GP da Áustria de 1986

Grid de largada

1 Teo Fabi (Benetton/BMW) 1’23.549
2 Gerhard Berger (Benetton/BMW) 1’23.743
3 Keke Rosberg (McLaren/TAG) 1’23.903
4 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’24.044
5 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’24.346
6 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’24.635
7 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’24.697
8 Ayrton Senna (Lotus/Renault) 1’25.249
9 Michele Alboreto (Ferrari) 1’25.561
10 Derek Warwick (Brabham/BMW) 1’25.726
11 Philippe Alliot (Ligier/Renault) 1’25.917
12 René Arnoux (Ligier/Renault) 1’26.312
13 Patrick Tambay (Lola/Ford) 1’26.489
14 Stefan Johansson (Ferrari) 1’26.646
15 Johnny Dumfries (Lotus/Renault) 1’27.212
16 Alan Jones (Lola/Ford) 1’27.420
17 Martin Brundle (Tyrrell/Renault) 1’28.018
18 Thierry Boutsen (Arrows/BMW) 1’28.598
19 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’28.645
20 Philippe Streiff (Tyrrell/Renault) 1’28.951
21 Jonathan Palmer (Zakspeed) 1’29.073
22 Christian Danner (Arrows/BMW) 1’29.430
23 Andrea de Cesaris (Minardi/Motori Moderni) 1’29.615
24 Huub Rothengatter (Zakspeed) 1’32.512
25 Piercarlo Ghinzani (Osella/Alfa Romeo) 1’33.988
26 Allen Berg (Osella/Alfa Romeo) 1’36.150

Prost vence na Áustria e seus adversários param pelo caminho

Em um dos momentos decisivos para o campeonato de 1986 o Francês Alain Prost vencia a 3ªcorrida do ano e acabou vendo seus adversários na luta pelo titulo parando pelo caminho, todos eles sem exceção.

Prost largava do 5ºlugar, Atrás de Riccardo Patrese com a Brabham-BMW em 4º, Keke Rosberg com a Mclaren-Porsche em 3º e das Benetton-BMW de Gerhard Berger que era o 2º e do Pole position Teo Fabi Mostrando que numa pista rápida os motores mais potentes em treino podem levar um carro a boas colocações no Grid de largada, Mas o grande problema da pista seria o consumo de combustível, pois todo mundo teria de poupar para chegar no final das 52 voltas da corrida, completando os 10 primeiros no Grid vinham Mansell, Piquet, Senna, Alboreto e Warwick, Mas o piloto Inglês da equipe Brabham não largou e com isso Alliot assumiu o 10ºposto.

Na largada quem se dá melhor é Gerhard Berger que assumiu a ponta da corrida com Fabi em segundo depois vinheram os dois Mclarens , as duas Williams e a Lotus de Ayrton Senna, Patrese largou mal devido a problemas com uma das marchas do seu câmbio. As Benettons estavam abrindo muito em relação ao restante do Grupo. Os top 6 eram Berger, Fabi, Prost, Mansell, Piquet, Rosberg e depois Senna, Arnoux, Alliot e Johansson. Fabi vinham para cima de Berger pela ponta e depois Mansell vindo para cima de Prost pela briga pelo 3ºlugar.
Patrese depois da 2ªvolta Abandonou a corrida com problemas de motor… E pensar que ela seria apenas a primeira das quebras. Logo depois de 4 voltas Berger começou a abrir muito de Fabi que começava a ficar mais para trás e perto dele tinha Prost que estava acuado pelo Nigel Mansell e ou pouco mais longe Piquet e Rosberg.

Dunfries já tomava uma volta, ele tinha feito uma parada, mal desconfiava que os problemas da Lotus iram começar dai ,Senna também foi para os boxes para troca de pneus em isso na 9ªvolta. Allen Berg com problemas elétricos abandonava a corrida com a patética Osella e a partir dessa volta os abandonos iriam ser bem em sequência. Jonathan Palmer da Zakspeed também deixava a corrida com problemas de motor, na volta 10 Dunfries com a Lotus também deixava a corrida, Senna na volta 10 foi para os boxes, mostrando que os problemas elétricos do seu carro estavam realmente comprometendo seu desempenho. Fabi começava a chegar de novo em Berger, Phillipe Streiff com a Tyrrell-Renault abandonava a corrida com problemas de motor, já era o 6ªpiloto a deixar a corrida em 10 voltas.

