Portal Sportszone » Blog Archives

Tag Archives: Michael Metge

Dakar Dakar 2018 Fotos Off-Road Rally

Antonie Meo vence no Final, Kevin Benavides vai para o dia de folga na liderança do Dakar

Published by:

Em um Dakar que estava nas mãos de Toby Price acabou escapando diante dos seus dedos e ficando com o Francês Antonie Meo com a KTM.

Os 4 primeiros setores foram cancelados devido as más condições de tempo na Trajetória entre Arequipe até a cidade Boliviana de La Paz. O 5ªSetor foi o que começou pra valer a 6ªEtapa para as Motos e os Quadriciclos.

Nesse setor a 1ªposição estava nas mãos do Francês Xavier de Soultrait que vinha muito bem na classificação geral, sendo já apontado como um dos candidatos a vitória. Por ser um setor curto a diferença entre os 20 primeiros colocados era de apenas 17 segundos entre o líder até o Juan Pedrero Garcia que vinha na última posição entre os 20 primeiros colocados.

O Argentino Diego Duplessis vinha em 2ºlugar, 2 segundos atrás de Soultrait. Depois Barreda Bort e Pablo Quintanilla vinham empatados com 4 segundos atrás do líder e completando os 5 primeiros colocados vinha Johnny Aubert com a Sua Gas Gas. Toby Price, Laia Sanz, Daniel Oliveiras Carreras, Kevin Benavides e Michael Metge completavam os 10 primeiros colocados.

Na 6ªparte o líder continuava sendo Xavier de Soultrait, Que abriu 31 segundos sobre o segundo colocado. O Espanhol Daniel Oliveras Carreras com a KTM da Himoinsa, Era uma grande surpresa nessa etapa. E a zebra não parou por aqui. Diego Duplessis com a Honda da equipe Mec vinha em 3ºlugar a 38 segundos do líder.

Ambos superavam a Pablo Quintanilla que vinha em 4ºlugar com sua Husqvarna, Toby Price vinha em 5ºlugar com a melhor KTM oficial da parcial. Kevin Benavides que brigava pela liderança na geral vinha em 6ºlugar com sua Honda oficial.

Depois vinham Gerard Farres Guell com sua KTM Himoinsa, Antonie Meo em 8ºlugar com sua KTM, Daniel Nosiglia Jager em 9º e  completando os 10 primeiros colocados o piloto Johnny Aubert. 20 segundos depois vinha Adrien Van Beveren em 11ºlugar com sua Yamaha, 1 segundo a frente de Stefan Svitko. Shaun Esposito aparecia em 18ºlugar. Enquanto que Juan Barreda Bort vinha em 20ºlugar. (2 minutos e 42 segundos atrás do líder)

No 7ºSetor, tudo acabou mudando. (Claro é o Dakar das Reviravoltas) O Australiano Toby Price assumiu a liderança do Dakar ao colocar 19 segundos de frente para Kevin Benavides que estava em 2ºlugar. Em terceiro vinha Antonie Meo com a KTM. As surpresas Daniel Olivieras Carreras e Diego Duplessis vinham em 4º e 5ºlugares respectivamente. Os 5 primeiros colocados separados por apenas 1 minuto de distância entre eles. Pablo Quintanilla vinha em 6ºlugar a 11 segundos atrás de Duplessis e a 47 segundos a frente de Xavier de Soultrait que acabou caindo do 1º para o 7ºlugar. Daniel N. Jager, vinha um segundo atrás do piloto francês em 8ºlugar com sua KTM. Farres Guell e Svitko (Dois dos melhores pilotos de moto privada) completavam os 10 primeiros lugares. Adrien van Beveren vinha em 14ºlugar a 2 minutos e 50 segundos atrás e Barreda Bort vinha em 18º. Logo a sua frente vinha o piloto Espanhol Jonathan Barragan da Gas Gas.

Price lidera o 8ºSetor com 6 segundos de Frente para o Francês e companheiro de equipe Antonie Meo, 15 segundos a frente de Kevin Benavides que vinha com sua Honda em 3º. Duplessis e Oliveras Carreras vinham resistindo bravamente a motos e equipes mais poderosas. Em 4º e 5ºlugar, Perto da disputa pela vitória no Estágio. (Menos de um minuto atrás de Price)

Palbo Quintanilla com a sua Husqvarna vinha em um honroso 6º, Daniel Nosiglia Jager vinha fazendo a bandeira da Bolívia brilhar alto, com o 7ºlugar a 1 minuto e 31 segundos do líder da especial. Xavier de Soultrait, Matthias Walkner e Michael Metge completavam os 10 primeiros lugares. Com Gerard Farres Guell e Juan Pedrero Garcia na cola deles buscando entrar nessa turma. Barreda Bort vinha em 15ºlugar.

No final acabou Antonie Meo superou Toby Price e conquistou a vitória no 6ºEstágio. A primeira vitória no Dakar 2018 (Em especial) Kevin Benavides empatou com o piloto australiano campeão de 2016 Toby Price, Em 2ºlugar a 30 segundos do Vencedor.

Diego Martin Duplessis chegou em 4ºlugar e Daniel Oliveras Carreras ficou em 5ºlugar. Junto desses dois o Bolíviano Daniel Nosiglia Jager ficou em 7ºlugar (Atrás de Palbo Quintanilla) Formaram o trio de surpresas nessa curta especial antes da Folga que todos vão ter em La Paz.

Adrien Van Beveren perdeu a liderança na geral, O piloto da Yamaha ficou em 8ºlugar, 3 segundos a frente de Joan Barreda Bort que levou a sua Honda ao 9ºlugar na Especial. (3 minutos e 30 segundos atrás do vencedor) O Francês Michael Metge fechou a lista dos 10 primeiros colocados.

Matthias Walkner ficou longe da disputa pela vitória, Ficou em 11ºlugar (4 minutos e 6 segundos de Meo), Seguido pelos pilotos privados da KTM: Farres Guell e Svitko em 12º e 13º respectivamente. Xavier de Soultrait acabou sendo outro derrotado do dia, Ficou em 17ºlugar a 5 minutos e 12 segundos dos vencedor.

Kevin Benavides vai para a merecida folga na liderança do Dakar, Feito inédito para ele e para a Argentina na categoria Motos.

Resultado Final –6ªEtapa do Dakar 2018

POS. Pilotos Motos Tempo
1 19 Antonie Meo KTM 450 RALLY REPLICA 01H 54′ 10”
2 47 Kevin Benavides Honda CRF450RALLY + 00H 00′ 30”
3 8 Toby Price KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 00′ 30”
4 27 Diego Martin Duplessis Honda CRF450RALLY + 00H 01′ 13”
5 29 Daniel Olivera Carreras KTM 450 RALLY + 00H 01′ 55”
6 10 Pablo Quintanilla Husqvarna FR 450 RALLY + 00H 02′ 00”
7 33 Daniel Nosiglia Jager HUSQVARNA FR 450 RR + 00H 02′ 13”
8 4 Adrien van Beveren WR450F YAMAHA + 00H 03′ 27”
9 5 Joan Barreda Bort Honda CRF450RALLY + 00H 03′ 30”
10 14 Michael Metge Honda CRF450RALLY + 00H 03′ 37”
11 2 Matthias Walkner KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 04′ 06”
12 3 Gerard Farres Guell KTM 450 RALLY + 00H 04′ 14”
13 9 Stefan Svitko KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 04′ 19”
14 17 Armand Monleon KTM 450 RR + 00H 04′ 34”
15 12 Juan Pedrero Garcia 450 RALLYE SHERCO TVS + 00H 04′ 51”
16 23 Xavier de Soultrait Yamaha WR450F RALLY + 00H 05′ 12”
17 40 Johnny Aubert GASGAS + 00H 06′ 06”
18 20 Ricky Brabec Honda CRF450RALLY + 00H 06′ 16”
19 7 Franco Caimi WR450F RALLY YAMAHA + 00H 06′ 52”
20 15 Laia Sanz KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 06′ 55”
21 34 Marc Sola Terradellas KTM 450 RALLY + 00H 07′ 33”
22 61 Oriol Mena Hero 450 Rally + 00H 07′ 51”
23 68 Jose Ignacio Cornejo Florimo Honda CRF450RALLY + 00H 08′ 12”
24 77 Luciano Benavides KTM 450 RALLY + 00H 09′ 01”
25 44 Rodney Faggotter Yamaha WR450F RALLY + 00H 09′ 31”
26 60 Jonathan Barragan Nevado GASGAS + 00H 09′ 48”
27 52 Jacopo Cerutti KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 09′ 50”
28 54 Andrew Short Husqvarna FR 450 RALLY + 00H 10′ 29”
29 37 Milan Engel KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 11′ 39”
30 103 Shane Esposito KTM RALLY REPLICA + 00H 12′ 56”

Classificação Geral

POS. Pilotos Motos Tempo
1 47 Kevin Benavides Honda CRF450RALLY 16H 33′ 20”
2 4 Adrien van Beveren WR450F YAMAHA + 00H 01′ 57”
3 2 Matthias Walkner KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 03′ 50”
4 5 Joan Barreda Bort Honda CRF450RALLY + 00H 09′ 33”
5 8 Toby Price KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 09′ 39”
6 19 Antonie Meo KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 10′ 42”
7 23 Xavier de Soultrait Yamaha WR450F RALLY + 00H 11′ 24”
8 10 Pablo Quintanilla Husqvarna FR 450 RALLY + 00H 16′ 42”
9 3 Gerard Farres Guell KTM 450 RALLY + 00H 18′ 08”
10 9 Stefan Svitko KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 29′ 11”
11 20 Ricky Brabec Honda CRF450RALLY + 00H 30′ 34”
12 68 Jose Ignacio Cornejo Florimo Honda CRF450RALLY + 00H 34′ 05”
13 40 Johnny Aubert GASGAS + 00H 42′ 39”
14 33 Daniel Nosiglia Jager HUSQVARNA FR 450 RR + 00H 48′ 42”
15 12 Juan Pedrero Garcia 450 RALLYE SHERCO TVS + 00H 53′ 26”
16 77 Luciano Benavides KTM FACTORY RACING TEAM + 01H 01′ 22”
17 15 Laia Sanz KTM 450 RALLY REPLICA + 01H 03′ 15”
18 44 Rodney Faggotter Yamaha WR450F RALLY + 01H 04′ 45”
19 29 Daniel Olivera Carreras KTM 450 RALLY + 01H 06′ 05”
20 61 Oriol Mena Hero 450 Rally + 01H 14′ 07”
21 60 Jonathan Barragan Nevado GASGAS + 01H 14′ 45”
22 54 Andrew Short Husqvarna FR 450 RALLY + 01H 20′ 10”
23 27 Diego Martin Duplessis Honda CRF450RALLY + 01H 21′ 42”
24 14 Michael Metge Honda CRF450RALLY + 01H 22′ 22”
25 18 Alessandro Botturi Yamaha 450F + 01H 28′ 44”
26 17 Armand Monleon KTM 450 RR + 01H 30′ 23”
27 11 Juan Carlos Salvatierra KTM 450 RALLY REPLICA + 02H 15′ 48”
28 52 Jacopo Cerutti KTM 450 RALLY REPLICA + 02H 23′ 26”
29 34 Marc Sola Terradellas KTM 450 RALLY + 02H 24′ 04”
30 28 Emanuel Gyenes KTM 450 RALLY REPLICA + 02H 25′ 26”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Sem categoria

Barreda Bort destruiu a concorrência e vence com sobra a 5ªEtapa do Dakar

Published by:

Barreda Bort acabou com a concorrência nessa 5ªEtapa e venceu de forma acachapante, De ponta a ponta e voltou a disputa pelo título na Geral.

Desde do primeiro Setor do estágio que foi de San Juan de Marcona até Arequipa, O piloto da Honda assumiu a liderança abrindo 1 minuto e 8 segundos de vantagem para o Espanhol Gerard Farres Guell da Himoinsa. (Que começou muito bem por sinal esse estágio) O Bolíviano Daniel Nosiglia Jager com sua KTM continuava sendo a revelação do Dakar 2018 ou uma das revelações, Estava em 3ºlugar. (1 minuto e 29 segundos atrás do líder)

O Argentino Kevin Benavides aparecia em 4ºlugar e dois segundos depois vinha o piloto Espanhol Oriol Mena da Hero Motorsports em 5ºlugar. Xavier de Soultrait com sua Yamaha passou em 6ºlugar (3 segundos atrás do Mena) Depois vinham Ricky Brabec com Honda, Laia Sanz com a KTM, Antoine Meo com a KTM oficial e fechando os 10 primeiros colocados, O Argentino Luciano Benavides que estava 3 minutos e 17 segundos atrás de Barreda Bort.

Johnny Aubert vinha em 11ºlugar com sua Gas Gas. Seguido pelo Chileno Palbo Quintanilla com sua Husqvarna em 12ºlugar. Diego Duplessis aos poucos começa a aparecer no Dakar, Vinha em 13º. Alessandro Botturi (Yamaha), Andrew Short (Husqvarna), Matthias Walkner (KTM) que por sinal estava decepcionando no começo do estágio. Pedrero Garcia da Sherco, Jacopo Cerutti, Stefan Svitko e Adrian van Beveren completavam os 20 primeiros lugares.

O Espanhol Barreda Bort aumentou imensamente a sua vantagem para Farres Guell. O piloto da Honda liderava o WP2 com 6 minutos e 42 segundos de distância para o piloto da Himoinsa, que tinha apenas 7 segundos de frente para o piloto Francês Antonie Meo, com sua KTM oficial. Atrás vinha um outro francês Asfaltado com a moto da Yamaha Xavier de Soultrait vinha em 4ºlugar. 19 segundos a frente do Norte-Americano Ricky Brabec com a Honda da equipe oficial em 5ºlugar.

Oriol Mena vinha em 6º. 1 segundo atrás de Brabec e 14 segundos a frente de Kevin Benavides. Toby Price, Campeão em 2016 vinha em 8º, Laia Sanz continuava entre os 10 primeiros colocados (30 segundos atrás do piloto Australiano) e o Francês Adrien Van Beveren completava os 10 primeiros colocados. Com 10 minutos e 16 segundos de desvantagem para o 1ºcolocado.

Jonathan Barragan manteve a Gas Gas na 11ªposição, Já Aubert acabou recuando 3 posições, Indo parar em 14ºlugar (Quintanilla e Jose Ignacio Cornejo vinham a frente do piloto Francês) Daniel Nosiglia Jager acabou tendo perda enorme e agora vinha em 16ºlugar, 12 minutos e 39 segundos atrás de Barreda Boat.

No 3ºSetor, O Espanhol Joan Barreda Bort aumentou sua diferença para 7 minutos e 59 segundos sobre Antonie Meo KTM oficial que assumiu o 2ºlugar na classificação geral. Em 3º estava o Austríaco Matthias Walkner com sua KTM oficial. 3 segundos atrás, Vinha o Espanhol Gerard Farres Guell da Himoinsa em um ótimo 4ºlugar e Kevin Benavides vindo para o 5ºlugar com sua Honda. Exatos 9 minutos a frente do líder.

Ricky Brabec permanecia bem colocado (6ºlugar) com sua Honda, Xavier de Soultrait vinha em 7ºlugar a 10 minutos e 5 segundos do líder e 20 segundos a frente de Toby Price que manteve o 8ºlugar. Oriol Mena caiu um pouco na tabela e estava em 9ºlugar com Palbo Quintanilla pela primeira vez na especial entre os 10 primeiros colocados com sua Husqvarna. 7 segundos depois do piloto Chileno vinha o Francês Adrien van Bevenen em 11ºlugar.

Jonathan Barragan e Johnny Aubert vinham juntos em 12º e 13º, Representando muito bem a Gas Gas. Cornejo, e Laia Sanz completavam os 15 primeiros colocados. Daniel Nosiglia Jagel caiu para o 20ºlugar. (17 minutos e 17 segundos da liderança)

Na 4ªParcial. Nada mudou Barreda Bort continuou na liderança com Meo em 2º a 9 minutos e 25 segundos de distância. Quem subiu foi Kevin Benavides com sua Moto da Honda. Que foi de 5º para o 3ºlugar e estava 24 segundos a frente da Honda do Norte-Americano Ricky Brabec que vinha em 4ºlugar. Em 5ºlugar vinha o Espanhol Gerard Farres Guell.

24 segundos atrás do piloto da Himoinsa, Em 6ºlugar estava o Francês Xavier de Soultrait com a Yamaha. O Australiano Toby Price vinha em 7ºlugar. (11 minutos e 29 segundos atrás do líder) Mais um piloto oficial da KTM. O piloto da Husqvarna, Palbo Quintanilla subia aos poucos no estágio, Já estava em 8ºlugar. Adrien Van Beveren estava em 9º, a 13 minutos e 39 segundos de Barreda Boat. (A Liderança na Geral estava ameaçada com esse tempo perdido) Oriol Mena se segurava em 10ºlugar.

Jonathan Barragan e Jose Ignacio Cornejo disputavam o 11ºlugar. A vantagem do piloto da Gas Gas para o piloto da Honda era de apenas 1 segundo. 29 segundos depois vinha o Francês Johnny Aubert, Em 13ºlugar. Michael Metge (Honda) e Laia Sanz (KTM) disputavam o 14ºlugar. Separados por apenas 6 segundos entre eles.

Juan Pedrero Garcia em um Dakar modesto com sua Sherco TVS (Que também estava tendo desempenho modesto) vinha em 16ºlugar.

No penúltimo setor, Barreda Bort vinha 9 minutos a frente de Matthias Walkner que não apareceu na 4ªparcial e que vinha em segundo lugar. Antonie Meo caiu para o 3ºlugar, 54 segundos a frente do seu companheiro na KTM. O Argentino Kevin Benavides perdeu uma posição. Caindo para o 4ºlugar, 51 segundos atrás do Francês da fabrica de motos Austríaca.

Xavier de Soultrait, Com sua Yamaha vinha em 5ºlugar. 11 segundos a frente de Ricky Brabec que vinha em 6ºlugar. Toby Price não vinha bem nessa Especial. Estava em 7ºlugar, 11 minutos e 57 segundos atrás do líder. Gerard Farres Guell caiu do 5º para o 8ºlugar com a Himoinsa. Adrien van Beveren que não se acertou no estágio e vinha em 9ºlugar e completando os 10 primeiros colocados o piloto Espanhol Jonathan Barragan. O piloto da Gas Gas estava apenas 7 segundos a frente de Oriol Mena e 23 segundos atrás de Aubert. (Companheiro de equipe de Barragan na Gas Gas) Jose Ignacio Cornejo em 13ºlugar também estava de olho no 10ºlugar (vinha 30 segundos atrás de Barragan)

Fechando a Especial. Barreda Bort confirmou a vitória com mais de 10 minutos de vantagem (Exatos 10 minutos e 26 segundos) para o Austríaco Matthias Walkner com sua KTM que ficou em 2ºlugar. Em terceiro lugar ficou o Argentino Kevin Benavides com a Honda da equipe oficial em uma belíssima atuação, Tirando essa posição do piloto Francês Antonie Meo, Que acabou perdendo a posição por causa de 40 segundos atrás de Benavides.

Adrien Van Beveren reagiu na parte final da Especial e chegou em Arequipa em 5ºlugar no estágio, 14 minutos e 35 segundos atrás de Barreda Bort e 2 minutos e 15 segundos atrás de Benavides. Isso foi o bastante para o francês permanecer com a liderança do Dakar. Com 1 minuto de diferença para Kevin Benavides que vem na segunda posição na classificação Geral.

Xavier de Soultrait, Companheiro de Adrien van Beveren ficou a 8 segundos do líder. Acabou em 6ºlugar. Toby Price decepcionou e acabou o dia em 7ºlugar. 15 minutos atrás do vencedor do dia. Gerard Farres Guell ficou em 8ºlugar com sua KTM privada. Ricky Brabec perdeu muito tempo no final da prova e acabou em 9ºlugar (19 minutos e 16 segundos dos vencedores) e completando os 10 primeiros colocados o Francês Johnny Aubert com a Gas Gas, Vencendo a batalha. 18 segundos a frente de Oriol Mena que ficou em 11ºlugar com a moto da Hero.

Michael Metge foi aos poucos subindo de posição e ficou em 12ºlugar com sua Honda. Stefan Svitko teve um dia mais ou menos com sua KTM privada, Terminou em 13ºlugar, A 25 minutos e 7 segundos de Barreda Bort. Laia Sanz ficou com o 14ºlugar e Jonathan Barragan acabou caindo muito no final, Chegando apenas em 15ºlugar.

Outro que caiu muito no final foi Jose Ignacio Cornejo que foi do 13ºlugar e terminou em 19ºlugar a 29 minutos e 52 segundos do seu companheiro de equipe. Atrás de Palbo Quintanilla que ficou muito atrás na parte final do estágio, Ficando em 16º a 28 minutos e 52 segundos do vencedor. Isso fez com que o Chileno caísse do 2º para o 9ºlugar na classificação geral, 16 minutos atrás de Van Beveren.

Resultado final da 5ªEtapa do Dakar 2018
San Juan de Marcona e Arequipa

Pos. piloto Moto Tempo
1 5 Joan Barreda Bort Honda CRF450RALLY 03H 19′ 42”
2 2 Matthias Walkner KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 10′ 26”
3 47 Kevin Benavides Honda CRF450RALLY + 00H 12′ 20”
4 19 Antonie Meo KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 13′ 00”
5 4 Adrien van Beveren WR450F YAMAHA + 00H 14′ 35”
6 23 Xavier de Soultrait Yamaha WR450F RALLY + 00H 14′ 43”
7 8 Toby Price KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 15′ 00”
8 3 Gerard Farres Guell KTM 450 RALLY + 00H 16′ 54”
9 20 Ricky Brabec Honda CRF450RALLY + 00H 19′ 16”
10 40 Johnny Aubert GASGAS + 00H 21′ 17”
11 61 Oriol Mena Hero 450 Rally + 00H 21′ 35”
12 14 Michael Metge Honda CRF450RALLY + 00H 22′ 38”
13 9 Stefan Svitko KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 25′ 07”
14 15 Laia Sanz KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 27′ 29”
15 60 Jonathan Barragan Nevado GASGAS + 00H 27′ 44”
16 10 Pablo Quintanilla Husqvarna FR 450 RALLY + 00H 28′ 52”
17 29 Daniel Olivera Carreras KTM 450 RALLY + 00H 29′ 08”
18 12 Juan Pedrero Garcia 450 RALLYE SHERCO TVS + 00H 29′ 09”
19 68 Jose Ignacio Cornejo Florimo Honda CRF450RALLY + 00H 29′ 52”
20 44 Rodney Faggotter Yamaha WR450F RALLY + 00H 30′ 46”
21 33 Daniel Nosiglia Jager HUSQVARNA FR 450 RR + 00H 31′ 27”
22 27 Diego Martin Duplessis Honda CRF450RALLY + 00H 32′ 07”
23 54 Andrew Short Husqvarna FR 450 RALLY + 00H 32′ 50”
24 77 Luciano Benavides KTM 450 RALLY + 00H 36′ 24”
25 34 Marc Sola Terradellas KTM 450 RALLY + 00H 36′ 33”
26 18 Alessandro Botturi Yamaha 450F + 00H 36′ 39”
27 17 Armand Monleon KTM 450 RR + 00H 36′ 48”
28 52 Jacopo Cerutti KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 37′ 18”
29 42 Maurizio Gerini HUSQVARNA 450 + 00H 41′ 19”
30 128 Maikel Smits KTM 450 RALLY + 00H 43′ 57”

Classificação Geral

Pos. piloto Moto Tempo
1 4 Adrien van Beveren WR450F YAMAHA 14H 37′ 40”
2 47 Kevin Benavides Honda CRF450RALLY + 00H 01′ 00”
3 2 Matthias Walkner KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 01′ 14”
4 5 Joan Barreda Bort Honda CRF450RALLY + 00H 07′ 33”
5 23 Xavier de Soultrait Yamaha WR450F RALLY + 00H 07′ 42”
6 8 Toby Price KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 10′ 39”
7 19 Antonie Meo KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 12′ 12”
8 3 Gerard Farres Guell KTM 450 RALLY + 00H 15′ 24”
9 10 Pablo Quintanilla Husqvarna FR 450 RALLY + 00H 16′ 12”
10 20 Ricky Brabec Honda CRF450RALLY + 00H 25′ 48”
11 9 Stefan Svitko KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 26′ 22”
12 68 Jose Ignacio Cornejo Florimo MONSTER ENERGY HONDA TEAM + 00H 27′ 23”
13 40 Johnny Aubert GASGAS + 00H 38′ 03”
14 33 Daniel Nosiglia Jager HUSQVARNA FR 450 RR + 00H 47′ 59”
15 12 Juan Pedrero Garcia 450 RALLYE SHERCO TVS + 00H 50′ 05”
16 77 Luciano Benavides KTM FACTORY RACING TEAM + 00H 53′ 51”
17 44 Rodney Faggotter Yamaha WR450F RALLY + 00H 56′ 44”
18 15 Laia Sanz KTM 450 RALLY REPLICA + 00H 57′ 50”
19 29 Daniel Olivera Carreras KTM 450 RALLY + 01H 05′ 40”
20 60 Jonathan Barragan Nevado GASGAS + 01H 06′ 27”
21 61 Oriol Mena Hero 450 Rally + 01H 07′ 46”
22 18 Alessandro Botturi Yamaha 450F + 01H 08′ 12”
23 54 Andrew Short Husqvarna FR 450 RALLY + 01H 11′ 11”
24 14 Michael Metge Honda CRF450RALLY + 01H 20′ 15”
25 27 Diego Martin Duplessis Honda CRF450RALLY + 01H 21′ 59”
26 17 Armand Monleon KTM 450 RR + 01H 27′ 19”
27 11 Juan Carlos Salvatierra KTM 450 RALLY REPLICA + 02H 04′ 03”
28 28 Emanuel Gyenes KTM 450 RALLY REPLICA + 02H 13′ 53”
29 52 Jacopo Cerutti KTM 450 RALLY REPLICA + 02H 15′ 06”
30 34 Marc Sola Terradellas KTM 450 RALLY + 02H 18′ 01”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar Dakar 2018 Fotos Off-Road Rally

Motos: Mais uma reviravolta e Van Beveren conquista vitória e passa a liderança da categoria

Published by:

4ºdia do Dakar e a categoria motos esta virando a categoria das reviravoltas nesse ano. Adrien Van Beveren acabou conquistando a vitória nessa especial e assumiu a liderança do Dakar.

No começo dessa 4ªEtapa o rapidíssimo Joan Barreda Boat foi para a liderança com 28 segundos de vantagem para Adrien Van Beveren da Yamaha. 2 segundos depois vinha o piloto da Gas Gas Jonathan Barragan que vinha fazendo um grande Dakar na Estreia da marca. Xavier de Soultrait vinha em 4ºlugar. (50 segundos atrás de Barreda Boat) Completando os 5 primeiros colocados, O Austríaco Matthias Walkner com a primeira KTM do setor.

Michael Metge, Francês que esta muito atrás devido a uma punição que ele sofreu após a 3ªetapa do Dakar vinha em 6ºlugar. O Norte-americano Andrew Short com a Husqvarna começa muito bem o dia com o 7ºlugar. Inclusive na frente do Chileno Palbo Quintanilla que vinha em 10ºlugar. (26 segundos atrás do Estreante que já foi um dos principais pilotos do AMA Motorcross) No meio deles vinha o não menos impressionante Johnny Aubert com a segunda Gas Gas dos Top 10 e Toby Price com sua KTM.

O Eslováquio Stefan Svitko vinha em 11ºlugar. Uma surpresa em 12ºlugar com o Norte-americano Shaun Esposito da equipe Klymciw Racing a 2 minutos do líder. Kevin Benavides começou meio devagar com o 13ºlugar. Daniel Nosiglia Jager continuava em grande Desempenho. De novo entre os 15 primeiros colocados. (Que acaba sendo completado pelo irmão de Kevin Benavides)

No segundo setor, Os 4 primeiros colocados mantem suas posições. Michael Metge pula uma posição e ganhando o 5ºlugar. Johnny Aubert sobe para o 6ºlugar a 1 minuto e 8 segundos do líder (Um grande Dakar dos pilotos da Gas Gas) Palbo Quintanilla vinha logo atrás em 7ºlugar e a 3 segundos a frente de Andrew Short. (Ambos com a Husqvarna) Os dois principais pilotos da equipe oficial da marca escandinava pela primeira vez juntos na classificação. Shaun Esposito com a Terceira Husqvarna do dia vinha em 9ºlugar. Fechando os 10 primeiros colocados vinha o Australiano Toby Price com a KTM.

Matthias Walkner caiu 6 posições e estava em 11ºlugar. Kevin Benavides subiu 3 posições subindo para o 12ºlugar. A se destacar o Australiano Rodney Faggotter com sua Yamaha, Vindo em 14ºlugar. A Frente de Gerard Farres Guell, Anthone Meo, Diego Duplessis e Franco Caimi.

No WP4, Barreda Boat vinha na frente a 40 segundos de diferença para o Francês Van Beveren, E a 50 segundos de frente para o impressionante Jonathan Barragan que segurava o 3ºlugar. O Michael Metge com sua Honda Superou a Xavier de Soultrait com a Yamaha e estava em 4º a 1 segundo. Era uma disputa de franceses pelos primeiros lugares do setor.

O Austríaco Matthias Walkner, Era a melhor KTM em 6ºlugar (1 minuto e 20 segundos atrás do líder)Johnny Albert vinha em 7ºlugar com a Gas Gas que continuava a ter 2 motos nas 10 primeiras posições. Palbo Quintanilla com a Husqvarna, Andrew Short e Kevin Benavides completavam os 10 primeiros colocados. Stefan Svitko com sua KTM vinha em 11ºlugar na frente de Shaun Esposito que acabou perdendo 3 posições, Ainda que tivesse em uma boa 12ªposição. Os pilotos oficiais da KTM Toby Price e Antonie Meo vinham mal. (13º e 14ºlugar a 3 minutos de Barreda Boat) Com Farres Guell da Himoinsa em 15ºlugar.

No 5ºSetor, Tivemos a primeira reviravolta do Estágio. Tudo mudou com a liderança passando para o Francês Xavier de Soultrait. Com vastos 6 minutos e 34 segundos de diferença para o seu compatriota Adrien van Beveren, Também com a Yamaha. Juan Barreda Bort caiu para o 3ºlugar, 8 minutos e 9 segundos atrás do líder. Toby Price deu um pulo enorme do 13º para a 4ªposição a quase 10 minutos atrás. (9 minutos e 49 segundos) Matthias Walkner completava os 5 primeiros colocados.

Andrew Short continuava a andar bem. Comandando a Husqvarna em uma estupenda 6ªposição para o norte-americano. 3 segundos depois vinha o francês Michael Metge. 11 segundos depois vinham Jonathan Barragan (que perdeu 5 posição em relação ao começo) em 8ºlugar, A 1 segundo de frente para o companheiro de equipe da Gas Gas, Johnny Aubert. E um surpreendente Shaun Esposito completava os 10 primeiros colocados.

Stefan Svitko continuava na porta de entrada dos 10 primeiros, 11ºlugar a 17 segundos do norte-americano da Klymciw Racing. Sun Sunderland finalmente apareceu na 12ªposição, Com 11 minutos e 26 segundos de distância para de Soultrait. Antonie Meo continuava atrás, Em 13ºlugar. A frente de Pablo Quintanilla que caiu do 8º para o 14ºlugar. Franco Caimi vinha em 15ºlugar. Kevin Benavides vinha muito atrás, Na 18ªposição a 12 minutos e 16 segundos do primeiro colocado.

E novamente tivemos uma reviravolta no Dakar. No Setor seguinte, A liderança vai para as mãos de Adrien van Beveren que supera em 6 segundos o Espanhol Juan Barreda Boat com a Honda e o surpreendente Jonathan Barragan, Que estava em posição de até dar a vitória para a Gas Gas, Com 12 segundos de diferença atrás do piloto da Yamaha. Michael Metge vinha em 4ºlugar, Já mais longe com 2 minutos e 51 segundos atrás.

Xavier de Soultrait caiu da liderança para o 5ºlugar em um setor bem infeliz. Aonde o piloto da moto 23 ficou a quase 5 minutos de Van Beveren. Matthias Walkner com a melhor KTM da Especial vinha em 6ºlugar. O Chileno José Ignacio Cornejo aparece na reta final e vinha em 7ºlugar a 2 segundos do Austríaco da KTM. Antonie Meo reagiu na parte final e subiu para o 8ºlugar, Completavam os 10 primeiros colocados Toby Price e Stefan Svitko (Que finalmente entrou no Top 10) Ambos de KTM.

Gerard Farres Guell vinha em uma decente 11ªposição, Segurando essa posição por 1 segundo de diferença para Pablo Quintanilla com a Husqvarna na 12ªposição (5 minutos e 2 segundos de que liderava a especial) Aubert (Gas Gas), Oriol Mena (Hero) e Caimi (Yamaha) completavam os 15 primeiros. Andrew Short acabou tendo uma queda livre e caiu do 6º para o 19ºlugar. (perdendo exatas 13 posições)

O que chama atenção nesse final de especial era a Diferença entre Xavier de Soultrait que era o 5ºlugar para o Kevin Benavides que estava em 16ºlugar era de apenas 33 segundos.

O Francês Adrien van Beveren conquistou a vitória e com os resultados assumiu a liderança do Dakar no Geral. Fazendo a dobradinha com o seu companheiro de equipe com a Yamaha e francês Xavier de Soultrait. A Diferença entre os dois foi de 5 minutos e 1 segundo.

Fechando em 3ºlugar, O Austriaco Matthias Walkner com a equipe Ktm Red Bull. Com mais de 7 minutos atrás do Vencedor. 22 segundos depois veio o Chileno Pablo Quintanilla terminando em 4ºlugar com sua Husqvarna. Fechando os 5 primeiros colocados o Piloto Eslováquio Stefan Svitko, Com a KTM. (Após um fraco Dakar em 2017 ele vem tendo um Dakar muito bom em 2018)

Surpresa na 6ªposição. Uma grande especial de Daniel Oliveras Carreras que levou sua moto da equipe Himoinsa a uma posição bem relevante nessa especial. Algo que nem em sonhos era possível de acontecer numa disputa tão acirrada como esta esse Dakar. Chegando na frente de pilotos como Kevin Benavides que ficou em 8ºlugar. Fazendo parte de um trio de pilotos da Honda que ficaram em 7º com Jose Ignacio Cornejo, 8º com o próprio piloto Argentino e 9ºJoan Barreda Boat que acabou perdendo terreno no final do dia. Ficando a 10 minutos atrás de Adrien van Beveren. O Espanhol Gerard Farres Guell, Que geralmente comanda a equipe Himoinsa. Dessa vez ficou atrás de um dos seus companheiros de equipe.

Em 11ºlugar ficou o Argentino Franco Caimi com sua Yamaha. Seguido do Francês Johnny Aubert com a melhor Gas Gas da etapa e a 1 segundo do piloto Argentino (10 minutos e 24 segundos atrás do vencedor) e duas posições a frente do Espanhol Jonathan Barragan, Que perdeu muito tempo no Setor final. Toby Price decepcionou com a KTM, O Campeão de 2016 ficou em 15ºlugar, 13 minutos e 23 segundos. Igualmente decepcionante em 16ºlugar veio o Francês Antonie Meo a 7 segundos do seu companheiro de equipe Australiano.

Juan Pedrero Garcia da Sherco, Luciano Benavides com a KTM, A Grata surpresa. O Boliviano Daniel Nosiglia Jager e completando os 20 primeiros colocados o Argentino Diego Martin Duplessis com sua Honda. E assim se encerra mais um dia da categoria Motos. Que esta sendo a maior disputa de todos os tempos da História do Dakar.

Resultado Final da 4ªEtapa do Dakar 2018
Motos – San Juan de Marcona

Pos. Pilote-Equipe Marque-Modèle Temps
1 4 Adrien van Beveren WR450F YAMAHA 04h 08′ 23”
2 23 Xavier de Soultrait Yamaha WR450F RALLY + 00h 05′ 01”
3 2 Matthias Walkner KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 07′ 10”
4 10 Pablo Quintanilla Husqvarna FR 450 RALLY + 00h 07′ 32”
5 9 Stefan Svitko KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 07′ 45”
6 29 Daniel Olivera Carreras KTM 450 RALLY + 00h 08′ 39”
7 68 Jose Ignacio Cornejo Honda CRF450RALLY + 00h 08′ 45”
8 47 Kevin Benavides Honda CRF450RALLY + 00h 09′ 14”
9 5 Joan Barreda Bort Honda CRF450RALLY + 00h 10′ 00”
10 3 Gerard Farres Guell KTM 450 RALLY + 00h 10′ 11”
11 7 Franco Caimi WR450F RALLY YAMAHA + 00h 10′ 23”
12 40 Johnny Aubert GASGAS + 00h 10′ 24”
13 14 Michael Metge Honda CRF450RALLY + 00h 11′ 17”
14 60 Jonathan Barragan Nevado GASGAS + 00h 11′ 23”
15 8 Toby Price KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 13′ 23”
16 19 Antonie Meo KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 13′ 30”
17 12 Juan Pedrero Garcia 450 RALLYE SHERCO TVS + 00h 13′ 32”
18 77 Luciano Benavides KTM 450 RALLY + 00h 14′ 36”
19 33 Daniel Nosiglia Jager HUSQVARNA FR 450 RR + 00h 14′ 55”
20 27 Diego Martin Duplessis Honda CRF450RALLY + 00h 17′ 04”
21 44 Rodney Faggotter Yamaha WR450F RALLY + 00h 17′ 26”
22 54 Andrew Short Husqvarna FR 450 RALLY + 00h 18′ 53”
23 18 Alessandro Botturi Yamaha 450F + 00h 20′ 20”
24 20 Ricky Brabec Honda CRF450RALLY + 00h 23′ 44”
25 15 Laia Sanz KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 25′ 05”
26 17 Armand Monleon KTM 450 RR + 00h 27′ 42”
27 11 Juan Carlos Salvatierra KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 31′ 48”
28 103 Shane Esposito KTM RALLY REPLICA + 00h 31′ 53”
29 28 Emanuel Gyenes KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 33′ 11”
30 37 Milan Engel KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 35′ 16”

Classificação Geral

Pos. Pilote-Equipe Marque-Modèle Temps
1 4 Adrien van Beveren WR450F YAMAHA 11h 03′ 23”
2 10 Pablo Quintanilla Husqvarna FR 450 RALLY + 00h 01′ 55”
3 47 Kevin Benavides Honda CRF450RALLY + 00h 03′ 15”
4 2 Matthias Walkner KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 05′ 23”
5 23 Xavier de Soultrait Yamaha WR450F RALLY + 00h 07′ 34”
6 8 Toby Price KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 10′ 14”
7 68 Jose Ignacio Cornejo Honda CRF450RALLY + 00h 12′ 06”
8 7 Franco Caimi WR450F RALLY YAMAHA + 00h 12′ 48”
9 3 Gerard Farres Guell KTM 450 RALLY + 00h 13′ 05”
10 19 Antonie Meo KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 13′ 47”
11 9 Stefan Svitko KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 15′ 50”
12 20 Ricky Brabec Honda CRF450RALLY + 00h 21′ 07”
13 5 Joan Barreda Bort Honda CRF450RALLY + 00h 22′ 08”
14 33 Daniel Nosiglia Jager HUSQVARNA FR 450 RR + 00h 31′ 07”
15 40 Johnny Aubert GASGAS + 00h 31′ 21”
16 77 Luciano Benavides KTM 450 RALLY + 00h 32′ 02”
17 12 Juan Pedrero Garcia 450 RALLYE SHERCO TVS + 00h 35′ 31”
18 44 Rodney Faggotter Yamaha WR450F RALLY + 00h 40′ 33”
19 15 Laia Sanz KTM 450 RALLY REPLICA + 00h 44′ 56”
20 18 Alessandro Botturi Yamaha 450F + 00h 46′ 08”
21 29 Daniel Olivera Carreras KTM 450 RALLY + 00h 51′ 07”
22 54 Andrew Short Husqvarna FR 450 RALLY + 00h 52′ 56”
23 60 Jonathan Barragan Nevado GASGAS + 00h 53′ 18”
24 61 Oriol Mena Hero Motorsports + 01h 00′ 46”
25 27 Diego Martin Duplessis Honda CRF450RALLY + 01h 04′ 27”
26 17 Armand Monleon KTM 450 RR + 01h 05′ 06”
27 14 Michael Metge Honda CRF450RALLY + 01h 12′ 12”
28 11 Juan Carlos Salvatierra KTM 450 RALLY REPLICA + 01h 22′ 58”
29 28 Emanuel Gyenes KTM 450 RALLY REPLICA + 01h 34′ 12”
30 37 Milan Engel KTM 450 RALLY REPLICA + 01h 38′ 56”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar Dakar 2018 Fotos Off-Road Rally

Segundo dia do Dakar nas Motos. Tem vitória de Barreda Bort após boa disputa com Van Beveren

Published by:

O Espanhol Joan Barreda Bort conquistou a vitória na segunda especial feita em território peruano. Com largada e chegada em Pisco. Em uma bela disputa com o piloto Francês Adrien van Beveren durante as passagens de Tempo. O Espanhol começou na frente do Francês. Quintanilla, Svitko, Walkner, Metge, Caimi, Soultrait, Meo e Kevin Benavides estavam entre os 10 primeiros colocados.

No segundo Estágio Barreda Boat perde tempo e cai para o 5ºlugar, O piloto Francês assume a liderança com sua Yamaha com Quintanilla em 2º com a sua Husqvarna, Kevin Benavides, Franco Caimi e Barreda Boat. San Sunderland, Toby Price que não tinham começado muito bem reagiram nesse setor. Destaque para a bela participação dos pilotos Johnny Aubert e Jonathan Barragan da Gas Gas e de Oriol Mena da Hero que vinham muito bem nas 20 primeiras posições. O Eslovaco Svitko caiu muito e estava em 20ºlugar.

No 3ºSetor, Adrian van Beveren ver a sua diferença para Palbo Quintanilla cair para 5 segundos apenas. Barreda Boat reage com sua Honda e estava no 3ºlugar a apenas 15 segundos de diferença para o líder. Dois segundos depois vinha o Argentino Kevin Benavides (Também com uma Honda), 29 segundos atrás do líder, em 5ºlugar vinha o também Argentino Franco Caimi, Com uma Yamaha. A diferença entre os 7 primeiros colocados (Walkner e Metge vinham em 6º e 7º a 51 segundos do Van Beveren) Depois tivemos um vácuo de mais de um minuto para o Francês Xavier de Soultrait que vinha em 8ºlugar. 57 segundos depois vinha o Francês da KTM Anthone Meo. E fechando os 10 primeiros vinha o inglês Sam Sunderland com sua KTM.

Jonathan Barragen vinha em um belíssimo 12ºlugar. Atrás de Toby Price e a frente de Farres Guell da Himonisa Racing.

No 4ºEstágio Barrera Boat acabou desequilibrando a Especial a Favor dele. Tomando a liderança que estava nas mãos do francês Van Beveren e de cara colocou 1 minuto e 58 segundos de diferença para o piloto da Yamaha. Quintanilla vinha a 5 segundos do francês em 3ºlugar. Kevin Benavides vinha em 4º 14 segundos depois do piloto Chileno da Husqvarna e completando os 5 primeiros o vice-campeão do Dakar 2016 Matthias Walkner com a primeira KTM naquele momento.

Franco Caimi vinha em 6ºlugar. Depois completando os 10 primeiros colocados Michael Metge de Honda, Xavier de Soultrait de Yamaha, Toby Price de KTM e San Sunderland de KTM. O Substituto de Paulo Gonçalves, O Chileno Jose Ignacio Cornejo vinha em brilhante 12ºlugar. Outra boa surpresa desse estágio era o piloto Francês Johnny Aubert que vinha sempre entre os 15 primeiros colocados.

No 5ºSetor, Barreda Bort coloca 2 minutos de vantagem sobre Adrien Van Beveren, Que teria de segurar o segundo lugar que vinha sendo visado por Palbo Quintanilla que vinha a 14 segundos atrás do Francês. 2 segundos depois vinha o Austríaco Matthias Walkner que foi subindo aos poucos e vinha disputando até a possibilidade do 2ºlugar no Estágio. Franco Caimi fechava os 5 primeiros colocados sendo o melhor dos Argentinos.

Kevin Benavides acabou caindo para o 9ºlugar, Um estágio nada feliz para o piloto da Honda que ficava para trás de Michael Metge, Xavier de Soultrait e de Toby Price. San Sunderland completava os 10 primeiros colocados. Logo após o campeão de 2017 vinha de forma brilhante o piloto Jonathan Barragen da Gas Gas, Em 11ºlugar a 7 minutos e 4 segundos de diferença para o líder.

No final acabou a vitória ficando do Barreda Boat com quase 3 minutos de diferença para o Francês Adrien Van Beveren da Yamaha. O piloto da Honda chegou a uma média superior a 101 km/h. O pódio da Especial ficou com o Austríaco Matthias Walkner que foi subindo aos poucos e acabou levando o 3ºlugar, que ficou praticamente o tempo todo com o Chileno Palbo Quintanilla. (Que acabou caindo no final, Ficando em 6ºlugar)

O Francês Michael Metge ficou em 4ºlugar a 15 segundos de Walkner. Ele vai ter de levar o nome da família sozinho, Já que o seu irmão Adrien Metge da Sherco TVS sofreu um acidente que o fez abandonar a prova. Kevin Benavides com a Honda fechou bem o último setor e acabou fechando em 5ºlugar, Sendo o melhor Argentino do dia. Palbo Quintanilla colocou a Husqvarna em uma respeitável 6ªposição, A frente de San Sunderland com a KTM que em momento nenhum disputou a vitória. O Inglês terminou em 7ºlugar a 6 minutos do vencedor.

O Francês Xavier de Soultrait com a Yamaha fez uma especial consistente e chegou em 8ºlugar. Franco Caimi acabou perdendo terreno no final ficando em 9ºlugar e Toby Price com a KTM completou os 10 primeiros colocados.

Jonathan Barragan em uma estupenda corrida levou a Gas Gas que esta em seu segundo dia no Dakar 2018. Já colocando 2 motos entre os 10 primeiros lugares. Sendo que o piloto Espanhol ficou em 11ºlugar a 3 segundos de Toby Price. Ricky Brabec em impressionante recuperação no final acabou em 12ºlugar a 7 minutos e 19 segundos do vencedor.

Jose Ignacio Cornejo fez um belo trabalho na especial com a Honda, ficando em 14ºlugar. Farres Guell, 3ºlugar em 2017 acabou em uma decente 15ªposição, logo a seguir terminou o boliviano Daniel Nosiglia Jager com sua KTM. Johnny Aubert levou a segunda Gas Gas entre os top 20 (Chegou a andar em 10ºlugar no segundo Setor)

Luciano Benavides, Irmão de Kevin Benavides mostra que o DNA da família é compatível com o desafios do Dakar. Terminando em 19ºlugar o piloto Argentino que corre com uma KTM. Atrás de Stefan Svitko que tomou 1 minuto de penalização após a especial. Completando os Top 20 ficou o piloto Italiano Alessandro Botturi com sua Yamaha a 20 minutos e 10 segundos do vencedor.

Resultado final do dia 2 do Dakar 2018
Pisco a Pisco – 279 Km/h

pos piloto Moto Tempo
1 5 Joan Barreda Bort Honda 02H 56′ 44”
2 4 Adrien van Beveren Yamaha + 00H 02′ 54”
3 2 Matthias Walkner KTM + 00H 04′ 24”
4 14 Michael Metge Honda + 00H 04′ 39”
5 47 Kevin Benavides Honda + 00H 05′ 43”
6 10 Pablo Quintanilla Husqvarna + 00H 05′ 45”
7 1 Sam Sunderland KTM + 00H 06′ 01”
8 23 Xavier de Soultrait Yamaha + 00H 06′ 12”
9 7 Franco Caimi Yamaha + 00H 06′ 36”
10 8 Toby Price KTM + 00H 06′ 40”
11 60 Jonathan Barragan Nevado Gas Gas + 00H 06′ 43”
12 20 Ricky Brabec Honda + 00H 07′ 19”
13 19 Antonie Meo KTM + 00H 08′ 43”
14 68  Jose Ignacio Cornejo Florimo Honda + 00H 09′ 32”
15 3 Gerard Farres Guell KTM + 00H 10′ 53”
16 33 Daniel Nosiglia Jager KTM + 00H 12′ 01”
17 40 Johnny Aubert Gas Gas + 00H 13′ 56”
18 9 Stefan Svitko KTM + 00H 14′ 36”
19 77 Luciano Benavides KTM + 00H 15′ 31”
20 18 Alessandro Botturi Yamaha + 00H 20′ 10”
21 22 Ondrej Klymciw Husqvarna + 00H 20′ 37”
22 44 Rodney Faggotter Yamaha + 00H 20′ 45”
23 12 Juan Pedrero Garcia Sherco + 00H 20′ 58”
24 15 Laia Sanz KTM + 00H 21′ 13”
25 54 Andrew Short Husqvarna + 00H 21′ 31”
26 17 Armand Monleon KTM + 00H 22′ 12”
27 61 Oriol Mena Hero + 00H 24′ 55”
28 55 Walter Nosiglia Jager Husqvarna + 00H 25′ 19”
29 49 Santosh Chunchunguppe Shivashankar Hero + 00H 26′ 07”
30 27 Diego Martin Duplessis Honda + 00H 26′ 37”
31 76 Mohammed Balooshi KTM + 00H 27′ 26”
32 31 Cristian Espana Munoz Gas Gas + 00H 28′ 15”
33 91 Jan Brabec Yamaha + 00H 28′ 47”
34 58 Maciej Giemza KTM + 00H 30′ 57”
35 103 Shane Esposito KTM + 00H 34′ 14”
36 25 Ivan Cervantes Montero KTM + 00H 34′ 33”
37 28 Emanuel Gyenes KTM + 00H 34′ 34”
38 64 Mark Samuels Honda + 00H 34′ 38”
39 11 Juan Carlos Salvatierra KTM + 00H 35′ 24”
40 53 Aravind Prabhakar Sherco + 00H 36′ 12”

Classificação Geral

pos piloto Moto Tempo
1 5 Joan Barreda Bort Honda 03H 18′ 36”
2 4 Adrien van Beveren Yamaha + 00H 02′ 30”
3 2 Matthias Walkner KTM + 00H 04′ 50”
4 1 Sam Sunderland KTM + 00H 05′ 04”
5 10 Pablo Quintanilla Husqvarna + 00H 05′ 44”
6 23 Xavier de Soultrait Yamaha + 00H 06′ 22”
7 47 Kevin Benavides Honda + 00H 06′ 39”
8 7 Franco Caimi Yamaha + 00H 07′ 10”
9 14 Michael Metge Honda + 00H 07′ 33”
10 8 Toby Price KTM + 00H 09′ 04”
11 20 Ricky Brabec Honda + 00H 09′ 09”
12 60 Jonathan Barragan Nevado Gas Gas + 00H 09′ 31”
13 19 Antonie Meo KTM + 00H 09′ 35”
14 68  Jose Ignacio Cornejo Florimo Honda + 00H 11′ 56”
15 33 Daniel Nosiglia Jager KTM + 00H 12′ 37”
16 3 Gerard Farres Guell KTM + 00H 13′ 27”
17 9 Stefan Svitko KTM + 00H 17′ 43”
18 77 Luciano Benavides KTM + 00H 18′ 02”
19 40 Johnny Aubert Gas Gas + 00H 19′ 15”
20 15 Laia Sanz KTM + 00H 23′ 32”
21 44 Rodney Faggotter Yamaha + 00H 24′ 24”
22 12 Juan Pedrero Garcia Sherco + 00H 24′ 32”
23 18 Alessandro Botturi Yamaha + 00H 24′ 51”
24 22 Ondrej Klymciw Husqvarna + 00H 25′ 04”
25 54 Andrew Short Husqvarna + 00H 25′ 25”
26 17 Armand Monleon KTM + 00H 25′ 52”
27 61 Oriol Mena Hero + 00H 28′ 12”
28 49 Santosh Chunchunguppe Shivashankar Hero + 00H 28′ 26”
29 31 Cristian Espana Munoz Gas Gas + 00H 31′ 13”
30 11 Juan Carlos Salvatierra KTM + 00H 39′ 45”
31 64 Mark Samuels Honda + 00H 39′ 47”
32 53 Aravind Prabhakar Sherco + 00H 40′ 30”
33 29 Daniel Olivera Carreras KTM + 00H 41′ 10”
34 52 Jacopo Cerutti KTM + 00H 41′ 50”
35 28 Emanuel Gyenes KTM + 00H 41′ 51”
36 76 Mohammed Balooshi KTM + 00H 42′ 25”
37 27 Diego Martin Duplessis Honda + 00H 42′ 54”
38 58 Maciej Giemza KTM + 00H 43′ 05”
39 37 Milan Engel KTM + 00H 46′ 13”
40 36 Patricio Cabrera Kawasaki + 00H 46′ 53”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar/Gas Gas

 

Dakar Dakar 2017 Fotos Off-Road Opinião Rally

Avaliação dos Pilotos – Dakar 2017 – Categoria Motos

Published by:

San Sunderland

Eu seu terceiro Dakar e sem ter completado um única vez a competição o Inglês de 27 anos não era um dos favoritos ao campeonato. Apesar de ser um piloto rápido (Ganhou uma especial em 2014) não era uma das principais apostas da KTM para 2017. Mas como muita gente diz é na hora do jogo é que se decide e que Sunderland foi constante e se aproveitando dos erros dos seus adversários e também erro da Honda que tirou sérias ameaças ao título levou sua moto de número 14 a um título. Que pode-se dizer inesperado pela seu histórico em Dakar ser desastroso, Mas pela velocidade não foi uma completa surpresa. Ganhou 1 especial (5ªEtapa) e ficou nos top 10 em 8 etapas e entre os 5 primeiros em 6 etapas. Não foi o mais rápido do Dakar, Mas o título foi merecido e manteve a Hegemonia da KTM nas motos.

Matthias Walkner

Um título de uma Moto Austríaca como a KTM com um piloto Austríaco como Matthias Walkner acabou não acontecendo por alguns detalhes que acabaram resultando em 32 minutos, Obteve a mesma 1 vitória (Conquistada na 4ªEtapa) que o Sam Sunderland? Sim, Mas acabou não tendo a mesma consistência que o piloto Inglês, Acabou tendo alguns estágios fracos como o 20ºlugar na 5ªEtapa. Ou seja, Acabou até tendo um trabalho para conseguir o vice-campeonato que ficou com ele por apenas 3 minutos e 40 segundos de uma moto privada da KTM com o Gerard Farres Guell. Apesar disso o Dakar do piloto de 29 anos foi satisfatório. Um vice-campeonato pra marcar sua história.

Gerard Farres Guell

Quando o Dakar começou o Espanhol Farres Guell era apenas mais um piloto de equipe privada que teve um 8ºlugar em 2016 e um 7º em 2012 (Que foi o seu melhor resultado) Aos 37 anos o piloto da Himoinsa Dakar Team teve um Dakar acima das expectativas ficando em 8 estágios entre os 10 primeiros e em todos os dias do evento entre os 10 primeiros da Geral e desde do 4ºdia Ele subiu para os 5 primeiros colocados aonde ele não saiu mais, Ajudado pela punição que deram a Honda e se aproveitando dos erros de pilotos e de quebras dos equipamentos. Acabou o que parecia impossível no começo do Dakar se tornando uma realidade que se confirmou ao final da última etapa quando Farres Guell supera Adrien van Bereven e leva o 3ºlugar na geral. De longe o melhor Dakar da sua história.

Adrien Van Bereven

O melhor não Yamaha do Dakar, Piloto Francês Adrien van Bereven após um belo Dakar em 2016 não decepcionou. Colocou no Bolso o Português Helder Rodrigues e andou forte o Dakar inteiro. Não foi o bastante para conseguir superar o time da KTM e também não estava no nível da Yamaha e estava do mesmo nível de Husqvarna, Mas teve um desempenho constante com 6 resultados entre os 10 primeiros colocados e uma vitória para fechar o Dakar em 4ºlugar a apenas 48 segundos o separaram do Pódio. O Francês de 26 anos (Fez aniversário durante o Dakar) é sem dúvida o líder da Yamaha para os próximos anos com o que ele mostrou no Dakar de 2016 e 2017.

Joan Barreda Boat

Após alguns Dakar que ele mostrou velocidade, Mas nunca aliou consistência o Bastante para vencer. Mas em 2017 o piloto de 33 anos finalmente conseguiu unir esses dois quesitos para fazer um Dakar espetacular. Com 4 vitórias em Especiais e tendo um desempenho sensacional liderando o time da Honda ele poderia ter comemorado o título do Dakar.

Isso se não fosse a Honda que reabasteceu sua moto em local proibido o que lhe deu 1 hora de acréscimo no seu tempo. Isso fez toda a diferença e acabou lhe tirando a vitória no Dakar (A não ser que a apelação que a Honda der certo na justiça) Sem a punição Barreda Boat comemoraria o campeonato na Geral com 16 minutos e 52 segundos de Folga para Sunderland e a mais de 9 minutos sobre Paulo Gonçalves que seria o vice-campeão do Dakar.  No Rally ele fez a parte dele. Foram os dirigentes  que jogaram o trabalho de Barreda Boat no chão ainda que esse 5ºlugar acaba sendo seu melhor resultado no Dakar.

Paulo Gonçalves

O Português de 37 anos correndo com a moto da Honda fez um Dakar muito bom. Infelizmente atrapalhado com a punição de 1 hora jogou toda a sua constância no Lixo. Tirando o 44ºlugar (quando ele recebeu a 1 hora de punição pelo reabastecimento em local proibido) ele completou todas as  especiais nos 10 primeiros lugares sendo que 4 deles Paulo ficou em 2ºlugar. O que poderia ser pela segunda vez na sua carreira o 2ºlugar no Dakar sem o erro da Honda acabou sendo um frustrante 6ºlugar e a sensação de que poderia ter conseguido acabar com a hegemonia da KTM no Dakar.

Pierre Alexandre Renet

O Campeão Mundial de enduro que abandonou o Dakar de 2016 acabou fazendo um bom Dakar, Inferior ao seu companheiro de equipe o Chileno Pablo Quintanilla, Mas fez um trabalho muito bom a ponto de colocar uma 2ªHusqvarna entre os Top 10 da Geral desde da 4ªEtapa. Alguns estágios ruins do Francês o afastaram de uma posição melhor. No final do Dakar 2017 ficou em 7ºlugar a 57 minutos do Campeão e terminou como o primeiro piloto da Husqvarna na Classificação geral.

Franco Caimi

O Estreante Argentino e quase certamente substituto de Kevin Benavides o piloto de 26 anos não fez feio no Dakar e mostrou serviço. Principalmente na segunda metade quando seus resultados e seu rendimento cresceram (3ºlugar no 11ºEstágio)  Mesmo com a punição de 1 hora no tempo final de prova Caimi conseguiu ficar entre os 10 primeiros colocados (Sem querer comparação entre ele e o Benavides. Por Favor) O Argentino foi o novato do ano ficando em 8ºlugar na classificação Geral.

Helder Rodrigues

5ºlugar em 2016 o Dakar 2017 de Helder Rodrigues que me perdoe o piloto da Yamaha eu considero muito decepcionante. Pelo seu desempenho em Dakar aonde ele obteve em sua história 8 vitórias em especiais nesse ele não chegou nem perto de ganhar uma. E não chegou perto do desempenho de seu companheiro de equipe o Francês Adrien van Bereven e do piloto Francês Xavier de Soultrait que não era piloto oficial da Yamaha. Ficou feio para o Português que conseguiu um 5ºlugar apenas como melhor resultado de uma etapa. E miraculosamente acabou conseguindo sabe-se lá como chegar ao final entre os Top 10. Por mim ele não merecia chegar nesse patamar, Não fez por merecer.

Joaquim Rodrigues

Quando se viu ele no Dakar pouco se esperava desse piloto estreante e ainda mais pela moto que ele tinha que era a Hero Speedbrain que não estava entre as marcas mais famosas. Mesmo assim o Joaquim que tem 35 anos fez um trabalho consistente e mesmo sem chegar ao final de especiais entre os 10 primeiros com sua consistência levou a sua moto para uma grata 10ªposição no final do Dakar. (ficando por 2 estágios em 11ºlugar como melhores resultados no Dakar 2017)

Juan Carlos Salvatierra

O melhor Boliviano do Dakar, com sua KTM o piloto em seu 7º Dakar mostrou uma boa pilotagem e crescendo ao  decorrer das corridas tendo como um 9ªlugar na 5ªEtapa e um 8ªlugar na última etapa o lugar entre os top 10 escapou diante de seus dedos por apenas por causa de 3 minutos e 16 segundos. O 11ºlugar é o melhor resultado de Salvatierra no Dakar.

Ondrej Klymciw

O Checo de 31 anos de idade com sua Husqvarna de sua própria equipe que é privada pouco se esperava para a disputa. Ondrej Klymciw teve um desempenho discreto o Dakar inteiro, Mas foi eficiente o bastante para subir na classificação e ficar a maior parte do tempo entre os 20 primeiros colocados. Na 10ªEtapa ele chamou a atenção e chegou a sonhar com a Vitória na especial. Acabou ficando em 9ºlugar que foi seu único resultado dos Top 10. Ao final do Dakar um inesperado 12ºlugar a menos de 5 minutos dos 10 primeiros colocados.

Juan Pedrero Garcia

A Experiência de Pedrero Garcia sem dúvida valeu para a Sherco TVS que acabou fazendo um belo Dakar aonde por desempenho ele poderia ter ido até mesmo para disputar fácil um lugar entre os Top 10. Venceu a primeira etapa e acabou obtendo bons resultados em mais 2 etapas (4º no 5ºEstágio e 5º no 8ºstágio) Mas acabou tendo um estágio desastroso (4ºestágio) o que fez ele dispencar para o 30ºlugar na geral. Depois disso o Espanhol de 38 anos acabou fazendo uma boa recuperação aonde ele conseguiu ganhar 17 posição chegando em 13ºlugar. Nada mal para quem teve problemas, Mas para quem ganhou um estágio e tinha uma boa moto na mão acabou sendo decepcionante.

Michael Metge

O Francês entre os pilotos oficiais da Honda acabou sendo o mais fraco de todos, Além disso também foi punido pelo reabastecimento proibido que a equipe optou em fazer e isso matou toda e qualquer possibilidade do piloto de 37 anos de superar seu melhor resultado  no Dakar (13º em 2014) Ficou apenas 5 vezes entre os 10 primeiros colocados nas especiais desse ano. Um desempenho abaixo do esperado que resultou em um burocrático 14ºlugar.

Diego Martin Duplessis

O Argentino que correu por uma equipe privada com uma KTM em seu segundo Dakar mostrou serviço e mostrando bom trabalho mesmo com um equipamento limitado tecnicamente chegando a ficar entre os 10 primeiros na geral. Na parte final acabou caindo pela reação de pilotos com equipamentos mais fortes e por alguns problemas no seu equipamento o que fizeram Duplessis cair fora dos Top 10, Mas conseguiu um respeitável 15ºlugar na Geral

Laia Sanz

Não foi o melhor Dakar de Laia Sanz, Mas acabou sendo um Dakar decente da Espanhola. Sanz estava o tempo todo de fora dos 20 primeiros na geral. Até que nos 3 dias finais ela deu um pulo de 24º para o 18º lugar e acabou fazendo seu melhor resultado na 12ªEtapa aonde ela ficou em 11ºlugar e terminou em 16ºlugar bem perto de Duplessis. Mas o resultado dela é importante para a entrada de novas mulheres na competição, Mostra que podemos ter uma piloto de alto nível em um Rally tão importante como o Dakar. É mais um tabu idiota (Lugar de mulher é em qualquer lugar e não só pilotando fogão) que o esporte a motor ajuda  a quebrar.

Outros pilotos

Toby Price

Chegou a vencer uma especial e se encaminhava para disputar o título de novo, Mas acabou sendo vitima do Dakar abandonando na 4ªEtapa com uma fratura no Fêmur após uma queda.

Adrien Metge

Não começou o Dakar feliz tendo 2 desastrosos resultados, Acabou conseguindo se recuperar posições. Obtendo boas etapas, Mas no final todos os problemas acabaram pesando no resultado final do piloto da Sherco TVS, Um 22ºlugar quando poderia disputar posições mais a frente.

Antônio Gimeno García

Acabou fazendo um Dakar sem muito brilho, Dos 3 integrantes da equipe Himoinsa ele acabou sendo o que não brilhou ficando apenas em 23ºlugar na classificação Geral do Dakar.

Pablo Quintanilla

O piloto Chileno vinha fazendo um Dakar tão legal, Tão bom que estava disputando o título com Sam Sunderland. chegou a liderar na Geral e correspondia ao favoritismo. Até que na 10ªEtapa aonde ele sofreu uma queda que provocou traumatismo Craniano o que fez o piloto da Husqvarna abandonar o Dakar de 2017 depois de um brilhante 3ºlugar em 2016.

Fabricio Fuentes

Não foi o melhor dos Bolivianos, Mas teve seu melhor desempenho no Dakar com o 35ºlugar na Geral com uma das Várias KTM que disputaram o Maior Rally do Mundo em 2017.

Ivan Cervantes Montero

O Espanhol Ivan Cervantes teve alguns bons dias no Dakar com um 9ºlugar na 1ªEtapa e um 6ªlugar na 10ªEtapa. Acabou tendo em alguns estágios problemas que o jogaram lá atrás. Vinha para obter um resultado Razoável até que ele abandonou no seu segundo Dakar que ele disputa (Primeiro foi ano passando aonde ele ficou em 16ºlugar)

Ricky Brabec

O Norte-Americano que teve uma belíssima participação no Dakar de 2016 ficando em 9ºlugar parecia que iria ter uma boa participação em 2017, Mas teve problemas nesse ano e apesar de vencer a 7ªEtapa acabou também comprometido com a punição de 1 hora de acréscimo de tempo aos pilotos oficiais da Honda. Brabec Abandonou depois da 9ªEtapa quando estava perto dos 10 primeiros colocados.

Stefan Svitko

Se teve uma grande decepção nesse ano no Dakar acabou sendo o piloto Eslováquio de 34 anos e vice-campeão de 2016. Stefan Svitko não teve em quase nenhum momento na disputa pelos primeiros lugares (Apenas nos 3 primeiros dias ele conseguiu ficar entre os candidatos a vitória) e além disso no final acabou obtendo uma punição grande o que derrubou do 10ºlugar para o 25ºlugar que Posição que ele terminou o Dakar. Seu melhor momento foi o 2ºlugar na 10ªEtapa. Ou Seja, Um ano para esquecer para Svitko.

Xavier de Soultrait

A Surpresa do Dakar, O Francês que tinha uma Yamaha privada da equipe Viltais Racing Team Hfp fez um Dakar belíssimo com vários resultados muito bons como o 3ºlugar na segundo Etapa e o 2ºlugar na 4ªEtapa. Além de ter ganhado o 1ºestágio até descobrir que foi punido em 1 minuto e com isso perdeu essa vitória no estágio.

Até o 10ºdia as coisas se encaminhavam bem para o francês de 28 anos, Colocando tempo no Helder Rodrigues que era o piloto oficial da Yamaha. Mas o 11ºEstágio foi um desastre para o piloto Francês que perdeu só ai 21 horas o que derrubou para o lastimável 87ºlugar.

Pilotos Brasileiros

Gregorio Caselani

Dos três estreantes Brasileiros foi o que teve mais dificuldade no Dakar. Em nenhum momento Gregório conseguiu se destacar sobre os outros pilotos brasileiros. Acabava quase sempre atrás de Fliter e de Ricardo Martins que também eram estreantes no Dakar. Gregorio conseguiu chegar até a 7ªEtapa quando ele abandonou o evento por causa de uma inflamação nas costas.

Ricardo Martins

Dos Brasileiros foi o melhor que se apresentou, Ricardo Martins de 36 anos com sua Yamaha mostrou mais velocidade e obteve os melhores resultados com destaque para o 32ºlugar no 5ºEstágio. Mesmo com essa velocidade o Catarinense Ricardo Martins não viu a bandeirada de chegada. Abandonou a 2 dias do final por causa de desidratação.

Richard Fliter

O piloto de 30 anos foi o único Brasileiro a terminar o Dakar, não teve a velocidade de Ricardo Martins, Mas acabou sobrevivendo ao Dakar. Sem resultados impressionantes (Seu melhor resultado em especial foi o 54ºlugar na 5ªEtapa) , Mas resistiu até o final levando a sua Honda para uma quase insignificante 59ªPosição. Mas foi importante para o estreante que se vier para o Dakar em 2018 que venha com mais estrutura e que possa ter resultados melhores assim como seus companheiros Ricardo Martins e Gregorio Caselani.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar / Moto Channel Brasil / Motonline / silnicnimotorky.cz / Global Notícias / Espn Brasil / Moto Journal