Corridas Históricas: GP da Itália de 1987

Grid de largada:

1 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’23.460
2 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’23.559
3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’23.933
4 Ayrton Senna (Lotus/Honda) 1’24.907
5 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’24.946
6 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’25.004
7 Teo Fabi (Benetton/Ford) 1’25.020
8 Michele Alboreto (Ferrari) 1’25.247
9 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’25.525
10 Andrea de Cesaris (Brabham/BMW) 1’26.802
11 Stefan Johansson (McLaren/TAG) 1’27.031
12 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’27.543
13 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’28.022
14 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’28.160
15 René Arnoux (Ligier/Megatron) 1’28.946
16 Christian Danner (Zakspeed) 1’29.465
17 Martin Brundle (Zakspeed) 1’29.725
18 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’29.738
19 Piercarlo Ghinzani (Ligier/Megatron) 1’29.898
20 Adrián Campos (Minardi/Motori Moderni) 1’30.782
21 Alex Caffi (Osella/Alfa Romeo) 1’31.029
22 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’33.028
23 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’33.170
24 Philippe Streiff (Tyrrell/Ford) 1’33.264
25 Ivan Capelli (March/Ford) 1’33.311
26 Franco Forini (Osella/Alfa Romeo) 1’33.816

Não Terminaram a corrida:

27 Nicola Larini (Coloni/Ford) 1’35.721
28 Pascal Fabre (AGS/Ford) 1’36.679

Piquet da aula de pilotagem e vence GP da Itália pelo segundo ano consecutivo.

A 11ªEtapa do Campeonato de 1987 estava com seus dois pilotos da Williams e Ayrton Senna com a Lotus disputando o título pau a pau, Todos eles tendo os poderosos motores Honda Turbo. Tanto é que as Williams dominaram os treinos sendo que Nelson Piquet marcou a pole position e em 2º o inglês Nigel Mansell, Depois vinha Gerhard Berger com a Ferrari que subiu muito de desempenho nessa parte do campeonato e ao seu lado o Brasileiro Ayrton Senna com a Lotus-Honda, na terceira Fila vinha Alain Prost com pouquíssimas chances de título com a Mclaren-Porsche e o Belga Thierry Boutsen de uma Benetton que melhorava a cada corrida também. A Se destacar que essa corrida foi a Estreia da Equipe Coloni a Formula 1, Eles não correram na sua estreia, ficaram a quase 2 segundos atrás de Franco Forini que foi o último que conseguiu vaga no Grid de largada.

Todos foram para a volta de apresentação, Mas quando iria ser dada a largada aconteceu um problema com o carro de Ricardo Patrese da equipe Brabham que foi fogo em seu carro isso decorrente de uma quebra, Resultado disso foi que a largada foi abortada e, portanto teria que ser dada uma nova volta de apresentação, Nova volta de apresentação foi dada, e Dessa vez a largada valeu de verdade. Na largada Piquet manteve a ponta com Mansell em Segundo e depois Berger, prost e Boutsen. Senna largava mal e caiu de 4º para o 6ºlugar, mas na terceira curva Boutsen passou Prost e assumiu o 4ºlugar da corrida. Após a primeira volta Piquet abriu muita distância da concorrência. Classificação: Piquet, Mansell, Berger, Boutsen, Pros, Senna, Alboreto, Johansson, Fabi, Patrese, De Cesaris, Warwick, Danner, Nakajima. Logo na segunda volta Berger tenta passar Mansell sem sucesso, mas aconteceu um enrosco entre os dois, os dois chegaram a um levantar a roda do outro e quem se aproveitou disso foi o Belga Thierry Boutsen que passava a ser o segundo colocado da corrida. No Replay Mostrou que Mansell escorregou na chicane e o Berger não teve tempo para evitar o Choque, Ambos continuam na corrida com Berger em 3º e Mansell em 4º.. Isso completando a 2ªVolta da corrida.

Classificação após 2 voltas:

1. Piquet 3:10.008
2. Boutsen a 2.130
3. Berger a 3.491
4. Mansell a 4.358
5. Prost a 4.589
6. Senna 5.025

Na 4ªvolta Nakajima quando tentava passar Danner acabou deixando o carro rodar, perdeu muito tempo com isso passando a ser o último colocado da corrida.

Na 5ªvolta o motor de Patrese abriu o Bico e ele teve de abandonar a corrida e como foi o dia de sorte para a Brabham na 7ªvolta Andrea de Cesaris com problemas de Suspensão abandonava a corrida deixando a Brabham fora da corrida, e na 10ªVolta Warwick deixava a corrida com problemas elétricos de sua Arrows. Classificação após 10 voltas: Piquet, Boutsen, Berger, Mansell, Senna, Alboreto, Johansson, Fabi e Prost que caiu muito na classificação da corrida e foi para os boxes na 11ªvolta confirmando que o seu carro não andava bem, tanto que a equipe demorou voltas para Francês voltar para a pista. Piquet enquanto isso pegava seus primeiro retardatários que usavam em sua maioria motores aspirados e tento é que tinham um campeonato só de pilotos e equipes com motores aspirados. Classificação após 12 voltas: Piquet, Boutsen, Berger, Mansell, Senna, Alboreto, Johansson, Fabi, Cheever, Danner, Brundle, Arnoux, Ghinzani, Nannini. Apesar de Piquet manter uma boa distância em cima de Boutsen, O Belga estava bem por perto para tentar pegar a liderança.

Prost voltava para a corrida Já o mesmo não se diga de corrida mesmo sabendo que não teria como ele vencer e nem marcar pontos, Mas o mesmo não pode se dizer de Alboreto que deixou a corrida com problemas com problemas de Turbo para a tristeza dos torcedores italianos. Enquanto isso a outra Ferrari iria sofrer a pressão de Nigel Mansell numa briga que valia o 3ºlugar. Com 14 voltas completadas a Classificação continuava a mesma: Piquet, Boutsen, Berger, Mansell, Senna e Johansson. Piquet estava lá na frente sem ser incomodado por ninguém, E Boutsen um pouco mais na Frente e depois Berger e Mansell lutando pelo 3ºlugar enquanto Senna em 5º ainda não tinha mostrado todos os seus trunfos na corrida, pois estava muito quieto, muito quieto mesmo parecendo que ele nem estava na corrida e Johansson em 6ºlugar de uma Mclaren que parecia ter o máximo que conseguia extrair dessa pista com um motor sem perspectiva de desenvolvimento.

Mansell conseguiu passar Berger e assumir a terceira posição, agora a classificação em 17 voltas tinha: Piquet, Boutsen, Mansell, Berger, Senna, Johansson, Fabi, Chevver, Danner, Brundle, Arnoux, Ghinzani, Nannini, Campos, Alliot, Streiff, Nakajima, Capelli, Palmer, Caffi e Prost. Na Briga dos motores aspirados o líder era P.Alliot com Streiff em segundo e Capelli em 3º.

Mansell já vinha para a Briga em cima de Boutsen que já buscava uma linha defensiva, mesmo com um motor muito inferior aos motores Honda Boutsen conseguiu se defender na reta dos boxes, mas na Segunda Chicane não foi mais possível se defender e com isso Mansell em 3 voltas passou de 4º para o 2ºlugar. Boutsen agora teria de aguentar os ataques de Berger e quem chegava para a briga era Ayrton Senna que estava começando a aparecer no retrovisor de Berger, Fabi e Johansson fizeram trocas de pneus.

Na volta 20 Mansell foi para os boxes fazer troca de pneus. Com isso Boutsen voltava a ser o Segundo com Berger e Senna por perto. Enquanto isso na Frente Piquet tranquilo em primeiro com uma grande vantagem para Boutsen que agora não tinha Berger no seu encalço, mas sim Ayrton Senna que estava pressionando ao Belga da Benetton e seu amigo pelo 2ºlugar, Berger caia para o 4ºlugar com Mansell em 5º sendo que dos 5 primeiros só Mansell trocou os pneus e teoricamente todos deveriam parar 1 vez.

Logo Senna assumia o Segundo lugar passando ao Belga Thierry Boutsen que foi para os boxes trocar seus pneus, com isso a classificação da corrida era a seguinte: com 23 voltas Piquet era o líder com Senna em 2º e Depois Mansell, Berger, Boutsen e Johansson os 6 primeiros colocados. Piquet e Senna não tinham parado para troca de pneus ; Mas Piquet no final da volta 24 foi para os boxes, com isso a liderança da corrida passava a ser de Ayrton Senna que tinha 10.721 segundos na frente do seu compatriota. Senna tinha 14.789 de diferença para Mansell, 23.889 para Boutsen, e 25.148 do Berger, já do Johansson era outro mundo, porque já estava em 51.067 a diferença do líder para o 6ºcolocado.

Mansell pressionava Piquet na briga do segundo lugar, numa briga que tava valendo o campeonato entre os 2 pilotos da Williams, enquanto Senna aproveitava disso e tentava abrir dos dois para tentar voltar na frente de ambos depois da sua parada, por enquanto ele não tinha tempo o bastante para tirar a ponta das Williams.

Ao Chegar ao Meio da corrida somente 5 carros deixaram o GP da Itália: Patrese, De Cesaris, Warwick, Alboreto e Caffi. E com 27 voltas Franco Forini e Eddie Cheever também abandonaram a corrida. Classificação após 32 voltas: Senna 48:14.161, Piquet a 6.354, Mansell a 12.626, Boutsen a 24.417, Berger a 25.650 e Johansson a 1:01.478. Com isso já começava a até arriscar dizer que Senna começou no começo da corrida a poupar seus pneus por que não queria fazer parada e até aquele momento estava dando tudo certo para ele.

Na Volta 33 Berger conseguiu a ultrapassagem em cima de Thierry Boutsen e assumia a 4ºposição. Restando 15 voltas para o final da corrida a liderança entre os pilotos de motor aspirado continuava sendo Phillipe Alliot com 2 voltas atrás do líder da corrida. E Chegando a 35 voltas Senna tinha sua vantagem ampliada para 6.620 segundos na frente de Nelson Piquet, Depois vinham Mansell a 20.446, Berger a 31.528, Boutsen a 32.637 e Johansson a 1:07.256. Parecia realmente que Senna escondeu o jogo e estava rendendo muito bem para correr a corrida inteira com o mesmo pneu e a tática parece ser sido acertada e ele estava a caminho de sua 3ªvitória no ano e de cada vez mais incomodar os pilotos da Williams que são os favoritos para o titulo de 1987. Enquanto isso Adrian Campos estava bem devagar encaminhando para os boxes para deixar a corrida, com problemas no seu motor Motori Moderni, A 13 voltas para o Final da corrida Alliot que tinha a liderança da corrida dos aspirados acabou rodando e deixando a corrida que ele tinha uma boa colocação levando em conta que Monza era uma pista de alta e ele tinha um motor pouco potente.

Piquet começava a tirar diferença dele para Senna, mas pouco para tentar a vitória, O Desempenho da Lotus-Honda de Ayrton era muito constante mesmo com os pneus velhos, Mas a 7 voltas do final Senna tentava passar Piercarlo Ghinzani para colocar a 2ª volta em cima do carro da Ligier, mas acaba saindo de traseira seu carro e acabou Senna saindo da pista e perdendo a liderança da corrida para Nelson Piquet, Senna ainda voltava a corrida em segundo, mas sem chances e sem pneus para recuperar a vitória em cima de Piquet, tanto é que na volta em que ele voltou da brita o carro soltou muita terra de seu carro. Classificação após 43 voltas: Piquet, Senna, Mansell, Berger, Boutsen e Johansson. Piquet tinha quase 8 segundos na frente de Senna.

Mansell também passou por um susto, ele teve de desviar de uma Tyrrell para não bater nela, acabou saindo do traçado da pista e indo para a grama, mas sem muito prejuízo em relação a sua posição que estava confortável. Quem perdia muito desempenho era Thierry Boutsen que estava muito lento nas voltas finais e com Stefan Johansson se aproximando dele para lugar pelo 5ºlugar. Martin Brundle abandonou a corrida na volta 43 com problemas de Câmbio.

Piquet só precisou levar seu Williams para a sua 3 vitória no ano de 1987 e abrir 14 pontos na Frente de Ayrton Senna que tinha uma vitória na mão, pelo que o carro rendeu no final da corrida, pois depois de acabar escapando da pista ele se aproximou rápido de Piquet e conseguiu chegar a apenas 1.806 segundos, Piquet tinha 20 pontos na frente de Mansell e 32 pontos na frente de Prost que com 5 corridas ainda para serem disputadas praticamente dava adeus ao Título. O pódio tinha Piquet, Senna e Mansell. Com Berger, Boutsen e Johansson completando os 6 primeiros colocados. Nannini parou a 2 voltas do final mas seu resultado foi computado por ter completado 90% da corrida. Entre os pilotos de motor aspirado Phillipe Streiff venceu com Capelli em 2º e Palmer em 3º.

Resultado do GP da Itália de 1987

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Corridas Históricas: GP da Itália de 1986

Grid de largada

1 Teo Fabi Benetton/BMW 1’24.078
2 Alain Prost McLaren/TAG 1’24.514
3 Nigel Mansell Williams/Honda 1’24.882
4 Gerhard Berger Benetton/BMW 1’24.885
5 Ayrton Senna Lotus/Renault 1’24.916
6 Nelson Piquet Williams/Honda 1’25.137
7 Derek Warwick Brabham/BMW 1’25.175
8 Keke Rosberg McLaren/TAG 1’25.378
9 Michele Alboreto Ferrari 1’25.549
10 Riccardo Patrese Brabham/BMW 1’26.111
11 René Arnoux Ligier/Renault 1’26.187
12 Stefan Johansson Ferrari 1’26.422
13 Thierry Boutsen Arrows/BMW 1’26.754
14 Philippe Alliot Ligier/Renault 1’27.269
15 Patrick Tambay Lola/Ford 1’27.808
16 Christian Danner Arrows/BMW 1’27.923
17 Johnny Dumfries Lotus/Renault 1’28.024
18 Alan Jones Lola/Ford 1’28.043
19 Alessandro Nannini Minardi/Motori Moderni 1’28.690
20 Martin Brundle Tyrrell/Renault 1’29.125
21 Andrea de Cesaris Minardi/Motori Moderni 1’29.561
22 Jonathan Palmer Zakspeed 1’29.659
23 Philippe Streiff Tyrrell/Renault 1’30.199
24 Huub Rothengatter Zakspeed 1’30.904
25 Ivan Capelli AGS/Motori Moderni 1’33.844
26 Piercarlo Ghinzani Osella/Alfa Romeo 1’36.128
27 Alex Caffi Osella/Alfa Romeo 1’36.900

Piquet vence duelo particular com Mansell e conquista GP da Itália

No templo sagrado, Monza na Itália é que de forma definitiva começava de vez a luta pelo mundial de Formula 1. Num dia de sol e para delírio da torcida a pole position foi do Italiano Teo Fabi, como foi no GP da Áustria, ao seu lado larga Alain Prost, depois na segunda fila largavam Mansell e Berger com a Terceira fila sendo dos Brasileiros Ayrton Senna e Nelson Piquet. Mas na primeira largada os carros de Teo Fabi e de Alain Prost falharam, com isso Ambos foram largar dos boxes, com isso a primeira fila passava a ser de Mansell e Berger e a segunda fila de Senna e Piquet com Warwick e Rosberg assumindo a 3ªfila.

Os pilotos foram para a segunda largada, e nessa segunda largada o Câmbio de Senna deixou ele na mão, ele anda 400 metros e para deixando a corrida sem se quer ter tentado conseguir um bom resultado, Berger assumiu a ponta da corrida com Mansell e Piquet logo em seguida, Mas a melhor de todas as largada foi a largada de Rene Arnoux que largou de 12ºlugar para a 4ªcolocação, tudo por causa da quebra do carro do Senna, que todo mundo desviou do carro de Senna parado, mas não tivemos uma nova largada. Berger começa a corrida com tudo largando e abrindo muito em cima das Williams. Enquanto isso Fabi e Prost começavam a fazer suas voltas de apresentação.
Huub Rothengatter acabou quebrando a transmissão na segunda volta e deixou a corrida, Na Volta seguinte Alboreto passou Arnoux e assumiu a quarta colocação, ele queria dar uma vitória para a sua torcida e para a Ferrari em 1986 após passar pelo seu melhor momento no ano ficando em 2ºlugar no GP da Áustria. Nessa mesma volta Tambay e Patrese provoca um acidente que acaba deixando ambos fora da corrida.

Teo Fabi já estava em 11ºlugar na volta 4, uma incrível recuperação do Italiano da Benetton enquanto Berger continuava líder da corrida, Arnoux sofria pressão de Rosberg e de Johansson na briga pelo 5ºlugar, Berger continuava na ponta só que as Williams de Mansell e Piquet começavam a chegar e trazia junto Alboreto que estava muito forte na corrida, Johansson passou Rosberg e assumiu a 6ªposição e não satisfeito passou também a Arnoux depois de completada a volta 5. No final da volta 5 a classificação era: Berger 7:43.449 – Mansell a 1.387 – Piquet a 2.486 – Alboreto a 3.437 – Arnoux a 6.086 e Johansson a 6.199, claro classificação que logo foi defasada pelo Sueco da Ferrari. Fabi em 11º e Prost estava em 15º.

Os quatro primeiros colocados começavam a se destacar na corrida, Berger já tinha a pressão de Mansell na luta pela ponta da corrida. E No Final da 7ªvolta Mansell passa Berger e assumiu a ponta, Berger já ficava mais para Piquet que logo, logo passou Berger no final da 7ªvolta Os quatro primeiros colocados separados por apenas 1 segundo de diferença, Alboreto passava também Berger que começava a ficar um pouco mais para trás enquanto isso Andrea de Cesaris foi para uma troca antecipada, e também a Tyrrell de Phillipe Streiff nos boxes para uma troca antecipada ou para resolver problemas que esse carro tinha . Mansell continuava na ponta com Alboreto em 3º, Berger em 4º e depois Johansson, Arnoux, Rosberg, Fabi e Dunfries, Prost era o 10ºcolocado isso na volta 10. Rosberg também passou Arnoux e assumiu a sexta colocação.

Mansell usava toda a pista para se manter na frente de Piquet que estava com o carro na mão enquanto isso Alboreto também estava usando e abusando de seu Ferrari e com a Briga entre os dois Williams Michele Alboreto chegava na briga para a expectativa de sobrar algo de bom, ele passar ambos os pilotos da Williams, Mas isso não aconteceu.

Alboreto na volta 11 fazia a melhor volta da corrida 1:30.141 – 231.637 Km/h – 143.933 Mph para o Delírio da torcida italiana da Ferrari, Ghinzani apesar de não ter a intenção atrapalhou um pouco os três primeiros, Mas sem muitos prejuízos para nenhum dos 3, Johansson já vinha para cima de Berger para lutar pelo 4ºlugar. Piercarlo Ghinzani com a Osella abandonou a corrida, se a Osella sem problemas era Ruim imagina a Osella cheia de problemas como é andar com esse carro ruim demais com problemas de Suspensão que ocasionou a rodada dele.

Prost já estava em 9ºlugar tentando passa a Teo Fabi que estava em 8ºlugar, teve um grande começo de corrida e se recuperou na corrida até o 8ºlugar até seu carro perder um pouco de rendimento. Classificação após 15 voltas: Mansell 22:54.373 – Piquet a 1.334 – Alboreto a 2.205 – Berger a 9.001 – Johansson a 10.506 – Rosberg a 16.701 Depois Arnoux, Prost e Fabi,. Prost passou Fabi na volta 15 e nessa mesma volta Prost fazia a volta mais rápida da corrida 1:29.576 – Média de 233.093 – 144.837 Mph.

Na volta 17 o Delírio da torcida italiana acabava com a Rodada de Alboreto que acabou perdendo muito tempo e muitas posições. Alessandro Nannini, outro italiano com um motor Italiano com um time italiano deixava a corrida com problemas elétricos. Na Volta seguinte o piloto Derek Warwick mais uma vez é traído pelo seu frágil Brabham-BMW e deixa a corrida com problemas de semi-eixo. Alboreto fez uma parada nos boxes e voltou em 13ºlugar, Enquanto isso a AGS de Ivan Capelli que estreava na Formula 1 nessa corrida parado na pista, Mas conseguiu voltar a corrida. Classificação após 18 Voltas: M.ansell, Prost, Berger, Johansson, Rosberg e Arnoux com Prost em 7º, Fabi em 8º e Dunfries em 9ºlugar. Mas Dunfries também não duraria muito, ele deixava a corrida na 19ªvolta com problemas de Câmbio, estava fazendo uma boa corrida até com chances de pontuar, não era o Dia da Lotus mesmo, Enquanto isso Prost era apenas o 6ºlugar, após largar da última posição. Enquanto isso a Williams começava a se preparar para uma parada nos boxes para um de seus dois pilotos. Classificação após 20 Voltas: Mansell 30:26.925 – Piquet a 2.751 – Berger a 11.056 – Johansson a 15.286 – Rosberg a 21.693 – Prost a 23.194

Piquet foi para a parada nos boxes que acabou a equipe trabalhando muito mal fazendo a parada em 17 segundos, deixando Piquet voltar para o 8ºlugar. Prost foi para os boxes, trocaram o bico de seu carro e teve problemas demais, com 31 segundos de parada, Mas era essa parada que iria complicar sua situação no Campeonato. Phillipe Alliot quebra o motor e deixava a corrida na volta 24. Rosberg foi para os Boxes também e fez uma parada um pouco melhor, 13,53 segundos, na verdade demora justificável por causa da troca do Bico do carro em Rosberg que demorou um pouco além de uma troca normal.

Mansell completava 24 voltas enquanto isso Johansson partia para a sua parada, com isso Mansell era o Líder com Berger em 2º e Arnoux passava a ser o terceiro lugar e vivo na corrida. Johansson faz sua troca em 9.68 segundos. Alias Berger e Arnoux tinham os pneus Pirelli que poderiam aguentar a corrida toda com os mesmos pneus. Classificação após 25 voltas: Mansell – Berger – Arnoux – Piquet – Johansson – Rosberg – Alboreto – Fabi e Prost, Mansell foi para os boxes para a sua parada e a equipe trabalha de maneira brilhante fazendo 8.34 segundos voltando em 2ºlugar, A Arrows de Christian Danner fez sua troca de Pneus, Mas a direção da corrida mostrou bandeira preta para Prost e isso significava que Prost estava excluído na corrida por causa de alguma irregularidade que aconteceu na parada de Prost. Berger continuava liderando a corrida com os mesmo pneus de que começaram aos boxes. Berger fez sua parada e Mansell assumia a ponta da corrida enquanto isso Arnoux em 2ºlugar era o intruso na briga das Williams, e um belo intruso com a sua Ligier, Depois Berger, Johansson e Alboreto eram os 6 primeiros colocados.

Mas para Arnoux a corrida acabava na volta 31, ele que vinha muito vem na segunda posição, e com boas chances de pontuar, acabou deixado na mão pelos problemas de Câmbio, Assim as Williams estava livres para lutar pela vitória e Piquet.

Classificação após 30 voltas completadas: Mansell 46:14.134 – Piquet a 5.852 – Berger a 10.431 – Johansson a 17.903 – Alboreto a 20.862 e Rosberg a 24.970 e Piquet começava a tentar chegar em Mansell. Teo Fabi acabava vindo em 7ºlugar foi para os boxes e acabou tendo problemas com seu motor BMW e ficava fora da disputa praticamente, infelizmente o Italiano não dava sorte nenhuma em corrida apesar da sua velocidade em treinos.

Após 31 voltas pela pista Ivan Capelli acabava sua corrida com a AGS por causa dos pneus, foi uma experiência válida para o chassi artesanal que a equipe criou, dizem que era uma copia do Renault de 1983 ou então era o chassi da Renault de 1983 adaptado dentro das condições financeiras da equipe que eram nada vantajosas.

Piquet na volta 32 fazia a melhor volta com 1:29.311 – 233.790 Km/h – 145.270 Mph de Média Horária, e cada vez mais Piquet chegava mais em Mansell. Era a briga pela vitória enquanto isso Berger vinha mantendo o 3ºlugar e Johansson vinha em 4º, Alboreto em 5ºlugar após ter rodado nos boxes no começo, Mas Alboreto deixava a corrida, o seu motor Falhou e ele teve de deixar a corrida. Andrea De Cesaris também com motor deixava a corrida com a Minardi, Piquet continuava acelerando, passando a melhorar a melhor volta da corrida em 1:38.576 – Média 235.464 Km/h – 146.311 Mph na volta 34. Classificação após 35 voltas era essa: Mansell, Piquet, Berger, Johansson, Rosberg, Boutsen, Brundle, Jones e Danner, com Streiff, Fabi e Caffi que fazia sua estreia na formula 1 com a Horrivel Osella, tomando volta de todo mundo, mas conseguindo ficar vivo na corrida.

Piquet baixava sua melhor volta para 1:28.173 – Média 236.807 Km/h – Média 147.145 Mph na volta 35, a situação ficava mais difícil para Mansell continuar na ponta da corrida, Piquet já tinha Mansell em sua Alça de mira, e na volta 37 Piquet estava de vez colado em Piquet para lutar pelo primeiro lugar, para se manter mais vivo do que nunca na luta pelo título da temporada de 1986. E na volta 38 Piquet fez uma brilhante manobra totalmente inimaginável para passar Mansell, na parte da retomada depois da primeira chicane e acabou passando a Mansell que acabou recebendo uma leve empurrada para o lado, com isso Mansell não teve chance de voltar a ponta da corrida.

Berger começava a ter problemas para manter a 3ªposição em cima de Johansson. Enquanto isso Fabi ainda na volta 34, atrasado devido aos problemas que ele teve fazia a volta mais rápida da corrida com 1:28.111 – Média de 236.966 km/h – 147.244 Mph. Jones já estava em 7ºlugar tentando buscar a Boutsen para ir ao 6ºlugar que o Belga iria defender com a sua Honra.

Classificação após 39 voltas: Piquet, Mansell, Berger, Johansson, Rosberg e Boutsen os 6 primeiros. Com Jones, Brundle, Danner, Streiff, Fabi e Caffi e só os 12 continuavam na corrida. Piquet tinha 15.685 segundos à frente de Johansson (Até parece que a Ferrari iria ganhar da Williams em 1986, risos) As atenções estavam voltadas para Berger e Johansson que brigavam pelo 3ºlugar. Piquet continuava na ponta mais com Mansell ainda na cola de Piquet após 41 voltas.
Após 42 voltas a classificação era a seguinte: Piquet, Mansell, Berger, Johansson, Rosberg, Boutsen, Jones, Brundle e Danner. Depois Streiff, Fabi e Caffi.

Berger continuava em 3ºlugar até a volta 45, quando o carro de Berger piorou muito e Johansson acabou passando a Berger assumindo o terceiro lugar dando alegria a torcida italiana que pelo menos teria um representante da sua equipe no pódio, o que eles queriam era o Alboreto, Mas acabou sendo o Johansson que resistia a corrida ainda, Piquet já começava a abrir de Mansell. Enquanto isso Jones passava Boutsen e assumia a 6ªposição e daria mais um pontinho para a Lola-Beatrice com os motores Ford.

Na parte final da corrida ainda estava reservado dois momentos que não eram nada bons para a Benetton, a Rodada de Teo Fabi que deixou a corrida a 7 voltas do Final após ter problemas e dar show na corrida, se desse todo certo ele poderia ser o vencedor da corrida pelo que ele mostrou na corrida em termos de velocidade, mas em termos de Resistência o motor deixava a desejar tanto é que no final Rosberg conseguiu passar Berger e assumir a 4ªposição de presente, mesmo sem desempenho Rosberg depois de algumas corridas sem pontuar se arrastando sem combustível na pista ou com problemas em seu carro acabava uma corrida.

Piquet administrou a sua vitória nas 2 voltas finais, para a sua 4ªvitória na temporada, fazendo com que o campeonato ficasse mais aberto do que nunca. Com Mansell em segundo e Johansson em 3ºlugar representando bem a Ferrari. Rosberg em 4ºlugar (Esse seria a última vez que Rosberg pontuaria na Carreira) Berger em 5º estava capengando mas terminou a corrida. E Jones fazendo mais um ponto para a Lola-Beatrice que estava melhorando em termos de desempenho. Depois os dois Arrows-BMW de Boutsen e de Danner que ficaram na frente dos Resistentes mas fracos Tyrrell-Renault de Brundle e de Streiff, Caffi chegando com 6 voltas de atraso acabou não classificado na corrida. O Campeonato ficaria com Mansell 61, Piquet 56, Prost 53 e Senna com 48 restando 3 corridas para o final todo mundo estava na briga pelo título restando 27 pontos em Jogo.

Resultado Final do GP da Itália de 1986

Fotos:

View post on imgur.com

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap

Texto: Deivison da Conceição da Silva