Portal Sportszone » Blog Archives

Tag Archives: Josef Newgarden

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos IndyCar 2017

Pagenaud conquista vitória em Phoenix em domínio da Penske

Published by:

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo
1 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 37.7538
2 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 37.9266
3 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 37.9471
4 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 37.9933
5 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 38.0449
6 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 38.2178
7 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 38.2599
8 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 38.3151
9 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 38.4478
10 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 38.4554
11 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 38.4866
12 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 38.5663
13 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 38.5725
14 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 38.6136
15 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 38.6461
16 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 38.7226
17 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 38.7721
18 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 38.7736
19 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 38.8715
20 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 39.0291
21 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 39.4849

Phoenix é o primeiro desafio em circuito oval da Temporada de 2017 da Formula Indy, Um oval curto e uma corrida que iria começar de dia e terminar com a noite. Seria a Estreia de Ed Carpenter na temporada 2017 substituindo a Spencer Pigot e a volta de J.R.Hildebrand que não pode correr em Alabama já que estava com sua mão em recuperação após um acidente em Long Beach.

Nos Treinos foi um domínio total da Penske com Hélio Castroneves conquistando a segunda pole position na temporada. Will Power larga em 2º, Josef Newgarden em 4º e Simon Pagenaud em 5º. No meio deles larga em 3ºlugar o piloto Norte-americano JR Hildebrand com o carro da Ed Carpenter.

Na largada tivemos uma enorme confusão envolvendo 5 pilotos. Quem começou essa confusão foi Mikhall Aleshin que acabou rodando na frente de Marco Andretti que também bateu. O líder do Campeonato Sebastien Bourdais, Max Chilton e Graham Rahal mais atrás provocando uma bandeira amarela bem longa logo no começo da prova. Chilton e Bourdais acabaram rodando e Rahal acabou sendo pego por trás a poucos metros de escapar ileso do acidente, Mas o filho de Bobby Rahal não teve sorte nessa e acabou sendo atingido e também caiu fora da corrida.

Hélio Castroneves manteve a liderança da prova com Newgarden em segundo. Felizmente nenhum dos pilotos envolvidos no acidente teve algum tipo de ferimento. O Acidente foi sem dúvida o pior acidente da Temporada 2017

Foram necessárias 22 voltas para se limpar toda a pista para a corrida recomeçar em Phoenix na volta 23 com o Brasileiro Hélio Castroneves na liderança com Josef Newgarden no ataque para cima do Brasileiro tentando por fora a ultrapassagem que acabou não tendo exito deixando Hélinho na liderança ainda. Logo atrás Power era pressionado pelo Francês Simon Pagenaud. Detalhe importante é que os 4 eram da equipe Penske. Hildebrand e Kannan completavam os 6 primeiros lugares.

Pagenaud buscava atacar Power buscando o 3ºlugar. Enquanto que Castroneves já vinha abrindo diferença para os seus companheiros de equipe da Penske nessa briga que parecia ser uma disputa particular do time de Roger Penske no primeiro circuito oval em 2017 da categoria norte-americana. Mais atrás Ed Carpenter que largou na última posições disputava o 11ºlugar com o norte-americano Ryan Hunter-Reay da Andretti Autosport que estava buscando atacar Kimball visando o 10ºlugar.

Castroneves abria quase 1 segundo de frente para Newgarden que estava a meio segundo de frente de Power que vinha a meio segundo de Pagenaud. Era uma dificuldade para ocorrer uma ultrapassagem no oval de Phoenix. Hildebrand e Kannan eram os únicos pilotos a andarem mais ou menos no Ritmo dos pilotos da Penske. Depois disso do Kannan para Dixon a diferença era de quase 2 segundos.

O Canadense James Hinchcliffe foi o primeiro a fazer a 1ªparada nos boxes para troca de pneus e reabastecimento na 69ªVolta. Enquanto que Conor Daly conseguiu passar Carpenter tocando quase roda com roda com o piloto da Ed Carpenter assumindo o 11ºlugar e Pagenaud passou Power assumindo o 3ºlugar. O Australiano da Equipe Penske passou a ser pressionado por Hildebrand que voltava depois de uma corrida em que ele se ausentou por causa de uma lesão na sua mão. Scott Dixon ao contraio da sua característica de poupar combustível fez sua parada na volta 73. Kannan e Hunter-Reay pararam na volta seguinte.

Hélio Castroneves foi para os boxes na volta 75 deixando a liderança ara Josef Newgarden. Power parou na volta 77 assim como Newgarden deixando Pagenaud liderar por uma volta até a sua parada nos boxes.

Após as paradas o Australiano Will Power voltou a liderança colocando 1 segundo de frente para Castroneves que perdeu a liderança da prova. Pagenaud, Newgarden e Hichcliffe completavam as 5 primeiras posições com 90 voltas de corrida já percorridas.

J.R.Hildebrand passou como quis Scott Dixon assumindo o 6ºlugar e a volta seguinte o piloto da Ed Carpenter passou Hinchcliffe assumindo novamente a 5ªposição em 2 ultrapassagens feitas em 2 voltas em um oval que não era muito fácil as ultrapassagens (Lembrando que o Push to Pass não é usado em circuitos ovais). Enquanto que Conor Daly da A.J.Foyt tinha problemas em seu carro nos boxes comprometendo sua prova que já não estava tudo isso com uma equipe que não é tudo isso em circuitos ovais.

Josef Newgarden tinha um problema na sua asa dianteira que foi danificada em algum toque que ele sofreu. Com 100 voltas completadas os 4 pilotos da Penske dominavam a corrida com Power na frente de Castroneves a meio segundo do brasileiro que sofria pressão do Francês Simon Pagenaud que vinha em 3ºlugar. Com os problemas na sua asa Newgarden vinha mais afastado em 4ºlugar e J.R.Hildebrand em 5ºlugar a menos de 1 segundo e meio do piloto da Penske.

Na volta 104 Hildebrand passou a lutar pelo 4ºlugar com o piloto Josef Newgarden que vivia uma dificuldade com a asa danificada dele. Hélio Castroneves continuava a sofrer pressão de Pagenaud apesar de andar perto e até em momentos buscou a liderança que estava nas mãos de Will Power.

Na volta 125 a liderança era de Power com Castroneves, Pagenaud, Hildebrand que passou Newgarden eram os 5 primeiros colocados com Dixon em 6º e Tony Kannan em 7ºlugar ambos da Chip Ganassi. Hinchcliffe na volta 125 foi o primeiro a fazer a segunda parada nos boxes. O Brasileiro Hélio Castroneves era pressionadíssimo por Pagenaud e por Hildebrand que tinha chegado nessa turma para lutar pelo 2ºlugar.

Dixn parou na volta 131 assim com Ryan Hunter-Reay, Começava a segunda rodada de paradas nos boxes. Newgarden parou na volta 132 e acabou atrapalhado sem intenção pelo piloto Norte-americano Alexander Rossi. Na volta seguinte o piloto da Andretti Herta acabou lambendo o muro e voltou aos boxes da onde ele não saiu mais, Problemas de suspensão davam um fim na prova de Rossi que fazia uma boa corrida em 8ºlugar.

Power, Castroneves e Hilderbrand foram para os boxes na volta 138, Ao mesmo tempo acabou o Japonês Takuma Sato batendo no muro provocando uma bandeira amarela em todo o circuito. Apenas Pagenaud não tinha parado nos boxes sendo o líder com 1 volta a frente dos demais, Isso deu uma enorme vantagem para o piloto da Penske.

Pagenaud parou nos boxes e voltou em primeiro com um boa vantagem de retardatários sobre Power, Casgroneves, Hilderbrand e Newgarden que eram os 5 únicos pilotos na volta do líder. Scott Dixon e Tony Kannan que estavam em 6º e 7ºlugares estavam uma volta atrás dos líderes. Newgarden aproveitou a bandeira amarela para trocar o bico dianteiro danificado.

Relargada na volta 149 enquanto Pagenaud disparava na liderança enquanto que seus adversários tentavam passar os retardatários da maneira mais rápida possível. Newgarden tentava o troco para cima de Hildebrand na luta pelo 4ºlugar. Mais atrás Hinchcliffe e Hunter-Reay disputavam o 8ºlugar. A diferença em 10 voltas de bandeira verde de Pagenaud para Power já estava em 5 segundos o que era praticamente uma vantagem muito grande para os demais numa pista tão curta e tão difícil de se passar como Phoenix.

Classificação a 70 voltas do final da prova era: Pagenaud, Power (-8.805), Castroneves (-8.923), Hildebrand (-9.414), Newgarden (-9.977), Dixon (a 1 Volta), Kannan (a 1 Volta), Hinchcliffe (a 1 Volta), Hunter-Reay (a 1 Volta), Carpenter (a 1 Volta).

Praticamente se nada acontecesse Pagenaud teria a corrida nas suas mãos com Power, Castroneves, Hildebrand e Newgarden disputando o segundo lugar e os pilotos da Ganassi (Dixon e Kannan) tentando recuperar a volta para tentarem voltar a disputa pela vitória. Visto que ambos eram os melhores pilotos com motores Honda.

Com a corrida chegando em sua parte final somente um acidente ou um problema nos boxes ou mecânico poderia tirar a vitória do campeão de 2016 da Formula Indy. Pagenaud tinha uma vantagem pra lá de sólida sobre os demais. quase 8 segundos para Power que sofria a pressão de Castroneves que estava a menos de meio segundo sobre o Australiano na volta 193. Já estava de noite no deserto do Arizona.

Logo começaria a terceira rodada de paradas nos boxes. Hunter-Reay parou na volta 196. Seria a última parada nos boxes de todos os pilotos. Dixon parou na volta 197. Dos líderes o primeiro a parar foi Josef Newgarden na volta 198. Kannan na 198 e Carpenter na volta 200 pararam pararam pela última vez na corrida.

Power parou na volta 204, Newgarden parou também na volta 204, Na Volta seguinte parou Hélio Castroneves. O último a parar nos boxes era Pagenaud na volta 206 voltando na liderança da prova com Power em segundo, Newgarden em 3º, Castroneves em 4º e Hildebrand em 5º.

A 28 Voltas do final um incidente acontece envolvendo um toque de Newgarden em Ryan Hunter-Reay que fez danificar a suspensão traseira do piloto da Andretti Autosport que abandonou a corrida e Newgarden foi para os boxes trocar o bico pela segunda vez voltando em 10ºlugar a 2 voltas dos lideres. Castroneves também foi prejudicado já que teve de desviar da confusão e com isso acabou vulnerável para uma ultrapassagem de J.R.Hildebrand que assumiu a terceira posição.

A briga que restava na prova era a disputa pelo segundo lugar entre Power e Hildebrand. Hélio Castroneves ficou muito para trás na reta final de corrida e Pagenaud estava muito na frente administrando a liderança que conquistou a partir da segunda bandeira amarela a 11 segundos de vantagem para Power que estava suportando de Hildebrand que chegou bem perto do piloto da Penske, Mas o norte-americano não obteve êxito para passar Power por esse circuito oval ser bem complicado de se conseguir uma ultrapassagem.

Pagenaud conquistou a primeira vitória na temporada  e assumiu a liderança do campeonato com uma vantagem enorme sobre Will Power que completou a dobradinha da Penske segurando a JR Hildebrand que fez sua melhor corrida na Formula Indy com um belo carro e um rendimento que conseguiu competir com os pilotos da Penske (O Único piloto que conseguiu fazer isso a prova inteira) completou o pódio em um belíssimo terceiro lugar.

Para a Penske a prova poderia ser melhor ainda já que Hélio Castroneves que liderou as primeiras 75 Voltas acabou não tendo boas paradas e ficou apenas em 4ºlugar. Josef Newgarden pelo problema do toque em Hunter-Reay acabou colocado em 9ºlugar. A Chip Ganassi pouco pode fazer com o Kit Aerodinâmico da Honda. Dixon em 5º e Kannan em 6º foram o melhor que eles puderam fazer.

Ed Carpenter fez uma boa corrida de recuperação largando do 21ºlugar e chegando em 7ºlugar. Kimball da Chip Ganassi em 8º, Newgarden da Penske em 9º e Muñoz com a A.J.Foyt em 10ºlugar completou os Top 10 em Phoenix.

Resultado final da 4ªEtapa do Mundial de Formula Indy
Phoenix – 250 Voltas

pos. Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Grid
1 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1h 46:24.9473 5
2 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 9.1028 2
3 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 9.3417 3
4 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 16.5864 1
5 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1 Volta 8
6 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1 Volta 6
7 Ed Carpenter Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 2 Voltas 21
8 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 2 Voltas 14
9 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 2 Voltas 4
10 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 3 Voltas 19
11 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 3 Voltas 16
12 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 4 Voltas 11
13 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda a 30 Voltas 12
14 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet a 70 Voltas 20
15 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda a 109 Voltas – Acidente 15
16 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda a 115 Voltas – Acidente 18
17 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda a 250 Voltas – Acidente 7
18 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda a 250 Voltas – Acidente 9
19 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda a 250 Voltas – Acidente 10
20 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 250 Voltas – Acidente 13
21 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda a 250 Voltas – Acidente 17

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos IndyCar 2017

Indycar no Alabama: Com Fernando Alonso visitando a Indy Josef Newgarden conquista 1ªVitória pela Penske

Published by:

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Fase
1 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.9614s Q3
2 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1m07.1429s Q3
3 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1m07.3817s Q3
4 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.5817s Q3
5 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.6851s Q3
6 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m07.8710s Q3
7 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1m07.5941s Q2
8 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m07.9467s Q2
9 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.9788s Q2
10 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m08.0305s Q2
11 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m08.2034s Q2
12 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m08.2726s Q2
13 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.5405s Q1
14 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.6928s Q1
15 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.7033s Q1
16 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m07.7007s Q1
17 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m07.9211s Q1
18 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 1m07.7483s Q1
19 Zach Veach Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m08.4681s Q1
20 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m08.0104s Q1
21 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 1m08.0499s Q1

Terceira etapa do campeonato da Formula Indy ainda com a badalada notícia do Bicampeão nas 500 Milhas no Circuito do Alabama

Fernando Alonso o iluste convidado para a etapa do Alabama sobre um dia nublado aonde a Penske fez o que quis nos treinos com a pole position ficando com Will Power que vinha de um ano com muitíssimo azar. Hélio Castroneves em segundo, Simon Pagenaud em 3º e Newgarden em 7º. Entre Pagenaud e Newgarden estavam Scott Dixon da Chip Ganassi, Ryan Hunter-Reay da Andretti e James Hinchcliffe da Schmidt. Aleshin, Chilton e Kannan completam os 10 primeiros colocados. O piloto Zach Veach estreava em Alabama substituindo JR Hildebrand que quebrou o pulso e teve de operar sua mão almejando voltar o mais rápido possível. O Estreante larga em 19ºlugar.

Antes da Largada o Norte-Americano Marco Andretti teve problemas em seu carro e teve de ir aos boxes para resolver esses problemas. Não começa nada bem o ano do filho de Michael Andretti.

Na largada Will Power continuou na primeira posição com Hélio Castroneves em 2º. Dixon, Pagenaud, Hunter-Reay e Hinchcliffe logo a Seguir. Destaque para Tony Kannan que ganhou 2 posições na largada subindo para o 8ºlugar. No final da primeira volta Josef Newgarden passou Hinchcliffe assumindo o 6ºlugar e não satisfeito o jovem norte-americano em sua 3ªcorrida pela Penske passou Hunter-Reay passando para o 5ºlugar.

Tony Kannan tentou passar de uma vez Hunter-Reay e Hinchcliffe em uma trajetória diferente, Acabou dando errado e o Brasileiro da Chip Ganassi passou pela grama na curva 5 perdendo 2 posições para Aleshin e Sato. A posição do Japonês acabou sendo recuperada pelo piloto Brasileiro na curva seguinte. Uma peça de carro do Ryan Hunter-Reay que se soltou estava na pista o que provocou uma bandeira amarela. Nesse meio tempo o piloto da Andretti Autosport Marco Andretti largou com 4 voltas de Atraso. Hunter-Reay teve de ir aos boxes para trocar o aerofólio e indo para os últimos lugares.

Na 6ªVolta tivemos a relargada com Power continuando na liderança com Castroneves, Dixon, Pagenaud e Newgarden nos Top5. 4 deles eram da Penske com um solitário Scott Dixon com a Chip Ganassi como recheio de um bolo todo com o sabor do jeito que Roger Penske gostava. O Líder do campeonato Sebastian Bourdias vinha em uma boa 10ªposição enquanto que Graham Rahal, Zach Veach e Ed Jones pararam nos boxes buscando irem lá para a frente com uma tática diferente dos líderes.

Castroneves pressiona Power de inicio na luta pela liderança, Já Pagenaud era pressionado por Newgarden na luta pelo 4ºlugar. Já Tony Kannan passou Mikhall Aleshin passando para a 7ªposição numa corrida bem promissora do piloto Brasileiro.

Newgarden por muito pouco não conseguiu passar Pagenaud, O jovem norte-americano vinha com apetite e disposto a mostrar serviço. Power conseguiu abrir diferença para Castroneves que agora era pressionado por Dixon, Pagenaud e Newgarden. Na volta 18 Carlos Muñoz faz sua primeira parada nos boxes enquanto que Newgarden passou o campeão de 2016 Simon Pagenaud passando para o 4ºlugar, Uma evolução grande em se tratando de Alabama ganhando 3 posições em menos de 20 voltas.

Aleshin e Hunter-Reay foram para os boxes na 19ªvolta, Na Volta seguinte pararam Newgarden, Kannan e Rahal. Simon Pagenaud parou na 21ªVolta. Power com 4 segundos de vantagem para Castroneves, O piloto Australiano parou na 22ªVolta deixando a liderança para o piloto Brasileiro que para na 24ªVolta para a sua primeira parada. Dixon assumiu a liderança provando ser um piloto eficiente em poupar combustível. O Neozelandês parou na 25ªVolta.

Will Power voltou a liderança com Newgarden em segundo e Zach Veach em 3ºlugar que parou voltas depois já que ele vinha de uma tática diferente de corrida. Com isso Dixon voltaria ao 3ºlugar com Castroneves e Pagenaud completando os 5 primeiros lugares. Castroneves, Pagenaud e Hinchcliffe disputando o 4ºlugar.

Max Chilton disputa o 13ºlugar com o Colombiano Carlos Muñoz. Na Volta 32 o inglês da Chip Ganassi passa Muñoz que acaba saindo de pista e perdendo posição para Carlos Muñoz. Enquanto isso Alexander Rossi, Tony Kannan, Sebastien Bourdais e Spencer Pigot disputavam o 7ºlugar.

Scott Dixon pressiona Josef Newgarden buscando ganhar o 2ºlugar do piloto da Penske. O primeiro a parar nos boxes para a 2ªparada foi Rossi na volta 40 o que certamente faria ele fazer 3 paradas nos boxes. Dixon partiu para o ataque em cima de Newgarden. Na volta 43 o piloto da Ganassi tentou por fora sem sucesso uma ultrapassagem. Na mesma volta pararam Kannan e Hunter-Reay.

Na Volta 44 Dixon ganha o 2ºlugar pela parada do Newgarden nos boxes, Na Volta 45 o líder Will Power e o vice-lider Scott Dixon foi para os boxes. Na Volta aos boxes Power voltou na frente com Newgarden passando Dixon que voltou atrás dos piloto da Penske. Hinchcliffe, Castroneves, Kimball, Aleshin eram os 7 primeiros colocados na metade da prova.

Power é lider com 2 segundos de diferença para Newgarden que segurava posição sobre as pressões de Dixon. Já Tony Kannan era ameaçado por Alexander Rossi na disputa pelo 7ºlugar. A 35 voltas do final Newgarden e Dixon se aproximaram de Will Power que começava a ver a sua liderança ameaçada. A diferença entre os 3 era de 2 segundos de diferença.

Ao contraio dos 3 primeiros o Francês Simon Pagenaud vinha tranquilo em 4ºlugar  e sem ser ameaçado por ninguém, Mas também sem ameaçar ninguém.

Na Volta 62 Tony Kannan e Sebastian Bourdais brigavam pelo 8ºlugar quando na curva 5 o piloto da Dale Coyne passou o piloto Brasileiro que usou o Push to pass logo em seguida e recuperou a posição do piloto Francês, Um belo exemplo de como a potência extra se bem usada pode sim levar pilotos a ganharem posições.

Na volta 63 o piloto Spencer Pigot acabou com problemas parando o seu carro provocando assim uma nova bandeira amarela o que poderia mudar toda a história da corrida já que todos os pilotos iriam se juntar. O momento era propício para os pilotos fazerem a última parada nos boxes com exceção de Charlie Kimball que resolveu ficar na pista e apostar em andar rápido até a hora da parada dele (O que para mim jogava praticamente a corrida no lixo a não ser que o norte-americano voasse na pista)

Tudo bem, Mas dai caem alguns pingos de chuva o que poderia mudar tudo até mesmo a favor de Kimball. Na relargada na volta 69 com Kimball na liderança seguido de Power, Dixon e Newgarden nas 4 primeiras posições. No final da volta Newgarden passou Dixon passando para o terceiro lugar. Mal sabia que as coisas iriam mudar bem rápido em favor do piloto recém-chegado da Penske.

Na volta 76 Charlie Kimball parou para a sua parada, Logo a seguir Will Power acabou sendo comunicado pelo Rádio que teria de fazer uma parada porque seu pneu estava perdendo pressão. Na Volta 77 o piloto Australiano foi para os boxes e Newgarden assumiu a liderança a partir da 78ªVolta com Dixon e Pagenaud colado no piloto norte-americano. Mais atrás Hinchcliffe acabou perdendo posições deixando o 4ºlugar para Hélio Castroneves, Alexander Rossi completava as 5 primeiras posições fazendo mais uma ótima corrida assim como foi o caso de Long Beach.

Mesmo com toda a pressão do Neozelandês acabou mesmo Newgarden vencendo pela primeira vez pela equipe Penske e a 4ªVitória na carreira com Dixon e Pagenaud completando o pódio. Hélio Castroneves ficou em 4ºlugar com a Penske. Mas fica bem claro que dos 4 pilotos da equipe de Roger Penske ele parece ser o mais fraco dos pilotos. Alexander Rossi levou o carro da Andretti-Herta em 5ºlugar largando na 18ªposição em uma grande corrida do norte-americano.

James Hinchcliffe teve um belo desempenho, Mas acabou caindo no final ficando em 6ºlugar. Tony Kannan numa corrida de altos e baixos o piloto da Ganassi evoluiu 3 posições chegando em 7ºlugar. Completando os 10 primeiros lugares os pilotos Sebastien Bourdais que mantem a liderança do campeonato, Takuma Sato em 9º e Mikhall Aleshin em 10ºlugar.

A Se lamentar a Will Power que liderou a corrida inteira praticamente e por causa de um problema interno o Australiano que provavelmente venceria a prova acabou a prova apenas em 14ºlugar o que não é nada bom para um piloto que em 3 corridas do campeonato só teve problemas até agora. O Estreante Zach Veach acabou a prova em 19ºlugar.

Resultado final do GP do Alabama
4ªEtapa do Mundial de Formula Indy

Pos. Tempo Equipe Chassi/Motor Tempo Grid
1 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1h54m08.7076s 7
2 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1.0495s 4
3 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 2.5706s 3
4 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 11.1592s 2
5 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 12.0469s 18
6 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 12.5905s 6
7 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 15.4105s 10
8 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 16.0651s 12
9 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 20.1764s 14
10 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 20.7064s 8
11 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 22.2061s 5
12 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 22.9713s 9
13 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 24.3457s 21
14 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 26.3177s 1
15 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 35.4868s 15
16 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 39.5644s 11
17 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 50.3679s 16
18 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 51.2029s 20
19 Zach Veach Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 56.2545s 19
20 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1 Volta 17
21 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 3 Voltas 13

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos IndyCar 2017

Indy Car em Long Beach: Hinchcliffe volta a vencer depois de 2 anos duríssimos na categoria

Published by:

Grid de Largada:

Pos. Piloto Equipe Chassi-Motor Tempo Fase
1 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.2254s Q3
2 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m06.4123s Q3
3 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1m06.4401s Q3
4 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m06.5291s Q3
5 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 1m06.5595s Q3
6 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 1m06.7562s Q3
7 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m06.5404s Q2
8 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.6074s Q2
9 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.6145s Q2
10 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1m06.6222s Q2
11 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m06.6262s Q2
12 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m06.7853s Q2
13 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m07.5832s Q1
14 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m07.3783s Q1
15 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m07.6931s Q1
16 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m07.3893s Q1
17 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m07.7977s Q1
18 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.4699s Q1
19 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m07.8442s Q1
20 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.5333s Q1
21 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1m08.0439s Q1

Long Beach marcou a vitória do Canadense James Hinchcliffe que desde da sua última vitória em 2015 no circuito de Louisiana  foi uma dura jornada aonde ele quase perdeu sua vida em um acidente terrível no período de treinos das 500 Milhas de Indianapolis. O Final de semana começou muito bem para Hélio Castroneves que marcou a pole position com Scott Dixon na segunda posição. Ryan Hunter-Reay da Andretti, James Hinchcliffe da Schmidt-Peterson, Alexander Rossi da Andretti-Herta e Graham Rahal da Rahal Letterman completavam as 6 primeiras posições.

Mas na Largada tudo acaba virando pó para Castroneves que perde várias posições em uma largada horrível do piloto Brasileiro perdendo 5 posições Dixon assumiu a liderança com Hinchcliffe e Hunter-Reay logo a seguir. Nas primeiras curvas do Circuito Kimball e Power disputavam posição e acabaram batendo na tentativa de ultrapassagem de Power acabou ambos batendo e provocando a primeira bandeira amarela da prova. O piloto da Chip Ganassi abandonou e o piloto da Penske com o bico dianteiro quebrado foi para os boxes reparar o carro e colocar um novo bico dianteiro. Na minha opinião o Power poderia ter mais calma naquela hora. Para mim o piloto da Penske errou.

Alguns pilotos foram para os boxes fazerem uma parada mudando a tática de corrida entre eles o Brasileiro Tony Kannan. Na relagada na volta 5 Dixon manteve a liderança enquanto que Ryan Hunter-Reay pressionava Hinchcliffe na disputa pelo 2ºlugar. Na volta seguinte foi a vez de Hinchcliffe pressionar o líder Scott Dixon.

Enquanto isso Simon Pagenaud que largou na última posição já estava em 13ºlugar em uma bela recuperação na parte inicial da prova, O Francês campeão de 2016 partiu para cima de Aleshin e tomou o 12ºlugar do piloto Russo. Na volta 13 Pagenaud resolve ir para os boxes na 13ªVolta mudando sua tática de corrida.

Marco Andretti começou a ter problemas em seu carro que ficou bem lento. O norte-americano foi para os boxes e não voltou mais deixando a prova na volta 17.

Duas voltas antes o Brasileiro Hélio Castroneves foi para os boxes, A sua corrida estava praticamente detonada após a péssima largada. Ed Jones parou na volta 16. Na Volta 17 Dixon e Newgarden foram para os boxes. Com isso Hunter-Reay era o líder com menos de 1 segundo de distância para Hinchcliffe que vinha buscando uma disputa pela liderança com o piloto da Andretti Autosport. Um  segundo depois vinha o piloto da Andretti-Herta Alexander Rossi. Dos que pararam o melhor colocado era Scott Dixon em 7ºlugar na frente de Newgarden, Pagenaud e Castroneves da equipe Penske todos eles. Power estava apenas em 18ºlugar. O Acidente na primeira volta comprometeu demais sua corrida.

Na volta 27 Hunter-Reay era realmente pressionado por Hinchcliffe que tinha que se cuidar também com um possível ataque de Rossi que vinha bem perto dos dois. Rahal e Bourdais que estavam em 4º e 5ºlugares vinham mais longe da turma da liderança da prova.

Na Volta 29 Hinchcliffe e Rossi foram fazer a parada nos boxes para troca de pneus e reabastecimento com o Canadense voltando a frente do vencedor das 500 milhas de 2016. Na volta 30 parou o líder Hunter-Reay que voltou na frente de Hinchcliffe e Rossi. O piloto da Schmidt que tinha voltado atrás de Pagenaud acabou passando o piloto da Penske voltando a 4ºlugar. Bourdais o líder do campeonato parou na volta 31.

Dixon dessa forma volta a liderança com Hunter-Reay em 2º, Hinchcliffe em 3º,Pagenaud em 4º, Depois vinham Newgarden, Castroneves, Rossi, Aleshin, Muñoz e Kannan.

Pagenaud vai para a segunda parada nos boxes enquanto que Hunter-Reay continuava pressionado por Hinchcliffe. Kannan foi para a segunda parada na volta 36, Muñoz parou na volta seguinte e Castroneves para na 38ªvolta. Todos eles tentando uma tática diferente de paradas para tentarem dar o pulo do Gato. Em Termos de Push to Pass o norte-americano Ryan Hunter-Reay estava com apenas 32 segundos usados tendo em vista que ele tinha 200 segundos no começo da corrida. Enquanto que alguns pilotos já tinham gastos quase metade do tempo de ganho de potência. Isso poderia ser uma grande para o piloto da Andretti no final da prova.

Enquanto isso Scott Dixon aumentava volta após volta a sua vantagem que já estava em 9 segundos para Hunter-Reay. Mas com toda essa vantagem o neozelandês na volta 41 o piloto da Chip Ganassi vai para os boxes fazer uma nova parada revelando a sua tática de 3 paradas nos boxes. Dixon volta na 5ªPosição a frente de Rahal e de Pigot na entrada da reta oposta, Ainda assim ele vinha detonando seu companheiro de equipe J.R. Hildebrand que não sei porque ele esta como o titular da Ed Carpenter em 2017.

Na Volta 54 o Canadense James Hinchcliffe continuava a pressionar Ryan Hunter-Reay na luta pela liderança e Rossi a menos de 2 segundos cada vez estava mais perto e estavam chegando os retardatários, Muitos deles para os 3 primeiros lugares. o Neozelandês Scott Dixon com 15 segundos atrás vinha tirando a diferença por volta e se aproximando de Graham Rahal na disputa pelo 4ºlugar.

Hunter-Reay e Rossi pararam na volta 57 o que poderia ser a última parada de ambos os pilotos já Dixon iria ter de parar mais uma vez certamente, Hinchcliffe parou na volta seguinte. Antes disso Alexander Rossi tinha conseguido a ultrapassagem no piloto da Schmidt assumindo o 2ºlugar naquele momento. Sebastian Bourdais parou na volta 59 fazendo que Scott Dixon voltasse a liderança com o Norte-americano Josef Newgarden na segunda posição que pressionava o piloto da Ganassi até a 62ªVolta quando o piloto da Penske foi para fazer a sua ultima parada.

Na mesma volta parou o Brasileiro Hélio Castroneves. Scott Dixon vai para a última parada na volta 63. Enquanto isso o Norte-americano Alexander Rossi que vinha nas primeiras posições com possibilidades de vitória acabou com problemas de Motor parando e deixando a prova. Bandeira Amarela acionada.

Hinchcliffe assumiu a liderança com Hunter-Reay em segundo, Bourdais, Newgarden e Dixon nas 5 primeiras posições sendo que Dixon teria em teoria o melhor carro entre os primeiros colocados. Na volta 70 a corrida foi reiniciada. O Canadense James Hinchcliffe disparava na liderança com Hunter-Reay em 2ºlugar com os pneus mais duros o que iria fazer ele ficar mais lento no começo, Mas poderia se beneficiar no final da prova. Dixon era pressionado pelo Graham Rahal disputando o 5ºlugar, Mas de olho em Simon Pagenaud que estava em ótima 7ªposição após largar da última posição.

Na parte final de prova o piloto Hunter-Reay foi diminuindo a diferença para Hinchcliffe em busca de uma briga pela vitória. Tony Kannan passou Mikhall Aleshin, Mas acabou tocando no bico do carro do Russo o que causa um furo de pneu e o piloto da Ganassi que já não estava muito bem acabou tendo sua corrida totalmente comprometida. Takuma Sato abandonou a 7 voltas do final.

Na Volta seguinte o piloto Ryan Hunter-Reay deixa a prova, Todos os pilotos da Andretti com problemas mecânicos na prova de Long Beach. Um papelão do time de Michael Andretti. A Bandeira Amarela de novo e acionada e nas voltas finais o Francês Sebastian Bourdais tentaria um ataque em Hinchcliffe.

A três voltas do final a corrida e reiniciada e Hinchcliffe manteve firme a liderança nas voltas finais enquanto que Bourdais teve de suportar a pressão de Newgarden que buscava ainda o segundo lugar com Dixon e Pagenaud logo atrás. A vitória ficou com James Hinchcliffe que passou 2 anos por maus bocados na Formula Indy tendo sofrido quase um acidente fatal nos preparativos das 500 milhas de Indianapolis de 2015, Uma vitória merecida para a mediana Schmidt Peterson.

Sebastien Bourdais não pode reclamar da vida, O segundo lugar manteve a liderança do campeonato. Josef Newgarden completou o pódio na terceira posição com a Penske (Primeiro pódio na Penske) ficando na frente de Scott Dixon que fez um corridão na Chip Ganassi sendo que ele foi o melhor piloto da prova ficando em 4ºlugar.

Simon Pagenaud fez uma grande corrida largando do 21ºlugar chegando em 5ºlugar. Depois o novato Ed Jones fazendo uma bela corrida ficando em 6ºlugar. Muñoz, Pigot, Castroneves e Rahal completaram os 10 primeiros lugares.

JR Hildebrand se acidentou no final da prova quebrando a sua mão. Resultado disso, Ele teve de operar a mão ficando de fora do GP do Alabama, Mas isso nós vamos contar no próximo post da Formula Indy falando sobre a 3ªEtapa do campeonato.

Resultado Final da 2ªEtapa da Formula Indy
Long Beach

Pos. Piloto Equipe Chassi-Motor Tempo Grid
1 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1h50m28.9818s 4
2 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1.4940s 12
3 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 2.3160s 8
4 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 2.7832s 2
5 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 3.3934s 21
6 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 5.7951s 13
7 Carlos Muñoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 6.9393s 14
8 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 9.0570s 20
9 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 9.3403s 1
10 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 17.8632s 6
11 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1 Volta – Acidente 15
12 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1 Volta 16
13 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1 Volta 9
14 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1 Volta 19
15 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1 Volta 11
16 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1 Volta 17
17 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 6 Voltas – Elétrico 3
18 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 7 Voltas – Mecânico 18
19 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 23 Voltas – Motor 5
20 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 71 Voltas – Elétrico 10
21 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 85 Voltas – Acidente 7

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Automobilismo Internacional Automobilismo Nacional Coluna F1 Formula 1 Formula indy Formula Júnior Formula RS Fotos Opinião Política Portalsportszone TV Vídeos

Onda Estática – O Abismo do Brasil e do Esporte a Motor – Coluna de Deivison Conceição

Published by:

Esse texto é mais um desabafo de quem esta vendo o país ir para o Buraco ao invés de vim para frente. Antes de tudo eu diria que nessa estrada: Esquerda quebrou a Maquina e a direita leva o Brasil para o abismo, O melhor é discutimos o Brasil levando o país para frente. Antes de tudo eu sou a favor da Austeridade dos políticos! Eles deveriam em momento de Crise baixarem seus salários que são salários altos demais para fazerem tantas leis contra a população.

Caso contraio acho essa PEC 241/55 uma tremenda de uma bobagem pois é austeridade só para o povo e eu sou totalmente a Favor da Ocupação das escolas públicas pois são os estudantes que não tem condições é que estudam lá e que nós pagamos ao governo para darem o direito deles terem uma educação de qualidade, Mas esses governos querem a cada gestão darem uma educação pior! Por isso sou contra essa PEC e a favor dos estudantes que estão fazendo um protesto pacífico e por um ideal, Mas tem gente que prefere a inercia ao invés da atitude de mudar o mundo. Percebem que quando alguém quer mudar essa inércia é criticado e chamado de esquerdopata (Como se todos que não se conformam com a injustiça que essa sociedade cria. (Foi assim com a Isadora Faber e esta sendo assim com a Ana Julia Ribeiro) Se isso acontece com elas é que significa que elas estão no caminho certo de mudar alguma coisa na Educação do Brasil.

E por não fazemos nada (Falando do Automobilismo), Por se quer tentamos algo novo para mudar a realidade é que estamos tendo a crise de falta de pilotos a risco de ficamos sem representante para 2017 aumentou com a saída da Petrobras e do Banco do Brasil. Aposto que tem gente até da imprensa que torce para isso acontecer pois eles vendem o Terror, Preferindo vender isso do que tentarem serem no mínimo otimistas e depois se isso acontecer ele vão falar, Viu! Agente avisou e dai eles vão virar os heróis acabam deixando vários outros que poderiam estar fazendo um bom trabalho pelo automobilismo e pelo esporte a motor.

brasil_domingo_2016_f1-5

Estamos vendo no Brasil principalmente uma Bolsonização do povo o que é perigoso para todos nós nós levando todos para o abismo ao invés de levamos para o progresso por vários fatores, O primeiro deles já foi escancarado a quase 30 anos com esse homem falando do plano de Explodir bombas no Rio Guandu (Um dia de abastecimento de Água no Rio de Janeiro) Publicada da Revista Veja pela Reporter Cassia Maria naquela época e depois ele faltou com a Honra por ter mentido quando o Ministro do Exercito Leonidas Pires Gonçalves que era o Chefe das forças armadas aonde ele falou que a matéria era mentirosa quando o Exercito depois de averiguar tudo acabou sabendo que o que a Veja publicou era verídico, Além de outros absurdos que ele falou naquela época que não vou citar mais estão ai na internet para vocês verem.

Vendo que a sua carreira no Exercito poderia acabar ai é que ele entrou na política e durante 30 anos com seus 7 mandatos de Deputado Federal eu vejo absurdos que ele fala contra os Gays, Mulheres, Negros. Mas para completar essas narrativas dai vem ele no impeachment homenagear Ustra, Um homem que da choques nos mamilos das mulheres que estavam nuas, Vomitadas e Urinadas isso se o Ustra não tinha a cabeça doentia de ter cometido estrupo com as mulheres torturadas. (Basta ver as narrativas Amelinha Teles que foi humilhada por esse monstro) Ele não torturada só mulheres como também homens, Gilberto Natalini falou no Fantástico e que foi torturado por esse homem que o Ustra é uma degeneração da espece Humana.

Quando falamos dele para algum fã desse que o chamam de Mito (Que convenhamos, de mito ele não tem nada) Eles ficam fazendo os chavões de que ele é honesto (Que é uma obrigação de qualquer ser humano), Terror da Esquerda, Que o Ustra foi o Herói do povo Brasileiro que salvou o país de virar Cuba (Quando ele é considerado pela justiça como Torturador) e de todos os outros argumentos que chamo até de tolos para destruir todos os argumentos bem fomentados de quem não considera Bolsonaro como a solução do País. Nisso a maioria das pessoas não usam o Figado (Como muitos dizem que é mais usado o Figado ao invés do Cérebro para falarem de política) para discutir politica e sim os órgãos sexuais tamanha as besteiras que fico vendo na rede, Temos um cérebro? Sim então porque não usamos ele???

A Solução do País é sim mais escolas, Educadores, conhecimento para as crianças, Atividades de Esporte e Lazer. Tudo que for possível acabar com a violência que deve ter investimento, Mas muito mais na prevenção e na Inteligência do que na repreensão e Truculência. Sou também a favor que presos tenham a chance de aprenderem um ofício na cadeia com prisões profissionalizantes que tenham parte desse projeto financiado por empresas para recuperar mesmo uma pessoa para a sociedade.

Uma ótima ideia, Mas dai vem uma pessoa que diz: Isso é uma boa ideia só que tem resultados a longo prazo e nós precisamos de resultados a curto prazo. Só que nunca se tentou isso. Com isso acabo minhas palavras sobre a política (Que esta ficando mais e mais Estressante falar) e vamos começar a falar do automobilismo.

fjrelger

Quando eu falo de Soluções para o Automobilismo ser algo rentável como criamos futuros torcedores levando estudantes para verem as corridas regionais do Automobilismo Brasileiro e isso pode ser expandido para competições nacionais isso não é difícil de ser feito, Tem muitas ideias no Automobilismo Brasileiro que pode ser feitas sem dinheiro, Não existe essa desculpa de não ter dinheiro pois com Organização minimamente decente pode ser conseguir atrair investidores.

Temos como Autódromos no Brasil: Tarumã, Guaporé, Santa Cruz do Sul, Velopark, Goiânia, Curvelo, Interlagos, Curitiba, Londrina, Cascavel, Eusébio, Caruaru, Campo Grande. E temos a combalida prova de Brasília que estão recuperando o autódromo aos poucos (Ainda que Curitiba esta em risco para o futuro)

Temos 13 grandes autódromos aptos no Brasil e outros que são menores e daria tranquilamente para aumentar a Stock Car (Que eu tenho muitas e muitas críticas) e criar um fortissimo campeonato junto com as categorias de acesso a categoria. Mas principalmente poderíamos começar a pensar em um plano de conseguimos fazer categorias de Formula no Brasil para formarmos pilotos para a Formula 1 e Formula Indy, Com uma premiação e que permita que os pilotos possam disputar categorias tanto nos Estados Unidos como na Europa, Com um patrocinador que possa Bancar o próximo passo do jovem piloto igual o que acontece no Road To Indy aonde o piloto que Ganha a USF2000, Mazda e Indy Lights ganha a premiação para subir de categoria e de chegar finalmente para a Formula Indy como aconteceu com o Josef Newgarden, Spencer Pigot e como vai acontecer com o Ed Jones que acertou a entrada na Formula Indy em 2017 pela Dale Coyne.

iowa_2016_indycar (7)

Nessas categorias de Formula no Brasil poderia ter transmissão por Live Stream na internet pelo Youtube, Pode dar no começo 30 pessoas ou menos na transmissão ao vivo? sim, Mas depois vai ter gente vendo a corrida na internet e depois disso esse possível telespectador vai querer saber qual a próxima corrida e vai fara o possível para ver a prova e dai a audiência ao vivo aumenta e com o aumento da visibilidade os patrocinadores vão querer investir na transmissão e também nos pilotos que estiverem no campeonato.

Já dei várias ideias para o Automobilismo Brasileiro, Mas porque ninguém coloca elas em prática??? Porque não querem ou os dirigentes do Automobilismo Brasileiro em sua maioria gostam dessa situação de complacência com a destruição de um esporte que nós deu 8 títulos mundiais de Formula 1, 101 vitórias, 5 campeonatos mundiais de Formula Indy, 7 vitórias nas 500 milhas de Indianápolis entre outras conquistas. A maioria prefere deixar a situação como está.

Taruma_stockcar_2016 (4)

O Resultado disso é em categorias de Formula no Brasil minguados a 10 carros ou até menos, Carros com suas pinturas nos carros sem nenhuma marca de patrocínio, Autódromos as moscas com pouquíssimo público e nenhum interesse de patrocinadores investirem nem em pilotos e nem no esporte e por consequência a maioria dos pilotos que tentam ir para o Automobilismo Internacional  em 2, 3 anos ou encerra a carreira ou voltam para o Brasil para disputarem categorias de Turismo aonde não vão sair mais de lá infelizmente.

Também temos que fazer o Kartismo ficar mais barato e ser mais vezes transmitido na TV aberta e em TV a Cabo para o esporte ser mais transmitido. Claro que teremos pilotos que vão ficar no Kartismo a carreira inteira, Mas tem gente que vai querer subir na carreira e querer patrocinadores, Nesse ponto o Kart em termos de transmissão ao vivo esta até melhor do que as categorias de formula no Brasil.

E principalmente, Temos que criar uma lei aonde 1% dos ganhos das montadoras será obrigatóriamente investido no Automobilismo (Obrigaria eles a investirem 1% dos lucros para a Educação, 1% para a Saúde e outros 2% para reflorestar as florestas e preservar os Índios que restaram e que são os verdadeiros donos da terra)

brasil_domingo_2016_f1-8

Eu vou colocar todas as ideias aqui para vocês verem e vamos começar a pressionar a todos que colaboram com essa situação lamentável agirem ou então que se troque essas pessoas para lutarem pelo nosso esporte. Acho oportuno que com a emocionante despedida do Felipe Massa dos torcedores de Interlagos e os 2 pontos que praticamente salvaram a Sauber de ficar sem os 35 milhões de Dólares do prêmio do 10ºlugar no mundial de Construtores de Felipe Nasr chegando em 9ºlugar que depois da corrida falou que é Brasileiro e que não desistiria jamais! Que lutemos agora ou no futuro nada mais vai nós restar do que o ódio para o Brasil.

Sugestão para o automobilismo Brasileiro: Formula Indy Brasil

Por causa de uma Brida Gustavo Camilo não corre mais na Formula RS

Que tal uma proposta nova de campeonato : Brasil Le Mans Series

Coluna de Deivison da Conceição: A Acomodação e a cegueira de Marketing do Automobilismo Brasileiro

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu site

Sua Opinião ou sugestão do que se pode fazer para melhorar o Automobilismo no Brasil?

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Williams/Sauber/Blog do Passatão/Indy Car/Stock Car
Vídeo: Esmael Morais

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos Indycar 2016

Pagenaud sobra em Sonoma e coroa o título com vitória incontestável na Formula Indy

Published by:

Simon Pagenaud que tinha uma missão das mais tranquilas de confirmar o seu titulo não teve nenhuma dificuldade em dominar praticamente de ponta a ponta a última etapa do Mundial de Formula Indy Realizada ontem em Sonoma.

O pole position largou muito bem assumindo a primeira posição com Castroneves em 2º e Power em 3º que acabou ganhando essa posição em cima do Montoya, Na primeira curva acabou não tendo confusão, Essa confusão foi na metade da primeira volta naquela na curva mais fechada do circuito, Aleshin foi tocado e Kannan teve de parar o seu carro para não bater no piloto Russo e o seu carro acabou morrendo fazendo o brasileiro da Ganassi perder mais de 40 segundos prejudicando sua corrida.

sonoma_domingo2016_indycar-2

Pagenaud nas primeiras voltas para não deixar duvidas de seu domínio ele foi abrindo mais e mais a cada volta sobre o Castroneves, Power e de outros pilotos enquanto isso pilotos da parte de trás estavam realizando sua primeira parada cedo, Algumas voltas depois os lideres fora para a primeira parada nos boxes começando com Will Power que por causa da sua antecipação da parada conseguiu logo após a parada de Castroneves a 2ªposição por ter virado voltas rápidas com pneus novos contra o piloto Brasileiro que estava com pneus já gastos de mais de 15 voltas de duração.

Power assumiu o segundo lugar, Mas seu rendimento não era o bastante para diminuir a diferença para Pagenaud e também não estava tendo o desempenho de Castroneves que começava a diminuir volta após volta a desvantagem que o piloto brasileiro tinha sobre o Australiano e quando Hélinho chegou no Vice-líder do campeonato e visto que não estava conseguindo fazer a ultrapassagem dai o Brasileiro foi para a parada fazer a mesma tática que Power adotou em parar antes para retornar a liderança isso na 30ªVolta.

sonoma_domingo2016_indycar-1

A partir dai Castroneves estava fazendo sua tática funcionar para retornar a segunda posição Mas dai veio na 36ªVolta o Campeonato praticamente se definiu por causa dos problemas de Câmbio no carro de Will Power o que deixou o seu carro bem lento pela pista até parar no circuito provocando no que seria a única bandeira amarela da corrida inteira, nesse meio tempo Spencer Pigot acabou parando na saída dos boxes com problemas mecânicos abandonando a corrida e igualmente o que aconteceu com Conor Daly uma volta depois, O piloto da Dale Coyne chegou a ir para os boxes, Mas de nada adiantou pois os mecânicos da equipe se quer conseguiram resolver esse problema. Antes da bandeira amarela os outros pilotos foram para os boxes para fazerem a 2ªparada nos boxes. Com isso Pagenaud tinha na sua cola o Brasileiro Castroneves que parecia ser o único a lugar pela vitória de igual para igual com o francês, Charlie Kimball estava em 3ºlugar com o carro da Chip Ganassi que não estava muito bem, Além do problemas com Kannan o Neozelandes Scott Dixon teve problemas de comunicação com o Rádio obrigando ele a trocar até o capacete, Não perdeu volta mas perdeu muito tempo nessa história.

sonoma_domingo2016_indycar

Na Relargada Pagenaud continuou na liderança com Helinho em primeiro momento aguentando a pressão de Kimball e se consolidando na segunda posição, Mas o piloto da Penske precisava fazer pelo menos mais duas paradas nos boxes enquanto que Pagenaud e alguns outros estariam com a possibilidade de fazerem apenas uma parada até o final da prova, Power voltou para a corrida mas a 8 voltas de desvantagem que tornava praticamente impossível a possibilidade de Pagenaud perder o título.

sonoma_domingo2016_indycar-3

A partir dai Pagenaud começou a administrar a sua corrida sem qualquer risco depender o título, Depois de fazer sua parada nos boxes que foi sua última parada o piloto da Penske buscou apenas poupar o carro e o combustível e segurar os ataques de Graham Rahal que na parte final da prova acabou chegando a ameaçar ao piloto francês, Mas Simon Pagenaud levou seu carro até o final e conquistou sua 5ªvitória na temporada chegando ao título da Formula Indy em 2016 com incontestáveis  655 Pontos contra 532 Pontos de Power que ficou apenas em 20ºlugar e de 503 Pontos do Brasileiro Hélio Castroneves que acabou prejudicado pela tática que adotou. O Brasileiro fez 2 paradas nos boxes e o piloto da Penske apesar dos esforços ficou apenas em 7ºlugar atrás de Josef Newgarden Mas o piloto brasileiro conseguiu ficar com o 3ºlugar no campeonato com 1 ponto na frente de próprio Newgarden que provavelmente será o piloto da Penske na próxima temporada no lugar de Juan Palbo Montoya que deve ir para a KV Racing para a temporada de 2017, O piloto Colombiano ficou em 3ºlugar.

sonoma_domingo2016_indycar-5

Completaram os 5 primeiros colocados os pilotos os pilotos Ryan Hunter-Reay que ganhou o 4ºlugar de Alexander Rossi que ficou com pane seca no final da prova, O piloto da Andretti-Herta ficou em 5ºlugar, Tony Kannan acabou não conseguindo reagir de forma satisfatória ficando em 13ºlugar, Mas a própria Ganassi foi mal no dia de hoje tendo Kimball em 8ºlugar como o melhor piloto da equipe, Scott Dixon ficou em 17ºlugar e perdeu a chance de ficar entre os 5 primeiros colocados no campeonato atrás além dos 3 primeiros colocados da Penske acabou ficando atrás de Newgarden e de Graham Rahal.

sonoma_domingo2016_indycar-6

Parabéns a Simon Pagenaud pelo campeonato mundial de Formula Indy da temporada de 2016!

Resultado final da 16ªEtapa do Mundial de Formula Indy
Grande Prêmio de Sonoma – 85 Voltas

1 Simon Pagenaud (Team Penske Dallara/Chevrolet) 2h 00:12.9424
2 Graham Rahal (Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda) a 3.2523
3 Juan Pablo Montoya (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 18.0157
4 Ryan Hunter-Reay (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 29.7224
5 Alexander Rossi (Andretti Herta Dallara/Honda) a 30.6649
6 Josef Newgarden (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 32.2754
7 Helio Castroneves (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 32.8490
8 Marco Andretti (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 34.3002
9 Charlie Kimball (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 34.9353
10 Sebastien Bourdais (KVSH Racing Dallara/Chevrolet) a 43.8965
11 Mikhail Aleshin (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 49.3242
12 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda) a 51.1304
13 Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 52.1792
14 Takuma Sato (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 52.6331
15 Carlos Munoz (Andretti Autosport Dallara/Honda) a 56.6756
16 Max Chilton (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 1:09.2581
17 Scott Dixon (Chip Ganassi Racing Dallara/Chevrolet) a 1:21.1112
18 Jack Hawksworth (AJ Foyt Enterprises Dallara/Honda) a 1 Volta
19 R.C. Enerson (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 1 Volta
20 Will Power (Team Penske Dallara/Chevrolet) a 8 Voltas
21 Conor Daly (Dale Coyne Racing Dallara/Honda) a 49 Voltas – Mecânica
22 Spencer Pigot (Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet) a 50 Voltas – Mecânica

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar