram para os boxes e a Schmidt acabou com a real possibilidade da vitória já que autorizaram a saída dele com o Newgarden indo para a sua parada e o resultado foi o choque entre os dois pilotos tendo prejuízo para ambos os carros tanto é que Aleshin teve de ir de novo aos boxes para fazer a parada e caso tivesse algum dano tratar de consertar o dano ao seu carro. Ao voltar a pista durante a volta 65 o piloto da Schmidt muito irritado acabou gesticulando e reclamando de tudo que aconteceu o que jogou para o 19ºlugar. Quem agradeceu foi Power que assumiu a liderança com Pagenaud em segundo lugar.

midohio_2016_indycar (12)

Na volta 66 foi acionada a bandeira verde com Pagenaud buscando passar Power, Era a disputa pelo título enquanto Kimball vai para a grama e perde várias posições. O Francês foi decidido a passar Power e de forma incrível em uma das manobras mais ousadas, Arrojadas e bem executadas manobras de ultrapassagem dos últimos anos em uma curva improvável que era a curva que dava acesso aos boxes fazendo com que o francês assumisse o segundo lugar já que Daly era o líder da prova que abriu até 10 segundos de diferença para o Francês na liderança, Era questão de tempo que Pagenaud assumisse a liderança o que aconteceu na volta 85 com a para de Conor Daly que largando do último lugar e ao voltar a pista passou para o 8ºlugar em uma bela corrida de recuperação. Na parte final de prova tivemos muitas brigas por posições intermediárias que foram bem animadas o que foi o contraste com a corrida em si que não tivemos muitas ultrapassagens. A poucas voltas do final em uma manobra equivocada Takuma Sato foi jogado para fora da pista pelo Francês Sebastian Bourdais que acabou indo para a brita e por lá ficou mesmo enquanto o piloto da A.J.Foyt que sobrou caiu do 4ºlugar para a 9ªposição.

Pagenaud em uma atuação brilhante conquista a 4ªVitória na temporada e naquela altura do campeonato o Francês Abriu mais de 50 pontos sobre Power que completou a prova em 2ºlugar e fechando o pódio o Colombiano Carlos Muñoz que vive um ano difícil com a Andretti que esta mal das pernas em 2016 com exceção de alguns resultados isolados. Completando os 6 primeiros colocados os pilotos Graham Rahal, James Hinchcliffe e Conor Daly.

midohio_2016_indycar (5)

Não foi uma corrida favorável para os Brasileiros, Kannan acabou perdendo rendimento no final e ficou apenas em 12ºlugar e Hélio Castroneves ficou em 15ºlugar, Hoje ou amanhã teremos o relato da prova de Pocono que foi feita na segunda-feira de Cinzas depois das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

Vídeos:

Resultado final do GP de Mid-Ohio
Formula Indy – 12ªEtapa

1 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 1h 49:59.6875
2 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 4.1620
3 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 6.5662
4 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) a 7.0196
5 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 11.1260
6 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 11.8526
7 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 12.8831
8 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 15.0016
9 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 18.0128
10 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 18.5404
11 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 20.6074
12 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 23.9632
13 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 24.7606
14 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) a 25.5191
15 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 26.6191
16 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 26.8199
17 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 42.7274
18 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 53.5383
19 R.C. Enerson (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 1 Volta
20 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 4 Voltas
21 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 30 Voltas
22 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 63 Voltas

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: IndyCar