Portal Sportszone » Blog Archives

Tag Archives: Jacques Laffite

F1 Formula 1 Formula 1 - 1986 Fotos História Ligier

Especial Ligier : Temporada de 1986

Published by:

Após o promissor ano da ligier em 1985 em que o time azul voltou a lutar por pódios. Com bons patrocinadores e com bons pilotos e era esperado que superassem a temporada passada aonde foram 4 pódios e 23 pontos e que o equipamento fosse mais resistente.

A equipe Manteve os motores Turbo da Renault e os pneus Pirelli. De pilotos eles mantiveram o Veterano Jacques Laffite que andou muito bem na temporada passada. E Contrataram o piloto Rene Arnoux que foi demitido logo depois da primeira etapa do campeonato passado por conta de problemas físicos. (que na Verdade não passava de jogada para que a equipe italiana contratasse Stefan Bellof para 1986 que acabaria morrendo em 1985 em um acidente em Spa-Francorchamps)

O Chassi seria o JS27 (construído pelos projetistas Michel Tétu (Diretor Técnico), Claude Gallopin (Design), Henri Durand (Aerodinâmica) e os pneus seriam os Pirelli que eram mais lentos que os pneus da Goodyear porém mais resistentes do que seus adversários na borracharia, Esses componentes  teriam a missão de colocar o time de volta a luta pelas primeiras posições no campeonato.

Arnoux fazendo um belo Trabalho no Brasil

No Brasil a Ligier teve um grid muito animador com Rene Arnoux largando em 4ºlugar atrás apenas de Senna, Mansell e Piquet e Laffite em 5ºlugar. Na Corrida enquanto a maioria dos favoritos foram abandonando a corrida os pilotos da Ligier resistiram ao forte calor de Jacarepaguá. Laffite superou a Arnoux e conquistou um importante 3ºlugar com Arnoux em 4ºlugar. Desde de 1979 a Ligier não saia tão bem em uma estreia de temporada na Formula 1. Com um pódio e a vice-liderança do campeonato atrás somente da Williams e a Frente de Lotus, Ferrari, Mclaren como não se via a muito tempo.

Partindo para a segunda prova em Jerez na Espanha os dois carros da Ligier largam entre os primeiros colocados (Arnoux obtendo o 6ºlugar e Laffite o 8ºlugar) Na Corrida os dois pilotos ficam na frente, Mas ambos são traídos pela transmissão Arnoux na 29ªVolta e Laffite na 40ªVolta deixam a prova. Em San Marino a Ligier outra vez fica zerada, Arnoux que largou em 8ºlugar fazia uma corrida solida e certamente pontuaria se não tivesse quebrado a Roda a 14ªvoltas do final da prova, Laffite largando em 14º acabou de fora da corrida com problemas no Turbo do motor Renault.

Arnoux em Mônaco

Em Mônaco o time sai da mare de azar e consegue pontos com os dois carros novamente, Arnoux que conseguiu no Grid de largada o 12ºlugar chegou em 5º e Jacques Laffite que tinha o 7ªlugar no grid de largada por causa de problemas acabou largando lá atrás e fazendo um corridão de recuperação ,incluindo uma ultrapassagem monstro em cima de Stefan Johansson na Rascasse na 12ªVolta o piloto conseguiu reagir diante do contratempo que teve e conseguiu o 6ºlugar, Com o desempenho que teve poderia sim sonhar com algo a mais do que esse ponto que ele marcou.

Em Spa-Francorchamps na Bélgica com a categoria ainda marcada pela morte de Elio de Angelis nos testes de Paul Ricard na França a Ligier conquistou mais dois pontos com Laffite que largando do 17ºlugar e se aproveitando da largada que foi confusa acabou ganhando posições e subindo na corrida fechou a prova em 5ºlugar, Arnoux também vinha para uma corrida dentro da zona de pontuação largando do 7ºlugar mas acabou tendo problemas no motor e acabou deixando a prova.

Passando para a fase da América do Norte da Temporada o time tem seu melhor momento na temporada, Nem é muito pelo Canadá aonde Arnoux largando em 5º conquista o 6ºlugar após perder um belo duelo com Senna e Laffite largando de 8º para chegar em 7ºlugar, Mas sim pela corrida dos Estados Unidos:

A Prova marcou com a vitória de Senna e a bandeirinha do Brasil que ele pediu para o Torcedor isso em Forma de uma vingança por causa da Derrota do Brasil para a França na Copa do Mundo, Mas essa corrida a Ligier com certeza tem como uma das melhores da sua história. Arnoux largou em 4º e Laffite em 6º, No começo de Prova Arnoux acompanhou os líderes e logo com os problemas de Mansell e de Senna que teve de ir aos boxes fazer uma parada o Francês assumia a liderança da corrida, Laffite subiu rápido na corrida e logo na 14ªVolta os dois carros da Ligier estavam ocupando o primeiro e segundo lugares da prova.

Laffite faz brilhante corrida em Detroit

Dai surgiu uma briga pela primeira posição e isso lembrou o GP da Austrália de 1985 aonde Laffite e Streiff acabaram batendo nas voltas finais e por muito pouco o time não perdia um dos pódios. Mas nada disso aconteceu e na 18ªvolta Laffite de 42 anos de idade assumiu a liderança da prova e ficou como líder até a volta 30 quando ele foi para a sua única parada nos boxes, Depois disso Senna dominou a prova e a Ligier não podia mais vencer, Mas Arnoux tentou feito um louco tirar a diferença para Senna. Só que ele não viu o carro de Piquet que tinha batido voltas antes e acabou batendo e deixando a prova quando vinha na segunda posição. Mas cabeu a Laffite resgatar a honra da Ligier no final da prova ultrapassando a Alain Prost e levando para casa o segundo lugar da prova. No Pódio o Francês nem parecia ter 42 anos pois a disposição para ele comemorar esse resultado era algo impressionante.

No GP de sua Casa em Paul Ricard na França, Arnoux que largou em 4ºlugar fez boa largada e no começo da prova estava em 2ºlugar, Mas depois não teve como concluir a sua tática com perfeição e acabou tendo de fazer 2 trocas ficando em 5ºlugar, Laffite largou em 11ºlugar e chegou em 6ºlugar. Mal sabia que o piloto Francês de 42 anos teria feito seu último ponto na Formula 1.

Laffite em sua última corrida na Formula 1

No GP da Inglaterra em Brands Hatch Arnoux tinha se classificado na 8ºlugar e Laffite em 19ºlugar o que era muito incomum para um carro da Ligier na temporada, Pois bem na largada da corrida Laffite acaba se acidentando e se ferindo gravemente nas duas pernas, Com isso o Veterano piloto Francês deixava a Formula 1. Arnoux ainda assim conseguiu levar o carro a 4ªposição. Eram 3 pontos a mais para o time Azul na temporada. Mas esse fim de carreira prematuro de Laffite acabaria refletindo no desempenho da equipe na temporada.

Na Alemanha a equipe coloca no Lugar de Laffite o questionável Phillipe Alliot que não tinha feito nada de relevante na Formula 1. No Grid de largada Arnoux alcançou o 8ºlugar e na sua estreia Alliot largou em 14ºlugar, Na corrida enquanto Arnoux acabou a prova em 4ºlugar Alliot deixava a prova com problemas de motor na volta 11. Na Hungria um final de semana para se esquecer: Arnoux em 9ºno Grid abandonou a prova e Alliot em 12ºlugar no Grid teve um desempenho fraco chegando ao final na 9ªposição atrás de carros piores do que o Ligier nesse ano.

Na Áustria e na Itália o time Francês teria chances de marcar mais pontos no campeonato, Mas a nuvem do azar continuava em cima da equipe de Guy Ligier. Nos Treinos Alliot superou a Arnoux largando em 11ºlugar contra o 12ºLugar de seu companheiro de equipe. Alliot em 8ºlugar deixou a prova na 16ªVolta com problemas de  Motor. Arnoux vinha bem na corrida ganhando posição por posição e na metade da corrida quando vinha em um solido 3ºlugar atrás somente de Mansell e Prost. Veio problemas com o carro do piloto Francês o que fez ele perder 3 a 4 voltas até voltar a pista para terminar a prova em 10ºlugar. Além disso a Ferrari tinha conquistado pódio com Alboreto e com Johansson e isso fazia com que o 4ºlugar dos construtores que antes parecia estar seguro ficasse ameaçado.

Na Casa da escuderia italiana em Monza Arnoux largou em 11ºlugar fez uma belíssima largada assumindo a 4ªposição e vinha de novo fazendo boa corrida chegando a estar em 2ºlugar até que um problema de Câmbio acabou fazendo ele deixar a corrida, Alliot largou em 14º e abandonando com problemas de motor sem grande destaque enquanto isso Johansson levou a Ferrari ao pódio e a ultrapassar a Ligier na Classificação dos construtores com 30 pontos contra 28 dos Franceses isso em Pleno GP da Itália.

Alliot em nada Ajudou a Ligier no final da temporada a manter o 4ºlugar nos construtores.

Em Portugal Arnoux ficou perto dos pontos largando do 10ºlugar acabou chegando ao final da prova em 7ºlugar, Alliot largando em 11ºlugar abandonou a corrida com problemas de motor de novo sendo que foi a 3ªVez seguida que Alliot tinha problemas de motor.

A Ligier somente no México voltaria a zona de pontuação com Alliot que largou em 10ºlugar e acabou a corrida em 6ºlugar após ver Johansson e Patrese abandonarem a prova quando estavam na sua frente, Era o primeiro ponto de Alliot na Formula 1. Arnoux em 13ºlugar no Grid teve problemas de Motor e ficou somente em 15ºlugar ficando só lembrado por aquela cena dele, de Alliot e de Johansson pegando carona no carro de Nelson Piquet no final do GP do México.

Na Austrália em Adelaide Com 33 pontos da Ferrari e 29 da Ligier se esperava por parte dos franceses em recuperar a 4ºposição no campeonato, Nos treinos oficiais Arnoux largaria em 5ºlugar e Alliot em 8º o que era muito bom se tratando que o Carro casa com tipo de circuito de rua. Mas na corrida nada deu certo, Arnoux teve de ir aos boxes e Alliot não foi bem de novo tanto é que Arnoux acabou a prova em 7ºlugar enquanto Alliot chegou logo atrás em 8ºlugar.

Apesar dos esforços a Ligier acabou sem a 4ªposição no campeonato terminando o ano com 29 pontos, 2 pódios, 1.634 Voltas completadas (A Segunda equipe a completar voltas no campeonato) e 17 Voltas na liderança. Mas depois de tudo a saída de Laffite foi sentida e afetou muito no final do campeonato até porque Alliot não estava a altura nem de Laffite e nem de Arnoux.

Números da Ligier no ano de 1986:

GPs: 32
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 2
Pontos: 29
Motor: Renault EF15 V6 t
Potência: 885 Cavalos
Pilotos:
Jacques Laffite
Renê Arnoux
Phillipe Alliot
Pneus: Pirelli
Número de voltas Completadas: 1.634

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic

Especial Ligier: 19761977197819791980198119821983 – 19841985

F1 Formula 1 Formula 1 - 1985 Fotos História Ligier TV Vídeos

Especial Ligier : Temporada de 1985

Published by:

Após a temporada de 1984 não ser o que o time Francês esperava apesar de alguns bons desempenhos o pacote técnico é mantido, Motor Renault Turbo, O Patrocinador oficial continuava sendo a Gitanes, A Loto saiu da equipe e Entrou a Candy uma empresa produtora de Eletrodomésticos.

Andrea de Cesaris é mantido na equipe, Mas o segundo carro voltava as mãos de um velho conhecido Jacques Laffite que estava com 41 anos de idade e vinha de 2 anos mal sucedidos na Williams para se reencontrar com os seus melhores momentos na Formula 1 e a sua ida a Williams coincidiu com a queda da Ligier na Formula 1 para as últimas posições.

A temporada de 1985 começava em Jacarepaguá com a Mclaren, Lotus e Ferrari como favoritas ao título e com a Ligier disposta a voltar a disputar as primeiras posições mas sabendo que seria difícil com essas favoritas ao título em condições normais, Ou seja o carro precisava ser confiável. O JS25 projetado por Michel Beaujon, Claude Gallopin e Henri Durand.

No Brasil De Cesaris foi o 13º no grid de largada e acabou abandonando por na 26ªVolta com problemas após ter ganho a 5ªposição, Laffite largou em 15ºlugar e fazendo uma boa corrida, não tão boa como a do seu companheiro italiano acabou na 6ªposição e conseguiu o primeiro ponto da equipe em 1985, Foi uma bela volta de Laffite para a Ligier.

Laffite em Estoril

Laffite em Estoril

Em Portugal na pista chuvosa de Estoril que viu o show de Senna acabou com os dois pilotos da equipe francesa com problemas de pneu abandonando a corrida Sendo que De Cesaris conseguiu o 8ºlugar no Grid de largada e Laffite o 18º. Em San Marino outra corrida em Branco para De Cesaris que largou em 13ºlugar e acabou se acidentando e deixando a corrida na 11ªVolta e Laffite largando do 16ºposto acabou tendo problemas no Turbo na 23ªVolta.

Em Mônaco ai sim a Ligier teria uma grande apresentação com seus dois pilotos. De Cesaris largou do 8ºlugar e correu muito bem nas ruas do principado, Chegando a ficar por algumas voltas no 3ºlugar, terminou a prova na 4 posição levando 3 dos 4 pontos para a Ligier em Monte Claro até porque Jacques Laffite fez uma corrida de paciência largando do 16ºlugar e evitando confusões e batidas e sem problemas mecânicos acabou conquistando o 6ºlugar levando mais um ponto para o time azul.

Na Temporada na América do Norte que começou pelo Canadá em Montreal a Ligier não tem um Bom grid de largada (De Cesaris em 15º e Laffite em 19º), Na Corrida os carros chegam ao final da prova, Laffite termina em 7ºlugar, Mas por queimar a largada acabou tendo 1 minuto acrescentado ao tempo final de corrida e com isso perdeu uma posição ficando em 8º, Já De Cesaris teve muitos problemas e acabou colocado em 15ºlugar com  3 Voltas de atraso.

Em Detroit nos Estados Unidos Outra corrida pra Ligier esquecer, A Classificação ficou assim Laffite em 16º e De Cesaris em 17º e na corrida De Cesaris fez corrida discreta chegando em 10ºlugar e Laffite em 12ºlugar tendo problemas de Alimentação do seu carro o que acabou fazendo o veterano piloto Francês abandonar a poucas voltas do final, De volta a Europa para o GP de sua casa em Paul Ricard foi uma decepção, De Cesaris que largou em 12º e subiu para o 8ºlugar quebrou na 5ªvolta com problemas de Transmissão, Laffite andou menos ainda, Apenas 2 voltas antes do turbo quebrar e com isso já faziam 3 corridas que a Ligier não pontuava em 1985.

Mas na Inglaterra o time Francês tem um dos seus melhores momentos da temporada com De Cesaris largando em 7ºlugar e lutando pelos primeiros lugares até que na volta 41 a embreagem do carro 25 quebrou quando estava numa ótima 4ªposição e certamente teria chances de pódio, Mas as chances de pódio não se acabaram por que o veterano Jacques Laffite que largou em 16ºlugar recuperou posições durante a corrida e nas voltas finais ele entrou na disputa pelos pontos e com os abandonos de Senna e Lauda e com uma ultrapassagem sobre Piquet o piloto de 41 anos tirou a Ligier do jejum de quase 3 anos sem um pódio na Formula 1 (O último foi em Las Vegas com Eddie Cheever em 1982) Somente atrás de Prost com a Mclaren e Alboreto com a Ferrari que disputavam o título numa corrida em que Senna dominou a prova.

Na Alemanha continuou o bom momento de Laffite que largou da 14ªposição e numa corrida de recuperação levou mais uma vez a Ligier ao pódio superando ao Belga Thierry Boutsen e Nigel Mansell fazendo a equipe relembrar um pouco os bons momentos dos anos 70 e inicio dos anos 80 da equipe Francesa, Só que De Cesaris acabou batendo na primeira volta após largar da 13ªposição. No Campeonato já estava o Veterano piloto Francês bem na frente do Italiano Laffite com 10 pontos contra 3 do jovem De Cesaris.

Foyhtvtd

Vzmbfjzi

U0uvxggd

Y83dq0pz

Rocfb4p2

Mysd6ozv

Dbgq98ye

8zqtombr

Já na Áustria a equipe começava uma sequência de várias corridas sem pontuar, Um grid Ruim com Laffite em 15º e De Cesaris em 18º, Na corrida Laffite até tentou chegar nos pontos, Mas o  motor quebrou na 43ªVolta deixando ele na mão e o italiano durou 13 voltas até que na 14ªVolta o desastrado piloto acabou provocando um dos acidentes mais espetaculares e assustadores acidentes da história da Formula 1, De Cesaris capota varias vez no ar até cair no chão.

Por incrível que pareça, ele saiu ileso dessa, Mas para Guy Ligier a posição do piloto estava balançando mesmo após esse acidente, Na Holanda em Zandvoort uma outra corrida para se esquecer ambos os pilotos abandonaram a corrida (de Cesaris largando em 18º quebrou o turbo na 18ªVolta e Laffite em 13º no Grid de largada acabou abandonado com problemas elétricos).

Vídeo do Acidente:

Para Andrea de Cesaris a Holanda seria a última corrida na Ligier, Guy Ligier o dispensou para contratar um outro jovem, O Francês Phillpe Streiff que tinha feito uma corrida na Formula 1 em 1984 pela Renault.

Apesar da Troca de pilotos Monza não foi uma das melhores corridas da temporada para Guy Ligier vendo seus pilotos largando da 10ªFila do Grid de largada (Streiff em 19º e Laffite em 20º) pelo menos Streiff levou o carro até o final da prova chegando na 10ªposição fazendo mais do que de Cesaris tinha feito nas últimas corridas e Laffite acabou quebrando o motor na 41ªVolta. Na Bélgica não melhorou muita coisa, no Grid os carros ficaram na nona fila com Laffite na frente de Streiff, Na Corrida Laffite acabou nas voltas finais sofrendo um acidente e ficando classificado ainda em 11ºlugar, Streiff levou seu carro até o final na 9ªposição

Em Brands Hatch valendo pelo GP da Europa a Ligier voltava a fazer uma grande corrida com o estreante Phillipe Streiff largando numa impressionante 5ªposição sendo essa a melhor classificação da equipe de Guy Ligier em 1985, Na Corrida Streiff largou mal e ficou muito atrás da posição aonde largou, Mas Laffite fazia uma grande corrida e por muito tempo mesmo em 3ºlugar até que ele teve problemas nos boxes e caiu para o 8ºlugar, Tentou a recuperação mas acabou quebrando o motor na volta 60 deixando uma corrida que poderia ter sido o melhor resultado da Ligier na temporada, Streiff nas voltas finais estava em 6ºlugar mas acabou perdendo 2 posições e ficando somente na oitava posição.

Na prova da África do Sul a equipe de Guy Ligier não foi por que a França pediu para os times franceses não disputarem a prova na África do Sul através do ministério dos esportes e a Ligier que tinha ligação com o presidente da república da França François Mitterrand o time azul não demorou muito para dizer que não iria correr nessa prova. A Renault e a Falida RAM também não foram para essa corrida e acabaram não sendo punidas por que elas alegaram motivos de Força maior.

Dai restava a prova da Austrália para a Ligier sair dos 13 pontos ganhou e da 8ªposição no mundial de construtores, Nos treinos ambos vão muito mal com Streiff em 18º e Laffite em 20ºlugar e o que indicava que seria um final do ano decepcionante, Mas na corrida ambos os carros resistiram e os pilotos evitaram confusão até o finalzinho da corrida quando Laffite estava em 2º e Streiff em 3ºlugar, nas voltas finais Streiff que estava em 3ºlugar tentou passar Laffite e o jovem piloto se chocou com Laffite que nada sofreu e Streiff quebrou a suspensão e ainda assim continuou na corrida se arrastando nas voltas finais.

No final da corrida Keke Rosberg levou a corrida e a 46 segundos depois veio Jacques Laffite e logo depois se arrastando em 3ºlugar veio Philippe Streiff que não iria ficar na equipe em 86 já que ele tinha acertado com a Tyrrell antes dessa corrida e com esse duplo pódio a Ligier chegava a 4 pódios na temporada e aos 23 pontos levando a equipe de Guy Ligier para honroso 6ºlugar no mundial de pilotos a 3 pontos da Brabham e Jacques Laffite terminou o campeonato na 9ªposição no auge de seus 41 anos mostrando ainda todo o seu talento como piloto de altíssimo nível. Após esse positivo resultado e com atuações muito boas aumentava as expectativas para o ano de 1986 que seria fantástico para a Formula 1.

Números da Ligier em 1985

Gps: 30
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 4
Pontos: 23
Chassi: JS25
Projetistas: Michel Beaujon, Claude Gallopin e Henri Durand
Motor: Renault EF4B V6 turbo
Pneus: Pirelli
Pilotos:
Andrea de Cesaris
Jacques Laffite
Phillipe Streiff
Número de Voltas Completadas: 1.311

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic

Especial Ligier: 19761977197819791980198119821983 – 1984

F1 Formula 1 Formula 1 - 1982 Fotos História Ligier

Especial Ligier : Temporada de 1982

Published by:

1982, ano que ficou marcado como um ano maluco e Trágico na Formula 1 e para a Ligier foi um ano muito confuso por causa de um conflito interno que acabou atrapalhando nas decisões da equipe nessa temporada. Os Motores Matra continuaram na equipe e também o Francês Jacques Laffite e foi contratado o jovem piloto Americano Eddie Cheever que veio da equipe Tyrrell, Para as primeiras corridas do campeonato a Ligier usaram o Chassi JS17 que acabou bem o ano de 1981. Ai se imaginava que a Equipe iria ter um desempenho pelo menos digno.

Mas o que se viu foi que o chassi estava ultrapassado e a equipe estava desorganizado, Na primeira corrida na África do Sul Laffite largou em 11º e Cheever em 17º, Mas ambos deixaram a corrida com problemas de injeção de combustível. Já no Brasil a Ligier conseguiu ser patética e ficar quase na porta de serem eliminados no treino de Classificação Laffite largou em 24º e Cheever pegou a última vaga do Grid por causa de 38 milésimos mais rápido do que o tempo do Téo Fabi que ficou com a primeira posição dos eliminados. E Na corrida Ambos deixaram a corrida sem fazerem nada na corrida.

Depois dessa corrida o JS17 foi aposentado e eles lançaram o JS17B para correr a partir da corrida de Long Beach A Ligier teve uma melhora no seu grid: Cheever em 13º e Laffite em 15º e na corrida Cheever fazia uma grande corrida chegando a esta na 5ªposição até o Câmbio quebrar faltando poucas voltas do final, Já Laffite deixou abandonou por causa de uma batida, Em 3 corridas a Ligier não completou nenhuma prova com seus dois pilotos ainda.

A Partir da Bélgica na primeira corrida que a equipe disputou por que ela acabou boicotando a prova de San Marino junto com outras equipes, Na fatídica corrida na Bélgica em 1982 a Ligier não foi nada bem nos treinos com um 16º de Cheever e um 19º de Laffite, Mas ao contraio das primeiras etapas do campeonato na corrida o carro andou muito bem e ao final de 70 Voltas Cheever alcançava a 4ªposição e Laffite em 10ªlugar, Mas com a Desclassificação de Niki Lauda por ter o carro abaixo do peso mínimo do carro o Conduziu o jovem norte-americano para o primeiro pódio da carreira.

Já em Mônaco animado com o resultado da Bélgica com um novo carro, O JS19. Mas o resultado do final de semana foi um balde de água fria, Ambos os pilotos conseguiram se classificar para a corrida (Cheever em 16º e Laffite em 18º) Na corrida ambos deixaram a prova e o que mostrou que o Chassi ainda estava pouco desenvolvido para disputar corridas e com isso o JS17B volta em cena em Detroit aonde a Ligier tem seu melhor final de semana, Eddie Cheever largou em 9ºlugar e correndo em casa só termina atrás do vencedor da corrida que foi o John Watson e Laffite largando do 13ºlugar completando a prova em 6ºlugar, Aliás o francês estava fazendo um ano muito aquém do que ele fez na temporada passada. Com todos os problemas da Ligier eles já tinham 11 pontos no campeonato.

Na prova que marcou a metade do campeonato no Canadá marcada pela morte dramática de Ricardo Paletti acabou Eddie Cheever quase conseguindo o 4ºlugar mas acabou fora dos pontos por falta de combustível após largar do 12ºlugar. Laffite largando em 19º abandonou a corrida nas primeiras voltas.

Após essa corrida a Ligier resolve recolocar o JS19 na pista, Só que ainda mantem o JS17B com um dos pilotos, Na Holanda Laffite largou em 21º e Cheever com o JS19 nem conseguiu a classificação fazendo com que o Francês representasse sozinho o time Francês o que não adiantou muito pois Laffite deixou a corrida. Na Inglaterra em Brands Hatch o JS19 foi conduzido pelo Francês Jacques Laffite que conseguiu levar o carro ao 20ºlugar no Grid de largada e Cheever com o JS17B largou em 24ºlugar. Na corrida Laffite fazia uma grande corrida e quando chegou ao 6ºlugar acabou por quebra de Câmbio deixando a corrida, Já Cheever fazendo boa corrida de recuperação até deixar a prova com problemas de Motor.

    Cheever conquistou 3 pódios na temporada de 1982

Cheever conquistou 3 pódios na temporada de 1982

Depois desses resultados o JS17B é deixado de lado e o JS19 foi colocado em cena pelo resto do ano pois já julgava que o JS19 já tinha melhor desempenho do que o Chassi anterior, Mas na França uma corrida apagada, Laffite largou em 16º e completou a prova em 14º e Cheever largou em 19º e completou em 16º, Na Alemanha as coisas melhoraram um pouco até por que Laffite largando do 15ºlugar e conseguiu chegar nas primeiras posições na corrida até ter problemas de manuseio do carro e deixar a prova. Cheever largou em 12º e também deixou a prova por manuseio, Na Áustria numa corrida em que 19 pilotos deixaram a prova o Francês Jacques Laffite tendo a Ligier que mais quebrava do que terminava corridas acabou completando a prova em 3ºlugar após largar em 14ºlugar. Cheever largou em 22ºlugar e deixou a prova com problema na válvula do seu carro.

Na parte final da temporada a Ligier melhoraria muito, Não foi no caso da corrida da Suíça em Dijón na França aonde os dois pilotos da equipe não conseguiram levar o carro a um bom desempenho Laffite deixou a prova por problemas de manuseio do seu carro após largar do 13ºlugar e Cheever não se classificou pois ficou a 10 voltas do vencedor após largar do 16ºlugar.

Na Itália Cheever fez mais uma grande final de semana ao largar do 14ºlugar e terminar a corrida no 6ºposto marcando mais um ponto na temporada, Laffite já não foi bem largando do 21ºlugar e abandonou com problemas de Câmbio na 5ªVolta, Na prova derradeira de 1982 no estacionamento de um Casino em Las Vegas Cheever fez um final de semana fantástico largando da 4ªposição que foi a melhor posição da Ligier em 1982 ele correu o tempo inteiro nos primeiros lugares e acabou no pódio na 3ªposição levando o terceiro pódio na Temporada e o 4ª da Ligier no ano, Laffite largando do 11ºlugar acabou abandonando com problemas de ignição.

Após todos os conflitos internos na Ligier que acabaram refletindo nas pistas a Ligier quebrou demais na temporada, Mas ainda assim levou 20 pontos na temporada e confirmando o talento que era o Eddie Cheever que levou 15 dos 20 pontos da Ligier, Já Laffite ficou a desejar no campeonato marcando apenas 5 pontos.

Foram 4 pódios em 29 corridas na temporada levando o time ao 8ºlugar no mundial de construtores que pelo que o time sofreu em 82 estava de bom tamanho, Com o fim do efeito Solo em 1983 a Ligier partiria para a próxima temporada sem os dois pilotos pois Cheever iria para a Renault e Laffite iria para a Williams. Seria uma nova fase para o time francês, Se seria melhor ou não veremos no próximo post da temporada de 1983.

Números da Ligier em 1982:

Gps: 30 (Largou em 29 Gps)
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios:3
Pontos: 20
Motor: Matra MS81 -12 Cilindros
2.993 Cm³ -520 cavalos em 13.000 RPM
Pilotos:
Eddie Cheever
Jacques Laffite
Número de Voltas Completadas: 1.134
Pneus: Michelin

Ligier JS17
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico) e Michel Beaujon (Design)
Chassi: Monocoque em Alumínio
Peso: 585 kg
Transmissão: Hewland FGB 400 com 5 Marchas
Combustível e Lubrificante: Elf
Amortecedores: Koni
Freios: Freios a  disco
Comprimento:
Distância entre eixos: 2780 mm
dianteira: 1710 mm
traseira: 1678 mm

Ligier JS17B
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico) e Michel Beaujon (Design)
Chassi: Monocoque em Alumínio

Ligier JS19
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico) e Michel Beaujon (Design)
Chassi: Monocoque em Alumínio
Peso: 590 kg
Transmissão: Talbot-Ligier/Hewland com 5 Marchas
Combustível e Lubrificante: Elf
Comprimento
Distância entre eixos: 2700 mm
dianteira: 1800 mm
Via traseira: 1600 mm

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap / Formel1mic

Capítulos Anteriores:

Temporada de 1976
Temporada de 1977
Temporada de 1978
Temporada de 1979
Temporada de 1980
Temporada de 1981

F1 Formula 1 Formula 1 - 1981 Fotos História Ligier

Especial Ligier : Temporada de 1981

Published by:

1981

A Ligier partia para a sua 6ªTemporada, e tentando buscar ascender mais e mais e dessa vez tentando o Titulo dos Construtores e dos Pilotos. para isso a equipe manteve o seu principal piloto o Francês Jacques Laffite, Trocou os motores Ford Cosworth pelos Matra que ganhou mais de 40 cavalos de potência e contratou o Francês Jean-Pirrie Jabouille, Mas como ele não tinha condições de corrida, então o outro Francês Jean-Pirrie Jarier para substituir Didier Pironi que iria pilotar pela Ferrari. Com a manutenção da estrutura, a Ligier era uma das candidatas ao Titulo junto com a Williams, Brabham, Renault e Ferrari.

Mas infelizmente o inicio os resultados não foram muito animadores. na Estreia em Long Beach um 10ºlugar de Jarier e 12ºlugar de Laffite no Grid, Mas Ambos não completaram a corrida, Jarier com problemas na bomba de combustível e Laffite por causa de Colisão. Na Segunda corrida a equipe já teve um desempenho um pouco melhor, Mas muito longe das suas expectativas. No Chuvoso GP do Brasil Laffite que largou em 16º terminou a corridaem 6º e marcou seu primeiro ponto na temporada e Jarier Largando do 23ºlugar completou a prova em 7ºLugar.

Jean-Pirrie Jabouille volta ao time a partir da etapa da Argentina, Mas nem nessa corrida e nem em San Marino a Ligier se saiu bem, Na Argentina Jabouille nem conseguiu colocar o carro no Grid de largada e acabou não classificado em San Marino, Enquanto que Laffite não completou ambas as corridas.

Só a partir do GP da Bélgica é que a Ligier consegue um grande resultado, Jacques Laffite largaria em 9ºlugar e após 54 voltas em Zolder o Francês chegou a 36 segundos atrás de Carlos Reutemann que venceu a corrida e foi para o pódio junto do Argentino Reutemann e do Inglês Nigel Mansell, Jabouille largou em 16ºlugar e acabou abandonando com problemas de Transmissão.

Em Mônaco Jabouille teve outro fracasso, não classificando para a prova em Mônaco, Mas Laffite  teve mais um final de semana feliz, Após largar da 8ªposição e encerrar a prova em 3ºlugar chegando de novo ao pódio.

Na Corrida seguinte em Jarama na Espanha Laffite faz grande final de semana, Com 1:13,754 ele garantiu a primeira pole na temporada de 1981 para a Ligier que pelo menos para o Veterano piloto francês de 37 anos vinha em ascensão, Já Jabouille largava em 19º quase 3 segundos mais lento que Laffite.

Na Corrida Laffite teve uma péssima largada caindo para o 11ºlugar, Mas partindo de uma recuperação incrível o Francês galgou posição a posição até que na volta 62 quando Laffite passou a John Watson assumindo o 2ºlugar. E Dai Laffite lutou para ultrapassar ao Canadense Gilles Villeneuve, Mas era o dia de Gilles que com uma Ferrari que se mostrava uma decepção não tão grande como a de 1980 mas ainda assim com um desempenho decepcionante ele conquistou a vitória com Laffite, Watson, Reutemann e De Angelis todos separados por apenas 1.231 segundos, Em Três corridas Laffite conseguia 16 pontos dos 17 que ele já tinha conquistados na temporada e estando na 5ªposição no campeonato, a Ligier tinha naquele momento tinha a 4ªposição com os 17 pontos feitos por Laffite contra 61 da Williams, 26 da Ferrari e 25 da Brabham, Com a Williams dominando era praticamente impossível lutar pelo campeonato de construtores já com que a Ligier não tinha um segundo piloto. E Para Jabouille o GP da Espanha foi o último GP da Carreira, Ele devido a um acidente em 1980 no GP do Canadá quando estava na Renault ele teve a perna quebrada e os desempenhos dele mostraram sua falta de Condições físicas. Com isso Jabouille saiu da equipe e para o seu lugar entrava um piloto que estava na Theodore (Equipe de F1 de Hong Kong) O Jovem Partick Tambay que já tinha feito um ponto no campeonato com esse carro de equipe pequena.

Tambay Estreou na Ligier no GP da França na casa da equipe Azul, Mas não fez muita coisa, Largou em 16º e acabou tendo problemas de Rolamento de Roda e deixou a corrida, Já Laffite que largou em 6ºlugar teve problemas na suspensão e deixou a prova.

Na Inglaterra um Grid fraco para Laffite e Tambay, eles largaram em 14º e 15ºlugar respectivamente, Na Corrida Laffite fez grande corrida e conseguiu o pódio na 3ªposição, Já Tambay abandonou a corrida com problemas de Ignição. A Mesma coisa acontece na Alemanha, Laffite novamente no pódio em 3ºlugar após largar numa posição melhor (7ºlugar), Já Tambay Continuava tendo azar, Após largar na 11ªposição o Francês abandonava a corrida. Se para Laffite ele estava mantendo alguma chance de Título para a Ligier era ruim pois estavam tendo pontuação apenas com 1 piloto e isso estava comprometendo o campeonato de Construtores para eles.

Na Áustria na fantástica pista de Osterrechring Laffite largou na 4ºposição com seu Ligier-Matra e fazendo uma grande corrida o velho Francês levou a Ligier a 7ªvitória na sua História na Formula 1, Laffite passou as Ferraris de Villeneuve e Pironi, Passou Piquet e depois esperou a Quebra de Prost e na volta 39 Laffite passou a Arnoux e administrou a Vitória após 53 voltas numa chegada apertada entre ele, Arnoux, Piquet e Jones. Laffite passava a ter 34 pontos e estava a 11 de Reutemann e a 5 de Piquet na terceira posição o título de pilotos começava a ser muito possível para esse grande piloto Francês. Já Tambay largou em 17ºlugar a acabou deixando a prova ainda na parte inicial de prova com problemas de Motor.

Na Holanda e na Itália foram corridas para se esquecer, Na Holanda Laffite largou em 6º e Tambay em 11º e acabaram ambos batendo e deixando a corrida. Já na Itália Laffite largaria em 4º e Tambay largaria em 15º lugar e o vilão dessa vez foi furo de pneu em ambos os carros. Com duas provas para terminar o campeonato o Título para Laffite se via distante das suas mãos com 34 pontos ele estava a 15 pontos sobre Reutemann e a 12 sobre Piquet além dos 3 pontos sobre Prost e Jones. Mas tudo poderia acontecer com 18 pontos ainda em jogo.

E não é que aconteceu o Diluvio em Montreal, Todo mundo se lembra da Heroica pilotagem de Gilles Villeneuve, Mas Laffite fez uma corrida espetacular nesse dia e largando da 10ªposição o piloto Francês venceu a corrida e com os 9 pontos ele saiu do Canadá ainda com possibilidades de título com um carro  que se demonstrava não ser muito rápido, Mas que com o Talento de um piloto como Laffite compensou as deficiências do equipamento. Se Laffite levava a Ligier para a 8ªvitória na sua carreira o outro piloto da equipe Partick Tambay abandonava sua 7ªcorrida em 7 participações na Ligier com problemas de Rotação que obrigaram ele a deixar a prova mais uma vez nas primeiras voltas de prova.

Em Las Vegas num estacionamento de um Casino seria realizada a decisão do Título de 1981 entre Reutemann com 49, Piquet com 48 e Laffite com 43. Laffite só tinha uma opção para ser o campeão: Se ele vencesse a prova desde que Reutemann não passasse do 5ºlugar e que Piquet não passase do 4ºlugar para que a Festa do campeonato seja Francesa.

Os Treinos Partick Tambay conseguiu a 7ªposição no Grid de largada e Laffite um 12ºlugar contra o 1º de Reutemann e o 4ºlugar de Piquet.

A Corrida foi uma coisa de doido, Partick Tambay teve um acidente doido, a Parte da frente foi destruída de uma forma que não sabemos como foi, O piloto estava mancando depois do acidente. Já Laffite viu problemas com o Reutemann e Estava na Frente de Piquet, até a metade da corrida parecia que as coisas conspiravam a favor do piloto Francês, Mas Faltando 30 voltas para o final seu carro perde rendimento e ele cai lá para trás, para o 8ºlugar, Ainda no final consegue ganhar posições de Reutemann e de Watson e com isso salva um ponto, Mas que foi insuficiente para conquistar o título até por que Piquet fez 2 pontos com o 5ºlugar e faturou o campeonato de 1981, Laffite perdeu o terceiro lugar para Alain Jones e acabou o campeonato com 44 pontos ganhos com 2 vitórias, 1 pole, 7 Pódios e 1 melhor volta. E os mesmos 44 pontos a Ligier levou na temporada já que nenhum dos pilotos que correu como companheiro de Laffite conseguiu marcar algum ponto no campeonato. A Ligier fechou o ano em 4ºlugar no Mundial de construtores, As Atenções estavam agora voltadas para a temporada de 1982 e as expectativas são as melhores já que eles já estavam entre as melhores equipes da Formula 1 na era atual.

Números da Ligier em 1981:

GPS: 30 (Largou em 27 GPS)
Vitórias: 2
Poles: 1
Pódios: 7
Pontos: 44
Pneus: Michelin
Motor: Matra V12 3.0 Litros
12 cilindros em V – 2993 cm³
Potência: 520 Cavalos a 13.200 RPM
Pilotos:
Jacques Laffite
Jean-Pirrie Jabouille
Partick Tambay
Número de Voltas Completadas: 1.114

Ligier JS17
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico) e Michel Beaujon (Design)
Chassi: Monocoque em Alumínio
Peso: 585 kg
Transmissão: Hewland FGB 400 com 5 Marchas
Combustível e Lubrificante: Elf
Amortecedores: Koni
Freios: Freios a  disco
Comprimento:
Distância entre eixos: 2780 mm
dianteira: 1710 mm
traseira: 1678 mm

 

Vídeo do Acidente do Partick Tambay em Las Vegas:

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Fotos: Bestlap / Formel1mic

Capitulos Anteriores:

Temporada de 1976
Temporada de 1977
Temporada de 1978
Temporada de 1979
Temporada de 1980

F1 Formula 1 Formula 1 - 1980 Fotos História Ligier

Especial Ligier : Temporada de 1980

Published by:

A Temporada de 1980 a Ligier precisaria confirmar que era uma das forças da Formula 1, para isso projetou um novo Chassi com conceitos do Chassi de 79, o JS11-15. Manteve Jacques Laffite e Contratou o Jovem Didier Pironi para o Segundo Carro da Ligier e o Motor continuava sendo os motores Ford.

A Temporada da Ligier começou muito bem, na primeira corrida na Argentina a Equipe ficou com o 2º e 3º Lugar no Grid Com Jacques Laffite e Didier Pironi respectivamente, Porém Nenhum dos dois pilotos terminaram a corrida com problemas no motor. A Equipe conseguiu se manter forte, Conseguiu os primeiros pontos com Pironi no GP do Brasil com o 4ºLugar após largarem em 2ºlugar com Pironi e em 5ºlugar com Laffite.

Na África do Sul conseguiu um duplo pódio com Laffite em 2º e Pironi em 3º, Em Long Beach a Ligier fez uma corrida discreta demais e após um treino fraco com Pironi largando em 9ºlugar acabou salvando 1 ponto ficando em 6ºlugar. Laffite em 13º no Grid Abandonou a corrida.

Em Zolder a Ligier mais uma vez colocou seus pilotos bem colocados no Grid com Pironi em 2º e Laffite em Terceiro, Em solo Belga a equipe Azul conquistou sua primeira vitória na temporada com Didier Pironi (5ªVitória da Ligier na Formula 1), Laffite com problemas acabou apenas em 11ºlugar. Em Mônaco Pironi dá a Ligier a primeira pole do ano, Mas acaba se acidentando na prova.

Quem de destacou Laffite foi responsável pelo bom resultado da Ligier largando em 5ºlugar e completando a prova em 2º. Na Casa da Ligier na França (Paul Ricard) Laffite voou baixo e fez a pole position e Pironi em 3ºlugar. Na Corrida Pironi e Laffite conquistam pódio com a vitória para Alan Jones líder do campeonato vencia a prova. Ao final da primeira parte de temporada Jones era o líder com 28, Piquet com 25, Arnoux e Pironi com 23 e Reutemann e Laffite com 16. Nos construtores a Ligier estava com 39 pontos na Vice-liderança do campeonato atrás da Williams com 44 pontos que era a líder do campeonato.

Pironi andou demais em Brands Hatch, mas morreu na praia por causa de 2 pneus furados.

Pironi andou demais em Brands Hatch, mas morreu na praia por causa de 2 pneus furados.

Na Inglaterra dobradinha nos Treinos com pole de Pironi e Laffite em 2º, Mas problemas com os pneus acabaram com a corrida de Ambas as Ligier deixando os dois de fora e vendo Jones vencer e Piquet em segundo abrirem vantagem para Pironi e Laffite. Na Alemanha A Ligier não teve um grande grid de largada: Laffite largaria em 5º e Pironi em 7º. No domingo tudo mudou para Laffite que levou a Ligier a 6ªVitória na Formula 1. Pironi com problemas de Transmissão abandonava a corrida.

Na Áustria os pilotos da Ligier largaram na 3ªFila com Laffite na frente de Pironi que estava com uma maré de má sorte. Pironi abandonou de novo enquanto, Laffite terminou a corrida em 4ºlugar. Na Holanda mais uma vez Pironi abandona uma corrida. (Era o quarto abandono seguido no ano) Largando do 15ºlugar ele bateu na corrida e praticamente deu adeus a disputa do título.

Laffite por sua vez largou em 6ºlugar e subiu ao pódio na 3ªposição. Na Itália a Ligier teve seu pior Grid um destruído Pironi com o 13ºtempo e Laffite num sofrível 20ºlugar. Na Corrida Pironi depois de 4 abandonos voltou a marcar pontos ficando em 6ºlugar, na frente de Laffite ficou em 9ºlugar.

No Canadá já sem qualquer chance de Título os pilotos da Ligier fizeram boas corridas, No Canadá Pironi largou em 3ºlugar e fez excelente corrida, cruzando na frente a mais de 40 segundos de Jones que conquistou o título em Montreal, Mas Pironi queimou a largada e com isso foi punido em 1 minuto jogando o piloto para o terceiro lugar. Laffite ficou em 8ºlugar após largar em 9ºlugar, parando a 2 voltas do final com problemas de Pane Seca.

Em Waltins Glen Pironi largou em 7ºlugar e chegou ao pódio de novo na Terceira posição Laffite largou em 12ºlugar e chegou em 5ºlugar.

Ao final do campeonato Jacques Laffite terminou em 4ºlugar com 34 pontos e Didier Pironi em 5ºlugar com 32 pontos a Ligier fechava a temporada com o inédito Vice-Campeonato (Melhor resultado da História da Ligier na Formula 1) nos Construtores com 66 pontos. Bem longe dos 120 pontos da Williams que foi a campeã. Com 2 Vitórias, 3 Poles, 11 Pódios e 3 Melhores Voltas Completadas.

Jacques Laffite

Jacques Laffite

Gps: 28
Vitórias: 2
Poles: 3
Pódios: 10
Pontos: 66
Motor: Ford Cosworth DFV
8 Cilindros em V com Ângulo de 90º
2 993 cm³
Potência: 475 Cavalos a 11000 RPM
Pilotos:
Didier Pironi
Jacques Laffite
Número de voltas completadas: 1.415

Chassi: Ligier JS 11-15
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design) e
Robert Choulet (Aerodinâmica)
Chassi : Monocoque em alumínio
Peso : 575 kg
Transmissão : Hewland FGA 400 com 5 marchas
Combustível e Lubrificante : Elf
Freios: A Disco
Comprimento:
Distância entre eixos : 2800 mm
dianteira : 1778 mm
traseira : 1608 mm

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap / Formel1mic

Capitulos Anteriores:

Temporada de 1976
Temporada de 1977
Temporada de 1978
Temporada de 1979