Classificação da corrida após 11 Voltas: 1. Berger 17:01.689 – 2.Fabi a 2.531 – 3.Prost a 7.981 – 4.Mansell a 8.769 – 5. Piquet a 16.032 – 6. Rosberg a 17.111. Senna voltava para a corrida, mas com quase 2 voltas de atraso e provavelmente em último lugar na corrida. E continuava Mansell perto de Prost brigando pelo 3ºlugar enquanto isso Martin Brundle deixava a corrida com problemas com o turbo do Renault da sua Tyrrell, Fabi continuava a se aproximar de Berger para atacar seu companheiro de equipe na briga pela liderança e até para apagar a estrela de Berger que brilhava na temporada de 86.

Enquanto isso Senna foi pelos boxes pela terceira vez e acabou deixando a corrida, com problemas de Motor. Pior foi com que aconteceu com Nannini que teve sua suspensão quebrada do nada e acabou rodando até o campo cheio de plantas e parou, nada aconteceu com Nannini e na mesma volta do abandono do Nannini, foi à vez De Cesaris deixar a corrida com problemas de Embreagem.

Na 17ªvolta Fabi finalmente partiu para o ataque para cima de Berger, pegou o vácuo de Berger e passou Berger e assumiu a ponta, só que na curva seguinte Fabi apresentou problemas de motor, provavelmente ele forçou demais o moto para passar Berger e com isso Fabi deixou a corrida e perdeu uma grande chance de vencer pela primeira vez na formula 1.

Com isso Prost já assumia o 2ºlugar com Mansell em 3º que ira para cima de Prost mais do que nunca, ele na passagem da 17ªpara a 18ªvolta Mansell foi para a cima e por pouco ele não conseguia a 2ªposição. Rothengatter teve seu pneu furado e teve de ir aos boxes. Alliot acabou abandonando a corrida com problemas de motor, com isso só sobravam 14 pilotos na corrida. Nelson Piquet na 18ªvolta Piquet vai para os boxes para a troca de pneus e faz uma parada bem rápida. A diferença do Berger que era o primeiro para Prost que era o segundo era de nada mais nada menos que 12.120.

Berger após 20 voltas continuava tranquilo na liderança da corrida. Alboreto na volta 20 foi para os boxes e a Ferrari fez a troca em 7.74 segundos, uma parada bem rápida e voltava em 8ºlugar. Prost na volta 21ª fez sua parada em 13.33 segundos, uma parada lenta perto da parada de Alboreto e a de Piquet.

Johansson fez sua parada nos boxes para troca de pneus, Gerhard Berger continuava líder da corrida após 23 voltas completadas. Classificação após 23 voltas: Berger, Mansell, Rosberg, Prost, Arnoux, Piquet, Alboreto, Jones, Johansson, Danner, Boutsen, Tambay, Rothengatter e Ghinzani. Rosberg depois da 23ªvolta foi para a sua parada que foi rápida. Uma parada de 9 segundos, Com isso Prost é o 3º, Arnoux em 4º e Piquet em 5º e Rosberg em 6º. Parecia que ninguém iria parar Berger nessa corrida já que ele estava com os compostos mais duros e poderia apontar de até não fazer parada para os boxes.

Mas na volta 26, Berger foi para os boxes e o que era para ser uma simples parada nos boxes se transformou numa parada longa, foi descoberto um problema no carro do Austríaco que parecia que seria imbatível. Com isso Mansell passava em 1º com Prost em 2º e Arnoux em 3º muito bem com a sua Ligier com os pneus Pirelli que poderiam durar a corrida toda com o mesmo pneu. Enquanto Mansell colocava uma volta em cima de Johansson .

Thierry Boutsen que vinha numa razoável 11ªposição tem seu motor estourado e teve de deixar a corrida. Johansson também foi para os boxes com alguns problemas no seu carro, Nesse momento só tínhamos 13 carros na corrida e alguns deles já estavam deficientes e com problemas. Mansell na volta 29 foi para os boxes para a sua parada que foi de 11.19 segundos.

Na volta 28 Alan Prost fez a melhor volta da corrida com 1:31.172 – Média de 234.625 km/h, Na volta 30 Nelson Piquet foi para os boxes para abandonar a corrida de motor e Arnoux foi para os boxes e com problemas infelizmente pois vinha numa boa 3ªposição para a Ligier mas agora ficaria para trás.

Berger voltou para a corrida, mas bem atrasado em relação aos lideres com 4 voltas de atraso. A classificação após 29 voltas era a seguinte: Prost 45:37.460 – Mansell a 11.686 – Rosberg a 22.794 – Alboreto a 1:03.478 – Jones a 1 volta e Danner a 1 volta.

Mas Danner perderia 2 posições: Para Johansson e Tambay. Enquanto Prost continuava líder da corrida na volta 32 Mansell acabou abandonado a corrida com problemas de semieixo, ele que vinha em 2ºlugar e com isso deixou a corrida inteirinha para Prost e Rosberg. E as melhores brigas seriam pelo 3ºlugar que tinha Alboreto ocupando essa posição, depois vinham Jones, Johansson, Tambay e Danner um pouco mais atrás brigando por essas posições (4º, 5º e 6º) e quem já vinha o mais rápido da corrida era Gerhard Berger que tinha com alguma esperança de pelo menos marcar algum ponto tamanha era as quebras que tinha na corrida nesse momento. Arnoux também voltou a corrida, Mas o desempenho do carro não era o mesmo, ele se arrastava na pista tentando ainda marcar pontos, mas seria difícil pra ele com o ritmo de corrida dele.
Classificação após 34 voltas: Prost (53:14.270) – Rosberg (a 25.957) – Alboreto (a 1:19.894) – Jones (a 1 volta) – Tambay (a 1 Volta) – Johansson (a 1 Volta).
A briga que iria agitar a corrida era pelo 5ºlugar entre a Lola de Tambay e a Ferrari de Alboreto, apesar da Superioridade da Ferrari nesse confronto o Lola-Ford Turbo estava muito bem na corrida, a melhor volta da corrida.

Na volta 38 Prost colocava 1 volta em cima de Michele Alboreto que é o terceiro lugar na corrida, apesar da boa corrida a Ferrari mostrava que não era tudo isso e que sua posição também se devia muito aos problemas dos seus adversários mais fortes que ela mesmo.
Classificação após 38 voltas: Prost (59.21.286) – Rosberg a 27.691 – Alboreto a 1 volta – Jones a 1 volta – Tambay a 1 volta – Johansson a 1 volta. Apesar de ter uma parte do seu aerofólio do seu carro quebrado Johansson passou Tambay, Johansson assumia o 5ºlugar da corrida apesar de toda a dificuldade do seu carro estar lento de reta por causa desse problema. E enquanto isso Prost na volta 41 dava 2 voltas em cima de Tambay e de Johansson e dava 3 voltas em cima de Danner, era dominador absoluto da corrida Alain Prost.

Gerhard Berger continuava voando na pista, fazendo de novo a volta mais rápida na 38ªvolta para ele pois ele tinha 4 voltas de atraso fazendo 1:29.784 – Média: 238.252 km/h.

Johansson tinha uma distância enorme para passar Jones com a Lola-Ford, Mas o Sueco vinha melhor do que Jones e só tinha 17 segundos para tirar do Jones para brigar pelo 4ºlugar na corrida. Restando 8 voltas para o Final da corrida parecia que nada iria mudar na frente.
Classificação após 44 voltas: Prost (1:08.39.852) – Rosberg a 32.427 – Alboreto a 1 volta – Jones a 1 Volta – Johansson a 2 voltas – Tambay a 2 voltas. A única posição que poderia mudar era a 4ªposição que indicava que teríamos briga por posição, fora disso sem nenhuma cogitação a não ser que Berger conseguisse um milagre de chegar aos pontos.

A não ser que a menos de 5 voltas para o Final Keke Rosberg teve problemas elétricos em sua Mclaren e deixou a corrida, o Finlandês já tinha problemas de da 45ªvolta, Com isso Alboreto passava a 2ªcolocação e Johansson passando Jones e com Quebra de Rosberg assumiu o terceiro lugar com Jones em 4º, Tambay em 5º e Danner em 6º, Berger que estava em sétimo lugar estava tentando o milagre, apesar de vários carros com problemas não conseguiu nada mais que o 7ºlugar quando na verdade era ele que deveria ter vencido pois ele tinha o carro do dia até ter problemas. Mas Prost se recuperava no campeonato. Alboreto e Johansson no pódio acabaram fazendo do dia da Ferrari feliz depois de todos os fracassos da temporada de 86 após um 85 quase triunfal com Alboreto. Festa passa a Lola-Ford que marcava seus primeiros pontos do ano e a mesma coisa com a Arrows que conseguia seu 1ºponto com Christian Danner, Além de Berger em 7º, Rothengatter com a Zakspeed em 8º, Rosberg ainda foi o 9ºlugar mesmo com a quebra eletrônica, e Arnoux e Ghinzani completaram os 11 pilotos que terminaram a corrida.

Resultado final do GP da Áustria de 1986

Fotos:

View post on imgur.com

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

GP da Hungria de 1986

Grid de Largada:

1. Ayrton Senna (12) Lotus-Renault 1:29.450
2. Nelson Piquet (6) Williams-Honda 1:29.785
3. Alain Prost (1) Mclaren-Porsche 1:29.945
4. Nigel Mansell (5) Williams-Honda 1:30.072
5. Keke Rosberg (2) Mclaren-Porsche 1:30.628
6. Patrick Tambay (16) Lola-Ford 1:31.715
7. Stefan Johansson (28) Ferrari 1:31.850
8. Johnny Dumfries (11) Lotus-Renault 1:31.886
9. Rene Arnoux (25) Ligier-Renault 1:31.970
10. Alan Jones (15) Lola-Ford 1:32.401
11. Gerhard Berger (20) Benetton-BMW 1:32.491
12. Phillippe Alliot (26) Ligier-Renault 1:32.575
13. Teo Fabi (19) Benetton-BMW 1:32.707
14. Ricardo Patrese (7) Brabham-BMW 1:32.956
15. Michele Alboreto (27) Ferrari 1:33.063
16. Martin Brundle (3) Tyrrell-Renault 1:33.368
17. Alessandro Nannini (24) Minardi-Motori Moderni 1:33.656
18. Philippe Streiff (4) Tyrrell-Renault 1:34.414
19. Derek Warwick (8) Brabham-BMW 1:34.502
20. Andrea de Cesaris (23) Minardi-Motori Moderni 1:34.670
21. Christian Danner (17) Arrows-BMW 1:35.296
22. Thierry Boutsen (18) Arrows-BMW 1:35.392
23. Piercarlo Ghinzani (21) Osella-Alfa-Romeo 1:36.232
24. Jonathan Palmer (14) Zakspeed 1:36.485
25. Huub Rothengatter (29) Zakspeed 1:38.527
26. Allen Berg (22) Osella-Alfa Romeo 1:40.884

Piquet vence com ultrapassagem mítica em cima de Senna

O GP da Hungria, o primeiro de sua história escreveu uma das mais bonitas paginas da História da Formula 1. Senna largava na ponta com Piquet em Segundo, Prost e Mansell atrás, os quarto pilotos fantásticos em 1986. Na Larga Senna dispara na Frente e Piquet não conseguiu acompanhar e dessa formula teve que segurar o 2ºLugar. Tambay Largou bem e assumiu a 4ªPosição.

No Final da Primeira volta: Senna estava em primeiro, com Mansell em segundo, Piquet em 3º Tambay em 4º. A Osella de Allen Berg foi para o espaço por quebra de Motor. Prost estava em 5ºLugar, A Vantagem de Senna para Mansell era já de quase 2 segundos. Piquet tentava passar Mansell e Tambay, Prost e Jones brigavam pelo 4ºlugar Rottengatter abandonaria também a corrida na 3ªVolta, Lá pelo 4ºLugar era uma briga feroz, com menos carro Tambay segurava pelo menos uns 5 ou 6 pilotos. Dumfries e Rosberg estavam em sétimo e oitavo, depois Via Johansson, Patrese e Alboreto, completando os 11 primeiros. Prost na 6ªVolta passava Tambay e assumia a 4ªPosição da corrida. Na Volta 5 Piquet fazia a melhor Volta da Corrida: 1.35.237 que já estava na segunda posição na corrida, enquanto isso Ricardo Patrese Abandonava a corrida, outro que deixava a corrida era De Cesaris com sua Minardi (Existia Minardi em 1986) e a pressão de Piquet Sobre Senna era cada vez maior, em 7 Voltas: Senna liderava, com Piquet a 0.9 atrás em 2º, Mansell com 7 segundos, já bem longe em 3º, Prost em 4º (9.5), Jones em 5º (12.4) e sofrendo pressão de Rosberg que era o sexto colocado.

Na Volta 8 Piquet chega de Vez em cima de Senna, as Williams mostram o Melhor carro em cima da Lotus-Renault de Senna, e a partir dai Piquet foi só colocando o carro do Lado de Senna esperando que seu compatriota cometesse um erro, no final da Volta 9 os fiscais ainda tentavam tirar o carro de Patrese que estava sim em posição super perigosa. Alan Jones antecipou seu pit stop, com apenas 9 voltas completadas, mostrava que Hungaroring era cruel com os equipamentos e pneus. E Na Volta 11 Piquet passava para a ponta da Corrida em uma bonita ultrapassagem em cima de Senna, agora estava Piquet livre para abrir vantagem em cima de Senna, e Prost que estava já em 3º se aproximava de Senna, Mansell estava em 4º, bem longe de três primeiros, na volta 13 Prost abriu de vez fogo pra cima de Senna. Mas duas voltas depois Prost se afasta e Senna volta a respirar. Faltando 41 Voltas para o Final da Corrida apenas 14 carros na corrida. Prost, Alboreto e Teo Fabi, pilotos de times importantes tinham abandonado a corrida. Senna era o líder e levava 21 segundos de diferença para Piquet. Após 36 Voltas a classificação era essa: Senna, Piquet (21.6), Mansell (58.3), Berger (1 Volta), Brundle (1 Volta), Johansson (1 Volta). Para Piquet agora era uma perseguição de Gato e Rato, para tentar a vitória, Senna teria que tirar tudo e mais um pouco de sua Lotus para conseguir a 3ªVitória na temporada. Brundle parou na volta 38, e com isso o Conde Johnny Dumfries assumia a 6ªPosição e Johansson a 5ªPosição. agora era impressionante a Resistência dos motores Renault, os 6 motores ainda continuavam na corrida firmes e Forte e todos com chances de pontuar. Senna 2º, Dumfries 6º, Brundle 7º, Streiff 8º, Alliot 9º e Arnoux em 10º.

Senna faria sua parada na volta 42, com uma parada regular ele volta ainda em primeiro, mas tendo Piquet muito mais perto, e com possibilidades de vencer a corrida. Boutsen era outro que se arrastava na pista para abandonar a corrida na volta 43. Era agora que todos viriam o Show de Nelson Piquet e Ayrton Senna na briga pelo primeiro lugar, a Diferença de Senna para Piquet era de 7.6 Segundos.

Berger na Volta 44 abandonava a corrida quando vinha numa belíssima 4ªPosição. Mansell fazia sua segunda parada na volta 46, mas a posição dele já estava consolidada com 3º, a 1 volta atrás de Senna e Piquet. Senna conseguia abrir mais diferença para Piquet, a diferença já esta em 9 segundos, na Volta 48 estava assim: Senna, Piquet, Mansell, Johansson, Dumfries e Brundle.

Mas 2 Voltas depois Piquet se aproximou muito de Senna, o Lotus de Senna já não tinha o mesmo desempenho ou então o consumo do seu carro já estava muito critico. e na Volta 52 Piquet já estava colado em Senna, já sem o ritmo para suportar os ataques de Piquet, a ultrapassagem era questão de poucas voltas.

Na Volta 53 Piquet faz a ultrapassagem em cima de Senna. Mas Piquet perdeu a Freada e Senna com isso voltou a ponta da Corrida. e até Senna conseguiu um fôlego em cima de Piquet. Mas o que estava por Vir iria deixar todos arrepiados.

Na Volta 55 Piquet faz a maior ultrapassagem de sua carreira, no fim da Reta ultrapassa por fora, e Derrapa brilhantemente para se manter na pista e na Frente de Senna, um dos lances mais bonitos da História da Formula 1. a partir dai Piquet pode liderar sem problemas, já que o Carro de Senna já não dava mais sinais de que poderia esboçar reação. com 57 Voltas completadas: Piquet era o Líder, com Senna em 2º e bem Longe dos dois Mansell em 3º, Johansson em 4º, Dumfries em 5º e Brundle em 6º.

Com as posições praticamente definidas, caso não houvesse nada de anormal, uma quebra de quem estava na Frente, que era a Torcida de Streiff, Tambay, Alliot e Palmer, para tentarem arranjar um ponto no campeonato. Piquet abria 1 segundo por volta de Senna, e estava vendo até a possibilidade de dar uma volta em cima de Nigel Mansell, e isso aconteceu na Volta 64 Senna poderia ver isso como a ultima chance de tentar algo em cima de Piquet, mas Mansell não ofereceu tanta resistência e acabou deixando passar Piquet, e também deixou Senna passar, levando uma volta dos dois primeiros colocados da corrida.

Senna tinha 3.5 para tirar de Piquet a 12 Voltas do Final da Corrida, e Viu uma nova chance de se aproximar de Piquet, a 12 voltas do Final ele encostou em Piquet, Mas em termos de Motor Senna acabava ficando muito para Trás de Piquet. Nas Curvas Senna conseguira se aproximar muito de Piquet, mas nas Retas o Motor Honda Turbo era muito mais forte. Depois de 3 Tentativas Senna desistiu e tratou de Garantir os 6 pontos do 2ºlugar. Piquet dessa forma se tranquilizou de vez na ponta. Mesmo com Senna Fazendo a melhor Volta da Corrida na Volta 71, a Corrida teria 78 Voltas, mas só restavam menos de 4 minutos para o Final de corrida. os Organizadores erraram na previsão de quando iria ser os tempos de corrida. os tempos eram 1:28 foi o melhor tempo do final de semana, Fazendo com que no ano seguinte a Pista fosse modificada. Piquet passava pela volta 75, pelo tempo restava apenas 1 volta para o Final da corrida, pois o tempo limite de 2 horas seria estourado. Senna ficava muito, provavelmente buscando terminar a corrida.

E no final do segundo terço da volta 76 a corrida atingiu às duas horas de corrida. e dessa Forma, com 76 Voltas de Corrida Piquet vencia, e Senna terminava em 2ºLugar. Um grande dia para o automobilismo Brasileiro, e também para a Formula 1, que viu Senna em Grande Forma, mas Piquet estava em um dos seus dias mais inspirados. Mansell completou o Pódio, mas se quer conseguiu chegar perto de lutar pela vitória, Johansson com a Ferrari, Dumfries (Primeiros pontos na Temporada) com a Segunda Lotus e Martin Brundle com a Tyrrell completaram a zona de pontuação. Tambay de Lola, Streiff de Tyrrell, Alliot de Ligier e Palmer de Zakspeed completaram a corrida.

Resultado Final do GP da Hungria de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif