Kaito Toba conquista primeira vitória na carreira em disputada estreia da Moto 3 em Losail

Nem de longe candidato a vitória, Kaito Toba em uma grande exibição conquistou a vitória na primeira etapa do Mundial de motovelocidade da Moto 3. O piloto da Honda Asia Team quebra o Jejum de 11 anos sem vitória de um piloto Japonês na categoria inferior. (125cc e Moto 3) Como a maior parte das provas da Moto 3, Foi muito disputada a prova com outros 4 pilotos durante as 18 voltas da prova.

Na largada, Canet largou muito bem e manteve a liderança, Dalla Porta vinha em segundo com sua moto da Leopard e Tony Arbolino passou para o 3ºlugar, Logo na curva 6, Albert Arenas passou Arbolino e ganhou o 3ºlugar. Kaito Toba perdeu 2 posições e estava em 5ºlugar. Ainda sobre o Sol do final da tarde, No final da primeira volta, Dalla Porta voltou a ponta.

Um pouco mais atrás vários pilotos disputaram posição. Na 6ªcurva da primeira volta: Yurchenko, Booth-amos, Sasaki e Masia caíram. Os dois primeiros voltaram à prova, Os outros deixaram a prova. Na segunda volta, Darryn Binder caia e deixava a prova na curva 13. Em 13ºlugar, Romano Fenati fazia a melhor volta da corrida.

Canet e Dalla Porta disputavam a primeira posição nas primeiras voltas, Tony Arbolino, Albert Arenas e Celestino Vietti completavam os 5 primeiros colocados na 4ªvolta. O Piloto da equipe Angel Nieto (Aspar Martinez) Albert Arenas chegou a passar Arbolino e Dalla Porta se colocando em 2ºlugar, O piloto da Leopard conseguiu recuperar a posição.

Na 5ªVolta caíram Kazuki Masaki, Dennis Foggia e Tatsuki Suzuki. Quase que ao mesmo tempo Aron Canet recuperava a liderança em cima de Dalla Porta. Kaito Toba que acabou caindo muito no começo de prova já estava em 5ºlugar, Atrás de Arbolino e de Arenas. No começo da 6ªvolta tudo mudou, Dalla Porta voltou a ponta, Com Toba subindo para o 2ºlugar e Aron Canet para o 3ºlugar. Curvas depois o Japonês passava Dalla Porta e assumia a primeira posição. Tinha pelo menos 8 pilotos no primeiro pelotão, Com mais uns 8 ou 9 pilotos bem perto desse primeiro pelotão. Dalla Porta acabou voltando a primeira posição no começo da volta.

Acabou que o piloto da Leopard e o piloto da Honda Asia Team trocaram de posição por algum tempo. Toba acabou se sobre saindo e Dalla Porta perdeu o 2ºlugar para Nicollò Antonelli. Canet, Vietti, Kornfeil, Arenas, Arbolino, Fenati e Ramirez completavam os 10 primeiros lugares. No começo da 8ªVolta, Dalla Porta voltou a liderança e a disputa pela corrida. Novamente o Japonês e o Italiano estavam trocando de posição na ponta. Antonelli e Canet estavam logo atrás.

Na metade da prova, Começava a aparecer o Italiano Romano Fenati em mais uma tentativa de recuperar sua carreira já estava em 3ºlugar vindo lá de trás. Atrás de Antonelli e de Toba. O piloto da Sic58 liderava a corrida, Mas Fenati no final da 9ªVolta foi para cima de Antonelli e tomou a ponta da prova com a sua moto da Snipers Team. Mas na reta acabou engolido e caiu para o 5ºlugar. Dalla Porta vinha na ponta com Toba, Canet e Vietti nas 4 primeiras posições.

Romano Fenati estava alucinado e queria a vitória, Vinha em 2º entre Toba, e Canet e Dalla Porta. Os 3 mais regulares na parte da frente. Renascido, Fenati passou Toba e voltou a liderança e começava a abrir alguma vantagem e parecia que ele estaria que iria rumo a vitória pelo seu ímpeto. Mas na reta, a vantagem foi dizimada e Dalla Porta, Toba e Canet superaram Fenati, que na parte das curvas se recuperava.

A 6 Voltas do final, Canet é o líder, Mas tudo poderia acontecer. E vinha lá de trás na largada o piloto Marcos Ramirez estava já em 6ºlugar. Albert Arenas que vinha nas primeiras posições nas primeiras voltas estava mais afastado da Briga em 10ºlugar, Atrás do companheiro de equipe Raul Fernandez. A 5 Voltas do final, Lorenzo Dalla Porta era o líder, Com Kaito Toba, Marcos Ramirez, Romano Fenati e Aron Canet nas 5 primeiras posições.

O piloto da Leopard Marcos Ramirez vinha em 3ºlugar, Após um sábado ruim vinha respondendo em uma belíssima prova de recuperação. A 4 voltas do final, Fenati recebeu uma advertência e acabou tendo de passar por uma parte mais alongada na curva 6, Caindo para o 13ºlugar e deixando a disputa pela vitória. Dalla Porta, Toba, Ramirez e Canet disputavam a vitória.

A menos de 3 voltas para o final, O Espanhol Marcos Ramirez assumiu a liderança com Kaito Toba, Aron Canet, Lorenzo Dalla Porta muito perto disputando a vitória. Na curva 12 para a 13, O Japonês Volta à liderança. A 2 Voltas do final, Dalla Porta voltou a liderança com Toba em 2º e Ramirez em 3ºlugar, Curvas depois Canet ganhou o 3ºlugar.

Na última volta, Kaito Toba passou a liderança e ficou disputando a vitória com Lorenzo Dalla Porta que voltou a liderança na segunda parte da última volta. Até a que na reta o Japonês  usando o vácuo do piloto Italiano acabou puxando para a ultrapassagem que deu ao piloto da Honda Asia Team a primeira vitória da sua carreira na abertura do Mundial da Moto 3.

Lorenzo Dalla Porta  acabou em 2ºlugar a 53 milésimos do vencedor e Aron Canet estreou com sua nova equipe com um pódio com uma bela exibição. Marcos Ramirez que largou do longuiguo 20ºlugar para um belíssimo 4ºlugar. Completando os 5 primeiros colocados o Italiano Celestino Vietti da Sky Racing VR46.

Albert Arenas completou a prova em 6ºlugar seguido de seu companheiro de equipe Raul Fernandez em sua primeira temporada completa fez uma boa corrida. Niccolò Antonelli que chegou a liderar acabou com um digno, mas modesto 8ºlugar.

Romano Fenati em 9ºlugar, foi um dos nomes da corrida acabou fazendo uma grande corrida. Mostrou que pode ser um dos candidatos ao título e se colocar a cabeça em seu lugar definitivamente, A punição a voltas do final acabou tirando ele dos primeiros lugares. Jakub Kornfeil completou os 10 primeiros colocados. Gabriel Rodrigo, Um final de semana apagado acabou fechando a zona de pontuação em 15ºlugar devido a não esta 100% Fisicamente por causa de uma operação na clavícula.

Fotos:

Resultado final do GP do Qatar
Mundial de Motovelocidade – Temporada 2019

posPilotoEquipeMotorTempo
127Kaito TobaHonda Team AsiaHonda38’08.887
248Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHondaa 0.053
344Aron CanetSterilgarda Max Racing TeamKTMa 0.174
442Marcos RamirezLeopard RacingHondaa 0.505
513Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 0.584
675Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 0.818
725Raul FernandezSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 0.846
823Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 0.850
955Romano FenatiSnipers TeamHondaa 0.890
1084Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTMa 0.903
1179Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 0.956
1221Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Hondaa 1.755
1317John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.849
1416Andrea MignoBester Capital DubaiKTMa 3.450
1519Gabriel RodrigoKommerling Gresini Moto3Hondaa 3.514
1614Tony ArbolinoSnipers TeamHondaa 4.201
1777Vicente PerezReale Avintia Arizona 77KTMa 4.267
1861Can OncuRed Bull KTM AjoKTMa 26.272
1922Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 31.779
206Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 31.820
2112Filip SalacRedox PruestelGPKTMa 31.943
2254Riccardo RossiKommerling Gresini Moto3Hondaa 31.979
2376Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 1’23.259
2469Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTMa 3 Voltas
OUT24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 14 Voltas
OUT7Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTMa 14 Voltas
OUT40Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 17 Voltas
OUT71Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHondaa 18 Voltas
OUT5Jaume MasiaBester Capital DubaiKTMa 18 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Can Oncu fez história e conquista 1ªVitória na 1ªCorrida da carreira. Di Giannantonio conquista vice-campeonato da Moto 3

Treino de Classificação

Treino começa sob chuva no Circuito de Ricardo Torno. (Durante todo o final de semana choveu e tivemos pista molhada) Na primeira volta deu a Alonso Lopez como o piloto mais rápido, Com Migno, Arenas, Vetti, Suzuki nas 5 primeiras posições. Bezzecchi segundos depois pulou para o segundo lugar.

O Estreante Can Oncu aos 7 minutos da classificação pula para a segunda posição (Mal sabia que ele iria fazer história na corrida). Lopez com 1:51.383 e Suzuki com 1:51.433 consolidam posição em 1º e 2º, Até que Bezzecchi faz o tempo de 1:50.745 e coloca 6 décimos na liderança do treino.

Com a pista secando, Os tempos iriam baixar com o decorrer da disputa. Como também as quedas iriam ocorrer naturalmente. Como exemplo a queda de Stefano Nepa e de Marco Bezzecchi que logo depois da glória de ter feito o melhor tempo acabou tendo um encontro com o chão.

Com 10 minutos de Treino: Bezzecchi continuava líder, Com Lopez, Oncu, Vietti, Raul Fernandez nas 5 primeiras posições. O Campeão do Mundo Jorge Martin vinha em 6º e Marcos Ramirez encontrou o Chão assim como Celestino Vietti.

Aos 28 minutos e 11 segundos do final da classificação, Aparece o Tailandês Atiratphuvapat, Que marcou 1:50.719 e superou Bezzecchi, Para tomar a primeira posição, Can Oncu pouco segundos depois marcou 1:50.394 e assumiu a ponta. Enquanto Andrea Migno foi para o chão.

Marco Bezzecchi e Fabio Di Giannantonio estavam em 4º e 8ºlugar. Os dois disputavam o vice-campeonato. Aos 26:27 do final Atiratphuvapat melhora(1:50.390), Mas não sai do 2ºlugar. Jorge Martin vinha em 5ºlugar.

O Tailandês foi para mais uma volta rápida e acabou marcando 1:50.444, ficando a 50 milésimos da ponta. A 24 minutos do final, Raul Fernandez passou para a liderança com 1:50.348, O Convidado da equipe Angel Nieto (Que vai correr em 2019 na Moto 3) estava com a pole na metade da classificação.

Pista já estava formando uma trilha seca. O Momento dos tempos baixarem, Mas ainda de uma pista traiçoeira. Atiratphuvapat foi o primeiro a baixar de 1:50 (Marcando 1:49.960) tomando de volta a liderança da classificação. Albert Arenas foi o segundo piloto da Angel Nieto a caro a 19 minutos do final, e foi na curva 6.

Jorge Martin volta a pista, Querendo a 12ªpole da temporada e para fechar sua trajetória na Moto 3 com chave de ouro. Atiratphuvapat marca 1:46.785 e se coloca mais e mais como um sério postulante a pole position. A 16 minutos e 40 do final, Martin, Bezzecchi e os outros 27 pilotos precisavam fazer alguma coisa para deter a pole position do piloto Tailandês…

…Os tempos voltam a baixar, Jorge Martin marca o segundo tempo, Ainda a mais de 4 décimos do pole position. A 12 minutos e 25 do final, Perez marcou 1:49.987 e assumiu o segundo lugar. Porém, Quem vinha baixando tempo era Marco Bezzecchi. Disposto a ficar com o vice campeonato O piloto da PruestelGP marca 1:49.758 e toma a liderança de Atiratphuvapat. Quem subiu também foi Fabio di Giannantonio que pulou para  o 3ºlugar. Alonso Lopez é mais um a cair na classificação a 10 minutos do final, Minuto depois foi a vez do Argentino Gabriel Rodrigo da RBA.

Raul Fernandez com 1:49.341 e logo depois Jakub Kornfeil com 1:48.859 passaram a liderar o treino, Baixando ainda mais o tempo. (Começou na casa do 1:51 e agora estava na casa do 1:48 no final da classificação)

Ainda havia mais seis minutos e muita coisa poderia rolar com a pista melhorando: Kornfeil, Di Giannantonio, Fernandes, Canet, Arenas, Bezzecchi, Atiratphuvapat, Oncu, Perez e Antonelli estavam nos 10 primeiros lugares. Suzuki melhorou logo depois para o 5ºtempo.

A 4 minutos e 20 segundos do final, Aron Canet com 1:48.645, Kornfeil com 1:48.673 e Fernandez com 1:48.738 colocaram os tempo para baixo, Mas segundos depois, Atiratphuvapat marcou 1:48.457, O piloto da Honda Asia team parecia esta muito a vontade nessa condições de tempo e de piso.

Bezzecchi marcou o 4ºtempo e estava na frente de Di Giannantonio a 3 minutos e meio do final. O Campeão Jorge Martin (9ºlugar) estava correndo atrás do prejuízo e consegui colocar sua moto na 6ªposição.

Tony Arbolino a 1 minuto do final apareceu e marcou 1:47.377, Assumindo a liderança bem perto do final. Atiratphuvapat errou no terceiro setor e perdeu a chance de tentar a pole position.Canet passou ao 2ºlugar, Com Raul Fernandez, Jakub Kornfeil e John McPhee. O piloto da Marinelli foi para a volta final e acabou marcando 1:46.773 depois do final do tempo de 40 minutos. Era o golpe fatal, A pole estava garantida.

Na sua volta final, Can Oncu que faz sua estreia marcou o segundo tempo, Mas acabou em suas últimas voltas Atiratphuvapat e McPhee superando o piloto convidado. O Turco iria abrir a segunda fila, Junto de Canet e Bezzecchi.

Arbolino conquista a pole position arriscando com os pneus Slick no final, Uma aposta que deu muito certo. O Tailandês Atiratphuvapat e o Escocês John McPhee completam a primeira fila. O piloto da Honda esteve muito mais próximo da pole do que seus companheiros de primeira fila. Na segunda fila largam o Turno Can Oncu, O Espanhol Aron Canet e o Italiano Marco Bezzecchi , que sai na frente da disputa pelo vice-campeonato. O seu adversário, Fabio di Giannantonio larga em 15ºlugar.

Marcos Ramirez com a moto da Dubai larga em 7º, Seguido de Jakub Kornfeil da PruestelGP, e dos pilotos da Angel Nieto: Albert Arenas em 9º e Raul Fernandez em 10º. O Campeão do Mundo, Jorge Martin vai larga na 5ªfila ao lado de Enea Bastianini e de Fabio di Giannantonio.

O Argentino Gabriel Rodrigo por pilotagem irresponsável perde 6 posições no Grid de largada.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Comunidade Valenciana
Moto 3

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’46.773
2 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’47.017
3 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’47.116
4 61 Can Oncu Red Bull KTM Ajo KTM 1’47.336
5 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’47.431
6 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’47.776
7 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’47.783
8 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’47.796
9 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’47.826
10 25 Raul Fernandez Angel Nieto Team KTM 1’47.880
11 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’47.896
12 77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM 1’48.069
13 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’48.124
14 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’48.216
15 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’48.357
16 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’48.435
17 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’48.543
18 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’48.614
19 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’48.772
20 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’48.894
21 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’49.027
22 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM 1’49.469
23 31 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 KTM 1’49.802
24 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’49.980
25 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda 1’50.011
26 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’50.145
27 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’51.870
28 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM 1’52.119
29 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’49.696
30 26 Izam Ikmal Petronas Sprinta Racing Honda 1’53.093

Grid de largada

Corrida sob piso molhado, O último confronto da Moto 3 em 2018 iria ficar marcado na História do Mundial de Motovelocidade.

Na Largada, John McPhee chega a liderar, Mas acaba superado pelo Arbolino, Bezzecchi e Can Oncu, Atiratphuvapat nas 5 primeiras posições. Suzuki, Canet e Dalla Porta caíram na curva 4 (Suzuki caiu e levou os outros dois para o chão), Curvas depois foi a vez de Alonso Lopez deixar a prova quando vinha em uma ótima 5ªposição.

Arbolino completa a primeira volta na frente, Bezzecchi, Oncu, McPhee, Kornfeil, Arenas, Di Giannantonio ganhando o 7ºlugar do Marcos Ramirez, Jorge Martin e Darryn Binder completando os 10 primeiros colocados. Dennis Foggia abandona na segunda volta.

Bezzecchi em busca do vice-campeonato vai para cima de Arbolino, Mas de olho em Oncu que também pressionava o piloto da PruestelGP. Arbolino marcou a melhor volta na 3ªVolta, O italiano queria a sua primeira vitória no ano.

Na Curva 4 da 4ªVolta, Bezzecchi vai ao chão. O Caminho para Di Giannantonio ser o vice-campeão começava a ficar aberto, Já que ele vinha em 4ºlugar e Bezzecchi estava de fora da zona de pontuação.

Arbolino abria 2.3 segundos a frente de Turco convidado, Que por sua vez abriu um monte para John McPhee. Outro que caiu, Mas conseguiu voltar foi o Espanhol Raul Fernandez (piloto da Angel Nieto) Convidado para a prova em Valência. Várias quedas estavam acontecendo nas primeiras  voltas de prova e todo o cuidado era pouco nessa situação.

McPhee, Di Giannantonio, Martin e Arenas disputavam o 3ºlugar, Na curva 4 da 7ªVolta, O piloto da Angel Nieto acabou caindo e deixando a prova. Segundos depois, A Dupla da Gresini deixa para trás o Escocês Tiozão da Categoria e ganhando o 3º e 4ºlugares. Bezzecchi vinha reagindo, Já estava em 17ºlugar. Por enquanto o vice-campeonato estava ficando com Di Giannantonio.

Arbolino continuava na liderança, Virando volta mais rápida como aconteceu na 8ªVolta, 3 segundos atrás vinha Can Oncu. Bezzecchi já estava em 14ºlugar, Aos poucos poderia sim o piloto Italiano recuperar o vice-campeonato. Apesar dos ataques, A Missão do campeão da Moto 3 era bem mais proteger seu companheiro de equipe dos ataques de John McPhee, Que estava vindo a menos de um segundo dos dois.

Na metade da corrida, Na Volta 12, Curva 4 caiu Tony Arbolino que vinha dominando a prova. A liderança agora estava nas mãos de Can Oncu. O piloto da Marinelli se desespera profundamente após a queda. Di Giannantonio passou ao segundo lugar, Com Martin na sua cola e McPhee em 4º. Marco Bezzecchi também caiu quando vinha em 13ºlugar e estava com a carenagem solta em sua moto e em 19ºlugar. Não foi uma boa volta para a Pruestel, Kornfeil caiu no mesmo lugar momentos antes de Bezzecchi cair.

O Vice-campeonato estava mais próximo das mãos de Di Giannantonio. Que vinha em 2º, a 7.5 segundos de Oncu e pressionado pelo Jorge Martin. Marco Bezzecchi vai para os boxes para ajeitar sua bolha e voltar a pista.

Di Giannantonio, Martin e McPhee estavam disputando o segundo lugar, Porém eles e todos os outros pilotos sabiam que a pista ainda estava traiçoeira e que um descuido e o piloto iria para o chão.

No final da 16ªVolta, Di Giannantonio comete uma falha na curva 14 e deixa Martin pegar a segunda posição. O campeão do Mundo começa a abrir diante do seu companheiro de equipe e do piloto da CIP. Can Oncu colocava uma volta em cima de Bezzecchi e vinha quase 8 segundos a frente de Jorge Martin. Com 6 voltas pela frente era só administrar a vitória.

Enea Bastianini vinha em 5ºlugar, Com Masia em 6º, Ramirez,  Atiratphuvapat, Antonelli e Vietti nas 10 primeiras posições. A 4 voltas do final, Di Giannantonio perde a 3ªposição para John McPhee, Que fechava muito bem a temporada.

Mazaki, Rodrigo, Migno e Raul Fernandez disputavam os últimos lugares nos pontos, Com vantagem para os pilotos da Angel Nieto sobre os pilotos da RBA.

A Equipe KTM pede calma para Oncu nas 2 voltas finais, A corrida estava na mão, Mas uma queda no final poderia acontecer com a pista molhada. Na volta final, Na curva 6 o Turco passou por um susto e por muito pouco a vitória não iria se despedaçar no chão. Se Oncu já estava com cuidado para vencer ai é que ele ficou mais e mais cauteloso até a reta final.

Com 15 anos e 114 dias, Can Oncu se torna o piloto mais jovem da história do Mundial de Motovelocidade. Em sua primeira prova da carreira e em um final de semana fantástico e grande corrida do piloto da KTM. Oncu foi cumprimentado por todos os pilotos.

Jorge Martin encerrou a temporada com o segundo lugar. E Vai para o ano que vem na Moto 2 com o título da categoria escola, com muita autoridade. O Pódio foi completado pelo experiente  John McPhee da CIP. O italiano Fabio di Giannantonio levou não só o 4ºlugar como o vice-campeonato. A Gresini faz a dobradinha na classificação final do campeonato.

Enea Bastianini é outro que deixa a moto 3, Vai correr pela Italtrans em 2019 terminou a prova em 5ºlugar. Jaume Masia terminou a prova em 6ºlugar. Niccolò Antonelli fez uma prova decente com a moto da SIC58 e ficou em 7ºlugar. O Tailandês Nakarin Atiratphuvapat acabou a prova em 8ºlugar. Foi seu melhor resultado da temporada. Marcos Ramirez da Dubai e Celestino Vietti completaram os 10 primeiros lugares.

Stefano Nepa pontuou pela primeira vez com o 12ºlugar, Marco Bezzecchi terminou a 1 volta do líder, Na 20ªposição. Festa para o Turco pela vitória e para a equipe Gresini pelo domínio na temporada de 2018 do Mundial de Motovelocidade – Moto 3.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP da Comunidade Valenciana
Moto 3 – Mundial de Motovelocidade

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 61 Can Oncu Red Bull KTM Ajo KTM 43’06.370
2 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 4.071
3 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 6.130
4 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 12.897
5 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 14.735
6 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 21.984
7 23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 26.641
8 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 30.758
9 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 33.411
10 31 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 KTM a 39.008
11 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 42.332
12 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM a 48.931
13 25 Raul Fernandez Angel Nieto Team KTM a 54.434
14 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 54.585
15 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 56.424
16 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 57.222
17 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 1’00.541
18 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 1’35.093
19 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 1 Volta
20 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 1 Volta
77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM a 2 Voltas
65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 8 Voltas
14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 12 Voltas
26 Izam Ikmal Petronas Sprinta Racing Honda a 16 Voltas
75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 17 Voltas
27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 19 Voltas
10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 22 Voltas
44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 23 Voltas
72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 23 Voltas
24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 23 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Arenas vence disputadíssimo GP da Austrália e Briga do campeonato fica totalmente aberta

Phillip Island teve uma das corridas mais imprevisíveis do ano, Com mais de 15 pilotos disputando a vitória na moto 3. A disputa pelo campeonato continua totalmente em aberta e com a maior certeza de que só teremos a decisão em Valencia.

Martin largando na pole position foi bem na largada, Mas foi superado por Rodrigo e Oettl na primeira curva, Os dois disputavam a liderança até a Curva 4, Jorge Martin voltou a liderança. Na passagem da primeira volta, Gabriel Rodrigo, Darryn Binder e Phillip Oettl passaram de passagem o líder do campeonato. O Vácuo gerado pelo líder fazia que as ultrapassagens fossem quase que incontáveis durante as 23 voltas.

Darryn Binder consegui u se manter por mais de 1 volta na liderança. Em grande fase o sul-africano segurou o ímpeto de Dennis Foggia, Tony Arbolino e outros jovens pilotos que estavam buscando a primeira vitória. (Assim como o piloto da KTM Red Bull) Os 20 primeiros colocados estavam no primeiro pelotão.

No começo da 6ªVolta, Binder foi superado pelo Espanhol Marcos Ramirez. Mas essa liderança do piloto da equipe de Dubai não durou muito, O Sul-Africano recuperou a liderança. Jorge Martin em 7º e Marco Bezzecchi em 8º se encontram na pista. Apenas 1 ponto separa os dois na disputa pelo título. Na volta seguinte, Bezzecchi da PruestelGP levou a posição em cima de Martin e passou ao 7ºlugar, Já o piloto Espanhol perdeu mais 3 posições caindo para o 11ºlugar. (Foi o pior momento de Martin na prova)

No começo da 9ªVolta, Bezzecchi passa a liderar a prova. Com a posição dele e com Martin em 10ºlugar ele iria assumir a liderança com 18 pontos a frente de Martin. Porém, Na curva 4 Darryn Binder volta a liderança com uma manobra muito ousada, Passando de uma vez Bezzecchi, Rodrigo e Arenas. Na reta, Completando a 9ªVolta, Bezzecchi voltou à liderança.

Na volta 11, Lorenzo Dalla Porta que largou em 20ºlugar superou Bezzecchi e todo o resto da turma. Essa liderança não durou uma volta, Só durou 1 curva. O Italiano Dennis Foggia supera Dalla Porta e toma a ponta de novo.

Na chegada da curva 10, Gabriel Rodrigo em manobra desastrada atinge Bezzecchi quando tentava passar ele e o Espanhol Aron Canet. O resultado não foi bom para ambos, Principalmente Bezzecchi que caiu e abandonou a prova. Dalla Porta era o líder com Arbolino, Binder, Foggia, Canet, Di Giannantonio, Arenas, Masia e McPhee são os pilotos que vinham entre os 9 primeiros colocados.

Na 13ªVolta, Dalla Porta encontra o chão e deixa a liderança com Fabio di Giannantonio, Com Jorge Martin disputando essa posição. Na curva 3, Binder vai para cima dos dois e volta ao primeiro lugar. A 10 voltas do final, Desastre para a equipe Dubai: Marcos Ramirez perde o controle da sua moto e acaba levando Jaume Masia para o chão, sua moto capota e fica totalmente destruída.

No começo da 15ªVolta, Albert Arenas e Ayumi Suzuki passaram para os 2 primeiros lugares, Curvas depois foi a vez do Japonês da Petronas assumiu a liderança. Na volta seguinte foi a vez de Tony Arbolino liderar a prova, Com McPhee, Binder, Foggia, Suzuki e Martin logo a seguir. Em um espaço muito curto de tempo, Binder e Martin (Na 19ªVolta) lideraram a prova.

A Liderança continuava a passar por várias mãos: John McPhee, Dennis Foggia, Fabio di Giannantonio e Ayumi Suzuki lideraram a prova. Do 1º ao 17ºlugar a diferença era de 2.3 segundos.

Aron Canet assumiu a liderança a 4 voltas do final em busca da primeira vitória no ano. Mas a corrida estava longe de ser decidido. Di Giannantonio e Canet disputam a liderança. Darryn Binder tentou voltar à liderança, mas ele errou toda a curva e acabou indo para a parte de trás do pelotão (13ºlugar).

Canet acabou superado pelo Foggia, Arbolino e Sasaki na reta dos boxes. Na antepenúltima volta, Arbolino e Foggia acabaram se chocando e caindo. É uma pena para os dois pilotos que deixaram a prova. Martin assumiu a liderança, era o ideal para o piloto da Gresini para levar a vitória.

Porém, Na última volta foi sensacional e principalmente pela reta dos boxes aonde teve uma linha com 6 motos e depois uma outra de 7 motos brigando pelo 4ºlugar. Ao final da reta, Albert Arenas passou a liderança. Phillip Oettl e Jorge Martin disputavam o segundo lugar, Na Curva 3 os dois se chocam e quem leva a pior foi Oettl que cai para o 15ºlugar, Martin continuaria nas primeiras posições.

Quem se aproveitou foi o piloto Celestino Vietti que assumiu o segundo lugar e até sonhou com a vitória. Nas curvas finais, Arenas conseguiu se manter na frente e cruzar na frente dos seus adversários. Com a vantagem de apenas 52 milésimos em cima de Fabio di Giannantonio e 59 milésimos sobre Celestino Vietti acabou levando a sua segunda vitória na categoria e dessa vez venceu na pista. (Sua primeira vitória foi à controversa prova da França)

Fabio di Giannantonio acabou no final ganhando o segundo lugar em cima de Vietti. O 2ºlugar recoloca o piloto da Gresini na disputa do título. Visto que Bezzecchi não marcou pontos e Jorge Martin ficou em 5ºlugar. Em sua segunda corrida no Mundial de motovelocidade, Celestino Vietti consegue um notável resultado. Seu primeiro pódio da carreira.

Tatsuki Suzuki que não ficou na frente em nenhum momento se destacou na prova e ficou a apenas 22 milésimos do seu primeiro pódio da carreira em 4ºlugar, O japonês ficou na frente de Jorge Martin. O piloto da Gresini abre importantes 12 pontos de vantagem para Bezzecchi a 2 corridas do final do campeonato. Isso significa que nada esta decidido na disputa pelo Título.

Aron Canet ficou em 6ºlugar, Seguido de Adam Norrodin da Petronas, Enea Bastianini da Leopard Racing (Definitivamente fora da disputa pelo título), Jakub Kornfeil e Ayumu Sasaki completaram os 10 primeiros colocados.

Domingo que vem teremos a penúltima etapa do Campeonato, O GP da Malásia pode dar o título a Jorge Martin, Mas pelo que tudo indica, não pode deve sair de lá Campeão. A disputa deve ficar mesmo para Valencia.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final do GP da Austrália
Mundial de Motovelocidade – Categoria Moto 3

pos Pilotos Equipe Moto Tempo
1 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 37’48.073
2 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 0.052
3 31 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 KTM a 0.059
4 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 0.081
5 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 0.099
6 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 0.154
7 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 0.188
8 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 0.235
9 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 0.328
10 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 0.406
11 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 0.575
12 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 0.889
13 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 0.987
14 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 0.989
15 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 2.148
16 55 Yari Montella SIC58 Squadra Corse Honda a 34.700
17 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM a 34.969
18 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 39.367
19 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 48.054
20 77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM a 48.970
14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 2 Voltas
10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 2 Voltas
42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 10 Voltas
5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 10 Voltas
48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 11 Voltas
12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM a 13 Voltas
19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 13 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Martin conquista 10ªpole do ano em Phillip Island, Bezzecchi larga em 15ºlugar

Jorge Martin marcou pela 10ªVez na temporada a pole position, O piloto da Gresini voou baixo, Principalmente na segunda metade da classificação onde Martin fez brilhantes voltas para sair do 6ºlugar para a liderança do treino e para a 1ªposição no Grid de largada.

Na primeira parte da Classificação, Oettl, Tatsuki Suzuki e Darryn Binder lideraram a classificação. Aos 18 minutos de classificação, A PreustelGP fazia a dobradinha com Jakub Kornfeil na liderança com 1:38.787 e Marco Bezzecchi com 1:38.841 na segunda posição.

Mas logo, Phillip Oettl passou para a liderança e Marcos Ramirez marcou o segundo tempo com 7 milésimos atrás do piloto alemão. A 15 minutos do final, Aron Canet passou para o terceiro lugar, Com 1:38.430.

A partir dai, Martin começou a brilhar na classificação, Com 1:38.261 passou a liderança a menos de 14 minutos do final. Segundos depois, John McPhee supera o piloto espanhol e toma a liderança.

Martin respondeu com 2 grandes voltas, Principalmente a segunda que o piloto da Gresini colocou quase meio segundo sobre o segundo colocado. Vantagem essa diminuída pelo Albert Arenas da Angel Nieto ao fazer o segundo tempo.

Na parte final da classificação, Bezzecchi estava no desespero, Em 11º buscava o melhor tempo para subir no grid de largada. Enquanto Martin Nas duas últimas voltas impressionantes acabou confirmando a pole position. Com 1:36.774 e a última volta, com a marca de 1:36.501 consagraram a 10ªpole do ano para o líder do campeonato e a 19ªPole da sua carreira.

A primeira fila será completada pelo Sul-Africano Darryn Binder da KTM Red Bull, Que vem do seu melhor resultado da carreira, com o terceiro lugar em Motegi e com o Japonês Ayumu Sasaki da Petronas Sprinta. A Segunda fila será liderada pelo Checo Jakub Kornfeil da PruestelGP e terá junto, O Argentino Gabriel Rodrigo da RBA e o Alemão Phillip Oettl da  Schedl GP Racing.

Apesar do 7ºlugar no Grid de largada, Devo dizer que treino de Tony Arbolino fez um treino muito bom. Completando os 10 primeiros colocados, Marcos Ramirez da Dubai, Dennis Foggia da Sky Racing VR46 e Aron Canet da Estrella Galícia.

Os adversários de Jorge Martin na disputa pelo título vão largar lá atrás: Marco Bezzecchi foi muito mal e larga em 15ºlugar, Fechando a 5ªfila. Terceiro colocado no campeonato Fabio di Giannantonio da Gresini larga em 17ºlugar. O que coloca Jorge Martin em grande vantagem nessa disputa do campeonato. Hoje,

As 23 horas teremos a realização da 17ªEtapa do Campeonato Mundial de Motovelocidade na categoria Moto 3. É o penúltimo Round da disputa pelo título.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Grid de Largada do GP da Austrália
Moto 3

pos Pilotos Equipe Moto Tempo
1 88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’36.591
2 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’36.848
3 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda 1’37.117
4 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM 1’37.357
5 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM 1’37.465
6 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM 1’37.540
7 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda 1’37.579
8 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM 1’37.711
9 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM 1’37.757
10 44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda 1’37.844
11 75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’37.892
12 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda 1’37.896
13 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda 1’37.943
14 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda 1’37.995
15 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 1’38.011
16 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda 1’38.017
17 21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda 1’38.021
18 17 John McPhee CIP – Green Power KTM 1’38.034
19 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM 1’38.414
20 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda 1’38.590
21 31 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 KTM 1’38.853
22 55 Yari Montella SIC58 Squadra Corse Honda 1’38.905
23 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda 1’38.934
24 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM 1’39.027
25 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda 1’39.228
26 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM 1’39.516
27 77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM 1’38.828

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Em Motegi: Martin caiu e Bezzecchi Venceu no final, diferença entre os dos cai para 1 ponto

Uma sensacional prova da Moto 3 aconteceu em Motegi no Japão. Que acabou com a vitória de Marco Bezzecchi nos últimos metros e o Campeonato acabou de novamente embolar. Com a queda de Jorge Martin na 15ªVolta, A diferença passou de 26 pontos para apenas 1 entre o piloto Espanhol da Gresini e o piloto da Pruestel GP.

Gabriel Rodrigo larga bem, Com Bezzecchi, Martin e McPhee a seguir. Na segunda parte da primeira volta, Bezzecchi passou a liderança enquanto que Martin e McPhee disputavam a 3ªposição. Aron Canet caiu na 4ªCurva e abandonou a prova.

Na 2ªVolta, Um acidente feio entre Vicente Perez e Niccolò Antonelli. Sendo o piloto da Avintia o causador desse incidente. Na volta 4, Na entrada da curva do primeiro túnel, Bezzecchi acabou errando e deixando a liderança para Rodrigo novamente, A liderança do Argentino durou pouco, Martin foi para cima e ao ver a porta aberta assumiu a liderança. No final da última reta do circuito, Bezzecchi passou o piloto da RBA e foi para a 2ªposição.

Os dois principais postulantes ao título trocaram de posição na liderança. Na entrada da curva 5, Lorenzo Dalla Porta faz uma manobra bem ousada e que deu certo, Subindo para o 2ºlugar. No final dessa volta, Fabio di Giannantonio sofreu um violento acidente que culminou em um abandono de prova. Pelas informações da Dorna, Ele esta com traumatismo craniano. Dalla Porta assumiu a liderança ao ultrapassar Bezzecchi na 8ªVolta, Já Martin passou Rodrigo indo para o 3ºlugar. No final da volta, O piloto da PruestelGP voltou a liderança. Masaki acabou caindo na curva 3 deixando a prova.

Martin em poucas curvas da 10ªpassagem passou Dalla Porta e Bezzecchi e assumiu a liderança por algumas curvas, Bezzecchi voltou à liderança e Darryn Binder passou para a segunda posição.

Martin na 12ªvolta recuperou a 3ªposição perdida por 1 volta sobre o Dalla Porta e foi para cima de Binder que buscava chegar no vice-líder do campeonato. Na Curva 6 da Volta seguinte Martin passou o Sul-Africano e três curvas depois Martin fica por dentro pra cima do Bezzecchi e Binder tentou uma manobra que quase acabou levando Martin e Bezzecchi para o Chão. Martin assumiu a liderança com Bezzecchi e Binder logo atrás.

Curvas depois houve várias mudanças de liderança. Primeiro, Bezzecchi voltou a liderança deixando Martin para Trás. Depois o Italiano erra e o líder do campeonato e o piloto Sul-Africano passaram as 2 primeiras posições, Mas tudo mudou curvas depois. Na 14ªVolta a liderança estava com Darryn Binder com Bezzecchi, McPhee, Martin e Dalla Porta.

O que não estava muito bom para Martin acabou por piorar, A menos de 5 voltas e meia para o final, O Espanhol acabou caindo na curva 11 e abandonou a prova e perdeu a possibilidade de abrir ou de administrar bem sua vantagem na liderança do campeonato. A 4 voltas do final, Tony Arbolino entra na disputa pela vitória, Binder e Dalla Porta brigavam pelo 2ºlugar e nessa história toda Bezzecchi tentou abrir vantagem para eles. Parecia que a fatura estava liquidada, Mas a batalha não tinha acabado, Já que Darryn Binder buscou tirar essa vantagem de meio segundo que o vice-líder do campeonato tinha ao seu favor.

Na Volta final, Binder foi para cima de Bezzecchi e vai para a liderança, Depois disso o Sul-Africano sofre grande pressão e segura a primeira posição, A vitória parecia certa, Mas Bezzecchi acabou pegando o vácuo na reta e a sorte é do piloto da Preustel é que a reta foi longa o bastante para permitir a ultrapassagem que deu ao Italiano a vitória. Foi o melhor dos Mundos para Bezzecchi, que marcou 25 pontos e acabou tirando praticamente toda a vantagem que Jorge Martin tinha na classificação do campeonato. Agora os dois estão separados por apenas 1 ponto de distância.

Lorenzo Dalla Porta também aproveitou o vácuo e acabou a prova em 2ºlugar com uma vantagem de 1 milésimo sobre Darryn Binder que conquistou seu primeiro pódio na Moto 3. Esse resultado pode ajudar ele a ter uma moto para 2019, Foi a melhor atuação do irmão de Brad Binder no mundial de motovelocidade.

Dennis Foggia fez mais uma bela corrida e ficou em 4ºlugar, O Italiano faz uma grande 2ªMetade de temporada. John McPhee em belo final de semana conquistou a 5ªposição chegando a brigar pelas primeiras posições na primeira parte da prova. Tony Arbolino que chegou a arriscar disputar a vitória acabou em 4ºlugar.

Enea Bastianini ficou abaixo da média ao chegar em 7ºlugar, O pole position Gabriel Rodrigo começou bem, Mas não teve moto para disputar a vitória e ficou em 8ºlugar. O Japonês Ayumu Suzuki terminou o GP de sua casa em 9ºlugar e Jakub Kornfeil venceu a disputa no segundo pelotão fechou os 10 primeiros colocados. Destaque para dois pilotos, Primeiro o Italiano Celestino Vietti que substitui Niccolò Bulega que se machucou na sua casa, Ele mostrou competência e acabou a prova em 14ºlugar e marcou seus 2 primeiros pontos no Mundial de Motovelocidade. E a piloto Shizuka Okazaki que foi a represente feminina nesse final de semana. Ela completou a prova em 23ºlugar.

Semana que vem teremos o GP da Austrália e a disputa do campeonato voltou a ficar indefinida entre Jorge Martin e Marco Bezzecchi.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP do Japão
Mundial de Motovelocidade – Moto 3

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 12 Marco Bezzecchi Redox PruestelGP KTM 39’35.653
2 48 Lorenzo Dalla Porta Leopard Racing Honda a 0.041
3 40 Darryn Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 0.042
4 10 Dennis Foggia SKY Racing Team VR46 KTM a 0.212
5 17 John McPhee CIP – Green Power KTM a 0.251
6 14 Tony Arbolino Marinelli Snipers Team Honda a 0.350
7 33 Enea Bastianini Leopard Racing Honda a 0.404
8 19 Gabriel Rodrigo RBA BOE Skull Rider KTM a 1.561
9 71 Ayumu Sasaki Petronas Sprinta Racing Honda a 3.137
10 84 Jakub Kornfeil Redox PruestelGP KTM a 7.965
11 5 Jaume Masia Bester Capital Dubai KTM a 8.364
12 42 Marcos Ramirez Bester Capital Dubai KTM a 8.435
13 16 Andrea Migno Angel Nieto Team Moto3 KTM a 8.561
14 31 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 KTM a 9.041
15 24 Tatsuki Suzuki SIC58 Squadra Corse Honda a 9.237
16 65 Philipp Ottl Sudmetal Schedl GP Racing KTM a 9.898
17 27 Kaito Toba Honda Team Asia Honda a 10.897
18 72 Alonso Lopez Estrella Galicia 0,0 Honda a 15.691
19 7 Adam Norrodin Petronas Sprinta Racing Honda a 15.704
20 81 Stefano Nepa CIP – Green Power KTM a 24.185
21 41 Nakarin Atiratphuvapat Honda Team Asia Honda a 24.581
22 22 Kazuki Masaki RBA BOE Skull Rider KTM a 41.928
23 13 Shizuka Okazaki Kohara Racing Team Honda a 1’48.336
24 36 Yuto Fukushima Team Plus One Honda a 1 Volta
88 Jorge Martin Del Conca Gresini Moto3 Honda a 6 Voltas
75 Albert Arenas Angel Nieto Team Moto3 KTM a 10 Voltas
21 Fabio Di Giannantonio Del Conca Gresini Moto3 Honda a 15 Voltas
23 Niccolo Antonelli SIC58 Squadra Corse Honda a 19 Voltas
77 Vicente Perez Reale Avintia Academy 77 KTM a 19 Voltas
44 Aron Canet Estrella Galicia 0,0 Honda a 20 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP