Corridas Históricas – GP do Brasil de 1994

Loayfsrp

Treino Oficial:

Classificação Após o primeiro dia de Treinamentos:

1. Ayrton Senna Williams-Renault 1:16.386
2.Michael Schumacher Benetton-Ford 1:16.575
3. Jean Alesi Ferrari 1:17.772
4. Karl Wendlinger Sauber-Mercedes 1:17.982
5. Mika Hakkinen Mclaren-Pegueot 1:18.122
6. Heinz Harald Frentzen Sauber-Mercedes 1:18.144
7. Damon Hill Williams-Renault 1:18.270
8. Pierluigi Martini Minardi-Ford 1:18.659
9. Christian Fittipaldi Footwork-Ford 1:18.730
10.Rubens Barrichello Jordan-Hart 1:18.759
11.Jos Verstappen Benetton-Ford 1:18.787
12. Martin Brundle Mclaren-Pegueot 1:18.864
13. Gerhard Berger Ferrari 1:18.931
14. Gianni Morbidelli Footwork-Ford 1:18.970
15. Erik Comas Larrousse-Ford 1:18.990
16. Mark Blundell Tyrrell-Yamaha 1:19.045
17. Eddie Irvine Jordan-Hart 1:19.269
18. Olivier Panis Ligier-Renault 1:19.304
19. Eric Bernard Ligier-Renault 1:19.396
20. Michele Alboreto Minardi-Ford 1:19.517
21. Ukyo Katayama Tyrrell-Yamaha 1:19.519
22. Johnny Herbert Lotus-Mugen Honda 1:19.795
23. Olivier Beretta Larrousse-Ford 1:19.922
24. Pedro Lamy Lotus-Mugen Honda 1:21.039
25. David Brabham Simtek-Ford 1:22.266
26. Bertrand Gachot Pacific-Ilmor 1:22.495

Ys8vn9da

Apesar do tempo de 1 hora de treinamento a chuva estava vindo da represa Billings poderia acabar antes disso e por isso os pilotos foram logo para as suas primeira tentativas de volta rápida. A partir dessa temporada teríamos um novo gráfico de transmissão na temporada de 1994 através da FOTA, Mas em termos de tempo eles ainda não conseguiram colocar a marcação dos tempos isso para o público em geral que acompanhava o treino de casa.

Mas isso em pouco minutos o problema foi resolvido no final da volta de Rubens Barrichello. O primeiro dos grandes a entrarem na pista foi Damon Hill com a Williams que estava em 7ºlugar no treino oficial, claro que o piloto inglês iria melhorar seu tempo fazendo 1:18.165 levando a melhorar apenas 1 posição ficando em 6ºlugar. O Companheiro de Schumacher na Benetton o Holandês Jos Verstappen que estava substituindo a Lehto que se recuperava de um acidente forte que ele sofreu nos testes. Verstappen Subiu de 14º para o 9ºlugar.

Michael Schumacher foi para a pista para buscar a pole position e acabou conseguindo tomar a pole com 1:16.303 segundos baixando em 0.083 o tempo de Ayrton Senna assumindo a primeira posição. Classificação do Treino era essa: 1. Schumacher 1:16.303, 2. Senna a 0.083, 3. Alesi a 1.082, 4. Hill a 1.267, 5. Frentzen a 1.550, 6. Morbidelli a 1.655.

Mas Schumacher foi para uma segunda volta rápida e conseguiu baixar o tempo para 1:16.290 e aumentou para 96 milésimos a diferença para Ayrton Senna, Mas o Brasileiro iria para a pista, Já Christian Fittipaldi estava fazendo um belo treino colocando seu carro em 10ºlugar.

Xz6ad33s

Senna foi para a sua primeira volta rápida mesmo com o carro fumando um pouco demais devido ao óleo tocar nas partes quentes do seu carro. Senna fez grande volta colocando 1:16.129 recuperando a pole position, Mas ele partiu para uma nova volta rápida para baixar tempo. Outro que tentava baixar tempo era a Sauber do estreantes Heinz-Harald Frentzen que vinha numa ótima 5ªposição com o motor Mercedes que estreava definitivamente na formula 1.

Senna segundos depois fez a volta em 1:15.962 deixando Schumacher em segundo, Alesi, Hill, Frentzen e Morbidelli completando os 6 primeiros colocados. Já Damon Hill passou a tentar uma volta rápida para tentar um lugar na primeira fila já que teoricamente as Williams seriam os carros dominadores do campeonato, Mas Hill só faz 1:17.554 ficando em 4ºlugar atrás de Senna, Schumacher e Alesi. Os pilotos tentavam melhorar antes da chuva chegar que vinha cada vez mais perto do autódromo. Mika Hakkinen vinha tentando melhorar com o novo motor que era a Francesa Pegueot que queria repetir o sucesso que a Renault tinha na categoria nesse momento.

Hakkinen assustou na primeira parcial, Mas na segunda parcial já se viu que a Mclaren a princípio fica pelo caminho, Logo a chuva chegou e isso fez com que mais nada fosse tentado em Interlagos. Ou seja o Treino acabou e Senna conquistava a 63ªpole da sai carreira. Na parte final do Treino os pilotos da Williams, Benetton e a Sauber de Heinz-Harald Frentzen foram para a pista com a configuração de Chuva, Mas nada que pudesse melhorar os tempos. Apenas para ver Jos Verstappen que rodou 2 vezes no treino e uma delas com chuva e outra quando a chuva chegou.

Afzqdikn

Grid de Largada para o GP do Brasil de Formula 1 de 1994:

Grid de Largada:

Piloto Equipe-Motor Chassi Tempo
1. Ayrton Senna Williams-Renault FW16 2 1:15.962
2. Michael Schumacher Benetton-Ford B194 5 1:16.290
3. Jean Alesi Ferrari 412T1 27 1:17.385
4. Damon Hill Williams-Renault FW16 0 1:17.554
5. Heinz-Harald Frentzen Sauber-Mercedes C13 30 1:17.806
6. Gianni Morbidelli Footwork-Ford FA15 10 1:17.866
7. Karl Wendlinger Sauber-Mercedes C13 29 1:17.927
8. Mika Hakkinen Mclaren-Pegueot MP4-9 7 1:18.122
9. Jos Verstappen Benetton-Ford B194 6 1:18.183
10. Ukyo Katayama Tyrrell-Yamaha 22 3 1:18.194
11. Christian Fittipaldi Footwork-Ford FA15 9 1:18.204
12. Mark Blundell Tyrrell-Yamaha 22 4 1:18.246
13. Erik Comas Larrousse-Ford LH94 20 1:18.321
14. Rubens Barrichello Jordan-Hart 194 14 1:18.414
15. Pierluigi Martini Minardi-Ford M194 23 1:18.659
16. Eddie Irvine Jordan-Hart 194 15 1:18.751
17. Gerhard Berger Ferrari 412T1 28 1:18.855
18. Martin Brundle Mclaren-Pegueot MP4-9 8 1:18.864
19. Olivier Panis Ligier-Renault JS39B 25 1:19.304
20. Éric Bernard Ligier-Renault JS39B 26 1:19.398
21. Johnny Herbert Lotus-Mugen Honda 107C 12 1:19.483
22. Michele Alboreto Minardi-Ford M194 24 1:19.517
23. Olivier Beretta Larrousse-Ford LH94 19 1:19.524
24. Pedro Lamy Lotus-Mugen Honda 107C 11 1:19.975
25. Bertrand Gachot Pacific-Ilmor PR01 34 1:20.729
26. David Brabham Simtek-Ford S941 31 1:21.186
27. Roland Ratzenberger Simtek-Ford S941 32 1:22.707
28. Jean Paul Belmondo Pacific-Ilmor PR01 33 Sem Tempo

 

Qulqiuqy

Em Interlagos Schumacher derrota Senna e conquista vitória diante da Torcida Brasileira

Num dia Nublado em São Paulo até com possibilidades de que ocorresse chuva como ocorreu no treino oficial do sábado, Uma Interlagos lotada torcendo pela 3ªVitória de Ayrton Senna que tinha o carro do ano que era a Williams-Renault e o seu adversário seria Michael Schumacher com a Benetton-Ford que tinha um bom motor, Um belo carro mas que o Alemão não teria ainda constância para ser o campeão do mundo, A Ferrari estaria um pouco mais atrás, A Mclaren com a Parceria com a Pegueot não estaria ainda na ponta e até teria problemas com dois equipes médias como a Sauber e a Jordan que poderiam fazer uma graça e que poderiam tomar pontos da Mclaren como das outras equipes grandes.

Zw9vu4gq

Na largada, Senna largou bem mantendo a liderança com Alesi largando muito bem e tomou o segundo lugar em cima do Schumacher, Hill, Frentzen e Hakkinen completaram os 6 primeiros colocados. Acabou Berger fazendo uma largada fantástica largando do 17ºlugar e no final da primeira volta já estava em 9ºlugar. Barrichello pulou do 14ºlugar para o 11ºlugar, Já a Footwork não foi bem na largada com Morbidelli caindo de 6º para o 10ºlugar e Christian Fittipaldi caindo do 11º para o 14ºlugar.

Schumacher foi para cima de Alesi. Antes mesmo no final da primeira volta Schumacher tentou passar Alesi, conseguiu, Mas tomou o x do piloto Francês. No Final da segunda volta Schumacher passou Alesi e voltou a segunda posição. Já Bertrand Gachot acabou deixando a prova na Segunda volta após um acidente. Na Volta seguinte foi a vez de Olivier Beretta da Larrousse que deixou a corrida por causa de um acidente. Schumacher começaria a tentar uma aproximação em cima de Senna enquanto isso Alesi em 3º ficava com uma distância boa sobre Hill que vinha em 4ºlugar e depois vinha Hakkinen que superou ao estreante Heinz-Harald Frentzen com a Sauber para ficar em 5ºlugar e depois vinham Wendlinger, Berger, Verstappen e Barrichello que tinha se livrado de Morbidelli que saia dos 10 primeiros colocados.

Pv3zqhta

Senna vinha tentando levar o FW16 a quase 300 km por hora na reta oposta vinha na liderança com 4 Voltas completadas com 3.861 na frente de Schumacher que vinha em 2ºlugar, Depois vinham Alesi a 7.626, Hill a 10.254, Hakkinen a 11.625, Frentzen a 12.470 completando os 6 primeiros colocados. No começo da 6ªVolta Gerhard Berger com problemas de motor deixava a prova na mesma volta que Gianni Morbidelli deixava a prova com problemas de Câmbio que até 1993 era o câmbio da TAG e que por causa do preço do Câmbio acabou fazendo com que o dono do time Jackie Oliver desistindo desse câmbio e indo para um câmbio mais barato (A Economia no Investimento custou caro para a Footwork). Com 1:18.953 na 6ªVolta o Alemão Michael Schumacher fazia a melhor volta da prova e começava a tirar a diferença sobre Ayrton Senna de 3.8 para 2.553 segundos.

Michele Alboreto na volta 8 deixaria a corrida sendo o 6ºpiloto em 8 voltas a deixar a prova. Classificação após 8 Voltas: 1. Senna, 2. Schumacher a 2.411, 3.Alesi a 12.744, 4. Hill a 17.093, 5. Hakkinen a 18.343, 6. Frentzen a 19.840. Senna buscava andar forte para não permitir a ultrapassagem quando ele fazia a ultrapassagem sobre Eric Bernard que era o primeiro retardatário. Mesmo com todo o esforço do Senna o Alemão Schumacher fazia o tempo 7 décimos mais rápido que Schumacher na 10ªVolta.

Na 13ªVolta o Motor Pegueot de Mika Hakkinen acaba com problemas e deixou o piloto Finlandês na Mão quando ele vinha em um decente 5ºlugar deixando a dupla da Sauber com o 5º e 6ºlugares mesmo que Wendlinger esteja sendo pressionado pelo piloto Jos Verstappen que vinha com sua Benetton em 7ºlugar. Classificação após 14 Voltas: 1. Senna, 2. Schumacher, 3. Alesi, 4. Hill, 5. Frentzen, 6. Wendlinger, 7. Verstappen, 8. Barrichello, 9. Katayama, 10. Irvine.

Ywhsq8nw

Verstappen continuava no ataque para cima de Wendlinger pois precisava mostrar serviço pois estava substituindo o titular Jyrki Jarvi Lehto que estava se recuperando de um acidente na pré Temporada de 1994, Uma disputa que valia o 6ºlugar acabou indo para o 5ºlugar pois Frentzen que fazia uma bela estreia acabou rodando e deixando a corrida. Enquanto isso Martin Brundle fazia a primeira parada e estava inaugurando a janela de paradas nos boxes.

Na Volta 17, Karl Wendlinger foi para os boxes para a sua primeira parada nos boxes deixando Verstappen em 5ºlugar e o Brasileiro Rubens Barrichello entrava na zona de pontuação. Senna via a sua diferença cair para 1 segundo de diferença. Alesi foi para a parada na volta 18 as paradas ficavam entre 8 a 10 segundos para quem iria fazer 2 paradas, Na 20ªVolta Senna conseguiu colocar o Brundle na frente de Schumacher que demorou um pouco para passar o piloto Inglês que estava com a Mclaren que tinha sobrado na prova. A Jordan fez as paradas com Irvine na volta 19 e Barrichello que vinha em 4ºlugar parou na volta seguinte.

Na Volta 22 Senna e Schumacher foram para os boxes e com uma parada mais rápida (Que ela é explicada depois do incêndio no carro de Jos Verstappen em uma parada no GP da Alemanha) acabou assumindo a liderança da prova e agora era Senna que deveria ir atrás do piloto da Benetton. Mark Blundell com um acidente e Christian Fittipaldi com problemas de Câmbio acabaram deixando a prova na 22ªVolta; A Classificação era a seguinte após a 23 Volta – 1. Schumacher, 2. Senna, 3. Hill, 4. Alesi, 5. Martini, 6. Wendlinger, 7. Barrichello, 8. Comas, 9. Brundle, 10. Irvine. Schumacher estava com 2.5 segundos sobre Ayrton Senna.

W3uvqwl2

A pista estava cheia de destroços na Junção (Se fosse nos tempos de hoje o Safety Car entraria na pista) que estava com a trajetória de dentro da pista. Enquanto isso Schumacher aumentava mais a diferença para Senna. Hill e Martini tentariam uma única parada nos boxes. Enquanto que o Companheiro de Ayrton Senna estava em 3ºlugar e muito bem para o que ele estava propondo enquanto que Martini que estava em 5ºlugar mais vinha na alça de mira de Wendlinger que vinha logo atrás na 6ªposição.

Schumacher e Senna vinham em desempenho impressionante tanto é que antes mesmo da 30ªVolta ambos tinham passado o 5ºcolocado da corrida o Austríaco Karl Wendlinger que tinha por perto o Brasileiro Rubens Barrichello com a Jordan. Schumacher vinha volta a volta aumentando a diferença já para 5.1 segundos sobre Senna pois para Hill que era o 3ºcolocado já estava em 37.8 segundos! Ou seja um abismo entre Senna e Hill e mais ainda entre Schumacher e Hill. Além desses 3 vinha Alesi em 4º como o último dos pilotos que estavam na mesma volta do líder.

Wendlinger e Barrichello disputavam o 5ºlugar na corrida, Mesmo com um motor inferior Barrichello acabou até colocando por fora em cima de Wendlinger. , O piloto Austríaco por dentro acabava por ficar com o 5ºlugar. Na 35ªVolta tivemos um acidente absolutamente impressionante e patético provocado totalmente pelo piloto Eddie Irvine que acabou batendo em Jos Verstappen que acabou batendo em Martin Brundle e depois disso Verstappen capotou e também levou o retardatário Eric Bernard com ele. O Acidente foi colocado sob investigação e nessa investigação acabou a TV Globo ajudou com as imagens. O Veredito dos comissários foi que Irvine foi suspenso por 1 corrida, Mas como ele recorreu e perdeu nessa apelação e acabou tendo sua pena aumentada e triplicada para 3 corridas.

V3rbz2hhGyhnkcdl70cpldltKpjlumlrJsqlg5k8Ibd4fk5wZmn4yy304hblcg97Es4knbtoCcnoflbz

Sob a Organização da corrida eles trabalharam até rápido na retirada dos carros da pista para a grama e evitaram problemas com os outros 13 pilotos que estavam ainda na corrida. A Classificação agora era a seguinte: 1. Schumacher, 2. Senna, 3. Hill, 4. Alesi, 5. Wendlinger, 6. Barrichello, 7. Katayama (acredite), 8. Herbert, 9. Martini, 10. Comas, 11. Lamy, 12. Panis, 13. Brabham.

Schumacher estava a 6.294 segundos na frente de Ayrton Senna isso na volta 43 Hill foi para os Boxes e fizeram 9.6 Segundos na volta 40 e voltou em 3ºlugar na frente de Alesi. Schumacher estava com uma diferença cada vez maior sobre Senna que visivelmente tinha problemas com o FW16 da Williams, Schumacher fazia 297 km/h na reta dos boxes. Na Volta 44 Senna foi para os boxes para fazer sua segunda parada nos boxes assim como Jean Alesi e Karl Wendlinger foi para os boxes para a sua segunda parada nos boxes fazendo com que Barrichello subisse para o 5ºlugar e que Katayama fosse para o 6ºlugar deixando Wendlinger em 7º, Mas tanto o Brasileiro como o piloto Japonês da Equipe Tyrrell teriam que parar para a segunda parada nos boxes, Senna e Alesi voltaram nas mesmas 2º e 4º posições. O Sol começava a aparecer em Interlagos indicando que a Chuva não viria e na volta 45 Schumacher foi para os boxes e a Benetton trabalho de novo melhor do que a Williams.

Schumacher tinha mais de 8 segundos de diferença para Senna que teria que tirar tudo do Williams e algo a mais para tentar chegar em Schumacher. Dai Senna começa uma tentativa de reação e começa a diminuir a vantagem de 7.900 segundo isso marcado após o término da 47ªVolta.

3caokqsy

Katayama fez a parada na volta 47 e Barrichello foi para o Boxes para a segunda parada na 49ªVolta e pela pista dos boxes ser mais curta que o S do Senna ele passou Wendlinger e assumiu o 5ºlugar. Na Volta 51 Senna diminuiu a diferença de 8 segundos para 6.334 segundos e na Volta seguinte Schumacher ver sua diferença diminuir para 5.519 segundos. A Sensação é que ainda dava para Senna procurar passar Schumacher. Classificação após 52 Voltas completadas: 1. Schumacher, 2. Senna, 3. Hill (1 Volta), 4. Alesi (1 Volta), 5. Barrichello (1 Volta), 6. Wendlinger (1 Volta), 7. Katayama (2 Voltas), 8. Herbert (2 Voltas), 9. Comas (2 Voltas), 10.Martini (2 Voltas), 11.Lamy (3 Voltas), 12.Panis (3 Voltas), 13. Brabham (3 Voltas)

Só que na 56ªVolta Senna que tinha baixado a vantagem para 5 segundos na volta anterior acabou rodando na junção muito por tentar tirar uma vantagem considerável com um carro desequilibrado, Mesmo tendo tempo para ainda voltar a prova e ficar com o segundo lugar Senna depois de ajudado pelos Fiscais acabou levando o carro para a grama e abandonado a corrida, Algo aconteceu depois da Rodada o que impediu Senna de continuar na corrida, Possivelmente o Câmbio que já estava com problemas em seu carro.

Com isso Schumacher que tinha um temível adversário um pouco mais atrás dele como Ayrton Senna agora teria toda a tranquilidade do mundo para levar o carro até o final da corrida com Damon Hill a 1 Volta atrás Schumacher nem precisava forçar a Barra para vencer. Alesi passou para ser o 3ºlugar com Rubens Barrichello com a Jordan em 4ºlugar e Wendlinger em 5º com a Sauber e Katayama entrou nos pontos com o seu Tyrrell-Yamaha de forma surpreendente já que a Tyrrell foi a pior equipe de 1993 pior mesmo que a Lola-Ferrari da BMS Scuderia Italia iria pontuar de novo. Herbert em 7º ficava torcendo para alguém na frente para levar sua Lotus para a zona de pontuação após quase ter levado a equipe ao Pódio em 1993. Martini com 1 parada apenas, Comas, Lamy, Panis e Brabham.

Barrichello tentava diminuir a diferença e até conseguiu tirar 5 segundos em poucas voltas, O Carro da Jordan-Hart rendia mais que a poderosa Ferrari que não vinha gigante, mas que não vinha na pindaíba de 1992 e 1993 (Até porque era o começo de trabalho de Jean Todt na tradicional Ferrari). Mas com umas 10 voltas para o final era pouco tempo.

Si9xhqrf

Na Reta final da corrida Katayama foi para cima de Wendlinger que tinha um carro que prometia como a Sauber-Mercedes para buscar o 5ºlugar e ele conseguiu isso a 3 voltas do final levando a equipe de Ken Tyrrell de volta a zona de pontuação depois de um 1993 em branco. Alesi apesar de perder diferença para Rubens Barrichello acabou conseguindo administrar sua diferença para garantir o último lugar no pódio.

Michael Schumacher com um final de prova tranquilo acabou conquistando sua 3ªVitória na Formula 1 e a primeira vitória no Brasil e deu o aviso que seria o grande adversário de Senna em 1994. Se tivesse tido essa briga até o final e se a prova de San Marino fosse adiada possivelmente veríamos essa disputa entre o jovem piloto da Benetton e o consagrado e considerado o maior de todos os tempos na história do Automobilismo Mundial que não tinha o melhor carro devido à retirada da ajuda eletrônica que foi proibida para essa temporada. Damon Hill com a Williams acabou fazendo o que poderia se esperar dele ficando em 2ºlugar e Alesi completou o pódio em 3ºlugar.

Rubens Barrichello começava o ano com um belíssimo 4ºlugar com a Jordan que prometia um belo ano, Ukyo Katayama que acabou 1993 como trapalhão e lento acabou se mostrando um piloto rápido com a Tyrrell-Yamaha levando pontos depois de um terrível ano de 1993 e Wendlinger com um frustrante 6ºlugar com a Sauber-Mercedes. Herbert com a Lotus-Mugen Honda bateu na trave nos pontos em 7ºlugar. E depois veio Martini, Comas, Lamy, Panis e Brabham completando os 12 pilotos que terminaram a corrida.

Ghosc1vc

Schumacher escreveria uma bela história em Interlagos, A primeira de 4 vitórias que ele teve em terras brasileiras e a 3ª de 91 Vitórias em sua carreira na Formula 1.

Resultado Final do GP do Brasil de 1994

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeos:

2ºTreino Oficial:

Corrida:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic
Vídeos: ThePizZaGeRmAnY / mrviniciusf195

Especial Ligier : Temporada de 1995

Após a temporada de 1994 que foi um fiasco para a Ligier a equipe acabou sendo vendida para o senhor Flávio Briatore, Mas não foi para melhorar a equipe não, Foi com a intenção bem sucedida de Tomar os motores Renault para a equipe aonde ele trabalhava que era a Benetton, “Mas ele poderia trabalhar em duas equipes?” O Regulamento não permitia! Então como Briatore fez isso, antes disso A equipe já tinha sido vendida para Cyril de Rouvre que acabou no final de 1993 preso por acusações de Fraude e evasão fiscal, As ações voltaram para Guy que sentia que sua equipe era cobiçada por todos por causa dos motores Renault.

As ações da Ligier foram vendidas para Briatore que colocou Tom Walkinshaw para comandar a equipe e dessa forma não violar nenhum regulamento da Formula 1.

E a Ligier ficaria sem nada??? Não porque Briatore atropelando um acordo de motores que a Mugen-Honda tinha com a Minardi acabou levando os motores Japoneses para a Ligier (Típico daquele mal caráter que era Briatore, pobre Ligier

Veja a Semelhança dos carros da Benetton e da Ligier, Apenas se diferenciando por alguns detalhes e pelos motores.
Veja a Semelhança dos carros da Benetton e da Ligier, Apenas se diferenciando por alguns detalhes e pelos motores.

).

 

E pobre da Ligier mesmo tendo um oportunista como dono da equipe, Ele faria da Ligier uma espécie de laboratório e para se constatar isso o Chassi da Ligier para essa temporada era exatamente igual ao Chassi da Benetton de 1995, Ou seja a Ligier não fez carro nenhum para essa temporada. Mas o JS41 foi desenvolvido pelos projetistas Frank Dernie (Diretor Tecnico) e Loic Bigeois (Aerodinâmica)

Mas o Design foi do projetista da Benetton Rory Byrne que era o projetista da Benetton em 1995, Mas o nome dele não foi colocado, Diferente do passado a Formula 1 estava mais organizada e não se permitia a ninguém trabalhar em 2 ou mais equipes ao mesmo tempo, Mas se era assim, porque então Briatore não saiu da Benetton e foi comandar a Ligier se ele tinha comprado, Isso mostra o quanto a Formula 1 era profissional, Mas muito frágil na Hora de se cumprir o regulamento (E até hoje isso é assim).

Os pilotos seriam o Francês Olivier Panis que era um grande talento francês para o futuro e com o segundo carro ele seria dividido entre o experiente piloto Inglês Martin Brundle que já teve passagem pela Ligier em 1993 e Aguri Suzuki que já tinha passagens pela Larrousse e Footwork para não falar de uma corrida na Jordan e de uma temporada na Zakspeed em 1989 aonde o carro era horrível e ele se quer conseguiu classificação para uma corrida se quer.

Suzuki faria as primeiras corridas do campeonato junto de Panis, Corrida essa realizada em Interlagos que abria pela 4ªvez o mundial de Formula 1 (As outras foram 1975, 1976 e 1994). Logo se constatou que a Ligier ficaria a principio no bloco intermediário pelo menos em termos de Grid de largada, Panis iria largar em 10ºlugar e Suzuki em 15ºlugar. Na Corrida Panis se acidentou na primeira volta da corrida, Suzuki levou a ligier até a 8ªposição atrás da Tyrrell-Yamaha V10 de Mika Salo e só na frente dos carros da lentíssima Forti Corsi de Diniz e Moreno o que era uma preocupação para Briatore e a equipe azul.

Na Argentina mais uma vez a Ligier não vai muito bem nos treinos Panis se coloca apenas em 18ª e Suzuki em 19ª, Na corrida pelo menos Panis vai bem melhor e por muito pouco não leva a Ligier para seu primeiro ponto na temporada terminando a prova em 7ºlugar, Já Suzuki estava lá atrás e acabou se acidentando na 47ªVolta e abandonou a prova.

ARG1995 (5)

Partindo para a primeira corrida em San Marino ainda com a configuração Panis e Suzuki como pilotos, O Grid foi razoável com Panis em 12º e Suzuki em 16º, Na Corrida ambos largaram mal e não fizeram nada além de uma corrida da metade da classificação isso com o mesmo carro da Benetton praticamente, Panis ficou em 9ºlugar a 1 volta do vencedor e Aguri Suzuki em 11º a 2 Voltas do vencedor. A partir do GP da Espanha teríamos a Configuração dos pilotos sendo mudada, Suzuki daria lugar para o experiente Martin Brundle que faria dupla com Olivier Panis e nessa corrida feita na Catalunha é que Panis largando do 15ºlugar fez uma bela corrida e na última volta conseguiu passar Rubens Barrichello e acabou ficando em 6ºlugar levando para a Ligier o primeiro ponto na temporada, Brundle                 que teve uma classificação no Treino melhor que Panis largando do 11ºlugar acabou a corrida em 9º.

Em Mônaco nas ruas de Monte Claro a equipe Francesa teve o melhor treino do ano até aquele momento com Brundle em 8ºlugar e Panis em 12º. Na Corrida ambos bateram, Brundle perto dos pontos bateu na 41ªVolta levou um toque de Jean Alesi e abandonou a corrida e Panis bateu no final da corrida quando estava em 8ºlugar. Indo para a prova do Canadá na tradicional Montreal foi Olivier Panis que teve um belo momento após largar numa 11ªposição e numa corrida como a do desgastante Circuito Canadense o Francês resistiu até o final levando seu Ligier-Mugen Honda a uma excelente 4ªposição. Brundle que largou em 14º poderia muito bem ter levado a Ligier aos pontos também , Mas se envolveu em um acidente com Gerhard Berger (que diga-se de passagem foi o culpado pelo acidente) que eliminou ambos da corrida quando disputavam a 5ªposição.

Voltando para a Europa na corrida da Casa em Magny-Cours praticamente na porta de casa (Sede da Ligier ficava na Região desse Circuito) Panis com o 6ºlugar e Brundle com o 9ºlugar fizeram o melhor grid do ano naquele momento lembrando um pouco os bons momentos de 1992 e 1993 aonde o time costumava largar bem. Na Corrida Panis acabou não correndo bem ficando em 9ºlugar no final da corrida, Mas Brundle pelo contraio fez sua melhor exibição de longe chegando a estar em 3ºlugar por algumas voltas até perder essa posição para Coulthard ficando com uma honrosa 4ªposição a 4 décimos de Coulthard com a Williams-Renault e por muito pouco o piloto Inglês não conseguia subir no pódio, Mas ficou na frente da Ferrari de Jean Alesi, Deixando a Ligier já com 7 pontos em 7 corridas na 6ªposição a 1 ponto da Mclaren, O problema é que no Canadá a Jordan fez 10 pontos dos 13 que tinha até essa corrida e estava em 4ºlugar nos construtores e essa seria a natural Briga da Ligier no campeonato tentando o 5ºlugar dos construtores disputando com a Jordan e com a Sauber que tinha 4 pontos.

Mesmo dividindo o carro com Suzuki Brundle conseguiu bons resultados com a Ligier.
Mesmo dividindo o carro com Suzuki Brundle conseguiu bons resultados com a Ligier.

No Grande Prêmio da Inglaterra um dos templos do automobilismo Mundial o Circuito de Silverstone outra corrida com um Ligier nos pontos. Panis em 13ºlugar no grid fez uma corrida de cabeça, se aproveitou do erro de outros pilotos e levou o carrinho azul ao 4ºlugar e melhor disso na frente da Mclaren de Blundell que ficou em 5º, Brundle em 11º acabou rodando na 17ªVolta e deixando a prova. Ao final da metade do campeonato a Ligier com 10 pontos não estava mais na disputa pelo 5ºlugar, Mas sim pelo 4ºlugar já que a Mclaren estava muito mal tanto é que a Ligier com esses pontos estava na frente da equipe de Ron Dennis no mundial de construtores nos critérios de desempate.

Em Hockenheim abrindo a 2ªMetade do campeonato Brundle iria para a reserva para entrar o Japonês Suzuki para compor com Panis a equipe de pilotos no GP da Alemanha. Panis foi bem melhor que Suzuki nos treinos largando em 12ºlugar enquanto que Suzuki largou do 18º. O Francês fazia uma corrida promissora, Mas ela acabou na 14ªvolta com problemas de vazamento de Água, Suzuki fez uma corrida regular e se aproveitando das quebras o Japonês no final da corrida conseguiu chegar ao final da prova em 6ºlugar e colocando mais um ponto para o time comandado por Tom Walkinshaw, Era a 4ªcorrida seguida da Ligier nos pontos algo que não acontecia desde dos tempos que Ligier era um time forte na categoria.

Na Hungria mais uma corrida com desempenho forte prova disso é que Panis em 8º e Brundle em 10º de volta a equipe Ligier após a substituição na Alemanha por Suzuki colocavam o carro entre os 10 primeiros colocados. Na corrida uma bela atuação de Brundle que estava na disputa por bons pontos até que na volta 68 o motor Mugen-Honda quebrou fazendo o inglês deixar a corrida, Até o final da prova Panis que fez uma corrida discreta perto do seu companheiro de equipe tinha feito estava fora dos pontos em 7ºlugar, Mas nos últimos metros o piloto Francês foi beneficiado pela infelicidade de Rubens Barrichello que acabou tendo seu motor cortado para evitar uma explosão, Com isso Panis acabou herdando um 6ºlugar e mantendo a sequência da equipe que vinha para a 5ªcorrida seguida nos pontos.

podio_belgica_1995

Indo para Spa-Francorchamps na Bélgica numa corrida muito confusa aonde tivemos tempo seco no começo e chuva no meio da prova o que acabou embolando as cartas na mesa. Panis que largou em 9º e Brundle que largou em 13º (ambos na frente de Schumacher que largou em 16ºlugar, Acreditem: 16ºLUGAR e venceu a corrida!) Estavam fazendo uma bela corrida, Ambos na zona de pontuação e muito bem posicionados, Mas na parte final Panis ficou pelo caminho enquanto que Brundle se consolidou em 3ºlugar, Com a punição de Hill o veterano piloto Inglês já vinha para o 2ºlugar, Posição que iria se manter até a volta final quando Hill conseguiu passar o piloto da Ligier mas ainda assim Brundle comemorou o primeiro pódio da Ligier na temporada (Seria o último pódio da carreira do piloto Inglês) em 3ºlugar atrás de Schumacher com Benetton e de Hill com Williams ambos de motor Renault e era a 6ªcorrida seguida nos pontos algo que aconteceu pouquíssimas vezes com a Ligier na sua história mostrando um bom trabalho de Walkinshaw como chefe da equipe. Após 11 etapas a Ligier tinha a 4ªposição com 16 pontos contra os 14 da Jordan, 12 da Mclaren e da Sauber.  Poderia a equipe de Flavio Briatore estar próxima de uma posição em que eles não alcançavam a 14 anos de estar entre as 4 primeiras colocadas do campeonato.

Veio o GP da Itália no ultrarrápido circuito de Monza a Ligier que teve Brundle em 11º e Panis em 13º no grid de largada fracassa na tentativa de pontuar pela 7ªvez em sequência. Brundle teve problemas e abandonou a corrida na 11ªVolta e Panis foi até a 21ªVolta e acabou rodando. E o pior disso foi que a Mclaren tinha feito 9 pontos pulando para o 4ºlugar com 21 pontos e a Sauber com 5 pontos também passava na frente da Ligier tendo 17 pontos deixando o time francês com 16 pontos e com o trabalho de reagir em Portugal no circuito de Estoril, os treinos deram uma boa esperança para o time francês com Brundle em 9ºlugar e Panis em 11º, Mas para o piloto Francês a corrida terminou cedo na 11ªVolta devido a uma rodada, Já Brundle começou bem estando em 6ºlugar nas primeiras voltas mas depois não conseguiu manter o desempenho e fechou a prova em 8ºlugar e o ruim é que a Sauber marcou mais um ponto deixando a disputa pelo 4ºlugar nos construtores mais difícil para o time de Briatore/Walkinshaw.

Na última corrida na Europa em Nürburgring os pilotos Martin Brundle e Olivier Panis precisavam reagir no campeonato para evitar que o 4ºlugar escapasse das mãos da Ligier definitivamente, Brundle largou em 12º e Panis em 14º, Na Corrida Panis rodou na 15ªVolta e Brundle ficou por apenas 1 posição de pontuar ficando em 7º e vendo a Jordan fazendo 4 pontos e passando a equipe francesa que foi do 4ºlugar na 11ªetapa para o 7ªlugar na 14ªetapa, Definitivamente a chance de ser uma das 4 grandes estava indo para o buraco de novo como aconteceu em 1986 e em 1993.

Indo para o Pacífico para as 3 corridas finais da temporada substituindo Brundle pelo Aguri Suzuki o que poderia ajudar a equipe já que Suzuki teve no Japão seu melhor resultado na Formula 1 que foi o 3ºlugar no GP do Japão em 1990, Em Aida Panis largou em 9ºlugar e fez uma corrida mediana ficando em 8ºlugar, Suzuki não largou muito atrás ficando em 13ºlugar e estava perto de Panis até rodar na 11ªVolta e com isso deixar a prova.

Tudo bem que Suzuki não estava mais no Auge da Forma com 35 anos de idade ele não mostrava a velocidade que tinha na Larrousse principalmente,

Suzuki nem correu em Suzuka
Suzuki nem correu em Suzuka

Na etapa do Japão no Circuito de Suzuka o Japonês Aguri Suzuki que largaria em 13ºlugar sofreu um acidente fortíssimo acabou fazendo com que o piloto não correr e também esse acidente acabou sendo o fim da carreira de Suzuki na Formula 1. Com apenas Panis defendendo o time Francês classificando na 11ªposição no Grid de largada, Depois de 4 corridas sem pontuar acabou Panis levando a Ligier de volta aos pontos na 5ªposição, Mas o segundo lugar de Hakkinen com a Mclaren praticamente enterrava as possibilidades de ficar na 4ªposição nos construtores sendo que a Mclaren estava com 27 pontos, Jordan com 21 (Que marcou 3 pontos com o 4ºlugar de Irvine) e Ligier e Sauber com 18 tendo uma corrida para encerrar o campeonato na Austrália em Adelaide. (A última corrida de Adelaide na história da Formula 1)

No Circuito australiano teve uma despedida história com uma corrida completamente maluca, Com a Volta de Martin Brundle no lugar do acidentado Aguri Suzuki a Ligier precisava de 10 pontos para superar a Mclaren o que seria bem difícil para uma equipe como a equipe Francesa que esteve com alguma regularidade nos pontos, Mas não teve a capacidade de marcar mais do que 4 pontos em 1 corrida apenas. No Grid Brundle e Panis formavam a 6ªFila do Grid de largada.

aus1995 (29)

Na corrida vários acidentes aconteceram, entre eles a rodada de Martin Brundle na 27ªVolta quando estava em 5ºlugar, Agora era praticamente impossível a Ligier tomar o 4ºposto da Mclaren, estava mais fácil para a Jordan que tinha Irvine melhor colocado na corrida, Mas no decorrer da prova ocorreram quebras no bloco da Frente com Berger, Frentzen que estava em 2ºlugar e tinha grandes chances de passar a Ligier nos construtores, Irvine e Herbert e com tudo que aconteceu a 10 voltas do final da corrida Panis estava a 2 voltas de Hill, Mas na segunda posição e com possibilidades de pelo menos marcar 6 pontos e colocar a Ligier na frente de Sauber e de Jordan nos construtores, Lá a 4ªposição nos construtores estava praticamente descartada até porque Blundell estava levando a Mclaren a 3 pontos na 4ªposição.

Tudo estava bem até que nas voltas finais Panis estava com o motor Mugen-Honda Fumando, Era uma judiação caso o piloto francês deixasse a corrida, Mas restando tão pouco para acabar a corrida e o ano Panis acabou tomando a decisão de levar até o final da corrida e conquistar o melhor resultado da Ligier na temporada de 1995 em 2ºlugar num pódio que resumia como foi a corrida. Hill vencendo com a Williams o que era normal, Com Panis e Morbidelli com a Footwork-Hart em 3ºlugar.

Final feliz para a Ligier em 1995 com o 2ºlugar de Panis
Final feliz para a Ligier em 1995 com o 2ºlugar de Panis

Ao final da temporada a Ligier teve a administração de Tom Walkinshaw um bom resultado ficando em 5ºlugar no mundial de construtores com 24 pontos, 2 pódios (Um para Brundle e um para Panis) Após essa temporada a tendência era que a equipe melhorasse para 1996, Mas se que saber o que acabou não dando certo, Confira no derradeiro episódio sobre a Ligier na temporada de 1996.

Gps: 34 (Largou em 33 Gps)
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 2
Pontos: 24
Mugen-Honda MF-301H
10 Cilindros em V
2998 cm³
Potência: 670 Cavalos a 13.500 RPM
Pilotos:
Aguri Suzuki
Martin Brundle
Olivier Panis
Número de Voltas Completadas: 1618

Chassi: Ligier JS41 (Benetton B195)
Projetistas: Frank Dernie (Diretor Tecnico), Rory Byrne (Design) e Loic Bigeois (Aerodinâmica)
Chassis: monocoque de carbono e Kelvar
Peso: 595 kg
Transmissão: Benetton sequencial semiautomática em T – 6 marchas
Combustível e óleo:  Elf
Freios:  Discos de Freio de Carbono Brembo
Duração:
Distância entre eixos:  2.935 milímetros
Dianteiro:  1693 milímetros
traseiro:  1.608 milímetros

Fotos:

 

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic

Especial Ligier: 19761977197819791980198119821983 –19841985 –1986 –1987 – 19881989 – 1990 – 1991 – 199219931994

Especial Ligier : Temporada de 1993

Após um promissor ano de 1992 aonde o time Francês voltou a pontuar  na Formula 1 desde de 1989 a equipe partia para 1993 partindo para tentar um desempenho melhor ainda mais com o Animo de que os motores Renault iriam ficar para 1993 e os mesmos patrocinadores ficariam para a temporada, Já os pilotos seriam dois pilotos Ingleses: Um Veterano Martin Brundle que passou uma temporada na Benetton e acabou fazendo um modesto trabalho e após 1992 Flávio Briatore mandou o piloto para a rua e dai veio para a Ligier, O outro francês era um piloto ainda pouco experiente Mark Blundell que foi piloto da Brabham em 1991 e já foi piloto de Testes da Williams em 1990 iriam substituir a Erik Comas (Que foi para a Larrousse) e Thierry Boutsen (Que foi viver seus últimos momentos na Formula 1 pela Jordan).

O JS39, Novo chassi da Ligier foi projetado pelos projetistas Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Paul Crooks (Design) e Loic Bigois (Aerodinâmica)

E Dai veio o começo de temporada de 1993 na África do Sul (último GP na África do Sul) um circuito de media em Kyalami a Ligier fez história. Nos Treinamentos Mark Blundell levou a ligier ao 8ºlugar no Grid de Largada e Martin Brundle em 12ºlugar. Na Corrida que foi disputada com o tempo nublado e se aproveitando das quebras, de erros e batidas de outros pilotos Blundell e Brundle subiam na classificação na Volta 47 Blundell estava em 3ºlugar e Brundle em 6ºlugar até a volta 58 quando Brundle acabou rodando e deixando a corrida deixando Blundell sozinho para levar o Ligier ao 3ºlugar e levar a Ligier ao pódio, Algo que não acontecia desde de 1986 quando Laffite chegou em 2ºlugar no GP dos Estados Unidos. O piloto Inglês levou o Ligier JS39-Renault até o final da corrida e conquistou o pódio quebrando um jejum de quase 7 anos sem pódio para o time de Guy Ligier com o 3ºlugar, Blundell comemorou seu primeiro pódio junto de Alain Prost e Ayrton Senna que chegaram em 1º e 2º.

Blundell comemora o primeiro pódio da Ligier desde do GP dos Estados Unidos de 1986
Blundell comemora o primeiro pódio da Ligier desde do GP dos Estados Unidos de 1986

No Brasil em Interlagos um treino abaixo das expectativas Blundell conseguiu um 10ºlugar no Grid e Brundle é que largou mais atrás em 16º, E na corrida foi comprovado que não foi o final de semana do veterano piloto Inglês que acabou abandonando na 1ªVolta, Já Brundle sobreviveu a confusão da chuva e subiu de posição durante toda a corrida, Na segunda parte de prova Blundell chegou a estar em 4ºlugar e só perdeu posição no final para Michael Schumacher, Mas ainda assim o Inglês chegou em 5ºlugar e marcou mais 2 pontos para ele e para a Ligier que ao final de 2 corridas Blundell era o terceiro colocado atrás de Senna e Prost e a Ligier estava em 3ºlugar no campeonato mundial de Construtores.

Na primeira corrida na Europa no Circuito de Domington Park foi uma corrida para esquecer, Blundell e Brundle nessa Ordem largaram da 11ªFila e diante da chuva na Inglaterra ambos abandonaram a corrida por causa de Rodada e estávamos em posições bem longe dos pontos, Para San Marino em Imola A equipe Francesa conseguiu seu segundo pódio no ano, Martin Brundle largou em 10ºlugar e levou a sua Ligier-Renault ao 3ºlugar após resistir as quebras e batidas nessa prova enquanto que Blundell que ficou em 7º no Grid acabou batendo na largada. Dessa vez Brundle foi para o pódio junto de Prost e de Schumacher.

Na Espanha Brundle teve um final de semana Terrível, Largou em 18ºlugar e deixou a corrida depois de mais uma rodada isso na 11ªVolta, Já Blundell largou melhor em 12ºlugar e foi fazendo uma boa corrida até que no final chegou a assumir a 6ªposição passando Zanardi, Mas na última volta perdeu essa colocação para Berger e ficou apenas em 7ºlugar numa corrida em que apenas as 4 Grandes (Williams,Mclaren, Benetton e Ferrari) Colocaram seus carros nos pontos. Nas ruas de Monte Carlo em Mônaco Blundell larga em 13º e Brundle em 21º, Numa pista de difícil ultrapassagem Blundell estava em situação muito melhor, Mas ele acabou deixando a corrida com problemas de suspensão na 4ªVolta, Brundle do 21ºlugar fez uma grande corrida tendo paciência e ganhando posições por erros e quebras e na parte final chegou em Christian Fittipaldi que também fez grande corrida e que resistiu ao piloto Inglês que levou um improvável ponto em Monte Claro.

539_can (31)

Dando uma parada na Europa e indo para a América do Norte para a etapa Canadense Martin Brundle tem mais um bom final de semana largando em 7ºlugar e na corrida ficando grande parte do tempo entre os 6 primeiros colocados e beneficiado com a quebra de Ayrton Senna ele terminou a corrida em 5ºlugar levando a Ligier a ter 13 pontos em 4ºlugar nos construtores na Frente da poderosa, Mas desajeitada Ferrari que estava vivendo o Auge das crises na Formula 1. Já Brundle largou em 10ºlugar mas ele se acidentou e deixou a prova na 14ªVolta.

540FRA (21)

Dai veio o GP em Casa na França em Magny Cours e para a alegria dos Franceses os 4 primeiros colocados no Grid de largada eram 4 motores Renault com Hill na pole, Prost em 2º, Brundle em 3º e Blundell em 4º, Um treino que lembrou os áureos tempos da Ligier que estava disputando por vitórias e títulos, A Missão de ambos era aproveitar o grande momento da equipe e dos motores Renault para conseguir um Grande resultado, Blundell não aproveitou e deixou a prova na 21ªVolta por causa de mais uma Rodada, Mas o Experiente piloto Martin Brundle correu muito bem e disputando praticamente de igual para igual o pódio com Senna e Schumacher, Mas acabou em 5ºlugar atrás dos dois, Mas foi um final de semana positivo aonde Brundle marcou mais 2 pontos que o colocava na 5ªposição dos construtores com 9 pontos, Já a Ligier se distanciou da Ferrari nos construtores marcando esses 2 pontos, Na metade do ano o time dos carros azuis tinha 15 pontos contra 9 da Ferrari.

Na Inglaterra começo da segunda parte de campeonato no Circuito de Silverstone mais uma boa chance para a Ligier que mostram potencial nos treinos com Martin Brundle largando em 6ºlugar e Mark Blundell em 9ºlugar, Na Corrida Martin Brundle fez uma grande corrida e levaria sem problemas o seu carro para o 4ºlugar quando que a 6 voltas do final o seu câmbio quebrou, Ainda assim classificou em 14ºlugar, Já Blundell não teve uma prova tão exuberante do que seu companheiro de equipe, Mas chegou ao final e ficou perto de pontuar ficando em 7ºlugar.

542_ale (28)

Na Alemanha aonde o motor conta muito a Ligier aproveitou muito bem desde do Grid de largada aonde Blundell em 5º e Brundle em 6º dividiram a 3ªFila do Grid de largada, Na corrida Ambos começaram bem, Mas enquanto Blundell continuava nas primeiras posições Martin Brundle tinha problemas e acabou indo para os boxes por duas vezes e ficando sem chances de pontuar terminando em 8ºlugar. Lá na Frente Blundell após 7 corridas sem pontuar e com muitos erros finalmente se recoloca na zona de pontuação com um pódio conquistado na terceira posição na frente de Ayrton Senna, Era o 3ºpódio da Ligier na Temporada e o segundo do jovem piloto Inglês.

Na Hungria uma pista em que a Potência do motor não era tão importante a Ligier teve uma classificação mediana no Grid de largada com 12º de Blundell e o 13º de Brundle, Na Corrida Brundle levou a Ligier a mais 2 pontos no campeonato com a 5ªPosição, Blundell teve uma largada bem ruim, mas aos poucos se recuperou na prova e bateu na trave para pontuar de novo chegando na 7ªposição.

Na Bélgica o que se esperava muito do carro azul, Mas a classificação não foi das melhores, Brundle fez uma corrida razoável para boa largando do 11ºlugar e completando a corrida em 7º enquanto que Blundell largando 4 posições Atrás acabou se acidentando com Gerhard Berger brigando por posição fora dos 10 primeiros colocados a 2 Voltas do Final da corrida e ficou classificado em 11ºlugar.

BEL543 (11)

Na Itália foi decepcionante a classificação com Brundle largando do 12ºlugar e Blundell em 14º, Na Corrida Brundle fez grande largada e chegou a ficar em 6ºlugar e poderia marcar pontos tranquilamente, Mas acabou sofrendo um acidente com o seu arquirrival da Formula 3 Ayrton Senna na 8ªVolta, Mark Blundell também começava a subir na corrida quando sofreu um acidente na 21ªVolta e deixou a corrida, O ruim dessa história é que Alesi tinha conseguido um segundo lugar que minava a diferença Ligier para a Ferrari de 7 para 1 ponto nessa luta pela 4ªposição no campeonato de construtores.

Em Portugal Mark Blundell largaria em 10ºlugar e Martin Brundle em 11º, Na corrida Blundell ocupava a 6ªposição quando mais uma vez ele sofreu um acidente (7ºAcidente na temporada) na 52ªVolta. Martin Brundle suou, Mas conseguiu marcar um ponto com o 6ºlugar, Mas com o 4ºlugar de Jean Alesi a Ligier perderia o 4ºlugar nos construtores por 1 ponto de diferença, Mas ainda teríamos as corridas no Japão e na Austrália para a equipe Francesa reagir.

No Japão a Ligier não teve em nenhum momento em condições de pontuar, Martin Brundle que tinha feito o 15ºtempo no Grid de largada no final da corrida na volta final se acidentado e classificou em 9ºlugar, Já Blundell também não teve chances de marcar pontos ficando em 7ºlugar, Uma chance desperdiçada de retornar ao 4ºlugar nos construtores já que nem Berger e Alesi pontuaram, A Decisão seria na Austrália, No circuito de Adelaide Brundle largou em 8ºlugar e fez uma corrida competitiva levando a Ligier ao 6ºlugar o que faria o time empatar em pontos com a Ferrari, Mas Alesi e Berger tinham chegado em 4º e 5ºlugar o que fez a Ferrari ficar na frente nos construtores por 5 pontos de diferença para a Ligier que terminava o campeonato num honroso 5ºlugar com 23 pontos, 3 pódios e com a sensação de que poderiam ter conseguido bater a Ferrari se seus pilotos não tivessem se envolvido em tantos acidentes mesmo eles tendo o desempenho que eles tiveram. Blundell largou em 14º e chegou em 9ºlugar no Circuito Australiano. Brundle terminou o campeonato em 7ºlugar com 13 pontos e Blundell em 10ºlugar com 10 pontos.

Para 1994 a expectativa seria de crescer ainda mais e voltar definitivamente a turma das equipes grandes, Vamos saber se conseguiram esse feito em 1994 no próximo episódio desse especial…

Números da Temporada de 1993 da Ligier

Gps: 32
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 3
Pontos: 23
Motor: Renault RS5 V10
3493 Cilindradas
13.800 RPM (Rotações por Minuto)
Potência: 780 Cavalos
Número de Voltas completadas: 1.456
Pilotos:
Mark Blundell
Martin Brundle

Chassis: Ligier JS39
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Paul Crooks (Design) e Loic Bigois
(Aerodinâmica)
Chassis:  Monocoque de Carbono e Kelvar
Peso:  505 kg
Transmissão:  Williams T semiautomática 6 Marchas
Combustível/óleo:  Elf
Freios:  Freios de disco de Carbono
Distância entre eixos:  2,995 mm
Eixo frente: 1690 mm
Faixa traseira: 1.600 mm

Fotos:

 

View post on imgur.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic

Especial Ligier: 19761977197819791980198119821983 –19841985 –1986 –1987 – 19881989 – 1990 – 1991 – 1992

Corridas Históricas: GP do Japão de 1991

Grid de Largada:

1. Gerhard Berger (Mclaren/Honda) 1:34.700
2. Ayrton Senna (Mclaren/Honda) 1:34.898
3. Nigel Mansell (Williams/Renault) 1:34.922
4. Alain Prost (Ferrari) 1:36.670
5. Ricardo Patrese (Williams) 1:36.882
6. Jean Alesi (Ferrari) 1:37.140
7. Pierluigi Martini (Minardi/Ferrari) 1:38.154
8. Gianni Morbidelli (Minardi/Ferrari) 1:38.248
9. Michael Schumacher (Benetton/Ford) 1:38.363
10. Nelson Piquet (Benetton/Ford) 1:38.614
11. Andrea de Cesaris (Jordan/Ford) 1:38.842
12. Jyrki Jarvi Lehto (Dallara/Judd) 1:38.911
13. Alessandro Zanardi (Jordan/Ford) 1:38.923
14. Stefano Modena (Tyrrell/Honda) 1:28.926
15. Satoru Nakajima (Tyrrell/Honda) 1:39.118
16. Emanuelle Pirro (Dallara/Judd) 1:39.238
17. Thierry Boutsen (Ligier/Lamborghini) 1:39.499
18. Mauricio Gugelmin (Leyton House/Ilmor) 1:39.518
19. Martin Brundle (Brabham/Yamaha) 1:39.697
20. Erik Comas (Ligier/Lamborghini) 1:39.820
21. Mika Hakkinen (Lotus-Judd) 1:40.024
22. Karl Wendlinger (March-Ilmor) 1:40.092
23. Johnny Herbert (Lotus-Hart) 1:40.170
24. Gabriele Tarquini (Fondmetal-Ford) 1:40.184
25. Aguri Suzuki (Lola/Ford) 1:40.255
26. Alex Caffi (Footwork/Ford) 1:40.402

Não Classificaram:

27. Michele Alboreto (Footwork/Ford) 1:40.844
28. Nicola Larini (Lamborghini) 1:42.492
29. Eric Van de Poele (Lamborghini) 1:42.724
Des. Eric Bernard (Lola-Ford)
30. Mark Blundell (Brabham-Yamaha) 1:44.004
31. Naoki Hattori (Coloni-Ford) 2:00.325

Berger Vence na Festa do Tri de Ayrton Senna

Em dia de Festa do Tri-Campeonato de Ayrton Senna, o Austríaco Gerhard Berger da Mclaren conquistou a sua primeira vitória na Mclaren. Na Largada Berger na Pole e Senna na 2ªPosição largaram bem, e deixaram Mansell em 3ºlugar, começava a se desenhar uma tática muito bem feita. Patrese é que ganhou posição da Largada tomando o 4ºLugar de Prost. Antes do Final da Primeira volta Jean Alesi já tem seu motor explodido e teve que abandonar a corrida.

Cfflfhdz

Nelson Piquet que iria largar em 10º acabou tendo problemas para sair e assim teve que fechar o Grid. Na primeira volta Berger já abria vantagem em relação ao Senna, Mansell tentaria passar Senna para tentar a vitória e ver se conseguia levar a decisão para a Austrália.

Depois Patrese, Prost e Morbidelli. Logo na Segunda Volta um Strike de 4 carros bateram, Lehto, Pirro, De Cesaris e o Estreante Karl Wendlinger, Enquanto isso Berger disparava na Frente e Senna inteligentemente acabava por segurar Mansell e Patrese. Mika Haikkinen na volta 6 abandonava a corrida com problemas de motor. Já foram 6 abandonos num período muito curto de corrida.

K43obzsw

Com 8 voltas completadas com o Tempo passando e as voltas se sucedendo Nigel Mansell tinha cada vez menos tempo para passar Senna e tentar vencer de Berger. Berger em 9 Voltas já tinha 9 segundos a frente de Senna, Mansell e um pouco mais atrás do Patrese.

Titulo Decidido na Volta 10: Mansell tentou passar Senna numa maneira equivocada e acabou saindo da pista e ficando na Brita, com isso Senna já era o Campeão do Mundo, Tri-Campeão Mundial e agora poderia lutar pela vitória. a Classificação em 10 Voltas era: Berger, Senna (10.6), Patrese (13.5), Prost (20.9), Martini (28.7) e Schumacher (30.1).

Na Volta 11 Senna fez a melhor volta da Corrida. e estava livre para lutar pelo titulo. Nelson Piquet que largou em último já estava em 13ºLugar. e Gugelmin estava em 15º, Enquanto isso Patrese se afastando do Senna em 3º e Mais Afastado ainda de Patrese estava em 4ºlugar, Senna já tirava assustadoramente a vantagem em cima de Berger, com 15 voltas Berger era líder, mas estava apenas 3.9 a frente de Senna, Depois Patrese em 3º, Prost em 4º, e Martini em 5º e Schumacher em 6º, 7º Morbidelli, 8ºModena, 9ºBrundle e em 10ºSatoru Nakajima.

Na Volta 17 Senna já estava colado praticamente em Berger, na volta 18 Senna estava a 7 décimos de Berger. Morbidelli já tinha abandonado a corrida por causa de uma rodada. E Senna antes de Terminar a volta 18 passou Berger de forma muito fácil e na volta 19 todos os japoneses na arquibancada estavam em delírio com o tri-campeonato de Ayrton Senna.

Ohsan3yh

A Mclaren já prepara pit stop para Berger pois os pneus acabaram. Mas demoraram um pouquinho demais para trocar os pneus, mas Berger voltou em 3ºlugar. pressionado por Prost, mas logo o Francês da Ferrari teve que ir para os Pits. Na volta seguinte Senna teve que fazer sua primeira parada e assim voltar na segunda posição. Patrese era o líder na corrida, e viu muitos retardatários na corrida e na mesma volta 22 Patrese foi para os pits e foi o último carro das equipes Grandes a Fazer a sua parada. Berger depois dos pits, voltou com tudo para tirar a primeira posição de Senna.

Após 25 Voltas a classificação era: Senna em primeiro, Berger e em terceiro, depois Prost, Schumacher é Modena, os 6 primeiros colocados. Enquanto as posições estavam tranquilas em relação as primeiras colocações. Enquanto que na 30ªVolta Satoru Nakajima acabava com a corrida dele. Quatro voltas antes, o Herói do GP do Japão de 1990 Aguri Suzuki acabava abandonando a corrida.

Ndbyokoz

A luta pela vitória estava polarizada entre Senna e Berger. Na parte intermediária da prova tinha uma briga entre Martini e Schumacher pela 5ªPosição, Schumacher estava bem perto de Martini, Mas não seria fácil para o Alemãozinho.

Mas na volta Seguinte é a Quebra de Motor de Schumacher, deixando a sua 6ªposição para o Brundle. com 36 Voltas completadas a lista de abandonos era muito grande, 13 carros estavam na corrida, uma marca registrada dessa pista são os vários e vários abandonos dos pilotos.

Berger na Volta 37 fazia a Melhor Volta da Corrida. Restando 15 voltas para o Final da corrida Senna e Berger estavam brigando pela vitória e sem serem incomodados por Patrese. Martini que estava numa ótima 5ªPosição na corrida acabava abandonando, Erik Comas uma volta depois também abandonava a corrida. Com isso classificação era Senna, Berger, Patrese, Prost, Brundle e Modena.

Isso tudo com 40 Voltas completadas. Berger estava se aproximando de Senna, Mas a Mclaren estava pronta para uma eventual segunda parada de Troca de Pneus. Mas Berger não precisou dessa parada, pois os pneus após uma volta ruim. Dos seis primeiros colocados Senna, Berger, Brundle e Modena são empurrados por motores Japoneses, mostrando a força das fabricas japonesas na Formula 1.

45 Voltas Completadas: Senna, Berger (3.3), Patrese (42.8), Prost (1:06.1), Brundle (-1) e Modena (-1). Piquet estava em 7º. Os outros 4 sobreviventes eram Gugelmin em 8º, Boutsen em 9º, Caffi 10º e Tarquini em 11º.

3nwidstp

 

Senna administrava a corrida, até que na última volta Senna vem de forma lenta para comemorar o Titulo para quem não imaginava a Mclaren pediu para Senna deixar Berger vencer essa corrida. Senna depois da Chicane acabou deixando Berger passar e vencer a corrida. Senna com o segundo lugar acabou conquistando o Tri-Campeonato mundial.

Aenxvy85

O Fato de Berger passar no Final da Corrida não manchou em nada o brilhante campeonato de Senna. uma Festa dos japoneses que são em Grande Maioria admiradores e Fãs de Ayrton Senna, em 1991, no Japão Berger venceu a corrida e Senna venceu o Campeonato, Uma corrida de Dois vencedores. Mansell saia por Baixo e Patrese nada pode fazer com o Domínio das Mclarens.

Rzfe88b2

Prost em 4º faria sua última corrida na Ferrari, por dizer a Verdade sobre o Carro da Ferrari em 1991 (Esse carro é um Caminhão), que o Carro era lento. Brundle Faria 2 pontos com a Brabham-Yamaha (Os Últimos da História da Brabham) e em 6ºficou Stefano Modena, depois vieram os Brasileiros Piquet e Gugelmin, Boutsen, Caffi e Tarquini completaram a Classificação Final da Corrida. 11 pilotos apenas terminaram.

Resultado Final do GP do Japão de 1991

Fotos:

 

View post on imgur.com

 

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic

GP de Mônaco de 1992

Lista de pilotos:

1 Ayrton Senna (McLaren)
2 Gerhard Berger (McLaren)
3 Olivier Grouillard (Tyrrell)
4 Andrea de Cesaris (Tyrrell)
5 Nigel Mansell (Williams)
6 Riccardo Patrese (Williams)
7 Eric van de Poele (Brabham)
8 Damon Hill (Brabham)
9 Michele Alboreto (Footwork)
10 Aguri Suzuki (Footwork)
11 Mika Häkkinen (Lotus)
12 Johnny Herbert (Lotus)
14 Andrea Chiesa (Fondmetal)
15 Gabriele Tarquini (Fondmetal)
16 Karl Wendlinger (March)
17 Paul Belmondo (March)
19 Michael Schumacher (Benetton)
20 Martin Brundle (Benetton)
21 J J Lehto (Dallara)
22 Pierluigi Martini (Dallara)
23 Christian Fittipaldi (Minardi)
24 Gianni Morbidelli (Minardi)
25 Thierry Boutsen (Ligier)
26 Érik Comas (Ligier)
27 Jean Alesi (Ferrari)
28 Ivan Capelli (Ferrari)
29 Bertrand Gachot (Venturi)
30 Ukyo Katayama (Venturi)
32 Stefano Modena (Jordan)
33 Mauricio Gugelmin (Jordan)
34 Roberto Moreno (Andrea Moda)
35 Perry McCarthy (Andrea Moda)

Treino Oficial

Mônaco, palco da 6ªCorrida da temporada de 1992, que tinha um dono apenas até Agora, Nigel Mansell e o Incrível FW14B que estava invicto na temporada, 5 Corridas e 5 Vitórias, todas obtidas pelo Inglês Nigel Mansell. Quem poderia parar Mansell, O Único que seria capaz disso era o Italiano Ricardo Patrese.

Mas estávamos em Mônaco e Senna era um dos maiores vencedores em Monteclaro, com 4 vitórias, E como Mônaco era totalmente imprevisível. Nos Treinos de Quinta a Classificação foi Mansell 1:20.714 , Senna, Patrese, Berger, Alesi e Schumacher, os quatro primeiros colocados. Uma Grande surpresa aconteceu, Roberto Pupo Moreno acabou conseguindo classificar a Andrea Moda no Treino oficial, num ótimo 23ºtempo. Logo no Começo do Treino oficial de Sabado As Benetton e Jean Alesi já entravam na pista pra buscar tempo. Alesi em sua segunda volta abriu muito bem sua volta, perdia pouco tempo, era ótimo para a Fase da Ferrari em 92, Mas ele escorrega e acabou por atrapalhar a volta dele, Mas assim mesmo Alesi fazia 1:21.844 e tomava o 3ºlugar de Ricardo Patrese. Schumacher também melhorou passou para o 4ºLugar

Classificação até agora: Mansell, Senna, Alesi, Schumacher, Patrese e Berger. Lehto também tentava melhorar seu tempo que dava apenas o 19ºlugar no Grid, mas ele foi muito lento para consegui melhorar, ele fez uma volta de 1:25. Stefano Modena com problemas em seu carro acaba deixando a pista e indo para os boxes buscar seu carro reserva. Impressionante estava sendo o Treino de Mauricio Gugelmin que estava em 11ºlugar, logo na Frente dele tínhamos a Tyrrell-Ilmor de Andrea de Cesaris. Roberto Pupo Moreno com 1:24.945 melhorava seu tempo e estava em 20ºlugar, conseguindo largar para a corrida. Mansell tentava melhorar seu tempo, mas acabava por pegar trafego. Capelli ira para a pista disposto a melhorar seu tempo de 1:23.813 e com isso ele estava na patética 13ªposição, com a Ferrari, Mansell continuava sendo atrapalhado por retardatários , Senna não foi para a pista até agora. Aos 15 minutos de treino, Mas Berger já estava na pista pra melhorar do 6ºlugar. Patrese já mostrava suas armas, faria o segundo tempo 1:20.847. Até agora uma primeira fila de Williams.

Classificação após 18 Minutos: Mansell, Patrese, Alesi, Senna, Schumacher, Berger. Falando de Berger ele melhorava seu tempo para 1:21.377 e assumia a 4ªposição tirando Senna da Segunda fila. Berger buscava melhorar ainda mais seu tempo, Enquanto isso Senna iria para a pista pela primeira vez. Capelli melhorava seu tempo, e iria para o 8ºlugar. Atrás de Andrea de Cesaris que estava muito bem com o Tyrrell-Ilmor em 7ºlugar. Senna finalmente iria para a pista, e precisava melhorar, até por que ele estava em 5ºlugar e se pretendia fazer algo para Ganhar a corrida teria que largar na frente, de preferência na primeira fila. Enquanto Senna se aquecia para abrir sua volta, Ricardo Patrese faz 1:20.560 e assumia a 1ªposição e até agora garantia a pole position. Senna abriu sua primeira volta, mas era uma volta mais de reconhecimento, Na Segunda volta Senna vinha bem rápido, mas acabou batendo de Traseira na curva antes da curva da Antiga Galli, Seu aerofólio foi danificado e acabou tendo que voltar aos Boxes para pegar outro carro ou ajeitar o carro titular. As Duas Benetton (Schumacher e Brundle) estavam na pista para melhorar seus tempos na pista. Com 27 minutos de treino Senna pega o carro reserva e acabou voltando para a pista para melhorar seu tempo.

Mansell estava louco para tomar a pole que era de Patrese até naquele momento quando já se aproximava da metade do Treino, E sua primeira parcial era melhor do que a parcial de Patrese, Mesmo fazendo uma segunda parcial mais fraca Mansell faz uma espetacular parcial na terceira parte e com o tempo de 1:20.396 retomava a primeira posição no Grid de largada a 191 milésimos mais rápido que Patrese. Média de quase 150 km/h. Brundle acabou tendo que sair do carro e teve de ir aos boxes para buscar seu carro reserva para tentar melhorar seu tempo. Grouillard também teve problemas em seu carro e os fiscais teve problemas, Mansell tentava melhorar ainda mais seu tempo e baixava mais ainda nas 2 primeiras parciais, mas na última Mansell não vai bem e não consegue melhorar.

Senna abria a sua volta e vinha forte para tentar melhorar sua posição no Grid, Apesar das parciais não serem as melhores do treino Senna consegue 1:21.089 e consegue a terceira posição, só atrás dos Dois carros da Williams, só que Patrese melhorou seu tempo 1:20.368 e reassumia a 1ºposição no treino.

Classificação após 40 minutos de Treino: Patrese (1:20.368), Mansell (1:20.386), Senna (1:21.089), Alesi (1:21.140), Berger (1:21.224), Schumacher (1:21.831), Capelli (1:22.526) e De Cesaris (1:22.882) os oito primeiros colocados. restavam 20 minutos para o Final do Treino.

Patrese tentava melhorar seu tempo, faz 1:20.5 próximo do tempo que ele fez que estava dando a pole position. Lehto estava parado na pista e era outro a buscar um carro reserva para tentar melhorar.

Christian Fittipaldi faz uma grande volta e tirou ele do Sufoco, ele passou de 26º para a 15ªposição, Mas agora quem estava no sufoco era Roberto Pupo Moreno que estava em 26ºlugar, por enquanto largando para a corrida. Mas precisava torcer para De Poele, Hill, Chiesa e Belmondo não fazer um tempo melhor que Moreno, em 26ºlugar.

Alesi faltando 14 minutos para o Final do Treino melhorou seu tempo e tirou o terceiro lugar do Grid de largada de Ayrton Senna. Continuando a se destacar o 8ºlugar de De Cesaris com a Tyrrell e a 11ºposição de Gugelmin com a Jordan-Yamaha. Alem de Moreno que conseguia o milagre de classificar o Andrea Moda.

E Nigel Mansell fez uma fantástica volta 1:19.495 e derruba a concorrência inteira e estava agora na pole position, e seria agora impossível alguém tomar essa pole. Ayrton Senna voltou para a pista e melhorou seu tempo para 1:20.782 e reassumia de novo a terceira posição. Alesi tentava melhorar seu tempo, não só ele como todos os pilotos para uma última tentativa.

Patrese nós últimos minutos iria tentar melhorar seu tempo, mas não conseguiu, acabou que uma Venturi acabou atrapalhando a volta do Italiano. Com isso Mansell conquistava mais uma pole, Com a primeira fila das Williams, Nigel Mansell e Ricardo Patrese, Senna conseguiu o máximo que se podia conseguir, o terceiro lugar, com Alesi em 4º e Berger e Schumacher na terceira Fila, Brundle melhorou seu tempo para 7ºlugar e Capelli em 8ºlugar. Mas o Grande feito foi o feito de Roberto Pupo Moreno que conseguiu fazer a Andrea Moda passar para a Corrida. Hill, De Poele, Belmondo e Chiesa estavam fora do Grid.

Grid de largada.

1 Nigel Mansell (Williams/Renault) 1’19.495
2 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’20.368
3 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’20.608
4 Jean Alesi (Ferrari) 1’20.895
5 Gerhard Berger (McLaren/Honda) 1’21.224
6 Michael Schumacher (Benetton/Ford) 1’21.831
7 Martin Brundle (Benetton/Ford) 1’22.068
8 Ivan Capelli (Ferrari) 1’22.119
9 Johnny Herbert (Lotus/Ford) 1’22.579
10 Andrea de Cesaris (Tyrrell/Ilmor) 1’22.647
11 Michele Alboreto (Footwork/Mugen-Honda) 1’22.671
12 Gianni Morbidelli (Minardi/Lamborghini) 1’22.733
13 Mauricio Gugelmin (Jordan/Yamaha) 1’22.863
14 Mika Häkkinen (Lotus/Ford) 1’22.886
15 Bertrand Gachot (Venturi/Lamborghini) 1’23.122
16 Karl Wendlinger (March/Ilmor) 1’23.264
17 Christian Fittipaldi (Minardi/Lamborghini) 1’23.487
18 Pierluigi Martini (Dallara/Ferrari) 1’23.508
19 Aguri Suzuki (Footwork/Mugen-Honda) 1’23.641
20 J J Lehto (Dallara/Ferrari) 1’23.862
21 Stefano Modena (Jordan/Yamaha) 1’23.890
22 Thierry Boutsen (Ligier/Renault) 1’23.909
23 Erik Comas (Ligier/Renault) 1’23.974
24 Olivier Grouillard (Tyrrell/Ilmor) 1’23.990
25 Gabriele Tarquini (Fondmetal/Ford) 1’24.479
26 Roberto Moreno (Andrea Moda/Judd) 1’24.945

Não Classificaram para a corrida:

Eric van de Poele (Brabham/Judd) 1’24.981
Damon Hill (Brabham/Judd) 1’25.394
Andrea Chiesa (Fondmetal/Ford) 1’25.660
Paul Belmondo (March/Ilmor) 1’25.750
Ukyo Katayama (Venturi/Lamborghini) 1’28.310
Perry McCarthy (Andrea Moda/Judd) Sem Tempo

Senna vence GP de Mônaco com Desempenho Épico e quebra seqüência de Vitórias de Mansell

Quantas fichas você apostaria em Ayrton Senna largando em 3º com as 2 Williams FW14B sendo o carro do outro mundo largando na primeira fila, sendo que em Mônaco praticamente era impossível ultrapassar. Eu diria que apostaria tudo que eu tenho não seria absurdo, Ele precisava se dar bem na largada e esperar por quebras ou erros dos pilotos ou da equipe.

Na Largada Senna consegue ultrapassar Patrese e assume a segunda posição, Agora Senna poderia sonhar com a Vitória, mas Mansell tinha o melhor carro e estava em ótima forma. Schumacher também conseguiu ganhar posição de Berger. Logo nasprimeiras curvas Martini com a Dallara Bateu e acabou abandonando a corrida, Classificação após a 1ªVolta: Mansell, Senna, Patrese, Alesi, Schumacher, Berger, Brundle, Capelli, Herbert, De Cesaris e Alboreto. Morbidelli não conseguiria largar, mas acabou largando, dando uma volta e depois abandonou definitivamente a corrida. Enquanto isso Mansell disparava na Frente, Senna em 2º e Patrese em 3º, Alesi sofria com a pressão de Schumacher que estava por perto para tentar tomar a 4ªposição do Francês, E Patrese já começava a pressionar Senna, com muito mais carro que o Brasileiro. Wendlinger abandonou a corrida, problemas de Câmbio.

As brigas Senna x Patrese pelo 2ºlugar, Alesi x Schumacher pelo 4ºlugar eram as brigas do momento, Alem disso Berger, Brundle, Capelli e Herbert estavam pertos um do outro permitindo uma briga entre eles pelo 6ºlugar.

Classificação após 6 Voltas: Mansell (8.47.289), Senna (a 6.214), Patrese (a 6.529), Alesi (a 7.315), Schumacher (a 7.809), Berger (a 9.137), Brundle (a 9.825), Capelli (a 10.605), Herbert (a 11.615), De Cesaris (a 13.584), Alboreto (a 14.985) e Hakkinen (a 15.588) são os 12 primeiros colocados. Grouillard abandonou a corrida com problemas da Transmissão, e Mansell continua indo embora e fazendo a melhor volta da corrida: 1.25.750 média de 139.72 km/h.

Do segundo pra Atrás a Briga estava muito grande, Senna, Patrese, Alesi, Schumacher, Berger e Brundle. Capelli e Herbert já estavam ficando mais atrás. Na Volta 9 Mansell crava de novo a melhor volta da corrida. Modena abandonou a corrida depois de uma batida na volta 6.

Enquanto De Cesaris tinha problemas e deixava a corrida, Mansell fez a melhor volta da corrida de novo com 1:24.887 passando dos 140 km/h de média. Classificação após 10 voltas Completadas: Mansell (14:30.859), Senna (a 8.889), Patrese (a 9.883), Alesi (a 10.655), Schumacher (a 11.189), Berger (a 13.009), Brundle (a 13.853), Capelli (a 14.859), Herbert (a 16.043), Alboreto (a 21.518), Hakkinen (a 22.097), Gachot (a 24.807).

Outro que deixou a corrida foi Gabriele Tarquini que teve problemas de motor. Senna conseguia abrir pequena vantagem para Patrese que agora estava sendo apertado por Alesi e Schumacher, Na Tentativa de ultrapassagem de Schumacher ele tocou em Alesi que virou de lado, mas conseguiu controlar e ficar na frente de Schumacher, com isso Berger e Brundle se aproximaram dos dois. Tanto Alesi, tanto Schumacher não tiveram danos e continuaram na corrida.

E depois de 11 voltas a Aventura da Andrea Moda acabou o Motor Judd não agüentou e Roberto Moreno deixou a corrida, mas com a missão mais do que cumprida, era a primeira vez que a equipe classificava para a corrida (não sabiam que seria a única vez que correriam na Formula 1). Moreno disse: “O Milagre nós já fizemos, Seria querer demais que o carro completasse a corrida.” para se ver como era a situação da Andrea Moda. Depois de muita Briga os pilotos começaram a se afastar, Alesi e Schumacher brigavam pelo 4ºlugar, e Berger e Brundle pelo 6ºlugar.

Classificação após 15 voltas: Mansell 23:01.845, Senna a 12.902, Patrese a 15.593, Alesi a 18.878, Schumacher a 20.147, Berger a 22.045, Brundle a 22.738, Capelli a 24.103, Herbert a 25.435, Alboreto a 29.799, Hakkinen a 30.312 e Gachot a 33.901, são os 12 primeiros colocados. Agora na briga pelo 6ºlugar, Berger, Brundle brigavam por essa posição, quem chegava nessa briga era Ivan Capelli com a Ferrari em 8ºlugar, Herbert já estava longe. Mansell mais uma vez colocava a melhor volta da corrida, 1:23.875, média de 142,84 km/h.

Johnny Herbert na volta 17 acabou abandonando a corrida, ele bateu na rascassi e destruiu parte do seu Lotus-Ford, Mansell seguia disparado na Frente. Brundle acabou errando a curva e passando reto, mas mantendo a posição na Frente de Capelli. Enquanto isso Alesi continuava sendo pressionado pelo Schumacher. Capelli passou Brundle que foi para os boxes, seus pneus apresentavam problemas, e estranhamente Schumacher passou Alesi que acabou ficando lento na subida. Começava a Ficar lento na pista o Francês.

Na 19ªVolta Gugelmin abandonaria a corrida com problemas de Câmbio, Os primeiros retardatários começavam a ser pegos, As Ligier e Suzuki foram os primeiros, a pista de Mônaco não era boa para esses carros e Suzuki acabou rodando mais conseguiu voltar para a corrida. Com 23 voltas completadas só tínhamos 16 carros na pista. 10 carros tinham abandonado muitos com problemas em seus carros. Schumacher em 4º já abria mais de 4 segundos na frente de Jean Alesi que parecia ter problemas em seu carro e se afastava muito do Alemão. Classificação após 25 Voltas: Mansell, Senna, Patrese, Schumacher, Alesi, Berger, Capelli, Alboreto, os oito primeiros colocados Christian Fittipaldi estava em 11ºlugar perto de Bertrand Gachot que estava em 10ºlugar.

Restando 50 voltas para o Final da corrida Senna tinha pequena vantagem para Patrese na briga pelo 2ºlugar, Senna se mantia no Braço essa posição, pois seu companheiro de equipe, Gerhard Berger que estava em 6ºlugar. Alesi estava lento e abandonou a corrida, com problemas de câmbio, o Fato de ele ficar bem atrás de Schumacher depois de ser ultrapassado mostrava fragilidade o seu equipamento, Com isso Berger, Capelli, Alboreto, Brundle, Gachot e Fittipaldi subiam de posição.

Após 29 voltas a classificação era a seguinte: Mansell (41:23.488), Senna (a 16.581), Patrese (a 18.883), M.Schumacher (a 25.836), Berger (a 38.248), Capelli (a 45.458) Alem desse Alboreto era o 7º, Brundle em 8º, Gachot em 9º, Fittipaldi em 10º.

Mika Hakkinen na volta 30 seria outra vitima do Câmbio, ele vinha bem posicionado. Mansell continuava tranqüilo na Frente ultrapassando Lehto e dando uma volta no piloto da Dallara. Brundle na volta 31 fazia a melhor volta da corrida, 1:23.535, com 143,42 km/h Inglês buscava recuperação na corrida. Berger também deixava a corrida, o Câmbio dele também quebrou Com isso a Classificação ficava assim: Mansell, Senna, Patrese, Schumacher, Capelli, Alboreto, Gachot, Fittipaldi, Brundle isso com 34 voltas completadas. Schumacher começava a se aproximar Patrese que se enrolava com os retardatários. Com isso Senna ficaria mais tranqüilo em 2º se concentrado apenas em tentar se aproximar de Nigel Mansell. Classificação Após 35 Voltas: Mansell (49.51.121), Senna (a 18.462), Patrese (a 21.977), Schumacher (a 23.408), Capelli (a 54.239) e Alboreto (a 1:00.188).

Schumacher resolveu que queria o 3ºlugar de Patrese que mesmo com o melhor carro da Temporada de 1992 ele não conseguia um bom desempenho se quer para pressionar Ayrton Senna que tinha um carro problemático nas mãos. Mansell faz 1:23.295 e acabou tomando a melhor volta da corrida que era de Martin Brundle. Enquanto isso Senna já tinha quase 5 segundos na frente de Patrese e Schumacher. Brundle conseguiu tomar a 8ªposição de Christian Fittipaldi. E o Inglês tentava continuar sua recuperação.

Passando da metade da corrida Schumacher continuava encostado em Patrese na luta pelo 3ºlugar, Mansell já tinha 22 segundos na frente de Senna que por sua vez já tinha 6 segundos na frente de Patrese que estava colado em Schumacher, já Schumacher tinha mais de 30 segundos na Frente de Capelli em 5º que tinha razoável vantagem de 8 segundos par Alboreto com a Footwork.

Classificação após 44 Voltas Completadas: Mansell (1:02.28.787), Senna (a 22.338), Patrese (a 30.397), Schumacher (a 30.948), Capelli (a 1:08.135), Alboreto (a 1:14.096), Gachot (a 1:17.185), Brundle (a 1 Volta), Fittipaldi (a 1 Volta), Lehto (a 1 Volta), Comas (a 1 Volta), Suzuki (a 1 Volta) e Boutsen (a 1 Volta) e só são 13 pilotos na corrida. Restando ainda 34 Voltas para o Final.

A corrida estava dando uma parada, com poucas brigas de posição e poucos carros na pista as únicas brigas são as Brigas entre Patrese e Schumacher pelo 3ºlugar, Brundle tentava se recuperar na corrida. de resto todo mundo buscando ficar na pista pra ver se herdavam alguma coisa. Senna continuava na perseguição pra cima de Mansell, Mas sabendo que só uma quebra, Erro do piloto ou da equipe é que se podia pretender a vitória. Comas e Suzuki brigam pelo 11ºlugar na corrida e prestes a tomar 2 voltas de Nigel Mansell. Gachot e Brundle também começavam uma briga pelo 7ºlugar da corrida com uma grande vantagem para Brundle que tinha um carro bem melhor que Gachot, Afinal de contas era um Benetton-Ford contra o Venturi-Lamborghini.

E continuava a Briga entre Patrese e Schumacher que buscava de todos os modos uma possível ultrapassagem em cima do velho piloto que não conseguia mais extrair desempenho de seu Williams. Senna tinha mais de 16 segundos na Frente de Patrese, mas por mais que ele tirasse tempo em cima de Mansell, precisava tirar mais de 20 segundos na frente de Mansell, mas em relação que estava sendo a temporada de 92 para Ayrton, era um ótimo resultado, ficar na frente de uma das Williams com seu carro mágico FW14B com o Renault V10.

Com 55 voltas completadas Patrese e Schumacher continuavam lutando pela 3ªposição, e essa era a briga da corrida. Christian Fittipaldi fazia boa corrida em 9ºlugar. Brundle passou Gachot e lutava para Chegar em Alboreto para lutar pelo 6ºlugar.

Após 58 Voltas a Classificação era a seguinte: Mansell (1:22:08.105), Senna (a 18.424), Patrese (a 42.317), Schumacher (a 42.718), Capelli (a 1 Volta), Alboreto (a 1 Volta).

A Corrida estava muito calma, até que Alboreto acabou rodando perto da curva da antiga Galli e perdeu sua posição para Brundle e Gachot e caia para o 8ºlugar. E uma volta depois Ivan Capelli roda e consegue ficar capotado de uma maneira inusitada na Rascassi com isso ele mais uma vez ficava sem pontuação e deixaria sua situação cada vez mais complicada na Ferrari. Senna virou uma volta bem lenta, mas voltou ao normal, deve ter sido um problema com retardatários mas a sua desvantagem era agora de 30 segundos.

a Classificação após tudo isso: Mansell, Senna, Patrese, Schumacher, Brundle, Gachot, Alboreto, Fittipaldi, Lehto, Comas, Suzuki e Boutsen e dai acabou, poís todos os outros pilotos abandonaram a corrida.

Restando 15 voltas para o Final, A Corrida voltava para o marasmo a não ser pela briga de Patrese x Schumacher que já durava mais de 30 voltas, a Sorte do Patrese é que a pista era Mônaco, por que se não fosse isso Schumacher já tinha passado Patrese. Essa corrida estaria no seu marasmo até que na volta 70 Mansell faria uma parada nos boxes, mas acabaria demorando muito a Williams, e Dai Senna que praticamente não tinha esperança de vencer a corrida praticamente assumia a ponta da corrida para espanto geral de todos, Mansell voltava 5 segundos atrás de Senna, Mas o Inglês tinha muito mais pneu do que Senna. A Formula 1 viria as últimas voltas mais emocionantes da História da categoria. Mansell partia para o Ataque pra cima de Senna, Mansell tinha pneus novos e o melhor carro da Formula 1, Senna tinha um carro desgastado, e com um carro que particularmente devia muito em desempenho pra cima de Ayrton Senna. Mansell faria a melhor volta da corrida 1:21.598 146 km/h de média horária.

As últimas 3 Voltas foram Fantásticas, Mansell tentava em todas as Curvas passar Senna, Senna por sua vez defendeu com todas as forças a posição, até o último metro, até a Bandeirada, Senna escrevia mais um capitulo Épico na história da Formula 1 e em Mônaco, ele vencia pela 5ªvez em Mônaco e se igualava a Graham Hill, O Rei de Mônaco Senna se tornava ao Lado de Graham Hill o Rei de Mônaco. Depois da Bandeirada o Motor Honda de Senna fuma depois de todo o esforço que fez para quebrar a seqüência de 5 Vitórias de Nigel Mansell.

Resultado final do GP de Mônaco de 1992

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fonte das Fotos: Bestlap / Formel1mic